Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

[LOGIN] B.M.E.E.K.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por not!Kuma em Sab 17 Set 2016 - 1:11

B.M.E.E.K.

Em um universo High Fantasy, em uma cidade grande, situada a poucas milhas da capital


Percebe-se que há um mesmo panfleto espalhado pela cidade, em murais,


no chão, nos postes, nas janelas, nos bueiros, e todos aparentemente colados a mão, o panfleto estava

em todo lugar.

Panfleto escreveu:PROCURA-SE GUARDAS COSTAS E AVENTUREIROS
Se você é forte o bastante para proteger uma pessoa por um tempo indeterminado
e até mesmo arriscando sua vida
Considere-se a pessoa certa.
O valor do contrato ainda será definido.
Local de encontro atrás do panfleto, nesta data específica.


Atrás do panfleto levava à biblioteca da cidade.

Na data específica, vocês entram na biblioteca e logo se deparam com uma figura feminina, espalhada entre livros e pergaminhos.


Em pouco tempo ela percebe a presença de vocês.

-VOCÊS VIERAM! EU REALMENTE NÃO ESTAVA ESPERANDO TANTA GENTE! EU ME CHA-

Logo a bibliotecária faz um ssshhh com a mão, afinal vocês estão em uma biblioteca.


A figura feminina faz uma cara triste, por além de ter levado uma advertência, teria que largar todos os livros e pergaminhos que estavam ali.
Ela então cochicha para o grupo:

-Ok! Vamos nos encontrar ali na taverna da frente e discutir os negócios.


Na Taverna, ela paga uma rodada de bebida para todos e já começa a falar:


-Antes de tudo pessoal, meu nome é Fluffya de Novare, prazer em conhecer vocês! Como vocês sabem pelo panfleto, eu estou precisando de pessoas corajosas e valentes, para acompanhar nesta minha missão da B.M.E.E.K., e vocês que estão aqui presentes, me aparacem adequadas a tarefa. Ah sim, B.M.E.E.K é a sigla para

THE BIGGEST MONSTER ENCYCLOPEDIA EVER KNOWN

,então basicamente vocês devem me proteger enquanto eu faço o trabalho de desenhar e anotar sobre as criaturas.

Ela toma um gole de sua cerveja.

-O Valor desse trabalho será a participação de vocês na enciclopédia, além de um belo valor monetário, afinal eu sou filha do dono da famosa marca de potions, Novare. E ai o que vocês acham?

-Ah! Antes que eu me esqueça, eu preciso que vocês assinem estes contratos.

Fluffya tira do seu bolso vários contratos.

Contrato escreveu:
Eu, _________________________________________, por meio deste contrato, me responsabilizo pela guarda e proteção de Fluffya de Novare.

E também devo total devoção e lealdade a ela.


                                                                                                                                              FLUFFYA DE NOVARE
________________________________                                                                                           __________________________________    
     Ass. do Contratado                                                                                                                  Ass. do Contratante
-Vai ser um prazer trabalhar com vocês! Teehee!

Código:

[b]Nome:[/b]
[b]Aparência: [/b](galera aqui tu pode ser o que quiser, desde que não seja nada futurista ou MUITO sobrenatural)
[b]Idade[/b] (deve ser maior que 21 anos)[b]:[/b]
[b]Personalidade:[/b]
[b]História [/b](façam algo legal e maneiro)[b]:[/b]
[b]Arma:
Curiosidades?:[/b]

[b]Atributos[/b] (você tem um total de 20 pontos para distribuir entre)
[b]Força:
Destreza:
Resistência:
Magia:[/b] (aqui na magia vocês escolham um tipo de magia que gostariam de ter e sua afinidade com ela, nada que envolva total controle sobre o tempo e espaço, e caso que seja vida sua magia, eu vou colocar algumas limitações; Caso a magia seja magia em geral, eu vou deduzir que seja o uso dos quatro elementos ok?)


Última edição por not!Kuma em Sab 17 Set 2016 - 11:32, editado 4 vez(es)
avatar
not!Kuma
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 14/01/2016

Frase pessoal : que isso cara


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por bluehairghost em Sab 17 Set 2016 - 2:52



Nome: "Camelia Ysbridge... tentem não esquecer."
Aparência: "Você precisa de óculos? Eu posso te fazer um par"
Idade : "34... O que? Nunca viu uma maga boa o bastante pra se manter jovem antes?"
Personalidade: Camelia suspira


"Olha, eu não passo muito tempo me analisando ok? Eu tento ir direto ao ponto o máximo o possivel e tento descrever as coisas o quão melhor eu puder, por exemplo, sobre minha personalidade eu assumo que soo um pouco orgulhosa e não tem nada que eu possa fazer sobre isso, eu estou certa, afinal. Uma vez meus pais me disseram que eu sou influenciada com muita facilidade mas eu não fiz uma análise maior sobre isso ainda."

História: Camelia limpa a garganta e aponta para o grupo


"LEMBREM-SE BEM!"


"Meu nome é Camelia Ysbridge, a última sobrevivente da família Ysbrid! A grande família de magos e inventores que por anos viveram mais afastados da capital construindo e aperfeiçoando suas tecnicas mágicas, a maior família de magos que... Só durou 6 gerações..."


"...Olha, a vida é mais dificil do que parece quando sua família toda fica confinada a um vilarejo pequeno e lentamente morrendo apenas aperfeiçoando suas técnicas e construindo coisas enquanto cria os filhos. Meus pais já se foram e a última coisa que minha mãe deixou para trás foi o quanto ela me ajudou a fazer essa roupa, ela é perfeita pra conduzir magia ao redor do meu corpo, mas só funciona comigo, é parte do encanto. Não tenho tios nem irmãos mas eu tenho um objetivo, eu ia para a capital começar uma nova vida, mas agora eu eu tenho um objetivo maior! Eu vou ajudar a preencher esse livro e por o nome da família Ysbridge na história!"


"Ah, e eu também preciso encontrar um marido, maaaas isso pode vir depois..."

Arma:

"Fui eu que fiz... Funciona como uma varinha e corta como uma espada... não que eu seja muito boa com uma espada."

Cursiosidades?: "Eu quase sempre estou usando essa roupa, eu e minha mãe passamos anos monstando ela juntas, especialmente depois que meu pai morreu, nós passamos noites encantando e garantindo que ela seria perfeita, quase ipermeavel, se conserta sozinha, basicamente eu não preciso de mais nada além dela... hmmm m-mas se for um vestido bonitnho eu irei responsavelmente considera-lo como uma adição ao meu guarda-roupas e a minha coleção."
"Eu tenho 1 metro e 68 de altura e eu sou canhota, caso não seja obvio"




Atributos
Força: 1
Destreza: 5
Resistência: 4
Magia: 10
"Eu faço os 4 elementos parecerem 12"

hex code da fala (porque eu sempre esqueço): #990033


Última edição por bluehairghost em Sab 13 Maio 2017 - 22:26, editado 3 vez(es)
avatar
bluehairghost
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 15/08/2015

Frase pessoal : meh


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por Unit DAN em Sab 17 Set 2016 - 3:19





Nome: -Baltimorius Blackdell Richford Waisburg Solobrandt Van Damme Zweihander. Ou só "Bal"
Idade: -Mais do que vinte um eu te garanto.
Personalidade: Grande
História Era uma vez um garoto bem grande chamado Baltimorius Blackdell Richford Waisburg Solobrandt Van Damme Zweihander, seu nome era grande assim como seu corpo que media um metro e oitenta quando ele tinha apenas doze anos, foi nessa idade que ele sozinho suplexou um touro raivoso da fazenda onde ele morava, o mesmo touro furou seu olho direito, deixando-o parcialmente cego, o touro não teve tanta sorte e quebrou o pescoço quando atingiu o chão.

Baltimorius nunca entendeu o porque de seu corpo ser tão grande sendo que seu pai, o único que o havia criado ser tão baixinho, o velho gostava de dizer que a mãe dele era uma gigante mas Baltimorius nunca levou seu pai muito a sério.

Quando ele completou quinze anos seu pai, que era um soldado aposentado sem uma perna, lhe ensinou tudo que ele sabia sobre combate, mesmo não tendo uma de suas pernas o homem ainda o derrotava em combate toda vez, até que depois de três anos, Baltimorius derrotou seu pai em um duelo.

Quando ele completou dezenove anos seu pai morreu escorregando em uma casca de laranja, Baltimorius então vendeu a fazenda e usou o dinheiro que conseguiu com a venda da propriedade para encomendar a maior espada que o ferreiro do local onde ele morava conseguia fazer, quando ela ficou pronta o garoto saiu de sua cidade natal e foi contratado por uma banda de mercenários no qual ele acompanhou durante cinco anos inteiros, ele conseguiu o titulo de segundo comandante e tinha sua própria divisão de soldados, Baltimorius se sentia em casa mas... Ainda lhe faltava algo, foi então que ele percebeu: Grande maioria de seus oponentes humanos caiam facilmente aos seus pés, ele queria um desafio de verdade, ele então se despediu de sua banda de mercenários e decidiu sair de um lugar ao outro procurando recompensas dos maiores monstros que aterrorizavam vilas, fortes e afins.

E isto durou um ano mas foi um ano completamente diferente para ele, ele havia descoberto que matar monstros era uma aventura completamente diferente de enfrentar outras pessoas por interesse e dinheiro, em apenas um ano ele:

Ficou perdido duas semanas em uma floresta que não tinha mais que um quilometro quadrado.

Enfrentou um monstro marinho junto com piratas.

Foi preso.

Foi quase comido por selvagens.

Causou uma avalanche sem querer por espirrar

Teve que se vestir de mulher por razões não muito claras.

Foi preso (De novo)

Comeu um cogumelo e acordou três dias depois pelado e em um campo de aboboras completamente destruído.

Acidentalmente se casou com três mulheres.

Salvou uma vila de uma alcateia de lobos exageradamente grande.

Se divorciou três vezes

Foi preso(Outra vez)

Ganhou o concurso de quem consegue comer mais sanduíches.

E por ultimo ele parou nesta cidade simpática.


Arma: Espada oversized
Curiosidades?: Pode não parecer mas ele tem cabelos longos e usa um rabo de cavalo, ele gosta de rosa e coisas fofas, sua comida favorita são laranjas, a sua espada pesa sessenta quilos e ele tem exatamente Dois Metros e trinta e cinco centímetros.





Atributos

Força: 10
Destreza:5
Resistência:5
Magia: 0 -Magia é coisa de garotinhas e viados pirlipimpim



avatar
Unit DAN
Membro
Membro

Masculino Idade : 77
Alerta Alerta :
1 / 101 / 10

Data de inscrição : 07/01/2015

Frase pessoal : Poderia ser pior


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por Musketeer em Sab 17 Set 2016 - 12:12


Nome: Ernest Zephyranthes
Idade: 26

Personalidade: Raivoso, estourado. Ele está sempre de mal humor quando está perto de outras pessoas, e se irrita com facilidade quando falam com ele. Calmo, bondoso. Quando está sozinho é completamente o inverso. Nem parece ser o mesmo cara que vive com raiva e com uma cara fechada. Ele tenta controlar a raiva imensa que ele sente de todos, que aparentemente não há motivos, ele consegue ser sucedido nessa tentativa, até ser provocado.

História: Ernest cresceu com seus pais até os seus 14 anos, num vilarejo longe das cidades maiores. Tinha uma vida normal, ajudava seus pais no trabalho de casa e na plantação que seu pai possuía. Ele não tinha ambições de trabalhar fora daquele local até que viu alguns cavaleiros treinando com espadas e lanças por dias e dias. Ele parava para ver aquilo todos os dias no caminho da plantação, o garoto começava a se fascinar com aquilo. Alguns problemas aconteceram numa cidade próxima, cavaleiros invadiram o vilarejo e mataram a sangue frio sua mãe, quando o garoto ainda tinha 14 anos. Eles estavam em busca de comida, sem querer pagar por ela, e os habitantes acabaram se recusando a entregar. Após saquearem um pouco da comida e matado alguns dos habitantes os cavaleiros regressaram, deixando para trás apenas cadáveres de alguns habitantes que caíram durante a batalha de apenas um lado. O jovem Ernest e seu pai tiveram de mudar suas rotinas. Ele passou a tomar ódio daquilo que ele estava admirando, e não sabia o motivo para aquelas pessoas invadirem tal lugar em busca de simplesmente grandes quantidades de comida.

Pouco tempo depois o seu pai o abandonou sozinho, ele não conseguia mais sustentar duas cabeças, grandes centros não compravam mais daquele vilarejo por causa do tal incidente e o mais próximo sempre mandava cavaleiros arruinarem as plantações. O garoto então ficou abandonado naquele lugar, que aos poucos foi completamente abandonado pelos ínfimos habitantes que restavam e em algum momento, o local esquecido. Usando o que aprendera sobre plantação com seu pai ele ainda cultivava, sozinho, alimentos para sobreviver e passou a viver ali sozinho até seus 17 anos. Nesse tempo, e com apenas seus próprios pensamentos, ele criou um ódio de seres humanos e inclusive de alguns animais, a única coisa que lhe trazia calma era estar sozinho, em um lugar calmo onde habitavam poucos seres e só se podia ver o verde das plantas. Durante isso ele tentava aprender, sozinho, como sempre, movimentos de lança e espada. Usando como objeto de treinamento as armas deixadas por soldados em combates próximos e tudo que poderia lembrar de batalhas que podia ver.

Não seguro de seu treinamento sozinho ele queria mais experiência em lutas armadas. Carregando uma lança, pois foi a arma que melhor conseguia manusear, com ele o jovem migrou para uma cidade próxima, ele estava determinado a se tornar um mercenário e usar aquelas "missões" dadas por pessoas aleatórias como "desculpa" para matar o maior número de pessoas, apenas pelo seu ódio. No começo mal conseguia que o aceitassem para um trabalho. Ele era novo demais e inexperiente na arte da Lança. Também não possuía nenhum atributo mágico, e vestia roupas velhas que pegou de casas abandonadas no vilarejo de onde veio. E existia mais um problema: ele não conseguia conversar normalmente com outras pessoas, sempre se irritando com qualquer coisa que fora falada pra ele. Com o tempo aperfeiçoando sua técnica e fazendo trabalhos menores começava a melhorar, em aparência, prática com lança e em convivência com pessoas. Ele percebeu que não bastava só ter uma boa aparência para conseguir trabalhos maiores, ele deveria se portar bem também, o que era um saco para o mesmo.

Dedicou-se muito em melhorar o trabalho com lança e sempre era elogiado pela sua velocidade no manuseio, coisa que ele não se importava, pois não se interessava em receber elogios. Muito tempo se passou e ele já havia criado o seu lugar como mercenário em várias cidades por onde viajava. Mas o que poucos sabiam era o número de mortes que ele também carregava em sua ficha. Sua mente estava mais calma depois de 10 anos daquele incidente. Sempre arrumava trabalhos "sujos" com facilidade, mas a partir de certo momento começou a trabalhar de um jeito mais "bondoso". Esses últimos 2 anos ele começou a odiar bem menos tudo ao seu redor e pegava até trabalhos como guarda-costas ou encarregado de proteger outras pessoas. E foi assim que ele foi parar naquela biblioteca: atrás de mais um trabalho desses.


Arma: Ernest usa uma lança de duas mãos, entretanto ele carrega-a com apenas com uma, usando a outra mão apenas para alguns ataques específicos. Havia roubado essa durante um dos trabalhos anteriores e visto que sua qualidade era muito maior que a de todas as outras que ele havia usado no passado ele passou a usá-la frequentemente. Também amarrou nela um dos trapos que ele ainda guardava com si de lembrança do seu tempo sozinho. Era apenas um pano branco que com o tempo ficou manchado de vermelho.

Curiosidades: Ernest sempre fala em um tom sarcástico e quase sempre mentindo para não ficar com raiva de todos ali no momento, prova de que ele não se irritava tanto e xingava todo mundo que via como fazia antes. Quando está calmo, ou seja, sozinho, ele fala com um tom mais suave e mesmo após estar de volta entre pessoas demora um tempo até alguém quebrar esse momento que ele tem. Ernest possui um amor por flores, ele as adora e adora admirá-las, sua favorita é o Lírio do vento. Alguém em um de seus trabalhos lhe ensinou o que é um Lírio do vento e explicou que "Zephyranthes" significava exatamente isso, e ele passou a gostar mais deles a partir daquele momento. E a pessoa que o ensinou isso é a única de quem Ernest não sente raiva, mesmo que ela tenha sida morta pelas mãos dele. E esse é um assunto que facilmente faz com que ele exploda completamente.

Atributos
Força: 7
Destreza: 9
Resistência: 4
Magia: 0



Última edição por Musketeer em Dom 18 Set 2016 - 11:27, editado 1 vez(es)
avatar
Musketeer
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 15/09/2016


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por ana em Sab 17 Set 2016 - 14:49



Nome: Leana Eadmund

Idade: Juro que tenho 21! Tá na minha certidão de nascimento e tudo...

Personalidade: Porque eu te contaria, se a maior diversão da jornada não é a linha de chegada, mas sim sua duração?

História: A grande companhia de poções Novare não seria o que é hoje sem aqueles que trabalharam e foram os tijolos para a sua formação. As pobres almas que deram seu sangue e suor para que os produtos da companhia fossem da melhor qualidade sempre, que pesquisavam novas formulas com ardor, nunca desistindo e sempre sonhando com um mundo melhor... Com "mundo melhor" quero dizer "pagamento no fim do mês".

Porque contei essa baboseira toda? Eu fui menor aprendiz na Novare, trabalho lá desde os 15 e bem, tem sido uma vida confortável desde então! Só que, a idade vem chegando e você vê todas suas amigas se casando e tendo filhos e você se pergunta "Eu quero isso pra mim? Virar dona de casa e fofocar enquanto lavo vasilhas?". Meu pai era um mercenário e costumava me levar em algumas viagens de negócios dele, e essas foram algumas das melhores experiências da minha vida! O vento no rosto, a emoção, sair correndo de um bando de mendigos vendedores de artesanato porque você pisou sem querer no tapete deles... Isso que é vida! Além disso, sou muito interessada em magia e você já vê onde estamos chegando aqui, não vê?

Arma: Dizem que o conhecimento é a melhor arma, mas eu nunca vi um livro quebrando a cabeça de ninguém. Se fosse um livro grande o bastante, talvez? ... Bem, eu sempre trago comigo algumas bombas mágicas, pedras, areia... O de sempre.

Curiosidades? Eu tenho essa cicatriz na minha perna esquerda que é um mapa perfeito da minha vila. Além disso, fui a primeira mulher da fámilia Eadmund a vencer uma briga de bar, segundo meu pai. O ditado diz "Nunca use magia numa briga de faca", mas que funciona, funciona. Gosto de inventar coisas no meu tempo livre. Ah, não disse ainda, mas além de trabalhar na Novare, também faço bicos como farmacêutica.


Atributos

Força: 2
Destreza:
6
Resistência:
5
Magia:
7. Sei um pouco de tudo, mas a minha real especialidade são as magias de cura!




Última edição por dork princess em Dom 18 Set 2016 - 22:21, editado 1 vez(es)
avatar
ana
Moderador
Moderador

Feminino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 08/01/2011

Frase pessoal : ta dentro dos limites


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por Foetodon em Sab 17 Set 2016 - 15:55


Uma fumaça preta entra taverna, rodopiando pelo teto até se posicionar em uma das cadeiras, o monte de poeira escura amorfa começa a tomar forma.



Aparência:



Nome:


- SE NÃO SOU O MESSSSSTRE DAS SSOMBRASSS! O PRIIINCIPE DASS TREVASSSS! O LOOORDE DO MAAL E REI DO PROFANO DE MALIGNIDADE IMENSURÁVEL! O DONO DA MISERIA! O USURPADOR DA LUZ E IMPERADOR DO MEDO! O QUINTO CAVALEIRO DO APOCALIPSE! O SEU PIOR PESADELO!

- QUANDO VOCÊ OLHA PARA O ABISMO, SOU EU! SSSSIM EU! QUE OLHO DE VOLTA PARA VOCÊ!
- MAS PARA VOCÊSSSSS MORTAAAAISSSS TAMBÉM VOU PELO N-





- Querido, já lhe expliquei para não falar com estranhos assim né?

Uma mulher imediatamente entra na taverna, seus cabelos pretos em contraste com sua pele pálida, seu olhar mostra que já está acostumada com esse tipo de cena.




- Oooow! OOOOOOOOOOOOOW!! Como ousa arruinar minha apresentação mortal!? VOCÊ NÃO PODE INTERROMPER O SENHOR DO M-




- Eu sei, eu sei querido. Mas meu ponto ainda é valido. Esse trabalho é meu e essa ai é minha contratante. Agora se não se importa, eu gostaria de falar com ela sabe?




- É O SSSUFICIENTE MORTAL! EU LHE CONCEDEREI A LIBERDADE DE SE COMUNICAR HOJE! MAS APENASSSSSS HOJE! EI DE NÃO LHE SSSSER TÃO MISSSERICORDIOSSO NOVAMENTE!


A figura feita de poeira negra se dissipa tão rápido quanto surgiu, apenas um pouco de fumaça resta na cadeira onde estava. A mulher não espera muito para sentar na mesma cadeira e começar a preencher o contrato.



- Desculpe o incomodo. Espíritos podem ser beem problemáticos e esse ai não ajuda em nada. O nome dele é Ekizathotep, mas o chamo de Eki. Enfim, vamos aos negócios.

Anncarin Lundquist:

Nome: - Anncarin Lundquist.

Aparência:



Idade: - 34 anos.

Personalidade:  - Oh você sabe, sou apenas uma mulher normal. Geralmente falam que sou bastante reclusa, mas você sabe como boatos são.

História: - Ah sim, um pouco da minha historia. Receio que não vai achar muita coisa interessante aqui. Eu trabalhei alguns anos como escriba e estudei um pouco de magia, mas eu nunca fui de aparecer muito.

- UM POUCO!? ESSSSTA MORTAL PASSSSA OS DIASSS CONFINAADAA EM SSSSSEU ESSCRITORIO LENDO E TRADUZINDO LIVROS E ME FORÇA A TOLERAR ISSO! NÃO SSSEJA PERRSSSUADIDO PORR SSUAASSS MENTIRASSssss!

- Desculpa? Por acaso achei que está fosse minha história, você terá bastante tempo para falar depois.

- o-ok

- Mas como conheci este rapaz aqui? É uma historia engraçada, talvez você goste. Eu era bem sapeca quando menor e meu tio tinha uma loja de itens mágicos. Um dia, enquanto eu mexia nos itens sem ele olhar encontrei um vaso estranho no porão, com runas em volta. Foi ai qu-

- EU! O LORDE DAS TREVAS FUI LIBERTADO DE MINHA PRISÃO PERPETUA! E LIVRE PARA VAGAR O MUNDO NOVAMENTE.

- Na verdade ele está preso a mim agora. Eki não pode ficar a uma distância muito longa de onde estou ou sua energia espiritual começa a dissipar. Você pode dizer que ele me assombra agora.

- SOU EEU QUE ESSTOOUUU SENDO ASSSSOMBRANDO AQUI!!

Arma: - Armas? O Eki conta como uma o suficiente. Ele não é capaz de contato físico, mas seus poderes mágicos são incríveis.  

Curiosidades:


- Apenas para deixar claro, irei explicar como o Eki funciona. Escute porque não gosto de me repetir. Ele não pode fazer contato físico com outros seres vivos, nem ser afetado por eles além de ter sua forma dissipada. Ele também não pode se mover para muito longe de mim, sua unica forma de interagir com outros seres é por meio de magica e é ai que ele brilha, seu potencial magico é muito forte, até mesmo para o espirito enfraquecido que ele é.



- E não se importem com ele. Ele pode falar essas coisas, mas é um baita de um bobão mesmo. ~Não é Eki?



- E-ei... Eu sou o lorde das trevas... Me leve a sério...

Atributos:

Força: 2
Destreza: 4
Resistência: 4
Magia: 10 - TREVAS! ARCANA! MAL!

- Sabe, por mais que eu tenha lido sobre magia eu sempre fui meio preguiçosa para praticar...

- MEIO!?

- Então eu geralmente só leio e deixou o Eki fazer as coisas. Você poderia dizer... Eu sou a teoria e o Eki é a pratica.

- ESSSA MORTAL ME ESSCRAVIZZZZOU! ELA ME FORÇA A TRABALHAR PARA ELA SEM RENUMERAÇÃO! NÃO ESSSCUTE SSUAS MENTIRASSssssss



Assinatura:



- Então, agora que tudo está em ordem. Presumo que seja hora de eu preencher a assinatura correto?

Ela olha para onde a assinatura está, mas a visão que tem não é muito agradável.



- ESSSSTA FEEEITO MORTAL! A UM TERRRIVEEL PREÇO, EI DE LHE SSSSSSERVIIR! MASSSSS SSUA ALMA! SSSSSSUA INOCÊNCIA! TAISSSSS COISASS JAMAISSS SSERÃO DEVOLVIDAS HUMANA TOLA! O LORDE DAS TREVAS NÃO PERDOA NINGUÉM!






- Eki.



- Eh?



- Que parte dessa ser MINHA assinatura você não entendeu?



- B-bem... Eu sou um espirito do mal... E você sabe.. Espíritos do mal fazem este tipo de coisa... Tratos terrrriiveisssss a terriiveeisss preçosssss



- Qualquer dia desses eu te aprisiono em um vaso novamente. E você não vai sair.






Última edição por Foetodon em Dom 18 Set 2016 - 11:00, editado 1 vez(es)
avatar
Foetodon
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/02/2016


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por Ele em Sab 17 Set 2016 - 17:52


- É uma taverna então hic quer dizer que eu posso beber, certo?

Nome:

- Gildemund Sovengarde... Souengarden... Sondegrad... hic Uoenward... Alguma coisa assim hic mas todo mundo me chama de Gil.

Idade:

- Vinte e três... Vinte e seis... hic Trinta e três... Por aí.

Personalidade:

- Eu sou muito agradável... Calmo... Responsável hic... Leal... Criativo... Amigo... Companheiro... Engraçado... Feliz... Uh... hic Responsável... Adoro animais... Longas caminhadas na praia... Sou bom com crianças... Sei cozinhar... Procuro uma companheira que goste de beber... E... hic Hã... Responsável. Pera, qual foi a pergunta mesmo?

História:

- Quando eu era um moleque eu morava num hic mosteiro, sabe? Eles me ensinaram sobre, tipo, Buda e kung-fu e hic essas coisas... Mas aí eu cresci um pouco e eles me chutaram para hic para fora. E então eu passei a viver fazendo bicos... Segurança de taverna... Guarda-cos- hic Costas... Hã... Teve uma época também que eu fui, sabe, lutador de animais profissional? Hehehe, você já deve hic já deve ter visto, esses caras que lutam com leões e ursos e tal? Hehe, amadores... Eu já derrotei MULTIURSOS, Keythongs e até a mais hic majestosa de todas as cria... criaturas: O temido Funyarinpa! Então é... Hã... Então eu acho que eu tenho o hic currículo mais, tipo, apropriado pra esse emprego, então... Hã... É...

Arma:

- Eu sei kung-fu então... Hã... Minhas mãos contam? hic Porque eu acho que, hã... Elas são, tipo... Elas são o melhor pra esse trabalho porque eu posso, er... Capturar os monstros sem machucar eles... Sem machucar eles muito, é... Eu acho.

Curiosidades:

- Hã... Hm... Minha cor favorita é... Branco. Não, não! Azul! Espera... hic Não, é branco mesmo. Minha forma geométrica preferida é o círculo e minha refeição favorita é o almoço... E tipo... Hã... hic Responsável. Hã?? Do que a gente tava falando mesmo? Er... Ei chefe... Chefe! hic Já que a gente tá, tipo, catalogando animaizinhos mesmo hic por que a gente não... Não começa com aquele ali?
- Ele aponta para Camelia.

Atributos:

Força:
8
Destreza: 4
Resistência: 4
Hã... Qual era o outro? Ah é!
Magia:
4
(Qingong... Manipulação de ki... Kamehameha... Sabe como é)



Última edição por Ele em Sab 17 Set 2016 - 18:57, editado 2 vez(es)
avatar
Ele
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 14/01/2015

Frase pessoal : ok, but why?


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por Gehrman em Sab 17 Set 2016 - 17:56



Nome: Ga-Gabrielle Adonis Markemoni. D-Digo, Gabrielle A-Adonis Ma-Markemoni. NÃO, digo, Ga... Gabrielle Adonist Markemoni. É-É o n-nosso nome.
Aparência: D-D-Desculpe por este vestido ser sujo... T-T-Temos apenas três vestidos iguais e tivemos que usar o que e-e-estava em melhor estado...
Idade: 16 anos... Hehehehe...
Personalidade: Hehe... N-Nós... N-Não sabemos... M-Mas eu sou uma ótima cabeleireira, e empregada também...
História: D-Desculpa... N-Não sou muito boa em contar histórias...
Arma: E-Eu não tenho armas... M-Mas eu tenho o meu espelho... Algumas te-te-tesouras também...!
Curiosidades?: Eu... Uh... Eu... Hehehe... E-Espera, eu...

MEU DEUS DO CÉU:



Nome: Minha nossa, eu finalmente achei que ela pudesse agir normalmente dessa vez, mas acho que botei pressão demais. Nosso nome é Gabrielle Adonis Markemoni. É nome de rico, mas acredita, de riqueza a gente não tem e nem merece.
Aparência: Ela não tá brincando. A gente só tem três vestidos. Todos são tão bonitos, não deveriam estar conosco, mas...
Idade: Não ouve a mentira dela, temos 22 anos. Ela só gosta de parecer jovem, só porque ela é bobinha, keheheh.
Personalidade: Olha, como pode ver, ela é tímida. Muito, muito, muito tímida. Na verdade, pra ser mais exata, anti-social e extremamente ansiosa. Não consegue machucar nada, incluindo moscas e objetos inanimados. Ela cisma que coisas que nem tem vida também tem sentimentos, como seres humanos. Não consegue confiar em literalmente ninguém, exceto em mim mesma, e detalhe; somos a mesma pessoa. Ela está dedicando-se muito para tornar a sua vida melhor, ainda mais depois daquele incidente. Eu não entendo como ela é uma empregada tão boa, sinceramente! Ela é tão desastrada com qualquer outra coisa! Ah, e também ela corta cabelos das outras pessoas muito bem. Sim, isso mesmo; só de outras pessoas. Nós não conseguimos entrar em um acordo sobre como nosso cabelo deve parecer, então fica muito bagunçado em grande parte do tempo. Oh, e pode não parecer... Ela é uma ótima piadista. Não estou nem de brincadeira. Hm, espera, você tem outra piada pra contar? Conta aí!

...Ok, essa piada foi deprimente porque foi sobre nosso cabelo. Idiota... Enfim, vou falar de mim mesma. Eu sou muito mais ativa do que ela, como pode-se ver. Eu posso não ser a personalidade principal, mas eu sou a que serve como método de comunicação em conversas importantes, e também em conflitos físicos. Ela é muito medrosa para entender, mas ela não consegue aproveitar o fato de que seu corpo é extremamente flexível e perfeito para praticar atividades físicas; que é o que eu faço no lugar dela. Como forma de auto-defesa, aprendi a lutar com o uso de nosso pequeno "arsenal" de tesouras. Temos tesouras especializadas em vários assuntos; tesouras de jardinagem, artesanais, e muito mais. Com muito treinamento, consegui formar uma forma de luta única para nós duas, assim nos especializando em combate corporal e próximo.

Eu devo fazer o meu melhor para protegê-la. Ela é o único tesouro que eu tenho. Não é verdade? Eu nunca deixarei ninguém te machucar. Nunca, ok? Nunca.

História: Primeiramente, reafirmarei; temos nome de privilegiadas, mas faz um longo tempo que não somos reconhecidas como tal. Nossa mãe é de origem humilde, desvalorizada por toda a sociedade. Recorrendo a vários meios desumanos e deploráveis para sustentar-se, ela teve que continuar sozinha por maior parte do tempo de sua vida. Mesmo com tudo isso, ela continuou indo em frente, rumo ao maior desejo dela; tornar-se realeza e passar a herança para sua filha, a qual virará uma grandiosa princesa que manterá o legado de um reino vivo. É quase uma pura coincidência, mas um príncipe de uma região má-conhecida apaixonou-se por minha mãe e, como nos contos de fada, eles casaram-se e viveram felizes por grande parte de sua vida, cuidando do reino. Detalhes de seu encontro não são necessários.

E assim, nascemos. Eramos incrivelmente paparicadas em nossa juventude. Eu não sabia de minha existência, e nem eu sabia. Nós nascemos assim, naturalmente, mas demorou um certo tempo antes de eu finalmente aparecer na vida de mim mesma. Então, a única Gabrielle conhecida era a pequena Gabrielle tímida, mas que ainda era uma criança feliz que vivia em mãos honestas e confortantes. A menina era conhecida como o raio de Sol da região, a menina abençoada por Deus para nos salvar de futuras calamidades. Era apenas uma religião vazia, baseada em outras crenças e que só conseguia fortificar-se por palavras vazias.

Gabrielle tinha 3 anos de idade. Os primeiros traços de outra Gabrielle já começavam a surgir. Ela era mais animada, estranhamente. Ela era agitada, chorava muito. Gostava de quebrar coisas e burlar regras. A rainha não entendia o motivo de sua filha não estar agindo conforme ela havia pedido. Seus ensinamentos para se tornar a princesa perfeita ficavam mais rígidos, e maiores punições eram dadas a cada regra infringida. Gabrielle queria agradar sua mãe, mas Gabrielle era pequena demais para entender exatamente o que ela fazia de errado. No final do ano, a rainha finalmente cansou-se. Ela queria perfeição.

Gabrielle tinha 4 anos de idade. O tamanho de punições aumentava continuamente. Mamãe... A rainha já havia perdido as esperanças em sua filha, e assim, deu luz a uma nova filha; Emanuelle. Ela era tão linda. Como algo tão feio pode ser tão fofo ao mesmo tempo? Bebês eram estranhos. Nós gostávamos de Gabrielle.

Talvez seja pura coincidência, mas Emanuelle terminou como Gabrielle. Ambas haviam dificuldades em ter um emocional estável. Suas emoções mudavam rapidamente. Mamãe odiava isso. Qual era o motivo de suas crianças não serem perfeitas? Que idiotice. Que estupidez. Essas crianças deveriam reduzir-se apenas a faxineiras, e nada mais. Sim, Gabrielle e Emanuelle, de 7 e 3 anos respectivamente, já foram colocadas a trabalhos complicados e difíceis. Gabrielle ainda gostava de sua mãe, mas Gabrielle a odiava.

Aos 8 anos de idade, a rainha decidiu arrancar forçadamente o bebê de uma das camponesas de seu reino, para assim treinar a criança a se tornar a melhor princesa. Naturalmente, o povo revoltou-se imensamente contra a rainha; ela não apenas ignorava o seu povo por completo, não ajudava com questões importantes sobre os direitos humanos, ela também considerava-os meros escravos ao seu sucesso. Uma revolta imensa aconteceu, e mesmo com forte intervenção do exército do reinado, o senso de justiça e as estratégias dos camponeses eram fortes o bastante a ponto de derrotar o governo. Claro, a rainha foi executada no dia seguinte do fim da revolução.

Gabrielle e Emanuelle fugiram, naturalmente. Sozinhas. Para bem longe. A criança mais velha não sabia o que fazer, e também não sabia. Ambas estavam completamente perdidas. Na verdade, Gabrielle estava cansada. Não, não Gabrielle. A verdadeira Gabrielle. Ela odeia sua irmã. Ela se odeia. Ela odeia tudo. Ela quer ir embora para sempre. Pra qual motivo ela existe? Pra ser depreciada? Gabrielle, por uma vez de sua vida, tentava realmente controlar Gabrielle. Gabrielle odiava Gabrielle. Com 4 anos apenas, pobre Emanuelle não podia entender o motivo da irritação intensa de sua irmã.

Ao vagar por uma floresta profunda, as irmãs encontram uma casa, moradia de uma bruxa. Ambas estavam a beira de sua morte; sem água e comida faz um tempo, elas não conseguiriam mais tempo de vida. Ao encontrar a bruxa, estranhamente dócil, ela propõe algo para a irmã mais velha: abandonar sua caçula em troca de um estoque de comida e água por pelo menos duas semanas. Gabrielle adorou aquela proposta, mas Gabrielle odiou. No fim, a proposta foi aceita. Emanuelle foi sacrificada como alimento da bruxa, e a criança restante recebeu um cesto cheio de recursos úteis para sua sobrevivência.

Porém, dentro do cesto, havia um pequeno espelho, que podia facilmente caber no bolso de seu vestido. Curiosa, ela queria ver sua própria reflexão após estar longe de seu antigo castelo por tanto templo. Ao olhá-lo, sua própria vida passou como um relâmpago por seus olhos... E Gabrielle estava presa dentro do espelho. Porém, Gabrielle também estava fora do espelho. Gabrielle queria sair, mas Gabrielle percebe que finalmente havia saído de sua prisão temporária. As duas Gabrielles, finalmente, haviam se conhecido. Naturalmente, uma imensa inimizade começou ao descobrir que, a cada relance do espelho, Gabrielle transformaria-se em Gabrielle, e vice-versa. De qualquer forma, elas teriam que entender que deveriam aprender a conviver uma com a outra.

O tempo passou. Gabrielle definitivamente amadureceu, e isto fez ela perceber que havia cometido um gravíssimo pecado ao sacrificar sua pequena irmã. Aquela foi a escolha certa? Ela merece viver? Eu mereço viver? Gabrielle deixou-se reclusa por grande parte de seu tempo, ficando sem comer ou beber nada por dias. Naturalmente, Gabrielle não aceitou isso, e usou o espelho para conseguir fazer uma mudança. Gabrielle havia perdido quase todas suas habilidades de interação social, enquanto Gabrielle teria que usar o que ela sabia usar. Trabalhar, viver, sobreviver. Ambas Gabrielles tinham que usar seus melhores pontos para conseguirem viver juntas nesse mundo cruel.

Hoje em dia, ambas dependem nelas mesmas. Gabrielle ama Gabrielle, e reusou as memórias dos ensinos de sua mãe para agir como uma empregada e cabeleireira ambulante para ajudá-la. Gabrielle treinava seus instintos e sua capacidade de sobrevivência, para manter Gabrielle fora do perigo. Eu a amo, e ela me ama. Nós nos completamos. Não somos uma sem a outra.

Em nossa missão por sobrevivência, encontramos este panfleto. Nós concordamos que deveríamos ao menos tentar isso. Estamos fazendo as mesmas coisas faz muito tempo em nossas vidas após encontrarmos o espelho... Deveríamos realmente mudar um pouco a rotina.

Putz. Escrever sério assim cansa. Mas vocês entenderam, eu espero. Eu falo muitos palavrões, beleza? Só pra alertar.

Arma: Tesouras de vários tipos, como dito antes.

Curiosidades?: Ela gosta muito de piadas, mas quase todas são de humor negro. Meu recorde de flexões feitas é de 145. Ela odeia cozinhar, mas tudo que ela produz é uma benção para a sociedade. No meu caso, adoro cozinhar, mas nada sai direito... Ah, e também, nós gostamos bastante de cantar, mas como raramente treinamos nossa voz, temos vergonha de fazer tal coisa em público...

Atributos
Força: 7
Destreza: 7
Resistência: 6
Magia: 0




Última edição por Gehrman em Sab 17 Set 2016 - 21:39, editado 1 vez(es)

________________

cfox: APARECI NO MULTISHOW


avatar
Gehrman
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/04/2011

Frase pessoal : NÃO TEM MEDCO


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por Mori em Sab 17 Set 2016 - 20:47


Nome: Guinevere Ornstom II


Idade: 22


Personalidade: Oh, ah, bem, eu não tenho muita personalidade, pra ser honesta, veja assim... eu sou bem legal até.

História: Opa, história? OLHA AI, UM MONSTRO!

O que, como assim não tem nenhum monstro ali? Onde a gente parou? Arma, certo, minha arma.

Arma:

Eu uso esse meu escudo preso ao meu braço para bater! Já que ele tem partes afiadas.

Eu não sou muito de bater nos outros.

Curiosidades:

Eu não gosto muito de humidade, adoro quando fazem carinhos em mim, e dizem que meus olhos refletem bastante.

Atributos


Força: 3
Destreza:
Resistência: 7
Magia: 7

Eu sou mais defensiva com minha magia, sou muito boa em fazer escudos e em aumentar a defesa de meus aliados, ah, sim, e eu também sei acender fogueiras, mas isso não é muito importante...


Err...


Última edição por Mori em Seg 19 Set 2016 - 0:28, editado 1 vez(es)
avatar
Mori
Admin
Admin

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/07/2014

Frase pessoal : Ante up!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por Junim - kun em Dom 18 Set 2016 - 3:57


Nome: - Mori Kenji, mas vocês aqui no Ocidente falam Kenji Mori

Idade: - 33 Anos

Personalidade: - Eu nunca me analisei, mas meus alunos falam que eu sou bem calmo, paciente, pacífico e compreensivo... Adolescentes tendem a exagerar um pouco, eu não sou tudo isso hehe

História: - Não há nada muito especial para ouvir sobre minha história, eu vim de um lugar bem longe daqui, na terra onde o sol nasce, minha família era adepta do Shintoismo... o que é isso? De forma bem breve, é uma "religião" em que o equilíbrio do homem com a natureza é fundamental, por isso, desde pequeno eu convivi muito com a natureza e com diversos jardins orientais, e esse convívio com a natureza despertou algo em mim, o amor pela bôtanica, sim, é estranho ver uma criança gostando de cuidar de plantas mas foi o que o destino reservou para mim... quando completei meus 20 anos, decidi sair em uma jornada para conhecer melhor a flora ao redor do mundo, foram três anos de jornada até que eu consegui saciar um pouco meu desejo então parei nessa região, já fazem 10 anos que estou aqui, eu trabalho como professor de botânica pois todo conhecimento obtido se não for passado, é inútil , acho que em 10 anos o mundo pode ter mudado um pouco, o anuncio pedia aventureiros, logo haverá aventuras por aí e essa é a parte que me interessa,essa jornada pode me trazer muitos conhecimentos para passar aos meus alunos, não é só porque eu ensino que eu não posso aprender, toda pessoa devia buscar aprender pois se você para de buscar saber... Você é só uma arvore velha esperando a próxima tempestade te derrubar

Arma: - Minha magia é suficiente, nunca utilizei arma alguma

Curiosidades?: - Meu povo tem uma cultura bem rica e interessante, mas pouco conhecida pois eles são bem fechados, algumas pessoas nas ruas estranham minhas roupas... mas eu já me acostumei com isso

Atributos
Força: 1
Destreza: 7
Resistência: 3
Magia: 9

- Minha magia consiste no controle das plantas, aumentando o crescimento delas, mudando a estrutura de algumas á minha vontade e coisas assim...  

avatar
Junim - kun
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/09/2014

Frase pessoal : Whatever


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por KnightOMetal em Dom 18 Set 2016 - 15:02

Nome: Eudokia Eirene Athanasia, ou apenas Eu.

Aparência:

Idade: 23

Personalidade: Ela é bem tranquila e quieta. Não é de muitas palavras e acaba por apenas escrevê-las frequentemente.

História: Eudokia é uma guerreira que se interessa bastante no ato de caçar animais e mostrá-los como forma de recompensa para as outras pessoas. Ao ver a busca de pessoas para conhecer mais sobre animais e monstros em si, Eudokia decidiu também aderir a este tipo de movimento, mas não realmente sabia como começar. Ao achar um panfleto que encontrou aleatoriamente na rua, ela decidiu ir encontrar-se com a remetente deste panfleto para ajudá-la em seu objetivo e assim descobrir a beleza que é ver monstros e entendê-los.

Arma: Uma foice.

Curiosidades?: Gosta de arroz e de aves em geral. Desgosta de coisas que balançam muito.

Atributos
Força: 4
Destreza: 10
Resistência: 5
Magia: 1 Sabe um pouco de magia negra.



Última edição por KnightOMetal em Ter 20 Set 2016 - 22:21, editado 1 vez(es)
avatar
KnightOMetal
Membro
Membro

Masculino Idade : 16
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/06/2011

Frase pessoal : Se tivesse poder, mudaria ao mundo ou a si mesmo?


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por dronto em Seg 19 Set 2016 - 0:32

Nome: Konrad Caterian.

Aparência: Um homem de baixa estatura e com costas gravemente curvadas, grosseiramente, um corcunda. Possui anisocoria, uma condição que faz com que suas pupilas tenham tamanhos discrepantes. Uma tatuagem macabra de um olho estampa sua testa. Veste um áspero manto longo, verde escuro.


Idade: 22 anos.

Personalidade: Humilde, amigável e falante. Infelizmente, propenso à instabilidade.

História: - Bem, então, eu fui encontrado pelos meus pais. Sabe, os de verdade, não os biológicos, quando eu tinha uns 3 anos. - Ele aponta para sua testa, uma tatuagem de um olho fechado a adornava. - Desde antes daquela época eu tinha isso, é uma marca. Quando eu tinha uns 10 anos, me enviaram uma carta, me explicando que minha vida foi entregue a uma ordem antiga, e por isso fui deixado de lado, o lucro seria se eu tivesse morrido, hehe. - Coçou suas costas protuberantes por debaixo do manto. - Já aceitei que sou de corpo, mente e alma instável, muito provavelmente por causa dessa tatuagem. A carta também explicou que o jeito de aliviar todas essas dores e a loucura ia ser prestar minhas contas à marca, mas isso é coisa minha. - Ele parecia visivelmente incomodado com a presença do signo, mas conformado. Nunca foi um homem em paz. - Mas bem! Sobre minhas habilidades, meu paizinho me ensinou tudo sobre ser rápido e preciso, eles eram de uma guilda de arqueiros quando novos. Com minha mãe, aprendi um bom tanto sobre primeiros socorros!

Arma: Porta duas adagas e um arco curto, prefere abordagens silenciosas e agressivas, e é um aficionado por venenos, imbuindo suas armas em substâncias tóxicas como merda e peçonha de cobra.

Curiosidades: Por carregar a marca, Konrad está propenso a fortes ataques de raiva, ele permanece consciente quando os sente vindo, se isolar nesses momentos já é um hábito.
Não agora, não agora. E-eu volto pela manhã:
Sabe tocar o alaúde, é fascinado por poesia e cogumelos.
Não quer machucar ninguém.
Nutre um desgosto com sortilégios, nunca soube claramente, mas tudo indica que a ordem antiga está fundamentada na magia negra.
Sua marca é uma tatuagem, sem profundidade. Parece abrir-se quando Konrad pisca. Konrad pisca muito pouco.

Atributos
Força: 3
Destreza: 9
Resistência: 4
Magia: 4

Aprendeu a dançar com as sombras, é capaz de se envolver em fumaça. Sua marca o concede alguns poderes bizarros, que não sabe mesurar corretamente. Suspeita ser principalmente um modo berserk. Possui afinidade com o fogo, mas não é um arsonista maluco.



Ei, grandão! Cê já viu alguém soltar faíscas com um estalar de dedos? Saca só!
avatar
dronto
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2016

Frase pessoal : Ah, eu não tenho jeito mesmo!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOGIN] B.M.E.E.K.

Mensagem por mrdeid em Sex 25 Nov 2016 - 22:29

Atthos Destar

Aparência:
Idade Possíveis vinte e oito anos.
Personalidade: Atthos é uma pessoa variável. É tão bondosa e de coração puro quanto amarga e com ódio. Na verdade, Atthos vive para si e faz o que considera melhor para si mesmo. Procura sempre fazer as coisas para se favorecer, evitando estar em equipe muitas vezes por conta disto. Geralmente toma decisões sem pensar nas consequências. É meio resmungão, mas quando se compromete com uma coisa, segue em frente. Caso jure lealdade para alguém, jamais irá a deixar sozinha, mesmo com seu ego falando mais alto.
História: Atthos vivia em um vilarejo, mas acabou por ficar sem terras após um ataque de um monstro. Durante sua fuga, acabou por ser confundido por um procurado e acabara por ser capturado. Fora sentenciado a morte injustamente, mas fugira graças a outro monstro que acabara por aparecer no ambiente e destruir tudo. Contou com o apoio de um bandido, cujo lhe guiou até a capital e forneceu trabalho como mercenário para o rapaz. Trabalhou daquela maneira por anos, até descobrir estar sendo traído pelo bandido, que o planejava entregar para a corte imperial. Matou o bandido e passou a vender sua espada para qualquer um que quisesse comprar e pagasse um bom dinheiro.
Arma: Um espada longa de prata, afiada pra dedéu.
Curiosidades?: Chama sua espada de Espírito Sangrento por conta de uma história que seu pai lhe contara sobre um espírito que entrara para dentro dela após matar uma pessoa importante. Mera bobagem. Ele tem vários pontos fracos, mas tem um que se destaca: seu dedinho do pé esquerdo. Ele evita com todas as forças entrar em bares. A última vez que ele entrou acabou bebendo tanto que descobrira ter vendido o anel de casamento da sua noiva para um gigante. Curiosidade: ele vendeu ela também, e não recuperou.

Atributos
Força: 10
Destreza: 4
Resistência: 6
Magia: 0
avatar
mrdeid
Membro
Membro

Masculino Idade : 71
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/01/2013

Frase pessoal : ata


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum