Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

Pokémon: The Origins of The Hope

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pokémon: The Origins of The Hope

Mensagem por Oppai_man em Dom 4 Dez 2016 - 19:32


Pokémon: The Origin of The Hope

Sinopse:A historia se passa em em uma Kanto futurista, onde temos gigantes mudanças nas cidades, como de exemplo: novos lideres.
Nosso protagonista da vez se chama Harmony, um jovem garoto que nasceu em Hoenn mas ainda quando criança se mudou para Kanto. Agora com 14 anos decide ter seu primeiro pokémon para partir em uma aventura pelo mundo junto com seus 3 amigos.

OBS: Fanfic recomendada para maiores de 16 anos: contem xingamentos, insinuação de sexo e violência. Se quiser ler, sera por sua própria conta




1° Capitulo:



Era um dia extremamente calmo, mais ou menos 24 graus Celsius, o céu estava totalmente aberto com um sol que dominava o mesmo, era por volta das 8 horas da manha em Viridian.

Harmony estava levantando de sua cama, com um pensamento extremamente otimista como de costume, se vestia pensando em quais pokémon iniciais escolher, sua mente criava varias armadilhas a cada escolha. O mesmo desceu das escadas rumo a cozinha.

– Bom dia Harmony! Dormiu bem?– Disse sua mãe preparando 2 pães com manteiga como sempre ocorria desde que chegou em Kanto.

– Não muito...- Disse enquanto sentava na cadeira cruzando os braços.– Não sei qual pokémon escolher, minha mente cria armadilhas para quaisquer opções.

– Bem, sabe como é a regra aqui em casa, de barriga vazia, nada ira se resolver!

– Sim, eu sei, não estou desanimado nem pessimista,  sei isso é extremamente importante para mim. Sera o primeiro passo para eu me tornar um grande treinador no qual eu sonho!

–Entretanto, sabe que devera visitar a sua querida mãe de vez em quando não é? Se não irei ficar chateada.- Sua mãe botava o café da manhã na mesa, sentava ao lado de seu filho e começaram a conversar enquanto comiam

Alguns minutos depois, todos já haviam tomado o café. Harmony se encontrava na sala, sentando em um sofá, assistindo um programa sobre a elite dos 4

– Mãe, você acha que eu vou conseguir me tornar um campeão de Kanto?.- Olhava para sua mãe que estava atras dele limpando a mesa, expressava uma incerteza que cada vez mais tomava conta de sua mente

– Um campeão? Claro! Quando você deseja tanto o que tem em mente, aquilo em que pensa acaba se tornando realidade, bem, foi assim que eu fui criada.- Soltou uma gargalhada, tentando amenizar a situação e tranquilizar seu filho

– Bem... É que eu... Deixa quieto.- Voltou a assistir ao programa

– O que é isso, não estou te reconhecendo!. Você é mais animado.-. Bagunçou o cabelo de seu filho

– Já são quase 9 horas,  o professor vai chegar já já.

Sua mãe sentou sentou no sofá ao lado de seu filho, ambos começaram a assistir um programa que havia começado recentemente. A campainha toca, assustando sua mãe, que da um salto do sofá, por achar a situação um tanto engraçada, Harmony solta uma risadas.

– Não tem graça, eu quase me machuquei seriamente- Levantava sacudindo a camisa, andou ate a porta e a abriu, não ficou surpresa ao ver que era o professor de que falavam a pouco.

– Bom dia!. O Harmony esta?- Disse o professor que tinha uma maleta estranha em suas mãos.

– Ah sim, ele esta- Abriu mais a porta- HARMONY, LEVANTA DESSE SOFÁ QUE O PROFESSOR CHEGOU!.- deu um grito inesperado, assustando o professor.

– Hey, pra que gritar, mais que merda...- Se levantou do sofá e se dirigiu até a porta.

– Ei, olha como fala ouviu?.

– Err, Harmony, preciso que vá até meu laboratório, para pegar seu pokémon...- Disse o professor um pouco envergonhado da situação.

– A senhora fez a minha mochila?.- Olhou para sua mãe

– Sim, sim, eu fiz, deixe de falar e vá logo para la, preciso arrumar a casa...- Ia ate um quarto que fica no 1° andar, pegou a mochila já pronta e deu para Harmony, o mesmo que já botou em suas costas.- Enfim, só não se esqueça de ligar para mim, se não vou ficar preocupada, e quando estou preocupada, fico com muita raiva.

– Eu que o diga.- Disse Harmony bufando.- Não gosto nem de lembrar...

– Precisamos ir, tem gente esperando no laboratório.- O professor se encontrava totalmente desconfortável.

Harmony balançou a cabeça, concordando com o professor, o mesmo deu tchau para a sua mãe e seguiu o professor, que já estava um pouco a frente, passou se alguns minutos e eles chegaram no local

– Até que não é longe.

– Pois é, vamos entrar.– O professor abriu a porta e foi surpreendido com um grito que ele não esperava

– MAS QUE DEMORA, PORRA, FIQUEI AQUI QUASE UMA HORA SOZINHA ESPERANDO A MERDA DO MEU POKÉMON, JÁ SÃO 8 E 50- Uma menina estranha gritou batendo os pés no chão, seu cabelo era loiro, usava uma camisa rosa com estampas amarelas em formas de estrela com um short jeans curto.

– Calma ai, não é para tanto, não mandei você chegar 7 horas da manhã aqui, nem mesmo tinha aberto o laboratório e você já batia na porta gritando o meu nome- Andou até uma mesa enorme e botou a maleta em cima dela.

– Viollet, es tu?– Falou ironicamente, caçoando da menina.– Achei que fosse um homem, é igualzinho de rosto, se não fosse pelo corpo, dava para se confundir!

– O QUE VOCÊ FALOU FILHO DA PUTA, HOMEM É AQUELA KENGA DA SUA MÃE, ELA NÃO LHE PARIU E SIM LHE ABORTOU, SEU RESTANTE DE MERDA!– Pegou uma coisa para jogar em Harmony, mas foi interrompida quando 2 pessoas entraram no laboratório.

– Deixa de gritaria, ainda é de manhã...– Falou um garoto de cabelos pretos, usava um óculos, uma camisa polo e uma calça jeans- Ninguém é obrigado a ouvir a briga de um casal.

– TEM CASAL NA PARADA? CURTI UNS A 3 E PAH, TA LIGADO? – Falou o garoto logo atrás do de óculos, ele usava uma camisa havaiana e um short elástico.

– Só podia ser, o cdf e o idiota também estão nessa também, eu mereço... – Viollet botou as mãos na cintura e começou a reclamar.

– Você só reclama né?– Falou Harmony

– Não é da sua conta...– Violett olhou para Harmony

– Enfim, deixando de lado os vários elogios, aqui esta as pokébolas que contem os pokémons.– O professor abriu a maleta que continha 4 pokébolas.– Aqui tem quatro pokémons, cada um deve escolher seu inicial e ir para Pewter enfrentar o líder Syrus

– Ei velhote, e as pokébolas? Como vamos capturar os pokémons?– Disse o garoto de óculos

– Neji, escolha primeiro o seu pokémon, ai depois vai pegar as pokébolas, tenha paciência...

– Eu escolho primeiro, pois sou uma dama.– Violett deu um passo a frente e estendeu a mão para uma das pokébolas.

– Uma dama? Serio que você acha isso?– Falou Harmony

– OLHA AQUI SEU.– Violett foi interrompida pelo professor.

– Vamos logo com isso, tenho mais o que fazer.

– Ta bom, ta bom.– A garota voltou a se concentrar na escolha e acabou pegando o da direita.

– Você pegou um bulbassaur, parabéns e cuide bem dele.

– Meu deus, quanta animação.– Violett ironizou o que o professor acabou de falar enquanto voltava ao seu lugar

– Agora é a vez do mais inteligente!– Neji deu um passe a frente e escolheu o que agora era o ultimo da direita.

– Neji, o seu é um charmander, próximo...

– Agora sou eu, sai pra la que eu to chegando em!- Como todos os outros, o garoto de camisa havaiana deu alguns passos ate a maleta, pegou seu pokémon e voltou para onde estava.

– Simon, o seu é um squirtle

– Acho que era para eu escolher um não é?. Por que eu sempre sou o ultimo e sempre não escolho?–Harmony andou ate a maleta reclamando, pegou a pokébola restante e esperou ali mesmo. – O que que tem aqui dentro, deve ser algum pokémon forte pakarai, tipo um graveler ou um onix

– Um Eevee.– O professor se virou e pegou uma sacola que estava ao lado da maleta.

– Um Eevee? Serio?

– Deixa de reclamar, parece ate uma mulherzinha!–Viollett ficou ao lado do lado esquerdo de Harmony

– Diferente de você.– Harmony olhou para Viollet

– Sera que da para pararem de brigar por alguns minutos? –Neji ficou do lado esquerdo de Harmony

– Neji, em briga de marido e mulher, ninguém mete o garfo.– Simon andou ate o lado de Neji

– É tão idiota que não sabe nem o ditado... Meu santo deus...–botou a mão na cara e balançou a cabeça

– Enfim, aqui esta as pokébolas e a pokedex de cada um dos 4, bem, vocês receberam 5 pokébolas para usarem como quiserem, e uma pokedex que serve para registrar os pokémons que capturam.– O professor falava enquanto entregava as pokébolas e a pokedex na mão de cada um.

– Okay!– falou Harmony enquanto pegava a pokédex

Os 4 ficaram la por mais ou menos uns 3 minutos, olhando para a cara do professor, como se estivessem esperando mais alguma coisa.

– Vão ficar com cara de cu olhando pra mim é? Se movam, e vão para Pewter, tenho mais o que fazer..

– Mais respeito!– Disse Neji!

– Ah, me desculpe, deixa eu consertar – olhou para Neji – Vão ficar com cara de anus olhando diretamente para mim?. Por obsequio, andem, e vão para a cidade de Pewter por favor!

– Heh!– Harmony soltou alguns risos

– Toma!.– Viollet junto com Harmony soltou alguns risos

– Eu não entendi.– Disse Simon coçando a nuca

– Por isso seu laboratório é em uma casa totalmente aos pedaços, não tem educação e os clientes não lhe pagam!– Retrucou Neji

– Quer que eu tome o seu pokémon?. Ou melhor, os pokémons de vocês?– O professor olhava para todos ali.

– Não não não não, nem precisa, o cdf já ficou quieto!– Disse Viollet empurrando Neji para fora do laboratório.

– Valeu teacher!– Harmony falou em um tom de sarcasmo enquanto saia do laboratório

– Nhe...– Simon seguiu Harmony

– Eu mereço...– Disse o professor se arrependendo e balançando a cabeça.– Eu ainda vou me arrepender...

Todos já se encontravam a alguns metros de distancia perto da casa de Neji

– Enfim, acho que é aqui que nos despedimos!– Falou Harmony

– Pois é, já aguentei vocês demais!– Viollet olhou para os 3 garotos

– Hmm, ok!– Neji concertou seus óculos

– Ei, vamos todos para Pewter não é?.– Simon, inesperadamente fala

– Sim!.– Os três respondem ao mesmo tempo?

– Porque não vamos juntos?.– Simon falou, estendendo as duas mãos pro céu.– Sinto que o grande goku-sama esta querendo isto!

– Sou mais o Zeno...– Disse neji

– Okay okay, deixem de otakices e se for para irmos todos juntos vamos logo, temos que passar pela floresta de viridian!– Viollet retrucou

– EI, EU AINDA NÃO CONCORDEI COM ISSO!

– Foda-se! Sua opnião não é importante!

– ....– Harmony abaixou a cabeça.– Não precisava disso...

Os 4 garotos seguiram até a floresta de Viridian, andaram um pouco até encontrarem um pokémon no chão que se parecia com um passaro, Neji antes de todos, soltou seu Charmander, todos olharam para o mesmo com um olhar mortal.

– Fela da puta!– Sussurou Harmony

– Vocês são lentos demais, VAMOS LA CHARMANDER, ARRANHÃO!.- O Charmander obedeceu a ordem e correu para atacar o pokemon. Enquanto Charmander atacava, neji pegou sua pokedex e apontou para o pokémon, a mesma disse:" Pidgeotto, um pokémon passaro: Pidgeotto reivindica uma área grande como seu próprio território. Este pokémon voa ao redor, patrulhando seu espaço vivo. Se seu território é violado, não mostra nenhuma misericórdia em punir o inimigo. Possui grandes e afiadas garras."–Perfeito!.

Charmander atacou o Pidgeotto fazendo com que ele batesse suas costas em uma arvore, no instante em que bateu, levantou voo.

– O Charmander tem quais ataques?.- Neji perguntou a si mesmo, quando do nada a pokedex fala: "Charmander, ataques: Arranhão, balanço de cauda e brasas".- Wow, gostei dessa pokédex... VAMOS CHARMANDER, BRASAS!– Charmander abriu sua boca e soltou varias rajadas de chamas curtas em direção ao Pidgeotto, o mesmo que desviou rapidamente. Neji deu a mesma ordem, e acabou acertando Pidgeotto que caiu inconsciente, como dito por seu pai uma vez, jogou a pokébola no Pidgeotto, ela se mexeu poucas vezes, assim Neji acabou a capturando.- Isso ai, sou foda!

- Pidgeotto...!. Já sei, se liguem nessa, eu comprei um suco, ele tava podre, ai eu pidge otto HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA.- Simon dava uma risada um tanto quanto estranha e assustadora

– Para, isso ta me assustando...– Viollet começou a se afastar de Simon

– A mulher macho se assustou? Que novidade, olha, bem que você disse que tinha mudado.– Harmony começa a rir descontrolavelmente

– Ei, deixem de brincadeira e vamos, está ficando de noite, e essa floresta assusta demais de dia, imagine de noite...!– Neji olhava desconfiado pro céu

– Ok, como quiser, mulherzinha.– Falou Viollet segurando o riso

– Ta baum.

– Fazer oque?.

– Ah, Viollet, apara a barba da próxima vez por que ta difícil ai, ta assustando mais que a risada do Simon...– Neji falou e todos os outros riram

– SEU CDF!– Ficou envergonhada e tampou a boca

Os 4 jovens seguira até pararem em um local perto de um lago, onde fizeram 4 barracas, uma fogueira e deitaram para dormir, esperando o outro dia.

_____________________________________________

No proximo capitulo:

– Hey, esse ai é meu!– Harmony Puxou sua pokébola e soltou seu Eevee

– Eevee, INVESTIDA!

-------------------------------------------

– YO BROW, NÓS SOMOS DA EQUIPE HELLS E QUEREMOS SEUS POKÉMONS

– Vamos golem, use o rolar!

______________________________________________


Notas do autor:
Notas finais:
Bem, neste capitulo principal, foram apresentados 4 pessoas: Neji, Viollet, Simon e o nosso protagonista o Harmony. De inicio já se percebe a personalidade diferencial de cada um.
Eu sou Jhonny, o cara que é mal pago pelo dono da fanfic e que logo logo ira processa-lo, mas antes ele mandou lembranças dizendo que era para todo mundo se.... ah sim, tendi, para todo mundo.... O CHEFE, A LETRA TA HORRIVEL, FAZ UMA AULA DE GRAFIA AE

Chefe: FAZ LOGO ISSO QUE EU NÃO TE PAGO PARA DAR OPINIÕES

Nossa, ta de tpm é?

Chefe: QUER SER DESPEDIDO

Nada...

Chefe: E EU NÃO TO DE TPM, OBRIGADO!

Ta baum então, enfim, nós temos, como eu disse 4 personagens:

O personagem que é irônico sarcástico e otimista( e que sua opinião não é muito importante)- Harmony

O personagem realista, inteligente que e extremamente galanteador- Neji

O personagem zueiro, idiota, que não ta nem ai, mas que gosta de ficar junto dos colega e curte um a 3- Simon

A personagem que todo mundo zoa, mas que gostam muito, que também é estressada, chata as vezes, grita pakarai mas tem um senso de justiça otimo, adora pokémons fofos e... O CHEFE E MUITHA COISA

Chefe: Então bota etc...

Okay

A personagem que todo mundo zoa, mas que gostam muito, que também é estressada, chata as vezes, grita pakarai mas tem um senso de justiça otimo, adora pokémons fofos e etc...

ATE E BJUNDA POVO CHEIROSO!.

Para o chefe não me deixar com fome desnutrido e etc... Aqui está a ficha para participar:
Nome: ( Your name :v, manjo dos english )
Idade: ( Não pode passar de 17 )
O que que ser: ( Parceiro de jornada, rival,  grunt )
Pokémon inicial: ( Pokemons iniciais da região de Johto/Hoeen/Sinnoh e Unova. Pokémons especiais: Eevee, Riolu, Togepi, Magby, Elekid ( Os pokémons especiais que forem escolhidos já não poderão ser mais utilizados! ) Concentrated
É só isso, agora poderei comer athe mais bjunda e etc!! Thoughtful  Dude Come On  Determined  Soon Computer  Gonna Be Awesome


Última edição por Oppai_man em Qui 8 Dez 2016 - 16:20, editado 6 vez(es)
avatar
Oppai_man
Membro
Membro

Masculino Idade : 15
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 04/12/2016


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Origins of The Hope

Mensagem por tshaman em Dom 4 Dez 2016 - 20:42

Olá colega, bem vindo ao fórum.
Já tinha visto sua fic no outro site, mas evitei de responder lá por que acho um pouco ruim o sistema de interação.

Espero que entenda que estou tentando fazer uma crítica construtiva, não fique magoado e nem desista de prosseguir sua estória.

Então vamos:

Tem MUITAS coisas a serem corrigidas só nesse primeiro capitulo, tantas que eu achei melhor ir por partes e tentar ser o mais didático possível. Vários vícios de quem começou a escrever a pouco tempo e erros gerais de como usar a língua portuguesa.

Por partes:


Primeiramente

A coisa mais simples de se resolver: Formatação.

O texto está centralizado, sem quase nenhum espaço. Fica MUITO dificil de ler com esse tipo de formatação, incomoda os olhos de quem está lendo tanto pela tela do pc quanto pelo celular.
Alinhado a esquerda, com parágrafos e com um espaço entre os grandes blocos de narração ajudam




Segundamente


Esse é um pouco mais complicado mas ainda é fácil de corrigir.
Diálogos:
Está faltando o "-" depois que a fala dos personagens é concluída, vide exemplo:


"- Entretanto, sabe que devera visitar a sua querida mãe de vez em quando não é? Se não irei ficar chateada. Apos a frase, sua mãe pôs o cafe da manhã na mesa, estava com um sorriso contagiante."



Seria

"- Entretanto, sabe que devera visitar a sua querida mãe de vez em quando não é? Se não irei ficar chateada. - Apos a frase (...)"



E mais, os dialogos estão robóticos, engessados, nada realistas.

Veja, que adolescente fala com a mãe assim:?


"- Sim, eu sei, não estou desanimado nem pessimista, pois isso ira ser o primeiro passo para eu me tornar um grande treinador no qual eu sonho!"


Nenhum cara, ninguém fala assim em lugar nenhum. Num anime, num desenho, numa entretenimento mais infantil não tem problema falar desse jeito esquisito. Numa literatura mais adulta (e eu vi que no outro forum sua fic está classificada como 18+) não tem como escrever desse jeito.
Um dialogo assim não passa emoção nenhuma, deixa tudo superficial e não aproxima o leitor do personagem, que é seu objetivo final.

Fale mais palavrões, mais girias, menos linguagem formal... Ninguém chega 8 da manha e manda um "pois irá ser o primeiro(...)", Ninguém usa "pois" no dia a dia.

Entende o que quero dizer? Blz




Terceiramente



Narração:

Esse é simples


"(Barulho de campainha)"


Isso aqui não pode existir, numa na estória narrativa como a sua, você tem que inserir isso na própria narração. Esse tipo de observação no meio da estória é estrutura de roteiro, e você não está fazendo um roteiro.

Exemplo:

"- Já são 8 horas, daqui a pouco o professor chega - Harmony declarou olhando para o relógio. Quase como uma premonição, a campainha tocou logo após a frase"

Entendeu? as ações tem que estar inseridas na narração, nunca fora dela.

Outro exemplo:

"- Já são quase 9 horas, logo o professor chegara.

Mãe e filho ficaram se olhando por pouco tempo, até que o barulho irritante da campainha os devolveu a realidade"


Os exemplos estão de qualquer jeito, mas espero que tenha dado pra entender.







Quartamente:


Tempo gramatical, erros de gramática e concordância:

Ai é que a fic mais peca, o tempo gramatical está TODO errado. Tem horas que você usa um e horas que usa outros, e a maioria está mal aplicada.



- Bom dia Harmony! Dormiu bem?. Dizia sua mãe preparando 2 pães com manteiga como ocorria desde que chegasse aqui


Disse, a ação acabou de acontecer. Esse tempo gramatical só pode ser usado para ações continuas, que ainda estão acontecendo conforme a narração fala com o leitor.



Antes de todos saírem, Harmony falou fazendo proposta
- O que é isso, não estou te reconhecendo!. Bagunçava o cabelo de Harmony.


Bagunçou, mesma coisa que a anterior. Veja como você usou um tempo gramatical diferente um pouco antes. O texto tem que estar concordando consigo mesmo.


Vou deixar para o próximo capitulo coisas mais especificas, espero que entenda que estou fazendo uma crítica amigável. Abraços
avatar
tshaman
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 04/12/2016


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Origins of The Hope

Mensagem por xKai em Qua 7 Dez 2016 - 11:01

Olá amigo! Bom, vou deixar aqui meu comentário e espero que te ajude bastante, sinceramente achei interessante a história, mesmo que seja clichê. Vamos tentar dar uma melhorada nessa sua escrita, ok? Vou citar alguns pontos em que você deve se manter sempre atento.

Você cometeu inúmeros erros com os espaços e as pontuações, em algumas ocasiões utilizou ponto final após ter usado exclamação ou interrogação, isso não existe. Esse tracinho que você está usando não é um travessão e sim o sinal de subtração, isso é um travessão → (–)

Sempre utilize espaço após o travessão, você tem o colocado colado nas falas, o que está incorreto, e também tenha alguma atenção com o português, gírias são muito boas em certos momentos, mas quando seu uso passa a ser abusivo passa a impressão de preguiça, ou puro desleixo por parte do escritor, o que torna toda a leitura um tanto feia.

Neste capítulo tivemos muitas, mas muitas falas mesmo! Ação foi muito pouca, tente corrigir isso no próximo, com pouco narrativa fica difícil de se aprofundar naquilo que se está lendo.

Espero que aceite de braços abertos esta crítica que é muito positiva! Afinal minha função aqui é ajudar sempre que possível, sinta-se livre para resposder os comentários, até mesmo as críticas caso queira, sempre de forma amigável, mas não se esqueça de fazer isso por mensagem privada, ou utilizando a tag spoiler quando for postar o capítulo seguinte. Jamais responda um comentário em um post separado no mesmo tópico da fanfic ^^,

Desejo boa sorte, espero que consiga corrigir estes pequenos problemas e que poste o próximo capítulo! Ansioso para ver sua evolução, até lá!

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Origins of The Hope

Mensagem por Oppai_man em Qui 8 Dez 2016 - 18:39





No ultimo capitulo de Pokémon: The Origin of The Hope, nosso herois conseguiram os seus primeiros pokémons e seguiram para a floreta de Viridian, esperando capturar mais alguns pokémons só que por enquanto, apenas Simon desfruta de 2 Pokémons, apos isso, pararam para dormir. O dia amanheceu e eles partiram em direção a Pewter...


Floresta de Viridian, 14:05

–– Droga, não sabia que Pewter era tão longe assim! –– Simon reclamava

–– Deixe de reclamar! –– Disse Viollet apontando para Simon. –– Parece até um velho...

–– FIQUEM QUIETOS, ESTOU TENTANDO VER O CAMINHO NO MAPA! –– Gritou Neji com o mapa na mão.

–– Eu acho que estamos perdidos. –– Harmony falou com ambas as mãos no bolso.

–– Eu acho o mesmo. Meus pés estão doendo de tanto andar. –– disse Viollet

–– Hmmmm.... Hmmmm.... –– Neji parou e olhou para o horizonte. –– É, estamos perdidos...

–– Então ta, vamos parar para comer aqui. –– Harmony pegou sua mochila a abriu e retirou de dentro alguns pacotes de salgadinho. –– Ai oh, tem para cada um! –– Jogou os pacotes para os que estavam o acompanhando.

–– Thanks! –– Viollet pegou o salgadinho, abriu e o comeu, seguido pelos outros.

Apos comerem, todos sentaram no chão e ficaram conversando por alguns minutos.

–– Bem, acho que precisamos ir, tenho o intuito de que estamos perto! –– Disse Neji.

–– O mesmo intuito que perdeu a gente... –– Harmony ironizou

–– Quer tentar guiar um grupo de pessoas por um a floresta grande e densa? Acha que é fácil? –– Neji respondeu.

–– Querem parar de brigar? Por favor... –– Viollet balançou a cabeça para a esquerda e para a direita. –– Para sairmos daqui, precisamos nos manter juntos e unidos e sem nenhum desentendimento entenderam? Acho que sim. Agora precisamos voar até a saida daqui...

–– Voar... É CLARO, COMO NÃO PENSEI NISSO, PIDGEOTTO SAIA! –– Neji soltou seu unico pokémon voador –– Pidgeotto, nos mostre a saida

–– Agora pensou como um nerd. –– Falou Viollet

Pidgeotto os guiou ate um caminho que havia naquela floresta. O caminho estava totalmente deserto, sem sequer um sinal de vida humana. Neji voltou seu Pidgeotto e seguiu acompanhado o caminho até chegarem em um portão com umas escrituras um tanto estranhas nos lados, Neji ficou curioso enquanto Simon, Harmony e Viollet ignoraram e continuaram a andar até chegaram em um pequeno lago onde fizeram uma pausa.

–– Ufa! Achei que iriamos ficar presos lá, ainda bem que achamos este caminho. –– Disse Viollet enquanto encostava em uma arvore.

–– Pois é... –– Simon deitou na grama.

–– Hmm... –– Harmony olhava para o lago.

–– Alguém notou aquele portão estranho? Ou só eu reparei? –– Falou Neji

–– Niguém liga para aquele portão, que se dane ele, precisamos e sair daqui. –– Disse Viollet

–– De acordo pelo mapa, a saída já esta a alguns passos daqui –– Neji pegou o mapa e ficou olhando.

–– Ei Harmony, tudo bem? –– Simon caminhou até Harmony e pegou em seu ombro esquerdo.

–– Hmm... –– Harmony ignorou totalmente Simon.

–– Pare de me ignorar! –– Simon começou a balançar Harmony pelo seu ombro

–– É agora, VA EEVEE, INVESTIDA! –– Soltou se Eevee. O mesmo apos sair, atacou uma figura estranha que saia do lago.

A figura respondeu ao ataque e revidou com jato d'água, jogando Eevee para longe.

–– Mas que merda ta acontecendo aqui? –– Falaram Neji e Viollet sincronizados.

–– Eevee agora, ATAQUE RÁPIDO! –– Harmony ordenou seu Eevee com um grito.

Eevee começou a correr em direção ao pokémon adversário, uma aura branca ficou envolta de Eevee. O mesmo acertou fazendo com que o pokémon fosse jogado para longe.

–– AGORA EEVEE, USE ATAQUE DE AREIA CORRENDO AO REDOR DELE!

Eevee obedeceu a ordem do seu treinador e começou a correr em volta do pokémon, criando assim um mini e totalmente fraco tornado de areia, fazendo com que aos poucos Eevee sumisse, o pokémon sacou a estrategia e pulou impulsionando com a sua calda, ele conseguiu sair do tornado e procurou Eevee e não o encontrou.

–– EEVEE, MAIS UMA VEZ ATAQUE RAPIDO!

Todos olharam procurando Eevee, até que viram uma silhueta na direção do sol, perceberam que era Eevee, que desceu velozmente acertando a cabeça do pokémon que logo ficou inconsciente.

–– É agora.. VÁ POKÉBOLA! –– Harmony sacou sua pokébola da mochila e a jogou no pokémon, a pokébola mexeu 2 vezes e se quebrou. O pokémon continuou desacordado, Harmony aproveitou a situação e jogou novamente a pokébola. –– Vamos.... –– Desta vez a pokébola mexeu 3 vezes e piscou, assim como ocorreu com Simon. A pokédex começou a apitar, Harmony a pegou e ela disse: " Poliwag o pokémon girino. Poliwag tem uma pele muito fina. É possível ver as entranhas espirais do Pokémon através da pele. Apesar de sua magreza, no entanto, a pele também é muito flexível. Mesmo garras ou facas afiadas podem saltar para fora dele. Seu tipo é água".

–– Um tipo água... Parabéns –– Falou Neji enquanto se aproximava

–– Agora só falta eu e o Simon conseguirmos nossos pokémons, se bem que de acordo com o professor, não precisaremos já que os tipos dos nossos pokémons são vantajosos quanto ao do líder do ginásio. –– Falou Viollet

–– Verdade. –– Disse Simon

–– Por falar nisso, qual o tipo do líder? –– Harmony olhou para Viollet.

–– Se me lembro bem é p-. Viollet foi interrompida.

–– EI VOCÊS PASSEM SEUS POKÉMONS AGORA

–– E ISSO AI BROW, QUEREMOS SEUS POKÉMONS

–– Mas que diabos ta acontecendo? –– Neji olhou para os 2 estranhos

–– NÓS SOMOS DO GRUPO HELLS E QUEREMOS SEUS POKÉMONS!

–– É ISSO AI, COMO O MEU BROW FALO!

–– Hells não é inferno em inglês? –– Harmony perguntou

–– Sim... É –– Disse Neji

–– Isso não importa, eles querem nossos pokémons. O QUE VAMOS FAZER? –– Viollet disse desesperada

–– Que tal nós dois mostrarmos o poder dos nossos pokémons Viollet? –– Simon puxou o Squirte e o soltou.

–– Ótima ideia! –– Já mais calma, Viollet soltou seu Bulbassaur

–– VOCÊS QUEREM LUTAR? VÃO PERDER NÃO É BROW? –– Disse um estranho com uma roupa totalmente vermelha e com um chapéu preto.

–– CLARO BROW B, VAMOS HUMILHAR ELES. SAIA GEODUDE –– Disse um dos estranhos.

–– SAIA MAGMAR! –– Falou o "Brow B" enquanto soltava o seu pókemon.

–– SQUIRTLE, ATAQUE O GEODUDE COM JATO D'ÁGUA! –– Simon gritou ordenando Squirte.

–– BULBASSAUR, CHICOTE DE CIPO AGORA! –– Ordenou Viollet.

–– MAGMAR, BRASAS!

–– GEODUDE INVESTIDA!

–– É impressão minha ou aquele tal de Magmar tem uma bunda na cabeça? –– Apontou Harmony

–– Também acho... –– Neji pôs sua mão direita no queixo.

Squirtle correu em direção ao Magmar, que já soltava a rajada de brasas, Squirte parou e soltou um jato d'água que apagou todas as brasas. Começaram a crescer chicotes  das extremidades do Bulbassaur, eles se moviam conforme o Bulbassaur queria, o Geodude foi rapidamente até o mesmo mas o Bulbassaur desviou sem muitos esforços e acertou o Geodude em cheio, o deixando inconsciente.

–– Foi mal brow... Eu perdi. –– Disse o Brow cabisbaixo enquanto retornava o Geodude

–– Yatta! Bom trabalho Bulba. Simon agora é com você. –– Retornou o Bulbassaur a sua pokébola e observou a batalha que acontecia

–– NÃO SE PREOCUPA BROW! EU VOU TE VINGAR. MAGMAR BRASAS MAIS UMA VEZ!

–– SQUIRTLE, CORRA DESVIANDO DAS BRASAS E USE JATO DE ÁGUA A QUEIMA ROUPA!

Magmar soltou mais uma rajada de brasas mas Squirtle desviou de todas facilmente até chegar perto o bastante de Magmar e soltou um jato de água a queima roupa, fazendo com que o Magmar ficasse inconsciente.

–– Esses idiotas! –– Uma voz falou atrás dos Grunts

–– Chefe! –– Os 2 Grunts falaram

–– Deixe isso comigo, saia Ninetales –– O estranho soltou um pokémon estranho que aparentava ser uma raposa de cor clara.

–– Eu acho que não, saia golem. –– Mais uma voz apareceu, desta vez em cima de uma arvore, ele soltou um pokémon que literalmente era uma pedra com braços e pernas e um rosto.

–– Você! –– O estranho do time Hells falou


_____________________________________________

No próximo capitulo:


–– Que bom que você está  bem.

–– Quem é você?

–– Sou seu irmão Harmony...

-------------------------------------------

–– Bem vindos a Pewter!

–– Vamos logo para o ginásio.
_____________________________________________




Notas do autor:
Desta vez vimos o 1° aparecimento da equipe Hells, equipe no qual vai ser extremamente importante para a historia, enfim... É isso pessoal, tenho que ir logo porque fiz uma pegadinha no meu chefin, e ele provavelmente vai me despedir se me vir aqui

Chefe: QUEM FEZ ESTA MERDA?  

ATÉ MAIS! ninja


Última edição por Oppai_man em Sab 10 Dez 2016 - 19:32, editado 1 vez(es)
avatar
Oppai_man
Membro
Membro

Masculino Idade : 15
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 04/12/2016


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Origins of The Hope

Mensagem por xKai em Qui 8 Dez 2016 - 20:43

Fala amigo, tudo bem? Bom, cá estou novamente para marcar presença e aí vai meu comentário.

Suas descrições sobre as ações realizadas pelos personagens melhoraram significativamente, sério mesmo. A história está seguindo um bom ritmo, principalmente agora com a captura do Poliwag, entretanto nem tudo são flores, porque vi umas coisas bem feias aí e vou comentar sobre elas para que você possa analisar o que está errado e assim melhorar.

Muitos, mas muitos mesmo! Sério cara tem muitos erros bobos de gramática, palavras faltando acentuação, uma enorme falta de vírgulas, cuidado com isso, a falta de uma vírgula pode transformar uma frase inteira e inclusive criar duplos sentidos maldosos. E o que achei mais bárbaro foram os erros de escrita mesmo, poxa cara tem muitas palavras erradas, mas vou citar uma apenas para que você possa corrigir, porque está logo no título da fanfic, apesar de que este seja um erro de inglês e não de português -q O título é "The Origin of The Hope", acho que "The Origin of Hope" ficaria melhor, bom sei só um básico de inglês, mas acho que o título que você colocou ficaria como "A origem de A Esperança". Bom, posso estar errado, mas de qualquer jeito acho que esta sugestão possa ser útil.

Bom, para finalizar o meu comentário, vou te aconselhar a usar o microsoft office word, ou talvez o wordpad mesmo, pois eles possuem funções de correções ortográficas, que podem ajudar bastante! Ou utilize o google chrome para escrever, pois ele também tem um corretor. Todos nós escritores cometemos erros, eu mesmo cometo erros quase sempre com as vírgulas, tempos verbais e as vezes acabo "atropelando" algumas palavras -q Mas quando são muitos erros em um único texto a coisa fica meio feia -q

Outra coisa, evite de repetir as palavras, em um certo ponto você descreveu que um "estranho soltou um pokémon estranho" fica uma coisa meio conturbada, sei lá... Em seguida disse que o pokémon aparentava ser uma raposa de nove caudas... Isso é meio evidente, já que trata-se de uma ninetales, acho que bastava dizer raposa, ou então utilize sinônimos, raposas pertencem a família "canidae", ou canídeos, também podem ser chamadas de vulpinos, utilize também o feminino, vulpina... Enfim, espero tê-lo ajudado um pouco com isso.

Acho que é só por enquanto, só mais uma dica pra finalizar... Hells = Infernos. Singular = Hell

Boa sorte com a fanfic e até o próximo capítulo.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Origins of The Hope

Mensagem por tshaman em Sex 9 Dez 2016 - 8:27

Repito o que o colega moderador falou e adiciono:

Na literatura diferente de um anime, toda vez que você inserir um ambiente novo ou por os personagens em movimento, isso significa que você tem que perder tempo novamente explicando pros leitores muito bem aonde os personagens estão e como é aquele lugar.
Muito cuidado com isso, se os personagens ficarem trocando de ambiente toda hora ou se movendo muito, o texto fica naturalmente chato e pesado.

Tome seu tempo e explique muito bem como é o lugar onde os personagens estão, ninguém consegue se situar sem uma boa descrição e ambientação.

Floresta de Viridian, 14:05

Isso aqui é estrutura de roteiro, como eu ressaltei no ultimo cap.

É justamente aqui que você quer colocar uma descrição detalhada (e que vai te ajudar durante o resto da narrativa) sobre o lugar onde eles estão.

por exemplo:

"Os quatro amigos seguiram seu caminho por entre as arvores altas da floresta. O clima era meio sombrio, já que as copas das arvores impediam boa parte dos raios de luz de iluminarem o ambiente, Harmony já estava se sentindo um pouco aflito até que Simon quebrou o silêncio(...)"

Pronto, você me disse como é o local, o que o personagem estava pensando e criou uma interação mais natural entre eles.

Você está lidando com 4 personagens, isso é complicadissimo também, é extremamente necessario que você defina bem a personalidade deles de algum jeito, e o dialogo por enquanto não está tão bom assim.
Recomendo que você entre um pouco mais na mente deles, comente durante a narração ou depois da fala dos personagens o que eles estão sentindo ou pensando.


Flw jow, até o prox cap.
avatar
tshaman
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 04/12/2016


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Origins of The Hope

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum