Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

Pokémon Project Retype

Página 2 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Slow em Ter 11 Ago 2015 - 23:11

Hey -Ice o/

Advinha quem se atrasou um pouquinho, dnv? Razz Geralmente comento assim que sai, mas vai né, ainda sou o primeiro e.e

#Pqhomemnchora #ficaassimnNatt #assimeutbmchoro -q

Mais um capítulo e o vagabundo Líder nd de voltar ta pegando as menininhas mundo afora . E ainda tem q batalhar no "mini-gym" do sr.abiguinho do vaga... Líder. Pelo menos da pra treinar o Ratatta OP e o Tympole rios de lágrimas. Por falar nele, imagino que Natt terá problemas de coluna futuramente, qnd ele evoluir (imagina um bicho daqueles na cabeça dele '-').

PERGUNTA VALENDO 1 MILHÃO DE REAIS:
(ENEM) Vc chega num restaurante e chama o garçom, que anda por ai de patins, o que ele te perguntará?
A- O que quer para comer
B- Se quer batalhar contra o chefe solitário dele
C- Se quer um patins tbm, para andar diva por ai com ele.

É, eu seria reprovado. Obvio que ele te daria os patins, neh?

Esse Nico ta dando uma de Green, onde quer que vc vá, o infeliz já foi lá antes. Bem, se o cara chamou os dois pro tapa de uma vez, creio que ele seja bem fodinha (ou não, talvez imagine q Natt use Magikarps, trosha).

É isso, boa sorte com a fic e até o próximo capíulo o/
2x1, cara chamou de noob hein, eu n dxava.


Última edição por IsaacXD7 em Sex 21 Ago 2015 - 22:36, editado 1 vez(es) (Razão : Tinha escrito "Nat", sério isso?)
avatar
Slow
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2015

Frase pessoal : Don't go crying to your mama


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por xKai em Sab 15 Ago 2015 - 11:34

Olá Ice! Cá estou outra vez. Este capítulo foi bem interessante, apesar de curto, mostrou com excelentíssima qualidade alguns detalhes que não poderiam ficar de fora do capítulo. Apresentou a policial deixando Munchlax com a enfermeira Joy, espero que ele esteja bem, ainda acredito que ele será capturado pelo Natt.

Bem legal também você inserir um restaurante de batalha, sempre curti e muito eles nos jogos e ainda descontraiu bastante, já que o lugar é bem diferente do resto da cidade. Quando eu vi que o nome do garçom era Jeffrey... Logo imaginei o Natt sendo "despachado" para fora do restaurante como se fosse um trapo -q Não sei se foi referência ao seriado Um Maluco no pedaço, mas se foi, foi genial kkk Por hora é só, aguardo pela batalha em dupla no próximo capítulo e boa sorte com a fanfic.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Fressato Potato em Qua 19 Ago 2015 - 10:00

E ae


Bem legal a ideia das batalhas no restaurante. Tenho quase certeza que esses dois não vão se sair bem lutando lado a lado, mas veremos.
Gosto de padrão que vc segue de caps pequenos. Não dá preguiça de ler.

Grayson kkkkk nome engraçado


Enfim
Até o próximo cap  tchau
avatar
Fressato Potato
Membro
Membro

Masculino Idade : 99
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 28/09/2012

Frase pessoal : Pode sentar no colo que aqui ninguém vê a gente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Rush em Qui 20 Ago 2015 - 0:01

Só avisando que eu comecei a ler hoje e provavelmente terei terminado amanhã cedo. Só vou comentar as primeiras impressões que tive sobre a fic...

Pelo título, pensei que haveriam Pokémons re-types, tipo um Charizard elétrico ou um Gyarados Dragão, mas pelo visto será uma fic de jornada - não que seja uma coisa ruim, eu amo de paixão fics de jornadas.

O main post ficou maravilhoso, sem mais. Muito bem organizado e com ilustrações lindas, eu adorei o mapa e o sprite dos treinadores. Você tem um ótimo talento pra isso, fico até curioso para ver os futuros personagens que irão aparecer.

Adorei o sistema de classe. Eu também usei um sistema de ranking na minha fic que varia de E e S mesmo, mas acho que "classe" soou muito melhor.

De qualquer forma, se fosse para dar uma nota entre 0 a 10 para o main post, eu daria 12 e um chocolate, sem dúvidas.

Não quero parecer chato mencionando a minha fic - afinal, o comentário é apenas focado na sua -, mas outro fator que eu gostei pra caramba, é o fato do protagonista ser um pescador aparentemente baseado nos pescadores dos jogos. Na minha fic, eu tinha me baseado num Bug Catcher como o protagonista, mas a ideia foi infiel vendo que ele não tinha só pokémons bugs, foi só na aparência mesmo. AUEHAE'

Isso deu um aspecto bem original - embora tenha outra fic sobre um pescador -, que me deixou ainda mais com vontade de ler.

E por último... Os pokémons.

Sei que acabei vendo spoilers no main post, mas porra, eu AMO Feraligatrs. Mais que Feraligatr, só Totodile mesmo, então eu já estou me apaixonando pela fic antes mesmo de ler. Gostei da originalidade dos Pokémons.

É isso. Conseguiu sugar a minha atenção completamente.

Por uns lances bem chatos na minha vida - meu cachorro morreu hoje :/ - eu não vou chegar a comentar os caps ou sequer lê-los hoje. Irei deixar isso pra amanhã cedo.

Só queria comentar mesmo que eu estou bastante interessado em ler a fic, e o main post está perfeito.

É isso, um abraço.

Até mais
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Rush em Qui 20 Ago 2015 - 12:55

Prólogo: Parece que minhas expectativas não foram em vão. Adorei a forma em que você escreveu o prólogo de maneira simples, com detalhes e bem direta ao ponto, pulando coisas desnecessárias que transformariam a leitura em algo cansativo. Gostei do realismo que você implementou na fic. Se existe um documento que restrinja um determinado grupo por este não ser apto, é claro que existirá falsificadores para tentar burlar essa regra, e eu achei muito interessante em como você explorou isso.

Prefiro imaginar que a Constituição Penal da fic seja semelhante a do Brasil, então tal infração poderia gerar algo na base dos dois anos de reclusão com multa, o que mesmo assim seria horrível para um garoto tão jovem, né?

Um mono-water trainer, interessante. Isso não é algo que se vê todos os dias. De qualquer maneira, irei ler o primeiro cap porque você me deixou bem intrigado com a história.

Capítulo um: Achei a leitura bem agradável, como já esperava. Achei a narração bem simples e informal, mas isso foi algo bom, já que deu a impressão que o narrador estivesse dialogando com o leitor. Por um momento pensei que ele iria capturar o Munchlax, mas isso iria quebrar a promessa de criar um time aquático, né? Enfim, não me adaptei a ideia dos Pokémons peixes flutuarem no ar, mas realmente é a única maneira de ser fiel aos jogos e fazer com que os Pokémons peixes sejam úteis. Nisso eu só me pergunto... Será que se você estiver andando num campo florido você tem chance de ver um cardume de Magikarps flutuando por ai? AUEHAUE'

Enfim, gostei do cap. Tenho quase certeza que o Lanturn vai dar uma surra no pokémon de Natt.

Capítulo dois: Como o esperado, o Lanturn realmente deu uma surra no Totodile, mas não esperava que ele fosse fugir. O relacionamento conturbado entre o Totodile e Natt foi bem legal de se ver e me lembrou muito do Ash com o Pikachu no primeiro capítulo, mas nessa situação, Natt realmente foi vacilão. O bicho ficou apodrecendo por dois anos na Pokébola só pra servir de troféu. Isso foi vacilo.

Eu estou gostando bastante da história, realmente ela prende bastante a atenção do leitor e é muito agradável de ser.

Eu vou ter que ir trabalhar agora, mas depois eu edito quando ler os outros caps.



Cap- TERMINEI!: Ok, li tudo. Gostei muito muito muito mesmo. Achei aquele Palpitoad um belo de um boss, usando até dos Tympoles nas costas para atacar, achei isso bem.. "Marcante", ele tem cara de ser aquele boss que você perde algumas vezes nos jogos. Achei criativo ele capturar um dos Tympole, e CARA, que Tympole fofo esse. Eu geralmente ODEIO esses bichos, mas esse é fofo demais. A forma como ele se comporta, o carinho que ele sente pelo treinador... É Top.

Até agora, o único cap que não curti foi o da Invasão Selvagem, pois eu achei tudo muito rápido e sem detalhes. Acho que a ação foi muito desorganizada e confusa, mas ele foi interessante para o desenvolvimento dos personagens. Já o que eu mais gostei foi o youngster Nico. Sério, eu AMEI esse cap. Fazia tempo que eu não ria em uma fan fic como eu ri nesse cap.


- Eu te disse… Rats está em um percentual mais alto do que os Rattatas comuns.

- Bom… - disse Natt, enquanto seu pokémon cruzava os braços. - Parece que meu Totodile está em um percentual mais alto do que o seu Rattata.


Sério, esse diálogo foi incrível. O carisma de Nico com Natt é algo digno de um Lurly e John da vida. Uma amizade bem improvável... Um youngester e um pescador. AUEHAUE'


- Então agora vamos começar a batalhar sério. - disse Natt, virando seu boné de pescador pra trás.
- Não faz isso não… - sugeriu Nico. - O boné pra trás já é minha característica, inventa a sua.
- Foi mal, eu vi isso na TV, achei que ia ser legal.


Eu ri ainda mais nesse diálogo. Isso é algo que aconteceria de verdade na vida real, caso Pokémon existisse. E todo mundo iria fazer se achando legal.

Enfim, esse cap sem dúvidas foi um dos mais marcantes que eu já li. Ele foi perfeito em tudo, e eu consideraria ele um dos melhores caps da área de fan fics, até colocando ele no PMA se ele ainda existisse isso. Sério, parabéns.

Até agora, só achei um erro na história mesmo:


Natt pegou do bolso esquerdo de sua calça bege um cartão vermelho, que ele olhou com tristeza. Na extremidade esquerda do cartão, tinha uma foto três por quatro do garoto com seu boné de pescador, e na parte de cima escrito “Nathaniel Richard Nivans - CLASSE E”. Tinha também uma assinatura dele e o nome de seus responsáveis, no caso, seu tio.


É bem tosquinho, mas, se o nome do tio dele - um reconhecido líder de ginásio da cidade - estivesse no trainer card dele, porque a Policial gritava procurando o responsável por ele? Ela não deveria ter ido direto no ginásio conversar com ele? Isso foi bem humilhante pro Natt e se eu fosse ele eu iria processar a policial por danos morais.

Enfim, nao que isso seja grave. Foi só uma observação mesmo.


De qualquer maneira, eu estou adorando a fic. Você ganhou um leitor oficial.

Abraço
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Black~ em Sex 21 Ago 2015 - 21:36

Bem, li toda a fic entre ontem e hoje, mas vou fazer um comentário geralzão, só pra não ficar muito extenso, comentar capítulo a capítulo.

Eu gostei bastante da premissa da fic, um jovem revoltado com o seu tio e que decide sair em jornada para provar que é melhor treinador de água. Aliás, ideia muito boa essa de treinador de pokémons aquáticos, fugiu da mesmice de "vou ser um treinador blabla", não que eu não goste, muito pelo contrário, gosto bastante, mas histórias diferentes ficam mais interessante.

Também achei uma ideia bem bacana ele ter pescado os pokémons e deixado lá e após um tempo, (creio eu) a maioria deles odiá-lo, não sem razão, claro. Mas realmente ficou parecendo meio Ash e Pikachu no começo. E não sei porque, mas o Totodile me parece um pokémon rebelde, mesmo em situações normais -q.

Gostei da aparição do Youngster. Cara, ri demais quando vi isso huahuaha, pensei que ele seria só mais um personagem aleatório, mas o cara acabou virando um dos personagens principais. Quem diria. Enfim, a relação entre os dois treinadores é bem engraçada.

Enfim, a fic está bem engraçada, bem legal, etc. No próximo capítulo eu faço um comentário específico sobre o capítulo.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por -Ice em Dom 23 Ago 2015 - 14:10

Eu sei, demorou, é que escola + internet com problema + capítulo longo = atraso. Mas espero que a espera valha a pena, porque esse cap deu trabalho bagarai. Antes vamos aos

Comentários:
IsaacXD7: Huehue, eu também me atrasei um pouquinho, então tá perdoado Razz
Esse líder ta demorando dmais né? Por enquanto temos que se contentar com o líder solitário do restaurante, fazer o que, é a vida. Oloco, imagina um pokémon daqueles na sua cabeça?

Eu acho que essa pergunta do ENEM é pegadinha ein, eu responderia nenhuma das opções acima =D
Nico é ninja, no more. Até mais ^^.

xKai: Kai o/ É, o capítulo foi curto porque se fosse um pouquinho mais longo, entraria no assunto do próximo e ia ficar uma salada, daí eu preferi fazer pequeno, mas mesmo assim com informações bem importantes, como você disse.

Eu também sempre curti esses restaurantes de batalha, principalmente o de Sinnoh, aquele lá que ficava perto de Pastoria. E sim, é uma homenagem ao seriado, na verdade, a fic estará cheia de homenagens, acho que desde o primeiro capítulo, já que eu adoro esconder esses mini Easter Eggs (tanto que eu mudei o meu avatar para esse logo quando comecei a fic). Até mais, espero que goste da batalha em dupla ^^.

Fressato: Eae cara! Que bom que ainda está lendo, é sempre bom ^^ Restaurantes de batalha são sempre legais. Esse capítulo aqui ficou bem grande porque eu não queria dividir em duas partes, já que eu to enrolando pra postar, espero que goste também.
O nome Grayson eu tirei do jogo online de cards do pokémon, no começo ia ser um sobrenome (tanto que o garçom o chama de Sr. Grayson), mas como nome a sonoridade fica melhor. Até mais, espero que continue lendo e gostando ^^

Rush: \o/ Cara, é bem irônico você comentar por aqui, já que eu comecei a escrever essa fic depois de começar a ler As crônicas de um Gyarados voador no final de Maio, eu ainda não consegui te alcançar, mas algum dia eu chego lá (:

O título ainda não foi explicado, mas podem levar ao pé da letra que vocês poderão deduzir e ainda responder uma questão deixada há uns capítulos atrás, mas se forem preguiçosos (como eu), isso será explicado ainda na primeira temporada.

Sobre o Main Post, eu demorei bastante pra fazê-lo, afinal eu criei a fic ciente de que o MP é a porta de entrada da fic, se ele estiver bonito, organizado e talz, as pessoas podem se sentir mais confortáveis a ler a fic (como eu acredito que tenha acontecido com você) do que se tivesse um Main Post tudo cagado.

O sistema de classes foi inicialmente criado apenas para ser o pontapé inicial para a jornada de Natt, mas eu percebi o quão legal ia ser explorar isso e deu no que deu. Nunca cheguei a pensar que o Kyle era baseado em um bug cacher -q Eu associava o chapéu com o título de caipira de Pallet, e não ao chapéu dos capturadores de inseto, que coisa doida.

Quanto ao cardume de Magikarps andando pelo campo, lol, eu não tinha pensado nisso, os aquáticos peixes podem sair da água (pra não serem tão inúteis, afinal temos um pescador como protagonista) mas preferem seu habitat mesmo.

Eu não imaginei o Palpitoad como um boss, mas agora que parei pra pensar, é mesmo, com direito aos Tympoles e tudo, tem memo cara daqueles que nós morremos um pouco antes de passar, bem notado.

Eu imagino os capítulos quatro, cinco e seis como uma trilogia, de Natt chegando na cidade, conhecendo Nico e os dois se juntando contra os selvagens. Realmente, o quinto foi o mais gostoso de se escrever, e eu imaginei as pessoas rindo ao lerem, mas, cara, eu nunca nem sonhei que leria que um capítulo que eu escrevi tinha ótimos diálogos, cenas tão engraçadas e ainda era um dos melhores dessa área do fórum, é uma honra mesmo, muito obrigado <3

Quanto ao erro da carteirinha, eu não pensei nisso, sério, foi um furo na história mesmo. Mas como eu sou um bom improvisador, vou tentar inventar uma desculpinha pra dar migué aqui. Imagina quantos Joels Nivans podem existir no mundo... É, essa não colou, mas o Natt falsificou a carteirinha, vamos fingir que ele trocou o nome do tio -qq

Ah, e meus pêsames pelo seu cachorro, é sério, não to falando isso só pra parecer legal ou bonzinho, eu sei como é isso, e também sei que o pesar de outras pessoas não te fará se sentir melhor, mas eu sinto muito, principalmente depois de ter visto no off que você estava com ele há mais de dez anos, sério, meus pêsames. Um abraço ^^

Black~: Eae. Sim, Natt saiu em jornada para se provar, e só não desistiu ainda por orgulho, isso é algo que não se vê todo dia -q É, eu imaginei cada um dos pokémon com características únicas, e o Totodile é mesmo esse rebelde meio revoltado, e isso só piorou com dois anos de pokéball, é impossível não pensar na relação entre o Ash e o Pikachu no começo, até eu pensei (e nem foi baseado).

A relação entre um Youngster e um Pescador, quem diria mesmo Razz Até mais ^^

Uffa, terminei. Obrigado mesmo a todos que comentaram, espero que todos continuem lendo e gostando ^^ Vou postar o capítulo rapidão porque to usando a net da vizinha e ela pode desligar o roteador dela a qualquer momento.

A arena de batalha do restaurante Food n’ Battle era muito grande, e parecia ser um bioma à parte do resto do cômodo.

Isso lembrava a Natt a rota que dividia as cidades de Knothole e Blue Coast, graças às árvores que se localizavam pelo campo, que misturadas às pedras espalhadas pelo solo, geravam o mesmo tom da rota, que o pescador conhecia bem pelos dias que ficou lá.

Ele e Nico estavam na área onde os desafiantes ficavam, uma estrutura de madeira sustentada por um pedestal, de onde poderiam ver o campo por cima.

- Prontos? - perguntou o líder do restaurante, que também estava em uma estrutura oposta à dos garotos, um pouco mais alta. Os dois assentiram, então ele pegou um controle remoto e apertou um botão, fazendo com que o teto se abrisse em cima do campo, iluminando as árvores. - Que a batalha comece.




Capítulo oito
Dose dupla

Natt estava suando, suas únicas batalhas até agora haviam sido contra selvagens e uma contra o Nico, nenhuma oficial até agora. Mas nesse momento, ele estava lá em cima, olhando diretamente para Grayson enquanto o sol batia neles projetando a sombra da aba de seu boné no seu rosto, o que ele sentia era algo semelhante a falar em público, como se seu cérebro estivesse trabalhando lentamente para que ele não fizesse nenhuma besteira. Seus joelhos tremiam.

- Então, galera. - começou Grayson, chamando a atenção. - Regras básicas de batalha em dupla, sem substituições, a batalha só termina quando os dois pokémon de um dos lados estiverem derrotados ou até alguém se render.
- O que não vai acontecer. - comentou Nico.

O líder do restaurante sorriu para eles, e então jogou duas pokébolas para cima, essas não eram comuns, e sim pretas com detalhes dourados e vermelhos, pokébolas de luxo. Ambas se abriram, liberando com raios dois pokémon. Um deles era um símio com o corpo bege e peludo, com nariz de porco e olhos raivosos, chamado de Primeape. Ele subiu em uma das árvores e bateu os braços contra o peito enquanto bufava as narinas.

Da outra esfera, saiu um Nuzleaf, que apenas olhou para os lados e cruzou os braços quando atingiu o solo.

- Ok então! - gritou Nico, ajustando a coluna enquanto pegava uma pokébola. - Nocturne, mostre pra eles!

Ele jogou o objeto, que liberou a coruja castanha do treinador. Noctowl voou em volta da arena, observando o campo.

- Vai! - disse Nico, cutucando Natt. - Escolhe o seu logo.

O pescador estava praticamente dormindo acordado, seu nervosismo fez ele praticamente esquecer que não estava assistindo a batalha, e sim participando.

- Ah, tá, tá. - disse, revirando o bolso, procurando pela pokébola do seu Totodile. Antes mesmo que ele pudesse achá-la, sentiu um pequeno peso a menos em sua cabeça, Tympole tinha descido de seu boné aos seus braços. O girino olhou para seu treinador com talvez a primeira cara de confiança que ele tinha feito até agora. Ele queria batalhar.
- Não. - disse Nico. - Não, não, não e não de novo. Você não vai usar esse bichinho na batalha. A gente tem que vencer pra saber do líder, esqueceu, idiota?
- Eu acredito nele. - Natt sorriu para seu pokémon. - Vai, Tympole!

Enquanto o pokémon aquático entrava em campo, o outro treinador ficava repetindo inúmeras vezes não.

- Enfim, começaremos. - disse Grayson, sorrindo. - Primeape, Karate Chop, Nuzleaf, Razor Leaf.
- Mas em quem? - indagou Nico, preocupado.
- Eu acho que eles já sabem. - disse Natt, observando os dois pokémon adversários. - Tympole, desvie!

Primeape, do galho de uma das árvores, deu um salto em direção à Noctowl, com a mão aberta. A coruja tentou desviar, mas o símio conseguiu acertá-lo com a lateral da mão, arremessando-o ao chão.

Nuzleaf posicionou-se como um maratonista, e começou a correr em direção à Tympole, desviando das árvores como se conhecesse o lugar de cor.

O pokémon vegetal começou a girar a folha em cima de sua cabeça, até que ela se desprendeu e foi girando em direção ao Tympole, que foi mais esperto e aproveitou-se da velocidade mais alta do que a de Nuzleaf para esperar até o último momento e dar um salto para o lado. Como um bumerangue, a folha voltou para o topo da cabeça do pokémon.

A batalha nem tinha começado e Noctowl estava no chão, e Tympole cansado. Natt se indagava se conseguiriam vencer.

- Levanta, Nocturne! - gritou Nico, fazendo com que o pescador ao seu lado se assustasse. - Eu preciso de você! Você consegue!

Primeape, do alto de uma árvore, olhava para a coruja, que ainda não estava desmaiada, mas parecia ter recebido um golpe demasiadamente forte para se levantar. Ele tentava erguer-se, mas caía de novo.

- Nocturne! Vai! - gritava Nico.

Quando Natt já acreditava que a coruja não poderia voltar ao combate, aparece Tympole. O pequeno aquático posicionou-se do lado da cabeça do parceiro a começou a balançá-lo, o chamando várias vezes.

- Que fofinho. - disse Natt. - Nós poderíamos ser assim.

Após o que o pescador disse, os dois se entreolharam por uns segundos.

- Não. - disseram, em uníssono.

Quando voltaram a olhar para o campo, perceberam Noctowl se levantando, e Tympole pulando de alegria ao seu lado.

 - Interessante… - Grayson observava, coçando o queixo.

- Nocturne, Double Team!
- Tympole, Round!

Noctowl abriu voo e, logo em seguida, transformou-se em dois. Natt conhecia a estratégia daquele golpe, um dos dois era falso, mas como eram exatamente iguais, a chance do outro pokémon acertar o golpe era de cinquenta por cento.

- Primeape, com as mãos! - ordenou o líder do restaurante, então o símio colocou as duas palmas da mão para tapar o corpo do ataque do girino.

Mas Tympole soltou sua voz para Nuzleaf, que estava mais longe deles portanto Grayson não esperava que ele fosse o alvo. O ataque não foi muito forte, apenas fez o pokémon vegetal ser empurrado para trás.

- Ok! Primeape, estratégia delta de detecção!

Nico e Natt se olharam, não sabiam o que era aquilo, portanto não sabiam como se defender.

O pokémon lutador pulou para cima, agarrando as patas dos dois Noctowls, ao ver que um deles não era sólido, levou as duas mãos ao verdadeiro. E o arremessou em direção ao solo.

- Nocturne, com as asas!

Dessa vez a coruja se preveniu, e antes de bater no chão, abriu as asas e deu um rasante, voltando ao ar.

- Nuzleaf, segure esse Tympole!
- Não deixe! Round!

O pokémon de grama pulou em direção ao girino e o agarrou, o aquático se estufou e usou o ataque. De perto, conseguiu fazer mais dano no adversário, que não soltou-o, entretanto.

- Nocturne, dá uma mãozinha, Aerial Ace!

Noctowl mergulhou em direção aos dois, mas Nuzleaf arremessou Tympole para longe e pulou para trás, fazendo a coruja ir de bico no chão.

- Como vamos acertá-los? - indagou Nico. - Eles são muito rápidos!
- Eu acho que tive uma ideia. - disse Natt, observando Nuzleaf. - Tympole, suba no pescoço do Nocturne!
- Que merda você tá fazendo!? - perguntou o dono da coruja.
- Só confia em mim, fala pra ele atacar o Nuzleaf.

Grayson olhava para a estratégia deles, analisando-a.

Noctowl ganhou altitude novamente, voando com Tympole em cima dele.

- Aerial Ace no Nuzleaf!

Então a coruja mergulhou em direção ao pokémon de madeira, que continuou com um ar confiante, mas antes que ele pudesse dar um salto ao lado para desviar, Natt gritou:

- Tympole, agora use o seu Supersonic!

Das costas do Noctowl, o pequeno girino estufou o peito e soltou um grito, que atingiu em cheio o tipo planta.

- Nuzleaf! Desvie! - gritou Grayson, mas já era tarde demais, seu pokémon estava confuso demais para ouvir seu treinador, ou fazer qualquer coisa.
- Tympole, saia da costa dele! - disse Natt, e seu pokémon voltou ao chão, quando Noctowl atingiu em cheio o Nuzleaf, que caiu no chão, desmaiado.

Houve um minuto de silêncio, onde Natt acreditou que o líder do restaurante ia ficar bem puto ou algo do tipo, mas ele apenas deu um sorriso, enquanto retornava seu pokémon para a pokébola.

- Muito bom. - disse. - Mesmo, eu não esperava isso de vocês, foi uma estratégia muito boa, uma sincronia ótima. - ele abriu outro sorriso. - Mas vocês deviam ter começado pelo Primeape.

Natt olhou para o pokémon lutador, e ele estava no galho de uma árvore, batendo o punho contra os peitos e bufando com o nariz de porco, enquanto olhava fixamente para Noctowl.

- Primeape é um caçador nato. - comentou. - Dizem que quando ele coloca uma presa em mente, não desiste dela até a alcançar.
- Droga! - gritou Nico, desesperado, enquanto o pokémon primata pulava de galho em galho atrás do Noctowl. - Nocturne, Double Team rápido!

Mas não deu tempo, Primeape chegou no pokémon voador e, com apenas um pulo, agarrou sua pata e o arremessou no chão.

- Nocturne! - gritou Nico, mas seu pokémon já estava no chão, desmaiado. Então ele o retornou para a pokébola. - Agora é com você. - disse para Natt. - Se você fizer merda, eu te mato.

Então ele cruzou os braços, olhando para a batalha.

Primeape bateu novamente os braços contra o peito, e dessa vez olhou fixamente para Tympole, seu novo alvo.

- Karate Chop. - ordenou Grayson, e seu pokémon pulou em direção ao Tympole, com a palma da mão aberta.
- Desvia! - gritou Natt. - Vai!

Mas o pequeno aquático estava muito apavorado e não conseguiu sair do lugar, então começou a chorar.

Quando Primeape chegou no chão, e foi dar o golpe karatê no Tympole, ele parou sua mão milímetros do pokémon, e olhou para seu treinador.

- Acho que já deu. - disse Grayson. - Vamos parar por aqui.



~//~



Estavam os três sentados ao redor de uma mesa redonda, comendo uma espécie de cupcake que Grayson havia oferecido a eles. O líder tinha curado seus pokémon após a batalha, e eles sentaram para conversar.

- Como eu disse a vocês, se vencessem, poderiam saber o paradeiro do líder de Knothole. - os dois garotos assentiram, de cabeça baixa. - E como sabem, não venceram.
- Culpa sua. - Nico sussurrou, e Natt deu um soco em seu ombro.

Grayson levantou, colocando as mãos nos bolsos e olhando com alegria para o campo de batalha.

- Entretanto, há tempo eu não tinha uma batalha tão empolgante quanto essa. - ele virou a cadeira e sentou-se novamente, olhando para os garotos. - Vocês merecem saber, afinal, as chances de vencerem eram mínimas, e conseguiram derrotar um dos meus pokémon. Me digam, essa será a primeira insígnia de vocês?

Os dois responderam juntos, Natt um sim e Nico um não. O pescador olhou boquiaberto para o jovem, que já abriu um sorriso, se achando.

- Você já tem uma insígnia?

Nico mostrou uma pulseira que usava. Natt já tinha reparado nessa pulseira, mas não tinha visto nada demais, agora ele podia perceber, grudada como um broche na pulseira, uma insígnia que se parecia com um relâmpago azul sobre um amarelo.

- Eu vim de Sparklage, lembra-se? Como eu iria sair de lá sem garantir uma batalha no ginásio da cidade, classe E?

Natt se irritou, como aquele moleque podia estar uma classe acima dele? Isso não era possível. Agora ele estava mais disposto do que nunca a enfrentar o líder de Knothole.

- Certo, contarei para vocês sobre o líder.


Enfim, o cap ficou bem grande, mas espero que tenha ficado legal, depois vou editar o Main Post com as informações que surgiram nesse capítulo.
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Slow em Dom 23 Ago 2015 - 16:13

Hey -Ice o/

Coisa feia, roubando internet da vizinha u.u Se ela reclamar vc diz q ela é patrocinadora de uma fanfic num fórum de Pokémon :v

Dsclp dnv demorar um pouquinho pra comentar, mas a minha mãe me bota pra trabalhar mais no meu aniversário do que em qualquer outro dia '-'. Tive q ler o capítulo em pedaços -.-'

Foi uma ótima batalha, embora eu nunca tenha gostado de primeape, o que vc n ajudou mto aeuaheuaheuae, mas de boas, é pessoal, eu tinha medo desse bicho u.u (O do Ash tbm n ajudava).

Em contra-partida, vc está fazendo eu gostar do Tympole. Serio, eu nunca tinha reparado muito nele, era neutro pra mim, mas agr percebi o qnt ele pode ser fofo *-* embora ainda perca pra Shinx, Pikachu, Celebi, Mew, Jirachi, Chimchar, Fennekin e muitos outros :v

Cara, se tivesse a PMA vm ajudar com isso, né, FFM? u.u eu com ctz votaria na sua, embora n tenha lido a do Rush/DZ/~Black e outras que vieram antes de mim.

Só pra avisar, itálico n é censura, aeuhaeuhaeuha.

É isso, vamos aguardar o Líder voltar o próximo capítulo
Tchau o/
avatar
Slow
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2015

Frase pessoal : Don't go crying to your mama


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Rush em Seg 24 Ago 2015 - 12:08

IsaacXD7 escreveu:

Cara, se tivesse a PMA - vm ajudar com isso, né, FFM? u.u


A PMA parou pela falta de movimento da área de fan fics, mas de uma semana para cá o movimento aumentou bastante - comparando com o que estava no começo do ano, por exemplo - e está com fan fics ótimas, como a do -Ice, do DZ, do Black, entre outras. Se continuar nesse ritmo com fan fics sendo criadas e leitores comentando nelas, a PMA volta ainda esse ano, nem que seja só para as Fan Fics. (:

Sobre o cap... Cara como eu amo as suas batalhas... Sério. Essa double battle fluiu perfeitamente, e eu admito que tive medo que você se embolasse com ela, pois é difícil conduzir quatro pokémons lutando entre si. Você escreveu de uma maneira que não ficou cansativa, ficou organizada e bastante empolgante.

Sinceramente, pensei que Nocturne fosse um pouco mais forte, afinal, ele é um Noctowl. Mas creio que é por causa de seu treinador cabeça dura, pois quando ele seguiu a estratégia de Natt o Nuzleaf caiu rapidinho. Também levo em consideração o fato desse Grayson ter parecido ser um treinador experiente e veterano, já que ele mesmo se surpreendeu com um treinador classe E e um Youngster derrotando o Nuzleaf.

Gostei da personalidade dele ao impedir que o Primeape não derrotasse o Tympole - o girino me surpreende cada vez mais. Sério, eu costumava ODIAR esse Pokémon antes de ler a sua fic, agora nunca o achei tão fofo.

E a cada cap que passa, eu começo a gostar ainda mais do Natt - que evoluiu bastante na sua jornada, mesmo com o pouquíssimo tempo. Ele aprendeu a ser um verdadeiro companheiro a seus Pokémons agora, coisa que ele não fez questão em seu passado. - e um pouco menos do Nico. Não que o Nico seja um personagem ruim, ele foi muito bem explorado, mas a sua personalidade de "eu sou o protagonista" é bem egocêntrica e chatinha.

Fico ansioso pra ver a batalha do ginásio. Como é uma região criada por você, eu não faço a mínima ideia de que Pokémons vão aparecer - embora saiba que o ginásio seja grass -, e isso me deixa bastante empolgado.

A única coisa que eu senti falta nesse cap foi o Totodile. )': E ah, eu não achei o cap longo, como se tratou de uma batalha, considerei ele bem curto até.

Enfim, mais um ótimo cap! Aguardo ansiosamente o próximo. Ainda estou torcendo para que o Natt capture outro Pokémon, pois o formato de 3x3 pra mim sempre foi "Agora fulano é um treinador de verdade".

É isso, um abraço! Continue se dedicando! (:
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Black~ em Ter 25 Ago 2015 - 18:27

Bom, vamos lá.

Esse capítulo ficou bem interessante, teve uma batalha em dupla entre os dois garotinhos e o velhote lá, eu meio que considerei como uma "prévia" da batalha de ginásio, que, creio, não demorará muito para chegar, mas enfim. De toda forma, não achei que ficou grande, achei até que ficou pequeno, de tão rápido que li, mas enfim.

A luta foi bem bacana, apesar que eu acho que o Noctwol deveria ter sido mais forte mesmo. Ele é um pokémon evoluído e tinha a vantagem contra os dois adversários, então esperava pelo menos que ele levasse um e tirasse algum dano do outro, mas deve ser culpa do Nico cabeça dura mesmo -q.

Bem, realmente estou gostando do desenvolvimento do Natt, o moleque era mó sem vergonha, safado, mas agora está gostando dos seus pokémons, dando o devido valor a eles, etc. Eu também nunca achei grande coisa esse Tympole, achava apenas um Caterpie da vida, que evoluía para bichos menos ruins (não sou muito fã dos sapos), mas estou gostando muito desse Tympole, realmente, ele tá um bicho bem fofinho.

Concordo com o Rush, eu também acho que a luta sempre fica mais séria quando fala "essa é uma batalha 3x3" -qqq, apesar de achar que primeiro ginásio combina mais num 2x2, mas enfim, acho que cada um escreve do jeito que achar melhor -q.

Gostei de ter deixado esse mistério no final e alimentado a nossa curiosidade por mais um capítulo sobre o que de fato aconteceu com o líder. Esses mistérios no final, apesar de me deixar "puto", são bem interessantes, dão sempre um charme a mais à história.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por xKai em Qui 27 Ago 2015 - 22:57

Olá Ice! Bom cara, não achei o capítulo assim tão grande -q Já me adaptei a ler e escrever bastante, então acho que foi um ótimo tamanho, o bom é que de forma alguma deixa de ser agradável, deixando a pessoa com mais vontade de ler sempre que percebe que um novo capítulo foi lançado.

Uma bela batalha, mesmo! Eu achei que o Natt usaria o Totodile, na verdade até ele achou, não é? Mas foi bem bacana o jeito que o Tympole reagiu querendo batalhar, cheio de disposição... Chega a ser fofinho, um pokémon do porte dele fazer esse tipo de coisa -q E que força é a desse Primeape, hein? Quase nocautear um pokémon voador com um Karate Chop de primeira... Sério, monstruoso esse bicho. Primeape é um pokémon muito legal, como um amante de tipo lutador fico muito lisonjeado por você ter apresentado um em sua fic, e além disso ter dado tanto crédito para ele, espero que apareça mais vezes -q

O Natt deve estar mesmo irritado... Saber que o Nico está acima dele deve ser... Bem... Deve ser muito chato kkk Mas ele vai conseguir dar a volta por cima quando desafiar o líder tipo grama... Mas daí o Nico também deve lutar contra ele... E caso vença volta a ficar na frente do Natt, certo? kkk Força aí Natt 0/

Por hoje é só man, boa sorte aí com a fanfic e até o próximo capítulo.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por -Ice em Qui 3 Set 2015 - 16:23

É gente, demorei pra cacete, eu sei disso, mas logo depois de postar o cap anterior, eu fui colocar a descrição das cidades, e a caixa de texto bugou (pra variar) e eu fiquei puto, e decidi dar uma folga, que acabou ontem Razz

Comentários:
IsaacXD7: E aí o/ Já parei de roubar a intenet da vizinha -q É que eu tava sem, ela nem descobriu mesmo shaushau

Feliz anivesário vários dias atrasado -qq Imagino como foi ler o cap em pedaços. Realmente, eu gostei bastante dessa batalha também, mas, cara, medo do Primeape? Laughing Eu tinha/tenho medo do Sharpedo.

Ashuashau, eu sei que itálico não é censura, é que eu coloquei uma letra em itálica porque aqui na PM, geralmente quando você escreve um palavrão, aparece escrito [palavra censurada], e colocar uma das letras em itálico é um meio de burlar isso. Até mais, espero que continue gostando o/

Rush: Eu também amo suas batalhas, vemk Rush o/ Na verdade o problema de força do Nocturne não é culpa dele, e nem mesmo do Nico, e sim do Grayson, eu quis mostrar que o cara é pro, e o melhor jeito de fazer isso foi com o Nocturne, que tinha vantagem aos dois adversários mas mesmo assim não aguentou muitos golpes.

Na verdade, o Natt ainda não aprendeu metade do que tem que aprender durante essa jornada, eu não to mostrando muito isso nos últimos capítulos, mas o Natt continua impulsivo e orgulhoso, e esse seu orgulho só tende a aumentar. O Nico é um pé no saco mesmo, mas eu gosto dele.

Na moral, eu não sei o tamanho que um cap precisa ter para você o chamar de longo Laughing, mas esse cap foi um dos maiores senão o maior até agora, e foi uma batalha relativamente curta, então eu acho que não precisaria enrolar mais, outros caps de batalhas estão planejados para serem maiores.

Eu sempre falava "Esse cara é um treinador de verdade" quando ele capturava o seu quarto pokémon, geralmente um pouco depois do terceiro gym, que era onde a jornada começava a embalar mesmo. Até mais, espero que continue acompanhando ^^

Black~: o/ Que velhote cara, o Grayson não tem nem trinta ainda -q Qualquer coisa, no Main Post tem uma descrição com o sprite da maioria dos personagens, dá pra ver como eu os imaginei mais ou menos.

Quanto ao Noctowl, foi o mesmo que eu disse ao Rush, o Grayson é bem fodão, tanto que derrotou um pokémon que praticamente tinha dupla vantagem.

Realmente, o Natt era um panacão, mas na verdade continua sendo, por enquanto ele só evoluiu no quesito de tratar os seus pokémon, graças ao nosso amigo Totodile.

Vish cara, se prepara, eu faço muito de deixar um mistério no final dos caps, é coisa de FDP, mas eu gosto.

Perae, eu fiz três machos começarem a achar o Tympole fofo? É isso mesmo produção? Laughing

xKai: Kai o/ Ainda terão capítulos maiores, esse foi uma batalha bem curta mesmo, já que o meu plano era que o Grayson não demorasse muito para derrubar os dois, ele é fodão.

É, usar o Totodile talvez tivesse feito a batalha ser um pouco mais fácil, mas pudemos ver como o Tympole se desenvolveu, de um bixo que ficava na costa de um outro maior para um batalhador -q Sim, o Primeape foi pensado como um pokémon OP, tanto que é o que vemos tanto nos jogos quanto no mangá e anime, dizem que, quando ele quer pegar algo, não desiste até conseguir, e sua raiva aumenta sua força, eu sempre achei isso muito massa.

Qualquer um ficaria irritado ao saber que o Nico é melhor, tipo o Natt tem 17 anos e ele 14, imagina como ele não ficou ao saber que esse muleque tinha mais experiência que ele. Força Natt -q

Atpe mais, espero que continue gostando ^^

Sem nada pra falar aqui, espero que gostem.


- Munch?

O pokémon azul-marinho abria os olhos, mas não conseguia ver com clareza tudo ao seu redor.

Quando as coisas começaram a ficar mais nítidas, ele pôde notar que estava em uma cama, em um lugar bem iluminado. Na verdade, havia uma fileira de camas, todas com pokémon desmaiados. As paredes do lugar eram de madeira.

- Aqui é onde os pokémon em estado grave ficam. - disse uma enfermeira de cabelo castanho, ao ver que ele tinha acordado. - Você foi trazido ao Centro Pokémon de Knothole, parece que alguém te machucou no incêndio.

O pokémon se lembrou. Uma criatura grande e com o rosto azul, coberta por uma capa e com canhões. Munchlax estava decidido a ter uma revanche com essa coisa.



Capítulo nove
O titã de água

- Konshe me pediu para não dizer isso a ninguém, mas acho que revelar à vocês não causará problemas.

Ainda no restaurante Food ‘n Battle, Natt e Nico estavam sentados terminando de comer seus cupcakes, enquanto ouviam o líder do restaurante. Grayson parecia ter algum tipo de hiperatividade, ele alternava a todo momento entre sentado e levantado, levando as mãos aos bolsos da calça e ao cabelo, dando um sorriso hora ou outra.

- Há alguns meses, Konshe observou uma estranha criatura que se locomovia no meio das árvores em Knothole, ele sempre dizia a mim que não sabia se era um pokémon ou um humano, mas que ele se escondia em uma capa, como se não quisesse ser identificado, e que poderia ser demasiadamente perigoso.
- Você acreditou nisso? - perguntou Nico, cruzando os braços tentando parecer inteligente, sem saber que estava com a boca suja de cupcake. - Me parece história para Tauros dormir.
- Também me parecia, não vou negar. - admitiu Grayson, levantando-se novamente. - Mas Konshe queria saber mais sobre essa criatura. Uma nova espécie de pokémon? Um fugitivo da polícia? Ele estava determinado a saber. Após dias observando a tal criatura, ele me contou que o viu soltar uma rajada de água.

Grayson dirigiu-se à uma escrivaninha com um computador e uma foto dele com seus pokémon. Ele abriu uma gaveta com vários papéis e documentos, e, após revirar um pouco, pegou uma folha que parecia ter algo desenhado à lápis. O líder do restaurante então mostrou aos treinadores o desenho.

Era algo que se parecia bastante com um ser humano, mas coberto inteiro com uma capa, escondendo seu rosto também. Parecia ter um canhão no lugar de um dos braços, e o outro estava tapado, portanto não era possível ver se havia uma mão ou outro canhão. Uma escala mostrava que a criatura tinha cerca de um metro e oitenta e dois, mas não era possível entender muito mais do que aquilo, as habilidades artísticas de quem desenhou também não ajudava.

- Há dez dias, ele me mostrou esse desenho, disse que iria encontrá-lo e então o ajudar. Konshe estava tão determinado que foi possível ver que era verdade, realmente tinha alguma coisa. Ele me disse que o bicho não estava mais aparecendo, como se tivesse mudado de lugar. - Grayson sentou-se novamente e colocou as mãos nos bolsos da calça. - E só dois dias depois, espalhou pelo continente a notícia de que o museu mais seguro de Eyarn, em Relical, foi arrombado e um artefato foi levado.
- Já entendi. - disse Nico. - Relical fica a uns três quilômetros de Knothole, Konshe deve ter pensado que o bicho foi pra lá.
- Mas o que um pokémon faria com uma relíquia de museu? - perguntou Natt.
- Konshe nunca disse que isso é um pokémon.



~//~



Relical era uma cidade muito importante para o mundo pokémon em geral, assim como Celestic, em Sinnoh, era uma das poucas que investia quase todo o seu dinheiro em pesquisas sobre a história do mundo, e colecionava artefatos antigos que, de alguma forma, poderiam estar relacionados aos idolatrados pokémon lendários.

Enquanto os cientistas da cidade trabalhavam sempre que podiam procurando respostas para milhares de perguntas, pessoas andavam despreocupadas pelas ruas, mexendo em seus celulares, conversando com amigos ou levando seus pokémon de estimação para passear.

Um cara no entanto, parecia meio perdido, olhando para todos os lados ao mesmo tempo como se procurasse alguém. Ele era alto e magro, usava uma calça jeans e uma camiseta social azul esverdeada, com os botões de cima abertos. O cabelo preto contrastava com os olhos verdes.

Ele chamava atenção de todos onde passava, apesar de já estar acostumado e não ligar muito para isso, não conseguia esconder um sorriso fino quando passava e alguém notava “ei, é o líder de ginásio de Knothole”.

Após alguns minutos andando, ele achou uma construção quebrada, com uma das paredes arrebentada, e vários tijolos no chão. Uma faixa amarela dividia os policiais e o dono do museu dos curiosos que rodeavam o local sem motivo aparente.

Konshe passou pela multidão, o que não foi muito difícil, já que todos abriam caminho para ele ao verem que ele era famoso, e chegou ao lugar onde a faixa amarela estava, olhando para o lugar detonado.

- Ei, vasa daqui. - disse um dos policiais ao líder.
- Não se preocupe, eu o convidei. - retrucou o dono do museu. Ele era um homem baixinho e gordo, com um bigodão branco e alguns poucos fios grisalhos penteados de modo a tentar disfarçar a sua falta de cabelo. - Vem comigo, Konshe.

O velho colocou o braço no ombro do líder de ginásio e o levou para dentro do museu, enquanto os policiais que investigavam a cena do crime olhavam perplexos.

- Obrigado. - sussurrou Konshe, sorrindo. - Tô te devendo uma, Lance.
- Amigos são pra isso. - o velho abriu um sorriso simpático. - Mas me conta, por que está aqui?

Konshe tirou um papel do bolso de sua calça e o desdobrou, mostrando ao dono do museu uma nova versão do desenho que tinha feito ao seu amigo em Knothole. Esse mostrava mais da escala e dos detalhes da criatura, além de ter escrito o título “O titã de água”, como o líder de ginásio o batizou.

- Titã de água? - perguntou Lance, com uma voz esganiçada. - Nunca tinha ouvido falar.
- Tenho o observado por alguns dias, é uma espécie que eu nunca tinha visto antes, como se fosse um pokémon, mas que parece se comportar como um humano, muito mais esperto do que qualquer monstro de bolso. - explicou Konshe. - A propósito, o que foi levado?
- Ah, siga-me.

Lance foi andando em direção à uma sala, enquanto o líder de ginásio o seguia, eles chegaram a uma sala do museu, também destruída, não havia nada demais lá, apenas alguns quadros caídos no chão e, no centro, os restos de um pedestal, com duas pessoas em volta. Um deles era um homem, com longos cabelos castanhos descendo em sua costa, uma camiseta branca de gola V e uma calça folgada, estava descalço e tinha um violão amarrado à costa. A outra era uma garota loura de olhos acinzentados, usando uma calça preta e um casaco branco que se parecia com um jaleco de laboratório com um contorno vermelho nas mangas e no meio. Konshe cumprimentou ambos.

- Parece ser algo importante. - disse, ao olhar para o pedestal, que tinha ao lado uma placa escrita “Não toque”.
- E era. - disse Lance. - A jóia dos sonhos, um artefato muito antigo, que dizem ser o resultado da fossilização da essência de Cresselia e Darkrai misturadas. Alguns afirmam que, após tocá-la, nunca mais conseguiram dormir tranquilos, como se a mistura entre o bem e o mal os atormentasse.
- A jóia era protegida por um vidro à prova de balas. - disse a menina loura.
- Somente um titã para conseguir quebrá-lo. - comentou Konshe.
- Não foram encontrados restos do vidro. - disse Lance. - É provável que o vidro tenha sido removido.

O líder de ginásio começou a observar a sala, no meio dos destroços, era possível perceber marcas de queimado, como se fogo tivesse sido usado.

- Imagino que já conheça os nossos dois convidados. - disse Lance, apontando com a mão para a menina e o cara. Konshe negou com a cabeça.
- Sou Emma Nutwood. - disse a garota. - Neta do professor Nutwood.
- E eu sou Alan Phaet, vice-diretor do museu. - disse o cara de violão, sua voz era suave e calma. - Mas pode me chamar de Alpha.
- Prazer. - disse o líder, curvando-se. Em seguida, ele caminhou em direção aos destroços da parede e pegou um tijolo chamuscado. - Então foi usado fogo?

Os três outros que estavam na sala se olharam, como se tivessem percebido agora que alguns poucos destroços estavam queimados.

Emma Nutwood, a garota loura, olhou para o pedaço de tijolo na mão e Konshe, preocupada, seus lábios começaram a tremer, como se ela estivesse muito nervosa.

- O que foi, Emma? - perguntou Lance, ao perceber a preocupação da garota.
- Se foi usado fogo… - ela olhou para os lados, receosa. - ...E se…

Ela não precisou terminar, todos os presentes na sala sabiam sobre o que ela estava falando.



~//~



Os três rapazes ainda estavam sentados ao redor da mesa de vidro redonda, todos com os braços cruzados, largados no encosto das cadeiras, enquanto olhavam um para o outro, ninguém falava nada.

Após alguns minutos de silêncio, onde ninguém sabia o que dizer, o garoto loiro de boné bateu com o punho na mesa, impaciente, fazendo com que o pescador sentado do seu lado se assustasse.

- Não acredito que teremos que ficar sentados até esse Konshe chegar e aceitar o nosso desafio. - lamentou.
- Eu acho que não podemos fazer nada quanto a isso. - disse Grayson, tirando a franja do olho. - Eu já os contei o motivo para ele não estar no ginásio, mas não posso ir à Relical buscá-lo.

O pescador apenas assentiu, pensativo, mas o treinador do seu lado abriu um sorriso, ajeitando o boné e apoiando o braço no ombro do amigo.


Enfim, esse cap ficou ficou meio curto, eu sei, mas os próximos tendem a aumentar, eu acho. Foram apresentados vários personagens, e eu não sei quando a ficha de todas vão estar prontas, acho que até segunda eu termino.

O guia de cidades foi adicionado, não ficou lá muito bom, mas dêem uma passada lá -q As cidades pareceram breves, mas, quando aparecerem, serão melhor descritas no capítulo.


Última edição por -Ice em Qui 3 Set 2015 - 16:37, editado 2 vez(es) (Razão : Esqueci a imagem do título -qq)
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por -Murilo em Qui 3 Set 2015 - 18:27

Ah Ice, quando eu consigo um tempo pra comentar na sua fic, voce vai e posta mais um capítulo. Nem vou poder falar desse último rsrs. Eu tenho lido todos os capítulos, só não tô conseguindo comentar frequentemente. Bom, sobre os últimos capítulos, digo que eles estão muito bom. A relação de rivalidade mas com um fundo de amizade de Natt e Nico é muito interessante. Engraçado que no início eu achava o Natt meio chatinho no início, mas esse Nico consegue ser insuportável as vezes, e consequentemente Natt fica mais legal perto dele haha. Mas tipo, não quer dizer que não gosto deles, só as atitudes deles que me irritam as vezes haha. Quem eu gosto gosto mesmo são dos pokémons do Natt. Totodile com aquele jeito dele, e agora Tympole se revelando aos poucos. Acho que ele será um pokémon bem forte. As evoluções dele são fortes eu acho. A batalha em dupla dos dois foi boa. Eu achava que o dono do restaurante era o próprio líder, mas voce fugiu disso. Agora fica a questão se os dois vão continuar andando juntos ou vão virar rivais liga, ou qualquer outra coisa. Bem, boa sorte na sua fic e até!
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Black~ em Qui 3 Set 2015 - 20:41

Bom, vamos lá.

Esse capítulo ficou bem legal. Teve a explicação do porquê o líder ter fugido do ginásio e tals. De toda forma, oi focado bem mais no líder do ginásio do que nos dois protagonistas propriamente ditos, e ficou muito bom. Manteve o ritmo que a fic vinha impondo, de clima de mistério e suspense. A cada capítulo que passa, a gente pensa que vai ter mais explicações, mas fica cada vez mais misterioso.

Como eu disse, esse capítulo ficou mais interessado em mostrar Konshe na procura da tal criatura que vem assombrando o continente. Eu realmente não sei que diabos é isso. Eu pensei que fosse um Blastoise, mas pelo visto não é, então não sei. Talvez seja algum lendário, pois no final tem todo aquele papo, de fogo e tals, enfim. Talvez seja um mutante? Não sei. Inteligência de humano com um braço de canhão? Enfim.

Bem, não tem muito pra falar sobre o capítulo, somente esperar esse mistério do titã de água se resolver né.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Rush em Sex 4 Set 2015 - 11:26

Bom dia, Ice!

Como esperado, eu gostei bastante do capítulo, mas acho que ele ficou parado demais. Foi legal introduzir o líder, mas senti bastante a falta de Natt e seus pokémons, o Nico se destacou mais do que ele. :c

Também achava que esse Titan fosse um Blastoise. Tinha certeza, pra ser honesto, graças a descrição que teve sobre ele. Ainda não descarto essa opção, pois nada impede que uma equipe esteja por trás disso (um treinador e seu blastoise, por exemplo), e não sei porque, mas fiquei com o Magmortar na cabeça. Quer dizer, saber eu sei né, afinal a criatura tem um canhão no braço.

O capítulo em si foi bem curto, então não tem muito o que comentar. Gostei dos dois personagens novos introduzidos - quer dizer, no total foram quatro, mas a neta do prof. nutwood, e o músico maneiro se destacaram mais do que o próprio líder e o dono do museu, em minha opinião - e eu gostei da personalidade de ambos, foram bem humanizados.

Me pergunto sobre esse Munchlax. Qual é a dele? No início pensava na possibilidade dele seguir a jornada com Natt, mas ele não é um Pokémon de água, então de certa forma ele estaria quebrando a promessa. :c Ou não né, nada impossibilita ele de capturar outros pokémons de água para usar apenas no desafio do ginásio de seu tio. AUEHAUE'

Mas enfim. É isso. Gostei do capítulo mas esperava um pouco mais dele, talvez se ele fosse um pouquinho maior... De resto, ficou muito bom.

Aguardo o próximo capítulo! Abraço!

avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por xKai em Sab 5 Set 2015 - 10:32

Fala Ice! Sm mais delongas, vamos ao comentário.

O Capítulo foi bem misterioso... Me deixou um tanto pensativo... Apesar do grupo principal ter ficado estagnado, você revelou vários detalhes sobre o líder Konshe, eita nominho estranho esse hein. Sem contar o museu, sempre gostei de museus em jogos e anime de pokémon, afinal eles estão lá para nos dizer que no meio de toda essa loucura, de fato há uma história. Afinal, é um mundo onde as pessoas dificilmente estudam -q Mas a história faz parte do que fomos, do que somos do que pretendemos ser, é fundamental explicar isso... Mas não acho que vamos começar nenhuma aula de história aqui, não é? Afinal o objtivo foi a introdução, muito bem feita, do líder e do mistério que ele aparenta star encarregado... As descrições do pokémon (ou ser humano?) batem com as descrições de um mega blastoise, a não ser a parte em que ele se parece com um humano... E talvez a parte da capa... Imagina só o tamanho da capa para cobrir um mega blastoise -q Mas espero ainda assim me surpreender, as vezes nada é o que parece... Posso estar até bem enganado a respeito deste mistério...

A fanfic está ótima e muito agradável de se ler, até o próximo capítulo e boa sorte.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por -Ice em Seg 14 Set 2015 - 19:18

Olha só quem está aqui com mais um capítulo pronto! Então gente, minha ideia era postar na quinta (passada), mas, por ser o capítulo dez, eu queria fazer um capítulo maior do que todos já feitos até aqui, portanto, até escrever todo o capítulo, revisar, e responder esses comentários maravilhosos, demorou um pouco -q

Esse capítulo, assim como o anterior, foi mais focado em Konshe e no roubo do museu, mas esse será o último porque agora acaba essa saga do líder ausente, que começou lá no capítulo Youngster Nico. Sem mais enrolação, vamos aos

Comentários:
-Murilo: Hehe, foi mal, eu não sabia que você ia comentar, se não esperava mais um pouco -q  A relação entre o Natt e o Nico foi uma das coisas mais exploradas nesses últimos capítulos (mesmo que no último e nesse aqui não tenha sido tanto), e por isso espero que estejam se perguntando o que vai acontecer com eles depois que cumprirem seu objetivo em comum, que era achar o líder. O Natt era muito chato mesmo, e, apesar de não ter melhorado tanto, o Nico faz ele parecer um anjinho. Mas nenhum deles faz por mal =P

Quanto ao Grayson ser o líder, eu sabia que pelo menos um de vocês ia desconfiar dele, e por isso eu ia colocar um diálogo nesse capítulo nove que ele diz aos garotos que é o líder do ginásio, mais depois revela que estava só de brinks, eu cortei isso porque ficou meio desnecessário, sei lá :/

Os pokémon também são algo que eu explorei bastante até agora, e me orgulho do resultado, cada um com uma característica distinta que diferencia eles. Nos últimos capítulos eles não foram explorados muito também, mas é porque essa parte foi mais focada na história, e seria forçado colocar pokémon no meio. Até mais e espero que continue lendo ^^

Black~: o/ Que bom que gostou do capítulo, foi o primeiro a não apresentar uma história que dependessem de pokémon (mesmo tendo o titã de água), e terá um ou outro assim pela fic.

Realmente, o mistério do titã vai ficar na cabeça de vocês até o final da temporada, e será um assunto recorrente, mas, bons observadores e caçadores de detalhes já poderiam deduzir o que está acontecendo, principalmente com a adição desses novos personagens nos últimos capítulos.

Até ^^

Rush: Bom dia o/ Imagino que o capítlo tenha ficado parado porque eu decidi me focar mais na história e no plano de fundo do que nos pokémon, ficando meio quietão, só espero que isso não seja bem um problema, porque essas coisas de mistérios e suspense serão um pouco recorrente.

Todo mundo achava que o titã fosse um Blastoise, mas, quem sabe não é? Mas não pode ser um Magmortar porque ele não poderia ter o tipo água... ou poderia?
A neta do prof. Nutwood (aka Emma) se destacou, com isso eu concordo, mas o músico maneiro (aka Alpha) ainda não teve o seu momento pra brilhar, eu gostei mais do Lance do que dele, mas, para quem sabe o que vai acontecer como eu, não deve contar.

Munchlax, esse é outra incógnita, será que os caminhos dele e de Natt vão se cruzar novamente? Já sabemos que ele quer vingança com o titã de água, mas enfim, resta esperar né. Será que o Natt vai capturar outros pokémon de outros tipos? Vai estar meio fora de sua área, mas quem sabe né. Até mais cara, continue lendo ^^

xKai: Kai! Esse capítulo foi feito memso para ser mais focado em Konshe e no roubo do museu (esse nome estranho foi uma tentativa de trocadilho, mas eu mudei tanto que nem deu pra perceber). Eu também sempre achei muito massa os museus do mundo pokémon, principalmente se tratando de Sinnoh, que é uma cidade com um fundo histórico muito bacana, mas no meu mundo as pessoas estudam sim, só que grande parte do que nós aprendemos depois da quinta série não é usado por eles, portanto só em faculdades.

Mega Blastoise é uma teoria interessante, afinal ele só tem um canhão, mas como será que ele vira mega? Pode ter um treinador por trás de tudo isso? Não sei, quer dizer, eu sei, mas não vou spoilar aqui né 9 -qq Que você vai se surpreender eu garanto cara, até porque o mistério já podera ter sido resolvido desde a invasão selvagem ( Shocked )

Até mais, espero que continue lendo e gostando ^^

Como eu disse lá em cima, esse capítulo também vai ser um pouco mais focado em Konshe e no roubo do museu, fechando essa saga do líder ausente (e fechando bem, eu acho), sério, esse cap deu bastante trabalho, espero que gostem (:

Ao meio-dia, a cidade de Relical tornava-se ainda mais populosa do que costumava ser. Os trabalhadores geralmente tinham esse horário para descansar ou ver a família, e as crianças iam à escola, transformando o centro da cidade em um aglomerado de pessoas, cada uma indo à um lugar, para fazer alguma coisa, todas com pressa.

Logo, não era um bom momento para os dois treinadores que tinham acabado de chegar lá. Eles tentavam consultar um mapa, mas não conseguiam entender muita coisa, já que não paravam de discutir por um minuto.

Desde que saíram de Knothole para vir procurar o líder de ginásio Konshe, Natt e Nico trocavam ofensas.

- Eu não obriguei você a vir! - reclamava o mais jovem, enquanto analisava o mapa da cidade. - Se você não tá interessado no desafio, eu não ligo, só quero a minha insígnia!
- E não vai consegui-la enquanto estiver lendo o mapa de cabeça para baixo! - retrucava o pescador.
- Você não pode dar lição de moral em mim, ainda está na sua primeira semana de jornada!

As pessoas na multidão tentavam evitar os dois, temendo um acesso de raiva ou algo do tipo, e tinha sido uma boa ideia, pois, menos de dois minutos depois, ambos tentaram pegar o mapa e o rasgaram no meio, caindo em lados opostos no meio do aglomerado de pessoas, cada um com uma metade do mapa em mãos.



Capítulo dez!
A melhor treinadora de pokémon tipo fogo

Natt não conseguia parar de se arrepender por ter saído de Knothole e vindo procurar o líder do ginásio. Ele era orgulhoso demais para admitir que estava prestes a desistir de sua jornada. Talvez por ser impulsivo e fazer as coisas sem pensar muitas vezes, ele foi perceber agora que, começando uma jornada, ele estaria se metendo em algo muito maior do que desafiar seis ginásios. E, desde que ele saiu da cidade com Nico, as coisas começaram a ir de mal à pior.

Primeiro eles tiveram que comprar um mapa com o dinheiro que Grayson tinha emprestado para eles, e depois de metade do caminho andado, eles foram parar no centro da cidade pois Nico estava com o mapa de cabeça para baixo. E agora, Natt estava caído no chão, com apenas metade do mapa. A outra metade estava com seu rival, que estava caído também, tinha batido a cabeça no chão.

- Escuta, acho que tá na hora de pedir informação. - sugeriu o pescador, estendendo a mão.
- É, eu pensei nisso. - respondeu o treinador, levantando-se com a ajuda do parceiro.


~//~


Dentro do museu de Relical, na sala onde um dia esteve a jóia dos sonhos, todos presentes estavam com a atenção virada para Emma Nutwood, que agia como se estivesse tocando em um assunto delicado, cutucando uma ferida antiga.

- Se foi usado fogo… E se…

Todos se entreolharam, sabiam do que ela estava falando.

- Burnign? - perguntou Alpha, o homem com o violão preso à costa. - Creio que não, Emma, como ela teria feito isso na cela de segurança máxima em que ela está presa?

Lance, o chefe do museu, pegou um dos escombros que estavam espalhados pelo chão, já estava frio, mas era possível perceber que a parede tinha sido derrubada com fogo.

- Foi a primeira coisa que eu considerei. - disse. - Principalmente após saber que a jóia dos sonhos foi levada. Mas, como Alpha disse, ela está presa.

Enquanto eles conversavam, Konshe olhava para o seu desenho do titã de água, não tinha mais certeza que a criatura era quem havia roubado a jóia, mas agora estava no meio do caso, tinha que ajudar.

- De qualquer modo, acho que devemos dar uma visitada na cela dela, por garantia. - disse. - Se tratando daquela mulher, eu não posso duvidar nada.
- Eu vou com você. - disse Emma. - Lance e Alpha ficam aqui no museu?

Os dois chefes assentiram, ainda tinham muitas coisas para organizar depois do assalto, não podiam sair.


~//~


- Konshe? O líder do ginásio de Knothole? - caçoava o balconista de uma loja qualquer de Relical. - Vão dormir, crianças.
- É sério. - insistiu Natt pela terceira vez. - Você sabe pelo menos onde fica o museu que foi roubado?
- Se eu falar, você pode se retirar da minha loja? Você está afastando a clientela.

Natt olhou para as mercadorias atrás do balconista, em sua maioria eram itens de segunda mão como abajures e cabideiros usados. Ele não achava que a loja tinha clientela, mas concordou.

Nico estava esperando do lado de fora, encostado na parede enquanto roía as unhas e olhava seus pokémon brincarem com os de Natt.

Rats e Tympole se divertiam voando nas costas de Nocturne, enquanto Mighty e Totodile pareciam estar em uma competição pessoal de quem era mais durão, o crocodilo estava perdendo, obviamente.

Depois de algum tempo, Natt chegou, com um sorriso no rosto, aquilo só podia ser coisa boa. Precisava ser coisa boa, depois de tudo o que aconteceu em um só dia.

- Resultados? - perguntou.
- Felizmente. - respondeu o pescador. - Olha só.

Ele mostrou à Nico uma das metades do mapa de Relical, onde estava marcado com um círculo de caneta um local que Natt disse ser o museu. Após os dois se localizarem (e se certificarem que o mapa não estava de ponta cabeça), eles retornaram seus pokémon e partiram.


~//~


O museu de Relical era muito maior do que qualquer um dos dois tinha imaginado. A construção ocupava uma quadra inteira, e a quadra era muito grande, fazendo com que o museu fosse muito extenso.

Talvez ele tivesse sido bonito um dia também, mas agora uma parede derrubada mostrava um saguão principal praticamente destruído cheio de poeira e escombros. Dois guardas estavam nesse saguão, conversando enquanto reviravam os tijolos caídos, procurando algo.

- Ei! - gritou Natt. Os guardas olharam para ele. - Podem me ajudar, por favor?
- Você tá doido? - sussurrou Nico. - Que ideia é essa de…

Ele não terminou de falar pois um dos guardas chegou nos dois garotos, e o treinador ficou quieto, eles eram muito maiores de perto. O pescador também ficou meio intimidado, mas, ao contrário do outro, ele conseguiu formular uma frase.

- É… Desculpe a pergunta, mas Konshe está aqui? Sabe? O líder de ginásio de Kn…
- Está ocupado, conversando com o chefe do museu. - respondeu um guarda, rispidamente. Em seguida, ele virou as costas, voltando ao saguão.

Natt esperou um tempo parado, mas os guardas o ignoraram.

- Desistimos agora? - perguntou Nico.
- Não tão cedo. - respondeu o pescador, caminhando em direção aos dois guardas, com passos longos. - Ei, escuta aqui, eu vim de lá de Knothole pra falar com Konshe, e não vou sair até que…

Ao ver que o pescador tinha passado da faixa amarela, o mesmo guarda se levantou e aproximou-se do garoto, era visível que estava irritado.

- Escuta aqui, um caso sério aconteceu aqui, e eu não quero nenhuma interrupção, estou trabalhando e você está me incomodando.

O guarda já era ameaçador, com seus ombros largos e grandes músculos, seu cabelo louro em corte militar, mas depois de falar aquilo, se tornara quase que maligno.

- Pega mais leve aí, cara. - disse o outro. - Deixa o garoto ir embora.

Uma das portas do saguão se abriu, saindo de lá duas pessoas.

Um deles era um cara um tanto alto e magro, com uma camisa azul-esverdeada com o botão de cima aberto, calça jeans e cabelos negros bagunçados. Ao seu lado, uma garota de uns dezoito anos, loira de olhos acinzentados, usando um jaleco de laboratório com detalhes vermelhos e uma calça preta. Ambos pararam de andar ao verem Natt no meio do saguão.

- Ta aí o seu líder. - disse o guarda, empurrando a cabeça do pescador em direção ao homem. Definitivamente, Natt não se dava muito bem com oficiais.
- É, oi? - disse o homem, olhando para o garoto.

Nico, que estava fora do museu acompanhando a treta de longe, entrou olhando para o homem de cabelos negros com os olhos brilhando.

- Konshe?
- Isso virou zona? - perguntou o guarda, olhando para o jovem.
- Espera, você é Konshe? - perguntou Natt, ainda meio desnorteado. - O líder de ginásio de Knothole?

Ainda confuso com tudo o que estava acontecendo, o líder assentiu.

- Imagino que estejam aqui para falar do meu ginásio. Mas acho melhor sairmos primeiro. - disse Konshe, olhando para o guarda, que bufava de raiva.

A garota loira saiu do museu, seguida pelo líder e Nico. Antes de sair, Natt mostrou o dedo médio para o guarda.


~//~


- Então vocês vieram aqui por causa do ginásio? - perguntou Konshe aos dois, eles assentiram.

O líder abriu um sorriso, mas a garota loira ao lado dele continuava séria, enquanto encarava os garotos. Eles andavam no centro da cidade, enquanto algumas mulheres olhavam para Konshe, admiradas pela beleza do líder. Natt não sabia para onde estava indo, e nem ligava, na verdade, tinha achado o líder de ginásio de Knothole.

- Não foram muito espertos, moleques. - disse a garota loira, olhando-os com desdém.
- Pois eu achei muito ousado da parte de vocês. - Konshe ainda sorria. - Mal vejo a hora para enfrentá-los.

Natt se sentiu bem, esse era o primeiro líder de ginásio que ele via, com exceção do seu tio, e ouvir isso dele era muito bom. De repente, a excitação de estar no meio de uma jornada voltou, ele estava muito mais animado do que antes, não via a hora para enfrentar todos os líderes. Nico, como sempre, aproveitou a deixa para se achar, mas o pescador nem se importou em ouvir o que ele disse.

- Como souberam que eu estava em Relical? - perguntou.
- Grayson nos disse. - respondeu Natt. - Ele também nos contou sobre o titã de água.
- Ele… contou? - Konshe levou a mão ao bolso.
- Não se preocupe. - disse Nico. - Nós sabemos guardar segredo.

A garota loira fingiu uma tosse, fazendo com que todos olhassem para ela.

- Então? Podemos ir ver Burnign? - perguntou ela.
- Tudo bem, Emma, desculpe. - disse Konshe. - Mas onde deixamos eles?
- Nós queremos ir juntos! - disse Nico.
- Vocês não podem ir juntos! - retrucou Emma. - Não sabem nem do que se trata.
- Vamos levá-los. - disse Konshe. - Só iremos ver Burnign, não há nada demais. Sigam-nos.

Ele e Emma começaram a andar, e os dois garotos os seguiram, um pouco atrás.

- O que é Burnign? - perguntou Nico no ouvido de Natt, que encolheu os ombros.


~//~


Eles já começavam a se questionar se fizeram o certo. Depois de seguir Emma e Konshe sem dizer nada, eles chegaram a uma prisão, no extremo sul da cidade. Ficava longe de tudo, e era possível perceber o peso do lugar só de entrar. Natt imaginava quantos criminosos com sangue nas mãos estavam presos lá.

- É muito tarde pra voltar? - perguntou Nico.
- Sim. - disse Emma.
- Tá, tá. - ele segurou Konshe, fazendo com que o líder se virasse para ele. - Eu não faço ideia do que tá acontecendo, e se eu morrer aí dentro eu quero saber o porquê!

A garota riu, Konshe também deu um sorriso ao começar a explicar.

- Como Grayson deve ter dito, o museu de Relical foi roubado, e eu acredito que tenha sido o titã de água que tenha feito isso, mas evidências também indicam que talvez tenha sido uma outra pessoa… - ele olhou para Emma.
- Burnign. - completou a garota. - É conhecida como a melhor treinadora de pokémon tipo fogo em Eyarn. Isso é tudo o que precisam saber, nenhum dos dois vão morrer lá dentro.

Então eles entraram. Natt esperava o pior, mas na verdade achou a prisão um lugar bem bonito, pelo menos no saguão principal.

O andar de baixo tinha um tapete que levava à uma escada, um lustre bem grande e vários papéis com nomes e fotos de criminosos. No meio, uma mesa com um homem careca que olhou para os que entraram.

- Posso ajudar? - perguntou. Ele organizava e carimbava vários papéis.
- Viemos visitar Burnign. - disse Konshe.
- A número três três sete? - ele riu, e então apertou um sino, que fez com que chegasse lá um policial magrelo. - Leve eles à presa número trezentos e trinta e sete.

O policial olhou estupefato para os quatro, como se não acreditasse que eles fossem corajosos o suficiente para ver a tal Burnign.

- Têm certeza? - perguntou.
- Pare de ser medroso! - exclamou o delegado, carimbando com força um papel.
- O...Ok, sigam-me. - disse o policial, pegando uma chave.

A cada segundo que se passava, o frio na barriga de Natt só aumentava, ele sentia que estava no meio de algo que não devia estar. Nico estava meio colado nele, obviamente com medo, e o pescador decidiu nem comentar sobre isso, entendia o garoto.

O policial os levou até o segundo andar, onde abriu uma das portas que levava à um longo corredor com uma outra porta no final. Depois dessa porta, a beleza do lugar acabava.

Tinha quatro celas de cada lado, e uma no fundo. Natt esperava que não, mas o policial os levou justamente na cela do fundo, que era a maior e tinha uma placa com o número que o delegado falou. Trezentos e trinta e sete.

A tal da Burnign estava sentada em uma cama surrada, com a cabeça abaixada, ela cantava de uma forma muito sinistra a música Wake Up Sunshine. Seu cabelo rosa estava preso com alguns fios soltos caindo no rosto. Ela usava roupas largadas amarelas, mas, no geral, era uma mulher bonita.

Ela levantou a cabeça ao ver as visitas, e parou de cantar a música, abrindo um sorriso.

- Burnign. - disse Konshe.
- O que restou dela, você quis dizer. - completou Emma.

A mulher deu uma risada irônica.

- O líder calouro e a mini professor. - sua voz era rouca e fria. - Vieram aqui para me ver? Acredito que seja por causa do roubo?
- Então foi você? - gritou Emma, balançando a grade, o policial a puxou.
- Quem são os outros dois? - ela apontou para Natt e Nico, fazendo o mais novo soltar um gritinho agudo.
- Não mude de assunto. - disse Konshe. - Foi você quem roubou a jóia dos sonhos?

A mulher se levantou e caminhou até perto da grade.

- Essa jóia dos sonhos é um sonho de consumo para mim. - disse. - Estou aqui por causa dela. Essa é a única prova de vocês?
- Não. O lugar foi invadido com fogo. - disse Emma. - Isso já prova que você tem algum envolvimento com isso. E seus parceiros? Eles não foram presos, não é? Eles estão com seus pokémon? Roubaram a jóia para você?
- Emma, acalme-se. - Konshe segurou o ombro da garota.

Burnign riu, apoiando-se nas grades.

- Então foi usado fogo? - ela riu mais ainda. - Realmente, tudo aponta para mim. E, por vocês terem chego aqui… Acho que a pessoa que armou para mim deve estar feliz agora.
- E quem armaria pra você? - perguntou Emma.
- Qualquer um que quisesse escapar de um jeito fácil. - disse Konshe, para si mesmo.

Emma chutou a grade em que Burnign estava apoiada, com raiva, fazendo com que a criminosa se afastasse.

- Pensei que a inteligência era de família, Nutwood. - disse ela, fazendo com que Emma ficasse com mais raiva ainda.
- Vou sair daqui. - seus olhos se encheram de lágrimas. - Não sou obrigada a escutar essas coisas, estou lá fora.

Emma fez o caminho de volta, fazendo com que todos se entreolhassem, confusos. Burnign sentou-se novamente em sua cama, voltando a cantar.

- Algum de vocês dois podem ir conversar com ela? - perguntou Konshe.
- Eu não saio daqui sem companhia. - disse Nico, aproximando-se do policial.
- Tá, eu vou. - disse Natt, não aguentava mais ficar naquele lugar sombrio, principalmente olhando para aquela mulher assustadora.

Ele fez o caminho de volta, enquanto os prisioneiros de outras celas olhavam para ele.


~//~


Emma estava fora da delegacia, encostada em uma das paredes, enquanto limpava os olhos cheios de lágrimas.

- Ei… - chamou Natt, acenando com o braço. Quer conversar?

Ela não respondeu, então o pescador chegou mais perto.

- Qual é… A gente tá andando junto faz umas três horas e desde então você só olha pra gente com cara feia e fala secamente.
- E qual o seu problema com isso? - perguntou ela.
- Ah, pescadores como eu não são tão acostumados com coisas secas.

Apesar do trocadilho ruim, ela sorriu para Natt.

- A Burnign te chamou de Nutwood. - comentou. - Você é o que do professor?
- Neta.
- Isso deve ser muito legal.
- Legal… -  repetiu ela, de uma maneira irônica. - Você não sabe como é ser parente de alguém como o famoso professor Nutwood.

Ela falou de seu avô como se já estivesse acostumada a ouvir daquele jeito. Natt riu, enquanto chutava algumas pedras olhando para baixo.

- Acho que, por morar com o meu tio, eu sei. - disse.
- E quem é seu tio? - perguntou ela.
- Líder do ginásio aquático de Blue Coast. - disse, já estava acostumado a ouvir isso.

Ela olhou para Natt, franzindo a testa, surpresa.

- Então você me entende? - perguntou ela. - As pessoas agem como se eu fosse obrigada a seguir o mesmo caminho que meu avô, eu me sinto como se estivesse presa à isso.
- Por isso eu estou guardando segredo, ninguém pode saber que eu sou sobrinho do líder, estamos combinados?
- Nosso segredo. - ela sorriu.

Natt já tinha sentido o que estava sentindo agora. Foi em Knothole, com Taylor, a mulher que ele viu no Centro Pokémon. Agora, ele estava tendo a sua queda por Emma Nutwood. Não sabia se isso ia durar, mas tinha se achado muito parecido com ela.


E no próximo capítulo: De volta à Knothole!

Edit: O capítulo tinha ficado centralizado porque a caixa de texto é um lixo, me desculpem.


Última edição por -Ice em Dom 20 Set 2015 - 0:58, editado 2 vez(es)
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Slow em Seg 14 Set 2015 - 20:54

Hey -Ice o/

Primeiramente, desculpa n ter comentado o capítulo anterior, mas eu JURAVA que já tinha comentado '-'. Então, pra compensar, vou ser o primeiro dessa vez u.u

Cara, sinceramente eu n entendi pq vc centralizou o texto do nada. Pfv, n faz mais isso ;-; Tbm n entendi a chave simbolizando o capítulo, mas lerdo com sou, vai ver foi só eu aushausha

Bem, desde o último capítulo, eu tinha uma teoria de que o tal objeto roubado era uma mega stone. Tinha também outras duas mais viajadas, que um blastoise se fundiu com um Magmortar (watafucka?) e outra que um humano tinha um braço de blastoise e outro de Magmortar, já que são os únicos "Pokémon canhões" e por ser exatamente os dois tipos citados, mas sla, mto viajado isso.

Outra coisa que foi boa, vc citou aquela menina do Eevee, eu num tava nem lembrado dela. Antes, eu imaginava que, em algum ponto, ela se "juntaria" à eles ou algo do tipo, nem que fosse temporariamente. Em vez disso, em algum ponto, vc fez uma jogada do Ronaldinho Gaúcho tão foda, que foi como se ela não tivesse existido.

Ele fez o caminho de volta, enquanto os prisioneiros de outras celas olhavam para ele.

Sério (ou não), quando eu visualizei isso, eu quase caguei. E pensar que tudo o que separava Natt deles era uma grade.

- Ah, pescadores como eu não são tão acostumados com coisas secas.
Gauta, ele quer vc toda molhadinha -qq

- Nosso segredo. - ela sorriu.
como diria aquelas meninas retardadas, EU SHIPPOOOO GENTTT QUE FOFO *---* <33333 ME COM... ok, chega de gayzisse. -q

É isso, se eu n comentar dnv, pode exigir por PM :v
Tchau e até o próximo capítulo o/
avatar
Slow
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2015

Frase pessoal : Don't go crying to your mama


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Black~ em Qui 17 Set 2015 - 21:32

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo. Apesar de enrolar mais um pouco a luta do ginásio -qq, ele foi bem interessante, misterioso e movimentado. Apareceram novos personagens e a dupla finalmente conheceu o líder (só conheceu, a batalha pelo visto vai demorar ;-Wink. Enfim -q.

Gostei também da Emma ter aparecido mais na fic e ter interagido com os outros personagens. Achei a conversa dela com o Natt bem interessante, os dois mostraram coisas em comum, mas o Natt é um belo dum safado também huahuah. Enfim, só não entendi muito bem o porquê de ela estar chorando. Entendo que é porque ela é neta do professor, mas o motivo em si não entendi, mas enfim.

Essa Burning pelo visto é bem perigosa né? O que será que ela fez para ser considerada uma prisioneira tão perigosa e ficar na "solitária"? Bem, imagino que vá ser explicado depois, pois falou que ela era a melhor treinadora de fogo do continente, só isso. Então, vamos aguardar para ver.

Esse roubo está cada vez mais misterioso. Talvez a Burning deve ter algum envolvimento com isso, já que foi usado golpes de fogo. Apesar, que ele é um titã de água. Enfim, estou completamente bugado com isso e não sei o que dizer, apenas esperar isso se resolver, porque não está fazendo sentido para mim -q.

Estou no aguardo da primeira batalha de ginásio -q

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por xKai em Sab 19 Set 2015 - 11:36

Bom, vamos lá! Apesar de não ter sido um capítulo movimentado, cheio de ações e pancadaria, foi um dos mais interessantes até o momento, pelo menos no meu critério. Só achei um tanto estranho o guarda ter engolido o "dedo do meio" que Natt o mandou e não ponderou... Sei lá, ao meu ver aquilo se trata de um baita desacato -q Mas como é um segurança e não um policial d profissão, acredito que tenha sido por isso...

Nico está começando a mostrar seu lado mais medroso, apesar de ainda ser novo... Precisava mesmo dar um gritinho, Sr. Nico? Assim pega mal cara... Estufa o peito, ande um passo de cada vez, finja não ter medo e seja mais masculino -q Como diria Mushu para a Mulan (Ping).

O encontro entre Konshe e Natt foi bastante sincero, e bem direto logo de cara posso dizer que tornaram amigos.

Enma começou bem fechada, mas realmente se identificou com Natt, devido as circunstâncias... O garoto também é bem sabido... Aposto que usou de suas semelhantes para "se aproximar" mais da bela... Estou no aguardo do que acontecerá na volta a Knothole e no que se resolverá este caso do assalto. Boa sorte com a fanfic e até o próximo capítulo.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por -Ice em Ter 22 Set 2015 - 15:49

E aí gente, cheguei! Antes de postar o capítulo, eu só queria dizer que, caso vejam alguma coisa estranha, como o texto misteriosamente ter ficado centralizado no último capítulo, ou algo do tipo, me avisem porque essa caixa de texto da PM está dando problema, e acaba acontecendo essas coisas. Enfim, vamos falar de coisa boa, vamos aos

Comentários:
IsaacXD7: Hey o/ Hahaha, eu percebi que você não comentou no capítulo passado, e imaginei ou que tu tinha desistido de ler, ou achou que já tinha comentado, já que é sempre o primeiro, pelo visto era a segunda opção -qq

Eu não centralizei o texto, é essa caixa autista da PM que fica colocando center onde não tem ;-; Isso da chave é uma história até que engraçada, porque eu não tinha conseguido achar uma imagem boa para ser o ícone do capítulo, e, como se tratava de uma prisão, com celas e talz, eu escrevi uma passagem onde o delegado dava uma chave pro guarda ir até a cela de Burnign, e essa chave que apareceu por uma única linha acabou representando o cap todo =P

Eu não sou de passar spoiler pros leitores, mas não é uma mega stone, se trata de outra coisa. E as outra duas teorias... bom, quem sabe alguma esteja certa? Sei lá... Só digo uma coisa, ainda não é certeza quem roubou o museu, se foi o titã ou foi a Burnign, ou alguma outra coisa, são todos especulações dos personagens. Mas achei bem legal você criar suas teorias para tentar explicar o que aconteceu, já que a fic vai seguir um clima meio misterioso, e ver que os leitores estão interagindo é uma coisa muito gratificante para qualquer autor (:

Sim, a tal da menina do Eevee (ela tem 19 anos, nem é mais menina) esteve sumida nos últimos caps, mas não era minha intenção que esquecessem dela, afinal [spoiler censurado]

Natt safadão  Cool EU TAMBÉM SHIPPO, INSTAGRAM, TUMBLR, ME COM... Ta

Ah, se tu não comentar de novo eu não vou exigir por PM, eu já taco fogo na sua casa, tá avisado. Até mais, abraço ^^

Black~: Eae o/ Sim, finalmente os dois treinadores se encontraram com o líder, mas será que a batalha vai demorar tanto assim? =P

Sim, a Emma realmente apareceu mais, só que ela nem interagiu com os personagens direito, só com o Natt no final ( Cool ) É, só o fato de se sentirem presos por serem parentes de "famosos" e se sentirem presos à uma figura imposta a eles já faz ambos se identificarem bastante, e o pescador se aproveitou disso para se aproximar mais, porque o Natt, né  Cool

Eu esperei mesmo que não ficasse claro o motivo de ela ter chorado, e mesmo assim fui FDP e não expliquei =P Como Emma mesmo disse, ser neta do professor do continente (sim, aquele lá que entrega os iniciais) faz com que ela se sinta presa a um único destino, e por isso mesmo que ela estava ajudando. Tudo isso somado ao fato de estar em uma prisão, que já tem uma atmosfera bem tensa, fez com que ela guardasse muita coisa dentro de si, e a "zoação" que Burnign fez com ela, falando da inteligência da sua família, foi o estopim para que ela desmoronasse. Resumindo, ela ficou bolada.

Na verdade é BurniGN, com o G antes do N -q Sim, ela é bem perigosa e por isso está presa, como vai ser explicado no capítulo de hoje, e explorado nos posteriores. Aguardem. Então, será que ela tem algum envolvimento com o roubo? Ou com o titã? Especulem ^^

Enfim, especulem bastante sobre o roubo, já que o mistério vai ficar no ar por mais algum tempo, portanto comecem a criar teorias basados no que já foi apresentado ^^ Até mais e espero que continue gostando.

xKai: Kai o/ Sim, nesses últimos capítulos eu abri mão da ação para explorar mais a história, mas nos capítulos posteriores isso será equilibrado. Na verdade eu não imaginei que o dedo do meio do Natt poderia ser considerado um grande desacato, foi mais para mostrar como é a personalidade do personagem, então vamos aceitar a sua teoria -q

Na verdade não só Nico estava com medo, mas o garoto foi o único a demonstrá-lo, já que ele tem catorze anos, e estar em um lugar tenso como esse arrepia os cabelos de qualquer um, até Natt e Emma, que têm 17 e 18, respectivamente, estavam receosos, só não chegaram a demonstrar. Haha, Mushu é mito demais XD

Sim, Emma realmente começou com aversão total aos dois garotos, mas agora já está mais aberta ao perceber as semelhanças com Natt, que, apesar de realmente ter se idenificado com a garota, aproveitou a situação Cool Nesse capítulo teremos a volta à Knothole finalmente, mas não garanto que o caso do assalto se resolverá tão cedo, portanto, como eu disse aos outros dois, especulem, algumas das pistas já foram deixadas =P Até mais, espero que continue lendo e gostando ^^

Enfim, esse capítulo nem demorou pra ser escrito, logo não teve motivos pra minha demora para postá-lo -q Espero que gostem, acontece uma coisa legal nele.


Estavam todos no museu. Após conversarem com Burnign, eles retornaram ao lugar para contar aos chefes o que ouviram.

- Eu sinto muito por não poder ajudar mais do que isso, Lance. - dizia o líder de ginásio. Após os garotos irem procurá-lo em Relical, ele percebeu que tinha uma responsabilidade muito grande e que não estava cumprindo com ela.
- Não precisa se desculpar, só por ter nos contado o que Burnign disse já foi o suficiente, nos ajudou bastante.
- Realmente. - reforçou Alpha, ele estava com seu longo cabelo preso em um rabo de cavalo e um óculos escuro, encostado em uma mesa enquanto anotava algo em uma folha. - Não chegamos a pensar que pudesse ser alguém tentando a incriminar, realmente faz muito sentido. Apesar de ela continuar sendo nossa principal suspeita.

Natt desencostou da parede onde estava, levantando a mão.

- Não precisa levantar a mão para falar, Natt. - disse Konshe.
- Ok, então, me respondam, por que ela é a principal suspeita, e como ela teria feito isso presa?

Todos os outros na sala, exceto Nico, olharam imediatamente para Emma, como se a garota tivesse a resposta na ponta da língua.

- Eu vou ter que contar a história inteira? - perguntou, mas não obteve resposta, então começou a explicar - Ela já foi líder de um ginásio de fogo, na época que Eyarn ainda tinha oito. Porém, por algum motivo, ela e mais dois líderes simplesmente abandonaram seu ginásio, tentando roubar desse museu a jóia dos sonhos logo em seguida.

De repente, as coisas começaram a se encaixar, e, Natt entendeu tudo.

- Por isso pensaram nela… - disse. - Mas como ela teria feito isso?
- Os dois outros líderes traidores. - explicou Konshe. - Landom e Coldy. Esses dois conseguiram escapar, e apenas Burnign foi presa, seus pokémon ficaram com seus parceiros. Se eles tentarem roubar a jóia, é certo que soltarão sua parceira, o que pode resultar em problemas.
- E depois disso, com os ginásios? - perguntou Nico.
- Após eles ficarem foragidos, apenas cinco ginásios restaram, fazendo com que houvesse um hiato de dois anos, onde treinadores não podiam ter suas insígnias. Após isso, o sistema de classes foi adaptado com o novo sistema de seis ginásios, sendo o meu o sexto, que foi criado por último, após a traição. - disse o líder.
- Por isso ela te chamou de líder novato. - deduziu Natt, Konshe assentiu.

Alpha terminou de escrever em sua folha, guardando-a em uma gaveta.

- Está tudo pronto, Konshe, obrigado por tudo. - disse - A nossa tabela de suspeitos foi atualizada, Burnign e seus parceiros foram adicionados, assim como o seu titã de água.
- Até mais, amigos. - disse o líder, acenando para os chefes do museu. - Vou voltar com esses dois caras, eles merecem uma batalha de ginásio depois de tudo isso.

Natt e Nico sorriram, olhando para o líder. Apesar da atmosfera feliz que estava no local, todos estavam tensos, se perguntando a mesma coisa: Quem roubou a jóia dos sonhos?



Capítulo onze:
Problemas voadores

Eles caminhavam em Relical, Natt não estava entendendo o motivo de, ao invés de pegarem o caminho mais rápido para voltar à Knothole, eles estavam indo mais para o centro da cidade.

- Ei, Konshe, assim não vai demorar mais pra chegar à pé? - perguntou.

O líder riu, tirando uma chave do bolso, que estava presa à um controle pequeno com um botão. Ao apertar o botão, deu pra ouvir o barulho de um carro sendo destravado. Eles viram, então, um buggy esverdeado de quatro lugares, o teto conversível do automóvel desceu após o botão ter sido apertado.

- Que maneiro! - disse Nico. - Assim a gente vai chegar lá ainda de dia!
- Todos à bordo, garotos. - disse o líder.
- Garotas também podem?

Todos se viraram ao ouvir a voz feminina atrás deles, era Emma Nutwood.

- Estou indo para Ciatteil, e vocês para Knothole, posso pegar uma carona?

Felizmente para Natt, o líder disse que sim.



~//~



A viagem foi rápida e divertida, durante os vinte minutos até chegarem em Knothole, eles ficaram conversando descontraidamente, já que Emma estava mais descontraída desde a conversa que teve com Natt. O pescador ficou orgulhoso por isso.

Quando chegaram na cidade, o líder parou o buggy perto da árvore gigante que guardava o ginásio, os dois treinadores olharam para o lugar, encantados. Finalmente, a hora havia chego.

- Muito obrigado pela carona, Konshe. - disse Emma, levantando-se. - Eu adoraria assistir a batalha de vocês, mas tenho que voltar para Ciatteil, meu avô me espera.
- Mas está ficando tarde. - disse Natt, tentando arranjar uma desculpa. - Porque você não assiste a batalha e parte amanhã de manhã?

A garota foi responder algo, quando Konshe levantou-se do buggy, pegando uma folha que estava presa à porta do ginásio.

- Acho que não vai ser tão simples assim, Natt. - disse o líder, lendo o verso da folha. - O seu nome nem sequer está na lista de espera, e o do Nico está no último lugar…
- Você não colocou seu nome na lista? - perguntou o mais jovem, dando risada.
- Eu nem sabia que tinha uma… - disse o pescador, batendo com a palma da mão na cara, frustrado. - Tem muita gente na frente?

O líder virou a folha, tinham oito treinadores acima de Nico.

- Eu posso colocar o seu nome na folha, mas a batalha dos dois terá que ser amanhã.

Natt tentava ver aquilo como algo positivo, como mais tempo para treinar, mas, ao mesmo tempo, isso significava que Emma não poderia ficar para ver sua batalha. Nico saiu do automóvel, caminhando em direção à rota que ficava ao lado da cidade.

- Nos vemos amanhã então, Konshe. - disse, ajeitando o boné. - Eu vou estar preparado.
- Eu vou ficar por mais um dia na cidade, mas vou partir amanhã de manhã, não vai dar pra assistir a batalha. - disse a garota. - Me desculpe, Natt.
- Acho melhor começar as batalhas agora. - disse Konshe, coçando a cabeça enquanto olhava para a lista. - Quanto tempo eu fiquei fora mesmo?



~//~



- Olha pelo lado bom, ele voltou, não é?

Frustrado, o pescador tinha ido ao restaurante de Grayson, para conversar e, quem sabe, receber algum consolo. Ele não sabia se estava triste pelo adiamento da batalha ou porque não ia ter a presença de Emma na batalha.

Os dois estavam encostados na sacada do restaurante, enquanto olhavam para a cidade. Natt percebeu um bando de Pidgeys e Pidgeottos passando em cima deles, todos indo para a mesma direção. Não foram os primeiros a fazerem isso, entretanto, várias outras espécies de voadores já tinham passado lá.

- O que todos eles estão fazendo? - perguntou à Grayson, apontando para o céu.
- Os pokémon voadores sabem como o clima vai ficar, eles podem prever chuvas e tempestades antes mesmo delas acontecerem. Se estão todos voando para o oeste, eu diria que uma grande onda de frio está chegando nessa parte do continente.

Após alguns minutos, Natt se cansou de ficar ali, debruçado na grade da sacada, e pegou suas duas pokébolas.

- Foi legal a conversa, Grayson. - disse - Mas eu sou um treinador prestes a subir de classe, eu preciso treinar.
- Boa sorte. - o líder do restaurante abriu um sorriso. - Pode ter certeza que vou estar lá para ver o seu desafio, assim como o de Nico.

O pescador também sorriu.



~//~



Em duas horas, Natt já estava exausto, assim como seus pokémon.

Nessas duas horas, ele treinou como nunca tinha treinado em uma semana de jornada, e podia ver isso, pois seus pokémon também estavam exaustos. Totodile estava deitado no chão com os braços e pernas abertas, e Tympole deitado em dua barriga. Ele arfava, apoiando os braços nos joelhos, cansado demais, gotas de suor pingavam do seu nariz.

- Qual é caras, vocês não aguentam mais? - os dois pokémon apenas olharam para ele, suando. - Eu também não.

Então caiu ao lado dos dois, e ficou lá, observando o céu. Um bando de Wingulls e Pellipers voavam em direção ao oeste, por causa do frio que chegaria. Porém, havia uma coisa estranha, um dos pássaros parecia estar distante dos outros, batendo as asas com dificuldade tentando alcançar o resto do bando. O mais estranho, é que ele era maior, como se estivesse mais perto do chão. Era tarde demais quando Natt percebeu que a pequena gaivota de plumagem branca e azul estava caindo, e atingiu seu peito em cheio, jogando-o no chão.

Quando entendeu o que tinha acontecido, ele estava jogado no chão, com o pássaro em cima do seu peito, olhando confuso para os lados. Totodile, ao ver a cena, desatou a rir, rolando no chão. Já Tympole demonstrou mais preocupação, aproximando-se do seu treinador para ver se ele estava bem. Wingull se levantou e olhou para o garoto que tinha atingido, começando a rir também.

- Seu desgraçado! - o pescador levantou-se raivoso, fazendo com que Wingull levantasse voo. - Totodile, pega ele!

Mas o pequeno crocodilo não pôde obedecer, ainda acabava-se de rir no chão.

- Seu traidorzinho! Tympole, então vai você, meu amigo, use o Round!

O girino ainda estava cansado, com gotas de suor escorrendo pelo seu rosto, mas a lealdade pelo seu treinador era maior, fazendo com que ele se levantasse, determinado. O pequeno inflou como um balão prestes a estourar, e então soltou uma poderosa onda sonora.

Natt estava certo de que o ataque ia funcionar, mas o Wingull não conseguiu se manter no ar, cambaleando e caindo no chão e fazendo a onda sonora simplesmente passar reto. Mesmo no chão, o voador revidou, abrindo o bico e soltando um fino Water Gun, que Tympole conseguiu desviar.

Em seguida, a gaivota começou a correr dando pequenos pulinhos no ar, até conseguir levantar um voo baixo. Sua asas então começaram a brilhar, e, com um rasante, acertou o Wing Attack no Tympole, que foi jogado para trás, mas conseguiu se levantar novamente.

Antes de falar qualquer coisa, Natt não pôde deixar de notar como o seu contínuo treinamento com seu pokémon estava surtindo efeito. Anteriormente, o pequeno era derrubado até mesmo com o mais simples dos ataques, sendo que agora tinha conseguido resistir à um ataque bastante poderoso.

- Tympole, revide com o Round! - gritou, orgulhoso.

O girino soltou então sua rajada sônica, que dessa vez atingiu em cheio o inimigo, jogando-o para trás. O ataque também tinha sido aprimorado, seu poder aumentara desde a batalha com Grayson. Dessa vez, porém, o Wingull não revidou, ele apenas saiu correndo dando alguns pulos, conseguindo, em seguida, levantar voo e ir para longe. O pescador esperou que ele fosse voltar, mas o pequeno pokémon gaivota tinha fugido da batalha.

- Que bicho mais estranho. - disse Natt, vendo o pokémon gaivota partir. Ele andou uns cinco metros para o lado errado, então deu meia volta e continuou na direção para onde os seus parceiros de espécie foram.

O pescador se abaixou, fazendo carinho em seu Tympole, que deitou-se no chão, cansado.

- Vocês tiveram o suficiente, vamos para o Centro Pokémon e…

Ele não conseguiu terminar, pois algo o atingiu com uma imensa força em sua costa, fazendo-o cair. Pensando que era seu Totodile fazendo uma brincadeira, ele virou-se, sorrindo, mas tudo o que viu foi um Wingull caído em sua costa.

- Qual é a sua, cara? - perguntou - Você não sabe voar?

O pássaro encolheu as asas.

- Ah, que seja. - ele se levantou - Estou indo para um Centro Pokémon, eu te levo lá pra enfermeira dar um jeito no… seja lá o que você tem. Daí você pode ir tranquilo para o oeste, ok?

O pássaro sorriu, batendo as asas com felicidade.



~//~



- Seus pokémon já estão saudáveis e cheios de energia! - disse a enfermeira do Centro Pokémon com um sorriso simpático, entregando uma bandeja com duas pokébolas para Natt.
- Obrigado. - ele pegou as duas esferas - E o outro cara? O que ele tem?

A enfermeira olhou para a sala de cura dos pokémon, onde um Wingull estava em cima de uma cama conversando alegremente com um Blissey.

- Eu fiz todo tipo de análise nele, mas não consegui ver nada. Sua asa não está quebrada e nem apresenta nenhuma deformidade, ele está muito bem. Pelo jeito, parece que ele realmente não aprendeu a voar, ou pelo menos estava aprendendo.
- E o que eu faço? - perguntou Natt - Não tem como você ficar com ele?
- Porque você não fica?
- Ah… Não sei. - ele olhou para o pássaro, era um tipo aquático e seria uma bela adição à sua equipe, mas ele não sabia se estava preparado para dividir sua atenção entre três pokémon. - Tá, tudo bem, eu só preciso de uma pokébola vazia, estou sem nenhuma.

A enfermeira mexeu no balcão do estabelecimento e pegou um pacote com três pokébolas miniaturizadas e entregou para ele.

- Dessa vez é por conta da casa. - disse - Só não se acostume.
- Não vou. - disse Natt, enquanto abria o saquinho e pegava uma das pokébolas. Em seguida, apertava o botão branco no meio dela, fazendo com que crescesse.


E no próximo capítulo: finalmente a primeira, ou melhor, segunda batalha de ginásio!

Então galera, a fanfic chegou numa parte onde eu estou muito animado para escrever, e o próximo capítulo vai sair daqui a cinco dias, voltando com o cronograma antigo. Ah, e pretendo dar uma repaginada no main post até o próximo capítulo, até mais ^^
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Rush em Ter 22 Set 2015 - 21:18

Caralho, não acredito que o meu comentário não foi postado no último cap. --' Ódio eterno, sério. Não sei se foi porque quando postei a internet deve ter caído, ou aparecido aquela mensagem "Alguém postou no momento que você ia postar e blábláblá". Mas enfim, perdi o comentário do cap passado. Desculpa. :/

De qualquer maneira, tanto o penultimo como este capítulo, foram MUITO bons. Embora tenha achado a conversa com a Burnign (Como se pronuncia isso? AUEHAE) um pouco... Chata - Ok, não chata. Mas eu to MUITO animado pra batalha do ginásio, e minha ansiedade foi frustrada com esse evento... - eu achei super interessante. Coldy e Landom? Percebi que os nomes deles fazem referência ao tipo que dominam...

Mas então. O capítulo ficou muito realista. A maneira em como o Natt tentava insistir para que a Emma ficasse mais um tempo com ele - talvez esperando uma oportunidade de chamar ela pra sair e conhecer melhor ela - foi algo que deve ter acontecido com todos nós em alguma parte da nossa vida. Fiquei um pouco triste que ela não tenha passado tempo com ele, mas deu pra perceber que você conseguiu o que queria - mostrar a decepção do Natt ao ver que seu tempo com Emma foi curto.

Achei vacilo do Konshe não ter nem ao menos avisado sobre a Lista de Espera até o último momento. Bem, pelo visto é uma coisa normal, o Natt que realmente não sabia. Mas poxa, os dois foram até a outra cidade para buscá-lo, ele deveria fazer um descontinho né? AUEHUAE'

Sobre o treinamento e a captura... Cara, eu simplesmente adorei. Fluiu tudo muito bem, o treinamento, a batalha e a captura. A forma como o Tympole evoluiu foi de fato notável, e sua fidelidade ao treinador é uma coisa que eu nunca tinha visto em um Pokémon tão... Desprezado. Eu juro que estou gostando da espécie por causa da sua fic! UAHEUAE'

Não sei se você não quer isso mesmo, mas poxa. Faz o Natt dar uns apelidos pra eles pra eles ficarem mais "marcantes" e únicos na história. Não sei se você tem planos para isso, se foi a sua intenção, ou qualquer coisa do tipo. Mas acho que seria bem maneiro se o Natt desse uns nomes para eles.

E bem, um Wingull! Eu gosto bastante deles, mas odeio o Pelipper. Quer dizer, o Wingull é maneiro, mas o Pelipper é tão... Gordo. Não consigo imaginar um batalhando e sendo bem sucedido na batalha. Mas well, se você fez eu gostar do Tympole, acho que você consegue fazer eu gostar de tudo! UAHEUHAUE'

A enfermeira foi muito boazinha dando a Pokéball para o Natt. Gostei demais dessa cena, muito marcante e bem feita.

E sobre o seu comentário... Eu toparia um crossover entre o Kyle e o Natt a qualquer momento, acho que iria dar super certo! Mas se no caso fosse uma batalha, acho que a gente teria que esperar o Natt desenvolver seu time ou retroceder um pouco na época que o Kyle só tinha 3 Pokémons. UAHEAUE' Acho que seria bem maneiro.


Nossa. Meu comentário ficou muito grande! D: Mas bem, desculpa, a sua fic está me empolgando bastante. Eu amo clichês de jornada, mas a sua consegue ser tão única e original nesse estilo! Estou adorando mesmo.

É isso, aguardo ansiosamente esses cinco dias para você postar o próximo cap! AUHEUA' E desculpa pela ausência do meu comentário bugado no último cap.

Um abraço!


avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Black~ em Qua 23 Set 2015 - 18:00

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo. Ficou bem legalzinho, apesar de "enrolar" mais um capítulo antes da batalha de ginásio. Beleza, já nem faço mais questão da batalha do ginásio uhahuahahu -q. Mas falando sério, foi bacana, apesar de não ter tido muita ação.

Eu também achei meio injusto o Konshe não ter aberto uma exceção (?) à dupla, que foi "buscá-lo" lá na outra cidade. Mas achei interessante o fato de ter uma lista de espera para lutar contra o líder, é até realista (não sei em que ponto, já que líderes de ginásio não existem, mas você entendeu -q), mas sei lá, o líder foi meio safado dessa vez -q.

Pelo visto, o Natt tá realmente apaixonadão pela Emma, visto que ele insistiu muito para que ela ficasse na cidade e assistisse à luta dele. Eu imagino que ele deva ter ficado bem decepcionado pelo fato de ela não poder assistir à luta, mas espero pra ver um pouco mais o desenvolvimento deles dois.

Apesar de não gostar muito do Wingull, gostei do Natt ter capturado-o. Mais um pokémon é sempre bem vindo. Ainda mais um tipo Flying, certamente ele conseguirá balancear a sua equipe mesmo tendo só pokémons de água, capturando pokémons dual-type. Enfim. Gostei também do desenvolvimento do Tympole, que está bem mais resistente agora, ao contrário de antes.

E o mistério continua... O Coldy e o Landom devem realmente ter feito isso, com a ajuda da Burnign. Enfim. O jeito é esperar né.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Slow em Qua 23 Set 2015 - 19:48

Hey, -Ice o/

Cá estou, salvando minha casa de um atentado terrorista da Burnign (é sério, como se pronuncia isso? Só consigo dizer "Burningi" sem o "G" mudo msm ;-;. Talvez "Burnigini"?)

AHAAAAAAAAAAA, minhas previsões estavam certas u.u não lembro direito se eu tinha dito que ele teria um Wingull / Peliper, MAS QUE EU PENSEI, EU PENSEI U.U principalmente quando o primeiro Gym seria de planta. Tinha receio apenas que você poderia puxar mais pro lado "emocional" a luta, abandonando um pouco a parte "técnica" da coisa (tipo o Pikachu vencendo o Onix, sacas?), mas felizmente, não foi o que aconteceu. Quando eles apareceram voando, eu achei que Natt iria capturar, reforcei ainda mais a teoria ao vê-lo usando Wing Attack, mas ai ele fugiu e eu quase chorei ;-; Eu até gosto dele mesmo que ele seja um fdpt no jogo, ao menos comigo. Curti muito sua descrição de "pouso" dele.

Considerei também que você poderia optar pelo Gyarados, mas não sabia como você iria fazer isso, então deixei ele em "segundo lugar" na lista de Water/Flying u.u

Geralmente eu teria colocado um Quote aqui, comentando sobre o "Tackle" this is super effective! do Natt na Emma, mas seriam tantos, 1/4 do cap -q. Aliás, reparei agora que os dois possuem 4 letras, que destas, uma se repete, e os dois tem letra "a". Coincidência? Acho que não, gauta -q

Assim como os comentários prévios a este, achei um puto vacilo do Konshe, os caras foram "buscá-lo" lá na casa de Giratina, enquanto os outros simplesmente escreveram o nome e foram vadiar, treinar, vadiar, dormir (que conta no vadiar), ver Strippers, fazer você-sabe-o-que com elas, vadiar, etc. Os dois poderiam estar roubando, fumando, bebendo, fazendo dupla sertaneja Nico & Natt, torturando um Froakie (com um voltorb na boca dele), queimando uma Durant com uma lupa, dando banho num Growlithe, deixando um squirtle de barriga pra cima, mas, não, eles foram atrás do líder que vê tijolos chamuscados. Embora que o Natt saiu com um bônus nisso (Emma que o diga).

Aprovo como se você precisasse de minha aprovação a dica do Rush, de colocar nomes pros Pokémon, menos Poseidon, muito clichê (apesar da fic ser clichê, poseidon não é só um clichê,  é um clichê clichê, entendeu?). Outra coisa citada por ele, foi o nome dos Lideres. Sério, eu não tinha sacado a referência no nome do Landom, só dps que o Rush disse que parei um pouco pra pensar e reparei. E eu nem lembro o nome do tio do Natt, olho depois '-'.

Só reparei que você quis dar uma "adiantada" na batalha (parando de mostrar a investigação e, embora não ache que foi bem esse o motivo, a utilização de um carro) e, ao mesmo tempo, uma "adiada" com a lista.

minhas previsões, que você vai fazer no mínimo 80% delas, MUAHAHAHAHA:
Inicial Water
Water/Ground
Water/Flying

Water/Ice (Lapras, Dewgong, Cloyster, Walrein)
Water/Grass (Ludiculo)
Water/Dark (Sharpedo, Crawdaunt) <- Boto menos fé, mas, por serem bacanas, acho que você pode chegar a usá-los.
Natt e Emma SHIPPO PRA KRL, AWNNNNNNNNNNN ok, vou parar de viadagem.

GG pra mim u.u Detalhe que está em ordem de "importância" e que as pre-evoluções também contam.

Vou deixar aqui também a team do Konshe (pq, né, eu prevejo :*), e vc só vai ver dps que escrever a batalha, rum u.u (a n ser que sua curiosidade seja maior).
Spoiler:
Ghost/Grass (Phantump, Pumpkaboo e evoluções) <- Considerando Mightyena e Totodile.
Unic Grass (Skiddo/Gogoat, pra não deixar a 6 gen chupando o dedo,Tangela)
Grass/Poison (Oddish, Budew, Belsprout e evoluções)
Grass/Flying (Tropius, Hoppip e evoluções)
Bug/Grass (Swaddle, Paras e evoluções)

Ainda digo que, desses, só vai usar 3 :v Também está em ordem de Importância.

Minhas especulações sobre o titã de água são as mesmas. Não sei o que a tal "joia dos sonhos" faz, ajudaria bastante para saber se foi ele ou daria uma pista de quem foi.

Bem, é isso, até o próximo capítulo da novela Calypso o/
ficou grandinho, hein?
peguei "mania do strike" dnv ;-;
avatar
Slow
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2015

Frase pessoal : Don't go crying to your mama


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por xKai em Sab 26 Set 2015 - 10:41

Fala Ice, esse capítulo foi simplesmente incrível. Você foi bem simples em relação ao rumo do capítulo, mas esta simplicidade é sempre necessária para preparar o leitor para próxima, de forma que não encha a fanfic de lutas e mais lutas, assim fica um tanto repetitivo, mas da maneira que você fez eu achei que ficou bem jeitoso. Uma pena o Konshe ter uma lista de espera, aposto que o Natt queria muito que sua batalha tivesse uma "platéia". Mas nem tudo são flores... Quem diria que precisaria que algo literalmente caísse do céu para ele pegar um pouco pokémon -q Uma boa adição para a equipe, até porque enfrentará um ginásio de grama, um tipo voador aqui como o Wingull terá muito para dar, mas será que sem poder voar direito ele conseguirá fazer uma batalha de alto nível? A batalha do Nico também me interessa bastante... Bom por hora é só, mas uma vez desejo boa sorte com a fanfic e até o próximo capítulo.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Project Retype

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum