Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Pokémon Makeover

Ir em baixo

Pokémon Makeover

Mensagem por ~Luxy em Qui 10 Abr 2014 - 17:09


É um pouco inspirado em Utsuro to Hako no Zero to Maria, uma light novel que andei lendo. Queria fazer algo com Pokémon já fazia um bom tempo e a ideia só me veio hoje, achei boa e decidi escrever. A fic será baseada na 4ª geração, pois é a que tenho mais afinidade na hora de escrita. Fazia tempo que não escrevia algo relativo a Pokémon, então caso ocorra erro de movesets e localizações, me avisem que mudarei e deixarei tudo fofo. Será escrita em volumes.

Volume 1:


Prólogo - Campeão:

0ª vez:
- E o novato treinador, Snow, da cidade de Eternia consegue se sagrar o mais novo campeão da Liga de Sinnoh. Sendo o primeiro invicto da história, sem perder nenhum Pokémon durante suas batalhas!

Pronto, havia conseguido o que jamais ninguém tinha conseguido antes, consegui ganhar o título de campeão da Liga sem ter nenhum Pokémon derrotado em nenhuma das partidas. Olhava para todo o estádio me aplaudindo, enquanto o treinador que estava a minha frente, que deveria se chamar Arrow, se não me engano, recolhia o seu já derrotado Ursaring. Olhei para o meu Torterra, os seus músculos deveriam estar cansados da luta, que durou quase uma hora, mas ao ver seu olhar, parecia que ele sabia muito bem o que ele tinha acabado de realizar. Obrigado, Torterra.
O apresentador e também narrador da Liga, o qual eu não lembro o nome, se apressou para a minha direção enquanto eu recolhia o exausto Torterra de volta para a sua Pokeball. Ao chegar perto de mim, ele tomou um pouco de fôlego e logo voltou a falar com sua característica voz no microfone:

- E aqui está o nosso ganhador, Snow! – A plateia aplaudiu logo depois de ouvir meu nome, vi o narrador fazer um sinal de silencia e logos os aplausos cessaram. – E aqui o seu tró-


Pow.


Não fazia ideia onde estava. O lugar se parecia com um antigo santuário construído na antiguidade, muito antes dos Pokémons começarem a surgirem, ao mesmo tempo em que ele parecia incontáveis os anos que se passaram desde a sua construção, ele parecia ao mesmo tempo recém-inaugurado, como se fosse o dia em que ele foi terminado. A minha frente estava alguma coisa, algo que eu não poderia diferenciar entre um Pokémon, um humano, ou um mero animal. A “coisa” começou a falar:

- Olá. Eu achei você um interessante objeto, Snow. Um ser que ao mesmo tempo deseja se tornar tudo que o mundo jamais viu, mas que ao mesmo tempo não quer se tornar nada.

Do que ele estava falando?

- Pois bem, eu acho que o tempo que tive para a sua observação não foi o suficiente. Isso não deve ser um problema, afinal teremos todo o tempo do mundo.


68ªvez:
Acordei as 7hrs30min, olhei para o alto e chequei o meu calendário antes de me levantar, era hoje mesmo o dia. O dia que os líderes de ginásio fariam a sua distribuição anual de Pokémons filhotes. O dia que a minha jornada começaria, no auge dos meus 16 anos.


Última edição por ~Luxy em Dom 4 Maio 2014 - 18:10, editado 2 vez(es)
avatar
~Luxy
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/09/2009

Frase pessoal : Membro estação do ano.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por DarkZoroark em Sex 11 Abr 2014 - 8:54

~Luxray o/
Achei interessante o título da Fanfic e o fato de ser baseada em uma Light-Novel me atraiu bastante a atenção. Então, sem nos demorarmos muito, vamos à analise deste prólogo:
Quando comecei a lera  história jurei que ia ser alguma coisa se passando pós-Liga, mas depois me manquei que era só um sonho - quando ele acordou. Pelo jeito vai ser uma Fanfic de jornada, que é um tema que eu curto bastante. Ver as diferentes situações em que um treinador pode ser posto enquanto viaja por todo um continente acaba sendo bem divertido se não ficar na mesma que os jogos e mangá - anime acho que ninguém deixa igual para evitar 300 Pokémon do dia.
Adorei o fato de ser baseada na 4ª Geração, que é a minha favorita - pelo menos até o momento. Sempre achei legal Sinnoh e os Pokémons que foram introduzidos com ela. Quanto a ser escrito em Volumes também acho bem legal já que dá aquele "ar" de renovação na história.

@~Luxy escreveu:A minha frente estava alguma coisa, algo que eu não poderia diferenciar entre um Pokémon, um humano, ou um mero animal.
Achei interessante esse fragmento pelo ponto de ele mencionar animais mundanos. Imagino que queira dizer que irão aparecer durante o desenrolar da história, o que é algo bem raro em Fanfics de Pokémon - e ainda mais se tratando das de Jornada.
Bem, já que é um prólogo não há muito mais o que eu possa falar. Fico no aguardo do primeiro capítulo.  ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por Black~ em Sex 11 Abr 2014 - 21:02

Bom, vamos lá.

O capítulo ficou curto e sem muito pra falar, mas a história me pareceu legalzinha sim, mesmo sendo de jornada. Porque o problema real não é em a fic sem de jornada, e sim ser aquele clichêzão supremo, de um garoto de 10 anos que quer ser treinador, etc, mas enfim.

Então quer dizer que era um sonho? Achei que o "pow", era um tiro, sei lá -q. Mas o personagem que estava sonhando é o mesmo que acorda depois, disposto a começar sua jornada, ou são personagens diferentes? -q, mas enfim.

Erros não vi nenhum prejudicial à leitura.

Não tem muito pra falar, então é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por jujuba em Sex 11 Abr 2014 - 21:59

Oi cara, então, eu curti muito sério, então, vmos lá.
Eu juro que "pow" era o barulho de uma porta secreta que tinha acabado de abrir sobre ele asdkj.
Eu gostei do jeito que você começou a história, me lembrou muito light platinum. E, só uma coisinha, Ursaring tá escrito errado. Eu gostei de ter começado em

Sinnoh, é uma boa região, acho que cê podia mudar um pouco a história ou sei lá pra não ficar muito monótono.

Espero que ele receba um bom pokémon e que não seja inicial de preferência, já que são pokémons filhotes.
Sobre o sonho, me lembrou Darkrai/Cresselia, ou sei lá aquele pokémon que controla a mente dos humanos xD
avatar
jujuba
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2013

Frase pessoal : kkk q isso victor


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por Snow Walker em Sab 12 Abr 2014 - 0:47

Olá <3

Bom, eu realmente não vi isso como um sonho. Pode parecer bobagem, mas pra mim parecia que ele estava em um experimento e ficava recomeçando a mesma coisa diversas vezes, caso ele falhasse em algo. Não sei se me expressei bem, mas deve ser pelo fato de que estou lendo muito All You Need is Kill e porque achei intrigante o "68ªvez", mas também pode ser um sonho e eu estou viajando aqui loucamente.

De qualquer modo, eu curti o prólogo e irei acompanhar a fic. E pelo simples fato de ser um prólogo, não tenho muito o que comentar, mas quando postar o primeiro capitulo eu venho dar uma conferida. Boa sorte \o
avatar
Snow Walker
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/04/2013

Frase pessoal : salabim salabão


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por ~Luxy em Dom 13 Abr 2014 - 11:09

@DarkZoroark/Floyd: Eu gosto de Sinnoh. Ela é variada, tem bons climas, uma boa mitologia e um grande número de notas e cidades, pena que praticamente parou de ser exploradas em Fics desde a quinta geração.

@Black: É jornada ao mesmo tempo que não é, se posso dizer assim. Acho que vai dar para reparar bem o que quero passar sobre a Fic e sua história no decorrer dos capítulos. Dígamos que seria uma jornada não linear.

@Snow Walker: You got the point.

Vamos lá, primeiro capítulo. Apresentação de personagem, batalhas fofas e um desenrolar do ponto principal de história. Eu fiquei meio que com dúvida em certas partes das narrações de batalha, pois tiver que checar muitas vezes se os movesets estavam certos e se tal Pokémon tomava realmente dano aumentado e reduzido, pois não lembrava todos os tipos. Se tiver algum erro nisso, por favor apontem.


13.924ª vez:

Ele estava cansado, assim como eu. A batalha já durava quase uma hora, tanto eu quanto Roark, líder do ginásio de Oreburgh, estávamos ficando cansados da duradoura batalha. Eu já havia conseguido derrotar dois de seus quatro Pokémons, que consistiam de até o momento, dois Geodudes e um Onix, o qual eu enfrentava agora com o meu exausto Prinplup.

- Metal Claw, mais uma vez! – Ordenei.

As pequenas asas do meu Prinplup se tornaram de aspecto metálico, extremamente brilhante e possivelmente um dos mais raros e belos metais que poderiam ser visto por uma pessoa em sua vida. Assim que a transformação das suas asas se completou, ele partiu em direção ao Onix inimigo.

- Rock Throw, rápido! – Ordenou o meu oponente.

O Onix deu um rápido giro, e uma parte de sua cauda voou em direção ao meu Pokémon, parando com sucesso o seu ataque e fazendo com que ele recuasse, aumentando ainda mais a distância entre eu e o meu oponente. Eu e o meu Pokémons já estávamos a quase vinte minutos nesse jogo de ataque bloqueia que era causado pelo Roark, continuar isso não levaria a nada, ficaríamos nesse jogo até que um dos treinadores ou um dos Pokémons ficasse exausto.

- Volte, Prinplup – Pedi para que ele voltasse, era a escolha mais fácil. Ele provavelmente não deve ter gostado, visto como me olhou enquanto retornava a para a Pokeball a qual pertencia, desaparecendo logo em seguida. Roark decidiu voltar seu Onix também.

- Ficando cansado? – Provocou Roark. Realmente, eu estava me cansando disso.

Pensei nas minhas opções. Gible estava extremamente cansado das batalhas anteriores contra os duros Geodudes e provavelmente não aguentaria mais uma luta, Luxio não seria uma opção válida considerando o tipo do oponente, caso mandasse o Prinplup novamente, voltaria com o jogo de quem aguenta mais, não gostaria disso. A minha última opção seria aquele Pokémon que eu ganhei no meu aniversário de 15 anos, preferia não usá-lo, por estar em um nível muito mais elevado que o restante dos meus Pokémons, mas mesmo assim, ele era a minha última opção. Seria efetivo contra o Cranidos dela que veria logo em seguida, claro que não teria como eu saber disso. Afinal nunca batalhei com ela antes. Pensei bem e optei por ir com a minha última opção, peguei uma Pokéball que ficava mais afastada das outras e a lancei na arena.

- Vai, Espeon.

Um gato roxo claro com duas caudas e que se movia de maneira deslumbrante saiu da Pokeball, era o meu primeiro Pokémon, um Espeon.

- Um Espeon? Não sabia que você teria isso ai. Mandarei ele então. – Ela pegou uma Pokéball mais afastada das outras. – Vai, Cranidos!

- Espeon, acabaremos com isso rapidamente, Psybeam!

Um raio multicolorido saiu da boca do meu Pokémon, depois de ser carregado por meros milésimos de segundos, Roark praticamente não conseguiu dar uma ordem rápida o suficiente para o seu poderoso Pokémon, que mesmo com toda a sua força, não conseguiu desviar do meu ataque, sendo atingido em cheio e caindo desmaiado logo em seguida. Senti o olhar de frustração dele do outro lado da arena, quase que amaldiçoando a mim a ao meu Pokémon.

- Espetacular. – Ele bateu palmas. – Mas vamos ver se você é capaz de enfrentar a rapidez do meu Onix!

Ele estava de volta, a brincadeira do cansaço iria começar novamente.

- Espeon, Psybeam novamente!

Esse ataque foi ainda mais rápido que o anterior, mas quase que instintivamente o Pokémon oponente, mesmo sem nenhuma ordem de seu treinador, girou rapidamente, ainda mais rápido que quando lutava contra o meu aquático, parando o meu ataque, que explodiu na pedra que foi jogada em minha direção. Espeon permanecia intocado, como se a forte explosão de ataques não tivesse nem ao menos sido o suficiente para abalar toda a sua magnitude.

- Roark, me desculpe, mas não jogarei o seu jogo dessa vez. A insígnia é minha. Espeon, Psychic.

Tudo ocorreu em um instante. Um ataque que nem o mais rápido dos Pokémons e nem mesmo o mais rápido dos treinadores poderia tentar bloquear com sucesso. Um ataque mental direto no inimigo. O meu último recurso. Em menos de dois segundos, Onix estava no chão e eu tinha me sagrado o vencedor da batalha pela insígnia de Oreburgh.

- Tsc. Pelo jeito você venceu. – Enquanto dizia essas palavras, Roark recolhia o seu Pokémon, praticamente ao mesmo tempo em que eu recolhia o meu triunfante Espeon. Ambos caminhávamos para o centro da arena. – Meus parabéns, Snow. – Ele me deu um aperto de mãos.

Recebi a minha segunda insígnia, a Coal Badge. No mesmo momento que eu colocava ela em meu colete, que sempre usava por cima da camisa, ela entrou enfurecida pela grande porta do ginásio. Ela tinha cabelos curtos e lisos, que chegavam aos ombros, eles eram da cor de mel. Usava um tênis esportivo, provavelmente para longas corridas, uma mini-saia jeans, que permitia uma grande visão de suas pernas, mas que deveria permitir uma grande mobilidade, também usava como peça principal de roupa, uma camiseta branca que aparentava ser de um fino tecido e uma jaqueta preta que deveria ser de um tecido igualmente fino. Ela veio correndo em minha direção.

- Roark, eu exijo uma batalha agora! – A sua voz foi ecoada e ouvida em todos os cantos do ginásio.

- Desculpe, moça. Mas acabei de terminar uma longa batalha e não me sinto disposto para outra agora. Espere até amanhã, quando os meus Pokémons estarão descansados, assim como eu. – Disse Roark.

- Droga! – Novamente a sua voz foi ouvida em todo o ginásio. Depois de se esbravejar, ela virou em minha direção. – E você, Snow! Não se esqueça de mim, Amy da cidade de Celestia!

Ela sabia o meu nome, como ela sabia? Eu nem ao menos faço ideia, mas eu já tinha ouvido aquele nome antes, eu sabia quem era Amy, mesmo nunca tendo visto ela antes.

Onde foi mesmo que eu tinha ouvido ele antes...

Ah, lembrei onde me ouvi esse nome.


3.588ª vez:

Eu assistia maravilhado aquela batalha nas quartas de finais da Liga de Sinnoh. De um lado tínhamos uma treinadora completamente desconhecida de todo o público ali presente, do outro lado tinha a famosa líder de Snowpoint, Candice. A desconhecida, estava ganhando de uma forma extraordinariamente humilhante da atual líder, considerada por muitos a mais forte do continente, perdendo apenas para a Elite 4.

- Toxicroak, Poison Jab! – Ordenava a desconhecida, que tinha o seu nome clamado por todo o estádio. Seu nome era Amy. Amy da cidade de Celestia.

O ataque atingiu em cheio e de maneira espetacular o Abomasnow de Candice, caindo em apenas um único golpe. Restava apenas um mísero Pokémon para a líder, que havia perdido o seu mais forte nesse ataque. Amy ainda só tinha usado Toxicroak por enquanto, não trocando de Pokémon em nenhum momento, ao mesmo tempo em que ela não sofria nenhum golpe do inimigo.

- Droga. – Candice falou baixo, de maneira que seria praticamente impossível para que qualquer um além dela ouvisse, mas graças aos microfones que cada treinador em batalha usava, tudo que era falado podia ser ouvido. – Esse é o meu último! Vai, Froslass!

Um Pokémon de gelo, praticamente todo composto de o que aparentava ser um fino decido branco e de massa praticamente nula que usava apenas uma faixa vermelha em sua cintura e possuía uma cabeça que deveria concentrar toda a sua massa corporal surgiu na arena.Por sua postura e pela postura de sua treinadora, ele aparentava ser o mais forte dela.

- Te darei uma chance, Candice. Volte, Toxicroak. – Amy voltou o seu Pokémon vencedor para a sua Pokéball. – Vá, Gallade.

Candice deu uma risada, que foi seguida de pequenas risadas por parte de toda a plateia que assistia a grande batalha. Amy estava mandando um Pokémon do tipo psíquico e lutador contra um Pokémon de gelo e fantasma, as chances estavam claras para o lado da Candice. Amy não possuía nenhum ataque efetivo contra a sua oponente, que tomaria dano reduzido de todos os seus ataques, além disso, Froslass conseguiria sem nenhum problema dar o dobro de dano, até mesmo o quádruplo de dano em Gallade, se levasse em consideração os tipos, a vantagem era óbvia para a líder. Não tinha como ela perder essa batalha.

- Está rindo da sua derrota? – Perguntou Amy. – Pois bem, Gallade, use Stone Edge.

As lâminas do braço de Gallade adquiriram um formato de pedra, parecendo ainda mais duras que antes, ele então investiu em direção ao oponente. Eu mal pude ver como ele chegou ali, em uma mísera fração de segundo, Gallade estava ao lado do seu indefeso oponente.


Paft.


Esse foi o som seco que fez o corpo do desmaiado Froslass ao cair na arena.

Em menos de dois segundos Froslass, que possuía um extremo ar de superioridade estava caído diante do seu adversário. Candice havia perdido. A mais forte líder de ginásio havia perdido todos os seus quatro Pokémons em menos de 10 minutos. Todos eles haviam sido derrotados com no máximo, dois golpes.

Foi uma vitória arrasadora para a Amy.

Eu enfrentaria um monstro como ela na semifinal da Liga de Sinnoh.
avatar
~Luxy
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/09/2009

Frase pessoal : Membro estação do ano.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por Black~ em Ter 29 Abr 2014 - 21:12

Bom, vamos lá.

Sei lá, esse capítulo ficou até legalzinho, mas não me agradou não, sei lá², tipo, foi tudo rápido, cortado, não sei, ficou confuso. Começou em um ato totalmente distinto do prólogo, e depois já pula um bom tempo. E não entendo ainda esses números.

Esse Espeon ficou bem OP, hein? Tipo, é o pokémon principal e mais forte e tals, mas ficou parecendo os ginásios dos games, que chega com um pokémon e sai levando todos num golpe só. Como eu disse, é o mais forte e tals, mas ficou um tanto exagerada essa "fodice" do Espeon, talvez seja só chatice minha mesmo -q.

Gostei dessa Amy, sei lá, percebi que ela seria importante no futuro, mas cara, foi tipo muito rápido. "Ah, conheço essa Amy, mas não sei quem é", duas linhas depois, "Amy vence sei lá quem na Liga Pokémon e pronto", então ficou sub-explorada, só pra depois lutar contra o protagonista depois. Tipo, não estabeleceu nenhuma relação entre eles, e você deixou essa "emoção" no final, dizendo que eles vão lutar, mas não tem emoção nenhuma, a gente não os viu se conhecer. Esse negócio de pular ficou bem ruim, cara :X

Bom, vamos esperar pra ver esse embate entre o protagonista e a Amy e ver o que vai sair nessa luta. Será a batalha do Toxicroak invencível contra o Espeon invencível, vamos ver quem leva a melhor. Pela lógica seria o Espeon, que tem 4x vantagem, mas enfim -q.

Tipo, a fic é boazinha e tem futuro, mas tipo, essas puladas de tempo ferraram com ela, foi tudo rápido e confuso, como já citei várias vezes, mas não creio que isso vá mudar :S, enfim.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por ~Luxy em Dom 4 Maio 2014 - 18:07

@Black: Eu meio que preciso dar essas puladas de tempo para estabelecer certos fatos. Esse capítulo meio que deve esclarecer praticamente todas as dúvidas sobre os números. O prólogo e o primeiro capítulo podem não ter mantido muita linearidade, mas tentarei manter algo mais reto agora.

Pokémon Makeover – Capítulo 2: Ele


999ª vez:
Ela tinha me explicado a situação em que nos encontrávamos. Sobre todas as 999ª vezes. Eu sabia de tudo agora. E estava de frente para o causador de tudo isso. Ele tinha um estranho sorriso por todo o seu rosto, que ao mesmo tempo se tratava de tudo, mas ao menos tempo continuava sendo nada, ele possuía uma forma que não poderia ser diferenciada de um Pokémon, de um animal ou de um ser humano, mas mesmo assim eu sabia no fundo que ele era um Pokémon.

- Você já era! ----, seu jogo acaba hoje! – Era a Amy. Ela estava do meu lado depois de ter me contado toda a situação em Canalave. O seu fiel Toxicroak estava ao seu lado. Ela olhava a criatura.

- Não importa o quanto vocês dois tentem, sabem muito bem que não podem me vencer com essa força de vocês. – A criatura falou.

- Nós te derrotaremos e voltaremos para o nosso cotidiano! – Dessa vez fui eu quem tomou a palavra.

- Já chega disso. Podem tentar o que quiserem. – Após dizer isso, a criatura abriu sua defesa, permitindo ser atacada de todos os lados.

- Pois bem, vá, Garchomp!

O meu Pokémon do tipo dragão terrestre seria excelente, ainda mais considerando o tipo de inimigo que enfrentava. Eu pessoalmente gostava dele, foi um dos meus primeiros Pokémons, o peguei logo após pegar o Chimchar, o meu inicial. Era razoavelmente forte e conseguia bons resultados com ele em batalhas, graças à variedade enorme de diferentes tipos de ataque que ele pode aprender.

- Use Dragon Pulse.

Uma onda de energia de cor roxa em alta velocidade for emitida pela boca do meu Pokémon, que emitia um som altíssimo. O ataque pegou em cheio nele. Mas de alguma forma, mesmo sendo um ataque que deveria ser altamente efetivo, considerando o tipo do meu adversário e o nível do meu Pokémon, ele ainda assim parecia não surtir nenhum efeito.

- Tsc. – Não pude deixar de demonstrar a minha surpresa, junto com a raiva.

- Quer saber, eu me cansei dessa batalha. – A criatura voltou a falar. – Irei reiniciar o mundo novamente, decidi ser fazer isso mais cedo hoje. Você e a sua amiguinha podem voltar a serem rivais amanhã, a memória dos dois será apagada sobre os eventos desse mundo.

O santuário em que estava começou a se despedaçar, como se finalmente o tempo dentro dele estivesse se movendo. Os seus pilares foram caindo aos poucos, se destroçando, despedaçando, como se estivessem sustentando todo o mundo em sua enorme e fraca estrutura de pedra.

E de repente, tudo ficou preto.

Ah eu me lembro agora. Essa situação já ocorreu outras vezes. Amy se lembra de todas as repetições, mas por algum motivo, sempre se esquece das quais nos encontramos com ele. O período que vem desde o começo da minha jornada, no dia 21 de maio até o dia que a Liga de Sinnoh acaba, no dia 24 de setembro. Ela vem repetindo isso quantas vezes mesmo? Ah, 999 vezes. Ela repetiu esse período de quatro meses e três dias por quase mil vezes. Sozinha. Se lembrando de tudo, sozinha. Vivendo as mesmas situações todas as vezes, incapaz de fazer nada. Sempre sozinha.

- Ei, Snow. – Amy falou comigo enquanto estávamos naquela escuridão sem fim. Eu não a consegui vê-la, mas ela estava lá. – Você sabia? Em todas essas 999 repetições, você sempre se sagrou o campeão da Liga de Sinnoh. Mesmo quando eu atrapalhava a sua jornada, mesmo quando eu contava a você toda a verdade. Mesmo assim, você não desistia da Liga de Sinnoh. Pois como você disse, é o seu maior sonho, mas não me contou o por que.

Eu devo ter contado que nunca desistiria da Liga de Sinnoh pra ela. Mas por mais que ela ficasse comigo em minha jornada durante todas essas repetições ela jamais saberia o motivo. Eu também nunca demonstraria o motivo, e nem o contaria. Não importa o tempo que alguém passe comigo, esse é um fato que ficará sempre comigo.

- E em todas as vezes que você se tornou campeão, você ganhava de mim nas semi-finais ou nas finais. Você me derrotava de maneira arrasadora e humilhante na frente de todo o continente, como se você fosse um treinador Pokémon a mais de cem anos, e eu uma mera novata. – Eu não podia vê-la, mas sabia que estava chorando pelo tom de sua voz. – Mas eu fui ficando forte e cada vez mais forte. Analisei todos os Pokémons que você usou e preparei algo para enfrentar cada um deles, não teria fraqueza contra nenhum Pokémon de seu time. Mas mesmo assim, você ganhou de mim todas às vezes. – O choro estava mais forte. – Não é só você que tem sonhos, Snow! Eu também tenho os meus sonhos, Snow! Eu me esforçava para ganhar a Liga de Sinnoh, pois eu achava que finalmente conseguiria me libertar desse mundo. Mas eu continuava presa pela minha própria incapacidade de ganhar uma batalha, não importa quantas vezes eu tentasse. Eu estou presa nesse ciclo para sempre. EU SÓ QUERO SER LIVRE, SNOW!

Ah, entendi agora, se ela ganhar a Liga de Sinnoh, ela deve estar livre. Faz sentido até, contando que ela é à única que mantém as memórias. Eu poderia desistir da Liga de Sinnoh, mas sinto que isso não a deixaria feliz. Mas claro que eu não desistiria, não é como se eu fosse desistir de algo ainda mais importante que a minha vida.

E o preto se tornou branco.

1000ª Vez:

Eram 6:30hrs do dia 21 de maio na cidade de Eternia. Era um domingo. Sério, quem acorda há essa hora em domingo? Provavelmente poucas pessoas, mas hoje era um dia especial para mim e para outros jovens locais. Gardenia irá distribuir alguns Pokémons junto com o Profº Rowan.

A minha rotina foi praticamente uma repetição do que faço todos os dias. Acordava com o meu Espeon deitado em meus pés. Chutava ele de lá. Colocava alguma roupa, normalmente era uma calça preta leve e uma camisa de alguma cor apagada, azul escuro, violeta escuro e preto na maioria das vezes. Calçava o meu tênis esportivo, colocava um relógio em meu pulso. Escovava os dentes. Comia algum pão de queijo pela manhã na padaria na rua da minha casa.

Mas hoje era diferente. Assim que acordei peguei a minha mochila, leve, com algumas mudas de roupas, cerca de três, lavaria elas em rios ou em Centros Pokémons, carregaria pouca bagagem. Levava também um mapa detalhado da região e cerca de dois livros sobre captura e geografia junto. Coloquei o Espeon na Pokéball especial dele, ela ficava levemente separada das outras em meu cinto, não gostava de andar com ele solto pela cidade. Bem, pelo menos essa parte foi diferente do meu dia a dia.

~//~


A distribuição estava sendo feita em frente ao templo do Celebi que tínhamos em nossa cidade. Era um templo relativamente antigo, que não possuía muito uso, mas servia para representar o Pokémon padroeiro da nossa cidade, o Pokémon lendário do tempo, que dá nome a nossa cidade, a cidade eterna, Eternia.

A fila era inexistente na hora que cheguei. Mesmo com a distribuição começando às 6 horas da manhã, provavelmente por ser um domingo.

- Gardenia, senhora! – Coloquei-me em posição de sentido ao ver a líder do ginásio da cidade. – Eu quero receber o meu Pokémon.

- Haha. – Gardenia riu. – Não precisa ficar assim, filho. Você sabe muito bem que a sua mãe aqui tem um especial separado pra você.

É verdade, a minha mãe, Gardenia, nunca deixaria de separar um Pokémon pra mim.

- Eu quero o Piplup, senhora!

- Vai da maneira difícil contra mim então? Pois bem. – Ela pegou a quinta Pokéball que estava alinhada em uma bancada com cerca de vinte, em quatro filheiras. – Aqui está, filhote. Seu Pokémon inicial.

Finalmente tinha recebido o meu primeiro Pokémon inicial. Pelas ordens da Liga, somente treinadores que receberam um Pokémon de algum líder de ginásio ou do próprio Profº Rowan, que não pode estar presente hoje, tinha a permissão para poder desafiar ginásios. Ao receber um Pokémon do líder, não importando se esse era o primeiro ou não daquele treinador, ele ganhava um adesivo no Trainer Card dele, e esse adesivo não poderia ser falsificado pois cada distribuição tinha sempre menos adesivos que Pokémons, fazendo com quê o número de treinadores fosse limitado.

Recebi de minha mãe, junto com o meu Pokémon, uma Pokédex, a versão comum normalmente entregada para treinadores iniciantes, com a função de catalogar os primeiros 150 Pokémons diferentes que ele encontrasse em sua jornada ou que ele possuísse. Assim que recebi-a abri para verificar, meu antigo Eevee, agora um Espeon, e o meu Piplup já estavam catalogados. Bom.

Decidi soltar o Piplup para ver como ele era. Era um pequeno Pokémon de coloração azul, que mais parecia um pinguim. Não parecia ser um Pokémon ágil, pelo menos não em sua forma inicial. Ele pareceu alegre me vendo, tive um amor à primeira vista por ele também, tinha a impressão de já ter conhecido ele antes.

Voltei o Piplup para a Pokéball e guardei a minha Pokédex na mochila. Dei tchau para a minha mãe, decidi que o ginásio de Eternia deveria ser o último a ser desafiado, em forma de respeito a ela, para que ela me enfrentasse com toda a sua força que eu sei que possuía. No momento que estava saindo do templo, recebi uma mensagem em meu celular, de um número desconhecido, composto apenas de zeros. Ela estava extremamente mal escrita e seu conteúdo era praticamente indecifrável. Ela dizia:

1000 vz

Ñ cmtr s msm rrs ltim vz

Dlg

No mesmo momento em que eu vi essa mensagem me lembrei de um nome. Na verdade nem um nome era. Era somente uma letra.

Era a letra D.



Eu gostei do capítulo. Finalmente mistérios, finalmente resoluções de algumas coisas. O próximo capítulo teremos algo linear.
avatar
~Luxy
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/09/2009

Frase pessoal : Membro estação do ano.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por Mítico em Qui 12 Jun 2014 - 23:25

Eu estou a adorar a história, principalmente esse último capítulo que finalmente revelou o que eram os números e que cedeu mais informações acerca dessas enigmáticas repetições.
A fan-fic tem potencial para atingir proporções bem épicas, a actual estrutura da história prevê isso!
Esse "ciclo para sempre" a que as personagens estão sujeitas me fez lembrar de Steins;Gate, o que é bom, visto que o anime foi considerado um dos melhores de 2011.

Não tenho mais nada a dizer, apenas lhe desejo muitas boas ideias! >.<
avatar
Mítico
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
3 / 103 / 10

Data de inscrição : 20/04/2011

Frase pessoal : Heaven, I'm in heaven- Adagio


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Makeover

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum