Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Aion Chronicles: Journey to be a Master

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por xKai em Qui 1 Ago 2013 - 20:36

AION CHRONICLES:
Journey to be a Master




Banner by: Athena.


Protagonista:


Nome: Kai Silverlake
Idade: 13 anos
Continente e cidade em que nasceu: Sinnoh, Veilstone City.
Classe: Treinador.
Pokémons:
História: Nasceu em Veilstone City no continente de Sinnoh, se mudou para Aion algum tempo  após a separação de seus pais. Muito carismático e hiperativo à primeira vista sua personalidade pode mudar da água para o vinho se tornando agressivo, tímido e até assustado. Venceu alguns torneios regionais por Sinnoh e inclusive chegou até a liga pokémon quando tinha 11 anos chegando até as semi-finais da liga. Conheceu Cynthia, a campeã da elite dos 4 de Sinnoh. Seus pais então se separaram, seu pai se tornou líder do ginásio de Seiryu City no continente de Aion e o levou junto para que o garoto se tornasse um "Dragon master". Seu primeiro pokémon foi um Growlithe, presente de seu irmão mais velho que atualmente está viajando pelo mundo atrás de novas descobertas arqueológicas, quase sempre Kai acaba recebendo algum presente de seu irmão o último pelo que se sabe foi um skate pelo qual o garoto não sai de casa sem ele. Seu pai decide que já era hora de seu filho se tornar o líder do ginásio tendo apenas pokémons de tipo dragão, Kai não poderia simplesmente descartar seus outros pokémons e então decide enfrentar seu pai em um desafio para ganhar seu respeito e provar que ele consegue se dar bem com qualquer tipo.
Personalidade: Hiperativo e demonstra certa falsidade com as pessoas, influência de um fator ainda desconhecido..
Líderes de ginásio:


Nome: Cairn Silverlake
Idade: 40
Continente e cidade em que nasceu: Sinnoh, Veilstone City.
Classe: Líder de ginásio.
Pokémons:
História: Morava em Sinnoh na cidade de Veilstone, se separou de sua mulher e viajou até o continente de Aion para se tornar líder do ginásio da cidade de Seiryu. Seis anos depois pediu para que seu filho mais novo fosse para Aion para seguir seus passos já que não se sabe o paradeiro de seu filho mais velho. Mesmo entre os líderes de ginásio ele é temido, é conhecido como "Dragon Master, Cairn". Tem dois filhos, o mais velho Shuu se recusou a ser seu pupilo e hoje viaja pelo mundo, deixando seu irmão Kai com esta responsabilidade.
Personalidade: Frio e pavio curto.





Nome: Dean Syrus.
Idade: 21 anos.
Continente e cidade em que nasceu: Kanto, Vermilion.
Classe: Líder de ginásio.
Pokémons:
História: Dean e filho do melhor amigo de Lt.Surge. Seus pais são separados. Sua mãe Shina mora no continente de Aion, e seu pai mora no continente de Kanto. Dean viveu com seu pai Tony por quatro anos até sua mãe achar uma vaga para aprendiz de Líder de Ginásio. Lt.Surge gostava muito dele e, quando soube que ele iria partir para Aion, Lt.Surge deu de presente um Jolteon shiny de recordação. Passaram sete anos e Dean virou o líder do ginásio de Newest City.
Personalidade: Muito orgulhoso.
Rivais:



Nome: Ridley Strauss
Idade: 14 anos.
Continente e cidade em que nasceu: Hoenn, Mossdeep City.
Classe: Treinadora, rival.
Pokémons:
História: Não se sabe muito sobre esta garota, apenas que ela veio do continente de Hoenn e adora praticar esportes radicais, não faz o gênero menina boazinha mas sempre acaba se atrapalhando, tem uma personalidade muito forte. Tem o péssimo hábito de julgar as pessoas por sua aparência. Parece uma menina meiga e comportada, mas é justamente o oposto.
Personalidade: Muito animada e desbocada.


Nome: Reignard Wander
Idade: 16
Continente e Cidade em que Nasceu: Johto, Blackthorn
Classe: Treinador, rival
Pokémon:
História: Desde cedo, Reignard mostrava ser um treinador talentoso. Contudo, nunca teve muito interesse em batalhas e afins, confrontando apenas aqueles que julgasse como sendo interessante. O primeiro Pokémon que recebera foi um Horsea. Decidiu ir à Aion para procurar por algum desafio.
Personalidade: Silencioso e sério, raramente falando algo. Inteligente, mas com pouco desejo por batalhas.
Coadjuvantes:





Nome: Matthew Stone
Idade: 21
Continente e cidade em que nasceu: Hoenn, Mossdeep City.
Classe: Arqueólogo.
Pokemons:

História: Sobrinho do Sr. Stone, presidente da Devon Corporation e primo de Steven Stone, mestre pokemon dos tipo Steel, Matthew tem a mesma paixão de sua família por pedras de evolução e fósseis, geralmente um treinador bem sociável, mas nunca é visto na superfície. Veio de Hoenn para estudar os mistérios de Mt Dust.
Personalidade: Simpático, calmo e sempre disposto a ajudar.
Vilões:


Nome: Cassidy
Idade: ??
Continente em que nasceu: Kanto, ??
Classe: Hunter
Pokémons:
História: Se formou como membro da Equipe Rocket junto de seu parceiro Butch, juntos saíram da Equipe Rocket e se juntaram a um grupo mercenário denominado de Pokémon Hunters.
Personalidade: Perspicaz e agressiva.



Nome: Butch
Idade: ??
Continente e cidade em que nasceu: Kanto, ??
Classe: Hunter
Pokémons:
História: Se formou como membro da Equipe Rocket junto de sua parceira Cassidy, após muito tempo largaram esta Equipe e hoje são membros do grupo denominado Pokémon Hunters.
Personalidade: Carismático e Pavio curto.


Índice:

Prólogo: Neste post.
Capítulo 01: Até o dia que eu for o melhor.
Capítulo 02: Caçada! O Dragonite que não pode voar.
Capítulo 03: Rival battle! Dragonite Vs. Aerodactyl.
Capítulo 04: Pokémon Triathlon! As três modalidades.
Capítulo 05: Rota 02. Um Trapinch da pesada!
Capítulo 06: Conclusão para uma confusão. Wooper e Vibrava!
Capítulo 07: Bem vindos ao Novo Oeste! Kai Vs. Dean.
Capítulo 08: Que comece o Don Battle! As sombras que se movem.
Capítulo 09: A Ilusão de Zoroark. A mordida de Gible. ( Próximo capítulo )





PRÓLOGO:
Localizada ao extremo Sul de Sinnoh o norte desta região faz fronteira terrestre com a cadeia montanhosa que faz conjunto ao Mt. Coronet, as regiões leste, oeste e sul são banhadas pelo oceano o que faz desta região um lugar muito agradável para tirar férias, existem muitas cidades portuárias onde vive a maior parte da população, o clima predominante é o tropical. Ao norte existe uma cadeia volumosa de montanhas onde o inverno persiste até os meses de Janeiro e Fevereiro, as temperaturas raramente ultrapassam os 5 graus e quase sempre neva. No centro do continente existe um vulcão ativo chamado de Mt. Dust, o nome é uma lembrança e ao mesmo tempo uma maldição, no passado viveu um treinador maligno que usava os mais fortes pokémons de fogo, seu nome era Dust, dizem que seu espírito que jaz neste vulcão amaldiçoa qualquer um que passe por ele. Ao extremo leste mar a dentro existe um conjunto de ilhas chamadas de Imperial Islands, uma grande quantidade de King's Rock podem ser encontradas neste local o que faz viajantes de diferentes partes do globo trazerem seus pokémons para que possam evoluir, a competição é grande já que pokémons aquáticos que vivem na região também entram no jogo. Vulcões ativos, ilhas tropicais e ruínas inexploradas ambientes que aguçam a curiosidade de qualquer jovem curioso que queira se aventurar por este vasto continente.

Seiryu City, uma cidade moderna localizada no oeste do continente, é cercada por muitas cavernas dando também um toque mais selvagem, as formações rochosas que cercam esta grande cidade abrigam pokémons tipo dragão que parecem ter uma preferência por esta parte do continente, existem algumas áreas mais abertas pouco mais ao sul onde também vivem alguns destes majestosos pokémons. Praticamente todas as casas e edifícios possuem algum tipo de acabamento em mármore, branco e preto pareciam ser as cores principais desta cidade, as casas tinham um formato bem curioso, algumas em forma de domo e outras com um formato um pouco mais elaborado, como se fossem pirâmides, os grandes prédios tinham aparência normal, a não ser pelas cores branca, janelas pretas e luzes de neon de cores púrpuras.




Era uma manhã ensolarada naquela cidade onde o moderno e o rupestre faziam fronteira. No sul da cidade onde era menos movimentado havia uma construção em forma de um grande domo e bem na entrada estava a identificação marcada em uma placa não muito chamativa, mas era impossível passar sem perceber a escrita naquele outdoor que dizia Seiryu City Pokemon Gym. No interior desta construção bem elaborada havia um campo de batalha muito moderno, o teto do ginásio era aberto para que os majestosos dragões tenham suas capacidades de voo irrestringíveis. Naquele campo de batalha duas pessoas estavam se enfrentando, um deles era um homem de cabelos loiros bem alto com uma personalidade bem selvagem, já o outro era um garoto magro de pele clara, seu cabelo espetado tinha uma cor cinza muito chamativa. Pai e filho se enfrentavam mas o mais jovem parecia estar tomando uma surra, seu Riolu estava bem atento ao mesmo tempo em que demonstrava estar assustado, seu oponente era Haxorus um pokémon tipo dragão em seu último estágio evolutivo.

Soundtrack:

- Haxorus, Dragon Tail! - Exclamou o homem com frieza.

O dragão investia contra seu oponente usando sua cauda como arma, o pequeno Riolu se esquivava da maneira que podia executando saltos mortais para trás, mas Haxorus era persistente e o atinge em cheio atirando o cão para próximo de seu treinador.

- Não perca a consciência Riolu! Copycat! - Exclamou o protagonista assustado.

O pequeno cão escutou perfeitamente o comando de seu treinador, suas orelhas se erguem na horizontal, Riolu estava se lembrando dos movimentos usados por Haxorus e então investe contra o dragão com sua cauda que estava emitindo um forte brilho azul, era o Dragon Tail. O canino atinge Haxorus com sua técnica mas parecia não ter tido um bom resultado.

- Não adianta Kai! Mesmo que seja uma técnica de um tipo dragão ela não passa de uma imitação, um verdadeiro dragão ataca com fúria mesmo quando não está utilizando as técnicas próprias de seu tipo. Haxorus, Hidden Power!

O dragão após focar uma certa quantidade de energia com suas 'mãos' cria uma espécie de esfera esverdeada que é atirada na direção de Riolu.


- Mas que problemático... É por isso que a mamãe largou você. Riolu vamos com Vacuum Wave!          

Seguindo as instruções de seu treinador Riolu parecia focar algum tipo de energia em torno de sí próprio, uma aura azulada percorre todo o seu corpo e no instante em que este pula o mais alto que podia ele libera toda esta energia em forma de onda que se choca com o ataque de Haxorus, a primeira vista parecia ter acabado em um empate, mas a onda criada pela colisão acabou atingindo Riolu que era atirado alguns metros para trás, o poderoso dragão ainda estava ileso a batalha estava sendo dominada.

- Desista logo Kai, você como meu filho tem potencial para se tornar o próximo líder deste grandioso ginásio, não seja mais criança e comece a dominar suas habilidades para se tornar um Dragon master! - Exclamou o homem que parecia estar dando uma bronca em seu filho.

-  Já disse que não! Eu gosto de todos os pokémons, não vou descarta-los apenas por não serem do tipo dragão! Riolu e eu não ficaremos intimidados na sua presença, nunca mais! - Dizia o garoto que parecia estar tremendo.

Uma discussão entre pai e filho que resulta em uma batalha completamente unilateral, qual foi o estopim para esta onda de acontecimentos? Qual dos lados estaria com a razão? Não percam o Capítulo 01: Até o dia que eu for o melhor.


Notas do autor:
Não fui muito grande, e nem explicou muita coisa sobre o protagonista, não é? Bom isso tudo vai acontecer no capítulo 01, haverão muitas explicações e vocês irão descobrir o motivo de Pai e filho estarem se enfrentando.

Como Kai já viajou por Sinnoh ele não é um iniciante, o mesmo possui alguns pokémons que se encontram com ele ou então no laboratório do professor Rowan em Sinnoh.


Última edição por xKai em Ter 1 Out 2013 - 18:00, editado 35 vez(es) (Razão : Atualizações)

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Qui 1 Ago 2013 - 21:12

Bom, vamos lá.

A sua fic me pareceu interessante e tals, eu já sabia mais ou menos da história, mas enfim. É interessante, o garoto é filho de um gym leader dragão, mas é contra treinar pokémons apenas desse tipo, foi bem interessante até, ele ainda foi lutar por seus "ideais", mas era óbvio que ele ia perder.

Uma coisa que acho que dava pra ter sido melhor explorada, era a região, ficou um pouco vago. A região é uma ilha que fica abaixo de Sinnoh, ou faz fronteira terrestre? Porque você disse que fazia fronteira com o Mt. Coronet, mas isso é impossível, pois teria de ser uma região no meio de Sinnoh. Também acho que dava pra ter um mapa da região, pra nos localizarmos melhor. A Seiryu City creio que seja a última, pois o cara treina um Haxorus, mas faltou melhor indicação, mas enfim.

Cara, por favor, deixe a fic sem imagens, sei lá, é melhor que apenas descreva os golpes, as imagens acaba deixando a fic feia, por isso sugiro que você tire, pois fica melhor de ler e tudo mais e tals -q, mas enfim.

Olha, eu não gosto muito quando um autor coloca os pokémons do personagem antes mesmo deles aparecerem, pois na hora que aparecem, tiram o "mistério". Então se só apareceu o Riolu, acho melhor que deixasse só ele na descrição, mas enfim.

Erros creio que não vi nenhum, se vi foi algo bem bobo.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Gus em Qui 1 Ago 2013 - 21:25

Boa Noite.

Sobre a história, achei normal, clichê não, porque muitos não começam com um Riolu e são filhos de um pai que é lider de ginásio. Mas, não dá para falar muito coisa dela, pois, você só descreveu mesmo o continente/cidade e fez uma batalha. Então no primeiro capítulo eu falo mais.

Enfim, achei sua descrição um pouquinho exagerada em algumas partes, no primeiro parágrafo por exemplo, mas outras vez vc foi bem. A narração curti, só pecou no início, mas narrou bem a batalha.

Ah sim, eu não ligo se você por imagens ou não, eu com certeza prefiro sem, mas se você deixar, não terá problema nenhum, pelo menos para mim.

Sobre erros, eu vi. Faltou vírgulas o que me confundiu as vezes no que você queria dizer, mas isso é uma coisa que todos tem dificuldade e você melhora com o decorrer dos capítulos.

E isso aqui apenas:


seu Riolu estava bem atento ao mesmo tempo em que demostrava estar assustado, seu oponente era Haxorus um pokémon tipo dragão em seu último estágio evolutivo.


E está bom, cara, não foi grande porque é um prólogo, que geralmente são curtos.

Gus
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/07/2010


Ver perfil do usuário http://about.me/dantasgustavo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Pikachuzinha em Qui 1 Ago 2013 - 21:35

Hey. Uma fic sobre Dragon Masters? /surprised Curiosa sua estória. Curiosa. Achei bem elaborada e tal, só não gostei muito da região ter uma fakédex, porque tipo, demora para acostumar com os "novos" monstrinhos. Você deve gostar bastante de Hunter x Hunter (é esse o anime, né? -q), já que seu avatar é de um personagem do anime e o protagonista da fic é representado por esse mesmo personagem. xD

Bom, falemos do prólogo. Ficou bom e nem tão simples, porém, para mim, ele tem mais cara é de capítulo. Não explicou muita coisa, além de também ter comentado sobre muitos itens desnecessários em um prólogo. Poderia ter deixado para falar algumas coisas nos primeiros capítulos, porque né, contar praticamente todo o principal em um prologue... :/

Erros eu não vi, acho. Em algumas partes faltaram vírgulas, dificultando um pouco a leitura. Tente revisar mais seus textos, é uma boa forma de evitar falta de pontuações e acentuações. De qualquer forma, por hoje é só. Aguardo mais capítulos. Boa sorte com a fic e até mais! o/
avatar
Pikachuzinha
Membro
Membro

Feminino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/07/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Pikato em Sex 2 Ago 2013 - 16:08

E aí xkai, estou realmente curioso sobre essa região que você vai escrever, a ideia de como a Athena falou da fakedex é meio anormal, hehe^^ Mas com o tempo me acostumo, afinal um escritor deve ousar sem temer as críticas^^

Acredito que o Black destacou todos os pontos essenciais, prevejo um bom enredo, lembre-se de dar sempre toques de diversidade como alguns estilos: Suspense, comédia, drama e etc. Sobre a Soundtrack acredito que ficaria melhor se fosse feita por você, se quiser eu posso fazer algumas músicas para você também.

Acredito que esta fic tem futuro, somente descreva um pouco mais a região e guarde os mistérios dos Pokémons, e achei interessante uma técnica Coypcat, não lembro de vê-la nos jogos Pokémons, legal cara.

Enfim, é isso, o que esse Pikachu pode fazer para ajudar, já falou, espero que nós que comentamos nas fics possam auxiliá-lo a deixar essa fanfic fantástica, que acompanharei ansiosamente^^
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 01: Até o dia que eu for o melhor.

Mensagem por xKai em Sab 3 Ago 2013 - 22:30

Respostas:
Black~: Valeu por apontar estes erros Black, já dei uma corrigida mas discordo em alguns pontos, o continente não é uma ilha, é uma massa de terra que está ligada ao continente de Sinnoh, como eu havia dito faz fronteira com a cadeia de montanhas do Mt. Coronet que são uma espécie de Cordilheira que corta Sinnoh ao meio, dando uma boa olhada no mapa do continente de Sinnoh verá que essa cadeia de montanhas continua pelo Sul, como o anime não usou esta área e partiu para outra eu decidi encaixar ali. Em relação às imagens acho que é o gosto né, eu pessoalmente gosto. Realmente é bom fazer um certo mistério, então a partir daqui só vou colocar os pokémons quando eles aparecerem coloquei o Growlithe já que ele faz parte da história do personagem.

~Gus: Vou tentar exagerar menos em algumas descrições, tenho esse mau hábito as vezes exagero demais e as vezes fica faltando alguma coisa e_e' Espero conseguir corrigir isto com o tempo, em relação ao erro citado já corrigi, obrigado.

Athena: Pois é, uma fic sobre Dragon Masters, até que foi bem original né? Nem me achei agora. Sobre a fakedex ainda não está decidido ainda to vendo se coloco ou não, algumas pessoas parecem gostar, outras não... Quero tentar agradar ambos os lados. Pois é eu gosto muito de Hunter x Hunter, e como minha criatividade para criar personagens não é muito grande eu tava vendo o Anime daí pensei... Porque não? E assim saiu o personagem. Realmente não expliquei muita coisa, o prólogo foi mais para apresentar a nova região e um pouco sobre a cidade em que a trama vai começar, vírgulas e pontos estão no meu maldito karma... São erros que me perseguem de longa data, estou tentando melhorar isto, enfim, obrigado.

Pikato: Agradeço a ajuda cara, bem eu até posso precisar desta ajuda sim porque eu não sou muito eficiente com essas manhas aí. A fakedex como já destaquei para a Athena ainda estou pensando no assunto. Copycat é uma técnica muito interessante, ela foi apresentada no anime poucas vezes (Eu acho... só vi uma vez) a primeira vez que a vi foi justamente usado por um Riolu, então achei legal deixar ela aqui. Com certeza eu espero melhorar com os comentários e críticas, confesso que eu ainda tenho muito medo das críticas, ainda me falta um pouco de esportiva neste assunto, espero melhorar com o passar do tempo.




Capítulo 01:

Até o dia que eu for o melhor

O garoto estava tentando se manter de pé, estava receoso e muito trêmulo, não queria passar vergonha mais uma vez na presença de seu rigoroso pai, ao ver que o rumo da batalha já estava perdido o jovem cai em tristeza, até que memórias de seu passado o fazem lembrar o motivo pelo qual ele estava ali.

Soundtrack:

Flashback - On


Seis anos Atrás...

- Porque você está indo embora Shuu? É você quem deve seguir os passos do pai e ser líder de ginásio... - Dizia o garotinho derramando algumas lágrimas.

- Não é a minha vontade ser líder deste ginásio, você sabe bem disso. Eu quero conhecer o mundo, e não vai ser abraçado a este ginásio que eu vou conseguir completar este objetivo. Você deve ser forte por nós dois Kai, por causa do meu egoísmo você quem será o alvo do pai, daqui a alguns anos, seja forte e não faça o que não quer.

- Isso não é justo... - Reclamou emburrado.

- Sabe, o pai tem pokémons dragões bem poderosos e a separação da mamãe deixou ele bem ranzinza, cabe a você agora  o fazer abrir os olhos, eu vou embora escondido, mas antes de ir eu deixo dois presentes com você, lembra daquele Growlithe que nós encontramos perdidos na caverna? Eu cuidei dele escondido até hoje, vou deixar ele com você, será uma boa companhia para o Riolu, você vai escolher ele não vai?

- Você estava com o Growlithe todo este tempo? Você tinha me dito que ele tinha fugido...Você foi muito cruel, nós poderíamos ter brincado todo esse tempo. É claro que sim Riolu e eu somos quase irmãos.


- Haha! Eu não podia contar, você ia acabar contando pro pai e ele não iria aceitar... O único motivo dele não tirar o Riolu de você é porque ele sabe que você vai abrir o berreiro. - Dizia o mais velho com um sorriso no rosto.

- Está bem... Mas você disse que eram dois presentes.

- Você não deixa escapar uma não é? Agora ele pode parecer um pouco grande pra você, mas vai servir perfeitamente com o tempo, cuide bem dele é o meu skate favorito.

- Mas porque um skate? - Perguntou curioso.

- Vai chegar o dia que você vai precisar correr muito rápido, o mais rápido que puder. Com este skate nada vai conseguir te acompanhar.

- Ta bom! - Esbravejou o garoto passando ambas as mãos em seu rosto na tentativa de limpar suas lágrimas que pouco a pouco paravam de cair.

- Muito bem. Não quero ver este rosto chorando por minha causa outra vez, você vai ter que ser mais forte, e não se esqueça de me procurar quando você fugir desta gaiola, não será nada fácil.

O mais velho acabara de presentear seu irmão com um par de presentes que compartilham com ele um laço único de amizade, o pequeno Kai abraçava aquela pokébola e o skate com bastante força, forçando ao máximo para não tornar a derramar lágrimas. Era enfim a hora da despedida, o garoto solitário apenas observa enquanto seu único irmão se afastava cada vez mais, indo embora. Era uma memória muito triste ao mesmo tempo em que era sua memória mais feliz.

" Você deve ser forte por nós dois Kai. "

Flashback - Off

Aquela frase ecoava até agora nos ouvidos do protagonista, naquele momento o garoto já havia perdido o foco da batalha e seu pai que não era de perdoar erros aproveitou esta falha do jovem treinador para dar o golpe final.

- Haxorus, acabe com ele. Hyper Beam!


- Droga! Riolu se defenda...

O garoto tentou reparar seu erro, mas naquela altura já era tarde demais. O dragão disparava um poderoso raio de cor escarlate de sua cabeça, sem chance alguma para se esquivar o pequeno cão é atingido em cheio pelo ataque e caia no chão fora de combate, dando a deixa para o juiz.

- Riolu está incapacitado de continuar esta batalha, o vencedor é o líder Cairn e Haxorus!

- Já era de se esperar no fim das contas... - Dizia o homem sem se importar.

- Riolu! Você está legal amigão? - Dizia o garoto em tom de preocupação enquanto corria para socorrer Riolu.

- Com essa já totalizam dezessete derrotas Kai. Pare com toda esta rebeldia adolescente e comece a treinar usando verdadeiros dragões.

- É assim que você chama agora? Eu não quero ser líder deste ginásio seguindo as suas regras, meus pokémons são meus únicos amigos! Não vou me livrar deles por um título.

- Mas que droga... Tire esse cão daqui e vá tomar um banho, depois iremos conversar sobre isso.

- Eu vou sim, mas não espere que eu volte. Eu te proponho então um último desafio, pai.

- Outro? Não tem como você vencer enquanto não iniciar seu treinamento para se tornar um Dragon master.

- Estou te pedindo apenas um ano, eu vou viajar para desafiar a liga pokémon. O que eu te proponho será o seguinte, se eu conseguir sete insígnias eu voltarei até aqui para enfrenta-lo almejando a oitava, se eu vencer, você terá que me aceitar do jeito que eu sou! - Dizia o garoto ainda um pouco assustado.

- Conveniente... Você quer ganhar tempo para vadiar por aí, igual o seu irmão. - Retrucou o homem que encarava o filho com um olhar firme.

- Encare da forma que bem entender, eu não vou fugir só preciso de mais experiência e aprender como um líder de ginásio age, viajando por Sinnoh eu jamais pensei desta maneira e mesmo assim consegui chegar até a liga, isso indica que pelo menos algum talento eu tenho.

- Está bem, quer mais tempo, então eu darei permissão para que você saia, mas esta será sua última chance de me provar estes seus ideais, se você não me vencer quando voltar terá de ir até o vale dos dragões ao norte daqui e treinar com os melhores!

- Então está combinado, com sua licença.

Após um diálogo nada agradável com seu pai o garoto finalmente consegue convencer seu pai a lhe dar uma última chance para que ele prove seu valor, o garoto sem dizer muito saiu pelo mesmo lugar por onde entrou carregando o pequeno cão em seus braços, sua casa era convenientemente localizada ao lado do ginásio, ele só precisaria esperar que Riolu se recupere enquanto arrumava suas coisas para viajar por este enorme continente.

Algumas horas mais tarde...

O Garoto estava em seu quarto, havia acabado de terminar seu banho e não trajava nada além de uma toalha que cobria a parte inferior de seu corpo, Riolu estava sentado em sua cama aguardando por seu treinador que para surpresa do canino estava muito animado.

- Certo Riolu! Hoje é o dia em que nós iremos viajar como verdadeiros homens!

O protagonista parecia tão entusiasmado que havia esquecido que estava em trajes menores, Riolu saltou de sua cama e deu uma leve puxada na toalha do garoto para lembrar-lhe de se vestir antes de sair, logo após chamar a atenção Riolu solta um leve suspiro.

- Ops... Obrigado Riolu, não seria um bom começo não é?

Alguns instantes depois...

- Agora sim. Ei, ei Riolu! Não conte pra ninguém sobre a primeira parte em! Agora está tudo aqui, roupas, cuecas, pasta e escova para os dentes é claro, algumas besteiras, doces, doces... Chocolates, é claro! Algumas trufas que a mamãe mandou outro dia e as pokébolas também, e eu não poderia esquecer a ração pokémon.

Enquanto o garoto tagarelava sobre os pertences que estava levando o carismático pokémon arrastou um skate que estava em baixo da cama para que ele leve junto.

- Haha! Parece que hoje estou um pouco perdido, o que seria de mim sem você? Bem isso não importa, vamos lá Riolu!

Não demorou muito até que o garoto agarrou o skate que seu irmão havia lhe dado alguns anos atrás dos braços de Riolu e o prendeu em sua mochila, enquanto organizava suas pokébolas e fazia uma checagem em alguns outros itens de importância como potions, antidotes, algumas berries, sua pokédex que estava desatualizada, não haviam dados sobre alguns pokémons ainda, mas o garoto fazia questão de não esquecer este importante artefato, uma vara de pescar retrátil também era de importância para que ele pudesse pescar seu próprio alimento quando suas besteiras acabassem, jogado em cima da cama estava um iphone, não que o jovem tivesse amigos para quem ligar, mas ali haviam alguns contatos úteis em caso de emergência.

- Hora de quebrar este porquinho Riolu... Acerte-o com tudo o que tem. - Dizia o garoto enquanto colocava um tradicional cofre em forma de porco no chão daquele quarto grande e bagunçado.

Pouco depois que o garoto pediu para que seu pokémon destrua o cofre um ruído de algo se quebrando ecoava naquele cômodo, e então por debaixo dos cacos de porcelana estavam uma quantidade considerada de dinheiro, misto entre notas e moedas.

- Que bom que eu só gasto dinheiro com doces não é mesmo? - Dizia o garoto coletando o dinheiro do chão, enquanto imaginava a quantidade de besteiras que poderia comprar usando suas economias.

Mais tarde na saída da cidade...

- De acordo com o mapa vamos precisar atravessar estas formações rochosas, não é uma boa ideia ir pelas cavernas, depois disso ainda vai ter a rota 01 que nos levará até o vilarejo de Roxbury. Parece que é uma cidade famosa por sua variedade de doces! Agora estou animado vamos lá Riolu!

Após esbravejar com determinação sua vontade de conhecer Roxbury o garoto segue caminhando alegre indo em direção à formação rochosa ao leste de Seiryu city para entrar na rota 01, seu parceiro Riolu pareceu chocado com a rápida mudança nos objetivos do protagonista, Kai cada vez se monstra um garoto atrapalhado, que muda rapidamente suas opiniões e objetivos, mas enquanto seu leal amigo estiver por perto o protagonista terá segurança... Aguente firme Riolu!

No próximo capítulo: Nosso protagonista finalmente inicia sua jornada, mas o que? Já está arrumando problemas? Matthew é um jovem arqueólogo que está na região atrás de descobertas arqueológicas, qual sua relação com o irmão de Kai? E quem são estes malfeitores que estão judiando daquele Dragonite? Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, Caçada! O Dragonite que não pode voar.

Soundtrack:


Notas do autor:
Espero que não achem estranho, mas preferi fazer que o protagonista viaje sozinho ao lado de Riolu que dificilmente estará em sua pokébola, futuramente um ou dois personagens poderão acompanhar o jovem até determinado momento ( No próximo capítulo isto irá acontecer), mas não será duradouro. Espero que o capítulo não tenha ficado pequeno demais.

Quase esqueci... Movesets deixam muitas limitações a meu ver quando se trata de uma fanfic, então não haverá limites para eles, todas as técnicas aprendidas poderão ser usadas, e aqui valerá a lógica do anime alguns pokémons podem aparecer com técnicas que normalmente não seriam capazes de aprender e outros poderão aprender técnicas que só poderiam ser aprendidas por breed. Ex: Pikachu de Ash aprendendo o Volt Tackle :3



Última edição por xKai em Seg 12 Ago 2013 - 11:05, editado 1 vez(es)

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Dom 4 Ago 2013 - 17:49

Bom, vamos lá.

Capítulo interessante, mostrando o passado e tudo mais. Também teve a saída dele em jornada, ele perdendo a luta e tudo mais, bem interessante. Caramba, o cara perdeu 17 vezes pro pai e mesmo assim não desiste? É isso que eu chamo de perseverança -q, mas enfim.

Achei interessante mostrar o passado, e o porquê de tudo aquilo. Nossa, ninguém gosta do pai, coitado -q. O irmão mais velho já tinha fugido de casa, depois o Kai também vai sair, só porque o cara ficou ranzinza? -qq. Foi interessante relembrar o irmão dele, acredito que vá aparecer na história futuramente, ou não né -q, mas enfim.

Olha, acho desnecessário que você coloque uma cor especial pras falas, sugiro deixar o texto todo da mesma cor, e apenas os golpes coloridos, fica melhor e mais agradável de se ler, a fic é sua, você faz o que quiser, mas eu estou te dando sugestões.

Acho que o capítulo ficou muito cheio de falas, mesmo que algumas foram importantes, acho que dava pra ter mais narração, o capítulo fica meio "pobre" sem uma narração suficiente, mas o seu ficou bom mesmo assim, só sugiro um pouco mais, mas enfim.

Cara, eu achei muito provável a oitava cidade de ginásio fazer fronteira com a rota 1, sei lá, poderia ter mais desafios, mais cidades. Tudo bem que existe Viridian, mas né, sei lá, só achei que seria mais distante, mas enfim.

Erros que pudessem prejudicar a leitura não encontrei

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 02: Caçada! O Dragonite que não pode voar.

Mensagem por xKai em Ter 6 Ago 2013 - 20:30

Respostas:
Black: Pois é, resolvi revelar isto agora para não ficar confuso mais pra frente, ele é um garoto meio inocente mas ele é bem determinado, perdeu todas essas batalhas e ainda assim insiste. Com o tempo quem sabe o Cairn fica mais sociável, a verdade é que desde que ele assumiu o gym ele ficou com esta fama de durão.  Verdade houveram muitas falas e nem tanta narração, mas vou compensei com o capítulo de agora que achei até que ficou grande. Pois é Seiryu City > Rock Area > Route 01, mas no capítulo anterior citei umas cavernas que passam por ali, muito provável que quando voltarem para o ponto inicial utilizem as cavernas. Valeu pelos comentários, tirando as cores nas falas e imagens que eu uso, espero ter melhorado -q


Capítulo 02:

Caçada! O Dragonite que não pode voar



Uma área de depressão rochosa que mais se parece um oceano de rochas, nada naquele espaço era plano ou mantinha uma forma específica, pedras de vários tamanhos e formatos diferentes faziam daquela uma paisagem admirável durante o dia e assustadora durante o anoitecer com a luz da lua fazendo sombra sob aquelas esculturas naturais, não havia árvores por ali apenas algumas poucas gramíneas que se agarravam as pedras. Havia muitos pokémons por ali, mas os que mais se destacavam eram os Bagons desta região que eram naturalmente amigáveis, seguindo por aquela depressão estava um garoto de cabelos espetado acompanhado de seu Riolu, ambos pareciam alegres e caminhavam por aquela superfície com objetivos claros em sua mente...

- Ainda não chegamos! Ei, Riolu vamos comer alguns doces. Já cansei de andar. - Reclamava o protagonista já tirando aquela pesada mochila de suas costas. Cuidadosamente recostava seu skate sob uma rocha enquanto sentava-se em outra se esbaldando em doces, Riolu timidamente mastigava um pequeno tablete de chocolate, parecia sem fome.

- Parece desanimado Riolu... Olhe pare esse céu, para essas rochas! Haha... Como é boa essa sensação de liberdade, não é? - Vociferou parecendo não se importar para os bons modos, já que não estava comendo de boca fechada.

O canídeo fitava em seu focinho uma expressão bem peculiar, este simplesmente dava os ombros não levando muito em conta o que seu treinador havia falado, já sabendo da personalidade abobalhada do garoto.

Não muito longe dali...

Em meio toda aquela paisagem primitiva havia alguma coisa se destacando, algum tipo de aeronave blindada de cor negra, não havia sinais indicando a marca do transporte muito menos de quem o usava. Saindo deste veículo estavam um homem de estatura normal, cabelos verdes, trajava algum tipo de uniforme preto que não aparentava ter nenhuma identificação,  pouco tempo depois aparece uma figura feminina, uma jovem alta de cabelos loiros e um par chamativo de brincos cor de rosa em forma de triângulos, também estava usando óculos escuros, uma jaqueta negra sem identificação, saia preta e botas longas da mesma cor.

- Bwahaha! Vamos colocar o nosso plano em prática Bill!

- Mas que droga Cassidy. Meu nome é Butch!

- Ah tanto faz Bill, Bobby... Veja um Dragonite! Parece que os boatos sobre esta região são verdadeiros, existem muitos dragões por aqui, este sem dúvida valerá um bom dinheiro.

- Primeiro vamos o fazer descer. - Dizia o homem entrando na aeronave.

Cassidy decidiu esperar em terra firme para atacar Dragonite assim que este for derrubado.  Butch levantou voo e então a caçada havia iniciado, o Dragonite selvagem logo percebeu que estava sendo seguido e tentou acelerar, mas a aeronave era implacável, que velocidade. O homem levantou uma tampinha de vidro no painel e então começou a apertar o botão vermelho disparando vários tiros contra Dragonite, era um tipo diferente de munição, diferentes das comuns em forma de projétil estes tinham forma de moeda, eram achatadas e por isso acabam sendo não muito rápidas já que seu formato não era nada aerodinâmico. Alguns dos projéteis que acabam por atingir Dragonite se agarram ao corpo do dragão criando uma corrente contínua de descargas elétricas que derrubam a criatura, em solo Cassidy já aguardava pelo momento propício.

- Bwahaha! Muito bem Bobbie. Steelix acerte as asas dele com seu Stone Edge!  - Dizia a mulher enquanto libertava Steelix de sua pokébola.

O pokémon obedece sua mestra sem contestar, uma luminosidade intensa emergia sob aquele tom metálico criando círculos ao redor do pokémon que disparava várias pedras afiadas contra as asas do dragão, que sem poder se defender devido aos dispositivos em seu corpo é atingido violentamente, agora suas pequenas asas estavam bastante feridas, ele não teria força o suficiente para levantar voo. Butch estava aterrissando novamente a aeronave, enquanto Cassidy prendia Dragonite com algum tipo de corrente que havia um dispositivo que drenaria suas forças. Já preparando uma jaula para trancafiá-lo.

Enquanto isso...

Depois de passar algum tempo comendo doces, o garoto já estava satisfeito, mesmo não parecendo ter muita etiqueta o jovem limpava seus lábios com um lenço de papel que fizera questão de guardar para que possa jogar em alguma lixeira ao chegar em Roxbury, Riolu então se levantou da rocha que estava sentado e começou a se comportar de forma estranha, suas orelhas estavam se movimentando bastante e ele se tornou mais agitado, o protagonista logo percebeu que algo estava errado, até que se ouve ao longe sons que não faziam parte deste habitat.

- Algo errado Riolu? Certo, hora da investigação. Saia Growlithe!

Percebendo que tinha algo anormal acontecendo o protagonista logo tratou de iniciar uma investigação e chamou seu Growlithe para que ajude Riolu a farejar o caminho, então o garoto inicia a investigação seguindo o duo de canídeos que farejavam atentamente qualquer cheiro estranho que pudessem sentir ao mesmo tempo em que suas orelhas pareciam estar muito alertas.

- Haha... Vai ser demais se na verdade esses sons forem uma fábrica de doces, oculta nessa área distante... Haha.. - Murmurava o garoto para si próprio.

Acompanhado de seus dois caninos que farejavam o caminho o jovem permanecia inquieto, algo não estava certo... Mesmo esta área sendo lar de dragões era incomum se ouvir sons tão altos, afinal os dragões gostavam de silêncio, ao contrário do que sua reputação diz. O simpático cão de fogo parava de caminhar de repente, sua pequena cauda começava a abanar enquanto ele carismaticamente ficava sob duas patas para chamar a atenção de seu treinador, Kai percebendo abaixou e fez um carinho atrás das orelhas do pokémon que respondia lambendo carinhosamente seus dedos, o garoto então se levanta novamente.

- Bom garoto Growlithe, me leve até o que farejou! - Exclamou o garoto ainda um pouco receoso, o duo de canídeos corriam em alta velocidade, o garoto para conseguir os acompanhar não abriu mão de desprender seu precioso skate da mochila e subir no mesmo usando-o de transporte. Havia uma formação rochosa bem alta onde o garoto resolve parar junto de seus pokémons.

- Certo, vou ver o que está ali atrás, vocês fiquem aí. - Sussurrou o garoto.

Riolu permanecia em pé aguardando, enquanto Growlithe parecia um pouco mais relaxado, o pequeno cão estava deitando e parecia estar fechando os olhos vagarosamente. Enquanto o protagonista escalava a rocha para observar o outro lado surge uma silhueta humana escalando as rochas rapidamente, Riolu e Growlithe tentavam interceptar o rapaz, entretanto um Delibird se postou entre eles para ajudar o homem.

- Se abaixe, ou irão te ver. - Alertou o homem.

- An? Quem é você? - Perguntou o garoto assustado, logo viu que havia um pokémon impedindo a passagem de Growlithe e Riolu.

- Vamos manter a calma, Delibird venha!

O pequeno pinguim vermelho se virava novamente para seu mestre com um carismático sorriso, o pokémon carregava consigo uma espécie de sacola, que nada mais era do que sua própria cauda que tinha este estranho formato, ele pôs a ponta de sua cauda no bico como a segurasse fechada, mesmo sendo um pinguim este conseguia voar, era uma figura bem simpática. Riolu e Growlithe sem perder tempo saltaram até próximo de seu treinador. O cão de orelhas longas subiu no colo do garoto que se segurava nas rochas aguardando a apresentação do estranho de cabelos negros que trajava uma camiseta vermelha.

- Meu nome é Matthew, sou um arqueólogo. Vim aqui para estudar estas rochas, parece que elas só existem neste lado do continente, parece ter ligação com número grande de pokémons dragão que vivem aqui. Mas... Parece que alguns Hunters chegaram aqui.

- ( Arqueólogo... Poderia ele saber algo do meu irmão? ) - Pensou o garoto que se manteve sem pronunciar.

- Ora, ora... Agora que estou vendo melhor.... Cabelo espetado, Riolu e Growlithe. Você é o irmão do Shuu não é?

- Você... Conhece o meu irmão! - Exclamou o garoto surpreso.

- Conheço sim... Mas isto é uma conversa para outra hora. Já se esqueceu do que eu falei antes?

- Certo... O que exatamente são esses Hunters?

- Caçadores, eles capturam e maltratam pokémons para vender por um alto preço no mercado negro, dragões é claro são muito valiosos. - Dizia o arqueólogo pensativo.

- Nesse caso, o que estamos esperando? Temos que chutar umas bundas não é mesmo?

- Haha! Eu adoraria fazer isso, mas no momento uma estratégia é bem mais útil - Dizia o homem enquanto descia as rochas e se dirigia pela esquerda usando a vegetação rasteira como cobertura.

O garoto já estava em terra firme novamente, Riolu e Growlithe continuavam ao seu lado enquanto o garoto se rastejava pelo solo seguindo o arqueólogo, o homem explicava o plano que iriam utilizar, o garoto parecia confiar no homem já que ele é um conhecido de seu irmão, mesmo assim o duo de cães fazia vista grossa e procuravam ficar o mais próximo que podem de seu treinador. Logo adiante a dupla de criminosos planejava a retirada.

- Vamos para outro ponto, não pegamos nada além deste Dragonite aqui. - Dizia o homem com expressão de tédio.

- Tenha paciência Hutch! Não faz muito tempo que estamos aqui. - Proferiu a mulher de forma cínica.

Enquanto os vilões estavam ocupados olhando para rochas e para o céu em busca de mais pokémons dragões, o protagonista junto de um novo aliado entram no acampamento dos hunters de forma sorrateira, ali havia uma grande jaula onde estava preso o Dragonite, que também estava amarrado em uma corrente, havia também uma espécie de tenda onde se encontravam os apetrechos mecânicos, era uma base temporária. O garoto, ficou imóvel por um ínfimo instante enquanto olhava bem fundo nos olhos do dragão, inesperadamente Dragonite não se assustou ou se irritou com outra presença humana e continuou encarando o garoto que se aproximou até a jaula.

- Espera aí garoto... - Disse Matthew tentando impedir o protagonista.

- Não podemos deixar ele aqui, não está vendo? Ele está todo machucado... Esses malditos terão a sua vez!

- Isso... Mas o nosso foco agora... - Era interrompido por Kai.

- Sim... É salvar este Dragonite o quanto antes. - Proferiu o jovem transbordando em confiança.

Soundtrack:

- Vamos quebrar esta jaula, julgando pela aparência o mecanismo de defesa não vai ativar com ataques vindo da parte externa. Delibird, por favor quebre usando seu Ice Punch. - Proferiu confiante ao pedir que seu Delibird destrua a jaula. As penas da asa esquerda de Delibird começam a ficar frias congelando o ar ao redor fazendo uma camada de energia gelada em sua 'mão' o pokémon então investe um único soco contra a jaula quebrando algumas das vigas, e logo após com seu bico ele rompia a corrente, era o bastante para que o Dragonite ferido fosse removido, entretanto o inesperado acontece.

- Steelix cerque estes invasores, Rock Tomb! - Ordenou Cassidy aparecendo de surpresa.

Seguindo o comando de sua treinadora, Steelix grunhiu bem alto materializando uma enorme rocha a sua frente, este então a golpeou com sua cauda fazendo-a partir em vários pedaços grandes cercando os protagonistas, impedindo sua fuga. Kai estava preocupado com Dragonite, mas não podia fazer nada, a única opção era entrar em combate. Matthew parecia preocupado, principalmente por ele parecer conhecer Cassidy e Butch.


- Malditos... Vocês não são Cassidy e Buck da Equipe Rocket?  - Perguntou Matthew ainda receoso.

- É Butch! Butch! Você arruinou nossos planos em Sinnoh, vai pagar caro. - Dizia o homem que se postava ao lado de sua parceira.

- Preparem-se para encrenca!

- E vai ser encrenca das grandes!

- Para poluir o mundo com a devastação.

- Para ganhar tudo sem pagar inflação.

-  Para denunciar o caos do amor e da verdade.

- Para estender a minha mão sem piedade.

- Sou a Cassidy!

- E Butch é meu nome!

- A Equipe Rocket já era, e não volta mais.

- Como caçadores, nós roubamos muito mais!

- Mas o que foi isso...? - Perguntou o protagonista confuso.


- Saia, Medicham! Drain Punch! - Ordenou Butch.

Matthew se posicionou na frente do garoto com o braço levantado na direção de Medicham e então passou seu comando para Delibird.

- Vá de encontro com seu Ice Punch!

A colisão era inevitável, por um momento o ataque do pokémon mensageiro parecia ser superior mas acaba terminando em um empate que empurrava ambos os pokémons para seus postos de partida, Cassidy não perdia tempo para atacar e Butch rapidamente se recuperava.

- Steelix, Metal Sound!

- Medicham, Meditate!

Steelix abria sua enorme mandíbula e disparava um grito ensurdecedor baixando as defesas de todos no alcance daquele som horrível, enquanto Medicham se mantinha no mesmo lugar, meditando para aumentar seu ataque. O protagonista tentava tampar seus ouvidos, mas era impossível, mesmo em meio aquela barulheira ele achou um espaço para exclamar seu movimento.

- Growlithe, Flamethrower!

- Muito previsível pirralho, Meditate use Protect!

- Chance! Steelix Iron Tail!

- Kai, não perca de vista. Delibird Brick Break!

Delibird voava na direção de Steelix que mergulhava para frente com seu Iron Tail, entretanto o voador executava um belo movimento evasivo passando pela lateral de Steelix avançando contra Medicham atingindo-o com toda a força, o Ataque de Steelix agora se voltava contra o protagonista que apenas pulou para o lado com um belo sorriso em seu rosto.


Soundtrack:

- Hehe, esse vai ser pesado amigão. Riolu, Circle Throw!

O canino aguardava pelo momento certo, quando Steelix estava quase o atingindo ele contra-ataca em altíssima velocidade se posicionando em baixo do gigante de aço, Riolu agarrava Steelix com suas pequenas patas e então o arremessava para trás com a força de suas pernas.


- Não deixe que este anãozinho te derrote, levante Steelix!

- Growlithe, já sabe o que fazer. - Cochichou o garoto para o canino laranja.

- Agora, Steelix Iron Head!

- Vá de encontro Riolu Force Palm!

O cão azul salta carregando consigo uma espécie de luz branca em uma de suas patas e então colide contra a cabeçada do enorme pokémon metálico, por um instante Riolu parecia superior mas a resistência de Steelix era de um nível mais alto e parecia estar vencendo a disputa.

- Medicham Hi Jump Kick!

- Quem é o tolo agora? Delibird, Blizzard!

O pinguim expele de seu bico uma rajada congelante semelhante a uma nevasca que não causa muitos danos devido à resistência de Medicham, porem era o bastante para fazer que o adversário erre o ataque e sofra danos.

- Apareça Growlithe, Flame Wheel!

O cão alaranjado havia anteriormente entrado no solo usando seu Dig e agora emerge girando como uma roda em chamas atingindo Steelix em cheio como se fosse um meteoro, Steelix caía fora de combate.

- Vamos terminar por aqui também Delibird, Present!

O pinguim estava em pleno ar abre sua sacola e de dentro dela inúmeras esferas multicoloridas surgem voando na direção de Medicham como projéteis causando um imenso dano e deixando o lutador incapacitado de continuar a batalha.


- Retorne Steelix! - Dizia a mulher enquanto corria para aeronave.

- Você também, Medicham!

Os vilões iniciam uma fuga, mas os protagonistas não tinham interesse algum em persegui-los, a prioridade única e absoluta naquele instante era a saúde de Dragonite que precisava de primeiros socorros urgentemente.

- Kai, venha me ajudar!

- Pode deixar.

Matthew estava enfaixando as asas do dragão enquanto garoto cuidava de suas pernas e braços com um aerosol de super potion, Dragonite não perdia os movimentos do garoto de vista e olhava o garoto nos olhos com uma expressão pacífica, como se ele estivesse gostando de receber toda aquela atenção. Matthew finalmente acaba de enfaixar as asas do dragão quando ele pegava um objeto em sua mochila e entregava para Kai.

- O que é isso?

- Uma Friendball, uma pokébola que aumenta o vínculo do treinador com o pokémon pego por ela, use.

- Você ta querendo que eu pegue o Dragonite? - Perguntou o garoto impressionado.

- É claro que sim, ele parece ter gostado de você, e acredito que você também.

- Que ironia... Seria isso o tal do destino? - Perguntou o garoto segurando a pokébola verde que continha detalhes vermelhos. Sem parar para pensar no assunto o garoto apenas tratou de apertar o botão no centro da pokébola, esta se abriu e um feixe de luz vermelho emergiu-se até Dragonite o absorvendo, após alguns instantes um luz piscou uma vez, duas vezes, três vezes, estava capturado.

- Não desanime, era o certo a se fazer, como iríamos levar ele até o centro pokémon sem captura-lo?

- Sim... Growlithe bom trabalho, volte. - Dizia o garoto colocando ambas as pokébolas em seu bolso, Riolu como sempre o acompanha por fora.

- Bem, isto é uma despedida, vou continuar por aqui para estudar aquelas rochas que eu mencionei, até mais! - Proferiu o homem enquanto se afastava.

- Obrigado por tudo! - Exclamou o garoto enquanto acenava.

Algumas horas depois...

O protagonista caminhava pela área rochosa e finalmente ele avista uma estrada, era a rota 01 que o levaria para Roxbury, enquanto se dirigia para ela o garoto se lembra de algo que havia esquecido.

- Não! Droga... Acabou que não tivemos a conversa sobre o Shuu... Bem não importa, pelo menos agora temos o nome dele, não deve ser difícil procurar, vamos lá Riolu!

Após uma curta pausa os principais voltam a caminhar um ao lado do outro, o céu já estava escuro, as estrelas começavam a aparecer e a lua por fim chega trazendo consigo aquele véu estrelado era uma noite linda, o garoto preparou um acampamento sem barraca, ao ar livre para que pudesse dormir, e deixou Dragonite dormir esta noite fora de sua pokébola para que ele se recupere melhor. Enquanto seu treinador dormia o Dragonite olhava para o céu com uma expressão triste, como se estivesse perguntando quando será que ele poderia voar novamente.

Continua...

No próximo capítulo: Finalmente o vilarejo de Roxbury, mas espere. Quem é esta garota 'selvagem'? Seu nome é Ridley Strauss, uma garota de sangue quente muita desbocada, parece que o Dragonite já está pronto para uma batalha. Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, Rival Battle! Dragonite Vs. Aerodactyl.


Notas do autor:
Notas do autor: Bom, acho que compensei a falta de ações do episódio anterior com este daqui, mas não foi tanta assim, afinal foi uma batalha de certa maneira fácil, mas não se preocupem Cassidy e Butch voltarão mais vezes e mais fortes do a vez anterior, com novos pokémons etc...

No próximo capítulo terá a introdução de dois novos personagens, uma delas será Ridley, uma garota que adora andar de patins, é sem dúvida muito animada e desbocada, talvez ela seja a principal rival de Kai durante esta temporada, ela também é uma garota bem atrapalhada, talvez até mais que o protagonista, já o outro não vou dizer quem é, fiquem ligados.

PS: Na cidade portuária de Roxbury irá acontecer uma competição, um triatlo. As três modalidades serão uma corrida até o mar onde poderão ser usados Bicicletas, Skate e Patins. Chegando até a praia os competidores irão ter que nadar até o ponto marcado e então voltar onde terão que fazer uma corrida apé até a linha de chegada, só irá ser válido se treinador e pokémon cruzarem a linha. O prêmio para os vencedores será um ano de RageCandyBar e seis rare candies para elevar o nível de sua equipe.



Última edição por xKai em Qui 15 Ago 2013 - 11:15, editado 3 vez(es) (Razão : Correção de erros;)

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Qui 8 Ago 2013 - 19:34

Bom, vamos lá.

Meus olhos ardem de tanto ler -qq. Mentira, mas se quer manter um espaço curto de tempo, faça capítulos menores, pois assim quem perde um capítulo, depois tem tempo de recuperar. Peço que demore mais um pouco pra postar o próximo já que esse foi bem grande, mas enfim.

O capítulo foi legal, teve a captura do Dragonite, mesmo que "olha, ele gostou de você, capture-o", mas foi bem interessante. Já é um passo pra ser líder do ginásio -q. Só espero que ele só use o Dragonite mais pra frente, pois seria bem apelão usar Dragonite tipo no primeiro ginásio, mas enfim.

Cassidy e Butch... hm. Eu disse que não me importava, mesmo que eu não seja fã de inserir personagens exclusivos do anime. Mas era até aceitável a ideia de Hunter Pokémon e tudo mais, mas cara, usar o lema que a Equipe Rocket usa no anime, e ainda fazer as mesmas piadinhas com o nome do Butch? Poxa, dava pra melhorar bem nesse aspecto, mas enfim.

Bom, eu já disse que acho que fica feio as falas coloridas e a fic com imagens, mas se você só gosta de escrever as fics assim, bom, nada posso fazer, apenas sugerir, mas não obrigar né, só peço que pelo menos deixe essa média de uma ou duas imagens por capítulo, senão também já fica inaceitável um monte de fotos no meio do texto, mas enfim.

Lol, eu fico rindo com o protagonista e seu vício por doces. Nossa, eu já vi gente que é fã de doces, mas esse cara é fascinado, é como se não conseguisse viver sem eles -q, devo imaginar o tanto de cáries que ele tem -qq, mas enfim.

Erros eu vi alguns, principalmente vírgulas mal colocadas, ou falta delas, também tiveram alguns bobos de ortografia.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Gus em Dom 11 Ago 2013 - 0:11

Olá!

Gostei bastante desse capítulo. Kai está com ótimos pokémons, principalmente agora com o Dragonite e que pokémon! Espero que ele volte logo a voar. As batalhas foram boas também. E gostei de um novo personagem na fic, um arqueólogo, pena que o Kai não teve tempo de conversar com ele.

Curti bastante sua descrição, narração, ortografia.. e você também usa bastantes sinônimos, isso é muito bom, e acho que nesse capítulo você não mencionou Kai pelo seu nome, apenas "garoto" etc. Só uma coisa, onde tem vocativo, tem virgula.

Alguns erros:


Butch levantou voo e então a caçada tinha início,
Tinha/havia iniciado seria o mais correto.

...

Já preparando uma jaula para o trancafiar.
Trancafiá-lo fica melhor.

...

esta se abriu e um feixe de luz vermelho emergiu-se até Dragonite o absrovendo, após alguns instantes um luz piscou uma vez, duas vezes, três vezes, estava capturado.
Absorvendo.

...

Após uma curta pausa os principais voltam a caminhar um ao lado do outro, o céu já estava escuro, as estrelas começavam a aparecer e a lua por fim chega trazendo consigo aquele véu estrelado era uma noite linda, o garoto preparou um acampamento sem barraca, ao ar livre para que pudesse dormir, e deixou dragonite dormir esta noite fora de sua pokébola para que ele se recupere melhor. Enquanto seu treinador dormia o dragonite olhava para o céu com uma expressão triste, como se estivesse perguntando quando será que ele poderia voar novamente.
Dragonite é nome próprio então, tem letra maiúscula.

...

Até o próximo capítulo. ^^

Gus
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/07/2010


Ver perfil do usuário http://about.me/dantasgustavo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Pikato em Dom 11 Ago 2013 - 11:42

E ae Kai, gostei do episódio, pois seu estilo de escrita baseia-se em uma história com aventuras e um pouco de humor, o que evidencia a escolha pela Equipe Rocket. Sério, achei legal o capítulo, e a música combinou também, mas acho que deveria té-la colocado mais abaixo, quando a batalha se inicia.

Enfim, o erro que vi foi somente repetição, mas isso acontece quando fazemos grandes capítulos e caprichamos nos detalhes. A estória tá bem legal,mas to ansioso pelo meu person aparecer^^

Espero ansioamente o meu... o próximo capítulo^^
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 03: Rival battle! Dragonite Vs. Aerodactyl.

Mensagem por xKai em Seg 12 Ago 2013 - 15:43

Respostas aos comentários:
Black~: Pois é, acho que exagerei um pouco no tamanho deste capítulo... Só um pouquinho... Vou tentar fazer capítulos menores, o que vai ser postado agora está bem menor, e também aumentei o espaçamento para uma semana -q Ta bom assim? xD

O lema da Cassidy e do Butch não é assim, eu modifiquei ele hahsuahs, créditos em originalidade? u.u A gente ta cansado de ver Jessie e James no anime, eu gosto deles mas eles aparecem sempre, então achei que seria legal colocar esta outra dupla, já que quase nunca aparecem. E eu adoro trollar o nome do Bob... Ops, Butch u.u'

O protagonista tem um 'vício frenético' por doces, mas ele cuida direitinho dos dentes, o pior vai ser o dia que esse moleque for fazer um exame pra medir o açúcar... E os pokémons dele que acabam por serem obrigados a comer também.

~Gus: Cometi uns erros bem bobos nesse capítulo mas espero corrigir isto com o tempo ( já corrigi estes que você falou, graças as maravilhas da edição u.u ). Pois é, ele está com bons pokémons mas o Dragonite no momento não conta muito bem, afinal um Dragonite que não voa é um pokémon normal, já que em terra sua movimentação é lenta.

Pikato: Eu sou novo nesse lance de escrever com humor, mas eu gosto bastante, ler não pode ser visto como algo sério o tempo todo, como muitos dizem por aí 'As pessoas precisam rir mais'. Seu personagem ta bem difícil de encaixar ele, vou tentar colocar ele no próximo capítulo, mas não sei se ficaria bom já que vai ser uma competição esportiva, acho que seria melhor colocar ele em algum torneio regional.


Capítulo 03:

Rival battle! Dragonite Vs. Aerodactyl.



Aquele céu azul não continha uma única nuvem, as folhas das árvores que cercavam esta estrada pegavam carona com a brisa que soprava gentilmente naquela paisagem pacífica, logo ali em um pequeno bosque na beira da estrada o protagonista de cabelos espetados estava junto de três pokémons, estes eram, Riolu, Growlithe e Dragonite. Após os acontecimentos do dia anterior ambos se deliciavam com um café da manhã cheio de açúcar para dar energia. O dragão parecia estar muito melhor, os primeiros socorros pareciam ter sido o suficiente para que ele recuperasse seu vigor, entretanto suas pequenas asas ainda não estavam fortes o suficiente para levantar voo. O garoto estava se deliciando com uma bela bomba de creme, ao mesmo tempo que não conseguia tirar os olhos de Dragonite, o dragão se esforçava para tentar voar, mas suas asas não respondiam muito bem, Riolu, Growlithe e Kai olham um para o outro como quem quisesse dizer "É melhor deixar ele sozinho".

Um hora depois...

Uma hora já havia se passado, o jovem treinador com um pouco de pressa começava a arrumar seus pertences e limpar a sujeira que fizeram para que possam partir novamente, o dragão o ajudava no trabalho pesado, Riolu fazia o que podia recolhendo as coisas enquanto o preguiçoso cão alaranjado tirava uma soneca.

- Acho que está tudo aqui. Vamos embora pessoal?  - Dizia o moleque animado.

Seus pokémons o encaravam balançando suas cabeças ou fazendo um sinal de positivo e então era hora de pôr novamente o pé na estrada. O garoto então retorna Growlithe e Dragonite para suas respectivas pokébolas e subia em seu Skate com sua mochila e Riolu.

- Mais alguns dias carregando esse peso e vou ficar parecendo um Conkeldurr. - Reclamou o garoto.

Não muito longe dali...

Próximo a cidade de Roxbury uma bela garota de cabelos rosa escuros estava parada por ali naquela estrada, ela tinha em mãos uma espécie de mapa, em sua mochila estavam presos um par de patins com seu conjunto de segurança, Capacete, Joelheira, cotoveleira etc... Neste mapa estavam desenhados alguns rostos com um 'X' marcado. A garota parecia estar entediada, sua expressão não estava nada agradável, irritada ele parecia estar indo embora até que uma voz desespera surge a alertando.

- Cuidado, cuidado! Sai da frente! - Esbravejava o garoto desesperado sem conseguir parar seu skate naquela ladeira íngreme.

A garota só teve tempo de arregalar os olhos, Riolu inteligentemente salta das costas de Kai e consegue segurar o skate mas o garoto é arremessado contra a garota.

- An? Uffa, acabei me dando bem. - Dizia o garoto confuso por não ter se machucado.

- Está falando isso por que está deitado em cima de mim? Seu pervertido sai daqui! - Vociferou a garota em alto e claro tom.

- Eh? Eu não vi que estava em cima, desculpa já to saindo! - Dizia o garoto ao ver em que ele havia aterrissado.

- Mas que merda... Será que uma garota bonita não pode relaxar sem que caia um homem em cima?

- Você foi demais Riolu, se machucou? - Dizia o garoto preocupado com seu pokémon.

- Totalmente ignorada... Pelo menos parece ter sido mesmo um acidente. - Cochichou a garota. - Ei, você.

- Perdão, quase esqueci que você estava aí, as vezes sou meio distraído. - Dizia o garoto segurando Riolu.

- Não acredito, fui atropelada por esse pequeno pervertido e seu cachorro.

- Per-ver-ti-do? - Perguntou o garoto confuso se lembrando do que havia acontecido instantes atrás.

- Sim, pervertido! Você levou exatos seis segundos para sair de cima de mim! - Exclamou a garota.

- Não tive más intenções... Eu só estava surpreso porque achei que iria me arrebentar todo. - Dizia tentando se explicar.

- Não precisa disfarçar, eu sei o que deve ter pensado. "Uma garota linda como esta bem ao meu alcance, vou aproveitar o tempo que puder". Não foi?

- Haha... Se fosse esse o caso eu não teria ficado por seis segundos... - Disse o garoto com uma expressão de sarcasmo.

- De qualquer jeito, responda. Você é selvagem? - Dizia a garota voltando a si.

- Selvagem? - Perguntou confuso.

- Já vi que não... Achei que pudesse ser, afinal é um skatista. - Proferiu com desânimo.

- Me desculpa, haha! Nós estávamos indo para Roxbury, quando perdi o controle naquela ladeira, né Riolu? - Um pouco intimidado pela garota o protagonista vai direto ao ponto, o que parecia tê-la irritado ainda mais.

- Um garoto viajando sozinho com seu pokémon, então você é um treinador não é? Agora eu estou muito irritada! Quero uma batalha agora!

- Agora?! - Disse o garoto assustado.

- Não vai fugir. - Afirmou com uma expressão mais fria.

- Certo, então vamos lá! - Proferiu o garoto colocando sua mochila no chão.

Alguns minutos depois...

Os dois adolescentes já estavam prontos para a batalha, haviam se locomovido para uma área mais aberta ao lado da estrada. A garota sem perder tempo sacou sua pokébola.

- Vou te mostrar o que é selvagem, garoto! Para a batalha, Aerodactyl!

- Nesse caso, vamos lá Rio-! - Tentou proferir o garoto quando um feixe de luz vermelha saiu de um de seus bolsos, era Dragonite. O canino azul tendo que se contentar com a situação desabou aos pés de Kai.

- Dragonite? Você quer lutar então? - Perguntou o garoto.

O Dragão se virou para seu treinador mostrando seus músculos em um sinal de positivo,  ele estava pronto para lutar. O pokémon fóssil já levantava voo enquanto o dragão parecia estar irritado, ou seria inveja?

Soundtrack:

- Não vamos perder para ela! Vá Dragonite termine em apenas um golpe Ice Beam! - Exclamou o garoto enquanto apontava para Aerodactyl.



Sem contestar, Dragonite carrega um poderoso Ice Beam em sua boca com a tentativa de atingir o réptil ancestral, que evade o ataque com uma certa facilidade.

- Francamente... Aerodactyl, Rock Slide!

Aerodactyl batia suas poderosas asas com muita força, invocando pedras enormes que despencam do céu atingindo Dragonite que não era muito ágil no solo.

- Isso não é o bastante, Dragonite Thunder Punch!

- Ice Fang!

- Ele conhece esse ataque?! - Perguntou surpreso.

O dragão que não podia voar corre na direção de Aerodactyl, saltando para atingí-lo com seu punho carregado de eletricidade, mas o pokémon fóssil o atacava com suas presas congelantes, o choque era inevitável, Dragonite acaba levando a pior caindo no chão enquanto o réptil de pedra havia sofrido danos mínimos.

- Acabe com ele Aerodactyl! Ice Fang!

- Acho que não, Flamethrower! - Esbravejou o garoto determinado a vencer.

O réptil voador mergulha na direção do dragão para atingí-lo com suas presas congelantes, mas o dragão dispara uma rajada flamejante de longa distância atingindo-o e fazendo com que sofra alguns leves danos.

- Aerodactyl, continue! Giga Impact! - Exclamou a jovem sem piedade.

O pokémon antigo não se intimidou sofrendo aquele ataque, imediatamente após sua treinadora lhe ordenar o próximo movimento, ele mergulha na direção de Dragonite com uma espécie de aura púrpura o rodeando, atingindo Dragonite em cheio e o deixando em sérios apuros.

- Essa não! Aguente firme Dragonite! - Exclamou o garoto enquanto tentava pensar em algum plano para virar esta partida.

- Eu achei que esse Dragonite fosse alguma coisa, é tão arrogante que nem se atreveu a voar! Vamos acabar com essa porra agora! Dragon Claw!

- Segure-o!

- Você só pode estar brincando.

O réptil pré-histórico investia contra o dragão com suas garras prontas para atingí-lo, mas Dragonite utiliza seus dois braços para segurar Aerodactyl.

- Muito bem, agora arremesse-o! - Dizia o garoto empolgado.

O dragão prendia seu adversário com toda a sua força e então após um giro e um salto, ele o atira com muita força na direção de algumas árvores que estavam por ali.

- Agora finalize, Ice Beam!

Sem qualquer chance para escapar Aerodactyl era atingido em cheio pelo ataque de Dragonite sendo um ataque super eficaz contra ele. Estava fora de combate, para o desespero de sua treinadora que o retornava para pokébola.

- Saco... Você percebeu que meu último ataque seria a curta distância e o antecipou, então está feito. - Dizia a garota um pouco inconformada com a derrota.

- Muito bem Dragonite, você é o número 1! Dizia o garoto que subia nos braços de Dragonite com uma alegria contagiante. - Volte Dragonite, hora do seu descanso.- Dizia enquanto se aproximava da garota.

- O que foi agora? Você venceu.

- O que você disse pro Dragonite, foi horrível! Ele não estava sendo arrogante, ele não estava voando porque não queria, e sim porque não podia! - Vociferou o protagonista, parecia bem irritado.

- Não podia...?

- Sim, ele foi aprisionado por Hunters e parece que se machucou nesta luta. Vai ficar um bom tempo sem poder voar.

- Mas que droga... Não tinha como eu saber uma coisa dessas! - Respondeu intrigada com a situação.

- Bem... o Importante é que agora ele está bem, parece que desta vez vou ter que levar ele para o centro pokémon.

- Espere! Você e eu seremos rivais! - Exclamou a garota reconhecendo o potencial de Kai.

- Rivais?

- Até outra outra oportunidade. - Dizia a garota indo embora encabulada.

Após este breve encontro o protagonista parecia estar um pouco pensativo, ele nunca teve tempo para fazer amizades ou inimizades, para ele a palavra rival não tinha significado algum, por algum tempo ele ficou parado ali na beira da estrada, mas sabia que tinha que se apressar para dar uma passada no centro pokémon, para ver em que condição seus pokémons estavam, mas Dragonite era mais urgente, deveria que ter que fazer alguns exames para avaliar se existe alguma fratura em suas asas.


Algumas horas depois...

Já se passavam algumas horas desde o embate contra a treinadora Rival, cujo o nome o garoto nem havia tido tempo de perguntar. O garoto estava sentado na sala de espera do centro pokémon da cidade de Roxbury, nem havia tido tempo de explorar a cidade, o caso de Dragonite poderia ser mais grave. Após algum tempo de espera, a enfermeira Joy local acompanhada por uma Chansey e Dragonite chega até o garoto.

- Está tudo bem. - Disse a simpática mulher com uma expressão reconfortante.

- Mesmo? Ele vai poder voar de novo? - Perguntou empolgado.

- É claro que sim, mas é melhor que ele fique por fora de batalhas por algum tempo. Estes comprimidos a base de calcium vão ajudar em sua recuperação, ele deve tomar todos os dias pela manhã. - Informava pacientemente.

- Certo, isso não é ótimo Dragonite? - Disse animado enquanto agarrava firme as 'mãos' do dragão. - Poderia dar uma olhada no Riolu e no Growlithe também? - Perguntou o garoto envergonhado.

- É claro que sim.

A enfermeira Joy carregava consigo um par de bandejas, dando uma para Chansey. Riolu subiu e sentou-se sobre a bandeja que estava com a enfermeira, enquanto Kai deixou a pokébola de Growlithe na bandeja de Chansey, ambas foram para dentro enquanto o garoto aguardava ao lado de Dragonite. Logo ali ao lado, colado em uma parede, havia um folheto bem chamativo, as ilustrações eram bem chamativas, pokémons e seus treinadores se divertindo praticando algum tipo de corrida, em negrito no centro do folheto estava escrito "Pokémon Triathlon".

- Interessado? - Perguntava uma voz familiar.


- É claro que sim! Ei, você de novo. - Proferiu surpreso ao ver que era a garota desbocada novamente.

- É uma pena, porque quem vai vencer sou eu! - Exclamou a garota com tom de deboche.

- É mesmo? E quem é você? - Perguntou curioso.

- As boas maneiras não dizem que deve se apresentar antes de pedir que alguém se apresente?

- Ora... Você sabe o que são boas maneiras? Fiquei surpreso agora. - Disse o garoto sorrindo enquanto se aproximava da jovem.

- Seu maldito...

- Eu sou o Kai. Kai Silverlake. - Dizia o garoto estendendo sua mão direita.

- Ridley Strauss. - Respondia a garota apertando a mão do garoto. - Sabe... Você não parece nenhum pouco selvagem... Olhando de perto até que é bonitinho.

- Ei, isso foi um elogio ou uma ofensa? Eu posso ser muito selvagem, se quiser.

- Duvido muito, haha! De qualquer jeito este triatlo já é meu, ninguém pode vencer meu Beartic.

- Beartic? Eu preciso atualizar a minha pokédex logo... - Proferiu o garoto curioso.

- Bem, preciso ir, nos vemos no triatlo. Isto é se você não estiver no chão comendo a poeira dos outros participantes. - Disse a garota que parecia estar se vangloriando antes da competição.

- Mas que problemática... Aquele lado 'selvagem' dela lembra até a mamãe...


Continua...


No próximo capítulo: Um evento esportivo está prestes a começar na cidade de Roxbury. O triatlo pokémon, os pokémons usados na competição serão aleatórios e irão ser cedidos pelos patrocinadores do evento. Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, Pokémon Triathlon! As três modalidades.



Notas do autor:
Este capítulo foi menor que o último, espero conseguir manter esta média de tamanho... No próximo capítulo vai haver outro novo personagem na fic. Newest City será a cidade do primeiro ginásio, e em uma cidade próxima que ainda não foi planejada vai acontecer um torneio regional onde irão aparecer novos personagens. Bem é só isso por enquanto.




Última edição por xKai em Sab 17 Ago 2013 - 7:32, editado 2 vez(es) (Razão : edit -q)

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Seg 12 Ago 2013 - 19:51

Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho, a primeira batalha do Dragonite e a aparição de uma nova rival. Legalzinho. Só achei meio artificial essa apresentação, tipo, ela falou que ia ser rival logo após uma vitória. Sei lá, rivais seriam se eles se encontrassem algumas vezes durante a jornada e tudo mais. Como disse, ficou meio artificial, mas enfim.

Eu vi você colocando palavras como "merda" e "porra" na fic. ok, legal, deixa a fic mais madura, mas só não extrapole, tipo, dez palavrões a cada dez linhas -q, mas você entendeu, deixar é interessante, desde que não abuse.

Hm... esses dois... senti um clima ai. Eles se xingando de selvagem e tudo mais. Eu ri na hora que ele caiu por cima dele, ainda mais ela contando seis segundos como se fosse algo extraordinário -qq. Acredito que ela vá aparecer mais vezes -q, mas enfim.

Achei interessante a batalha, me lembrou aquela batalha do anime em que o Charmeleon evolui para Charizard pra lutar contra um Aerodactyl, mas essa foi mais interessante que o anime -qq, mas enfim.

Eu senti que faltou narração nesse capítulo, sei lá, ficou com muitas falas e quase sem narração. Também faltou um pouco de descrição dos golpes. Não dá pra imaginar bem a batalha sem que tenha uma narração dos movimentos contidos nela. Não precisa colocar mais pra aumentar o capítulo. Pode colocar mais narração, mas evitar falas desnecessárias, assim fica melhor, mas enfim.

Erros eu vi alguns, não costumo citar, mas esse eu senti na obrigação de corrigir:

Ei, isso foi um elogio ou uma ofença?
Ofença? O certo seria "ofensa". Também teve outra palavra que você trocou "s" por "ç", mas depois procurei e não achei-a novamente.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Gus em Sex 16 Ago 2013 - 22:31

Voltei, cara!

Olha sobre esse capítulo, foi assim, legalzinho.
Curti que teve uma batalha, que por sinal foi bem animada. Gostei do Dragonite sair vitorioso do mesmo, ele tava precisando, apesar que no decorrer da batalha eu achei que ele ia perder.
Essa nova personagem aí é bem estranha. ela que é a selvagem na fic pelo que parece. E ela tem um Aerodactyl, demais, são raros de ver em fanfics.
Enfim, já estou esperando o Pokémon Triathlon.

Agora, vamos falar de umas coisas que você pecou no capítulo. Olha, no começo, você repetiu muito a palavra "dragão" quando estava se referindo ao Dragonite, tente usar outros sinônimos. Nesse capítulo também, você deixou alguns lugares sem vírgulas e em outros faltou alguns pontos. Eu sei que ninguém é perfeito nisso aí, mas tente ver alguns tutoriais para melhorar um pouco. Aqui mesmo no fórum existem alguns muito bons.

Eu também achei que você não descreveu e narrou tão bem o capítulo como os anteriores, sabe, muitas falas. Poderia ter diminuído um pouco e acrescentado narração.

...

Citando alguns erros:


- Eh? Eu não vi que estava em cima, desculpa já to saindo! - Dizia o garoto ao ver em que ele havia aterriçado.
Aterriçado? O certo seria aterrissado, com 's'.

...

- Mas que merda... Será que um garota bonita não pode relaxar sem que caia um homem em cima?
Como é sobre a garota, então seria 'uma garota'

...

- Não vamos perder para ela! Vá Dragonite termine em apenas um golpe Ice Beam!
Poderia ser:

- Não perderemos para ela! Vá Dragonite, termine com o Ice Beam!
...

- O que foi agora? Você venceu.

- O que você disse pro Dragonite, foi horrível! Ele não estava sendo arrogante, ele não estava voando porque não queria, e sim porque não podia! - Vociferou o protagonista, parecia bem irritado.
Essa parte eu achei bem estranha. Só porque o Kai retornou o Dragonite e ela disso aquilo ali, não foi o bastante para ser horrível. Mas, sim, o Dragonite não estava sendo arrogante.

...

- Certo, isso não é ótimo Dragonite? - Disse animado enquanto agarrava firme as 'maos' do dragão. - Poderia dar uma olhada no Riolu e no Growlithe também? - Perguntou o garoto envergonhado.
Seria "mãos"

...

Bom, cara, eu sugiro que você revise os capítulos antes de postar, para não ter alguns erros bobos como esses que citei.

Flw. o/

Gus
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/07/2010


Ver perfil do usuário http://about.me/dantasgustavo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capitulo 04: Pokémon Triathlon! As três modalidades.

Mensagem por xKai em Ter 20 Ago 2013 - 12:24

Respostas:
~Black: Pois é o Aerodactyl anda meio esquecido no anime e quando vem de aparecer sempre é com o clichê tema de que alguém usou uma máquina pra fazer ele voltar a vida bláblá... Pois é eu encontrei estes erros que você disse e já os corrigi;

Gus: A verdade é que não encontrei muitos alternativos para Dragonite... Sei que repetir Dragonite toda hora fica tedioso de ler, e dragão também mas eu chamaria de que? Criatura amarela? -q Vou trabalhar em achar outra coisa para dizer.



Capítulo 04:

Pokémon Triathlon! As três modalidades.



Estava uma bela manhã ensolarada na cidade portuária de Roxbury, o jovem Kai já estava com seus pokémons em excelentes condições graças a sua breve estadia no centro pokémon local. O garoto de cabelo espetado caminhava ao lado de seu inseparável parceiro, Riolu, ambos pareciam estar explorando a cidade. Logo se via que não era uma cidade muito movimentada, mas as pessoas daqui pareciam ser bem animadas, enquanto caminhava pelo cais ouviam-se músicas que os trabalhadores tocavam em sua hora de descanso, algumas pessoas até mesmo paravam para cantarolar e dançar. Já era o suficiente de exploração, a cidade era pequena então não levou mais do que uma ou duas horas para dar uma rápida olhada por aí, o jovem se dirigia para a praia para se inscrever na competição de triatlo que iria ocorrer na parte da tarde, sabendo que irá ter que enfrentar Ridley mais uma vez.


Alguns minutos depois...

Diferente das outras partes da cidade, a principal praia local parecia estar bem movimentada, havia muitas pessoas ali, embora a maioria estivesse ali apenas para assistir. Não demorou muito para que o garoto se orientasse e fosse até a fila de registro, havia pouco menos de 10 pessoas na sua frente, olhando com um pouco mais de atenção para as pessoas que estão se registrando, logo o garoto avistou a garota desbocada, ela estava em quinto lugar na fila, parecia bem calma e ainda não havia visto o garoto. Não levou muito tempo para que chegasse sua vez, o garoto sorrindo rapidamente agarrou a caneta das mãos da enfermeira Joy que auxiliava no evento e já foi escrevendo seu nome e qual pokémon ele iria usar feito isto o garoto estendeu sua mão e Riolu de um belo salto batendo em sua mão.

- Vamos dar o nosso melhor, pelos doces... Digo pelo prêmio! - Dizia o garoto expondo seu claro interesse na competição, logo se esquecendo de perguntar algo para a enfermeira. - Com licença, quais serão os prêmios? Perguntou o garoto para a enfermeira que estava na bancada.


- O primeiro colocado receberá um Pokémon egg, um ano de RageCandyBar e uma cesta comemorativa contendo seis rare candies. O segundo colocado irá receber uma Muscle Band e apenas 1 rare candy, e por fim o terceiro colocado, irá receber uma Quick Claw e 1 RageCandyBar. - Explicava a enfermeira.

- Entendo. Obrigado e até depois. - Dizia o garoto se despedindo, parecia estar procurando por alguém.

Kai parecia estar bem agitado, caminhava de um lado para o outro procurando por alguém ou alguma coisa, não demorou muito até que ele havia avistado o que procurava, era Ridley a treinadora que ele havia enfrentado mais cedo, ela parecia estar conversando com outro competidor, este parecia um pouco mais velho e expressava um olhar um pouco mais sério.

- Oi Ridley, parece que conseguimos chegar a tempo. - Informava o garoto caminhando ao lado de Riolu.

- Ora, você realmente veio. Espero poder ver umas manobras mais selvagens do que as que vi mais cedo. - Dizia a garota ainda parecendo estar irritada pelo incidente.

- Mas aquilo não foi uma manobra, foi um atropelamen-!  - Era interrompido pela garota.

Como se fosse um raio, a garota voou na direção do protagonista tampando sua boca antes que ele pudesse terminar de falar, ela parecia estar muito envergonhada por ter sido atropelada e ter acabado em uma situação constrangedora um pouco depois disso.

- Cala a boca! - Exclamou a garota enfurecida.

- De qualquer forma... Quem é o seu amigo? - Perguntou sobre o garoto que estava ali.

- Ah... Ele é o Reignard... Não parece gostar de falar muito, pra ser sincera nos conhecemos agora.- Explicou a garota.

- Olá, eu sou o Kai e este é o Riolu. - Dizia o garoto já apertando a mão de Reignard.

O garoto de cabelos castanho claro olhou bem para o protagonista e lhe cumprimentou com um simples aperto de mão, parecia estar mais interessado em Riolu, o jovem se agachou e fez um breve carinho sob a cabeça do canino que pareceu ter gostado, logo após ele se afastou dos garotos.

- Nos vemos na competição. - Proferiu enquanto caminhava para outro canto.

Kai e Ridley ficaram olhando enquanto o rapaz se afastava ambos fizeram uma expressão semelhante de tédio, pareciam não compreender a personalidade talvez até tímida do jovem solitário. Os dois adolescentes começavam a se preparar para o evento, embora não fizesse questão de usar capacete quando andava de Skate, o jovem deveria seguir as regras do evento, já com o equipamento em sua cabeça ele fazia uma última checagem em seu skate para ver se estava tudo em ordem para a competição, logo ali ao lado Ridley também estava fazendo uma última checagem em seus patins.


- Este é um aviso para todos os participantes! Se dirijam todos até os veículos que os levarão para o ponto de largada. - Explicou a voz feminina pelo megafone.

- Mas que droga... Se a largada não era aqui não seria mais fácil a gente ter ido direto pra lá? - Reclamou a garota que se dirigia para um dos veículos que levariam os competidores.

- Espere Ridley, vou com você. - Dizia Kai enquanto seguia a garota.


Algum tempo depois...



Todos os competidores já estavam apostos na marca de largada, o protagonista parecia ser o único treinador que usava um pokémon fora de sua pokébola, afinal carregando Riolu em suas costas iria diminuir seu rendimento na competição, mas não era de importância, os dois eram inseparáveis. Após um breve momento de silêncio um dos integrantes da comissão do evento dava um tiro para o alto com uma pistola sinalizadora e o evento tinha início. A torcida vibrava, os telões mostravam passo a passo o progresso dos competidores para os que acompanhariam da largada, enquanto outros acompanhavam pela beira da avenida que levaria até a praia onde aconteceria a segunda etapa da competição. O protagonista estava em seu skate pegando cada vez mais velocidade, nem parecia que estava carregando Riolu aos poucos ele se aproximava de Ridley que estava em quarto lugar, um pouco mais distante brigando pela primeira posição estava Reignard que também era um skatista. Um dos competidores parecia estar se aproximando da garota desbocada, suas intenções pareciam bem claras, era de derrubar a garota para roubar sua posição, o valentão se aproximou com sua bicicleta para que a atinja com um dos guidões, a garota com inteligência diminui a velocidade fazendo o valentão perder o equilíbrio e tombar, foi o suficiente para que o protagonista empatasse com a garota, agora a disputa entre o quarto lugar estava acirrada, mais a frente Reignard com manobras evasivas estava em primeiro com vantagem de sobra. Kai e Ridley estavam lado a lado, para ganhar a posição o garoto já havia preparado uma estratégia.

Soundtrack:

- Hissatsu! Candies here i go! - Exclamou o garoto que não perdia tempo em olhar para garota com sua língua de fora.

- Mas que merda é essa?

Após ouvir a palhaçada do garoto de cabelo espetado, Ridley perdeu a concentração por um instante que foi o suficiente para ser ultrapassada pelo garoto, que logo após ultrapassar a desbocada pegou embalo o bastante para ultrapassar dois patinadores que estavam a sua frente, pegando assim a segunda posição. Uma ladeira se aproximava, o garoto mais do que ninguém sabia que não era muito bom em descidas então diminuiu um pouco a velocidade antes de descer, Ridley o ultrapassou em uma incrível velocidade, aproveitando para lhe devolver a 'língua' que o garoto havia mandado instantes antes.

Após descer a ladeira a praia estava logo ali, e com isto a segunda etapa iria começar, havia um barril repleto de pokébolas que os competidores iriam ter que usar para dar a volta pela praia, Reignard já estava na água montado em um Gyarados, enquanto Ridley parecia também ter tirado a sorte grande com um Sharpedo. O protagonista logo após tirar seus acessórios de proteção, roupas e calçados ele apanhou a pokébola jogando-a na água, dentro desta uma bela Lapras aparecia, o garoto saltou no pokémon que parecia ter uma boa velocidade, mas não era o suficiente para ultrapassar Ridley e Reignald, o garoto então tinha um plano.

- Ninguém disse que não podíamos atacar os outros... Nesse caso, Lapras Ice Beam!

Lapras carregou o Ice Beam e o disparou contra o mar criando uma superfície de gelo sob a água e foi deslizando em alta velocidade ultrapassando Ridley e empatando com Reignald, entretanto a garota não iria deixar que isto acontecesse.

- Seu maldito, mas confesso que foi uma ideia bem selvagem! Sharpedo avance com Aqua Jet!

Ridley segurou firme na barbatana do tubarão que saltou sobre o gelo se cobrindo com uma camada de água que lhe deu impulso o suficiente para que ele ultrapasse Lapras e Gyarados, agora estava em primeiro lugar.

- Vejo os dois na linha de chegada! - Exclamou a garota cheia de si.

Reignald parecia estar gostando da competição, estava com um leve sorriso em sua face e achou que estava na hora de usar um dos movimentos de Gyarados para seu auxílio.

- Gyarados, ataque com Aqua Tail!

O dragão marinho que se afastava da camada de gelo com certa dificuldade executa um movimento com sua cauda repleta de água chicoteando a água do mar criando uma forte onda que deslocava Sharpedo e Lapras fazendo-os perderem o ritmo, com isso novamente eram ultrapassados, era uma competição de ambos os lados, e aos poucos os demais competidores se aproximavam, não muito atrás Surf, Hydro Pump e outros ataques começavam a surgir, os outros competidores agora também usavam esta estratégia que não parecia ser contra as regras.

Na linha de chegada...

A plateia que assistia pelos telões estava deslumbrada com tamanha a competição, o locutor ao mesmo tempo em que narrava os acontecimentos tratava de animar o povo com seus comentários que davam mais vida aquela incessante disputa na água.

Na praia...

Finalmente o percurso pelo mar havia terminado os jovens rapidamente desciam até as areias da praia, agradecendo os pokémons pela ajuda enquanto os retornavam para a pokébola, era a última etapa. Os competidores se calçavam para uma corrida a pé ao lado de seus parceiros Pokémons, Riolu que estava ao lado de Kai o tempo todo já estava mais do que escolhido para a competição, Ridley exibia seu Beartic enquanto Reignard timidamente colocava para fora da pokébola seu Tediursa. Os três começavam a correr pela avenida com os participantes atrás, era uma disputa incrível as posições se alternavam a todo o momento, até que Reignard começou a correr com mais seriedade, era mais atlético e mais velho que os outros dois, era de se esperar que em uma competição como essa ele se sairia um pouco melhor. O protagonista parecia não aceitar o segundo lugar, mas para manter o ritmo ele não poderia correr mais rápido se não logo iria se cansar, Ridley parecia fazer da mesma forma, corria como podia ao lado de seu veloz Beartic, era incrível como um pokémon daquele porte físico fosse correr tanto.

Alguns minutos depois...

Soundtrack:

Os jovens tinham uma ótima determinação, alguns competidores já haviam desistido, enquanto eles estavam brigando pelas primeiras posições. Reignard que estava com certa vantagem sobre eles cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, Tediursa se escondia dos flashes das câmeras buscando abrigo nas pernas do rapaz que aguardava os outros. Ridley e Kai se aproximam da linha de chegada, após descer a pequena ladeira seria decidido o segundo e terceiro lugar, o garoto se empolgou na descida com um salto, quando aterrissou acabou perdendo um pouco o equilíbrio e esbarrando na garota, como em um Déjà vu ambos deslizam até a linha de chegada envolvendo Riolu e Beartic, parecia uma bola humana rolando ladeira abaixo e cruzando a linha de chegada. Beartic e Riolu se levantam e novamente o garoto se encontra caído em cima da garota, ela parecia não acreditar naquela situação, e como se não pudesse piorar...

- Como ambos os treinadores chegaram juntos, usaremos os pokémons de cada um para decidir. Por uma cauda, o segundo lugar vai para Kai e Riolu! Com Ridley e Beartic em terceiro.

O garoto se levantou 'de cima de Ridley' no mesmo instante e foi até o comentarista e a enfermeira Joy junto de Riolu para pegarem seus prêmios, cumprimentando Reignard que foi o vencedor. Ridley chegou pouco depois para receber seu prêmio e cumprimentar Kai e Reignard. Após tirar as fotos o protagonista se dirige até a garota.

- Ei, Ridley! Qual é o seu número? Vamos manter contato. - Dizia de forma simpática.

- Está bem... - Dizia a garota tentando parecer educada frente às câmeras que não paravam de fotografar os três.

Após adicionar a garota em seus contatos o garoto lhe deu um caloroso abraço deixando a garota com a face rosada, logo após isso ele se dirigiu até Reignard, suas intenções eram claras...

- Reignald! Parabéns cara, aquele seu skate é massa em... Mas quem diria que você nos venceria... Sabe eu posso não parecer mas eu corro bem rápido, é claro que você viu... Bem... Esses doces são bem legais em... Posso pegar alguns? - Tagarelava o garoto deixando escapar suas intenções.

- Haha, como se eu fosse caír nessa, quem sabe outro dia. - Disse o garoto com um sorriso no rosto se afastando aos poucos.

o Protagonista parecia arrasado, Riolu tentou o confortar colocando a Muscle Band em sua cabeça, mas perder os doces parecia ter sido demais para o garoto, já que era o motivo dele ter entrado na competição pra variar... O garoto se dirigia para o centro pokémon carregando seus prêmios enquanto Ridley lhe dizia.

- Espero que você não 'esbarre' em mim toda vez que nos vermos... É claro que eu teria vencido se não fosse por isso, Até mais. - Dizia a garota que parecia tomar um rumo diferente.



Continua...


No próximo capítulo: Parece que não tem mais nada a se fazer em Roxbury, a não ser comer alguns doces, é hora de cruzar a rota 02 em direção a Newest city e o primeiro ginásio.  Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, Rota 02, um Trapinch da pesada.



Notas do autor:
Tive um pouco de preguiça pra escrever este capítulo já que era mais uma maratona do que uma batalha, não sei se narrei muito bem... Espero que não tenha ficado entediante demais, até o próximo capítulo Very Happy




Última edição por xKai em Qua 18 Set 2013 - 22:00, editado 2 vez(es)

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Qua 21 Ago 2013 - 19:17

Bom, vamos lá.

Bom, o capítulo foi legalzinho. Eu diria que é diferente ter esse negócio de triatlo. Acho que nunca vi numa fic, afinal acho que ninguém se preocupa muito com isso, eu também não -q. Mas achei interessante sua atitude de ter colocado.

O resultado achei inesperado, imaginei que o Kai fosse vencer, ou até mesmo imaginei que aquela menininha escrota lá ia vencer. Mas apareceu um peão "do nada" e venceu. Ainda mais com um pokémon nem tão bom em comparação aos outros.

Só acho que a fic ainda ta meio "infantil", sabe? Tipo, "oi, meu nome é Josival e quero ser seu amigo, vamos ser amigos?" "Vamos". Sei lá cara, acho que isso acaba deixando a fic um pouco clichê, tendo um protagonista que está sempre de bem com a vida e quer fazer amiguinhos toda hora.

Eu rio de mais com esses comentários dele em busca dos doces. Já vi gente que é fanática por doces, mas ele passa dos limites. Espero que continue explorando esse lado, pois está bem engraçado, mas enfim.

Erros eu devo ter visto um ou outro, mas nenhum que prejudicasse a leitura.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por xKai em Dom 1 Set 2013 - 10:30

Respostas:
~Black: Obrigado pelo apoio Black, você ta sempre acompanhando a fic e comentando, vamos lá... Verdade o assunto da amizade que você falou, ficou meio artificial, mas o Reignald vai ser aquele tipo de personagem "legal" que meio que vai se achar um pouco, o Kai tentou uma abordagem direta, mas pra frente vou falar sobre isso, ele na verdade não sabe como agir perto de pessoas e se torna falso, porque ele não se diverte como se expressa, na verdade ele não sabe o que dizer e simplesmente inventa porque acha que vão achar graça, se tornando o "palhaço" da turma, mas não vai levar muito tempo até que a verdadeira personalidade dele apareça, na verdade ele é muito tímido, só consegue ser ele mesmo quando está sozinho com Riolu, onde ele geralmente é extrovertido e bastante medroso, Riolu quase sempre faz o papel de um irmão mais velho.



Capítulo 05:

Rota 02. Um Trapinch da pesada!



Haviam-se passado várias horas desde a despedida dos vencedores da competição de triatlo pokémon, alguns deles colocaram o pé na estrada imediatamente, enquanto o protagonista ficou em Roxbury por mais algumas horas para comprar mais porcarias, sua mochila estava mais pesada do que nunca esteve no momento em que ele partiu da cidade rumo a Newest City e sua primeira insígnia. Mesmo tendo todo o luxo do pokémon center ao seu dispor ele o usou apenas para tomar um longo e demorado banho, não havia tempo a perder o hiperativo protagonista decidiu por conta própria iniciar a viagem durante a noite e dormir na estrada usando um saco de dormir, mesmo sendo um garoto da cidade ele adorava a emoção de dormir a céu aberto.

Soundtrack:

Muitas horas depois o Sol surge, aquela rota era um pouco diferente da rota 01 que além de pequena não havia muitos detalhes. Não parecia ter água por perto, uma estrada bem longa feita de terra, seus arredores de mata rasteira e seca não pareciam conter muita vida selvagem, ou vegetal, dando muita utilidade as porcarias que o garoto comprou em Roxbury, o problema maior era insolação, Kai não gostava muito de tomar Sol, a cor de sua pele indica isto, o garoto achou uma formação rochosa e a usou como base temporária para descansar o que não poderia levar muito tempo, como não haviam muitos obstáculos o vento percorria um longo trajeto sem curvas, vento seco é sinal de desidratação rápida. O descanso foi rápido, não levou mais do que dez minutos e então o canino que o acompanhava parecia estar sentindo alguma coisa.

- Riolu? Está sentindo alguma coisa?

Uma das principais características de Riolu é a sua captação de aura, ele é um pokémon emanação, que além de emanar uma quantidade considerável de aura consegue sentir a aura de outros pokémons e até mesmo de pessoas, Kai sabia que poderia confiar em seu parceiro, então lhe permitiu ir na frente, o garoto sem contestar seguiu seu parceiro curioso para saber o que o pokémon havia encontrado, após andarem cerca de 150 metros de onde estavam era possível ver uma fila de pokémons alaranjados, tinham um corpo pequeno e uma cabeça muito grande com presas serrilhadas, sem dúvida eram Trapinchs, estavam seguindo em uma única direção, havia uma caverna ali o que era estranho já que esse tipo de pokémon costuma viver em suas colônias que geralmente são feitas no subterrâneo, por meio de túneis que eles mesmos cavam.

- Aquelas presas dão medo não é Riolu? Se eles estão indo pra lá, vamos para cá... - Proferiu o garoto tentando evitar de ir na direção dos Trapinch, mas era segurado por Riolu que fitava uma expressão de tédio, isto sempre acaba por acontecer.

- Da um tempo Riolu... E se a gente acabar preso lá dentro? Podem haver Golbats... Steelix... Druddigon! - Todas aquelas possibilidades intimidavam o garoto, mas ele pegava de sua mochila um litro de água que continha apenas mais um gole de água, sua cabeça estava fervendo, seu rosto estava bem vermelho e seu corpo parecia estar começando a doer, sua boca estava seca seria burrice continuar andando neste calor infernal, uma caverna sequinha e úmida não poderia ser desperdiçada.

- Tudo bem Riolu... Mas cabe a você a função de deixar aquelas formigas longe dos meus... Dos nossos doces, ouviu bem? - O garoto proferiu enquanto seguia em direção a caverna e bebia meio gole de água, entregando o litro para Riolu que parecia beber o meio gole que havia sobrado.

Não longe de onde o protagonista e seu pokémon estavam, dentro da caverna, um grupo de Trapinch estavam rodeando um lago bem cristalino, era difícil imaginar um lago tão cheio de vida no interior de uma caverna, era como se ela fosse uma espécie de oásis para os pokémons, ali perto de onde estavam os Trapinchs haviam alguns Dratini, Magikarp e Wooper se banhando naquela água límpida que embora não tenha gosto parecia incrivelmente apetitosa. Tudo parecia bastante calmo, outras espécies de pokémons que vivem por ali resolveram se juntar a festa, parecia que todos se davam muito bem quando o assunto era beber água... Até que uma enorme coluna de água surge vinda do fundo do lago, de dentro dela um enorme e enfurecido Gyarados aparece, carregando uma energia avermelhada no centro de sua bocarra a serpente marinha começa a disparar Hyper Beam's para todos os lados expulsando os pokémons que estavam lá. Kai e Riolu que caminhavam pela caverna se deparam com uma multidão de pokémons tentando sair de lá, não tendo como fugir ambos são levados para fora em meio aquela multidão desenfreada.

- Se não queriam que a gente entrasse era só ter avisado... - Dizia o garoto sentado no chão se restabelecendo de um estado de tontura.

O canino correu na direção de um dos muitos Trapinchs, Riolu parecia estar bem irritado com a situação e parecia discutir com a formiga que um pouco intimidada apenas olhava para baixo, outros pokémons que estavam por ali também pareciam infelizes, alguns estavam fracos, com sinais de desidratação.

- Riolu, parece que tem alguma coisa naquela caverna, eu não sei se eu vi bem, mas eu vi algumas luzes no fundo enquanto os pokémons corriam, parecia um tipo de raio laser. - Explicava o jovem.

Riolu imediatamente usou sua habilidade de captação de aura, suas orelhas levitam na horizontal enquanto o pokémon se concentra envolto por uma camada fina de aura. Instantes após isto, o pokémon parecia estar bastante agitado, havia alguma coisa naquela caverna que o chamou a atenção, provavelmente seria um pokémon o causados de tal confusão.

- Então vamos ter que entrar lá dentro? Não podemos ficar aqui fora não? Ta bem escuro lá dentro... - Dizia o garoto tentando disfarçar um aparente medo de escuro, ou seria do possível monstro que estaria no interior da caverna?

Riolu parecia estar dando uma dura no garoto enquanto o arrastava em direção a caverna de onde todo aquele problema aconteceu. Ali estavam caminhando em passos lentos e cautelosos, o garoto seguia o caminho com passos tímidos além de estar com uma expressão de medo mais do que evidente em sua face. Não demorou muito até que ambos chegam até um lago que havia no interior da caverna, esta parte da caverna parecia ser aberta pelo topo de forma que a área ao redor do lago fosse bem iluminada pelo Sol.

- Não tem nada aqui, vamos beber água e dar o fora. - Disse o garoto apressado enquanto mergulhava seu cantil nas águas cristalinas da pequena lagoa.

Estava feito, era hora de sair dali e avisar os pokémons que não tinham o que temer, quando uma gigantesca coluna de água surge do fundo da lagoa, desta emergia um assustador Gyarados que disparava de sua boca um jato de água sob pressão, era seu Hydro Pump.

Soundtrack:

Mesmo pegos de surpresa Riolu e Kai conseguem evadir o ataque da serpente marinha, por muito pouco. O que um Gyarados fazia em uma lagoa tão pequena? Era uma pergunta fácil de se perguntar, mas era impossível de se responder no calor da batalha que iria acontecer o pokémon aquático tinha a clara vantagem de território.

- Da um tempo, o que nós fizemos pra você? Riolu Copycat!

Seguindo as ordens de seu treinador o canino executava um movimento com seus braços, suas orelhas flutuavam na horizontal e em sua mente ele revia todos os movimentos que Gyarados fez ao executar sua técnica, imitando-os o canino apontou suas patas para frente em uma postura de 'mandíbula' disparando o Hydro Pump contra Gyarados que não tendo espaço acaba recebendo o ataque, mas não parecia ter causado muito dano e como contra efeito o deixou ainda mais irritado. Gyarados investe contra Riolu utilizando sua bocarra, era o Bite, com muita agilidade o canino salta por cima da cabeça de Gyarados que chacoalhava sua cabeça na tentativa de se livrar de Riolu.

- Muito bem Riolu agora use o Force Palm!


Riolu desferia uma palmada carregada com energia contra o pokémon que não aparentava ferido. O enfurecido Gyarados era persistente e muito resistente, obteve sucesso em se livrar do canino que se desconcentrou ao perceber que seu movimento mais forte não havia causado muito estrago, após ser atirado contra a parede da caverna era atingido pelo Hydro Pump do dragão, era um ataque crítico.


- Se levante Riolu. - Exclamou o garoto que segurava a pokébola de Dragonite, era seu único pokémon que havia um ataque que seria eficaz contra Gyarados, o Thunder Punch. A serpente marinha estava para dar o golpe definitivo em Riolu, quando um dos Trapinchs surgiu, a formiga estava coberta por um ciclone de areia que avançava na direção de Gyarados, era o Sandstorm! Que encobria o campo de batalha fazendo com que o dragão finalmente começasse a sofrer danos, o dragão acertou o Trapinch com sua cauda, sem desistir o pokémon o atacou usando o Crunch ferindo a cauda de Gyarados, mas também havia sido jogado para perto de Riolu. O pokémon aquático batia sua poderosa cauda na água levantando uma onda que removia o Sandstorm de campo, ele tinha novamente o controle sob a batalha.

- Aquele Trapinch tentou nos ajudar? - O garoto reuniu toda força que tinha em suas pernas trêmulas enquanto corria até o outro lado da lagoa para socorrer Riolu e Trapinch que haviam sido arremessados até lá.  Gyarados agora virou-se para o garoto, reunia uma energia de cor escarlate em sua boca e estava pronto para disparar seu Hyper Beam contra Kai que estava distraído, mau sabia ele que, quem precisava de ajuda agora era ele mesmo. Até que uma voz familiar ecoa pelas paredes da caverna enquanto um poderoso raio de gelo atinge o Gyarados descontrolado.

- Ice Beam!





Continua...


No próximo capítulo: A cavalaria chegou, agora este Gyarados finalmente vai aprender uma lição! Em meio ao caos da batalha contra Gyarados surge um Wooper severamente ferido, o que fazer agora? Os Trapinchs seguem o exemplo de seu líder e entram na batalha! Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, Conclusão de uma confusão. Wooper e Vibrava!


Notas do autor:

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Ter 3 Set 2013 - 20:33

Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho esse. Teve esses acontecimentos na caverna, a batalha e tudo mais, bem movimentado eu diria. Só achei que as coisas fluíram meio rápido, não sei :s

Achei que ele fosse capturar o Gyarados no começo, já que teve aquele certo destaque, sei que o Gyarados era o "protagonista" desse capítulo, mas ficou bem destacado, ainda teve a luta. Espero que ele não capture o Gyarados, pois ia ficar bem sem graça o cara ter Dragonite e Gyarados e não ter nenhuma insígnia.

Mas por outro lado, aposto que ele vai capturar o Trapinch, que vai evoluir pra Vibrava para querer lutar bravamente contra o Gyarados '-'. Sei lá, acredito que ele vá mesmo capturar o Trapinch, mas espero que não evolua tão rápido, falei brincando -qq.

Também achei que o Riolu ia vencer, ai já imaginei que ficaria MUITO aquela coisa boba de protagonista sempre se dá bem mesmo sendo muito mais fraco que o adversário e tudo mais. É chato quando isso fica acontecendo, porque só porque o cara é o principal, não significa que ele é um semideus, mas enfim.

Entendi o que você falou do Riolu ser tipo um irmão mais velho. Realmente ficou bem nítido isso, já que ele só não arrastou o Kai pra não ser humilhante -q, mas enfim.

Erros vi alguns, principalmente vírgulas mal colocadas, ou falta delas, mas como sabe, não vou citar.

Portanto é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 06: Conclusão para uma confusão. Wooper e Vibrava!

Mensagem por xKai em Dom 8 Set 2013 - 15:30

Respostas:
~Black: Já vou começar dando um spoiler, o Kai não vai capturar o Gyarados não, seria um absurdo até... Tudo bem que o Dragonite por enquanto não vale de muita coisa, mas com um Gyarados agora seria um massacre total no primeiro ginásio. Mais spoiler → Ele vai sim capturar o Trapinch. O Trapinch vai evoluir para Vibrava... Mas não o mesmo Trapinch, um outro que vai evoluir... Mas a evolução do tal Trapinch vai fazer com que o primeiro Trapinch se torne uma escolha de captura. ← Em nenhum momento eu pensei em deixar o Riolu vencer, mesmo que seja uma pequena lagoa, estaria enfrentando um Gyarados em um território aquático... A diferença de tamanho é absurda xD Mas até que ele lutou bem tadinho...  Quando ao poder overpower do protagonismo você não verá nesta fic, se ver será em coisa boba, as vezes ele tem que vencer né... A primeira luta contra o Aerodactyl venceu por pura sorte, já a disputa do triatlo perdeu... Não vai perder tudo, mas vai ganhar algumas sim... A única coisa sobre-humana que ele tem são ossos bem resistentes, o que mais você vai ver vai ser esse moleque se esborrachando com aquele skate. E uns outros detalhes ocultos que revelarei com o tempo... Espero que continue te agradando e que eu consiga evoluir a fic nos próximos episódios já que vão ter gym battle e torneio do battle club com a entrada de Don George, e pelo menos mais quatro novos personagens.


Capítulo 06:

Conclusão para uma confusão. Wooper e Vibrava!

Enquanto Kai estava distraído indo ao socorro de Riolu e Trapinch o implacável Gyarados direciona sua atenção para o garoto, que sem perceber corria as cegas. Como em um roteiro de um filme de ação em que o herói sempre chega no último momento, um pinguim voador surge disparando de seu bico um raio azul, congelando o ar em seu trajeto até atingir Gyarados, que para seu azar fica congelado. Eis que surge um homem ao lado de Delibird, era Matthew Stone, arqueólogo Pokémon e amigo de Shuu, irmão de Kai. O enorme corpo congelado de Gyarados começara a tremer, logo ele iria se libertar daquilo, sem perder tempo o protagonista pegou Riolu que estava inconsciente, abraçando-o contra seus braços enquanto colocava a formiga gigante em suas costas, em apenas um fôlego o garoto dispara para fora daquela caverna tendo a cobertura de Matthew e Delibird que saem logo após. Já no lado de fora da caverna enquanto sentava-se sobre uma pedra e bebia água do cantil de Matthew o moleque perguntava de forma um pouco até ingrata.

- O que você está fazendo aqui?

- Salvando você, pelo que parece! Mas é igual o irmão mesmo, vive colocando o traseiro em confusão. - Dizia o homem reconhecendo as semelhanças entre os irmãos.

- Estava tudo sob controle... - Dizia o garoto que abraçava seu parceiro desmaiado.

- Meu cu que estava... Deixa eu dar uma olhada no Riolu e no Trapinch. Por sorte eu trouxe um kit de primeiros socorros para pokémons. - Falou o homem tomando os pokémons das mãos do garoto.

- Me pergunto pra onde foi toda a educação que você tinha quando chutamos as bundas daqueles Hunters.

- Haha! Aquele dia... Você fala como se me conhecesse de longa data... Eu falo o que deve ser dito! Você é burro ou o que? Tentou mesmo vencer um Gyarados na água com um Riolu?

- Não tem nenhum doce com você nessa sua 'sacola' Delibird? - Se direcionou para Delibird com a intenção de se esgueirar do assunto.

- Não mexa na cauda do Delibird, ou ele vai te atacar! Enfim... Olhando todos estes pokémons aqui fora, acredito que o Gyarados não está permitindo que eles bebam ou se banhem naquela lagoa, certo? - Proferiu Matthew enquanto espirrava o spray nos pokémons.

- Nós estávamos procurando um lugar fresco para descansar... Mas demos de cara com uma multidão de pokémons fugindo de lá... Então eu decidi corajosamente que deveria averiguar o que havia lá dentro, mesmo contra a vontade do Riolu. O resto você já sabe... - Explicava com sua própria versão da história.

Por acaso, o lutador acordou naquele momento, após terminar de ouvir a versão de Kai ele não pensou duas vezes antes de acertar o garoto com uma 'patada' em sua cabeça. Ao ver a cena Matthew imediatamente já havia entendido o que havia acontecido por ali... Não levou muito até que o corajoso Trapinch levantasse e se juntasse aos demais Trapinchs, é claro com uma feição bem triste. Matthew se levanta com uma expressão pensativa sem tirar os olhos daquela caverna, era hora para agir e mostrar ao Dragão marinho que aquele não é o seu território.

- Fazer esse tipo de coisa por conta própria é perigoso, mas agora sabendo da atual situação não podemos deixar que estes pokémons morram de sede ou sejam expulsos de seu próprio habitat. Voluntários?

- Se eu não for, a glória vai ficar toda pra você não é? Tô dentro! - Falou o garoto esticando seus braços para o alto. Não demorou muito até que o mesmo Trapinch daquela vez caminhasse até o lado de Matthew, estava decidido, outros Trapinchs também se movimentaram. Os demais pokémons pareciam assustados demais e evitaram contato com "o grupo de invasão" que estava sendo formado.


- Não é muita coisa... Mas pelo menos todos são determinados. Todos façam uma fila atrás de mim, e venham! - Disse o homem entrando na caverna ao lado de Delibird que caminhava.


- Agora essa... Mas não vai ficar mandando em mim. - Proferia o garoto que não estava acostumado a andar acompanhado, principalmente em saber que não era o líder.

Não levou muito tempo até que chegassem até o lago, Matthew evitava se aproximar muito, apenas observa o local procurando por algo que pudesse explicar a fúria de Gyarados, não poderia ser questão territorial já que tantos pokémons dependem desta fonte de água para sobreviverem, além de uma incomum árvore por ali, não havia absolutamente nada. Como a parte de cima da caverna era aberta isto explica ter alguma vegetação por ali... Era uma árvore especial, para conseguir cravar suas raízes neste solo duro. Na outra margem da lagoa havia uma criaturinha de cor azul e cauda achatada, no lugar de orelhas havia espinhas de peixe em sua cabeça, era um Wooper. O homem se perguntava o que ele estava fazendo ali, e porque não havia sido atacado, até que percebeu que o pokémon havia alguns cortes na sua cauda e em suas pequenas pernass. Por outro lado Kai estava um pouco incomodado com o trio de Trapinchs que o seguia, os pokémons fitavam uma expressão sem emoção alguma... E suas grandes mandíbulas eram bem assustadoras naquela distância. Um dos Trapinchs se virou para o garoto que abaixou virando o Trapinch para o outro lado.

- O que você está fazendo, temos um trabalho aqui se lembra?

- Eu sei... Mas viu aqueles dentes? Não gosto que fiquem apontados para mim. - Reclamou o garoto de braços cruzados.

- Pra onde foi toda aquela coragem que você disse...? Mas que problema... Temos que tirar aquele Wooper de lá, pode ser perigoso pra ele. Parece estar precisando de ajuda com aquelas feridas.

- Deixe comigo! - O garoto começou a desamarrar seus sapatos, e tirar sua roupa, ficando apenas de calção, se preparando para mergulhar até onde está o Wooper. Eis que surge a imensa serpente marinha que o encarava com sua enorme boca aberta e seus olhos paralisantes, se assustando, obviamente o garoto rapidamente vestiu-se enquanto se afastava já ordenando sua manobra... De retirada. - Certo... Manda ver 'tio'! - Esbravejou o garoto claramente passando o pepino para Matthew.

Soundtrack:

- Vá, Lairon! – Exclamou o homem atirando o objeto esférico para o alto. De dentro da pokébola emerge um quadrúpede inteiramente metálico. A serpente marinha não estava para brincadeira, sem dar qualquer aviso atacou o pokémon metálico com sua cauda coberta por uma espiral de água, era o Aqua Tail. No momento em que o ataque que seria super eficaz iria fazer contato, o treinador planeja seu contra ataque. – Devolva em dobro! Metal Burst! – Feito isto o pokémon metálico tem seu corpo brilhando com um tom metálico mais forte, recebendo o Aqua Tail de de Gyarados, se mantinha firme não havia sofrido muitos danos era de fato um pokémon muito bem treinado. Lairon então disparou uma onda de energia avermelhada em conjunto com uma luz ofuscante, que atingia Gyarados e o fazia sofrer uma quantidade considerável de dano.

- Ele é ainda mais forte do que eu pensava... – Disse o adolescente espantado ao ver o equilíbrio da disputa.

Gyarados se levanta ainda mais furioso do que antes de Kai aparecer na lagoa pela primeira vez. A terra começava a tremer com a fúria do pokémon aquático, uma energia sinistra envolvia todos aqueles que estavam ali, pedaços de pedra e placas de terra se elevaram, era o Earthquake.  

- Isso não é bom! Usar um golpe desses em uma caverna...


Pedras rolavam das paredes da caverna na área onde era coberta, por muito pouco os treinadores conseguem desviar, mas Lairon era atingido se ferindo consideravelmente. O trio de formigas resolve agir, primeiramente um deles avançava na direção de Gyarados utilizando seu Crunch, em vão, em apenas um golpe do Hydro Pump e estava tudo acabado. O segundo Trapinch então entrou em cena, era aquele que salvou Kai pouco antes de Matthew chegar, o pokémon parecia estar relutante, uma aura escarlate envolve seu pequeno corpo e então o pokémon se joga contra a serpente marinha, era o Superpower. Gyarados simplesmente atinge a formiga com sua cauda, jogando-o contra a parede. O último Trapinch estava hesitante, não sabia se atacava ou não já que havia visto o fracasso de seus parceiros, Gyarados investe na direção do pokémon para não ser atacado... Quando uma luz branca envolve o corpo de Trapinch, ele estava evoluindo! As mudanças eram muitas, o pequeno corpo alaranjado, antes na forma de uma formiga agora tinha a forma de uma libélula, possuía agora belas asas esverdeadas um corpo elegante de cor amarela e antenas que serviam para emitir ondas sonoras e belas asas de cor esmeralda.

- Vibrava! – Exclamou Matthew ao ver o magnífico pokémon.

Kai observava tudo aquilo de uma distância segura já que ainda temia a força de Gyarados que já havia sofrido um bom dano com o ataque de Lairon. Vibrava agora começava a voar ao redor de Gyarados perturbando-o, a serpente marinha não conseguia atingi-lo, todos os seus movimentos eram evitados. A libélula emitia um barulho horrível junto de uma onda púrpura que surgia em suas antenas, era seu Screench que ao atingir Gyarados diminui consideravelmente sua defesa.

- É isso! Riolu acabe com ele, Force Palm! – Exclamou o garoto.

- Ataque você também Lairon, Body Slam!

O lupino investe contra Gyarados e com apenas uma palmada ele derruba o pokémon que agora estava suscetível ao ataque de Lairon que o nocauteia.

As pressas o arqueólogo se dirige na direção de Wooper para tratar do pokémon, entretanto o pokémon aquático nadou na direção de Gyarados, ele parecia estar acariciando o pokémon com uma expressão entristecida, o dragão emitia uns sons como se estivesse pedindo desculpas para o peixe.

- É como se eles fossem amigos... - Proferiu Kai entendendo a situação.

- Exato. Ele estava tentando proteger o amigo de outros pokémons, por isso não deixava ninguém se aproximar. Podíamos ter evitado todo este confronto. Kai pode me ajudar? Vamos cuidar do Gyarados também, e dos Trapinchs.

Com uma feição de culpa o garoto vagarosamente se dirige na direção do arqueólogo para auxiliá-lo no tratamento dos pokémons. Meia hora depois e já estava tudo certo novamente, Wooper finalmente recebeu tratamentos médicos, é um pokémon jovem e saudável iria ficar muito bem, já Gyarados ouviu muita bronca por parte do arqueólogo que explicava que ele deveria ser um pouco mais gentil com as pessoas e os pokémons que vivem na área. Após receber a dura o dragão que agora estava com uma expressão um pouco mais tranquila voltou para o seu canto do lago onde brincava com Wooper. Kai finalmente havia tido seu descanso e seu cantil estava cheio novamente, o garoto estava decidido a seguir em frente, não havia mais porque perder tempo neste local. Enquanto o garoto caminhava para se despedir de Matthew ele nota uma discussão acontecendo no grupo de Trapinchs. Vibrava parecia estar expulsando o antigo líder do grupo.

- Temos algo bem incomum... Geralmente quando evoluem eles voam para longe e se juntam a outros Vibravas, mas este parece que quer continuar por aqui, tomando o lugar do antigo líder. - Explicou Matthew.


O Trapinch nada poderia fazer a não ser aceitar a realidade, estava quieto e deprimido em um canto, o protagonista se dirigiu até o pokémon com um tom arrogante, parecia provocar o pokémon.

- Haha! Mas como você é fraco. Vai ficar aí chorando só porque te colocaram pra fora?

Matthew observava de longe enquanto se afastava, virou de costas com um sorriso e foi embora, sem se despedir desta vez. Kai estranhamente se torna um pouco mais agressivo, a formiga se ergue novamente encarando o treinador com uma expressão de irritação bem clara, o garoto já tirava de seu bolso uma pokébola e fazia sua escolha, era Growlithe.

- Não fique parado, ou vai virar churrasquinho. Growlithe Flame Wheel!


O cão listrado executa um salto girando o seu corpo fazendo com que pareça uma roda de fogo que acelerava na direção de Trapinch em alta velocidade, a formiga com certa dificuldade desviou-se do primeiro ataque, mas ele não esperava que Growlithe iria fazer uma curva e tornaria a lhe atacar, inevitavelmente a formiga era atingida, mas o valente pokémon não iria desistir por aí. Trapinch emitia um forte grito e invocava um ciclone de areia que emergia na frente de Growlithe lhe causando alguns danos, era o Sandstorm, que agora em campo iria causar pequenos danos em Growlithe.

- Até que você sabe fazer alguma coisa... Claro que não! Growlithe Agility, em seguida use o Double Kick!

Growlithe começava a se movimentar em zigzag aumentando muito sua velocidade, ele rodeava a formiga que sem saber de onde viria o próximo ataque jogou na sorte e tentou morder o cão que desviou com facilidade, o canino então ataca usando suas patas traseiras para chutar o adversário atirando-o para longe. A Sandstorm aparecia novamente causando danos em Growlithe. Trapinch que já havia levantado começava a cavar um buraco no solo usando seu Dig. Kai mantinha uma postura firme, aguardava o momento certo para agir, eis que o momento aparece, o solo abaixo de Growlithe começava a rachar, sem sequer precisar por aguardar ordens de seu treinador Growlithe executa um belo salto para trás desviando do ataque de Trapinch que agora estava na superfície, a velocidade do cão estava realmente em um nível bem superior.

- Bem que tentou. Growlithe use o Bite!

Era o golpe final, Growlithe avançou na direção da formiga cravando seus caninos a nocauteando. O garoto colocou a mão em um de seus bolsos retirando de lá uma pokébola que era atirada contra o pokémon, a esfera que já havia absorvido a formiga balançava uma, duas, três vezes e estava capturado. Antes de recolher a pokébola do chão o garoto acariciou a cabeça de Growlithe enquanto fitava um sorriso bem amigável, quando voltou sua atenção para a pokébola o protagonista fitava um olhar um pouco mais sombrio.


- Vai ficar tudo bem... Agora você tem um lugar pra ficar. - Proferiu enquanto derramava uma lágrima por apenas um de seus olhos.


Algumas horas depois, o adolescente segue seu caminho até a cidade de Newest City, já estava bem próximo de lá, apenas mais alguns vinte minutos de caminhada e já seria o suficiente para chegar até lá. Kai estava um pouco diferente do normal, geralmente quando está sozinho com seus pokémons ele costuma ser irritante de tão hiperativo, mas desta vez ele estava calmo e seguia caminhando ao lado de Riolu sem sequer conversar com seu parceiro.




•••


Soundtrack:


Não muito longe dali, dois sujeitos observavam o adolescente do alto de um vale com algum tipo de binóculo, este parecia mais moderno que os normais, era muito fino, como se fosse um óculos. Os sujeitos trajavam um sobretudo preto com seus rostos cobertos por um capuz da mesma cor, um deles o que não estava com o binóculo parecia estar conversando com o outro sobre Kai.


- Então, este é o menino? – Proferiu o mais velho deles, parecia ser o líder.

- De fato... É isto que os dados parecem mostrar. A quantidade de ' D.E.X ' que emana dele está mais elevada do que os que capturamos a pouco tempo. – Analizava o homem com uma espécie de iphone mais moderno.

- Kufufu! That's perfect... Isto é o que eu chamo de um belo recipiente.

- Master Zero... Acabo de receber uma mensagem do QG. - Proferiu o assistente enquanto olhava para seu aparelho celular. - Brain disse para esperarmos um pouco. Irá acontecer um torneio naquela cidade, ele estipulou uma chance de 77% de que outra pessoa com um alto nível de 'D.E.X' irá participar deste evento.

- É irritante saber que um fedelho de merda como esse tenha tamanho poder e nem sequer sabe como usa-lo... Muito bem. Assim engaiolamos dois pássaros de uma só vez.

O homem de meia idade denominado 'Master Zero' planejava algo terrível, o que seria D.E.X? Que tipo de organização sombria é esta? Quais seriam seus planos? O vento soprava muito mais forte, o que antes soava como uma leve brisa agora era violento. Enquanto entrava na cidade ao lado de Riolu o protagonista não podia deixar de sentir uma estranha e sinistra sensação, era desconfortante, quase que sufocante.



Continua...

No próximo capítulo: Newest City é uma cidade bem diferente das atuais, uma mistura entre o antigo e o novo tornam esta cidade muito divertida. Um encontro chocante entre treinador e líder de ginásio vai atrair um grande público até o lugar chamado 'Egineer's house". Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, Bem vindos ao Novo Oeste! Kai Vs. Dean.

Notas:
Acho que ficou pequeno... Enfim não tava com vontade de revelar muita coisa. Os dois homens fazem parte de uma organização secreta, serão os principais vilões da série, futuramente haverá um novo sistema de batalha envolvendo também esta organização. Talvez tenha ficado meio vago, principalmente a mudança de personalidade que Kai tem demostrado nos últimos capítulos, eu não estou ficando pirado... Isto faz parte da história e terá ligação direta com o 'D.E.X'. Espero que este capítulo faça com que vocês parem para pensar em algumas perguntas, já que até aqui tinha sido tudo meio 'comum.' Mesmo que não comentem muito, obrigado para quem acompanha a fic, e um obrigado em dobro para quem comente, por hora é só, até o próximo.

PS: Assim que os jogos X e Y lançarem, irei inserir os pokémons da nova região na fic, assim como as Mega Stones e Mega Rings e outras possíveis novidades... Não adianta em nada eu colocar agora se não temos muita informação sobre eles ainda.




Última edição por xKai em Ter 10 Set 2013 - 0:36, editado 4 vez(es)

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Pikato em Dom 8 Set 2013 - 18:02

Friend do céu, a fic está muito legal, sua descrição melhorou de modo admirável cara, mas percebi um erro gravíssimo, essa fase aqui embaixo, censurada é claro expressa isso:

Meu c* que estava

Friend, não deixe isso escapar de jeito nenhum, um palavrão tira um pouco a qualidade da fic e desagrada os olhos, por isso aconselho não usar este tipo de vocabulário, no máximo use idiota ou desgraçado, refiro-me ao último devido ao real sentido da palavra, que quer dizer algo sem graça, pessoa sem graça ou sem sorte, ou até idiota. É um sinônimo estranho, mas mais leve que isso.

Bem agora sobre o capítulo, achei ele bastante interessante, reproduziu bem o cenário da luta, e conseguiu descrever bem os misteriosos encapuzados e até combinou a música da Organization com eles, algo bem planejado.

Sobre a música de batalha do Mattew sem educação, achei que ela não combinou muito com o estilo, achei ela meio parada e até um pouco sem graça, acho que se tivesse colocado uma de Pokémon Black 2, ou até dos remixes de ocremix ficaria melhor.

Sobre a descrição ficou bem legal, erros eu vi, mas como você fala, sinto-me indigno de citá-los devido a qualidade do capítulo, destaco como um evento importante o final, o mistério envolvido. A parte da luta contra o Gyrados achei um pouco filler, mas acredito que deve ter alguma coisa condizente com o enredo.

Enfim cara, desculpe destacar poucos pontos, mas estou com um pouco de pressa, tenho que sair agora, o capítulo ficou bom e no mais atente-se quanto ao sinônimo de expressões tão fortes, acho elas meio fortes e até desagradáveis de se ver, mesmo que o cara seja um troglodita e.e

Adios Uma observação vai sobre a quantidade de Dex, lembrou-me muito o Vegeta de Dragon Ball e.e
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Qua 11 Set 2013 - 21:53

Quando você diz que o protagonista não vai ficar perdendo, eu sei, mas tipo, às vezes ocorrem um monte de bruxaria pro protagonista sair vencedor, por ser simplesmente o protagonista, mesmo ele sendo um bosta, mas enfim.

Bom, vamos lá.

O capítulo ficou legalzinho, mas concordo que foi meio filler, ficou parecendo aqueles episódios do anime em que o Ash aparece, ajuda alguém e vai embora, sem nenhuma adição na história, mas esse teve a captura do Trapinch, depois de um pouco de enrolação -qqqqq. Mas o final também foi bem legal.

Eu gostei de ele ter capturado o Trapinch. Cara, o Flygon é um pokémon muito legal, gostaria mesmo de vê-lo com um. Só acho diferente o cara ter dois dragões. Quer dizer, o Trapinch não é bem um dragão, mas o Vibrava é, então né -q, mas enfim.

Quanto a palavrões, eu não tenho problemas em lê-los, eu até utilizo às vezes (ou utilizava -q), mas claro que não pode ser desnecessário. Palavrões dão um toque mais maduro pra fic, mas né, não adianta um monte de fala lotada de palavrão, isso baixa muito o nível da fic. Também palavrões desnecessários.

É, realmente a personalidade do Kai está bem mudada ultimamente, ele não está mais todo brincalhão e irritante, parece mais frio e sério, mas achei estranho ser tudo assim do nada, sabe? Talvez possa ter sido algum acontecimento que tenha o aborrecido -q.

Erros eu vi alguns, principalmente a escassez de vírgulas, ou as mesmas mal colocadas.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por xKai em Dom 15 Set 2013 - 15:44

Respostas:
~Black: Em relação a ele futuramente ter dois dragões é pra ter mais equilíbrio em uma futura batalha contra o Pai dele. Mas irão haver muitas capturas na fic, sem contar os pokémons ainda não revelados que ele já possui que capturou quando viajou por Sinnoh, mais pra frente todos estarão disponíveis e ele irá mudar sua team incontáveis vezes.

Pikato: Valeu por comentar man, coisa rara ver outra pessoa por aqui -q

Em relação aos palavrões achei melhor ter pra não ficar infantil demais, afinal tendo personagens adolescentes este é o meu público alvo. Hoje em dias muitos palavrões já fazem parte do nosso dicionário, resolvi me atualizar em relação a isso.

Foi meio filler sim, eu pensei nesta trama toda só pra capturar o Trapinch -q Consegui enrolar dois capítulos inteiros *,* Mas de certa forma mexeu com a história. Não entendi o lance da quantidade de D.E.X ter te lembrado do Vegeta? -q " É DE MAIS DE 8 MIL? xD


Capítulo 07:

Bem vindos ao Novo Oeste! Kai Vs. Dean.

Após algumas desventuras hilariantes pela rota 02, nosso protagonista agora se encontra diante de Newest City, uma cidade com uma aparência bem incomum. Algumas casas de época se assemelham as antigas casas do velho oeste feitas de alvenaria e madeira. Outras casas por ali já eram bem modernas, mansões com uma faixada bem luxuosa. As ruas não eram asfaltadas, eram de terra batida mesmo. Hélices que produzem energia eólica estão espalhadas por toda a cidade, dando-a uma aparência realmente muito incomum misturando o novo com o velho. A primeira coisa que o rapaz procurou fazer ao chegar nesta nova cidade foi procurar pelo centro pokémon local, para que tenha seus pokémons atendidos, afinal em breve ele teria uma batalha de ginásio e ainda nem sabia que pokémons usar, já que desconhecia o tipo do ginásio local. Assim que entrou no estabelecimento de madeira com portas automáticas, o garoto se dirige até a bela jovem de cabelos rosa que estava na bancada, era a enfermeira Joy local. Mesmo que já tenha viajado por vários lugares sempre era esperado encontrar uma enfermeira Joy um pouco diferente, mas todas elas pareciam iguais. O garoto se dirige até a mulher com suas pokébolas em mãos, colocando-as na bandeja que estava com o Audino que a acompanhava. Riolu subiu no balcão e ficou sentado sob uma bandeja, a qual foi carregada pela enfermeira. Havia passado já algum tempo, Kai então ao ver Joy novamente chegando com Riolu e seus pokémons decide perguntar para ela sobre o ginásio local.

- Muito obrigado enfermeira Joy. Você poderia me dar algumas informações sobre o ginásio desta cidade? - Perguntou interessado.

- Outro desafiante... O Líder de ginásio daqui se chama Dean. Ele é um especialista em pokémons do tipo elétrico, é um pupilo de Lt. Surge de Kanto. Se você deseja ir até o ginásio eu recomendo que você vá primeiro ao bar chamado "The Saloon". O ginásio fica na velha 'Engineer's house' mas esta hora, se eu bem o conheço, Dean deve estar no bar.

- Entendo... Onde fica este bar?

- Basta você virar a direita na rua ao lado e seguir até o fim dela. Não tem erro, é um estabelecimento bem chamativo. - Explicou soltando uma leve risada.

- Ok, estou indo. Obrigado pela informação.

- Volte sempre.

Após um breve diálogo com a enfermeira local, o rapaz descobre onde está o líder do ginásio, agora teria de ir em sua busca para poder desafiá-lo. Enquanto passava pelas portas automáticas indo em direção ao local indicado por Joy, o garoto fitava em sua face uma expressão um pouco mais séria, enquanto proferia em um tom baixo como se não estivesse lúcido.

- Dean certo? Hehe... Vou esmagá-lo como se fosse um inseto. - Logo ao proferir esta frase um pouco intimidante, a expressão do garoto se torna boba novamente, como se tivesse acabado de acordar... Então ele voltava a caminhar pela estrada de chão enquanto chacoalhava sua cabeça.

•••

No interior de um estabelecimento comercial que vendia berries, um garoto de cabelos castanhos com um boné azul e branco estava a observar um folheto preso em um quadro de avisos, parecia se tratar de algum tipo de competição local que aconteceria dentro de um dia.

- Acho que vai ser bem interessante participar deste torneio, assim vou poder testar o poder da Ninetales. - Proferiu o garoto com o tom misterioso.

•••

Do outro lado da cidade um jovem de cabelos castanhos que usava um boné em sua cabeça, desta vez de cor vermelha, acabava de chegar. Ele caminhava até o centro pokémon em lentos passos, carregando consigo um sorriso carismático e um folheto em mãos, era o mesmo folheto que servia para divulgar o torneio que haveria dentro de um dia.

- Que bom que cheguei em tempo para uma soneca, a viagem foi bem cansativa.


•••

No final daquela estrada de chão, havia um grande estabelecimento de madeira com uma placa em neon muito chamativa que dizia "THE SALOON". Era este o lugar mencionado pela enfermeira Joy, aqui que o líder de ginásio iria estar. O garoto caminhava em direção as portas ainda pensando em quais pokémons ele usaria. Assim que ultrapassou as portas 'Vai-e-vem' de madeira, o protagonista se depara com uma visão no mínimo rara, parecia estar dentro de um filme de faroeste. Todas aquelas mesas e cadeiras de madeira, típico barman que limpava seu balcão ao mesmo tempo que servia bebidas para quem estava naquele estabelecimento. Em uma mesa rodeada por garotas estava um homem de cabelo azul, quase preto. Trajava uma roupa bem típica do local, jaqueta de couro, calças largas, botas... É claro, um chapéu de cowboy.

- Hihihi! Você é o melhor Dean! An...? - Uma das mulheres que estava ao redor do homem pareceu levemente incomodada com a presença do jovem que se aproximava.

- Boa tarde, por acaso você é o líder do ginásio? - Perguntou Kai, já que aquele era o sujeito mais próximo dele.

- Pode apostar que sim maninho. Hoje eu estou tão entediado, apenas dois treinadores foram até o meu ginásio e nenhum deles me deu uma batalha descente.

- Eliminados! - Disse a loira que agarrava um dos braços do líder.

- Um massacre total! Disse a morena que limpava sua mesa.

- Hunf... Dean-sama é o melhor! Afinal é o aprendiz número 1 de Lt. Surge!

- Haha! Não ligue pra elas. Mas elas sempre estão certas. - Disse o líder se exibindo.

- Ah... Claro. - Proferiu o garoto em tom baixo, como se tivesse entediado com a situação.

- Venham gatinhas, e menininho também. O desafio será no meu ginásio, é claro. Engineer's House!

- Tch... Eu me chamo Kai. Se me chamar outra vez pelo diminutivo talvez esta batalha não dure trinta segundos. - Ameaçou o garoto. Após esta direta o clima parecia menos alegre, entretanto Dean parecia ser uma pessoa extremamente extrovertida, enquanto caminham fora da estrada de chão para um lugar que se assemelhava a uma oficina, ele era mimado pelas garotas que não paravam de tagarelar um só instante, uma delas até tentou jogar charme para o protagonista que acabou a ignorando por completo, é claro que talvez tenha escapado uma olhada tímida para a morena de longas pernas.

Aquele ginásio era bem diferente, parecia um velho hangar, o exterior era de madeira, via-se algumas vigas de aço enferrujado. No interior haviam muitas ferramentas e aparelhos a vapor, era muito diferente do que sugeria um ginásio do tipo elétrico. É claro que não podia faltar o essencial, o campo de batalha no meio do local.

- Então... Esse buraco é o seu ginásio?

- Haha... Não fale assim, é o meu legado! Eu adoro esta cidade porque ela mistura o antigo e o novo. Este ginásio também conhecido como 'Engineer's' House', também é um ponto turístico desta cidade.

- Jura? Não vejo ninguém.

- Você vai ver quando as máquinas ligarem! Then... Now girls! Switch on!

Assim que o líder do ginásio terminou de falar, suas tietes puxaram uma alavanca com uma sequência de botões que haviam ali em um painel. As máquinas a vapor começaram a ligar, faíscas elétricas começam a surgir das engrenagens e então em um canto escuro do recinto um enorme telão, maior do que qualquer outro, aparece com câmeras apontadas para todos os lados.

Heh! Espero que seja uma batalha chocante maninho, pois toda a cidade vai assistir.

- Haha, é uma visão bem rara. Não é todos dos dias que se vem máquinas velhas como essas fazendo uma tv tão moderna assim funcionar. - Proferiu se divertindo com a situação.

- C'mon girls, the rules! - Proferiu o líder empolgado aguardando a loira que se aproximava do campo de batalha, seria a juíza.

- A batalha será entre o Desafiante Kai Silverlake da cidade de Veilstone, contra o melhor de todos, o líder da cidade de Newest, Dean! - Pausa pra reação. - Será apenas uma batalha em dupla, quem tiver os dois pokémons nocauteados perde o combate. Regras simples não? Então que comecem!


- My vintages. Go Jolteon e Pikachu! - O gym leader rapidamente atirou um par de pokébolas para o alto, uma delas liberou um brilho chocante, era de Jolteon que não era um pokémon normal, sua cor era um pouco esverdeada, era de fato um pokémon shiny. Pikachu no entanto aparentava ser uma fêmea devido a ponta de sua cauda ter a forma de um coração, não parecia ser uma dupla muito intimidante.

- Vão Trapinch e Growlithe! - Exclamou o adolescente escolhendo seus pokémons. A formiga recém capturada iria fazer sua primeira batalha, será que o cão alaranjado seria uma boa dupla?

- Jolteon Pin Missile! Pikachu Swift!

Soundtrack:

O corpo de Jolteon iluminava-se com um brilho esbranquiçado, e de seus pelos pontudos eram liberados vários espinhos que agiam como se fossem mísseis teleguiados, que faziam curvas no ar. Pikachu saltou paro o alto girando sua cauda que brilhava e disparava várias estrelas douradas e brilhantes, que se misturavam ao redor dos mísseis de espinhos fazendo com que este se tornasse um único e poderoso ataque, sem qualquer chance de evasiva devido a velocidade do ataque Trapinch e Growlithe são atingidos e com a explosão são atirados para trás. Enquanto o garoto pensava em uma estratégia para contra atacar o poderoso ataque de Dean, várias pessoas chegam até o lugar para assistir a batalha, parece que ver pela TV não era o suficiente para os fãns do líder.

- Não fique se achando por causa disso. Trapinch use o Crunch no Jolteon, Growlithe ataque o Pikachu com o Double Kick!

A formiga alaranjada investiu para cima de Jolteon abrindo sua intimidante mandíbula, que ao se fechar não havia mordido nem sequer a sombra do pokémon que muito mais veloz desvia e ainda investe contra Trapinch usando uma cabeçada. Growlithe era bem mais rápido e fazia uma disputa de velocidade contra Pikachu, o canino então tenta atingir o rato elétrico com suas patas traseiras usando o Double Kick mas o amarelo desvia com elegância.


- Que trágico, parece que vai terminar antes de começar. Foi mal maninho. Jolteon, Pikachu. Helping Hand e Quick Attack!

A dupla de elétricos encostaram suas patas como se fosse um cumprimento, isto faria com que os ataques com prioridade se tornem ainda mais rápidos. Imediatamente Dean ordenou que ambos usem o Quick Attack. Em uma velocidade formidável os pokémons simplesmente desaparecem de vista e surgem como verdadeiros relâmpagos na frente de Trapinch e Growlithe que estavam levando uma tremenda surra.


( - Não posso deixar isso continuar, mais um ou dois golpes cada e estará acabado... ) - Pensou o garoto até que teve uma ideia. - Usem o Dig vocês dois!

A dupla de alaranjados então começavam a cavar, entretanto... Não foram muito fundo, o chão do ginásio era um solo muito resistente.

- Não achou que isso funcionaria não é? Este ginásio não tem apenas a função de ser um ponto turístico, ele também tira a vantagem dos tipos Ground. Pikachu Thunderbolt no Growlithe e Jolteon use seu Rock Smash no Trapinch!

- Mas não vai mesmo! Troquem seus oponentes, Growlithe Fire Fang, Trapinch Earth Power!


Pikachu e Jolteon direcionavam seus ataques para os adversários, entretanto eles não esperavam que o adolescente iria inverter seus oponentes no último instante. A formiga saltou na frente de Growlithe, afinal ele é imune a eletricidade. Enquanto isso Jolteon aproveitava a brecha para concluir seu ataque com o Rock smash, uma de suas patas emitia um brilho alaranjado,  ao se aproximar de Trapinch era mordido nas costelas pelo cão alaranjado que emanava chamas em seus caninos, com muita força o cachorro atira Jolteon para longe, este que ficou em chamas devido ao ataque e começa a sofrer danos contínuos. O corpo alaranjado de Trapinch foi envolto por uma luz amarela, o pokémon então saltou e se jogou contra o solo com uma grande força causando uma rachadura no solo que se abria emitindo raios de luz amarela contra Pikachu e Jolteon que sofriam danos sérios.

- Finalmente um adversário a altura, isso está literalmente pegando fogo! Jolteon atinja o Trapinch com o Facade!

O pokémon elétrico investiu violentamente contra Trapinch com seu corpo em chamas, a formiga que foi jogada contra uma das paredes agora estava inconsciente. No instante em que Jolteon se virou, as chamas em seu corpo aumentaram novamente, suas orbes se tornam um círculo espiral e o pokémon estava caído fora de ação.

- Você foi demais Trapinch, retorne. Vamos acabar com isto agora 1x1!

- Volte você também Jolteon! Você foi demais parceiro. 1x1? Hunf, ainda são 2x2! Pikachu Electro Ball!

- Não seja atingido Growlithe, Agility!

Pikachu agora tinha o controle da parte ofensiva da batalha, soltando energia de sua cauda o roedor atira uma esfera elétrica contra Growlithe, que aumentando sua velocidade desvia do movimento, ambos os pokémons atacam um ao outro com rápidos encontrões e investidas, a velocidade de Growlithe já não era inferior a de Pikachu, a batalha estava incrivelmente equilibrada.

- Growlithe Flame Wheel!

- Pikachu confunda-o, Double Team!


O adolescente parecia querer roubar o controle daquela batalha e então ordena que o cão alaranjado use seu ataque mais rápido de fogo, o canino então salta para o alto encolhendo e girando seu corpo em alta velocidade tomando o aspecto de uma roda envolta por chamas que avança na direção do rato elétrico, que já preparado cria várias réplicas de sí próprio e se mistura entre elas, algumas réplicas eram atingidas e desaparecem mas ainda haviam 3.

- Isso acaba agora, Pikachu use o Electro Ball!

O rato elétrico então carrega uma imensa quantidade de energia em sua cauda e a atira contra Growlithe, suas réplicas haviam feito o mesmo e cada um atirando seu ataque de uma distância e posições diferentes, não havia como saber qual era o verdadeiro e qual seria o falso.

- Guardei o melhor para o final! Growlithe use o Flame Burst!

Soundtrack:

O listrado expele de sua boca uma chama com um formato bem diferente, ela parecia mais curvada que as outras, a chama então se divide para várias direções fazendo com que as réplicas desapareçam, ao mesmo tempo anulava o ataque do original quando o atingiu.

- Isso acaba agora. Growlithe mais uma vez com Flame Burst!

A chama é lançada paro o alto formando uma estrela e de cada uma destas pontas era expelido uma forte chama que era disparada para todas as direções, atingindo o roedor e criando uma enorme nuvem de poeira e fumaça no local.

- Não pode ser... Dean-sama... Perdeu!

Assim que a poeira se dissipou o suspense terminava com o espanto da loira que havia servido como Juíza. Pikachu stava fora de combate e Growlithe emerge vitorioso mais uma vez, o cão listrado correu um pouco desajeitado na direção de seu treinador, com sua língua de fora e uma aparência toda boba, tudo que ele queria era um confortável carinho em sua cabeça felpuda.

- Muito bem Growlithe, nós vencemos! - Exclamou o garoto que segurava nas duas patas dianteiras do canino e ficavam pulando um na frente do outro.


- Im shocked... Well... Uma derrota é uma derrota! Mas que garoto estranho. Está bem diferente de antes da batalha. - Proferiu confuso ao ver a expressão do adolescente.

- Com licença, eu estou ouvindo. - Disse o garoto interrompendo.


- Sorry boy! Sem mais delongas... Tenho que sair com estas belas garotas hoje a noite. Pegue, esta é a Energy Badge.


Inabalável e com muita pressa o líder saiu acompanhado de suas garotas, soltando altas gargalhadas, era um homem provido de um ego incrível... Ignorando a cena patética, Kai simplesmente tratou de pôr a insígnia em seu devido lugar, uma espécie de caixa que era apelidado de porta insígnias. Era então hora de voltar para o centro pokémon onde iria passar a noite. Amanhã haverá um importante torneio e a premiação para os vencedores seria revelada apenas no dia.



Continua...

No próximo capítulo: Don George Battle Club Tournament? Vários treinadores se reúnem em Newest City para participar de um torneio pokémon patrocinado pelo clube de batalhas de Don George. Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, Que comece o Don Battle! As sombras que se movem.




Última edição por xKai em Sex 4 Out 2013 - 16:09, editado 2 vez(es)

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Pikato em Ter 17 Set 2013 - 20:35

Então cara, até que gostei da batalha do ginásio, achei criativo o fato do ginásio se passar em um Hangar e ter televisores que exibissem isso para a cidade inteira.

A batalha também foi interessante, ressaltando o fato do líder ser um tarado, lol. E das meninas serem personal claqueitor(puxa saco, falando normalmente) aplaudindo e apoiando o líder. Achei legal usar também Pikachu e Jolteon, já que Lt Surge usa Raichu e o Dean é um aprendiz.

Sobre a Don battle, acho que pode envolver a aparição do meu personagem, né^^? Sobre erros, vi um bem básico, se você der uma rápida lida, perceberá ele rapidinho.

Também achei legal o desenho da insígnia, bem legal mesmo o design, você que fez? E achei legal você ter incrementado a música de último pokémon no texto.

Bem no mais é isso, meus comentários se baseam em ressaltar pontos importantes e alguns falhos da fic, no mais meu trabalho termina aqui^^

Adios

avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Black~ em Ter 17 Set 2013 - 22:30

Bom, vamos lá.

Capítulo interessante, finalmente foi a primeira batalha de ginásio -q, que foi bem interessante, diga-se de passagem. O capítulo por ser de ginásio só teve essa movimentação com o líder, a batalha e tudo mais, mas enfim.

Achei interessante esse líder ser um pegador e tals. Ele ficou parecendo o Gary, que tinha um monte de menina que ficava seguindo-o e chamando-o de o melhor, falando que o fodão e tals -q, achei interessante. Com esse tanto de mulher, acho que o Lurly ficaria feliz -qqqqq, mas enfim.

Gostei de um ginásio elétrico, parece que eles estão na moda -qq, também gostei de ter sido uma batalha em dupla, sei lá, é raro de ver um ginásio tendo batalha em dupla, só aquele de Hoenn que tem isso, não lembro de ter visto numa fic -q.

A história da cidade ficou bem interessante, pois pareceu uma cidade de Velho Oeste no começo, logo, supondo que o ginásio fosse do tipo Terra talvez, já que o tipo Elétrico é sempre relacionado a novas tecnologias, mas curti esse negócio de velho e novo -q.

Erros eu vi, vários, talvez. Principalmente em questão das vírgulas, hora falta, hora fica mal colocada, tome cuidado.

Mas enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 08: Que comece o Don Battle! As sombras que se movem.

Mensagem por xKai em Ter 1 Out 2013 - 17:31

Respostas:
Black: Foi legal você ter dito isso Black, me lembrou que quando eu era pequeno, o Gary era o meu ídolo... 10 anos de idade, cheio de garotas ao redor... E dirigia ( Com 10 anos... ) um conversível '-'

Sobre líderes elétricos estarem na moda eu não sei... Todos os líderes de ginásio serão personagens criados pelos outros lá no escritório, a única coisa que eu faço é deduzir a ordem xD

Espero ter melhorado nesse... Me perdi muito nas vírgulas e nuns errinhos aí que corrigi de troca de letra por outra, palavras juntas etc...


Pikato: Pois é, como a cidade tem tudo isso de velho e novo, achei bem legal a imagem de um velho hangar que também era uma oficina, ser o ginásio. Juro que visualizei isso na minha cabeça.

Em relação aos pokémons do Dean, os créditos vão pra quem criou ele, eu apenas o coloquei na história -q Como falei pro Black todos os gym leaders serão criados por vocês xD

Sim, o seu personagem é o Lucas S. Estará participando do Don Battle, e terá alguma importância nestes capítulos, mas irá aparecer melhor mais pra frente, na cidade conhecida como Lost Fantasy Town. A cidade mais barra pesada, onde os sonhos terminam... Lá a fic terá uma visão mais forte, sangue derramado, pessoas sendo assassinadas pela rua... Tiroteios... Prostituição etc...

Em relação a insígnia, eu achei ela no google -q Créditos pra quem fez 0/ Deve ter sido alguém do deviantart... Eu procurei algo como uma chave de fenda, engrenagens etc... Mas não achei então foi essa mesmo.



Capítulo 08:

Que comece o Don Battle! As sombras que se movem.

A manhã começou bem agitada em Newest city, mesmo estando em plena luz do dia muitos fogos de artifício estouram nos céus. No centro da cidade, mas precisamente em um grande estádio, multidões de pessoas se encontram para comprar seus ingressos para o grande espetáculo que iria durar o dia todo. Patrocinado por Don George, criador do clube de batalhas Pokémon. Em uma espécie de anuncio para as pessoas que já aguardavam em seus lugares, um homem de bigode e corte militar, não muito alto, musculoso, mas talvez um pouco acima do peso, estava dando uma entrevista, ao lado dele estava o locutor do evento, Takemitsu.

- Bom dia telespectadores! Patrocinado pelo Clube de batalhas Pokémon, o Don Battle! Um torneio que reunirá treinadores de várias partes da região que irão brigar pelo prêmio com unhas e dentes! Hoje, como comentarista teremos a ilustre presença de... Don George-san!

- Força! Poder, bravura e juventude! Esta será a essência para este Don Battle! Desta vez tivemos uma média unânime de jovens competidores, espero que todos aproveitem as batalhas que irão acontecer.  – Proferiu Don George com sua costumeira explosão inicial, encerrando com uma expressão bem carismática.


- Haha, este foi Don George! Aguardem mais um pouco, assim que as inscrições forem encerradas iremos anunciar os participantes.

•••

No interior do estádio, em uma lanchonete para ser mais exato. Kai e Riolu estavam degustando de algumas guloseimas, após terem se inscrito na competição. Enquanto comia uma barra de chocolate de amendoim caramelado, o garoto não tirava os olhos do telão, estava assistindo a programação especial sobre o Don Battle. Enquanto estava distraído duas figuras um tanto conhecidas se aproximam. Eram Ridley e Reignard.

- Você por aqui. – Proferiu o garoto de cabelo castanho, com um sorriso um pouco meia boca.

- Hunf! Eu não me esqueci do que você me faz passar no triatlo! Saco, aquilo não foi nem um pouco selvagem... Aguarde, pois terei minha vingança! – Esbravejou o garota encarando o protagonista de perto.

- O que foi que disse? – Perguntou o garoto virando o queixo. – Se ficar assim tão perto, vou achar que está querendo me beijar. – Provocou enquanto deixava escapar uma risada.

- Mas o que? Hunf, pirralhos como você não fazem o meu tipo. - Proferiu furiosa.

- Que alívio... Não sou chegado em “mulher macho”. - No instante em que o garoto proferiu tais palavras a garota se aproximou ainda mais, os olhos de ambos faiscavam como tomadas entrelaçadas em um curto circuito, a rivalidade era inevitável, e isto seria decidido apenas no torneio, caso se enfrentem.

- Odeio atrapalhar o casal, mas vou indo. Preciso pegar um Pokémon.  – Proferiu Reignard em um tom mais calmo.

- Agora você me lembrou, eu inscrevi “ele” na competição... E não o peguei ainda. – Proferiu o garoto passando na frente de Reignard, estava indo para algum lugar onde tivesse alguma máquina de transferência para pegar seu Pokémon.

- Tsc... Ele está sempre correndo. – Disse a garota irritada, enquanto se sentava na cadeira em que Kai estava. Não levou muito tempo até que um garçom se aproximasse.

- Aqui está a conta.

- Conta do que? Eu não pedi nada, será que tem que pagar pra sentar?

- O garoto que estava com você saiu sem pagar, então, por favor, pague.

- Mas que... Ei Riolu vai lá e... Riolu? – A garota esbravejou pelo lupino que já fazia tempo que não estava ali, provavelmente saiu junto com Kai sem que ela tenha percebido.

•••


Uma jovem de cabelos rosa caminhava alegremente por uma loja de conveniência que havia no estádio, parecia muito alegre, andava saltitando, olhando a vitrine repleta de coisas fofas. Junto consigo, em seu colo estava um pequeno esquilo branco com uma listra rosa em suas orelhas e cauda, era um Pachirisu shiny.

- Quantas coisas fofas, será que compro alguma coisa para meu irmão? - Proferiu a jovem em dúvida.

•••

No lado de fora do estádio, dois jovens estavam conversando, um deles tinha cabelo espetado de um azul tão escuro que se assemelha ao preto, de mais chamativo em suas roupas era sua jaqueta laranja. O outro parecia um pouco mais calmo, cabelos castanhos, boné de cor vermelha.

- Então você é o "Lucas". - Proferiu o garoto de boné.

- E você? - Perguntou o de cabelo espetado.

- Lucas.  - Exibiu um sorriso.

- Mas que problema... Chame-me então de Cole, afinal meu nome completo é Lucas McCole.

- Não se pode fazer muita coisa em relação a isto.

- Ouvi dizer que você é sobrinho do professor Elm, tive a oportunidade de conhecê-lo. Veio apenas pelo torneio?

- Talvez... Lost Fantasy ultimamente está um caos, aquela cidade virou um pandemônio. Crianças não podem mais andar nas ruas sozinhas e colocaram toque de recolher. - Proferiu Cole com uma expressão de raiva.

- Isto só pode ser coisa daqueles caras, os de preto que vivem aparecendo e sumindo do nada.

- Você também os viu?

- Pode apostar que sim.

•••

Algumas horas já haviam se passado, naquele momento todos os competidores já estavam no interior do estádio, aguardando pelo locutor iniciar o dispositivo randômico para que a competição tenha início. A plateia ia à loucura no instante em que o apresentador Takemitsu subiu até o palanque, e então uma contagem de dez surgiu no telão gigante, que estava atrás do homem.

- Sem mais delongas, que os adversários das preliminares sejam sorteados!

O telão agora mostrava uma interface totalmente diferente, havia várias fotos uma ao lado da outra e então as fotos começam a ser embaralhadas. Todos os jovens competidores tentavam reconhecer seus adversários pelas fotos mostradas, ambos expressavam uma determinação implacável. Kai estava muito confiante já que havia pegado um de seus pokémons que estava com o professor Rowan. Ridley, por outro lado encarava o protagonista ao invés de encarar seu adversário, para ela, seria apenas uma pedra em seu caminho. Rostos familiares e desconhecidos se encontram pela primeira vez, os competidores realizam o tradicional aperto de mão, e então a batalha de abertura iria ter início. O apresentador logo se tratou de abrir a primeira batalha.

- Vencedor do prêmio Ciência jovem, do instituto de pesquisa tecnológica de Newest city, "The Genius" Jimmy! Contra... Vindo da cidade mais indomável de Johto, Blackthorn city. “The Silent Warrior” Reignard!

Os dois competidores se cumprimentam com um típico aperto de mão, não que estavam gostando disso, pela expressão de ambos o gesto havia sido realizado por pura obrigação. Ambos já estavam em seus respectivos lados no campo de batalha, Jimmy pela esquerda e  Reignard pela direita, ambos tiravam suas pokébolas de seus bolsos e a batalha iria começar.

Soundtrack:

- Vai Beheeyem! – Surge então uma criatura bem estranha, sua enorme cabeça, sem dúvidas chamava a atenção, todo seu corpo era de uma coloração marrom claro, seus olhos eram verdes, em suas mãos, onde seriam os dedos, ele possui três esferas de cores vermelho, amarelo e verde que quase sempre piscam como lâmpadas quando ele executa alguma técnica. Em sua cabeça existem algumas marcas pretas, simulando as veias de um cérebro. Ele sempre parece estar usando um vestido.

- Para a batalha, Beedrill! – O garoto de cabelos castanho claro jogou paro o alto sua pokébola, dentro desta surge uma abelha com grandes olhos vermelhos. Em suas grandes patas dianteiras existem dois ferrões semelhantes a lanças. Suas asas batem com tanta velocidade que emitem um zunido bem forte.

Os pokémons se encaram por um ínfimo instante, até que o juiz levanta a bandeira autorizando o início do embate, Jimmy sem se segurar inicia sua estratégia.

- Beheeyem comece com o Calm Mind! –  O pokémon cerebral emite uma luz multicolorida pelas orbes em seus punhos, para aumentar seu ataque especial e sua defesa especial.

- Beedrill Swords Dance! – A abelha começou a afiar suas grandes lanças, uma na outra fazendo com que ambas fiquem brilhantes e bem afiadas.

- Beheeyem, novamente com Calm Mind!

- Beedrill Swords Dance!

- Não tente me imitar, Amador! Beheeyem destrua este inseto, Thunderbolt! – O corpo do Pokémon cerebral começou a emitir uma grande quantidade de eletricidade, que foi disparada na direção de Beedrill na forma de um grande relâmpago, a abelha em grande velocidade evita ser atingido pelos relâmpagos e se aproximava do psíquico
- X-Scissor!

As afiadas lanças do venenoso emitiam uma luz ofuscante, cruzando ambas, ele atinge o pokémon psíquico duas vezes formando um “X” no ar, Beeheyem estava fora de combate.

- E temos um vencedor, Reignard! Ambos os desafiantes optaram por um tipo de estratégia que seria decidida em apenas um ataquem mas parece que Reignard quem se deu bem. O que achou desta primeira batalha Don George-san?

- Hm... Não sou fã deste tipo de tática, mas o resultado final emitiu uma força impressionante! Que poder! Este Beedrill foi muito bem treinado. - Proferiu o homem empolgado.

- Vamos para um pequeno intervalo e prosseguiremos para o segundo embate.

Após a batalha terminar, Reignard seguiu sem proferir uma única frase, saiu do campo de batalha caminhando em passos bem lentos, enquanto se dirigia para as arquibancadas, onde ele iria assistir as próximas batalhas, parecia estar excessivamente calmo.


•••

Na arquibancada o clima era de empolgação de toda a galera que estava assistindo, se destacando entre os demais figurantes, o protagonista de cabelos espetados caminhava seguindo pela lateral, provavelmente se dirigia para a sala de espera, onde ele iria aguardar sua vez. Um jovem de cabelos castanhos e boné branco com detalhes azuis parecia estar espionando-o, seria uma ameaça com o que se preocupar?


•••

Do outro lado da arquibancada, estavam dois sujeitos altos trajavam sobretudos negros, seus rostos estavam totalmente cobertos por aquele capuz da mesma coloração, ambos seguravam em mãos um tipo de celular iphone que emitia alguns sons, enquanto conversavam.

- Talvez precisemos de reforços... Este garoto... Baal!

- E não apenas Baal... Sinto outra presença, eu já a senti antes.

- Isto deve ser analisado em sigilo, com muita cautela. Lembre-se do que Master Zero nos disse... O garoto não tem consciência alguma sobre isto, em outras palavras ele é um recipiente quebrado. O que queremos é o conteúdo, que cedo ou tarde vai ser derramado.

- Se você diz... De toda forma vou ficar de olho no outro, não perca-o de vista.

Após o diálogo entre os homens, um portal negro se abre, um dos homens entra por ele e desaparece, no que o portal se fecha.

•••

- Estamos de volta, os desafiantes estão entrando no campo de batalha. Vindo diretamente da região de Kalos, vindo de Lumiose City. "The Keeper of Darkness" Lucas S.! Contra... Ele adora surfar ondas grandes, vindo de Azure City, daqui mesmo de Aion... "The Wild Harpoon",  Samuel!

O jovem de cabelos castanhos que sempre está usando um boné vermelho em sua cabeça se dirige contra seu adversário, um garoto de pele bronzeada e cabelos negros. Ambos se cumprimentam antes do início do que seria uma batalha bem empolgante.

- Espero que seja uma ótima batalha.

- De boa maninho! Mas tome cuidado, hoje a previsão é de altas ondas.

Link do diagrama atual do torneio:
https://redcdn.net/ihimg/f/844/tv96.jpg/

Continua...

No próximo capítulo: Os competidores continuam se enfrentando um após o outro, enquanto os estranhos de preto continuam rondando por aí... Não percam o próximo capítulo de Aion Chronicles: Journey to be a Master, A Ilusão de Zoroark. A mordida de Gible.

Notas:


Nesses últimos capítulos a equipe vilã começou a agir... Estão atrás de pessoas muito bem selecionadas, seu objetivo por enquanto  é um mistério, tirem suas conclusões.

Acho que este capítulo ficou meio curto, mas achei que iria embolar muito se colocasse mais coisas... Tentarei colocar duas ou três batalhas no próximo, não percam!


________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aion Chronicles: Journey to be a Master

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum