Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Ir em baixo

Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por -Murilo em Ter 3 Dez 2013 - 23:10

É basicamente uma fic de jornada passada em Kalos sobre um treinador de Sky Battles. Boa leitura e comentem.


Prólogo
Vaniville



A jornada começa aqui é claro

A cidade de Vaniville é uma das mais tranquilas da região de Kalos. Mais afastada dos grandes centros e de clima ameno, a pequena Vaniville é um deleite para quem procura paz e tranquilidade. Em uma casa, um garoto de 12 anos chamado Marvelous assistia animado algo na TV. Ele era branco e bem ruivo. Como estava em casa, estava totalmente relaxado, cabelo bagunçado e roupa simples. Na TV passava a grande final da competição de Batalhas Aéreas de Kalos, um novo estilo de batalha pokémon que havia se tornado mania na região. Os desafiantes eram Winona, líder de ginásio de Hoenn, e Falkner, líder da região de Johto. Os dois batalhavam usando Altaria e Noctowl respectivamente. Diferente das batalhas habituais, as batalhas aéreas só eram feitas com pokémons capazes de voar, já que tudo se passava nos ares. Ao contrário de muitos que só se interessam por desafios de ginásio, Marvelous só conseguia pensar nas batalhas aéreas. Só estava esperando a oportunidade certa para sair em jornada e participar das competições oficiais. E agora finalmente havia chegado a hora. Com o fim da competição daquele ano, uma nova começou e ele queria começar a treinar imediatamente.

No dia seguinte logo cedo, Marvelous se aprontou para partir. Com a ajuda de seus pais, ele arrumou em uma mochila as coisas básicas que precisaria e deixou sua casa. Como Vaniville não era muito grande, rapidamente ele deixou a cidade e chegou a rota 01. Essa rota na verdade era apenas uma estrada em linha reta até a cidade de Aquacorde, que era pertíssima. Como primeira providencia, Marvelous deveria pegar um pokémon para iniciar sua jornada. Como a rota 01 não possuía nenhum pokémon, ele pretendia atravessar Aquacorde e chegar na rota 02, onde aí sim poderia pegar um. Com esse pensamento na cabeça, ele foi andando pela estrada tranquilamente. De repente, um som estranho lhe chamou a atenção. Ao longe, um urro furioso de animal selvagem ecoou, fazendo Marvelous se arrepiar de susto. Ele olhou ao seu redor alarmado. Parecia estar exatamente no meio da estrada, então para qualquer das cidades que corresse seria a mesma distancia. Outro grito, dessa vez mais perto ecoou novamente. Marvelous congelou de espanto. Pelo o que sabia não deveria ter pokémons selvagens naquela rota, portanto era segura para não treinadores como ele.

Um vento forte soprou, e quando o menino olhou para o alto, a sombra de uma ave imensa atravessou o céu. Como estava contra a luz do sol, só foi possível ver a silhueta. Parecia ser uma ave, mas não parecia ter penas. Apenas asas compridas com garras nas pontas e uma cauda pontiaguda. A criatura passou tão rápido que só foi isso que Marvelous conseguiu enxergar. Mesmo sendo por milésimos de segundo, o garoto imediatamente se apaixonou pelo ser.

- Que coisa enorme! – pensou ele admirado – Só pode ter sido um pokémon. Um pokémon como aquele seria invencível nas batalhas aéreas! Eu preciso pegá-lo.

Esquecendo-se imediatamente do medo que havia sentido inicialmente, ele correu na direção que ave havia ido. Ele atravessou toda a rota 01 e chegou na cidade de Aquacorde. Sem nenhum interesse ali, ele atravessou toda a cidade rapidamente e chegou na rota 02. Com os olhos no céu, Marvelous tentava ver algum sinal da ave misteriosa. Ela havia passado tão rápido que provavelmente já estava a quilômetros longe.

- Droga! Perdi ele de vista! – exclama ele desanimado.

Ele olha ao seu redor e vê que já estava no meio da estrada. Pensou em voltar para Aquacorde, mas como já estava ali não podia perder tempo. Era hora de encontrar um pokémon para iniciar sua jornada como Treinador Aéreo.

- Se não me engano, na rota 02 pode-se encontrar Pidgeys e Fletchling – pensa ele – Qualquer um dos dois será perfeito.

Marvelous então crava seus olhos nos topos das árvores. Com certeza haveria de ter um desses pokémons selvagens no meio das folhagens. Ele anda devagar para não fazer muito ruído, até que finalmente encontra. Sentado em um galho, uma pequenina ave de cabeça vermelha descansava tranquilamente.

- Um Fletchling! – pensa o garoto animado – Esse será perfeito.

Com cuidado, ele se abaixa e pega uma pedra no chão. Ele se aproxima da árvore cautelosamente para não espantar o pássaro, e na hora exata ele lança a pedra diretamente. O passarinho é atingido em cheio e solta piado estridente de susto. Ele levanta voo procura assustado quem havia lhe atacado. Ele então vê o garoto olhando-o. furioso, ele começou a gritar bem forte, lançado ondas sonoras que forçou Marvelous a se abaixar e tapar os ouvidos.

- Ele está usando Growl contra mim! – pensa o ruivo desorientado – Eu não tenho nenhum pokémon. Eu mesmo vou ter que pegá-lo!

Fletchling parou o ataque e Marvelous aproveitou para pegar outra pedra e lançá-la. Ainda mais furioso, a ave se lançou usando Tackle. Ele atingiu o peito do garoto em cheio, que sentiu uma dor bem forte. Mesmo assim, ele conseguiu agarrar o pássaro antes que ele se afastasse e com toda a força jogou-o no chão. O Fletchling desmaiou com a queda.

- É a hora! – exclama Marvelous.

Ele enfia a mão num dos bolsos da calça e retira a única pokébola que possuía. Havia ganhado-a do pai antes de sair de casa, então não poderia desperdiçá-la. Marvelous jogou-a e a bola absorveu o pássaro. A pokébola ficou vibrando por bastante tempo, até demais para uma captura. Normal. Percebendo que o Fletchling iria escapar, o garoto agarrou a bola e tentou mantê-la fechada a todo custo. O passarinho tentava sair, mas o garoto pressionava a pokébola, até que o pokémon desistiu e se deixou capturar.

- Isso! – exclama o menino erguendo o troféu – Capturei meu primeiro pokémon! Agora sim é hora de começar a minha jornada!
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Carinatas em Qua 4 Dez 2013 - 8:58

Nossa! Qie cara mais violento! Joga pedras num Fletchling e ainda o taca no chão! Agora só falta assá-lo ( =P ).
Hahahaha!

Sobre a fic, ficou ótima! Ela abrange um tema muito legal e único! Só tome cuidado con a repetição de palavras...

Aposto que o "pássaro" gigante é o Yveltal!
avatar
Carinatas
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/10/2013

Frase pessoal : •_•


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Black~ em Qua 11 Dez 2013 - 22:13

Bom, vamos lá.

Uma fic de jornada... Interessante, mas a sua foi bem diferente a história. Sério, nunca imaginei nada relacionado à batalhas aéreas, e a sua foi bem inovador nesse quesito. É como eu digo, o problema não é uma história de jornada, é ser a mesma história de sempre.

Foi bem interessante ter posto o protagonista tacando uma pedra no Fletchling já que não tinha pokémons. Me lembrei do personagem da minha fic, que fez algo semelhante -q, lembrei do Ash também tacando pedra no Spearow -qq.

Também acho que o pássaro seja o Yveltal, ou talvez algum outro lendário que também tenha o tipo voador. Mas como a fanfic se passa em Kalos, acredito que a tese mais forte seja de que realmente seja o Yveltal, vamos aguardar para ver.

Erros devo ter visto um ou outro, mas nada de mais. Só achei a repetição, principalmente de nomes, meio excessiva, nada que uma revisada ou que alguns sinônimos das palavras não resolvam né? -q

Enfim é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por lord sugar em Dom 15 Dez 2013 - 16:40

Realmente uma fan fic inovadora, que abrange bem um tema pouco explorado entre fan fics, apesar de ser uma fic de aventura e jornada foi bem diversificada das demais sobre o assunto.

Erros não vi nenhum mas sobre isto não tenho muito jeito, mas como os outros falaram ouve muita repetição de palavras, se aperfeiçoar (assim que se escreve) isto vai ficar muito bom.

Boa sorte com a fic.
avatar
lord sugar
RPG Mod
RPG Mod

Masculino Idade : 16
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/11/2013

Frase pessoal : oi


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por -Murilo em Qua 18 Dez 2013 - 13:45

Obrigado Carinatas, Black~ e Rique10 pelos comentários! Quase desistir disso aqui, mas seus comentários me deram um pequeno ânimo para escrever pelo menos o capítulo 01. Ficou meio rápido e confuso porque fiz tudo de uma vez, numa digitada só, se não acabava deixando de lado. Espero que gostem. Acho que vou até abrir um escritório para essa fic, já que não pensei em personagens rivais ainda. Boa leitura.


01
Primeiros mistérios da jornada
Santalune



Após capturar um Fletchling literalmente com suas próprias mãos, Marvelous deixou a rota 02 orgulhoso, crente que estava pronto para arrasar nas batalhas aéreas. No entanto, ainda havia um obstáculo a sua frente: a enorme floresta de Santalune. O garoto sabia que atravessar florestas sozinho seria perigoso, e seu pokémon recém capturado não deveria estar em boas condições. Mas mesmo assim, ele resolveu seguir em frente. Logo chegaria em Santalune, uma cidade grande o suficiente onde poderia começar seu treinamento.

Assim que pôs os pés na floresta, Marvelous já sentiu uma presença diferente no ar. Antes o caminho era apenas de grama e terra batida, e agora havia árvores enormes por todos os lados. As copas eram tão frondosas que a luz do sol não chegava diretamente ao solo, deixando o lugar com uma sensação ainda mais sinistra. Respirando fundo, o ruivo foi andando rapidamente, mas sem fazer muitos movimentos bruscos. Alguns pares de olhos surgiam no meio das folhagens, mas que com um pouco de atenção percebia-se que eram apenas os pokémons insetos como Kakunas e Metapods.

Após algum tempo de caminhada, o garoto finalmente viu a saída mais a frente. Aliviado por tudo ter corrido bem, ele apressou mais ainda o passo, sentindo vontade de sair logo correndo e sair dali. Mas de repente, um som de urro de animal lhe chama a atenção e lhe paralisa os músculos.

- Será ele?! – pensa Marvelous eletrizado.

Ele olha para o céu a procura de alguma coisa, mas as folhagens impediam qualquer visualização. Agora ele ouve barulho de galhos se mexendo e passos, como se estivesse alguém correndo bem perto dali. E foi numa fração de segundo que ele viu uma silhueta passar ao lado dele, quase esbarrando no garoto, faltando apenas alguns centímetros. Mas o ser passou tão rápido que no mesmo instante já havia sumido novamente no mato. Marvelous só conseguiu distinguir uma figura humana com uma roupa alaranjada, ou algo próximo a isso.

Dessa vez apavorado, Marvelous saiu correndo de onde estava, deixou a floresta e atravessou toda rota 03 em tempo recorde. Quando deu por si, já estava no meio da cidade de Santalune. Agora sentindo-se mais seguro, o garoto respirou aliviado. Ele olhou ao seu redor e logo encaminhou-se para o Centro Pokémon para recuperar seu Fletchling.

No prédio do Centro Pokémon, o garoto foi diretamente ao balcão e entregou sua pokébola para a enfermeira Joy. Enquanto a mulher cuidava do seu pokémon, o menino foi até a lanchonete comprar algo para comer. Como não havia ganho muito dinheiro dos pais, ficou alguns minutos pesquisando os preços dos lanches. Teria que economizar até conseguir mais grana nas competições.

Depois de escolher, Marvelous sentou-se numa das mesas para almoçar sossegado. Enquanto comia, percebeu uma pequena movimentação na mesa da frente. Uma garota branca de volumosos cabelos loiros conversava com a líder de ginásio da cidade, Viola. A menina usava um aparelho estranho, uma espécie de óculos de um só olho acoplado numa mini câmera e um microfone. E ela ainda segurava um segundo microfone direcionado à líder. Tratava-se na verdade uma jornalista realizando uma entrevista.

- Aqui é Charllote diretamente da cidade de Santalune – diz a garota com a mini câmera apontada para si mesma. Em seguida ela aponta-a para Viola – Vamos conversar com Viola, a líder de ginásio da cidade que também teve um dos seus pokémons sequestrados. Me diga Viola, você acha que o desaparecimento do seu Vivillon tem alguma relação com tantos outros desaparecimentos de pokémons que tem acontecido em Kalos ultimamente?

- Se fosse apenas o meu pokémon, provavelmente acharia que ele fugiu ou se perdeu – fala a líder com uma expressão triste – Mas não pode ser coincidência tantos pokémons que já possuem treinadores desaparecer assim. Há algum mistério nessa história.

- E é isso que nós vamos descobrir – retoma a pequena jornalista – Em breve voltaremos com novas informações.

A garota então desligou seu aparelho e agradeceu Viola por conceder a entrevista. Curioso com aquela história, Marvelous resolve se aproximar.

- Com licença – diz ele tímido – É verdade essa história de que pokémons tem desaparecido?

- Mas é claro! – brada Charllote como se tivesse se ofendido com a pergunta – Começou a pouco tempo, mas em toda região de Kalos há queixas de pokémons que desapareceram. Mais que isso! Muitos alegam que seus pokémons na verdade foram sequestrados. Muitos dizem ter visto pessoas estranhas antes de seus parceiros sumirem. E todos alegam que foram pessoas vestindo roupas laranja. Isso não é estranho?

- Laranja?! – exclama Marvelous tendo um lapso de memória – Espere aí! Agora a pouco... Eu acho que... Eu vi um cara vestindo roupa laranja. Quer dizer... mais ou menos. Não tenho mais certeza.

- Como assim garoto?! Você viu ou não viu? – pressiona Charllote com os olhos arregalados – Se você viu você tem que me dizer. Eu tenho que solucionar esse mistério!

Marvelous fica assustado com a expressão tão desesperada com que a jornalista a olhava. Parecia que aquilo era realmente muito importante. Ele então tenta fazer um esforço mental. Na hora que estava na floresta, o ser alaranjado passou tão rápido que foi quase impossível vê-lo. Mas mesmo assim, em milésimo de segundos ele pode ver.

- Sim, era uma pessoa usando roupas laranja – diz ele resoluto – Foi logo depois de ouvir o barulho da ave misteriosa.

Charllote tem um sobressalto com a nova informação. Ela olha para Viola assustada e se volta para Marvelous.

- De que ave está falando? Me diga tudo o que sabe!

- Bem, err... Quando estava saindo da minha cidade, Vaniville, eu ouvi um barulho de animal selvagem e quando olhei para cima eu vi a silhueta de uma ave gigantesca. Eu tentei segui-la, mas perdi-a na rota 02. E quando estava na floresta que ouvi seu som novamente e logo depois vi o homem estranho.

Charllote suspira fundo. Ela procura sua mochila, a abre e retira um pequeno laptop. Ela começa a digitar algo freneticamente enquanto continua falando

- Você não estava mais em Vaniville quando viu a tal ave? – pergunta ela.

- Não, eu deixei minha cidade logo cedo para começar minha jornada. Eu a vi foi já na rota 01. Mas por que está perguntando? Aconteceu alguma coisa?

Charllote para bruscamente o que estava fazendo e encara o garoto. Ela se volta para o laptop e fica indecisa em mostrar o que estava vendo. Por fim, ela respira fundo, e vira a tela para Marvelous.

- Hoje cedo teve-se a noticia de que aconteceu um incêndio em Vaniville. Como a cidade é bem pequena, mais da metade das casas foram destruídas. Ninguém sabe ao certo a causa disso, mas há testemunhas de que foi um misterioso pokémon voador quem pôs fogo em tudo.

Marvelous ficou paralisado de espanto. Ele encarou a tela do laptop com os olhos esbugalhados. As imagens mostravam as casas pegando fogo e as pessoas correndo desesperadas.

- Ma-mas como isso foi acontecer?! – exclama ele exaltado – Eu sai nem faz poucas horas e isso aconteceu? Meus pais! Eu tenho que voltar!

- Calma! Está tudo bem! – fala Charllote segurando-o – Nenhuma pessoa morreu não. Todos devem estar em abrigos agora. Se você voltar para lá, só será mais um desesperado na multidão.

- Mesmo assim! – fala o ruivo desesperado – Eu preciso ao menos ligar para eles.

Por um telefone publico Marvelous conseguiu ligar para o celular de sua mãe. Felizmente sua casa não foi uma das primeiras a serem atingidas, então houve tempo para fugir. Ela contou que estavam em abrigos em Aquacorde enquanto tentavam descobrir as causas do incêndio. No entanto, segundo ela, todos os moradores que estavam na rua no momento, afirmam ter visto mesmo uma ave enorme colocar fogo em tudo.

- Se for mesmo a mesma ave que eu vi – fala o garoto dessa vez bem sério – Eu vou pegá-lo!

- E eu tenho que investigar isso também! – fala Charllote – Algo me diz que tudo isso está conectado. Mas primeiro precisamos saber que ave misteriosa é essa.

Marvelous, nós vamos até a cidade de Lumiose City falar com o professor Scaymore!

- O que? Como assim? – exclama o garoto assustado com a forma imperativa com que a menina falara – Eu acabei de começar minha jornada de Treinador Aéreo! Não posso desviar o caminho.

- Mas isso é mais importante! – rebate a repórter irritada – Você não quer solucionar esse mistério?

- Quero, mas cada coisa na sua vez! – confronta Marvelous nervoso – Agora eu sou um treinador e vou seguir na jornada.

Os dois garotos se encaram bufando de raiva um do outro. Podia-se ver faíscas cruzando seus olhos. Ambos eram muito cabeças quentes, e não dariam o braço a torcer para o outro. Percebendo o conflito, Viola, que havia assistido a tudo, resolve intervir.

- Ei Marvelous – diz ela – Então você quer ser um treinador aéreo não é?

O ruivo confirma com a cabeça.

- Mas você já é cadastrado? – continua ela – Possui ao menos uma pokédex?

Marvelous faz uma cara de surpresa. Não possuía nenhum dos dois itens, e sequer sabia que precisava disso.

- Pois bem – diz a líder – Para se cadastrar nas competições, você precisa de uma pokédex, e esta você ganha com o professor Scaymore.

Charllote abre um sorriso triunfante, que só faltou engolir o garoto. Percebendo que passar por Lumiose seria roteiro obrigatório, Marvelous suspira derrotado.

- Ok, ok. Irei para Lumiose ver o professor – fala ele com visível desanimo – Mas fique sabendo garota que faço isso por ser essencial para minha jornada, não porque você quer!

- Hunf! Tanto faz! – rebate a outra com desdém – O importante é que vamos. Aliás, vamos logo!

E sem cerimônia Charllote agarrou o braço do ruivo e tentou arrastá-lo.

- Espere aí! – intervém Viola – Já que queres ser um treinador, que tal batalhar comigo? Já possui um pokémon capaz de voar?

- Mas é claro! Quero batalhar sim! – exclama Marvelous excitado com o convite.

Ele se solta de Charllote e saca sua pokébola. Jogando-a para o alto, ele libera o pequeno Fletchiling. Vendo qual era o pokémon do garoto, Viola balançou negativamente a cabeça sorrindo. Ela também pegou sua pokébola e liberou um Maskerain.

- Provavelmente você não sabe que os Fletchling ainda não podem participar das batalhas aéreas. Mas como essa não é uma batalha oficial, eu aceito o seu desafio. Dê o seu melhor!
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por lord sugar em Qui 19 Dez 2013 - 12:38

Bom capitulo, só achei um pouco curto. Melhorou sobre a repetição mas mesmo assim diversas vezes se via as palavras ave gigante e tals oque tem que melhorar neste aspecto.

Como eu disse o capitulo foi excelente só fiquei na tensão no final, queria ver a batalha.

Então é só e boa sorte com a fic
avatar
lord sugar
RPG Mod
RPG Mod

Masculino Idade : 16
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/11/2013

Frase pessoal : oi


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Black~ em Seg 30 Dez 2013 - 20:14

Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho, mostrando o começo da jornada do Marvelous e também tendo vários acontecimentos seguidos. Deu uma certa adrenalina e colocou um clima de suspense na fic, eu gosto bastante disso. Espero que mantenha esse suspense e essa adrenalina, que vai ficar muito bom.

Já deu pra perceber que essa "caminhada até Lumiose" vai acabar se tornando uma jornada dos dois juntos. E também com essa briga deles já deu pra perceber que eles vão ficar brigando, brigando, mas vão virar amigos no final, mas enfim.

O Marvelous se precipitou tanto em sair de casa pra se tornar treinador, que não sabia do básico para ser um. Tipo, o cara não saber que é necessário se registrar e que precisa da pokédex -q, o que a emoção não faz -qqq, mas enfim.

O capítulo ficou bom como já dito, mas achei que ficou meio precipitada a batalha da Viola contra o Marvelous. Ficou parecendo aquelas batalhas de rivais, de início de jornada, sabe? Não que tenha sido algo bem ruim, mas sei lá.

Essa ave misteriosa continua bem misteriosa -q, consegui imaginar só o Moltres e o Ho-oh, mas é estranho porque a fic é em Kalos, mas talvez possa ser aquela última evolução do Fletchling, sei lá -q. E esse roubo dos pokémons também está bem misterioso, vamos aguardar para ver o desenrolar.

Erros não vi nenhum que prejudicasse a leitura.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Umbreon_NICE em Dom 5 Jan 2014 - 10:05

Que história violenta cara -q, usar pedras pra pegar o Pokémon é muito Safari, cuidado com a PETA. Curti bastante a história, o prólogo ficou bem legal, bem narrado e não ficou tão rápido assim. Espero que o Marvel e o Fletchling criem uma boa relação, depois de um começo forte. O primeiro capítulo, eu achei o finalzinho dele meio corrido, mas ainda sim não tirou a qualidade. Aquele Pokémon que o Marvel viu, certeza que é o Ho-Ho, pelo menos foi o que eu me lembrei relacionando Pokémon Voador com incêndios, e essa Charllote ou esse, não entendi de que sexo ela é, ou não li direito. Nway, ela poderia acompanhar ele na jornada, tals. Então, a ideia da história é ótima, é aquela coisa de jornada, mas com uma originalidade sua, isso é bom. Go on!
avatar
Umbreon_NICE
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/07/2010

Frase pessoal : COMUNISMO ANTI SOCIAL


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Caio. em Dom 5 Jan 2014 - 22:01

Tua escrita é bem doce, Murilo. Gostei bastante. O prólogo foi tão suave que me passou batido, o que não é algo ruim. Cada pequeno detalhe foi valorizado, garanto-lhe, mas foram tão deliciosos, que nem liguei. Uma coisa que eu achei bem inovadora foi a própria pessoa pegar seu primeiro pokémon, foi algo meio Safari (pedra pedra everywhere naquele Dratini lindo oh fuck fugiu D:). Gostei bastante dele ter segurado a pokéball para prender o pokémon lá dentro, como ninguém faz isso, cara? u.u Pessoal maluco, pombas, eu faria isso direto -q

Gostei bastante do fato do protagonista ser ruivo, isso é de certa forma incomum, eu pelo menos não me lembro d'alguma que fosse ruivo hm Mais um Marvelous na área de fics, anyway. Não entendi o porquê dos Fletchlings não poderem participar das batalhas, sério... Não entendi bem D: Nunca curti a Viola, sempre a achei uma líder bem sem sal. Na verdade, só gosto do quinto líder de Kalos pra cima, pra baixo acho [palavra censurada] sempre graça os líderes u.u Vamos ver se tua fic me faz mudar de opinião, né? - qzin Btw, não curti essa Charllote chata nervosa u.u

O bicho pode ser o Yvetal, ou não, pode ser Ho-Oh, Moltres, slá, tantas possibilidades x.x'' Não mate a gente de suspense, cara :c Aguardo ansiosamente os próximos capítulos dessa história, haha.
avatar
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Micro em Qua 8 Jan 2014 - 15:00

Bem, pra te falar a verdade, o título me afastou dessa fic. Eu tenho algo contra títulos em Japonês, não sei por quê, mas acho que só Sky Battle Adventures não seria o suficiente. Mas graças a Deus eu não julguei o livro pela capa.

Como disseram acima, a história flui incrivelmente. É leve, suave, com uma graça que eu não vejo em muitas fics; nem sequer nas minhas histórias eu consigo um efeito assim.

Gostei também da "abertura Safári", um começo de jornada que na verdade é o começo verdadeiro de 80% dos treinadores. Por que convenhamos, não é todo mundo que começa com um inicial raro pra dar e vender por aí. Vide os jogos: você precisa fuçar o continente todo atrás de um treinador que tenha o terceiro inicial (que nem você nem seu rival escolheu) pra completar a Pokedéx; a maioria das pessoas que você enfrenta usa Pokémon encontrados nas rotas em que elas estão.

Não vi erros de gramática. Pelo amor de Deus, não me faça apontá-los: sou péssimo nisso. Deixo isso pro Mud e pro Black.

Uma coisa que me deixou meio preocupado foi o nome dos personagens. Marvelous e Charlotte. São nomes fortes e grandes, que é preciso encher o peito pra falar. Não que seja ruim: deu um efeito incrível contrastando com o ritmo suave. Mas eu provavelmente vou chamá-los de Marvin e Charlie, por pura força do hábito.

É isso. Acho que vou te mandar a ficha de um Vilão, pra ver se eu consigo ajudar mais do que só dando comentários. Até o próximo capítulo, se eu conseguir acompanhar :0
avatar
Micro
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 04/02/2010

Frase pessoal : destination unknown


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Dr. Feelgood em Sab 11 Jan 2014 - 0:26

Bom, vou começar comentando o prólogo.
Eu gostei, gostei das referências sobre RBY e Origins, e Kalos obviamente. Mas, apesar da ter sido ótima a sua introdução, depois dela, o texto começou ficar um pouco solto, achei que tu deveria ter descrito melhor, principalmente o sentimento do garoto ao encontrar uma coisa sinistra e hilária. Claro que não foi em todo o texto, mas só por ali, pois depois você conseguiu descrever bem e deixar uma narrativa boa. Enfim, é só um prólogo.

Sobre o capítulo eu não tenho o que falar muito, foi bem escrito e bem bolado, deu até um questionamento maior de qual ave lendária seria.
avatar
Dr. Feelgood
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
4 / 104 / 10

Data de inscrição : 09/01/2014


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Karos Chihō – Sky Battles Adventures

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum