Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

Pokémon Loveless

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pokémon Loveless

Mensagem por Tsurugi em Dom 6 Nov 2016 - 23:47

Pokémon Loveless


Oi, o mainpost vai ficar feio assim mesmo. Não pretendo nem mesmo fazer um sumário porque dá uma trabalheira e eu estou em período de vestibulares, então estou mentalmente exausto. Tampouco vou responder os comentários se houver algum comentário, mas podem ter certeza que vou ler todos. Os capítulos são feitos aqui na hora, então são bem espontâneos e as vezes dependem do meu humor.
Não se preocupem, eu não vou abandonar a minha outra fanfic, o novo capítulo está quase pronto.
A Loveless fala sobre um garoto com uma personalidade parecida com a minha, forçado a sair em jornada pra enfrentar a depressão.

Prólogo – Loveless


Leo estava dormindo em seu quarto por catorze horas, seu quarto não via a luz do dia a meses. Suas cortinas estavam fechadas com Silvertape. Sua TV estava ligada com o Super Nintendo ligado usando o dispositivo Super Game Boy para que o garoto pudesse jogar Pokémon Silver nas incríveis vinte polegadas de sua TV tubão sem precisar ligar a luz de seu quarto para enxergar o jogo na tela de seu Game Boy, que não tinha backlight.

Era por volta das 8h da manhã, e de repente a porta de seu quarto foi aberta com força, quebrando os dois trincos que o garoto havia instalado em sua porta para que sua mãe não invadisse o seu espaço. O barulho assustou o garoto, que acordou em um pulo. A luz de seu quarto foi ligada e quem entrou foi seu pai, seguido de sua mãe.


- Que porra é essa de ficar trancado no quarto o tempo todo, filho?! – Perguntou o pai, num misto de preocupação com irritação.

- ...

- Ele disse que estava deprimido, e não quis tomar os ansiolíticos. – Comentou a mãe.

- Eu não quero tomar isso porque ao invés de tristeza faz eu não sentir nada. – Respondeu Leo.

- Mas quando você fica sem tomar você começa a vomitar! - Respondeu a mãe.

- É meu corpo se desintoxicando. Isso é uma droga como qualquer outra. – Respondeu o garoto, esticando o braço para pegar um copo d'água que estava na mesa de cabeceira ao seu lado.

- Mas você não pode ficar sem os ansiolíticos! Esqueceu que tem depressão? – DIsse a mãe, franzindo a testa.

- Foda-se! Isso é problema meu! – Gritou o garoto, só para receber de seu pai um tapa na cara.

- Olha como você fala com sua mãe, garoto! Eu exijo respeito! – Rosnou o pai, internamente um pouco arrependido de ter dado um tapa no garoto, mas tinha que manter sua postura firme.

A garganta do garoto travou, a vontade era de chorar, mas ele engoliu o choro. Seus olhos encheram de lágrimas, mas apenas um tapa não seria suficiente para fazê-lo chorar. Seria como uma ofensa a si mesmo para o garoto.

Seus pais haviam se separado a quatro anos. E não havia muito contato entre eles, apenas quando Leo fazia alguma merda para chamar atenção dos dois. Isso antes de o garoto ser diagnosticado com depressão e ansiedade dois anos atrás, o que fez os dois se unirem um pouco para poder pagar pelos ansiolíticos, pelos anti-depressivos e pelos remédios naturais, que eram bastante caros. Leo estava cansado dos remédios, principalmente dos ansiolíticos e dos anti-depressivos, que o deixavam mal. Sua doença era tratada na linha de raciocínio de ''tomando remédio vai passar''.

Também, morava em Newbark Town,'' uma cidadezinha de merda cheia de caipiras que não sabiam de nada'', nas palavras do próprio Leo. Seus pais eram trabalhavam o dia todo e só voltavam para casa de noite. Seu pai era fazendeiro na cidade vizinha e vendia Miltanks para fabricação de hamburguers e sua mãe era gerente do Pokémart da cidade vizinha também. Moravam em NewBark porque não podiam pagar pelas casas de Cherrygrove.

Leo não tinha amigos desde que seus pais se separaram. Se isolou e os amigos que infância que tinha provavelmente saíram em jornada para serem mestres Pokémon. Leo sempre gostou dos jogos de Game Boy e Nintendo 64 (videogame que ele não tinha), mas não se sentia com ímpeto para sair em jornada nem com coragem de enfrentar os possíveis perigos. Jogar Pokémon Silver era a coisa mais próxima que ele tinha de ser um mestre Pokémon.

- Eu tenho uma proposta. – Disse o pai de Leo. – Você pode parar de tomar os remédios se sair agora mesmo de casa e se tornar um treinador Pokémon.

- Magnus, eu não acho que ele devia fazer isso. Ele nunca quis ser um treinador Pokémon, e forçá-lo pode piorar as coisas. – Indagou a mãe.

- Você não tá falando sério, está? – Perguntou Leo. – Porque se for brincadeira, é uma puta brincadeira sem graça.

- Eu tenho cara de sádico? – Perguntou o pai, o filho esboçou um sorriso debochado. – Não responde.

- Fechou então, velho. – Disse Leo. – E o meu Pokémon? Vai me dar uma das suas Miltanks?

- Nem pensar, elas são muito caras. – Respondeu o pai.

- Se você quiser, pode levar o meu Pineco. – Disse a mãe.

- Tá brincando? Ele é muito fraco! – Respondeu Leo.

- Eu sabia que você iria resistir a isso, então eu trouxe um Pokémon. – Disse o pai, jogando uma Pokébola no colo do garoto, que abriu e saiu um Togepi.

- Um Togepi? Sério? – Leo franziu a testa.

- Cala a boca e vai tomar banho. –  Disse o pai do garoto, levantando o garoto com um braço. – Sua mãe vai arrumar sua mochila.

Continua...

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum