Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Pokémon: H.A

Ir em baixo

Pokémon: H.A

Mensagem por 'Rodrigo em Dom 7 Dez 2014 - 4:16

Bom para ser honesto,não sou muito bom em escrever,e a pouco tempo iniciei uma Fic de romance no SocialSpirit,que é um site que pelo menos alguém deve conhecer,mas bah,então ... essa fic vai ser muito clichê,com aquele motivo de sempre : Se tornar o maior sei lá o que do mundo,beleza ? então,os personagens vão ter uma área para eles aqui em baixo então fiquem com os personagens,e o prólogo fui !

Mentira ainda to aqui... mas sem enrolação vai !


Personagens:

Kyosuke

Idade--
13
Aparência--
Tem olhos azuis claros,cabelos escuros,branco e magro.
Personalidade--
É muito frio,afinal perdeu seu pai aos 5 anos,sua mãe acabou cometendo suicídio algumas semanas após a morte de seu pai,fazendo Kyosuke ter que ir morar com sua tia,que mora em Oldale Town,durante esses 8 anos de sua vida sem seus pais,acabou tendo uma perspectiva diferente do mundo,apesar de ser frio,e em uma batalha notar cada movimento do adversário,ama os Pokémon mais do que qualquer outra pessoa.
Party--


Asuka

Idade--
14
Aparência--
Olhos vermelhos,cabelos castanhos,magra e branca.
Personalidade--
Muito extrovertida,com certeza a pessoa mais social do mundo,tem muitos amigos,mais sempre brincou com Kyosuke,mesmo sendo 1 ano mais velha que ele,ela sente uma certa atração por Kyosuke,do jeito que ele batalha e tudo,sempre foi a melhor amiga de Kyosuke e vice-versa.
Party--
Desconhecida





Capítulos

Arco 1- First's Badge's

00- Prólogo -Aqui

Prólogo 00
Uma amizade inesperada


Obs- O Prólogo vai ser duranto o passado isso é, o passado a 8 anos da trama principal.

É uma manhã calma na pequena cidade de Littleroot,que era uma vila muito pequena,e principalmente muito calma,o protagonista nessa história é Kyosuke,um pequeno garoto cujo tem,5 anos,ele tem apenas uma amiga,Asuka,que é mais velha que ele,ela tem 6 anos,os dois são amigos desde que Kyosuke nasceu.

 -- Ei Kyosuke,vamos brincar de alguma coisa ! -Falou uma menina aparentemente alta para sua idade,se aproximando de um garoto que estava sentado desenhando no chão.
  -- Agora não Asuka,estou ocupado desenhando um Ho-oh -Falou o garoto continuando seu desenho,ele desenhava muito bem,quase reproduzindo o Pokémon lendário em uma folha,o menino estava sentado no chão encostado na parede de baixo da janela de sua casa.
  -- Tem que ser agora Kyosuke,já está quase na hora do almoço,e minha mãe deixou eu vir brincar ! -Disse a garota energética,parecia que tinha comido muito doce,Kyosuke logo percebeu que a coisa ia ficar feia se não fosse brincar.
  -- Tá bom,vamos brincar mais de que ? -Disse o garoto se levantando com o caderno e a caneta,os guardando pela janela em sua casa.
  -- Pique-Pega tá com você ! -Exclamou a garota,enquanto saía correndo,logo depois de muito tempo brincando,os dois foram descansar,e sentaram no chão,encostados na parede da casa de Kyosuke.

Então Asuka,foi para sua casa,pois sua mãe havia a chamado,e então Kyosuke fez a mesma coisa,entrou na sua e foi ver com sua mãe se o almoço estava pronto,para sua decepção ainda não estava mais em alguns minutos estaria,e então o garoto sentou na sala de jantar,e esperou o almoço.

 -- Pai,hoje o senhor trabalha ? -Kyosuke perguntava enquanto estavam os três na mesa,ambos almoçando.
  -- Não meu filho,se não já teria saído,ou você nunca percebeu que eu saio cedo para ir trabalhar ? -Falou o pai de Kyosuke,seu pai tinha um presente para lhe dar,mais só daria depois do almoço.

Depois do Almoço

O pai de Kyosuke estava  na praça,conversando com um de seus velhos amigos, conversando sobre coisas que não precisam nem ser citadas,tipo coisas antigas,carros antigos,costumes antigos e etc.
 -- Hiroshi,já entregou o presente ao  seu filho ? -Falou o velho amigo de Hiroshi pai de família Kyosuke,que o mesmo respondeu:
 -- Ainda não,vou lhe entregar assim que chegar em casa ... -Respondeu Robert,que teria que ir para Oldale Town,para pegar umas misturas para o jantar,mais não sabia o que estava por vir,no meio do caminho para Oldale,viu muitos Pokémon diferente,e também muitos ruídos e matos se mexendo,então ouviu duas vozes masculinas saindo da árvore.
 -- Que droga ! Esses Pokémon inúteis fugiram de novo,agora vai demorar mais para vendermos no mercado negro Pokémon -Logo depois disso,saíram dois Grunt's da Equipe Magma do mato,e percebendo que Robert viu tudo,o prendeu em uma corda.
 -- Que merda,oque vamos fazer Grunt 2 ? -Falou um dos Grunt's para o outro Magma, e o outro respondeu: -- Vamos ter que matá-lo,se não ele ira nós denunciar !
 -- Por favor,piedade eu tenho uma família para cuidar ! -Falou Robert,ainda amarrado.
 -- Faça isso rápido Grunt 1 !

Logo depois de um disparo do Round 101 ser ouvido,vários policiais chegaram na cena do crime,e com isso,foram até Littleroot dar a notícia.

 -- Moradia dos Akira ? -Falou o policial batendo na porta da casa de Kyosuke,após dar a notícia,abalando totalmente Kyosuke e sua mãe,e uma caixa foi entregue a mãe de Kyosuke,com um bilhete encima,escrito "Para meu filho Kyosuke,de seu pai Hiroshi."
 -- Droga ! Droga Droga ! -Falou a mãe de Kyosuke no sofá,da sala de estar,com raiva,chorando e muito,Kyosuke estava do seu lado,quando a mesma deixou a caixa cair,Kyosuke foi e a pegou,e viu o bilhete,e logo o abriu,tinha uma caixinha com uma Pokeball dentro,logo que Kyosuke a pega,e a ativa,um Absol bebé,saiu de dentro da Pokeball.
  -- Um... Absol ?! -Falou o garoto assustado,a ouvir isso sua mãe olhou para ele.
 -- E-eess-sse Pokémon... é presente do seu pai para você... e sabendo que ele não está mais aqui conosco... cuide bem dele... -Sua mãe falou e continuava chorando... o resto da semana,foi vários vizinhos indo para a casa da família Kira,para consolar a família pela perda de Hiroshi Kira,o homem da família.

Fim

Bom gente,então foi esse o Prólogo certo ?! então,to com pouca criatividade e um pouco de sono,então saiu isso daí,espero que tenham gostado beleza ?! vou tentar trazer capítulos semanais,para ser mais exato vou tentar trazer 2 capítulos por semana beleza ? então é isso galera falow !


Última edição por 'Rodrigo em Seg 8 Dez 2014 - 3:13, editado 1 vez(es)
avatar
'Rodrigo
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 15/10/2014


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: H.A

Mensagem por Kurosaki Lucas em Dom 7 Dez 2014 - 23:01

'Rodrigo... Sua fanfic tem muitas coisas pra melhorar, muitas mesmo. Apesar de ser um roteiro, inicialmente, bem corriqueiro, afinal já vimos isso em muitas histórias, o protagonista que sofre com alguma coisa e tem de lidar com esse problema por toda a sua vida, é o problema inicial, poderia ser outro menos banal, mas foi esse, apesar de isso ser o menor e mais insignificante detalhe da sua fanfic. Legal que o pai dele iria dar o pokémon pra ele, isso já conta uma forma mais inusitada de como o seu protagonista conseguiu seu primiero pokémon dele. E a história está realmente muito focada (isso é legal) no ambiente do universo pokémon, as coisas bem leves, amizades e tudo mais. Porém, Rodrigo...

Agora vem a parte chata. Você precisa melhorar as seguintes coisas:
. Narrativa
. Descrição de personagens e cenários
. Diálogos
. Escrita / formatação

— Narrativa —

Cara, não tenha tanta pressa em escrever sua história, escreva de forma que o leitor vá ler e entender e ainda irá prendê-lo por mais tempo na fic. A leitura em si fica mais rica e mais confortável. Vou só adaptar uma parte do seu texto te mostrando como eu acho que as coisas poderiam ficar boas:
É uma manhã calma na pequena cidade de Littleroot,que era uma vila muito pequena,e principalmente muito calma,o protagonista nessa história é Kyosuke,um pequeno garoto cujo tem,5 anos,ele tem apenas uma amiga,Asuka,que é mais velha que ele,ela tem 6 anos,os dois são amigos desde que Kyosuke nasceu.

-- Ei Kyosuke,vamos brincar de alguma coisa ! -Falou uma menina aparentemente alta para sua idade,se aproximando de um garoto que estava sentado desenhando no chão.
-- Agora não Asuka,estou ocupado desenhando um Ho-oh -Falou o garoto continuando seu desenho,ele desenhava muito bem,quase reproduzindo o Pokémon lendário em uma folha,o menino estava sentado no chão encostado na parede de baixo da janela de sua casa.
-- Tem que ser agora Kyosuke,já está quase na hora do almoço,e minha mãe deixou eu vir brincar ! -Disse a garota energética,parecia que tinha comido muito doce,Kyosuke logo percebeu que a coisa ia ficar feia se não fosse brincar.
-- Tá bom,vamos brincar mais de que ? -Disse o garoto se levantando com o caderno e a caneta,os guardando pela janela em sua casa.
-- Pique-Pega tá com você ! -Exclamou a garota,enquanto saía correndo,logo depois de muito tempo brincando,os dois foram descansar,e sentaram no chão,encostados na parede da casa de Kyosuke.

Ainda é cedo no velho continente de Hoenn e, em uma dessas calmas manhãs em que crianças costumam andar pelos bosques assustando pequenos Wurmples e Zigzagoons ariscos, Kyosuke, o nosso protagonista, um menino de apenas 5 anos de idade está do lado de fora de sua casa, em uma pequena e pacífica cidade conhecida por Littleroot. Ele está desenhando, enquanto sua melhor e única amiga, Asuka, de 6 anos, corre saltitante até o seu encontro. Há de se entender, já que eles são amigos desde que ainda eram bebês. Asuka chega próxima a Kyosuke e, com o rosto rubro de tanto correr, exclama ao seu amigo

— Ei, Kyosuke! Vamos brincar de alguma coisa, já! — ela parecia ser mais alta que Kyosuke e enquanto falava com ele olhava afobada para os lados pensando em que poderiam brincar
— Agora não, Asuka. Estou ocupado desenhando um Ho-Oh — ele estava muito concentrado desenhando em um canto da parede de sua casa abaixo à janela. Este garoto sempre foi um ótimo desenhista, ele consegue reproduzir com ótimos detalhes os Pokémon que desenha
— Tem que ser agora! — a menina disse com um tom de impaciência — Já está quase na hora do almoço e minha mãe deixou eu vir brincar, logo logo ela está me chamando. — Asuka estava mais agitada que o normal, como se tivesse comido bastante doce. Kyosuke, sentindo esta agitação logo viu que seria má ideia recusar o convite para brincar com ela.
— Tudo bem. — ainda contrariado, ele concordou — Mas do que iremos brincar? — levantou-se e atiçou as coisas pela janela de sua casa.
— Pique-pega, tá com você! — exclamou a garota enquanto saia em disparada enquanto ria.
— Você me paga, Asuka!

Após um tempinho que ficaram brincando de correr um atrás do outro o cansaço parece ter vencido o pique pega, ambos se entregaram a ele e reconheceram a derrota. Estavam sentados e encostados em uma pequena sombra que havia na casa de Kyosuke. O dia estava um pouco nublado, mas ainda bastante quente. Asuka parecia estar a ponto de dormir, enquanto Kyosuke respirava ofegante.

Apenas um exemplo de uma adaptação do seu texto.

— Descrição —

Bom, aqui é algo que você pode ir treinando também, a descrição é algo muito importante para transportar o leitor do outro lado da tela do computador para dentro de sua história. Quanto mais você conseguir afundar o leitor em suas descrições, melhor, mas atenção, a descrição não pode ser algo repetitivo e nem mesmo algo que você irá explicar o que já é óbvio. Não. Você dará detalhes como um observador de como é o personagem, o objeto, o cenário, ou o que seja, na sua história, de forma mais clara possível para que quem leia tenha uma ideia do que você quer que ela pense. Suas descrições são bem objetivas e se houver. Vamos descrever de duas formas uma rua em um dia de chuva em que o personagem acordou de mal humor para ir à escola e sem querer ainda tropeçou na poça
Descrição 1 escreveu:[...] Raven saiu de casa e viu que estava chovendo. Abriu seu guarda chuva e foi atravessar a rua, toda esburacada e cinza, a chuva derramava gotas de água fria nos desprotegidos. Raven não olhou bem ao seu lado e viu que vinha uma moto em alta velocidade em sua direção, uma moto com duas rodas e preta. Rapidamente, de forma rápida, Raven correu e tropeçou em um dos buracos e caiu na lama, sua cara ficou completamente suja de lama e ela ficou toda molhada ficando com mais frio ainda. [...]

Descrição 2 escreveu:[...] Raven estava completamente despenteada, seu cabelo dava voltas e voltas, acordou atrasada para a escola e a única coisa que levava além de sua mochila é um cookie em sua boca. Quando atravessou a porta, sentiu as lágrimas do céu cinzento, como nunca tinha visto antes, um vento frio lhe acariciou. Sua sorte é que estava de casaco. Prontamente ela recolheu seu guarda chuva e continuou o seu trajeto, apressada. A rua em que morava era precária, havia barro que descia de um morro que havia ali perto, o asfalto estava completamente destruído, com muitos buracos e poças d'água. As árvores que tinham ali perto retratavam a mais sincera face do inverno, um ar sombrio, fantasmagórico. Combinava com a Raven, seus olhos negros e profundas olheiras retratavam o desprezo que ela tinha consigo mesmo e com todos ao seu redor, seu olhar era simplesmente mais gélido que um frigorífico.
Raven percebeu que o sinal havia fechado, mas como estava chovendo muito não conseguia ver direito se vinha ou não carros. Ela confiou no sinal e atravessou a rua, quando olhou para o lado percebeu que era o seu instinto lhe dizendo para tomar cuidado, o motoqueiro buzinava, mas a menina parecia não escutar. De maneira inconsciente ela se atirou à sua frente e caiu do outro lado da calçada, mergulhada em uma poça de lama, que mais lembrava um esterco. Ela conseguiu um motivo para lavar seu cabelo, pois sua cara, seus seios e cabelo estavam inundados em lama. Por fim, ela arranjou um motivo para não ir à escola também. Ainda que ir a escola hoje, seria decisivo para Raven.[...]

— Diálogos —

Outra coisa... você não precisa correr com os diálogos, Rodrigo. Tente imaginar que é você conversando com outra pessoa e transponha isso para a sua fanfic. Faça com calma, leia, revise e veja se realmente ficou tudo coerente. Vou te dar um exemplo de diálogo seu que ficou muito ruim e que estragou também a narrativa.
-- Que merda,oque vamos fazer Grunt 2 ? -Falou um dos Grunt's para o outro Magma, e o outro respondeu: -- Vamos ter que matá-lo,se não ele ira nós denunciar !
-- Por favor,piedade eu tenho uma família para cuidar ! -Falou Robert,ainda amarrado.
-- Faça isso rápido Grunt 1 !
Faça algo mais ou menos assim.
— Que merda... O que vamos fazer Grunt 2? Em? — o grunt parecia extremamente aflito e irritado, ele estava completamente desesperado.
— Não vejo saída se não. — o grunt 2 fez uma pausa, hesitou, mas avaliou o melhor na situação — Nós devemos matá-lo.
— Você está lou... Quero dizer, você tem certeza disso? É arriscado. — os grunts pareciam um pouco inseguros sobre essa medida
— Não tem jeito, ele irá nos denunciar se sobreviver.
— Por favor, eu imploro, tenham piedade, eu não irei denunciá-los. — o pai de Kyosuke suava frio e seu coração palpitava tão rápido como nunca — Eu tenho...!
— Cale a boca, seu covarde. Grunt 1, não demore com isso, mate-o.
Você precisa passar o clima que está presente no diálogo de forma fluida e natural. O leitor deve ler o diálogo e imaginar essa conversa na sua frente e não como se fosse algo monótono. Tenha atenção quanto a isso. Faça com calma.

— Escrita e formatação —

Felizmente não sou professor de gramática hahaha O que eu te aconselho é utilizar suites de editores, como o Office da Microsoft (o online não é pago) para que ele possa corrigir seus erros de escrita, pois tem muitos. Ah, atente-se também à repetição de palavras. Talvez seja hora de ler a fanfic dos amiguinhos, alguns livrinhos, para você enriquecer um pouco o seu vocabulário e poder usar sinônimos ao invés de sempre a mesma palavra, ok? Isso não é por frescura, mas é porque repetir muitas palavras em um texto torna a leitura bastante exaustiva, o que é o caso da sua fanfic. Acho que era isso que eu queria falar sobre a escrita. Modere também no uso de vírgulas. Lembre-se que na leitura, a vírgula funciona como um rápido pause, ou, seja, você, não, pode, ficar, pausando, toda, hora e também não pode ficar sem dar pause algum pra saber quando você deve dar pause você tem que lembrar das aulinhas de português ou então você pode ir lendo o hábito ajuda também. Tem uma velha pegadinha sobre a vírgula que muda todo o contexto da frase (http://files.edinanarede.webnode.com.br/200001969-75c9276c3d/virgula.jpg). Razz
Sobre a formatação, bem cara, a única coisa que eu recomendo é você separar os paragrafos de narração dos de diálogos com uma linha em branco. Sacou? Nâo, vê só aqui em baixo, ou veja uma fanfic minha antiga: (http://www.pokemonmythology.org/t11372p30-pokemon-white-dreams#240849)

[Narração]
[Narração]

[Diálogo]

[Narração]
[Narração]
[Narração]
[Narração]

[Diálogo]

No mais, são essas dicas que eu posso te dar de início. Espero novos capítulos e uma possível evolução sua gradualmente. Leia nosso acervo de fanfics, tem muitas fanfics boas aí. Se você precisar de alguma ajuda é só me mandar uma Mensagem Privada em! Boa sorte com o seu projeto. Serei seu leitor.
avatar
Kurosaki Lucas
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 16/09/2010

Frase pessoal : KURO


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum