Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

As crônicas de um Pescador e um Sonho

Ir em baixo

As crônicas de um Pescador e um Sonho

Mensagem por noisewyvern em Qua 28 Jan 2015 - 19:40

As Crônicas de um Pescador e um Sonho


Bem-Vindos, galera da PM!
Quem vos escreve agora, sou eu, o Noisewyvern, tentando por em pratica uma ideia que estava amadurecendo na minha cabeça há um certo tempo. Em meados de novembro de 2014, tive uma ideia, mas resolvi guardá-la. Talvez eu a poste caso essa tenha sucesso nessa. Mas não fiquem ansiosos; seria uma daquelas que vocês chamam de “clichê”. Mas voltando para essa fanfic (afinal, por enquanto é a que importa), tive-a num momento “tempestuoso”. Estava paranoico, tentando fugir do clichê, mas querendo escrever algo que gostasse, e não entediasse ninguém. Mas, acabei descobrindo que uma fanfic pode ter a mesma “magia” sendo em uma jornada ou não. Mas guardei essa ideia, afinal para mim, não era de se jogar fora. E agora, apresento-a para vocês.

Capítulos : As crônicas de um pescador e um sonho
Prólogo : Neste post


~Prólogo~

Olá. Meu nome é Christopher DeepBlue. Se você está vendo isso, eu devo ter completo meu objetivo, meu sonho. Não vou contá-lo agora, pois posso acabar decepcionando vocês, mas aposto que acabarei contando no final; faz parte de meu jeito: um pouco inseguro, um pouco confiante. Certamente tímido, mas sei quando devo abrir a boca. Provavelmente vocês verão como ajo diante do desconhecido.

Tenho 60 anos de idade, enquanto escrevo isso, e vou narrar minhas aventuras da infância a vida adulta. O livro que estão lendo foi um presente da minha neta, Isadora. Quando terminar de escrevê-lo, vou devolver à ela. Confio muito na minha netinha, e creio que ela vai fazer o que eu pedi : Após meu falecimento, quero que ela espalhe meus contos, e que possa ser muito feliz. Mas agora vamos começar a história de verdade:

#*#

Posso dizer que sou ”famoso”; já fui oponente de Red em Kanto, Ethan em Johto, Lucas em Sinnoh. Lembro-me que batalhei com a dupla May e Brendan em minhas aventuras por Hoenn, e contra Calem e Serena na minha visita a Kalos.
Mas porque essas pessoas?
No auge de meus trinta anos de idade, eles acabaram virando os campeões de suas respectivas regiões. Todos me enfrentaram de bom grado, mas pude perceber que ficavam insatisfeitos ao verem tamanha facilidade em me derrotar. Apesar de ser natural da cidade de Mahogany, no continente de Johto, já passei por todas as regiões conhecidas, e fiz muitas amizades, até hoje mantenho contato com Erika, Norman, Byron, Drayden e Olympia. Mas nunca vou esquecer um grande ídolo e também muito amigo meu enquanto estive em Mahogany : Pryce, o líder de ginásio local.

Bem, se vocês já acompanharam as historias de alguns dos “futuros campeões” que falei um pouco atrás, podem perceber que não aparece o nome “Christopher” em suas aventuras. É que eu mudei de nome em todas as regiões em que fui. Lembro-me de Wade, em Kanto, Ronald em Hoenn, e Mack em Unova. Até no meu continente natal, Johto, tinha um pseudônimo : Raymond. Mas para que isso? Simplesmente gostava de viver no anonimato. Sendo apenas um João-ninguém, poderia imaginar vários jeitos de escapar sem ser o alvo principal. Como naquele dia, no Lago da Fúria, com a maldita equipe Rocket...

#*#

Ai,ai... Não consigo segurar.
Está na hora de revelar esse meu sonho : Ser um grande pesquisador, aprender mais sobre a evolução, principalmente dos tipo água. Também estudar sobre o modo de vida, debaixo das ondas. Mas não tinha como ter uma base para tudo aquilo, então comecei do zero (era o que eu queria, no final das contas). Mas como começar? Por qual iria começar? Descobri nos meus dez anos, olhando pela janela para o grande lago da nossa cidade. Descobri que alcançaria meu sonho, com um Pokémon bobo. Já tinha em mente naquela época, e acabei acertando; seria o pescador que portava seis Magikarps.

#*#

Certo, creio que já escrevi demais por hoje. Minha neta está me chamando para jantar. Continuarei amanhã, ou em outro dia. Nunca se sabe... Só espero que não abandone minhas narrativas, ainda tenho muita coisa para contar.

#*#



E então galera! O que acharam? Talvez eu venha a fazer um capitulo a cada dois dias, assim sobra um tempo extra.
Para continuar o "quebra-cabeça" do nosso Christopher, falarei sobre sua infancia no proximo cap. E quem já sabe de Ethan/Lyra, sabe tb oq aconteceu no Lago da Fúria...

Valeu! Comentem!


Última edição por noisewyvern em Sex 30 Jan 2015 - 12:43, editado 2 vez(es)
avatar
noisewyvern
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/12/2013

Frase pessoal : Se a vida te der um limão, coma uma pizza. Pq n?


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As crônicas de um Pescador e um Sonho

Mensagem por Lumada em Qui 29 Jan 2015 - 17:48

Ahhh, eu adorava a parte do lago da fúria, nos jogos *_*


Realmente, os pokémons aquáticos são vários e merecem a pesquisa. Até porque, antes achava-se que Huntail e Gorebyss só eram obtidos através de troca...até ver que faziam parte do mundo normal em X/Y. A mesma coisa sobre a Prism Scale, que não era conhecida na terceira geração.


O cara tá com 60 anos e já pensa em falecimento? rsrs
Calma aí, tenho certeza que ainda tem algumas dezenas de anos pela frente para continuar com o trabalho dele (Veja Pryce, q é um senhor de idade e é líder de ginásio, rs)


Estou acompanhando ^^
avatar
Lumada
Membro
Membro

Feminino Idade : 28
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/01/2015


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As crônicas de um Pescador e um Sonho

Mensagem por Black~ em Qui 29 Jan 2015 - 19:06

Bom, vamos lá.

A história me pareceu até boa, um velho rancoroso (novidade) que vai escrever um livro de suas histórias e aventuras durante a juventude, seus amigos e tudo mais. Achei bacana, porque parece que vai ser uma fic de jornada, mas contada em forma de flashback.

Bem, a história desse velho é um mistério, já que ele ficava mudando de nome toda hora. Talvez ele queria ficar só no anonimato, talvez ele tivesse algum segredo a esconder, por isso ele lutava em várias regiões, e em cada uma, adotava um nome diferente, mas enfim, vamos aguardar pra ver.

Erros devo ter visto um ou outro, mas nada de mais.

Creio que só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As crônicas de um Pescador e um Sonho

Mensagem por Alice Le'Hills em Qui 29 Jan 2015 - 19:23

Hey!

Bem, eu curti bastante a premissa da fic. Pelo prólogo não dá pre dizer muita coisa, mas acho que você tem uma boa história em mãos. Estou curiosa saber o porquê dele gostar tanto do anonimato...

É isso! Boa sorte com a fic, espero pelo próximo capítulo!


________________
Acompanhem a minha primeira fanfic:
Pokémon - O Elo Perdido
avatar
Alice Le'Hills
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Feminino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 23/12/2014

Frase pessoal : Continue a nadar...


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As crônicas de um Pescador e um Sonho

Mensagem por noisewyvern em Sex 30 Jan 2015 - 10:28

Bom dia/tarde/noite, pessoal! Td bem?
Aqui estou eu para postar o primeiro capitulo da minha fanfic. Mas antes, vou responder aos comentários XD
#*#:

#Lumada : Rsrsrs. Tb adorava o lago da fúria nos jogos XD. Sou muito fã de Huntail & Gorebyss, talvez eu encaixe-os na historia de alguma maneira.
Kkkkk. Não, vai demorar ainda, a netinha dele tem uns 8 anos de idade, mas é melhor prevenir do que remediar, né? Fico feliz que esteja acompanhando ;-)

#Black~ :Hey cara! XD Fico feliz que tenha gostado. Agora pq ele é tão anônimo assim... Rsrsrs só esperando para ver.

#Alice Le'Hills : Valeu XDD! Sim ainda continua um mistério, mas talvez (TALVEZ) descobriremos logo...

=============================================
Certo, vamos ver: Gostei muito desse cap. Explica um pouco da vida dele quando criança, e ficou bem longuinho. Talvez explique mais que o prólogo em si (Que foi apenas uma apresentação). Aqui, vemos uma Mahogany totalmente diferente de antigamente, em vários sentidos. Mas vou deixar que a história fale por si mesma...
=============================================
As crônicas de um pescador e um sonho.
Cap.1. É melhor ficar sozinho do que mal-acompanhado.


Continuando a minha narrativa, vou contar-lhes agora sobre a minha infância. Mas antes, vou deixá-los ambientizados: A cidade de Mahogany não é muito grande atualmente, então dá para ter uma ideia de como era na minha época de brincadeiras.

Nós ainda não tínhamos o ginásio; o futuro líder Pryce estava em sua almejada jornada Pokemon. Ainda éramos uma vila simples; vivíamos da agricultura, pesca e turismo. O lago da Fúria era um destino especial para passeios ( éramos visitados de vez em quando por grupos de pessoas de vários lugares distantes, que promoviam passeios beneficentes, em prol do raro Corsola azul, ou contra a captura dos raros Shuckles de Cianwood, ou algo parecido).

Apesar de seu nome ( originado dos Gyarados que viviam no local), o lago tinha uma atmosfera pacífica, atraindo fotógrafos, pintores e escritores. Outra coisa que nos pôs no mapa foram as Luas de Mel. Os casais apaixonados podiam desfrutar de seu amor olhando para o sol poente, ou debaixo de uma lua brilhante.
Porém, você teria que ter planejamento e sorte; nessa região, temos chuvas muito frequentes, todos os dias, exceto nas quartas feiras; o dia em que o sol magicamente dava olá e todos aproveitavam o máximo possível.

Mas essas chuvas eram uma bênção, ajudando bastante com a biodiversidade da região. O ambiente se tornava propício para o crescimento de plantas raras, e também atraíam pokemons de outros lugares... Se acordasse cedo, podia ver vários Poliwhrils nadando e brincando. Com sorte, você podia ver um Politoed.
Por volta das duas horas, era possivel observar Aipoms brincando nas árvores, Furrets procurando comida, e Flaafys e Mareeps pacientemente comendo grama. Mais tarde, éramos recebidos por Quagsires e Woopers relaxando nas margens, além de Slowpokes boiando, pensando profundamente. Tambem contemplávamos o vôo dos Gligars e dos Noctowl. Era lindo observar o crepúsculo ouvindo o canto dos Pidgeottos que por ali passavam, e não tinha palavras para descrever o pisca-pisca ritmado dos Chinchou debaixo d'água.

Deu para imaginar? Um verdadeiro paraíso pokemon.
Isso não continua atualmente. Depois que a Equipe Rocket passou com aquela experiência maluca por aqui, todos foram fugindo gradativamente, até restarem apenas Magikarps e Gyarados.

#*#

A cidade em si não era grande coisa; havia um rústico "Centro Pokemon", uma casa que cuidava do turismo, e uma espécie de loja, que funcionava como um PokeMart. Ela era administrada pelos pais de meus melhores amigos naquela época : Daniel e Emery Galestrom. Eles eram gêmeos ; cabelos castanhos, sorriso debochado, porte atlético e muito mais confiantes do que alguém poderia ser.
Adorava brincar com eles, sempre dividia algo novo que ganhava, mais eles pareciam ser mais restritivos. No final acabava fazendo o que eles queriam, mas não me importava; sabia que era alguém de confiança e estava sempre disposto a ajudar. Pelo menos, devia saber... Teve aquele dia em que eles haviam saído, mas sua mãe me convidara a brincar em seu quarto. Quando chegaram, me expulsaram de lá praticamente a pontapés. Dizia para mim mesmo que era brincadeira, que eles ainda gostavam e se divertiam comigo... E ignorava qualquer coisa, com a maior inocência que poderia ter.

#*#

Agora vamos falar sobre mim. Eu sou relativamente baixo, mas nem tanto.Minha mãe me chamava de "fofinho" ( ou seja, era um pouquinho gordo, sobrepeso). Eu morava ( e ainda moro) numa casinha ao lado do Lago, na margem sul. Meu pai era um pescador, e todos apreciavam a sua habilidade de soltura e cuidado de um pokemon, que porventura caía em sua rede.
Admiravam também como ele conseguia pescar. Todo visitante se perguntava como a pesca era possivel em plena chuva. E meu pai sempre respondia, com o mesmo ditado : "Não existem peixes iguais aos peixes de Mahogany ". Recebia a ajuda de seu companheiro Azumarill. Ele cuidava de supervisionar e avisar se algo se prendesse na rede, ou se ela se enroscasse em algo.
Minha mãe era agricultora; tinhamos um pequeno terreno ao lado de nossa casa. Era muito cuidadosa também, tinha um conhecimento notável; tanto é que se tornou a professora da vila, sempre acompanhada por seu fiel pokemon : Ledian.

Podia dizer que minha vida era tranquila e divertida em plenos sete anos de idade: Nadava no lago, estudava em casa, brincava com Emery e Daniel, fazia amizades com os pokemons regionais. Tudo corria bem, até o dia da despedida...

#*#

Veja bem: Os gêmeos eram três anos mais velhos do que eu, e sempre quiseram começar uma jornada pokemon. Foi no dia 22 de agosto, décimo primeiro aniversário deles, que eu soube : Eles partiriam para New Bark na manhã seguinte. Mas o que mais me deixou triste não foi o fato que ficaria sozinho por bastante tempo; foi porque eles simplesmente me ignoraram desde a notícia, e , quando finalmente consegui falar com eles, despejaram em cima de mim : Não gostavam de brincar comigo, se sentiam satisfeitos em sair daquela cidade, e apenas falavam comigo porque era melhor do que nada.
Isso me magoou muito, porém a queda é menor caso já tenha posto uma almofada... Desconfiava deles desde àquela expulsão na sua casa..."Não preciso deles", dizia comigo mesmo. "Posso, e vou viver muito bem daqui em diante". Murmurava isso todas as noites, e ajudava meus pais todas as manhãs; ele, aliás, parou de pescar porque tinha que cuidar da loja que seu "vizinho" deixou.

Certo, os pais dos gêmeos iam voltar, mas decidiram ficar em New Bark por cinco dias.
Com certeza não passava pela cabeça do Sr. Galestrom que sua saída significou uma queda significativa nos negócios da cidade. A loja não ia muito bem, meu pai não tinha um dom para negócios, e sua ausência fez o mercado psicultor despencar. Quando o Sr. e a Sra. Galestrom chegaram, tiveram que lutar muito para recuperar a estabilidade financeira de Mahogany.
Certo, talvez tenha exagerado um pouco. Haviam outras duas famílias que também estavam segurando as pontas: A família Cussain, sem filhos, cuidava da cura de pokemons com ervas e frutos das florestas ao redor da vila. Administrava o "Centro Pokemon" que falei anteriormente.

A outra era a família HarshWinter, a família de Pryce. Consistia apenas na mãe e no pai dele, já que o mesmo saiu em sua própria aventura. Essa cuidava da navegação do lago da Fúria, e também abrigava visitantes com dois quartos vagos na casa.

#*#

Meu pai nunca se esqueceu dessa crise, então já decidiu o que iria fazer : Me ensinar a pescar.
Não, desculpe, eu já sabia pescar, mas ficava muito nervoso caso o peixe empurrasse muito forte, ou pior ainda, fosse um pokemon.

Então, assim foi: Ia pescar todos os dias, e no centro do lago, aprendia a manter a calma, como puxar sem ferir o pokemon e como tirar um anzol que tenha prendido.
Em casa, aprendia como confeccionar minha própria vara e rede, e como fazer uma isca boa com frutos da região.

Essas habilidades acabaram ajudando muito: aos 10 anos, já detinha o título de pescador, e nossa renda familiar chegou a alcançar à do Sr. Galestrom.
Estava tudo indo melhor do que já fora antes...

#*#

Volto a escrever depois, estou muito cansado agora... Já devem ser umas 23h30, e minha esposa está reclamando da luz acesa. Continuo assim que possível.

#*#
#*#

E aí, gente? Gostaram? Realmente essa Equipe Rocket deve ter demonstrado ser pior do que é agora (ou não)
avatar
noisewyvern
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 13/12/2013

Frase pessoal : Se a vida te der um limão, coma uma pizza. Pq n?


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As crônicas de um Pescador e um Sonho

Mensagem por Rush em Sex 30 Jan 2015 - 15:17

Boa tarde, noisewyvern!

Gostei bastante mesmo da sua fan fiction, e admito ter ficado surpreso quando eu vi que ela se tratava do pescador com seis Magikarps. Imagino como deve ter dado trabalho procurar todos os nomes desse pescador, ainda mais bolar a história dele.

Uma coisa que eu adorei foi como você descreveu Mahogany. Assim como várias pessoas já citaram, ela é uma de minhas cidades preferidas de Johto, isso se não for a tal, e você conseguiu dar um tom tão natural que a cidade ficou ainda mais bela em minha opinião pessoal. Nunca a vi de maneira em que o Lake of Rage pudesse ser usado como pousada para Luas de Mel, ou imaginar a cena dos inúmeros Chinchou em baixo d'água.

Só não digo que morar nessa vila seja perfeita por causa desses gêmeos. Coitado do Christopher, me imagino como ele deve ter se sentido naquela idade, sabendo que seus únicos amigos o desprezavam. Espero que o karma os façam se arrepender, pois isso foi muito vacilo da parte deles.

Até agora eu não consigo ter uma noção de como a viagem do Chris irá se desenrolar, mas eu com certeza irei a acompanhar.

Estou gostando bastante da história, aguardo ansiosamente o segundo capítulo.

Um abraço cara, até mais.
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : Agora você não tem mais waifu!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As crônicas de um Pescador e um Sonho

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum