Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

1F8 ( Capítulo 1 postado!) (Desculpa pela demora)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

1F8 ( Capítulo 1 postado!) (Desculpa pela demora)

Mensagem por Trafalgar Law em Qua 16 Mar 2016 - 16:50

Legal, uma fanfic!

Personagens:



Stink:Stink recebeu seu nome baseado num Youtuber não tão famoso, chamado de Stink Terios. Sempre confiante e focado, Stink sonha em um dia se tornar campeão da Liga de Kanto.Tem 12 anos de idade e mora com o avô.
Pokemons:

Larvesta ♀ (Flare): Recebeu um desafio. Se Stink não o evoluir no tempo de uma semana, ele volta para o Ash.

Squirtle ♂: Recebeu do Porfessor Ketchum como inicial.





Ash Ketchum: Morador da cidade de Pallet, Ash virou um professor pokemon após o desaparecimento do professor Oak. É meio zoeiro. Entregou ao Stink a Larvesta e o Squirtle. Tem um Pikachu.


Prólogo: O dia que nunca chegará

Kanto é uma região do mundo. Sua característica principal é a grande quantidade de partes rurais. Nele, as crianças podem se tornar treinadoras a partir dos 12 anos de idade, então vão num laboratório pkmn e pegam seu pokemon inicial e sua Pokedex, uma enciclopédia virtual que registra dados sobre pokémon. Grande parte das crianças começam sua jornada escolhendo entre 3 pokémon iniciais: Charmander, do tipo fogo; Bulbasaur, do tipo planta e Squirtle, do tipo água

[...]

Stink estava vestindo sua roupa. Finalmente era o grande dia de começar sua jornada. Nunca largava sua boa roupa de palhaço, com a qual ia para todos os lugares. Stink mora na cidade de Viridian, e está se preparando para pegar sua primeiro pokémon e começar sua aventura.

Mal sabia ele que o que iria  encontrar na jornada...

Com a mochila arrumada e tudo pronto, Stink se despediu de seu avô, com quem morava desde que nasceu. Sua mãe e seu pai "tiraram férias" e levaram o bebê para a casa do senhor, que apesar de não ser avô de sangue, sempre o tratara como se fosse seu neto.

- Meus netos foram embora a muito tempo.- Dizia o senhor. Stink sempre gostou de ouvir as histórias que ele contava sobre sua vida de treinador.

- Eu tinha um Charizard tão sadio e poderoso, que os treinadores ficavam com inveja.

[...]

Chegando em Pallet, o garoto viu o tamanho da cidade: Não era grande, a maior parte dela se resumia em uma fazenda cheia de vários pokémon. Ele sabia que ali era onde deveria estar para começar sua jornada.

Stink rapidamente entrou no laboratório, que parecia estar vazio. Puxou uma cadeira e esperou por dez minutos, até que um homem, com mais ou menos cinquenta anos, saiu de uma porta. Olhou para o garoto-palhaço e disse:

- Então você veio buscar seu pokémon? Qual é o seu nome?- Disse o homem. Usava jaleco, um boné antigo e esfarrapado, e tinha ao seu lado um estranho rato, amarelo e com bochechas vermelhas, que parecia incrivelmente poderoso.

-Stink.- Respondeu o garoto. Não era de muitas palavras. O homem respondeu:

-Meu nome é Ash, e sou daqui de Pallet. Nunca o vi por aqui. É novo na cidade?- Disse o homem. Acariciava o rato amarelo com sua mão, que parecia sem se importar com a estática que isso causara.

- Moro em Viridian.- Disse o garoto. Estava ansioso pelo começo da jornada.- Sonho em ser um grande Campeão da Liga.

- Sonha em ser Campeão? Eu já competi na Liga, e posso te afirmar que não é fácil.- Respondeu Ash. Seus olhos escondiam uma incrível história de vida. Apertou um botão no computador e um grande cilindro emergiu do chão. Dentro dele, haviam três pokébolas.

- Vamos, escolha seu pokémon!- Disse Ash, quando um sujeito estranho, com roupas negras entrou pela porta e disse:

- Me entregue todos os seus pokémon ou sofrerão as consequências!- Disse o sujeito. Rapidamente pôs a mão no bolso e tirou uma arma, a qual apontou para Ash.

- Vamos, rápido!- Disse o sujeito. Stink tremia, mas Ash estava calmo. Entregou as pokébolas para o sujeito que se virou para ir embora, quando foi atingido por uma descarga elétrica que saiu do rato amarelo.

- Muito bem, Pikachu!- Disse Ash.- Você salvou os pokémon.

[...]

-Você faz alguma ideia de quem seja esse cara?- Peguntou Stink.

-Acho que é só um ladrão qualquer. De qualquer forma, a polícia já o levou.-Disse Ash. Estava sentado numa cadeira comendo rosquinhas recheadas, enquanto Pikachu se deliciava com uma Oran Berry.- Bem, agora vamos ao que interessa! Escolha: Charmander, Bulbasaur ou Squirtle?

- São só esses três?- Disse Stink. Não gostou muito deles.

- Bem, ninguém nunca falou isso.-Disse Ash.- São só os três. Mas... Eu posso abrir uma exceção para você. Eu tenho um aqui, mas não recomendaria você usá-lo.

Ash entrou na porta de trás e voltou, logo depois.- Eu tenho esse aqui, mas ele é um pouco rebelde.- Soltou o pokémon da pokébola. De dentro dela, saiu um inseto estranho, com partes brancas e chifres vermelhos.

-Se chama Larvesta, mas não é tão forte quanto os outros três.-Disse Ash.

- Eu gostei dele.-Disse Stink. O inseto olhou para Stink com cara de quem comeu e não gostou.

- Você pode ficar com ele, mas com uma condição; Em uma semana, você me traz ele aqui. Se ele tiver evoluído, pode ficar com ele; Senão, vai ter que escolher um dos três iniciais.

- Ok. Aceito a condição.- Disse Stink. Estudara insetos com seu avô, e sabia que eles evoluíam rápido.

- Então tá. Boa sorte.- Disse Ash.


Última edição por Trafalgar Law em Seg 16 Maio 2016 - 16:31, editado 2 vez(es)
avatar
Trafalgar Law
Membro
Membro

Masculino Idade : 15
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2014

Frase pessoal : Corram porque a Pokemon Mythology vem aí


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1F8 ( Capítulo 1 postado!) (Desculpa pela demora)

Mensagem por Bakujirou em Seg 21 Mar 2016 - 22:55

Oes. Eu dei uma passadinha em sua fanfic para poder conferir o seu trabalho. Eu até gostei dele, não vi nada que seja mal. Apenas não estou acostumado a ler com este tipo de texto centralizado, eu sempre fico meio perdido (pensando em outras coisas) quando eu vejo textos que parecem como se fossem nuvens (só repara nos formatos que os parágrafos deixam). Bom, tirando apenas isso, achei a estória interessante. Eu acho que o garoto vai se arrepender de ter escolhido o Larvesta, porque ele demora DEMAIS pra evoluir pra forma mais avançada dele. :v No mais, desejo boa sorte na fic.

________________


Heir of Life

a target="_blank" href="??"
Um novo challenge breve

Spoiler:


sign dork princess & original art by RhuanFPS

CONFIRA!


Veja meus outros perfis!

avatar
Bakujirou
Moderador
Moderador

Masculino Idade : 29
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 12/02/2009

Frase pessoal : ~"You are my lucky charm"


Ver perfil do usuário http://bit.ly/docrJs

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1F8 ( Capítulo 1 postado!) (Desculpa pela demora)

Mensagem por Trafalgar Law em Seg 16 Maio 2016 - 16:12

Capítulo 1: Porque todos os treinadores são vadios.

Stink estava cansado. Não conseguia treinar direito aquele pokémon rebelde. Talvez houvesse algo de errado com ele, ou com o pokémon.

Larvesta era realmente muito teimoso. Boa parte dos comandos que Stink o dava não obedecia, quando obedecia, era de má vontade e de modo incorreto. A pequena lagarta parecia não gostar de ser treinada; gostava mais de ficar num canto escondida e comendo algumas berries. Isso pode ser chamado de preguiça.

Os arredores de Viridian, em teoria, seriam um bom lugar para treinar um pokémon inseto, pensava. Seu maior desafio seriam os Pidgey e os Spearow que poderiam aparecer de vez em quando, tendo vantagem de tipo contra a pequena lagarta. Ia ser legal, ele pensava.

Já era tarde quando voltou para a casa do avô, não queria pedir ajuda ao avô, mas a situação era bem vergonhosa. Já faziam 4 dias desde que o Professor Ketchum o deu o inseto ao garoto, que era estranho ao avô. Ele dizia que era provavelmente um pokémon de outra região.

[...]


Stink foi para Celurean com o avô, que iria participar de um evento de batalha como jurado. Ele deixou Stink na entrada da cidade para que conseguisse treinar a pequena lagarta. Stink estava cansado, e simplesmente decidiu ficar sentado numa pedra enquanto o dia passava, até que viu uma caverna. Parecia bem interessante, mas tinha a entrada bloqueada por um treinador; se quisesse entrar, teria que criar uma distração. Pensou por algum tempo, até que decidiu o que ia fazer.

- AAAAAAAAAAAAAI - Gritou Stink. O treinador veio ajudar, quando Stink  deu uma rasteira nele. O treinador disse algum palavrão e Stink saiu correndo para a caverna.

Dentro da caverna, estava escuro. O treinador que defendia a caverna tentou pegar Stink, mas algumas rochas deslizaram na entrada, o que significa que ele está preso na caverna. Não sabia o nome da caverna, mas não parecia ada agradável. Enquanto ficasse encolhido no chão, nada aconteceria.

[...]

Horas passaram, e ninguém veio ajudar. Ouviu alguém dizer do lado de fora da caverna que eles poderiam quebrar as pedras da caverna, mas se fizessem isso, o sei-lá-o-que-que-estiver-lá-dentro poderia sair. Isso deixou Stink com medo. Sabia que se encontrasse qualquer Zubat que fosse, estaria perdido, pois Larvesta não o obedeceria. Tinha que arrumar algum jeito de sair e bem rápido. Decidiu que iria tentar mover as pedras; não conseguiu. É, parece que vou ficar preso aqui para sempre, pensou. Decidiu que se era para morrer, ia morrer lutando. Começou a andar pela caverna, meio as cegas, pois não conhecia nada. Não soube se passaram dois minutos ou um ano, mas chegou numa câmara  mais clara. Andou mais um pouco, até que sua visão começou a se distorcer. Não conseguia ver mais nada, sua cabeça estava doendo. Sua pokébola começou a pipocar, e a Larvesta de lá saiu. Estranhamente não estava sendo afetada por essa dor de cabeça. Stink caiu no chão, e Larvesta nem ligou. Seus chifres de fogo estavam iluminando sua cara, mas não o ajudaram a se levantar. Viu uma sombra amarela, que começou a se aproximar. A somra estava chegando ainda mais perto, quando o inseto se virou. O humanoide amarelo estava bem perto a lagarta investiu contra ele. O humanoide quase não sentiu, e continuou chegando perto de Stink, que estava desacordado no chão, quando a pequena lagarta brilhou. Brilhou tão intensamente que a caverna inteira se iluminou. Larvesta então investiu com tudo no humanoide, que saiu voando para a parede.

[...]

Quando acordou, estava no hospital. Seu avô estava ao seu lado, e Larvesta estava olhando a janela.

- Finalmente acordou, Stink. Seu pokémon o ajudou na caverna. Quando encontramos vocês, ele estava dando lama para você comer. Isso ajudou você a não morrer desidratado. Os médicos encontraram vários pokémon caídos do seu lado. Como foi que teve essa ideia idiota de entrar na Celurean Cave? Não importa. Agora vou chamar o médico. - Seu avô saiu do quarto.

Quando acordou de novo, estava em seu quarto. Larvesta continuava lá. Olhou no Pokénav; nove da manhã.  Tirou o pijama, colocou sua típica roupa de palhaço e desceu as escadas. Seu avô estava sentadeo no sofá, assistindo TV. Quando viu Stink, se levantou e disse:

- O professor Ketchum quer ver você. Se se sentir bem o suficiente, pode ir. - Disse o avô, se sentando para assistir novamente. Stink pegou a mochila e a pokébola do Larvesta e saiu.

No caminho, encontrou um Rattata selvagem. Tentou ignorar, mas Larvesta saiu da pokébola e encarou o pequeno rato. Stink percebeu que havia algo diferente no seu pequeno inseto. Parecia mais animado e energético, e derrotou o pequeno rato com alguns ataques.  Chegou em Pallet Town e entrou no laboratório. Ash estava sentado numa cadeira. Cumprimentou Stink quando se levantou e disse:

- Como vai meu pequeno amigo? Evoluiu? - Disse Ash com um sorriso no rosto.

- Não. - Disse Stink, com uma cara de desanimado.

- Ótimo, venha aqui. - Ash o levou para uma bancada. - Pegue uma. - Disse, indicando um dispositivo vermelho na mesa. - Isso é uma Pokédex. Ela registra a data dos Pokémon automaticamente. A data será mais conclusiva se você capturar o pokémon. Estou te entregando isso para que você a complete, um sonho que eu... Ah, esse sonho não é meu não, é do meu antecessor. De qualquer jeito, complete-a se quiser, afinal seu sonho é se tornar o campeão, não é? Oh sim, espere um pouco. - Ash apertou um botão no computador.

- Tome aqui a Larvesta. - Disse Stink. Não a conseguiu evoluir, e como dizia o manual, teria de devolvê-la.

- Garoto, acho que você não conhece esse pokemon. Ele demora para evoluir mesmo. Eu fiz isso para que você domasse esse pokémon. Se você conseguiu ou não, nem ligo. - Disse Ash. Stink ficou com uma vontade enorme de chutar as bolas dele até que ele morresse de hemorragia, mas não fez isso. - Eu seu que você não gostou dos iniciais, mas se você puder levar um deles, eu ficaria feliz. Aqui eu tenho três: Charmander, Bulbasaur e Squirtle. Escolha um dos três.

Stink pensou: Já tinha um pokémon de fogo, então Charmander não seria uma boa ideia. Larvesta era fraco contra voador, então Bulbassaur só o atrapalharia. Então decidiu.

- Squirtle. - Disse Stink, com um ar de confiante. Não gostava muito da ideia de pegar um pokémon a mais com aquele cara que deu a mega zoada na cara dele, mas toda a ajuda contava.

- Ótimo. - Disse Ash. - Vai apelidá-lo?

- Não. Mas a Larvesta sim. Quero nomeá-la Flare.

- Ok. - Disse Ash. - Agora vá embora.

[...]

Após dar uma parada rápida na casa do avô para mostrar a nova aquisição, Stink começou sua jornada, na mochila 5 pokébolas, algumas poções e alguns itens de cura de status, nosso herói, sua pequena Flare e sua tartaruga azul entram em Viridian Forest...




@Bakujirou escreveu:Oes. Eu dei uma passadinha em sua fanfic para poder conferir o seu trabalho. Eu até gostei dele, não vi nada que seja mal. Apenas não estou acostumado a ler com este tipo de texto centralizado, eu sempre fico meio perdido (pensando em outras coisas) quando eu vejo textos que parecem como se fossem nuvens (só repara nos formatos que os parágrafos deixam). Bom, tirando apenas isso, achei a estória interessante. Eu acho que o garoto vai se arrepender de ter escolhido o Larvesta, porque ele demora DEMAIS pra evoluir pra forma mais avançada dele. :v No mais, desejo boa sorte na fic.

Olá, Bakujirou. Muito obrigado por comentar. Depois de um tempo percebi que a formatação da página estava ruim mesmo, então decidi trocar. Espero que goste deste novo capítulo.
avatar
Trafalgar Law
Membro
Membro

Masculino Idade : 15
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2014

Frase pessoal : Corram porque a Pokemon Mythology vem aí


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1F8 ( Capítulo 1 postado!) (Desculpa pela demora)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum