Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Pokémon - O Elo Perdido

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por togekisses em Sex 6 Fev 2015 - 0:20

Olá, Alice, tudo bem? ^-^
Quero te dizer que estou lendo sua fanfic desde que você postou o primeiro capítulo, mas que eu sempre me esquecia de comentar, ou não tinha tempo. Enfim, acho que tudo está se desenvolvendo maravilhosamente bem! Fico no aguardo pelos próximos capítulos.
avatar
togekisses
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 23/12/2014


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por LUIZ01 em Sex 6 Fev 2015 - 19:27

Depois de um tempo com net bugando, finalmente li tudo, e estou adorando.
Esse Munchlax é vidrado em comida mesmo, tenho um pressentimento que ele terá alguma ligação com a Alice logo logo.
Enquanto ao final desse ultimo capítulo, seria a team maligna da fic por acaso ? Só lendo para descobrir.
espero o próximo capitulo

LUIZ01
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
1 / 101 / 10

Data de inscrição : 13/09/2010

Frase pessoal : A escuridão é algo que sempre estará dentro de voc


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por megapikachu em Sab 7 Fev 2015 - 17:26

desculpe ao atraso minha internet nao carregava nada desde quinta mais hoje esta perfeito bom chega das minhas baboseiras vamos direto ao assunto,esta legal o capitulo essa luiza tem algum passado com alice que ainda nao foi revelado ainda na fic so lendo pra descobrir bom e so isso na espera dos proximos capitulos rs
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Mestre em Sab 7 Fev 2015 - 18:11

Bem,capitulo apresentativo ,vemos que esse negocio da Capital e muito mais importante do que imagino ,ate agora temos algumas suposições 

-O elo vai ser achado
-O Muchlax se auto capturou
avatar
Mestre
Membro
Membro

Masculino Idade : 16
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 30/11/2014

Frase pessoal : Fire emblem is love,Fire emblem is life


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Black~ em Sab 7 Fev 2015 - 18:51

Bom, vamos lá.

Esse capítulo ficou bom. A Alice e esta história do Munchlax, a aparição de dois novos personagens, a Luiza e esse Masaomi, além das duas pessoas no final. Enfim, no geral, esse capítulo ficou bem misterioso, já que você não revelou muito nele, e isso é bom, pois deixa um misteriozinho pra depois -q.

Eu não lembro se o Peter tinha algum ovo, talvez tinha, mas não estou lembrado. Mas, de toda forma, fiquei curioso para saber que pokémon era. Bem, eu aposto em Munchlax, por isso que o outro Munchlax tava atrás e deve ter deixado algo na mochila. Vamos aguardar pra ver. E também acho que a Alice vai acabar capturando o Munchlax, sei lá.

Bem, parece que temos novos personagens. A Luiza aparenta ser amiga da Alice. E esse Masaomi parece ser da mesma laia do Peter, personagens aparentemente bonitos, mas que são bem misteriosos, e que devem, com certeza, esconder algum segredo. Acredito que os dois estejam ligados àquele homem de preto.

Aliás, esse final ficou bem misterioso, com esse homem analisando a Luiza, o Masaomi, a Alice e o Peter. Acredito que ele tenha "enviado" os dois garotos para espionar alguma coisa dessas duas garotas. Bem, a fic tá muito misteriosa, e eu estou gostando disso, afinal, eu gosto bastante de mistério -q.

"One Evolution" e "Pokébook"? Ai, meu Deus, como eu amo a zuera -q. Enfim.

Erros devo ter visto um ou outro, mas nada de mais.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por xKai em Seg 9 Fev 2015 - 21:09

Olá Alice, desculpe a demora, viu. Era pra este comentário ter saído no dia que você postou a capítulo, mas tive alguns imprevistos e não deu para ser muito presente no fórum estas últimas semanas. Eu ainda nem comecei a escrever o capítulo seguinte da minha fic por conta de uns problemas, bem mas o assunto é a sua fic e não a minha, vamos ao comentário!

Desde o começo eu já achava que aquele Munchlax não estava lá só para encher linguiça do capítulo, esta segunda aparição dele, como já disse no comentário anterior, só comprova que é questão de tempo para que ele se torne a primeira captura da protagonista. O que é um bom sinal. Eu só não entendi uma coisa... Noivern atinge velocidades altíssimas, e deu tempo deles conversarem bem enquanto ele buscava o Munchlax e ainda assim eles alcançaram o 'lugar' onde o Munchlax estava em apenas dois minutos -q Mas nada de mais. Neste capítulo todo mundo deve ter ficado com a pulga atrás da orelha com a aparição de alguns mistérios. Esses caras aí que estão os observando com algum tipo de câmera satélite provavelmente são os antagonistas principais, por enquanto uma dose boa de mistério! Estou ansioso para ver o desenrolar da trama que parece que finalmente vai se iniciar. Sempre me pergunto sobre o que será este elo perdido, e agora com a aparição destas pessoas talvez minha resposta esteja próxima.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por DarkZoroark em Seg 9 Fev 2015 - 21:30

Alice o/
Já tinha lido o capítulo faz uns dias, mas acabei tendo que resolver alguns problemas e só agora consegui passar aqui para comentar. Mil desculpas por ter demorado tanto. Fico lhe devendo uma. Então, sem mais delongas, vamos ao review:
Dando uma olhada por cima a princípio o capítulo foi bem legal, tendo introduzido alguns novos personagens e com um toque de mistério no final. Tanto a Luíza quanto o Masaomi aparentam ser bem carismáticos. Gostei do fato de ela possuir um Typhlosion. Apesar de ser um inicial e relativamente um Pokémon que o pessoal goste é raro de vê-los em histórias, seja porque Johto é poucas vezes vista ou porque poucas histórias cheguem a este ponto. Realmente muito legal e original teres colocado-o em sua história.
O "confronto" - não sei se é bem o termo apropriado - entre a Alice e o Peter vs. o Munchlax foi bem interessante. Usar o Noivern para rastreá-lo em meio a floresta me lembrou na hora do Ash usando seus Pokémons voadores para fazer o mesmo, em geral com a Team Rocket. Assim como o xKai, fiquei meio confuso com o tempo que levou para que o Pokémon wyvern encontrasse seu alvo, mas considerando que ele tinha de procurar por uma floresta e concentrar-se nisso acho que fica de boa. Estou curioso agora para ver qual Pokémon saíra deste ovo. Julgando pelos Pokémons já introduzidos na história, imagino que vá ser um surpreendente.
Ah, quase me esquecendo. Adorei a utilização do movimento Metronome. Realmente é muito pouco empregado, mas na minha opinião é um dos mais divertidos de se escrever sobre.
Quanto a erros. Bem, não sei se é bem um erro mas acho bom citá-lo:

@Alice escreveu:– Noivern, voe pela Yellow Forest e procure por aquele mesmo Munchlax daquela vez!
Este fragmento ficou tanto quanto redundante devido a utilização de "aquele mesmo" e "daquela vez" na mesma frase. Acho que poderia ter ficado melhor assim:
@DarkZoroark escreveu:[...] e procure pelo Munchlax da última vez!
A única outra coisa que me incomodou foi o fato de que a mãe da Luiza aceitou "muito fácil" ela sair por aí. Sei lá, creio que a passagem tenha sido um pouco rápida e acabou ficando um tanto rasa no emocional. Não vejo muitas mães liberando os filhos sem muitas perguntas e preocupações. Mas enfim...
Bem, por hora é só. Aguardo pelo seu próximo capítulo.
ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Platinum Slytherin em Qua 11 Fev 2015 - 23:50

Sua escrita é muito boa, descrição, falas... Muito gostoso de ler.
Quanto a estória, no começo não botava muita fé, mas com o desenvolver da narrativa eu confesso: estou adorando!
Gostei muito da Alice e da Luiza, não gostei dos rapazes loiros, sei lá, não simpatizei.
E estou torcendo para que do ovo nasça um pokémon como o Dunsparce ou Paras, sabe? Iria ser algo novo em fics. rabbit
Boa sorte aí com a fic.
avatar
Platinum Slytherin
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/11/2011

Frase pessoal : Je me fous du passé.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Alice Le'Hills em Dom 15 Fev 2015 - 21:06

Olá, aqui estou para mais um capítulo! Mas antes, vamos aos comentários:
Spoiler:

@togekisses: Obrigada por comentar e por estar acompanhando! Fico feliz que esteja gostando e espero que goste desse capítulo!
@LUIZ01: Que bom que está de volta! Sobre o Munchlax e a Team maligna, bem, no spoilers, só lendo mesmo kkk. Espero que continue acompanhando! Obrigada por comentar!
@megapikachu: A Luíza e a Alice são amigas de infância! Obrigada por comentar! Espero que continue acompanhando!
@M4st3r: Sim, o "negócio" na Kapital é realmente importante. Sobre suas suposições, bem, só tenho a dizer que você é bom de palpite. Espero que continue acompanhando. Obrigada pelo comentário!
@Black~: Obrigada por comentar! Bem, eu realmente gosto desses misteriosinhos. Sim, o Peter tinha um Ovo, eu não lembro em qual capítulo foi, mas eu lembro que eu coloquei em algum lugar. Enfim, espero que continue acompanhando!
@xKai: Bem, você é um ótimo observador, porém, como o DarkZoroark também disse, o Noivern precisava vasculhar a floresta inteira, então digamos que levou um tempinho pra isso. Obrigada pelo comentário e espero que continue acompanhando!
@DarkZoroark: Quanto a demora, sem problemas xD! Realmente houve uma pequena inspiração no anime nessa parte que ele usa o Noivern para rastrear o Munchlax. E concordo plenamente: o Metronome é bem legal de escrever e ainda vai render boas tiradas (ops, spoiler...). Obrigado por citar aquela passagem, realmente ficou esquisita, desculpe. Quando à mãe da Luiza ter deixado ela sair tão facilmente, bem, ela já é treinadora, então ela já sabe se virar, por isso ela aceitou tão fácil. Obrigada por comentar, espero que continue acompanhando!
@Platinum Slytherin: Fico feliz de ter te surpreendido e espero não decepcioná-lo. Obrigada por comentar e espero que continue acompanhando!

Agora sim, vamos ao capítulo cinco! Espero que gostem:

Pokémon – O Elo Perdido

Capítulo 5 – No, You’re not the One.

Andamos por dez minutos até sairmos da floresta. Então, uma luz começou a irradiar da bolsa do Peter:

– O que é isso? – perguntei assustada.
– Deve ser o Ovo! – falou.

Ele abriu a bolsa, e o tirou de lá de dentro. Estava brilhando muito. Ele pôs o Ovo no chão e ele começou a ganhar forma. Pouco a pouco, pudemos perceber de qual Pokémon se tratava.

Assim que a transformação cessou, pudemos observar um Pokémon de cor púrpura, com uma calda longa com uma espécie de mão na ponta:

– É um Aipom, certo? – perguntei.
– Sim! – respondeu, entusiasmado, ajoelhando logo em seguida para abraçar o Pokémon – Prazer, Aipom, meu nome é Peter!

O Pokémon sorriu e começou a pular demonstrando felicidade, e logo em seguida, usou a mão em seu rabo para cumprimentar seu treinador:

– Ele parece feliz – comentei.
– Parece forte – falou.
– Mas ainda é muito cedo para batalhar com ele, certo?
– Sim, um pouco – concordou – Vamos voltar a andar?
– Não acha que ele deve estar com fome? – perguntei – Digo, ele acabou de nascer, então eu acho que a gente deveria alimentá-lo antes de voltarmos a andar.

Achei que não precisaríamos andar em busca de Berries porque certamente eu tinha algumas na minha bolsa. Mas ao abrir minha bolsa, constatei que não havia Berries lá dentro:

– Droga! Aquele maldito Munchlax deve ter comido todas elas! – esbravejei.
– Não se preocupe, eu tenho algumas na minha bolsa – tranquilizou.

Tirou várias Oran Berry da bolsa e as dispôs em um pano que esticara na relva. Sentamos: Aipom em seu colo e o Pachirisu no meu. Enquanto comíamos, conversávamos sobre coisas banais: comida, música, filmes, etc. Mas, em certo ponto da conversa, Peter tocou num assunto importante:

– O que vai fazer assim que receber a carta? – perguntou.
– Vou ler, uai – respondi.
– Você vai pegar a carta, ler e voltar pra casa? – indagou – Digo: você vai estar a quilômetros de distancia da sua mãe e vai perder a oportunidade de realizar seu sonho?
– Como assim? Você está sugerindo que eu saia numa jornada sem o consentimento da minha mãe?
– Exatamente.
– Não! – respondi furiosa – Eu jamais faria isso. Por mais que seja minha vontade, eu nunca desobedeceria minha mãe.
– Se você pensa assim – falou – Só acho que você tem potencial de mais para deixar seu sonho morrer dessa forma.

Ele se levantou, pois já havia acabado de comer. O macaco púrpuro o seguiu. Eu deixei minha Berry cair. Minhas mãos estavam tremulas e eu perdera a fome. Peter estava certo, quer dizer, quase certo. Eu não podia deixar meu sonho morrer, mas também não podia dar esse desgosto para minha mãe. Eu estava vivendo um dilema.

Meu pequeno Pachirisu comia sua Oran Berry tranquilamente, quando um ser cinza, pequeno e peludo, passou rapidamente e a roubou:

– De novo! – gritei furiosa – Pelo amor de Arceus! Tanto treinador pelo mundo e eles tem que roubar logo as minhas Berries?!

O Pokémon havia parado e estava comendo. Meu pequeno roedor estava bravo e soltava faíscas pela bochecha.

– Peter, esse é um Minccino, certo? – perguntei. Por mais que eu tivesse estudado bastante, é difícil lembrar mais de 700 nomes. – Peter?!

Não houve resposta. Peter não estava mais ali. Me senti sozinha. Mas sabia que ele voltaria, pois deixara sua bolsa:

– Prepare-se Pokémon, pois eu vou capturá-lo! – gritei. O Minccino pareceu não se importar – Certo Pachirisu?

Ele correspondeu, liberando ainda mais faíscas elétricas. Eu estava decidida a pegar aquele Pokémon.

[...]

A neve caia sem parar e ventava forte. Não havia nenhuma pessoa ou Pokémon ali além deles. A Route 5 é famosa por possuir o Rapidash Ranch, um haras onde ocorre corridas de Rapidash durante toda a primavera. Durante o resto do ano, não há corridas, e o rancho é usado para treinos e até mesmo turismo.

Luiza e Masaomi estavam passando em frente ao local. Caminhavam em direção ao norte. Como haviam se conhecido há pouco tempo, não sabiam nada um do outro. Andaram em silêncio até aquele momento, quando Masaomi resolve quebrar o silêncio:

– Você nasceu aqui mesmo, em Konig? – perguntou.
– Sim, eu nasci em Blumen Town – respondeu – E você, onde nasceu?
– Littleroot Town, Hoenn.
– É um treinador? – indagou a garota.
– Sim, por quê? – rebateu – Quer batalhar?
– Fica pra próxima. Preciso chegar à Kapital a tempo.
– Pra que?
– Vou reencontrar uma amiga minha que não vejo há anos – respondeu, suspirando logo em seguida, pois se lembrara de sua infância em Blumen – E você, o que vai fazer lá?
– Eu vou... – Masaomi fora interrompido por um barulho vindo do bolso esquerdo do seu casado. Era seu celular que estava tocando. Ele o tira do bolso e olha a tela para descobrir quem era – Desculpe, preciso atender! – falou.
– Tudo bem – assentiu.

Ambos pararam de caminhar e Masaomi se afastou para perto das árvores, enquanto Luiza, ainda no meio da estrada, pegara o GPS para se localizar. Ao estar longe o suficiente, o garoto atendeu a ligação:

– Alô?! – disse.
– Como estão as coisas? – perguntou a voz do outro lado da linha. Era uma mulher.
– Tudo sobre controle – respondeu.
– Quem é a garota? – indagou, com um tom de voz furioso.
– Como sabe da garota? – rebateu.
– Não é da sua conta, quem faz as perguntas aqui sou eu – respondeu a mulher, de forma calma, porém hostil – Quem é ela?
– O nome dela é Luiza, mas ela não está atrapalhando em nada! – respondeu.
– Quem decide isso sou eu.

O garoto estava tremendo, não de frio, mas de medo. Ele sabia o que a mulher era capaz de fazer:

– O que quer que eu faça? – perguntou.
– Dê um jeito de se livrar dela.
– E se eu não fizer? – afrontou.

A mulher riu alto, em tom de deboche e respondeu:

– Se não o fizer, aquilo que você mais teme vai acontecer.
– Por favor, não a machuque! – implorou.
– Me obedeça, e nada acontecerá a ela – falou a mulher – Você tem até amanhã.

Ele ia responder, mas fora interrompido pelo sinal de ocupado. A mulher desligara. Seu coração palpitava tão rápido que seu peito chegava a doer. Com raiva e por impulso, arremessou o celular contra uma árvore. O impacto fora tão grande que rachara a tela. Olhou para trás e viu que, por sorte, Luiza não tinha visto nada. Pegou o celular e analisou o que tinha feito. Uma lágrima caíra sobre a tela quebrada:

– Eu me pergunto... Será que eu sou o único nessa situação? – murmurou.

Então sentiu um frio percorrer sua espinha. Seus pelos se arrepiaram e ele voltara a tremer. Virou-se para falar com Luiza novamente, quando deu de cara com uma garota pálida, de olhos caídos e negros, cabelos roxos e vestimentas sombrias. Seu coração voltara a ficar acelerado. Não sabia de onde ela tinha saído. Os lábios da garota se moveram, e ele pôde ouvir:

– No, you’re not the one! – falou, de forma mórbida.

Antes que pudesse responder, um vendaval fez com que fechasse seus olhos. O mesmo acontecera com Luiza, que ainda estava concentrada no GPS. Ao reabrir os olhos, vira que a garota havia desaparecido.

[...]

O Minccino pouco se importava com a minha iminente tentativa de capturá-lo. Só pensava em comer a Berry que ele havia roubado. Mas eu estava determinada:

– Vamos Pachirisu, use o Quick Attack! – ordenei.

O roedor se envolveu em uma luz branca e correu numa velocidade acima do normal em direção ao Pokémon, atingindo-o e destroçando a Berry. Logo em seguida, o Pokémon chinchila utilizou a calda para bater no Pachirisu:

– Use o Electro Ball!

Rapidamente, uma esfera elétrica fora formada e arremessada em direção ao adversário, que, ao ser atingido, fora empurrado para trás:

– Use o Electro Ball mais uma vez!

Dessa vez, antes de obedecer ao comando, o Pokémon esquilo pulou e, do alto, arremessou o ataque em direção ao Pokémon cinzento que fora atingido mais uma vez.

– Isso! Agora é só usar a Pokéball! – falei euforicamente.

Tirei uma Pokéball do bolso e arremessei em direção ao Pokémon. Ao atingi-lo, a esfera irradiou uma luz vermelha que o sugou para seu interior. Em seguida, começou a girar. Enquanto girava, eu estava de dedos cruzados, na esperança de que desse certo. Após poucos segundos os giros pararam, mas antes que eu pudesse comemorar, a esfera se abriu e o Minccino fora materializado de volta.

– Droga, falhou! – esbravejei – Pachirisu use o Electro Ball!

Ao mesmo tempo em que meu Pokémon lançava a esfera elétrica, seu adversário utilizava sua calda para arremessar diversas estrelas em sua direção. Assim que os golpes se chocaram, houve uma pequena explosão:

– Use o Quick Attack!

Envolto de uma luz, o Pokémon esquilo correu na direção de seu oponente. Porém este emitiu um grito alto e agudo, fazendo com que meu Pokémon parasse de correr. Em seguida, pulou e utilizou sua calda novamente para arremessar estrelas, que atingiram o Pachirisu:

– Aguente firme! – incentivei, enquanto o Minccino voltava a arremessar estrelas – Use o Quick Attack para desviar e depois use o Sweet Kiss!

Rapidamente, ele se envolveu numa luz e correu novamente em direção ao seu adversário, mas dessa vez, desviando das estrelas. Ao atingi-lo, o beijou, não só arremessando-o, como fazendo com que também ficasse confuso:

– Finalize com o Electro Ball!

Então, mais uma vez, ele lançou uma esfera amarela em direção ao Minccino, atingindo-o e fazendo com que ficasse caído:

– Dessa vez você não me escapa! – falei. Nesse momento, vi Peter e Aipom chegando ao local.

Tirei outra Pokéball do bolso e a arremessei. Ela atingiu a cabeça do Pokémon, fazendo com que ele saísse do estado de confusão, e caiu ao seu lado. Então, se abriu, emanando uma luz branca, enquanto o Minccino fugia. Eu não podia acreditar que aquilo estava realmente acontecendo. Lá estava ele novamente: gordo, azul e esfomeado.

~~~~~~~~~~~~~
Então, espero que tenham gostado! Qualquer dúvida, crítica, etc. é bem vinda. See ya!

________________
Acompanhem a minha primeira fanfic:
Pokémon - O Elo Perdido
avatar
Alice Le'Hills
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Feminino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 23/12/2014

Frase pessoal : Continue a nadar...


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Black~ em Dom 15 Fev 2015 - 22:06

Bom, vamos lá.

Gostei desse capítulo. Ele ficou muito misterioso. Arrisco em dizer que esse foi o capítulo mais misterioso da fic até agora. Tipo, você foi jogando algumas poucas informações, eu gosto disso, de todo esse mistério, mesmo eu ficando bem curioso com o que vai acontecer huahauha, mas enfim.

Esse Masaomi está muito estranho. Quem será aquela mulher que estava conversando com ele e qual a missão dele? O que a Luiza tem a ver com isso? Será que o Peter também está envolvido com isso e a Alice estará correndo perigo com ele? Enfim, são muitas dúvidas, mas poucas respostas.

O Peter está cada vez mais estranho. Na verdade, ele sempre foi estranho. Mas por que ele saiu de repente dali? Eu tenho certeza que alguma coisa ele quer com a Alice, já que ele fica insistindo para ela seguir em jornada. Usando aquele seu "charme", que faz com que a garota fique indecisa. Enfim, tá tudo muito estranho.

E aquela menina que apareceu para o Masaomi? Eu hein, chuta que é macumba. Mas tá muito estranho tudo isso, essa menina aparecendo e falando aquilo para o Masaomi. Eu só acho estranho que a Luiza não percebeu nem viu nada. Talvez ela tenha sido "hipnotizada" ou coisa do tipo, mas enfim.

Então realmente o Munchlax tinha sido capturado. Na verdade, ele mesmo tinha sido capturado. Mas parece que a Alice atrai a atenção desses pokémonzinhos, já que o Minccino também foi roubar a berry -q. Achei que a Alice já ia capturar outro pokémon. Mas, eu gostei de ela ter tentando capturá-lo, já mostrou certo amadurecimento e experiência da personagem.

Não vi nenhum erro que fosse prejudicial à leitura.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por DarkZoroark em Seg 16 Fev 2015 - 9:31

Alice o/
Pra variar um pouquinho desta vez apareci para comentar relativamente cedo. Então, sem mais delongas, vamos ao review:
Dando um overview geral primeiramente, o capítulo foi muito legal e interessante, recheado de mistérios. Creio que nem preciso dizer que curto bastante essa pegada mais investigativa e noir em uma história. Mesmo que seja uma Fanfic, digamos, "colorida" é interessante ver certos momentos mais sombrios e sérios durante seu desenrolar. Achei realmente interessante a escolha de um Aipom ter nascido do ovo. Apesar de ter adquirido um carisma monstruoso devido a sua passagem marcante pelo anime e de ser um Pokémon relativamente versátil no competitivo, a espécie - assim como 3/4 dos Pokémons normais - é pouco comum de vê-los em histórias. Um ponto bem legal para a história. Não dá para dizer muito através deste capítulo - afinal, acabou de chocar - mas imagino que vá ter uma personalidade bem marcante.
A parte com o Masaomi foi deveras intrigante. Uma mulher pra lá de sinistra lhe dando ordens e o ameaçando com a segurança de uma conhecida sua é um conceito interessante para histórias de jornada. Em geral é uma organização criminosa que acaba encarando os protagonistas de frente em diversas ocasiões. Achei mais interessante, e realista diga-se de passagem, a abordagem que escolheste. Aquela garota falando em inglês antes de desaparecer foi algo bem enigmático. Me lembrou um pouco da mina do filme O Chamado. Dando uma pequena desviada do tema principal deste reply... Porque sempre que tem um personagem macabro em alguma obra é sempre um garota pálida com cabelos escuros?
A batalha contra o Minccino foi muito interessante também. É outro Pokémon que pouco aparece em histórias; sendo honesto, é a primeira vez que encontro a presença de uma Fanfic. O ponto mais original que vi nesta parte foi o fato de ela não ter conseguido capturá-lo. Embora não inédito, é um aspecto que pouca gente usa. Se bem, que nesse caso eu até perdoo um pouco... Ninguém gosta de reviver os momentos de incontáveis Pokéballs sendo usadas para capturar um lendário. Achei legal ver que o Munchlax é de fato um Pokémon que já fora capturado. Imagino que isso irá causar poucas e boas mais para frente.
Quanto a erros, encontrei apenas dois:

@Alice escreveu:[..]Digo: você vai estar a quilômetros de distancia da sua mãe e vai perder a oportunidade de realizar seu sonho?
Ficou faltando um acento em "distância".
@Alice escreveu:Minhas mãos estavam tremulas e eu perdera a fome.
Mesmo caso aqui. Ficou faltando um acento em "trêmulas".
De resto estava tudo ótimo. Vou deixando meu comment por aqui dizendo que aguardo pelo seu próximo capítulo. ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por togekisses em Seg 16 Fev 2015 - 11:39

 Oi, Alice, aqui estou eu após ler esse quinto capítulo, que de cara me deu uns arrepios com esse título.

Mas então, eu já sabia que ele ia ser muito bom e por isso vim ler assim que recebi o aviso no tópico, e acho que, dando uma olhada bem básica em tudo, ele já é o melhor da fanfic. Primeiro, porque as ideias parecem estar fluindo bem melhor; segundo, pois possui muito mistério, o que é ótimo; terceiro, pelo fato de que você descreveu muito bem os personagens e as cenas. Já fazendo uma revisão mais detalhada do capítulo, achei interessante como o título se encaixa com o que está acontecendo na trama, mesmo eu tendo quase certeza que essa menina macabra e essa frase mais assustadora ainda tenham sido só um Easter Egg (Ou não foram? D:). Ah, e também tenho um palpite: Acho que o Peter também foi atender um telefonema naquela hora, já que ele parece estar envolvido com essa coisa toda do Masaomi e da mulher misteriosa. Pra encerrar, só digo que não vejo a hora desse povo chegar na tal Kapital de uma vez. Bem, é só e continue escrevendo!
avatar
togekisses
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 23/12/2014


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Weird von Gentleman em Seg 16 Fev 2015 - 17:09

Olá, Alice! Como vai tudo?


Eu sou um perdedor de oportunidades: chego sempre quando toda a gente já comentou os pontos essenciais e quase não me sobra nada para comentar hahaha. Mas ainda assim nunca é de mais enaltecer a correção e a originalidade com que escreves. O que temos aqui é um notório romance, fruto da mais pura e doce imaginação de uma senhora como tu. Só um aparte: senhora não tem conotação negativa, no Brasil, não? Espero que não hehehe. 


A estranheza de muitos leitores para com a escolha dos Pokémon que aparecem tem um fundamento lógico, que deriva exatamente do facto de seres tu a escrever. Alomola, Munchlax, Pachirisu, Aipom e muitos outros são criaturas que tendem a ser preferidas pelas raparigas, ao contrário do que acontece com os rapazes. E como não há por aqui muitas FF escritas por raparigas, é natural que sejam menos utilizados certos Pokémon. 


Quanto à narrativa, está toda muito bem estruturada, com personagens que vão amadurecendo à medida que o tempo passa, muito há semelhança do que acontece contigo. Entre o primeiro e o último capítulo nota-se a diferença de compromissos com a história e o diferente estilo de escrita. Para além disso, não me canso de imaginar a Alice como uma extensão de ti mesma; como que um autoretrato fortalecido. Posso estar redondamente enganado, mas se assim for, a história toma muito mais encanto.


Gostava era de te ver com coragem suficiente para adoçar menos um ou outro capítulo e revelar alguma coisa mais sombria. Isso deixar-nos-ia a todos muito mais agarrados! Nada como uma reviravolta sombria hahaha!


De resto, parabéns pelo trabalho e vemo-nos no próximo capítulo. Mais sombrio, anseio! 


Abraço,
Weird  cheers
avatar
Weird von Gentleman
Membro
Membro

Masculino Idade : 27
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/03/2013

Frase pessoal : Tudo acontece por um motivo.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por megapikachu em Seg 16 Fev 2015 - 18:00

esse capitulo ficou legal o misterio ficou muito elaborado como o darkzoroark disse essa tal mulher esta chantageando o masaomi com uma conhecida e tambem acho que o peter esta na mesma situaçao que o masaomi,tambem to achando que essa mulher(que falou com masaomi por celular)com a team maligna matou o rei e a rainha e fez o principe ver se obrigado a escrever a carta bom so lendo pra descobrir tudo isso que eu falei na espera dos proximos capitulos rs
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Platinum Slytherin em Seg 16 Fev 2015 - 19:30

A cada capítulo que se passa, mais eu gosto da protagonista... cheers
Sobre o mistério: Não sei, não gostei de como ele foi introduzido no caso do Masaomi, algo assim, o loiro que está acompanhando Luiza. Mas não fique chateada com esse comentário meu, sua fic está boa, e estou muito curioso pra saber mais sobre todos.
Também quero muito que aparece logo o filho de Ash.
Abraços. sunny
avatar
Platinum Slytherin
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/11/2011

Frase pessoal : Je me fous du passé.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Mestre em Ter 17 Fev 2015 - 11:27

EU ACERTEI,EU ACERTEI ,I WIN

ta bom parou,bom capitulo assim como a fic,o Masaomi chantageado para impedir ,chantagem e mafia,mafia e chantagem,Aipom e um pokemon que eu aprendi a gostar por causa do skill link,ate o proximo ep
avatar
Mestre
Membro
Membro

Masculino Idade : 16
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 30/11/2014

Frase pessoal : Fire emblem is love,Fire emblem is life


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Killer123 em Qui 19 Fev 2015 - 23:07

Hello !!

Bom eu pensei que havia comentado na sua fic ( Pra ser mais exato no ultimo capitulo) eu apenas li o Cap.4 apenas no meu celular, já que estava viajando e não levei meu Note, também eu meio que estou tentando escrever uma Fic, mas não consigo inspiração nenhuma.

Bom, eu achei um pouco estranho Luiza sair de casa tão facilmente, mas talvez ela seja uma garota mais " bicho solto " que já deve ter viajado bastante e sabe se defender sozinha.

Agora sobre o Masaomi, achei um personagem misterioso, pelo que vi ele perdeu as ligas porque quis e não por falta de habilidade, ele deve ser tão habilidoso em batalhas ou até melhor que Peter.

Gostei também da aparição do Munchlax, prevejo acidentes com o " Metronomo" . Alice demonstrar interesse em captura mostra que ela está amadurecendo aos poucos, já que a mesma sabe batalhar de forma decente, mas ainda sente um certo medo em desobedecer sua mãe e partir numa jornada !!

É " só isso"
Boa sorte na fic !!
avatar
Killer123
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 24/11/2014

Frase pessoal : We'll shine like stars


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por xKai em Sex 20 Fev 2015 - 14:50

Desculpe a demora para fazer o comentário, já te expliquei via skype que estava meio enrolado essa semana, então aí vai.

Achei bem legal alguns diálogos entre Alice e Peter, principalmente as discussões que envolvem a mãe dela e o que ela fará após ler tal carta. Ela é uma garota bem centrada e gosta de fazer as vontades da mãe, mas acho que falta um pouco de rebeldia nela, pais tem tendência a querer proteger os filhos, mas é chegado um momento em que devem deixar que nossas asas cresçam não é mesmo? Para que possamos, literalmente, levantar voo. Acho que as berries da Alice possuem algo que as outras não tem, incrível como ela é sempre tapeada por algum pokémon selvagem. Chegou no ponto de um Minccino também roubar dela, apesar de ter arrancado das mãos do Pachirisu. Bem interessante a batalha, pena que ela não conseguiu capturá-lo, mas sua primeira captura realmente deverá ser o sujeitinho azul e gordo, quero só ver como ela vai conseguir bancar um Munchlax, ainda mais se evoluir. Achei bacana essa pitada de mistério que você colocou no episódio na parte da segunda dupla que tem aparecido bastante até. Por enquanto é só isso que tenho a comentar, já que não gosto de falar sobre erros ortográficos que é coisa que eu também cometo e tals. Até o próximo capítulo.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Alice Le'Hills em Sab 21 Fev 2015 - 22:10

Olá! Cá estou para mais um capítulo! Mas primeiro vamos aos comentários:
Spoiler:

@Black~: Olá! Fico feliz que tenha gostado do capítulo. Realmente esse capítulo foi bem misterioso. Bem, as respostas para suas perguntas virão num futuro próximo. Obrigada por comentar, espero que continue acompanhando.
@DarkZoroark: Fico feliz que tenha gostado! Não serão todos, mas de vez em quanto haverá alguns capítulos com essa pegada mais sombria. Sobre a aparência desses personagens macabros, eu acho que criou-se um estereótipo de pessoas pálidas de cabelos escuros, mas sei lá. Obrigada por comentar e por apontar os erros. A falta do do acento foi realmente uma falha. Espero que que continue acompanhando.
@togekisses: Obrigada por comentar! Fico feliz que tenha gostado. Quanto à mulher, não: não foi um easter-egg. Sobre seu palpite, bem... quem sabe? Espero que continue acompanhando.
@Weird von Gentleman: Fico feliz que esteja gostando! E não, senhora não tem conotação negativa no Brasil (embora geralmente seja mais usado para se referir a mulheres casadas, mas enfim). Acho que você tem razão quanto as escolhas dos Pokémon. Geralmente meninas preferem Pokémon fofos e meninos preferem os mais robustos. A Alice foi um pouco baseada em mim mesma, na verdade grande parte dela fora baseada em mim. Mas a aparência e outros traços de personalidade não. Capítulos sombrios virão num futuro próximo, aguarde! Espero que continue acompanhando!
@megapikachu: Fico feliz que esteja gostando! Mas ainda é meio precipitado dizer que a team maligna (se é que realmente se trata de uma team maligna) matou os reis. Espero que continue acompanhando.
@Platinum Slytherim: Fico feliz que esteja gostando e que tenha simpatizado com a Alice. Bem, sobre você não ter gostado de como o mistério foi introduzido, só posso pedir-te desculpas. Espero que continue acompanhando!
@M4st3r: Fico feliz que esteja gostando! E sim, você acertou! Espero que continue acompanhando!
@Killer123: Fico feliz que esteja gostando! Sim, a Luiza já é veterana como treinadora. O Metronome também vai render bons momentos. Aos poucos a Alice vai amadurecendo e revelando seu potencial. Espero que continue acompanhando!
@xKai: Pois é, ela foi criada com uma super-proteção de sua mãe. E por alguma razão o Peter quer convencê-la a se rebelar. Porque será? E concordo com você: há um momento em que todos precisam ser livres para voar. Fico feliz que tenha gostado e espero que continue acompanhando!

Bem, agora vamos ao capítulo!

Pokémon – O Elo Perdido
Capítulo 6 - Se o Destino Permitir

Depois da minha tentativa frustrada de pegar o Minccino, eu me recusava a acreditar naquilo. Eu já estava com raiva suficiente daquele Pokémon, e agora teria que conviver com ele. Claro que eu poderia muito bem liberá-lo, mas não me sentiria bem fazendo isso.

– Como isso é possível? – indaguei furiosa.

Peter se aproximou. Em seu rosto havia um leve sorriso de deboche. Provavelmente estava debochando do meu estado de desespero.

– Talvez ele deva ter confundido uma Berry com uma Pokéball – sugeriu.
– Não seja bobo, Peter. Acho que deve ser a última coisa que aconteceu.
– E o que pretende fazer com ele? – perguntou.
– Não sei. Eu penso nisso enquanto vamos à Kapital.

Caminhei até a Pokéball, peguei e apontei em direção ao Munchlax, emitindo uma luz vermelha que materializou o Pokémon para o interior da esfera. Em seguida a guardei na bolsa.

– Vamos voltar a andar? – perguntou.
– Sim – respondi – Mas antes: o que você foi fazer na floresta?

Peter me olhou assustado. Demorou alguns segundos e começou a responder:

– Bem... Eu fui dar uma volta e...

Seu discurso fora interrompido quando um círculo de fogo saiu da mata trazendo consigo um Arbok. O Pokémon cobra caiu e possuía sinais de queimaduras, mas mesmo assim, levantou rapidamente e rastejou na direção em que viera. Então ouço uma voz:

– Blaziken use o Sky Uppercut! – gritou. Era uma voz masculina, porém suave.

Rapidamente, um vulto saiu da mata e, com um soco, acertou o Arbok que fora derrubado mais uma vez. Então ouço outro grito:

– Pokéball, vai!

Logo em seguida, uma esfera também saiu da mata e rapidamente atingiu o Pokémon peçonhento, transformando-o em energia e sugando-o para dentro. Então, já no chão, girou três vezes e parou, liberando estrelinhas brilhantes minúsculas.

– Isso! – ouço outro grito. Em seguida, um garoto sai da mata e corre em direção a Pokéball – Peguei um Arbok! Obrigado Blaziken!

O garoto pegou a esfera e a guardou. Vestia um jaleco branco, que cobria sua camisa, calça jeans, luvas e chapéu. Seu cabelo era um azul bem claro. Pegou outra Pokéball e materializou o Blaziken para dentro dela. Virou-se para nós e, ao me ver, ficou com os olhos arregalados e demonstrou surpresa.

– V-você... Você é a Alice? – perguntou, finalmente.
– Sim... – respondi surpresa – Como sabe?
– Eu vi você na televisão. Meu nome é Master – respondeu – Estão indo para Kapital, não é?
– Sim – respondeu Peter, secamente, ignorando o fato de ele ter se apresentado. Então se virou para mim – Vamos voltar a andar?

Eu anuí. Estávamos voltando a andar quando ele nos parou.

– Ei, Alice, porque não fazemos uma batalha? – sugeriu.
– Uma batalha? Mas assim do nada? – indaguei.
– É – respondeu – Uma batalha seis contra seis. Topa?

Eu cocei a cabeça com a mão esquerda e falei timidamente:

– Eu não tenho seis Pokémon... Acabei de sair e nem sou uma treinadora de verdade!
– Ah é, esqueci que você é iniciante – comentou aos risos – Quantos Pokémon você tem?
– Dois.
– Então faremos assim: você usa seus dois Pokémon... – começou, sacando uma Pokéball do bolso – ...E eu uso esse aqui!

Master lançou a esfera ao alto e ela se abriu, emanando uma luz branca que materializou um ser baixinho, amarelo e com as bochechas vermelhas. Era um Pikachu.

– Você vai lutar? – perguntou Peter.
– É claro que vou! – respondi imediatamente – Vamos Pachirisu!

O Pokémon esquilo pulou do meu ombro e se posicionou na relva em forma de ataque. O menino se afastou e estávamos prontos para começar. Enquanto isso, Peter se sentou, na lateral do campo improvisado, meio emburrado.

[...]

Masaomi e Luiza estavam caminhando sobre a estrada coberta de neve. Estavam num lugar repleto de árvores altas, o que deixava o caminho escuro e ainda mais frio. Na cabeça de Masaomi, as palavras da mulher ainda ecoavam.

– Vamos parar um pouco – sugeriu.
– Por quê? – indagou a garota.
– Estou um pouco cansado – respondeu – E com fome também.
– Poderíamos até parar para comer, mas eu não tenho mais nada na bolsa!

Nesse momento eles já haviam parado de andar.

– Eu posso buscar Berries – sugeriu o loiro.
– Eu vou com você e...
– Não! – cortou, se arrependendo logo em seguida – Quero dizer... É melhor que eu vá buscar Berries e que você fique aqui para acender uma fogueira.
– Tudo bem! – respondeu – Vou buscar lenha.

Ele anuiu. Ela sacou uma Pokéball do bolso e a lançou para o alto.

– Saia Typhlosion!

A esfera se abriu e a luz que fora emitida materializou o Pokémon. Suas costas azuis pegavam fogo. Então cada um entrou em um lado da mata. Assim que se distanciaram, o celular de Masaomi vibrou. Ele pega e atende:

– O que você quer? – perguntou rispidamente.
– Olha o modo como você fala comigo moleque! – repreendeu a mulher do outro lado da linha – Já se livrou dela?
– Estou tentando.
– Tentando? – indagou – Você sabe o que vai acontecer se não conseguir, não sabe?!
– Sei... Não precisa ficar me lembrando.
– Ótimo! – falou alegremente – Faça o que eu mando e será muito bem recompensado. Você tem até hoje – relembrou soturnamente.

A mulher tinha a capacidade de mudar sua entonação tão rapidamente que chegava a ser assustador. Masaomi estava tremendo. Não podia voltar, pois vidas estariam em risco. Mas ao mesmo tempo se sente mal em abandonar Luiza sem o mínimo de explicações. “Eu devo fazer isso”, pensou, “Mas não quero”. Ele se sentou, na neve. O frio fazia seus ossos doerem. Repousou seu rosto entre suas pernas e as abraçou. Permaneceu ali, imóvel, durante muito tempo.

Do outro lado da floresta, Luiza e Typhlosion pegavam lenha. Já haviam pegado tanta lenha, que não conseguiam pegar mais nenhuma. Ela balançou a cabeça e o Pokémon entendeu. Rapidamente ambos voltaram a andar de volta para a estrada.
Após uma caminhada de cinco minutos, chegaram à estrada. Luiza franziu o rosto ao perceber que Masaomi ainda não havia voltado. Ela estranhara tamanha demora, visto que havia muitas árvores frutíferas perto dali. Mesmo assim, resolveu esperar mais um pouco.

[...]

Tanto nós, como nossos Pokémon já estavam posicionados para a batalha. Então, eu comecei:

– Vai Pachirisu, use o Quick Attack! – ordenei.
– Pikachu use o Iron Tail! – ordenou o garoto.

O Pokémon esquilo se cobriu de uma luz branca e brilhante, e começou a correr em direção ao seu adversário. Enquanto isso, o Pokémon amarelo pulou e sua calda, antes amarela, se tornara cinza metálico. Ao se aproximar, o esquilo pulou atingindo o Pokémon rato. Porém, logo em seguida, fora atingido pela calda de seu adversário, e fora arremessado com força para o chão.

– Levante Pachirisu, e use o Sweet Kiss! – gritei.
– Pikachu, use o Dig!

O Pokémon branco lançou vários coraçõezinhos em direção ao seu oponente, mas este rapidamente se jogou em direção ao chão e cavou um enorme buraco.

– Use o Electro Ball dentro do buraco! – ordenei.

Ele pulou e formou uma esfera de energia elétrica em frente a sua boca, arremessando-a em direção ao buraco. Pouco tempo depois, ouvimos um estouro, e o Pikachu fora arremessado para cima.

– Use o Sweet Kiss!
– Impeça-o usando Thunder! – ordenou Master.

Assim que meu Pokémon lançou os pequenos corações em direção ao seu adversário, o Pokémon amarelo emanou uma luz muito brilhante e, logo em seguida, raios elétricos de voltagem altíssima saíram de seu corpo. Assim que os raios tocavam nos corações, estes eram decompostos. Rapidamente, os raios atingiram o Pokémon esquilo, mas este pareceu não levar dano algum.

– Ele não sofreu nenhum dano! – falou Master, surpreso.
– Provavelmente ele possui a habilidade Volt Absorb – falou Peter, concentrado.

Eu não perdi tempo e voltei a atacar.

– Pachirisu, use o Electro Ball!
– Pikachu, use o Iron Tail para rebater a esfera e depois use o mesmo ataque para atingi-lo.

Assim que meu Pokémon arremessou a esfera, seu adversário usou sua calda metálica para rebatê-la, fazendo com que ela caísse no chão, levantando uma cortina de poeira. Rapidamente, ele usou sua calda para atingir o esquilo, lançando-o contra uma árvore.

– Pachirisu! – gritei – Você está bem?

Foi em vão. Ele já estava sem condições de batalhar. Saquei sua Pokéball do bolso e o materializei para seu interior. Em seguida, saquei uma segunda Pokéball. Hesitei por alguns segundos, mas a arremessei mesmo assim.

– Vai Munchlax!

A esfera se partiu e a luz emanada materializou o Pokémon gorducho e azulado. Ele parecia sagaz, mesmo que eu não levasse muita fé nele.

– Pikachu, use o Volt Tackle!
– Munchlax, use o Metronome!

O roedor se envolveu em luz amarela e em raios elétricos e correu em uma velocidade alta em direção ao gorduchinho. Este, por sua vez, emitiu pequenos pontos brilhantes das mãos. O rato amarelo já estava perto o suficiente quando o Pokémon azul abriu a boca e lançou uma quantidade consideravelmente grande de fogo. O Pikachu atravessara o fogo e atingira o Munchlax, arremessando-o contra uma pedra, rachando-a. Mesmo assim, sofrera dano tanto do Volt Tackle, quanto do Flamethrower.

– Munchlax levante! – gritei. Nunca pensei que me preocuparia com ele dessa forma – Use o Ice Beam!
– Pikachu use o Thunder!

Raios saíram do roedor elétrico e seguiram em direção ao Pokémon comilão. Este posicionou suas pequenas mãos lado a lado e formou uma pequena esfera de luz branco-azulada que emitiram raios finos de cor azul. Os raios elétricos transpassaram o Ice Beam e atingiram meu Pokémon. O golpe fora tão forte, que ele não resistira e ficara fora de condições de batalhar.

– Até que foi rápido! – ele comentou.
– Ainda sou novata – falei.
– Eu sei, mas espero que um dia possamos batalhar de igual pra igual.

Eu sorri. Saquei a Pokéball do Munchlax e o materializei de volta. Peter levantou e caminhou em nossa direção.

– Vamos voltar a andar Alice! – sugeriu.
– Mas que pressa, heim! – sorri – Mas vamos sim.
– Nos encontraremos novamente um dia, certo? – O garoto indagou.
– Se o destino permitir, sim! – respondi.

Ele anuiu. Nos despedimos e seguimos caminhos opostos. Ele fora para o leste, e eu e Peter seguimos pela direção oeste.

[...]

Já haviam se passado vários minutos desde que Luiza voltara da floresta. Estivera ali sentada todo esse tempo esperando. Mas então decidiu procurar por Masaomi. Sacou uma Pokéball do bolso e a arremessou.

– Vá, Skarmory! – gritou – Procure por um garoto loiro daquele lado da floresta!

A esfera se abriu e dela saiu um pássaro grande e imponente, de aparência metálica. Ele soltou alguns barulhos pela boca e levantou voo, indo em direção à floresta. Enquanto isso, Luiza voltou a se sentar perto da fogueira que havia feito com a lenha que buscara e com o fogo que seu Typhlosion acendeu.

Quinze minutos se passaram até que o Skarmory voltou da floresta. Luiza levantou rapidamente e percebeu que ele trazia Masaomi consigo, desacordado. Seu rosto estava roxo e coberto de gelo. “Provavelmente uma hipotermia”, pensou.

~~~~~~~~~~~~~
Então, espero que tenham gostado! Qualquer dúvida, crítica, etc. é bem vinda. See ya!

________________
Acompanhem a minha primeira fanfic:
Pokémon - O Elo Perdido
avatar
Alice Le'Hills
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Feminino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 23/12/2014

Frase pessoal : Continue a nadar...


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por togekisses em Dom 22 Fev 2015 - 11:37

Oi, Alice! Que bom que você já postou o capítulo 6, pois eu estava super ansioso pra lê-lo.

Bem, pra começar, gostei bastante da protagonista ter capturado o Munchlax problemático, mesmo que sem querer. Ela não parece estar satisfeita, mas acredito que é questão de tempo até a moça começar a gostar do gorducho. Isso me lembra quando eu joguei pela primeira vez um jogo de Pokémon, o Emerald, no qual eu possuía um Dustox que evoluiu do Wurmple que peguei na Rota 101. Eu queria que ele evoluísse pra Beautifly, mas aí veio a rosadinha e eu fiquei exatamente como a Alice. Só que então, batalhando contra o Tate e a Lisa, descobri que Bug era forte contra Psychic e o Dustox me salvou de ser derrotado no último instante e eu passei a amar o bichinho.

Pois é, voltando dos devaneios e indo pra fanfic, não consigo parar de enxergar esse tal de Peter como um cara sinistro com todo esse desespero dele de levar a Treinadora iniciante pra Kapital. O que ele quer, minha nossa? E falando em loiro, achei legal que o Masaomi tenha se apegado à Luiza e agora não tenha coragem de fugir dela, apesar de nem conhecê-la direito. (Talvez ele tenha sido uma vítima do amor à primeira vista ou...?)  Só que eu havia pensado outra coisa desse "Livre-se dela!" hahahaha D:

E pra encerrar, adorei a escolha dos Pokémons. Tivemos um Arbok sendo capturado, Luiza mostrando o seu Skarmory... mil e uma maravilhas mesmo, nada de surpreendente pois você tem se mostrado uma excelente escritora. Termino de escrever aqui e até o próximo comment do próximo capítulo! Aguardo ansioso e boa sorte!
avatar
togekisses
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 23/12/2014


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Black~ em Dom 22 Fev 2015 - 14:21

Bom, vamos lá.

Esse capítulo ficou legal. Vou falar aquele blablabla de sempre: ficou bem misterioso e tudo mais, pois você sabe que está deixando a fic cada vez mais misteriosa huahuah, mas isso é bom, eu gosto de suspense -q. Mas, a batalha, o novo personagem, a captura, etc. também foi bem legal.

O Peter é muito estranho, não sei porque, mas desde o primeiro capítulo que eu desconfio que ele esconda algo. Uma das suspeitas é o fato de ele ficar apressando a Alice para andarem logo e chegarem à capital. O problema é que ela é inocente, senão já teria percebido que algo está estranho aí.

A batalha também foi interessante. Mesmo o garoto usando somente o já manjado Pikachu, contra o Pachirisu e o Munchlax. Bem, acredito que o Munchlax perdeu facilmente assim por ser a primeira batalha, mas fico esperando para ver quando ele virar um Snorlax.

Realmente a parte do Masaomi é bem esquisita, já que o menino vive aquele dilema lá com a mulher. Bem, aquela parte que ele apareceu congelado eu acredito que ele tenha tentado suicidar, já que ele não queria prejudicar nem a Luiza nem a outra pessoa que está "refém" da tal mulher. Bem, é só um palpite -q.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Wolfing-£-Hiruma em Dom 22 Fev 2015 - 16:37

Fala Alice, tudo tranquilo? Hiruma e Wolfing em posição!
Pois bem... estou lendo essa fanfic desde que criei minha conta, ou seja, ontem XD e... MEU JEZUIZ QUE FANFIC BOA. Deixa eu fazer o comentário sobre tudo que pensei, e lembrando que não tá em ordem cronológica:
Bem... Munchlax inteligenti esse hein? Quem dera eu capturasse um pokemon assim XD Nem precisaria ser assim, só ter um pokemon já ia ser legal '-'
Masaomi(Tá certo '-'?) e Peter... PETER PARK, É VOCÊ? Deixa pra lá. Esses dois tem alguma coisa importante pra eles que estão em perigo... o Masaomi falou algo sobre "ela" então talvez seja a mãe, a irmã, a melhor amiga, a namorada ou a amante dele. Já o Peter... ah, o Peter é o Peter.
Sobre essa coisa de momento parece que, tipo, eles fizeram alguma coisa de propósito que precisa da Alice. Ou não, nunca fui um bom deduzidor...
Só eu acho que daqui uns caps a Alice vai pegar um Piplup, um Buneary e aquele pokemon de presa gigante que esqueci o nome? Sei lá, tá tipo os dois pokemons lá da Dawn e tal... mas deixe isso de lado.
Skarmory *-* pokemon divo e lindo, meu Deus, meu quarto pokemon favorito. O primeiro é o Steelix, depois o Shiftry e depois o Metacross e.e pokemons metálicos são tão lindos, em exceção do Shiftry que é planta e é lindo tmb.
Comentário tá meio grande né? Então, última observação... Master duelou contra a Alice '-' Deus mio, eu já imaginava isso mas não tão cedo assim... foi meio que me pegou de surpresa e desprevenido. Gostei da batalha e espero os próximos.
Tchau tchau
avatar
Wolfing-£-Hiruma
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/02/2015

Frase pessoal : "Demônios não rezam apra deuses"


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Mestre em Dom 22 Fev 2015 - 18:06

Master Mestrando ,Pikachu  impondo respeito

Algo que todo mundo esta esquecendo e os pokemons do Masaomi ate o Xavier que aparesceu no prologo mostrou mais que ele, e Pachirisu honra o Mestre Watt(Desculpe a sitação de outra fic e repetitividades mais eu não resisto )a fic esta otima e que ela chegue ao capitulo  100(exagero...não)Tchau
avatar
Mestre
Membro
Membro

Masculino Idade : 16
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 30/11/2014

Frase pessoal : Fire emblem is love,Fire emblem is life


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Killer123 em Dom 22 Fev 2015 - 21:23

Okay, let's go!

Adorei o capítulo e ainda teve batalha, acho que rolou um certo ciúme por parte de Peter, vejo que ele está começando a ter sentimentos reais por Alice.

Esse tal de Master ( Kirito) é meio estranho, já chegou e pede uma batalha total contra a menina.

Já eu meio que senti pena do Masaomi, sendo chantageado desse jeito.

Sobre a batalha eu gostei bastante, Pikachus sendo porradeiros desde 1997, mas eu já esperava que o Master fosse vencer.

Sobre o capítulo em geral, foi muito bem escrito, tanto a descrição quanto a narração. Adorei a batalha, os momentos do Masaomi, o " ciume " de Peter.
avatar
Killer123
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 24/11/2014

Frase pessoal : We'll shine like stars


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por megapikachu em Dom 22 Fev 2015 - 23:30

desculpe ao atraso nao sabia que tinha postado um cap.novo ontem bom vamos pro capitulo:

esta muito legal a batalha entre o muchlax e o pikachu foi muito bem elaborado sobre o masaomi tenho ate pena dele foi obrigado a abandonar a luiza e ficou naquele estado de congelamento por causa de algum conhecido(que por sinal deve ser um parente ou um amigo proximo a ele)so lendo pra descubrir na espera dos proximos capitulos rs
avatar
megapikachu
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/09/2013

Frase pessoal : deus e todo poderoso


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon - O Elo Perdido

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum