Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Rising ~

Ir em baixo

Rising ~

Mensagem por Snow Walker em Seg 6 Jan 2014 - 4:54

Notas do Tio Snow escreveu:“ De novo Snow.King, tu não cansa não? ” Não, me desculpem.
“Tu tem mais de oito mil Fics, seu irresponsável. ” Reclama pra minha mãe, ela que excluiu as coisas do meu pc. Ou pra minha namorada, aquele carrapato. Sério, eu já pedi desculpas umas mil vezes, sério. Por favor.

Enfim, e aí galera. Sim, eu sei que deve ser chato me ver postando mais uma história, mas essa planejo ir até o fim. Pelo simples fato que planejo publicar ela, é. Podem crer nisso, por favor. Primeiramente, é uma história incrivelmente complexa, muitas vezes não vai dar nenhuma resposta pra vocês. Então tem duas opções: Esperar as respostas ou criar uma teoria plausível.
Vão ser 8 livros. Sim, oito livros. Em cada livro vão ter um número X de arcos, historinhas fechadas que se interligam de algum modo. Pode ser que o Arco 01 não interligue diretamente com o 2, mas o 2 interligue com o 3 e o 1 também acabe se interligando com o 3. No fim tudo vai se unir. Não sei quantos capítulos cada livro vai ter, mas vai ser bastante coisa. Tenho uma estimativa de 29 capitulos, caso alguma coisa mude irei avisar. Na descrição está " O Renascer 0/28", sempre que postar um capitulo novo ajeitarei ali. " O Renascer" é o nome do primeiro livro. Só pra avisar.
Enfim, é isso. Qualquer duvida mande uma MP ou simplesmente pergunte nos comentários, terei o prazer de responder. Espero que leiam e comentem, mas principalmente que gostem. Primeiramente o prólogo, porque ainda to escrevendo o primeiro capítulo.

Índice

Arco 01 - O Caçador de Recompensas

Prologue - Roncrow
Parte I - O Despertar
Parte II - O Relógio

   
  Rising
       Primeiro Livro – O Renascer

Arco 01 – O Caçador de Recompensas

                                     
Prólogo – Roncrow.



1494 – Londres, 18:47.

Um ruivo corria desesperadamente pela floresta tentando alcançar uma pequena cabana na margem do lago, mesmo sabendo que não poderia fugir de seu destino ele continuava correndo sem olhar para trás. O sol começava a desaparecer lentamente, o que significava que aquelas figuras encapuzadas que o perseguiam iam agir com mais rapidez, a noite era a sua melhor amiga. O ruivo se chamava Roncrow, era uma pessoa importante de Londres naquela época, um comerciante e um exímio espadachim. Porem….

- Seus desgraçados! – Gritou ele, o sangue jorrava de seu braço e nada que o homem fizesse estancava o sangue. Os encapuzados haviam cortado sua mão fora e ele havia perdido a única habilidade que mais amava e que o tornava o melhor espadachim de Londres.

Cinco figuras encapuzadas surgiram na sua frente com sorrisos assustadores em seus rostos, os sorrisos eram as únicas coisas que podiam ser vistas no meio daquela escuridão. Além de, é claro, os olhos brilhantes de cada um deles. A figura do meio deu uns passos para frente e retirou de dentro de seu manto uma pistola, colocou na cabeça do ruivo e esperou.

- Você vai pedir desculpas por todos os seus crimes em seu leito de morte? – Perguntou. Era uma voz calma e bela, isto Roncrow não podia negar. O encapuzado colocou seu dedo no gatilho e continuou esperando a resposta do ruivo.

- Quem deve pedir desculpas são vocês... Seus burros. – Mesmo estando sem forças o ruivo conseguiu assoviar bem alto, das sombras saiu um pequeno grupo de pessoas de armadura e gigantescas lanças.

O pequeno grupo marchava na direção dos cinco encapuzados e parou alguns metros de distância deles.

- Esse é o meu exército particular, seus desgraçados. Eu avisei para não virem atrás de mim... – Roncrow caiu de joelhos, quase desmaiando por causa da perda de sangue. O encapuzado em sua frente se virou e mirou em um dos guerreiros.

- Você vai morrer sozinho mesmo, não precisa de minha ajuda. – Puxou o gatilho e a bala atravessou a cabeça de um dos homens de armadura, então os outros avançaram sobre os encapuzados.

Foi uma batalha sangrenta e muito rápida, quatro dos encapuzados foram mortos durante a batalha e restava apenas um guerreiro no campo de batalha. O último encapuzado estava com sua pistola próxima da cabeça do guerreiro, ajoelhado em sua frente.

- Me diga seu nome antes de morrer. – Disse ele, colocando o dedo próximo ao gatilho.

- Ezekyel... – O guerreiro tremia desesperado, mesmo que aquilo fosse contra tudo pelo que sempre lutou. Ele havia desonrado seus amigos por sentir medo da morte.

- Eu me chamo Hugh Turner. Lembre-se deste nome...

Antes do encapuzado puxar o gatilho uma lâmina atravessou sua garganta, o chão ficou completamente sujo de sangue e o corpo de Hugh Turner caiu. Ele estava morto. Ao seu lado caiu Roncrow que havia usado suas últimas forças para matar o Ultimo Encapuzado e morreu no processo. Houve um único sobrevivente naquela batalha... Muitas vidas haviam se perdido sem motivo naquela noite.


Última edição por Snow Walker em Sab 18 Jan 2014 - 1:47, editado 3 vez(es)
avatar
Snow Walker
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/04/2013

Frase pessoal : salabim salabão


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Hike em Seg 6 Jan 2014 - 7:55

Cara, li o prólogo e ele ficou bem confuso, deve ser o resultado esperado, por quê todo mundo quer causar suspense e talz, mas além disso ficou muito corrido e senti que usou de mais "encapuzados", acabou caindo um pouco. Mas essa história é boa e intrigante, volto no próximo capítulo.
avatar
Hike
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/09/2010


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Sccoper em Seg 6 Jan 2014 - 14:59

E aí pessoal!,

Como o Hike disse, você utilizou bastantes vezes a palavra encapuzados, não entendi se isso era a descrição do grupo, por utilizarem capuzes, ou se era o nome do grupo. Talvez você possa substituir o "encapuzados" por outros sinônimos, como inimigos, perseguidores, etc.

O final para mim foi a parte mais confusa, já que na primeira vez que li não entendi se sobrou um guerreiro ou um encapuzado, mas depois eu entendi. Talvez tenha sido só uma dificuldade minha  Razz 

Mas como não estamos aqui só para criticar no que pode melhorar, vamos falar sobre o que eu achei ótimo:

A forma como você descreveu o suspense da cena, na parte do "Lembre-se deste nome", foi espetacular na minha opinião, além do prólogo na sua grande maioria. Conseguiste criar um início para o personagem que eu acredito ser o principal para os próximos capítulos, "o único sobrevivente".

Sem dúvida você é muito mais experiente do que eu, mas uma dica que eu deixaria seria descrever mais o ambiente, ou os personagens.

De resto, renderá um grande espetáculo.

Estarei aqui para os próximos capítulos,
@Sccoper
avatar
Sccoper
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 02/01/2014

Frase pessoal : Curioso.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por shizuosedussaum em Seg 6 Jan 2014 - 15:59

São poucas histórias que me prendem à ler tudo apenas com o prólogo, na maioria das vezes em que leio um livro eu apenas me sinto na obrigação de ler esse livro porque dizem que é bom, mesmo eu não gostando do que li no prólogo, mas mesmo assim continuo lendo até achar algo que eu gostei no meio de tudo, e nesse prólogo de agora, eu realmente gostei, sinto que será uma história que me prenderá durante o começo, meio e fim.
avatar
shizuosedussaum
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 06/01/2014

Frase pessoal : Quanto azar !


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Caio. em Seg 6 Jan 2014 - 17:30

Essa sim mostra uma descrição mais complexa, mais avançada do que cê realmente consegue fazer. Preciso mesmo repetir sobre os encapuzados? q Enfim... Queria conhecer mais desse espadachim ruivo, pena que ele morreu... E esse exército... E o tal do Hugh. Well, espero que continue podiateravisadoqueiacontinuaratuaoutraokvlw

Há braços.
avatar
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Rush em Ter 7 Jan 2014 - 0:05

Boa noite. c:


Olha, mesmo com a falta de informação - e pelo amor de Deus, isso foi o prólogo. Vocês querem tudo mastigado só na primeira página do livro? .---. - eu não achei nada confuso. Tudo fluiu perfeitamente na minha mente, até porque você sabe escrever bem o que você quer transmitir. A única coisa que eu senti falta, foi o uso de sinônimos. De encapuzados e guerreiros pra ser mais específico.



De resto, gostei bastante. Mesmo não sabendo muita coisa da história, creio que um dos mortos será o caçador de recompensas né? To até vendo o ibope que o Ezekyel vai receber, sendo o único sobrevivente. Capaz dele escrever livros de auto-ajuda e participar de teatros, já que nessa época nem TV tinha.


De qualquer forma. Gostei bastante do prólogo. Vai ser uma história longa, então tente organizá-la por data, tá? :C


É isso, aguardo o primeiro capítulo. c:


Um abraço, até mais! o/
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : Agora você não tem mais waifu!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Matyllgc em Ter 7 Jan 2014 - 1:01

Bom,vamos falar de seu texto.Eu particularmente gostei muito,diferente de muito que já vi,achei no começo que seria confuso mas no final percebi que me enganei.Acho que os encapuzados tem haver com o título do arco e no final fala que muitas vida foram perdidas naquela noite,não sei por que mas me fez achar que tinha morrido mais gente.

Fiquei curioso para saber o que você nos mostrará  daqui para frente,seria o sobrevivente após essa grande batalha?Ou você voltará no tempo para mostrar o que aconteceu antes para que acontecesse esta batalha?

Não irei criticar já que os membros acima já falaram o que iria lhe dizer.

Parabéns você me deixou curioso.
avatar
Matyllgc
Usuário Banido
Usuário Banido

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
1 / 101 / 10

Data de inscrição : 23/11/2012

Frase pessoal : Gosto de macho.Problem?


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por FcknRavenQueen em Ter 7 Jan 2014 - 22:04

Nossa,garoto,adorei sua história,muito criativa,porém esse capitulo foi um pouco curto demais,poderia ter explicado mas eu acho que então é melhor acompanhar a história para saber melhor u-u mas gostei mesmo,parabéns.
apesar de sangue,morte e lutas não serem minha ''praia'',vou abrir uma exceção pra esse livro,um beijo ~
avatar
FcknRavenQueen
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/01/2014

Frase pessoal : cachorros são muito legais


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Black~ em Qua 8 Jan 2014 - 15:04

Bom, vamos lá.

O prólogo foi legalzinho, mas não deu grandes detalhes da história, acho que foi de propósito mesmo, pra deixar esse suspense, que prende o leitor esperando o próximo capítulo. Isso daí ferra qualquer leitor cara -q, mas enfim.

A repetição foi meio excessiva, principalmente de "encapuzados" como já disseram. A palavra "guerreiro" também foi bem repetida. Sugiro que procure por sinônimos para as palavras, assim evita uma repetição desnecessária e deixa o texto mais bonito.

Acredito que o tal do caçador de recompensas seja esse Ezekyel, já que ele foi o último que sobrou vivo, ele poderia ser alguém especial e tals, e acabar se passando por herói e ganhando muito dinheiro, mas sendo um pilantra -qq.

Erros não vi nenhum que fosse prejudicial à leitura.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Umbreon_NICE em Sex 10 Jan 2014 - 12:16

Prólogo de certa forma, intrigante. A história parece ser interessante, espadachins, armaduras e balas, e sangue, eu gosto disso -q . O prólogo foi curto, teve uma repetição de palavras, algo bobo, não diminuiu a qualidade. Não sei se é paranoia minha, mas podia ter detalhado mais a cena e os personagens, daria um ar mais realístico pra quem lê. Nway, go on e poste mais!
avatar
Umbreon_NICE
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/07/2010

Frase pessoal : COMUNISMO ANTI SOCIAL


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por 3DSFood em Sex 10 Jan 2014 - 13:03

Ok, vamos ver se eu ainda presto pra isso xD

Eu gostei bastante desse prólogo. Algumas palavras repetidas, mas nada que me atrapalhou muito. Achei o prólogo bem diferente e confuso, mas creio que era o que você queria fazer. Well, adorei isso.
Vai saber quem são os encapuzados ou então esses espadachins ai, fiquei curioso ;0
Poste o próximo episódio logo, ok?!
Até õ/
avatar
3DSFood
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 12/02/2011

Frase pessoal : e eu sei la porra


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por -Lucks em Sex 10 Jan 2014 - 19:16

Li e gostei do prólogo, ação, sangue, coisas que eu gosto em livros. Acho que repetiu muito a palavra "encapuzados", poderia usar a ferramenta do word, caso escreva lá, para buscar uns sinónimos da palavra, caso tenha lá alguns disponíveis.

Mas gostei do prólogo, e ao contrário do que alguns dizem, não achei nada confuso, achei claro até, fácil de compreender.

Enfim, acompanharei o desenvolvimento da fic.
avatar
-Lucks
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 28/06/2010

Frase pessoal : Elite1, Sup :)


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Snow Walker em Dom 12 Jan 2014 - 2:39

Spoiler:

@Hike escreveu:
Cara, li o prólogo e ele ficou bem confuso, deve ser o resultado esperado, por quê todo mundo quer causar suspense e talz, mas além disso ficou muito corrido e senti que usou de mais "encapuzados", acabou caindo um pouco. Mas essa história é boa e intrigante, volto no próximo capítulo.
E aí, cara. Beleza? Obrigado por ler, sério. <3

Bom... É, esse era realmente o resultado esperado. Confundir quem lesse ele, afinal é o prólogo e não posso atirar em vocês um mar de informações se não fica sem nada pra mostrar depois. Eu notei o uso demais de encapuzados e de outras palavras, me desculpa UHAUSAHSUAHSASA Vou mudar isso, prometo.

Enfim, espero que goste deste novo capitulo.

@Sccoper escreveu:E aí pessoal!,

Como o Hike disse, você utilizou bastantes vezes a palavra encapuzados, não entendi se isso era a descrição do grupo, por utilizarem capuzes, ou se era o nome do grupo. Talvez você possa substituir o "encapuzados" por outros sinônimos, como inimigos, perseguidores, etc.

O final para mim foi a parte mais confusa, já que na primeira vez que li não entendi se sobrou um guerreiro ou um encapuzado, mas depois eu entendi. Talvez tenha sido só uma dificuldade minha  Razz 

Mas como não estamos aqui só para criticar no que pode melhorar, vamos falar sobre o que eu achei ótimo:

A forma como você descreveu o suspense da cena, na parte do "Lembre-se deste nome", foi espetacular na minha opinião, além do prólogo na sua grande maioria. Conseguiste criar um início para o personagem que eu acredito ser o principal para os próximos capítulos, "o único sobrevivente".

Sem dúvida você é muito mais experiente do que eu, mas uma dica que eu deixaria seria descrever mais o ambiente, ou os personagens.

De resto, renderá um grande espetáculo.

Estarei aqui para os próximos capítulos,
@Sccoper

E aí, cara. Obrigado por ler também, ajuda muito <3

Eles são um Clã de Caçadores de Recompensa, o nome é um misterio da fic. São chamados de encapuzados no prólogo apenas por usarem capuzes mesmo, nada de especial UAHUSAHSUHSUAH
Ah, sim. Lendo agora me confundi um pouco no final também, mas é só ler com um pouquinho de atenção que fica tudo de boas. Fico feliz que tenha gostado desta cena, foi uma das que eu mais tentei trabalhar para introduzir o protagonista. Acho que vai ter uma grande surpresa neste capitulo.

Eu não sou tão experiente, mas agradeço. Irei me esforçar neste ponto também, obrigado mais uma vez!

Até a proxima.

@shizuosedussaum escreveu:São poucas histórias que me prendem à ler tudo apenas com o prólogo, na maioria das vezes em que leio um livro eu apenas me sinto na obrigação de ler esse livro porque dizem que é bom, mesmo eu não gostando do que li no prólogo, mas mesmo assim continuo lendo até achar algo que eu gostei no meio de tudo, e nesse prólogo de agora, eu realmente gostei, sinto que será uma história que me prenderá durante o começo, meio e fim.

E aí, cara. Tudo bem? Agradeço por ler.

Sim, um ponto chave para o leitor é o prólogo pois é ele que normalmente mostra sobre o que vai ser a historia, fico feliz que tenha gostado. Espero que continue lendo e se divirta!

Até a proxima.

@Caio. escreveu:Essa sim mostra uma descrição mais complexa, mais avançada do que cê realmente consegue fazer. Preciso mesmo repetir sobre os encapuzados? q Enfim... Queria conhecer mais desse espadachim ruivo, pena que ele morreu... E esse exército... E o tal do Hugh. Well, espero que continue podiateravisadoqueiacontinuaratuaoutraokvlw

Há braços.

DAEWS PERRY
AUSHAUSHAUSHAUHSUAHS
Ah cara, me deixa. Só porque eu escrevo de um jeito simples na God in Chains tu fica de bullyng comigo, assim não da. Eu sei como espadachins ruivos te seduzem, não se preocupa que eu vou dar um jeito dele voltar só pra ti não ficar eminho, blz?

Vlw mano, até a proxima \o

@Rush escreveu:Boa noite. c:


Olha, mesmo com a falta de informação - e pelo amor de Deus, isso foi o prólogo. Vocês querem tudo mastigado só na primeira página do livro? .---. - eu não achei nada confuso. Tudo fluiu perfeitamente na minha mente, até porque você sabe escrever bem o que você quer transmitir. A única coisa que eu senti falta, foi o uso de sinônimos. De encapuzados e guerreiros pra ser mais específico.



De resto, gostei bastante. Mesmo não sabendo muita coisa da história, creio que um dos mortos será o caçador de recompensas né? To até vendo o ibope que o Ezekyel vai receber, sendo o único sobrevivente. Capaz dele escrever livros de auto-ajuda e participar de teatros, já que nessa época nem TV tinha.


De qualquer forma. Gostei bastante do prólogo. Vai ser uma história longa, então tente organizá-la por data, tá? :C


É isso, aguardo o primeiro capítulo. c:


Um abraço, até mais! o/

Ruxe <3
Seu lindo. Obrigado por ler, cara.

Sim, eu realmente preciso de um dicionario de sinonimos porque isso está se mostrando um problema. Agradeço pelo elogio, cara. Agradeço mesmo, ler isso vindo de ti é algo realmente reconfortante.
Sim, um dos mortos é o Caçador. O Kyel safado vai ficar rico, cheio de mulheres e famoso por contar como ele foi salvo pelo homem mais popular de Londres, fazer o que né? Homens são uma porcaria mesmo.

@Matyllgc escreveu:Bom,vamos falar de seu texto.Eu particularmente gostei muito,diferente de muito que já vi,achei no começo que seria confuso mas no final percebi que me enganei.Acho que os encapuzados tem haver com o título do arco e no final fala que muitas vida foram perdidas naquela noite,não sei por que mas me fez achar que tinha morrido mais gente.

Fiquei curioso para saber o que você nos mostrará  daqui para frente,seria o sobrevivente após essa grande batalha?Ou você voltará no tempo para mostrar o que aconteceu antes para que acontecesse esta batalha?

Não irei criticar já que os membros acima já falaram o que iria lhe dizer.

Parabéns você me deixou curioso.

E aí, fico feliz que tenha gostado. Espero que continue lendo.
Isso que é a surpresa da historia: O que eu irei mostrar? Não se pode reviver os mortos, não é mesmo? Ninguem gosta de Zumbis.
Os encapuzados são o titulo do arco, de uma certa forma. Afinal eles são caçadores de recompensa, mas enfim UHAUSAHSUHAUSAHUS

Este capitulo ira responder suas duvidas, espero que goste.

@FcknRavenQueen escreveu:Nossa,garoto,adorei sua história,muito criativa,porém esse capitulo foi um pouco curto demais,poderia ter explicado mas eu acho que então é melhor acompanhar a história para saber melhor u-u mas gostei mesmo,parabéns.
apesar de sangue,morte e lutas não serem minha ''praia'',vou abrir uma exceção pra esse livro,um beijo ~

Oies, tudo bem? Fico feliz que tenha adorado.
Este não foi um capitulo, foi apenas um prólogo e não da pra explicar tudo de uma vez, tem que deixar um misterio para que continuem lendo UHAUAHSUAHSUA
Ah, que pena que não curta essas coisas, mas fico feliz que abra essa exceção. Obrigado e até a proxima.

@Black~ escreveu:Bom, vamos lá.

O prólogo foi legalzinho, mas não deu grandes detalhes da história, acho que foi de propósito mesmo, pra deixar esse suspense, que prende o leitor esperando o próximo capítulo. Isso daí ferra qualquer leitor cara -q, mas enfim.

A repetição foi meio excessiva, principalmente de "encapuzados" como já disseram. A palavra "guerreiro" também foi bem repetida. Sugiro que procure por sinônimos para as palavras, assim evita uma repetição desnecessária e deixa o texto mais bonito.

Acredito que o tal do caçador de recompensas seja esse Ezekyel, já que ele foi o último que sobrou vivo, ele poderia ser alguém especial e tals, e acabar se passando por herói e ganhando muito dinheiro, mas sendo um pilantra -qq.

Erros não vi nenhum que fosse prejudicial à leitura.

É só e boa sorte com a fic.

Black <3
É chantagem emocional pros caras continuarem vindo aqui e ler, sabe? Sempre funciona, SEMPRE. UASHAUHSAUSHAUHUAHUSAHU
Me da um dicionario que eu procuro os sinonimos, tio preto.
É uma boa ideia essa, um mundo onde o Ezekyel é um heroi que salva Londres dos pilantras sendo um pilantra UAHUSAHSUAAHSUAHU mas esquece, só le e curte a vibe
Até a proxima, mano.

Umbrello escreveu:Prólogo de certa forma, intrigante. A história parece ser interessante, espadachins, armaduras e balas, e sangue, eu gosto disso -q . O prólogo foi curto, teve uma repetição de palavras, algo bobo, não diminuiu a qualidade. Não sei se é paranoia minha, mas podia ter detalhado mais a cena e os personagens, daria um ar mais realístico pra quem lê. Nway, go on e poste mais!

E aí, Umbrello. Bele?
Espadachins são interessantes de se abordar, é bem daora mesmo. Eu quero trabalhar os personagens lentamente, mostrar eles lentamente também. O prólogo serviu pra mostrar o Protagonista e o que ele era. Apenas -q
Fico feliz que tenha gostado, espero que continue lendo. Até o próximo.

@3DSFood escreveu:Ok, vamos ver se eu ainda presto pra isso xD

Eu gostei bastante desse prólogo. Algumas palavras repetidas, mas nada que me atrapalhou muito. Achei o prólogo bem diferente e confuso, mas creio que era o que você queria fazer. Well, adorei isso.
Vai saber quem são os encapuzados ou então esses espadachins ai, fiquei curioso ;0
Poste o próximo episódio logo, ok?!
Até õ/

Foods, é bem te ver aqui cara <3
Agradeço por ler, sério. Apresentarei tanto os encapuzados quanto os espadachins no decorrer dos Arcos a seguir, vai ser algo bem daorinha até. Fico feliz que tenha adorado, sério mesmo.
Até o próximo, champz :3

@-Lucks escreveu:Li e gostei do prólogo, ação, sangue, coisas que eu gosto em livros. Acho que repetiu muito a palavra "encapuzados", poderia usar a ferramenta do word, caso escreva lá, para buscar uns sinónimos da palavra, caso tenha lá alguns disponíveis.

Mas gostei do prólogo, e ao contrário do que alguns dizem, não achei nada confuso, achei claro até, fácil de compreender.

Enfim, acompanharei o desenvolvimento da fic.

Olá, fico feliz que tenha gostado do prólogo. Espero que goste da continuação, também.
Cara, eu não uso o word. Eu não tenho dinheiro pra colocar o W7 e nem pra pagar o Word, que aqui expirou no dia 2 de Janeiro. É, eu to em um grande problema, mas to me virando como posso. Tentarei usar mais sinonimos a partir de agora, deve ter alguns locais na internet pra ajudar.
Eu tentei escrever do modo mais claro possivel, mas como eu disse complica um pouco as vezes. Mas qualquer coisa é só me perguntar daí xD

Espero que continue lendo, té a proxima.




E aí, pessoal. Como estão? Enfim, aqui está mais um capitulo de Rising. O primeiro capitulo do Arco do Caçador de Recompensas., vou explicar o esqueminha que eu criei pra historia, ok? Dependendo do arco, ele vai ser divido em partes, mas aí é que mora o problema. Vocês acham que eu devia seguir continuamente da Parte 1 até a Parte 28 ou eu deveria zerar a contagem no inicio de cada novo arco? Isso vai ficar por vocês, espero que me ajudem. Espero que tenham em mente que está é apenas uma apresentação do protagonista, irei desenvolvê-lo melhor nos próximos capítulos então não falarei muito sobre ele.
Bom, provavelmente tem alguns erros. Tentei achar vários sinonimos, mas caso achem alguma coisa aí é só me falarem. Novamente peço que, caso achem algo confuso, me alertem. Qualquer coisinha mesmo, sério. É uma historia nonsense, eu admito. Então a possibilidade de não entenderem alguma coisa é bem grande, também porque eu estou escrevendo de uma forma que nunca tentei antes. Eu estou dando o máximo de mim por esta história, enfim... Boa leitura, galera.

                               
Parte I – O Despertar.


As pessoas acreditavam que teriam uma vida linear, acreditavam também que uma coisa grandiosa só aconteceria uma vez, acreditavam que tudo acabaria no Fim do Mundo e depois disso, apenas o silencio do vazio. Um grande erro. Em 9087 o espaço e o tempo entraram em colapso e tudo se unificou, as colônias humanas espalhadas por toda a galáxia rezaram pela vida de sua espécie e de qualquer coisa que tenha se tornado no mínimo humana. A Terra era um planeta tão belo em sua juventude, agora não passava de uma massa cinzenta comandada por um Clã de Extraterrestres que gostavam de fazer jogos, mas mesmo com este temperamento eles eram justos e salvaram os humanos de seu fim. Foi então criada a Terra 2, um planeta idêntico ao original que foi considerado o paraíso. Ninguém morria a não ser que desejasse isto, com isto em mente os extraterrestres que podiam manipular o tempo, o espaço, a vida e a morte, reviveram todas as pessoas de bom coração que morreram até aquela data. Todas essas pessoas vivendo em conjunto na Terra 2, O Maior Planeta do Sistema Solar. Em contrapartida a Terra original passou a ter chamada de Terra 1, ambos tinham também o nome de Projeto Hiouli 1 e 2. Hiouli era o maior clã dentre todas as galáxias conhecidas pelo homem, que por incrível que pareça eram muitas.
   A Terra 1 era uma coisa simples e mortal. Era o Inferno. O esquema era o mesmo da Terra 2, todas as pessoas até aquela data reviviam e tornavam o planeta o segundo maior do sistema solar. A única diferença eram seus habitantes que eram aqueles que apenas haviam feito o mal em toda sua vida e caso não o tenham feito pensaram em fazê-lo, era um esquema injusto afinal aqueles que ficaram entre os dois lados também foram atirados ali. Um local com as mais terríveis pessoas que já existiram até hoje, amontoadas em um planeta onde o tempo explodiu e tudo ocorre ao mesmo tempo... O Inferno agora se chama Terra 1.

 Em um lugar desabitado e de difícil acesso, nas profundezas de uma montanha onde havia uma gigantesca cachoeira em seu centro, havia um corpo atirado no chão. Estava coberto por um manto rasgado e molhado, tinha cabelos brancos e uma aparência bastante jovial, seus olhos azuis eram da cor da água que descia pela cachoeira e suas roupas eram muito esfarrapadas para um garoto daquela época. O jovem estava tonto, afinal acabara de despertar ali no meio do nada e sentia dores em diversas partes de seu corpo. Instantaneamente tentou levantar-se com um gigantesco salto, utilizando todas as suas forças, porém não obteve sucesso e caiu no chão, estava muito dolorido para continuar, mas recusava-se a desistir e continuava tentando manter-se de pé para descobrir o que estava acontecendo naquele local. Os locais onde mais sentiam dor variavam de seu peito, pescoço, cabeça, perna esquerda e braço esquerdo, porém ele continuava tentando. Mesmo que caísse em todas as tentativas.

- Olá? – Chamou ele, porém não houve nenhuma resposta. O silencio dominava a caverna, tendo como único som o da cachoeira. Colocou a mão em sua cintura procurando alguma coisa e nada encontrou, o medo tomou conta de todo o seu corpo e então desistiu, ficando atirado no chão por mais um tempo. – Que droga está acontecendo aqui...

Não acreditava que podia estar parado ali, principalmente depois de sua última memória.Mesmo com suas lembranças fora de ordem e embaçadas, mesmo com toda aquela dor ele se lembrava de sua morte. Aquele jovem estava presente na Batalha dos Encapuzados de milhares de anos atrás, onde apenas um homem sobreviveu em seu desfecho. Aquele jovem estava entre os mortos e agora estava vivo dentro de uma caverna milênios depois de ter morrido. Era algo impossível de acontecer, um milagre divino que havia deixado o encapuzado sozinho em uma caverna. Um encapuzado que recusava-se a parar de tentar levantar-se.

- Certo. Agora vai. – Passado-se quase duas horas atirado no chão, imóvel, a  dor em seus braços e pernas já havia melhorado consideravelmente, agora poderia avançar e fazer alguma para descobrir o que estava acontecendo ali. Porem, mesmo com uma pequena melhora, não estava totalmente curado e sabia que a dor iria voltar, deveria ser rápido para sair dali antes disso. Forçou seus braços contra o chão e levantou seu tórax, logo em seguida pressionou os joelhos contra o chão e atirou todo o seu corpo para cima. Cambaleava, mas estava de pé finalmente.

Mesmo ainda estando um pouco tonto e cambaleante seguiu até a única saída daquela pequena caverna, uma passagem estreita que levava até uma luz extremamente brilhante que quase o deixava cego. Caminhou lentamente até a abertura na parede e desapareceu quando entrou dentro da luz, quando notou estava encarando a mais bela paisagem que já havia visto em sua vida.
 Apesar de todas as florestas em chamas, de toda a destruição ao fundo e de monstros voando pelo céu, destruindo naves e com estranhas criaturas robóticas gigantes lutando umas contra as outras, era uma bela paisagem. Um gigantesco rio que se estendia até um enorme castelo, belas planícies e uma enorme diversidade de animais, o vento era deveras agradável e o garoto podia reconhecê-lo. Ele estava de volta a Londres. De volta a sua cidade natal. Após milênios afogado na escuridão, ele finalmente havia retornado.

- Então esse é o Inferno, não me parece nem um pouco agradável. – O jovem esfarrapado caminhou lentamente pela pequena trilha que havia ali, sentia uma leve dor nas pernas e decidiu andar bem devagar para não piorar a situação, tinha que avançar e descobrir mais sobre este novo mundo onde estava. – Eu demorei para vir para o inferno, parece que dormi por milhares de anos e só agora cheguei aqui.

Por se lembrar de que havia sido morto naquela noite, o jovem não conseguia entender o motivo de tudo aquilo. Se fosse mesmo o inferno, por que não acordou antes? Sentia a noção do tempo pelo cansaço de seu corpo, mal conseguia se movimentar direito sem que sentisse muita dor. Obviamente iria se acostumar com tudo aquilo e a dor iria desaparecer, mas por hora era algo irritante e problemático que faria desacelerar bastante em sua jornada. Aos olhos do jovem, o inferno parecia um local bem desagradável e diferente do que lhe era contado.
Seguia lentamente a trilha em direção ao gigantesco rio que se estendia para dentro de uma gigantesca floresta, era a única pessoa ali naquele local e isso era bom. O jovem estava desarmado e começava a descer cada vez mais rápido pela trilha, até perder o controle e tropeçar, fazendo com que fosse arremessado em uma pedra um pouco mais a sua frente. Para um corpo que já estava ferido o impacto contra a pedra foi fatal, fazendo com que perdesse a consciência rapidamente

- Ei, esse aqui parece interessante. – Disse uma voz irreconhecível, o garoto não sabia o que estava acontecendo e apenas se entregou as trevas.

- Vamos levá-lo para o navio.

Tudo girou e explodiu como fogos de artifício. Restaram apenas as trevas, que o engoliram junto com tudo a sua volta, nem mesmo seus sentimentos e suas memórias escaparam do feroz apetite da escuridão. Uma massa negra que colidia consigo mesma era a única visão do garoto que continuava afundando mais e mais, era uma queda sem fim direto para um local mortal e desconhecido. A pressão o levava cada vez mais para o fundo, até que em um certo momento uma luz ofuscante quebrou a escuridão como um espelho e diversos vultos se moveram ao redor do garoto.
Todas as manchas negras em constante movimento eram irreconhecíveis, tinham diversos formatos e faziam diversas coisas. Apenas uma continuava parada ao lado do jovem, esperando seu despertar. Lentamente o garoto começou a se lembrar de sua última noite na Terra, onde teve uma espada perfurando sua garganta e todos os amigos mortos pelo exercito de Roncrow. A missão era algo bem simples: Matar Roncrow. Para um caçador de recompensas aquilo era a coisa mais fácil do mundo, porém não quando se tratava do ruivo esgrimista. Agora aquele jovem esfarrapado   estava deitado em algum lugar em volta de vários vultos que hora o observavam hora poliam suas espadas. Estava desarmado e uma batalha em sua situação atual seria desastrosa, fazendo com que sua única opção fosse ficar parado ali ouvindo as conversas  ao seu redor.

- O capitão não vai ficar bravo por termos trazido ele para o navio? - Disse uma voz feminina, uma doce e calma voz que fez com que o garoto sentisse uma felicidade imensa. Nunca esteve próximo de uma garota, não tanto como agora.

- Não se preocupe, até acho que esse aí morreu. - Disse a voz que ouviu próximo a pedra que foi atingido, era uma voz bastante infantil e o jovem acreditou cegamente que era uma criança ali. - Quer tentar a sorte e ver se ele está vivo? Quem sabe não se torna um novo tripulante.

Rapidamente o esfarrapado abriu os olhos e se sentou na cama onde estava, esta ação fez com que as duas pessoas ali presentem se espantassem, ficassem pálidas e quase tivessem um ataque cardíaco. O albino soltou um longo suspiro e bagunçou seus cabelos descoloridos, abrindo um gigantesco sorriso e olhando para os dois.

- E aí. - Disse. A dupla ainda estava espantada com tudo aquilo e o motivo de ter dito “ E aí” sem nenhum tipo de preocupação. Começou a mexer em suas roupas esfarrapadas e mostrando-se incrivelmente aliviado. - Sabe, eu realmente precisava disso. Me sinto bem melhor agora, todas as minhas dores passaram.

- Quem é você? - Perguntou a garota assustada, tinha os cabelos negros até o final do pescoço e olhos castanhos. Usava uma roupa preta esfarrapada com uma espada presa na cintura, tinha uma cicatriz formando um BN no pescoço e ao seu redor estava tudo completamente vermelho. Por cima da roupa escura estava um sobretudo que se estendia até suas canelas, as mangas passavam de suas mãos e a coloração vermelha berrante podia mostrar que sua patente na tripulação era muito elevada. Ao lado da garota estava o jovem de voz de criança, tinha cabelos curtos e loiros, o BN estava localizado um pouco acima do seu olho esquerdo que estava completamente queimado.

O esfarrapado não respondeu por alguns instantes, se perdeu admirando o local onde estava. Era tudo feito de madeira, até mesmo as mesas e cadeiras, cheios de barris em todos os cantos da sala onde se guardavam espadas, lanças e tudo que era tipo de armas. Sempre adorara o estilo rústico e considerava aquele local uma perfeita obra de arte, gostaria de passar a mão na madeira e apreciar o seu cheiro por um tempo, mas era algo impossível naquele momento. Sentia os olhares da dupla o fuzilando até a alma e um enorme desconforto por conta disto.

- Eu me chamo Hugh Turner. Sou um Caçador de Recompensas. - Respondeu o jovem arrancando os restos rasgados de seu manto, por baixo usava vestes escuras e surradas. Começou assoprar a franja branca para cima com o intuito de afastá-la dos olhos, porém os cabelos sempre voltavam para atrapalhar sua visão. - Aqui no Inferno tem alguém que corte cabelos?

A dupla permaneceu calada e Hugh os encarava entristecido, parecia que tinham visto um fantasma ou que não acreditavam na existência do garoto. Lentamente ele percebeu o quanto estava sendo mal-educado por não ter perguntado o nome do casal e fez o máximo possível para reparar o erro.

- Tá, me falem aí o nome de vocês. Andem, desembuchem. - A voz de Turner era um tanto sarcástica e debochada, totalmente diferente de quando havia acordado. Agora que se lembrava de quem era e de tudo que havia feito, agora que se lembrava de ser O Caçador de Recompensas, Hugh Turner, nada mais importava. O Diabo poderia aparecer em sua frente que o garoto iria enfrentá-lo. Ninguém gostava do jeito mal-educado de Hugh, seus modos nunca foram lá muito bons e ele sempre se esforçava para mudá-los. - Por favor.

- Eu me chamo Hungry. - Disse o garoto fazendo um gesto com o dedão, o encostando no peito. Se encheu de orgulho ao dizer seu nome e abriu um sorriso, sendo ignorado rapidamente pelo Caçador que apontou para a garota, curioso.

- Eu sou a Imediata do navio, Sasha. - Respondeu a garota, desembainhando lentamente a espada presa em sua cintura. Levou sua lâmina para próximo do pescoço do Assassino e também sorriu, esperando que ele esboçasse medo.

- Posso ser o Capitão? Deve ser legal. Aí vocês me ajudam a achar alguém que ajeite minha juba e eu levo vocês pra algumas aventuras. - Disse o garoto colocando a lâmina para o lado, esperando a resposta dos dois. Se lixava para o fato de tê-los conhecido a pouco tempo, seu maior desejo era o de explorar.

A porta de madeira rangeu ao fundo e Sasha se encolheu em um canto enquanto Hungry fazia uma reverencia, Hugh se virou e percebeu o quanto estava ferrado. Era tarde demais para se esconder ou até mesmo fugir, ali seria o novo túmulo do garoto. Uma figura com uma gigantesca barba negra, era um pouco gordo e muito alto adentrou na sala, usava uma roupa parecia com a de Sasha com uma única diferença: Pistolas presas em diversas lugares da capa e das vestes. Usava um chapéu redondo de lá marrom e apenas seus olhos podiam ser vistos no meio de tanta sujeira, fixou os olhos ferozes em  Hugh Turner e puxou uma pistola, mais precisamente a que estava presa em sua barriga, apontou o cano para a cabeça do garoto e esperou.

- Oi. Eu sou Hugh. - Disse ele, despreocupado. Notou o quando ele deixava seus jovens subordinados com medo e o maior desejo do Caçador se tornou pegar duas daquelas pistolas. Arrancar aquela barba suja e fugir dali. Quem sabe se tornar o capitão em seu lugar, pois aquele homem tinha cara de Capitão.

- Teach. Edward Teach. - Respondeu o homem, ainda com o cano apontado para a cabeça do garoto. Hugh não se moveu, apenas ficou ali sentado olhando para o homem. - Sasha, relatório da situação.

- Achamos ele caído no meio de uma montanha, senhor... Resolvemos trazê-lo aqui. - Disse ela um pouco envergonhada, parecia que sentia um terror gigantesco por aquele homem. Uma mistura de ódio, medo e nojo. A pior combinação possível, afinal a garota ainda segurava firme a espada em suas mãos. Provavelmente seu desejo era matá-lo. - Me perdoe, eu...

- Quem teve a ideia fui eu. - Disse Hungry, sério. Encarou o capitão e abriu mais uma vez o seu sorriso. - O que vai fazer, Barba Negra?

Teach moveu o cano da pistola da cabeça de Hugh para a de Hungry, puxou o gatilho com frieza e a bala atravessou a cabeça do garoto. Sasha gritou e Hugh não conseguia acreditar que aquilo era real, passou toda a sua vida vendo mortes, mas aquilo era algo imperdoável: Matar o próprio companheiro. Era a primeira lei dos Caçadores, era algo terrível. Barba Negra apenas riu e voltou a mirar em Hugh.

- Sasha, tire o corpo dele daqui antes que o ponteiro se mova e ele reviva novamente. - Disse Edward Teach, O Barba Negra. A garota o obedeceu e saiu correndo arrastando o corpo do garoto, deixando Hugh sozinho com o capitão pirata. - Então, de que época você veio? Qual sua última lembrança?

- Minha garganta foi perfurada por uma espada, 1494. - Respondeu, tirando mais uma vez os cabelos da frente dos olhos. - Sou um Caçador de Recompensas. Enfim, porque um pirata está navegando no Inferno?

- Você realmente acredita que aqui é o Inferno? Não diga bobagens, garoto. Você está na Terra, no futuro. Demora um pouco para acreditar nisso. - Logo o pirata riu, abrindo um dos armários e retirando uma garrafa de vinho de lá. - Olha, o negocio é o seguinte. Eu posso te explicar melhor o que está acontecendo neste mundo, mas primeiro você deve me encontrar.

- Bu. Achei. - Hugh parou na frente do Capitão, com o cano da pistola encostando em sua testa. Encarava o pirata queimando em fúria. Poderia facilmente pegar uma das pistolas, mas iria levar um tiro na cabeça de qualquer modo.

Barba Negra puxou o gatilho antes que Hugh pudesse fazer alguma coisa, foi a mesma coisa que aconteceu com Hungry. A bala perfurou sua cabeça e o garoto caiu de costas no chão, se sujando com o próprio sangue, seus cabelos brancos estavam lentamente se tornando vermelhos e lentamente a vida deixava seus olhos. Hugh Turner havia morrido pela segunda vez em sua vida.
O pirata empurrou a pequena porta de madeira e a atravessou, olhando para o céu azul sem nuvens. Diversos homens corriam de um lado para o outro, chamou o primeiro que apareceu e fez um sinal com a mão para dentro da salinha.

- Livre-se dele. Deixe-o nas montanhas.
avatar
Snow Walker
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/04/2013

Frase pessoal : salabim salabão


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Caio. em Dom 12 Jan 2014 - 2:56

He, como eu te disse no Skype, tu tinha me mostrado o início desse capítulo e uma versão praticamente doidona do final, mas ainda sim, personagens parecidos. O capítulo não ficou tão grande assim quanto você disse. Ainda reparei algumas repetições, principalmente de estava lá no começo quando ele tenta se levantar e algumas outras palavras que não me lembro mais.

Eu sinto que esses dois caras ainda vão se encontrar, mas, por enquanto, quero ver o paradeiro do Hungry e do Hugh. Eles voltam, né? Têm que voltar D:
avatar
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Rush em Dom 12 Jan 2014 - 18:33

Snow. o/ 


Então cara, gostei do primeiro capítulo, embora o problema com repetição ainda esteja presentes. Encapuzados, chão, e coisas do tipo, que são difíceis de achar um sinônimo. Se quiser, pode usar esse dicionário aqui, é o que eu uso quando reviso meus capítulos:


http://www.sinonimos.com.br/


Outra coisa que eu percebi e é bem chatinho, é o uso de vírgulas no lugar de pontos. Não que estejam erradas, mas tiram um pouco o peso da narração/frase. Veja:


Hugh escreveu:- Então esse é o Inferno, não me parece nem um pouco agradável.

Eu acho que ficaria bem melhor assim, mesmo com uma mudança mínima:


Barba Negra invejoso escreveu:- Então esse é o Inferno. Não me parece nem um pouco agradável.

Teve outra situação semelhante. Ao invés de usar vírgulas para determinar algumas pausas, use pontos. Deixa mais pesado e profundo a frase. 


Eu pensei que o Barba Negra fosse um vilão educado cara, até dando o seu nome para um estranho. Achei sacanagem ele ter matado o Hungry, mas entendo o seu motivo. O moleque foi burro o bastante a ponto de levar um desconhecido para dentro do navio. Por mim, tem que morrer mesmo. E também eu acho que essa Sasha gostosinha vai dar pro Hugh.


Outra coisa, eu não achei confuso a morte do Hugh e do Hungry, até porque deu a entender que eles vão ser ressuscitados pelo "Ponteiro".


Gostei bastante do primeiro capítulo cara. Aguardo o segundo. c:


Um abraço, até.
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : Agora você não tem mais waifu!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Black~ em Dom 12 Jan 2014 - 20:19

Bom, vamos lá.

Cara, esse capítulo foi meio doido, tipo eu já tinha lido um pouco do prólogo, e como tinha te dito, porra cara. 9087? Tipo, tem fics que se passam no futuro e tem a sua. Sabe nem se em 2100 ainda vai ter Planeta Terra -q, mas enfim.

O Barba Negra é muito fdp, mas esse nome, ele matando o próprio companheiro e sendo "pirata" me fizeram lembrar de um filme doidão que eu assisti uma vez -q, mas creio que não tenha nada a ver. Enfim, espero que o Hungry e o Hugh voltem.

Cara, tipo, o Hugh é bem otário, até que dava pra fazer um sorriso no canto da boca com as falas dele, mas essa do narrador foi demais: "Hugh Turner havia morrido pela segunda vez em sua vida." Tipo, como alguém morre duas vezes na vida? É muito wtf essa frase.

A repetição continua meio chatinha, mas siga o site que o Rush passou, porque é chato ver toda hora o nome "encapuzados", você deveria trocar o nome da fic de "Rising" para "Encapuzados", porque olha, o tanto que você repete, acho que pegou tesão pela palavra.

Erros eu devo ter visto um ou outro, mas não vou citar.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Sccoper em Dom 12 Jan 2014 - 20:50

E aí!,

Gostei bastante mesmo do capítulo. Acho que você melhorou muito a forma de escrever desde o Prólogo, detalhando as cenas, diminuindo bastante a repetição de palavras, e a narração. Reparei mais nos errinhos de pontuação, como o Rush disse, utilizando vírgulas no lugar de pontos. 

Esse Barba Negra é o satánaaas -q

Achei interessante a ligação que você conseguiu fazer entre o personagem e o início do capítulo. Eu juro que quando li os 2 primeiros parágrafos achei que tinha trocado de Fic sem notar XD Mas então você me surpreendeu com a criatividade.

Ansioso para o próximo capítulo,
@Sccoper
avatar
Sccoper
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 02/01/2014

Frase pessoal : Curioso.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Snow Walker em Sab 18 Jan 2014 - 1:39

Spoiler:

@Caio. escreveu:He, como eu te disse no Skype, tu tinha me mostrado o início desse capítulo e uma versão praticamente doidona do final, mas ainda sim, personagens parecidos. O capítulo não ficou tão grande assim quanto você disse. Ainda reparei algumas repetições, principalmente de estava lá no começo quando ele tenta se levantar e algumas outras palavras que não me lembro mais.

Eu sinto que esses dois caras ainda vão se encontrar, mas, por enquanto, quero ver o paradeiro do Hungry e do Hugh. Eles voltam, né? Têm que voltar D:

Caio :3

Yep, eu te mandei a primeira versão do capitulo. Mudei muita coisa, principalmente o final -q
É que pra mim foi grande, sempre escrevi capitulos "pequenos" e agora escrevo um assim, pra mim é grande UHSAUAHSUAHSUAHU
O Hugh e o Hungry são os protagonistas, é claro que voltam, com dificuldade mas voltam UHASUAHUSAHSU

Até a proxima, Caius <3

@Rush escreveu:Snow. o/ 


Então cara, gostei do primeiro capítulo, embora o problema com repetição ainda esteja presentes. Encapuzados, chão, e coisas do tipo, que são difíceis de achar um sinônimo. Se quiser, pode usar esse dicionário aqui, é o que eu uso quando reviso meus capítulos:


http://www.sinonimos.com.br/


Outra coisa que eu percebi e é bem chatinho, é o uso de vírgulas no lugar de pontos. Não que estejam erradas, mas tiram um pouco o peso da narração/frase. Veja:


Hugh escreveu:- Então esse é o Inferno, não me parece nem um pouco agradável.

Eu acho que ficaria bem melhor assim, mesmo com uma mudança mínima:


Barba Negra invejoso escreveu:- Então esse é o Inferno. Não me parece nem um pouco agradável.

Teve outra situação semelhante. Ao invés de usar vírgulas para determinar algumas pausas, use pontos. Deixa mais pesado e profundo a frase. 


Eu pensei que o Barba Negra fosse um vilão educado cara, até dando o seu nome para um estranho. Achei sacanagem ele ter matado o Hungry, mas entendo o seu motivo. O moleque foi burro o bastante a ponto de levar um desconhecido para dentro do navio. Por mim, tem que morrer mesmo. E também eu acho que essa Sasha gostosinha vai dar pro Hugh.


Outra coisa, eu não achei confuso a morte do Hugh e do Hungry, até porque deu a entender que eles vão ser ressuscitados pelo "Ponteiro".


Gostei bastante do primeiro capítulo cara. Aguardo o segundo. c:


Um abraço, até.

Rush :3
Obrigado por vir aqui, mano. Enfim, obrigado pelo dicionario. Tentei usar neste novo capitulo, espero que tenha dado tudo certo D:
Lembrarei deste lance dos pontos, agradeço :3
Cara, o Barba Negra é um vilão filho da [palavra censurada] pra [palavra censurada] UHASUAHUSAHUSA Ele gosta de se achar, por isso disse seu nome. Um ponto que tu pode pensar é que tenha sido ideia da Sasha e ele quis proteger ela, pois sabia o que vai acontecer UAHSUAHSUAHSU Dos dois jeitos alguem foi burro nessa historia.
Yep, isso aí. O Ponteiro.

Espero que goste deste segundo capitulo também :3

@Black~ escreveu:Bom, vamos lá.

Cara, esse capítulo foi meio doido, tipo eu já tinha lido um pouco do prólogo, e como tinha te dito, porra cara. 9087? Tipo, tem fics que se passam no futuro e tem a sua. Sabe nem se em 2100 ainda vai ter Planeta Terra -q, mas enfim.

O Barba Negra é muito fdp, mas esse nome, ele matando o próprio companheiro e sendo "pirata" me fizeram lembrar de um filme doidão que eu assisti uma vez -q, mas creio que não tenha nada a ver. Enfim, espero que o Hungry e o Hugh voltem.

Cara, tipo, o Hugh é bem otário, até que dava pra fazer um sorriso no canto da boca com as falas dele, mas essa do narrador foi demais: "Hugh Turner havia morrido pela segunda vez em sua vida." Tipo, como alguém morre duas vezes na vida? É muito wtf essa frase.

A repetição continua meio chatinha, mas siga o site que o Rush passou, porque é chato ver toda hora o nome "encapuzados", você deveria trocar o nome da fic de "Rising" para "Encapuzados", porque olha, o tanto que você repete, acho que pegou tesão pela palavra.

Erros eu devo ter visto um ou outro, mas não vou citar.

É só e boa sorte com a fic.

Black, O Tirano. Como é bom te ter aqui s2
Cara, isso é o futuro do futuro praticamente. Tudo existe UHASUHSAUSHSAU 9087 foi uma data aleatoria, eu tinha pensado em inventar uma taca chamada " 90frango no balde/97", sério. Se contenta com isso.
Tem o Barba Negra do Assassins Creed IV, o do Piratas do Caribe e o do One Piece. É algum desses? Eu só me lembro desses em filmes e coisas do genero, mas esse é a figura historica Barba Negra mesmo =/
Hugh é pra ser um carinha feliz que mata as pessoas sorrindo, acho que consegui o que eu queria.

Enfim, cara. Vtf. Até a proxima.

@Sccoper escreveu:E aí!,

Gostei bastante mesmo do capítulo. Acho que você melhorou muito a forma de escrever desde o Prólogo, detalhando as cenas, diminuindo bastante a repetição de palavras, e a narração. Reparei mais nos errinhos de pontuação, como o Rush disse, utilizando vírgulas no lugar de pontos. 

Esse Barba Negra é o satánaaas -q

Achei interessante a ligação que você conseguiu fazer entre o personagem e o início do capítulo. Eu juro que quando li os 2 primeiros parágrafos achei que tinha trocado de Fic sem notar XD Mas então você me surpreendeu com a criatividade.

Ansioso para o próximo capítulo,
@Sccoper

Sccoper :3
Eu queria "trollar" todo mundo começando sem explicação alguma e sem nenhuma ligação com o Hugh ou o Roncrow, parece que realmente funcionou. Agradeço pelo elogio :3
Espero que goste deste segundo capitulo. Boa leitura o/

Boa noite, bom... Chegamos a Parte II da historia, isso é muito bom. Primeiramente porque em mais uns dois capitulos encerramos o primeiro Arco e realmente espero que estejam gostando. Se curtirem a historia, realmente ficaria feliz se comentassem e que se divirtam bastante. Enfim, esse capitulo é mais curto e é mais pra fazer uma enrolação basica antes da putaria começar. Tentei arrumar alguns erros que disseram, mas não prometo que tenha sido tudo arrumado. Irie melhorar mais aos poucos, obrigado pelos comentarios. Enfim, fiquem com o novo capitulo... Mais uma vez pode estar meio confuso, mas é só ler com cuidado e qualquer coisa me perguntar u-u


                                                 
 Parte II – O Relógio.


Barba Negra atirou na cabeça de Hugh Turner. A bala perfurou seu cérebro e tirou sua vida em um breve e silencioso suspiro, seu corpo caiu no chão rapidamente e logo foi arrastado para fora. Passando por pedras, cacos de vidro e florestas, foi arrastado por um longo tempo e foi realmente bem ferido pelo fato de estar sendo arrastado. Iria reviver, mas, mesmo assim, o garoto foi para o Inferno pela segunda vez. Ficou atirado no meio da clareira no meio da floresta por um dia, quando quatro figuras se aproximaram se seu corpo e o levantaram. O mais alto tinha cabelos pretos e usava uma camiseta listrada de manga comprida, atirou o corpo do jovem Atirador nas costas e começou a andar em silencio junto com seus acompanhantes.

- Tic Tac, Tic Tac, Tic Tac... O Ponteiro começa a girar. - Disse o desconhecido, esperando o despertar de Hugh. O Ponteiro se moveu lentamente para a esquerda, parando no número 1.


Inconscientemente Hugh Turner caia nas profundezas da escuridão, passava por todos os infernos existentes dependendo de cada religião até chegar no centro do poder absoluto: As trevas. Estava deitado no meio da escuridão e não conseguia se mover, era como se estivesse preso dentro de um caixão escuro. Abriu os olhos e engoliu todo seu ar, estava vivo. Começou a socar a escuridão, nada adiantava. Soltou o ar, a dor começou. Engoliu novamente o que podia, não sabia se estava fazendo certo. Havia matado diversas aulas do Clã, umas delas era para este tipo de situação. Lembrava vagamente de algumas coisas que seus colegas haviam contado, na prática era mais complicado. Começou a chutar para ver se ajudava em alguma coisa, sentiu a perna esquerda passando por alguma coisa e logo não a sentiu mais. O desespero tomou conta de seu corpo e soltou todo o seu ar, recuperou apenas um pouco. O fim se aproximava lentamente.
Um último e desesperado soco, foi o que conseguiu. Sentiu a mão atravessar a madeira e entrar em alguma coisa gosmenta, logo não a sentia mais. Soltou seu ar. Fechou os olhos. Morreu. O caixão negro foi destruído pela gosma azul em sua volta, que engoliu o corpo do Caçador de Recompensas e então a “gosma” explodiu.

O Ponteiro se moveu mais uma vez, parando no número 2.


Hugh coçou os olhos, se levantando. Estava nervoso, com medo e com vontade de vomitar. Olhou ao redor procurando alguma cor escura, mas desta vez estava no meio de uma floresta. Viu um grupo de cinco Encapuzados descendo uma montanha enquanto perseguia um ruivo com a mão descepada. Sabia muito bem que cena era aquela. Poderia impedir sua morte e acabar de uma vez por todas com Roncrow, quem sabe assim impedisse sua ida para aquele mundo caótico.

- Esperem aí! - Gritou, correndo na direção do Clã de Caçadores. Sua velocidade era a mesma daquela época, então alcançou sua outra versão rapidamente. Parou em sua frente, abrindo os braços. - Não vá! Sei que pode ser estranho encontrar você mesmo, mas confie em mim. Vai morrer se for.

A versão do passado de Hugh tirou o capuz, fazendo com que a versão atual arregalasse os olhos, implorando mentalmente por sua vida. Não era Hugh, mas sim Roncrow. Desembainhou sua espada e com um rápido movimento cortou a cabeça do espantado caçador. A cabeça saiu voando e atravessou um pequeno buraco negro que surgiu ao lado do corpo, o sugando completamente.

O Ponteiro se moveu lentamente, parando no 3.

Colocou a mão no seu pescoço, soltou um longo suspiro de alívio e sorriu. Estava vivo, estava tudo bem. Sabia que seria temporário, mas naquele momento estava tudo realmente bem. Atirou o corpo para trás desejando cair de costas na grama ou na areia, pensava estar na praia pois conseguia ouvir o som do mar de muito perto. Perto até demais. Sentiu suas costas baterem na água e seu corpo ser puxado para o fundo do oceano, abriu os olhos imediatamente.

- Na.. - Se debatia para tentar ir a superfície, mas era inútil. A pressão da água o esmagava, o puxava para baixo e o esmagava. Era uma pobre formiga indefesa comparada ao gigantesco oceano, sua derrota era obvia. Segurava seu ar com toda a força possível, sentindo uma forte ansia de vômito. A morte se aproximava lentamente de seu corpo indefeso no fundo do oceano, cansou de resistir e abriu sua boca.


Logo não sentia mais nada. Nem mesmo se sentia vivo.

O Ponteiro se moveu lentamente mais uma vez, se fixando no 4.


No meio da floresta, quatro figuras conversavam em volta de uma fogueira. Uma gigantesca floresta situada no topo de uma montanha e ao meio dela estava localizado o gigantesco Relógio que controlava a morte dos habitantes.


- Ele vai ficar bem, Kyle? - Perguntou Hungry, olhando fixamente para o pálido Hugh Turner caído no meio da floresta.

- Se você ficou bem, é obvio que ele também vai ficar. - Respondeu o jovem de camiseta listrada que havia carregado o corpo do Caçador, limpou as lentes sujas de seu óculos com a manga da camiseta e sorriu levemente. - Acha que eu devo ir lá ajudar ele, Hungry? Você teve sorte de morrer quando o Ponteiro estava no 11, não teve que passar pelos 12 Infernos. Foi mais fácil para você.

Hungry parecia triste, sem nenhum motivo aparente. Não era familiar nem amigo do falecido, muito menos o conhecia de longa data. Era um completo estranho, mas por ele perdeu sua vida e isso criou um pequeno, mas poderoso laço, entre os dois. O Pirata sentia que o Caçador precisava de ajuda.
De um gigantesco tronco de madeira atirado no chão se levantou um jovem de cabelos negros arrepiados, olhos azul-piscina e usando uma roupa de barman. Exceto que estava sem o colete, pois o mesmo estava em suas mãos. Havia uma adaga presa em sua cintura e em sua mão esquerda uma barra de chocolate.

- Kyle, vai logo com isso que eu já estou ficando irritado. O garoto vai morrer, esse pivete vai nos culpar por causa disso e vamos chorar por sentir remorso. - Disse ele, dando uma última mordida no chocolate. Olhou para o gigantesco Relógio entre as duas montanhas e o Ponteiro foi para o 5, Hugh havia morrido mais uma vez. - APANHADOR DE SONHOS!


Kyle levantou a sobrancelha, interessado. Gostava de ser chamado de O Apanhador de Sonhos, combinava bastante com sua habilidade especial e era um título bem chamativo, isso o animou para ajudar Hugh Turner. O Apanhador era fácil de ser convencido quando bajulado, era exatamente igual um poderoso e imponente Dragão, só que no corpo de um jovem magricelo de 19 anos. Quando o chamavam por seu amado título, nunca recusava nada. Este era Kyle Shaw.

- Bom, já que... Recebi tamanho elogio de você, Ral. Devo ajudar este jovem, não é mesmo? - Sorriu, colocando um dedo na cabeça de Hugh. O três ali presente apenas esperaram, ansiosos.

- Só vai. - Ral Manson era o contrário de Kyle, não se contentava apenas com alguns elogios para querer fazer algo, mas sim com o tamanho da determinação de cada pessoa. Não tinha honra, nem princípios e nada que o impedisse de matar qualquer pessoa a sua frente, porém se emocionava com a determinação de outras pessoas. Foi por esta razão que decidiu ajudar a causa de Hungry, pelo tamanho de sua determinação em salvar o garoto.


- Boa sorte, Kyle-Dono. - Disse um japonês usando vestes de samurai. Carregava em sua cintura duas katanas, poderosas espadas japonesas, e sempre mantinha um sorriso em seu rosto.

- Agradeço, Hisashii. - Disse, pressionando os dedos sobre a cabeça do garoto. Até que finalmente caiu no chão, dormindo.


Kyle Shaw caiu e caiu, caiu sem parar e caiu mais um pouco. Quando se deu conta estava em uma sala em branco observando um velho se balançar em uma cadeira, não pode deixar de rir da situação deplorável em que aquela criatura se encontrava. Não desejava tal situação nem para seus inimigos. Ser derrotado pelo tempo, eu maior medo. Porem o medo de mais uma pessoa: Hugh. O caçador era o velho se balançando na cadeira, estava praticamente morto a ponto de não notar a presença de outra pessoa ali.

- Por deus... Isso é pior do que eu imaginava. - O Apanhador de Sonhos moldou uma pequena esfera azul em sua mão, que lentamente tomou a forma de uma pistola. Colocou o dedo indicador próximo ao gatilho, mirou no peito do Caçador e então puxou o gatilho sem hesitar. A bala atravessou o coração com precisão e o mundo a volta deles começou a derreter, fazendo com que caíssem no vazio do esquecimento.

O Ponteiro se moveu para o 6, iniciando o turno da Noite.

- O que você estava pensando?! - Gritou Kyle no exato momento em que os dois começaram a flutuar em uma densa camada escura, Hugh já havia voltado ao normal e estava espantado com a presença do garoto. - Hugh Turner, não é? Enfim, é um prazer. Me chamo Kyle Shaw.

- Kyle Shaw? Então... Todo aquele loop de mortes acabou? - Perguntou, começando a ficar feliz. Mesmo que as trevas quase esmagassem os dois, estava feliz por estar acabando.

- Na realidade não. Hungry me chamou aqui, sabe quem é né? Uma garotinha gostosinha e preocupada com você. Enfim, eu controlo os sonhos. Sim, meu amigo nós estamos em um. A única diferença é: Você vai morrer se continuar enlouquecendo desse jeito. Isso serve pra provar que você não teme a morte, então ME FAÇA O FAVOR DE MORRER! - Puxou a pistola mais uma vez e com um rápido puxão do gatilho, tirou a vida de Hugh Turner pela segunda vez.

Hugh mal podia falar nada, afinal sempre que se encontrava com o tal “Kyle Shaw” tomava um tiro na cabeça e morria. Antes de notarem o Ponteiro já estava no 12 e mais uma morte e estava tudo acabado, O Caçador poderia viver. Mesmo que isso fosse bem irônico.

- Então... É nosso último encontro nesse mundo.  - Disse O Apanhador, sorrindo. Colocou o cano da pistola na cabeça de Hugh, esperando que ele disse-se alguma coisa. - Olha, é simples. É só aceitar uma última vez que você não morre, ok? Confie em mim. Confie em Hungry.
- Certo, mas... - Kyle puxou o gatilho e Hugh caiu nas trevas. Seu corpo foi desmembrado pela escuridão e em seguida devorado, deixando tudo silencioso. Lentamente o homem misterioso que o havia matado diversas vezes também sumiu.



4 Meses Depois.


As cidades mesmo destruídas ainda continuavam com a sua beleza, uma delas eram as cidades Brasileiras onde um pequeno grupo parou para adquirir mais poder militar. Era o Grupo de Kyle Shaw e Ral Manson, acamparam em uma pequena floresta próxima a entrada do Rio de Janeiro e mandaram dois de seus melhores homens para roubarem as armas de um grupo que havia dominado a cidade. Mesmo que parecesse uma missão suicida e diversos gigantes de gelo andassem de um lado para o outro destruindo tudo, seria divertido. O cenário de uma das mais belas cidades do Brasil era terrível, os gigantes praticamente a transformaram em seu castelo de gelo e deixaram apenas um grupo de sobreviventes tomar conta do local. O Rio de Janeiro era a única cidade Brasileira restante e estava prestes a sumir do mapa.


- Está muito longe, Hisashii? - Perguntou uma voz conhecida, retirando duas pistolas de sua cintura e se preparando para a batalha. - Hisashii?


Olhou para os lados e não viu nada, apenas uma mão azul gigante se aproximando de seu corpo. Tentou puxar o gatilho assim que viu a mão se aproximas, mas foi inútil e teve seu corpo pego pelo gigante.

- Você é uma formiguinha familiar... - Disse o gigante, sua voz era bem lenta e demorou até conseguir formular completamente a frase.


- Acho que já deve ter me visto de um cartaz de procurado. Eu andei acabando com bastante gente importante das redondezas, não conseguem ignorar minha existência mais. A Existência de Hugh Turner, O Caçador de Recompensas. - Levantou o baço direito com toda a força que tinha e puxou o gatilho, fazendo com que a bala atravessasse o olho direito do gigante e o deixasse atordoado. Assim largando o garoto.


4 Meses Atrás.

Hugh Turner e Kyle Shaw voltaram vivos da dimensão da Morte. Finalmente.


- Obrigado, Hungry. - Disse Hugh, soltando um longo suspiro em seguida. Estava vivo. Estava em um grupo com quem poderia contar. - Então... Me desculpem, masquem são vocês?

- Aprecio os agradecimentos que esqueceu, Hugh. - Disse Kyle, irritado. - Bom... Eu sou Kyle Shaw, o Apanhador de Sonhos.

- Ral Manson, o Ladrão de Almas. Ao seu dispor.

- Hisashii Teppei, o Ultimo Samurai.


- E juntos somos... As Meninas Super Poderosas. - Disse Kyle, sem animo.Odiava ter que explicar sobre os títulos a um novato, mas era necessário. Hugh Turner precisava de longas explicações. - Primeira coisa, O Ponteiro. Quando você morre, ele pega sua alma e a joga na Dimensão da Morte. Sempre acontece, é um teste. Se acostume. Deve ter estranhado que todos nós temos “Títulos”, eles dependem muito de nossas habilidades ou do que fomos antes de renascer aqui. Escolha um. Você e Hungry.


- O Caçador de Recompensas. É o melhor pra mim. - Disse, sem pensar muito. Colocou as mãos nos bolsos e esperou Hungry, até estava gostando daquele clima. Iria se acostumar a viver ali, só precisava saber das regras.


- Hungry, O Pirata Destemido. - Disse, colocando as mãos na cintura e estufando o peito. Ninguém disse nada, apenas o ignoraram friamente.


- Então, Hugh...

Kyle explicou ao garoto sobre as duas Terras, sobre as reencarnações e que tudo ali não era o Inferno que ele pensava. Foi uma longa conversa onde o Caçador não se espantou muito, até se sentia melhor ali do que em sua própria época. Estava tudo bem. Então Hungry Percival e Hugh Turner se juntaram ao grupo de Kyle Shaw.


4 Meses Depois, mais uma vez.


- HISASHII, SEU SAMURAI DE MERDA! VENHA AQUI ME AJUDAR! - Gritou o garoto, desesperado. Caia em alta velocidade e iria morre quando tocasse o chão, a não ser que fosse salvo pelo companheiro.


Um raio cinza cruzou o ar e atingiu a barriga de Hugh, o levando para cima de um prédio. Era O Ultimo Samurai, o mais veloz do grupo e um dos melhores amigos do Caçador naquele mundo.


- Obrigado, parceiro.


- De nada, Hugh-dono. - Disse o samurai, sorrindo. Desembainhou sua katana e se preparou rapidamente para a batalha. - Está pronto?


O silencio continuou. Hugh apenas puxou o gatilho e acertou o outro olho do gigante de gelo, que se desequilibrou e caiu no prédio em frente ao deles.

- Vamos lá.

Em algum lugar próximo a Escócia. Durante a Batalha no Rio de Janeiro.

- Hugh Turner, senhor?  - Perguntou um homenzinho usando uniforme de policial, estava aterrorizado com as palavras de seu chefe e não sabia muito bem o que dizer – Mas... Senhor... Isso é contra as regras. Não podemos ordenar a prisão de alguém sem motivo.


- Eu não ligo para as regras, apenas vá. - Disse, sorrindo. - Eu criei e treinei esses policiais apenas com o propósito de matar Hugh Turner, então cumpra seu propósito.



- Sim... Senhor Ezekyel.

O homem se levantou, indo até a janela de seu escritório. Colocou um cigarro na boca e apenas aguardou a porta se abrir mais uma vez, pois sabia quem viria. Sempre soube. O esperou por meses ali naquele escritório enquanto aumentava seu poder politico e militar. Roncrow entrou, desembainhando sua espada.
avatar
Snow Walker
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/04/2013

Frase pessoal : salabim salabão


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Caio. em Sab 18 Jan 2014 - 17:58

Eu achei bem bizarro de início essas cenas do ponteiro. A vantagem de ter o Kyle (tu e seus nomes criativos, né senhor R?) por perto seria resolver isso, basicamente. Eu adorei o Samurai, slá o porquê (mentira, sei sim, tenho lido muito Rurouni, jogado muito Last Blade e também ficado muito bolado com a luta do Mifune no Soul Eater). Não reconheci o Ral, se é que ele é alguém que eu conheça.

Acho que na fic não há grandes erros, tirando alguma digitação que ficou junta tipoassim e a típica falta de acentos q Cara, acho que você poderia começar a tentar usá-los, de vez. Tá tudo ótimo, tirando isso. Eu não sei se gosto ou desgosto do Hugh, slá Eu imagino ele como um grande filho da [palavra censurada] e o Roncrow como alguém honesto, então não sei.

Do jeito que tua fic tá toda doida, é capaz de ser isso mesmo xD

~See ya
avatar
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Sccoper em Seg 20 Jan 2014 - 17:53

E aí!,

Um capítulo um tanto interessante explicando os "infernos" e o relógio maluco. Gostei da parte de "temer a morte" e também do talvez-spoiler dos 4 meses depois ...
Ainda vi alguns errinhos de pontuação, mas bem poucos, 1 ou 2. 

Aguardando a vingança maligna muahaha
@Sccoper 
avatar
Sccoper
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 02/01/2014

Frase pessoal : Curioso.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Black~ em Sex 24 Jan 2014 - 20:06

Bom, vamos lá.

Capítulo diferente, meio estranho e misterioso, mas achei interessante, só achei confusa aquelas partes dos relógios, dos ponteiros e dos infernos, sei lá, não consegui entender muito bem o que você estava dizendo com tudo isso, mas enfim.

Pera, o Roncrow virou o Hugh Turner e quer matar o Ezekyel? O Ezekyel acha que o Roncrow fantasiado de Hugh Turner é o próprio Hugh ou que desgraça que você fez ai? Sei lá, já não to entendendo mais nada dessa história viu.

O capítulo foi grande, mas não tenho muito pra falar. Apenas que vi alguns erros, como palavras juntas e falta de acento, nada que um Word não resolva.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rising ~

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum