Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

The Adventures of a Gym Leader

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Dom 14 Set 2014 - 16:28

Depois de muito tempo, olha quem voltou! Exatamente, o escritor mais querido e preguiçoso do fórum. Aquele blablabla de sempre, mas antes os comentários:

Comentários:
@Makos escreveu:Deus salve esses resumos, me pouparam horas de vida, mas se eu não tivesse apressado para ler esses capítulos, talvez eu nem leria o resumo e leria os capítulos até o 33 mesmo :c
Arg, eu ainda não dormi, tive tentando achar um conflito extra para o capítulo de minha fic que parece ninguém conhecer.
Anyway, ainda não li o cap 40 e quero ler, mas meus olhos daqui a pouco vão pular da minha cara.
Pelo menos nesses capítulos que li por inteiro (Teve um que eu li os capítulos por achar o resumo meio "incompleto") percebi que é uma ótima fic.
Me de sua forma de escrever e de detalhar o cenário.
Se não der
seu pinto vai cair ou alguém da sua família vai morrer
-nnnnnnnnnnnnn

Makos o/. Pois é, esses resumos são salvadores mesmo. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@xKai escreveu:
[...] pra você que não sabe inglês significa “Ginásio de Fúcsia” - O que dizer sobre isso? xD

Eita, ginásio com clapper instalado, essa é nova pra mim. Poxa Black, sandália da humildade? Essa tá já, não concorda? Acho que a falta de comédia do capítulo anterior já foi compensada só no começo deste, você realmente não perde tempo. Em relação ao Toxic Spikes eu não vejo problema nenhum, cada um usa da maneira que quiser, afinal é uma fic xD

Bom vamos ao que importa, neste capítulo tivemos comédia quase que o tempo todo, batalhas e muito, muito, muito... Texto obviamente, eita capítulo grande, pedi arrego quando terminei de ler -q

Desculpe também a demora pra comentar, eu tenho o mal costume de ler fanfics e comentar nos momentos em que fico mais entediado, então é isso -q Até o próximo capítulo e que continue com esta sua maneira única de escrever xD

Kai o/. Que foi engraçado xd. Pois é, Lurly sempre nos surpreende. Sim, já tá manjada mesmo. Pois é, eu usei como desculpa mesmo -q. Batalhas de ginásio são sempre grandes mesmo -q. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

King Skarmory escreveu:Black~ Cadê o Electivire? Não vi o Lurly o colocando no PC, Ele foi burro, Muito, Mas muito burro mesmo! Já está no sexto ginásio! Não é hora de ficar com o Elec? A garota tem Pokemons [palavra censurada], Cara! Que é isso? A menina nem sabia que tinha a tal cerca elétrica!. Aquela sensação de novela mexicana do capítulo anterior foi deixado de lado neste cap. De fato essa história não faz sentido, Skarmory com Thunderbolt? Daqui a pouco vai ter Caterpie com Solar Beam, Pikachu com Surf, ops, exagerei mas, Tem cada coisa neste mundo de Arceus. Falow Black~!.

Skarmory o/. Ele colocou sim, mas não é necessário mostrar. Sim, já está no sexto gym, mas ele quer vencer só com pokémons que ele captura durante a fic. Pois é, nem sabia. Sim, foi deixada, eu é que não quero minha fic parecendo novela mexicana. Na verdade não é o mundo de Arceus, é só o mundo de Black mesmo. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu:Meu Deus, Lurly, assim tu desaponta. AUHEAUHEAUE' Acho que depois dessa, a Jasmine não vai querer que você apareça no ginásio de noite. ):

Mas falando sério Black, tu tem uma paciência incrível. OUTRA DERROTA do Lurly num Gym? ç.ç Acho que o John vai ser mais forte que o Lurly se o líder não usar seu Electivire. Falando nisso, também não entendi porque ele o retornou para a Box, sendo que ele já está no sexto ginásio e tal. :/

Gostei bastante do capítulo. A narração ficou bem detalhada, e você melhorou bastante nesse aspecto. Não achei a batalha corrida, e só me decepcionei com a performance do Clefable, já que eu pensei que ele iria estuprar a Jasmine - aquela safada - depois da mesma ter rido dela. E eu ri demais com essa cena dela rindo do Clefable, mas eu ri mais ainda com esse diálogo:


Tu escreveu:- Magnezone é o rei da porra toda! - Disse a moça. - Tu tem que comer muito feijão com arroz para vencê-lo.
- Feijão com arroz é meu pau de óculos. - Disse. - Magneton, retorne. - Disse, puxando o pokémon de volta para sua pokébola. - Graveler, eu escolho você!
- Querido, vou te contar um spoiler: Você não vai me vencer só por causa da vantagem.
- Será?
- Só imaginação. Será que nada vai acontecer. - Cantou John.

AUEHUAEHu' Acho daora essas brigas envolvendo terceiros. E achei essa Jasmine safada demais, até mais safada que a Francesca. o_o

Enfim, quero ver o Jon vencer ein.

É isso cara, desculpe a demora pra comentar. A narração e os detalhes melhoraram bastante, parabéns. Aguardo o próximo cap, cara. Um abraço, até mais o/

Rush o/. Pois é, vacilão esse Lurly, as chances de comer uma ppk à noite desapareceu -q. Sim, OUTRA derrota, pois é, triste. Pois é, como eu disse, ele quer usar somente os pokémons que ele capturou durante a jornada. Pois é, vacilei com o Clefable. Ah cara, essas brigas são típicas dos ginásios -q. Será que o John vence? Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Sem mais delongas, o capítulo:

Capítulo 43 - A disputa elétrica! Parte 2.


John se posicionava de um lado do campo de batalha, do outro lado se posicionava Jasmine, ela novamente anunciou que era uma batalha quatro por quatro e mandou um pokémon a campo. Era Magneton. John puxou uma pokébola de seu bolso e mandou Rhydon.

- Já vai começar com Rhydon? - Perguntou Lurly, com desdém. - Você é um tremendo de um burro.
- Ah, burra é sua mãe! - Disse John.
- É a sua!
- A minha é mesmo. Uma burra, estúpida, otária, vaca, bitch, etc.
- Tá, fod/a-se. - Disse a líder. - Magneton, use o Flash Cannon!
- Tsc, tsc. - Repreendeu John. - Rhydon, evasiva e em seguida, Hammer Arm!
- Fofo, vantagem não ganha luta.
- Não mesmo, mas um fucking Rhydon vence.
- Vamos ver.

O metálico virou-se, e de um de seus imãs mandou um raio brilhante, que foi em direção do rinoceronte, que esquivou. Em seguida ele ergueu os braços e um deles tomou a forma de martelo, e com esse mesmo braço bateu violentamente na cabeça de Magneton, deixando-o até tonto e ficando bastante debilitado com um golpe só.

- E aí, bitch? - Provocou John.
- Bitch é sua mãe.
- Cala a boca. - Interveio Lurly. - A gente já sabe que ela é isso e tudo mais.
- Flash Cannon novamente!
- Hammer Arm!

O elétrico novamente mirou um de seus imãs e mandou um raio brilhante, que dessa vez acertou bem no peito do bicho de pedra, que recuou um pouco, mas seu imponente tamanho ainda o mantinha em pé. Em seguida, ergueu o braço, que ficou na forma de um martelo, e novamente bateu na cabeça do adversário, dessa vez já o deixou bem mais fraco.

- Nossa, que luta demorada. - Reclamou Lurly.
- Vai chupar bosta de vaca. - Disse John.
- Eu? Chupar bosta da sua mãe? Nah, to fora. - Disse. - E sim, ela é uma cachorra, vaca, etc. etc. Agora luta e cala a boca.
- Por que você anda com ele? - Suspirou JasJas.
- Porque eu quero comer a irmã dele.
- Que irmã? - Perguntou Lurly.
- Aquela que te comeu atrás do armário.
- Mas não era o Mário? - Perguntou Lurly. Não, o John não fez a piada do Mário, digam que não.
- O Mário também? - Riu. - HUEHUE BRBR

Jasmine e Lurly bateram as mãos contra a testa. John estava entrando no espírito Lurly de falação de bosta por minutos. Sendo, talvez, um novo modo de medição.

- Já se apareceu? - Perguntou a líder.
- Já.
- Que bom. - Disse. - Agora, Magneton, use novamente o Flash Cannon!
- Hammer Arm!

O metálico pela terceira vez mirou seu imã no adversário e soltou um violento raio brilhoso, que o atingiu, deixando-o mais fraco, mas era um fucking Rhydon, e mesmo com três golpes super efetivos, o HP não tinha chegado na metade ainda. Em seguida, o rinoceronte ergueu seu braço e o mesmo tomou a forma de um martelo. Ele avançou e bateu fortemente no adversário com seu braço. Após receber o golpe, Magneton caiu no chão, duro, desmaiado, nocauteado, espatifado. Jasmine retornou-o à pokébola.

- Triste. - Lamentou. - Skarmory, eu escolho você!
- Ok, Rhydon, retorne! - Disse o moço. - Jolteon, eu escolho você!

Então de um lado saiu uma espécie de ave prateada, com seu corpo todo revestido por metal. Do outro lado saiu um cachorro amarelo com o corpo cheio de algo que se assemelhava a espinhos.

- Skarmory, comece com Toxic Spikes!
- Lá vem com esse golpe do capiroto. - Reclamou John. - Jolteon, pule e em seguida, Thunderbolt!

O pássaro abriu a boca e mandou vários “espinhos” altamente carregados com veneno, que alcançaram o solo e ali ficaram, então aqueles espinhos meio que perfuraram levemente as patas de Jolteon, e uma grande quantia de veneno entrou em seu sangue. O pokémon gemeu por causa disso. Mas em seguida, deu um pulo e um grande raio saiu de seu corpo, atingindo o metálico, fazendo-o grasnar alto, devido ao fato do golpe ser super efetivo. Mas em seguida, sentiu aquele delicioso veneno entrando cada vez mais em contato com seu sangue amargo.

- Você não vai me vencer, honey. - Disse a líder. - Eu já disse que vantagem não ganha luta.
- É? Me chupa. - Disse John.
- Depois da luta.
- Caralho, vocês só falam merda. - Reclamou Lurly. - Assim a classificação vai para +18, porque vocês só falam de sexo, etc. Vão se lascar
- Ui! Tá de TPM? - Provocou John.
- Sim, que eu peguei com a sua mãe.
- Ah, Lurly, vai chupar um canavial de rola. - Disse John.
- Você tá folgado, hein? - Disse. - Só porque perdeu o BV com a Francesca semana passada tá se achando o fodão. - Provocou. - Baixa a bola.
- Puta que pariu! - Gritou a moçoila. - Vão brigar na casa do caralho!
- Já falei, galera. - Disse Lurly. - Se você ficarem falando palavrão a classificação vai subir.
- Ah, John. - Suspirou Jasmine. - Ignora esse bosta. - Disse. - Jolteon, use o Thunderbolt!
- Evasiva e em seguida, Steel Wing!

Então a eeveelution mandou um violento raio, que foi em direção a Skarmory, que colocou as suas asas como se fossem um meio de defesa, assim, o raio bateu nas asas e “foi embora”, sem atingir a ave metálica. Em seguida, o metálico ergueu suas asas metálicas e seguiu em direção ao Jolteon, acertando-o. O golpe não era muito efetivo, mas deu um apavoro no cachorro, que depois gemeu devido ao veneno no seu sangue, que ia tirando seu HP.

- Esse veneno é uma corrida contra o tempo. - Analisou John. - Tenho que tomar uma estratégia que debilite Skarmory rapidamente, antes do veneno ferrar todo o Jolteon. - Pensou. - Jolteon, use o Shadow Ball e Thunderbolt juntos!
- What the fuck is this, nigga? - Perguntou Jasmine, tentando entender a jogada de “gênio” do nosso segundo protagonista. - De toda forma, use o Thunderbolt!

O animal mamífero abriu a boca e criou uma bola negra, porém ele não a arremessou contra o adversário, ele em seguida mandou o mesmo raio forte, mas dessa vez na bola, que ficou um misto do negro das sombras com o amarelo dos raios, então mandou a bola contra o adversário, e ao atingi-lo ela explodiu, jogando-o longe. Ninguém sabe de fato o que diabos foi aquilo, mas o golpe foi suficiente para paralisar Skarmory, que em seguida não conseguiu mandar um ataque, além de claro, arrancar um bom dano dele. Entretanto, Jolteon sofreu o efeito do veneno e gritou novamente, ele sentia cada vez mais suas forças se esvaírem.

- Que Skarmory desgraçado. - Reclamou. - Morre não essa praga?
- Morre não, sweet. - Respondeu a donzela.
- Quero ver. - Disse. - Jolteon, Thunderbolt!
- Evasiva e em seguida, Steel Wing. - Disse a líder, calmamente.

A eeveelution mandou um forte raio que saiu de suas costas e foi em direção ao adversário, que somente desviou para o lado, esquivando. Em seguida, a ave metálica ergueu suas asas e desceu num rasante, acertando-as no rosto do cão, e mesmo não sendo muito efetivo, jogou o cão a uma certa distância, que já estava fraco devido ao pouco HP que tinha. E após sofrer o golpe sentiu o veneno por entre suas veias e sabe o que aconteceu? Exatamente, ficou nocauteado.

- Não acredito. - Suspirou John. - Lickitung, eu escolho você!

Lurly, que estava de boa, assistindo a luta, quase teve um desmaio, ficou completamente espantado com o que viu.

- Lickitung? - Perguntou, espantado. - Você ainda tem essa bosta?
- Tenho. - Respondeu, com um olhar nada amigável.
- Enfim. - Cortou Jasmine. - Skarmory, use o Thunderbolt!
- Use o Rollout para se proteger e já aproveite para atacá-lo!

A ave metálica abriu as asas, mostrando alguma imponência e após isso mandou um raio violento, que foi em direção ao bicho rosa sem forma, que virou uma bola e começou a rolar, somente vendo o raio se espalhando, mas sem “perfurar” a bola. Em seguida, foi rolando em direção à parede, e tomando impulso por ela, saltou, e atingiu o oponente em cheio, jogando-o de lá de cima mesmo, e caído no chão, nocauteado. Mas como nem tudo são flores, Lickitung estava envenenado devido ao efeito do Toxic Spikes, e deu um gemidinho pelo efeito do veneno no seu corpo rosado e rechonchudo.

- Cacete, Lurly, o John é melhor que você. - Provocou Jasmine. - Ele ainda tem dois pokémons inteiros, e um com o HP cheio, mas envenenado.
- Ah, vai se fuder. - Reclamou o cabelo de prata.
- Enfim. - Disse a gentil senhorita. - Magnezone, eu escolho você! - Disse, puxando uma pokébola. - Agora você não me vence. - Falou. - Magnezone é tipo o rei do puteiro.
- Gostaria de saber qual é o último pokémon dela. - Disse Lurly. - Afinal ela endeusa o Magnezone e ele não é o mais forte. Enfim, é um mistério. Mais um dessa história, só pra variar.
- Mistério que eu vou resolver, obviamente. - Gabou-se John.
- Sim, claro. - Disse a líder revirando os olhos. - Magnezone, use o Thunderbolt!

O bicho magnético mirou seus imãs em direção ao oponente e mandou um violento raio de cada um deles. O pokémon rosa começava a se preparar para rolar e mandar o Rollout, mas sofreu o baque do Thunderbolt e foi jogado longe, assim, cancelando seu golpe. Em seguida, o rosado sentiu aquele delicioso veneno penetrante em seu sangue, e gritou.

- Escrota. - Esbravejou John.
- Vai chorar? - Provocou a moçoila.
- Ah, vai se lascar. - Disse. - Lickitung, use o Brick Break!
- Watchs dog. - Disse Lurly. - Desde quando esse gordo obeso tem Brick Break?
- Desde que eu capturei ele. - Respondeu John. - Eu quase nunca o uso...
- Bom, isso é verdade. Mas devo concordar que você faz o certo, afinal esse pokémon não é lá grandes coisas. - Disse. - Na verdade, grande ele é, mas digo no sentido de habilidade.

John ignorou o comentário do seu melhor amigo para sempre. Após isso, Lickitung começou a correr e se aproximou do adversário, em seguida, ele ergueu uma de suas pequenas mãos e bateu com o lado de fora dela, acertando a cabeça de Magnezone, que recuou um pouco, mas mesmo o golpe sendo super efetivo não fez muito efeito. Novamente sofreu o efeito do veneno.

- Magnezone, vamos lá, finalize com Thunderbolt!
- Finalize? - Riu John. - Sabe de nada, inocente! - Disse. - Lickitung, Rollout!

O elétrico então virou seus imãs em direção ao rosado e mandou dois violentos raios, que o atingiram, mas ele ainda continuou em pé, em seguida, começou a rolar e pegando impulso na parede, saltou em direção ao adversário, atingindo-o também, mas arrancando pouco dano. Lickitung sofreu o efeito do veneno e caiu no chão, desmaiado. O jovem puxou a pokébola do seu rinoceronte e a arremessou.

- Rhydon, vamos lá! - Disse o garoto. - Hammer Arm!
- Magnet Bomb!

O bicho pedrado ergueu os braços e o seu órgão direito tomou a forma de um martelo. Ele então bateu na cabeça do adversário, que foi jogado para trás, mas levantou. Em seguida, mirou seus imãs em direção ao oponente e logo começou a formar uma bola de magnetismo, que ao ser formada foi arremessada contra o oponente, que simplesmente desviou para o lado.

- Mas quê? - Gritou Jasmine.
- E abaixa a voz que eu não sou suas negas não. - Disse John.
- Ah, John, vai tomar no seu cu. - Disse a mulher.
- Filhos de rapariga! Parem de falar palavrão! - Gritou Lurly Spark. - Eu já disse que vai aumentar a porra da classificação se vocês ficarem falando palavrão!
- Ele pede para parar de falar palavrão e fala “porra”, vai entender... - Suspirou Jasmine.
- Ah, JasJas, vai lamber sabão. - Disse o garoto.
- Tá. Dane-se. - Disse John. - Rhydon, use o Earthquake!
- Vai na fé, Magnezone! - Torceu a moçoila. - Use o Protect!

O bichano de pedra bateu com o seu pé direito contra o solo, que logo começou a tremer, e o chão começou a rachar e várias pedras começaram a surgir debaixo do solo, mas incrivelmente, o adversário envolveu-se numa bolha verde e não sentiu nenhum arranhão. É, exatamente. Tem um terremoto e o cara se salva com uma bolha.

- Eita luta que não acaba nunca. - Resmungou Lurly.
- Mas ainda tá na página 6. - Disse John.
- Ah, tanto faz. - Disse o garoto, pouco se importando.
- Certo, Magnezone, use o Double Team e em seguida, use o Magnet Bomb!
- Use o Hammer Arm no máximo de Magnezones que conseguir!

O pokémon metálico começou a se multiplicar, várias cópias de si estavam sobre o campo, confundindo os adversário. Então todos ao mesmo tempo juntam um pouco de magnetismo e formam uma grande bola com esse magnetismo. Então a esfera é arremessada contra o oponente, que nem tem tempo de desviar. Porém em seguida, Rhydon ergue seus braços e o direito toma a forma de um martelo. Com esse martelo ele vai batendo em várias ilusões, até que finalmente sente algo, esse algo era o seu adversário, que foi atingido bem na cabeça. Com o efeito do golpe, Magnezone ficou bem mais fraco e chegou a cair, mas logo em seguida levantou-se e continuou a batalhar.

- Magnezone, mais uma vez, Magnet Bomb!
- Evasiva e finalize com Earthquake!

O elétrico começou a juntar magnetismo do ambiente e foi formando algo que ia tomando a forma de uma esfera, que foi logo jogada contra o adversário, que escapou. Mas em seguida, o rinoceronte bateu com seu pé direito no chão, começando um leve tremor, que fez o chão rachar. Quando o chão rachou, várias pedras começaram a subir e atingiram Magnezone, que caiu no chão, duro, nocauteado.

- Certo, é difícil eu chegar ao último. - Gabou-se a líder. - Mas vamos lá! Amphy, eu escolho você!

A pokébola entrou em contato ao chão e uma criatura amarela e esguia, bípede, com um rabo alongado e com uma espécie de bola vermelha na ponta apareceu. Seu pelo era brilhoso, parecia ser muito bem cuidado. Lurly e John ficaram admirados com a beleza do pokémon.

- Certo, Amphy, comece com Dragon Pulse!
- Dragon quem?! - Espantou-se John. - Certo. Rhydon, use o Rock Throw!

Ampharos abriu a boca e um raio ondulado de coloração levemente arroxeada saiu e foi em direção ao adversário, atingindo-o no meio de seu peito, jogando-o contra a parede e nocauteando-o. Sim, nocauteou o Rhydon.

- Que golpe mais fdp. - Reclamou John. - Certo. - Fechou os olhos, pegando uma pokébola. - Haunter, eu escolho você!

Logo, um pokémon em um formato indefinido sai da pokébola. Ele tinha as mãos “soltas” do corpo e flutuava, tinha uma espécie de “espinhos” em suas costas e cabeça. Tinha um olhar amedrontador e debochado.

- Haunter? - Riram Lurly e Jasmine. - Você quer vencer o meu Amphy com isso aí? - Debochou a moçoila.
- Tá, fala com a minha mão. - Suspirou Lorde John.
- Certo, então. - Recompôs-se a líder. - Amphy, use o Dragon Pulse!
- Haunter, evasiva, e em seguida, Poison Gas!
- Poison quem? - Espantou-se Jasmine.
- É isso ai, mothafoca.

Então o elétrico abriu a boca e mandou uma espécie de raio ondulado, de coloração roxa, que foi em direção ao fantasma, que só foi para o lado, e em seguida abriu “soltou” uma nuvem de seu corpo. Nuvem carregada de veneno, que seguiu em direção ao oponente, espalhando uma fumaça tóxica, fumaça que Ampharos inalou e logo sentiu o veneno entrar em seu corpo, e gemeu de dor.

- Yeah, bitch! - Gritou John.
- Cara, você não é o Jesse Pinkman, para. - Disse Lurly.
- Ah, dane-se.
- Amphy, use o Thunderbolt!
- Tsc. - Disse John. - Haunter, use o Shadow Ball!

O mamífero então ergueu seu rabo e a bola vermelha logo começou a brilhar, tomando uma cor meio amarela, em seguida, um forte raio saiu de lá e atingiu o fantasma, jogando-o longe, arrancando bastante dano. Mas em seguida, Ampharos sentiu o líquido delicioso entrar em contato com seu sangue amargo e gritou. Logo depois, Haunter se recompôs e começou a mexer suas mãos, absorvendo toda a escuridão ao redor. Com essa escuridão, formou uma bola de sombras, e arremessou contra o adversário, que desviou para o lado.

- Esse Ampharos é pior que o Glaceon OP da Melissa delícia. - Resmungou John.
- Pois é. - Disse a moça. - Mas enfim. Amphy, use o Confuse Ray e depois use o Dragon Pulse!
- Pra que ficar chamando o Ampharos de Amphy toda hora? - Irritou-se John.
- Porque o pokémon é meu e eu chamo do jeito que eu quiser.
- Tome, trouxa. - Disse Lurly.
- Ah, to nem ai. - Disse o garoto. - Haunter, use o Curse!
- Não. Ah não. Curse não! - Disse a moça.

O elétrico abriu a boca e mandou uma espécie de raio ondulado, que atingiu o fantasma certeiramente, jogando-o longe, mas ainda não tinha o nocauteado. Ele então se levantou e em seguida começou a bater em si mesmo enquanto fazia sons estranhos, até que ele perdeu a metade do HP. E os barulhos estranhos eram uma espécie de maldição para o adversário. Em seguida, Ampharos sentiu o veneno penetrante em seu sangue e gritou novamente enquanto sentia seu HP indo embora.

- Certo. - Esbravejou a líder. - A nossa luta acaba aqui! - Exclamou. - Amphy, Dragon Pulse!
- Evasiva!

O mamífero abriu a boca e expeliu novamente aquele raio roxo e ondulado, que foi em direção ao Haunter, e atingiu-o bem no peito, jogando-o longe, derrubando-o no chão. O pokémon não dava sinais de que ia levantar, e a moça já comemorava a virada e a vitória. Mas antes o seu pokémon sentiu os efeitos do veneno no corpo e gemeu. Então Haunter realmente caiu debilitado no chão e a moça começou a comemorar. E já ia recolhendo o Ampharos. Todavia, o fantasma começa a brilhar e logo em seguida vai crescendo de tamanho, sua forma vai ficando diferente, tornando-se agora um bicho “terrestre”, e logo para de brilhar, surgindo assim Gengar.

- SURPRISE MOTHERFUCKER! - Disse John. - Gengar, Shadow Ball!

Então o sombrio começou a “girar” suas mãos, num movimento circular, absorvendo toda a energia obscura do lugar, e transformando-a em uma bola de sombra, que arremessou contra o oponente, jogando-o longe.

- Mas que merda foi essa? - Indagou Lurly. - Só o Gedodude pode evoluir assim. Quem é Haunter na fila do pão?
- Cara, esses pokémons fantasmas são todos diabólicos. - Assustou-se a mulher. - Mas a luz vence a sombra!
- Não, fera, para. - Disse Lurly.
- Tá, tanto faz. - Disse a moça. - Agora sim, finalize com Thunderbolt!
- Gengar apenas fique parado, observando o nosso querido adversário.

A bola na ponta da cauda de Ampharos começou a tomar uma coloração amarela e em seguida um raio elétrico saiu de seu rabo e atingiu Gengar, que sentiu o golpe, mas ficou parado, como se nada tivesse acontecido. Em seguida, Ampharos sentiu o veneno escorrer por entre o seu sangue e gemeu. E mais: após sentir o veneno penetrante em seu corpo, ele sentiu algo perfurando o seu coração. Sim, era o Curse fazendo efeito. Com isso, Ampharos perdeu muito de seu HP e caiu no chão, nocauteado. John e Gengar eram os vencedores.

- Há! Eu ganhei! Eu ganhei! Eu to certo, você tá errado! Há! - Disse John, fazendo uma dancinha e apontando para Lurly Spark.
- Bom, como você venceu, aqui está sua Lightining Badge. - Disse a moçoila entregando para John um objeto em forma de raio. - Parabéns.
- Eu sou foda! - Disse.
- Tá, John, vamos embora. - Falou Lurly com raiva e puxando-o pela camiseta.

E assim os dois saíram do ginásio rumo ao Centro Pokémon, onde Lurly curaria seus pokémons e em seguida a dupla teria novamente altas aventuras.

To be continued...


É isso e espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Makos em Dom 14 Set 2014 - 17:31

Black, eu gosto tanto da tua fic.
Dois motivos:
Ela é bem trabalhada e tem comédia.
Coisa que não vejo muito nas fanfics, fica aquele tédio e parece um clima sombrio, drama e etcs.
De qualquer forma, espero o próximo capítulo.
avatar
Makos
Membro
Membro

Masculino Idade : 15
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 28/07/2014

Frase pessoal : Pansar um nombosta


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Ayakashi em Dom 14 Set 2014 - 18:07

Cara, que fod* isso, te admiro por fazer uma Fic de comédia tão boa. Afinal Fics que comédias são mais complicadas do que as de drama, na minha opinião, sempre tem que ter elementos diferentes para não ficar massante. E também por não desistir da estória, parabéns, ta TOP.
avatar
Ayakashi
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/08/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por mrdeid em Dom 14 Set 2014 - 18:39

Capítulo ótimo, como sempre. O que mais gosto na fic é como o humor é bem empregado.

- Bom, como você venceu, aqui está sua Lightining Badge.
- Eu sou [palavra censurada]!
- Tá, John, vamos embora.

Por mais que tal ato não tenha tido uma descrição grande e contínua de como aconteceu, dá pra imaginar a cena e levantar um breve sorrisinho. Pelo menos comigo aconteceu isso.

Erros sempre tem um aqui, um ali, acontece.

Continua, quero ver mais disso.
avatar
mrdeid
Membro
Membro

Masculino Idade : 71
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/01/2013

Frase pessoal : ata


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Dom 14 Set 2014 - 18:58

Eaaae Black. Demorei um pouco pra comentar porque deu diversos problemas aqui. De qualquer forma... O JOHN TA MAIS TOP QUE O LURLY. Acho que isso que é o maneiro da fic... No começo o Lurly era invencível, agora acho que o John vence dele mesmo com o Electivire.

Eu achei a batalha bem interessante, a forma em que mostrou o poder do Rhydon foi incrível. O Rhydon venceu da maioria dos pokés da Jasmine, o bicho deve dar um pau no Electivire do Lurly. Mas né, imagino os outros ginásios. De qualquer forma o John quase se deu bem ein, essa Jasmine é facil demais. Capaz dela dar pro John e pro Lurly ao mesmo tempo.

Também achei interessante em como o Haunter deu um pau no Ampharos. Eu pensei que o Ampharos ia Mega Evoluir, mas no final foi o Haunter que evoluiu pra um Gengar OPzão.

De qualquer forma, gostei bastante do capítulo. Vejo que o John está passando o Lurly cada vez mais a cada capítulo. Na liga o Lurly vai ser minúsculo enquanto o John vai estar grandão e imagino como o ex-líder irá reagir quando perceber isso.

Enfim, é isso. Gostei bastante do caítulo e aguardo os próximos. Um abraço cara, até mais.
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Seg 22 Set 2014 - 18:37

Black O_o
Em matéria de comédia foi o melhor, a putaria rolou solta e já dizendo é melhor colocar logo o +18 na fic, porquê putz, de xingamentos e falas sobre sexo ja escedeu o limite. SURPRISE MOTHERFUCKER! Gengar evolution? Foi Tipo "Hooooooow man".

O fucking Rhydon foi louco d+ cara, mesmo com três golpes super efetivos o hp ainda não tinha chegado na metade...????????????, Sabe dde nada inocente kkkkk, ri demais com todas as partes, a evolução do Gengar foi o que mais impressionou... e tals. Bem não tem mais nada para falar então............
BYYYYYYYYE
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 26 Set 2014 - 22:23

Eae galerinha do mal, quem voltou? Isso mesmo! Black, o terror das novinhas, o rei do puteiro, o escritor preferido de vocês, entre tantos outros apelidos extravagantes. Antes de postar o capítulo, vamos agradecer os comentários:

Comentários:
@Makos escreveu:Black, eu gosto tanto da tua fic.
Dois motivos:
Ela é bem trabalhada e tem comédia.
Coisa que não vejo muito nas fanfics, fica aquele tédio e parece um clima sombrio, drama e etcs.
De qualquer forma, espero o próximo capítulo.

Makos o/. É, realmente é difícil ver fics de comédia. Mas valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Ayakashi escreveu:
Cara, que fod* isso, te admiro por fazer uma Fic de comédia tão boa. Afinal Fics que comédias são mais complicadas do que as de drama, na minha opinião, sempre tem que ter elementos diferentes para não ficar massante. E também por não desistir da estória, parabéns, ta TOP.

Ayakashi o/. Ah, eu não acho isso, eu acho que fics de drama são mais difíceis, pois exigem mais do autor e tudo mais, mas nem por isso as de comédias são fáceis, ah, e agora é que eu não vou desistir mesmo da história -q; por mais que eu demore para postar, mas ainda vou continuar com a fic -q. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Cookie escreveu:Capítulo ótimo, como sempre. O que mais gosto na fic é como o humor é bem empregado.

- Bom, como você venceu, aqui está sua Lightining Badge.
- Eu sou [palavra censurada]!
- Tá, John, vamos embora.

Por mais que tal ato não tenha tido uma descrição grande e contínua de como aconteceu, dá pra imaginar a cena e levantar um breve sorrisinho. Pelo menos comigo aconteceu isso.

Erros sempre tem um aqui, um ali, acontece.

Continua, quero ver mais disso.

Deidara o/. Sim, dá pra imaginar mesmo, e a falta de descrição é comum na fic do Titio Black. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu:Eaaae Black. Demorei um pouco pra comentar porque deu diversos problemas aqui. De qualquer forma... O JOHN TA MAIS TOP QUE O LURLY. Acho que isso que é o maneiro da fic... No começo o Lurly era invencível, agora acho que o John vence dele mesmo com o Electivire.

Eu achei a batalha bem interessante, a forma em que mostrou o poder do Rhydon foi incrível. O Rhydon venceu da maioria dos pokés da Jasmine, o bicho deve dar um pau no Electivire do Lurly. Mas né, imagino os outros ginásios.  De qualquer forma o John quase se deu bem ein, essa Jasmine é facil demais. Capaz dela dar pro John e pro Lurly ao mesmo tempo.

Também achei interessante em como o Haunter deu um pau no Ampharos. Eu pensei que o Ampharos ia Mega Evoluir, mas no final foi o Haunter que evoluiu pra um Gengar OPzão.

De qualquer forma, gostei bastante do capítulo. Vejo que o John está passando o Lurly cada vez mais a cada capítulo. Na liga o Lurly vai ser minúsculo enquanto o John vai estar grandão e imagino como o ex-líder irá reagir quando perceber isso.

Enfim, é isso. Gostei bastante do caítulo e aguardo os próximos. Um abraço cara, até mais.

Rush o/. Sim, o Lurly era o Todo-Poderoso, se achava o fodão, mas conforme o tempo foi passando ele foi se "embostando" e foi perdendo várias lutas também, e o John tá melhor que ele mesmo. Ah cara, por mais que a fic tenha pokémons de todas as regiões, pelo fato de ela ser Kanto ela ainda tem aquele ar nostálgico de Rhydon e Nidoking serem uns dos pokémons mais fortes, por exemplo. E eu quis mostrar que ele era forte mesmo, porque, afinal, ele é um fucking Rhydon. Ah, os dois últimos ginásios parecem bem fodinhas mesmo. Mas é verdade mesmo, ela é bem putinha, por isso que todos os líderes da fic são mulheres, praticamente. Pelo fato do feminismo e pelo fato do Lurly e tudo mais. Sim, a fic é cheio dessas também. Se o pokémon tecnicamente mais forte da Liga é um Slowking, então nada faz sentido. Eu não pretendo usar as Mega Evoluções não, eu acho. E sim, virou um Gengar OP mesmo. Daora é que o Lurly tem 3 dos pokémons mais fortes da época de Red/Blue, o Rhydon, o Nidoking e o Gengar, bem loco isso. É, o John pode estar forte como pode estar fraco. Em The Adventures of a Gym Leader tudo pode acontecer! Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Aphrodite escreveu:Black O_o
Em matéria de comédia foi o melhor, a putaria rolou solta e já dizendo é melhor colocar logo o +18 na fic, porquê putz, de xingamentos e falas sobre sexo ja escedeu o limite. SURPRISE MOTHERFUCKER! Gengar evolution? Foi Tipo "Hooooooow man".

 O fucking Rhydon foi louco d+ cara, mesmo com três golpes super efetivos o hp ainda não tinha chegado na metade...????????????, Sabe dde nada inocente kkkkk, ri demais com todas as partes, a evolução do Gengar foi o que mais impressionou... e tals. Bem não tem mais nada para falar então............
BYYYYYYYYE

Skarmory o/. Sim, pois é, os palavrões e a putaria vão diminuir agora, mas vai continuar, já adianto. Pois é, o Rhydon é bem apelão mesmo, por isso não sofreu quase nada. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora, sem mais delongas, o capítulo!

Capítulo 44 - Distúrbio psíquico.


Lurly Spark e John Persavic caminhavam pela cidade de Fuchsia, rumo ao Centro Pokémon, onde o nosso protagonista mais querido iria curar seus pokémons e logo em seguida ia ter uma revanche contra Jasmine Steel.
Seguiam caminhando pela tranquila cidade média-grande de Kanto. Após caminharem por vários minutos, chegaram - já exaustos - ao estabelecimento. Se aproximaram da porta automática e a mesma se abriu perante os jovens, que adentraram o recinto. Lurly então começa a caminhar rumo ao grande balcão, que ficava à frente de uma bela moça de cabelo rosa, que vendo que era o protagonista, acenou pra ele.

- Olá, Lurly! - Disse a moça, sorridente. - Você gostaria que eu curasse seus pokémons?
- De preferência. - Disse o moçoilo. - Aqui estão. - Falou, retirando quatro pokébolas de seus bolsos. Somente as pokébolas dos que não lutaram.

A moça pegou-as graciosamente e colocou-as numa máquina, que após alguns segundos apitou, avisando que os pokémons já estavam curados. Lurly os pegou de volta e agradeceu a moça. Saiu do local, e John obviamente o seguiu.

Saíram e caminharam por algumas poucas ruas até que são surpreendidos por um barulho. Os dois se assustaram e ficaram procurando no redor o que era e nada encontraram. Até que duas pessoas aparecem.
Uma era uma menina de cabelo rosa escorrido pelos ombros, olhos castanhos e um corpo muito bem definido. Era ela, a própria, Mila Johnson, que encarava Lurly sorridentemente. O outro era um garoto não muito conhecido pelos jovens, mas já visto. Era um rapaz de cabelo castanho bem liso, usava um par de óculos sobre seus olhos negros, era Maximilian Richter, o mesmo garoto que lutou contra Lurly na Rota 16. Parecia um jovem tão inocente, mas era na verdade mais um integrante da Equipe Rocket.

- Você?! - Espantou-se a dupla.
- Então você apareceu novamente, Lurly Spark! - Disse a moça. - Ah, você também, molequinho sem rumo. - Provocou. - Será que a Weavile vai ficar feliz com essa visita? - Falou a moça, sacando uma pokébola.
- Rhydon, eu escolho você! - Disse John.
- Mas John, ela tava falando comigo.
- Foda-se, cara, eu tenho um fucking Rhydon. - Gabou-se o garoto.

De um lado saiu um pokémon que se assemelhava a um duende ou coisa do tipo, ele tinha uma espécie de cocar vermelho sobre a ponta de sua cabeça. Do outro lado saiu o tradicional rinoceronte.

- E eu tenho um fucking Metagross! - Disse uma voz masculina, já conhecida, que logo se revelou Nero.

Então uma espécie de máquina azul bem grande, que tinha quatro “patas” também feitas de metal, firmes para segurarem seu gigantesco peso, além de ter uma espécie de “x” cortando seu rosto.

- Oh, ninguém sabia que o Nero ia aparecer né. - Ironizou a mulher. - Max, mostre o presentinho para ele.

O garoto abriu sua mochila e tirou uma geringonça de dentro. Era uma espécie de modem, tinha até a antena. O garoto colocou no chão e em seguida puxou um controle. Ele apertou alguns botões e uma luz acendeu na máquina e umas espécies de ondas eletromagnéticas saíram da antena e rodearam o local, Metagross então começou a ficar loucão e mandando Hyper Beams para todos os lados. Nero então sentiu suas pokébolas tremerem, seus pokémons deviam estar sentindo alguma coisa. Ele então recolheu o gigante metálico para a pokébola.

- Mas que merda é essa?! - Surpreendeu-se o campeão.
- É só uma máquina que mexe levemente com o cérebro de pokémons psíquicos e os impossibilita de lutar. - Falou o garoto ajeitando o óculos e reforçando a nerdice que ele fez.
- Que filhos da puta. - Disse Nero, sentindo seus bolsos tremerem. - John, Lurly, lutem ai, que eu vou ao Centro Pokémon. - Disse e saiu correndo.
- A gente já ia lutar, mas você que apareceu, babacão. - Suspirou o nosso saudoso protagonista.

Então a dupla é surpreendida por um grito, que logo revela-se em um homem de idade um pouco mais avantajada, com os cabelos quase brancos e uma barba a fazer, tinha os olhos negros e uma pele branca.

- E eu tenho um fucking Rhyperior! - Disse o homem, jogando uma pokébola para cima.
- Pelo amor, será que não vai acabar não essa putaria de ficar colocando pokémon toda hora não? - Reclamou a moçoila.
- É, e a propósito, você seria quem? - Perguntou Lurly.
- Early, o último Elite 4 antes do Nero. - Disse o homem. - Mas o melhor de todos, pode-se dizer. - Gabou-se.
- Se você fosse o melhor você seria o campeão. - Disse John.
- Ah, moleque, vai te lascar! - Gritou o velho. - Rhyperior, use o Rock Wrecker!
- Se vocês clamam por Floatzel, ai vai! - Disse a moça. - Floatzel, eu escolho você! - Falou. - Agora, Weavile, use o Ice Beam e Floatzel, use o Hydro Pump!
- Rhydon, use o Hammer Arm na direção do Weavile!

Então a evolução de Rhydon criou uma gigantesca pedra, em seguida, ele ergueu-a com a força de mil sóis e a arremessou contra Weavile, jogando-o longe, e nocauteando-o bastante; o golpe era bem poderoso, mas impossibilitava um movimento na roda seguinte. Em sequência, a lontra abriu a boca e mandou uma violenta bomba d’água, que atingiu Rhyperior, e o empurrou para longe com o impacto, e certamente arrancou bastante HP dele, pelo fato de ser um golpe quatro vezes efetivo. Logo após, o duende negro mirou suas duas mãos no rinoceronte “menor” e expeliu um forte raio de gelo, que atingiu em cheio o peito do adversário. E por último, mas não menos importante, Rhydon ergueu seus braços e deu um rugido, ele então começa a correr e seu braço toma-se na forma de um martelo; e, com esse martelo, ele acerta em cheio a cabeça de Weavile, praticamente nocauteando-o.

- Boa jogada, garoto do Rhydon. - Disse Early.
- Valeu, velhote. - Agradeceu o moleque. - Agora, Rhydon, use o Hammer Arm novamente!
- Tsc, tsc. - Disse a moçoila. - Weavile, use a evasiva e em seguida, Ice Beam!. Floatzel, use Hydro Pump!
- Então, cara, a gente tá tão avulso aqui. - Suspirou (quantas vezes essa palavra já foi dita?) Lurly Spark.
- Verdade. - Concordou Maximilian.
- E aí, você curte Pokémon? - Perguntou o Targaryen.
- Sim, é bem bacana, você curte?
- Ah, mais ou menos. - Falou o ex-líder.
- Beleza, agora vão se foder. - Falou a vilã.

Então o rinoceronte ergueu seus braços e seguiu em direção ao oponente, então um de seus braços toma-se na forma de um martelo, ele tenta acertar a cabeça do adversário, que escapa com facilidade, devido à sua velocidade. Em seguida, o duende mirou suas duas mãos em direção ao Rhyperior e mandou um forte raio de gelo, que o atingiu no peito, empurrando-o para longe, debilitando-o mais um pouco. Em sequência, a lontra abriu a boca e mandou uma violenta bomba d’água, que novamente atingiu o peito do monstrão, jogando-o para longe, e deixando-o mais fraco.

- Vocês pediram a força incandescente do meu Rhyperior! - Gritou o velho. - Use o Hyper Beam!
- Rhydon, use o Rock Throw!
- Floatzel, Hydro Pump e Weavile, Ice Beam!

O rinoceronte laranja então mirou a sua mão “normal” em direção ao duende, e mandou um raio branco muito forte, que atingiu o animal marinho e o jogou a uma distância considerável. Em seguida, o rinoceronte menor “soltou” uma pedra no chão e ergueu-a, jogando contra o adversário de gelo, que desviou e em seguida mandou um violento raio de gelo de suas mãos, atingindo Rhydon, mas não debilitando-o ainda. Por último, Floatzel abriu a boca e mandou uma violenta bomba d’água, que atingiu Rhyperior, e o jogou longe, deixando-o bem debilitado, mas ainda não nocauteando-o.

- Desculpa, Early, mas, eu preciso fazer isso. - Disse o garoto, piscando para o homem.
- Vai em frente. - Falou.
- Rhydon, Earthquake!
- Quê?! - Espantou-se Mila Johnson. - Weavile e Floatzel, Ice Beam!

Então o rinoceronte bateu uma de suas patas fortemente contra o chão, começando um tremor no local, em seguida, o chão começou a rachar, e várias pedras foram surgindo e combatendo com os adversários, e até mesmo Rhyperior, pois é um golpe que afeta todo o time. Então após o terremoto cessar, o resultado foi Rhydon em pé e todos os outros pokémons caídos no chão.

- Merda! Merda! - Gritou Mila. - Vamos embora, Max. Aposto que o Morrison e o Mike pegaram o que era pra pegar.

Então a moça de cabelo rosa e o quatro olhos saíram do local rapidamente. Em seguida, Early cumprimentou John e tirou um objeto de um dos bolsos de seu casaco e disse:

- Isso é um Protector, ele serve para evoluir o Rhydon, juntamente com a troca. - Entregou. - Isso é uma recompensa pela sua vitória contra eles.

O garoto pegou o item, guardou em seu bolso e agradeceu. Em seguida, Early saiu do local e ficaram apenas John e Lurly, que se olharam, e continuaram a caminhar, sem se falarem muito.

To be continued...


É isso e espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Sab 27 Set 2014 - 9:47

Olha quem está aqui Black sou eu Aphrodi.

Bem... capítulo bem curto mas legal, Essa luta [palavra censurada] de campeões me deixou um pouco confuso aos ataques e seus usuários, Eles mandam usar o ataque mas depois começam a falar e os pokés só usam depois, Isso deixa o texto meio confuso, mas não perde sua majestade.

A luta foi emocionante, Fucking Rhydon e Rhyperior lutando um ao lado do outro contra um Weavile que nunca morre e um Floatzel meio imortal, Tirando o fato de que muitos Pokémons numa luta resulta numa grande confusão, gostei muito.

Bem... o cap foi pequeno não tenho mais nada a falar então...
Bye.
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Ter 30 Set 2014 - 17:49

Demorei mas cheguei. Desculpa a demora cara. Sabe como é.

O capítulo foi bem curto. A aparição de personagens antigos, incluindo o Nero. Além de uma batalha maneira. Tenho que admitir que o que eu mais ri do capítulo foi esse diálogo:


- Verdade. - Concordou Maximilian.
- E aí, você curte Pokémon? - Perguntou o Targaryen.
- Sim, é bem bacana, você curte?
- Ah, mais ou menos. - Falou o ex-líder.
- Beleza, agora vão se [palavra censurada]. - Falou a vilã.

Sério, ri muito. Achei interessante a batalha, mesmo com um Rhydon e um Rhyperior o Weavile e o Floatzel não vacilaram. Surpreenderam no campo de batalha, mas como o esperado, não tiveram sucesso.

Um protector? Ah não. :/ Rhyperiors são feios demais. Sou muito mais um Rhydon.
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Seg 19 Jan 2015 - 12:12

Olha quem voltou! Sim, The Adventures of a Gym Leader! A melhor fic e a com o melhor protagonista! A fic que todos sentiram saudades! A fic que vai e volta mais que bumerangue. Bem, espero que agora eu mantenha um ritmo com ela e com a outra, mas enfim. Mas antes do capítulo 45, os comentários:

Comentários:
@Aphrodite escreveu:Olha quem está aqui Black sou eu Aphrodi.

 Bem... capítulo bem curto mas legal, Essa luta [palavra censurada] de campeões me deixou um pouco confuso aos ataques e seus usuários, Eles mandam usar o ataque mas depois começam a falar e os pokés só usam depois, Isso deixa o texto meio confuso, mas não perde sua majestade.

 A luta foi emocionante, Fucking Rhydon e Rhyperior lutando um ao lado do outro contra um Weavile que nunca morre e um Floatzel meio imortal, Tirando o fato de que muitos Pokémons numa luta resulta numa grande confusão, gostei muito.

Bem... o cap foi pequeno não tenho mais nada a falar então...
Bye.

Aphrodite o/. Bem, é, realmente fica confuso, mas acho que não atrapalha não, eu acho -q. Sim, realmente, esse Weavile e esse Floatzel são bem fodinhas mesmo. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu:Demorei mas cheguei. Desculpa a demora cara. Sabe como é.

O capítulo foi bem curto. A aparição de personagens antigos, incluindo o Nero. Além de uma batalha maneira. Tenho que admitir que o que eu mais ri do capítulo foi esse diálogo:



- Verdade. - Concordou Maximilian.
- E aí, você curte Pokémon? - Perguntou o Targaryen.
- Sim, é bem bacana, você curte?
- Ah, mais ou menos. - Falou o ex-líder.
- Beleza, agora vão se [palavra censurada]. - Falou a vilã.


Sério, ri muito. Achei interessante a batalha, mesmo com um Rhydon e um Rhyperior o Weavile e o Floatzel não vacilaram. Surpreenderam no campo de batalha, mas como o esperado, não tiveram sucesso.

Um protector? Ah não. :/ Rhyperiors são feios demais. Sou muito mais um Rhydon.

Mestre Rush o/. Entendo, Rush, a vida é difícil mesmo. huahuah, esse diálogo foi muito aleatório e sem noção -q. Verdade, o Weavile e o Floatzel foram bem, apesar que o Floatzel tinha vantagem, mesmo sendo pokémons fortes desse naipe, mas enfim. Ah, cara, os Rhyperiors são feios, mas são fortes, pelo menos huahuah. Obrigado pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora, sem mais delongas, o capítulo 45:

Capítulo 45 - Safari Zone!


Lurly e John caminhavam pelas ruas de Fuchsia, porém o garoto de cabelos prateados desviou o caminho que seria o do ginásio, e o seu “amigo”, indagou:

- Por que desviastes o caminho?
- Porque nós vamos ao Safari Zone.
- “Nós”? Desde quando “nós” decidimos ir? - John perguntou, começando a exasperar-se.
- Porque você precisa de mim. - Disse Lurly. - Ou você sabe pra onde ir depois de Fuchsia?
- É, bem, não... - Coçou a cabeça.
- Então vamos lá. - Prosseguiu. - Você pode treinar seus pokémons e ainda têm várias gatinhas novinhas dando sopa.
- Sério? - Os olhos de John até brilharam.
- A parte do treino, sim. A das novinhas, não. - Suspirou o protagonista.

Então os dois voltaram a caminhar pelas ruas da pequena-grande cidade. Seguiram em direção contrária ao caminho do ginásio e foram rumo à zona norte da cidade.
Caminharam por uns quinze minutos, e alcançaram, exaustos, o objetivo. Um portão gigante estava à frente deles, óbvio que estava aberto, afinal todos tinham o livre direito de ir e vir no Safari Zone. Eles então começam a caminhar até uma espécie de “casinha”, que protege os visitantes da área destinada aos pokémons selvagens. Os dois então entraram.
Lá dentro tinha um ar bem “selvagem”, como era de se imaginar, as paredes tinham decoração de floresta e o tapete parecia ser feito com pele de onça ou coisa do tipo, logo que entraram, alguém chamou a atenção deles, era um homem que ficava num balcão.

- Olá, sejam bem vindos ao Safari Zone.
- Tá, nós dois queremos ir lá pra área dos pokémons selvagens.
- É bom saberem que vocês correram vários risc- Ia tentando dizer, quando foi interrompido.
- Tá, chega de blablabla, só fala o que tem que fazer. - Apressou Lurly Spark.
- Ok, ok. - Disse o homem. - Escolham dois pokémons para irem para lá e deixem o resto aqui. E você ganharão vinte Safari Balls para tentarem capturar pokémons lá.
- Ok. - Disse Lurly, colocando quatro pokébolas em cima do balcão. John fez o mesmo. Então ambos retiraram as vinte Safari Balls.

Logo, os dois seguiram até outra porta, que foi aberta automaticamente, com a aproximação dos jovens. Então um vasto campo apareceu, a entrada era somente uma grama rasa, sem muitas árvores ou mato, era ainda uma área sem pokémons selvagens. Ao caminharem mais foram chegando a uma área em que o mato era bem mais alto, era nessa parte onde vinham os pokémons. Além disso, várias árvores cobriam o lugar. John e Lurly resolveram se separar e cada um ir para um lado e depois se juntarem ao saírem.

O protagonista entrou no mato e logo foi surpreendido por uma espécie de casulo verde, o nosso saudoso Metapod, em seguida, a musiquinha de pokémons selvagens começou a tocar e os dois apareceram na tela como se fossem lutar, mas Lurly, antes de mandar um pokémon, foi no botão “run”, e saiu da luta, procurando outros pokémons selvagens.

O garoto começa a caminhar naturalmente quando um rasante o atinge, então uma espécie de borboleta é revelada, era o Butterfree. Se era aquele mesmo Metapod, com raiva, ninguém sabe. O fato é que Lurly pegou uma pokébola do bolso e a arremessou para cima, revelando Pidgeotto. Aquela música voltou a tocar e a tela de batalha apareceu, mas dessa vez o menino não foi em “run”, e sim em “fight”, onde tinham os quatro golpes à disposição.

- Pidgeotto, use o Steel Wing!

O pombo então alçou voo, em seguida sua asa tomou-se numa cor acinzentada e ficou metalizada, após isso, seguiu em direção à borboleta e atingiu-a, jogando a uma certa distância, mas o inseto ergueu-se e de seus olhos saiu uma espécie de raio multicolorido psicodélico, era o Psybeam, mas o pássaro foi rápido e esquivou-se.

- Certo, vamos lá! - Disse Lurly. - Wing Attack!

Então o pássaro abriu as asas e voou em direção à borboleta, atingindo-a em cheio e jogando-a contra uma árvore, mas a mesma levantou-se rapidamente. Em seguida, o inseto começou a rodopiar e começou a expelir um pó de pirlimpimpim, que tinha a coloração roxa, era ele, o infeliz, o satânico, o desgraçado, causa de muitas separações, Poisonpowder! O suor começava a escorrer da testa de Lurly, a raiva dele pode ser sentida por nós. Pidgeotto pulou para o lado, porém o pó o atingiu, e a ave gemeu de dor, e com a dor ele recuou para trás.

- Merda! - Gritou o ex-líder. - Pidgeotto, Steel Wing!

Logo, Pidgeotto abriu novamente suas asas, mas dessa vez elas ficaram metalizadas, ele em seguida partiu em direção ao inseto, que desviou facilmente para o lado. Então, após a execução do golpe, o pássaro sentiu o veneno em seu sangue e grasnou muito alto, espantando outros pássaros que por ali estavam. Seguidamente, o inseto arregalou os seus estranhos olhos, fazendo com que uma espécie de onda ou raio psicodélico saísse de si mesmo e fosse em direção ao adversário, assim, atingindo bem no peito do Pidgeotto, que foi jogado longe.

- Eu me pergunto porque o script dizia pra eu vir aqui no Safari Zone, sendo que to em desvantagem para uma Butterfree. Mas ok. - Suspirou Lurly. - Pede outro, use o Wing Attack!

Então o pássaro mas lindo de todo o mundo pokémon abriu suas asas e partiu numa velocidade incrível em direção ao inseto, que nem teve tempo de desviar, e foi jogado contra uma árvore, mas levantou-se, mesmo cansado. Aquela merda de Butterfree era mais forte que muito pokémon de ginásio. Porém, em seguida, o pássaro sente aquele veneno escorrendo por seu sangue e grita bem alto, até cair no chão, mas levanta-se logo em seguida. A batalha estava insana, os dois não paravam de atacar e não desistiam em nenhum momento. Em seguida, o bichinho mirou seus olhos nos olhos do Pidgeotto (quando a luz dos olhos meus e a luz dos olhos teus resolvem se encontrar) e mandou aquele raio psicodélico, que atingiu o pássaro, que caiu novamente, mas novamente (novamente a palavra “novamente”?) se levantou.

- Tá. - Reclamou Lorde Lurly, da casa Targaryen. - Pidgeotto, termine com isso! Steel Wing!

O pombo alçou voo novamente (afinal, ele é um pássaro, seus golpes exigem que ele alce voo), porém suas asas ficaram metalizadas, como um meteoro, ele cai em direção ao adversário com suas asas abertas, que quase atingem o inseto, que desvia pro lado. Claro, o pássaro sentiu o veneno no seu corpo e gemeu e caiu no chão. Aproveitando-se do momento, a borboleta bate suas asinhas num movimento frenético, criando uma espécie de tornado de prata, Silver Wind, que atinge o pássaro e o debilita. Lurly, você é um fracasso, perdeu para um pokémon selvagem.

Espera! Essa merda tá evoluindo! Como assim? Pidgeotto então toma-se num brilho e começa a crescer, ele mantém sua forma, mas fica mais maromba, além de ter asas maiores e um penacho maior na cabeça também, ou seja, ele mudou muito, mas ainda parece o Pidgeotto. Mistérios do mundo pokémon... Então, Pidgeot começa a bater suas asas fortemente, criando um tornado de verdade, que atinge Butterfree e o joga contra uma árvore. O resultado era Butterfree debilitado e Pidgeot aprendendo Hurricane.

Em seguida, Lurly retira uma Safari Ball de seu bolso e arremessa na borboleta. A pokébola balança duas vezes e para. Lurly havia capturado aquele Butterfree invocado, e agora aumentava seu time de pokémons inúteis. Após isso, o garoto sai do local.

Após pouco tempo, ele estava no hall de entrada, onde encontrou-se com John Persavic.

- Eae, Mestre Lurly. - Disse John.
- Fala, subalterno John. - Disse Lurly. - O que capturaste?
- O quê?! - Surpreendeu-se. - Podia capturar pokémons? Você não me falou nada.
- Ô, sua besta, se você ganhou pokébolas é porque podia capturar pokémons, né. - Suspirou o protagonista.
- Ah, foda-se, meu Lickitung agora é um Lickilicky! - Disse o garoto.
- Nobody yes door. - Disse o ex-líder. - Mas, de toda forma, meu Pidgeotto é um Pidgeot agora. Chora aí, noob.

John bateu as mãos contra a testa. Então, após esse momento inútil, nossos protagonistas seguem rumo ao Centro Pokémon, onde recuperarão seus pokémons, antes de Lurly ir à revanche contra Jasmine.

To be continued...


Bem, o capítulo foi meio non-sense e meio curto, mas contou com duas evoluções e uma captura, mas enfim. É isso e espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Qua 21 Jan 2015 - 13:23

Eae de novo, Black!


Esse capítulo ficou pequeno mas eu ri demais. Sério, salvo no final quando o John pergunta se podia capturar Pokémons. AUEHAUEHAUE' Ri também o sistema implementado dos jogos, como run e fight. E meu Deus Black, Lurly é a única pessoa que consegue apanhar prum Butterfree usando um Pidgeotto, ein?

E porra, depois de não sei quantos anos de jornada o Lurly captura um Butterfree? AUEHAUEHAUHE' Porra

Uma coisa que eu senti falta, é nessa amizade conturbada de John e Lurly. Lembro que no início eles pareciam mais inimigos do que amigos, mas dá pra perceber em como a amizade dos dois agora é forte. É lindo (':

UAEUAHEUA' Enfim, gostei bastante desse capítulo, eu ri demais nesse final.

É isso, aguardo o próximo cap!

Abraço!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Qui 22 Jan 2015 - 13:52

Hello, who is speaking (writing) is I! Aphrodite!

 Natsu do céu!!! A fic voltou!.
Já tinha perdido as esperanças quanto a fic, mas finalmente ela voltou!!!

Lurly desviando rota pra ir no safari? O Lurly que eu conheçi desviaria a rota para ir ver a Joy no centro ou para em um cabaré kkkkkk, #Gostandodonovolurlyselvagem.

O Capítulo foi bom, Não achei tão curto para um filler. O Lurly ama a Jasmine, Não sai de Fuchsia nunca, Todo dia uma coisa diferente atrapalhando ( E coitado de quem segue ele ), O Pidgeotto e Licktung agora melhoraram a jornada 😃.


No entanto é só isso, Bye Black.

Ps: The Adventures of a Gym Leader voltou!!! lol
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Mestre em Qui 26 Fev 2015 - 14:28

Uou,li sua fic e achei sensacional ,muito boa parabens e por favor volte a faze-lase tiver pensando em parar e volte com a Francesca
avatar
Mestre
Membro
Membro

Masculino Idade : 15
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 30/11/2014

Frase pessoal : Fire emblem is love,Fire emblem is life


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 21 Abr 2017 - 22:19

Caralho, depois de mais de dois anos, eu volto com essa fic! (um dia eu ainda acabo, essa fic já tem quase 4 anos Laughing). Enfim, antes os comentários.

Comentários:

@Rush escreveu:Eae de novo, Black!


Esse capítulo ficou pequeno mas eu ri demais. Sério, salvo no final quando o John pergunta se podia capturar Pokémons. AUEHAUEHAUE' Ri também o sistema implementado dos jogos, como run e fight. E meu Deus Black, Lurly é a única pessoa que consegue apanhar prum Butterfree usando um Pidgeotto, ein?

E porra, depois de não sei quantos anos de jornada o Lurly captura um Butterfree? AUEHAUEHAUHE' Porra

Uma coisa que eu senti falta, é nessa amizade conturbada de John e Lurly. Lembro que no início eles pareciam mais inimigos do que amigos, mas dá pra perceber em como a amizade dos dois agora é forte. É lindo (':

UAEUAHEUA' Enfim, gostei bastante desse capítulo, eu ri demais nesse final.

É isso, aguardo o próximo cap!

Abraço!

Rush o/. O John é realmente um bobão kkk. E sim, o Lurly é o único cara que apanha pra um Butterfree usando um Pidgeotto, e além do mais, é o único cara do mundo a capturar um Pidgeotto na cidade do sexto ginásio huhauhau. Sim, agora os dois realmente são mais amigos, mas eu não entendi muito bem o que você quis dizer na sua frase, creio que faltou uma palavra depois de "senti falta" kkk, mas enfim. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo.

@Aphrodite escreveu:Hello, who is speaking (writing) is I! Aphrodite!

 Natsu do céu!!! A fic voltou!.
  Já tinha perdido as esperanças quanto a fic, mas finalmente ela voltou!!!

  Lurly desviando rota pra ir no safari? O Lurly que eu conheçi desviaria a rota para ir ver a Joy no centro ou para em um cabaré kkkkkk, #Gostandodonovolurlyselvagem.

  O Capítulo foi bom, Não achei tão curto para um filler. O Lurly ama a Jasmine, Não sai de Fuchsia nunca, Todo dia uma coisa diferente atrapalhando ( E coitado de quem segue ele ), O Pidgeotto e Licktung agora melhoraram a jornada 😃.


No entanto é só isso, Bye Black.

Ps: The Adventures of a Gym Leader voltou!!! lol

E voltou de novo! kkkk, mas não sei por quanto tempo. O Lurly agora mudou, virou jovem da igreja, parou de cantar as garotas, agora está centrado e só pensa em coisas úteis (outras coisas úteis...)  anjo  anjo Na verdade eu mesmo tava enrolando pra sair de Fuchsia e achei essa desculpa pra evoluir o Lickitung e o Pidgeotto que não evoluíam nunca kkk. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo.

@Mestre escreveu:Uou,li sua fic e achei sensacional ,muito boa parabens e por favor volte a faze-lase tiver pensando em parar e volte com a Francesca

Mestre o/. Obrigado pelo comentário. Apesar de alguns anos de atraso, estou aqui trazendo outro capítulo. Valeu e espero que continue lendo.

Bem, e agora o capítulo 46, que tem a revanche contra a Jasmine. O final do capítulo acho que foi meio sujo até pra mim, mas não acho que seja nada de mais, se tratando do Lurly Spark. A batalha acabou saindo mais rápido do que eu imaginei, pra se ter uma ideia, esse capítulo foi escrito em dois períodos totalmente diferentes: eu tinha escrito umas duas páginas e meia ainda em 2015, porém fiquei um tempão sem mexer no capítulo, e só agora fui terminar de escrevê-lo, então provavelmente o capítulo pode ter uma mudança brutal de estilo no meio, bem mas enfim, é isso Smile

Capítulo 46 - Eletrizante e Magnético!



John e Lurly seguiam de volta para o ginásio de Fuchsia, onde Lurly iria (mais uma vez, pra variar) lutar contra a Jasmine para conseguir a sua sexta insígnia. O fato de até o John ter conseguido-a primeiro era bem engraçado, mas enfim. Prossigamos com a história. A dupla seguiu um pouco e chegou ao ginásio, que abriu as portas sozinho perante eles.

- Caramba, quanto tempo. - Disse Lurly.
- Quanto tempo do quê, infeliz? A gente tava aqui ontem.
- Quanto tempo que eu não apareço. - Falou. - Estava começando a me preocupar. Como as pessoas conseguiram viver todo esse tempo sem mim?
- Ah, vai se ferrar.

Então foi possível ouvir um barulho de palmas e então as luzes se acenderam. Jasmine estava sentada do outro lado do campo.

- Lurly! Você voltou!
- Não, idiota, é assombração.
- Engraçado, você parece tanto com o Lurly.
- Foda né. - Suspirou o jovenzinho. - Vamos batalhar aí, caramba. Levanta do chão.
- Não. Hoje, lutaremos sentados.
- Ih, me tira disso. Esse negócio de sentar é com você. - Falou o jovem.
- Realmente, eu gosto bastante de sentar. - Olhou para o ex-líder. - Quer que eu sente em você?

Os dois garotos se entreolharam, assustados.

- Digo, sentar com você. - Corrigiu.
- Comigo sim. Sei. - Falou o Targaryen. - Vamos batalhar logo, desgraça, quero sair daqui com a minha insígnia. - Esbravejou. - Com a minha insígnia literalmente, porque o ginásio é meu, só pra te lembrar.
- Eu sei, peste. - Falou. - Enfim. É uma batalha 4x4. Vai Magneton!
- Ninetales, eu escolho você!
- Ah, vá pra puta que pariu! - Gritou John lá da arquibancada. - Você coloca o Ninetales como primeiro pokémon? É muita burrice!
- Não sei se te falaram, mas o pokémon mais forte dela é um Ampharos, cuja única desvantagem é ao tipo terra, cujo pokémon de tal tipo eu possuo.
- Mesmo assim...
- Tá fera, beleza.

Então, de um lado, saiu um pokémon metálico, ele parecia ser na verdade três Magnemites unidos por uma força magnética. Do outro, saiu uma raposa média, de cor meio amarelada e que possuía nove caudas juntas.

- Magneton, use o Magnet Bomb!
- John, você tem certeza que eu sou o burro? – Olhou para o garoto.
- Tenho. Mas a Jasmine é mais burra ainda.
- Ei, vocês dois, vão se fuder! – Gritou. – Se continuarem me xingando, vou colocar vocês pra fora do meu ginásio!
- Seu ginásio? – Riu Lurly. – Gata, você não é pão com ovo, mas me satisfaz.

A moça olhou com cara feia para ele e bateu as mãos contra a testa, e John riu decepcionado, de tão bosta que foi a cantada do ex-líder. Se nem a JasJas riu da cantada, é porque foi uma grande rolha de merda mesmo, mas enfim.

- Ninetales, use o Will-o-Wisp!

Então, o ímã juntou todo o magnetismo (um pouco óbvio isso) do local, criando uma esfera média, feita com o que foi absorvido. Em seguida, arremessou-a contra o mamífero, que recebeu o golpe, mas nem se movimentou, de tão esdrúxulo que foi o dano dele. Logo após isso, a raposa abriu a boca e cuspiu pequenas labaredas roxas, que envolveram Magneton, acertando-o logo em seguida. Após isso, um fogo consumiu o elétrico, fazendo-o gritar um pouco. Estava queimado.

- Demônio dos infernos! Lúcifer! – Esbravejou a nossa quarta líder preferida (até o momento apareceram 4 líderes mulheres, entendam como quiser.) – Magneton, Thunderbolt!
- Evasiva e depois, Ember!
- Pfft. – Riu John Persavic.
- O que foi, nobre jovem? – Perguntou o protagonista, com deboche.
- Sexto ginásio e ainda com Ember? – Riu de novo. – Tá na hora de um Flamethrower aí hein, sem querer insinuar nada, só falando casualmente assim e tals.
- Peraí que tá na hora também. – Olhou para o braço, como se tivesse um relógio. O jovenzinho olhou confuso. – Tá na hora de você ir tomar no seu cu.

Jasmine então levantou as mãos para cima e gritou: “Turn Down for What!”, Lurly fez o mesmo, e se fosse um daqueles vídeos de zuera, certamente um óculos começaria a descer sobre a cabeça do loiro falso. John bateu a mão contra a testa, foi uma resposta bem ridícula, mas a líder já tinha se rebaixado muito ao nível do Lurly. Talvez fosse a aura de Fuchsia que fizesse isso com as pessoas.
Mas voltando ao que realmente importa, o elétrico mirou seus imãs em direção ao oponente, criando um grande raio elétrico e arremessando-a; Ninetales, porém, foi mais rápido e desviou facilmente, em seguida, abrindo a boca, expelindo várias brasas, que atingiram Magneton em cheio, jogando-o a uma distância bem grande. Além disso, o pokémon ainda sentiu um fogo (não o bom) queimando por dentro, devido ao efeito de queimação. Estava bem debilitado em apenas dois golpes.

- “Vantagem não é tudo”. – Ironizou Lurly. – Realmente não é, mas o seu Magneton é muito fraco. – Suspirou. - Quick Attack.

A raposa então começou a correr muito rápido, então se aproximou do metálico, atingindo com a lombar, jogando-o contra a parede e nocauteando, mesmo com o golpe não sendo tão eficaz.

- Retorne. – Suspirou. – Vai, Skarmory!
- Skarmory? – Riu Lurly. – Retorne, Magneton. – Recolheu seu pokémon. – Vaporeon, vai!
- Vaporeon? Sério? – Ironizou a nobre moçoila. – Você é bonitinho, mas é burro igual a uma porta. – Riu.
- A parte do burro é verdade. – Concordou João. – Mas bonitinho? – Gargalhou. – Sérião?
- Não. Ele é escrotão. – Falou, como se cochichasse para o garoto lá na arquibancada. – Mas deixa ele pensar que é bonito.
- Gata, eu sou bonito. Tão bonito quanto o seu sorriso. – Falou. – Aliás, você é Dragon Ball GT?
- Não, por quê?
- Porque o teu sorriso é tão resplandecente, que deixou meu coração alegre.
- ME DÊ A MÃO, PRA FUGIR DESSA TERRÍVEL ESCURIDÃÃÃÃÃO. – Gritou John, completando a música. Lurly suspirou por perceber que anda com um garoto tão idiota.
JasJas deu um duplo facepalm. Primeiro, pela cantada esdrúxula do ex-líder, depois, pelo fato de John ter cantado gritando aquela música de virgem.
- Às vezes eu penso seriamente em largar a carreira de líder. É cada uma. – Suspirou. – Pior que eu nem posso justificar o salário, visto que é uma merda. – Reclamou Jasmine. – Mas enfim. Skarmory, use o Thunderbolt!
- Evasiva e depois, Water Pulse!

De um lado, saiu uma grande e magnífica ave, com o corpo todo revestido de metal, tinha o corpo cinza, assim como suas asas, que também eram envolvidas por uma cor vermelha. Do outro, saiu um animal quadrúpede, se assemelhava a um cachorro, mas tinha uma cauda de peixe, assim como as suas orelhas também pareciam pertencer a outra espécie.
Então, a ave abriu suas asas imponentemente, em seguida mandando um violento raio elétrico, que atingiu o aquático, tirando bastante dano do mesmo. Em seguida, a eeveelution levantou com dificuldades e então abriu a boca, criando uma pequena esfera de água, que foi arremessada contra o metálico, afastando-o um pouco, mas tirando um dano normal.

- Skarmory, use o Toxic Spikes!
- Bosta! – Esbravejou o jovem. – Que coisa apela dos sete infernos.
- Apelo por que, senhor do Electivire que não perde?
- Apelo porque é apelo pra cacete! Tudo bem que meu Electivire era [s]um pouco[/s] forte. Mas esses golpes de veneno são o lúcifer materializado na Terra.
- Você, como treinador deveria se preparar para qualquer situação. – Ironizou a moça bonita, moça formosa.
- Sim, deveria. Se eu fosse um treinador. – Falou.
- E você não é? – Perguntou ela.
- E aí, você não é? – Perguntou John.

Os dois olharam com cara de “que merda é essa, jovem?”.

- Ah, eu to tão avulso nesse capítulo, só queria aparecer. – Lamentou.
- É, e poderia continuar avulso. – Falou o ex-líder. – Enfim, eu não sou um treinador, eu sou um líder de ginásio. Já viu o nome da fic? É “The Adventures of a Gym Leader
- É, mas o Black te chama de “ex-líder”. – Falou Jasmine. – E aí, cadê seu deus agora?
- Ah, foda-se! – Exclamou. – Enfim. – Vaporeon, use o Sand-attack e depois, Water Pulse!

Então, primeiramente, Skarmory bateu suas asas, lançando pequenas “tachinhas” no chão, o próximo pokémon que pisasse em campo, seria envenenado por elas. Em seguida, no entanto, o cachopeixe virou-se para o adversário e começou a bater no chão, levantando uma grande quantidade de poeira; porém o metálico bateu suas asas, dispersando essa poeira, mas em seguida, Vaporeon abriu a boca e lançou uma média bola d’água, atingindo em cheio a ave, jogando-a um pouco distante.

- Vaporeon, não pare! Use o Water Pulse de novo!
- Skarmory, bata suas asas e gire usando o Thunderbolt!

A eeveelution abriu a boca e novamente expeliu aquela bola de água, todavia, a ave abriu suas asas e começou a rodopiar, escapando do golpe, em seguida, desferiu uma violenta carga de raios, que atingiu Vaporeon, nocauteando-o.

- Certo. - Ia dizendo Lurly quando foi interrompido.
- Não, errado. - Ridicularizou JasJas.
- Caramba, você é chata hein. - Reclamou. - Enfim, Ninetales, venha!

A raposa novamente entrou na batalha, todavia, ao pisar no chão sentiu as picadas tóxicas e gemeu de dor.

- Isso não vai durar muito tempo mesmo... - Disse Lurly. - Ember!
- Evasiva e Steel Wing!
- Steel Wing num pokémon de fogo... Faz todo o sentido. - Disse John.

O mamífero logo abriu sua boca e de lá várias brasas saíram, elas então seguiram em direção ao grande pássaro metálico, que abriu as suas asas, tentando se defender do golpe, no entanto, em vão, pois a brasa o atingiu, acabando por nocauteá-lo.

- Morrer pro Ember é ser muito ruim, hein Jasmine. - Provocou Persavic.
- Dane-se!
- Por que não falou palavrão?
- Na verdade eu falei, mas acho que quando acabou sendo dublado, eles censuraram essa parte... - Lamentou. - Coisa de país subdesenvolvido.
- Vamos deixar a aula de geopolítica para depois e lutarmos? - Sugeriu o protagonista.
- É uma boa ideia, pois eu não quero me humilhar falando sobre a importância geopolítica do Polo Norte ou do Alaska, por exemplo.

Os dois garotos bateram a palma da mão contra a testa.

- Enfim, Magnezone, venha!

Então o gigantesco bicho de metal veio a campo.

- Comece com Will-o-Wisp e depois, use o Shadow Ball!
- Thunderbolt!

Ninetales fechou os seus olhos e concentrou uma grande energia, em seguida, abriu a boca e várias labaredas começaram a sair, em seguida, dançando em volta do adversário, até que o atingem, fazendo com que ele urre de dor. Logo depois, o animal rapidamente abre a boca e concentra toda a energia sombria do local e a transforma numa bola negra, também jogando-a contra o oponente, que foi arremessado a uma distância considerável, perdendo uma boa parte do HP.

- Esse Ninetales está encapetado? - Perguntou John.
- Tá quase. - Respondeu o ex-líder. - Líder*

Não, é ex-líder mesmo, mas enfim.

Jasmine então surpreendeu-se com a força do golpe, visto que Magnezone nem sequer conseguiu desferir um golpe contra o oponente.

- Certo, Magnezone, novamente, use o Thunderbolt!
- Ninetales, use o Quick Attack para esquivar e em seguida, use o Shadow Ball!

Então, o imã gigante fechou os olhos, concentrando um violento raio elétrico que saiu de seus ímãs, na direção do oponente, que começou a correr numa velocidade tão absurda, que parecia se teletransportar, desviando facilmente do golpe; em seguida, ele abriu a boca e criou uma bola de escuridão, que atingiu o metálico, nocauteando-o.

- Incrível. - A líder estava perplexa com o poder do Ninetales. - O que você deu a ele?
- Algo que você merecia.
- Rola?

O pokémon se espantou e até se encolheu de medo, enquanto John e Lurly bateram as mãos nas testas.

- Amor.
- Ah, tá. Agora pareceu bem menos estranho. - A líder coçou a cabeça. - Ok, chega de brincadeira. Amphy, venha!

Então o ovelídeo (isso existe?) saiu da pokébola, sedento por sangue, destruição e morte, apesar do olhar fofinho.

- Thunderbolt!

Antes que o Targaryen respirasse, o elétrico carregou um violento raio elétrico, que atingiu em cheio o animal de fogo, que caiu no chão, nocauteado.

- Tá. Vou ignorar esse Pokémon OP que o Black inventou só pra eu não ganhar a porra da MINHA insígnia. Mas beleza, narrador, o rei aqui comanda. - Falou o Lurly, com a famosa idiotice. - Graveler, vem pro papai!

Logo, um bicho redondo todo feito de pedras saiu da pokébola. Seu corpo era revestido pelo material citado e possuía uma espécie de par de braços coladas ao corpo, enquanto outro par ficava perto de sua cabeça.

- Use o Dragon Pulse!
- Graveler, evasive e Magnitude!

O mamífero então abriu a boca e de lá saiu uma espécie de raio roxo, que atingiu o adversário, que sofreu pouco dano do golpe, e em seguida bateu os pés no chão, criando um tremor médio, que fez Ampharos se desequilibrar e bater a cabeça em uma pedra.

- Boa, Graveler! - Gritou. - Use o Dig!
- O quê? - Espantaram-se os dois. - Desde quando ele sabe o Dig?
- Desde que eu ensinei.
- Certo, Amphy, fique de olho quando ele subir e use o Signal Beam!

Então, o pedregulho começou a cavar rapidamente, indo para o subsolo. Ninguém sabia onde ele estava, até que seu treinador lhe deu a ordem para sair, atingindo então a ovelha bem na cabeça, jogando-a longe.

- Sem deixá-lo respirar, use o Rock Throw!

O bicho catou algumas pedras no chão e começou a arremessá-las contra Ampharos, que foi atingido na cabeça, em seguida, caiu no chão e Graveler continuou arremessando pedras, até que elas o cobrissem inteiramente, impedindo-o de sair, decretando a vitória a Graveler.

- Wow, essa foi rápida. - A líder falou, arfando. - Parabéns, Lurly Spark, você ganhou a Insígnia...
- Blabla, eu já tenho a insígnia. Só queria vencer você mesmo. E hoje foi muito fácil com a minha estratégia kamikaze. - Ele disse. - Enfim, vamos John.
- Bem, as minhas portas estarão abertas para quando quiser voltar.
- As suas portas? - Perguntou o Targaryen, surpreso.
- Entenda como quiser. - Falou e virou de costas, começando a andar e mostrar um rebolado.
- Caralho, to de pau duro.

John ignorou o comentário e saiu do ginásio. Lurly fez o mesmo logo em seguida.


É isso e espero que comentem Smile
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Sab 22 Abr 2017 - 0:25

OMFG! Guess who?! Aphrodite here!

Quando recebi o email vim desacreditado, e quando vi que era sua fanfic... a emoção bateu no kokoro. Mesmo depois de 2 anos e 4 meses, conseguiu manter o nível que tinha, e ainda o melhorou. Ah, como foi triste viver sem essa fanfic.

Mas enfim, falando do capítulo em si, foi muito bom. Concordo, esse capítulo foi muito sujo, mas ainda sim ri muito. Seu humor por mais que escrachado, é inteligente, e admiro muito isso. Jasjas me lembra Jajá, logo achei que o Lurly iria levar oco novamente, mas FINALLY ele conseguiu ganhar essa insígnia. O Jhon é muito retardado, acho que nem eu chegaria a esse nível '-'. Mas Jasmine-san conseguiu se superar, naquela do "na verdade eu falei, mas acho que foi dublado" (algo assim) eu ri demais, cara, give me more. Em matéria de erros, só vi um, mas não sei se foi necessariamente um erro.

Enfim, ~Black. Não pare novamente por favor, e se for, que seja com um arco final.
Uma volta melhor? Impossível. Bai bai, Black, até o próximo capítulo. Ah, e não pare tá ;-;
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Sab 22 Abr 2017 - 21:36

Ontem, por coincidência, eu estava brincando de vasculhar coisas na pasta onde eu organizava a fic do Kyle. Descobri que tinha um capítulo lá inteiro que eu nunca havia postado. Li o cap e senti-me totalmente nostálgico me lembrando de como era escrever aquela jornada maravilhosa. A nostalgia foi forte.

Então eu entro no fórum e percebo que Lurly, o famoso, o precioso, o maravilhantemente glorioso protagonista da fic, que era a principal concorrência de audiência da época de Kyle, voltou ao ar.

PORRA BLACK. QUE SAUDADES PORRA

Admito que ri muito neste capítulo. Risadas que mesclaram com lágrimas de nostalgia. A quarta parede sendo trucidada com uma bola de demolição foi usada de forma genial nos quesitos do "foda-se". Eu realmente preciso dar uma relida já que eu esqueci os vários fatores nestes últimos dois anos, mas ver o Lurly de volta fez o meu dia cara. Ficão da porra.

Lembro desse Skarmory WTF que sabe usar Thunderbolt. Lembrei dos Pokémons aleatórios, totalmente avulsos e caracterizados como noobs que o ex-líder de ginásio capturou nessa jornada aleatória. Lembrei do famoso cortejador, no melhor estilo Don Juan, da área de fics. Lembrei-me também dos foras que o John levava. (':

A única coisa que eu realmente senti falta foi do Clefable machão que o Lurly teve como inicial.

AI AI

Que coisa boa.

Espero que você não desista da fic meu amigo. O Lurly finalmente conseguiu vencer de seu próprio ginásio, agora não tem mais como desistir. Tenho que dizer que eu ri muito das narrações, principalmente os sinônimos dos personagens, como "João", "Targaryen", "nobre moçoila". AH, tá aí a classe de Lurly que eu senti tanta falta. O humor pesado e os acontecimentos non-sense. Lurly é um ícone. Lurly é a hype.

Eu com certeza voltarei no próximo capítulo. Só agradeço ter voltado,

Beijão
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Ter 25 Abr 2017 - 20:08

Black postando um capítulo 3 dias depois do capítulo anterior, como foi planejado desde o início da fic? Há quanto tempo eu não posto um capítulo tão perto do outro? huahuahuah. Mas enfim, como a fanfic só tem dois leitores e eles já comentaram, vamos postar o capítulo né!

Comentários:

@Aphrodite escreveu:OMFG! Guess who?! Aphrodite here!

Quando recebi o email vim desacreditado, e quando vi que era sua fanfic... a emoção bateu no kokoro. Mesmo depois de 2 anos e 4 meses, conseguiu manter o nível que tinha, e ainda o melhorou. Ah, como foi triste viver sem essa fanfic.

Mas enfim, falando do capítulo em si, foi muito bom. Concordo, esse capítulo foi muito sujo, mas ainda sim ri muito. Seu humor por mais que escrachado, é inteligente, e admiro muito isso. Jasjas me lembra Jajá, logo achei que o Lurly iria levar oco novamente, mas FINALLY ele conseguiu ganhar essa insígnia. O Jhon é muito retardado, acho que nem eu chegaria a esse nível '-'. Mas Jasmine-san conseguiu se superar, naquela do "na verdade eu falei, mas acho que foi dublado" (algo assim) eu ri demais, cara, give me more. Em matéria de erros, só vi um, mas não sei se foi necessariamente um erro.

Enfim, ~Black. Não pare novamente por favor, e se for, que seja com um arco final.
Uma volta melhor? Impossível. Bai bai, Black, até o próximo capítulo. Ah, e não pare tá ;-;

Aphrodite, meu fã mais assíduo o/. Realmente foram tempos sombrios para a área a ausência de Lurly Spark, mas ele está de volta e muito mais ativo do que outrora já esteve. Finalmente ele ganhou essa merda de insígnia, já tava me atormentando kkkk. O John é muito doente mesmo. Aquela cena foi engraça mesmo kkkk. Valeu e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu:Ontem, por coincidência, eu estava brincando de vasculhar coisas na pasta onde eu organizava a fic do Kyle. Descobri que tinha um capítulo lá inteiro que eu nunca havia postado. Li o cap e senti-me totalmente nostálgico me lembrando de como era escrever aquela jornada maravilhosa. A nostalgia foi forte.

Então eu entro no fórum e percebo que Lurly, o famoso, o precioso, o maravilhantemente glorioso protagonista da fic, que era a principal concorrência de audiência da época de Kyle, voltou ao ar.

PORRA BLACK. QUE SAUDADES PORRA

Admito que ri muito neste capítulo. Risadas que mesclaram com lágrimas de nostalgia. A quarta parede sendo trucidada com uma bola de demolição foi usada de forma genial nos quesitos do "foda-se". Eu realmente preciso dar uma relida já que eu esqueci os vários fatores nestes últimos dois anos, mas ver o Lurly de volta fez o meu dia cara. Ficão da porra.

Lembro desse Skarmory WTF que sabe usar Thunderbolt. Lembrei dos Pokémons aleatórios, totalmente avulsos e caracterizados como noobs que o ex-líder de ginásio capturou nessa jornada aleatória. Lembrei do famoso cortejador, no melhor estilo Don Juan, da área de fics. Lembrei-me também dos foras que o John levava. (':

A única coisa que eu realmente senti falta foi do Clefable machão que o Lurly teve como inicial.

AI AI

Que coisa boa.

Espero que você não desista da fic meu amigo. O Lurly finalmente conseguiu vencer de seu próprio ginásio, agora não tem mais como desistir. Tenho que dizer que eu ri muito das narrações, principalmente os sinônimos dos personagens, como "João", "Targaryen", "nobre moçoila". AH, tá aí a classe de Lurly que eu senti tanta falta. O humor pesado e os acontecimentos non-sense. Lurly é um ícone. Lurly é a hype.

Eu com certeza voltarei no próximo capítulo. Só agradeço ter voltado,

Beijão

Lorde Rusha o/. "Principal concorrência", tipo, os mesmos que liam a minha, liam a sua, mas beleza, entendi seu ponto huhauhahua. Em relação à quarta parede, como você pode perceber, desde um ponto da fic eu simplesmente taquei o foda-se e quebro a quarta parede toda hora huahuahuha. Opa, que bom que o Lurly salvou seu dia. Cara, eu simplesmente acho épico aquelas merdas que o Lurly capturou, toda vez que em alguma fic alguém pega pokémon ruim eu acho legal. Valeu pelo comentário e pelo menos por uns cinco capítulos, eu não vou desistir. Já deixei uma boa reserva dessa vez. Espero que continue lendo Smile

Bem, como eu disse pro Rush, eu já escrevi mais esse capítulo e mais outros dois seguintes. Esse capítulo eu escrevi esses dias, então a narração tá um pouco diferente do que era, espero que não se incomodem. Eu estou escrevendo outra fic e decidi colocar uma narração mais profunda, então acabei escrevendo automaticamente assim na do Lurly, apesar de não ser AQUELA COISA bem profunda, mas comparado a antes, mas não se preocupem que a bostice, escrotice e humor pastelão continuam huhauhauha. Bem, esse capítulo foi meio filler, mas um personagem importante apareceu, e outros dois nem tanto... huhauhauh Enfim, é isso e espero que leiam Very Happy

Capítulo 47 - Combate em Pallet!

Os dois saíam do ginásio e caminhavam pelas ruas da quente cidade de Fuchsia, até que o iPhone de Lurly - como numa incrível coincidência, já que isso aconteceu exatamente após a batalha dele contra Jasmine - toca. Revelando ser o Sr. Samuel Oak, ou para os íntimos, Professor Carvalho.

- Eita, o professor caralho tá me ligando.
- Quem? - O outro perguntou assustado.
- Desculpa, foi o corretor. Eu quis dizer Carvalho.
- Ah, sim, esse corretor sempre nos foge.
- Foge?
- Ah, eu quis dizer fode. Enfim essa conversa não vai a lugar azul. Digo nenhum. Porra, vai se ferrar.

Então Lurly Spark ignorou e atendeu o telefone, surpreso, já que o velho nem gostava dele, logo imaginou ser algo importante.

- Lurly Spark, preciso que você venha aqui em Pallet.
- Já saiu do hospital, velho miserável? - Provocou. - Não, eu não vou até Pallet, eu vou para a cidade do sétimo ginásio.
- Você nem sabe onde fica...
- Sei sim. - Ele pensou e realmente não sabia. - Cacete, é mesmo, não sei onde é.
- Você é tonto, hein. - John bateu a mão contra a testa. - Você é um líder e nem sabe onde ficam as outras cidades.
- Tá, professor, eu me viro pra chegar lá. - Disse, ameaçando desligar o telefone e ignorando os comentários de John Persavic.
- Pago 500 pokédolares para você e pro seu amiguinho.
- Chego aí em duas horas.

Ele então desligou a chamada.

- Vamos pra Pallet.
- O quê? O sétimo ginásio fica em Pallet? - Perguntou John.
- Não, ele quer ajuda com alguma coisa, nem sei o que é, mas ele vai pagar quinhentinhos, então eu vou. Se quiser ganhar 500 contos vem comigo, se não, adeus.
- Vamos ao Porto agora. - John sorriu.

O ex-líder apontou os dois indicadores para o garoto e sorriu, como se dissesse: "essa é minha little bitch", ou melhor, "esse é o meu garoto".
A dupla então caminhou por algumas ruas movimentadas da cidade até alcançar o extremo sul, onde uma grande construção se destacava. O Porto de Fuchsia movimentava milhões de dólares por ano e era um dos responsáveis por fazer a economia de Fuchsia fluir. Também tinha navios comerciais no local, levando as pessoas a outros continentes, às Sevii Islands ou à Pallet. Os nossos jovens pagaram quarenta dólares em duas passagens para a vila inicial de Kanto.
Ficaram meia hora sentados na recepção do porto até dar a hora do navio partir.

-x-

Uma hora e meia depois eles haviam chegado em Pallet. O porto da cidade era bem vagabundinho e só tinha uns três navios, todos que tinham como destino a cidade litorânea que os nossos heróis recém-estavam. Assim que desembarcaram do navio, o velhote veio cumprimentá-los.

- Tá, velhote. Fala logo. - Lurly parecia impaciente, mas na verdade estava só com fogo na periquita. - Na periquita da sua vó, infeliz.
- Tá ficando caduco? - Perguntou John. - Tá falando com quem?
- Nada, não, esquece. - Ignorou. - Então, Carvalhão da massa, o que aconteceu?
- A Equipe Rocket dominou a cidade de Pallet inteira.
- Caralho, esses caras enchem o saco, vão pra merda. - Suspirou.

Logo, os três saíram apressadamente do porto e então Lurly se assustou. Não se assustou com a infestação de grunts da Equipe Rocket, mas, sim, com o tamanho da cidade. Não se lembrava de que era tão pequena e insignificante. Se olhasse de cima, era possível ver que a cidade era extremamente organizada: eram dez ruas na horizontal se cruzando com dez ruas na vertical. Se alguma pessoa que tivesse sem nada para fazer fosse contar as casas da cidade, levaria pouco menos que uma hora. No entanto, após a epifania do nosso protagonista, veio um momento sensato, onde ele viu à distância e percebeu vários Rockets, possivelmente chegando à casa dos milhares. Todavia, nenhum deles parecia conhecido, não tinha nenhum chefão lá, somente um monte de bandido mequetrefe assaltando as casas.

- Velhote, são um monte de grunts com Golbats. Sério que seu rato amarelo não vence? - Lurly revirou os olhos. Num raro momento, John concordou.
- Isso é tão ridículo... - O John puxou a pokébola do Lickilicky.
- Então vai lá, fodão. - Ironizou o velho. - Dá dez passos.

A distância entre o porto e a cidade de facto era de aproximadamente um quilômetro, através de uma avenida, que ficava cercada por árvores dos dois lados. O jovem de cabelos prateados avançou um pouco, porém bateu em algo transparente. Ele tentou seguir, mas em vão, já que aparentemente não saía do lugar.

- Já sei! Isso é algum truque do Mr. Mime daquela coroa gostosa que você tava comendo.
- Cara, isso é doente. Ela morreu de depressão tem alguns anos já.
- Ah, é. Esqueci que o filho dela tinha morrido e ela morreu um ano depois com depressão. - Ele olhou com cara de safado para Carvalho. - Pensei que você e o Mr. Mime davam conta.
- Ah, moleque dos infernos! - O homem esbravejou. - Não sei onde eu tava com a cabeça de chamar você pra me ajudar.
- Era só ter me chamado primeiro. - Disse uma voz bem máscula (hétero), mas suave.

Os três viraram para trás e então viram um homem alto e magro; seu cabelo era de um tom amarelo esverdeado, se aproximando do oliva e seus olhos tinham um tom estranho de azul, vestia uma camiseta preta e uma jaqueta azul, com belos detalhes amarelos, apesar do calor insuportável de Kanto; calçava um tênis preto. Junto dele estava um homem um pouco mais alto, porém com muito mais massa muscular do que o ex-líder magricela de Sunyshore e tinha a pele negra, seus olhos e cabelos eram de um tom escuro de marrom; seu dorso estava desnudo e vestia uma bermuda e calçava um par de chinelos da marca “Alolanas”. O primeiro era o famoso Lorde Volkner e o segundo era Jefferson, segundo elite da Elite 4 do Platô Índigo.

- Volkner?! - Lurly se espantou, fazendo uma reverência. - Que honra você por aqui. - Pela primeira vez em mais de quarenta e cinco capítulos, Lurly demonstrava respeito verdadeiro por alguém, sem ironia nenhuma.
- Chupa minhas bolas depois, Lorde Lurly. - O homem falou, dando uma risada em seguida, desmanchando a face de decepção que tinha criado em Sinnoh. - Vim porque eu estava treinando com esse cara aqui e como tudo é coincidência, ele resolveu vir visitar a pequena cidade onde nasceu.
- É. - O negro falava, com uma voz bem grossa. - Machamp, eu escolho você!
- Raichu, venha!

De uma esfera saiu um animal médio, se assemelhava a um rato e era amarelo alaranjado, tinha a barriga branca, sua cauda preta devia ter por volta de cinquenta centímetros e terminava em um grande raio, suas bochechas amarelas carregavam grande eletricidade. Da outra bola, um grande humanoide saiu, seu corpo era todo musculoso e na cor cinza, possuía dois pares de braços, que certamente faziam com que a tarefa de carregar peso fosse mero detalhe para esse monstro, que além de tudo, possuía um grande cinturão preto, que certamente servia para intimidar os adversários, mostrando-os que ele já tinha vencido várias lutas, e que estava preparado para vencer mais uma.

- Strength!
- Iron Tail!

Logo, o monstro de dois metros de altura ergueu seus músculos, fazendo com que eles aumentassem ainda mais de tamanho, ficando bizarramente grandes, em seguida, começou a fazer força contra a parede invisível, que foi rapidamente violada. Junto a isso, o gordo mamífero fazia com que sua cauda elétrica, momentaneamente fosse envolvida por aço, de modo a deixá-la tão dura quanto o material que representava, Raichu também batia violentamente contra a barreira invisível. Obviamente que o Raichu não teria a mesma força do Machamp para executar a tarefa, todavia, as vinte e cinco batidas que dava por minuto, certamente poderiam ajudar o gigantesco lutador, que apesar da força tremenda, batia “apenas” oito vezes por minuto, claro, que as suas oito vezes eram avassaladoras.

Lurly e John que estavam coçando o saco, já que não estavam lutando, acabaram parando por um minuto e viram que tinha um Alakazam fazendo essa barreira.

- Volkner, olha! - Lurly falou, apontando.
- Raichu, use o Thunderbolt!

O rato deixou o seu companheiro de batalha terminando de bater na parede invisível, então ele deu um mortal e ficou de quatro no chão, em seguida, suas bochechas começaram a soltar várias faíscas, o bicho então aproveitou isso para mandar um violento raio, que passou pela bolha, assustando o Alakazam, que então acabou se desconcentrado e desfazendo a proteção.

- Parem já com isso! - O negro gritava. - Poliwrath, eu escolho você!
- Jefferson, vou pedir um favor pra você. - O homem loiro piscou, fazendo com que o negro entendesse. - Jolteon, eu escolho você!

Da pokébola do negro então saiu um gordo sapo bípede, que era todo azul e tinha a barriga azul, que era coberta por um redemoinho negro, enquanto suas mãos eram calçadas por um par de luvas que o auxiliava a golpes. O outro monstro era da mesma espécie que John e Lurly também possuíam: uma espécie de cachorro amarelo, coberto de espinhos, que além de tudo estavam eletrificados, e em volta do seu pescoço havia uma penugem branca muito bela.

- Poli, Rain Dance! Hydro Pump!
- Hehe. - Volkner alisou as mãos enquanto dava uma risada maléfica.
- Cara, você é do mal. - Lurly sorria. Até mesmo John entendeu a estratégia.
- Thunder!

Logo, o sapo começou a dançar, fazendo com que o céu azulado de Kanto fosse coberto por nuvens em poucos minutos, fazendo uma grossa chuva cair. Em seguida, ele começou a correr tão rápido que mal era possível vê-lo, ele então se aproximou do pokémon psíquico, abrindo a boca e mandando um jato de água tão forte que o cobriu inteiro, até que o pokémon cessasse o golpe e visse que o adversário estava a dez metros de distância, nocauteado. Após isso, vários Golbats começaram a ir para cima de Poliwrath, entretanto um estrondo foi ouvido e então os morcegos olham para o céu; o anfíbio sabendo do que se tratava, deu quatro cambalhotas para trás e saiu da área de influência. Quando os voadores menos esperavam, um gigantesco raio caiu do céu, fazendo um pequeno incêndio na área, derrubando todos os Golbats e mais alguns Rockets. Os outros que ficaram em pé decidiram ir embora e começaram a correr rumo a Rota 1, enquanto a chuva ia cessando.

Lurly então se aproximava de uma das grunts, que realmente era bem bonita.
- Gata, você é bandida?
- Óbvio que sou.
- É que você roubou meu coração.

Por incrível que pareça, a menina recuou um pouco e retirou a expressão brava da face, abrindo um sorriso logo em seguida, dessa vez se aproximando de Lurly.

- Você até que é bonito. - Falou olhando em seus olhos. - Charme você tem.
- Ei! Vamos logo! - Um homem gritava, chamando a menina, que olhou para Lurly e apenas fez uma cara triste. Ela então foi correndo, dando um tchau com as mãos para o garoto, que ficou estático.

John, Professor Carvalho, Jefferson e Volkner olhavam abismados para Lurly. Pela primeira vez na história, uma cantada do ex-líder tinha dado certo e uma garota realmente tinha se interessado por ele. Porém nosso protagonista é tão sortudo, que no fim das contas, acabou nem beijando a menina.

- Ela podia ter dado pelo menos o número. - O rapaz suspirou.
- Eu conheço um lugar que têm várias. - O velho se aproximava, arriscando três números.
- Não quero ir atrás das suas putas, não. - O menino esbravejou. - Eu consigo pegar mulher sem precisar pagar.

Então todos os quatro começaram a rir tanto, que mal conseguiam respirar.

- Tá, danem-se todos vocês. - Disse, mostrando o dedo do meio para todos eles. - Eu só quero ir embora dessa roça. - Aquele comentário certamente chatearia os moradores de Pallet. Isso é, se eles soubessem ler. - Professor, cadê meu dinheiro?
- Dinheiro? - Riu novamente. O velho ria tanto que nem parecia que há poucas semanas estava no hospital. - Você nem tirou a Equipe Rocket daqui. Quem tirou foi o Volkner e o Jefferson.
- Então você me chamou aqui para estar merda de cidade e nem sequer vai me pagar? Vai se fuder então. - E mostrou o dedo do meio para o velho.

Então o rapaz ia saindo em direção ao porto da cidade novamente.

- Perae, velhote. - Voltou. - Você sabe onde fica o sétimo ginásio?
- Sei. - Falou firmemente. - Fica na casa da tua mãe, seu bosta!

Os outros três que estavam de figurantes colocaram as mãos na bocas enquanto diziam: “oooooo” para Lurly Spark, que apenas ignorou tudo aquilo.

- John, sua besta quadrúpede, você também não sabe onde fica o sétimo ginásio. Deixa de ser tonto. - Bateu a mão na testa.
- Ah, é verdade. - Suspirou. - Querido Professor Carvalho, Vossa Majestade saberia informar-me onde fica a cidade supracitada?
- Sei. Fica a oeste de Fuchsia. - Ele explicou. - Vocês têm que subir a Montanha Cinzenta. A cidade fica no alto da montanha, a mais de três mil metros de altitude. - Falou novamente. - Ah, e lá faz frio o ano todo, até mesmo nesse verão de Kanto. Portanto, comprem casacos para subirem para lá. O nome da cidade é Climber Town.
- Só uma pergunta, desculpa interromper. - Falou o negro. - Se você falou tudo em português, porque você falou “Climber Town” no final, em vez de simplesmente “Vila Climber”?
- Porra, negão, até você. - Suspirou o velho. - Enfim, vocês dois. - Apontou para nossos “heróis”. - Caiam fora da minha cidade.
- Sabia nem da existência dessa cidade, mas beleza.
- Ah, essa cidade já existia, mas ninguém ligava, porque ficava no alto da montanha na fronteira da puta que pariu com o fim do mundo. Mas depois da destruição que houve em Kanto eles conseguiram uma licença pra construir um ginásio. Agora é obrigatório ir pra lá. Boa sorte subindo. Espero que não morram. - Falou. - Pelo menos o outro aí. - Falou, apontando para John.
Lurly então suspirou.
- Volkner, foi um prazer te rever. Te amo, te adoro, sou seu fã. - Falou Lurly, dando um abraço no homem.
- Eu sei. Todos me adoram. - Ele falou convencido.
- Tá. Vamos logo. - Disse John Persavic.

Então nossos heróis seguiram rumo à desconhecida cidade de Climber, a oeste de Fuchsia. Que aventuras o esperam? Será que eles sobreviverão? O que acontecerá? Essas e outras perguntas, vocês saberão apenas mais pra frente.

Continua no próximo episódio...


É isso e espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Ter 25 Abr 2017 - 21:35

Yohoho~ Guess... Primeiro me responda, só eu que li "- É. - O negro falava, com uma voz bem grossa. - Machamp, eu escolho você!" com a voz do Julius?

Ah... tem razão, só eu para tamanha idiotice ;-;

Guess Who? Aphrodite here!

Mds, que capítulo minúsculo e confuso. Em vários momentos eu só conseguia pensar "what?", e reler. Você não explora o conceito da quarta parede, simplesmente a destruiu, e criou TAoaGL. Lurly mostra respeito a alguém, uma garota se interessa nele, e ele é chamado de herói mesmo entre aspas? Desculpe, mas a utopia perfeita em minha mente foi destruída com tamanhos acontecimentos.

Sempre que aparece uma garota bate aquela falta da Francesca (se o nome dela é assim), suas falas divas me encantavam. Obrigado garota foguete, você é minha nova senpai #Lurket. “Alolanas”, uma fanfic que começou antes da 6' geração, mandando referências da 7', bate até um orgulho de ler uma fic assim (imagine para quem a faz). Como foi um capítulo pequeno e terei que relê-lo 50x para entender, não tenho mais nada a comentar.

Capítulo 7/10.
Esperando pelo próximo capítulo, bai bai, Til Preto.
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Qui 27 Abr 2017 - 16:25

Querido Black!

Me desculpe pela demora em aparecer aqui, acabei deixando para ler depois e me esqueci completamente da área de fics, achando que eu já tinha lido todas as fan fics pedentes.

Achei o capítulo ainda mais curto do que de costume, além de não ter tido ação alguma por parte dos protagonistas. Se não fosse pela menção da Vila Cilmber e o respeito de Lurly a algum ser humano vivo da fic, consideraria um filler. O rombo da quarta parede no início provavelmente nunca será fechado, nem com ajuda dos engenheiros e pedreiros do japão, que fazem milagres. AUEHAU' Até imagino a brisa que você teve ao escrever essa parte, ou no Word ou, com mais nexo, no celular. Hahahah

Eu ri demais em como o professor Caralho convenceu os protagonistas irem a Pallet os incentivando com Pokédolares. JUURAVA que o Lurly iria dizer, "Então Jão, se a gente for para Pallet o Carvalhão vai dar 100 pila pra gente", e ficar com os 900 pokédolares. No final, saiu de mãos vazias. HAHAH

A menção da Delia Ketchum (Acho que é esse o nome) também foi engraçado se não fosse tão trágico. Só imagino como o Ash tenha morrido.

Fiquei curioso a respeito da relação entre Lurly e Volkner. No início, achei que Volkner nem conhecesse o protagonista e fosse apenas um ídolo do rapaz Targaryen, mas ao ver que ele também chamou o garoto de "Lorde Lurly", imagino que os dois tenham bastante intimidade e tenham até participado de algumas aventuras juntos para construir esse respeito mútuo.

Outra coisa que eu achei bem interessante, além de me dar umas ideias para concursos, foi como a representação de sua Pallet é diferente da minha. Enquanto a minha já é uma cidade mais desenvolvida (Mesmo que ainda seja menor que as outras, se comparando a Lavender) e sempre fria e chuvosa, a sua é ainda menor e faz um calor de rachar.

Faz muito tempo que você ficou sem postar capítulos, mas se eu não me engano, alguma cantada de Lurly já funcionou com uma enfermeira Joy, não é mesmo? Além da Francesca ter levado uma ou duas na brincadeira e gostado da criatividade do protagonista. Mas porra, se essa realmente foi a primeira, o Lurly tá bem na seca, ein? Quarenta e cinco capítulos para uma cantada dar certo? Hahahahah

É isso meu amigo, gostei bastante do capítulo embora o tamanho tenha deixado a desejar. Aguardo o próximo capítulo, Lorde Black!

Um abraço! <3
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 28 Abr 2017 - 22:10

Bem, mais uma vez cumprindo o cronograma, aqui estou eu para postar o capítulo de hoje, mas antes, os comentários:

Comentários:

@Aphrodite escreveu:Yohoho~ Guess... Primeiro me responda, só eu que li "- É. - O negro falava, com uma voz bem grossa. - Machamp, eu escolho você!" com a voz do Julius?

Ah... tem razão, só eu para tamanha idiotice ;-;

Guess Who? Aphrodite here!

 Mds, que capítulo minúsculo e confuso. Em vários momentos eu só conseguia pensar "what?", e reler. Você não explora o conceito da quarta parede, simplesmente a destruiu, e criou TAoaGL. Lurly mostra respeito a alguém, uma garota se interessa nele, e ele é chamado de herói mesmo entre aspas? Desculpe, mas a utopia perfeita em minha mente foi destruída com tamanhos acontecimentos.

Sempre que aparece uma garota bate aquela falta da Francesca (se o nome dela é assim), suas falas divas me encantavam. Obrigado garota foguete, você é minha nova senpai #Lurket. “Alolanas”, uma fanfic que começou antes da 6' geração, mandando referências da 7', bate até um orgulho de ler uma fic assim (imagine para quem a faz). Como foi um capítulo pequeno e terei que relê-lo 50x para entender, não tenho mais nada a comentar.

Capítulo 7/10.
Esperando pelo próximo capítulo, bai bai, Til Preto.

Aphrodite o/. Esse capítulo foi insano, tudo que nunca aconteceu antes, aconteceu junto huahuaha, Bem, a Francesca não vai mais aparecer na fic, o que é uma pena né =/. Enfim, agora que você falou dessa parte que eu realmente fui rir disso huhahauhau, a fic foi feita quando ainda não existia nem Pokémon X/Y e mesmo assim eu cito Alola, que só foi existir ano passado kkk, mas enfim. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu:Querido Black!

Me desculpe pela demora em aparecer aqui, acabei deixando para ler depois e me esqueci completamente da área de fics, achando que eu já tinha lido todas as fan fics pedentes.

Achei o capítulo ainda mais curto do que de costume, além de não ter tido ação alguma por parte dos protagonistas. Se não fosse pela menção da Vila Cilmber e o respeito de Lurly a algum ser humano vivo da fic, consideraria um filler. O rombo da quarta parede no início provavelmente nunca será fechado, nem com ajuda dos engenheiros e pedreiros do japão, que fazem milagres. AUEHAU' Até imagino a brisa que você teve ao escrever essa parte, ou no Word ou, com mais nexo, no celular. Hahahah

Eu ri demais em como o professor Caralho convenceu os protagonistas irem a Pallet os incentivando com Pokédolares. JUURAVA que o Lurly iria dizer, "Então Jão, se a gente for para Pallet o Carvalhão vai dar 100 pila pra gente", e ficar com os 900 pokédolares. No final, saiu de mãos vazias. HAHAH

A menção da Delia Ketchum (Acho que é esse o nome) também foi engraçado se não fosse tão trágico. Só imagino como o Ash tenha morrido.

Fiquei curioso a respeito da relação entre Lurly e Volkner. No início, achei que Volkner nem conhecesse o protagonista e fosse apenas um ídolo do rapaz Targaryen, mas ao ver que ele também chamou o garoto de "Lorde Lurly", imagino que os dois tenham bastante intimidade e tenham até participado de algumas aventuras juntos para construir esse respeito mútuo.

Outra coisa que eu achei bem interessante, além de me dar umas ideias para concursos, foi como a representação de sua Pallet é diferente da minha. Enquanto a minha já é uma cidade mais desenvolvida (Mesmo que ainda seja menor que as outras, se comparando a Lavender) e sempre fria e chuvosa, a sua é ainda menor e faz um calor de rachar.

Faz muito tempo que você ficou sem postar capítulos, mas se eu não me engano, alguma cantada de Lurly já funcionou com uma enfermeira Joy, não é mesmo? Além da Francesca ter levado uma ou duas na brincadeira e gostado da criatividade do protagonista. Mas porra, se essa realmente foi a primeira, o Lurly tá bem na seca, ein? Quarenta e cinco capítulos para uma cantada dar certo? Hahahahah

É isso meu amigo, gostei bastante do capítulo embora o tamanho tenha deixado a desejar. Aguardo o próximo capítulo, Lorde Black!

Um abraço! <3

Rush o/. Desculpa, mas a quarta parede já era huhauhauah. Ah, essa parte do Carvalho já aconteceu outras vezes na fic, é que eu acho ridículo, tipo, o Carvalho manda você ir fazer as coisas pra ele e ele nem agradece, mó velho pilantra huhauahuha. A Delia foi só um momento mais descontraído mesmo, mas o Ash nem faço ideia de como ele morreu, eu só queria tirar uma onda com ele mesmo -qq. Ah, o Volkner foi "professor" do Lurly quando ele virou líder de ginásio, por isso o Lurly respeita ele. É que na verdade, eu resolvi fazer a fic se passar meio que no verão e eu sempre imaginei que Kanto fosse um continente bem quente (não igual Hoenn), mas bem quente, principalmente no verão, então todas as cidades acabaram ficando assim, e quanto ao tamanho, realmente, eu quis representar a Pallet que já conhecemos, lixosa, sem nada. Na verdade já funcionou sim, na Janine e na enfermeira de Fuchsia (as que eu me lembro de cabeça huahuahuah), só tava tirando uma ali também. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora, o capítulo. Quando eu fiz a fic, eu falei que não teriam fillers, mas o episódio de hoje é quase um filler também, tirando o -SPOILER- o que acontece no começo. Enfim, de toda forma, depois desse episódio, provavelmente não terá mais fillers mesmo (pelo que chequei das sinopses dos episódios que eu escrevi há muito tempo, não terá mesmo), daqui pra frente a merda vem batendo na bunda. Ah, e nesse capítulo eu usei bastante "-x-", mas usei para cortar as cenas, já que provavelmente ficaria chato ficar escrevendo toda hora: "Lurly e John caminharam por x minutos", "Lurly e John caminharam até x ponto", então resolvi ser mais prático. Valeu e espero que leiam Very Happy

Capítulo 48 - Batalha de elite!

Dois dias após o ocorrido do capítulo anterior, nossos protagonistas se encontravam a mil e quinhentos metros de altura. Uma estrada de terra rodeava a montanha. Era possível subir de carro, mas nenhum dos dois sabia dirigir, então pararam no meio da montanha, onde tinha uma espécie de pousada. Como era de se imaginar, a temperatura estava baixíssima no local; não chegava a nevar, mas o termômetro do lado de fora marcava dois graus, em plena tarde de verão de Kanto. Ainda faltava metade da Montanha Cinzenta para os jovens subirem, mas certamente já teriam se arrependido de terem feito a burrice de começar a subir.
Adentraram então na pousada, que era um prédio bem aconchegante, se considerar o local inóspito onde foi construído. Tinha dois andares. O térreo era apenas uma sala, onde aparentemente eram feitas as reservas, além de uma cozinha. No cômodo inicial, havia vários sofás e poltronas, além de uma televisão de vinte e sete polegadas ligada no canal de notícias de Celadon, que era provavelmente o único canal que funcionava. John e Lurly sentaram-se e pediram apenas um café bem quente.

- PUTA QUE PARIU! - O Targaryen gritou. - TRINTA E DOIS POKÉDÓLARES POR UMA XÍCARA DE CAFÉ? VAI À MERDA, VELHA EXPLORADORA!

As outras pessoas que ali estavam se espantaram com o grito de Lurly, todavia, algumas concordavam e começaram a protestar contra a idosa que cuidava do local. Logo, começavam a falar em uníssono: ão, ão, abaixo à exploração. Todos se levantaram e começaram a rodar em círculos no local, sendo guiadas por Lurly Spark, que, se tivesse dinheiro, certamente estaria com um cartaz na mão e um megafone. Então, um menino de uns quinze anos aparece.

- Calem a boca, bando de bosta! - Gritou. - Falem direito com a minha vó, cambada de chupa rola!

Uma moça que estava no local deu uma risadinha, aparentemente sentindo que aquilo era um elogio. Nosso protagonista galanteador certamente não perdeu a oportunidade.

- Me chama de pirulito e me dá uma chupada. - John e outros bateram as mãos nas testas.
- Sim, claro. - Ela falou.
- Sério? Você falou sim?
- Sim. Por quê?
- É que eu nunca cheguei nessa parte. - Ele disse coçando a cabeça.

Ela então ficou com raiva e deu um chute lá. Lá mesmo.

O ex-líder então caiu no chão, gemendo de dor, enquanto os outros riam, aparentemente ignorando a presença do moleque.

- Certo: é o seguinte! - Se esgoelava, tentando ser ouvido. - Eu vou lutar com esse trouxa de cabelo prateado e se eu vencer, vocês vão ter que pagar quarenta dólares, cada um e esse moleque vai ser expulso daqui. Mas se eu perder, o café abaixa para cinco dólares.
Todo mundo ignorou o moleque e ficou conversando. A vó dele lhe deu um tapa na orelha por ter falado que ia abaixar o preço do café. Porém, o protagonista levantou-se do golpe que sofreu e disparou:
- Lá fora, agora.

-x-

- Magneton, finalize com Spark!

Então o ímã carregou uma extrema quantidade de eletricidade, se aproximando do rato bege e jogando-o contra uma das paredes do prédio. A luta não durou mais que cento e cinquenta e três segundos. Todavia, após a batalha, mesmo Magneton tendo ganhado pouca experiência, foi o suficiente para passar de nível. Então, começou a tomar um brilho branco, crescendo e mudando de forma. Logo, revelou-se um Magnezone.
Do lado de fora, só estavam Lurly, John e o menino do Raticate. Os dois protagonistas ignoraram o prêmio e mandaram o moleque à merda. A única coisa que eles obtiveram foi tomar o café e ir embora sem pagar, já que depois da batalha, os dois continuaram os mais de mil metros que ainda faltavam.

-x-

- Caramba! Essa porra não chega nunca? - Falou Lurly, extremamente exausto, enquanto olhava o GPS de seu iPhone 4.
- Nossa, Lurly, você ainda tem esse celular pré-histórico?
- Oh, jumento, como ele é pré-histórico se nós estamos em 2013? Esse é o melhor celular que existe.
- Ah, é verdade. É que no mundo real já é 2017, mas eu esqueci que o Black escreveu a história com alta responsabilidade de tempo entre um capítulo e outro.
- Do que você tá falando? - Perguntou o jovem, com cara de desprezo.
- Nada não, esquece.

Então após mais de uma hora caminhando desde o meio da montanha, eles finalmente chegam ao topo, completamente exaustos e suando, apesar de estar nevando. Climber Town era uma Pallet no alto da montanha, uma cidadezinha bem pobrezinha, com um monte de casinha e apenas o Centro Pokémon de importante, além do ginásio de voadores e do estádio, onde ocorriam partidas de hóquei. A dupla então percebeu que em volta do estádio havia uma fila gigantesca.

- Caramba, nessa roça aqui tem tanta gente? - Perguntou Lurly, surpreso.
- Talvez todos os moradores da cidade tenham ido lá.
- É. Talvez. - Concordou. - Ou talvez sejam só turistas, já que essa bosta aqui não deve ter mais que cinquenta habitantes.
- Cinquenta? Acho que você exagerou um pouco, Lorde Lurly Spark de Fuchsia. - O nobre moço de Sunyshore dizia.
- Na verdade, estou me baseando pelos jogos. Se Lumiose que é a maior cidade do mundo tem 416 habitantes, aqui não tem nem vinte. Só fui simpático ao dizer que tinha 50.
- É, mas você sabe que na vida real as cidades costumam geralmente ter milhares de habitantes; algumas milhões, como Lumiose, por exemplo. Você sabe disso, né? - Perguntou o garoto tirando onda.
- Pfft. Me poupe. Óbvio que eu sei... - Era óbvio que ele tinha dúvidas. - Enfim, eu até iria lá ver o que tem, mas eu preciso curar meus pokémons e ir para o ginásio.
- Tem razão, Your Grace.

A construção citada ficava próximo à entrada da cidade, algumas ruas antes do estádio e antes do ginásio. Os garotos então caminharam mais um pouco e chegaram até o prédio.

- Oi, gata. - Ele falou, se apoiando no balcão, enquanto encarava a enfermeira Joy. - Você por acaso é um avião?
- Não... por quê? - Ela perguntou incomodada.
- Porque você me levou até o céu!

John escondeu o rosto com vergonha alheia do “amigo”. A enfermeira, sempre simpática, não conseguiu nem disfarçar um sorriso.

- Cara, imagino que o que levou você até o céu foi a estrada da montanha, não eu.

John então riu o máximo que podia, chegando até a colocar as mãos na barriga.

- Que tirada épica! - Ele falava, tentando se recompor. - Esse foi o melhor fora que alguém já deu no Lurly Spark.
- Ah, ele é o Lurly Spark? - Ela perguntou, mudando a entonação da fala. - O famoso líder de ginásio? Me desculpe, não sabia. Agora fiquei com vontade de dar.
- Dar? - O rapaz do cabelo prata perguntou, fazendo aquela carinha.
- É. Dar um tapa na sua cara, babaca! - Ela disse, em seguida dando um tapinha na cara do protagonista. - Gostei mesmo foi do seu amiguinho ali. - Ela disse apontando para John, que corou.
- Dele? Olha essa cara de criança. Essa porra aqui tem 15 anos, você é pedófila? - Ele perguntou, enojado.
- Falou o cara que namorava a Francesca, que tinha 17 anos. Ai, Francesca, saudades. - Suspirou Persavic. - Tudo bem, a parte da Francesca eu até entendo, mas depois ainda deu em cima da menininha da Bayleef que eu nem lembro o nome, lá em Vermilion, sendo que ela só tinha 13 anos. Quem fez isso?
- Shhh...shhhh - O Targaryen falou, colocando o dedo na boca.
- 13 anos? Você é doente!
- Ei! Vai se ferrar, eu tava só brincando! - Ele falou. - Eu sou o fodão, mas não são retardado né.
- Sim, sim. - Ela minimizou. - De toda forma, se seu amigo tem apenas 15 anos, não tô mais interessada nele. - Ela suspirou. - Desculpa, gatinho. Mas quando você fizer 18 você volta aqui. - Piscou pra ele.
- Pode deixar, moça. - Ele falou, passando a mão na calça, naquela região.
- Caramba, você ficou de pau duro só por causa disso?
- É... talvez é melhor você ligar um pouco depois dos dezoito... - A moça falou meio constrangida. - Enfim, vocês vieram curar seus pokémons né?
- Sim, eu vim. - Disse o protagonista, entregando algumas pokébolas.

A donzela então pegou os objetos e os levou até uma máquina, que ficava atrás dela. Nessa máquina, havia exatamente seis espaços, que foram todos preenchidos. Após alguns minutos, a enfermeira retirou as bolas de dentro do utensílio.

- Aqui estão. - Disse, entregando para o Lurly. - Obrigado e voltem sempre. - Piscou novamente para John.
- Acho que to apaixonado... - John falou pro seu amigo.
- Foda-se.

John apenas deu de ombros. Os dois então seguiram pela cidade, indo em direção ao ginásio. Após caminharem por algumas ruas chegaram até o prédio com uma pena enorme na fachada. Todavia, estava fechado, dizendo que a líder Skyler estava no estádio da urbe.

- Caralho, que lixo de cidade, que lixo de líder! - Esbravejou o moçoilo.
- Lorde Lurly, então só sobrou-nos uma alternativa.
- Espero que pelo menos o ingresso não seja mais que vinte pokédolares. Já não basta aquela velha querer me roubar...
- Daora é que a gente vai comprar ingresso pra algo que a gente nem sabe do que se trata.
- É melhor você não falar mais nada, se não eu vou acabar mudando de ideia.

-x-

A fila tinha pouca gente, somente umas dez pessoas; a dupla então se aproximou e viu um cartaz dizendo: “A batalha mais incrível que essa cidade já viu! A Elite 4 Drayna contra o campeão Nero! Adquira seu ingresso por apenas vinte e sete pokédólares!”

- Hm... então o bostão do Nero vai batalhar contra essa mulher da Elite 4? - Falou o líder. - É, dá pra gente assistir.


Meia hora depois...

Os dois estavam sentados em um lugar no meio da arquibancada, irritados com a demora da tal batalha começar. No entanto, um grande Pidgeot começou a aparecer no campo de visão dos espectadores, até que a ave começa a se aproximar do campo e então é possível ver uma mulher de cabelo roxo em cima do bicho. Ela tinha a pele clara e vestia uma blusa de lã roxa, com uma touca azul, além de uma calça cinza. Era Skyler, a líder do sétimo ginásio de Kanto. Então, todos os presentes se levantaram e começaram a aplaudi-la incessantemente.

- Skyler! Skyler! Skyler! - Gritavam todos, eufóricos.
- Que povo retardado. - Cochichou Lurly para John.
- Com certeza.

O Pidgeot então parava próximo ao chão, mas não descia completamente. A líder então pulava, para a euforia de todos.

- Obrigada, obrigada. - Ela agradeceu falando em um microfone. - Mas hoje, os aplausos não são para mim, e sim para eles: Drayna, a quarta elite de Kanto, especialista em dragões. - Ela anunciou e o público aplaudiu bastante. - E ele, Nero, o campeão, especialista em psíquicos. - Após isso, as arquibancadas foram à loucura.

Então, de um lado apareceu uma mulher de aproximadamente cinquenta anos de idade, tendo o cabelo azul e os olhos da mesma cor, trajando um grande casaco azul marinho. Ela apenas sorriu simpaticamente para todos. Do outro lado, um jovem homem surgia, ele tinha um cabelo loiro espetado para cima e possuía uma estatura razoavelmente alta, trajava um grosso casaco preto por cima de seu terno. Naquele momento a neve já tinha parado, mas ainda havia um pouco dela no campo de batalha. Os combatentes resolveram ignorar.

Logo, a líder do ginásio da cidade ficou na posição de juiz e falou:

- Certo, essa será uma batalha 1x1, onde o vencedor será aquele que derrubar o adversário primeiro. Comecem!
- Ok, Slowking, venha!
- Dragonite, eu escolho você!

De um lado do campo saiu um gigantesco dragão laranja, que tinha listras pretas cobrindo toda a sua barriga branca, além de possuir detalhes azuis no par de asas alaranjadas; tinha também um par de antenas na cabeça e apesar do tamanho monstruoso, possuía uma cara simpática. Do outro, um bicho médio e bípede, de cor rosa, que tinha uma espécie de coroa feita por uma gigantesca concha na cabeça.

- Dragonite, use o Hyper Beam!
- Slowking, use o Psychic!

Logo, o ser alado alçou voo, em seguida, abriu a boca e desferiu um imenso raio branco, que atingiu o adversário, mesmo após a tentativa de usar o Psychic. Todavia, Slowking se levantou do impacto, colocou dois dedos na cabeça e fechou os olhos, logo após isso, ele começou a controlar o oponente pelo poder da mente, aproveitando para jogá-lo no chão com força. Devido ao peso do dragão, o impacto dele com o chão causou um pequeno tremor. Mas o bicho levantava rapidamente.

- Aproveite que ele está carregando e use o Ice Beam!
- Grr. - A mulher trincou os dentes, discretamente.

Então, o aquático abriu a boca e soltou um raio de gelo, fortíssimo, que atingiu em cheio a barriga do Dragonte, derrubando-o novamente no chão, dessa vez arrancando bastante dano e o deixando bastante ferido. Entretanto, ele levantou-se com dificuldades.

- Ice Beam novamente!
- De novo não, né Nero? - Ela riu. - Dragonite, use o Thunder Wave e depois, Dragon Rush!

O psíquico abriu a boca e novamente soltou um raio congelante, todavia, o voador dessa vez não estava parado e conseguiu desviar, com dificuldade, para o lado. Depois, ele abriu os braços e descarregou uma pequena onda elétrica, que atingiu o lerdo, deixando-o paralisado. Em seguida, ele novamente abriu os braços e começou a crescer de forma imponente, de modo a assombrar o adversário, então nessa imponência, seguiu em direção a ele e o bateu violentamente, jogando-o a uma boa distância. A torcida apenas vibrava com todos os movimentos.

- Slowking, use o Yawn e depois, Psychic!

- Evasiva e Wing Attack!

O aquático então começou a bocejar, de modo que aquilo causasse efeito semelhante ao adversário, que começou a fazer a mesma coisa, até ficar completamente sonolento, porém ainda não dormindo. Então, ele ainda conseguiu se levantar e abriu suas asas, em seguida, descendo num rasante e acertando Slowking, jogando-o longe. Todavia, começou a dormir logo em seguida.

- Caralho, o Nero tava tomando um pau e ainda conseguiu revirar o jogo. - Lurly admirou. - Esse cara até que é bom, viu.
- Realmente, ele deve ser bom, afinal só ganhou a Liga e venceu todos os membros da Elite 4.

- Slowking, use o Ice Beam!

Logo, o animal abriu a boca e desferiu um forte raio de gelo, que atingiu Dragonite e jogou- longe, porém, dessa vez, o dragão tinha sido nocauteado, para delírio de todos os participantes ali no estádio.

- Dragonite está fora de combate. Slowking é o vencedor. A vitória vai para Nero, da cidade de Celadon. - Disse Skyler, apontando para o vencedor.
- Foi uma boa luta. - Os dois se cumprimentaram.
- Porra, é sério isso? - O garoto perguntou indignado. - Eu paguei vinte e sete pokédólares por uma batalha que não durou nem vinte minutos? Ah vai pra merda! - Ele falou, se levantando e indo embora.
- Você nem vai ver a líder? Ela parece que vai se apresentar. - Disse John, apontando pro gramado.
- Não, eu já sei que ela tem um Pidgeot, então já sei o que fazer. - Falou o jovem.

To be continued...


Como eu disse, um fillerzão só pra fazer o que aconteceu no começo acontecer, já que não tinha pensado outro modo de fazer isso. Enfim, é só e espero que comentem Smile
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Seg 1 Maio 2017 - 17:37

Gurarara~ Guess Who? Aphrodite here!

Eaí, Til Black!

Mais um filler? A tal fênix chamada Naruto renasce em todo lugar mesmo rsrs. De início já foi bem agitado, com a velha do abuso e a mina do chute no saco, esta, que me lembrou muito a anterior. Chega a ser um tanto estranho, pois não sei se é algo como a "piada do show", ou somente uma repetitiva mesmo. Lurly ainda usa esse Iphone 4? Oh shit #LG. Tenho a leve impressão de que você mata quem tenta reconstruir a quarta parede, já que nunca a vi inteira em algum capítulo XD

A batalha no final foi curta, mas bem interessante, espero ver mais disso a frente. Well.. para um filler, esse teve uma qualidade muito boa, e não tenho do que reclamar. Bem, só no caso do Lurly no começo ter sido dito como o "Targaryen", já que sempre via o John sendo chamado assim, ocasionando uma confusão em minha mente (ou eu que sempre li errado mesmo).

Desculpe pela demorar a comentar, só pude ler hoje mesmo. Aguardo ansiosamente pelo 49, e espero que seja maior ;-;

bai bai
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Qua 10 Maio 2017 - 18:48

Bem, com um leve atraso, mas cá estou. Dessa vez sem fillers hein.

Comentários:
@Aphrodite escreveu:Gurarara~ Guess Who? Aphrodite here!

Eaí, Til Black!

Mais um filler? A tal fênix chamada Naruto renasce em todo lugar mesmo rsrs. De início já foi bem agitado, com a velha do abuso e a mina do chute no saco, esta, que me lembrou muito a anterior. Chega a ser um tanto estranho, pois não sei se é algo como a "piada do show", ou somente uma repetitiva mesmo. Lurly ainda usa esse Iphone 4? Oh shit #LG. Tenho a leve impressão de que você mata quem tenta reconstruir a quarta parede, já que nunca a vi inteira em algum capítulo XD

A batalha no final foi curta, mas bem interessante, espero ver mais disso a frente. Well.. para um filler, esse teve uma qualidade muito boa, e não tenho do que reclamar. Bem, só no caso do Lurly no começo ter sido dito como o "Targaryen", já que sempre via o John sendo chamado assim, ocasionando uma confusão em minha mente (ou eu que sempre li errado mesmo).

Desculpe pela demorar a comentar, só pude ler hoje mesmo. Aguardo ansiosamente pelo 49, e espero que seja maior ;-;

bai bai

Aphrodite o/. Pois é, mais um filler =/. É outra menina, mas acabou ficando igual mesmo. Sim, ele ainda usa né, na época era super tecnologia. Na verdade, o Lurly sempre foi o Targaryen; é que nas Crônicas de Gelo e Fogo existe uma casa muito famosa que se chama Targaryen, e nessa casa todos os "membros" têm o cabelo prateado, por isso eu chamo o Lurly de Targaryen. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo.

Agora, o capítulo:

Capítulo 49 - Os pokémons de pedra


- Qual é a ideia super mirabolante do super gênio, Lorde Lurly?
- Evoluir o Graveler e o Rhydon.
- Tem razão, mas como vamos fazer isso? - Perguntou João.
- Ô, jumento, você ainda tem o Protector que aquele velhote te deu, não tem?
- Tenho, e daí?
- Ô, asno. O Graveler e o Rhydon evoluem por troca. - Ele explicou. - Logo, a gente troca eles, evolui, e depois devolve.
- Ah, tem razão. - Disse o menino. - Você é bonito e ainda é inteligente.
Então os dois se beijaram ali mesmo.

Não, na verdade o John nem disse isso, mas o Lurly entendeu como isso, já a segunda parte ficou só no subquociente do John. Ou talvez nem isso aconteceu e o narrador só está fazendo os leitores exercitarem a mente. Enfim, o que de fato aconteceu é um mistério.

- Enfim, vamos ao Centro Pokémon. - Sugeriu o protagonista, dando um ar mais sério à história.

-x-

Os dois estavam em uma área do Centro Pokémon onde havia algumas máquinas. Devia ter um ou outro pé rapado, mas eles não deram muita importância. Cada um então sentou em frente a um aparelho, pegou a pokébola do seu pokémon de pedra e colocou no local designado. Simultaneamente, apertaram um botão verde, que fez com que um gigantesco tubo sugasse as esferas para dentro. Ambas as bolas pararam no meio do canal; após poucos minutos, as pokébolas seguiram em direções opostas. A do, agora, Rhyperior, foi para a mão de Lurly. E a do, agora, Golem, para as mãos de John. Cada um pegou a esfera e segurou.

- Pronto pra trocar de novo? - Perguntou Targaryen.
- Evidentemente, Lorde Targaryen. - Disse o, talvez, Stark, já que nenhuma casa tem o cabelo castanho como símbolo.

Então, os dois repetiram o processo. Após alguns minutos cada um estava com seu pokémon de volta.

- Vamos batalhar para testar nossas evoluções? - Perguntou Persavic.
- Nossa, cara, parece aquelas fanfics onde cada um pega um pokémon e no fim eles acabam lutando sem motivo aparente. - Suspirou Lurly.
- Então a resposta é sim?
- Evidentemente.

-x-

Os dois estavam em uma área pouco movimentada da cidade. Cada um estava de um lado do campo imaginário. Seria a primeira batalha de John e Lurly desde o Capítulo 01, quando John perdeu para o Electivire. De um lado, estava um gigantesco bípede de pedra, tinha uma grande furadeira no lugar do seu nariz, além de um pequeno chifre; seu corpo era coberto de pedras laranjas, e seu braço parecia estar levemente solto do corpo. Do outro, uma gigantesca bola de pedra, que tinha uma cabecinha pequena e por algum motivo tinha braços e pernas e unhas afiadas.

- Certo, use o Hammer Arm!
- Evasiva e use o Rock Smash!

Antes, porém, que os pokémons iniciassem seus golpes, uma voz interrompeu a batalha.

- Ora, ora, se não são o Débi e o Lóide. - Um garoto de cabelos negros lisos apareceu. Vestia três blusas de moletom por baixo de um casaco preto.
- Ah, tá, é só esse coadjuvante que eu nem lembro o nome. - Disse Lurly. - Golem, pode voltar à batalha.
- Filho da puta! Olha pra cá! Você não lembra de mim? - Ele gritou. - Talvez depois de uma batalha, você se lembre. - Ele puxou uma pokébola. - Melhor, eu contra o Débi&Lóide. Uma batalha em dupla.
- Ah, você aquele retardado que veio lá de Hoenn, aquele continente onde só tem vagabundo que fica o dia inteiro na praia, em vez de trabalhar. Seu nome é Boslan né? - O ex-líder disse. - Certo, JohnBoy, temos uma batalha aqui.
- É Ailan...

Então o mais novo seguiu até o lado do protagonista, junto com seu Rhyperior, que ficou ao lado de Golem.

- Dois pokémons de pedra? - Riu. - Isso vai ser muito fácil. - Ele falou. - Bem, vou ser bonzinho com vocês e vou deixar que cada um use outro pokémon se perder esse.
- Beleza, campeão. Mas você fala muito. - Disse John. - Já está me aborrecendo.
- Certo, certo. Blaziken, Shiftry, venham!

Logo, um bicho bípede, sem forma definida, feito de madeira e com um nariz gigante saiu da pokébola; além disso, tinha uma espécie de penugem branca na cabeça e os braços eram galhos que terminavam em um trio de folhas. A outra esfera liberou um grande galo bípede; seu corpo era todo vermelho, com exceção das pernas, que eram laranjas; o cabelo, branco e se visto de cima, parecia um “V” invertido.

- Você quer vencer a gente com esse galo de briga e o Pinóquio? - Riu o Targaryen.
- Cala a boca, cheira pau! High Jump Kick e Leaf Storm.
- Caralho, moleque. Até o John luta melhor que você. Você parece principiante. - Lurly riu. John ficou em dúvida se ficava bravo ou lisonjeado. - Golem, Dig!
- Tsc. Tsc. Rhyperior, use o Protect!
- WTF?! - Exclamou Ailan Victory.

Logo, o boneco de madeira juntou os dois punhos, separando-os logo em seguida, criando uma gigantesca tempestade de folhas. Todavia, Rhyperior fechou os olhos e criou uma grande barreira, em formato de bolha, que cobriu um diâmetro considerável em volta do bicho de pedra. Todas as folhas bateram contra a bolha e caíram. Blaziken então deu um salto muito alto e seu treinador até ordenou que ele parasse, entretanto, em vão; logo, a galinha saltou e girou a sua perna, em seguida, descendo num rasante, mas ao se chocar com o campo de proteção, caiu longe, cansado, já que perdeu metade do HP, como efeito do golpe que usara.

- Tem que confiar muito na sorte para poder usar o High Jump Kick... - Analisou Lurly.
- Essa merda tem 90% de acerto. Seu Rhyperior que nasceu com o cu pra lua. - Deu um soco no ar. - Blaziken, acabe com essas merdas! Sky Uppercut! e Shiftry, Razor Leaf!
- Rhyperior, Earthquake!
- Earthquake? - Riu Ailan. - Pelo visto vocês dois não sabem nada sobre batalhas em dupla.
- O Rhyperior é o pokémon mais lento, mothafucka. - Disse Lurly. - Golem, suba e Bulldoze!

Logo, o galo doido fez suas garras crescerem ainda mais, e ao se aproximar de Rhyperior, deu-lhe um solavanco no queixo, porém mesmo o golpe sendo super efetivo, o rinoceronte apenas girou o pescoço, apesar de gemer um pouco. Em seguida, Shiftry se aproximou do bichão e arremessou as folhas que estavam na ponta de suas mãos, que saíram como lâminas de folhas. Todavia, o de pedra conseguiu escapar com dificuldades. Em seguida, Golem surgiu das profundezas e acertou um soco na cara de Blaziken, que foi jogado para trás devido ao impacto do golpe e à desvantagem que tinha do golpe. Então, o pokémon de Lurly voltou para próximo do treinador. Então, juntos, Rhyperior e Golem bateram seus pés no chão. O golpe do rinoceronte foi evidentemente bem mais forte. Entretanto, o chão começou a rachar de vários lados, fazendo com que várias pedras começassem a subir, atingindo os dois oponentes e jogando-os longe. Blaziken estava nocauteado, porém Shiftry ainda estava são e com bastante energia.

- Grande bosta. - Suspirou Ailan, retornando o lutador. - Leaf Storm de novo!
- Rhyperior, Protect!
- Golem, Rock Smash!

Então, o boneco de madeira juntou os punhos, em seguida, separando-os, com isso, uma gigantesca tempestade de folhas foi criada. Todavia, ao se aproximar dos oponentes, Rhyperior criou uma gigantesca bolha, que protegeu os dois terrestres. Em seguida, a evolução do Graveler seguiu correndo com seu braço brilhando, contudo, Shiftry desviou para o lado.

- Leaf Storm de novo! Ele não pode usar o Protect agora! Vamos ver o que ele vai fazer!
- Rhyperior, aguente o máximo que conseguir e em seguida, use o Hammer Arm!
- Golem, você está com o HP cheio, então também tente aguentar o máximo que conseguir e, depois use o Stone Edge!

Assim, o Pinóquio repetiu o mesmo movimento anterior, criando uma grande tormenta de folhas novamente. Dessa vez, no entanto, os dois pokémons não conseguiram evitar o golpe. Ambos foram atingidos e sofreram bastante dano, no entanto continuaram de pé. A bola de pedra ergueu suas duas mãos, fazendo com que alguns buracos abrissem em volta do gramíneo; então de cada buraco começou a sair várias pedras pontiagudas, que atingiram o pokémon, tirando um bom dano, em seguida, Rhyperior então fez o seu braço aumentar de tamanho, tomando a forma de um martelo, ele se aproximou do oponente e lhe atingiu com o braço, jogando-o longe, nocauteado.

- Tsc. - Suspirou Lurly, retornando Golem. - Essa luta foi tão fácil que até me fez perder a honra.
- Que honra? - Perguntou John, retornando Rhyperior. Lurly revirou os olhos. - De toda forma, esse cara é um Zé Mané. Foi uma boa luta, Mr. Spark.
- Digo o mesmo, Sir. Persavic.
- Calem a boca, demônios! - O moleque esbravejou, partindo para cima dos dois.
- Clefable, faça o serviço. Não quero sujar as minhas mãos com merda.

De tal modo, o bicho de fada saiu da pokébola já querendo briga. Então, seus pequenos braços rosas começaram a ser envolvidos por um brilho metálico, em seguida, o pokémon começou a dar um monte de soco em Ailan Victory, que caiu no chão desmaiado. Lurly retornou seu pokémon e os dois protagonistas saíram correndo de lá.

- Bom, pelo menos já dá pra saber que valeu a pena ter evoluído o Rhydon.
- Quem te perguntou?
- Meu pau no seu avô.
- Ah! Seu cu é o tijolo, meu pau é o cimento. - Falou o ex-líder.
- Seu cu é o baiano, meu pau o Capitão Nascimento.
- Teu cu é a lua, meu pau é astronauta.
- Ah, vai tomar no cu. - Disse John, dando de ombros.
- Tomar no cu é rolimã, como tu e tua irmã.
- Tomar no cu é vitamina, como tu e tua prima.

Enfim, apesar de John e Lurly estarem bem mais amigos, os dois continuavam com a infantilidade de sempre. O momento acima precisou ser cortado, pois acabou durando mais que quinze minutos, que foi o tempo de caminhada até o Centro Pokémon.

- Então, vamos enfrentar o ginásio amanhã? - Perguntou Persavic.
- Obviamente. Todavia, temos que pagar os quarenta pokédólares exploradores de sempre pra passar uma noite nesse Centro Pokémon já que a vagabunda da líder resolveu não abrir o ginásio hoje.
- Vagabunda é a sua vó! - Gritou um molequinho de ninguém sabe onde.
- Ah, moleque, vai estudar... - Ignorou o Targaryen.

Então, após um dia de aventuras, com a batalha entre os Elites e a batalha dos dois protagonistas contra o rival clichê (e não tão engraçado como o NPC), os nossos “heróis” foram dormir para no outro dia enfrentarem a sétima líder de ginásio de Kanto, Skyler, a líder do “ginásio do céu”. No entanto, isso é coisa do próximo capítulo.

Continua no próximo episódio...


É isso e espero que comentem Smile
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Seg 15 Maio 2017 - 13:51

Hello, Sir. Black!

Primeiramente, peço desculpas pela imensa demora. Acabei me afastando um pouco do fórum após uma injuriada. Acho que isso aconteceu com quase todos os membros para ser honesto. AUAUUAHU' Poxa, como você não lembra de casas que são conhecidas pelos cabelos castanhos? Mormont é uma delas, embora não seja tão conhecida como os Starks ou os Targaryens, mas enfim. Gosto de como o nome Mormont soa. MÔR MÓNT

Gostei do fato de dois Pokémons dos protagonistas terem evoluído neste capítulo. Eu, particularmente, adoro o Golem. Acho ele um Pokémon muito underated, talvez pelas limitações em campo de batalha. O bicho é uma pedra redonda com dois bracinhos e duas perninhas, mas acho que o seu modo "ULTIMATE ROLLÔ COMPRÉSSORE" bem daora de ser explorado. (Digo isso pelo Golem do Lucas Darkblue da minha fic, garanto que você vai se divertir escrevendo sobre a resistência absurda do golem nas batalhas, e tenho mais certeza ainda que ele vai se tornar um dos membros que vai salvar o Lurly em várias batalhas.)

Já não posso dizer o mesmo do Rhyperior. Sei lá, talvez pela cor de tijolo dele. Sempre preferi o Rhydon mesmo, que com o item Eviolite é um tanque EXTREMAMENTE ABSURDO em algumas batalhas, caso o oponente não se prepare. No caso, o bicho com uma defesa absurda (Afinal, o Rhydon era a última evolução até a quarta geração) ainda ganha mais 50% de defesas. No entanto, a fraqueza de x4 em golpes de água e grama são um pesadelo. Isso também pode ser aplicado para o Golem.

Mas tenho que admitir que reconheço a força de um Rhyperior. Eita Pokémon chatinho. Só golpes de Água e Grama que podem derrubá-lo. :/

Nem lembrava mais desse Victory aí, para ser honesto. Os Pokémons, no entanto, me agradaram bastante, mas a escolha de um Blaziken versus um Golem e um Rhyperior foi suicídio. Se ele tivesse usado, sei lá, um Sharpedo e o Shiftry, o cara tinha a vitória certa, eu acho. Outra coisa que me agradou bastante, foi a forma em que você respeitou a velocidade de cada Pokémon, evitando que o Golem fosse atacado no subsolo pelo Earthquake. Foi bem bacana a estratégia e como os protagonistas tiveram química na batalha, para humilharem o moleque.

Ri bastante do início, agora terei que tomar cuidado para não shippar o Lurly e o John com todos esses hatefull bonners. O final também foi bem engraçado com os moleques ficando 15 minutos fazendo aqueles xingamentos decorados para sempre ficar por cima.

Creio que a batalha contra o ginásio será fácil agora com os dois integrantes novos. E bem, não conheço a líder, mas como foi citado várias vezes, sei que ela tem um Pidgeot. AUEHUAHEUAHE'

É isso, senhor lorde Black, primeiro de seu nome, nascido na Fan Area, herdeiro direto da área de Fan Fictions e descendente dos escritores andalos e dos primeiros membros. que cruzaram o mar de azul-fanmod. Aguardo ansiosamente o próximo capítulo!

Um abraço!
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Ter 30 Maio 2017 - 19:53

Well well, podemos definir este como um capítulo clichê que por uma fala deixou de ser?  ~atérimou~

Guess Who? Aphrodite here!

Primeiramente minhas sinceras desculpas por não lido antes, eu cheguei a ver o email, mas estava ocupado e acabei por esquecer. ;-; foi mal.

A ideia de evoluir os Pokémon me lembrou eu e meus amigos antigamente quando tínhamos algum que evoluia por troca, era pegou, partiu trocar. Seu lado sádico se mostrou, ao jogar este mistério insolúvel sobre o possível beijo (conhecendo você, é bem capaz que tenha acontecido mesmo). Victory... quem? Faz tanto tempo que nem ao menos lembrava de tal figurante rsrs (até mesmo que, se a fanfic seguisse o ritmo de um capítulo por semana, este capítulo teria saído em junho de 2014). Boa luta, sempre me surpreendo com suas loucas descrições, elas são uma mahavilia. ( *-*)

Ao contrário do comentarista anterior, curti muito mais o fato do Rhyperior ter surgido, parece que temos um esquerdista aqui ( "w"). Jokes a parte, gostei muito do capítulo, tanto das batalhas quanto a comédia nível "aqui é bodybuilder". Mais uma vez, desculpa por ter demorado tanto. Aguardo o capítulo 50 ansiosamente, este, que deveria ter saído em junho de 2014 ;-; (É quase como esperar a próxima season de algum anime, já que em menos de um mês completam 4 anos de fanfic).

Vou ficando por aqui, bai bai.
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Brijudoca em Dom 11 Jun 2017 - 15:40

surprise mothafocka

Acho que você não esperava um novo leitor assim do nada que se desse o trabalho de ler quase cinquenta capítulos só pra acompanhar a história certinho né? Pois foi minha missão e eu dediquei quase dois meses nela haha

Eu poderia fazer um comentário enoooooorme sobre tudo que eu li, tudo que gostei e odiei ao longo da história, mas não sei se consigo falar tudo que eu gostaria. Acho que o mais incrível foi acompanhar como a escrita de uma pessoa pode mudar, afinal, são quatro anos escrevendo sobres os mesmos personagens, claro que algumas coisas iam mudar, certo? Mas ao chegar ao final, até mesmo antes na verdade, eu já tinha captado a essência de The Adventures of a Gym Leader. E eu ri. MUITO.

No início eu admito que foi mais sofrido. Tava achando a história mediana demais, a escrita simples e sem detalhes, os personagens chatos pra caralho me irritavam, etc. Mas continuei acreditando que em algum momento aquilo ia melhorar ahsudj No final, não só melhorou, como eu aprendi a gostar do que normalmente eu odiava. As tosquices sem limites, os personagens clichê, seu jeito de escrever contagia, e por mais que a falta de detalhamento ainda me incomode, talvez não combinasse com o clima da fic after all.

Os meus capítulos favoritos foram definitivamente os mais recentes. Sinto que você captou tudo o que deu certo ao longo da fic e melhorou mais ainda. A falta de limites do Lurly somada a sem gracisse do John forma uma combinação legal. Amém que você tirou a Francesca da história, não só pela menina ser chata pra caralho, mas a presença dela levava a situações SEM NOÇÃO DEMAIS. Certo ponto eu já tinha apreendido a não levar muitos as coisas a sério, mas a interação dos três, em alguns momentos, beirava o ridículo aksikddkmd. O narrador, agora com a quarta parede trucidada, se tornou um personagem bem mais interessante e sempre dou a famosa esboçada quando eles interagem.


Pensando no seu planeamento de mais ou menos 80 capítulos para essa fic, fico imaginando o quão além você pretende com eles. Já vejo Lurly perdendo pra líder na primeira batalha como sempre. E depois, ele irá seguir seu caminho tranquilo pra oitava insígnia e depois a liga? E John, que começou a pegar as insígnias no meio do caminho, como fará? A Equipe Rocket vai continuar seus planos maquiavélicos mauajshhsh? Espero que não tenha abandonado a fic de novo, pois agora que eu li QUARENTA E NOVE capítulos de Lurly, eu quero ver essa história até o fim, nem que demore mais quatro anos!

vlw flw o/
avatar
Brijudoca
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 28/04/2009

Frase pessoal : make brazil emo again


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum