Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

The Adventures of a Gym Leader

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Pikato em Dom 11 Ago 2013 - 11:52

E aí Black, acompanho a fic assim que você
e posta os capítulos, mas as vezes esqueço de comentar o.o Bem, confesso que o resumo ajudou muito cara, e confesso que ri bastante na hora em que a Francesca ameaçou o Lurly e o líder, e gostei muito de ser o Fortress também.

Sério, uma parte cômica, mas bem legal, percebi que houve uma certa inovação, de certo modo, pois sei como colocar isso é bem complicado. E o Lurly me surpreende cada vez mais com a sua taradisse.

Enfim, os elementos estão bem condizentes, e a estória está fluindo de um jeito bem legal, principalmente por causa dos Rockets serem cultos, só falta citar partes de livros, como Fernando Sabino fazia com o grande mentecapto.

Realmente estou gostando muito da estória, e os conselhos que posso te dar avalio em formar estratégias utilizando o campo de batalha, li o capítulo faz tempos então não lembro se já incluiu isso e.e Enfim, parabéns.

Os capítulos estão excelentes, aguardo a próxima ameaça da Francesca, digo o capítulo.
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Seg 12 Ago 2013 - 22:07

Comentários:
Como prometido, depois de uma semana aqui estou eu -q. Mas antes do capítulo 11, os comentários.

@xKai escreveu:O Capítulo foi muito bom, achei interessante a "briga" de marido e mulher no meio do combate, deu um ar bem cômico e ao mesmo tempo aquele toque selvagem que hoje em dia é cada vez mais censurado... Já a luta eu não gostei muito não, não gostei porque a metade foi hit kill '-' Parece até que tava jogando no ds -q No caso do Pidgey eu até entendo... Afinal de contas era um Pidgey... Mas podia fazer o coitado aguentar pelo menos um -q

Já a última eu curti bastante, mas que Cleffa overpower, eu quero uma! Onde consigo? Mas tem que ser 'cheatada' igual essa xD Eu imaginei que ela fosse perder para Onix, mesmo! Afinal mesmo em fanfic não é sempre que o protagonista vence né, enfim bom capítulo e espero pelo próximo.
xKai o/. É porque eu não enrolo muito nas batalhas. Imaginem que algo acontece enquanto eu não narro -q, brincadeira. Mas eu reduzo um pouco as batalhas, senão ia ficar muito cansativo e blablabla. Sim, a fic é pra ser surpreendente mesmo -q. No ginásio da Misty que era o mais fácil, ele perde, e contra o Forrest que era mais difícil, ele vence. Enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Dengel escreveu:Oi Black!!

Antes de mais nada, O CLEFFA VAI FICAR NO DAY CARE????

Agora falado do capítulo. Adorei a batalha com o irmão do Brock! Para mim foi ainda melhor que a Misty. Teve muito mais ação e interatividade entre os personagens. Muitas vezes os outros ficam só parados ou, no máximo, soltou um "Força!!" ou ficam preocupados com uma provável derrota, mas essa turminha é completamente o oposto. Não só falam para o treinador e líder, como ainda falam mal! É hilariante!

E por falar tanto no líder, eu já esperava que fosse o Brock, depois da "troca" de cidade por parte de Misty, mas não me lembrei dos irmãos, por isso não estava à espera. De qualquer maneira, foi uma ótima batalha.

Eu não quero que o Cleffa fique no Day Care! Tudo bemm que ele fez um ataque (não consegui perceber qual foi o ataque que ele usou...) poderosíssimo que quase demoliu o ginásio por dentro, como uma implosão, mas com algumas horas (dias no máximo) de treino ele controla a potência! Não o deixe no Day Care porque a Fic vai perder muita piada no meio das batalhas.

Erros, encontrei alguns, nada de especial. A narração foi, como sempre, cómica. A descrição, por último, está muito melhor que o início, mas acho que ainda dá para melhorar um pouco, apesar deste capítulo não ter muito mais que a batalha para descrever.

É só! Agora o próximo capítulo vai demorar um pouco, vai ser uma espera dira... XAU!!
Dengel o/. Será? Isso você verá nesse capítulo. Sim, porque esses caras se dependessem de ajuda pra sobreviver, morreriam -q. Sim, foi ele, porque na hora que eu planejava os líderes não tive criatividade pra criar os dois primeiros, ai inverti :lol:O golpe eu que não quis mostrar mesmo, foi só um raio branco ultra forte que destruiu tudo. Leia esse capítulo pra ver se o Cleffa fica ou não -qq. Eu vou tentar colocar mais descrição. Eu acho que eu até consigo, mas se não fosse tão preguiçoso -q. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Mathss escreveu:Começando a ler agora, espero que não seja infinita, kkkk

Li o primeiro Cap, vou ficar lendo devagar, tanto para ver um pouco o como outros escritores costumam escrever, quanto para me divertir um pouco, kkk.
Mathss o/. Eu não diria infinita, mas é extensa -q. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

~Gus escreveu:Eae Black. o/

Esse capítulo foi bom. Sabe, só achei as batalhas meio rápidas, poderiam ter demoro um pouco mais principalmente a batalha do Geodude contra o Rhyhorn. E estranho.. mesmo sabendo que Lurly é um bobão ele poderia ter escolhido outro pokémon em vez do Pidgey, ou seja o Cleffa logo de cara. E que Cleffa poderoso, não? Derrotar um Onix é nada fácil. Ah sim, curti muito um Cleffa na fanfic, pois eles normalmente não aparecem em nenhuma.

Enfim, teve alguns pontos que ficaram meio confusos no capítulo e no decorrer das batalhas você poderia ter descrito o ginásio e as expressões dos personagens.
Outra coisa, nesse capítulo você repetiu muito a palavra "então", principalmente enquanto descrevia a ação dos pokémons

Duas coisinhas:


Andaram bons minutos e enfim chegaram a uma grande constr1ução,
Você colocou um "1" ai no meio.

...

O garoto olhou com uma cara cínica, então o ex-líder foi se aproximando do campo de batalha e disse que ele batalharia, então os dois subiram cada um em uma ponta da arena, em seguida um menino praticamente igual ao comandante do ginásio - porém com tamanho menor - aparece, deveria ser mais um de seus quinze ou vinte irmãos e então fica numa parte do lado de fora do campo de combate e diz:
Essa parte achei bem estranha por conta do " e então"

...

Mas é isso aí cara, aguardo o próximo.
Gus o/. Na verdade ele é um bobão só nas situações típicas da fic, pois como ele era líder, ele tem estratégias pra lutar, mesmo que não demonstre isso. O Cleffa não venceu bem na força, é porque ele já é invocadinho por natureza, ai o cara foi desprezá-lo, ele despertou a fúria dentro de si. Ele deixou o Cleffa por último, pois deixando-o em segundo, ele poderia ser debilitado talvez. Tudo bem que o Pidgey nem fez diferença -q, mas enfim. Vou tentar descrever mais, eu realmente senti que ficou meio robótico mesmo. E também vou tentar evitar repetir essa palavra que insiste em me atormentar -q. Esses erros também vou tentar evitar. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu: Hey Black!


Bem, desculpa mas esse não vai ser um comentário longo. Sei lá, tem gente que gosta de comentários longos nas fics, tem gente que não gosta. Mas enfim, se você gostar, sinto muito, mas não será um comentário muito grande. D:


Eu tenho que dizer que eu odeio quando o Ash aparece em fics. Acho ele um personagem tão "clichê" de herói preservante com um alto senso de justiça, que é comilão e infantil. e.e De qualquer forma, acho ele um personagem horrível.


O Lurly é muito safado. Acho que "gata" nas cantadas é muito forçado. Tipo, "Oi gata", é uma coisa tão artificial. Mas o Lurly consegue deixar engraçado, pqp. Essa Valesca pelo visto tá doida pra dar pra ele, já que mesmo com essas cantadas escrotas, ele continua andando com ele.


Foretress, huh? Gostei de você ter colocado ele na fic, mesmo sendo um personagem de anime. Por incrível que pareça, eu gosto da história do Brock no anime, que deu o ginásio pro irmão mais novo. *-* Só pensei que ele iria usar um Steelix. Um bicho meio "OP" pro segundo ginásio, né? AUEHAUEH


Enfim, achei os Rocket Leaders bem cagões. Não gostei do jeito espalhafatoso deles falarem, ficou uma coisa meio sem nexo, até. Gostei deles serem inteligentes, frios e calculistas, - como eu no jogo do colegial -, mas achei eles meio "gentleman" demais para um vilão. Gostei. UAHEUA'


É isso cara, aguardo o próximo capítulo!
Rush o/. Ah, eu sou dos que gostam de comentários grandes, mas entendo. Eu também odeio do fundo da minha alma, mas na minha eu coloquei só pra ser engraçado ele dizer isso, e acabar sendo constrangedor para o líder. Eu também acho bem forçado, já imagino que seja alguma bosta quando vem com esse "gata" -q. Ela deve querer dar pra ele mesmo, mas acredito que ficarão surpresos quanto a isso depois -q. Ia ser bem tenso passarem pelo Steelix mesmo, pelo menos ele usa o bom senso, ao contrário do Lurly, que vai de Electivire e vai na fé -q. No primeiro momento é só uma apresentação de homens gentis e que falam bem, depois não vai ser bem assim (alerta de spoiler). Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Pikato escreveu:E aí Black, acompanho a fic assim que você
e posta os capítulos, mas as vezes esqueço de comentar o.o Bem, confesso que o resumo ajudou muito cara, e confesso que ri bastante na hora em que a Francesca ameaçou o Lurly e o líder, e gostei muito de ser o Fortress também.

Sério, uma parte cômica, mas bem legal, percebi que houve uma certa inovação, de certo modo, pois sei como colocar isso é bem complicado. E o Lurly me surpreende cada vez mais com a sua taradisse.

Enfim, os elementos estão bem condizentes, e a estória está fluindo de um jeito bem legal, principalmente por causa dos Rockets serem cultos, só falta citar partes de livros, como Fernando Sabino fazia com o grande mentecapto.

Realmente estou gostando muito da estória, e os conselhos que posso te dar avalio em formar estratégias utilizando o campo de batalha, li o capítulo faz tempos então não lembro se já incluiu isso e.e Enfim, parabéns.

Os capítulos estão excelentes, aguardo a próxima ameaça da Francesca, digo o capítulo.
Pikato o/. Sim, a Francesca é meio maluca mesmo (só tem doido nessa história -q). Sim, o Lurly é bem safado mesmo, ainda penso em colocá-lo mais tarado. Não, eles não citarão frases de livros -q. Ameaças dela não vão faltar -q. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora sem mais delongas, o capítulo 11. Esse ficou menor, e dos que escrevi até agora, esse por enquanto é o único com tamanho pequeno, por isso, a fic vai ter um prazo maior agora entre os capítulos (todo mundo chora de emoção). O próximo talvez saia quinta ou sexta, ai depende do meu humor -q, mas enfim, fiquem com o capítulo:

Capítulo 11 - O adeus de Cleffa?


Após a vitória de Lurly no ginásio de Cerulean, o trio seguia em direção ao Centro Pokémon para que o jovem curasse seus pokémons. Enquanto caminhavam seguindo até a região central da cidade, o garoto lembrou-se do que Forrest tinha dito, colocar Cleffa no Day Care... Aquilo ficou martelando na cabeça dele. De tanto que ficou pensando naquilo, sequer viu que tinha chegado em seu objetivo e então bateu a cabeça na parede, logo gritou de dor. Seus amigos apenas riam, ele fez uma cara brava. Se fosse o Lurly que conhecemos, ele xingaria os dois ou falaria as baboseiras dele. Mas ele entrou sem dizer nada, e nem esperar os outros.

- Ué, o que será que está acontecendo com Lurly? - Perguntou John com certo espanto.
- Não sei. - Respondeu a ruiva. - Será que aquela história do Cleffa o afetou mesmo?

Então os dois entraram no prédio vermelho e viram o ex-líder próximo ao balcão, eles estranharam o fato de ele apenas ter entregado a pokébola, sem ter feito nenhuma cantada idiota. O menino de cabelo cinza retirou seus pokémons e saiu, estava com uma aparência nervosa. Ele passou por seus companheiros e fingiu não tê-los visto.

- Ei, Lurly, espera! - Gritou Francesca que começou a correr atrás dele.

Os dois adolescentes saíram da construção e viram o protagonista seguindo na direção sul da cidade, por ali daria na Rota 5, local onde fica o Day Care. Eles começaram a correr, e após alguns minutos conseguiram alcançar Lurly, mas só que estavam muito cansados, obviamente.

- Espera! - Disse a jovem. - Por que você está assim?
- Nada!

Ele respondeu, mas não deu muita atenção, então começou a caminhar pela estradinha de terra, quando viu algo vermelho passando correndo nos matinhos ao lado, ele então tirou Pidgey da pokébola e disse:

- Já que não vou ter mais o Cleffa, que seja bom ter outro pokémon. - Gust!

O pombo bege saiu da pokébola e já abriu suas asas, em seguida um grande vento se formou, ele mirou em direção à grama e de lá saiu um pequeno pokémon vermelho que parecia ser uma raposa, tinha os olhos verdes e possuía seis caudas. Era um Vulpix.

- Interessante, um Vulpix...

O pokémon de fogo então começou a “cuspir” uma grande quantidade de brasas, que atingiu o pássaro, que foi arremessado a uma certa distância, mas pareceu voltar mais fortalecido.

- Gust novamente!

O voador abriu as asas e então começou a batê-las fortemente. Logo, um vento bem poderoso começou a surgir e em seguida jogou o pokémon de fogo longe. O bicho se recuperou e então ele correu o mais rápido que pôde, conseguiu subir uma árvore e no impacto da subida, jogou uma de suas patas no pássaro, que sofreu bastante.

- Que filho da mãe com esse Quick Attack! - Pidgey, vai...

Antes que ele terminasse, a ave fez um movimento sozinha, começou a avançar rapidamente, parecia que se teletransportava devido à velocidade dele. Então ele acertou Vulpix, que foi arremessado bem longe. Ele tinha aprendido Quick Attack. Como o outro pokémon já estava bem cansado, Lurly tacou uma pokébola, que balançou três vezes e parou, ele havia capturado aquele pokémon.

- Ótimo. Além de suprir a falta de Cleffa, é muito melhor. - Disse Lurly bem baixo.

Seus amigos apenas observavam tudo e continuavam a achar estranho tudo, afinal, o jovem era sempre falador, ativo, não era o que estava acontecendo... Eles então seguiram mais alguns metros até chegarem a uma construção que se destacava naquele “meio de nada”. Era uma casa verde, bem grande, mas de apenas um andar. Possuía janelas parecendo aqueles vitrais, atrás era possível ver um grande campo onde tinham alguns pokémons, logo perceberam que era o Day Care.

- É aqui. - Disse ele batendo na grande porta de madeira.

Logo, uma senhora abriu a porta da casa e sorriu para o jovem de cabelo cinza.

- Aposto que quer deixar algum pokémon seu aqui.
- Sim, esse. - Disse o garoto tirando o fada da pokébola e entregando à mulher. - Ele é muito descontrolado e chato, por isso vou deixá-lo aqui pra treiná-lo. Fica por quanto?
- Depende o tanto que ele for treinar. - Respondeu a velha. - Quando você vier buscá-lo, eu digo o preço.

O ex-líder saiu de lá e seguiu com seus amigos, porém não disse nada, Francesca resolveu perguntar, afinal aquilo estava muito estranho.

- Está tudo bem?

O adolescente nada respondeu, mas estava com uma feição triste e então seguiu caminho ao norte novamente, pois ele não queria ir para Saffron neste momento. Seus amigos o seguiram pela rota, até que todos escutam um barulho estranho. O som parecia longe, mas aparentava estar se aproximando cada vez mais, Lurly virou para trás e viu seu pokémon - que ele tinha acabado de deixar no Day Care - correndo em direção a ele. Após alguns metros, o bichinho saltou no colo do jovem e começou a sorrir, em seguida tomou-se num brilho branco e começou a crescer, ele estava evoluindo para Clefairy. Todos se espantaram, pois os pokémons daquela espécie só evoluem por felicidade, e vendo a relação entre Lurly e Cleffa era difícil acreditar naquilo.

- Pelo menos eu não vou precisar pagar a velha. - Disse ele. - Quer dizer, então você realmente gosta de mim?

O bicho rosinha se esfregou no treinador. Todos os que presenciaram a cena ficaram emocionados, mas John foi falando:

- Ok pessoal, tudo belo, tudo lindo, mas temos caminho pra andar. - Disse seguindo na direção sul.
- Você quer ir pra Saffron, cidade do quinto ginásio, com esses lixos que você chama de pokémon? - Disse Lurly. - Beleza, vai sozinho porque eu a Francesca vamos por outro lugar.
- É? Não foram esses pedaços de lixo que perderam pra Misty.
- Não foram mesmo, porque eles iam tomar um baile. Mas falando nela, nossa, como ela é gata né? Com aquele biquíni ainda... - Falou mudando o tom sério, pra sua idiotice típica.

Francesca observava a conversa da dupla com uma cara feia, então meio que bufando entrou no meio dos dois e disse:

- Sobe essa porcaria de rota e vamos pela outra!
- Parece que alguém ficou com ciúmes. - Zombaram os dois.

A ruiva deu um tapa em cada um e saiu na frente, os outros a seguiram.

To be continued...


O Lurly tava mais tenso nesse capítulo, mas ai eu arrumei, porque não seria Lurly se estivesse muito sério mesmo. Mas esse capítulo não ficou engraçado como os outros, pois o nome já sugere algo não tão legal -q. Mas é isso e espero que comentem Smile


Última edição por Black~ em Ter 13 Ago 2013 - 15:53, editado 1 vez(es)
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Seg 12 Ago 2013 - 22:36

Achei bem interessante o capítulo, fiquei muito chateado achando que o Lurly deixaria mesmo a Cleffa na day care, seria como o caso de Ash e Primeape que nunca voltou? -q Mas eu notei algo... Não acredito que ele tenha ficado com Cleffa devido a sua evolução repentina, talvez tenha influenciado em sua decisão mas ele estaria amolecendo? Ou seria preguiça de voltar até a day care? -q

Como sempre rolando um clima entre Lurly e Francesca, ta ficando cada vez mais óbvio que ta rolando algo entre eles, pelo menos é o que percebi.

A safadeza do Lurly continua... Lembrar da Misty numa hora destas? É claro que foi pra causar ciúmes na Francesca que ficou p... da vida.

Espero o próximo capítulo Very Happy

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Dengel em Ter 13 Ago 2013 - 8:14

YEAH! CLEFFA WIN!!!

Muita tensão nesse capítulo. O Lurly todo trsite, sem tentar sequer engatar a Joy. Pensei até que ele ia bater no John, já que na Francesca ficaria mal visto.

Mas adorei a parte em que o Cleffa correu até ao Lurly sorrindo e evoluiu. Para ser sincero, estava à espera que o Cleffa saísse de lá com uma explosão (tipo raio branco) ou qualquer coisa do género. Ele simplesmente pulou a cerca e correu até ao fim do mundo (ou da estrada) pelo treinador? Apesar de tudo, acho que essa parte tirou um pouco da emoção do capítulo.

E depois, claro, Lurly e John nas suas discussões, que já se tornaram hábito na Fic. Eles realmente não se dão bem, mas tenho a certeza que irão se juntar quando for preciso. Talvez para parar os Rockets que apanharam Francesca? Mas ainda falta muito até lá...

E uma coisa que lembrei, quem ficou no ginásio do Lurly? Se foi mencionado, esqueci...

A narração esteve melhor neste capítulo, a meu ver. Acho que o drama sempre tem aquele toque refinado que provoca mais curiosidade em ler. Erros não vi nenhum.

Resta agora esperar pelo próximo capítulo para ver o que esse trio vai fazer agora.
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 16 Ago 2013 - 23:01

Primeiramente, muito feliz por essa fic ter ganho o FOTM *-*. Obrigado a todos que votaram nela. Sério, essa fic eu estou curtindo bastante escrever, é a melhor fic que já escrevi, então é meio que "emocionante" -q. Mas enfim, agora o capítulo 12, mas antes os comentários.

Comentários:
@xKai escreveu:Achei bem interessante o capítulo, fiquei muito chateado achando que o Lurly deixaria mesmo a Cleffa na day care, seria como o caso de Ash e Primeape que nunca voltou? -q Mas eu notei algo... Não acredito que ele tenha ficado com Cleffa devido a sua evolução repentina, talvez tenha influenciado em sua decisão mas ele estaria amolecendo? Ou seria preguiça de voltar até a day care? -q

Como sempre rolando um clima entre Lurly e Francesca, ta ficando cada vez mais óbvio que ta rolando algo entre eles, pelo menos é o que percebi.

A safadeza do Lurly continua... Lembrar da Misty numa hora destas? É claro que foi pra causar ciúmes na Francesca que ficou p... da vida.

Espero o próximo capítulo Very Happy
xKai o/. Mas o Cleffa ia voltar, pois ele é o pokémon "principal" do Lurly. E ele ficou com o Clefairy pois imaginou que se ele saiu de lá, é porque queria ficar com o treinador, por isso continuou com ele. Eu diria que terá uma surpresa quanto a isso xp. Sim, ele é bem idiota mesmo, é só pra encher o saco mesmo -q. Mas enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Dengel escreveu:YEAH! CLEFFA WIN!!!

Muita tensão nesse capítulo. O Lurly todo trsite, sem tentar sequer engatar a Joy. Pensei até que ele ia bater no John, já que na Francesca ficaria mal visto.

Mas adorei a parte em que o Cleffa correu até ao Lurly sorrindo e evoluiu. Para ser sincero, estava à espera que o Cleffa saísse de lá com uma explosão (tipo raio branco) ou qualquer coisa do género. Ele simplesmente pulou a cerca e correu até ao fim do mundo (ou da estrada) pelo treinador? Apesar de tudo, acho que essa parte tirou um pouco da emoção do capítulo.

E depois, claro, Lurly e John nas suas discussões, que já se tornaram hábito na Fic. Eles realmente não se dão bem, mas tenho a certeza que irão se juntar quando for preciso. Talvez para parar os Rockets que apanharam Francesca? Mas ainda falta muito até lá...

E uma coisa que lembrei, quem ficou no ginásio do Lurly? Se foi mencionado, esqueci...

A narração esteve melhor neste capítulo, a meu ver. Acho que o drama sempre tem aquele toque refinado que provoca mais curiosidade em ler. Erros não vi nenhum.

Resta agora esperar pelo próximo capítulo para ver o que esse trio vai fazer agora.
Dengel o/. Não duvidaria ele bater na Francesca, ele é meio louco sabe? -q. Ele só correu um pouco, pois eles ainda estavam perto do Day Care. Sim, é hábito, talvez eles se juntem, talvez não -q. Será que os Rockets vão roubar a Francesca? Vamos aguardar -q. Não, não foi mencionado, pois eu não gosto de revelações tão cedo, eu sou de deixar o mistério. Por isso não falarei o nome. A narração está melhorando, creio eu, estou adicionando mais detalhes, mas não sei se está tão boa assim -q. Enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora sem mais delongas, o capítulo. Que tem outra aparição Rocket.

Capítulo 12 - Tensão na Power Plant. Equipe Rocket aparece novamente!


Os jovens seguiam pelas ruas de Cerulean, rumo à parte leste da cidade, para alcançarem a rota 9, onde andariam por alguns caminhos, até chegarem em Vermilion. O trio viu que o sol sempre forte em Kanto, já ia dando seu adeus naquele dia, mas eles continuaram seguindo.

- Por que a gente não dorme no Centro Pokémon? - Perguntou Francesca, com um tom ignorante.
- Se você quiser pagar quarenta dólares pra dormir numa cama zuada, vai lá. Porque com meu resto de dinheiro eu vou comprar comida. - Disse, em seguida abriu sua mochila e tirou alguns pães muito velhos de lá de dentro e os jogou na rua. - Depois algum Pidgey come isso.

Os dois olharam com cara de nojo, e repreenderam verbalmente a atitude do jovem, que pouco ligou, então apenas prosseguiu caminhando, sendo seguido pelos outros jovens. Então após alguns minutos viram uma placa anunciando que era a rota e avisando sobre os perigos.

Eles nem se importaram muito e então andaram mais um pouco, até verem a paisagem urbana dar lugar às árvores e plantas rasteiras. À medida que prosseguiam ouviam um barulho cada vez mais perto, acharam que fosse bobagem, mas estava ficando cada vez mais forte.

- Parece que vem dali. - Disse Lurly apontando pro lado esquerdo da rota.
- Vamos lá? - Perguntou Francesca.
- Não sei, vocês estão a fim? - Enquanto falava isso, viu que os outros dois já estavam a alguns metros dele. - Me esperem seus infelizes!

Então correu um pouco e os alcançou. Andaram mais um pouco e viram algumas árvores maiores, que pareciam esconder algo, afinal o tal barulho vinha de lá. Ao se aproximarem daquelas árvores viram que tinha um a construção de cor cinza, era a Power Plant. O trio continuou seguindo até que eles percebem uma movimentação estranha, era uma batalha pokémon. Eles foram seguindo até verem algumas pessoas uniformizadas com uma roupa preta. Todas elas tinham um Golbat, que no momento lutava contra um Gyarados.

- Equipe Rocket! - Disse Lurly, em seguida foi repreendido por ter falado um pouco alto.

O ex-líder saiu do “esconderijo” e ia seguindo até lá, seus amigos acharam estranho e pediram pra ele voltar, mas o garoto nem ligou. Então ele viu que a pessoa que tinha a serpente azul era na verdade a líder de ginásio de Pewter, Misty.

- Vocês dois, venham! - Disse ele de uma maneira baixa.

Os outros dois seguiram, até que um dos soldados Rocket viu o trio, ele olhou com uma cara de "minha isca chegou", e então apontou com os dedos em direção a eles, chamando seu morcego evoluído, que entrou em estado de batalha, e olhava furiosamente para os três.

- Ali! Golbat, use Toxic!

Logo, o morcego roxo abriu sua boca, de lá ele “cuspiu” uma espécie de líquido roxo que era altamente venenoso. Se aquilo acertasse os jovens, eles ficariam em uma situação bem difícil.

- Gyarados, use Hydro Pump!

O bicho marinho abriu a boca e de lá mandou uma forte rajada d’água e combateu o veneno, afastando o perigo.

- Vocês estão bem? - Perguntou a líder. - Espera, vocês são os garotos que estavam no ginásio outro dia desses.
- Sim, porque a surpresa? - Disse Lurly. - Você que está errada em estar aqui e não no ginásio.
- Isso não importa. Tentem se infiltrar lá dentro, que desses daqui eu cuido.

Então o pokémon da menina começou a atirar água para várias direções, para assim chamar a atenção dos Rockets. Como eles estavam distraídos, o trio foi indo, até encontrar uma porta, eles obviamente trataram de abrir.

- O quê? Quem são vocês? - Gritou uma mulher que tinha o cabelo rosa e olhos castanhos. - Aqueles patifes não servem pra nada, Sneasel acabe com eles!

Logo surge um bicho que assemelhava a um duende ou algo do tipo e tinha a coloração preta. Ele então cruzou seus braços e logo um enorme “x” verde saiu de lá e atingiu o trio, os jogando contra a porta, machucando-os um pouco.

- Desgraçada! - Esbravejou Lurly. - Pidgey, saia!

Aquele pombo bege sai de sua pokébola e ficou em posição de batalha. Em seguida dois homens surgem e ficam ao lado da moça.

- Ninguém vai interferir os planos da Equipe Rocket! - Gritou o primeiro, que era bem alto, tinha o cabelo verde e olhos pretos. - O “trio m” não deixará vocês vivos! Surja Ariados!
- Trio M? - Perguntou John surpreso.
- Sim, Mila, Myke, que sou eu, e Morrison! - Disse o outro homem, que tinha uma pele parda, olhos negros e cabelo castanho. - Flaafy, eu escolho você!

Todos os três usavam a mesma roupa, um uniforme preto, o que diferenciava, era que o da mulher era uma saia, ao invés de calça. Então da primeira pokébola saiu uma aranha vermelha, que tinha umas listras, além de ter uma espécie de chifre na ponta da cabeça, e duas pequenas mandíbulas. Da outra esfera bicolor saiu uma ovelha bípede, que possuía a cor rosa e tinha muita lã concentrada em seu pescoço. Também tinha uma bola na ponta da cauda.

- Então é uma batalha em trio... - Disse Francesca. - Ponyta, vai!
- Rhyhorn, apareça para batalhar! - Disse John.

A ruiva puxou uma pokébola e de lá saiu um pokémon que até então os outros dois jovens não sabiam que ela tinha. Era um pônei que era revestido por fogo. Da outra pokébola saiu o já conhecido rinoceronte de pedra. A batalha dessa vez parecia favorável ao trio principal, afinal seus pokémons tinham vantagem contra os oponentes.

- Amarre aquele pássaro com String Shot!
- Aproveite para eletrocutá-lo um pouco, use o Shock Wave!
- Depois de dar um choque, vamos congelá-lo, use o Ice Beam!

Então a batalha que parecia combinada entre o trio, começou com a aranha arremessando uma teia que seria para amarrar o pombo, mas a ave era bem mais rápida e conseguiu se livrar. Em seguida a ovelha carregou uma energia azul e jogou contra o bicho, que dessa vez não pôde escapar, e mesmo tendo vantagem, ainda continuou de pé. Depois o pokémon noturno emitiu um raio branco contra o Pidgey, que conseguiu escapar novamente.

- Mas que infeliz! - Gritou a mulher. - Essa nossa estratégia é imbatível, ninguém pode ousar de derrotá-la.
- A gente pode. - Disse o de cabelo cinza olhando pro seu pokémon. - Gust!
- Rock Throw!
- Flame Wheel!

O passarinho fez o primeiro movimento, batendo suas asas, logo começou uma ventania muito grande, que empurrou a aranha pra longe, além de fazer alguns papéis começarem a voar. Depois o rinoceronte bateu as patas dianteiras no chão e várias pedras começaram a cair sobre o aracnídeo. Depois o cavalo de fogo envolveu-se numa roda de fogo e começou a rodar até acertar o inseto, que mesmo após sofrer três golpes que lhe punham em desvantagem, continuou em pé.

- Como isso? - Espantou-se o ex-líder.
- Isso chama-se treinamento. - Disse Morrison.
- Treinamento e inteligência. - Interrompeu a outra. - Principalmente para reviver a primeira ave, que na verdade é a segunda, Zapdos!

Os protagonistas se espantaram. Afinal ninguém sabia mais da localização das aves de Kanto, se a Equipe Rocket queria revivê-las, é porque de fato imaginava onde elas estavam.

- Vocês querem reviver Zapdos?
- Não, idiota, estamos aqui à toa! - Respondeu a mulher, que parecia ser a comandante do “trio m”. - Mas um de nossos instrumentos ainda está faltando. Era uma pedra do trovão modificada, mas um dos energúmenos dos soldados acabou perdendo-a.
- Por acaso não é essa? - Perguntou John com tom de ironia.

Ele então tirou de seu bolso uma pedra que era amarela e assemelhava-se um pouco à pedra do trovão, mas sua forma era diferente e o seu brilho era bem mais intenso. Os olhos dos vilões começaram a brilhar.

- É essa mesmo. Nunca pensei que um idiotinha como você pudesse ser útil. - Disse Myke. - Ariados, pegue-a!

O bicho de oito patas lançou uma teia, que “grudou” na pedra, em seguida puxou-a, e ela foi pras mãos do vilão. Depois o bicho lançou novamente suas teias, mas dessa vez elas eram mais fortes, e então prendeu os três pokémons e Lurly.

- Agora Zapdos será nosso!

Após dizer isso, jogou uma bola negra no chão, de lá começou a sair uma grande fumaça. Ai quando se dissipou a única coisa que tinha no local eram os três jovens. Francesca e Lurly olharam com uma cara muito feia para John.

- Como você é burro, seu jumento! - Gritou o garoto de cabelo cinza. - Viu o que você fez?

O menino preferiu não dizer nada, pra tentar se desculpar foi desamarrar os pokémons, mas não desamarrou o outro jovem.

- Ei, me desamarra!
- Não, você falou que eu sou burro!
- Desamarre-o, por favor. - Disse a ruiva levantando a blusa, mostrando um pouco de sua barriga sarada.
- Claro, porquê não? - Falou o adolescente desamarrando seu companheiro.

Porém para sua tristeza, a menina abaixou a camiseta novamente.

- Você é burro! Deixava ela subir a blusa! - Gritou Lurly.
- É verdade né. - Retrucou. - E deixava você preso.
- Mas ia ser por uma boa causa.

A menina então deu um tapa em cada um.

- Vai se ferrar cabelo de fogo! Você que fica com essa pornografia implícita e vem bater em nós dois.

A garota ficou meio furiosa, a sua personalidade combinava com o tipo de pokémons que treinava. Era bem esquentadinha. Então o trio ouviu um barulho de porta se abrindo, e quando viram era Misty entrando no local.

- Vocês estão bem? O que aconteceu?
- Sim, estamos. Mas eles fugiram por causa dessa besta! - Disse ele apontando pra Jonh.

O céu já estava escuro, eles não prosseguiriam jornada na escuridão, então Lurly sugeriu que eles dormissem ali mesmo. Todos concordaram.

Agora ele seguiria rumo ao terceiro desafio...


John finalmente teve participação efetiva na história (todos choram emocionados, inclusive o autor -q), mesmo que ela seja negativa né? -q. A Misty apareceu porque eu queria trabalhar com ela na fic, mas ai eu decidi que era melhor não, mas como já tava pronto, não ia mudar. Enfim, é isso e espero que comentem Smile
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Seg 19 Ago 2013 - 2:18

Boa noite Black! (: Primeiramente, parabéns por ter ganho o Fic of Month, sua fic merece, já que ela possui um dos personagens mais carismáticos presentes na área de fan fics. De verdade, eu acho o Lurly muito legal. Acho que ele é um dos personagens mais "memoráveis" já feitos, já que é um que tem uma personalidade até nunca explorada: Tarado, engraçado e que se acha. Olha, eu editei uns sprites aqui, vê se você gosta, é assim que eu imagino o Lurly e a Francesca:







Eu não sou muito bom com sprites, mas é assim que eu imagino ambos. Espero que goste. (: 


Eu ia fazer o John também, mas ele é muito burro e não quero fazê-lo. Pqp, antes ser um ninguém do que um idiota. Primeiro ele perde a super pedra do trovão, e depois ele ainda impede que a Francesca mostrasse os peitos pra ele e o Lurly. É um otário mesmo. .-.


Eu achei bem maneiro o penúltimo capítulo, que explorou o laço de amizade entre o Cleffa e o Lurly. Mesmo que tenha sido rápido, foi legal o desenvolvimento, desde quando o ex-líder recebeu ele como um Pokémon aleatório, até quando o bicho não o obedecia e lutava para não manchar sua moral. Foi bem daora, até porque o protagonista não quis admitir que gostava do rosado, mesmo criando afeto pelo bicho.


Então ele tem um Vulpix agora? Achei tudo bem rápido, nem deu pra perceber a personalidade da raposa. E ela nem apareceu neste capítulo :c mas eu gosto bastante desse Pokémon, faça bom uso dele. Haha


Rockets fortes? A única fic que eu vi em que os Rockets eram realmente apelões, foi na fic do CalrosHenrique, aquela do Magikarp. Acho bem interessante isso, até porque essa organização não iria recrutar membros fracos e idiotas - salve os não identificados que perderam a pedra pro babaca do John. 


E a Misty com um Gyarados? UAHEUAHE' Porra, ela deveria ter vencido fácil do Lurly então. Sorte que ela é boazinha. 


Você melhorou bastante nas narrações. Está descrevendo mais e da pra ter uma imagem lúcida sobre o que está acontecendo. Só acho que deveria explorar mais as passagens, tanto nas emoções como nas cenas. Tipo o efeito colateral dos ataques, ambiente e tal. Eles estavam lutando numa sala fechada, não? Eu imaginei numa sala destruída com janelas quebradas, como um lugar abandonado, mas você não chegou a explicar se era isso mesmo. Depois da batalha, só imagino o lugar cheio de teias. 


Enfim, é isso cara. A história ainda está naquele rumo de "Vamos conquistar as insignias!", mas está bem legal. Vamos ver os Zapdos com os Rockets agora, haha.


Um abraço cara, aguardo o próximo capítulo. Até mais. (:
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Dengel em Seg 19 Ago 2013 - 12:05

Yo Black!

John sua besta. Com tantas coisas para mostrar à E.R., tinha de ser exatamente o que eles procuravam. Podia ter-se lembrado de estar quieto, ccomo sempre, mas quando decide agir, é mesmo pela negativa. Mas acho que o pior foi mesmo não ter esperado que a Francesca acabasse de tirar a camisa, hehe.

Gostei desse capítulo. Acho que a aparição da E.R. neste capítulo não foi tão emblemática como no anterior, visto que, para além de ser o primeiro, também mostrou três líderes cultos que se demonstraram extremamente perigosos, mas apelou mais na habilidade para batalhar, apesar de parecerem um pouco burros mesmo (estratégia do trio à parte).

Quanto aos trio dos protagonistas, parece-me que ainda lhes falta um pouco para chegarem ao nível em que se pode considerar minimamente que batalham em equipa, se bem que tiveram uma boa prestação contra os trio M, que era mais treinado, individualmente e em equipa. Gostaria de saber o resultado do combate, caso o John não tivesse mostrado a pedra. Como é que ele a encontrou mesmo?

A narração esteve muito boa. Já não é tão desleixada como dava a parecer no início. A descrição manteve o mesmo nível e, claro, a comédia sempre presente menos nos momentos tristes ou sérios!

Por último, parabéns pela Fic do mês. Com tantas Fics torna-se difícil alcançar o título. Mereceu mesmo.

E por hoje é só. Aguardo o próximo capítulo!!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Pikato em Seg 19 Ago 2013 - 15:37

E aí Black, finalmente entendi o nome da Francesca kkk, ela é muito estressada cara, gostei muito desse capítulo e da pequenina aparição da Misty, e cara que momento pornográfico foi esse o.o Eles são piores do que um protagonista da minha fic antiga, espero que eles amadureçam kkk. Mas fala sério, até o Jhon que eu ainda tinha esperança é tarado, hein.

Culpa do Lurly, enfim, tirando a parte "pornográfica" o capítulo foi muito bom, mas dose esse nível aí e.e Fique só na blusa mesmo kkk, zoa, gostei muito dessa capítulo, achei alguns errinhos básicos, mas nem merece falar deles e.e Enfim, falow aí friend^^

Awaiting New Chapter...
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Ter 20 Ago 2013 - 19:03

Aqui estou pra postar o capítulo (bem mais cedo que geralmente, mas é isso -q). Mas antes os comentários:

Comentários:
@Rush escreveu:Boa noite Black! (: Primeiramente, parabéns por ter ganho o Fic of Month, sua fic merece, já que ela possui um dos personagens mais carismáticos presentes na área de fan fics. De verdade, eu acho o Lurly muito legal. Acho que ele é um dos personagens mais "memoráveis" já feitos, já que é um que tem uma personalidade até nunca explorada: Tarado, engraçado e que se acha. Olha, eu editei uns sprites aqui, vê se você gosta, é assim que eu imagino o Lurly e a Francesca:







Eu não sou muito bom com sprites, mas é assim que eu imagino ambos. Espero que goste. (: 


Eu ia fazer o John também, mas ele é muito burro e não quero fazê-lo. Pqp, antes ser um ninguém do que um idiota. Primeiro ele perde a super pedra do trovão, e depois ele ainda impede que a Francesca mostrasse os peitos pra ele e o Lurly. É um otário mesmo. .-.


Eu achei bem maneiro o penúltimo capítulo, que explorou o laço de amizade entre o Cleffa e o Lurly. Mesmo que tenha sido rápido, foi legal o desenvolvimento, desde quando o ex-líder recebeu ele como um Pokémon aleatório, até quando o bicho não o obedecia e lutava para não manchar sua moral. Foi bem daora, até porque o protagonista não quis admitir que gostava do rosado, mesmo criando afeto pelo bicho.


Então ele tem um Vulpix agora? Achei tudo bem rápido, nem deu pra perceber a personalidade da raposa. E ela nem apareceu neste capítulo :c mas eu gosto bastante desse Pokémon, faça bom uso dele. Haha


Rockets fortes? A única fic que eu vi em que os Rockets eram realmente apelões, foi na fic do CalrosHenrique, aquela do Magikarp. Acho bem interessante isso, até porque essa organização não iria recrutar membros fracos e idiotas - salve os não identificados que perderam a pedra pro babaca do John. 


E a Misty com um Gyarados? UAHEUAHE' Porra, ela deveria ter vencido fácil do Lurly então. Sorte que ela é boazinha. 


Você melhorou bastante nas narrações. Está descrevendo mais e da pra ter uma imagem lúcida sobre o que está acontecendo. Só acho que deveria explorar mais as passagens, tanto nas emoções como nas cenas. Tipo o efeito colateral dos ataques, ambiente e tal. Eles estavam lutando numa sala fechada, não? Eu imaginei numa sala destruída com janelas quebradas, como um lugar abandonado, mas você não chegou a explicar se era isso mesmo. Depois da batalha, só imagino o lugar cheio de teias. 


Enfim, é isso cara. A história ainda está naquele rumo de "Vamos conquistar as insignias!", mas está bem legal. Vamos ver os Zapdos com os Rockets agora, haha.


Um abraço cara, aguardo o próximo capítulo. Até mais. (:
Rush o/. Obrigado cara, pior que eu nem esperava todo esse sucesso do Lurly, pra mim ele ia ser só mais um -q, mas enfim. Obrigado pelos sprites, vou usar sim. Pô, coitado do John ele teve problemas na infância por isso é meio retardado -qq. Pois é, merece umas surras esse John. É, era meio que subliminar quando eles ganhavam, que sempre se cumprimentavam. Sim, o bicho também mesmo sendo assim, gostava do treinador. Hm... aquela parte do Vulpix ficou tensa mesmo, depois eu vi, ele foi morto com um golpe só e foi bem rápido mesmo, vou evitar. Vou fazer bom uso dele, ou pelo menos pretendo -q. Sim, sempre achei sem sentido um monte de soldado idiota que só perde. Mas aqueles lá na verdade perderam "aleatoriamente", pois não sei se lembram, mas o John achou lá na Rota 1. Ela pelo menos tem noção de que não deve apelar muito no ginásio, por isso que não usa o Gyarados -q, o Lurly ia estar lá até agora. Era numa sala mesmo, acho que ficou um tanto irreal -q. Vou tentar melhorar mais esses sentimentos dos personagens e os efeitos dos golpes. Sim, ta bem tosco desse jeito, mas ele só ta competindo porque diz que é fácil ser treinador. O John que é o clichê da história, ele que quer ser o treinador, é que eu ainda não o coloquei pra batalhar nos ginásios, mas é isso -q. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Dengel escreveu:Yo Black!

John sua besta. Com tantas coisas para mostrar à E.R., tinha de ser exatamente o que eles procuravam. Podia ter-se lembrado de estar quieto, ccomo sempre, mas quando decide agir, é mesmo pela negativa. Mas acho que o pior foi mesmo não ter esperado que a Francesca acabasse de tirar a camisa, hehe.

Gostei desse capítulo. Acho que a aparição da E.R. neste capítulo não foi tão emblemática como no anterior, visto que, para além de ser o primeiro, também mostrou três líderes cultos que se demonstraram extremamente perigosos, mas apelou mais na habilidade para batalhar, apesar de parecerem um pouco burros mesmo (estratégia do trio à parte).

Quanto aos trio dos protagonistas, parece-me que ainda lhes falta um pouco para chegarem ao nível em que se pode considerar minimamente que batalham em equipa, se bem que tiveram uma boa prestação contra os trio M, que era mais treinado, individualmente e em equipa. Gostaria de saber o resultado do combate, caso o John não tivesse mostrado a pedra. Como é que ele a encontrou mesmo?

A narração esteve muito boa. Já não é tão desleixada como dava a parecer no início. A descrição manteve o mesmo nível e, claro, a comédia sempre presente menos nos momentos tristes ou sérios!

Por último, parabéns pela Fic do mês. Com tantas Fics torna-se difícil alcançar o título. Mereceu mesmo.

E por hoje é só. Aguardo o próximo capítulo!!
Dengel o/. John é um atraso de vida mesmo, pior que ele acha que o Lurly ainda vai o ensinar, só acha né, ou talvez não -q. Sim, ele foi muito idiota de ter dito, pareceu criança de jardim que provoca a outra por ter um brinquedo melhor. É, como eu disse, eles deixaram escapar o principal da missão deles, mas não acho que terá mais burrice da Equipe Rocket não -q. É porque eles "não se gostam", por isso falta sincronia entre eles para batalhar. O resultado seria vitória da Equipe Rocket, eu tinha até escrito a vitória deles, mas ai eu lembrei que o John tinha pego essa pedra, ai coloquei essa parte. Ele pegou na Rota 1, acho que no Capítulo 2. Sim, tentei melhorar na narração, parece que melhorei um pouco, mas ainda falta bastante pra ficar pelo menos "boa" -q. Enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Pikato escreveu:E aí Black, finalmente entendi o nome da Francesca kkk, ela é muito estressada cara, gostei muito desse capítulo e da pequenina aparição da Misty, e cara que momento pornográfico foi esse o.o Eles são piores do que um protagonista da minha fic antiga, espero que eles amadureçam kkk. Mas fala sério, até o Jhon que eu ainda tinha esperança é tarado, hein.

Culpa do Lurly, enfim, tirando a parte "pornográfica" o capítulo foi muito bom, mas dose esse nível aí e.e Fique só na blusa mesmo kkk, zoa, gostei muito dessa capítulo, achei alguns errinhos básicos, mas nem merece falar deles e.e Enfim, falow aí friend^^

Awaiting New Chapter...
Pikato o/. Sim, é porque isso é meio ilógico, mas é o que acontece nos nomes dos líderes. Eles geralmente têm nomes que provêm de algo referente ao tipo do pokémon que treina. É como se ele fosse predestinado a treinar aquele tipo -q. Nem foi tão pornográfico -q. Acho que vai demorar pra eles amadurecerem, tendo o Lurly como líder do trio -q. John é um bobão, mas é meio tarado também, mas eu não vou explorar esse lado dele. Como eu disse uma vez, a fic tem classificação de +12, por isso tem alguns momentos 'impróprios', mas não terá mais momentos "pornográficos", eu acho -q. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora o capítulo. Ele contém uma introdução de um personagem novo e uma revelação da vida do John (a partir de agora acho que ele vai ter mais participações, não tão estúpidas quanto a da pedra '-'). Enfim, é isso, agora sem mais delongas, o capítulo 13:

Capítulo 13 - Enfrentando o Rock Tunnel!


O dia já tinha amanhecido, Misty já tinha seguido de volta para seu ginásio e o trio seguia rumo à Vermilion, cidade do terceiro ginásio. Então eles foram caminhando até verem a estrada de terra terminar, à frente tinha uma entrada que parecia ser de caverna, essa era a única maneira de prosseguir, então eles adentraram.

O lugar era frio e escuro, mas ao contrário do Monte Moon, essa não tinha várias escadas e andares, era apenas um, porém era meio extensa. Os jovens começaram a caminhar ali dentro, claro que com a iluminação do aparelho eletrônico de Lurly.

O local não parecia ter muitas pessoas além dos jovens, que andavam sem dar muita atenção, então de repente um homem passa correndo e Lurly esbarra nele, e ambos caem no chão, o cara levanta já sacando uma arma. Ele tinha o cabelo cacheado e de cores negras, seus olhos possuíam uma cor indefinida, mas escura. Suas rugas eram visíveis na face, devia estar por volta dos quarenta e cinco ou cinquenta anos.

- Qual é cara? Perdeu a noção do perigo? - Disse enquanto carregava a pistola.
- Calma meu amigo, vamos resolver isso igual gente.
- Espera, Thomson, é você? - Perguntou John, espantando seus companheiros.
- John! Quanto tempo! - Disse ele, em seguida o cumprimentou e então guardou a arma, pois percebeu que era amigo do garoto.

Francesca e o ex-líder ficam espantados com o fato do garoto - até então desimportante - conhecer um cara tão perigoso assim. E a menina ainda surpresa, pergunta:

- De onde você conhece esse cara?
- Bom, com ajuda dele eu vim pra Kanto.

A resposta ainda parecia vaga, o que fez com que os companheiros fizessem uma cara de não satisfeitos, então o menino começa a contar uma história:

- Bom, vamos lá então, eu morava em Sunyshore, lá em Sinnoh, a cidade mais distante de Kanto, e minha mãe trabalhava na Equipe Galactic, era apenas uma mera soldada, e ela queria que eu começasse a fazer testes na equipe desde criança, pois ai depois de já estar bastante tempo, eu poderia ser alguém importante na equipe, mas ai eu disse que não e ela ameaçou me matar, então eu fugi de Sunyshore, ai fiquei quatro dias fugindo da cidade, então eu cheguei em Veilstone, lá eu conheci o Thomson, que é um ex-policial que foi preso, então eu contei minha história e nós ficamos escondidos na rota 215, foi quando conhecemos um cara que passou com um caminhão, ele então disse que iria para Oreburgh, então, após uns dias, chegamos lá, àquela altura, parecíamos mendigos, estávamos sem comer e sujos. Em Oreburgh a gente foi até um Centro Pokémon, onde dormimos, tomamos um banho e comemos. Após isso seguimos mais três dias e chegamos em Jubilife, lá, fomos até o porto e pegamos um pequeno avião para Kanto, que pousou numa pista próxima à cidade de Cerulean. Vocês vão me perguntar como pegamos um avião, se a gente estava naquele estado. Digamos que Thomson fez umas coisas e conseguimos duas passagens pra cá. E aqui estamos.
O homem então balançou a cabeça positivamente, concordando com tudo. Os dois adolescentes ficaram boquiabertos com a história, não sabiam que John tinha passado todo esse sufoco antes de vir para Kanto, talvez por isso não quisesse revelar o motivo de ter saído de lá.

- Depois dessa história eu vou até parar de te zoar.
- Sério? - Perguntou o garoto com um brilho nos olhos.
- Não, é legal te zoar.

Então ele fez a sua típica cara cínica, o ex-líder prosseguiu dizendo.

- Mas sua história é boa. Daria pra fazer um filme ou uma fanfic, talvez.

Após dizer isso, o trio ia caminhando, e então o homem disse que queria ir junto ali naquele túnel, eles aceitaram. De repente ouve-se um barulho muito alto e em seguida várias pedras começam a cair no local, além de uma poeira muito grande. Quando todo aquele pó abaixa eles percebem que estão separados, há uma grande quantia de pedras sobre o local, então John e Francesca ficam de um lado, Lurly e Thomson fica do outro. Eles tentariam achar a saída de alguma forma, após aquele tremor, deveria estar toda bloqueada a caverna.

A dupla de semi-protagonistas foi seguindo pelo lado esquerdo da caverna, quando a ruiva resolveu começar o assunto:

- Me diz, porque você saiu em jornada com o Lurly sendo que nem gosta dele?
- Por causa do aprendizado que ele disse que ia me passar, mas não estou vendo nada disso.
- É sério mesmo garoto? Você acha que eu acredito nisso? - Disse ela alterando o tom de voz. - Pode falar a verdade!
- Eu não sei bem, acho que eu queria sair em jornada mesmo. A minha era muito falsa, eu fui de Cerulean para Fuchsia de carona, você acha que isso é algo decente? - Disse ele reclamando. - Eu vi a oportunidade e aceitei.

A menina achou que aquela desculpa era mais plausível, mesmo não aceitando muito as palavras que o jovem dizia, então enquanto falavam, novamente um tremor, mas dessa vez os dois não conseguem se segurar, e John cai por cima de Francesca. Os dois se encaram por um minuto, mas logo se levantam.

- Me de-desculpa. - Disse o jovem gaguejando e meio vermelho.
- Tudo bem. - Disse ela de uma maneira meio tímida.

-x-

Thomson e Lurly caminhavam pelo meio das pedras, nenhum dos dois falava nada. Então de repente eles veem um buraco se abrir no chão, e de lá sair um pokémon que parecia ser um tatu amarelo, cheio e espinhos marrons, era um Sandslash, mas seu tamanho era muito maior, o homem, que tinha cabelos pretos acastanhados e olhos negros, puxa sua arma do bolso e mira em direção ao pokémon, mas é repreendido pelo ex-líder.

- Você vai atirar no bicho? Ta louco?
- Ah é verdade! Eu estou muito psicótico com isso. - Disse ele, ao ver o pokémon tatu se aproximando, puxou uma pokébola do bolso. - Druddigon, eu escolho você!

Logo, um grande dragão saiu da esfera, ele tinha a cor azul e a face vermelha. Possuía um par de asas grandes, mas mesmo assim não podia voar, havia também alguns espinhos vermelhos espalhados pelo seu corpo.

- Mas o que é isso? - Perguntou Lurly de maneira surpresa.
- Um pokémon, seu idiota! - Esbravejou o homem. - Agora, use o Fire Punch!

O pokémon então levantou sua mão, nesse movimento, ela começou a pegar fogo, ele alçou um voo bem rasteiro, apenas pra conseguir mais velocidade, em seguida acertou o soco no tatu, mas já estava recebendo outra ordem.

- Sem deixá-lo respirar! Use o Dragon Pulse!

O bicho jutnou suas mãos ao corpo, em seguida começou a fazer emitir uma forte luz misturada entre branco e azul, de suas mãos, após um tempo, havia uma forte energia concentrada, ele lançou, formando um belo raio misto das duas cores, que atingiu Sandslash, jogando-o nocauteado contra uma pedra, o homem puxou uma pokébola.

- Olha o tamanho desse bicho! Vou ganhar um belo dinheiro em cima dele!
- Você vai vendê-lo?
- Diria que eu vou negociá-lo sem que a polícia tem noção disso.

O outro fez uma cara cínica, mas após o diálogo, viram que o pokémon não estava mais lá, ele tinha fugido enquanto discutiam, era muito estranho tudo aquilo. Um bicho bem maior que o normal, e a ainda fugir mesmo debilitado. Os dois ficaram coçando a cabeça igual dois idiotas. Viram também que o caminho estava bloqueado, só podiam retroceder, mas não queriam, então Lurly liberou seu Geodude, que sabia a técnica de quebrar pedras.

-x-

John e Francesca continuaram caminhando pelo outro lado procurando uma saída, mas se viram numa situação complicada, havia várias rochas à frente deles, o caminho necessário, era inviável para os jovens, então novamente um terremoto ocorreu no ambiente rochoso, algumas rochas voltavam a despencar, os dois pularam há uma certa distância, um tempo depois, as pedras pararam de cair.

- Isso tá muito estranho. - Disse o garoto. - Todos esses tremores, nunca ouvi falar de nada nessa caverna. Aliás, parecia tão bem construída, nunca deveria ter acontecido isso.
- É, é bem estranho, não sei se sairemos vivos daqui, estamos sem alternativa pra seguir, então tenho uma coisa pra te dar.

Ela foi se aproximando do garoto e então encostou seus lábios nos do menino, e eles se beijaram por uns segundos, até se soltarem, ambos vermelhos.

-x-

O Geodude juntamente com a ajuda de Druddigon, terminava de quebrar as pedras que bloqueavam a passagem, após as destruírem, caminharam um pouco e conseguiram ver a luz do dia, já teriam encontrado a saída da caverna, mas ao saírem, não encontraram os outros dois jovens, tampouco tinham sinais de eles estarem próximos. Resolveram esperar alguns minutos, e assim que o tempo passou, os adolescentes não tinham aparecido. O menino então pegou seu pokémon e dirigiu-se ao outro lado da caverna, tentando encontrá-los, o homem o seguiu.

- Geodude, sei que está exausto, mas quebre algo por aqui. - Disse, apontando.
- Druddigon, continue ajudando!

O dragão empurrava as pedras violentamente, pois sabia a técnica Strenght, o pedregulho aproveitava e quebrava uma outra, era nítido que o ser azul era muito mais forte e conseguia tirar muito mais obstáculos de uma vez.

Eles foram destruindo várias pedras e percorrendo um caminho não curto e então chegaram numa parte onde ouviram duas vozes, uma masculina e outra feminina, não era nítida a conversa, mas as vozes eram familiares, eles então destruíram aquela parede de pedras, até assustando os outros, mas fazendo-os esboçar um sorriso.

- Pronto, seus desengonçados, estão salvos. - Esse era o jeito de Lurly perguntar se estava tudo bem.

Eles agradeceram e os quatro seguiram pelo caminho, caminharam um certo tempo e chegaram à saída. O ex-líder reclamava de dores, típico dele, sempre alguma reclamação.

- Ei, espera! O que esse velho vai fazer conosco? - Perguntou, meio incomodado com a presença dele.
- Quero levar uma vida digna, acho que andar com você seria legal. Posso?

Os três acenaram de maneira discreta, mas ele percebeu como um sim, e então eles seguiram.

To be continued...


Eita, prevejo polêmicas referentes a esse capítulo e.e. E aposto que pensaram besteira quando ela falou quando tinha algo pra dar pra ele Laughing Enfim, é isso e espero que leiam e comentem Smile
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Dengel em Qua 21 Ago 2013 - 14:48

OI, OI, OI, OI, OI!!!

O Lurly com o iPhone outra vez, ok. Um homem aparecer do nada com uma arma, ok. Esse homem conhecer o John graças à mãe que o queria matar... mais ou menos ok. Mas que história é essa da Francesca com o John??? O que acontece com o velho Lurly? Dedica-se às Joys de todo o mundo??????

Bom, mas isto tudo para dizer que foi um capítulo cheio de emoções e mistérios desvendados, outros criados para desvendar, mas, principalmente, com um novo personagem para alegrar os nossos dias!

Portanto, começando realmente a analisar:

O novo personagem não me cativou muito. Pareceu um simples homem com uma arma. Mas o fato de ser uma espécie de negociante do mercado negro torna-o capaz de segurar um pouco mais o leitor para ver o que acontece. Provavelmente vai ter uitos problemas com o trio, discutindo o que é o certo e o errado, como com o episódio do Sandslash (por duas vezes). Além disso, finalmente alguém perguntou o que deu na cabeça do John.

A história de John também me surpreendeu. Quem diria que um acanhado como ele poderia ter uma mãe da Galatic querendo matá-lo por não ter o perfil para a equipa? Apesar de tudo, fiquei curioso com os momentos em que esteve com Thomson. Imagino os problemas que tiveram para além dos narrados.

E agora chegamos ao momento polémico da Fic. O beijo. Nunca me ocorreu que eles ficariam juntos, se bem que nada está assegurado ainda. Poderão não ter nada, mas isso tirava um pouco daquele ar que a Fic tem. No entanto, é importante salientar que foi Francesca que avançou. Quer dizer, nunca se esperou que fosse John, mas desde quando é que ela se sentiu mais atraída pelo rapaz? A partir do momento em que percebeu que ele era idiota o suficiente para entregar aos vilões do mundo o que procuram? (tive de fazer referência ao momento...)

No entanto, preocupa-me mais o que vai acontecer com Lurly. Imagino a reação dele ao descobrir que, de certo modo, perdeu para John. Melhor ainda era se Francesca também o beijasse, criando um triângulo amoroso ainda mais polémico! Bom, mas vamos esperar.

Quanto à escrita, achei que manteve o mesmo nível do anterior, mas penso que a história ficou acelerada de mais. Num momento estavam a lutar, no outro estavam separados, no outro beijavam-se! Enfim, mas deu para entender todos os episódios.

Gostei muito desse capítulo, que, para mim, foi dos que teve mais polémica, e toda a gente adora polémica! Afinal, é ela que faz as pessoas se interessarem neste mundo! Espero pelo próximo capítulo! ^^
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Pikato em Qua 21 Ago 2013 - 16:51

Black você sabe realmente impressionar as pessoas cara, nunca pensei que o Jhon seria beijado pela Francesca, pensei no Lurly, mas percebi que estava totalmente errado.

Como o Dengel falou acho possível um triângulo amoroso ou um ciúme exagerado do Lurly, daria momentos muito cômicos, ele se lamentando e os dois namoradinhos fazendo raiva dele,kkk.

Sério mano, gostei mesmo desse capítulo, principalmente pelo momento polêmico, lol e nem ocorreu nenhuma besteira na hora. Porque geralemtne é a fala em que se introduz um beijo, lol, mas foi muito rápido o.o

Tipo, não teve nem clima direito,kkk só aquela hora do cara caindo em cima dela... Enfim, mano, gostei muito e a estória está muito massa, só ressalto que a estória do Jhon poderia ser separada em mais parágrafos, porque repetiu muitas palavras e eu tive que pular parte daquela estória, deu até dor de cabeça, lol.

Enfim, agora vou concluir mesmo, no mais é isso, e foi muito cômico o momento de esperança do Jhon na hora que o Lurly falou que ia parar de zoar, mas fala sério né, a idade do jovem se resume a zoação com os colegas, sei disso porque faço isso com os meus amigos^^

Falow friend^^
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sab 24 Ago 2013 - 21:52

Blabla capítulo, blabla antes os comentários:

Comentários:
@Dengel escreveu:OI, OI, OI, OI, OI!!!

O Lurly com o iPhone outra vez, ok. Um homem aparecer do nada com uma arma, ok. Esse homem conhecer o John graças à mãe que o queria matar... mais ou menos ok. Mas que história é essa da Francesca com o John??? O que acontece com o velho Lurly? Dedica-se às Joys de todo o mundo??????

Bom, mas isto tudo para dizer que foi um capítulo cheio de emoções e mistérios desvendados, outros criados para desvendar, mas, principalmente, com um novo personagem para alegrar os nossos dias!

Portanto, começando realmente a analisar:

O novo personagem não me cativou muito. Pareceu um simples homem com uma arma. Mas o fato de ser uma espécie de negociante do mercado negro torna-o capaz de segurar um pouco mais o leitor para ver o que acontece. Provavelmente vai ter uitos problemas com o trio, discutindo o que é o certo e o errado, como com o episódio do Sandslash (por duas vezes). Além disso, finalmente alguém perguntou o que deu na cabeça do John.

A história de John também me surpreendeu. Quem diria que um acanhado como ele poderia ter uma mãe da Galatic querendo matá-lo por não ter o perfil para a equipa? Apesar de tudo, fiquei curioso com os momentos em que esteve com Thomson. Imagino os problemas que tiveram para além dos narrados.

E agora chegamos ao momento polémico da Fic. O beijo. Nunca me ocorreu que eles ficariam juntos, se bem que nada está assegurado ainda. Poderão não ter nada, mas isso tirava um pouco daquele ar que a Fic tem. No entanto, é importante salientar que foi Francesca que avançou. Quer dizer, nunca se esperou que fosse John, mas desde quando é que ela se sentiu mais atraída pelo rapaz? A partir do momento em que percebeu que ele era idiota o suficiente para entregar aos vilões do mundo o que procuram? (tive de fazer referência ao momento...)

No entanto, preocupa-me mais o que vai acontecer com Lurly. Imagino a reação dele ao descobrir que, de certo modo, perdeu para John. Melhor ainda era se Francesca também o beijasse, criando um triângulo amoroso ainda mais polémico! Bom, mas vamos esperar.

Quanto à escrita, achei que manteve o mesmo nível do anterior, mas penso que a história ficou acelerada de mais. Num momento estavam a lutar, no outro estavam separados, no outro beijavam-se! Enfim, mas deu para entender todos os episódios.

Gostei muito desse capítulo, que, para mim, foi dos que teve mais polémica, e toda a gente adora polémica! Afinal, é ela que faz as pessoas se interessarem neste mundo! Espero pelo próximo capítulo! ^^
Dengel o/. Pois é, deixa o Lurly saber disso -q. Sim, só o trio de babacas não é suficiente, tem que ter mais um babaca pra completar -qq. Ele não foi muito bem explorado, pois foi só uma introdução dele, mas acredito que terá esses momentos de briga do que é "certo" ou errado, pois o Lurly não é lá exemplo a se seguir -q. Sim, foi pra demonstrar dificuldade mesmo. Igual aquelas pessoas que querem sair de uma terra pobre pra ir pra cidade grande e fazem inúmeros esforços inimagináveis, mas nesse caso era pra fugir de alguém mesmo -q. Sei lá, acho que foi o momento de tensão, sabe? Eles estavam encurralados, ela agiu sem pensar, eu diria. Eita, ia ser bem polêmico mesmo, vamos esperar pra ver. Sim, se não há polêmica, não há discussões -q. Mas enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Pikato escreveu:Black você sabe realmente impressionar as pessoas cara, nunca pensei que o Jhon seria beijado pela Francesca, pensei no Lurly, mas percebi que estava totalmente errado.

Como o Dengel falou acho possível um triângulo amoroso ou um ciúme exagerado do Lurly, daria momentos muito cômicos, ele se lamentando e os dois namoradinhos fazendo raiva dele,kkk.

Sério mano, gostei mesmo desse capítulo, principalmente pelo momento polêmico, lol e nem ocorreu nenhuma besteira na hora. Porque geralemtne é a fala em que se introduz um beijo, lol, mas foi muito rápido o.o

Tipo, não teve nem clima direito,kkk só aquela hora do cara caindo em cima dela... Enfim, mano, gostei muito e a estória está muito massa, só ressalto que a estória do Jhon poderia ser separada em mais parágrafos, porque repetiu muitas palavras e eu tive que pular parte daquela estória, deu até dor de cabeça, lol.

Enfim, agora vou concluir mesmo, no mais é isso, e foi muito cômico o momento de esperança do Jhon na hora que o Lurly falou que ia parar de zoar, mas fala sério né, a idade do jovem se resume a zoação com os colegas, sei disso porque faço isso com os meus amigos^^

Falow friend^^
Sim, eu gosto de surpreender. Quem acompanhava minha outra fic, sabe que os dois protagonistas secundários que namoravam, e não o principal com a garota -q, eu gosto de surpreender. Pois é, vamos aguardar pra ver se surge esse triângulo amoroso -q. Eu repeti porque tava contando uma história e gosto de deixar as falas dos personagens mais realistas, sem todo aquele engessamento típico. Ai como geralmente as pessoas falam repetindo muitas palavras, eu deixei daquela maneira, mas na narração eu evito de repetir. Pois é, ele achou que finalmente teria sossego, mas só achou mesmo -q. Enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora sem mais delongas, o capítulo 14:

Capítulo 14 - A cidade fantasma!


O quarteto seguiu mais um pouco, era uma rota, ela era como todas as outras, com árvores e vegetação rasteira, a diferença era que naquela estava uma névoa bem forte, que acabou deixando-os um pouco receosos, sabiam bem da fama as cidade seguinte, a amaldiçoada Lavender, mas jornada é isso, e não podiam de intimidar.

- Eu falei pra ir pra Saffron! - Reclamou John.
- Cala a boca, infeliz! Ta com medo de uma cidade roceira dessas?

Os dois iam brigar, mas foram impedidos por Francesca, que os repreendeu de maneira rude e grossa.

- Vocês dois! Chega dessa merda! Toda hora vocês tão se matando, se xingando! Cresçam um pouco! Deixem de ser otários! Ainda bem que Vermilion ta chegando, assim me livro de vocês dois, imaturos! - Reclamou ela.

A dupla ficou desesperada ao ouvir que ela poderia deixá-los, e também ficaram surpresos com a atitude grossa da menina, então pediram desculpas, mas não era nada convincente, foi apenas um aperto de mão simples e uma voz baixa de ambos os lados.

- Muito melhor. E se eu vir mais uma briga dos dois, eu vou ter que tomar atitudes que nenhum dos dois vai gostar.

Eles ficaram com uma expressão de “sim, senhora” e permaneceram quietos e de cabeça baixa, aquilo estava incomodando Thomson, que disse:

- É isso mesmo? Vocês são homens ou um saco de batatas? Estão com medo de uma menina? Por favor né! - Disse ele.
- Se não calar a boca, o próximo é você!
- Desculpe, madame.

Os dois jovens se entreolharam e depois olharam com uma expressão cínica. Após esse momento idiota, os quatro prosseguiram jornada, até verem a névoa ficar um pouco mais forte, e era possível ver uma placa, nela dizia que a cidade de Lavender era à frente, e era a única entrada de cidade, que avisava ter perigos.

Eles então entraram na cidade, que na verdade parecia mais uma pequena vila, tinha algumas poucas casas, todas elas eram aparentemente idênticas, coloridas por um azul chamativo, que contrastava com um cinza claro, tinha também o Centro Pokémon e o Poké Mart, mas uma edificação que chamava a atenção na vila, era um prédio de uns quinze andares, era um prédio residencial, que há anos foi incendiado, e matou todos os seus moradores, dizem que os fantasmas assombram o local à noite, o lugar é tão obscuro que lá funciona um cemitério pokémon, naquela cidade durante à noite ninguém arrisca sair de seus quentinhos lares pra ficar nas frias ruas. Os quatro olhavam o vilarejo com um olhar amedrontado, sentiam até uns arrepios nas costas, de fato era horrível a sensação de estar ali, ainda era dia, mas a posição do sol marcava já o quase final da tarde, talvez umas quatro e meia.

Andaram uns metros pelas ruas de terra batida - a cidade era bem atrasada - olhando à volta, viam umas velhas que acenavam para eles, sentiam tudo aquilo muito estranho, porque aquelas idosas ficavam ali, paradas? Então iam seguindo pela direita, mas foram repreendidos por uma velha, que praticamente pulou em cima deles.

- Pra onde vocês pensam que vão? - Gritou ela.
- Pro Centro, curar os pokémons, ficar abrigado lá.
- Seguindo por ai vocês estão indo pra torre, estão malucos? O último que entrou lá nunca mais saiu.

Ela apontou uma direção pra eles, dizendo que era lá, o local almejado, agradeceram e prosseguiram, até encontrar a construção, ao se aproximarem, a porta de vidro abriu automaticamente.
Adentraram o estabelecimento e esse era muito diferente dos outros centros, seus recursos eram quase escassos, mal havia lugar para os visitantes descansarem, mas o trio seguiu até o balcão, e pediu para a enfermeira - que aparentava estar bem cansada - curar os pokémons.

Após uns bons minutos, todas as pokébolas tinham passado na máquina que se posicionava atrás da bela jovem de cabelo rosa. O relógio marcava por volta de cinco e quarenta, hora exata pra fechar as portas. A enfermeira saiu do balcão e dirigiu-se até a grande porta de vidro, passando uma espécie de lacre, avisando que estava fechado. Era a primeira vez que viam um Centro Pokémon ser fechado. Teriam de passar a noite ali no lugar, mesmo contra a vontade deles.

- Não acredito que vou ter que pagar pra dormir, outra vez! - Esbravejou Lurly.

A moça voltava ao local onde recebia os visitantes, além do quarteto, tinha mais três pessoas ali, teria de arrumar quartos pra eles, claro, que antes teriam de pagar a bufunfa de quarenta dólares. Aqueles desconhecidos pagaram primeiro e subiram as escadas. Em seguida o quarteto ia seguindo, mas Thomson tomou a frente e disse que conseguiria um preço bem baixo para a hospedagem.
Após um tempo, ele volta com uma chave e com um recibo, dizendo que teriam de pagar quarenta dólares.

- Nossa, mas só? - Surpreendeu-se Lurly. - Você realmente é cheio de truques. Dezão pra cada um.
- Não precisa, eu mesmo já paguei.
- Vou nem perguntar onde você conseguiu esse dinheiro...

-x-

Eles acharam que era maravilhoso terem pagado apenas quarenta dólares, mas na verdade ficaram em um quarto aparentemente velho, com um chão de madeira que às vezes até tremia, pelos cantos das paredes era possível ver teias de aranha, e o pó do local era bem grande. Parecia não ser ocupado há um bom tempo. Tinha quatro camas espalhadas por cantos opostos no cômodo, mesmo ele não sendo grande.
Ficar ali estava entediante, não era tarde da noite, mas não podiam sair na rua, por causa daquele misticismo que envolvia a cidade. Todos estavam deitados em uma cama, Lurly jogava no seu celular, os outros três liam revistas que eram disponibilizadas.

- Cara, isso é entediante! - Reclamou o ex-líder jogando seu celular na cama, que quicou e quase caiu no chão.
- Faz isso não doido! - Gritou John. - Tanta gente com necessidade de um iPhone e você desperdiçando o seu.
- É verdade, ainda nem terminei de pagar as prestações dele.

O homem olhou pra Francesca com uma cara de “isso é sempre assim?”. O olhar dela deu a entender que sim.

- Não sei vocês, mas eu vou sair daqui.
- Ficou louco?! - Repreenderam os três num tom uníssono.
- Eu to pouco me danando pra essas lendas desse fim de mundo cheio de caipiras! Se eu tiver que morrer, que eu morra logo!

Ele então saiu do quarto, os outros ficaram surpresos, mas mesmo assim o seguiram. Eles desceram até a principal parte da construção e viram a Enfermeira Joy sentada num sofá azul velho, ela estava aparentemente dormindo, o quarteto aproximou-se sorrateiramente da porta, mas foram surpreendidos com o grito repentino da mulher.

- Aonde vocês pensam que vão? - Disse ela, por mais que estivesse dormindo, ou cochilando, ao acordar, estava completamente disposta e não demonstrava sinais de acabar de despertar.
- Sair desse lugar tedioso!
- Fumou folha de coqueiro? Não sabe o que de ruim pode te acontecer à noite?
- Alguém já morreu saindo essa hora?
- Bom, não. - Disse, sem graça. - Mas a lenda diz que não!
- Lenda, lenda. Que se dane essa porcaria! Seu eu quisesse lenda comprava um guia de pokémons lendários! Vocês caipiras são tão idiotas! Agora dá licença!

A enfermeira tirou os lacres da porta e olhou com cara de “vão com Deus”, nesse caso poderia ser literalmente mesmo, o quarteto saiu do lugar e estavam na rua de terra, o silêncio era absoluto, não ouviam nada, tudo era muito deserto, e o pior é que ainda era umas sete horas, nas cidades comuns, durante essa hora ainda é muito movimentado.

- O povo daqui é tudo frouxo. Concordam?
- Concordo. - Respondeu John. - Quem está a fim de ir lá na torre ver se é tudo isso mesmo?

A ruiva ficou paralisada, e seus olhos estavam arregalados, parou de respirar por um minuto. Os outros três ficaram assustados com a situação, poderia ser algo sério mesmo.

- Você disse ir na torre? - Falou se engasgando.
- Sim.

-x-

Eles estavam de frente à uma porta de madeira, ali era possível ouvir alguns barulhos, inclusive alguns de lobo, ou coisa quebrando no local, Lurly empurrou a porta sutilmente, ela fez um rangido estridente, então adentraram o lugar. Assim que terminaram de entrar, a porta bateu sozinha, assustando-os. Como o local estava escuro, o garoto de cabelo cinza acendeu a luz de seu celular. Eles andaram um pouco, ali fedia a podre, obviamente, afinal se tratava de um cemitério pokémon. Então ao andarem mais um pouco, viram a coisa mais assustadora de suas vidas, uma mulher com a cara totalmente pálida, trajando um longo vestido branco, que andava de um lado pro outro. Ficaram estáticos, não tinha reações pra descrever o momento.

- Posso ajudá-los? - Disse a moça.

Após aquilo até caíram no chão, mas o ex-líder levantou rapidamente e disse:

- Na verdade precisamos. Ainda mais de uma dama como você. - Disse ele já tentando jogar uma cantada.
- Mas você não sossega não, desgraçado? Nem uma fantasma você não perdoa? - Esbravejou Francesca.
- E quem disse que eu sou uma fantasma?
- En-então vo-você, é o quê? - Perguntaram, gaguejando.
- Uma mulher que queria dar um susto em alguém, mas esses arregões não vêm aqui na torre e eu não podia fazer isso. É tudo truque, a cara pálida é resultado de maquiagem, o vestido gigante me dava a impressão de estar flutuando.

- Ninguém se importa. - Retrucou Lurly, com a delicadeza que lhe é típica.

A mulher então falou mais algumas coisas. O garoto disse que eles iriam explorar a torre pra ver o que tinha de tão ruim, ela resolveu ficar junto com eles ali naquele “tour”. Então foram seguindo até encontrarem uma escada, ao tentarem subir, John é surpreendido por um golpe surpresa, que o derruba. Então uma pequena bola num tom entre roxo e preto aparece, ela tinha uma fumaça arroxeada que o cobria, era um Gastly, que estava rindo bastante.

- Filho da p... - Ia dizendo, quando foi interrompido.
- Sem palavrões por aqui. - Disse o protagonista, com seu jeito irônico.

Os outros fizeram expressões cínicas, então o adolescente de quinze anos puxa uma pokébola do bolso.

- Lick Boy, vai!

Da esfera saiu um bicho sem um formato definido, que tinha uma língua bem grande, ele já saiu utilizando-se dela, lambendo assim o adversário. O golpe teve mais efeito por ser do tipo fantasma, e ser ter vantagem sobre si mesmo. O adversário retrucou, mas o golpe dele foi bem estranho, causando espanto a todos. Ele fez uma espécie de prego e então “se furou”, perdendo assim metade do HP, mas uma grande caveira ficou sobre a cabeça do pokémon normal. Ninguém ali conseguia entender nada, até Lurly dizer algo.

- Esse golpe é o Curse, que quando é utilizado por pokémons fantasmas, o faz perder metade do HP, mas joga uma maldição no oponente, assim fazendo-o perder pontos de vida.
- Que filho da mãe! - Exclamou. - Lickitung, Rollout!

O bicho contorceu-se, ficando num formato de uma bola, então começou a correr, e sem qualquer impulso, deu um pulo, assim atingindo o fantasma, mas aquilo lhe custou caro, pois ele sofreu um bom dano. Depois o pokémon selvagem ficou parado, sem fazer nenhum movimento.

- Ah! Então seus golpes não me acertam? - Riu John. - Finalize com o Lick!

O pokémon então abriu a sua boca e lançou sua língua gigante que atingiu a bola de gás, mas não o debilitou, mesmo assim o garoto lançou uma pokébola, que parou após balançar quatro vezes, havia capturado um Gastly.

- Pelo menos serviu pra alguma coisa essa visita à torre. E ainda estamos vivos.

-x-

Já era dia em Lavender, por volta de umas nove horas da manhã, o quarteto saiu do Centro Pokémon e seguiram pela rota à esquerda da cidade, que dava em Vermilion.

To be continued...


A aparição da mulher fantasma foi meio estranha, confesso. Mas o capítulo não saiu como eu desejava =/. E também depois que John capturou o Gastly já cortou direto pro outro dia, pois os acontecimentos seguintes eram desimportantes. Enfim, é isso e espero que comentem Smile
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Dengel em Dom 25 Ago 2013 - 18:53

Oi Black!

Maldito Lurly e o seu iPhone que dá muita luz e não cai das camas velhas para o chão quase a ruir!!!!

Sinceramente, pensei que ia ter mais mistério, loucura e comédia quando chegassem a Lavander. Sabe, pelos fantasmas e assim. Quer dizer, a parte com a mulher não fantasma foi engraçada, mas tirando isso, pouco mais restou.

De qualquer maneira, o capítulo até que não ficou mal de todo. Gostei principalmente da primeira parte em que a Francesca dá a provar que pode ser mais assustadora que qualquer horda fantasma que lhes apareça à frente! E fiquei curioso para saber que tipo de negócio o Thomson fez com a Joy. Para não falar no dinheiro. Na volta, ele enganou-a,, não pagou nada, e quando chegar a hora vai pedir o dinheiro a Lurly, que afinal não deu xD

Quanto à torre, já referi que estava à espera de mais, mas ao menos o John conseguiu um Gastly. Adoro a última evolução, mas como só pode evoluir para Gengar através de troca, lembrei que o Lurly podia acabar por ficar com ele. Mas ficarei à espera para ver qual o futuro dele.

Quanto à escrita, não tenho nada a dizer, continua a ser hilariante a forma de escrever, e ao mesmo tempo consegue descrever bem os acontecimentos. Apenas achei que este capítulo tinha muitas virgulas no lugar de pontos finais. Isso tirou um pouco do ritmo à leitura (ou melhor, deu-lhe mais ritmo) e algumas partes precisaram ser relidas.

Bom, por hoje é tudo. Não ficou nada de especial, o comment, mas também não estou muito inspirado. Acabei de ver a morte do Ace ;(
Espero pelo próximo capítulo! XAU!!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Seg 2 Set 2013 - 17:31

Hey, Black. (:


Demorei mas cheguei. Vou comentar os últimos dois capítulos. 


Sobre o Capítulo 13, achei a história do John bem bizarra. A mãe dele é uma vadia, porque né. Me fez lembrar um amigo meu de infância, que os pais estão na classe social média-baixa, e obrigam o filho a ser um jogador de futebol, e quando o filho perde os jogos, o pai dava um tapa na cara dele por ele ter perdido. É praticamente isso, né? A mãe do John queria matar ele. Mas ainda acho ele lerdo e idiota, mesmo tendo pego a Francesca. 


Não sei porque, mas acho que esse beijo foi por impulso. Não sei se a Francesca vai gostar do John, ou vice-e-versa, ainda acho que o Lurly vai pegar ela e causar um conflito maior entre os dois. Gostei do personagem novo, me lembrou aqueles ex-policiais corruptos que fazem justiça com as próprias mãos.


E sobre o capítulo 14, podia ter ficado bem melhor. Senti um pouco de preguiça por sua parte para escrever, já que nem escreveu os acontecimentos depois da captura do Gastly. Eu gostei bastante o jeito que você descreveu Lavender, sendo uma cidade supersticiosa com até um toque de recolher, isso ficou bem legal. Eu JURAVA que o capítulo seria com os quatro presos no centro Pokémon e contando histórias de terror pra passar o tempo. AUEHAUE'


Ri bastante da mulher não-fantasma. Pensei que ela iria ser uma fantasma mesmo pra fazer os quatro saírem correndo. Gostei bastante da forma como você deixou os personagens - incluindo o John - vivos. Realmente, se todo esse universo existisse, sempre iriam ter dois otários que iriam ficar curiosos e fossem até a torra fantasma para explorar. Eu faria isso. AUEHAUHEAUHE'


Enfim, você repetiu bastante a palavra "Cínico". Acho que você podia escrever algumas cenas em que o Lurly, o John e a Francesca, chegassem a se divertir juntos. Pois apenas brigando, não faria sentido eles estarem juntos. Eu jurava que quando o fora da lei foi repreendido pela Francesca, o Lurly e o John iriam rir, mas eles apenas olharam de forma cínica pra ele.


Enfim, a história está bem simples. Tomara que a Francesca não saía quando eles chegarem em Vermillion, e a próxima parada é Saffron. Sabrina? Tomara. Haha


Um abraço cara, aguardo o próximo capítulo. Até mais! 
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Seg 2 Set 2013 - 18:21

Como sempre a Francesca servindo como uma irmã mais velha bemgostosa e separando as brigas alheias... Que cidadezinha em... Roça e pouco, achei que todo Centro pokemon fosse 24 horas, esse ai deve fechar cedo pra poderem bancar a conta de luz :\

Achei que a passagem pela torre foi muito resumida, mas realmente valeu apena pela captura de Gastly, me pergunto o que acontecerá com ele, irá evoluir pra Haunter ou seria um futuro objeto de troca? Até o próximo capítulo 0/

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Qua 4 Set 2013 - 21:26

Vocês devem se perguntar o porquê da demora, mas estou cheio de trabalhos, cheio mesmo, e é muito trabalho inútil, mas cansativo, tipo criar HQ's e etc. Enfim, ando tão doido que acabei agradecendo o comentário em achando que tinha ido em citar várias '-', também estou meio desanimado com a fic, sei lá, deve ser por isso mesmo, mas não estou mais com aquela vontade de escrever, mas enfim, antes os comentários.

Comentários:

@Dengel escreveu:Oi Black!

Maldito Lurly e o seu iPhone que dá muita luz e não cai das camas velhas para o chão quase a ruir!!!!

Sinceramente, pensei que ia ter mais mistério, loucura e comédia quando chegassem a Lavander. Sabe, pelos fantasmas e assim. Quer dizer, a parte com a mulher não fantasma foi engraçada, mas tirando isso, pouco mais restou.

De qualquer maneira, o capítulo até que não ficou mal de todo. Gostei principalmente da primeira parte em que a Francesca dá a provar que pode ser mais assustadora que qualquer horda fantasma que lhes apareça à frente! E fiquei curioso para saber que tipo de negócio o Thomson fez com a Joy. Para não falar no dinheiro. Na volta, ele enganou-a,, não pagou nada, e quando chegar a hora vai pedir o dinheiro a Lurly, que afinal não deu xD

Quanto à torre, já referi que estava à espera de mais, mas ao menos o John conseguiu um Gastly. Adoro a última evolução, mas como só pode evoluir para Gengar através de troca, lembrei que o Lurly podia acabar por ficar com ele. Mas ficarei à espera para ver qual o futuro dele.

Quanto à escrita, não tenho nada a dizer, continua a ser hilariante a forma de escrever, e ao mesmo tempo consegue descrever bem os acontecimentos. Apenas achei que este capítulo tinha muitas virgulas no lugar de pontos finais. Isso tirou um pouco do ritmo à leitura (ou melhor, deu-lhe mais ritmo) e algumas partes precisaram ser relidas.

Bom, por hoje é tudo. Não ficou nada de especial, o comment, mas também não estou muito inspirado. Acabei de ver a morte do Ace ;(
Espero pelo próximo capítulo! XAU!!
Dengel o/. Lurly é um maldito mesmo. É, eu ando meio enferrujado pra suspense, mas alguns capítulos terão mais mistérios, esse nem sei porque não foi mais misterioso -q. Na verdade o Thomson pagou, o Lurly só citou que nem queria imaginar de onde saiu o dinheiro. Eu também esperava mais -q, sei lá, imaginei algo, mas na hora de passar pro papel (pro computador nesse caso -q), acabei ficando sem as ideias =/. Na verdade já adianto que o Gastly vai evoluir até Gengar sim, mas sem troca, mesmo errado -q, vai ser por level mesmo. Hm, vou tentar melhorar isso. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

King Joffrey escreveu:Hey, Black. (:


Demorei mas cheguei. Vou comentar os últimos dois capítulos.


Sobre o Capítulo 13, achei a história do John bem bizarra. A mãe dele é uma vadia, porque né. Me fez lembrar um amigo meu de infância, que os pais estão na classe social média-baixa, e obrigam o filho a ser um jogador de futebol, e quando o filho perde os jogos, o pai dava um tapa na cara dele por ele ter perdido. É praticamente isso, né? A mãe do John queria matar ele. Mas ainda acho ele lerdo e idiota, mesmo tendo pego a Francesca.


Não sei porque, mas acho que esse beijo foi por impulso. Não sei se a Francesca vai gostar do John, ou vice-e-versa, ainda acho que o Lurly vai pegar ela e causar um conflito maior entre os dois. Gostei do personagem novo, me lembrou aqueles ex-policiais corruptos que fazem justiça com as próprias mãos.


E sobre o capítulo 14, podia ter ficado bem melhor. Senti um pouco de preguiça por sua parte para escrever, já que nem escreveu os acontecimentos depois da captura do Gastly. Eu gostei bastante o jeito que você descreveu Lavender, sendo uma cidade supersticiosa com até um toque de recolher, isso ficou bem legal. Eu JURAVA que o capítulo seria com os quatro presos no centro Pokémon e contando histórias de terror pra passar o tempo. AUEHAUE'


Ri bastante da mulher não-fantasma. Pensei que ela iria ser uma fantasma mesmo pra fazer os quatro saírem correndo. Gostei bastante da forma como você deixou os personagens - incluindo o John - vivos. Realmente, se todo esse universo existisse, sempre iriam ter dois otários que iriam ficar curiosos e fossem até a torra fantasma para explorar. Eu faria isso. AUEHAUHEAUHE'


Enfim, você repetiu bastante a palavra "Cínico". Acho que você podia escrever algumas cenas em que o Lurly, o John e a Francesca, chegassem a se divertir juntos. Pois apenas brigando, não faria sentido eles estarem juntos. Eu jurava que quando o fora da lei foi repreendido pela Francesca, o Lurly e o John iriam rir, mas eles apenas olharam de forma cínica pra ele.


Enfim, a história está bem simples. Tomara que a Francesca não saía quando eles chegarem em Vermillion, e a próxima parada é Saffron. Sabrina? Tomara. Haha


Um abraço cara, aguardo o próximo capítulo. Até mais!
Rush o/. Sim, a mãe dele queria matá-lo por ele não querer ser da Equipe Galactic, e na verdade ele não pegou a Francesca, foi só um beijinho que ela que deu nele por estar desesperada. Sim, ele é um policial bem doidão mesmo, não será frequente como o trio, mas terá aparições e pretendo usá-lo de maneira engraçada com esse politicamente incorreto dele -q. Sim, foi preguiça mesmo -q. Obrigado por achar isso. Lavender sempre é taxada como estranha e zuada, mas resolvi acrescentar mais essas coisas pra deixá-la ainda mais sombria. E não, eu não ia deixar essa coisa de histórias de terror rs, o Lurly não ia colar fazendo isso. Eu faria também -q, mas sempre tem os curiosos, o Lurly só foi lá por tédio mesmo. É cara, eu repeti mesmo, ficou bem tosco, vou evitar isso e colocar alguns momentos mais interativos entre eles. É Vermilion na verdade, é porque minha geografia pokémon ta meio enferrujada e acho que direcionei para o lugar errado, eles na verdade vão para Vermilion, Saffron vai demorar... -q, mas enfim. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@xKai escreveu:Como sempre a Francesca servindo como uma irmã mais velha bemgostosa e separando as brigas alheias... Que cidadezinha em... Roça e pouco, achei que todo Centro pokemon fosse 24 horas, esse ai deve fechar cedo pra poderem bancar a conta de luz :\

Achei que a passagem pela torre foi muito resumida, mas realmente valeu apena pela captura de Gastly, me pergunto o que acontecerá com ele, irá evoluir pra Haunter ou seria um futuro objeto de troca? Até o próximo capítulo 0/
Kai o/. Eles só fecham porque depois desse horário absolutamente ninguém mais sai pelas ruas, logo, não há necessidade de ficar aberto. É, ficou rápida mesmo =/. Mas como disse pro Dengel, ele vai evoluir pra Gengar naturalmente, sem trocas nem nada, mesmo que fique um pouco irreal -q, mas enfim. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora o capítulo, que contém a terceira batalha de ginásio. Spoiler legalzinho pra garotada: O líder é irmão da Francesca. Enfim, agora fiquem com esse capítulo. O próximo sai quando eu tiver com vontade de postar.

Capítulo 15 - Quente e perigoso!


Os quatro terminavam de caminhar pela estradinha de terra, e já podiam sentir o bom clima tropical que Vermilion propiciava. O verão na cidade facilmente passava dos trinta graus, mas devido aos ventos que vêm do mar, a cidade fica com um clima fresco. É a cidade mais visitada por turistas no continente de Kanto. Eles então andam mais um pouco e chegam a uma rua asfaltada, a primeira rua da cidade. Esse município era maior que todos os outros já visitados. A parte leste - uma das entradas - era meio antiga, visto a aparência das suas casas. A região norte, que era próxima a Saffron, era mais desenvolvida, havia uma boa quantia de prédios por ali, grande maioria sendo comercial. A parte oeste era onde se localizava o ginásio, o Centro Pokémon e mais algumas casas. Já a parte sul era a principal da cidade, era onde ficavam as praias, ali naquela região havia uma grande quantia de prédios, nem tão altos, mas eram esses, prédios residenciais e hotéis, óbvio que quem quisesse ficar lá, não iria pagar barato.
Então continuaram andando pelas ruas da cidade passando por aquelas casas pequenas.

Após alguns minutos chegaram a uma construção vermelha e branca, era essa o Centro Pokémon, eles obviamente adentraram o lugar, Lurly aproveita pra perguntar algo pra Francesca.

- O ginásio é de que tipo?
- Gelo! - Respondeu ela de forma seca. - Se eu tenho um Ponyta e um Flareon, qual o tipo do ginásio?
- Ah ta. - Disse ele de maneira inocente. - E qual pokémons ele usa?
- Você não quer saber a cor das minhas roupas íntimas também não? - Perguntou ela de maneira irônica.
- Na verdade eu quero.

Mal ele terminou de falar e levou um tapa na cara. Então seguiu até o balcão onde pediu que a bonita jovem de cabelo rosa curasse-os. Após alguns minutinhos, entregou as pokébolas do garoto e deu um sorriso. Ele agradeceu e saíram todos dali.

Caminharam mais um pouco até chegarem a uma construção vermelha bem grande, o letreiro dizia que era o Ginásio Pokémon da Cidade de Vermilion, então os quatro viram uma grande fumaça que era nítida do lado de fora. A ruiva fez uma cara de decepção e disse:

- Não acredito nisso.

Ninguém entendeu, mas mesmo assim entraram no ginásio.

- Essa fumaça será do Magmar ou da maconha? - Perguntou a jovem falando bem alto.
- Francesca? Não acredito! - Disse um jovem, que surgiu em meio às cinzas. Ele tinha o cabelo bem vermelho e liso, seus olhos eram negros, seu rosto assemelhava-se ao de Francesca, aparentava ter seus vinte anos, deveriam ser irmãos. - E é a fumaça do Magmar, eu parei com isso tá.

Então a fumaça foi se dissipando aos poucos.

- Ei! Eu estou aqui! - Gritou um jovem, que já era conhecido.
- Cheirador de carne? É você? - Perguntou Lurly.
- Não é cheirador de carne! É Sherabiff! Mas vamos terminar essa batalha! Wartortle, use o Water Pulse!

A tartaruga juntou uma grande concentração de água em suas mãos e arremessou contra aquele bicho que mais parecia um pato, assim que a quantia de água o acertou ele foi debilitado. Dando a vitória ao desafiante. Ai teve aquela encenação de sempre, e então o menino foi embora.

- Vejo que continua igual, Filippo. - Disse Francesca.
- Depois vocês se resolvem, agora eu desafio o líder! - Disse ele.
- Certo. - Disse ele puxando algo branco do bolso e acendendo, também tinha ligado o som do ambiente, deixando uma música do Bob Marley. - Assim é mais inspirador. É uma batalha três contra três, vamos lá!
- Você não disse que tinha parado?
- Parei, mas eventualmente uso.
- Ok maconheiro, digo, vamos lá.
- Charmander, eu escolho você!
- Pidgey, vai lá!

Da pokébola do líder de ginásio saiu um pequeno lagarto vermelho que tinha fogo na ponta do rabo. Ele sempre aparentava estar sorridente. Já do outro lado, saiu aquele pombo bege, que ficou encarando o réptil. Francesca olhava feio pro irmão devido ao fato dele estar fumando enquanto batalha. Naquele momento ela não sabia pra quem torcer.

- Comece com Quick Attack!
- Pule e use o Shock Punch! - Disse ele. - Quer dizer, use o Ember!

O pássaro abriu suas asas e começou a correr rapidamente tentando um ataque surpresa, mas o inicial foi esperto e conseguiu neutralizar o golpe mandando pequenas brasas, que o atingiram, jogando-o longe. Porém ao bater na parede, a ave começou a brilhar, à medida que brilhava tomava uma nova forma, bem mais bonita, agora era um Pidgeotto.

- Ótimo! - Exclamou o ex-líder. - Use o Gust!
- Metal Claw!

O passarinho abriu novamente seus membros superiores, mas dessa vez começou a batê-los num ritmo frenético, criando um forte vento, que atingiu Charmander, jogando-o próximo ao seu treinador. Ele tentou um movimento com suas garras que estavam grandes, mas errou, pois o outro pokémon era muito mais ágil.

- Slash!
- Slash não era o vocalista daquela banda de rap, o tal do Nirvana? - Perguntou o jovem.
- Deixa de ser burro! - Gritou John lá da arquibancada. - Nirvana é funk! Slash é aquele loiro daquela banda lá, o Bon Jovi.

Francesca ouvindo isso quase surtou.

- Seus animais! Slash era do Guns n’ Roses! Nirvana não é funk e nem rap! Vocês são umas mulas mesmo! E o vocalista do Bon Jovi, é o super criativo Jon Bon Jovi.
- Por isso que eu só ouço Bob Marley. - Disse o líder enquanto aumentava o som do ginásio.
- Mas enfim, vamos voltar à luta. Pidgeotto, use o Quick Attack!
- Contragolpeie com Flamethrower!

O pombo abriu suas asas e seguiu numa velocidade bem rápida, o Charmander era esperto, mas dessa vez não conseguiu neutralizar o golpe, sendo atingido e jogado contra a parede do ginásio, mas ele se levantou e cuspiu uma grande quantia de fogo, porém o pássaro abriu suas asas e começou a batê-las criando um vento, que além de paralisar o fogo, jogou o lagarto longe, dessa vez, nocauteando-o.

- Me deixa puxar uma ponta aqui pra recuperar. - Disse ele. Os outros olharam com expressão cínica pra ele, então retornou seu pokémon e mandou outra pokébola. - Vai Growlithe, Fire Fang!

Da esfera bicolor saiu um cachorro de tamanho médio que possuía uma cor entre laranja e vermelho, tinha umas listras pretas, além de um rabo bem felpudo e uma espécie de “moicano”. O cão saiu fazendo suas mandíbulas crescerem e começarem a pegar fogo, então seguiu em direção ao Pidgeotto, e o atingiu. O golpe não o debilitou, mas ele ficou queimado.

- Não acredito nisso! - Esbravejou Lurly. - Mas vamos lá, Pidgeotto! Sand Attack!

O animal começou a bater no chão até que vários fragmentos de areia surjam e atinjam os olhos do cachorro, que colocava suas patas pra tentar impedir a areia de entrar em seus olhos, em vão. Porém, mesmo obtendo sucesso no golpe, a ave sente um fogo queimá-la e cai no chão, nocauteada, o treinador o retornou à pokébola.

- Estou indeciso em quem colocar. - Pensava consigo mesmo. - Beedrill tem larga desvantagem, Clefairy não tem um ataque muito efetivo. Seu único golpe tem desvantagem ao tipo do líder. E como o Growlithe tem Fire Flash, o Vulpix não seria muito legal.
- Vamos. Escolha logo seu pokémon. - Disse o líder calmamente. Ele queria falar alto, mas as ervas relaxantes que ele usava, não o permitiam.
- Ta bom, ta bom! Eu vou agilizar pra você degustar suas ervas depois. - Disse ele tossindo devido à fumaça que cresceu no ginásio. - Vulpix, eu escolho você!

Da pokébola saiu um pequeno pokémon que se assemelhava a uma raposa, tinha a pelagem vermelha e os olhos verdes, além de ter seis caudas. Os olhos dos dois treinadores de fogo brilharam ao ouvir aquele nome. Nenhum dois tinha aquela raposinha, e por treinarem aquele tipo, ficaram fascinados com a graciosidade da criatura.

- Depois vocês acariciam. Agora eu quero lutar! - Disse Lurly.
- Espero que ganhe dessa vez. - Ironizou John. Os acompanhantes deram uma risadinha discreta.
- Vulpix, Quick Attack!
- O desgraçado tem Flash Fire. A estratégia não daria muito certo - Pensou o líder. - Use o seu Quick Attack também!

Nenhum dos dois pokémons poderia executar golpes do seu tipo, então os treinadores buscaram uma segunda alternativa. Que foi a mesma, na verdade. Os dois começaram a correr em volta do campo, o mais rápido atacaria primeiro. Após “apostarem corrida”, a raposa de seis caudas joga o oponente contra a parede, alguns segundos depois o cão se recupera e faz o mesmo, porém o seu golpe tem mais impacto e arremessa o pokémon de Lurly mais longe, causando mais danos.

- Aproveite para triturá-lo! Use o Crunch!

Growlithe então fez seus dentes crescerem bastante, seguiu em direção ao pequeno pokémon de fogo que ainda estava no chão, e então o mordeu, causando um bom dano.

- Vamos Vulpix, levanta! Confuse Ray!

O bicho levantou com certas dificuldades, após levantar criou uma espécie de energia negra próxima à sua boca, em seguida arremessou-a contra o adversário, que sofreu o golpe. Agora o pokémon de Filippo estava confuso.

- Que desgraçado! Mas não desista! Eu acredito que você é capaz de vencer! - Gritou o líder. - Crunch!
- Quick Attack!

A raposa começou a correr e com a parte das costas, se jogou contra o canídeo, que sofreu um pouco. Em seguida levantou e fez seus dentes crescerem mais, e mesmo estando confuso começou a correr e mordeu o animal de seis caudas, para a fúria do ex-líder.

- Que corno! Era pra ele sofrer dano da confusão! Mas, vamos lá, use novamente o Quick Attack!
- Isso já ta ficando chato... - Reclamou o líder. Use o Quick Attack também!

Os dois começaram a correr, porém em vez de um atacar primeiro, ambos se atacaram ao mesmo tempo, criando uma grande fumaça, que aliada à fumaça da erva que o líder usava, fez todos no local tossirem. E quando abaixou, o resultado foi inesperado, ambos debilitados. Agora cada treinador só tinha direito a mais um pokémon, obviamente o melhor.

- Magmar, eu escolho você!
- Isso foi injusto! O Growlithe não sofreu o dano da confusão. Vou processar esse ginásio de quinta. - Reclamou. - Mas só depois da luta. Geodude, vai!

De uma pokébola saiu um pokémon que era bípede, mas tinha uma cara que se assemelhava a um pato. Possuía o corpo todo flamejante, o que possibilitava-o de viver no vulcão, o habitat típico dessa espécie. Já da outra pokébola saiu uma espécie de bola flutuante toda feita de pedra, que tinha apenas dois braços.

- Comece com a combinação do fumo! Smokescreen! Smog!
- Que droga é essa? Vai usar dois golpes agora? - Novamente reclamou Lurly.
- Cala a boca e luta logo! - Reclamaram os três da arquibancada.
- Vou bater em todos vocês quando eu sair daqui! Fica roubando na batalha! - Reclamou. - Use o Rock Throw!

O pokémon vulcânico começou com uma fumaça negra, que cobriu todo o campo, depois aliou essa fumaça a uma roxa, essa última era venenosa, então respirar ali era bem tenso. O pokémon de pedra ficou desprevenido e inalou a poeira tóxica, e mesmo sendo resistente ao tipo, ficou envenenado. Em seguida ele levantou os braços e com dificuldades para enxergar, arremessou várias pedras, que caíram sobre Magmar, que sofreu um pouco o dano. Depois Geodude sentiu um líquido roxo pulsar no seu sangue, o desespero era iminente, então sofreu um dano.

- Que desgraçado! - Reclamou Lurly. - Vai lá, use o Rock Throw!

O pedregulho levantou as mãos, mas em vez de abaixá-las pra fazer o movimento típico. Deu um soco no chão, provocando algumas rupturas no ginásio, e algumas pedras surgiram do chão. Mas o golpe foi ineficaz em Magmar, que se protegeu por uma grande bolha verde. O pokémon de Lurly tinha aprendido Magnitude, e o de Filippo tinha se defendido com Protect. Depois ele sofreu o dano do envenenamento e gemeu de dor.

- Magmar, use o Ice Punch! - Disse. Todos olharam confusos, afinal, o pokémon não aprendia aquele golpe. - Ah é verdade. Esqueci disso. Use o Flamethrower. Eu acho que é isso.

Lurly olhou com cara cínica, então Francesca gritou da arquibancada.

- Acho que o efeito já foi forte agora.
- Também acho. Use o Rock Throw para prendê-lo, depois desce a porrada!

O pokémon de fogo então arremessou uma grande quantidade de fogo de sua boca, e esse fogo atingiu Geodude, o jogando contra uma parede. O pokémon tentou arremessar as pedras, porém elas saíram fracas, e ele sofreu o dano do veneno, passando aquele líquido roxo. Ele escandalizou de dor, e caiu no chão. Porém com muito esforço ele se levantou.

- Não pode ser! - Exclamou Lurly. - Use o Magnitude!
- Protect! - Disse o líder com os olhos bem avermelhados.

Geodude com muito esforço e sacrifício levantou os braços e socou fortemente o chão, várias pedras começaram a subir e seguirem em direção à cópia de pato, que “ativou” uma grande bolha verde, que o encobriu inteiro, logo uma grande fumaça tomou conta do lugar (era por causa dos golpes sim). Todos ficaram apreensivos, e quando abaixou, o resultado foi Geodude nocauteado e Magmar vencedor. Lurly ficou meio triste e voltou seu pokémon pra pokébola. Em seguida John desceu da arquibancada e foi provocando.

- Não era fácil ser treinador? - Disse. - Pela segunda vez repito: Não é fácil. Você praticamente não venceu nenhum ginásio de primeira, visto que a segunda insígnia só conseguiu porque o Cleffa ficou invocado.
- Ah moleque, cala a sua boca! Você perdeu facilmente duas vezes pra mim.
- A verdade é que os dois são uns lixos. - Disse Thomson, surgindo sabe-se lá de onde.

Os dois olharam com cara feia pro homem e ameaçaram bater nele. Então após esse momento típico de brigas, o líder do cabelo vermelho foi até o ex-líder e o cumprimentou, agradecendo pela luta. Claro que quando ele falava, o fedor era iminente. O garoto sorriu timidamente e saiu do ginásio para curar seus pokémons.

To be continued...


Ah, quantas falas x.x Não foi minha intenção, quer dizer, uma parcela de culpa foi, pois eu queria um capítulo mais engraçado envolvendo toda essa história da maconha e tals, então teria que ter mais falas, mas não tantas quanto tiveram. E quanto ao líder ser maconheiro, é como eu já disse uma vez, eu não sou fã daquela hipocrisia de politicamente correto, isso acaba deixando as coisas muito sem graças, tudo que faz ta errado, não quero ser censurado por isso. Enfim, é só e espero que comentem Smile
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Pikato em Qua 4 Set 2013 - 21:28

Deixa eu ver, repetições excessivas, capítulo interessante, humor bem empregado e líder muito estranho... É só isso mesmo, boa sorte.

Fala sério né, odeio comentários técnicos, lol chega disso, enfim agora vamos falar "seriamente". O capítulo foi excelente cara, gostei muito dele e o humor foi muito bem empregado, principalmente na parte de Nirvana e Bob Marley, ri muito mesmo. Destaco como parte fundamental do capítulo o uso da estratégia do Smog com SmokeScreen, e o nervosismo do Lurly, tava doido pra ver ele estressado e sofrendo.

Você tem um enredo fantástico, achei que ia preservar todos os líderes, mas você inovou de um modo muito legal. Enfim, sobre a repetição foi causada no finalzinho do capítulo, sabe quando não der pra tirá-la coloque entre parênteses e nós vamos entender o motivo, mas Pokémon no caso poderia ser substituído por monstro, lutador, gladiador pequeno e etc. Mas, isso é o de menor, pois o capítulo ficou fantástico.

Bem acho que é só, boa sorte aí^^

avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Qua 4 Set 2013 - 22:42

Black! o/


Nossa cara, esse capítulo ficou bem mais detalhado que de costume, gostei disso. Achei legal como vocÊ descreveu Vermillion, como uma cidade movimentada e paparicada por turistas, não sei porque, mas me lembrou o Rio de Janeiro. e.e AUEHAUHe' Jurava que a Francesca que era a líder, não o irmão. Seria maneiro vê-la lutando com o Lurly.


Eu achei esse líder ae MUITO noia. Sei lá, fumar maconha durante a batalha foi bem exagero, ainda mais pra um desafiante estranho. Eu acho que a parte que eu mais ri do capítulo, foi o Cheirador de Carne. Sério, achei brilhante esse apelido pra um cara chamado Sherabiff. O Lurly é um gênio.


Sem fugir do assunto da maconha, eu achei que o Ex-Policial iria ter uma cena com isso, ou negociando com o líder, ou repreendendo o jovem, mas parece que ele simplesmente ignorou tudo. :/ Achei engraçado o super combo de Smog e Smokescreen, sério mesmo. Ficou perfeito prum cara maconheiro como esse líder. Espero que ele tenha mais aparições com esse combo no futuro. *-*


A única coisa que eu não gostei, foi a fumaça que saiu quando o Vulpix e o Growlithe colidiram com o quick attack. Achei isso tão anime, cara. AUEHAUHEAUE'


Enfim, gostei do capítulo. Fiquei surpreso no Lurly perder a batalha, sério mesmo. Estou suspeitando que ele só era forte mesmo por causa do Electivire, pois nem com um Pidgeotto, um Vulpix com Flash Fire e um Geodude ele venceu o ginásio. :c


Bem, aguardo o próximo capítulo, para ver se John irá ter uma sorte maior. Vamos ver né, um Rhyhorn é mais forte que um Geodude. É isso cara, um abraço e até mais.
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Qui 5 Set 2013 - 18:31

Por mim não tem problema algum o número de falar Black, adoro bons diálogos e adorei os desse capítulo. Você se esforça mesmo pra nos trazer gargalhadas eu quase não me contive enquanto lia este capítulo. Como eu disse na batalha do ginásio anterior, achei curta e chata, mas adorei essa batalha, sério adoro batalhas longas... Espero que agora com essa evolução o Pidgeotto seja usado mais vezes, é um pokémon que eu gosto bastante... Nunca vi isso na minha vida, sujeito lutando todo chapado kkkkk e venceu '_'

Esbanjou criatividade nesse capítulo, eu geralmente faço comentários pequenos mas dessa vez merece um comentário um pouco maior U_U'

To ansioso pra ver uma cena um pouco mais romântica de Lurly e Francesca, eles claramente se gostam, mesmo que eles sempre dão patadas um no outro...  Enfim, estou aguardando desde já o próximo capítulo, espero que ele fique ainda melhor do que esse, que foi espetacular xD

PS: GunS N' Roses Rocks. '-'
avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Dengel em Sex 6 Set 2013 - 16:34

Hey-Yo!


@Black~ escreveu:- Slash!
- Slash não era o vocalista daquela banda de rap, o tal do Nirvana? - Perguntou o jovem.
- Deixa de ser burro! - Gritou John lá da arquibancada. - Nirvana é funk! Slash é aquele loiro daquela banda lá, o Bon Jovi.


Eu mato vocês! Todinhos até ao último! é claro que Slash é o baterista da banda de jazz AC/DC!! Não, a sério, muito boa essa parte!

Agora falando do capítulo em geral: Muito melhor que o anterior a nível de comédia. Realmente é difícil manter o interessa depois de um tempo, princcipalmente quando já se sabe a história. Quer dizer, se eu sei, para quê o trabalho de escrever? Mas é essa vontade e determinação que torna as Fics mágicas e faz os leitores delirarem ao verem a publicação de um novo capítulo.
Mas estou desiludido. Nunca pensei que tal acontecimento não ocorresse. Tudo bem que era um ginásio, tudo bem que a Fic tem limites, tudo bem até que o Thomson foi raptado por ET's e apareceu somente no fim, mas porquê, no mundo, é que o Lurly não pediu uma passa? Extremamente desiludido, Black. Não, mas realmente pensei que ele fosse pedir alguma coisa assim.

A batalha foi interessante, com o Lurly a viver a experiência da derrota, provavelmente, em muitos anos como treinador. A batalha entre o Vulpix e o Growlithe foi um pouco cansativa, sim, mas faz parte, e não me levou a atirar o PC pela janela, o que já não é mau, mas foi pena os dois terem sido ambos derrotados. A evolução do Pidgey (finalmente) tornou a batalha muito mais vantajosa para o Lurly, e, sinceramente, ainda pensei que o Geodude pudesse evoluir também, mas depois ficava sobrecarregado.

Quanto à escrita, como disse, ficou melhor que o anterior, voltando ao nível dos outros capítulos. Erros, não vi, por isso, se estiverem lá não devem ser muito importantes, mas o Word resolve tudo agora, né? A descrição esteve boa, gostei muito de como descreveu a cidade nas direções da rosa dos ventos, e deu para visualizar minimamente a maneira como foram executados, excepto poucas situações em que ficou um pouco difícil de imaginar, mas nada que atrapalhasse muito a leitura na global.

E é isso. Iremos agora esperar para ver a reação do Lurly frente à derrota. Com certeza não será nada bonito, provavelmente enfrentará outra crise em que sequer dá uma boquinha para a enfermeira...
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Shindou Hajime em Sex 6 Set 2013 - 23:06

Bu!

E aí, Grande Black! Ufa... Finalmente consegui terminar de ler todos os capítulos. e.e' Eu sei que tinha o resumo, mas sempre acho melhor ler o próprio cap em si para ter uma interação melhor com a história. u.u

E Vamos lá falar dela! Realmente um clichê inovador, um líder de ginásio fodão que tá cansado de batalhas chatas e decide começar uma jornada, eu achei muito legal! Achei um pouco baseada no plot do Volkner no game, onde ninguém estava sendo capaz de vencer ele e o mesmo estava pensando em desafiar a Elite 4 pra ver se encontrava um desafio a altura, realmente gostei bastante!

Provavelmente já devem ter falado, porém vou repetir: Lurly é um personagem incrível. Sério! O carisma dele é muito alto, acho que todas ás vezes que ele faz uma piada ou cantada preciso segurar fortemente para meu pâncreas não doer de tanto rir. ALKASLAK' Os Pokémons dele são legais, também. Meu favorito sendo o Cleffa - que agora é Clefairy - e logo após o poderoso Beedrill, porque ele foi muito boss aguentando uma batalha contra a Misty só como Kakuna e Harden. 8D

O John... Bem, eu o acho meio chatinho, além de que ultimamente ele destruiu o meu ship (Lurly X Francesca) e deixou que a Equipe Rocket levasse a maldita pedra do trovão e.é Ele é muito desligado, não sei o que a ruiva viu nele! ù-u

Falando da menina, também gosto dela! Acho que a mesma representa um tipo de equilíbrio na equipe, porque se não fosse por ela, eu tenho certeza que o Lurly e o John já teriam brigado e feita várias bobagens. >XD Jurava que o líder de Vermillion fosse a própria, contudo acabou sendo o irmão - Que ganhou meu respeito por curtir o grande Bob :'D q - maconheiro dela.

Agora o Thomson... Não sei porque, no entanto é o meu personagem favorito. ALSAKSAK' Eu sei, é estranho, mas caramba! O cara tem uma pistola no mundo Pokémon, ele tem que ter muita moral para andar com uma dessas nesse mundo! LKASAKLSKA' Espero que consiga mais destaque no futuro, also... Druddigon é perfeito. <3

A derrota do Lurly nesse capítulo me surpreendeu, wow. Normalmente as pessoas só fazem o protagonista perder para um ginásio, pois tem medo que fica repetitivo, porém você fez diferente e eu gostei! Isso meio que reflete a "realidade" na qual uma vida de treinador realmente não seria fácil, e que você nem sempre iria sair com a vitória.

Agora ficarei na espera do próximo capítulo e aguardo a captura de um novo Pokémon para a equipe do Lurly!
Além de obviamente a revanche para mostrar a esse projeto de Bob Marley quem é que manda.
No mais, é só isso.
Até! o/
avatar
Shindou Hajime
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 28/03/2010

Frase pessoal : Aquele cara que gosta de laranja, né?


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Platinum Slytherin em Sab 7 Set 2013 - 19:06

Hoje tirei o dia para ler sua fic, e estou gostando.
Bem, pra começar, adoro o Sherabiff e o John, sério, de alguma forma me identifico com eles, realmente torço para que eles ganhem mais destaque dentro da fic.
Eu sei que é uma fic de comédia mas eu estou esperando uma evolução no enredo, sabe? Queria ver os personagens em situações mais complexas e tal.
E finalizando, ODEIO o Lurly. kkkkkkkkkkkk
avatar
Platinum Slytherin
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/11/2011

Frase pessoal : Je me fous du passé.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Qui 12 Set 2013 - 22:06

Hoje é dia de capítulo e blablabla (mentira, nem tem dia certo, posto quando to com vontade -qqq), mas antes os comentários. Fiquei feliz com esses comentários, sério, vocês me fazem continuar com vontade de escrever Smile. Enfim, vamos respondê-los.

Comentários:

@Pikato escreveu:Deixa eu ver, repetições excessivas, capítulo interessante, humor bem empregado e líder muito estranho... É só isso mesmo, boa sorte.

Fala sério né, odeio comentários técnicos, lol chega disso, enfim agora vamos falar "seriamente". O capítulo foi excelente cara, gostei muito dele e o humor foi muito bem empregado, principalmente na parte de Nirvana e Bob Marley, ri muito mesmo. Destaco como parte fundamental do capítulo o uso da estratégia do Smog com SmokeScreen, e o nervosismo do Lurly, tava doido pra ver ele estressado e sofrendo.

Você tem um enredo fantástico, achei que ia preservar todos os líderes, mas você inovou de um modo muito legal. Enfim, sobre a repetição foi causada no finalzinho do capítulo, sabe quando não der pra tirá-la coloque entre parênteses e nós vamos entender o motivo, mas Pokémon no caso poderia ser substituído por monstro, lutador, gladiador pequeno e etc. Mas, isso é o de menor, pois o capítulo ficou fantástico.

Bem acho que é só, boa sorte aí^^

Pikato o/. Lol cara, naquela parte até eu ri, estressado ele não vai ficar, mas ele vai sofrer mesmo -q. Sim, eu quis mudar mesmo, tinha citado isso no começo, eu gosto sempre de fazer algumas modificações nos continentes -q. É, vou evitar as repetições, quanto a colocar um parênteses eu não gosto, acho que fica feio, mas cada um é cada um né -q. Enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

King Joffrey escreveu:Black! o/


Nossa cara, esse capítulo ficou bem mais detalhado que de costume, gostei disso. Achei legal como vocÊ descreveu Vermillion, como uma cidade movimentada e paparicada por turistas, não sei porque, mas me lembrou o Rio de Janeiro. e.e AUEHAUHe' Jurava que a Francesca que era a líder, não o irmão. Seria maneiro vê-la lutando com o Lurly.


Eu achei esse líder ae MUITO noia. Sei lá, fumar maconha durante a batalha foi bem exagero, ainda mais pra um desafiante estranho. Eu acho que a parte que eu mais ri do capítulo, foi o Cheirador de Carne. Sério, achei brilhante esse apelido pra um cara chamado Sherabiff. O Lurly é um gênio.


Sem fugir do assunto da maconha, eu achei que o Ex-Policial iria ter uma cena com isso, ou negociando com o líder, ou repreendendo o jovem, mas parece que ele simplesmente ignorou tudo. :/ Achei engraçado o super combo de Smog e Smokescreen, sério mesmo. Ficou perfeito prum cara maconheiro como esse líder. Espero que ele tenha mais aparições com esse combo no futuro. *-*


A única coisa que eu não gostei, foi a fumaça que saiu quando o Vulpix e o Growlithe colidiram com o quick attack. Achei isso tão anime, cara. AUEHAUHEAUE'


Enfim, gostei do capítulo. Fiquei surpreso no Lurly perder a batalha, sério mesmo. Estou suspeitando que ele só era forte mesmo por causa do Electivire, pois nem com um Pidgeotto, um Vulpix com Flash Fire e um Geodude ele venceu o ginásio. :c


Bem, aguardo o próximo capítulo, para ver se John irá ter uma sorte maior. Vamos ver né, um Rhyhorn é mais forte que um Geodude. É isso cara, um abraço e até mais.
Rush o/. Sim, foi proposital essa comparação com o Rio de Janeiro rs. É, ia ficar meio Misty ela sendo a líder do ginásio -q por isso não deixei. É cara, ficou estranho, era pra ter sido só contra o Lurly, vou tentar evitar esses estranhismos -q. Cheira carne é realmente um apelido criativo, mas também com esse sobrenome escroto, ele já é zoado por natureza. É, depois que você falou, eu pensei numa cena assim, ficaria bem engraçada realmente. Ele é só um líder, não espero usá-lo muito, mas por ser irmão da Francesca talvez eu uso-o mais e essa combinação também -q. Eu também não gostei, mas foi só pra ficar um suspense -qq. É justamente isso que quero passar, que ele era um fodão com o Electivire e é um bosta sem ele. É cara, sinto te aborrecer, mas o John não vai lutar ainda, é porque eu sou do tipo que acelera a história no começo e depois começa a enrolar -q. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@xKai escreveu:Por mim não tem problema algum o número de falar Black, adoro bons diálogos e adorei os desse capítulo. Você se esforça mesmo pra nos trazer gargalhadas eu quase não me contive enquanto lia este capítulo. Como eu disse na batalha do ginásio anterior, achei curta e chata, mas adorei essa batalha, sério adoro batalhas longas... Espero que agora com essa evolução o Pidgeotto seja usado mais vezes, é um pokémon que eu gosto bastante... Nunca vi isso na minha vida, sujeito lutando todo chapado kkkkk e venceu '_'

Esbanjou criatividade nesse capítulo, eu geralmente faço comentários pequenos mas dessa vez merece um comentário um pouco maior U_U'

To ansioso pra ver uma cena um pouco mais romântica de Lurly e Francesca, eles claramente se gostam, mesmo que eles sempre dão patadas um no outro... Enfim, estou aguardando desde já o próximo capítulo, espero que ele fique ainda melhor do que esse, que foi espetacular xD

PS: GunS N' Roses Rocks. '-'
Sim, o Pidgeotto vai ser usado mais vezes, não se preocupe -q. Sim, eles têm uma relação de amor meio estranha, mas acho que se gostam sim -q. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Dengel escreveu:Hey-Yo!


@Black~ escreveu:- Slash!
- Slash não era o vocalista daquela banda de rap, o tal do Nirvana? - Perguntou o jovem.
- Deixa de ser burro! - Gritou John lá da arquibancada. - Nirvana é funk! Slash é aquele loiro daquela banda lá, o Bon Jovi.


Eu mato vocês! Todinhos até ao último! é claro que Slash é o baterista da banda de jazz AC/DC!! Não, a sério, muito boa essa parte!

Agora falando do capítulo em geral: Muito melhor que o anterior a nível de comédia. Realmente é difícil manter o interessa depois de um tempo, princcipalmente quando já se sabe a história. Quer dizer, se eu sei, para quê o trabalho de escrever? Mas é essa vontade e determinação que torna as Fics mágicas e faz os leitores delirarem ao verem a publicação de um novo capítulo.
Mas estou desiludido. Nunca pensei que tal acontecimento não ocorresse. Tudo bem que era um ginásio, tudo bem que a Fic tem limites, tudo bem até que o Thomson foi raptado por ET's e apareceu somente no fim, mas porquê, no mundo, é que o Lurly não pediu uma passa? Extremamente desiludido, Black. Não, mas realmente pensei que ele fosse pedir alguma coisa assim.

A batalha foi interessante, com o Lurly a viver a experiência da derrota, provavelmente, em muitos anos como treinador. A batalha entre o Vulpix e o Growlithe foi um pouco cansativa, sim, mas faz parte, e não me levou a atirar o PC pela janela, o que já não é mau, mas foi pena os dois terem sido ambos derrotados. A evolução do Pidgey (finalmente) tornou a batalha muito mais vantajosa para o Lurly, e, sinceramente, ainda pensei que o Geodude pudesse evoluir também, mas depois ficava sobrecarregado.

Quanto à escrita, como disse, ficou melhor que o anterior, voltando ao nível dos outros capítulos. Erros, não vi, por isso, se estiverem lá não devem ser muito importantes, mas o Word resolve tudo agora, né? A descrição esteve boa, gostei muito de como descreveu a cidade nas direções da rosa dos ventos, e deu para visualizar minimamente a maneira como foram executados, excepto poucas situações em que ficou um pouco difícil de imaginar, mas nada que atrapalhasse muito a leitura na global.

E é isso. Iremos agora esperar para ver a reação do Lurly frente à derrota. Com certeza não será nada bonito, provavelmente enfrentará outra crise em que sequer dá uma boquinha para a enfermeira...
Dengel o/. É cara, é difícil manter o interesse, mas eu consigo sim, eu acho -q. Não pediu uma passa? Não entendi. Enfim. A batalha foi muito chata de escrever, os dois pokémons não podiam usar golpes do seu tipo, ai ficava difícil '-'. Na verdade ele continuará normal e bobo como sempre -q. Enfim, obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Shindou Hajime escreveu:Bu!

E aí, Grande Black! Ufa... Finalmente consegui terminar de ler todos os capítulos. e.e' Eu sei que tinha o resumo, mas sempre acho melhor ler o próprio cap em si para ter uma interação melhor com a história. u.u

E Vamos lá falar dela! Realmente um clichê inovador, um líder de ginásio fodão que tá cansado de batalhas chatas e decide começar uma jornada, eu achei muito legal! Achei um pouco baseada no plot do Volkner no game, onde ninguém estava sendo capaz de vencer ele e o mesmo estava pensando em desafiar a Elite 4 pra ver se encontrava um desafio a altura, realmente gostei bastante!

Provavelmente já devem ter falado, porém vou repetir: Lurly é um personagem incrível. Sério! O carisma dele é muito alto, acho que todas ás vezes que ele faz uma piada ou cantada preciso segurar fortemente para meu pâncreas não doer de tanto rir. ALKASLAK' Os Pokémons dele são legais, também. Meu favorito sendo o Cleffa - que agora é Clefairy - e logo após o poderoso Beedrill, porque ele foi muito boss aguentando uma batalha contra a Misty só como Kakuna e Harden. 8D

O John... Bem, eu o acho meio chatinho, além de que ultimamente ele destruiu o meu ship (Lurly X Francesca) e deixou que a Equipe Rocket levasse a maldita pedra do trovão e.é Ele é muito desligado, não sei o que a ruiva viu nele! ù-u

Falando da menina, também gosto dela! Acho que a mesma representa um tipo de equilíbrio na equipe, porque se não fosse por ela, eu tenho certeza que o Lurly e o John já teriam brigado e feita várias bobagens. >XD Jurava que o líder de Vermillion fosse a própria, contudo acabou sendo o irmão - Que ganhou meu respeito por curtir o grande Bob :'D q - maconheiro dela.

Agora o Thomson... Não sei porque, no entanto é o meu personagem favorito. ALSAKSAK' Eu sei, é estranho, mas caramba! O cara tem uma pistola no mundo Pokémon, ele tem que ter muita moral para andar com uma dessas nesse mundo! LKASAKLSKA' Espero que consiga mais destaque no futuro, also... Druddigon é perfeito. <3

A derrota do Lurly nesse capítulo me surpreendeu, wow. Normalmente as pessoas só fazem o protagonista perder para um ginásio, pois tem medo que fica repetitivo, porém você fez diferente e eu gostei! Isso meio que reflete a "realidade" na qual uma vida de treinador realmente não seria fácil, e que você nem sempre iria sair com a vitória.

Agora ficarei na espera do próximo capítulo e aguardo a captura de um novo Pokémon para a equipe do Lurly!
Além de obviamente a revanche para mostrar a esse projeto de Bob Marley quem é que manda.
No mais, é só isso.
Até! o/
Shindou o/. É sempre bom ver leitores novos na fic. Sim, a história é baseada no Volkner mesmo -q. Eu também gosto dos pokémons, mesmo sendo fracos -q. Ela não viu nada, foi só impulso mesmo -qq, ele é tão trouxa -qq. Ela na verdade em vez de terminar com as brigas, acaba sendo mais louca que os dois -q. É que tipo, é meio tosco o cara ser um policial, mas usar só um Growlithe e ainda nem atacar os bandidos -q. Eu digo mais: esse não é o último ginásio que ele perde, vlwflw -q. É, eu não sou do tipo que ferra o protagonista, mas também sou contra todo aquele protecionismo com o principal. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Platinum Slytherin escreveu:Hoje tirei o dia para ler sua fic, e estou gostando.
Bem, pra começar, adoro o  Sherabiff e o John, sério, de alguma forma me identifico com eles, realmente torço para que eles ganhem mais destaque dentro da fic.
Eu sei que é uma fic de comédia mas eu estou esperando uma evolução no enredo, sabe? Queria ver os personagens em situações mais complexas e tal.
E finalizando, ODEIO o Lurly. kkkkkkkkkkkk
Platinum o/. É sempre bom ver leitores novos. Nossa cara, você é o primeiro que gosta do John, nem eu gosto dele -qq. Então, eu não gosto muito de misturar, ia ficar um pouco complexo ter um enredo melhor pra uma fic de comédia, quer dizer, eu já mostrei um pouco da história no fundo, que é aquele negócio dos Rockets e tals, ai coloco a comédia na história, mas os personagens ficaram sim em situações mais difíceis e tals, mas pra frente só. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Sem mais delongas, o capítulo. Mãe do John aparece nesse capítulo e Lurly e John vão se unir numa batalha em dupla (vão se entender, por incrível que pareça). Enfim, o capítulo. Na terça ou quarta deve sair o outro.

Capítulo 16 - Outro ataque Rocket?


Os outros três saíram junto com Lurly do ginásio, eles andaram umas poucas ruas e chegaram até o Centro Pokémon, o garoto principal seguiu até o balcão, colocou suas pokébolas em cima e já foi logo cantando a enfermeira.

- Eae bela, seu pai trabalha como pintor?
- Não, por quê?
- Não... - Disse ele pensando na resposta que ele ia dar pra sua cantada. - Melhor não. Por nada. Cure meus pokémons, por favor.

Todos olharam com expressão cínica para o garoto. A moça de cabelo rosa pegou as esferas bicolores e as colocou numa máquina, que após alguns segundos, emitiu um brilho verde e fez um barulhinho, indicava que os pokémons já estavam prontos.

- Passa mais tarde lá em casa pra gente resolver umas coisas.
- Você mora lá em Fuchsia! Cala a sua boca! - Disse John.

Lurly nem ligou muito, então eles iam sair do prédio quando foram chamados a atenção pelo grande televisor. Ele dizia o seguinte:
“A polícia recebeu uma denúncia de que um homem que estava foragido de Sinnoh foi encontrado nas redondezas de Vermilion, seu nome é Adryan Thomson, ele tinha sido julgado por tráfico e também por roubos. A polícia já está chegando na cidade pra procurar o homem”.

Francesca, Lurly e John olharam para o homem, que puxou uma pokébola e foi dizendo:

- Arcanine, vamos fugir! Até mais pessoal!

Então um cachorro meio alaranjado e peludo sai da pokébola, o homem monta nele e sai correndo. Novamente o trio é surpreendido por uma notícia na televisão.

“Todos sabemos que a Equipe Galactic foi presa, mas alguns de seus soldados conseguiram fugir, mas logo em seguida foram capturados, porém uma mulher conseguiu escapar, os boatos correm que ela está em Johto ou Kanto, seu nome é Simone Persavic”
John arregala os olhos e diz:

- Se eu tivesse com um líquido aqui eu cuspia agora!
- Por que o espanto? - Perguntou Lurly.
- Persavic cara! Persavic! Acha mesmo que alguém tem um sobrenome escroto desse? Essa mulher é a minha mãe!
- Hm... entendo sua preocupação...

Após ouvirem essa última notícia, saem do hospital e veem quatro carros da polícia. Um homem alto e de uniforme azul começa os interrogando:

- Ouvimos dizer que o nosso suspeito saiu daqui e foi correndo. Algum de vocês poderia me dizer pra onde ele foi?

O ex-líder apontou na direção norte da cidade. Ele sabia que não era pra lá, mas não ia contar a verdade. O homem agradeceu e subiu em um dos carros. Então eles saíram numa velocidade altíssima e com a sirene ligada. Por questão de segundos depois que a polícia já estava longe, uma grande fumaça cobre o local. Ao abaixar, é possível ver várias pessoas trajando uma roupa negra, que tinha um pequeno “r”. Era obviamente a Equipe Rocket. Eles se dividiram por vários lados da cidade e alguns ficaram ali. Depois, uma mulher com uma máscara aparece, ela estava acompanhada de Austin, Anthony e Jackson, mas estes ficaram sentados, pareciam que a analisavam para uma espécie de estágio.

Então a mulher puxou a máscara, e junto foi a sua roupa. Logo revelou um uniforme Rocket por baixo. Ela tinha os cabelos verdes e os olhos pretos. John olhou e a reconheceu. A mulher também o reconheceu.

- Não acredito que é você! - Gritou ele. - M-m-mãe?
- John? - Disse a mulher surpresa.
- Não acredito que você veio aqui! Sai da Equipe Galactic pra entrar na Rocket. Achei que quisesse ser alguém na vida.
- Cala a boca, seu idiota! - Disse ela puxando uma pokébola.
- Que mãe filha da p- - Disse Lurly sendo interrompido pelo seu ‘amigo’.
- Não termina. Não precisa xingar minha vó. Ela não tem culpa de parir uma desgraça dessas. - Terminou o jovem puxando uma pokébola.

Os outros três vilões olhavam felizes para aquela discussão.

- Briga de família é sempre tão interessante... - Disse Austin.

Então mãe e filho lançaram uma pokébola. Da esfera bicolor da vilã, saiu um grande pássaro negro, que tinha detalhes vermelhos e um chapéu preto, era um Honchkrow. Da outra pokébola saiu uma pequena criatura roxa, que tinha um chifre na ponta da cabeça, era um Nidorino.

- Eu te ajudo. - Disse Lurly, por incrível que pareça se preocupando com alguém.
- Não precisa, essa batalha é pra mim!

O garoto entendeu e então recuou um pouco, mas foi surpreendido pela fala da mãe de seu companheiro.

- Se esse viadinho quiser ajudar, pode ajudar. Não tenho medo de imbecis.

O moleque, que estava de costas por estar caminhando, virou-se numa fúria e então disse:

- Você pode me xingar de tudo! Menos de viadinho! Clefairy, eu escolho você!

Ela soltou um gargalhado e então mandou outra pokébola. Dela saiu um grande pinguim, que tinha a estrutura metálica e uma espécie de tridente na cara, era um Empoleon.

- Pra não sofrer, vamos acabar logo com isso!

Antes de a mulher ordenar qualquer golpe, Filippo chegou no local, mas Francesca pediu que ele não interrompesse, e sugeriu que os dois fossem combater os soldados Rockets que estavam espalhados pela cidade.

- Steel Wing!

As duas aves então fizeram as asas crescerem e tomarem um brilho prateado. O aquático não era muito rápido, mas aquele movimento o fazia ter uma grande velocidade, então juntamente com o pássaro das sombras, eles seguiram em direção aos dois pequenos pokémons, mas o venenoso cavou um buraco e puxou Clefairy junto, para ambos se defenderem. Porém antes de entrar no buraco, o fada fez sua mão tomar um brilho branco e a levantou para o alto. Todos ficaram espantados, e quando Honchkrow e Empoleon se aproximavam, ele deu um único soco, que acertou os dois de uma vez, e os jogou longe, causando espanto de todos, menos do treinador.

- Ninguém mexe com o Clefairy!

-x-

Os irmãos ruivos combatiam alguns Golbats, até serem surpreendidos por dois jovens que se aproximaram deles, eles estavam arfando, pareciam correr há um tempo. Os dois aparentavam ter treze ou catorze anos, era um menino e uma menina.

- Oi. - Disse o menino, meio sem jeito.
- Oi. - Disse Francesca.
- Er... vocês dois poderiam nos ajudar a recuperar nosso dinheiro? - Perguntou meio sem jeito. - É que eles roubaram uns cem dólares que a gente tinha.
- Infelizes! Roubando esses nanicos aqui? - Gritou o líder. - Magmar, use o Water Pulse!

Todos olharam feio pro garoto, que logo pediu desculpas.

- É verdade. Esqueci que pokémons de grama não aprendem golpes elétricos.
- Ah cara, para de fumar, isso te faz mal! - Reclamou a irmã. - Flareon, vamos aquecer esses idiotas! Use o Flamethrower!
- Quilava, ajude! Use o Flame Wheel!
- Bayleef, venha! Razor Leaf!

O ruivo tinha ido pro canto, então nem ordenou golpe pro seu pokémon. A sua irmã ordenou um golpe pra seu cachorro de fogo, que abriu a boca e lançou uma grande quantidade de fogo. O menino que tinha acabado de se apresentar mandou uma pokébola, e de lá saiu um pokémon sem uma forma muito bem definida, mas que era animalesco, ele então “cuspiu” um fogo, que em seguida o cobriu inteiro, criando assim uma roda desse elemento, ele seguiu velozmente até aqueles morcegos e os acertou, nocauteando uns dois ou três. A menina nova também mandou uma pokébola, de lá saiu algo parecido a um pequeno dinossauro, que tinha um colar de folhas, e dessa “joia”, arremessou várias folhas que atingiram os bichos, mas não fez muito efeito, pois o golpe não era muito eficaz.

- Devolve esse dinheiro! - Gritou Francesca partindo pra cima dos homens.

Eles viram a expressão de fúria no rosto da jovem e então jogaram uma carteira no chão. Depois ordenaram que todos os Golbats usassem o Supersonic, logo aqueles bichos abriram a boca e dispararam um grito agudo e alto. Depois eles se aproveitaram disso, e jogaram uma bola de fumaça, que quando abaixou, não era mais possível vê-los.

-x-

- Honchkrow, Dark Pulse! Empoleon, Hydro Pump! - A mulher gritava desesperada. A batalha que parecia fácil pra ela, estava sendo fácil para os garotos.
- Por isso que nem sempre tamanho é sinal de força... - Provocou John. - Nidorino, Poison Sting!
- Também acho. Clefairy, Magical Leaf!

A ave das sombras abriu a boca e disparou um grande raio misto de preto e roxo, porém as pequenas criaturas do outro lado foram espertas e escaparam facilmente. Depois o grande pinguim metálico disparou uma grande quantidade de água, mas o fada apareceu e lançou várias folhas multicoloridas que se venceram facilmente a água, e que ainda atingiram o aquático. Enquanto os dois travavam aquela batalha, o pokémon roxo fez seu chifre crescer e tomar um brilho roxo, e seguiu em direção ao Honchkrow, e o atingiu violentamente. O pokémon negro gemeu alto de dor, e ficou roxo devido ao envenenamento, com isso, não conseguiu mais ficar de pé e caiu nocauteado no chão, despertando a fúria dos três vilões que analisavam a batalha. Agora era dois contra um.

- Viu, isso é um aprendizado de batalha. - Disse o ex-líder.
- Não, não é. Mas vou fingir que é. Mas vamos terminar logo essa batalha. - Respondeu o outro jovem. - Nidorino, Low Kick!
- Proteja-se! Steel Wing!
- Mega Punch!

O pequeno bicho venenoso começou a correr e mirou uma de suas patas traseiras na ave. Mas o bicho começou a voar e criou uma grande asa metálica, que jogou o animal pra trás. Porém logo após isso, Clefairy apareceu em sua frente e o deu um soco no queixo, arremessando-o longe. Nidorino, sem qualquer ordem, e mesmo cansado, começou a correr com seus dentes bem grandes, então mordeu a asa de Empoleon com uma violência desumana. O pokémon gemeu tão alto que chegou a dar dó do bicho. Obviamente estava nocauteado.

- Lixos... - Disse a mulher retornando seu pokémon.
- Parabéns. - Disse Austin batendo palmas ironicamente. - Você que é um lixo! Podre! Na verdade nem isso você é! É muito desprezo com o lixo honesto. Você é a bosta que fica no chão, pois nem o lixeiro quer pegar! Escrota!

O vilão tão culto surpreendeu a John e Lurly por disparar aquele tanto de ofensas à mulher. O de cabelo cinza perguntou a seu companheiro de jornada:

- Não vai fazer nada? Tão xingando sua mãe na sua frente.
- Por mim podiam dar uma surra nela, que eu nem ligaria.
- Você ofendeu nossa equipe. Nunca! Nunca alguém com um cargo superior ao de soldado havia perdido uma batalha. Tampouco lutou de uma maneira tão idiota como você lutou. Você vai ser rebaixada a algo pior que soldado! Nem eles são tão humilhados como você será! - Disse Anthony.
- Eu vou ser uma desqualificada na equipe tendo dois pokémons bons desses?
- E quem disse que você os terá? - Disse Jackson puxando duas pokébolas, que sugaram os pokémons de dentro das pokébolas da mulher. - Esses são do chefe agora.
- Mas o quê? - Espantou-se.
- Tecnologia.
- Eita preto safado! - Disse Lurly.
- Cala a boca ou eu te dou uma surra!

Após esse momento, eles tacaram a tradicional bola de fumaça e foram embora. Quando abaixou, eles viram Francesca e Filippo com mais dois jovens, aqueles que tinham encontrado antes.

A menina tinha os olhos claros e o cabelo loiro, não tinha um corpo “muito desenvolvido” ainda. O seu irmão tinha os olhos claros e o cabelo loiro também, afinal, eram gêmeos.

- Quem são esses? - Perguntaram os jovens.
- Alice e Tommy. Conhecemos enquanto lutávamos contra uns Rockets. - Disse a menina ruiva.
- Eae gatinha, não quer tomar um suco não? Sabe, na minha casa.

Os dois pares de irmãos olharam surpresos para Lurly.

- Tira o olho da minha irmã, ou você vai se ver comigo.

O adolescente riu o que nunca tinha rido após ouvir o garoto dizer aquilo, mas depois foi surpreendido pelo que o líder local falou.

- Ela só tem treze anos cara, quer ser preso por pedofilia?
- Ai que triste. Mas só não vou ficar com você porque não quero ser preso, não por causa desse panaca do seu irmão.
- Então se assim, porque quer tanto namorar comigo, sendo que sou menor de idade? - Perguntou Francesca.
- Mas você tem dezessete, próxima de fazer dezoito. Eu não entendo essas leis. Um cara de sessenta anos pode namorar uma menina de dezoito que não acontece nada. Mas um de dezenove não pode namorar uma de dezessete senão é pedofilia.

Todos riram da reclamação do garoto. Então os dois que apareceram se despediram, e o líder voltou para o ginásio. O trio de protagonistas seguiu rumo ao Centro Pokémon.

To be continued...


Novos personagens porque fic de jornada precisa ter vários -q. Enfim, o final ficou com bastante falas, me desculpem -q. É isso e espero que leiam e comentem Smile


Última edição por Black~ em Sex 13 Set 2013 - 15:05, editado 1 vez(es)
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Platinum Slytherin em Qui 12 Set 2013 - 22:41

A mãe do John é terrível, que mulher escrota! kkkkk É isso cara, sua fic me diverte, vou continuar lendo. Smile
Boa sorte com ela Wink
avatar
Platinum Slytherin
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/11/2011

Frase pessoal : Je me fous du passé.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Qui 12 Set 2013 - 22:45

"- Você pode me xingar de tudo! Menos de viadinho! Clefairy, eu escolho você!" - Tive que rir com essa parte '-'

Cof, cof... Achei interessante, houveram alguns personagens novos, batalhas e o Lurly cada vez mais fumado. Teve um pouco cara de filler. Não sei pporque... Mas eu odeio o Lurly kkkk. Tomara que morra O_O'

Francesca continua tendo maior autoridade neste grupo da minha opinião. Estes dois pirralhos vão acompanhar o grupo principal ou vão se mandar em alguns capítulos?

Complicado esse lance de pedofilia... Eu pessoalmente só considero pedofilia se a diferença for pelo menos de 4 ou 5 anos... Por mim um cara de 19 pode sair com uma garota até de 15 tranquilo... E vice-versa xD

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum