Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

Battle Frontier

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Kirkos em Qua 23 Set 2015 - 1:31

Folks, mais um capítulo. Aqui são uma 01:30 da madrugada e eu só tô pegando o computador pra escrever então tá muito complicado de fazer qualquer coisa. Quando eu acabar a season 1 vou dar uma pausa na fic e depois retomá-lo com uma programação certinha! Até a próxima, comentem, critiquem e tudo mais! (:

@-Murilo escreveu:Sinceramente eu não sei como você consegue escrever tanto assim tão rápido. Tudo bem que eu ando ausente por aqui, mas sempre que vou ler sua fic já tem tantos capítulos. Quando eu escrevia Guerra pelo Plate, que só teve dez capítulos e está lá no corredor de fanfics, eu demorava séculos pra escrever cada porque sempre me dava bloqueios criativos (sim, estou fazendo propaganda dessa fic porque não estou escrevendo nenhuma atualmente e caso queira ler uma minha, taí).
Bom, sobre a batalha contra Darch apenas amei ele ter perdido e com requintes de crueldade. Eu fiquei em dúvida se Jake venceria de novo, mas como ele tinha o fator carta ao seu lado, as coisas ficaram mais fáceis pra ele (ou não né, Darach poderia ter ficado ainda mais pirado em vencer só por causa da carta). Quando o menino queimou a carta eu eu até pensei "oh, não faz isso com o bichinho não" asudhaush. Foi uma boa lição pra ele. Achei até engraçado ele sair literalmente correndo atrás da moça lá.
Sobre o capítulo do circo e do Leon, no início eu pensei "pra que diabos eles estão indo no circo e qual a relevância disso?", mas na verdade foi a maneira de introduzir o kekleon. Eu achei interessante ele fazer parte do time. Um pokémon falante é tão útil. Mas o melhor que achei é que pelo menos ainda, ele não pertence a nenhum dos garotos. Scarlet toda espertinha já quis capturá-lo (pra não dizer roubá-lo kkk), mas ele escapou da pokébola. Esses pokémons negros são uma incógnita pra mim, então só posso esperar pra ver o que vai acontecer.
Sobre o capítulo do esperado segredo da Scarlet. Bem, eu tenho que dizer que não fiquei tipo "OMG, ela é uma ranger, que coisa extraordinária", mas pelo menos as coisas fizeram sentido, e ela não precisou ser uma vilã disfarçada como eu temia. Agora é esperar pra ver que deabo esse cara de terno branco quer com Jake. Ela disse que foi humilhado e quer se vingar, mas isso não explica os negões. Só vou aguardar, até!

Sim, eu não li o último capítulo postado Rolling Eyes  

HAHAHAHAH eu tenho uma vida muuuuito corrida, mas eu levo em média 45 minutos pra escrever um capítulo então geralmente antes de dormir eu faço isso, acho que é por isso que as vezes sai tão rápido.
Vou ler a sua, assim que eu acabar a primeira temporada vou dar uma pausa pra poder acompanhar as histórias da galera aqui e tal e a sua já está incluída na lista hahah
Obrigado por todos os elogios dos capítulos, foi tudo muito bem pensado, mesmo. Até o segredo bobo do Scarlett fará sentido em algum momento, acredite!
Leon <3 Foi tão bem pensado nessa história toda que eu tenho maior orgulho de dizer isso (: Quanto aos pokémons e ao cara de terno... Vai ter que aguardar hahaha

IsaacXD7 escreveu:Hey Kirkos o/

Sinceramente, eu achava que eles iriam pegar o Gengar agr. Ter medo é o msm que ter medo de Jessie & James, fazem o "mal" mas nem por isso são impossíveis de derrotar. Msm que ele tenha dito que queria matá-lo, Scarlett e Jake já deviam saber que é impossível pra ele sozinho, a Scarlett parece ter uma fobia com ele '-' Sla, n engoli...

Já to tendo pena do Gliscor, o coitado trabalha como um escravo ;-; e o Jake tem 2 que podem voar (Togekiss e Garchomp, sim, Garchomp voa, pelo menos no anime kkkk), msm assim, exploram tanto o morcegão, tadinho ausahsu.

Bem, por vc ter feito o Jake comprar as Pokeballs, com toda aquela propaganda daquele cara, creio eu que ele vai capturar algum Pokémon, pq seria estranho você colocar isso e até o final ele n capturar ninguém. E quem sabe, depois da battle frontier, ele n vai pra Unova e lá enfrenta Caitlin XD

- Pelo que você explicou, nunca foi atacado em sua casa. Quando pegou o primeiro símbolo com o mordomo recalcado também não foi atacado. Possivelmente esses 3 sabem que você pode ser protegido pelos Brothers e evitam te atacar quando você está perto deles então sugiro que a gente parta pra lá onde teoricamente é mais seguro.
Eu amo todos os seus personagens cara kkkk menos Darach. Darach é um fdp msm.. Esse Leon...

Bem, é isso, Tchau e até o próximo capítulo o/
Adorei o nome do 13.

Eeeei, então. O problema nisso dele fugir é que uma hora o Jake vai cansar de fugir e vai querer contra atacar e... Bem... Espere e verá. Haverá uma "virada" de jogo na hora do contra ataque e isso que eu acho que realmente vai mudar o teor da "fuga" do Jake... Se eu falar mais vou acabar soltando spoilers e não é algo que eu quero fazer agora. O único que tem porte suficiente para carregar os 3 é o Gliscor, por isso que ele sempre é usado, mas calma que ele não será um mero "meio de transporte" não. As pokébolas de Jake de fato tem a ver com uma captura, mas isso é papo pra outra hora.
AHAHAHAHAHHA obrigado! Eles agradecem! E coitadooooo do Darach hahahah Ele nem é tão mau assim...
Cáp. 13 vai ser muuuuuito legal! Nele você vai ver um pouco mais do Gliscor!

@megapikachu escreveu:capitulo muito bom esse gengar apareceu que nem um ninja ele foi pra cima da scarlett e do leon eu acho que ele ia manter os dois de refens e jake preocupados com eles foi atras deles procurar ai cai na armadilha do gengar mais foi sorte dos 2 terem fugidos e coitada da greta mal viu o jake crescido e ja foi desacordada pelo jake bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs

Gengar realmente tá bancando o ninja, mas calmaaaaa que você vai ver o que vai acontecer e acho que vai curtir. Eu admito que também fiquei com pena da Greta :/

@DarkZoroark escreveu:Kirkos o/
Bem, antes de qualquer coisa, peço desculpas pela demora em sair este comentário. A grande questão é que, como antes, tu acaba postando um capítulo logo quando eu vou soltar o comentário. Acho que desacelerar um pouco seria interessante tanto pela "vida útil" da história quanto para dar mais tempo para os leitores, mas só uma sugestão mesmo. Enfim, vamos ao review deste último capítulo:
Olhando por cima a princípio, devo dizer que o capítulo ficou bem legal. Achei interessante a pequena conversa que houve entre o Jake e a Argenta. A utilização de um Mega Market - imagino que seja similar a um shopping center pela descrição - foi um ponto inovador, visto que estruturas do gênero são poucas vezes vistas em uma história. O pequeno conto sobre o assalto que o jovem presenciou foi divertido, mas achei meio besta eles tentarem roubar apenas Rare Candies. Sei lá, creio que pedras evolutivas e joias preciosas tenham um valor muito maior como contrabando.
A reação da Scarlett e o Leon ao entrarem no lugar ficou, no meu ponto de vista, infantil demais - na real, acho que nem uma criança faria algo assim. Correr desenfreado por um prédio, mesmo com a questão do tempo limite, é algo bem estranho. Outro ponto que ficou meio vago é o Jake ter comprado as Pokéballs somente por causa de um desconto. Creio que seja um modo de demonstrar que ele irá capturar algum novo Pokémon mais para frente, mas vou aguardar para ver se isso se concretiza ou não. Um ponto que eu gostei bastante foi ele ter comprado uma nova versão da Pokédex. É um detalhe pequeno, mas extremamente original. Eu posso dizer com absoluta certeza que esta foi uma das poucas vezes - se não for a única - em que vi tais objetos sendo comercializados.
Quanto à erros, encontrei alguns poucos:

@Kirkos escreveu:Ela fez menção de desligar mas voltou a falar.
Sempre que "mas" indicar uma conjunção entre frases é necessária a utilização de uma vírgula o precedendo.
@Kirkos escreveu:- Vamos logo. – Comecei a andar. – No último andar eles algum quartos,
Creio que deveria ser "alugam" ou talvez "têm alguns".
@Kirkos escreveu:Gengar irrompeu do chão na nossa frente. Infernape e Z foram mais rápidos e usaram Flamethrower e Thunderbolt de novo. Gengar caiu atordado mas já estava querendo se levantar.

- Shadow Claw! – Ordenei. Infernape correu na direção de Gengar e acertou o Shadow Claw em Gengar que cambaleou para trás.
Esse aqui não é bem um erro, mas sim um problema. Houve uma repetição massiva do nome dos Pokémons, em principal o fantasma, durante esta parte. Isso deixa o texto massante e cansativo para os leitores, então seria bom evitar isso. Alguns sinônimos e uma reformulação das frases muitas vezes podem muito bem resolver isso. Também senti uma certa falta de descrição, principalmente nos movimentos. Seria interessante mostrar todo o desenvolvimento do golpe sendo criado do que apenas sua execução e resultados. Outro ponto é que eu notei não haver um lado emocional muito presente por parte dos protagonistas. Tente narrar o que eles sentem sob as situações com que se deparam, pois faz os leitores se identificarem mais com os personagens.
Bem, por enquanto é só. Aguardo o próximo capítulo. ninja

Um dos comentários mais aguardados hahahah
Cara, até suas críticas eu fico feliz. Isso é bizarro  Laughing
Relaxe quanto a desaceleração, isso na segunda temporada será melhor trabalhado. Vou mandar um capítulo por semana, eu acho. Quanto a reação dos dois, eu quis algo bem infantil mesmo, mas concordo que possa ter sido demasiadamente exagerado. Eu quis fazer o lance da pokedéx porque eu não quero desconsiderar totalmente Unova e Kalos, tanto que na pokedéx de Jake já há alguns pokémons não muito catalogados justamente nessa intenção.
Trabalhei nesse capítulo sinônimos e tentei descrever mais o lugar onde as personagens estão e tentei mostrar as emoções deles, espero que dessa vez tenha ficado direito!
Obrigado, mesmo!

@Samm escreveu:
Yoo
    Depois de muito tempo, cá estou eu comentando na sua fic. cof nem foi porque você pediu cof. Como eu acompanho os seus trabalhos há mais de 5 anos, posso dizer que você tem progredido cada vez mais com seus novos projetos. Estou gostando muito dessa fic, e tenho alguns comentários a fazer sobre ela de um modo geral.
    Ela é bem dinâmica como um todo, mas sinto falta de mais descrições. Me dê informações e detalhes da cena. Onde eles estão, o que estão fazendo, como é o lugar, como eles estão se sentindo, qual a aparência das pessoas, está de dia ou de noite, esse tipo de coisa. Isso ajuda muito na imersão do leitor na história, o que fica as vezes difícil quando se tem quase que totalmente só falas e cenas de ação.
    Eu sei que está no início ainda, mas sempre lembre de desenvolver os personagens. A forma com que vem trabalhando a Scarlett está muito boa. Eu particularmente não gostei dela nos primeiros capítulos, e depois de ter descoberto o tal segredo dela passei a admirá-la mais. Mistérios são bons, tenha cuidado para não esticá-los ao máximo e eles perderem o encanto Wink
    Não se esqueça de um bom recurso quando o assunto é desenvolvimento de personagens: flashbacks. Com certeza você tem alguma história interessante pra contar sobre o passado dos personagens, e uma boa cena  de flashback rica em detalhes é muito melhor que um diálogo resumindo tudo (dependendo da relevância do assunto)
    E as batalhas. Eu gostei delas de forma geral, mas como uma jogadora competitiva eu senti muita falta de mais estratégia, e não só ataque-ataque-ataque. Talvez funcione uma ou duas vezes, mas você não ganhará assim por muito mais tempo. Pare e pense mais sobre os movesets e monte um plano antes de começar tudo.

Agora sobre o último capítulo.
    Achei ele bem ok, não tiveram muitos acontecimentos importantes, fiquei só com um pé atrás com aquele vendedor de pokébolas. Não entendo esse orgulho e fogo no cu do Jake de querer "lidar" com a situação sozinho (como quando ele botou o crononaw e a garota pra dormirem) e no final acaba fugindo mais uma vez do perigo.
   Espero uma luta logo conta esses pokémons negros, principalmente o gengar, já que parece que toda essa situação está virando um enorme pique-pega.
Ia comentar sobre os error de português, mas já fizeram isso por mim.

Bom, estou gostando muito e quero mais capítulos! Ansiosa e curiosa com o que vai acontecer ^.^

Nossa miga 5 anos. Deu até dor nas costas aqui.
Obrigado, bláblá você sabe o quanto te admiro e bláblá. Tentei trabalhar o que você falou nesse capítulo mas no próximo vou focar ainda mais nisso, fica relax.
Quanto a não esticar, é exatamente isso que eu pretendo evitar. Season Finale tá aí pra isso.
Vai ter um capítulo com alguns flashbacks, espero que ele fique bom. Na minha mente está excelente <3333
Esse lance do ataque-ataque-ataque é pro decorrer da história funcionar, calma que eu juro pra você que a estratégia vai prevalecer.
TE AMO MIGA <3

@Rush escreveu:Kirkos! Demorei mas cheguei!

Bem, o capítulo foi bem... Confortável... Aconchegante... Não consigo achar palavras pra descrever! UAHEUA'

É sério, pode parecer zoado, mas eu adorei a forma em que você descreveu o MM. Não só dele ser enorme, ter de tudo a venda e fechar lá pra meia noite, mas além de tudo ele tem um hotel! Um mini hotel, quis dizer. Mas sério mesmo, se você for rico pra caramba, esse lugar deve ser um sonho, né?

Ainda mais que o Jake disse que é normal ficar vazio quando está perto de fechar. Imagina ter um Shopping desse tamanho só pra você? É um lugar que se eu fosse muito rico eu com certeza iria todo final de semana.

Além de tudo, eu adoro lugares que exageram no ar-condicionado. Amo frio. <3

E esse Leon? Falou tudo que Jake deveria escutar. O cara só foge, mesmo sendo foda. Não o culpo, eu também teria medo de enfrentar esses três pokémons de coloração negra from hell que querem me matar, mas po. Ele tem seis POkémons super fodas. Gostei do fato dele ser super inteligente, mesmo que seja um Kecleon. Até o Jake se surpreendeu.

Fiquei mal pela Greta. Só queria ajudar e ficou dormindo dentro da própria loja. Tadinho dos seguranças também, espero que nenhum tenha se machucado gravemente. :c

Bem, é isso. Peço desculpas pela demora. Eu ainda to curioso pra ver as únicas vezes que Jake perdeu tirando contra Darach. Espero que seja revelado logo. Eu também aguardo ansiosamente a batalha contra Argenta. Não lembro dessa tiazinha não. :/ Então vou me surpreender com seus Pokémons.

Um abraço cara, espero ansiosamente o novo cap. Abraço!

Tava indo postar e tu comentou! HAHAHAHAH
Na ideia original, haveria uma represa perto dele e a mesma ruiria e inundaria o MM, causando um problemão danado. Achei melhor dispensar essa ideia.
Leon é um dos melhores personagens, ele fala o que pensa e diz na cara do Jake umas verdades. Eu tenho uma ideia pra ele, mas não sei se vai rolar... Espero que sim, mas até lá... Ele ainda vai ter muita opinião pra tacar na cara do Jake AHAHHAHA
Argenta é agora, ela não tem time definido então eu acabei definindo! Espero que goste (:

Agora, ao capítulo! Um pouco menor porque SF tá aí e esse sim eu planejo que seja grande!

Capítulo 10 – Sky Battle! Hall Matron Argenta!


- Uma batalha? – A expressão de Argenta para mim indicava confusão. – Olha o seu estado, Jake.

- Eu sei. – Falei, as pálpebras pesavam. – Mas eu quero meu desafio.


Argenta recuou um passo. O estilo de se vestir era o de sempre, casaco e calça na cor vermelha, o cabelo pintado de roxo cortado curto e dois brincos azuis ovais e grandes, no alto da cabeça óculos escuros e grandes botas pretas de couro nos pés. Era a mais velha dos Frontier Brains e apesar de ter pequenas rugas aparecendo na ponta dos olhos, mostrava-se uma mulher jovial. Ela olhou para mim de cima a baixo e entortou a boca.


- Jake, você não dorme tem quanto tempo? – Ela tirou os óculos da cabeça, mostrando preocupação.

- Viajei a noite toda. – Eu falei ansioso. – Não queria esperar sabe-se lá quanto tempo para você voltar então preferi vir logo depois de viajar a noite toda.

- Desde quando você é inconsequente assim? – Argenta ajeitou o cabelo e olhou para o céu, que indicava que uma tempestade estava a caminho.

- Não estou sendo inconsequente, Argenta. – Falei num tom sério. – Você me conhece, me ensinou a pilotar avião e a andar de Jipe. Inconsequente eu seria se deixasse você ir viajar por cansaço.


Argenta riu. O riso que ela deu quando me viu voando sozinho pela primeira vez. Estávamos na entrada do Battle Hall, uma estrutura redonda em forma de chapéu pontiagudo branca com linhas na cor rosa. O sono de fato estava quase me derrubando, mas eu queria provar pra ela que eu conseguia lutar mesmo cansado.


- Eu vou lutar com você. – Ela olhou pra mim determinada. – Só que não temos muito tempo e caso eu vença só poderei te enfrentar de novo daqui 10 dias que é quando eu volto de viagem, tudo bem?

- Tudo sim. - Falei entusiasmado. – Vamos entrar?

- Vamos... Sua mãe me disse que você estava com uma amiga, onde ela está? – Argenta falou curiosa.

- Ah, Scarlett e Leon foram pro Pokémon Center dormir. – Falei tirando o gorro da cabeça.

- Dois amigos? – Ela riu.

- Sim. – Falei enquanto entrávamos no Battle Hall. – Leon é bem especial, se eu puder te apresento ele um dia, garanto que irá se espantar.


Argenta olhou com certa admiração pro que eu disse e continuou a andar comigo ao seu lado. Agora estávamos dentro do Battle Hall, pisando em um tapete rosa. A parte do chão que não era coberta por um tapete continha ladrilhos nas cores amarelo e marrom. O local estava vazio, visto o horário que era. Passamos pela recepção que continha um funcionário vestido de verde. Ela o cumprimentou e viramos a direita. Um portal grande com borda rosa se encontrava a dez passos de distância. Passamos por ele em silêncio e chegamos ao palco do Battle Hall, um espaço extenso na cor rosa escura com arquibancadas. O teto era aberto e algumas nuves jáestavam se formando.


- Você fica do lado oposto ao que entramos. – Argenta disse calmamente.

- Sim, senhora. – Falei animado, o sono parecia ter desaparecido um pouco.


Subimos no palco. Argenta se postou do seu lado e eu fui para o meu. Eu estava sem a bolsa, só com o cinto de pokébolas e a minha pokedéx. Haviam dois telões, um atrás da Frontier Brain e outro atrás de mim, todos na cor rosa, característica do desafio de Argenta.


- Escolha cara ou coroa. – Ela falou tranquila.

- Cara.

- Coroa.


Uma moeda apareceu nos telões e rodopiou. Depois de cinco voltas, a sorte mostrou que com moedas ela estava a meu favor. Cara.


- Bem, eu começo mandando o primeiro Pokémon. – Ela sacou duas pokébolas. – Ah, Jake. – Ela levantou a mão que não continha as pokébolas. – Eu agora faço batalhas em dupla, espero que não tenha problema pra você.

- Claro que não. – Eu falei sorrindo. – Gosto de batalhas em dupla pelas combinações de movimentos e tal.

- Pois bem... – Ela lançou duas pokébolas pra cima.


Do lado direito dela uma libélula apareceu, verde escura com alguns detalhes vermelhos e dois pares de asas com pontas vermelhas. Do lado esquerdo, dois pés na cor verde clara tocaram o chão, além de uma cauda que alternava entre o mesmo tom dos pés e outro um pouco mais escuro. Um par de asas na mesma cor com detalhes rosa e um pescoço esguio. Nos olhos, estruturas grandes que pareciam lentes de óculos, mas que faziam parte do Pokémon. Um topete que parecia um par de chifres residia na cabeça.


- Yanmega e Flygon. – Falei sem entender. – Achei que seria algum Pokémon rosa. – Ri.

- Não é porque rosa é o predominante do meu desafio que eu vou usar pokémons nessa cor, Jake. – Ela falou séria. – Sua vez.

- Togekiss, Porygon – Z! – Lancei as duas pokébolas para o alto e meus pokémons apareceram.

- Nossa... – Ela olhou admirada. – Quanto tempo não vejo Togekiss.

- Sim, faz tempo mesmo. – Sorri. – Só teremos direito a uma dupla?

- Exato. – Ela falou pondo os óculos de volta na cabeça. – O primeiro que perder os dois pokémons, perde a batalha. – Enquanto ela dizia isso no letreiro acima da cabeça dela o mesmo dividiu a tela. No lado esquerdo uma foto de Argenta e dois ícones, um com Yanmega e outro com Flygon. Do lado direito, uma foto minha com ícones de Togekiss e Z.

- Como tem uma foto minha aí? – Perguntei confuso.

- Ah. – Ela olhou para o telão acima de mim. – Quando você sobe no palco um sensor lê ou seu Trainer Card ou sua Pokedéx e captura a foto registrada nele.

- Legal. – Falei. – Togekiss e Z trocaram de lugar.


Nesse momento, a dupla de Argenta levantou voo. Minha dupla seguiu-os.


- Vamos começar? – Ela falou com certa empolgação. – Quero ver o quanto evoluiu desde a última vez que nos encontramos.

- Steel Wing no Flygon! Thunderbolt em Yanmega! – Togekiss voou na direção de Flygon e Z lançou a descarga elétrica no outro.

- Protect e Detect. – Argenta falou enquanto botava uma mecha de cabelo pro lado.


Flygon conjurou uma parede azul clara brilhante que bloqueou Togekiss. Os olhos de Yanmega brilharam na cor azul e ele conseguiu desviar do choque.


- Draco Meteor! Ancient Power no Togekiss! – Ela falou, um sorriso no rosto.

- Evasivar os dois!


Flygon disparou a esfera laranja brilhante pro alto que se desfez em várias, Yanmega aproveitou a chance contorcendo-se para trás e lançando a esfera em Togekiss que foi ao chão. Z conseguiu desviar dos meteoros.


- Psychic no Flygon! Arremessa ele no Yanmega! – Gritei. Z prendeu Flygon em um campo psíquico e o arremessou em Yanmega, jogando os dois no chão.

- Muito bom, Jake. – Argenta riu. – Sua mãe lhe ensinou bem.

- Não aprendi com a minha mãe. – Ri de volta, admirado com o comentário. – Signal Beam no Flygon, Air Slash no Yanmega!

- Screech e Uproar. – Ela disse tranquila.


Flygon abriu a boca e soltou um grito sônico ensurdecedor. Yanmega conjurou ondas azuis sonoras. Meus pokémons pararam seus ataques e ficaram atordoados. Argenta pôs os óculos.


- Agora vamos tornar a batalha um pouco mais interessante. – Ela riu. – Double Team e Giga Drain.


Enquanto Flygon ia se multiplicando e aumentando sua capacidade de evasiva. Yanmega brilhou e começou a sugar energia da minha dupla.


- Saiam daí! – Gritei. – Aura Sphere e Signal Beam de novo!

- Desvie e Detect.


Flygon facilmente desviou da esfera enquanto Yanmega conseguiu escapar do raio colorido de Z. O Uproar antigiu Z de novo.


- Mais 3 turnos em que o Uproar causará dano. – Falei cerrando os punhos e franzindo as sobrancelhas irritado.

- Sim. – Argenta falou satisfeita consigo mesma. – Draco Meteor e Acient Power de novo!

- Ah, não! – Gritei enfurecido. – HYPER BEAM! PSYCHIC PRA PARTIR O HYPER BEAM EM DOIS!


Togekiss lançou o raio laranja e Z o partiu em dois com os olhos brilhando em azul. Os dois ataque acertaram a dupla oposta. Entretanto, a chuva de meteoros laranja e a esfera branca do Anciet Power vieram de encontro a meus Pokémons.


- Droga. – Falei pensando na paralisia que Togekiss sofreria. – Z, proteja-o!

- Não será necessário. O uproar...


As ondas azuis circundaram Z mais uma vez que tremeu e foi ao chão. Ele tentou se levantar mas em vão.


- Screech! – O som era ensurdecedor até pra mim que tapei os ouvidos nervoso. – Agora Draco Meteor de novo!

- Não deixa! Psychic para jogar as esferas pra longe! – Ordenei a plenos pulmões.

- Acho que... – Argenta coçou o queixo satisfeita.


O Uproar causou mais dano em Z, que não conseguiu proteger Togekiss. Os meteoros atingiram os dois Pokémons em sequência, que nada puderam fazer.


- Levantem! – Gritei. – LEVANTEM!

- Não force seus Pokémons, Jake. – Argenta falou num tom de preocupação. – Deixe que se levantem no tempo certo.


Ela não ordenou ataques até que Togekiss e Z se postassem de novo no céu de frente pra Flygon e Yanmega.  Eu olhei pro estado dos dois. Cansados. Não iam aguentar muito tempo. Eu precisava terminar o conflito logo.


- Togekiss, pra cima!– Ordenei. Togekiss subiu. – Signal Beam...


Z pareceu que ia conjurar um Signal Beam, mas dessa vez na cor azul clara. Não era o ataque eu havia ordenado, era algo diferente.


- Z... – Falei atônito. – O que...

- Ele sabe Ice Beam? – Argenta falou espantada.

- Não... – Olhei sem entender para Z que tentava conjurar o ataque. – Ele não sabe...


Z tentou arremessar o raio em vão.


- Steel Wing! – Olhei para Z que parecia decepcionado. – Esquece isso! Vai de Thunderbolt!

- Protect e Detect! – Ela ordenou de novo rapidamente.


Os dois pokémons conseguiram escapar dos ataques. Argenta sorriu e desferiu os golpes finais.


- Screech! – Flygon soltou de novo o grito agudo que atordoou de novo minha dupla. – Agora Draco Meteor!

- Evasiva!

- Acho que não... Giga Drain! – Yanmega começou a drenar a energia dos dois enquanto os meteoros os acertavam.


Uma pequena quantidade de fumaça  tomou conta do palco. Fiquei estático esperando que ela cessasse.


- Você não era assim, Jake. – Argenta falou em tom de reprovação, a fumaça havia baixado. – Era mais estratégico.

- Mas eu... – Olhei pra frente. Togekiss e Porygon Z estavam caídos. Derrotados. – Não.

- Sabe por quê eu venci? – Ela recolheu os dois Pokémons e os ícones dos meus Pokémons apagaram.


Não respondi. Me ajoelhei olhando a cena em choque.


- Jake? – Ela andou até mim e se ajoelhou, pondo a mão no meu ombro. – Cuide deles. Você não venceu porque simplesmente veio afobado para lutar comigo sem nem ter pensado em qual estratégia utilizar. Além disso, seu Pokémon estava aprendendo um movimento que você não fazia ideia.

- Eu não acredito. – Eu comecei a encarar o chão amarelo. – Não aguento mais perder.

- Perder? – Ela levantou meu rosto, uma expressão de conforto para mim. – É normal perder.

- Argenta... – Eu a encarei. – Eu não nasci pra perder. Já me bastou o que me aconteceu com Darach.


Ela entortou a boca, provavelmente porque soube da derrota humilhante que sofri com ele. Me ajudou a levantar e eu fiquei em pé.


- Eu preciso ir. – Ela respirou fundo. – Treine esses 10 dias. Como você sabe, a regra do Battle Hall diz que se um treinador é derrotado ele...

- Tem direito de lutar com os mesmos Pokémons do Hall Matron. – Falei cabisbaixo. – Eu sei disso.

- Então você sabe o que fazer quando voltar aqui. – Ela sorriu pra mim, uma expressão alegre. – E quando voltar, vamos lutar usando os aviões, que tal?

- Vamos sim. – Falei fingindo entusiasmo. Tirei duas pokébolas do bolso. – Vou voltar pro Pokémon Center pra dormir um pouco.

- Faça isso, eu vou terminar os preparativos para minha viagem e fechar o Battle Hall. – Ela me abraçou e os dois telões desligaram. – Consegue sair sozinho?

- Claro. – Recolhi Togekiss e Z. – Até daqui 10 dias. – Ela andou na direção contrária a que entramos no Battle Hall e passou por um pequeno portal que vinha do outro lado.


Respirei fundo e comecei a caminhar até a saída do Battle Hall, que estava silencioso por não haver quase ninguém. Cumprimentei o recepcionista e saí, tomando a direção do Pokémon Center. Virei a esquerda e comecei a andar. Haviam poucas pessoas na rua. O chão era de cimento com pequenas linhas a cada cinco passos mais ou menos. Começava a chover. Eu não me importei com a chuva me molhando. Só queria ir dormir e esquecer mais uma derrota.


- Que raiva. – Falei pro nada enquanto andava a passos curtos e lentos, a chuva começou a apertar.


Vi a estrutura do Pokémon Center e acelerei o passo. Assim que eu entrei tirei os sapatos e os segurei nas mãos. O lado inferior do local era todo pintado de rosa e estava lotado de pessoas fugindo da chuva. Andei até o balcão que surpreendentemente se encontrava vazio. Tirei as duas pokébolas que usei e pus no balcão vermelho. Uma Chansey apareceu e sorriu para mim.


- Cuida deles pra mim, por favor. – Falei triste. – Estou no quarto 1-B.

- Chansey! – O Pokémon rosa pegou as duas pokébolas e as depositou numa bandeja e saiu andando.


Tomei as escadas e subi os dois lances em silêncio, apenas encarando os degraus de mármore. Pra minha sorte o quarto em que estávamos era logo na saída da escada então assim que atingi o primeiro andar dei cinco passos e estava de frente para a porta de madeira com um “B” inscrito nela. Peguei uma chave do bolso e abri a porta. Scarlett estava deitada espalhada na cama de casal a esquerda enquanto Leon ocupava a parte de cima de um beliche que se encontrava a direita. Entrei em silêncio, tirei a camisa e a calça e me enfiei debaixo das cobertas. Fiquei encarando o teto revendo a batalha com Argenta até pegar no sono.


...


Gengar estava no alto do Battle Hal sentado tomando chuva e irritado. Ele esperou até que do lado direito da estrutura um Jipe coberto saiu a todo vapor sendo pilotado por Argenta. Assim que ele viu o veículo disparando para fora da cidade do Battle Hall, sorriu maliciosamente. Virou a cabeça na direção contrária a que o jipe tomava e começou a flutuar pela cidade no meio da chuva, procurando seu alvo.


Última edição por Kirkos em Ter 6 Out 2015 - 1:26, editado 1 vez(es)
avatar
Kirkos
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/08/2015


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Samm em Qua 23 Set 2015 - 13:55

Yoo o/
Esse capítulo foi muito muito bom! Você adicionou mais descrições, o que já deu uma nova cara pra história. E a batalha! Vou te dizer que lutar com sono não foi muito inteligente da parte do Jake. Ele é muito afobado e desesperado pra vencer, e todas essas derrotas estão surtindo efeito nele. está quase um Ash achando que vai ganhar todas de primeira e tomando no cu depois hahah
Fiquei contente com os movesets da Argenta terem funcionado! Estava um pouco preocupada com isso, mas o resultado foi muito bom. A presença de estratégia por parte dela fez muita diferença na luta. Espero que o Jake treine também nesse quesito.

Bom, repito mais uma vez que o capítulo foi muito bom! No aguardo pelos próximos e triste por só faltar mais dois para o fim da temporada T^T
avatar
Samm
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/09/2015

Frase pessoal : ( ͡° ͜ʖ ͡°)


Ver perfil do usuário http://puhoi.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Slow em Qua 23 Set 2015 - 18:39

Hey, Kirkos o/

Além de parar de fugir, Jake tem que aprender a saber perder. Manda ele ir visitar a Whitney dps. Esse capitulo foi focado somente em Jake, e não na equipe Rocket completa no trio. E com razão, pois seria meio forçado arrastar os outros só pra assistir a batalha.

Tadinho do Z, imaginei ele tentando o golpe, falhando e se decepcionando, fiquei com uma pena de Lugia por ele ;-; Mas, quando ele aprender, adeus, Flygon. Serio, pelo random que você estava seguindo, quando eu vi que o Flygon estaria na batalha, só pensei "NÃO USA THUNDERBOLT NO FLYGON CARA". Ai o Jake mandou ele usar thunderbolt, continuei a ler, gelado, até que "no Yanmega" apareceu. Bom, o básico ele sabe, ao menos.

A escolha do moveset foi legal até, só achei meio esquisito, pensava que haveriam mais ataques que atingissem os dois. Earthquake foi o primeiro que eu considerei quando ela colocou o Flygon. Ter colocado Yanmega, um tipo Flying, tinha reforçado ainda mais, já que tal ataque não iria atingi-lo. Só que o Jake também usou um Flying e um com levitate, não achei que ela seria burra o suficiente para tal feito e, de fato, não foi. Mas eu voltei para ver se ela havia utilizado o moveset completo dele (4 ataques) e ela usou, sem deixar brecha para um possível Earthquake com outros Pokémon (a menos que você não se limite a isso, coisa que não ficou clara ainda). Só um detalhe, enquanto um Pokémon usa Uproar, não pode usar outros ataques. Mas a fic é sua, então foda-se o que a Nintendo / Gamefreak acha.

Quanto ao Gengar, aliás, minha sign é linda, né? *u* achei pura covardia por parte dele, esperar que fossem dormir, mas é realmente a única forma dele ter alguma chance de pegar o Jake. Desejo má sorte pra ele c:

Bem, é isso, será interessante ver uma luta, literalmente, aérea.
Tchau e até o próximo capítulo o/
avatar
Slow
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2015

Frase pessoal : Don't go crying to your mama


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Rush em Qui 24 Set 2015 - 0:39

Fala, Kirkos!

Seguinte, uma coisa que eu curti pra caralho na tua fic, que eu só fui ter certeza agora, é o fato do Jake estar "re-aprendendo" tudo. Geralmente, os protagonistas das fics só possuem algum tipo de "graça" quando são desenvolvidos de alguma maneira em que o leitor os acompanhem crescendo, por isso é muito arriscado já começar com um protagonista que já tenha tudo desenvolvido.

No entanto, mesmo sendo um treinador veterano, Jake levou uma surra tanto de Darach quanto de Argenta, novamente perdendo na primeira partida. Isso mostra o quanto o treinador está subestimando seus oponentes, com o pensamento "Eu sou o melhor, eu sou o protagonista, vou vencer então só vou atacar."

Outra coisa que eu fiquei, tipo, "NÃO CARA", foi quando o Jake mandou o Porygon Z mandar o Signal Beam... PORRA JAKE! Signal Beam é tipo... 4x de resistência tanto do Yanmega quando o Flygon. Pelo visto ele vai aprender e aprimorar o seu Ice Beam, que vai destruir o Flygon e o Yanmega, mas nossa... Signal Beam? Qual é cara, qual é Jake!!!

Mas acho que mesmo com Ice Beam, a Argenta vai conseguir dar a volta por cima. Detect e Protect em conjunto. To até vendo ela unir as líbelulas para derrotar apenas o Porygon Z, por ter uma mega vantagem.


Senti bastante falta da Scarlett e do Leon nesse capítulo. Menos mal pro Jake, já que eles não viram a sua derrota. IMagino que mesmo que o Jake estivesse sem sono, ele iria perder de qualquer maneira, pois ele subestimou a Argenta. Bem, agora ele aprende a não fazer isso de novo.

Gostei bastante do cap. Percebi uns errinhos de escrita, apenas por trocar algumas letras, mas não foi nada que comprometesse a leitura.

É isso cara. Aguardo ansiosamente o próximo cap pra ver como o Jake vai contar para seus coleguinhas.

Um abraço, até mais!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por megapikachu em Qui 24 Set 2015 - 8:35

que capitulo bom como o pessoal falou o jake tem que aprender a perder bancar uma de ichigo kurosaki(ou banca um ash da vida) nao adiantara, foi bom a scarlett e o leon ficar de fora dessa falarem que o jake precisa aprender a perde tambem não ajudaria ele se sentir melhor, esse gengar estava procurando o jake a sorte dele que esse gengar nao viu ele se nao começaria a persegui-lo de novo bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Black~ em Qui 24 Set 2015 - 17:54

Bom, vamos lá.

Eita, nem tinha comentado o capítulo anterior. Eu tinha lido, mas deixei pra comentar quando chegasse em casa. Pensei que tivesse o feito, mas esqueci. Enfim. Mas vou comentar só desse capítulo, pois to no trabalho e não dá pra me estender muito -q.

Eu gostei bastante desse capítulo. A batalha ficou boa, com a Argenta dando um PAU no Jake. Eu pensei tipo assim: "porra, mano, que demais, o Kirkos passou esse capítulo sem a aparição dos três pokémons, que evolução!" e no fim o Gengar aparece huahuahauhahua. Eu to zuando, eu "gosto" dos três pokémons, apesar de ficar puto toda vez que o Jake foge. Mas, realmente, os pokémons só atacam quando o Jake está sozinho. Ainda espero para ver quem é esse caboclo do terno branco.

Cara, sei lá, estou começando a desgostar do Jake. Ele é muito arrogante, imagino então que o cara que quer matá-lo não esteja tão sem razão assim... Mas cara, isso é muito legal ver um protagonista arrogante, metido a besta, achando que não perde e tals, dá um toque diferente. Mas ele noobou muito na luta. Eu concordo com o Rush que é bem legal ver o Jake "recomeçando", mas acho que ele recomeçou MUITO, principalmente ao usar aqueles golpes, parece que ele se esqueceu como luta. Usando golpes com desvantagem e sem estratégia. Gostei bastante da estratégia de batalha da Argenta. Se o Jake lutar assim novamente, ele vai perder de novo, pois aquela luta contra o Darach ele ganhou mais no emocional, mas enfim.

Eu espero ver o Jake calçando a sandália da humildade e indo treinar para aprimorar principalmente esse Ice Beam do Porygon-Z, pra ele meter uma vantagem x4 no Flygon e certamente vencer a luta -q. Enfim.

Acho que só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Kirkos em Dom 27 Set 2015 - 16:53

Folks, mais um capítulo! Semana que vem (sábado ou domingo) tem o Season Finale e aí a fic vai dar uma pausa pra este que vos fala conseguir respirar um pouco, ler as fics pendentes e planejar a season two com calma. First, respondendo aos comentários (:

Spoiler:

@Samm escreveu:Yoo o/
Esse capítulo foi muito muito bom! Você adicionou mais descrições, o que já deu uma nova cara pra história. E a batalha! Vou te dizer que lutar com sono não foi muito inteligente da parte do Jake. Ele é muito afobado e desesperado pra vencer, e todas essas derrotas estão surtindo efeito nele. está quase um Ash achando que vai ganhar todas de primeira e tomando no cu depois hahah
Fiquei contente com os movesets da Argenta terem funcionado! Estava um pouco preocupada com isso, mas o resultado foi muito bom. A presença de estratégia por parte dela fez muita diferença na luta. Espero que o Jake treine também nesse quesito.

Bom, repito mais uma vez que o capítulo foi muito bom! No aguardo pelos próximos e triste por só faltar mais dois para o fim da temporada T^T
Viiiiu? Eu fiz o que você me pediu hahahahha
Sim, Jake é idiota de ter lutado com sono, mas faz parte do desenvolvimento dele essas decisões "impensadas".
Quanto a estratégia, tô ainda pensando no que fazer na revanche com ela, acho que o resultado vai ficar bom, aguarde! (:
Calmaaaaaa! Tem segunda temporada vindo aí!

IsaacXD7 escreveu:Hey, Kirkos o/

Além de parar de fugir, Jake tem que aprender a saber perder. Manda ele ir visitar a Whitney dps. Esse capitulo foi focado somente em Jake, e não na equipe Rocket completa no trio. E com razão, pois seria meio forçado arrastar os outros só pra assistir a batalha.

Tadinho do Z, imaginei ele tentando o golpe, falhando e se decepcionando, fiquei com uma pena de Lugia por ele ;-; Mas, quando ele aprender, adeus, Flygon. Serio, pelo random que você estava seguindo, quando eu vi que o Flygon estaria na batalha, só pensei "NÃO USA THUNDERBOLT NO FLYGON CARA". Ai o Jake mandou ele usar thunderbolt, continuei a ler, gelado, até que "no Yanmega" apareceu. Bom, o básico ele sabe, ao menos.

A escolha do moveset foi legal até, só achei meio esquisito, pensava que haveriam mais ataques que atingissem os dois. Earthquake foi o primeiro que eu considerei quando ela colocou o Flygon. Ter colocado Yanmega, um tipo Flying, tinha reforçado ainda mais, já que tal ataque não iria atingi-lo. Só que o Jake também usou um Flying e um com levitate, não achei que ela seria burra o suficiente para tal feito e, de fato, não foi. Mas eu voltei para ver se ela havia utilizado o moveset completo dele (4 ataques) e ela usou, sem deixar brecha para um possível Earthquake com outros Pokémon (a menos que você não se limite a isso, coisa que não ficou clara ainda). Só um detalhe, enquanto um Pokémon usa Uproar, não pode usar outros ataques. Mas a fic é sua, então foda-se o que a Nintendo / Gamefreak acha.

Quanto ao Gengar, aliás, minha sign é linda, né? *u* achei pura covardia por parte dele, esperar que fossem dormir, mas é realmente a única forma dele ter alguma chance de pegar o Jake. Desejo má sorte pra ele c:

Bem, é isso, será interessante ver uma luta, literalmente, aérea.
Tchau e até o próximo capítulo o/

Geeeente, eu nem sabia do Uproar! HAHAHAH Vou ver se na revanche mantenho igual a nintendo, só pra parecer "mais real" em relação ao jogo.
A batalha era toda aérea, então golpes terrestres (mesmo que por parte do Flygon foram descartados). Quanto ao que você estava em dúvida de serem apenas 4 ataques por pokémon... Então, eu não me ligo muito ao máximo de quatro ataques não, acho que alguns até terão 5 hahahah Mas serão beeeem poucos!
Aliás, a escolha da dupla da Argenta foi muito bem pensada, eu tinha imaginado um time com 4 pokémons mas achei melhor uma batalha em dupla mesmo, queria focar no combate áreo e tals
AMEI SUA ASSINATURA MANO QUE LINDA! E o Gengar é um covarde mesmo hahahaha você verá nesse capítulo agora o que ele fez

@Rush escreveu:Fala, Kirkos!

Seguinte, uma coisa que eu curti pra caralho na tua fic, que eu só fui ter certeza agora, é o fato do Jake estar "re-aprendendo" tudo. Geralmente, os protagonistas das fics só possuem algum tipo de "graça" quando são desenvolvidos de alguma maneira em que o leitor os acompanhem crescendo, por isso é muito arriscado já começar com um protagonista que já tenha tudo desenvolvido.

No entanto, mesmo sendo um treinador veterano, Jake levou uma surra tanto de Darach quanto de Argenta, novamente perdendo na primeira partida. Isso mostra o quanto o treinador está subestimando seus oponentes, com o pensamento "Eu sou o melhor, eu sou o protagonista, vou vencer então só vou atacar."

Outra coisa que eu fiquei, tipo, "NÃO CARA", foi quando o Jake mandou o Porygon Z mandar o Signal Beam... PORRA JAKE! Signal Beam é tipo... 4x de resistência tanto do Yanmega quando o Flygon. Pelo visto ele vai aprender e aprimorar o seu Ice Beam, que vai destruir o Flygon e o Yanmega, mas nossa... Signal Beam? Qual é cara, qual é Jake!!!

Mas acho que mesmo com Ice Beam, a Argenta vai conseguir dar a volta por cima. Detect e Protect em conjunto. To até vendo ela unir as líbelulas para derrotar apenas o Porygon Z, por ter uma mega vantagem.


Senti bastante falta da Scarlett e do Leon nesse capítulo. Menos mal pro Jake, já que eles não viram a sua derrota. IMagino que mesmo que o Jake estivesse sem sono, ele iria perder de qualquer maneira, pois ele subestimou a Argenta. Bem, agora ele aprende a não fazer isso de novo.

Gostei bastante do cap. Percebi uns errinhos de escrita, apenas por trocar algumas letras, mas não foi nada que comprometesse a leitura.

É isso cara. Aguardo ansiosamente o próximo cap pra ver como o Jake vai contar para seus coleguinhas.

Um abraço, até mais!

Rush! Então, eu acho que esse negócio dele reaprender em parte é bom, mas eu tô com medo de ficar muito arrastado então nos próximos capítulos não vou focar no "reaprendizado" dele, o que em parte significa que ele terá que aprender a ser mais humilde, mas enfim.
Argenta de fato será um problema na revanche, mas, assim como foi com Darach Jake estará muito mais "estratégico" na hora de lutar com ela de novo.
Quanto a ausência de Scarlett e Leon, eu quis fazer isso para de fato ter um capítulo só focado em Jake mesmo e no seu segundo desafio (:

@megapikachu escreveu:que capitulo bom como o pessoal falou o jake tem que aprender a perder bancar uma de ichigo kurosaki(ou banca um ash da vida) nao adiantara, foi bom a scarlett e o leon ficar de fora dessa falarem que o jake precisa aprender a perde tambem não ajudaria ele se sentir melhor, esse gengar estava procurando o jake a sorte dele que esse gengar nao viu ele se nao começaria a persegui-lo de novo bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs

Pois é, ele vai aprender. Isso vai demorar, mas quando ele aprender... Aí você verá hahaha Gengar vai aparecer nesse capítulo, aguarde!

@Black~ escreveu:Bom, vamos lá.

Eita, nem tinha comentado o capítulo anterior. Eu tinha lido, mas deixei pra comentar quando chegasse em casa. Pensei que tivesse o feito, mas esqueci. Enfim. Mas vou comentar só desse capítulo, pois to no trabalho e não dá pra me estender muito -q.

Eu gostei bastante desse capítulo. A batalha ficou boa, com a Argenta dando um PAU no Jake. Eu pensei tipo assim: "porra, mano, que demais, o Kirkos passou esse capítulo sem a aparição dos três pokémons, que evolução!" e no fim o Gengar aparece huahuahauhahua. Eu to zuando, eu "gosto" dos três pokémons, apesar de ficar puto toda vez que o Jake foge. Mas, realmente, os pokémons só atacam quando o Jake está sozinho. Ainda espero para ver quem é esse caboclo do terno branco.

Cara, sei lá, estou começando a desgostar do Jake. Ele é muito arrogante, imagino então que o cara que quer matá-lo não esteja tão sem razão assim... Mas cara, isso é muito legal ver um protagonista arrogante, metido a besta, achando que não perde e tals, dá um toque diferente. Mas ele noobou muito na luta. Eu concordo com o Rush que é bem legal ver o Jake "recomeçando", mas acho que ele recomeçou MUITO, principalmente ao usar aqueles golpes, parece que ele se esqueceu como luta. Usando golpes com desvantagem e sem estratégia. Gostei bastante da estratégia de batalha da Argenta. Se o Jake lutar assim novamente, ele vai perder de novo, pois aquela luta contra o Darach ele ganhou mais no emocional, mas enfim.

Eu espero ver o Jake calçando a sandália da humildade e indo treinar para aprimorar principalmente esse Ice Beam do Porygon-Z, pra ele meter uma vantagem x4 no Flygon e certamente vencer a luta -q. Enfim.

Acho que só e boa sorte com a fic.

Então, eu tinha comentado (não lembro se foi pra tu) que o Jake ia parar de fugir e contra atacar e justamente nessa hora ia dar problema.
Eles aparecerem muito também é uma coisa que pode parecer cansativa mas a partir de agora tu vai ver os 3 menos vezes, confia em mim.
Quanto a arrogância do Jake, isso é algo planejado para ser desenvolvido durante a história. Acredita em mim, vai chegar uma hora em que você pode até deixar de desgostar do Jake e começar a sentir pena dele, confia!
Quanto ao treinamento do Z, isso se dará de forma beeeem interessante! Aguarde (:

Agora, ao capítulo! No final tem umas notas! Semana que vem... Season Finale! Até! Comentem, comentem, comentem!

Capítulo 11 – The Aftermath Part 1: Ghost Trap


- Isso, muito bom. – Scarlett me encarava visivelmente irritada. – Fingiu que foi dormir e correu pra enfrentar Argenta.

- Mas eu... – Falei sem jeito. – Queria vencê-la logo de uma vez.

- E tomou outra surra, né? – Leon falou sentado na mesa de madeira rosa de frente pra mim, com olhar de reprovação. – Até eu que fui inconsequente de fugir com dois desconhecidos sabia que era imprudente fazer o que você fez.

- Tá, chega. – Balancei as mãos e tirei o gorro da cabeça. – Perdi mesmo. Argenta volta em 10 dias, vou treinar esse tempo e quando ela voltar consigo meu símbolo e a gente parte pra Battle Tower. Satisfeitos?


Os dois continuaram me encarando, ainda revoltados. Leon desistiu em menos de cinco segundo e vestiu o chapéu de Scarlett. Estávamos no hall do Pokémon Center e chovia. Dormi a manhã e parte da tarde. Em breve anoiteceria, tornando o dia de hoje perdido.


- Que Pokémons ela usou? – Scarlett olhou para mim com uma expressão curiosa.

- Yanmega e Flygon. – Falei enquanto tirava minha pokedéx do bolso. – Eu pesquisei os dois assim que acordei. – Abri a pokedéx e virei o aparelho para os dois. Encarei a luminária que estava acima de nossas cabeças e brilhava uma luz branca.

- Que bela estratégia da Argenta. – Scarlett apertava alguns botões no aparelho. Leon ficou do lado de Scarlett e assim que encarou a tela arregalou os olhos.

- Ei, eu sei usar o Screech. – Ele olhou para mim. – É bom para baixar a defesa do oponente.

- Hum... – Uma coisa me ocorreu sobre Leon. – Quais movimentos você conhece?

- Além do Screech, sei usar Aqua Tail e Slash. – Ele tirou o chapéu de Scarlett. – Esse Yanmega dela também é bem chato de se derrotar quando combinado com o Flygon.

- Como você aprendeu o Aqua Tail? – Scarlett encarou Leon, largando a pokedéx na mesa.

- Panpour. – Leon olhou para a TV perto de dois sofás atrás de mim. – Ele sabia, acabou que eu aprendi também.

- Falando em aprender. – Mencionei, juntando as mãos sobre a mesa. – Z parece que quer aprender Ice Beam.

- Ah, isso era de se esperar. – Scarlett riu enquanto sacava a Pokedéx de volta e ajeitava uma alça do vestido. – Já tem umas três noites que eu o vejo observando a mim e a Floatzel treinando com Ampharos de madrugada.

- Você treina de madrugada? – Eu e Leon falamos em uníssono, espantados.

- Sim. – Ela enrubesceu. – Além de gostar de treinar a noite, eu verificava pra ver se eles não estavam vindo atrás de nós.


A TV anunciava que Thorton agora lutava contra um incêndio. Ele dava uma entrevista para um repórter negro e robusto de terno cinza. Eu ignorei, Thorton com certeza me ligaria falando que conseguiu apagar o incêndio. Olhei para frente e vi Scarlett encarando a TV hipnotizada.


- Ahn... – Entortei a boca. – Está tudo bem?

- Está sim. – Ela se endireitou rapidamente na cadeira. – Então, vamos ver esse Ice Beam do seu Porygon. E... – Ela olhou para Leon sorrindo. – Leon pode ensinar alguma coisa sobre o Screech.

- Boa ideia. – Eu me levantei e encarei a porta. – Ah, mas está chovendo. – Falei cabisbaixo.

- Tem um campo de batalha atrás do Pokémon Center que é coberto. – Leon falou saltando da mesa.


Scarlett levantou em silêncio, desconcertada por ter ficado admirando Thorton. O Balcão da enfermeira Joy estava lotado de treinadores e a saída para o campo ficava a direita, perto de onde estávamos. Andei encarando o chão cinza e passamos por uma pequena porta um pouco mais larga do que o normal. Vi linhas brancas desenhadas no chão. As paredes eram de madeira e o teto era de vidro, os pingos de chuva faziam pequenos barulhos ao bater no vidro. Havia quatro bancos nos cantos do local e, no fundo, um garoto negro careca e kimono treinava com um Machamp alguns golpes de luta. Pareceram não se importar com a nossa presença, então entramos e tomamos o banco mais próximo da porta.


- Chama Porygon e Togekiss pra fora. – Scarlett sacou uma pokébola. – Vamos ver esse Ice Beam dele.

- Tudo bem. – Tirei as duas pokébolas e as lancei para o alto. – Seu Floatzel sabe Ice Beam?

- Sabe. – Ela falou enquanto lançava a pokébola. – Leon, ajuda aqui.

- Porcaria. – Ele bufou. – Acabei de sentar no banco, será que não dava pra falar antes?

- Vem logo. – Eu falei irritado. – Z e Togekiss, vamos tentar treinar um pouco baseado nos pokémons que temos que enfrentar em breve.

- Primeiro de tudo, eu quero ver como ele tenta fazer o golple. – Scarlett falou, se aproximando dele com Floatzel a seu lado e um sorriso no rosto. – Ei, quer me mostrar?


Z rodopiou e se afastou um pouco. Pareceu se concentrar e um pequeno facho de luz azul clara começou a emergir da estrutura azul de sua cabeça. Ele fez força, mas ela se dissipou.


- Hum... – Scarlett passou a mão na cabeça de Floatzel. – Ele não consegue manter o ataque... Floatzel.


Floatzel pareceu entender a ordem. Andou até ficar ao lado de Z e se posicionou. Respirou fundo e abriu a boca, soltando o ataque. Z pareceu impressionado e rodopiou de novo.


- Eu queria saber por que ele gosta tanto de rodopiar... – Falei coçando o cabelo.

- É isso! – Scarlett estalou os dedos.

- O quê? – Falei confuso.

- Leon, seja nosso intérprete. – Scarlett falou e sentou-se de frente para Porygon. Togekiss estava do meu lado e me acompanhou até todos ficarmos próximos.

- Tá, o que você quer saber? – Ele falou olhando pra ela.

- Por que você gosta de rodopiar? – Ela olhou pra ele curiosa e rindo, eu entortei a cara, pois não estava entendendo absolutamente nada.


Z gesticulou, rodopiou e fez alguns bipes, som característico da espécie. Assim que ele parou, Leon olhou pra gente e disse:


- Ele só gosta de fazer isso. E disse que sempre que pode rodopia pra ficar mais rápido. – E me encarou. – Sempre que você o tira da pokébola, claro.

- Exatamente o que eu queria ouvir. – Scarlett sorriu. – Jake, isso pode ser a chave pra você derrotar Argenta.

- Como assim? – Me abaixei e Togekiss fez o mesmo.

- Se você conseguir melhorar a velocidade de Z com esses giros, ele pode facilmente escapar dos ataques de Argenta, além do que, se ele aperfeiçoar o Ice Beam...

- Pode causar dano nos dois ao rodopiar. – Leon falou sem ânimo. – Sério garoto. Me dá esse símbolo da fronteira que eu pego esses troços coloridos pra você em dois tempos.

- Cala a boca, seu imbecil. – Bufei. – É uma boa ideia, vamos tentar.

- Precisamos de um ataque pra simular o Draco Meteor. – Scarlett levantou. – E precisamos de alguém que tome o posto de Yanmega. Se nos concentrarmos primeiro em aperfeiçoar o rodopio de Z, podemos depois focar na força de Togekiss.

- Já sei. – Tirei uma pokébola do cinto. – Garchomp! – Lancei o objeto para o alto e o grande dragão azul apareceu.

- Stone Edge? – Ela falou enquanto sacava outra pokébola. – É uma boa. Heracross!

- Pra que ele? – Falei.

- Pra bancar o Yanmega, bestão. – Leon bufou de novo.

- Olha só. – Agarrei Leon pela cabeça e ele começou a se debater. – Chega de me dar foras e...

- AQUA TAIL! – Ele bufou e girou o corpo, a cauda circundada de água. Por sorte, consegui soltá-lo e desviar.

- Eu devia... – Parti pra cima dele.

- CHEGA VOCÊS DOIS! – Scarlett berrou. O menino de kimono olhou para nós confuso. – Vamos nos concentrar no que viemos fazer. Primeiro, o rodopio.

- Ótimo. – Apontei para Garchomp. – Vai pro lado de lá. – Apontei para a porta. Vamos começar.


Garchomp andou calmamente e parou na sua posição. Heracross ficou do lado dele. Scarlett ficou atrás dos dois. Floatzel e Leon ficaram entre nós, mas do lado de fora do campo enquanto eu e Togekiss estávamos de frente para Garchomp e Heracross.


- Garchomp, obedeça à ruiva. – Falei.


Garchomp assentiu. Scarlett firmou os pés no chão e fechou a cara.


- Eu vou ser o juiz disso aqui. – Leon levantou o braço esquerdo. – Comecem.


Scarlett olhou pra cima, parecia que algo chamou sua atenção. Olhei também. Eu apenas vi o céu nublado e a chuva caindo. Ela ficou com a cabeça inclinada e isso acabou me deixando confuso.


- Tá tudo bem? – Falei sem entender.

- Ahn... – Ela continuava olhando pra cima, a boca escancarada. – Já são quase seis horas, mesmo pra um tempo nublado acho que já devia estar escurecendo.

- Não necessariamente. – Leon falou de onde estava. – Eu acho que...

- Jake. – Scarlett o cortou. – Olha pra trás.


Me virei. O menino de kimono havia sumido. Encarei ela e a Leon. Alguma coisa estava errada, o menino teria passado por nós ao sair.


- Gente... – Ela estava nervosa e ajeitou o chapéu na cabeça. – O que está acontecendo?

- Não estou entendendo. – Falei confuso, virando de volta pra ela. – Será que tem alguma porta por ali? – Apontei para onde ele estava.

- Não, não tem. – Leon veio até nós. – Ou esse Machamp sabia Teleport ou ele era uma miragem.

- Ou... – Encarei Scarlett, nervoso. – Tem alguma coisa errada aqui.

- O quê? – Ela encarava o chifre de Heracross tentando ficar tranquila.

- Que horas são? – Perguntei.

- São seis horas agora. – Ela falou olhando pra um relógio pendurado na parede atrás de nós.


Olhei pra porta de saída. Peguei minhas pokébolas.


- Vamos falar com a enfermeira Joy sobre esse menino, vai ver que ele passou por nós e nem o vimos.


Ela assentiu e recolheu Heracross. Eu deixei Z do lado de fora comigo. Leon subiu no meu ombro e tomamos a direção da porta, que estava atrás de Scarlett. Passamos por ela e... Saímos no campo de batalha de novo.


- Mas o que... – Eu falei sem entender. Nesse momento, Scarlett agarrou meu braço esquerdo e Leon se firmou ainda mais no lado direito de meu ombro. Z e Floatzel ficaram na nossa frente abismados.

- Jake... – Ela estava quase tremendo.

- Calma. – Eu olhei pros lados. – Tem que haver alguma explicação nisso aqui.

- Claro que tem. – Leon apontou pra porta. – Estamos drogados, só pode ser.

- Lógico. – Falei irritado. – A gente deve estar alucinando e...


De repente, eu olhei pra porta e vi uma pata grande amarela e roxa. Leon e Scarlett ficaram estáticos olhando pra porta. Recuei um passo e os Pokémons fizeram o mesmo. Era um Ariados absurdamente grande.


- Socorro. – Falei com as pernas fraquejando. – É...

- Meu ex-chefe. – Scarlett falou.

- O dono do circo. – Leon estava estático.


Nessa hora me veio o estalo.


- É um Ariados. – Falei.

- O quê? – Ela falou. – Você está maluco?


Olhei pra Z. Tive uma ideia.


- Thunderbolt! – Z prontamente soltou a descarga elétrica no Ariados que foi ao chão e sumiu.

- Ué, ele... – Leon falou. – Sumiu.

- Exatamente. – Falei. – Cada um estava vendo seu pior medo.

- Ahn? – Scarlett virou-se pra mim confusa.

- Eu vi um tipo de Pokémon que odeio. Você viu seu ex-chefe. Leon viu o dono do circo. – Apontei pra frente. – Tudo que nos dava medo.

- E quem estaria fazendo isso...


Antes que eu pudesse raciocinar, uma esfera negra explodiu na nossa frente, jogando a todos no chão. Gengar irrompeu da porta e me encarava, furioso.


- Chega de fugir. – Falei. – Estou aqui. – Peguei uma pokébola. – Me enfrente.


O Pokémon fantasma conjurou outra Shadow Ball e a lançou. Z pulou na minha frente.


- Psychic! – Gritei. – Devolva pra ele!


Os olhos de meu Pokémon brilharam e ele devolveu a esfera para seu atacante, que caiu pra trás. Em menos de cinco segundos ele se recuperou e flutuou acima de nossas cabeças. Eu pensei em correr pra fora do campo e obter um espaço maior pra batalhar, mas com certeza estávamos presos ali, a menos que derrotássemos Gengar.


- Scarlett, vamos lutar com ele. – Falei. – Nós três. – Olhei pra Leon.

- Ice Beam! – Scarlett gritou, sem esperar qualquer resposta.

- Aqua Tail! – Leon pulou na direção de Gengar com a cauda irrompendo em água.


Gengar conseguiu desviar do ataque de Floatzel, mas o ataque de Leon o atingiu, jogando no chão. Leon parou na frente dele e soltou um grito sônico ensurdecedor. Screech.


- Aproveita e usa o Thunderbolt! – Falei.

- Muddy Water! – Scarlett ordenou.


Leon conseguiu atordoar Gengar tempo o suficiente para que Z o atingisse com uma descarga elétrica. Assim que ele se recompôs, a onda de lama de Floatzel o jogou contra a parede do fundo da sala. Corremos até ele, que se adiantou e veio até nós com as mãos brilhando uma luz roxa.


- POISON JAB, DESVIA! – Scarlett se jogou pro lado com Floatzel enquanto eu e Leon fomos pro outro.

- Psychic de novo! – Z ergueu Gengar, que estava com uma fúria nos olhos mortal.


Porygon ia arremessá-lo na parede, mas o mesmo conjurou uma Shadow Ball que quebrou a força do Psychic. Ele caiu no chão e veio na minha direção com o Poison Jab pronto para me acertar.


- ACHO QUE NÃO, HEIN! – Leon veio com a Aqua Tail de novo no fantasma, que tombou pra trás.

- Aqua Jet! – Scarlett ordenou e a doninha de água arremessou Gengar contra a parede de novo.

- Chega. – Falei. – Chega de me perseguir. Eu não sei o que você quer, mas isso tem que acabar.


Ele se levantou e conjurou outra Shadow Ball. Z e Floatzel acertaram Ice Beam e Thunderbolt de novo. Leon usou mais uma vez Screech enquanto Gengar queria se levantar novamente. Eles pararam de atacar. Scarlett ficou do meu lado.


- Você não precisa fazer isso. – Ela se ajoelhou. – Você pode escolher outro caminho.


Por uma fração de segundo, se eu não a puxasse para trás o Poison Jab dele iria acertar o rosto dela.


- Psychic para segurá-lo. – Z brilhou os olhos. – Leon, mantenha o Screech pra ele não conseguir sair.

- Obrigada. – Ela se endireitou.

- Querida, isso é uma triple battle. Não meta a cara perto do oponente. – A repreendi enquanto encarava Gengar. O som de Leon era irritante, mas necessário.


Ela olhou pra ele triste. Parecia estar angustiada com a sua situação.


- Para com isso. – Ela olhou com tristeza. – Não precisa ser assim.

- Floatzel, tenta sair daqui. – Apontei para a porta.


Floatzel correu até a porta e passou por ela. Não retornou, o que indicava que havia conseguido sair de lá. Sorri e pus a mão no ombro de Scarlett. Quando eu abri a boca para dar a boa notícia, meu sorriso se desfez. Floatzel havia acabado de ter sido chutado de volta pra onde estávamos. Uma pata roxa apareceu e outra preta. Duas figuras irromperam da porta. Fiquei estático. Scizor e Weavile e suas novas caras. Scizor agora estava todo roxo e Weavile manteve o preto de seu corpo, a exceção é que agora suas partes rosa eram roxas.

A triple battle que eu havia falado com Scarlett antes não era de nós três contra Gengar.

Era de nós três contra Scizor, Weavile e Gengar.


@Notas do autor: 1 - Mini guia sofrerá algumas mudanças para ficar mais organizado;
2 - Assim que a temporada acabar a assinatura constará apenas os capítulos da segunda temporada.
avatar
Kirkos
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/08/2015


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Samm em Dom 27 Set 2015 - 17:37

Yoo o/

Meu deus jovem, mais um capítulo. Não sei de onde você tira tanto tempo pra escrever, deve matar aula e estágio, só pode. Eu que estou fazendo nada não consigo parar pra digitar uma página sequer... ENFIM, vamos ao capítulo aí.

Ok, é um capítulo de treinamento e isso ficou bem claro. Ainda bem que eles deram uma parada e se focaram nisso, já que não houve um momento dedicado ao treino até agora. Com o Darach o Jake apelou pro emocional pra vencer, com a Argenta vai ser diferente, obrigada deus. Pelo menos ela deu bastante tempo pra ele melhorar e formular uma estratégia decente.

O decorrer da narrativa foi bem ok. A partir da metade pro final as coisas ficaram mais interessantes com a aparição não só do Gengar, mas do trio todo. Gostei do "feitiço" (?) que o Gengar jogou sobre eles, achei muito nostálgico, bem primeira temporada do anime. Mas não de um jeito ruim. Esse tipo de coisa não acontece nos jogos, e eu adoro quando o autor usa a imaginação pra fazer algo diferente, porém plausível. Sem falar no comentário maravilhoso do Leon:

"(...) Estamos drogados, só pode ser."

Grandes chances dele ser meu pokémon espiritual hahahah
Pelo índice na sua assinatura, esse capítulo é só o começo pra muita luta que vem por aí. Foi um bom aquecimento e espero que você consiga manter um bom nível de batalha no futuro. Talvez com mais descrições dos golpes, mas isso fica a seu critério.

É isso, jovem. Abraços e até o próximo capítulo! o/
avatar
Samm
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/09/2015

Frase pessoal : ( ͡° ͜ʖ ͡°)


Ver perfil do usuário http://puhoi.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por megapikachu em Seg 28 Set 2015 - 0:41

que capitulo foda como scarlett e o leon descobriu que o jake tinha saido escondido e sem nem ao menos ter falado neda? scarlett por pouco não foi acertada pela poison jab do gengar se não ela ja estaria no hospital(pra humano) parece que ela queria ver se o gengar tinha algum sentimento bom tambem gostei do trio aparecer bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Rush em Seg 28 Set 2015 - 19:58

Kirkos! /o/ Li o cap no trampo, então o comentário deveria ter saido bem mais cedo. Mas ler é uma coisa, comentar é outra. Capaz de eu ser demitido por justa causa só de tanto que eu leio fan fics durante o serviço. AEUHAEUHAUE

Enfim... Antes de tudo, quero dizer que eu sinto cheiro de um Gengar Negro entrando para a equipe de Scarlett. Sei lá, sei que tu é bastante original e criativo, mas esse papinho do protagonista tentar fazer um discurso para o inimigo se render sempre acaba com o inimigo se arrependendo do passado e da forma como foi tratado pelos parceiros, indo para o lado bom de forma que tente reparar os erros do passado. Tirando que você deixou claro que a Scarlett adora Pokémons diferentes, então reforça ainda mais a minha teoria que esse Gengar vai pro lado bom da força.

As vezes acho que nem é a sua intenção de fazer isso, mas você faz com que o ambiente em volta dos protagonista seja MUITO confortável. Tirando os acampamentos na floresta, e tal, mas as construções que você descreve... PUTA MERDA KIRKOS, dá até aquele gostinho de querer visitar por um dia. Esse CP que você fez, além de possuir um hotel, também possui um campo coberto? Caralho, que maneiro. O que mais me chamou a atenção, nem foi do campo ser coberto, e sim do teto que o cobre ser de VIDRO. Mano, que genial isso. Imagina que cena linda você estar nesse campo durante a chuva? - Exatamente o que aconteceu no cap, mas de boa.

Agora sobre a aparição do Gengar... Já era previsível pelo nome do cap, mas durante o decorrer do mesmo, eu tive a impressão de que tudo não se passava de um pesadelo enquanto Jake dormia após ter perdido pra Argenta. Pensei até em um pesadelo em conjunto, já que a Scarlett e o Leon viram seus piores medos - assunto que dá pra ser BEM explorado no futuro com esse ex-chefe da Scarlett -, mas no final, tudo não se passou de um Hypnosis mesmo, o que não deixa de ser legal.

Então o maior medo de Jake são Ariados? Achei genial. Quem não teria medo desse bicho?

Já o Leon... Ah, Leon... Subindo cada vez mais em meu conceito. Pra ser honesto, não gostei muito dele conseguir batalhar. Achei que ele seria mais "latido" do que "mordida", mais papo mesmo, conseguindo persuadir a todos para compensar a sua fraca força física, mas ele consegue usar Aqua Tail, Screech e Slash. Bem, de qualquer forma, ele sempre sobe em meu conceito quando participa de um cap, porque ele sempre fala a verdade na cara dura.

Na hora que ele disse "Me dá esse símbolo que eu consigo todos os outros", sério foi genial. Isso mostra em como o Jake, de certa forma, é um bostão por ser achar TANTO. Isso prova que agora o que ele ta enfrentando REALMENTE É HARDCORE, não é lutar contra outros treinadorzinhos ordinários que ele encontrava na liga ou coisa do gênero. Isso prova que... Eu gosto do Leon. AEUHAEUAE'

Enfim, o próximo cap é o último, e eu fico admirado que na primeira temporada o Jake só conseguiu um Símbolo da fronteira. Um pouco decepcionante, mas acho que esse foi o objetivo para mostrar o quão difícil é vencer de um Cérebro da Fronteira. Eu aguardo ansiosamente o próximo cap.

Um abraço, até mais!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Kirkos em Qua 30 Set 2015 - 21:42

Foooolks! Season Finale! Vou ser breve aqui, responder aos comentários e no final do capítulo adicionar algumas notas.

Spoiler:

@Samm escreveu:Yoo o/

Meu deus jovem, mais um capítulo. Não sei de onde você tira tanto tempo pra escrever, deve matar aula e estágio, só pode. Eu que estou fazendo nada não consigo parar pra digitar uma página sequer... ENFIM, vamos ao capítulo aí.

Ok, é um capítulo de treinamento e isso ficou bem claro. Ainda bem que eles deram uma parada e se focaram nisso, já que não houve um momento dedicado ao treino até agora. Com o Darach o Jake apelou pro emocional pra vencer, com a Argenta vai ser diferente, obrigada deus. Pelo menos ela deu bastante tempo pra ele melhorar e formular uma estratégia decente.

O decorrer da narrativa foi bem ok. A partir da metade pro final as coisas ficaram mais interessantes com a aparição não só do Gengar, mas do trio todo. Gostei do "feitiço" (?) que o Gengar jogou sobre eles, achei muito nostálgico, bem primeira temporada do anime. Mas não de um jeito ruim. Esse tipo de coisa não acontece nos jogos, e eu adoro quando o autor usa a imaginação pra fazer algo diferente, porém plausível. Sem falar no comentário maravilhoso do Leon:

"(...) Estamos drogados, só pode ser."

Grandes chances dele ser meu pokémon espiritual hahahah
Pelo índice na sua assinatura, esse capítulo é só o começo pra muita luta que vem por aí. Foi um bom aquecimento e espero que você consiga manter um bom nível de batalha no futuro. Talvez com mais descrições dos golpes, mas isso fica a seu critério.

É isso, jovem. Abraços e até o próximo capítulo! o/

Juro pra você, jovem. Eu consigo escrever relativamente rápido nos pequenos intervalos que tenho em meu dia hahahah
Exatamente, foi um capítulo focado no treinamento, embora de fato o treinamento não tenha ocorrido. Argenta realmente será diferente na revanche do que foi com Darach.
Nesse capítulo fica mais claro o que Gengar fez, você vai ver. Quanto ao Leon... HAHAHAHHA
Isso da descrição dos golpes eu tentei melhorar um pouco, mas a partir da segunda temporada vou descrever eles 100%

@megapikachu escreveu:que capitulo foda como scarlett e o leon descobriu que o jake tinha saido escondido e sem nem ao menos ter falado neda? scarlett por pouco não foi acertada pela poison jab do gengar se não ela ja estaria no hospital(pra humano) parece que ela queria ver se o gengar tinha algum sentimento bom tambem gostei do trio aparecer bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs

Obrigado! É, você vai ver agora o Gengar nesse capítulo, acho que você vai gostar! Leia o capítulo, tem coisas interessantes sobre o Gengar!

@Rush escreveu:Kirkos! /o/ Li o cap no trampo, então o comentário deveria ter saido bem mais cedo. Mas ler é uma coisa, comentar é outra. Capaz de eu ser demitido por justa causa só de tanto que eu leio fan fics durante o serviço. AEUHAEUHAUE

Enfim... Antes de tudo, quero dizer que eu sinto cheiro de um Gengar Negro entrando para a equipe de Scarlett. Sei lá, sei que tu é bastante original e criativo, mas esse papinho do protagonista tentar fazer um discurso para o inimigo se render sempre acaba com o inimigo se arrependendo do passado e da forma como foi tratado pelos parceiros, indo para o lado bom de forma que tente reparar os erros do passado. Tirando que você deixou claro que a Scarlett adora Pokémons diferentes, então reforça ainda mais a minha teoria que esse Gengar vai pro lado bom da força.

As vezes acho que nem é a sua intenção de fazer isso, mas você faz com que o ambiente em volta dos protagonista seja MUITO confortável. Tirando os acampamentos na floresta, e tal, mas as construções que você descreve... PUTA MERDA KIRKOS, dá até aquele gostinho de querer visitar por um dia. Esse CP que você fez, além de possuir um hotel, também possui um campo coberto? Caralho, que maneiro. O que mais me chamou a atenção, nem foi do campo ser coberto, e sim do teto que o cobre ser de VIDRO. Mano, que genial isso. Imagina que cena linda você estar nesse campo durante a chuva? - Exatamente o que aconteceu no cap, mas de boa.

Agora sobre a aparição do Gengar... Já era previsível pelo nome do cap, mas durante o decorrer do mesmo, eu tive a impressão de que tudo não se passava de um pesadelo enquanto Jake dormia após ter perdido pra Argenta. Pensei até em um pesadelo em conjunto, já que a Scarlett e o Leon viram seus piores medos - assunto que dá pra ser BEM explorado no futuro com esse ex-chefe da Scarlett -, mas no final, tudo não se passou de um Hypnosis mesmo, o que não deixa de ser legal.

Então o maior medo de Jake são Ariados? Achei genial. Quem não teria medo desse bicho?

Já o Leon... Ah, Leon... Subindo cada vez mais em meu conceito. Pra ser honesto, não gostei muito dele conseguir batalhar. Achei que ele seria mais "latido" do que "mordida", mais papo mesmo, conseguindo persuadir a todos para compensar a sua fraca força física, mas ele consegue usar Aqua Tail, Screech e Slash. Bem, de qualquer forma, ele sempre sobe em meu conceito quando participa de um cap, porque ele sempre fala a verdade na cara dura.

Na hora que ele disse "Me dá esse símbolo que eu consigo todos os outros", sério foi genial. Isso mostra em como o Jake, de certa forma, é um bostão por ser achar TANTO. Isso prova que agora o que ele ta enfrentando REALMENTE É HARDCORE, não é lutar contra outros treinadorzinhos ordinários que ele encontrava na liga ou coisa do gênero. Isso prova que... Eu gosto do Leon. AEUHAEUAE'

Enfim, o próximo cap é o último, e eu fico admirado que na primeira temporada o Jake só conseguiu um Símbolo da fronteira. Um pouco decepcionante, mas acho que esse foi o objetivo para mostrar o quão difícil é vencer de um Cérebro da Fronteira. Eu aguardo ansiosamente o próximo cap.

Um abraço, até mais!

HAHAHHAHA para com isso! Pode comentar quando quiser, sabe que seu comentário é aguardado sempre com carinho, não importa a hora!
Geeeente, eu tenho uns planos de lugares pra segunda temporada que se eu conseguir descrever direito... Acho que você vai amar AHHAHAHA A ideia inicial do Gengar era a de um pesadelo, mas acabou que eu descartei porque eu acho que isso é mais coisa de Darkrai e não dele. Quanto ao ex-chefe da Scarlet... HUE tem coisa dele no futuro sim! Leon realmente acho que é a quebra de toda a concentração da fic, eu não quero ele sério e não quero ele todo certinho, quero ele falando besteira o tempo todo (enquanto leitor, o que eu mais quero é ver ele e Thorton se encontrando)

Quanto ao destino do Gengar, ele será definido nesse capítulo. Leia e depois me diga o que achou, não vou te contar spoilers hahahahah
Sim, o Jake é um bostão (embora eu me veja nele em 51258262262 aspectos) mas isso faz parte da construção do personagem, acredite. Pode parecer loucura, mas tudo que acontecer com o Jake vai culminar nele como pessoa e treinador de alguma forma. E sim, o objetivo é que ele realmente não tenha conseguido muitos símbolos, mas isso é normal. Eu ia por 2 símbolos nessa e 3 na segunda temporada mas aí iria acabar muito rápido e eu não quero isso hahahaha

E agora, ao capítulo!

Capítulo 12 – The Aftermath Part 2: Triple Battle


Scizor saltou com um X-Scissor em Z, que caiu no chão e conjurou outro, pronto para nos acertar enquanto Weavile correu formando um Blizzard. Saquei a pokébola de Infernape e a lancei pra frente.


- FLAMETHROWER! – Meu macaco de fogo apareceu e cuspiu as chamas nos dois, que desviaram do ataque. Recolhi Z rapidamente.


Scarlett e Leon, ao ouvir a movimentação, pararam de focar em Gengar e viraram para trás, dando ao fantasma a chance de usar Poison Jab no camaleão e empurrar Scarlett no chão, para saltar e ficar bloqueando a porta.


- Vaccum Wave no Weavile! – Ordenei. Infernape girou e o turbilhão acertou o Pokémon de gelo, que pareceu não se importar muito com o ataque.

- Floatzel... – Scarlett levantou-se e Leon também. – Não... – Ela sacou uma pokébola, decidida.


Gliscor apareceu. Leon parou do meu lado. Agora a triple battle começava de verdade.


- Guillotine. – Sua voz estava séria.

- Shadow Claw! – Ordenei.


Leon tomou ar e lançou um Screech nos três. Gliscor voou na direção de Scizor, que simplesmente saltou e desviou. O Shadow Claw de Infernape colidiu com o Metal Claw de Weavile, que tentava a todo custo parar Infernape. Leon mantinha o som ensurdecedor, mas que parecia não surtir mais efeito.


- Floatzel, retorne! – Scarlett apontou a pokébola pra ele, que se iluminou de vermelho e retornou.

- Por que Gengar está... – Não consegui completar a frase, pela direita, Gengar veio lançando um Shadow Ball.

- AQUA TAIL! – Leon parou de gritar e acertou o golpe aquático no fantasma, que foi ao chão.

- Flamethrower no Scizor! E em seguida Vaccum Wave!

- Dig! – Scarlett falou nervosa. – Depois usa o Quick Attack!


Gliscor saltou para dentro da terra e Scizor começou a pular freneticamente tentando não ser atingido pelo ataque de fogo enquanto Weavile e Leon começaram uma disputa de Aqua Tail vs Metal Claw que estava se mostrando muito difícil para o camaleão. Eu estava olhando o campo, procurando alguma ideia. Gliscor surgiu do chão e tentou acertar o Pokémon roxo, que conseguiu desviar e pulou em cima dele. Suas patas brilharam e um X-Scissor jogou Gliscor no chão.


- Ampharos! – Scarlett lançou outra pokébola. – Fire Punch!


O ataque foi direcionado a Weavile, que depois de atordoar Leon usou do Blizzard para atordoar Ampharos. Scizor cruzou outro X-Scissor em Infernape, que foi derrotado.


- Garchomp! – Lancei a pokébola pro alto enquanto recolhia Infernape. – Stone Edge!


O grande dragão azul cruzou as patas e lançou diversas pedras em Weavile, que usava o Metal Claw para quebrar a todas. Gengar estava tonto e mal conseguia lutar, o que dava a Leon a chance de ajudar contra Scizor.


- Dragon Claw! – Ordenei. Ele e Scizor começaram uma sequência de golpes intermináveis que conseguia não só ser páreo para Garchomp como ainda desviar do Slash que Leon tentava a todo custo acertar nele.

- Outrage! – Scarlett agora focava em Weavile, que não teve tempo de ver Ampharos irrompendo em fúria com uma aura vermelha em sua direção.


Mesmo com Ampharos projetando seu corpo com o outrage, Weavile foi capaz de conjurar um Metal Claw com o Pokémon amarelo em cima dele e o acertou na cabeça do Pokémon amarelo, que foi ao chão. Derrotado.


- Droga. – Ela recolheu Ampharos. – Heracross! – Outra pokébola para cima. – Fury Cutter no Weavile!


Scizor conseguiu acertar Leon e o jogou na parede. Garchomp estava enfrentando dificuldades para derrotá-lo. Heracross e Weavile agora começavam uma disputa de Fury Cutter contra Metal Claw frenética. Scarlett abaixou-se para ajudar Leon e Gengar finalmente voltou a si. Ele correu na direção dos dois com um Shadow Ball pronto para acertar, mas Leon foi mais rápido e usou o Screech para deixá-lo confuso de novo.


- Fire Fang! – Garchomp escancarou a boca e mordeu a pata direita de Scizor, que pareceu não se importar com o ataque dele.

- Megahorn! – Heracross parou a disputa frenética com Weavile e seu chifre brilhou. Ele acertou Weavile, que caiu no chão.


Gengar desistiu do Shadow Ball e usou um Poison Jab para nocautear de vez o camaleão, que caiu do nosso lado. Agora éramos 2 contra 3. Decidi diminuir a diferença.


- Sceptile! – Lancei a pokébola pro alto e o Pokémon verde apareceu. – Thunder Punch!


A mão dele irrompeu em eletricidade e ele correu na direção de Gengar, que vinha com o Poison Jab pronto para acertá-lo. Nesse momento de descuido, um Blizzard conjurado por Weavile acertou o peito de Garchomp em cheio, levando-o ao chão, derrotado. Acabamos recuando ainda mais pro fundo da sala. Saquei a pokébola de Blissey, já nervoso.


- Estamos ficando sem opções. – Falei. – Blissey!

- Heracross! Fury Cutter no Weavile de novo! – Scarlett ordenou.


Dessa vez, Scizor decidiu ajudar e segurou o chifre de Heracross, arremessando-o contra Sceptile que caiu na nossa frente. Eles dois se levantaram e Blissey estava encarando aos três.


- Jake... – Ela quase chorava.

- GIGA IMPACT E FIRE BLAST! – Gritei a plenos pulmões. Sceptile jogou seu corpo numa espiral roxa e Blissey jogou uma tempestade de fogo.

- Fury Cutter! – Scarlett falou. Heracross correu na direção de Gengar, que estava com o Poison Jab pronto, mas parecia atordoado.


Nesse momento, Weavile conjurou outro Blizzard, que conseguiu parar o Fire Blast de Blissey. Scizor segurou com um X-Scissor o Giga Impact de Sceptile, que ficou paralisado por conta do ataque. Weavile riu e outro Blizzard jogou meu Pokémon no chão, derrotado. Recolhi-o e recuei mais um passo. Estávamos no final do campo. Eu estava apenas com Blissey e Scarlett...


- Kirlia! – Ela lançou a pokébola e o Pokémon apareceu. – Confuse Ray!


Ela lançou uma pequena esfera amarela em Gengar, que piorou seu estado e foi ao chão.


- Water Pulse!

- Megahorn!


Os dois pokémons lançaram seus ataques, mas em vão. O Metal Claw para a esfera de água e Scizor conseguiu mais uma vez segurar o chifre do besouro, acertando-o contra Blissey.


- Scarlet, eu... – Não consegui terminar a frase.

- REVERSAL! – Ela gritou. Heracross voou na direção de Scizor.


Scizor segurou-o de novo e o arremessou na parede ao nosso lado, derrotando-o. Gengar pareceu se curar da confusão e parou do lado deles. Ela recolheu o besouro de volta para a pokébola, tremendo. Agora éramos dois contra três.


- Softboiled! – Falei. Blissey pegou o ovo de sua barriga.

- Magical Leaf! – Scarlett falou e Kirlia lançou algumas folhas brilhantes para frente.


Weavile conjurou outro Blizzard e congelou as folhas de Kirlia. Gengar e Scizor combinaram X-Scissor e Poison Jab, tirarando Blissey de combate. Olhei para meu Pokémon caído no chão. Só tínhamos Kirlia para nos defender e eles ainda pareciam bem.


- Jake... – Ela olhou para mim. – E agora?

- Eu... – Não parava de encarar os três. Gengar parecia mal, mas suas patas brilharam numa cor roxa, as dos outros dois na cor branca. Poison Jab, Metal Claw e X-Scissor.


Os três correram na nossa direção, prontos para lançar seus ataques. Por instinto, abracei Scarlett para que ela não visse nada e esperei.

E continuei esperando. Abri os olhos e apenas o fantasma se encontrava ali, olhando confuso para a ausência de seus companheiros.


- O quê? – Falei sem entender. Olhei para Kirlia e ela estava parada brilhando numa cor azul.

- Scarlet... Eles...

- Teleport. – Ela falou séria. – Ela usou Teleport e nos salvou.


Gengar pareceu não se importar e se jogou até nós. Kirlia usou de novo o Confuse Ray e o Pokémon pareceu mais tonto do que antes. Ele girou e caiu sentado no chão. Leon acordou.


- Mano, que surra. – Ele pôs a mão na cabeça. – Parece que um Snorlax me fez de cama.

- Magical Leaf! – Scarlett ordenou e Gengar foi atingido pelas folhas. – Leon, ajuda aqui com o Aqua Tail!

- Pra já. – Ele levantou e arremessou a cauda de água no fantasma, que parecia sem ar.


Ele se contorceu mais um pouco e pareceu que uma fumaça preta saiu de seu corpo, revelando sua coloração normal. Ele levantou confuso, olhando para as patas e depois para mim, irritado. Saltou com um Poison Jab pronto para me acertar.


- CHEGA! – Leon saltou com outro Aqua Tail e Kirlia ajudou com o Magical Leaf.


O fato dele ter perdido sua coloração negra deve ter tornado-o mais fraco, pois ele saiu voando pelo telhado de vidro, quebrando-o. Me afastei achando que a chuva fosse entrar no recinto, mas não foi o que ocorreu. Em vez disso estava quase de noite e o menino de kimono olhava pro buraco sem entender nada.


- A ilusão dele deve ter acabado. – Olhei pra Scarlett satisfeito. – Conseguimos.

- Ilusão? – A ruiva falou confusa.

- Possivelmente quando entramos aqui ele deve ter nos visto ali por cima. – Apontei par ao telhado quebrado. – E usou algum ataque para nos prender em outra versão desse lugar. Como ele foi derrotado e bem... Saiu voando daqui a ilusão deve ter acabado. O que importa é que Kirlia aqui jogou os outros dois pra outro lugar. – Apontei para o Pokémon.

- Não acredito. – Ela me abraçou forte. – Obrigada, Kirlia.


Kirlia fez uma reverência. Uma coisa me ocorreu.


- Pra onde vocês os enviou, Kirlia?

- Kirlia! – Ela gesticulou para mim algumas vezes. Olhei para Leon.

- Snowpoint. – Ele olhou abismado. – Boa ideia, é muito longe daqui, eles nunca conseguirão nos achar.

- Muito bem. – Fiz um sinal positivo pra ela. – Quando eu decido revidar eles estão bem mais fortes, que inferno. – Bufei e olhei pra porta. - Vamos sair daqui. Não quero ter o desprazer de encontrar com Gengar de novo. – Falei sorrindo.


Leon pulou no meu colo e saímos do campo de batalha, com o menino de kimono ainda encarando o buraco no teto.

...


- Roxie, dá pra você, por favor, parar com essa mania?

- Não, Amber. – Roxie falou, ajeitando o cabelo arrepiado. – Eu quero saber o que aquele Gengar estava fazendo quando saiu voando daquela construção de madeira.

- Sério. – Ela falou, irritada. – Ainda me pergunto por que somos amigas.

- Porque sou a única que consigo aguentar seus foras, vamos.


Amber trajava tênis verdes de cano médio, meia calça cinza escura e short azul claro com suspensório que davam a volta por seus ombros em cima de um macacão branco folgado. Na cabeça, um gorro marrom que cobria parte de seus cabelos longos castanho-escuros. No pulso esquerdo, algumas pulseiras roxas. Roxie usava um vestido listrado nas cores azul e roxo. O cabelo era branco, espetado nas pontas e usava dois adereços na base do cabelo das mesmas cores do vestido. Botas pretas de couro até os joelhos. A guitarra estava presa nas costas. As duas continuaram andando pela floresta atrás do Pokémon Center. Havia algumas árvores densas e entre duas, que estavam com o tronco bem velho, havia um Gengar caído, aparentando ter acabado de sair de uma batalha. Roxie se aproximou enquanto Amber olhava para a grade que delimitava a cidade do Battle Hall.


- Ei, amigo. – Ela estendeu a mão. – Tudo bem?


Gengar recuou, acuado. Ele estava triste. Roxie se sentou na grama na frente dele.


- Meu nome é Roxie. – Ela deu um tapa no cabelo. – Quero ser uma Gym Leader e uma rockstar.

- Blá-blá-blá, Roxie. – Amber cuspiu as palavras, ajeitando seu gorro na cabeça.

- Não liga pra ela. – Ela sorriu. – Ela só parece mal educada, mas é uma boa pessoa. – Ela pôs a mão nele. – Então, parece que você estava batalhando. Você tem treinador?


Gengar fez um sinal negativo com a cabeça.


- Quer vir comigo? – Ela sorriu e mostrou a guitarra que estava nas costas. – Eu estou indo pra Unova e adoro pokémons venenosos, você pode ser bem forte se vier comigo. Que tal? – E estendeu a mão.

- Mas espera aí... - Ela olhou para a grade. – Empate?


Gengar olhou para a mão de Roxie e depois para o lado. Pareceu considerar a possibilidade e então sorriu pra ela. Ele segurou a mão da treinadora e se levantou.


- Roxie, eu preciso ir até lá. – Amber falou. – Acho que vi o empate.

- Empa-quem? – A garota de cabelo espetado não entendeu.

- Nada. – Ela ajeitou a mochila. – Vamos ter que nos separar.

- Mas, Amber... – Ela olhou para Gengar. – Logo agora que eu conquistei um novo amigo?

- Roxie... – Ela a repreendeu. – Quem olha assim até pensa que você é meiga e gentil.

- Tá. – Bufou. – Vou pra Unova sem você. – Mas eu exijo que assim que eu chegue em Virbank e consiga meu ginásio você vá até lá, fechado?

- Mais fechado que minha cara pra quem eu não gosto. – Amber deu as costas e andou na direção da cidade. – Boa sorte com o novo Pokémon.


Roxie olhou para Gengar e riu. Ela começou a andar na direção contrária a de Amber, Gengar respirou fundo e a seguiu.


...


- Não quero. – Falei irritado. – Não vou mudar de roupa de novo.

- Vai sim. – Scarlett estava decidida. – Eu mudei sua roupa uma vez, posso mudar de novo. – Além do mais, se esses dois conseguirem voltar de Snowpoint você imagina o problema que teremos com eles?

- Eu não estou a fim. – Cruzei os braços, Leon no meu ombro só observando a discussão. – Eu gosto das roupas que você me deu.


Estávamos caminhando na grade que delimitava a cidade. Gengar havia desaparecido, então presumimos que ele havia desistido de nos caçar.


- Por favor, eu vou escolher roupas legais pra você. – Ela falou. – E quero mudar seu cabelo também.

- Oi? – Pus a mão no gorro. – Mas e o gorro?

- Vamos tirar isso.

- Não. – Falei decidido. – Não vai tirar meu gorro.

- Leon, pode me ajudar?

- Sim, senhora. – Ele olhou pra ela. – O que você quer?

- Usa o Slash nas roupas dele?

- PERAÍ EU...


Leon desceu do meu ombro e arranhou todas as minhas roupas e partiu o gorro ao meio. Ele pulou no ombro de Scarlett e deu um sorriso sacana para mim.


- Desculpa, é que eu não podia perder a oportunidade de te sacanear.

- Agora você não tem escolha, Jake. – Seus olhos brilhavam.

- Eu te odeio, já disse isso? – Falei emburrado.

- Tá, pode odiar o quanto quiser. Vamos.


Ela me segurou pelo braço até uma rua movimentada perto do Battle Hall. Havia alguns carros na rua, atravessamos e paramos de frente três construções. Um salão de beleza, uma barbearia e uma loja de roupas.


- Vem aqui. – Ela me arrasou para dentro da barbearia, um prédio velho e pequeno pintado de amarelo.


Entramos, o lugar era todo pintado de verde musgo. Havia diversas cadeiras e espelhos. Um sofá preto estava no meio do local e dois meninos conversavam animadamente. Dois homens estavam fazendo a barba. Um terceiro cortava o cabelo. Scarlett parou na porta e falou com o recepcionista, um senhor de meia idade. Ouvi palavras como “mudar a cor” e estremeci.


- Você não vai...

- Cala a boca e senta lá. – Ela puxou Leon do ombro e o entregou pra mim. – Quando você acabar, vá até a loja de roupas. Diga seu nome e que eu mandei você ali. – Deu as costas e saiu andando.

- Ela é bem... Decidida. – Leon falou.

- Ô se é. – Olhei de cara feia pra ele. – Se não fosse você, eu nem aqui estaria.

- Ah, mudar essa tua cara feia quem saiba melhore teu astral.


Sentei na cadeira e o homem da recepção chamou um cabeleireiro. Ele parou atrás de mim, loiro de olhos verdes e magro. Trajava uma roupa preta.


- Acho melhor eu sentar aqui. – Leon foi até o sofá e subiu, para espanto do homem que ia cuidar do meu cabelo, que não acreditava que ele sabia falar.

- Recebi ordens para que você não visse o resultado. – O homem falou e virou minha cadeira para ele.

Na hora seguinte eu vi potes com tinta, tesouras e muito cabelo caindo do meu ombro. E vi a vontade de estrangular Scarlett crescer.


...


- Ahn... – Eu estava dentro de uma loja com paredes brancas e lotada de todos os tipos de roupa possíveis, alguns bem esquisitos. – Minha amiga Scarlett me mandou aqui.

- Oh, sim. – Uma mulher de cabelos brancos e roupa roxa me olhou de cima a baixo. – Por aqui.


Eu a segui. Subimos uma escada com um tapete preto e chegamos na sessão masculina. Havia cinco provadores de frente para a escada e um banco de veludo preto do lado direito do final da escada. Leon saltou e sentou ali, um sorriso malicioso no rosto. A mulher me guiou até o provador do meio e eu entrei. Havia roupas penduradas e até uma bolsa nova. Ótimo, porque Leon havia rasgado a minha. Tirei a roupa e comecei a vestir tudo que Scarlett havia preparado para mim. Vesti camisa, calça, casaco e sapatos novos. Assim que saí do provador, Leon olhou espantado para mim.


- Nossa. – Ele coçou o queixo. – Vou pedir pra ficar parecido com um Milotic, todo bonitão. Scarlett é bem capaz de conseguir fazer isso.

- Idiota. – Ri. Havia um grande espelho do lado esquerdo do corredor, eu olhei para lá e me espantei.


Meu cabelo ainda era preto, mas parecia mais vivo do que antes e agora estava espetado nas pontas. Usava tênis cinza e calça jeans azul clara, uma blusa preta e um casaco cinza na cor dos tênis com detalhes azuis na cor da calça. A bolsa agora era laranja e cinza. Eu olhei para mim. Parecia até outra pessoa.


- Até que ficou bom. – A voz de Scarlett estava atrás de mim.


Virei-me para agradecer e fiquei pasmo. Ela também havia mudado seu visual. Abandonou o vestido e agora usava uma calça azul clara num tom parecido com o da minha que ia até as canelas. Blusa listrada sem manga de branco com laranja, uma sandália que ia entrelaçada nos pés até as canelas na cor laranja. Um cordão com uma pedra azul estava em seu pescoço e a mochila agora era cinza com um cordão fino. A mudança mais radical era no cabelo. Curto, realçando as sardas do rosto e os olhos azuis. Ela estava maravilhosa.


- Você está... – Não consegui terminar.

- Diferente? – Ela se envergonhou.

- Linda. – Falei. – Mesmo, parabéns pela mudança.

- Obrigada. – Ela balançou os cabelos. – Agora que estamos diferentes, mesmo que eles voltem será difícil de nos achar.

- Nossa, ruiva. – Leon falou olhando pra ela. – Se eu fosse humano ia querer te dar uns pegas.

- Idiota. – Scarlett riu. – E então? – Ela cruzou os braços. – O que faremos?

- Vamos treinar para eu desafiar Argenta. – Falei enquanto descíamos as escadas. – Mas antes...

- O quê, senhor bonitão repaginado? – Leon falou no meu ombro.

- Em 5 dias entrar na Battle Frontier é um desafio. – Sorri.

- Como assim? – Scarlett falou confusa.

- Todo ano dois velhos amigos gostam de tornar a entrada na Battle Frontier... Complicada. – Ri.

- Sério? – Ela falou animada. – Quem são eles?

- Flint e Volkner.


...


- Eles estão em Snowpoint. – O homem de terno branco falou, analisando um mapa de Sinnoh numa tela logo abaixo dele. – Acabei de descobrir. Trazê-los de volta demandará no mínimo um mês.

- Infelizmente. – A mulher de terno feminino preto ao seu lado respondeu. – O que sugere, Sr. Gallagher?

- Não que eu vá perdê-lo de vista, mas... – Falou. – Se ele derrotou Argenta, possivelmente vai enfrentar Palmer, já que Thorton está fora e a mãe não é uma opção agora.

- Então o que faremos? – Ela indagou.


Ele riu e sentou-se do lado dela. Encarou o vidro grosso que estava a sua frente e separava os dois do grande Pokémon roxo que, furioso, tentava sair dali.


- Plano B.


@Notas do autor

Spoiler:
Mini guia editado, agora contendo a descrição perfeita de Jake, Scarlett, Amber e Galleghar;
O mapa da área da Battle Frontier será editado para uma qualidade melhor, bem como a identificação das cidades e etc;
Segunda temporada está programada para daqui duas semanas, vou começar a fazer as pesquisas para elaborar o enredo e escrever;
Agradecimentos especiais a Samm, que se dispôs a criar a descrição dos personagens em sua aparência real;

Se você leitor leu isso aqui, gostaria de agradecer por ter acompanhado essa história durante sua primeira fase! Sei que foi um pouco corrida, mas dessa vez será tudo mais padronizado. Obrigado aos leitores mais assíduos que sempre comentam e aos que comentam com menos frequência meu muito obrigado também, pois mostra que a fic realmente consegue atingir diversos públicos. E agora... O título da segunda temporada é:

Sophomore
avatar
Kirkos
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/08/2015


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Samm em Qua 30 Set 2015 - 22:05

Yoo o/

Ok, eu sei que quando eu comecei a ler essa fic você já tinha postado mais da metade da primeira temporada, mas eu to triste por ter que esperar pela próxima T^T Mas agora eu vou ter um motivo muito bom pra cobrar que ela esteja com qualidade alta, já que você vai ter um tempo pra pensar nela direitinho, então trate de escrever bem!

Falemos do capítulo então. Finalmente luta contra o trio ternura-não-tão-ternura! A batalha foi bem agitada, mas foi boa. Só eu acho muito estranho o Leon dizendo o nome dos próprios golpes antes de usá-los? Usa de uma vez, meu filho! Deixa um mistério no ar, surpreenda seus inimigos. Não precisa ficar ai gastando saliva heheh. Dispenso comentários sobre o quanto eu gosto mais do Leon a cada capítulo.

Achei a ideia do teleporte muito maneira apesar do pai da Sabrina poder usar ela sem um pokémon, alô primeira temporada do anime, você é ruim, mas a gente te ama. Adorei, ADOREI, eles terem ido pra Snowpoint, que é a minha cidade preferida no dppt. E essas personagens novas gente... o que dizer de alguém que você "mal conhece" e já considera pacas? Estou olhando pra você, Amber. Gostei muito da Roxie também, que apesar de eu não curtir o bw2, eu acho ela uma personagem bem interessante. Fiquei feliz pelo Gengar ter voltado ao seu estado normal e se juntado a ela ;D

E pra completar, nossos protagonistas amados (brinks, eu não gosto do jake e você sabe) participaram daqueles programas de moda doidos e repaginaram o visual. Ui! Haha, eu gostei deles terem feito isso, porque finalmente perceberam que não adiantava fugir pra sempre e continuar com a mesma aparência, né? Usaram o cérebro.

Eu fico por aqui! Achei muito divertido o capítulo, começou com ação, aí foi pro alívio cômico e terminou com mistério no ar. Quero ver esse vilão mais vezes, ele tá cheio de treta.

Besitos e até a próxima temporada ^.^
avatar
Samm
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/09/2015

Frase pessoal : ( ͡° ͜ʖ ͡°)


Ver perfil do usuário http://puhoi.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por megapikachu em Qui 1 Out 2015 - 1:48

season finale muito bom ja começou com ação todo mundo na base do desespero(que por sinal(pelo menos e o que eu acho) ficou muito criativo) eu vi a mini guia antes de comentar fiquei muito impressionado com o visual da scarlett ficou linda mesmo, o que me chamou mais atenção foi a da Amber além de não aceitar mais viajar com a Roxie ela teve espaço na mini guia eu acredito que ela vai se juntar com o jake e cia em algum ponto da fic esse Galleghar alem de misterioso banca uma Sledge da vida(Sledge e um vilão dos Power Rangers: Dino Charge) ou seja ja gostei dele todo tom misterioso faz o vilão ser mais amado ainda (que Sledge nunca tem esse to misterioso mas tem a mesma personalidade) bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Slow em Qui 1 Out 2015 - 14:08

Hey Kirkos o/


Primeiramente, desculpa por n ter comentando no capítulo anterior, mas é que não deu mesmo.

Olha, não sei como a Samm fez isso (desenhando no papel e digitalizando, diretamente no PC, sla), mas parabéns hein, achei bem bacana e bonito os personagens.

Também gostei da batalha, embora não achei muito... equilibrada. Como Leon disse, levou uma boa surra auehauehaeu. Não entendi direito a aparição de Weavile e Scizor, o cara não disse que iria dxar o Gengar se ferrar sozinho, pra conseguir tempo e tal? De toda forma, Weavile precisa aprender urgentemente o que é "PP", infeliz usou Blizzard como se fosse Tackle, embora creio que isso tenha a ver com a coloração. E que caras chatinhos hein, ninguém acerta o golpe neles. O único que se ferrou foi o Gengar, não sei qual foi a lógica do Kirlia em usar confuse ray em alguém que já estava confuso, sendo que tinham outras 2 opções. É impressão minha ou foi a primeira batalha do Gliscor, desde o começo da fic?

Quando o troço preto "evaporou" do Gengar, me veio em mente aquele cara do filme do Celebi (q n lembro o número), que capturava os Pokémons com aquela pokebola endiabrada e o Pokémon fica maligno e fortão (tadinho do Tyranitar, aliás ;-; ). Só que não muda a cor, mas sla.

Tenho quase toda certeza que o Jake vai para Unova, futuramente. Amiga em Unova, Darach em Unova, Pokedex de Unova, pokébolas, Roxie indo pra Unova (junto com o Gengar)... Unova já foi muito citada aqui. Chuto que ele vai começar com Oshawott :3

- Nossa, ruiva. – Leon falou olhando pra ela. – Se eu fosse humano ia querer te dar uns pegas.

Já falei que amo o Leon, né? EAUHEAUAHE só uma dentre todas as falas mitosas dele (Machamp com Teleport no outro capítulo, por exemplo). Uma coisa que tava pra falar desde o capítulo passado, que a Samm já citou, é o Leon ficar dizendo o nome do ataque. Fica muito estranho, como se ele tivesse se ordenando (embora eu já esteja bem acostumado com isso, como KA-ME-HA-ME-HAAA, Rasengaaan, Karyuu no..., por algum motivo, fica muito estranho em Pokémon). Da pra dizer qual ataque ele usou na descrição.

Bem, é isso, eu acho.
Boa sorte com a 2ª temporada (volta logo ;-; ), tchau e até o próximo capítulo o/


Última edição por IsaacXD7 em Qui 1 Out 2015 - 14:14, editado 2 vez(es) (Razão : Da onde eu tirei Weavile com 2 L?)
avatar
Slow
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2015

Frase pessoal : Don't go crying to your mama


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Black~ em Qui 1 Out 2015 - 21:12

Bom, vamos lá.

Novamente perdi de comentar o capítulo, o tempo tá foda, mas enfim. To com preguiça de fazer um Wall-post comentando o capítulo anterior também, então vou dar só uma overview, mas enfim. Sem delongas, vamos lá (de novo hue)

Bem, de modo geral, gostei do capítulo anterior. Aquele lance dos pesadelos foi simplesmente genial. Eu fiquei tipo "que bosta é essa?", eu pensei que a aparição do Ariados tinha algo a ver com o dono do circo, tipo ele ser o dono do Ariados ou algo do tipo huahuahuah, mas depois foi revelado que se tratava do pesadelo de cada um mesmo -q, mas enfim.

Eu até gostei do Leon lutando, mas sei lá, acho que ele não combina com batalhas, apesar de ser um pokémon huahuahuahuaha. Gostei do move7 dele, mas como disse, acabei não simpatizando muito com ele lutando, talvez seja porque ele é o nosso personagem favorito e por isso pareça estranho ele gritando pra ele mesmo: "AQUA TAIL!!!". Sério, achei bem estranho ele ficar gritando antes de atacar, mas enfim.

Mas o Leon que conhecemos tá cada dia melhor huahuhauhaa. Melhor personagem da fic disparado. Ele é muito espontâneo e fala qualquer coisa que vier à mente. Ele falando que ia pegar a Scarlett se ele fosse humano foi épico huahuaha. Ai, rio muito com o Leon. Ele é zika mesmo.

Eu gostei bastante da batalha, mas eu achei que a narração ficou meio confusa. Eu entendo que é difícil administrar uma batalha 3x3, ainda mais com tantas trocas de pokémon, mas sei lá, achei que ficou um pouco confusa. Teve horas que eu achei que tinha uns 5 pokémons do lado dos protagonistas, aí li novamente e consegui entender, mas nada de mais.

Outra coisa que me incomodou na batalha - mas aí é chatice minha mesmo huahuahua - é que tipo, os golpes não faziam sentido. Psychic em pokémon Dark. Shadow Claw e Shadow Ball em pokémons Normais. Blizzard vencendo Flamethrower. Enfim. Isso pode ser muita chatice minha mesmo², mas eu me senti meio incomodado com isso. Mas, não se preocupe, como já falei antes huahuauha. Enfim.

Eu achei muito legal essa troca de visual dos protagonistas. Parecia algo simples, mas acho que nenhum deles teve a brilhante ideia de disfarçar. Bem, de toda forma, gostei dos sprites/arte/desenho/whatever que ilustraram os personagens. Ficaram muito legais e parabéns à Samm, que os fez.

Cara, naquele momento que o Jake falou "Mas antes...", pensei que ele ia fazer igual o Leon e dar uns pegas na Scarlett =/. Pô, que vacilo do Jake -q. Mas, de toda forma, espero ansioso a batalha em dupla dele e da Scarlett contra o Flint e o Volkner, imagino que será uma batalha bem interessante e será bacana para o treinamento do Jake para a luta contra a Argenta. Só espero que o Jake não subestime os dois também huahuaha.

Esse vilão tá cada vez mais misterioso. Ninguém sabe os motivos dele. O Jake deve ter feito algo grave, mas enfim. Só estranhei o fato de ele não ter percebido a ausência do Gengar, ou talvez tenha sido de propósito. Quanto àquele pokémon roxo, fico no aguardo para ver qual é (esse cara tem tara por pokémons roxos? -q), já que pelo visto o pokémon estava bem nervoso.

Gostei da Roxie e da Amber. Eu não entendi muito a do Gengar, mas gostei do desfecho dele. Ele sofria bastante ali naquele meio e até que deu pra sentir pena do Gengar, mas se ele fosse pro time da Scarlett ia ficar bem clichê (o ruim -q), então, gostei bastante do desfecho. Essa Amber certamente vai ser personagem da história, já que ganhou até ficha, talvez ela entre pro time dos protagonistas. Enfim, vamos aguardar.

Caramba mano, eu gostei da desenvoltura do Kirlia e desse plot twist, com o Kirlia mandando os dois lá pra casa do carai -q. Apesar de ser um pouco daquela coisa de protagonista se saindo bem na última hora, etc. foi bem legal sim, mas enfim.

É só (só?) e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por -Murilo em Sex 2 Out 2015 - 11:30

Olá! Consegui acompanhar a primeira temporada da sua fic! \o/
Essa season finale foi ótima. Tava na hora de ter uma batalha digna contra os três negões. E cara, não tiveram a menor chance. Derrotaram todos os pokémns de Jake e Scarlett, mais Leon. Que Metal Claw demoníaco desse scizor. Pena que mais uma vez eles tiveram que fugir e o mistério ficará para a próxima temporada. Como era uma batalha tripla, eu fiquei um pouco confuso as vezes com quem tava atacando quem, ainda mais com as trocas de pokémons, mas prestando um pouco mais de atenção deu pra entender. Como era final de temporada eu imaginei que poderia haver mudanças, e ficou pelo visual deles. Se vai funcionar ainda não sabemos. O que o povo de terno branco quer também não. O que Roxie e Amber (é algum personagem que já existe? porque pelo nome não lembrei) fazem nessa fic e como ficará a situação de gengar também não. Véi, são muitas questões >.< Aliás eu tinha lido o pessoal dizendo que gengar poderia ser capturado por um dos meninos e tal, e sinceramente não entendi porque, porque ele me pareceu ser tão mau quanto os outros. Acho que só mais cansado dessa vida, vai saber né. Bem, não estou me lembrando de mais nada pra comentar, então até a próxima season. Volkner e o outro são gyms leaders voadores né? Significará uma sky battle?
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Kirkos em Qua 14 Out 2015 - 20:19

E aí, folks! Season 2 se iniciando! Eu ia estender por mais um tempo mas fiquei com medo de acabar desistindo e como esse capítulo de hoje já tinha sido revisado eu resolvi adiantar um pouco a volta da fic. Primeiro de tudo, vou responder aos comentários:

Respostas aos comentários:

@Samm escreveu:
Yoo o/

Ok, eu sei que quando eu comecei a ler essa fic você já tinha postado mais da metade da primeira temporada, mas eu to triste por ter que esperar pela próxima T^T Mas agora eu vou ter um motivo muito bom pra cobrar que ela esteja com qualidade alta, já que você vai ter um tempo pra pensar nela direitinho, então trate de escrever bem!

Falemos do capítulo então. Finalmente luta contra o trio ternura-não-tão-ternura! A batalha foi bem agitada, mas foi boa. Só eu acho muito estranho o Leon dizendo o nome dos próprios golpes antes de usá-los? Usa de uma vez, meu filho! Deixa um mistério no ar, surpreenda seus inimigos. Não precisa ficar ai gastando saliva heheh. Dispenso comentários sobre o quanto eu gosto mais do Leon a cada capítulo.

Achei a ideia do teleporte muito maneira apesar do pai da Sabrina poder usar ela sem um pokémon, alô primeira temporada do anime, você é ruim, mas a gente te ama. Adorei, ADOREI, eles terem ido pra Snowpoint, que é a minha cidade preferida no dppt. E essas personagens novas gente... o que dizer de alguém que você "mal conhece" e já considera pacas? Estou olhando pra você, Amber. Gostei muito da Roxie também, que apesar de eu não curtir o bw2, eu acho ela uma personagem bem interessante. Fiquei feliz pelo Gengar ter voltado ao seu estado normal e se juntado a ela ;D

E pra completar, nossos protagonistas amados (brinks, eu não gosto do jake e você sabe) participaram daqueles programas de moda doidos e repaginaram o visual. Ui! Haha, eu gostei deles terem feito isso, porque finalmente perceberam que não adiantava fugir pra sempre e continuar com a mesma aparência, né? Usaram o cérebro.

Eu fico por aqui! Achei muito divertido o capítulo, começou com ação, aí foi pro alívio cômico e terminou com mistério no ar. Quero ver esse vilão mais vezes, ele tá cheio de treta.

Besitos e até a próxima temporada ^.^

Simmmm, finalmente uma luta "decente" contra o trio. Leon está programado para lutar só dessa vez então o lance dele falar o golpe antes dele usar meio que vai ser abolido, fica tranquila!
O lance do teleport foi pensado de última hora porque eu realmente não tava com ideias muito boas sobre como eles "venceriam" a luta, aí eu olhei o moveset da Kirlia e bateu essa ideia. Acho que ficou legal mesmo. Quanto a Amber... Hhahahah você verá mais coisas interessantes sobre ela (:
Mudar a roupa realmente era necessário, eu queria que os dois passassem por uma "repaginada" no visual e graças a você isso foi possível, brigado <333
Quanto ao antagonista... Calma. Ele vai aparecer mais vezes essa season.

@megapikachu escreveu:season finale muito bom ja começou com ação todo mundo na base do desespero(que por sinal(pelo menos e o que eu acho) ficou muito criativo) eu vi a mini guia antes de comentar fiquei muito impressionado com o visual da scarlett ficou linda mesmo, o que me chamou mais atenção foi a da Amber além de não aceitar mais viajar com a Roxie ela teve espaço na mini guia eu acredito que ela vai se juntar com o jake e cia em algum ponto da fic esse Galleghar alem de misterioso banca uma Sledge da vida(Sledge e um vilão dos Power Rangers: Dino Charge) ou seja ja gostei dele todo tom misterioso faz o vilão ser mais amado ainda (que Sledge nunca tem esse to misterioso mas tem a mesma personalidade) bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs

Sim, sim! Quando eles começaram a apanhar muito sério o desespero bateu, mas também convenhamos: os 2 estavam bem mais fortes e apesar do Gengar não ser tão forte os 3 acabaram dando bastante trabalho pro Jake. Quanto a Amber, sim... Eu pequei em tê-la posto logo assim que ela apareceu no guia mas ela de fato de um papel importante na história. Aguarde!

IsaacXD7 escreveu:Hey Kirkos o/


Primeiramente, desculpa por n ter comentando no capítulo anterior, mas é que não deu mesmo.

Olha, não sei como a Samm fez isso (desenhando no papel e digitalizando, diretamente no PC, sla), mas parabéns hein, achei bem bacana e bonito os personagens.

Também gostei da batalha, embora não achei muito... equilibrada. Como Leon disse, levou uma boa surra auehauehaeu. Não entendi direito a aparição de Weavile e Scizor, o cara não disse que iria dxar o Gengar se ferrar sozinho, pra conseguir tempo e tal? De toda forma, Weavile precisa aprender urgentemente o que é "PP", infeliz usou Blizzard como se fosse Tackle, embora creio que isso tenha a ver com a coloração. E que caras chatinhos hein, ninguém acerta o golpe neles. O único que se ferrou foi o Gengar, não sei qual foi a lógica do Kirlia em usar confuse ray em alguém que já estava confuso, sendo que tinham outras 2 opções. É impressão minha ou foi a primeira batalha do Gliscor, desde o começo da fic?

Quando o troço preto "evaporou" do Gengar, me veio em mente aquele cara do filme do Celebi (q n lembro o número), que capturava os Pokémons com aquela pokebola endiabrada e o Pokémon fica maligno e fortão (tadinho do Tyranitar, aliás ;-; ). Só que não muda a cor, mas sla.

Tenho quase toda certeza que o Jake vai para Unova, futuramente. Amiga em Unova, Darach em Unova, Pokedex de Unova, pokébolas, Roxie indo pra Unova (junto com o Gengar)... Unova já foi muito citada aqui. Chuto que ele vai começar com Oshawott :3

- Nossa, ruiva. – Leon falou olhando pra ela. – Se eu fosse humano ia querer te dar uns pegas.

Já falei que amo o Leon, né? EAUHEAUAHE só uma dentre todas as falas mitosas dele (Machamp com Teleport no outro capítulo, por exemplo). Uma coisa que tava pra falar desde o capítulo passado, que a Samm já citou, é o Leon ficar dizendo o nome do ataque. Fica muito estranho, como se ele tivesse se ordenando (embora eu já esteja bem acostumado com isso, como KA-ME-HA-ME-HAAA, Rasengaaan, Karyuu no..., por algum motivo, fica muito estranho em Pokémon). Da pra dizer qual ataque ele usou na descrição.

Bem, é isso, eu acho.
Boa sorte com a 2ª temporada (volta logo ;-; ), tchau e até o próximo capítulo o/

Relax, eu não me incomodo que você fique comentando capítulo sim, capítulo não! Sempre que comentar será muito bem vindo de ler! (:
Samm é talentosa demais, adorei quando ela me passou as artes finais dos personagens <33
Ah, uma coisa que não ficou bem explicada que eu queria te explicar: quando o Galleghar mandou o Gengar ir atrás do Gengar sozinho e disse que ia dar um tempo para os dois restantes ele se referiu ao tempo entre o último encontro deles e quando eles dois encontraram com Gengar na cidade do Battle Hall, entendeu?
O lance da batalha realmente foi pra mostrar que nada disso importa pra eles, PP pra Weavile não existe, ele é meio que "modificado" geneticamente pra ser forte como é. Sim, Gliscor lutou pela primeira vez hahahaha
Quanto ao futuro de Jake, eu tenho um spin off decidido depois dessa história toda acabar... Mas não vou revelar onde vai se passar hahaha
Eu fico impressionado com a aceitação do Leon na fic, eu o planejei para apenas ser um coadjuvante mas ele tá arrasando muito, que bom!

@Black~ escreveu:Bom, vamos lá.

Novamente perdi de comentar o capítulo, o tempo tá foda, mas enfim. To com preguiça de fazer um Wall-post comentando o capítulo anterior também, então vou dar só uma overview, mas enfim. Sem delongas, vamos lá (de novo hue)

Bem, de modo geral, gostei do capítulo anterior. Aquele lance dos pesadelos foi simplesmente genial. Eu fiquei tipo "que bosta é essa?", eu pensei que a aparição do Ariados tinha algo a ver com o dono do circo, tipo ele ser o dono do Ariados ou algo do tipo huahuahuah, mas depois foi revelado que se tratava do pesadelo de cada um mesmo -q, mas enfim.

Eu até gostei do Leon lutando, mas sei lá, acho que ele não combina com batalhas, apesar de ser um pokémon huahuahuahuaha. Gostei do move7 dele, mas como disse, acabei não simpatizando muito com ele lutando, talvez seja porque ele é o nosso personagem favorito e por isso pareça estranho ele gritando pra ele mesmo: "AQUA TAIL!!!". Sério, achei bem estranho ele ficar gritando antes de atacar, mas enfim.

Mas o Leon que conhecemos tá cada dia melhor huahuhauhaa. Melhor personagem da fic disparado. Ele é muito espontâneo e fala qualquer coisa que vier à mente. Ele falando que ia pegar a Scarlett se ele fosse humano foi épico huahuaha. Ai, rio muito com o Leon. Ele é zika mesmo.

Eu gostei bastante da batalha, mas eu achei que a narração ficou meio confusa. Eu entendo que é difícil administrar uma batalha 3x3, ainda mais com tantas trocas de pokémon, mas sei lá, achei que ficou um pouco confusa. Teve horas que eu achei que tinha uns 5 pokémons do lado dos protagonistas, aí li novamente e consegui entender, mas nada de mais.

Outra coisa que me incomodou na batalha - mas aí é chatice minha mesmo huahuahua - é que tipo, os golpes não faziam sentido. Psychic em pokémon Dark. Shadow Claw e Shadow Ball em pokémons Normais. Blizzard vencendo Flamethrower. Enfim. Isso pode ser muita chatice minha mesmo², mas eu me senti meio incomodado com isso. Mas, não se preocupe, como já falei antes huahuauha. Enfim.

Eu achei muito legal essa troca de visual dos protagonistas. Parecia algo simples, mas acho que nenhum deles teve a brilhante ideia de disfarçar. Bem, de toda forma, gostei dos sprites/arte/desenho/whatever que ilustraram os personagens. Ficaram muito legais e parabéns à Samm, que os fez.

Cara, naquele momento que o Jake falou "Mas antes...", pensei que ele ia fazer igual o Leon e dar uns pegas na Scarlett =/. Pô, que vacilo do Jake -q. Mas, de toda forma, espero ansioso a batalha em dupla dele e da Scarlett contra o Flint e o Volkner, imagino que será uma batalha bem interessante e será bacana para o treinamento do Jake para a luta contra a Argenta. Só espero que o Jake não subestime os dois também huahuaha.

Esse vilão tá cada vez mais misterioso. Ninguém sabe os motivos dele. O Jake deve ter feito algo grave, mas enfim. Só estranhei o fato de ele não ter percebido a ausência do Gengar, ou talvez tenha sido de propósito. Quanto àquele pokémon roxo, fico no aguardo para ver qual é (esse cara tem tara por pokémons roxos? -q), já que pelo visto o pokémon estava bem nervoso.

Gostei da Roxie e da Amber. Eu não entendi muito a do Gengar, mas gostei do desfecho dele. Ele sofria bastante ali naquele meio e até que deu pra sentir pena do Gengar, mas se ele fosse pro time da Scarlett ia ficar bem clichê (o ruim -q), então, gostei bastante do desfecho. Essa Amber certamente vai ser personagem da história, já que ganhou até ficha, talvez ela entre pro time dos protagonistas. Enfim, vamos aguardar.

Caramba mano, eu gostei da desenvoltura do Kirlia e desse plot twist, com o Kirlia mandando os dois lá pra casa do carai -q. Apesar de ser um pouco daquela coisa de protagonista se saindo bem na última hora, etc. foi bem legal sim, mas enfim.

É só (só?) e boa sorte com a fic.

Bom, vamos lá. Teu comentário tá enorme e eu tenho 251515415018 coisas pra falar dele, obrigado!
O lance do Leon eu já mencionei aqui antes, ele não lutará mais então esse lance dele ficar falando antes de atacar não vai rolar mais não. Sério, tô amando que vocês tão gostando do Leon hahaha <333 Quanto a batalha, realmente administrar 15 pokémons lutando é super complicado então pode mesmo ter ficado um pouco confusa. O lance dos golpes é proposital, parece burrice até minha enquanto escritor mas acredite que não é não. A mudança de visual também é algo que eu vinha pensando e queria concretizá-la tem muito tempo, quando tive a oportunidade eu a introduzi na história.
O antagonista realmente é misterioso e eu não vou revelar os motivos dele aos poucos não, vai ser uma coisa bem na hora mesmo que será revelada. Quanto a Amber... É, ela é importante pra história mesmo hahaha A sorte deles com a Kirlia realmente era pra passar essa ideia de sorte e quanto a Plot Twist... Tem um que eu tenho absoluta certeza que vai chocar TODO MUNDO hahahah

@-Murilo escreveu:Olá! Consegui acompanhar a primeira temporada da sua fic! \o/
Essa season finale foi ótima. Tava na hora de ter uma batalha digna contra os três negões. E cara, não tiveram a menor chance. Derrotaram todos os pokémns de Jake e Scarlett, mais Leon. Que Metal Claw demoníaco desse scizor. Pena que mais uma vez eles tiveram que fugir e o mistério ficará para a próxima temporada. Como era uma batalha tripla, eu fiquei um pouco confuso as vezes com quem tava atacando quem, ainda mais com as trocas de pokémons, mas prestando um pouco mais de atenção deu pra entender. Como era final de temporada eu imaginei que poderia haver mudanças, e ficou pelo visual deles. Se vai funcionar ainda não sabemos. O que o povo de terno branco quer também não. O que Roxie e Amber (é algum personagem que já existe? porque pelo nome não lembrei) fazem nessa fic e como ficará a situação de gengar também não. Véi, são muitas questões >.< Aliás eu tinha lido o pessoal dizendo que gengar poderia ser capturado por um dos meninos e tal, e sinceramente não entendi porque, porque ele me pareceu ser tão mau quanto os outros. Acho que só mais cansado dessa vida, vai saber né. Bem, não estou me lembrando de mais nada pra comentar, então até a próxima season. Volkner e o outro são gyms leaders voadores né? Significará uma sky battle?

Hahahaha! Que bom que conseguiu! Tenta nessa agora também!
Obrigado, eu me esforcei bastante para conseguir um bom resultado. A intenção era realmente essa dos protagonistas tomarem uma surra. O mistério de quem é o vilão realmente se estenderá para as próximas duas temporadas, então continue acompanhando para responder suas perguntas (:
Roxie existe, é líder do ginásio de Virbank lá em Unova enquanto Amber é personagem exclusiva da fic. Gengar foi embora com Roxie para Unova, se isso não ficou claro tá esclarecido agora (:
Flint é o Elite 4 de Sinnoh enquanto Volkner é o líder de ginásio de Sunnyshore. Ah, eles não são gym leaders do tipo voador :/

E agora apresento vocês a Season Two: Sophomore!



Season 2 - Sophomore

Capítulo 13 - Tag Battle! Flint and Volkner x Jake and Scarlett!




         Os três dias seguintes foram de treinamento intenso com Porygon Z e Togekiss para a revanche com Argenta. Faltando dois dias, pegamos um ônibus que ia para a área da Sinnoh League, fazendo uma parada na rodoviária que existe na entrada da Battle Frontier.

    O ônibus andava rápido e estava amanhecendo, passamos a noite toda dormindo. Scarlett estava sentada na poltrona perto da Janela com Leon em seu colo, os dois dormiam tranquilos. Eu conversava baixo no Pokétch com Thorton:


- Argenta tá usando a estratégia básica de Tag Battle dela. – Ele falou. – É tão fácil derrotá-la se você tiver os ataques certos que chega a me dar sono.

- Nossa... Como você é bonzão, hein? – Cortei-o. – Me admira muito que só desafiou a Battle Frontier quando tinha vinte anos.

- E venci os quatro facilmente, diferentemente de alguém que eu conheço. – Thorton rebateu.

- Quero só ver quando eu chegar na Battle Factory e acabar com você. – Falei.

- Devo esperar sentado? Aliás, mudando de assunto, já que você vai levar muito tempo pra chegar aqui eu...

- Você já voltou? – Comentei espantado. Pra mim ele ainda estava viajando. – Quando?

- Tem uns... – Uma pausa. – Cinco minutos. Voltando ao assunto, antes de você me cortar... Preciso que me faça um favor.

- Qual?

- Depois e se você derrotar Argenta, quando seguir para a Battle Tower, não vá pela planície perto da cidade do Battle Hall. – Enquanto ele falava um grande falatório era ouvido atrás dele.

- Não? – Falei confuso.

- Não. Você vai passar por Skypone, antes de chegar lá você vai parar na floresta atrás da cidade.

- E daí? O que você quer que eu faça?

- Por enquanto não vou falar. – Ele falou e gritou alguma coisa para alguém. – Só estou dizendo que você vai passar por lá e vai me avisar quando chegar. – Outro grito. – Preciso ir.


E desligou o Pokétch. Fiz uma anotação mental de avisar a Thorton quando eu chegasse lá e o ônibus deu um solavanco pra frente, acordando Leon:


- Já chegamos? – Ele olhou para a janela.


Olhei para a janela. Já era possível ver o grande arco cinza que delimitava a Battle Frontier Area. Leon cutucou Scarlett, que acordou e se espreguiçou:


- Ai, ai. – Ela esticou os braços. – Que sono bom esse que eu tive. Obrigada, Leon.

- Disponha, ruiva. – Ele se apoiou na janela. – Eita nós, estamos chegando. To morrendo de fome, tem algum lugar pra comer aqui?

- Sim, seu esfomeado. – Falei enquanto guardava o pokétch na minha bolsa. Chequei os bilhetes de volta, para daqui 3 dias.


    O ônibus fez uma curva a esquerda e entrou numa pequena rodoviária feita de madeira antiga. Saltamos e Leon dessa vez foi no ombro de Scarlett. Havia uma lanchonete em frente a rodoviária, Scarlett foi a frente e eu parei para olhar o arco de entrada, que contava com uma pequena estrutura grande quadrada que era usada para registrar a entrada e a saída de pessoas. Grades iam para ambos os lados até perder de vista. Era possível ver colunas de fogo e eletricidade subindo aos céus. Dei um sorriso. Flint e Volkner já estavam na entrada impedindo a todos de entrar.


- Eles já estão lá. – Falei. Scarlett virou-se para mim.

- Ótimo, vamos comer e ir lá.

- Exatamente. – Leon coçou o focinho. – Não to a fim de ver isso de barriga vazia não.


...


    Passamos pela roleta de saída da estrutura que eu havia observado. Uma recepcionista segurava uma caneta na mão esquerda enquanto a direita apontava para uma página preenchida com algumas letras. Olhamos para cima e a lona cinza vibrava com os ataques dos pokémons dos desafiantes que tentavam entrar.


- Por que as pessoas simplesmente não voam pela parte de cima da cerca?  - Scarlett falou olhando para frente, encarnado duas figuras de costas para nós.

- Qual a graça de desafiar a Battle Frontier sem ter um bom treino com eles dois? – Ri.


    O Luxray de Volkner e o Infernape de Flint lutavam com um Gastrodon e um Quagsire. A dona dos dois, uma menina negra de cabelo encaracolado ruivo e vestido azul. Havia um tapete vermelho que saía da estrutura que estávamos e ia até o final da lona. Saímos pela esquerda e demos a volta. Infernape usou Close Combat no Gastrodon enquanto Luxray projetou seu corpo em um Giga Impact poderoso. Os dois pokémons da desafiante foram derrotados rapidamente.


- Eles são fortes. – Scarlett falou admirada enquanto dávamos a volta para ficar atrás da menina.

- Sim, são. – Olhei pra ela. – O segredo de vencê-los é tentar derrotar Volkner primeiro e depois focar em Infernape, que é claramente o mais forte dos dois.

- Hum... – Leon falou do ombro de Scarlett. – Ele é o Elite 4 do tipo fogo né?

- É, sim. – A menina recolheu os pokémons e conversava com os dois, Volkner olhou de soslaio para nós dois e desconfiado para mim. – É bem difícil de derrotá-lo.


Leon ia falar alguma coisa, mas a menina passou por nós e Flint acabou olhando para mim. Ele e Volkner trocaram um olhar e ele falou:


- Jake? É você? – Ele pôs a mão no cabelo vermelho.

- Sim, estou diferente eu sei. – Falei rindo. Infernape e Luxray pararam do lado de seus respectivos donos.

- Percebi. – Volkner falou acariciando o focinho de Luxray. – O que você está fazendo aqui? E quem é sua amiga? – Ele falou apontando para ela.

- Eu quero entrar na Battle Frontier. – Pus a mão no ombro dela. – Essa é minha amiga, Scarlett. – Ela riu para os dois. – E esse aqui é o Leon. – Dei um tapinha na cabeça dele.

- Ahn... Oi. – Ele coçou a orelha e riu. – Sim, eu sei falar. Não surtem.


Flint e Volkner escancaram a boca e ficaram encarando o Pokémon verde. Eu estalei os dedos na frente dos dois e eles despertaram do transe:


- Ele ainda por cima é Shiny. – Flint coçou o queixo.

- É, se eu pudesse escolher iria querer ganhar na loteria. – Ele falou saltando do ombro de Scarlet. – Bem, vocês vão batalhar ou não?

- Sua mãe deixou você fazer isso? – Volkner perguntou desconfiado.

- Sim, na realidade... – Cocei a cabeça meio sem jeito. – Eu vim aqui só pra batalhar com vocês mesmo.

- Ahn... – Flint e Volkner trocaram um olhar. – Na realidade a brincadeira era não deixar ninguém entrar hoje, mas como o movimento só cresce depois do meio-dia... – Eles trocaram outro olhar e sorriram. – Acho que podemos lutar. Nós dois contra você e...

- Nada disso. – Scarlett se posicionou. – Eu vou lutar junto com Jake.


Os dois se olharam de novo, sem entender. Deram de ombros e se afastaram de nós. Infernape e Luxray pararam na frente deles. Eu e Scarlett recuamos alguns passos e colocamos nossas mochilas perto de Leon, que encontrou um pequeno arbusto confortável suficiente e se jogou ali mesmo.


- Bem, já posicionamos nossos pokémons.  Aliás, vocês têm direito a usar quatro no total e nós apenas dois. – Volkner falou ajeitando o casaco azul. – É a vez de vocês.

- Scarlett, ele é um Elite 4 e Volkner é o líder de ginásio mais forte de Sinnoh. – Olhei para ela. – Precisamos usar pokémons que tenham vantagem para quando usarmos o segundo podermos derrotá-los.

- O que você sugere? – Ela olhou para mim.

- Garchomp e Gliscor são as escolhas mais óbvias. – Eu falei. Ela sacou uma pokébola e eu segurei a mão dela. – Entretanto... Como Infernape é o mais forte, vamos explorar outra coisa óbvia em relação a vantagem de Infernape.

- Floatzel? – Scarlett falou espantada. – Mas Luxray...

- Pra isso eu vou usar Garchomp. – Sorri. – Ele cobre a desvantagem de Floatzel com Luxray, depois usamos Z e Gliscor. Tudo bem que Z tem fraqueja ao tipo lutador de Infernape, mas Gliscor está aí pra isso. Segurei a pokébola de Garchomp. – Além disso, o Muddy Water dele tem vantagem contra os dois. Vai dar certo, confia em mim.

- Tenho que dizer que apesar de às vezes você fazer umas burradas muito sérias na hora de batalhar e possivelmente estar condenando meu Floatzel a uma surra, admito que é uma boa ideia. – Ela sacou a pokébola de Floatzel. – Manda esse dragão proteger ele se não eu te arrebento.


Rimos. Em movimentos sincronizados lançamos as pokébolas para cima. Floatzel e Garchomp apareceram na nossa frente.


- Eu até iria bancar o juiz, mas aqui tá tão confortável que eu vou ficar só olhando. Comecem aí essa batalha. – Leon falou encarando o céu azul.

- Scarlett, foca no Infernape. Toda vez que o Garchomp usar Earthquake manda o Floatzel ou subir no Garchomp ou pular.

- A gente começa! – Volkner falou animado. – Thunder Fang!

- Close Combat!


Luxray saiu correndo com as presas emanando eletricidade, Infernape saltou na frente de Garchomp. Eu e Scarlett havíamos nos preparado para essa ofensiva. Demos sorrisos maliciosos.


- Stone Edge!

- Muddy Water!


Garchomp cruzou as patas e jogou a sequência de pedras para frente, Floatzel ergueu os braços e a onda de lama se ergueu na direção dos dois. Flint rapidamente mudou de estratégia.


- Flare Blitz! – Ele apontou para frente.

- Fica atrás do Infernape!


Luxray recuou e correu atrás de Infernape, cujo corpo irrompeu em chamas e atravessou o Muddy Water, o Pokémon elétrico pulou atrás dele. O macaco jogou o Flare Blitz em Garchomp antes destruindo as pedras do Stone Edge e o Thunder Fang acertou a barriga de Floatzel. Garchomp caiu para trás e a doninha soltou um ganido alto.


- Nossa... Ele é muito forte. O golpe do tipo fogo conseguiu desferir dano no Garchomp. – Scarlett falou impressionada.

- Levanta! Usa uma sequência de Dragon Claw! – O dragão ergueu-se e foi para frente.

- Aqua Jet!

- Thunderbolt! – Volkner gritou com fúria na voz.

- Close Combat! Atravessa esse Dragon Claw! – Flint ordenou rapidamente.


As patas de Garchomp e os punhos de Infernape brilharam. Ambos trocaram uma sequência de golpes intermináveis, com o macaco levando vantagem sobre o dragão. Floatzel tentava usar o Aqua Jet para ajudar o parceiro, mas o ataque elétrico de Luxray o afastava.


- Sonic Boom! – Ele rodopiou e a cauda brilhou, lançando o ataque em seguida.

- Morde a cauda com o Thunder Fang! – Volkner gritou.

- Earthquake! – Berrei.

- Aqua Jet pra cima!


Garchomp conseguiu acertar um golpe no queixo de Infernape que foi para trás. Em seguida, ele se jogou no chão e tudo na sua volta tremeu. Os dois oponentes esbarraram um no outro. Floatzel aproveitou a deixa e jogou o Aqua Jet no macaco.


- SEGURA ELE! – Flint gritou empolgado.

- SAI DAÍ! – Scarlett berrou.

- THUNDERPUNCH!


Infernape segurou a cauda da doninha com a mão esquerda, a direita brilhou na cor amarela e ele acertou o soco na barriga dele que foi pra cima.


- Thunderbolt! – Volkner falou.

- Stone Edge! Não deixa! – Falei, uma gota de suor escorrendo no rosto.

- Close Combat nele!


Garchomp tentou conjurar as pedras, mas Infernape foi mais rápido e acertou a barriga dele com múltiplos socos. Floatzel foi eletrocutado e caiu perto de Scarlett, derrotado.


- EARTHQUAKE DE NOVO! – Gritei.


Todo o chão tremeu com mais força que antes. Luxray tombou para o lado, mas Infernape o segurou. Tive uma ideia:


- Eles estão se cobrindo o tempo todo. Chama o Gliscor e vamos tentar nos cobrir do mesmo jeito que eles estão fazendo.

- Gliscor! – Ela lançou a pokébola e o grande morcego apareceu, causando espanto nos adversários. – Dig!


Gliscor pulou no chão e abriu um buraco. Infernape e Luxray ficaram de costas um para o outro. Era a chance de eu tentar atacar de novo.


- Stone Edge! – Garchomp cruzou as patas e arremessou a sequência de pedras, os dois pareceram não se importar com o ataque.

- Close Combat para destruir as pedras! – Infernape destruiu todas elas.


Gliscor subiu e Luxray saltou para o lado, Volkner pareceu que já estava prevendo esse movimento.


- Iron Tail! – A cauda dele brilhou e acertou Gliscor que foi ao chão.

- Stone Edge de novo! – As pedras foram na direção de Luxray, Infernape saltou e parou atrás do meu dragão.

- Close Combat!


Diversos socos foram desferidos nas costas de Garchomp, que caiu no chão. Derrotado. Recolhi a pokébola.


- Gliscor levanta! Quick Attack!

- Porygon Z! – Lancei a pokébola. – Psychic no Infernape!


Gliscor projetou seu corpo na direção de Luxray. Z levantou Infernape e o jogou no chão, Flint e Volkner trocaram um olhar e riram. Tramavam alguma coisa.


- Scarlett, usa o Dig novo. – Olhei pra ela.

- Usa o Dig!

- Vai atrás dele! – Gritei para Z.


O morcego lançou-se no chão e Z pulou atrás. Os dois adversários ficaram de costas um para o outro. Leon olhava a batalha e vez ou outra abria minha mochila para pegar alguma coisa para comer e não ligava muito para nós.


- Pra cima! – Flint ordenou. Infernape ergueu Luxray e o lançou para cima.

- Iron Tail!


O chão perto de Infernape tremeu e Gliscor subiu, acertando. Luxray deu diversas piruetas com a cauda brilhando, pronto para acertar em Gliscor.

Dessa vez os dois a darem o riso não foram eles, fomos nós. Juntei ar e gritei com toda a força que meus pulmões poderiam:


- ICE BEAM! – Z irrompeu do buraco e disparou o ataque, ainda não perfeito. Foi o suficiente para congelar a cauda de Luxray.

- ACERTA NELE! – Volkner gritou.

- NÃO VAI NÃO! GUILLOTINE! – Scarlett falou histérica.


Gliscor jogou Infernape pro lado e sua pinça esquerda brilhou em uma energia negra. Ele veio de encontro com Luxray e o acertou na barriga, jogando-o perto de Flint, derrotado.


- EBA! – Ela gritou. – CONSEGUIMOS UM!

- Flare Blitz nos dois. – Flint falou sério.


Infernape irrompeu em chamas e se jogou em cima de nosso pokémons, jogando-os para perto de nós. Volkner recolheu Luxray e recuou alguns passos. Agora éramos nós dois contra Flint, podíamos ter uma chance, mesmo que pequena.


- Thunderbolt! – Ordenei. Z se encolheu e se esticou em seguida, lançando a eletricidade para frente.

- Quick Attack! – Scarlett falou.

- Ataque normal em um Pokémon lutador? – Flint riu. – Flare Blitz de novo!

- Rodopia pra fugir! – Ordenei. – Z se apoiou na cauda e girou.


Infernape acertou Gliscor, mas não conseguiu acertar meu Pokémon que prontamente havia escapado. Scarlett prontamente ordenou outro movimento.


- Dig!

- Vai atrás dele! – Falei. Iríamos usar a mesma estratégia.


Infernape parou no chão e ficou com os braços esticados e a cabeça irrompendo em chamas olhando para os dois lados. Volkner e ele trocaram duas palavras e ele virou-se para nós.


- Vocês realmente acham que vão me pegar com essa de nov...


Gliscor irrompeu do chão bem debaixo dos pés de Infernape.


- ICE BEAM! – Gritei.

- SEGURA O GLISCOR! – Flint gritou com toda a fúria que podia.


Infernape se jogou para o lado e segurou a cauda de Gliscor, Z arremessou o Ice Beam depressa demais para eu poder ordenar que parasse, acertando Gliscor e o fazendo dar três cambalhotas para cima. O morcego caiu na frente dele. Z subiu do buraco. Flint não perdeu tempo.


- CLOSE COMBAT! – Outro grito.

- EVAZIVA COM RODOPIO E THUNDERBOLT! – Z conseguiu rodopiar e ia lançar a eletricidade, mas o macaco foi mais rápido, desferindo uma série de golpes em meu Pokémon que caiu para o lado, claramente atordoado.

- Desculpa, Jake. – Ela recolheu seu Pokémon.


Fiz um sinal de positivo para ela. Olhei para Z, ele estava fraco e Infernape parecia incrivelmente bem. Eu queria testar mais uma vez o Ice Beam então fiz uma loucura.


- Ice Beam.

- Mas Jake, o tipo dele...

- ICE BEAM! AGORA! – Gritei com toda a força que eu podia ter.


Ele levantou-se e encarou Infernape, que ria para ele. Respirou fundo e criou o ataque, lançando em sua perfeição na direção do macaco, com força total.


- Cruza com o Flare Blitz! – Ele irrompeu em chamas e atravessou meu ataque, parando na frente de Z que olhou assustado para ele.

- Psychic! – Ele chegou a brilhar os olhos para segurá-lo, mas Flint foi mais rápido.

- Close Combat!


Mais uma sequência de golpes. O Pokémon rosa e azul aguentou o máximo que pôde, mas já estava sem forças. Caiu na minha frente. Derrotado.


- Odeio isso. Eu sempre perco e você sempre vence. – Volkner falou dando um soco em Flint.

- Faz parte de ser um Elite 4. – Ele riu.


Me ajoelhei e peguei Z no colo. Ele riu para mim.


- Obrigado, amigo. – Recolhi-o de volta para sua pokébola.

- Até que fomos bem, derrotamos um dos deles. – Ela pôs a mão em meu ombro. – E ele conseguiu aperfeiçoar o Ice Beam e o rodopio dele está muito melhor.

- Ele não sabia o ataque ainda? – Agora os dois estavam na nossa frente.

- Não, Volkner. – Falei levantando-me. – Tentou usar contra Argenta, mas não deu certo.

- Parabéns aos dois pela luta. – Flint falou. – Foram muito bem. – Infernape estava do lado dele rindo para nós.

- Obrigado. – Falamos em uníssono.

- Bem, vocês não venceram então tecnicamente não podem entrar, mas... – Volkner coçou a cabeça. – Vocês já estavam dentro então acho que tudo bem e...

- O QUÊ? ELES JÁ PERDERAM? QUE CHOCANTE! – Leon gritou ironicamente do arbusto.


Scarlett lançou uma pedra nele que desviou e caiu do arbusto. Nós quatro rimos.

Havia um Pokémon Center perto de uma pequena montanha que era possível ser visto de onde estávamos. Volkner apontou para lá:


- Lá tem sempre algum quarto sobrando, caso queiram dormir por aqui hoje. Dá até pra você aperfeiçoar o Ice Beam do seu Porygon.

- É uma boa ideia. – Olhei para Scarlett. – Temos tempo até o dia de voltarmos.


Nos despedimos bem na hora que dois meninos chegaram correndo eufóricos pedindo uma batalha. Flint continuou com Infernape enquanto deu pra se ouvir Volkner chamando seu Electivire:


- Geralmente ninguém vence esses dois não? – Leon falou subindo no meu ombro.

- Não, apesar de Volkner ser bem mais fácil de derrotar do que Flint, eles geralmente não perdem muitas vezes não. – Falei mexendo na minha mochila.

- E como você conheceu eles dois? – Scarlett perguntou.

- Ah, lutei com Volkner em Sunnyshore e Flint mora lá, então era meio óbvio que ficando amigo de um eu conheceria o outro. Lutei com Flint várias vezes já. – Ri. – Obviamente apanhei.


Scarlett olhou para mim impressionada. Fiquei confuso.


- O que foi?

- Você está aprendendo. – Ela riu.

- O quê?


Ela não me respondeu. Saiu andando em direção ao prédio branco. Fui atrás.

Os dias seguintes foram de treinamento intenso com Porygon Z e Togekiss. Quando o dia de nossa partida chegou, eu estava pronto para a minha revanche.


...


- Eu não sei exatamente, querida. – Dahlia falou no Pokétch. – Eu soube que ele lutou com Argenta e perdeu, quer que eu ligue e avise que você está procurando por ele?

- Não precisa, muito obrigada. – Amber falou em um tom educado. – Já que ele perdeu, possivelmente vai voltar aqui, então esperarei. – Ela acariciou a cabeça de seu Luxray. – Obrigada!

- De nada, mande um beijo pra ele quando encontrá-lo. – Ela disse num tom doce.

- Pode deixar. – Amber desligou o Pokétch, entrando no Pokémon Center disposta a procurar um quarto.


...


- Você voltou. – Argenta riu segurando uma pokébola. – Infelizmente não poderemos lutar nos aviões, mas...

- Mas...

- Espera aí. – Ela pegou um controle no bolso esquerdo da calça e apertou um botão. – Pelo menos isso pode tornar a batalha um pouco mais interessante. – Ela fez um sinal apontando para trás.


Andei até o outro lado do campo, com Leon e Scarlett do meu lado. Eles sentaram em um banco um pouco atrás de mim e entreguei minha bolsa para eles. O teto roxo do Battle Hall se abriu revelando um céu límpido. Ela segurou duas pokébolas.


- Pronto? – Sua voz mostrava que ela também havia treinado bastante nesse meio tempo que ficou fora.

- Muito mais do que pronto. – Peguei as pokébolas de Togekiss e Z.

- Então vamos lá. Pela regra do Battle Hall, vou repetir minha dupla. - Argenta sacou duas pokébolas, as que continham Flygon e Yanmega.


Dessa vez eu não iria falhar. Esse símbolo seria meu de qualquer jeito.


Notas do Autor:
1 - O logo da fic não contém mais a figura de Darach;
2 - Uma coisa que não ficou clara mas acho importante salientar porque muito em breve isso confundirá os leitores mais atentos: A história não segue uma linha temporal "certinha". O que isso significa? Significa que Unova já é presente, entretanto, como pode-se notar Roxie ainda não é a líder de ginásio de Virbank (o que não bate com B2W2) e muito em breve Kalos será mencionada de um modo que indicará que o tempo de "descoberta" dos continentes não foi seguido um após o outro, por exemplo: em 20X1 Sinnoh foi revelada e em 20X2 Unova foi revelada. Esse tipo de coisa não ocorre aqui, até pelo andamento da história depender dessa não "linha do tempo certinha". Em breve os anos de descoberta das regiões serão explicados.
3 - No mini-guia haverá um resumo de cada capítulo contendo os acontecimentos mais relevantes para caso algum leitor queira se achar estando perdido, possa recorrer a ele.
avatar
Kirkos
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/08/2015


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por megapikachu em Qui 15 Out 2015 - 4:15

pra começar: ai meu corassaum quando voce postou ja fiquei ansioso de ler e postar o meu comentario (e por isso do "ai meu meu corassaum") que capitulo foda ja começou bem logo no fall season o jake ja perde, Amber falando com a Dahlia que por sinal ja estou suspeitando que a Amber seja algum parente do jake, eu não gostei do jeito do infernape do Flint rindo da cara dos outros o Flint não deu educação para esse pokémon? tenho uma outra pergunta: vai ter especiais (especial de halloween por exemplo) ? bom e so isso boa sorte na espera dos proximos capitulos rs


Última edição por megapikachu em Sex 16 Out 2015 - 18:45, editado 1 vez(es)
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Samm em Sex 16 Out 2015 - 0:25

Ahhhhhh capítulo novooo *0*

Até que enfim, meu Arceus que felicidade. Bom, vamos comentar: gostei do cap, a batalha foi super legal e sem confusão na leitura (como aconteceu anteriormente. Well done! Ainda mais com 4 pokémons em campo). Teve uma participaçãozinha da Amber que não disse muita coisa sobre ela... o que é bom! Tem que fazer mistério mesmo.

Já disse que adorei a luta? Acho que já, mas vou repetir. Amo Flint e Volkner (Ronald McDonald e Minato), principalmente o Volkner, e ver eles batalhando juntos foi demais. Espero que não tenha colocado eles só nesse capitulo. Necessito mais a presença deles na fic, cara. Sério. Nunca te pedi nada.

No final Jake perdeu e blá, a Scarlett percebeu que ele tá começando a aceitar que perder faz parte, o que já era hora né migo? hehe muy bien. Não preciso nem dizer que amo/sou Leon, né?

- O QUÊ? ELES JÁ PERDERAM? QUE CHOCANTE! – Leon gritou ironicamente do arbusto.

É isso, chuchu. Aguardo ansiosamente o próximo capítulo.
Besitos e até mais o/
avatar
Samm
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/09/2015

Frase pessoal : ( ͡° ͜ʖ ͡°)


Ver perfil do usuário http://puhoi.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Black~ em Sex 16 Out 2015 - 15:42

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo, ele ficou bem legalzinho. A batalha ficou bem melhor que a do capítulo anterior, como a Samm disse, e foi muito boa, bem movimentada e sem confusões. Teve também a conversa do Thorton com o Jake no começo do capítulo, enfim, no geral foi bem bacana.

A batalha, como eu disse, foi boa, achei bem legal. As estratégias foram muito boas de Jake e Scarlet, mas o Infernape e o Luxray pareciam ser interligados por uma aura, devido ao enorme entrosamento que o Volkner e o Flint têm, além, claro, da força extracomunal de seus pokémons. Aliás, as estratégias dos protagonistas foram legais também, mas nem se comparam ao líder e o E4.

Bem, eu não tenho muito mesmo pra falar, pois foi basicamente a batalha, mas duas coisas me incomodaram bastante durante o capítulo. Uma é a enorme utilização de palavras em caixa alta, não sei, talvez eu seja um chato³³²³²³, mas eu achei que ficou bem exagerado o fato de TODA HORA eles ficarem falando em caixa alta, dá a impressão de que eles estão se esgoelando pra falar, mas enfim. Outra coisa foi a imensa repetição da palavra "irrompeu", eu não sou de ficar citando erros nem repetições, mas a repetição excessiva da palavra realmente me incomodou.

Eu concordo com a Samm de que o Volkner e o Flint deveriam aparecer mais, os dois foram personagens excelentes e mostraram que são muito fodas. Eu só não entendi uma coisa: o Jake falou que lutou várias vezes com o Flint durante a jornada, mas anteriormente ele tinha dito que não perdia durante a jornada; como ele lutou com o Flint, eu imagino que ele tenha tomado um cacete, então não entendi isso, mas nada tão absurdo assim.

Eu fiquei curioso com aquela cena da Amber, o que ela estava fazendo com Dahlia? Aliás, pelo visto, elas já se conheciam antes, pelo desenrolar da conversa, o que nos cria alguns questionamentos, por exemplo o fato de ela continuar em Sinnoh, talvez pra ir atrás do Jake, não sei, enfim.

Bem, espero para ver a batalha do Jake contra a Argenta, de como será. Imagino que ele ganhe, mas vamos ver como ele vai se comportar na batalha né. E pelo visto, ele está bem menos arrogante, talvez as derrotas tenham feito bastante efeito na vida dele uhhauha, mas enfim.

Acho que só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Kirkos em Seg 19 Out 2015 - 0:25

E aí, folks! A partir de agora é um capítulo por semana direitinho! (: Primeiro, respondendo aos comentários:

Respostas aos comentários dos leitores:

@megapikachu escreveu:pra começar: ai meu corassaum quando voce postou ja fiquei ansioso de ler e postar o meu comentario (e por isso do "ai meu meu corassaum") que capitulo foda ja começou bem logo no fall season o jake ja perde, Amber falando com a Dahlia que por sinal ja estou suspeitando que a Amber seja algum parente do jake, eu não gostei do jeito do infernape do Flint rindo da cara dos outros o Flint não deu educação para esse pokémon? tenho uma outra pergunta: vai ter especiais (especial de halloween por exemplo) ? bom e so isso boa sorte na espera dos proximos capitulos rs

hahahahha Obrigado! Amber conhece a Dahlia sim, tanto que elas conversaram. Calma que ela jájá aparece na fic (:
Quanto a especiais, sim. Haverão de 3 a 5 crônicas que contarão coisas que não envolvam o Jake e sua busca pela Battle Frontier. Um deles inclusive é o epílogo dessa Season (:

@Samm escreveu:Ahhhhhh capítulo novooo *0*

Até que enfim, meu Arceus que felicidade. Bom, vamos comentar: gostei do cap, a batalha foi super legal e sem confusão na leitura (como aconteceu anteriormente. Well done! Ainda mais com 4 pokémons em campo). Teve uma participaçãozinha da Amber que não disse muita coisa sobre ela... o que é bom! Tem que fazer mistério mesmo.

Já disse que adorei a luta? Acho que já, mas vou repetir. Amo Flint e Volkner (Ronald McDonald e Minato), principalmente o Volkner, e ver eles batalhando juntos foi demais. Espero que não tenha colocado eles só nesse capitulo. Necessito mais a presença deles na fic, cara. Sério. Nunca te pedi nada.

No final Jake perdeu e blá, a Scarlett percebeu que ele tá começando a aceitar que perder faz parte, o que já era hora né migo? hehe muy bien. Não preciso nem dizer que amo/sou Leon, né?

- O QUÊ? ELES JÁ PERDERAM? QUE CHOCANTE! – Leon gritou ironicamente do arbusto.

É isso, chuchu. Aguardo ansiosamente o próximo capítulo.
Besitos e até mais o/

Obrigado <333 Estou tentando manter um mistério sobre a Amber para que realmente seja algo interessante e bem trabalhado a partir do momento em que ela der as caras. Flint e Volkner são dois personagens que eu tenho muito carinho e quanto a presença dos dois: sim, eles aparecerão mais vezes, só que separadamente. Maaaaaais lá na frente os dois aparecerão juntos mas até lá tem muita água pra rolar. Jake tá ~aprendendo~ com as perdas dele, é algo que eu realmente tô trabalhando bastante.
Quem não ama o Leon? Todos amam o Leon <333

@Black~ escreveu:Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo, ele ficou bem legalzinho. A batalha ficou bem melhor que a do capítulo anterior, como a Samm disse, e foi muito boa, bem movimentada e sem confusões. Teve também a conversa do Thorton com o Jake no começo do capítulo, enfim, no geral foi bem bacana.

A batalha, como eu disse, foi boa, achei bem legal. As estratégias foram muito boas de Jake e Scarlet, mas o Infernape e o Luxray pareciam ser interligados por uma aura, devido ao enorme entrosamento que o Volkner e o Flint têm, além, claro, da força extracomunal de seus pokémons. Aliás, as estratégias dos protagonistas foram legais também, mas nem se comparam ao líder e o E4.

Bem, eu não tenho muito mesmo pra falar, pois foi basicamente a batalha, mas duas coisas me incomodaram bastante durante o capítulo. Uma é a enorme utilização de palavras em caixa alta, não sei, talvez eu seja um chato³³²³²³, mas eu achei que ficou bem exagerado o fato de TODA HORA eles ficarem falando em caixa alta, dá a impressão de que eles estão se esgoelando pra falar, mas enfim. Outra coisa foi a imensa repetição da palavra "irrompeu", eu não sou de ficar citando erros nem repetições, mas a repetição excessiva da palavra realmente me incomodou.

Eu concordo com a Samm de que o Volkner e o Flint deveriam aparecer mais, os dois foram personagens excelentes e mostraram que são muito fodas. Eu só não entendi uma coisa: o Jake falou que lutou várias vezes com o Flint durante a jornada, mas anteriormente ele tinha dito que não perdia durante a jornada; como ele lutou com o Flint, eu imagino que ele tenha tomado um cacete, então não entendi isso, mas nada tão absurdo assim.

Eu fiquei curioso com aquela cena da Amber, o que ela estava fazendo com Dahlia? Aliás, pelo visto, elas já se conheciam antes, pelo desenrolar da conversa, o que nos cria alguns questionamentos, por exemplo o fato de ela continuar em Sinnoh, talvez pra ir atrás do Jake, não sei, enfim.

Bem, espero para ver a batalha do Jake contra a Argenta, de como será. Imagino que ele ganhe, mas vamos ver como ele vai se comportar na batalha né. E pelo visto, ele está bem menos arrogante, talvez as derrotas tenham feito bastante efeito na vida dele uhhauha, mas enfim.

Acho que só e boa sorte com a fic.

Muuuuuuito obrigado por ter elogiado a batalha em relação a anterior. Eu tava com muito medo de que essa tivesse ficado confusa e thx god não ficou (:
Uma curiosidade em relação ao Thorton é que ele é o único personagem que na fic se fará presente em diversos momentos mas terá pouquíssimas aparições físicas. Quanto a dupla adversária dos protagonistas, eu quis focar realmente nisso deles serem bem ligados e serem um problema para derrotar, tentando tornar tudo o mais possível da realidade do anime com o Volkner sendo possível de derrotar o Flint não.
Tô evitando a caixa alta, juro! Mas as vezes é mais forte que eu  Laughing  Quanto a irrompeu, eu li de novo e vi mesmo que tinha umas 16516516541981 vezes. Obrigado por sinalizar, tô trabalhando nisso também. Então, você salientou uma coisa meio importante sobre o Jake já ter lutado com o Flint, deixa eu explicar: como o Jake é filho de uma Frontier Brain ele meio que conhece todo mundo desse meio de gym leaders, e4 e etc. Ele disse que não perdia durante a jornada mas isso era para outros treinadores e gym leaders. Pra ele perder pra um E4 é normal, visto que ele aceitou "de boas" perder pro Flint.
Amber mudou seus planos de repente e mudará de novo no futuro, você verá (: Quanto a batalha com Argenta... É agora hahahah Veja se ele melhorou como treinador.



Season 2 - Sophomore

Capítulo 14 - Back to Battle Hall! The new Strategy!



- O primeiro movimento é seu, Jake. – Argenta falou.

- Air Slash! Thunderbolt! – Ordenei.


Togekiss conjurou a esfera azul clara e Z criou a eletricidade, ambos miraram em Yanmega. Era um movimento arriscado, mas eu queria derrotá-lo primeiro.


- Deixando meu Flygon sozinho? – Ela riu. – Draco Meteor! Evaziva!


O dragão lançou o ataque para cima, enquanto meus pokémons atacavam a libélula que tentava esquivar dos dois. Assim que os meteoros começaram a cair, gritei:


- Gira, Z! Togekiss, vai atrás dele!


Argenta arregalou os olhos ao ver meus pokémons um atrás do outro desviando de cada ataque do Draco Meteor. Isso me deu tempo para tentar outro ataque:


- Steel Wing! Psychic no Flygon!


As asas de Togekiss acertaram a libélula enquanto Z jogou Flygon contra ele. Argenta se impressionou mas prontamente  contra atacou:


- Uproar. – Yanmega emitiu as ondas sonoras em Togekiss. – Screech.

- Hyper Beam! Thunderbolt!


O ataque do meu pássaro acabou não se concretizando e o grito ensurdecedor de Flygon acabou impedindo Z de eletrocutar o oponente. Os dois foram ao chão.


- Meus parabéns pelo giro. – Ela ajeitou os óculos, uma expressão orgulhosa no rosto. – Seu Porygon realmente é muito talentoso.

- Você não faz ideia. – Falei. – Air Slash e Thunderbolt de novo!

- Protect e Detect!


Os dois ataques foram bloqueados. A dupla adversária pouco na frente de Argenta enquanto minha dupla ficou parada na minha frente.


- É, tenho que reconhecer que você está mais estratégico. – Argenta riu e fez um sinal positivo com a mão. – Entretanto... Uproar!

- Não deixem!


Yanmega foi mais rápido e o ataque pegou em Togekiss. Agora ele tomaria 5 rodadas de danos. Flygon recuou e Yanmega ficou atrás dele de novo.


- Draco Meteor e Ancient Power!

- Giro e vai atrás dele!


Z conseguiu rodopiar e desviar dos meteoros e das pedras enquanto Togekiss ia atrás dele. Entretanto, o Uproar fez efeito e Togekiss perdeu sua velocidade. Algumas pedras acabaram acertando meu pássaro, que caiu no chão.


- Thunderbolt de novo!

- Protege ele, Flygon!


O dragão tentou pular na frente da libélula, mas o ataque elétrico foi mais rápido. Ela caiu no chão e Togekiss se levantou. Argenta vestiu os óculos. Tremi, ela só fazia isso quando estava decidida a vencer.


- Flygon, Screech!

- Psychic! Segura ele!

- Giga Drain no Porygon!

- HYPER BEAM!


A sequência de ataques foi muito rápida, enquanto Flygon foi segurado por Z, Yanmega tentou sugar sua energia mas o raio de Togekiss acertou a libélula e a jogou no chão.


- Nossa, você realmente tá mais estratégico. – Argenta fez uma pausa e coçou o queixo. - Mas... Screech de novo!

- Pra cima! Air Slash e Ice Beam!


Flygon havia mirado o ataque para frente, minha dupla se jogou pra cima e havia feito como havíamos treinado, jogaram os dois ataques em Yanmega. O Pokémon que já estava no chão não conseguiu levantar, sendo derrotado.

“Yanmega está fora de combate.” E o ícone de Yanmega se apagou.


- Double Team! Screech!


Flygon começou a se multiplicar e todas suas cópias começaram a gritar em cima dos meu dois pokémons, focando mais em Togekiss.


- Ice Beam de novo! Levanta voo, Togekiss!

- Não deixa! Screech mais forte! – Argenta falou decidida.


Os gritos do dragão eram tão ensurdecedores que até me incomodavam. Z acabou sendo jogado para fora do campo. Flygon levantou voo rapidamente. Argenta parecia estar decidida a causar danos:


- Draco Meteor!

- Evaziva! – Togekiss não conseguiu mover, o Uproar de Yanmega ainda estava fazendo efeito.


O dragão lançou a esfera laranja para cima e ela explodiu, acertando meu Pokémon que caiu na minha frente, derrotado.

“Togekiss está fora de combate.” E o ícone de Togekiss se apagou.


- Parabéns por ter aperfeiçoado o Ice Beam de seu Porygon, Jake. – Ela sorriu para mim.

- Mas eu... – Eu havia perdido meus dois pokémons, estava desolado. – Não acredito que eu perdi.


Argenta olhou para minha confusa. Eu me ajoelhei no chão e pus as mãos no rosto. A única palavra que era formada na minha cabeça era “não”.


- E quem disse que você perdeu, cara pálida? – Leon falou lá do fundo. – O computador só falou que o Togekiss perdeu, olha pra cá.


Virei-me e Porygon Z estava em pé bem atrás de mim, com uma expressão decidida. Eu sorri para ele. Ele deu 3 rodopios e parou na minha frente. Leon saltou e andou até o meu lado:


- Sinceramente? – Ele olhou para Z. – Me pergunto como você ainda tem essa confiança de você com ele se abatendo toda vez que se ferra com alguma coisa. – Ele fez uma pausa. – Ou pelo menos acha que se ferra.

- O quê? – Olhei pra ele. – Não entendi.

- Seu amigo aqui tá dizendo que vai lutar até as últimas forças dele para você vencer essa luta porque ele acredita em você. – Ele deu as costas pra mim e começou a andar de volta pra onde um Scarlett risonha se encontrava. – Vê se não decepciona o coitado.


Levantei-me. Z confiava em mim. Eu precisava vencer Flygon de qualquer maneira. Meu Pokémon rodopiou e parou na minha frente. Olhei decidido para Argenta, que soltou uma risada:


- Saudades dessa expressão sua. – Ela tirou os óculos. – Faça essa luta vale r a pena.

- Valerá. – Tirei o casaco e joguei-o no chão. – Signal Beam!

- Protect! – Um escudo verde apareceu na frente do oponente, que conseguiu bloquear meu ataque.

- Psychic, arremessa ele no chão!

- Double Team! – Flygon se multiplicou.

- Segura todos eles! – Ordenei. Z brilhou seus olhos e conseguiu fazer com que Flygon não se multiplicasse muito.


Ele recuou de novo. Iria lançar outro Draco Meteor, eu tinha que terminar a batalha logo. Tive uma ideia para tentar contra atacar:


- Draco Meteor, vai! – Ela ordenou com vivacidade na voz.

- Rodopia!


Flygon lançou a esfera para cima. Assim que ela estourou, Z desligou para frente girando. Assim que os meteoros começaram a cair, falei com fúria.


- ICE BEAM, USA O GIRO PARA REBATER!


Ele girou desviando do ataque ao mesmo tempo disparando o ataque de gelo que ia acertando Flygon várias vezes, sem parar. Argenta rapidamente tentou contra atacar:


- Draco Meteor de novo!

- Recua, Z! – Flygon levantou a cabeça e lançou outra esfera para cima.


Assim que a esfera saiu de sua boca, eu vi a chance que eu precisava. Z rodopiou para frente.


- Psychic! Joga ele no meio dos meteoros!


    Argenta ficou estática. Quando o Draco Meteor começou a cair, Z arrastou Flygon para o meio da chuva de meteoros e o jogou no chão, o mesmo foi atingido diversas vezes, recebendo um grande dano. Uma grande onda de fumaça subiu no campo de batalha, tapando tudo.

    Os segundo seguintes foram agonizantes. Assim que a poeira baixou eu consegui ver Z em pé enquanto Flygon ainda mantinha-se em pé, embora com muitos danos.


- Muito bem... – Ela olhou para seu companheiro e depois para mim. – Você lutou bem.

- Obrigado. – Sorri. – Z, Ice Beam.


Porygon recuou e disparou o ataque atingindo Flygon que tentou segurar o ataque, mas não conseguiu. Caiu no chão devagar na frente de sua treinadora. Derrotada.

“Flygon está fora de combate. Como todos os pokémons da Frontier Brain foram derrotados, a vitória é do desafiante Jake Giamatti.” E o ícone de Flygon se apagou.


- Obrigada, amigo. – Ela apontou a pokébola para o Pokémon e o recolheu.

- Conseguimos! – Z pulou no meu colo feliz e o abracei. Argenta andou até nós.

- Meus parabéns. – Ela sorria para mim. – Você mostrou que sabe aproveitar as oportunidades e sabe trabalhar com novos ataques de seus pokémons. Merece isso. – E me mostrou o símbolo rosa da Battle Frontier. – O símbolo do Battle Hall, que mostra que você derrotou o Hall Matron.

- Muito obrigado. – Peguei o símbolo quase com as mãos tremendo. Scarlett veio ao nosso encontro com Leon em seu ombro.

- Parabéns, Jake. – Ela falou num tom sereno e feliz.

- Obrigado! – Encaixei o símbolo rosa no Battle Symbol.

- Bem, agora que você me derrotou vai enfrentar Thorton?

- Não. – Guardei o símbolo. – Palmer.

- Hum... – Ela coçou o queixo. – Não é algo muito usual o Palmer ser o terceiro desafiado, mas... Com certeza você irá vencê-lo se treinar bastante.

- Treinar bastante, ouviu? – Leon falou do ombro de Scarlett. – BASTANTE!

- Esse Pokémon é bem... Excêntrico. – Ela olhou espantada. – Bem, preciso levar Flygon e Yanmega para serem devidamente tratados. Conhece a saída, não?


Assenti. Ela saiu do campo de batalha e ficamos os 3 parados. Peguei meu casaco no chão e o vesti de novo. Scarlett me passou minha bolsa. Leon pulou no meu ombro.


- Bem, já que temos que enfrentar o Palmas vamos pela planície, né?

- Não. – Dei um tapinha nas costas dele. – Thorton quer que passemos em uma cidade perto da cidade da Battle Tower.

- Para? – Scarlett perguntou enquanto abria a mochila para pegar um pequeno mapa.

- Não sei, ele disse que só me falaria quando chegássemos lá.

- Por quê eu acho que eu e esse cara Torto não vamos nos dar bem?

- Primeiro: é Palmer. Segundo: é Thorton. Terceiro: ninguém tá achando graça das suas piadinhas de mudar os nomes. Quarto: vamos sair daqui, quero comer e levar Togekiss e Z para o Pokémon Center.


Scarlett riu da cara de Leon. Começamos a andar para fora do Battle Hall conversando animadamente.

    Assim que chegamos na saída do Battle Hall um Luxray estava na escada que dava acesso a construção. Ele nos encarava com uma expressão travessa no rosto. Scarlett e eu trocamos um olhar nervoso. Continuamos a andar até sair totalmente dali. Quando olhei para a esquerda, vi uma menina encostada na escada. Ela trajava tênis verdes de cano longo, meia calça preta e um macacão azul claro por cima de uma blusa branca folgada. Na cabeça, um gorro marrom que cobria parte de seus cabelos longos castanho-escuros. No pulso esquerdo, algumas pulseiras roxas. Virou-se para nós e correu na minha direção, gritando.



Notas do Autor:
O capítulo ficou pequeno porque foi focado apenas na batalha.
Revelado que o sobrenome de Jake é Giamatti.
Frontier Symbol será atualizado no próximo capítulo.
As crônicas que não terão ligação com Jake serão divulgadas aos poucos e postadas em alguns momentos no decorrer da história. Algumas serão importantes para o andamento da história, outras são apenas um bônus mesmo.


Última edição por Kirkos em Seg 19 Out 2015 - 21:13, editado 4 vez(es)
avatar
Kirkos
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/08/2015


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por megapikachu em Seg 19 Out 2015 - 1:52

a batalha ficou meio rapido mais estrategico e um pouco confuso, pensei que o jake tivesse perdido quando descobrimos que o Z estava atras dele fiquei ate confuso nessa parte eu quase fiquei perdido quem lançava os ataques o porygon Z ou togekiss, eu espero que melhore no proximo capitulo, alem disso o jake ja esta criando vergonha na cara ja estava na hora de aprender a perder, a Amber chegou do nada como ela sabia a localização do jake? ela chegou no Battle Tower com a TARDIS (maquina do tempo da serie Doctor Who) ? acabei rindo da bronca que o jake deu no leon bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Samm em Seg 19 Out 2015 - 2:28

Aehoooooooooooooo mais capítulo

Vamos lá, filhão. Nosso menino Giamatti (!) venceu a luta contra a Arngenta! Vou confessar que pensei que ele perderia de novo... mas talvez ficasse muita encheção de linguiça mais capítulos de treinamento. Então o timing foi bom.

Antes que você mesmo responda, eu sei que meu comentário a seguir vai ser chato e que você não tá nem aí pros jogos, mas quando se fala em estratégias eu não consigo pensar em nada além do competitivo. A batalha foi "estratégica" se analisada sob o ponto de vista do anime, só com ataque-ataque-ataque pela parte do Jake. O momento que o Z lançou o Flygon pro meio do Draco Meteor é muito coisa do desenho. Não estou reclamando dessa parte, calma, foi foda pra caralho, só que o uso do termo  vai sempre me soar errado.

Achei o capítulo meio corrido, mas foi bom. Terminou com a Amber aparecendo no final e eu estou super ansiosa pro que vai acontecer a seguir *.* Posta logo! Ah, encontrei um errinho:

- Por quê eu acho que eu e esse cara Torto não vamos nos dar bem?

Esse "por que" é sem acento, chuchu.

É isso! Boa escrita aí e que as ideias não lhe faltem. Até o próximo capítulo. o/
avatar
Samm
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/09/2015

Frase pessoal : ( ͡° ͜ʖ ͡°)


Ver perfil do usuário http://puhoi.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Rush em Seg 19 Out 2015 - 10:40

Eae, Kirkos! Quanto tempo!

Caramba, não acredito que perdi três capítulos. o-o Eu jurava ter comentado o season finalle, mas por algum motivo o meu comentário não saiu... De novo. Agora que eu mudei o pc, eu tenho certeza que isso não irá acontecer novamente, o que é um alívio.

Antes de tudo, queria comentar alguns detalhes.. Primeiro, eu adorei esse lance de tirar a imagem dos Frontier Brains derrotados em cima do logo, antes de iniciar o capítulo. Isso dá aquela impressão de... "Pronto, fulano já se foi, menos um obstaculo para o nosso objetivo final", além de dar aquela sensação que a história já está se avançando bastante. Agora só faltam três, e dois deles são familiares próximos... Então sinceramente, mesmo gostando pra caralho do Palmer por causa do Battle Tower, quero que ele seja derrotado logo para ver a reação de Jake ao batalhar com Thorton e sua mãe. DIANA.

Sobre o cap passado, eu jurava que Jake e Scarlett fossem vencer... Mas Flint provou ser um E4 mesmo e acabou virando o jogo. Uma pena que o Volkner sempre perca de acordo com ele mesmo, pois eu acho que ele é um dos líderes mais badass de toda a franquia. Além de seu Pokémon oficial ser o Luxray, um bicho que eu adoro pra caralho. Amo muito esse leão. Tirando que ficou um pouco pesado pro Jake ter perdido outra batalha seguida... Pra alguém que quase nunca havia perdido antes, imagino a barra que deve ser passar por tudo isso.

Mas a revanche finalmente aconteceu e BAM, vitória. Eu também achei que Jake fosse perder por um momento, quando ele se ajoelhou choramingando a derrota, pensei que você tinha esquecido de escrever "Porygon Z foi derrotado e seu ícone apagado", mas no final ele ainda estava de pé. Eu ainda fiquei inconformado com o Jake mandando o Z usar Signal Beam no Flygon... PO, JAKE, usa Ice Beam. SPAMMA ICE BEAM. De qualquer maneira, eu curti pra caramba o modo que o Flygon foi derrotado. Foi muito espontâneo e até a Argenta se assustou.

Agora Jake finalmente vai se encontrar com Thorton, mas eu estou mais ansioso para ver como Thorton e Leon vão interagir entre si, já que um é um pé no saco e o outro gosta de zoar tudo e a todos. Eu estou adorando como você descreve o Leon, ele possui uma personalidade muito forte e bem desenvolvida, além de parecer ser o único a ter coragem de apontar os erros de Jake na própria cara do treinador, o que acaba o ajudando a melhorar ainda mais.

Eu peço desculpas pela ausência, prometo que não acontecerá novamente. Fico feliz também que você tenha fixado um tempo para a postagem de capítulos, assim também fica mais fácil organizar a leitura dos que frequentam a área... Infelizmente sábado não é um bom dia para eu comentar, mas garanto o comentário na segunda! Hahah

A fic continua muito foda e empolgante, sempre deixando aquele gostinho de querer ver a continuação no final. Eu aguardo ansiosamente o próximo capítulo.

Um abraço cara!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Kirkos em Seg 26 Out 2015 - 22:38

Heeey, folks! Capítulo novo na área (: First, respondendo aos comentários.

Respondendo aos comentários:

@megapikachu escreveu:a batalha ficou meio rapido mais estrategico e um pouco confuso, pensei que o jake tivesse perdido quando descobrimos que o Z estava atras dele fiquei ate confuso nessa parte eu quase fiquei perdido quem lançava os ataques o porygon Z ou togekiss, eu espero que melhore no proximo capitulo, alem disso o jake ja esta criando vergonha na cara ja estava na hora de aprender a perder, a Amber chegou do nada como ela sabia a localização do jake? ela chegou no Battle Tower com a TARDIS (maquina do tempo da serie Doctor Who) ? acabei rindo da bronca que o jake deu no leon bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs

Obrigado! Sim, a intenção era de fato fazer com que Jake tivesse perdido de novo, ele com certeza está mais estratégico e isso irá melhorar conforme os capítulso forem passando. Leon e Jake sempre brigando, melhor combinação hahaha

@Samm escreveu:
Aehoooooooooooooo mais capítulo

Vamos lá, filhão. Nosso menino Giamatti (!) venceu a luta contra a Arngenta! Vou confessar que pensei que ele perderia de novo... mas talvez ficasse muita encheção de linguiça mais capítulos de treinamento. Então o timing foi bom.

Antes que você mesmo responda, eu sei que meu comentário a seguir vai ser chato e que você não tá nem aí pros jogos, mas quando se fala em estratégias eu não consigo pensar em nada além do competitivo. A batalha foi "estratégica" se analisada sob o ponto de vista do anime, só com ataque-ataque-ataque pela parte do Jake. O momento que o Z lançou o Flygon pro meio do Draco Meteor é muito coisa do desenho. Não estou reclamando dessa parte, calma, foi foda pra caralho, só que o uso do termo  vai sempre me soar errado.

Achei o capítulo meio corrido, mas foi bom. Terminou com a Amber aparecendo no final e eu estou super ansiosa pro que vai acontecer a seguir *.* Posta logo! Ah, encontrei um errinho:

- Por quê eu acho que eu e esse cara Torto não vamos nos dar bem?

Esse "por que" é sem acento, chuchu.

É isso! Boa escrita aí e que as ideias não lhe faltem. Até o próximo capítulo. o/

Aeooooooohh então, eu to pensando ainda em qual estratégia que vai ser empregada nas futuras batalhas (pelo menos nas que serão contra os Frontier Brains, saca?) Enfim, eu acho que vou tentar mesclar anime com jogos nessas horas porque eu acho que se a gente considerar os jogos e o Jake fosse apenas um protagonista de jogo ele facilmente derrotaria todo mundo e não é essa a ideia que eu quero passar, entende? Amber faz seu debut nesse capítulo, gogo pra ler que tu vai entender a relação dela com o Jake (:

@Rush escreveu:Eae, Kirkos! Quanto tempo!

Caramba, não acredito que perdi três capítulos. o-o Eu jurava ter comentado o season finalle, mas por algum motivo o meu comentário não saiu... De novo. Agora que eu mudei o pc, eu tenho certeza que isso não irá acontecer novamente, o que é um alívio.

Antes de tudo, queria comentar alguns detalhes.. Primeiro, eu adorei esse lance de tirar a imagem dos Frontier Brains derrotados em cima do logo, antes de iniciar o capítulo. Isso dá aquela impressão de... "Pronto, fulano já se foi, menos um obstaculo para o nosso objetivo final", além de dar aquela sensação que a história já está se avançando bastante. Agora só faltam três, e dois deles são familiares próximos... Então sinceramente, mesmo gostando pra caralho do Palmer por causa do Battle Tower, quero que ele seja derrotado logo para ver a reação de Jake ao batalhar com Thorton e sua mãe. DIANA.

Sobre o cap passado, eu jurava que Jake e Scarlett fossem vencer... Mas Flint provou ser um E4 mesmo e acabou virando o jogo. Uma pena que o Volkner sempre perca de acordo com ele mesmo, pois eu acho que ele é um dos líderes mais badass de toda a franquia. Além de seu Pokémon oficial ser o Luxray, um bicho que eu adoro pra caralho. Amo muito esse leão. Tirando que ficou um pouco pesado pro Jake ter perdido outra batalha seguida... Pra alguém que quase nunca havia perdido antes, imagino a barra que deve ser passar por tudo isso.

Mas a revanche finalmente aconteceu e BAM, vitória. Eu também achei que Jake fosse perder por um momento, quando ele se ajoelhou choramingando a derrota, pensei que você tinha esquecido de escrever "Porygon Z foi derrotado e seu ícone apagado", mas no final ele ainda estava de pé. Eu ainda fiquei inconformado com o Jake mandando o Z usar Signal Beam no Flygon... PO, JAKE, usa Ice Beam. SPAMMA ICE BEAM. De qualquer maneira, eu curti pra caramba o modo que o Flygon foi derrotado. Foi muito espontâneo e até a Argenta se assustou.

Agora Jake finalmente vai se encontrar com Thorton, mas eu estou mais ansioso para ver como Thorton e Leon vão interagir entre si, já que um é um pé no saco e o outro gosta de zoar tudo e a todos. Eu estou adorando como você descreve o Leon, ele possui uma personalidade muito forte e bem desenvolvida, além de parecer ser o único a ter coragem de apontar os erros de Jake na própria cara do treinador, o que acaba o ajudando a melhorar ainda mais.

Eu peço desculpas pela ausência, prometo que não acontecerá novamente. Fico feliz também que você tenha fixado um tempo para a postagem de capítulos, assim também fica mais fácil organizar a leitura dos que frequentam a área... Infelizmente sábado não é um bom dia para eu comentar, mas garanto o comentário na segunda! Hahah

A fic continua muito foda e empolgante, sempre deixando aquele gostinho de querer ver a continuação no final. Eu aguardo ansiosamente o próximo capítulo.

Um abraço cara!

Heeey, Rush! Quanto tempo! Tudo bem, eu demorei pra comentar na sua porque tava lendo uns 5, 6 capítulos por dia então resolvi juntar tudo de uma vez só hahah Então tá de boas (:
Então, a ideia de tirar o logo realmente foi pensada assim, para mostrar que já tinham ido alguns e ainda faltam alguns. Essa é a ideia, obrigado pelos elogios!
Eu tô trabalhando o lado de que o Jake de fato está aprendendo que ele pode perder e que isso é normal, mas não tá ainda 100% confiante nisso, entende? Por isso que na batalha com a Argenta ele pareceu que ia desabar mas não o fez.
Então, o cáp. do Thorton é o próximo sem ser esse, até lá você descobre mais um pouquinho sobre ele (:

Agora, ao capítulo! No final, algumas das tradicionais notas (:



Season 2 - Sophomore

Capítulo 15 - Always a Tie



    Passado o susto nós quatro estávamos sentados em uma mesa perto do balcão do Pokémon Center da cidade. Scarlett e Leon olhavam desconfiados para Amber enquanto eu e ela trocávamos palavras animados:


- Não creio que você mudou o cabelo e as roupas, Empate. – Ela me deu um soco no ombro esquerdo.

- Foi graças a mim! – Scarlett falou, visivelmente irritada.

- É, dá pra perceber. – Ela me encarou entortando a boca e ignorando Scarlett. – O que você tá fazendo fora de casa?

- Te evitando, não queria olhar pra essa tua cara suja. – Ri.

- Você não muda mesmo, hein. – Ela riu. – Tem notícias do pessoal? – Disse enquanto tirava o gorro da cabeça.

- Gwen ainda está em Johto, Autumn continuou em Sinnoh e agora inventou que o Grande Festival é o sonho da vida dela.  – Amber revirou os olhos. – A última vez que falei com Matthew ele estava indo embora de Unova não sei para onde.

- Não cospe no prato, Empate. – Zoei ela. – Você ia tentar o Grande Festival e do nada mudou de ideia.

- Cala a boca. – Ela me socou de novo.

- Ué, eu tô mentindo? – Ri de novo.

- Não, mas... – Ela encarou Scarlett e Leon. – Ahn... Algum problema com vocês dois?

- Bem, considerando que você tentou me capturar duas vezes, disse que a Scarlett é infantil e simplesmente tá ignorando a gente desde que chegamos... Não, nada. – Leon bufou.

- Acho que errei ao dizer quem era infantil. – Ela olhou para Scarlett. – E você? Não quer falar nada?

- Eu diria prazer, meu nome é Scarlett. – Ela ajeitou o cabelo.  – Mas você foi tão mal educada conosco que eu acho que prefiro só ouvir sua história com o Jake mesmo e porque vocês se chamam de Empate.  – Ela chegava a tremer ao falar.


Amber olhou para mim e pôs o gorro de volta após ajeitar o cabelo. Mexeu nas pulseiras e depois olhou para ela mais uma vez:


- Conheci seu amigo aqui em Hearthome. – Ela virou o rosto pra mim. – Ele estava com as 8 insígnias e 4 ribbons. Ele precisava da quinta ribbon e estava treinando com seu Monferno perto de onde o Contest iria se realizar e eu estava com Luxio treinando um novo movimento e aí... – Ela olhou para mim.


...


- Vaccum Wave e Flamethrower! – Ordenei, Monferno estava indo bem lançando os dois ataques em conjunto.


Luxio tentava usar o Discharge e fez algumas pedras voarem do chão. Duas delas acertaram Monferno na barriga que rolou para trás e levantou furioso encarando o quadrúpede.


- Perdão, ele está muito empolgado. – Amber falou ajeitando o gorro. Luxio não ligava para Monferno encarando-o.

- Tudo bem... – Monferno lançou um Flamethrower pra cima. – Monferno! Foi sem querer! Ela já se desculpou!


Luxio pareceu tomar isso como um desafio e faíscas começaram a sair de seu corpo. Amber encarou seu Pokémon e depois olhou para mim:


- Que tal uma batalha?


...


- A partir daquele dia sempre que nos encontrávamos batalhávamos. – Ri de novo. – Entretanto... – Olhei para ela.

- Sempre que lutamos terminamos em um empate. – Ela socou a mesa. – E odiamos isso.

- Sim. – Olhei pra Scarlett. – Na Sinnoh League eu fiquei em segundo lugar e ela foi eliminada na semifinal.

- Por você? – Scarlett perguntou.

- Claro que não, duh. – Amber bufou. – O cara que me derrotou foi o vencedor, que inclusive derrotou o Empate.

- Ah... – Leon ironizou. – Então vocês dois empatam e perdem pro mesmo cara. É, vocês são ruins na mesma proporção. – Riu.

- Eu posso ir no Market aqui perto e comprar uma Master Ball... – Ela ameaçou.

- Vai, tenta só pra tu ver. – A garra esquerda dele brilhou, pronta para lançar um Slash.

- Que medo de você. – Ela pegou uma pokébola  e apontou para ele. – Acha mesmo que pode fazer alguma coisa contra meu Luxray?

- Você só tem um Luxray? – Scarlett falou áspera. – Só falou dele o tempo todo.

- E você que não falou quase nada, só ouviu?

- Olha aqui, sua...

- CHEGA VOCÊS TRÊS! – Berrei. – Isso já está irritando.


Eles viraram-se e me encaram, espantados. Leon e Scarlett estavam de birra com Amber por algum motivo idiota. Virei-me para ela:


- Então, já que você não respondeu antes: o que veio fazer por aqui?

- Eu tava indo pra Unova com aquela vizinha minha, a Roxie. Lembra dela? – Ela mexeu de novo nas pulseiras. – Aí um Gengar apareceu e...


Nós três olhamos pra ela tão nervosos que ela parou de falar na hora.


- Ai meu Deus... O que foi?

- Esse Gengar... Ele tava machucado?

- Tava sim. – Ela encarou a mesa. – Roxie perguntou se ele queria ir com ela e depois de relutar um pouco acabou que aceitou. – Olhou de volta para mim. – Vi você andando perto de onde estávamos e desisti de Unova para te procurar, demorei pra te achar porque você não estava por aqui. Até pra sua mãe eu liguei.

- Ahn... – Olhei para Scarlett e Leon. – Se ele foi embora com a Roxie... Acho que não tem problema, não é?

- Hum... – Scarlett ajeitou a alça da blusa. – Isso é bom, podemos dormir nas rotas agora mais tranquilos.

- Do que vocês estão falando? – Amber falou confusa franzindo as sobrancelhas.

- Melhor deixar pra lá. – Falei agitando as mãos. – Vai ficar quanto tempo aqui?

- Não sei, até eu me enjoar dessa sua cara. – Ela riu. – Vou indo então, beijo.


Ela levantou-se e olhou para mim com um olhar travesso.


- Você é ridícula, Empate.

- Eu sei disso, Empate. – Ela puxou o gorro um pouco para trás. – Falando em Empate... Vamos tentar resolver isso de uma vez.

- De acordo. – Levantei-me. – Tem um campo aqui atrás, vamos pra lá.

- Tem certeza que é bom irmos pra lá? – Leon falou subindo na mesa, com uma expressão desconfiada.

- Ele foi com a Roxie pra Unova e os outros dois estão em Snowpoint, vamos. – Comecei a andar com uma confusa Amber do meu lado.


Scarlett e Leon nos seguiram, viramos o corredor que dava para o campo de treinamento onde tivemos nossa Triple Battle.

    Assim que chegamos, o lugar estava vazio e o buraco que havíamos feito no telhado já estava consertado. Encaramos o teto e o Sol irrompia para dentro do campo. Amber ficou perto da porta enquanto Scarlett e Leon sentaram no mesmo lugar que da outra vez:


- Um contra um, não estou com saco para full battle. – Ela sacou uma pokébola. – Aliás, eu pretendia fazer algumas capturas em Unova quando Roxie me chamou então acabou que deixei quase todos meus pokémons em casa, só vi com Luxray, Salamence e Sableye. E você? Ainda está com os pokémons de Pastoria?

- Não, desde que eu saí de casa para enfrentar a Battle Frontier eu mantive o meu time inicial. – Saquei uma pokébola. – Vamos lá?

- Vamos. – Ela pegou uma pokébola no cinto e a lançou para cima. – Luxray!


    O leão apareceu e faíscas percorreram seu corpo. Saquei a pokébola de Garchomp e me preparei para lançá-la. Hesitei e troquei as pokébolas, Luxray tinha uma maior rivalidade com outro Pokémon:


- Infernape! – O macaco apareceu num facho de luz branca e cerrou os punhos ao ver o adversário.

- Admito que eu não esperava essa de você, Empate. – Amber riu. – Garchomp era...

- A escolha mais óbvia e etc. – Guardei a pokébola no bolso. – Entretanto, não quero vencer tão facilmente.

- Dessa vez eu te derroto então. – Ela ajeitou o gorro. – Discharge!

- Vaccum Wave, vai! – Ordenei rapidamente.


    O ataque elétrico de Luxray veio com força na direção de Infernape que saltou e girou os braços esticados criando o turbilhão que foi de encontro à descarga elétrica. Os dois recuaram e se encararam de novo.


- Flamethrower!

- Superpower! – Ela mandou decidida.

- Evaziva e continua com o Flamethrower!


    Infernape saltou e lançou as chamas em um Luxray que brilhava com o seu ataque, o mesmo tentou pular na direção do macaco, mas ele era mais rápido e conseguiu desviar, jogando mais chamas no adversário.


- Volt Switch!

- Evaziva e Flamethrower!

- Não deixa, Superpower!


    Luxray tentou lançar o ataque elétrico mas rapidamente teve que pará-lo para desviar do fogo do macaco enquanto tentava usar o Superpower. Leon e Scarlett conversavam atrás de mim alguma coisa sobre a batalha que eu não conseguia ouvir:


- Volt Switch de novo! – Amber ordenou

- Blaze Kick! – Ordenei decidido.

- E DESDE QUANDO ESSE CHAMUSCADO TEM BLAZE KICK? – Leon gritou atrás de mim.


    Não liguei para o que ele havia dito, Infernape correu a desferiu o chute no meio do ataque elétrico de Luxray, que caiu perto de Amber. Ela olhou para seu Pokémon e depois para mim, furiosa:


- Empate... – Ela tirou o gorro. – Você não vai me vencer... ICE FANG!


Recuei um passo, Infernape cruzou os braços achando que o ataque não faria muito efeito por ser do tipo gelo. Amber estava tramando alguma coisa, estratégia típica dela:


- Infernape...


Luxray escancarou a boca com os dentes azuis, pronto para mordê-lo.

Amber então mostrou porque era uma rival formidável:


- SUPERPOWER!


Ele fechou a boca e seu corpo brilhou, lançando-se na direção de meu macaco que descruzou os braços e jogou o pé direito para trás:


- BLAZE KICK!


Os dois ataques colidiram e ambos os pokémons caíram para trás, com Infernape parando na frente de Amber e Luxray na minha frente. Ambos derrotados.


- Empate. – Ela pôs o gorro de volta. – Empate, empate, empate. – Contornou Infernape e foi até Luxray.

- Novidade. – Cruzei com ela indo em direção a meu Pokémon.

- Sério que esses dois empatam assim? – Leon saltou do banco com Scarlett em silêncio. – Eu que não sou treinador escolheria o Garchomp facilmente pra acabar com essa história de uma vez por todas.

- É, mas estamos falando do Jake. – Scarlett riu. – Eu acho que as vezes ele quer se desafiar e faz umas escolhas malucas.


Os dois se aproximaram de nós dois, que havíamos recolhido nossos pokémons. Amber encarou Scarlett e Leon e virou-se para mim:

- Esses dois aí estão viajando com você né?

- Não, estamos só de passagem. – Ele pulou no ombro de Scarlett que encarava os dois de cara feia.

- Sério, eu vou me irritar com vocês três. Eu vou...

- É, vai mesmo. Por um bom tempo. – Ela pegou o pokétch e digitou algumas coisas.

- Como assim? – Falei confuso. Scarlett e Leon encaram-na nervosos.

- Vou com vocês. – Ela botou o pokétch de volta no bolso.

- O QUE? – Scarlett e Leon gritaram em uníssono. – ELA O QUÊ?

- Vou com vocês. Já avisei a Roxie que vou demorar para ir para Unova, ela acabou de chegar em Virbank e eu não estou a fim de ajudá-la com o gym quando ela conquistá-lo então eu sinceramente não vou pra lá por enquanto. Então, já que você está aqui e eu te encontrei e ainda não resolvemos o nosso empate... Parece que vamos viajar juntos.

- Jake, você não... – Scarlett pôs a mão em meu ombro.

- Olha só, vocês podem se matar. – Apontei para os três em sequência. – Eu conheço ela a muito tempo. – Apontei para Amber. – Você me salvou. – Apontei para Scarlet. – E você... – Apontei para Leon. – Bem, é você.

- Obrigado pela parte que me toca. – Ele pulou do ombro de Scarlett para o meu. – Já que não tem jeito...

- É, não tem. – Amber olhou para Scarlett. – Podemos ficar numa boa? – E estendeu a mão para ela.

- Podemos... – Amber puxou-a e deu um abraço demorado na ruiva, que assim que se soltou ficou encarando-a boquiaberta.

- Está tudo bem aqui? – Olhei confuso para cena.

- S-sim. Está. – Ela ajeitou o cabelo. – Vamos então?

- Vamos. – Falei. – Primeiro Skypone, depois a Battle Tower. Pronta, Empate?

- Ô se estou, Empate. – Ela riu para mim.


Nós quatro saímos do campo de batalha, prontos para retomar nossa viagem. O Sol estava quase baixando e dessa vez poderíamos dormir nas rotas sem nos preocupar.


...


- Senhor... – A mulher de terno preto entrou na sala de onde Galleghar observa o Pokémon roxo furioso. – Eles já estão retornando. Quer abandonar o plano B?

- Não. – Galleghar levantou-se da cadeira. – Não me interessa se são quatro integrantes agora. Drapion é forte o suficiente para dar conta de todos. – Ele olhou para a mulher.

- Tudo bem, senhor. Vamos seguir para uma rota próxima a Skypone. Fica longe do campo de ação de Argenta e Palmer. – Ela olhou para a mesa onde Gallegar estava sentado e viu um caderno aberto.

- Já lhe disse que suas funções são exclusivamente relacionadas aos pokémons, não a ficar bisbilhotando o que não é da sua conta. – E fechou o caderno. – Aliás, quantos faltam para o CDR-31?

- Dois. Infelizmente são mais comuns em Unova, Amoonguss e Garbodor. – Ela fez uma pausa. – Estamos trabalhando para trazê-los o quanto antes.

- Ótimo, leve Drapion perto de Skypone e solte-o perto do garoto. Depois retorne para cá, quero que o CDR-31 em Scizor o quanto antes, já que o CDR-30 provou-se um verdadeiro fracasso.

- Mas senhor... Em Weavile a transformação funcionou. – Ela recuou um passo.

- Weavile ficou como Scizor? Acho que não. – Ele andou na direção da mulher. – Provavelmente o efeito passará que nem passou com o inútil do Gengar. Agora vou me ausentar por alguns dias. Quero relatórios do progesso de Drapion. – E saiu sem se despedir.


    A mulher deixou que Galleghar passasse e percebeu que ele havia esquecido o caderno na mesa. Deu alguns passos e o abriu. Em todas as páginas estavam escritas as seguintes palavras:

A CULPA É DELE
A CULPA É DELE
A CULPA É DELE
A CULPA É DELE
A CULPA É DELE
A CULPA É DELE
A CULPA É DELE

Notas:
Adicionada a biografia de Amber explicando sua relação com Jake. Para quem não entendeu, ela e Jake são rivais.
Capítulo saiu atrasado um dia, possivelmente todos seguirão esse raciocínio. Um dia antes ou depois.
Frontier Symbol modificado, agora incluindo o símbolo que prova a vitória sobre Argenta.
avatar
Kirkos
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/08/2015


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Frontier

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum