Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

Pokémon Advance

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Seg 7 Set 2015 - 0:06

Pokémon Advance
Well, essa é minha nova fanfic. Espero algum dia terminar as outras, e espero terminar essa também. É uma fanfic com protagonistas adolescentes, então tem uma linguagem um pouco mais agressiva com que as fanfics que vocês estão habituados. É uma fanfic de jornada, não quero um comentário sobre clichês, blablabla. Espero críticas construtivas, sem haterismo.
PS: fics de jornada são demais
˜˜X˜˜
˜˜X˜˜
Prólogo
Luke acordou meio desnorteado no meio da madrugada, havia caído da cama pela quarta ou quinta vez naquela semana. Ele estava simplesmente muito ansioso pela manhã daquele dia. Era seu aniversário de dezesseis anos naquele dia, e ele finalmente iniciaria sua jornada Pokémon. O garoto se levantou e abriu a janela e ficou à observar o lago da cidade de Pallet.
De repente, seu telefone tocou. Ele atendeu e era seu amigo, Victor.

- Porra, não consigo dormir. – Disse Vick, com sua voz aveludada.

- Acabei de cair da cama, tipo, pela milésima vez. – Disse Luke, rindo. – Tô ansioso demais pra ir pro laboratório do professor Oak.

- Feliz aniversário, aliás, brother. – Disse Vic.

- Cê pode me dar os parabéns hoje de manhã. – Luke respondeu, bocejando. – Vamos acordar um pouco mais cedo, quero dar uma volta antes de ir no laboratório.

- Tá certo. Já pensou em qual Pokémon vai escolher? – Perguntou Vic.

- Não faço ideia. Passei a tarde pensando, mas uma toda hora mudo de ideia. Acho que vou escolher na hora mesmo. – Disse Luke.

- Eu vou escolher o Charmander! – Disse Vic. – Então nem vem!

- Ah, qual é! É meu aniversário, vou escolher o que eu quiser. – Disse Luke.

Os garotos combinaram de acordar quinze minutos antes das sete da manhã. Luke colocou o telefone no gancho e voltou para sua cama, voltando para seus sonhos com os Pokémons iniciais.

To Be Continued...


Última edição por Tsurugi em Ter 5 Jan 2016 - 3:03, editado 12 vez(es)

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Black~ em Seg 7 Set 2015 - 12:52

Bom, vamos lá.

O prólogo já deu pra entender do que se trata. E você mesmo já falou também, então não tem porque ficar falando sobre isso. Achei interessante que você colocou pessoas com 16 anos para poder sair em jornada, porque sair sozinho com 10 anos é bem bizarro mesmo, mas enfim.

O prólogo ficou bem pequeno, e serviu mais de apresentação, então não tenho nada pra falar.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Fressato Potato em Seg 7 Set 2015 - 13:31

well, não há muito o que falar sobre esse prólogo. Não vou comentar sobre os clichês pq acho que você sabe o que está fazendo e imagino que não pretende manter assim por muito mais tempo.
Na minha concepção o prólogo é o lugar pra se apresentar o protagonista, de forma que o leitor já saiba da sua personalidade e objetivos(se houver um) quando a história realmente começar. Foi bem curto e não falou muito além do que já sabe ao ler "fic de jornada".
Jornadas aos 16 é algo legal. Gente de 10 anos tem mais é que ficar em casa vendo Peppa Pig.

Boa sorte ae tchau
avatar
Fressato Potato
Membro
Membro

Masculino Idade : 99
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 28/09/2012

Frase pessoal : Pode sentar no colo que aqui ninguém vê a gente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Qui 10 Set 2015 - 15:46

Comentários:

@Black: Obrigado por comentar, é sempre bom te ver por aqui.
@Sex Bob-Omb: É verdade, eu sempre quis ser um treinador de verdade quando era criança, mas vendo agora, me daria muito melhor com 16 anos.
Capítulo 01 – Karma Police.

Já era de manhã cedo, Luke acordou com o seu despertador e logo correu para o banheiro tomar banho. Quando o garoto saiu do banho, vestiu um jeans azul, uma camiseta branca e uma jaqueta de couro preta. Ele pegou uma maçã e sua mochila na cozinha e se calçou na porta de casa. Luke tinha cabelos castanhos, pele clara e não era muito alto.
Quando saiu, Vic já estava lá, esperando encostado na árvore da casa. Ele vestia uma calça cinza de moletom e tênis brancos, com uma camiseta preta. Victor tinha a pele morena e cabelos curtos, e era bem alto.
- Ei, feliz aniversário. – Disse Vic, com cara de sono. – Pra onde vamos?

- Ah, sei lá. Vamos mais pro norte, perto da saída da cidade. – Luke respondeu.

Pallet era uma cidadezinha comum da região de Kanto. Ela não tinha nada de especial, a não ser o fato de ser a cidade onde ocorria a entrega dos Pokémons iniciais e ser o lar do renomadíssimo professor Oak. A maioria da população vivia de agricultura e do comércio com a cidade seguinte, Viridian City. Era uma cidade cercada por pinheiros, e tinha um pequeno lago no sul.

O vento frio passeava pela cidade. Os pinheiros que a cercavam balançavam todos sincronizados, como se estivessem dançando. O céu estava com pouquíssimas núvens.

- Socorro! – Os garotos ouviram uma voz infantil gritando. A voz vinha da Rota 1.

Os garotos se entreolharam.

- Sério isso? – Vic perguntou.

Os dois correram em direção ao início da rota, e encontraram um garotinho cercado por três Rattatas selvagens. Ele tinha cabelos castanhos espetados e olhos verdes, segurava uma maleta de couro, mas quando viu Luke e Vic abriu um sorriso.

Luke e Vic pegaram pedras no chão e jogaram nos Rattatas, assustando-os e fazendo-os fugir.

- Putz, obrigado! – Agradeceu o garotinho. – O meu nome é Blue! Quais seus nomes?

- Eu me chamo Luke, e esse é o Victor. – Disse Luke, sorrindo. – O que tem nessa maleta?

- São os Pokémons iniciais! – Disse Blue, com a maior naturalidade do mundo. Luke e Vic ficaram de queixo caído. – Eu queria levar eles pra dar uma volta, só que eu não sei a senha dessa maleta.

- Como assim, cara? – Perguntou Vic, pasmo. – Nós iamos pegar dois desses Pokémons hoje!

- Eu sou o neto do professor Oak, oras!

De repente, os três ouviram um um rosnado muito próximo. Os Rattatas voltaram com um Raticate, que havia dado aquele rosnado.

- Ai meu Arceus! – Gritou Vic.

- Blue, me dá essa maleta! – Luke pediu, e o garoto deu a maleta para ele, e se escondeu atrás deles.

Luke segurou a maleta e deu uma maletada na cabeça do Raticate com toda a sua força, deixando o mesmo confuso. A tranca da maleta se partiu com a pancada e três Pokébolas caíram no chão, liberando os iniciais de Kanto.

- Genial! – Exclamou Blue.

- Squirtle, proteja o Blue! – Disse Luke. – Bulbasaur, use o Tackle nos Rattatas!

O Pokemon de grama correu em direção aos Pokémons roadores e deu diversas pancadas neles.

- Charmander, use o Ember no Raticate! – Vic comandou.

Charmander cuspiu uma rajada de brasas no Raticate, que ganiu de dor e começou a babar, com muita raiva.

- Que nojento! – Disse Blue.

- Agora use o Leech Seed! – Disse Luke.

Uma semente verde foi expelida pelo bulbo do Bulbasaur e lançada no peito do Raticate. A mesma iria sugar a energia do mesmo e restaurar um pouco a do Pokémon de grama.

Os dentes da frente do Raticate brilharam em uma luz dourada. Vic e Luke reconheceram o ataque, era o Hyper Fang. Só que não sabiam o que fazer.

- Vamos combinar os ataques! Squirtle, use a Water Gun! – Gritou Blue.

- Use Ember! – Comandou Vic.

O Squirtle lançou um jato d’água, seguido pelas brasas do Charmander, conseguindo parar o ataque do Raticate. Luke estranhou como o bulbo do Bulbasaur estava brilhando, estava absorvendo a energia do sol. De repente, o inicial de grama lançou por seu bulbo um raio branco no Raticate, que caiu nocauteado. Os Ratattas fugiram novamente, assustados.

- Aquilo... Foi o Solarbeam? – Murmurou Luke.

- Sim! Apesar dos Bulbasaurs não dominarem esse ataque, em momentos como esse eles podem acabar usando o Solarbeam sem perceberem! – Disse Blue.

- Putz, você sabe tudo, hein? – Vic comentou, sorrindo.

Um homem apareceu correndo até onde estavam, ele usava jaleco e tinha cabelos grisalhos. Os olhos de Luke e Vic brilharam, era o próprio professor Oak.

- Blue! Você quase me mata de preocupação! – Gritou o velho. – Por que todo ano você tem que fazer isso?

- Porque eu passo muito tempo cuidando deles e estudando eles! – Respondeu o garotinho, batendo o pé no chão. – E também porque sou péssimo em dizer adeus... Além do mais, Luke e Victor me salvaram!

- Não se preocupe, Blue! – Disse Vic. – Nós vamos cuidar bem do Charmander e do Bulbasaur!

- Vocês? – Perguntou Oak, confuso. – Ah, claro! Vamos para o meu laboratório, já está quase no horário de abrir!

Após retornarem os iniciais de Kanto para suas Pokébolas, os quatro andaram até finalmente chegarem ao laboratório do professor Oak. Eles entraram pela porta dos fundos, chegando logo na sala onde Oak entregava os Pokémons iniciais. O laboratório era todo pintado de branco, com um piso quadriculado preto e branco.

- Essas são as Pokédexes. – Disse Oak, após tirar dois aparelhos vermelhos de uma gaveta. – Elas servem para registrar os Pokémons que vocês capturarem. Vou entregar também cinco Pokébolas para cada um de vocês.

- Uau, finalmente tá acontecendo! – Exclamou Luke, com os olhos brilhando de emoção. Seu Bulbasaur o observava contente, dentro de sua Pokébola.

- A espera valeu a pena! – Disse Vic, sorrindo para seu Charmander, que também estava feliz dentro de sua Pokébola.

- Boa sorte em suas jornadas, garotos! – Disse Oak, sorrindo. – E aliás, obrigado por terem salvo Blue! Ele é meu neto e fiel escudeiro!

- Ah, para, vovô! – Resmungou Blue, fechando a cara, mas logo voltando a sorrir depois de olhar para os garotos mais velhos. – Ei, cuidem bem deles!

Luke e Blue fizeram um ‘’toca-aqui’’e se despediram. Os dois amigos voltaram a caminhar para a Rota 1. O céu estava totalmente sem núvens agora, e vários treinadores vindo de Viridian corriam para Pallet para pegar um Pokémon inicial, sem a menor ideia de que dois deles já haviam sido escolhidos. Entre os vários treinadores estava uma garota de bicicleta, que ultrapassou todos eles, mostrando o dedo do meio logo em seguida.

- Melhor aniversário de todos.

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Black~ em Qui 10 Set 2015 - 21:59

Bom, vamos lá.

O capítulo foi curto e li rapidão, isso é bom, pois tenho preguiça de ler capítulos grandes (hue é zueira). Enfim, o capítulo ficou bem legal, já mostrando batalha logo no primeiro capítulo, então imagino que você deva querer usar bastante batalhas (GOSTAMOS) durante a fic.

Me lembrou o Pokémon Ruby essa cena. Imagino que você tenha se inspirado lá, já que no jogo a gente tem que pegar um pokémon para salvar o professor. Apesar de na fic terem pegado um pokémon na marra, a ideia foi a mesma, apenas mudando que era o neto e não o professor, mas enfim.

Bulbasaur inicial com Solarbeam? Caramba, imagina o estrago que o Luke vai fazer com o seu Bulbasaur nas batalhas? Mas achei bacana o modo como ele "aprendeu" o Solarbeam e a explicação. Ele estava lá, lutando de boas, e aprendeu o golpe sem querer. Tipo, é meio nonsense, mas o fato de ele estar usando o bulbo na luta até que faz sentido -q, enfim.

O final foi até engraçado. A menina passa correndo dando o dedo pra todo mundo e o Luke fala que é o melhor aniversário dele, imagino que no sentido de ter sido bom pelo pokémon e por causa da zuera -q, enfim.

Só achei que as coisas se passaram muito depressa. Nada muito grave, apenas tente adicionar um pouco mais descrição que ficará bem bacana.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Seg 14 Set 2015 - 1:47

Eu tenho que admitir uma coisa: Sou péssimo escolhendo o nome dos capítulos. Antigamente eu só botava um VS Pokémon que o protagonista iria enfrentar, mas acho que isso meio que spoila o que vai acontecer. Então sempre que não sei o que botar, escolho uma música no meu celular e boto como título. Essa música se chama Femme Fatale, e é de uma das minhas bandas preferidas, o Velvet Underground.
Comentários:

@Black˜: Hey, Black! Sobre o Solarbeam, eu me inspirei no primeiro capítulo de Pokémon Adventures! Assim como as Pokébolas transparentes, etc. Boa parte da inspiração pra minhas fanfics de jornada é uma fanfic chamada Ryuzaki Adventures. Cara, juro que tinha esquecido de Pokémon Ruby! Me inspirei na verdade em Pokémon Platinum, onde você precisa se salvar no começo hauehaha
Capítulo 02 – Femme Fatale.

- Saur, use o Tackle! – Disse Luke, apontando para um Rattata com quem batalhavam.

O pequeno Bulbasaur avançou em direção ao Pokémon roedor, jogando seu corpo contra ele violentamente, nocauteando-o.

- Isso! – Exclamou o garoto, e seu Pokémon correu em sua direção para um abraço. – Boa, Saur!

Atrás daquele Ratatta, havia uma fila de vários outros Rattatas nocauteados, com alguns Pidgeys. Vic e Luke fizeram um pequeno jogo: Luke batalhava com os Rattatas selvagens e Vic com os Pidgeys selvagens. Cerca de três horas haviam se passado desde aquela brincadeira e eles ainda não haviam chegado em Viridian City. Luke jogou uma Pokébola no Rattata nocauteado e este foi capturado instantâneamente.

- Ok! Agora tenho os dados de um Pidgey e um Rattata! – Disse Luke, olhando para sua Pokédex mostrando as informações do Pokémon roedor.

- Esses tem sido os únicos Pokémons que tem aparecido na Rota 1... Será que existem outros? – Vic comentou.

- É claro que existem! – Os dois ouviram uma voz atrás deles. Era a garota que eles haviam visto mais cedo com a bicicleta.

- Ok, isso definitivamente foi esquisito. – Disse Luke, dando uns passos pra trás. – Quem é você?

- Meu nome é Nina! E eu desafio você pra uma batalha! – Disse a garota, apontando uma Pokébola para Luke.

- Isso foi meio repentino, mas ok! Vai ser minha primeira batalha! – Luke respondeu, olhando para Saur. – Vamos lá, Saur!

- Vai, Vergil! – Gritou Nina, lançando uma Pokébola para o alto. Era o Squirtle que haviam visto mais cedo. Ele sorriu e acenou para eles. – Ei, não cumprimente eles! Comece com Bubbles!

Vergil soltou uma rajada de bolhas, que jogaram Saur para trás, mas aparentemente não causaram algum dano. Pelo contrário, Saur parecia mais estar se divertindo com as bolhas.

- Saur, use o Tackle! – Comandou o garoto.

Saur correu em direção ao seu amigo Squirtle e deu-lhe uma forte pancada jogando seu corpo contra o dele, fazendo Vergil cair no chão atordoado.

- Essa é nossa chance! – Exclamou Luke, sorrindo. – Saur, use o seu novo ataque! Vine Whip!

Uma vinha saiu de dentro do bulbo do Bulbasaur, e este a usou como chicote, chicoteando o Pokémon aquático até ele ser nocauteado.

- Ok, chega! – Disse Luke, se abaixando e abraçando seu Pokémon. – Boa, Saur! Nossa primeira batalha!

- Isso foi sorte de principiante! – Gritou Nina, retornando seu Squirtle para a Pokébola. – Eu vou embora!

- Ei, espera! – Gritou Vic. – Dá uma carona pra gente!

A garota subiu em sua bicicleta e mostrou o dedo do meio, pedalando como louca logo em seguida. Por dentro dela era um misto de raiva e vergonha. Nessa pressa para ir embora, uma Pokébola acabou caindo de sua ecobag, e dela saiu um Caterpie, confuso. Luke ia gritar para avisar que ela havia esquecido seu Pokémon, mas ela já estava longe demais.

- Que garota esquisita... – Comentou Luke, olhando para o céu e vendo o tempo mudar. Estava ficando nublado. – É melhor a gente chegar em Viridian logo, não quero pegar um resfriado.

- Aquela garota era maluca. Mas até que era bonitinha... – Disse Vic, olhando para o Caterpie, que fez uma expressão alegre quando seus olhos se encontraram. – Nunca vi esse Pokémon antes. Será que ela se importa se eu ficar com ele?

- Vamos perguntar para ela quando chegarmos em Viridian. – Luke respondeu, suspirando. – Bem que ela podia ter dado uma carona pra gente mesmo. Já tô cansado...

Vic pegou a Pokébola do Caterpie e o retornou para a mesma. Luke retornou seu Bulbasaur também, ele merecia algum descanso. Assim que chegassem em Viridian, iriam para o Centro Pokémon almoçar e descansar. Com sorte, chegariam em Pewter em poucos dias.

Os garotos seguiram andando em direção à entrada da cidade, quando de repente algo chamou a atenção do garoto. Havia um Pokémon brincando que nunca havia visto antes próximo à um riacho: Era um Psyduck.

- Uau! Eu preciso ter ele no meu time! – Disse Luke, animado e jogando sua Pokébola para perto do Psyduck. – Saur, comece com o Leech Seed!

Saur atirou uma semente por seu bulbo, que caiu com precisão nas costas do Pokémon pato. Os olhos do Pokémon aquático se arregalaram e este avançou em direção ao Pokémon de grama. Seu punho fechado foi envolto por uma névoa até que este estava congelado, dando um soco na cara de Saur, que foi lançado para vários metros para trás, Luke o pegou no ar.

- I-isso foi um Ice Punch?! – Balbuciou o garoto de cabelos castanhos.

- Cuidado! Golpes de gelo tem vantagem contra o tipo grama! – Disse Vic.

- Putz, bem lembrado! – Respondeu Luke. – Saur, use o Vine Whip!

O Pokémon de grama, agora irritado, correu em direção Psyduck, e o chicoteou com a vinha que saía de seu bulbo. Psyduck sofreu bastante dano, mas quando Saur ia repetir o ataque, ele segurou seu bulbo e deu um forte chute, que fez o Pokémon de grama recuar um pouco.

A semente sangue-suga ainda estava funcionando, ao menos. Psyduck parecia cansado, e Saur estava recuperando sua energia enquanto o Pokémon aquático tinha a mesma sugada.

- Agora parece uma boa chance! – Gritou Luke, pegando uma esfera quase transparente presa em seu cinto. – Pokébola, vai!
A esfera bateu na cabeça do Pokémon aquático, que foi sugado por uma luz vermelha para dentro da mesma. A Pokébola balançou cinco vezes, e parou.

- Uhul! Nossa primeira captura, Saur! – Gritou Luke, levantando a Pokébola do Psyduck para o alto. – Retorne, cara. Vamos levar vocês para o Centro Pokémon.

O Pokémon de grama foi sugado por uma luz vermelha vindo da Pokébola. Vic e Luke concordaram em não batalhar mais com nenhum Pokémon até chegarem ao Centro Pokémon.

Cerca de dez minutos depois eles finalmente estavam em Viridian City. Uma bela cidade cercada por montanhas e pinheiros. Já era meio dia, Luke e Vic estavam com muita fome. O Centro Pokémon era logo no começo da cidade, e eles não demoraram para chegar lá.
Quando entraram, haviam várias pessoas na fila, felizmente a fila era bem movimentada. Então cerca de cinco minutos depois eles foram atendidos.

- Bem vindos ao Centro Pokémon! – Disse a enfermeira Joy, sorrindo. – Me dêem seus Pokémons para que eu possa restaurar a saúde deles.

Os dois garotos deram quatro Pokébolas cada um, e a Chansey que trabalhava lá os botou em uma máquina atrás da enfermeira. Poucos segundos depois, os Pokémons estavam totalmente recuperados.

- Prontinho, meninos! Nós temos um restaurante aqui dentro, então se quiserem comer qualquer hora do dia, fiquem à vontade para comer aqui! – Disse a enfermeira, devolvendo as Pokébolas aos meninos.

Luke e Vic saíram da fila e foram para o restaurante do Centro Pokémon, que ficava exatamente no outro extremo do térreo. Era realmente perto, quem estava sentado lá poderia ver quem estava na fila e vice-versa. Chegando mais perto eles viram vários meninos comendo e trocando Pokémons. Dentre eles, estava Nina sentada comendo um sanduíche e bebendo um suco de laranja.

- Ei, gatinha. – Um garoto mais velho chamou Nina, que virou para ele com uma cara irrtada. – Posso sentar com você?

- Sai fora, seu zé-ruela! – Gritou Nina, batendo no garoto com sua ecobag, que saiu correndo.

- Ei, por que você saiu correndo e nos largou lá na rota? – Perguntou Luke, se sentando na mesa sem pedir permissão da garota.

- Você esqueceu seu Pokémon. – Disse Vic, botando a Pokébola do Caterpie na mesa.

- Ah, o Caterpie? Pode ficar com ele, se quiser. – Disse Nina, fazendo pouco caso. – No momento só preciso de dois Pokémons, e eu já tenho os dois. Um Caterpie não serviria pra entrar no meu time.

- Ei, quem você pensa que é? – Disse Vic, irritado. – Qualquer Pokémon pode se tornar forte, depende do treinador.

- O que você tá querendo dizer com isso? Acha que eu não conseguiria treinar um simples Caterpie? – Perguntou Nina, irritada.

- É claro, se você conseguiu perder com o Squirtle, que é um Pokémon forte... – Disse Luke, rindo. Os dois amigos fizeram um toca-aqui.

- Eu já disse que foi sorte de principiante! Além do mais, meu Squirtle estava cansado e Pokémons do tipo grama tem vantagem contra o tipo água! – Respondeu a garota, virando o rosto. – Eu vou vencer da próxima vez, Luke!

- Ei, como você sabe o meu nome? – Perguntou o garoto, surpreso.

- Eu também sou neta do professor Oak! Blue me disse que dois garotos chamados Luke e Victor haviam pegado os Pokémons iniciais, então eu quis batalhar com você pra saber se você era bom. – Respondeu Nina.

- E eu? Não quer batalhar comigo? – Perguntou Vic, irritado.

- Não é necessário. Eu venceria você de qualquer forma. – Disse a garota, enquanto bebia seu suco de laranja. – Água sempre vai vencer de fogo.

- Você tá com medo de perder que nem perdeu para o Bulbasaur? – Provocou Vic, levantando a Pokébola de seu Charmander. – Vamos batalhar!

Os dois se levantaram, mas foram interrompidos pela barriga de Vic, que deu um ronco muito alto, que fez com que o garoto se sentasse de novo. Nina não conseguiu se segurar e começou a rir, mas não de maneira arrogante. Um garoto que estava sentado perto deles viu o Charmander descansando dentro da Pokébola e logo causou confusão.

- Uau! Você pegou um dos iniciais?! – O garoto gritou, chamando a atenção de todos os outros, que queriam ver se era verdade. – Me deixa ver!

Muitos garotos correram para ver o inicial de fogo. Vic e Luke ficaram sem graça, mas Nina estava sem paciência para confusão. A garota pegou a Pokébola de Vic e o Bulbasaur no cinto de Luke, deixando o garoto vermelho. Nina subiu em cima da sua mesa e soltou os três iniciais.

- Caiam fora daqui! Se não me deixarem almoçar em paz, vou acabar com vocês! – Gritou Nina.

Os garotos que estavam incomodando se assustaram e saíram correndo do Centro Pokémon, ‘’limpando’’a área do restaurante. Os outros garotos que não haviam incomodado-os estavam trocando Pokémons. Vic se interessou e foi para lá ver se conseguia trocar o Rattata e o Pidgey que havia capturado. Uma Joy vestida de garçonete veio atendê-lo, mostrando o cardápio para ele. Luke pediu uma sopa de legumes e um refrigerante.  

˜˜X˜˜

Já era de tarde. Luke estava dormindo em um quarto alugado no Centro Pokémon e Nina já havia saído da cidade. Vic estava na Rota 22, treinando seu Charmander e seu Caterpie. O garoto havia trocado o Pidgey e o Ratatta que havia capturado por um Spearow e um Sandshrew, porém, havia soltado o Spearow mais cedo.

Era possível ver um pedaço do Planalto Índigo de onde ele estava. Vic se lembrava toda hora sobre o comentário de Nina sobre o Caterpie e sobre ela nem considerar batalhar com ele. Porém o garoto sorriu ao se lembrar da última coisa que ela disse antes de partir:

‘’Vamos fazer uma corrida. Se você conseguir a ínsignia de Pewter primeiro, eu vou batalhar com você. Mas se você perder... Vou ficar com o seu Charmander.’’

- Vai, Pyro! Use o Ember com força total!! – Gritou o garoto, enquanto seu Pokémon batalhava contra um Mankey.

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Black~ em Ter 15 Set 2015 - 21:14

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo, ficou bem movimentado, vários acontecimentos e panz, bem loco mesmo.

Achei interessante (e meio rápido) eles terem capturado 3 pokémons logo na primeira rota. Tipo, na verdade os Rattatas e os Pidgeys não podemos nem contar né, são dois pokémons bem fraquinhos e que eles humilharam, mas depois eles acabaram trocando por pokémons melhores. Mas, espero para ver se eles vão demorar para capturar novos pokémons ou não.

Achei essa Nina meio bipolar lol. Hora ela estava dando dedo pro Luke e pro Vic e na outra hora os "defendeu" e ainda fez uma "promessa" com o Vic. Enfim, acho que ela vai ser uma rival pros dois, mas nem tão boba, nem tão xarope, será interessante ver essa mistura.

Só achei um pouco exagerado a proposta. Tipo, o Vic chegar primeiro no ginásio garante uma batalha com a menina, mas se ele chegar depois ele perde o Charmander? Enfim, achei meio estranho, mas talvez ele esteja MUITO a fim de lutar né, não podemos julgar huhauhauh.

Gostei do fato do Luke ter pegado um Psyduck, que é um pokémon muito desprezado, e achei interessante também porque ele foi capturado logo na primeira rodada, o que é algo difícil de se ver. Também gostei do Sandshrew e do Spearow (apesar deste ter sido abandonado).

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Rush em Qui 17 Set 2015 - 21:04

Eae, Tsu!

Li tudo ontem mas só tive oportunidade de comentar agora. Os capítulos são bem curtos, diretos e simples, escritos de uma maneira em que a história fica muito agradável de se ler, como um conto mesmo. Pra ser honesto, me lembrou bastante as aventuras do Ryuzaki, acho que é por causa da personalidade de Luke e da simplicidade na narração.

Gostei do fato do protagonista ter pego o Bulbasaur. Pra ser honesto, acho que em fics os Bulbasauros são mais desprezados dentre os três iniciais. Talvez pelo fato de geral venerar o Charmander/Charizard e o rival precisar equilibrar com um Squirtle/Blastoise, por isso o pequeno Bulba acaba sendo jogado de lado. O Vic é um dos caras que fazem isso pelo visto, pois ele já queria pegar o Charmander antes mesmo de ter a chance de escolher.

Achei as batalhas bem simples. Bem, ainda não teve uma batalha complexa e difícil, já que é o início de uma jornada, mas tirando a batalha contra o Raticate, não vimos tanta pressão a ponto de forçar uma estratégia complexa e inteligente. Mas relaxa, isso é bem normal, afinal, geralmente isso acontecesse quando o treinador tem a sua primeira derrota e quer garantir que isso não se repita.

Assim como o Black, achei exagerada a aposta. Mas pelo jeito que foi dita, pareceu mais uma brincadeira do que uma aposta séria. Ninguém seria idiota de apostar o inicial desse jeito né? Ou seria?

Ah! Outra coisa que eu gostei bastante, foi as atitudes dos dois treinadores de Pallet em capturar todas as espécies que encontram. Eu realmente achei isso MUITO bacana, pois essa é a proposta original de Pokémon, no final das contas. Gostei mais ainda deles terem trocado, pra expandir os dados na Pokédex. Não sei se essa foi sua intenção, mas continue nisso. Acho que a ideia deles capturarem todas as espécies de Pokémons que encontrarem pela primeira vez uma ideia genial e que vai dar muito certo.

É isso cara. Parabéns, ganhou mais um leitor. Achei a sua fic muito agradável de se ler e o tamanho dos capítulos, mesmo sendo curtos, funcionam perfeitamente e fluem de uma maneira que se torna muito confortável de se ler.

Estou ansioso pro próximo capítulo

Um abraço!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Qui 17 Set 2015 - 22:07

Esse vai ser um daqueles capítulos que vão ter vários palavrões. Eu particularmente gostei muito de ter escrito esse capítulo, mas os capítulos 4 e 5 serão melhores ainda. A música que dá o título ao cap é do Sufjan Stevens, e acho que combina bastante com o capítulo e o background dele, tem uma sacada bacana.
Comentários:

@Black˜: Vic é um cara muito orgulhoso hauehaha, uma pessoa comum não iria aceitar de jeito nenhum essa aposta. Eles só pegaram aqueles Pokémon para adicionar os dados à dex. Uma curiosidade na fic é que existe um jeito de trapacear a Pokédex, que é simplesmente pegar uma Pokébola com um Pokémon dentro e ela mostrará os dados dele, mesmo caso não seja seu xD
A Nina se tornou uma das minhas personagens preferidas justamente porque ela é meio bipolar! Uma hora ela tá bem e outra ela tá putassa com o universo, tipo eu.
@Rush: Rush! o/
Normalmente eu escrevo de 3 à 5 páginas no Word porque odeio ler capítulos muito grandes, uma hora me distraio e acaba perdendo a vibe. Eu gosto muito dos Bulbasaurs, mas sou do time que pegava Charmander no Pokémon Red (muita influência da capa com o Charizard), mas eu me sentia tentado a escolher o Bulbasaur. Acho que de certa forma fic uma forma de recompensar por nunca ter escolhido o Bulbasaur até o Fire Red.
Sobre a aposta, acredite: Vic é um cara que não gosta de ter o orgulho ferido xD
Eu espero que acompanhe a fic! Obg!
Capítulo 03 – Enchanting Ghost.

Dois dias haviam se passado. Vic havia treinado muito seu Charmander e seu Caterpie e Luke estava tendo um pouco de dificuldade para lidar com o seu Psyduck, que tinha acessos de raiva e muitas vezes era preciso que seu treinador o retornasse para sua Pokébola para não deixar os Pokémons selvagens feridos.

- Pod, use o Tackle com força total! – Comandou Vic, apontando para uma Nidoran fêmea.

O Pokémon inseto se movimentou numa velocidade surpreendente para um Caterpie, e jogou seu corpo violentamente contra a Nidoran, que caiu nocauteada. Vic, de tamanha animação, deu um pulo.

- Boa, Pod! – Disse o garoto alto, fazendo um carinho na cabeça do Caterpie.

De repente, o Caterpie começou a brilhar, até que seu corpo ficou todo envolto por uma luz branca, apenas aparecendo seus traços. Luke e Vic se espantaram, mas logo perceberam que se tratava de uma evolução.
Quando a luz cessou, Pod havia se tornado outro Pokémon. O Caterpie havia virado um Metapod. Vic já sabia qual era o nome da evolução do Caterpie, por isso deu Pod como apelido, mas não sabia como um Metapod era.

- Nossa, ele é meio bizarro... – Disse Luke, sorrindo.

- Nossa, ele é muito maneiro! – Exclamou Vic, levantando o Pokémon inseto, que agora estava bem mais pesado.

Pod, que agora era um Metapod, fez uma expressão feliz. Luke ficou admirado, Vic havia sido o primeiro a evoluir um Pokémon. Seu Bulbasaur e Psyduck pareciam longe de evoluir ainda.

- A gente devia ir logo pra Pewter. – Disse Luke, respirando fundo.

- É, cê tá certo. – Respondeu Vic, usando uma Poção para aumentar a saúde do seu Metapod. – Vamos?

Os dois amigos estavam no começo da Rota 22. Luke se sentia um pouco atrasado por ter passado quase três dias em Viridian, pois naqueles dias viu vários treinadores irem para a Floresta de Viridian, o único caminho direto para Pewter. A enfermeira Joy da cidade disse que para chegar em Pewter normalmente demorava uns cinco dias de caminhada. Nina havia sido esperta, e saiu de Viridian assim que pôde.

Após cerca de vinte minutos, eles estavam na Rota 2. Os garotos foram evitando os Pokémons que apareciam, pois não queriam demorar muito lá. Ainda era por volta das cinco horas da tarde, quando escurecesse as coisas poderiam ficar perigosas na floresta.

- Eu ouvi coisas. – Disse Vic.
- Sobre?

- Alguns garotos no Centro Pokémon me disseram que quando escurece, aparece um Pokémon lendário. Muitos já tentaram capturá-lo, mas ninguém nunca o capturou, outros dizem que ele é um fantasma. – Vic continuou. – O nome dele é Kangaskhan.

Luke se arrepiou, e respirou fundo. Um Pokémon lendário? Ele nunca havia ouvido falar em algo assim. O garoto queria ter um Pokémon assim no seu time, pois aumentaria as chances de ele vencer de Brock e dos outros líderes de ginásio. Vic também queria capturar o tal Kangaskhan, mas tinha medo do que poderia acontecer na temida floresta de Viridian.

Passado um tempinho, os garotos atravessaram o portão que dava acesso à Floresta de Viridian. Automaticamente escureceu, não naturalmente, é claro, mas como as árvores eram muito altas, quase não havia luz por lá. Vic soltou Pyro, seu Charmander, e usou a chama de sua cauda como lâmpada. Eles viram um garoto usando uma rede de caça e um chapéu muito grande, que logo foi falar com eles.

- Ei, Charmander legal! – Disse o garoto. – Eu me perdi dos meus amigos. É muito fácil se perder na floresta, então uma dica que eu dou é que fiquem juntos o tempo todo! Meus amigos saíram pra caçar um Pikachu, um Pokémon muito raro!

- Um Pikachu? Putz, que legal! – Respondeu Luke. – Um Pikachu também seria interessante no meu time.

Os dois amigos seguiram em frente na floresta. A floresta tinha um cheiro peculiar, um vento frio batia nos pinheiros e fazia-os soltar alguns Pokémons do tipo inseto. Luke pensou em capturar um Weedle ou um Kakuna, mas quando batalhou com eles não os achou muito interessantes.

As horas se passaram e eventualmente eles encontravam alguns dos amigos do menino que estava no começo da floresta, e eles insistiam em batalhar, o que era estranho, porque o plano deles era capturar um Pikachu, e com Pokémons enfraquecidos eles não teriam a menor chance. O fato é que Vic e Luke derrotaram todos os treinadores que os desafiaram na floresta sem deixar seus Pokémons cansados, principalmente Vic, que usava seu Charmander em todas as lutas contra os Pokémons do tipo inseto e quando usavam um Pokémon de um tipo diferente, escolhia Pod para a luta.

A floresta realmente era confusa, era como um labirinto. A partir de certo ponto, Luke notou que eles estavam começando a andar em círculos, mas Vic insistia que eles estavam sempre seguindo pelo caminho certo.

- Cara, eu tenho um mapa! – Disse Vic, mostrando o mapa. – Mapas nunca falham!

- É claro que falham! Tá falhando agora! – Respondeu Luke, irritado. – Quer saber? Eu acho melhor nos separarmos aqui e nos encontrarmos no começo de Pewter City!

- É, eu também acho! Cê tá me atrasando! – Disse Vic, virando o rosto. – Vamos, Pyro! Não se misture com essa gentalha!
Luke bufou e pegou o caminho que queria, que era o caminho certo, enquanto Vic continuou andando em círculos. O garoto estava começando a ficar com calor, então tirou sua jaqueta de couro e botou na sua mochila, substituindo-a por um moletom azul marinho. Depois de alguns minutos andando ele soltou seu Psyduck e começou a reclamar sobre Victor.

- Pois é, Twist. Vic é um idiota. – Resmungou Luke, enquanto andavam. Twist não demonstrava reação, parecia apenas estar fingindo que ouvia seu treinador. – Ele nunca aceita quando está errado, é isso que mais me irrita. Deve estar andando em círculos até agora.

Luke estava certo. Vic continuava a insistir em seguir o caminho que havia em seu mapa até que ele mesmo começou a achar que estava andando em círculos. Porém, ele começou ouvir alguns passos, que começaram a ficar mais próximos. Ele ouviu o som de folhas serem esmagadas, e uma respiração próximo do seu pescoço, balançando o seu cabelo. Vic se virou devagarzinho e quando viu o que era, deu um grito muito alto e agudo, o que era muito engraçado, pois normalmente sua voz era aveludada.

Luke ouviu o grito no extremo oposto da floresta, e correu com toda a velocidade que tinha para ajudar o amigo, retornando Twist para não ter que se preocupar com o Pokémon ficar para trás. Vic continuou gritando, até que o grito parou. Felizmente, o garoto de cabelos castanhos conseguiu chegar no lugar onde eles estavam antes, e viu um enorme Pokémon com parte do corpo marrom, parte do corpo creme. Era a própria lenda, Kangaskhan.

- Socorro, Luke! – Gritou Vic, o som de sua voz veio da barriga do Pokémon.

- Meu Arceus! – Berrou Luke, com os olhos lacrimejando e segurando uma Pokébola. – Você engoliu o meu melhor amigo! Seu desgraçado! Vai, Saur! Use Vine Whip!

- Não, para, para! – Gritou Vic, saindo da parte mais clara do corpo do Pokémon. – Ela não me engoliu, ela só me colocou dentro da bolsa dela!

- Ela? – Perguntou Luke, confuso.

- É! Ela é uma dama! – Disse o garoto moreno, tirando um bebê Kangaskhan dentro da bolsa dela. – Acho que ela me confundiu com um bebê Kangaskhan por causa do meu tom de pele.

O Pokémon gigante deitou de barriga para cima e fez carinho na cabeça de Vic e o botou em uma posição como se estivesse segurando um bebê. O legítimo bebê Kangaskhan ficou com ciúmes e mordeu Vic no braço.

- Ai, ai, ai, ai, ai!! – Gritou o garoto, e a Kangaskhan repreendeu seu bebê. – Tudo bem, não tem problema, mas me solta. Eu tenho que seguir em minha jornada.

Por alguma razão, a Kangaskhan também gostou de Luke e Saur. Com uma mão pegou os dois e colocou-os na mesma posição que Vic e Pyro. O bebê Kangaskhan só ficava com mais e mais ciúmes de sua mãe.

- Os rumores eram verdadeiros. – Os garotos ouviram uma voz grossa alguns metros à frente. – Realmente há uma Kangaskhan na Floresta de Viridian. Vamos ganhar uma bagatela.

- Você captura o bebê, eu vou cuidar da mãe. – Disse uma voz mais fina.

A Kangaskhan se levantou na hora e soltou os garotos. O Pokémon começou a rosnar, e o bebê se escondeu na bolsa da mãe. Os garotos olharam os os sujeitos que estavam falando. Ambos vestiam roupas pretas e boinas pretas, ambos com um grande R vermelho no centro. Dois homens adultos, altos e fortes.
- Quem são vocês? – Perguntou Luke.

- Somos da Equipe Rocket! – Disse o da voz fina. – Eu sou o Clark!

- E eu sou o Jaden! – Completou o da voz grossa, tirando um canivete da calça. – Agora nos dêem licença, garotos. Temos um Pokémon para pegar. Ou melhor: Dois Pokémons para separar.

- Vocês não vão machucar essa Kangaskhan! – Gritou Vic. – Pyro, use o Ember nesses dois!

O Charmander cuspiu pequenas chamas, que fizeram os dois Rockets se afastarem alguns passos.

- Vocês tem ideia do quanto valem esses Pokémons? Essa Kangaskhan vale muito dinheiro, e a cabeça do seu filhote vale cinquenta mil Pokédolars separadamente. – Perguntou Clark, tirando uma Pokébola. – Não vão ser dois moleques otários que vão nos atrapalhar de conseguir todo esse dinheiro.

- Cala a boca, seu filho da puta! – Gritou Luke, nervoso. – Saur, use Vine Whip na mão do Jaden!

Uma vinha saiu do bulbo de Saur, e machucou a mão do Jaden, fazendo-o jogar o canivete para frente. Por sorte, Luke pegou a faca pelo lado cego e o jogou para longe. Clark soltou um Beedrill e Jaden soltou um Grimer. Luke retornou Saur e soltou Twist, e Vic fez o mesmo com Pyro, soltando Pod.

- Agora você vai ver, seu moleque desgraçado. – Rosnou o Rocket. – Grimer, use o Mudslap!

- Desvie e use o Ice Punch! – Comandou Luke, apontando para o Pokémon inimigo.

- Beedrill, Fury Attack no Metapod! – Ordenou Clark.

- Defenda-se com Harden! – Gritou Vic.

O Pokémon gosmento avançou em direção ao Psyduck e tentou dar tapas com sua ‘’pele’’suja, mas ele era muito lento em relação ao Psyduck, que desviou com um salto e deu um belo de um soco congelado na cabeça do Pokémon adversário, lançando-o de volta para Jaden, que caiu com o peso do próprio parceiro.

Beedrill atacou Pod com seus ferrões, mas não tiveram bastante efeito, pois o golpe Harden aumentou bastante a defesa do Metapod.
- Desgraçado! – Gritou Jaden, empurrando seu Pokémon de cima de seu corpo. – Grimer, use Poison Gas!

- Vai, Pidgey! – Gritou Luke, soltando um Pokémon que havia capturado dias antes. – Empurre o gás de volta com o Gust!

O Pidgey bateu suas asas com força, ‘’devolvendo’’o gás tóxico que o Grimer havia mandado, acabando por envenenar Beedrill, o Pokémon de seu parceiro.

- Merda! – Gritou Clark, mas logo deu um sorriso. – Beedrill, use o Twineedle!

- Vocês ainda não entenderam? – Perguntou Vic, nervoso, soltando Pyro. – Ember!

- Vocês não tem chance! – Gritou Luke. – Twist, use o Psychic!

De repente, o Pokémon aquático se concentrou e emanou um raio psíquico, que juntamente com as chamas de Pyro, lançou os homens e seus Pokémons para muito longe, por cima das árvores.

- Boa! – Gritaram os meninos, em coro, fazendo um toca-aqui e retornando seus Pokémons.

A Kangaskhan parecia muito agradecida e abraçou os garotos, colocando-os dentro de sua bolsa e andando. Já era por volta das 23:30 da noite, então eles acabaram caindo no sono depois de alguns minutos, por causa do cansaço, sem saberem que a Pokémon estava indo por um caminho que só ela conhecia para a cidade de Pewter.

˜˜X˜

Nina já estava no final da Floresta de Viridian. Havia uma orda de treinadores atrás dela, todos derrotados pela garota. A garota deu um sorriso de canto de rosto ao encontrar o tão procurado Pikachu, que encarava a garota enquanto saíam faíscas de suas bochechas.

- Saia, Sycth! – Disse a garota, soltando um Scyther, que assustou os treinadores atrás dela. – Comece com o Fury Cutter!

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Black~ em Dom 20 Set 2015 - 13:22

Bom, vamos lá.

Lol, eu nem tinha visto que você tinha postado um capítulo novo, achei que o último comentário era o do Rush, mas enfim, vamos lá. Gostei desse capítulo, teve bastante ação e batalhas, o aparecimento da Equipe Rocket, essa lenda do Kangaskhan e do Pikachu, etc, enfim, foi bem movimentado.

Cara, eu achei bem interessante o fato de você ter colocado o Kangaskhan como um pokémon "lendário" e raro. Eu imagino que só terá pokémons de Kanto na fic, então gostei de ter dado esse "destaque" a um pokémon como o Kangaskhan, que na verdade não é lá grande coisa, mas em Kanto ele até que é bonzinho mesmo. Enfim. Eu também gostei do jeito do pokémon, de ter gostado e ajudado os dois garotos a chegar em Pewter, por exemplo, numa caminhada que demoraria 5 dias. Enfim.

O Caterpie do Vic ainda era uma Caterpie? Tipo, ele evoluiu pro Metapod no começo do capítulo e tals. Mas, você disse que eles tinham treinado bastante, e o Caterpie evolui muito rápido até o Butterfree, mas nada que não possamos superar. Apesar do Metapod ter só o Harden, ainda tem seu charme, mas enfim -q.

Eu ri daquele moleque que falou que o Charmander era bonito e falou dos amigos dele que foram buscar o Pikachu. Cara, ficou muito igual a um NPC esse moleque e os amigos dele como aqueles treinadores de floresta huhauahuahua. Achei bem legal isso. Principalmente o fato de todos terem insetos, igual nos jogos, que todo treinador em floresta tem inseto, mas enfim -q.

Gostei da batalha contra os Rockets, apesar que achei covardia os moleques usarem três pokémons enquanto os dois só tavam com um Beedrill e um Grimer. Mas enfim.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Rush em Seg 21 Set 2015 - 12:13

Fala, Tsu! Firmeza?


Gostei do capítulo, como os outros, continuou com sua simplicidade e foi bastante agradável de se ler. Uma coisa que eu pude perceber, é que a sua fic - tirando o palavrão, que eu achei bem random e sem nexo, no sentido que foi usado. - ficou muito semelhante ao mangá do Adventures. 


Não sei se foi pelo personagem, pelo ritmo da história ou talvez pela descrição dos eventos acontecidos, mas eu tive a mesma sensação de quando eu li o primeiro volume do pokémon adventures pela primeira vez. Acho que foi por causa desse sentimento "noob" dos personagens, que não conhecem nada ainda e estão aprendendo coisas novas a cada capítulo. Incluindo Pokémons. 


Pra ser honesto, achei o Psyduck bem OP. O bicho sabe usar Ice Punch e Psychic logo de cara, vencer a primeira insígnia vai ser fácil fácil pelo visto. Com um Bulbasaur e um Psyduck com tutor moves, parece que Victor está em desvantagem. - Charmander is ok, mas um Metapod... AEUHAEU'


Gostei da cena do caterpie evoluindo também. É aquela típica cena de início de jornada onde o personagem também evolui com seu pokémon em termos de "costume", mas não amadurece ainda. 


Por fim, não curti os Rockets. Eles foram muito peso morto e parece que só adiantaram pra deixar o cap maior mesmo. Eles nem ao menos se revelaram como Rockets, só disseram que queriam vender a cabeça dos Kenghaskans. Foram muito facilmente derrotados e sei lá, foi bem idiota a presença deles. Não rolou nem medo por parte dos protagonistas, que só deram um tapa e eles já voaram. 


E essa Nina? Já tem um Scyther? Lembrou da minha fic, onde Scyther vive na Floresta de Veridian, mesmo que não seja comum nessa região em nenhuma mídia de Pokémon. Achei bem maneiro ela ter um e um provavel Pikachu que irá capturar na transição dos capítulos.


Enfim! Gostei do cap, só não curti os Rockets mesmo. A leitura foi bem agradável e é isso ai, estou gostando do rumo da história.


Um abraço cara, aguardo o próximo cap! 
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Qua 23 Set 2015 - 21:01

Well, não tenho muito o que comentar. Eu escolhi essa música como nome do capítulo porque literalmente traduzido se chama ''Venha como você estiver'', e se refere à chegada dos garotos no ginásio de Pewter. Todo aquele nervosismo, etc. Esse é um capítulo tranquilo mas ao mesmo conturbado, eu comecei ele ontem de noite e terminei hoje de tarde. Ele tem uma carga emocional muito forte. Hoje uma ex-amiga disse que estava gestante na escola, e isso me deixou chocado, e tive que voltar pra casa. Quando voltei, comecei a escrever o capítulo. Mas não se preocupem, não afetou nada que eu havia planejado ou na essência da fic. É só esse capítulo que é um pouco mais profundo.
Comentários:

@Black: Sim! Na verdade eu não botei o Kangaskhan como se fosse um lendário. É mais aquela coisa dos personagens serem noobs, e o Kangaskhan ser tão raro que para eles seria considerado uma lenda ou um fantasma. Sobre o garoto no começo da floresta: Sim! xD Eu imaginei ele como um NPC mesmo, não tinha nada a falar sobre ele. Então foi bem esse o intuito. Sobre a ''covardia''dos garotos, imagine o seguinte: Você é um treinador noob que está enfrentando um criminoso que pode te machucar. É claro que eles vão usar todos os Pokémons que podem xD Espero que curta o cap 4 e continue acompanhando!!1
@Rush: Rush :3 Fico muito feliz pela comparação e mais ainda que esteja gostando. Eu na hora também achei exagerado e sem sentido os palavrões, mas parei pra pensar e tirei a conclusão de que quando você é adolescente você acaba soltando muita coisa desnecessária mesmo. Sobre o Psyduck, bem... Ele tem os seus motivos para ter esses golpes. Sobre a origem do Scyther você saberá nesse cap e sobre os Rockets... Putz, os Rockets. Eu também não soube como trabalhá-los na hora. Acho que faltou bastante desenvolvimento de personagens, não sabia se seriam recorrentes ou não.
Espero que curta o cap 4!

Capítulo 04 – Come As You Are
Luke acordou na manhã do outro dia com o calor da bolsa da Kangaskhan. Ele saiu da bolsa e não reconheceu o lugar onde estavam. Era por volta das 6:45h da manhã. O céu estava levemente nublado e um vento morno passava pelo lugar onde estavam.

- Ei, cara! Acorda! – Luke chamou cutucando o amigo com o pé.

-... Que foi? – Resmungou Vic, em posição fetal.

- Eu não sei onde estamos! Acho que nos afastamos muito da floresta! – Disse Luke. – Me dá o seu mapa!

- Ah, agora você acredita no meu mapa, né? – Vic provocou, pegando o mapa todo amassado em seu bolso e saindo da bolsa da Kangaskhan.

Vic olhou para os lados e reconheceu um lugar marcado no mapa: A Caverna dos Digletts. Mais especificamente, eles estavam entre a Caverna dos Digletts e o início da cidade de Pewter. Havia uma pequena colina dividindo os dois lugares.
Kangaskhan acordou , espreguiçou e sorriu para os dois como se estivesse desejando bom dia.

- Bom dia, garota. – Disse Luke, sorrindo.

- Obrigado pela carona! Encurtou nossa chegada em Pewter! – Vic agradeceu, também sorrindo. – Agora nós vamos por nossa conta!

- Obrigado por tudo! – Os garotos se despediram.

Os dois amigos andaram por quase meia hora, apesar da colina não ser muito longa. Nenhum dos dois disse nada, mas ambos sentiam a mesma coisa: A jornada de ambos ficaria mais difícil à partir daquele dia.

O vento balançava a grama verde, vários Pokémons brincavam ou batalhavam no fim da rota 2. O sentimento era estranho, como uma injeção de anestesia antes de um procedimento cirúrgico. Muita coisa havia acontecido em suas jornadas, e ao mesmo tempo nada havia acontecido ainda.

Nina havia acabado de sair da floresta de Viridian, estava com olheiras e uma cara de cansada. Mas quando viu Luke e Vic na sua frente, seus olhos arregalaram. A garota correu em direção aos dois e deu uma voadora com cada pé nas costas de ambos, derrubando os garotos.

- Que porra é essa, garota?! – Gritou Vic.

- Eu que pergunto! Como vocês chegaram antes de mim, sendo que eu fui a primeira a sair de Viridian?! – Perguntou Nina, com a veia saltando da testa.

- Ah, nós pegamos um atalho com uma amiga... – Disse Luke. Os garotos se entreolharam e começaram a rir que nem retardados. – Mas falando sério agora. Você já ouviu falar de um grupo criminoso chamado Equipe Rocket?

- Mas é claro que sim. – Respondeu a garota, cruzando os braços. – Dois deles me abordaram ontem, mas fatiei eles.

Os dois amigos engoliram seco. Não sabiam se a garota estava falando a verdade ou estava brincando. Os três estavam cheirando mal e estavam muito cansados, nenhum dos três havia dormido direito. Nina disse acordava de quinze em quinze minutos com medo de ser atacada ou de ter seus Pokémons roubados enquanto ela dormia. Os três combinaram de só irem para o ginásio de Pewter quando tivessem descansado. Depois de mais alguns minutos de caminhada, eles finalmente chegaram na cidade de Pewter. Os olhos de Luke brilharam de animação.

Pewter City era uma cidade cercada pelas montanhas, e possuía um clima extremamente agradável. Enquanto Pallet era tinha um clima mais frio e serrano, e Viridian um clima mais quente, Pewter era o perfeito equilíbrio entre as duas cidades anteriores. Era possível sentir um calor gostoso do sol da manhã, mas uma brisa fria passeava pela cidade.

Logo que chegaram na cidade avistaram o Centro Pokémon de longe. Vários treinadores saíram de lá acompanhados de seus Pokémons. Muitos treinavam juntos, outros preferiam treinar sozinhos, indo para a Rota 2. Quando Luke ia entrar no Centro Pokémon, um garoto saiu ao mesmo tempo com seu Pokémon, e os dois se esbarraram e caíram no chão.

- Putz! Desculpe. – Disse o garoto, se levantando e ajudando Luke a se levantar.

- Não se preocupe. – Luke respondeu, sorrindo. – Uau, um Nidorino! Nunca tinha visto um antes...

- Pois é, as pessoas não estão acostumadas à capturar um Nidoran, mas Poi foi o meu primeiro Pokémon. – Disse o garoto, e seu Pokémon levantou a patinha da frente, cumprimentando. – Eu sou Mark, e você, quem é?

- Eu sou Luke. – Luke cumprimentou, sorrindo e pegando uma Pokébola. – Esses são meus amigos, Vic e Nina. – Nina murmurou, irritada: ‘’Não somos amigos!’’. – E este é Saur!  

Luke soltou seu Bulbasaur. Os dois Pokémons começaram a se cheirar, seus treinadores temiam que eles se estranhassem, mas eles acabaram se cumprimentando e brincando, talvez pelo fato de ambos serem do tipo venenoso.

- Eu não entraria lá se fosse vocês. Está lotado. – Disse Mark, com um sorriso leve. – Venham à minha casa, minha tia sabe o que fazer.

Os quatro seguiram para a casa de Mark, que não ficava muito longe dali. Era uma kitnet, então não era muito grande, tinha um pequeno jardim do lado de fora e atrás da casa, cercada por uma cerca de madeira.

Mark tinha um cabelo preto curto e era bem alto, ainda mais que Victor. Mas como andava um meio curvado, não parecia tão alto. Ele vestia uma camiseta vermelha sem mangas dentro de uma jaqueta preta, usava uma calça verde camuflada e calçava cortunos pretos. Apesar da aparência séria, ele era bastante simpático.

- Ei, tia! – Mark chamou, abrindo a porta da frente e botando a cabeça do lado de fora da janela que ficava no canto da sala. – Eu trouxe amigos! Será que a senhora pode cuidar dos Pokémons deles?

- Okay! – Ouviu-se uma voz feminina rouca.

O kitnet de Mark era até grande.Eles souberam aproveitar bem o espaço. Luke e Nina se sentaram no sofá, enquanto Vic se sentou no chão e Mark em uma poltrona de couro preto do lado. Mark havia chamado Vic para jogar Pokémon Stadium em seu Nintendo 64.

- Então, você capturou algum Pokémon novo? – Perguntou Luke para Nina.

- Hahahahaha! É claro que sim! – Disse Nina, sorrindo e tirando uma Pokébola de sua pochete. – Mas é uma surpresa. Porém, posso mostrar o primeiro Pokémon que capturei. É um Scyther!

- Uau! – Mark e Vic exclamaram, em coro, pausando o jogo e olhando para o tal Scyther, que se sentia incomodado com tantas pessoas olhando para ele, dentro de sua Pokébola.

- O-onde você capturou esse Scyther? – Perguntou Luke, olhando para o Pokémon inseto.

- Digamos que como eu sou neta do professor Oak, eu tenho certos privilégios. – Disse Nina. – Então me deixaram entrar na Victory Road. Capturei ele logo no início.

- O quê é a Victory Road? – Perguntou Mark.

- É um tipo de túnel que leva para o Planalto Índigo. – Luke explicou. – Mas é preciso ter ao menos oito insígnias para entrar! Como você conseguiu?

- Como eu disse, eu tenho certos privilégios. – Respondeu a garota, arrumando o cabelo.

- Lá tem Pokémons perigosos, você não teve medo? – Perguntou Vic.

- Foi moleza, passei a vida toda me preparando pra isso.

Uma mulher entrou na casa e tirou o chapéu, que estava usando para se proteger do sol. Ela tinha cabelos ruivos quase castanhos e olhos azuis. Não aparentava os trinta anos que tinha. Os olhos de Vic e de Nina brilharam com a beleza da moça.

- Uau, que gatinha... – Vic murmurou.

- Oi, tia. – Disse Mark, sorrindo. – Esses são meus amigos: Luke, Vic e Nina. A senhora pode cuidar dos nossos Pokémons? O Centro Pokémon está lotado, você sabe.

- Claro! O dia está só começando. – Respondeu a mulher. – Vocês podem me chamar de Hanna. Podem me dar seus Pokémons, vou cuidar deles no jardim.

Os quatro entregaram seus Pokémons. E a tia de Mark os soltou no jardim. No começo, eles se estranharam, mas ficaram todos amigos.
O Squirtle de Nina já conhecia os outros iniciais, mas não conhecia os outros Pokémons dos garotos. O Scyther de Nina ficou em um canto, de braços cruzados, e não aceitou ajuda, se limpando sozinho. Os três iniciais ficaram juntos, Saur protegeu Pyro na hora de tomar banho, usando seu bulbo para cobrir a chama da cauda do Charmander. Além do Nidorino, Mark tinha mais dois Pokémons: Um Poliwag e um Beedrill chamados Poli e Beed, respectivamente.

Os garotos olhavam o jardim pela mesma janela que Mark havia usado antes para falar com sua tia.

- Uau, você tem um Pokémon totalmente evoluído! – Exclamou Vic, olhando os Pokémons no jardim.

- Mas que bela visão. – Disse Luke, e os dois amigos se entreolharam. – Esses Pokémons juntos. Vamos lá fora?

- Vamos! – Disse Mark.

- Eu não vou. – Disse Nina, mas os três garotos a puxaram e a carregaram. – Para! Vocês não mandam em mim!

- Por que você tem que ser sempre tão anti-social? – Perguntou Luke, que segurava as pernas da garota.

- Que lástima. – Vic provocou, segurando o braço esquerdo. Mark segurava o direito.

Os quatro, então, foram para o jardim. Não era muito grande, mas tinha uma grama bem aparada e bastante água e comida para todos. Os únicos Pokémons que tiveram problemas para tomar banho foi o Sandshrew de Vic e o Scyther de Nina, que acabou cortando a mangueira, jorrando água para todos os lados.

- Scyth! Se comporte! – Gritou Nina. Seu Pokémon olhou para ela com cara de pouco caso, o que acabou irritando ainda mais a garota.
Nina correu para fechar a mangueira. Parecia bastante chateada com o comportamento de seu Pokémon.

- Me desculpe pelo Scyth, Hanna. – Disse a garota. – Eu compro outra mangueira.
- Quê isso, Nina! – Respondeu Hanna sorrindo e pondo a mão no rosto da menina. – Tenho várias mangueiras, não se preocupe.

- Ei, Nina, por que não mostra pra gente o seu terceiro Pokémon? – Provocou Luke, sorrindo.

- É, mostra pra gente, vai! – Disse Mark.

- Você tem um terceiro Pokémon? Não quer que ele descanse fora da Pokébola? – Perguntou Hanna.

- Deixa de suspense! – Provocou Vic.

- Eu já disse que é uma surpresa! – Gritou Nina, nervosa, retornando Vergil e Scyth para suas Pokébolas e correndo. – Me deixem em paz!!

- Ei, espere! – Gritou Luke, mas a garota já estava longe.

Um silêncio incômodo dominava o jardim. Luke se sentia meio mal por ter deixado Nina daquele jeito, e Vic evitava pensar sobre aquilo. Os três garotos voltaram para dentro da casa. Vic e Mark voltaram a jogar Nintendo 64.

˜˜X˜˜
Nina estava em um quarto alugado do Centro Pokémon de Pewter. O quarto era bem mais luxuoso. Em geral o Centro Pokémon de Pewter era mais luxuoso do que o de Viridian.

A garota estava deitada na cama com seu Squirtle, vendo o noticiário, que estava no mudo.

- Idiotas. – Murmurou.
˜˜X˜˜

Luke estava deitado no sofá olhando para o teto e pensando sobre o que havia feito. Havia soltado o Pidgey que havia capturado alguns dias atrás. Não fazia muito sentido tê-lo na equipe, e ele não parecia muito feliz em batalhar, então retornou para a natureza.

- Ei, Mark. – Luke chamou, e o garoto pausou o jogo. – Você já entrou no ginásio de Pewter? Como funciona o sistema de lá?

- Ah, eu já entrei lá quando era menor, mas só pra assistir as batalhas. O sistema do ginásio é o seguinte: Vai acontecer um torneio onde todos os treinadores vão batalhar até sobrar apenas um, sem direito à usar itens entre as batalhas. – Disse Mark, com uma expressão mais séria. – O único que sobrar vai lutar contra o Brock. Ele usa Pokémons do tipo Pedra/Terrestre.

- Putz! Que sorte, hein, Luke? – Disse Vic, sorrindo. – Você tem dois Pokémons que tem vantagem contra o tipo do ginásio. E você tem o Poliwag, Mark!

- Pois é... Eu tenho treinado bastante Poi e Beed também. Meu Nidorino tem alguns golpes que tem vantagem contra os Pokémons do Brock, mas meu Beedrill é fraco contra Pokémons do tipo pedra... – Comentou Mark, olhando para suas Pokébolas. – Mas isso não importa! Vamos mostrar do que somos capazes!

- É! – Os três garotos gritaram em coro.

- Putz! Olha as horas! – Exclamou Mark, olhando o relógio. – O ginásio abre as 19:00h! É melhor a gente se arrumar logo!

Luke e Vic correram para os banheiros tomar um banho e trocar de roupas. Mark ficou esperando na poltrona preta e trocou de jogo para o Mario 64. A verdade é que os três estavam muito nervosos, pois inevitavelmente teriam que se enfrentar no torneio de Pewter.

Passados vinte minutos, os três garotos chegaram no ginásio de Pewter City. Ele era enorme e tinha uma decoração rústica. Quando entraram, já haviam treinadores batalhando. Luke reconheceu logo de cara que Nina estava no ringue. Quando ela notou eles, ela sorriu e voltou à se concentrar na batalha.

- Pich, acabe com ele com o Reversal! – Comandou Nina, apontando para o Geodude adversário.

O Pikachu avançou em direção ao Pokémon de pedra em uma velocidade fantástica, e e desferiu um poderosíssimo soco no meio do corpo do Geodude, que foi arremessado pela força nas grades que cercavam o ringue, nocauteado.  

- Uau, eu nunca tinha visto esse golpe antes! – Exclamou Mark.

- Então ela capturou o Pikachu que aqueles garotos estavam procurando... – Murmurou Luke.

Os garotos finalmente notaram um homem baixinho, que tentava chamar atenção deles.

- Ei, garotos! – Gritou o homemzinho. – Já estão nas últimas inscrições para o desafio do ginásio? Estão interessados?

- Claro que sim! – Responderam os garotos.

- Ok, primeiro você. – Disse o homemzinho. – Nome e cidade natal.

- Eu sou Luke. – Disse o garoto de cabelos castanhos, sério. – Venho de Pallet Town.

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Rush em Qui 24 Set 2015 - 1:34

Fala, Tsu!


Juro, quando eu li sobre o Nidorino chamado "Poi", uma lágrima quase escorreu do meu olho esquerdo. Que saudade que me deu do Ryuzaki com seu Nidorino. (': Eu gostei muito da referência, muito obrigado. Eu gostei do Mark, e não sei porque, mas ele pareceu bastante com um personagem que acabou de sair do mangá. Acho que por causa dos Pokémons e de seus apelidos, que ficaram bem fieis ao adventures. 


Eu achei mancada do Luke e do Vic não terem capturado a Kengaskhan. Po, imagina que elemento foda ela seria no time deles? Acho que daria uma surra fácil em todo mundo, pelo menos no começo. Imagino como deve ser dormir dentro da bolsa de uma Kengaskhan. Mesmo que os dois tenham dormido bem, eu acho que não seria confortável. AEUHAUE'


Sobre a Nina, eu já suspeitava que ela ia capturar um Pikachu, mas eu gostei da escolha. Squirtle, Scyther e Pikachu, essa é uma ótima combinação e eu gosto muito quando os rivais possuem isso. E eita, ela capturou o Scyther dela no Victory Road? Badass, Nina, Badass. 


Outra coisa que eu gostei, foi o famoso torneio para desafiar o Brock. Como isso existia no mangá, não sei se você se inspirou na Ryuzaki Adventures ou no próprio mangá. De qualquer maneira, me fez ter uma nostalgia extrema de quando o Ryuzaki derrotou o Brock usando um Bellsprout. AUHAUE' Aiai, bons momentos.


To vendo que a sua fic vai herdar totalmente o legado da Ryuzaki Adventures, pois ela está MUITO fiel ao mangá. Tanto na simplicidade, quando no humor, nos personagens e em tudo. Eu estou muito contente com o que estou lendo, e espero que você continue com essa sintonia com o mangá, como nas pokébolas transparentes e no time dos personagens.


Estou muito ansioso com a batalha de ginásio. Quero ver se Luke ou Vic vão se enfrentar no torneio. 


É isso. Aguardo ansiosamente o próximo capítulo. Um abraço!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Black~ em Qui 24 Set 2015 - 21:15

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo, ficou bem legal. Novo personagem aparecendo. A dupla chegando em Pewter. A Nina rivalizando com os dois, pra variar. Vic e Luke fazendo babaquices -q. Enfim, o capítulo foi bacana sim. Além do mais, ele realmente mostrou que a fic vai ser bem semelhante ao mangá mesmo.

Eu nunca li a Ryuzaki, eu sei que você tira inspiração de lá também (e essa, por sua vez tira inspiração do mangá também -q, enfim), mas eu já li o mangá e eu me lembro do torneio do Brock. Achei muito bacana você ter colocado isso na fic. Eu quero ver quem vai vencer o torneio, pois a fic tem 2 protagonistas, então não dá pra preferir nenhum dos dois. Fora os outros dois personagens, que também podem vencer. Enfim, vamos aguardar pra ver.

Cara, eu gostei da Nina ter capturado o Scyther. Po, ela é vida loka hein, entrou na Victory Road sem ter todas as insígnias e ainda capturou o Scyther? Só que o Scyther não me parece lá um pokémon tão sociável, visto que eles sempre aparecem desobedecendo treinador, ficando excluído, etc. Enfim.

Acho que foi melhor nenhum dos dois ter capturado a Kangaskhan. Certamente haveria uma briga muito grande entre os dois, sobre qual deles ficaria com a pokémon -qq. Apesar, ela certamente faria um estrago gigantesco até a Érika pelo menos, mas enfim.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Qua 30 Set 2015 - 22:59

E aí, galera! Desculpem a demora pra postar. Eu tinha feito uma tatuagem e por isso não consegui me concentrar em escrever o capítulo por causa do incômodo. Mas agora que passou posso finalmente postar. O capítulo ficou muito grande. Do tipo que eu não leria se fosse um só. Então o dividi em duas partes. Vou postar essa e acho que devo postar a segunda parte amanhã ou na sexta. A música que dá título ao capítulo é de uma banda que eu amo de paixão, que são os Strokes. E essa música se chama Vision of Division. Espero que curtam o capítulo!

Comentários:

@Rush: Hey Rush :3 Eu acho que não daria certo se um deles capturasse a Kangaskhan xD Acho que daria muita treta pra ver quem ficaria com ela. A Nina é minha personagem preferida. Ela é forte e dura como uma rocha, mas ao mesmo tempo é frágil como uma flor. É uma personagem muito interessante pra mim. Eu fico feliz que tenha gostado da minha singela homenagem e espero que continue acompanhando também.
@Black: Na verdade o esquema do torneio eu me inspirei no começo dos Cavaleiros do Zodíaco xD Mas agora que vocês comentaram, faz todo o sentido e tenho certeza de que também me inspirei também em Ryuzaki e mangá do Adventures. A Nina é MUITO vida loka, pode apostar mais vidalokices dela pela frente. Espero que continue acompanhando!

Capítulo 05 – Vision of Division (1/2)
O torneio já havia começado. Os garotos tiveram sorte de terem sido os últimos a se inscreverem. Nina havia acabado com o seu adversário, que saiu do ringue desanimado. A garota havia vencido de seu adversário que tinha um Pokémon que era imune ao tipo do seu.

As batalhas do torneio eram o sistema mata-mata. Cada treinador tinha direito de utilizar quantos Pokémons quisessem. Mas a partir do momento que um deles fosse nocauteado, já seria eliminado. O finalista teria o direito de lutar contra o líder Brock, porém, as batalhas seriam até não sobrar nenhum Pokémon que ainda pudesse lutar. A garota não usou o seu Scyther, mas motivos eram óbvios: Scyth era um Pokémon do tipo inseto/voador, o que o tornava duplamente em desvantagem contra Pokémons do tipo pedra.

A garota de cabelos loiros saiu do ringue com um sorriso confiante. Porém logo foi chamada para uma nova batalha. Um rapaz enorme de cabelo raspado, de camisa sem manga branca e bermuda jeans entrou no ringue.

- Ei gatinha! – O rapaz chamou. – Não pense que vou pegar leve só porque você é uma garota! Vai, Seel!

Nina fechou a cara no mesmo instante e soltou seu Scyther.

- Scyth, faça um sushi! – Gritou a garota, enfurecida. – Use o Fury Cutter!

O Pokémon inseto rapidamente avançou em direção ao Seel, que não teve nem tempo de reação e o atacou com o lado cego de suas lâminas, o que não deixou de machucar o Pokémon aquático, que foi arremessado pela força contra seu treinador, que tentou sair correndo, mas ainda estava preso pela jaula cobria o ringue. Os treinadores que assistiam riram, menos Luke, Mark e Vic, que ficaram bastante tensos com o ocorrido.

Haviam poucas treinadores naquela arena cheia de rapazes, e era a mais bela entre elas. Mas definitivamente esse não era o motivo para a derrota deles. Era puramente pelo talento em estratégias de Nina. A garota foi ao encontro de Luke, que estava do lado de fora esperando para ser chamado para batalhar.

- Viu o que eu fiz ali? – Perguntou a garota, sorrindo. – A maioria dos treinadores vem com algum Pokémon que tem vantagem contra os Pokémons do Brock, que são do tipo pedra. Por isso eu capturei um Pikachu na floresta de Viridian e ensinei a ele um golpe do tipo lutador. Então sempre que um idiota desavisado quiser me enfrentar com um Pokémon do tipo pedra, Pich vai aniquilá-lo e Vergil estará cheio de energia para lutar contra o Brock. O resto eu deixo pro meu Scyther.

- Uh... Entendi. – Disse Luke, com um sorriso meio nervoso. – Boa sorte!

- Treinador Luke de Pallet Town! Venha para o ringue! – O juiz chamou, por um microfone.

- Opa, é a minha vez! – Disse Luke. – Me desejem sorte!

- Boa sorte! – Disseram os três, em coro.

O garoto entrou no ringue, e a jaula se fechou. Um garoto esquisito de óculos e um gorro preto estava encostado no ringue.

- Vai, Saur! – Luke havia cometido um grande erro, soltando seu Bulbasaur antes.

- Ah, um Bulbasaur? Não estou acostumado a ver um. Se é assim... – Comentou o garoto de gorro. – Vai, Magmar!

Um Pokémon enorme saiu da esfera transparente. Quando ele saiu, soltou um forte rugido e cuspiu chamas para o alto, amedrontando vários treinadores que estavam ali.

- Saur, use... Leech Seed! – Comandou Luke.

- Fire Spin! – Gritou o garoto com o gorro preto.

Saur expeliu uma semente que grudou no corpo do Pokémon de fogo, porém o mesmo soltou uma forma baforada de fogo, que acertou Saur em cheio, que ficou bastante ferido.

- Saur! – Gritou Luke, retornando seu Pokémon. – Fui muito idiota... Vai, Twist!

No momento em que o garoto soltou seu Psyduck, o mesmo nem esperou ordens, e avançou em direção ao Magmar e desferiu-lhe um soco, que o derrubou. Vários treinadores se levantaram de seus assentos na arquibancada e gritaram o clássico ‘’OOOO’’ com uma das mãos levantada para o alto e a outra cobrindo a boca. Na cultura dos treinadores de Pewter, e de várias outras cidades de Kanto, um Psyduck era considerado um Pokémon muito fraco e burro, então aquilo era extremamente engraçado para vários treinadores dali.

- Grr...! Use o Peck! – Gritou o treinador de gorro.

- Ice Punch! – Gritou Luke, nervoso.

O Magmar avançou em direção ao pequeno Psyduck, que também partiu para cima do Pokémon de fogo. Twist desviou da bicada do Magmar e ainda desferiu um gancho de esquerda no Magmar, que caiu desmaiado.

- A vitória é de Luke! – Anunciou o juiz.

- Desgraçado... – Resmungou o garoto, com muita raiva, e foi embora.

- Boa, Twist! – Comemorou Luke, que se abaixou para um abraço. Twist hesitou mas acabou abraçando o garoto.

O garoto de cabelos castanhos voltou para onde seus amigos estavam. Nina preferiu ficar com eles do que perto daqueles outros treinadores equisitos, ela temia que alguns deles começassem a cantar a garota ou coisa pior.

O tempo passou e as batalhas continuaram até que o mesmo juiz baixinho entrou no meio do ringue e falou por um microfone pendurado.

- Chegamos a penúltima fase do torneio! A ordem das batalhas agora será aleatória! – Anunciou o juiz. – As quartas de final serão Mark contra Josh, Niko contra Luke, Nina contra Patti e Victor contra Damon! A primeira batalha será Mark contra Josh!

Em um telão holográfico apareceu um guia de como estava o torneio:

Quartas de final: ––– Niko VS Luke –– Nina VS Patti –– Victor VS Damon–– Mark VS Josh

Mark entrou no ringue e um garoto alto e forte entrou do outro lado. Ele tinha cabelos ruivos curtos e uma cara de mal e entrou fumando um cigarro sendo que nem aparentava ter dezoito anos.

- Ei, é proibido fumar aqui dentro! – Disse o juiz, e Josh cuspiu o cigarro para perto dele, quase queimando-o.

- Vai, Pins! – Gritou Josh, soltando um Pinsir.

- Hm... Um Pinsir, nunca tinha visto um antes. Se é assim... – Murmurou Mark, sorrindo. – Vai, Beed! Comece com Fury Attack!

- Defenda-se com o Harden e use o Bind! – Comandou Josh, com uma expressão séria.

Beed avançou em direção ao Pinsir, que endureceu o próprio corpo, causando uma rachadura em um dos ferrões do Beedrill, causando muita dor. Pins, então, agarrou Beed e o esmagou com seus braços.

- Droga! Tente se soltar, Beed! – Gritou Mark, nervoso.

- Solte-o e use Focus Energy! – Disse Josh, agora um pouco mais calmo.

O Beedrill foi arremessado para perto de seu treinador, caindo no chão, mas logo se levantando com muita raiva. Pins começou a concentrar energia e emanar uma aura alaranjada.

- Use Rage! – Gritou Mark.

Beed voou em uma velocidade impressionante, cravando a ponta de seus ferrões no abdômen de Pins, causando muita dor. Beed, então, levantou o Pinsir com seus ferrões, e o arremessou de volta para seu treinador, derrubando Josh.

- Boa, Beed! – Disse Mark, fazendo um toca-aqui com seu Pokémon.

- Desgraçado... Pins, use Revenge! – Berrou Josh.

Pins se levantou rapidamente e deu uma pancada com seus chifres em em Beed que o jogou contra as cordas do ringue, voltando-o e o fazendo cair no chão desnorteado, o Beedrill foi nocauteado.

Josh ia comemorar, mas seu Pokémon desmaiou logo depois de usar o Revenge. Como os dois tiveram seus Pokémons nocauteados, os dois treinadores acabaram sendo desclassificados do torneio.

- Ah, fala sério! – Mark choramingou, voltando para onde seus amigos estavam.

- Não foi dessa vez, cara. – Disse Luke, sorrindo e botando a mão no ombro do novo amigo. – Mas seu Beedrill lutou bem. Botei fé.

- É... Tenho certeza de que aquele Josh vai querer batalhar comigo de novo... – Disse Mark, pensativo. – Porque eu também quero lutar com ele!

- Próxima batalha: Nina contra Patti! – Anunciou o juiz.

- Essa Patti também é uma garota? – Perguntou Vic.

- Não sei, não vi nenhuma garota além da Nina aqui. – Disse Luke. – Se bem que pode ser algum Patrick.

Nina entrou no ringue e já encontrou Patti a esperando. Patti era uma garota de cabelos pretos brilhantes e olhos cinzentos. Ela era bem alta, mais alta que Vic e menor que Mark.

- Então é você a garota de quem estão todos falando. – Disse Patti, olhando Nina por cima. – Meh, eu pensei que você parecesse mais bruta.

- E o que você tem a ver com isso? – Perguntou Nina, soprando seus cabelos loiros de cima de sua testa. – Vamos acabar logo com isso. Eu tenho outras partidas pra vencer.

- ...Metida. Vou te ensinar a respeitar pessoas superiores. – Disse a garota de cabelos pretos. – Vai, Warr!

Patti soltou um Wartortle, que deu um pequeno rugido, assustando alguns treinadores que a assistiam. Aquele Wartortle era diferente, ele tinha a pele lilás e seu casco era verde por fora e alaranjado na frente.

- Humph! Um Shiny não me impressiona. Você já era. – Disse Nina, com um sorriso de canto de rosto. – Vai, Vergil!

Nina soltou seu Squirtle, que parecia bastante impressionado em ver uma evolução sua e com outra cor, porém, estava confiante que poderia vencer.

- Comece com Water Pulse! – Comandou Patti.

- Defenda-se com Withdraw! – Disse Nina.

Warr ficou envolta por um uma energia azul, e com essa energia jogou seu corpo contra o Vergil, que entrou dentro de seu casco, assim se defendendo, e sendo jogado contra as cordas do ringue.

- Rapid Spin! – Comandou Nina.

Vergil começou a girar seu casco em uma velocidade muito grande, sendo ricocheteado pelas cordas do ringue e acertando Warr, derrubando-a e mandando-a para o outro lado do ringue.

- Vadia...! – Murmurou Patti, com muita raiva. – Warr, use Aura Sphere!

- Aura Sphere?! – Gritou Nina, muito surpresa e pegando uma Pokébola em sua pochete. – Volte, Vergil! Scyth, use Pursuit!

No último segundo, Nina retornou Vergil para sua Pokébola e soltou Scyth, enquanto o Wartortle carregava uma esfera de energia azul com sua boca. O Pokémon de água então lançou a esfera, porém, Scyth voou por cima da mesma e desferiu um poderoso golpe com suas lanças, nocauteando o Pokémon adversário. A esfera de aura lançada por Warr desintegrou uma parte das cordas do ringue do lado de Nina, por pouco a garota não foi ferida. Scyth ficou de coluna reta e se curvou para a platéia, como se fosse um ator após o fim de um espetáculo.

- E a vitória é de Nina! – Anunciou o juiz.

- Não é justo! Você só venceu porque você trocou de Pokémon! – Gritou Patti, batendo o pé com muita raiva. – Sua trapaceira!

- Eu, trapaceira? Você que é uma fracassada. – Retrucou Nina, retornando seu Scyther e deixando o ringue.

Patti ficou com muita raiva e deixou o ringue tentando esconder suas lágrimas. Era um misto de muita raiva e tristeza. Nina se encostou na parede do lado de Luke, que estava impressionado com a aquela batalha, mas também estava com pena de Patti.

- Cara, aquilo foi pesado. – Disse Luke, sorrindo meio sem jeito.

- Humph. Ela mereceu. – Nina respondeu. No fundo ela estava bastante preocupada. Scyth era o seu único Pokémon que estava com total energia. Vergil e Pich estavam um pouco cansados, pois haviam batalhado muito, principalmente Pich.

- Próxima batalha! Nick VS Luke! – Anunciou o juiz, com sua voz grossa.

- Vai lá. Boa sorte. – Disse Nina, sorrindo.

- Boa sorte, cara! – Disseram Vic e Mark, bagunçando o cabelo de Luke.

Luke andou em direção ao ringue, enquanto tentava arrumar seu cabelo. Dois homens vestidos de cinza vieram colocar cordas novas de borracha no lugar onde a Aura Sphere havia acertado. Em menos de dois minutos o ringue estava pronto para ser usado novamente. Do outro lado estava Niko, encostado entre as cordas do outro lado do ringue.

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Rush em Qui 1 Out 2015 - 1:57

Fala,Tsu! Firmeza?


Gostei do capítulo. Eu AMO competições, eu por exemplo, sou um cara bem competitivo. Toda vez que eu vejo algum tipo de competição - mesmo que de pequeno porte, como esse de ganhar a primeira insígnia - eu fico bastante animado. Ainda mais que a fic possui dois protagonistas, e só de imaginá-los se enfrentando - isso ainda não aconteceu, o que é muito raro em fics de viagem -, eu fico ainda mais ansioso. 


O capítulo foi mais focado na Nina e bem... Que mina OP ein? Achei interessante a estratégia dela em usar Pokémons que são counters dos counters que os treinadores levam para o Brock, incluindo o Pich. E o Scyther dela, meu deus... Só não entendi um pouco no início, que o narrador diz que ela estava evitando de usar o inseto, e logo em seguida ela usa. AUEHAUE', mas o Scyther dela é bem OP. Derrotou o Wartortle com apenas um hit.


Achei interessante a batalha entre Mark e Josh, achei bem legal a forma que o Pinsir e o Beedrill foram explorados - O besouro é resistente e forte, mas lento, enquanto o zangão é veloz e forte, mas frágil -, mas admito que fiquei decepcionado pelos dois terem sido desqualificados. Não sei se a intenção foi o Pinsir ter ficado envenenado... Mas foi estranho ele do nada cair derrotado.


Uma coisa que eu achei estranha, foi o Psyduck ter derrotado o Magmar com um ice punch. Po... Um Pokémon de água usa um ataque de gelo contra um de fogo? AUHAEU' Foi esquisito, mas foi legal ver o patinho dar uma surra no patão. 


Fiquei bastante curioso com o desempenho das batalhas de Vic, mas fico no aguardo para vê-las no próximo capítulo. Fiquei surpreso ao ver que ninguém fez muita questão do Wartortle Shiny da menina, e Nina pareceu mais surpresa pelo fato dele usar Aura Sphere do que ele ser um inicial Shiny. AEUHAUHAE'


É isso, gostei bastante do capítulo. Aguardo o próximo para ver a possível batalha entre Luke e Nina/Vic, e ver quem irá desafiar Brock.


Um abraço! Até mais!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Sex 2 Out 2015 - 23:39

Comentários:

@Rush: Hey Rush! Obrigado, fico muito feliz que tenha gostado. Eu também AMO competições, apesar de não ser dos mais competitivos, eu gosto mais da diversão do que da pressão de ser o melhor. A Nina não é OP xD Ao menos eu acho. Acho que a partir desse capítulo as partidas ficarão mais complexas e as estratégias ficarão melhores. Obrigado por acompanhar!
Capítulo 05 – Vision of Division (2/2)


Niko tinha cabelos loiros, praticamente brancos. Tinha olhos castanhos escuros e vestia uma jaqueta jeans escura por cima de uma camisa quadriculada vermelha, sua calça era preta e usava tênis brancos. O garoto parecia emanar uma aura de tranquilidade.

- Hey, boa sorte. – Disse Luke, sorrindo após subir no ringue. – Vai, Twist!

- Hm? Ah! Boa sorte! – Respondeu Niko, pegando uma Pokébola no seu bolso. – É com você, Arc.

O garoto de cabelos prateados soltou um Growlithe, um belíssimo Pokémon de fogo. Ao contrário de seu treinador, Arc não era tão calmo. Logo que ele saiu de sua Pokébola, ele começou a rosnar para o Psyduck de Luke, que também parecia zangado.

- Twist, comece com o Psychic! – Gritou Luke, apontando para o Pokémon adversário.

- Faça o que achar melhor. – Disse Niko, com um olhar firme e atento.

Twist se concentrou para usar o Psychic, mas antes que ele conseguisse executar seu ataque, foi atacado por Arc, que lhe deu uma forte mordida de chamas.

- Fire Fang?! – Gritou Luke, perplexo. – Merda! Twist, use Ice Punch!

Enquanto lutava para se livrar das presas de Arc, Twist concentrou uma energia azul clara em seu punho, que logo e ficou congelado. O Pokémon de água acabou dando um forte soco na cabeça do Growlithe, que acabou sendo derrubado, mas logo se levantou, com bastante raiva. Twist sentia muita dor, havia sido queimado pelas presas do Pokémon adversário.

- Water Gun! – Comandou Luke.

Twist lançou uma grande quantidade de água, machucando bastante o Pokémon de fogo, que tentou correr em sua direção, mas acabou escorregando, fazendo muitos treinadores na platéia rirem. Arc deu um forte rugido e evaporou toda a água do ringue, impressionando à todos. Niko fez uma expressão preocupada. Arc correu em uma velocidade praticamente impossível para um Growlithe, parando na frente de Twist.

- Pare!! – Gritou Niko, assustando a todos. Arc obedeceu, e Niko o retornou para sua Pokébola e levantou as duas mãos, voltando à sua expressão pacífica. – Eu desisto.

- O-o quê? – Gaguejou Luke, nervoso.

- O treinador Niko desiste! – Disse o juíz. – A vitória é de Luke!

- Porque você desistiu? – Perguntou Luke.
- Porque você tem mais pelo que lutar do que eu. – Respondeu Niko, sorrindo. – Seria um desperdício. Eu vou para a arquibancada. Até mais.

O treinador de cabelos prateados saiu do ringue, deixando Luke sem reação. Vários treinadores deram espaço para o garoto se sentar no topo da arquibancada, tendo uma fileira só para ele. Luke retornou seu Pokémon e saiu do ringue, voltando para os seus amigos.

- Porra, eu queria ter tanta sorte! – Disse Vic, sorrindo.

- Boa, cara! Seu Psyduck psicopata assustou ele! – Brincou Mark, rindo.

- É, hehe...! – Respondeu Luke, mas por dentro o garoto estava preocupado.

Por que Niko havia desistido? Luke não fazia a menor ideia. Ele ainda estava um pouco nervoso, e não parava de pensar sobre o que havia acontecido. Aquele Growlithe tinha muita habilidade e era extremamente rápido e forte. Era um Pokémon perfeitamente treinado. Mas devia ter algo a mais nisso. O garoto de cabelos castanhos olhou para Niko, que esperava pelo anúncio da próxima batalha.

- A próxima batalha é Vic contra Nina! – Anunciou o juiz, surpreendendo Vic, porém já não era surpresa para nenhum daquele grupo.

Vic se virou e Nina estava olhando para ele com um sorriso. Os dois foram juntos para o ringue de batalha, cada um indo para um extremo. Por estranho que pareça, Vic não estava nervoso, apesar de se lembrar da aposta que fez com a garota. O engraçado da situação seria comentado pela própria Nina.

- Agora cê finalmente vai me enfrentar, né? Não era isso que você queria? – Perguntou Nina, com um sorriso sereno. – Mas não esqueça o que vai acontecer quando você perder. Vai, Pich!

- Você continua se achando muito! Pod, eu escolho você! – Gritou Vic, soltando seu Metapod. – Comece com o Stringshot!

- Quick Attack! – Comandou a garota de cabelos loiros.

Pod atirou uma teia, porém, antes mesmo da teia sair de sua boca, Pich acertou o Metapod, jogando seu corpo contra o dele.

- Merda, o Quick Attack sempre acerta primeiro... Harden! – Comandou Vic.

O Pokémon inseto ficou envolto por uma luz verde, que logo cessou, deixando-o com um aspecto mais áspero e brilhoso.

- Thundershock! – Disse Nina, apontando o dedo indicador para o Pokémon adversário.

Pich deu um salto e soltou uma onda de eletricidade foi lançada sobre o Metapod, que recebeu o golpe, porém com uma resistência maior. Os olhos de Pod estavam brilhando de ansiedade.

- Use o Tackle! – Gritou Vic.

Pod avançou em direção à Pich com uma velocidade surpreendente, e acertou-lhe jogando seu corpo contra o dele, derrubando o Pikachu, que já estava bastante cansado.

De repente, Pod começou a brilhar agora em uma luz branca. Essa luz saiu de seu corpo, rasgando o carcaça do Metapod, que ficou imóvel no chão. Quando a luz cessou, um Pokémon totalmente diferente batia suas asas e dava grunhido. Pod havia se tornado um Butterfree.

- Pod evoluiu de novo! – Disse Luke, olhando a batalha animado.

- Pod... Use Confusion! – Comandou Vic, sorrindo enquanto olhava os novos ataques de seu Pokémon na Pokédex.

- Não! – Gritou Nina.

Os olhos de Pod brilharam mandaram uma onda roxa para seu adversário. Pich começou a sentir bastante dor, colocando suas duas patas em sua cabeça. Logo o Pokémon elétrico acabou confuso, cambaleando no ringue.

- Finalize com o Tackle! – Gritou Vic, confiante.

Pod, agora Butterfree, bateu suas asas com força e deu um forte rasante no Pikachu, que caiu nocauteado no ringue. Todos os treinadores aplaudiram, finalmente alguém havia derrotado a impiedosa treinadora de Viridian. Vic retornou Pod para sua Pokébola e Nina fez o mesmo, porém, os dois se encontraram no meio do ringue.

- Tsc, acho que eu estava errada sobre você. – Disse Nina, sorrindo. – Depois vamos fazer uma batalha de verdade! Com todos os nossos Pokémons!

- Por mim, tudo bem! – Respondeu Vic, também sorrindo.

- Boa sorte. – Disse Nina, baixinho, antes de sair do ringue.

Vic permaneceu no ringue de batalha, ele sabia que a próxima batalha seria contra seu melhor amigo. O juíz anunciou a batalha, mas Luke havia se dirigido para o ringue antes do anúncio, Nina se encostou na parede, esperando pelo resultado daquele torneio.

- Parece que só sobrou a gente, parceiro. – Disse Vic, sorrindo confiante.

- Pois é. Vamos fazer a melhor batalha desse torneio. – Respondeu Luke, também sorrindo.

- Vai, Pyro!

- Vai, Saur!

Os dois Pokémons ao se encontrarem fora de suas Pokébolas se encararam como seus treinadores: Com um sorriso no rosto, mas com um aperto no coração.  Apenas um poderia sair vitorioso e nenhum dos dois abriria mão de ser o vencedor.

- Comece com a Leech Seed! – Gritou Luke, apontando seu indicador para o Pokémon adversário.

- Desvie e use Ember! – Comandou Vic.

Pyro tentou desviar, mas o bulbo do Bulbasaur era rápido no gatilho e acertou o Pokémon de fogo com sua semente sangue-suga. Vendo que não adiantava nada tentar tirá-la a força, Pyro cuspiu brasas, que atingiram Saur em cheio, sentindo bastante dor, mas logo se estabilizando.

- Take Down! – Disse Luke.

Saur correu em uma velocidade surpreendente para um Bulbasaur, e deu uma forte investida no Pokémon de fogo, que caiu no chão meio atordoado, porém se levantou com bastante raiva.

- Smokescreen e depois Ember! – Gritou Vic, com um sorriso maléfico no rosto.

O Charmander soltou por sua boca uma grande quantidade de fumaça preta, cobrindo a maior parte do ringue e deixando Saur com muita dificuldade para enchergar alguma coisa. Logo depois, Pyro começou a atacar jogando brasas no Pokémon de grama, que ficou muito ferido pelas mesmas, e ao mesmo tempo tentava se defender sem sucesso.

- Já sei! Use Sleep Powder! – Exclamou Luke.

Saur deu um salto e soltou um pó amarelo que logo cobriu toda a fumaça, preta, mostrando Pyro se preparando para o próximo ataque, porém, ele acabou caindo no sono com o poder do ataque de Saur.

- Agora use Vine Whip! – Gritou o treinador de cabelos castanhos.

- Não! Pyro, acorde! – Vic gritou também, nervoso.

Uma vinha saiu do bulbo de Saur, e começou a chicotear o Pokémon de fogo, que estava inconsciente. Porém o Pokémon não deixava de sentir muita dor, até que ficou envolto por uma aura vermelha enquanto era chicoteado. Pyro acordou com os olhos vermelhos e atirou seu corpo envolto por um turbilhão de chamas.

- Use o seu chicote pra desviar! – Gritou Luke.

Saur atirou seu chicote contra as cordas do outro lado do ringue, se puxando e consequentemente desviando por muito pouco do ataque de Pyro, que acabou derretendo as cordas do lado de Luke.

- Aquilo foi um Flare Blitz? – Murmurou Vic, muito surpreso. – Pyro, faça aquilo de novo!!

- Desvie, Saur! – Comandou Luke, concentrado nos movimentos do Pokémon de fogo.

O inicial de grama jogou seu chicote de cipó para as cordas seguintes, sendo puxado e novamente desviando dos ataques de Pyro. Nisso de ficar desviando do Flare Blitz, Pyro acabou incendiando todas as cordas do ringue e queimou a superfície do mesmo.

De repente, a aura vermelha que Pyro emanava sumiu, e este se tremia no ringue para se movimentar. Estava muito cansado e havia sido acertado diversas vezes, por mais que tenha acertado Saur com golpes que tinham vantagem contra seu tipo, o Pokémon de grama acabou sendo mais resistente e recuperou boa parte de sua energia graças à Leech Seed, que só foi queimada quando Pyro ficou envolto pelas chamas. Luke sentiu muita pena ao ver os dois amigos lutando para ter direito de lutar contra o líder daquele ginásio.

Quando Pyro ia tentar acertar Saur com toda aquela lentidão, Vic o retornou para sua Pokébola.

- Foi uma boa luta. – Disse Vic, sorrindo. – Mas eu e Saur acabamos perdendo.

- Foi mesmo uma boa luta. – Respondeu Luke, também retornando seu Bulbasaur para a esfera. Os dois amigos fizeram um toca-aqui.

- Vê se acaba com esse Brock, hein?! – Gritou Vic, bagunçando o cabelo de seu amigo e deixando o ringue. – Tô torcendo por você.

Todos os treinadores sentados nas arquibancadas se levantaram e aplaudiram, tocados pela amizade entre os dois garotos. Até mesmo Nina, ao ver a cena, disfarçou uma lágrima. Niko olhava o resultado da batalha com um sorriso. Era o único que permanecera sentado.

- Ei, você tá chorando? – Perguntou Mark.

- CALA A BOCA. – Respondeu a garota, dando um soco na cabeça de Mark.

- Pra quê agredir...? – Gemeu o garoto de cabelos pretos.

- O vencedor do torneio é Luke, da cidade de Pallet! – Anunciou o pequeno juíz, correndo para o ringue e botando um banquinho para levantar o braço de Luke.

Luke se sentia muito feliz por ter sido o vencedor do torneio. Mas sabia que aquela felicidade duraria pouco quando viu uma enorme serpente de pedra simplesmente emergir do chão, causando um buraco enorme no ringue. Era o tão temido Onix de Brock. O juíz caiu de seu banquinho, e Luke ficou com os olhos arregalados ao ver o Pokémon de pedra carregando o líder Brock em sua cabeça, que saltou de seu Pokémon e fez sinal para tirarem a jaula que cobria o ringue, que logo foi suspendida.

- Então você é o vencedor do torneio, huh? – Perguntou Brock, com sua voz grossa e com um tom ameaçador. – É triste dizer isso, mas você vai ver que todo esse esforço foi em vão!

- Ah, cala a boca, Brock! – Gritou Luke, apesar de estar morrendo de medo por dentro. – Vou acabar com você aqui e agora!

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Rush em Sab 3 Out 2015 - 20:27

Fala, Tsu! Firmeza?


Gostei desse capítulo, foi bem intenso e deve três batalhas! Me surpreendi com o número, não esperava que você fosse apresentar todas as batalhas da semi final em apenas um capítulo. Logo de cara eu já gostei desse novo personagem introduzido, o Niko. Ele tem um Growlithe, e bem, eu ADORO Growlithes e Arcanines. Melhores Pokémons da gen I.


Esse Psyduck é endiabrado demais, meu deus. Mesmo em desvantagem, o pato deu uma puta surra no oponente. Só não entendi porque o Niko desistiu da batalha. Quer dizer... Ele nem conhece o cara pra dar a vitória pra ele sem motivo algum. Ficou meio nonsense.


Me surpreendi ao ver que Vic venceu de Nina tão facilmente. Ela também foi bem burra, pois se tivesse usado o Scyther, que estava cheio de energia, de acordo com ela mesma no cap passado... Ela tinha dito que Pich estava cansado, e mesmo assim ela o usou na batalha contra o cara. Me perguntei porque ela não trocou de Pokémons, como ela fez nas batalhas passadas. E agora Vic tem uma Butterfree, yay. 


Me surpreendi com a força dos iniciais... O Bulbasaur tudo bem... Mas o Charmander sabe usar Flare Blitz? Oloco cara. Jurava que era o Blaze ativando, mas... Flare Blitz logo de cara, no primeiro ginásio, não foi muita apelação não? AUEHAUE' Eu gostei da batalha pra ser honesto, a estratégia do Luke em fazer o Bulbasaur ganhar tempo pro Charmander ser derrotado pelo Leech Seed + Recoil do Flare Blitz. Foi bem maneiro.


Agora fico no aguardo da batalha contra o Brock, mas pelo visto vai ser fichinha. Luke tem dois Pokémons que dão x4 nos Pokémons de Brock, o Vic que vai se foder bastante com um que leva x2 e uma Butterfree que leva x4 contra o Rock types. AUEHAUE'


Enfim, gostei pra caramba do cap, e aguardo ansiosamente a batalha de ginásio!

Abraço!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Black~ em Sab 3 Out 2015 - 22:11

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo. Ficou bem legal e bem movimentado, com todas essas batalhas. Achei todas as batalhas muito boas e emocionantes, já que era um torneio, onde só um venceria, o que obviamente, eliminaria o outro. Gostei desse Niko, mas não sei se ele será um personagem normal ou só apareceu agora mesmo, mas enfim.

Também não entendi porque o Niko saiu no meio da luta, imagino que você deva explorar isso mais à frente, caso o personagem entre mesmo para a história, mas não entendi muito bem, apesar do Psyduck OP do Luke ter dado um sustinho, não imagino que tenha sido suficiente para tanto.

Esse Psyduck é realmente forte. Já é o segundo pokémon de fogo que ele luta contra e mesmo assim usa o Ice Punch e mesmo assim ainda consegue arrancar bastante dano. Achei bem legal esse pokémon tão zoado ter ficado tão fodão, gostei bastante disso.

Também achei que a Nina perdeu muito rápido pro Metapod/Butterfree. Mesmo o Pikachu cansado, acho que ele teria dado um calorzinho a mais, mas nada de mais. Só não entendi uma coisa: Ele vai lutar contra o Brock com os pokémons do jeito que estão? Se for, acho que ele vai é tomar uma surra desse Onix aí huahuaha, mas enfim.

Charmander com Fire Blitz? Khendiria hein. No começo eu imaginei também que se tratava da habilidade do Charmander e que ele ia levantar chutando bundas, mas errei. De toda forma, a estratégia do Luke foi bem legal, e ele conseguiu vencer, apesar da desvantagem.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Sex 9 Out 2015 - 10:55

Hey, galera! Depois de uma semana e um dia, finalmente vou postar o capítulo. Eu demorei porque estava estudando para as provas de amanhã, e também porque eu faltei aula hoje pra estudar pras provas. Pera, o quê eu tô fazendo aqui?!
Sobre o título do capítulo, eu achei melhor botar o clássico sistema de Versus, mesmo não sendo muito criativo, não achei nenhuma música que combinasse com a batalha. Quero dizer, eu achei um tema de batalha, mas acho que seria meio estranho colocá-lo no título. Eu gostaria de agradecer ao Rush, que colocou a música num player. Eu tenho certeza que vocês já ouviram essa música. Seja no sample utilizado pelos Black Eyed Peas, o na introdução de Pulp Fiction. É uma música do Dick Dale, e se chama Misirlou.

Comentários:

@Rush: Hey Rush! Realmente, o Twist é o filho do capeta, só pode. O Niko é um personagem muito especial na estória e com certeza irá aparecer em outros capítulos. A sua desistência será explicada no futuro. Na verdade, o Flare Blitz foi possibilitado justamente por causa do Blaze xD É que eu não queria deixar muito explícita a habilidade durante a batalha, acho que ficaria meio maçante tudo bem explicadinho no meio de uma batalha tão intensa. Eu queria ter deixado a batalha entre o Vic e a Nina maior, mas isso deixaria o capítulo muito longo e eu provavelmente teria que dividir o torneio em 3 partes e iria partir meu coração. Mas pode ter certeza que as próximas batalhas entre os dois serão muito mais longas e intensas. Sobre ela ter usado o Pich e não o Scyth: A Nina pode ser meio burra e precipitada as vezes xD Espero que goste do capítulo, porque ele é todo de batalhas!

@Black: Black o/ O Niko definitivamente irá aparecer mais vezes durante a fic, apesar de ele não ser um personagem principal nem um rival propriamente dito. Sobre a sua desistência, eu irei explicar mais tarde. Eu espero que curta o capítulo!
Capítulo 06 – VS Brock!
Praticamente todos os treinadores fizeram o clássico ‘’OOOO’’com uma mão levantada pra cima e outra cobrindo a boca. Até mesmo o juiz. Brock ficou realmente irritado e estalou os dedos.

Com seu estalar de dedos, o ringue começou a se mexer. Luke pulou para fora do mesmo e Brock se segurou em uma das rochas do corpo de seu Onix. O ringue havia virado de cabeça pra baixo, revelando uma pequena plataforma que servia para trocar os ringues. O novo ringue era constituído de rochas e areia. A iluminação do ginásio fazia as rochas ficarem mais brilhantes e ao mesmo tempo a poeira mais nítida. O campo de pedra era bem maior que o ringue usado para as eliminiatórias.

- Como você venceu o torneio, tem o direito de ter seus Pokémons com suas energias restauradas para uma luta justa. – Disse Brock, e o juiz baixinho correu com uma máquina que Luke e seus amigos haviam visto no centro Pokémon. – Você pode usar quantos Pokémons quiser. Enquanto eu apenas dois.

- Eu também só tenho dois. – Respondeu Luke, colocando suas Pokébolas dentro da máquina de restauração. – É pra ser uma luta justa, certo?

- Hmph! Vamos começar a batalha! – Gritou Brock, retornando seu Onix para a Pokébola e soltando outra. – Vai, Graveler!

- Vai, Twist! – Exclamou Luke, soltando seu Psyduck.

Os dois Pokémons se encararam. O Pokémon de pedra olhava para Twist com um sorriso arrogante, mas o Pokémon aquático não se amedrontou.

- Comece com o Rock Throw! – Gritou Brock.

- Desvie das pedras e use Water Gun! – Comandou Luke, se escondendo em uma rocha para não ser acertados pelas pedras que o Graveler arremessava.

Twist desviou das pedras que o Pokémon adversário lançava, até o momento em que Graveler lançou uma pedra enorme, e Twist se abaixou como se estivesse em Matrix. Logo o Pokémon lançou uma rajada de água, que acertou o Graveler em cheio, causando bastante dor.

- Graveler, use Rollout! – Disse Brock, com um olhar sério.

- Pare o Rollout com o Ice Punch! – Gritou Luke.

Graveler se encolheu como um Sandshrew se tornando uma bola de pedra, que girou em alta velocidade em direção ao pequeno Pokémon de água. O punho esquerdo de Twist foi envolvido por uma energia ciana, até que mostrou seu punho inteiramente congelado. Twist deu um pulo e socou Graveler ainda em movimento, com muito esforço parando seu movimento, mas acabou machucando bastante seu punho esquerdo, que sangrava um pouco.

- Thunder Punch! – Comandou Brock, com um sorriso maléfico.

- Merda, desculpe, Twist! – Gritou Luke. – Use Water Gun!

Faíscas saíram do punho direito do Graveler, que deu um forte soco na barriga do Psyduck, eletrocutando-o e lançando-o à altura do teto. Twist sentiu muita dor enquanto descia, mas seus olhos brilharam e ele expeliu por sua boca um jato d’água, que derrubou o Graveler, sentindo muita dor.

- É nossa chance! – Exclamou Luke. – Use Water Gun de novo!

- Tsc! Self Destruct! – Gritou Brock, de braços cruzados.

- Desvie, Twist!!!

Graveler brilhou em uma luz branca e explodiu, fazendo Twist e Luke voarem pelos ares. Luke caiu para fora do ringue e Twist desmaiou, muito ferido.

- Twist!! – Gritou Luke, subindo no ringue e retornando seu Pokémon. – Seu desgraçado!

- Você é um treinador Pokémon! Tem que estrar preparado para todo tipo de coisas! Ou você aprende aqui ou a vida vai te ensinar de um jeito muito pior!– Gritou Brock, enquanto retornava seu Graveler. – Vai, Onix!

- Merda!! Vai, Saur! – Gritou Luke, lançando sua Pokébola para o alto, soltando seu Bulbasaur. – Use Vine Whip!

Uma vinha saiu do bulbo de Saur, porém, no momento em que o inicial de grama ia acertar o Onix, o mesmo, sem comando algum, entrou fez um buraco rapidamente no solo da arena de batalha, sumindo do campo de visão de todos e consequentemente, desviando do ataque de Saur.

- O-o que foi isso? – Perguntou Luke.

- Onix, ataque! – Comandou Brock, com um sorriso maléfico.

De repente, Onix de uma vez, poucos centímetros de onde Saur estava, acertando-o com uma fortíssima cabeçada, lançando-o para o alto.

- Saur!! – Gritou Luke, muito preocupado.

O Bulbasaur caiu no chão, muito ferido. Luke correu até seu Pokémon, se segurando para não chorar. Onix voltou para a terra, aquela era a força do ataque Dig.

- Saur, você está bem? – Perguntou o garoto de cabelos castanhos.

Antes que o inicial de grama pudesse responder, foi atingido pelo mesmo ataque, sendo jogado para o alto e caindo no chão, sem contorcendo de dor.

- Pare, seu desgraçado!! – Gritou Luke. – Isso não é justo!

- Você desiste? – Perguntou Brock, sorrindo.

- Tsc! Saur, tente sentir onde ele vai sair e desvie! – Comandou Luke, muito preocupado.

- Use o Dig novamente combinado com o Flash Cannon! – Gritou Brock.

Não adiantou. O Bulbasaur foi atingido novamente pelo mesmo golpe. Porém, dessa vez um raio branco saiu antes de sua cabeça, queimando todo o corpo do Pokémon de grama, depois sendo atingido pelo pela cabeçada áspera e sendo jogado até o teto com a força do golpe. Dessa vez o Onix subiu também ao ar e lançou sua cauda nele, cortando-o em diversos lugares. As pedras no corpo do Onix eram muito ásperas. Havia muito sangue no ringue de pedra. Saur estava tremendo, sem conseguir se levantar.  

- Tsc, esse seu Bulbasaur é duro na queda, hein? – Comentou Brock, irônico.

*Bulba...Saur...* – Gemeu o Pokémon de grama. Ele estava com diversos arranhões por seu corpo e um corte muito grande em seu rosto causado pelo atrito da ‘’crista’’do Onix com seu rosto durante o ataque do Pokémon de pedra.

- Você desiste? – Perguntou Brock, com um sorriso arrogante. – Eu iria pra casa e choraria no colo da mamãe, se fosse você.

- Bem, eu não posso... Minha mãe tá morta. – Disse Luke, com um olhar triste. Ao ouvir isso vários garotos começaram a vaiar o líder de ginásio. Saur se levantou, revoltado. – Eu desis... Saur?!


Saur começou a brilhar em uma luz branca. O Pokémon de grama começou alternar entre brilhar e parar de brilhar. Ele começou a se sacudir e fazer um sinal negativo com sua cabeça, fechando os olhos com força.

- Saur...? – Murmurou Luke. – Está evoluindo?

O inícial de grama parou de brilhar, como se não quisesse evoluir. Porém, alguns de seus ferimentos haviam fechado. Aos poucos, o corte no rosto de Saur começou a se fechar. Brock estava se perguntando o que estava acontecendo, quando percebeu que havia uma semente grudada na crista de seu Pokémon.

- O QUÊ?! – Gritou Brock, perplexo. – Quando isso aconteceu?!

- Lembra quando seu Onix saiu da terra na primeira vez? Acho que foi nesse segundo. – Disse Luke, sorrindo. – É a hora da vingança! Saur, ataque!

- Onix, use Bind! – Gritou Brock, nervoso.

A serpente de pedra se enroscou no Bulbasaur, tentando estrangulá-lo. Um chicote de vinha saiu do bulbo de Saur e este tentou se libertar do ataque do Onix. O Pokémon de pedra lutava para quebrar a vinha para continuar a estrangular o Pokémon de grama, mas aquele chicote era realmente forte. Após conseguir algum espaço, Saur saltou e deu uma forte chicotada no rosto de Onix, que deu um rugido de dor. O Pokémon de grama voltou para perto de seu treinador. A Pokédex de Luke começou a vibrar e a piscar uma luz vermelha. Luke a abriu com pressa e olhou: Saur havia aprendido um novo ataque.

- Saur, use Razor Leaf! – Gritou Luke.

Saur soltou várias folhas-navalha que atingiram o Pokémon de pedra em cheio, causando cortes em todas as rochas que compunham seu corpo.

- Onix, use Rock Throw! – Comandou Brock.

- Saur, desvie e e use Razor Leaf de novo! – Gritou Luke, com um olhar atento.

Onix saltou e lançou várias pedras que faziam parte de seu corpo no Pokémon de grama. Saur foi atingido pelas primeiras, mas depois correu e pulou em uma delas, ganhando impulso para dar um salto e lançar suas folhas-navalha novamente, atingindo Onix e fazendo-o cair no chão com muita dor.

- Merda! Onix, vamos ter que apelar para o seu ataque mais forte! – Gritou Brock, subindo no Pokémon de pedra. Luke engoliu seco. – Skull Bash!!

- Saur, Take Down!! – Gritou Luke, subindo em uma das rochas da arena.  

O Pokémon de pedra deu um salto enorme, chegando ao teto do ginásio. Logo as pedras que compunham seu corpo começaram a gritar em sentido horário e sua cabeça em sentido anti-horário até que o Pokémon começou a parecer mais com um furacão do que qualquer outra coisa. Saur deu o alto mais alto que já havia dado, dando uma forte cabeçada no rosto do Onix, porém, também sendo atingido pelo Skull Bash.

Onix caiu no chão, levantando muita poeira e causando uma núvem de fumaça. Havia um clima tenso no ginásio de Pewter. Ninguém sabia ao certo quem havia vencido a batalha, pois o pequeno Bulbasaur também havia sido atingido pelo golpe do colosso Onix. Niko, observando a batalha, deu um sorriso de canto de rosto e foi embora do ginásio.

Quando a fumaça finalmente se dispersou, Saur estava em cima do Onix, sorrindo. Onix estava completamente nocauteado.

- A vitória é do treinador Luke, de Pallet Town!!! – Gritou o juiz, fazendo todos gritarem e aplaudirem. Seus amigos correram para o palco para parabeniza-lo e até alguns treinadores com quem ele havia batalhado nas eliminiatórias.

- Boa!! – Gritaram Vic e Mark, agarrando Luke e bagunçando seus cabelos castanhos. Nina observava tudo encostada na parede, com um leve sorriso no rosto. Seu Bulbasaur correu ao seu encontro, e os dois se abraçaram.

- Parabéns, Luke. – Disse Brock, se levantando e apertando a mão do garoto.

- Mas que diabos?! – Se espantou Luke, com a drástica mudança de comportamento do líder de ginásio. – Você parece completamente diferente!

- Ah, aquilo é só uma persona minha que eu uso pra assustar os finalistas. – Disse Brock, retornando seu Onix. – Tome. Essa é a Insígnia de Pedra, símbolo de Pewter City. Ela aumenta o poder dos seus Pokémons e faz Pokémons de níveis mais altos te obedecerem.

- Uau, minha primeira insígnia! – Exclamou Luke, pegando a insígnia com uma mão livre enquanto segurava seu Bulbasaur com o outro braço. Vic colocou a insígnia na parte de dentro da jaqueta de seu amigo.

- Ei, eu tenho uma proposta pra você. – Disse Brock para Vic, chamando a atenção do garoto. – Eu gostei muito das suas batalhas e acho que você tem um potencial absurdo para batalhas. Quero que você treine comigo por um mês. O que você acha?

- Eu aceito! – Agradeceu Vic sorrindo, e os dois apertaram as mãos.

- Saur?! – Gritou Luke, vendo seu Bulbasaur começar a babar e logo depois desmaiar. – Ai meu Arceus, ele pode ter tido um AVC! Saiam da frente, preciso ir para o Centro Pokémon!!

- Mas nós temos uma máquina bem aqui... – Murmurou o juíz baixinho. – Tsc, sou sempre esquecido.

- É porque você é muito baixinho, Larry. – Respondeu Brock. – Esse ano promete.

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Rush em Dom 11 Out 2015 - 1:26

Fala, Tsu! Firmeza?

Finalmente a batalha contra Brock. Me surpreendi com a arrogância do líder, mas depois foi revelado que era apenas um personagem para intimidar os desafiantes. Me pergunto se alguém já caiu nesse truque e acabou perdendo a batalha, pois deve ser muito frustrante ter que derrotar outros treinadores para depois perder pro líder. AUEHAUE'

Fiquei surpreso em como Twist perdeu rapidamente. Mesmo que o Graveler apelasse para o Selfdestruct, achei que ele ao menos ficaria de pé para presenciar o Onix numa batalha. Isso mostra o quanto Brock consegue ser durão. Já a batalha entre o Bulbasaur e o Onix, eu achei um pouco forçada em sentidos gráficos. O bicho sangrou demais, ficou com vários cortes, mas acho que não fez sentido ele não ter nenhum osso quebrado na batalha contra uma serpente que deve pesar no mínimo uma tonelada. 

No final, gostei do Bulbasaur ter se recusado a evoluir, como se quisesse dizer "ainda não". Não sei se ele se manterá por muito tempo como um Bulbasaur, mas como o protagonista da minha fic já tem um Ivysaur, digo uma coisa: Aproveite bem quando eles são bebezinhos, pois quando eles crescem não tem mais volta! Hahah

E esse Vic ganhando um mês de treinamento grátis? Não entendi porque ele chamou justamente o Vic, e não o Niko - embora este já tenha saído do ginásio - ou a Nina, mas provavelmente você fez isso pra ele dar aquela sumidinha básica, pois tava roubando o brilho de Luke. u.u AUHEUAE' Brincadeiras a parte, acho que ele vai no mínimo ganhar um Pokémon de pedra do líder de ginásio, além da insígnia.

Gostei do capítulo, me deixou ansioso para ver como será a jornada de Luke, agora sozinho. 

É isso, aguardo o próximo cap. Um abraço!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Black~ em Seg 12 Out 2015 - 19:09

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo, a batalha no geral foi bem legal de ser ler. Eu tava achando esse Brock bem filho da puta no começo, pensando tipo: "nossa, que Brock vacilão do caramba, etc.", mas ainda bem que é só uma forma dele espantar os treinadores, apesar de ser legal, é bem cuzice da parte dele -q.

Nossa, como eu odeio o Selfdestruct. Não existe golpe mais apelo que ele, você tá lá no meio da luta e tá perdendo, aí resolver fazer o quê? Explodir uhuhaa. Mas eu gostei da luta do Twist contra o Graveler, apesar de também ter achado que o Twist tinha uma vantagem maior e poderia pelo menos ficar em pé pra ir pra luta contra o Onix, mas enfim.

Não entendi bem o porquê do Brock ter escolhido o Vic, mas imagino que seja uma "desculpa" pro Vic sair do time mesmo -q, apesar que eu gostava bastante do Vic. Bem, talvez o Brock também tenha ficado com dó do Vic, já que ele tem Charmander e Butterfree -qq, mas enfim, vamos esperar para ver como isso vai se desenrolar e como o Luke vai prosseguir sua viagem alone.

O Niko está bem misterioso realmente. Não entendi o porquê de ele ter saído do ginásio naquele momento e ainda ter dado um sorriso. Não sei se o sorriso foi em relação ao Luke ou ao Brock, mas enfim, como você já falou que vai explicar isso, então vamos aguardar -q.

Cara, eu ri daquela cena final, que o Bulbasaur "tem" um AVC e o Luke sai correndo pra ir pro Centro Pokémon e o NPC lá reclama que ele tinha uma máquina logo ali e que ninguém se lembra dele, e depois o Brock ainda faz bullying com ele. Achei engraçado huahauha, mas enfim.

Acho que só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por OneTwoSan em Seg 12 Out 2015 - 20:22

Olá, One em presença!
Eu vim dar uma passada nas fanfics de Pokémon, já que sempre recomendam ler para escrever (e eu acho isso certo, mas só leio fanfics mesmo ç.ç) e gostei de cada personagem dai. Tirando a personalidade batalha do Brock, isso foi muito filho da puta até pra ele -qq
Um tem um Charmander e um Butterfree... Sa peste vai levar uma porrada quanto enfrentar a Misty XD tipo uma porrada mermo. Espero que o Brock dê um pokémon pro coitado, sei lá, um Dugtrio? -sqnunca
Gostei da ideia do torneio, bem mangá adventures como o Rust e o Black comentou. Sou competitivo e sempre gosto de ver torneios e competições... Agora, falando do Psyduck psicopata... O bicho é tão encapirotado que assustou um Growlithe(n sei escrever :V) e ainda derrubou um fuckin Magmar com um Ice Punch! Gente, é o Satanás nessa coisa, só pode XD A batalha entre o Bulba e o Onix foi foda, fodasticamente foda cara. Apesar que exagero na parte do sangue e como o Rust também disse, ele devia ter fodido alguns ossos... Mas deixa, é pra dar aquela sensação de momento Seiya. (nossa, que puta piada ruim '-')
Ganhou um leitor!
avatar
OneTwoSan
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 16/03/2015

Frase pessoal : Vivemos e morremos dentro de uma história idiota


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Tsurugi em Dom 18 Out 2015 - 23:48

Comentários:

@Rush: Hey Rush! Muito obrigado por acompanhar. Bem, eu imagino que várias pessoas já caíram nesse truque do Brock xD Eu ficaria muito muito puto se continuasse pra ver as finais e percebesse que aquilo era uma persona. Todos esperam muito do Twist, mas ele é um patinho fraco, no fundo HAUEHAHA. Gosto muito dele. s2 Twist
Eu queria deixar essa batalha do Saur meio exagerada mesmo. Mas quem disse que ele não quebrou ossos? A Leech Seed tava aí pra isso xD Mas pode acreditar que quando a batalha acabou ele ficou todo engessado no PokéCenter. Muito obrigado por ler e espero que continue acompanhando.

@Black˜: Eu também odeio Selfdestruct. Alguns anos atrás no competitivo tinha demais, era o antigo Brave Bird. Os motivos do Brock ter escolhido o Vic e não o Niko ou a Nina serão explicados mais pra frente. O Brock é meio cuzão por natureza xD Mas ele vai ser um personagem meio que recorrente na minha fic. Assim como alguns outros GYM leaders.

@OneTwoSan: Wow! Muito obrigado, cara! Fico muito feliz em ter um novo leitor! E fico muito feliz por ter achado a batalha foda, trabalhei horas e horas planejando como seria a batalha do Bulba com o Onix, e em que parte a música tocaria. Sobre o Twist, é XD, ele é meio capiroto. Mas é um bom Psyduck. Espero que continue acompanhando!
E aí, galera! Demorei, mas terminei o capítulo 7. É um capítulo deveras longo, na minha opinião. Com várias transições e tal. É um capítulo feito mais para explorar os personagens e introduzir um novo personagem. Sim. Essa fic tá ficando cheia de personagens vocês adorarem! xD
Eu espero fazer capítulos mais curtos, como os primeiros. Mas conforme a estória vai ficando mais complexa e interessante, é importante explorar bem seus personagens e as situações. Eu espero do fundo do meu core que gostem. mas se não gostarem não tem problema
A música que dá nome ao capítulo se chama Disorder e é do Joy Division. Recomendo que escutem, é massa.

Capítulo 07 – Disorder
Luke estava deitado em um quarto alugado do Centro Pokémon de Pewter City. Ele havia dormido desde que tinha chegado na noite anterior, logo após a batalha contra Brock. Já era por volta das 18:55 e ele não havia feito nada o dia todo. Na janela de seu quarto era possível ver uma boa parte de Pewter City, as luzes alaranjadas que ilustravam o centro histórico eram realmente lindas de se passar de noite. O garoto de cabelos castanhos estava sem camisa e usando o aquecedor, pois aquele dia estava relativamente frio, lembrando o clima de Pallet.

De repente, alguém bateu na porta do quarto.

- Entra! – Disse o garoto.

- Yo! – Disse Mark, entrando com com os Pokémons de Luke e Nina. - Eu espero que você não se importe, mas eu dei uma volta com eles pela cidade!

- Ah, é mesmo? – Perguntou Luke, sorrindo enquanto fazia carinho em seus Pokémons, que pularam na sua cama.

- Advinha quem venceu o Brock hoje? – Nina provocou, sorrindo.

- Quem? O Mark? – Brincou Luke, só para receber um soco na cabeça.

- Eu! – Disse Nina, apontando o indicador para si mesma enquanto mostrava a insígnia de pedra.

- Ah. Parabéns, Nina... – Disse Luke, se levantando da cama sem perceber que estava pelado. – AAAHH!

- COBRE ISSO! – Gritou Nina, fechando os olhos com força enquanto Mark teve uma crise de riso com tal situação.

˜˜X˜

O garoto de cabelos castanhos estava com um jeans azul e uma camiseta amarela, logo depois vestindo uma jaqueta preta. Luke estava com uma marca de mão na bochecha direita e com uma cara fechada.

- Não precisava me bater! – Gritou o garoto, enquanto Nina saía do quarto.

- Como você se atreve a fazer isso com uma dama como eu?! – Perguntou Nina, ainda com muita raiva.

- Eu tenho o costume de dormir pelado, tá?! – Gritou Luke, botando a cabeça pra fora do quarto só pra se deparar com pessoas no corredor rindo de sua cara.

Os três entraram no elevador cheio de pessoas. Nina vestia roupas de frio cinzas e botas pretas, seus cabelos loiros brilhantes se destacavam. Mark vestia as mesmas roupas do dia anterior: Uma jaqueta preta modelo perfecto, calças camufladas e coturnos pretos. Os dois garotos pareciam marginais enquanto a garota parecia uma jornalista de Sinnoh.

A sensação de claustrofobia começava a crescer dentro do elevador, até que finalmente chegaram no térreo. Luke pagou o aluguel daquele dia e a enfermeira Joy perguntou se ele passaria mais um dia lá, para saber se poderia botar o quarto para alugar de novo, ele disse que não tinha certeza.

Saindo do Centro Pokémon. Mark tirou uma caixa de suco do bolso e começou a beber, a caixa era tão pequena e tinha tons pastéis, podendo ser facilmente confundida com um maço de cigarros.

- Nina, você viu o Vic? – Perguntou Luke, coçando a cabeça.

- Eu vi ele hoje de manhã, treinando atrás do ginásio. – Disse Nina. – Parece que o Brock tá pegando pesado com ele.

- Bem, o próximo ginásio é o ginásio da Misty, que usa Pokémons do tipo água. – Disse Mark, pensando sobre os líderes de Kanto. – Vic vai ter bastante desvantagem com um Pokémon de fogo e um inseto, então acho que ele ganhar mais algum Pokémon ou aprender algum ataque elétrico que possa derrotar os Pokémons da Misty.

- Bem, eu queria falar com ele antes de sair de Pewter. – Comentou Luke, suspirando. – Só que eu não quero sair da cidade de noite, pode ser muito perigoso.

- Qual é o problema? Não vai me dizer que está com medo... – Nina provocou, sorrindo.

- Ei, vamos no Museu de Pewter? – Perguntou Mark, animado. – Faz muito tempo que não vou lá.

- Por mim, tudo bem. – Disse Luke, sorrindo.

Os dois andaram, deixando Nina para trás, que correu atrás deles, irritada. Passado algum tempo, os três chegaram no Museu de Pewter, que ficava no extremo norte da cidade. Era uma construção muito grande com três andares e por fora parecia ser feito de mármore ou algum material parecido. A entrada era um pouco cara, mas por sorte Luke e Mark tinham os 100 Pokédolars para entrar. Nina prontamente deu o dinheiro.

- Lá se vai o dinheiro pra alugar mais uma noite em Pewter... – Suspirou Luke, entrando no museu.

- Acho que vamos ter que ir pro Monte Lua, então. – Provocou Nina.

- Nah, eu posso dormir na casa de Mark. – Disse Luke, e os dois garotos fizeram um toca-aqui.

- Vocês são dois covardes! – Disse a garota, se afastando dos garotos para poder ver os fósseis no outro extremo do primeiro andar.

Mark e Luke deram uma volta pelo primeiro andar. Haviam vários quadros nas paredes retratando naves espaciais passando pelo espaço sideral, viagens na lua, um céu cheio de estrelas, entre outros. Havia uma miniatura de uma nave espacial cercada por vidro.

- Eu costumava vir aqui todo dia quando era criança... – Disse Mark, sorrindo. – Tsc... As coisas costumavam ser tão simples...

- É. Mas pelo menos estamos tendo a jornada que gostaríamos de ter, certo? – Perguntou Luke, também sorrindo.

˜˜X˜˜

- Old Amber, huh? – Murmurou um rapaz de cabelos castanhos, enquanto fumava um cigarro dentro de um helicóptero preto. O garoto vestia uma calça preta e uma camisa de moletom também preta. – Eu tenho quanto tempo...?

- Bom, o senhor tem apenas essa noite para obtê-lo e trazê-lo para Fuchsia City. Koga se encarregará de levá-lo para a ilha de Cinnabar. – Disse o piloto do avião, que usava o uniforme da Equipe Rocket. – Boa sorte, senhor.

- Tsc. Apenas essa noite? Vocês só podem estar de sacanagem... – Disse o rapaz, apagando o cigarro em uma das paredes do helicóptero. – Até mais.

O rapaz de preto botou um pé para fora da porta aberta do helicóptero e caiu, de cabeça para baixo. Os raios da lua cheia faziam seus olhos castanhos se destacarem, já que normalmente eram facilmente confundidos com olhos pretos. Ele apertou a pequena bolinha de uma Pokébola e soltou um Charizard, que o recebeu em suas costas. Mas este não era um Charizard comum, era um Charizard shiny, com a pele preta e as asas em um vermelho-sangue. Seus olhos vermelhos também brilhavam com os raios lunares.

O grande Pokémon negro voava para o norte da cidade de Pewter até que chegou no museu de Pewter. O Charizard pousou no teto do museu, onde havia uma espécie de parede de vidro que permitia que estivesse dentro ver a lua.

- Me espere aqui. – Disse o rapaz, enquanto passava um pente em seus cabelos castanhos, totalmente bagunçados pelo vento, logo depois armando explosivos na parede de vidro. – Só entre se for extremamente necessário. Mas eu acho que vai ser tranquilo.

O Charizard assentiu.

˜˜X˜

Os três foram para o segundo andar, onde se depararam com o esqueleto de um Kabutops logo na entrada, que inicialmente assustou Nina, quase soltando seu Scyther e fazendo os garotos rirem.

Haviam vários fósseis no segundo andar. Alguns de Pokémons de Kanto e outros de Pokémons que viviam anteriormente Kanto mas por fatores climáticos se naturalizaram em Hoenn e Johto. Havia um esqueleto de um Armaldo no fim do andar. Nada demais, diferente do primeiro andar, que havia vários quadros. Este andar só havia esqueletos e fósseis. Nina parecia a única interessada, mas Mark e Luke se dirigiram logo para o terceiro andar.

O terceiro andar era de fato o que havia mais pessoas, Luke e Mark se interessaram por um fóssil dourado que havia no meio da sala. Haviam alguns quadros também retratando Clefaries apontando para a lua. Nina os achou fofos e foi até eles. Passado algum tempo, Luke notou luzes brancas no teto de vidro piscando devagar. As luzes começaram a aumentar e frequência em que piscavam e Luke começou a respirar mais rápido, como um reflexo involuntário.

De repente, a parede de vidro explodiu, espalhando vidro para todos os lados.

- Se abaixa! – Gritou Luke, derrubando Mark e se jogando no chão, afim de se proteger também.

Quando se levantou, viu muitas pessoas feridas pelos pedaços de vidro. Scyth havia saído de sua Pokébola no último segundo e protegeu sua treinadora, parando a rajada de vidro que voava em sua direção, mas acabou ferindo sua perna esquerda, que começou a sangrar um pouco.

- Scyth... – Murmurou Nina, abraçando seu Scyther de costas, que ficou surpreso com o carinho, muito raro vindo de sua treinadora. – Obrigada.

Um rapaz todo vestido de preto saltou pelo o buraco que ficou onde ficava o teto de vidro. Ele tinha cabelos castanhos na altura dos ombros e olhos castanhos. Ele tirou uma caneta de seu bolso e começou a abrir o vidro que cobria a pedra dourada com um laser que saía da ponta da caneta.

- Ei! Pare agora ou eu atiro! – Gritou o segurança do terceiro andar apontando um revólver para o rapaz.

- Tsc. Eu quero ver você tentar. – Respondeu o rapaz calmamente, continuando a abrir o vidro.

O segurança deu três tiros, assustando a todos que não estavam desacordados. Porém, quando paravam sempre e caíam no chão. Um Pokémon se materializou do seu lado. Era um Porygon, estranhamente pequeno, flutuando.

- Protect? – Murmurou Luke, abaixado do outro lado do vidro.

- Acha que eu ainda não vi você...? – Perguntou o rapaz, que fez Luke sentir um arrepio na espinha. – Saia daí, garoto. Não quero machucar ninguém. – Riu. – Quer dizer, além dos que se machucaram por estarem no lugar errado na hora errada. Senhor segurança, me passe sua arma.

- O-o quê? – Perguntou o segurança, suando frio. – Quem é você?

- O meu nome não interessa.

Antes que pudesse fazer algo, o segurança sentiu as garras frias de um Scyther encostarem na sua jugular. O Pokémon inseto estava bem atrás do segurança, com um sorriso maléfico. O homem jogou sua arma para o assaltante, que a pegou e guardou dentro de seu sobretudo preto. No momento em que seu Scyther se afasta do segurança, o Scyther de Nina avança em direção à ele, atacando-o, porém num rápido movimento, o Pokémon inseto se abaixou, apontando suas lanças em um formato de X, fazendo cortes profundos nas pernas de Scyth.

- Scyth!! – Gritou Nina, correndo até seu Pokémon, levantando seus ombros. – Scyth, por quê você fez isso...?

*Scyther... * – Gemeu o Pokémon inseto, com muita dor.

- Já disse que não queremos machucar ninguém. – Disse o treinador de preto. – Mas se nos atacarem, iremos nos defender.

O rapaz terminou de abrir o vidro no meio, soltando no chão, quebrando a parte de cima em muitos pedaços.

- Pare agora! – Gritou Mark, soltando seu Nidorino. – Esse museu significa muito pra mim! E não vou permitir que você destrua minhas lembranças! Poi, use Venoshock!

O Pokémon venenoso correu em direção ao ladrão, soltando um raio lilás. Porém, o Porygon usou o Protect novamente, criando um campo de força ao redor dos dos dois. Porém, o campo se fechou rapidamente.

- Não dá pra se usar Protect duas vezes seguidas! – Sorriu Luke, soltando seu Bulbasaur. – Saur, use Razor Leaf!

- Poi, use Toxic Spikes! – Gritou Mark.

O Bulbasaur lançou várias folhas-navalha e o Nidorino várias agulhas de seu corpo. Os dois ataques acertaram o Porygon, deixando-o fraco. O Scyther do ladrão ficou na frente dos dois apontando suas garras para eles.

- Saur, use Vine Whip! – Comandou Luke, apontando seu indicador para o Scyther inimigo.

- Use o Kick Attack, Poi! – Gritou Mark.

Duas vinhas saíram do bulbo de Saur, que seguraram as lanças do Scyther, porém, o Pokémon inseto cortou-as com muita facilidade, causando muita dor ao Pokémon de grama. Porém, nesse meio tempo,  Poi avançou no Pokémon inseto e deu dois chutes em seu estômago, derrubando o Scyther.

Nesse momento, o Charizard negro caiu no terceiro andar, causando um tremor no edifício inteiro.

- Flamethrower. – Disse o rapaz, dando alguns passos ao lado de seu Charizard, levantando um cigarro com mão esquerda e segurando o Old Amber com a direita.

O Pokémon de fogo lançou uma onda de fogo enorme, que provavelmente iria engolir toda aquela área do museu, porém, rochas prateadas protegeram os garotos e seus Pokémons, recebendo todas as chamas. Ninguém nunca havia visto aquele Pokémon, Luke virou e viu Brock e Vic segurando uma Pokébola cada um. Brock estava uma expressão de muita raiva.

- Um Steelix, huh? – Perguntou o ladrão de preto, enquanto tragava seu cigarro. – Faz muito tempo que não vejo um desses.

- Esse fóssil pertence ao museu de Pewter City! – Gritou Brock. – Devolva-o imediatamente!

- Nem pensar. – Disse. – Zard, use o Overheat. Vamos sair daqui agora.

- Tsc! Lix, use Protect em todo o museu! – Bradou Brock.

O corpo do Charizard começou a brilhar em uma luz vermelha, e este soltou uma enorme baforada de fogo, queimando tudo que passava. O Steelix conseguiu formar uma barreira, protegendo todos os inocentes que estavam ali. Todas as pessoas foram salvas, mas todos os esqueletos, quadros pegaram fogo. Basicamente todas as pessoas estavam salvas, mas o andar estava pegando fogo.
O rapaz de cabelos castanhos montou em seu Charizard e retornou seus Pokémons enquanto este abriu vôo.

˜˜X˜˜


Cerca de meia hora havia se passado. Os bombeiros haviam chegado e apagado o fogo, que havia se espalhado e consumido parte do segundo andar. Brock, Luke, Vic, Mark e Nina estavam falando com a polícia.

- Ele veio apenas para roubar aquela pedra dourada no museu. – Disse Mark, com um olhar triste.

- Se vocês não tivessem lutado, ele poderia não ter ateado fogo no museu! – Gritou uma oficial Jenny, dando um tapa no garoto. – E você, Brock! Vou tirar sua licença de líder de Pewter! Vamos para a delegacia!

- Ei, corta essa! – Gritou Nina, dando um tapa no dedo apontado pela oficial. – O Brock veio para ajudar e salvou todas aquelas pessoas! Se ele não tivesse aparecido, todos nós estaríamos mortos! Denuncie o Brock, e vamos te denunciar por abuso de autoridade!

- Tsc. Garota maldita. – Murmurou a oficial. – Pois bem. Nós vamos liberar vocês. Saiam daqui, antes que eu mude de ideia.

Brock deixou os quatro no Centro Pokémon. Luke, Nina e Mark iriam partir para a Rota 3 em algumas horas.

- Obrigado, pessoal. Aquela louca ia me encher o saco pela milésima vez esse mês. É porque nunca liguei pra ela. – Disse Brock, bebendo uma garrafa d’água. Ele tirou uma insígnia de seu bolso e entregou para Mark. – Toma, quero que fique com isto. Por ter ajudado a salvar aquelas pessoas.

- Puxa, sério? – Perguntaram Mark e Vic, em coro.

- Que legal! – Exclamou Mark, com os olhos brilhantes.

- E eu, não ganho insígnia? – Perguntou Vic, chateado.

- Cala a boca, Vic. Ainda faltam vinte e nove dias para o seu treinamento acabar. – Disse Brock, colocando uma mão na cabeça de Vic.

- Tsc. Boa sorte, cara. Pensei que nem ia ter tempo pra me despedir. – Disse Vic para Luke. – Nos vemos daqui um mês!

- Claro! Boa sorte com o Brock! – Disse Luke, brincando com o duplo sentido. Os dois se entreolharam e Brock ficou vermelho de raiva.

To Be Continued

Tsurugi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 26/03/2012

Frase pessoal : Nuzleaf Rocks


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Rush em Seg 19 Out 2015 - 11:04

Fala, Tsu!

Gostei do capítulo, eu fico com pena de quem trabalha no museu de Pewter. Acho que em todas as fan fics que ele aparece, ele sempre é assaltado por criminosos que procuram o Old Amber. AEUHAUEHAE'

Fiquei surpreso com esse cara. Não sei se ele é um Rocket ou se ele é apenas algum ladrão contratado pela organização, já que ele só usou roupas negras e não um uniforme da Equipe criminosa. O cara possui um Zard Shiny, um Scyther e um Porygon ainda por cima, me pergunto se ele irá aparecer tão cedo já que ele pretende ir para Fuschia. Pelo visto, tanto o Koga quanto o Blaine são membros da Equipe Rocket também, igual no mangá.

Fiquei bolado com o Mark, tudo bem que ele tinha várias lembranças naquele museu, mas atacar o bandido foi burrice e resultou na destruição do andar de fósseis - imagina o prejuízo que isso vai causar?

Então quer dizer que todos tirando Vic já tem a insígnia? Coitado do garoto. AUEHAUH' Fico ansioso pra ver como ele vai se sair depois do treinamento de um mês.

É isso cara, gostei do capítulo. Agora quero ver as aventuras deles pela Mt. Moon!

Aguardo ansiosamente o próximo cap! Um abraço, dude!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Advance

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum