Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Por favor, não perca mais tempo, inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobres todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Aguardo.
Feliz Natal e Ano novo!

The Adventures of a Gym Leader

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 6 Jun 2014 - 21:46

Imaginem o blablabla e tals, vamos agradecer os comentários:

Comentários:

@Snow Walker escreveu:E aí, negão. Tranquilo?

Enfim, cara. Eu realmente gostei desse capitulo, o John e o Lurly pós-Francesca pareceram bem mais sérios do que os dos capitulos anteriores. Não sei se apenas eu notei isso, mas eu realmente me espantei com o Lurly não puxando briga assim do nada, deve ter sido um verdadeiro choque para ele. Se realmente for isso, vamos ver como vai trabalhar no futuro. Também gostei que a batalha desse capitulo teve um motivo e foi realmente bem curta, deixando mais espaço para uma boa descrição e o desenvolvimento da dupla agora que estão sozinhos.
 Esse negocio de Charmanders clonados que me deixou com uma pulga atrás da orelha, mas tudo bem. Acho que você vai conseguir dar conta disso, mesmo que tenha sido um pouco estranho. Realmente esperava que o John pegasse o Charmeleon, ia ser muito bacana ver ele com um, afinal... Mesmo com o Lurly sendo o protagonista e eu não gostando muito do John, espero que ao menos no final ele se torne um grande treinador e venca a liga. Seria muito interessante ver uma grande batalha dele contra o Lurly.

 Sobre esse final, me deixou bastante animado para o proximo capitulo. Foi realmente emocionante isso, espero que ocorra uma boa batalha nos proximos. Também espero que a batalha em Fuchsia seja muito boa, afinal é o ginasio do Lorde Lurly. No mais, é só isso. Não vi muitos erros e gostei bastante do modo que desenvolveu este capitulo, no aguardo do proximo.

See ya ~

Snow o/. Sério? Olha, há controvérsias quanto a isso, mas ok, vamos aguardar -q. Mas é, ele nem saiu puxando briga com a renca -q. O Charmander é meio bizarro mesmo, mas sei lá. Sim, seria, quem sabe eles lutam logo? Mas te digo que a batalha John e Lurly é mais aguardada e mais épica que a luta do Víbora Vermelha contra o Montanha, mas enfim. Sim, realmente deixa uma "ponte" pro outro capítulo. Sim, será boa, eu espero, mas já adianto que vai demorar um pouco até eles chegarem em Fuchsia. Mas enfim, valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@xKai escreveu:
Já estava preocupado tipo: "Quantos capítulos eu já perdi?" Aí eu entro e vejo que foram bem curtinhos -q Não perdi tanta coisa assim mas obviamente eu li, já que estou aqui comentando, né?

Muito legal isso, eles realmente estão abusando da hospitalidade da Lady Melissa, comendo assim no restaurante dela "for free" hahsuahsu achei até que graça nisso, se fosse pra eles passarem a vida inteira ali, comeriam de graça a vida toda O.O


Eita caramba! Com apenas um Ancient Power os dois fucking Charizards foram derrotados, coitados... Já não é de hoje que um efetivo x4 de Rock type faz isso com eles... :\

Por fim, algum avanço! Adeus Saffron! Não me lembro muito das cidades de Kanto, então pra mim todas as que aparecerem porque serão surpresa, joguei pouco os jogos de primeira geração e faz anos que não vejo o anime. Aguardo o próximo capítulo, só espero que não seja assim tão curtinho -q


Kai o/. Sim, tão abusando mesmo, e olha que foi uma simples coisa apenas -q. Eu costumo levar a vantagem fantasiosa dos games a sério na fic. Pois um AncientPower realmente arrasaria um Charizard, no game ou fora dele, mas enfim. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Lord Skarmory escreveu:Capítulos curtos, mas, muito bons, Já não comento aqui faz um tempo. Sir Black~ Está escrevendo cada vez melhor, essa história pós-Francesca está melhor do que antes, mesmo não tendo mais aquele calor e emoção de antes entre eles. Sinto falta de Sherabif,  O Magnemite do Lurly que teve apenas uma aparição, Como é possível um Mamoswine derrotar dois Charizard's clonados com um golpe? Nem com códigos daria isso!. A história está ficando mais séria a cada Capítulo, algo grande vem por aí, Nem se nota a falta da Francesca já que não tinha tanta importançia acho que foi por isso que ela saiu. Por enquanto é só, Até mais Sir Black~

Lord Skarmory o/. A saída da Francesca pelo visto "animou" husahusahuhsa. Sherabiff tá no hospital, desde o dia que foi acertado no peito pelo Kirlia. O Magnemite pretendo fazê-lo aparecer mais. Na verdade é possível, pois o golpe tem 60 de dano vezes 4 vezes efetivo, somando o ataque, etc. Mas enfim, valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora o capítulo 36:

Capítulo 36 - O desafio pela Pedra da Lua!


John e Lurly caminhavam pelas largas ruas de Saffron, sob o típico sol escaldante de Kanto, já se aproximavam do “fim” da cidade, já que viam uma placa avisar o início da Rota 7, que ligava as duas metrópoles do continente, Saffron e Celadon. O caminho era aquele. O outra disponível era por Vermilion, mas teriam que atravessar mais rotas e caminhos.

Andavam pelas estradinhas de terra da rota, rodeados de mato e do incrível silêncio interiorano, nem parecendo que há minutos atrás estavam em uma barulhenta cidade. Ainda teriam pelo menos uma hora de caminhada, então resolveram sentar-se debaixo de uma árvore para recuperarem forças perdidas pelo suor provocado pelo sol ardente.

Sentaram-se lentamente, porém enquanto se abaixava, Lurly olha um pouco distante e perto de uma ponte, sobre um pequeno lago. Lá estavam duas pessoas. Ele achou estranho, pois além dos cidadãos, havia também dois pokémons, rosas, que pareciam um balão. Forçando a vista era possível ver que se tratava de dois Jigglypuffs. O ex-líder chamou a atenção de John, que olhou.

- Certo, John e gata, venham comigo. - Disse o garoto. - Merda, esqueci que a Francisca não está mais aqui.
- Pô que vacilo, agora bateu uma dor no peito. - Suspirou o de cabelo castanho.
- Enfim. - Cortou aquele papo meloso. - Vamos devagar, pois eu já tenho certeza de quem são. Esses dois neguinhos só podem ser quem eu to pensando.
- Soou meio racista essa sua fala “dois neguinhos”. - Retrucou o adolescente mais novo.
- É? Nem ligo.

John revirou os olhos com desprezo, tentar falar algo com Lurly Spark era uma missão impossível, mas não igual as missões impossíveis de Tom Cruise; nesse caso era realmente impossível.
Então os dois foram caminhando pelo mato e por entre as árvores da rota, para obviamente não chamarem a atenção dos bandidos. Então eles logo se aproximaram e viram que eram realmente aqueles dois vilões de pouco tempo, aqueles cujos quais nem os nomes eles sabiam. A dupla viu que os Rockets estavam com duas Pedras da Lua na mão, tentando evoluir forçadamente os Jigglypuffs.

- Esses merdas não vão usar minha pedra pra evoluírem essas merdas de Jigglypuff! - Disse Lurly, um pouco alto, fazendo-os olhar em volta procurando o que disse aquilo, mas os jovens se esconderam.
- Porra Lurly, cala essa boca. - Repreendeu o seu companheiro de jornada.
- Você tem mil dólares pra dar numa pedra dessa?
- MIL DÓLARES NUMA PORRA DE UMA PEDRA?! - Gritou John, assustando alguns pássaros e insetos que ali estavam. E obviamente os dois vilões olharam.
- Para de falar palavrão filho de quenga. E obrigado por ter gritado, agora eles nos olharam, você é realmente um gênio! Steve Jobs do agreste de Sinnoh.
- Mas eu não nasci no agreste...
- E quem se importa, filho de rapariga?
- Você que deve ter nascido no agreste, afinal fica falando “rapariga”, “quenga”, só falta falar “cabra macho”.
- Puta merda! Cala essa boca! Aqueles bostas nos viram.

Os vilões logo viraram-se para eles, e olharam para seus Jigglypuffs, que não davam muita atenção.

- Certo, Jigglypuff, use o Doubleslap. - Ordenaram os dois ao mesmo tempo.
- Se é pra recuperar minha Pedra da Lua, vai lá, Clefairy! Meteor Mash!
- Nidorino, Double Kick!
- Você ainda tem esse Nidorino?
- Sim...
- Ah, você merece ficar sem sua pedra. Fazem uns trinta capítulos que a gente pegou essa pedra e você nunca evoluiu seu Nidorino? Você é um merda mesmo.
- Lurly, vai tomar bem fundo no meio da sua cavidade anal...
- Tá, Foda-se.

Logo, os dois pokémons rosinhas pularam e deram dois tapas sequenciais em Nidorino e Clefairy, respectivamente. Porém, como todos nós sabemos, o inicial do nosso saudoso protagonista não ficou nada feliz com o golpe recebido, então ergueu a mão raivosamente e ela começou a tomar um brilho prata, e rodeado de estrelas, em seguida, ele pulou, e como um meteoro, foi na direção de um dos dois Jigglypuffs e o acertou com um violento soco, que o jogou para trás. Após isso, o mamífero venenoso começou a correr e se aproximando do outro Jigglypuff, ele virou-se de costas e deu uma espécie de coice, chutando-o com as duas patas traseiras, também jogando-o longe.

- Sério mesmo que a gente tá lutando com esses dois lixinhos aqui? Vamos evoluir logo esses Jigglypuffs que o porto de Snowpoint os espera. - Disse o negro, novamente pegando a Pedra da Lua. A sua companheira fez o mesmo. - Preparada? - A mulher assentiu.
- Preparado é meu pau de óculos.
- Seu pau usa óculos? - Perguntou John.
- Pelo amor, cala essa merda de boca! - Gritou Lurly. - Magnemite, eu escolho você! Thunder Wave nesses dois!

Então um objeto circular, com dois imãs em seus lados, saiu da pokébola, ele virou seus imãs em direção aos dois cidadãos, e de cada um, mandou uma pequena carga elétrica, mas suficiente para paralisá-los por um bom tempo. Mas, Lurly não contava com uma coisa. Cada um dos Rockets pegou o Jigglypuff e jogou contra o Magnemite, assim, ambos foram eletrocutados, e caíram no chão, paralisados.

- Mas que filhos da mãe... - Esbravejou Lurly.
- Acho que esses dois estão nos atrapalhando. - Disse a mulher, retornando o seu pokémon à pokébola. - Vamos sair daqui.

O homem também retornou seu rosinha à pokébola e ambos começaram a correr, John e Lurly até tentaram correr, mas estavam exaustados, não os alcançariam nunca.

- Só tem um jeito de pegá-los. Pidgeotto, vai lá. - Disse. - Magnemite, suba no Pidgeotto, e sigam aqueles dois.

Da esfera bicolor saiu um belo pombo bege, que já alçou um voo, “pegando” o elétrico por baixo. Devido à sua velocidade, o pássaro encontrou os vilões em segundos, além disso, não tinham andado mais que poucos metros.

- Não acredito que eles ainda estavam ali. - Disse Lurly, em tom cínico. - Agora, Thunder Wave! e Pidgeotto, Quick Attack!
- Nidorino, corra e acerte-os com Double Kick!

O metálico pulou do passarinho e mandou duas ondas elétricas de seus imãs, dessa vez, os dois vilões não puderam fazer nada e receberam aquelas ondas em seus corpos, e então começaram a gemer de dor e caíram no chão, quase desacordados. Em seguida, o pombo fez uma “curva” no ar e desceu “rasgando”, acertando tanto os Rockets como os Jigglypuffs. Se eles não tivessem morrido até ali, morreriam em seguida. Nidorino começou a correr e ao se aproximar deles, deu um chute na barriga de cada um. Eles já estavam desmaiados devido a combinação de Thunder Wave + Quick Attack, então com o Double Kick terminaram de desmaiar, além de claro, começar a sair sangue da boca deles. Os dois garotos depois de caminharem um pouco, chegaram até ali, e se surpreenderam com a cena. Os dois pokémons rivais estavam no chão, assim como os bandidos, que estavam desmaiados e com um pouco de sangue em volta deles. Além disso Nidorino era agora Nidoking, já que o rinoceronte de veneno viu a pedra no chão e evoluiu. Em seguida, Clefairy, que estava junto de Lurly avistou a outra pedra, e sozinho foi lá e a pegou, entrando em contato com seu corpo, o fada começou a tomar-se num brilho branco, estava ficando maior, então uma espécie de “asa” começava a se formar nas suas costas, dando ainda mais o aspecto de “fada”. Era Clefable. Os jovens estavam em êxtase e confusos ao mesmo tempo.

- Que loucura, cara. - Disse o ex-líder retornando seus três pokémons.
- Certamente. - Concordou John, retornando seu agora Nidoking.

Os dois praticamente se arrastando, caminham, pra longe da cena do crime, para perto da cidade de Celadon. Após mais de uma hora sob o sol poente e o começo da escuridão da noite, eis que os jovens chegam a Celadon, exaustos, e semi-mortos. Procurariam algum lugar pra dormir para continuarem suas sagas rumo a Fuchsia.

To be continued...


É isso e espero que comentem ^^ Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Sab 7 Jun 2014 - 12:24

Só pra você ter motivos pra me xingar no skype... "Capítulo pequeno esse em" Very Happy

Zoa, é parece que o lance das Moonstones virou pessoal, engraçado o desprezo do Lurly pelos Jigglys... Sendo que ele tem uma Clefairy kkk Vai entender né...

Quando ele disse "gata" me assustei, afinal a "quebradora de tensão sexual" não está mais com eles, achei que ele falou isso pro Jhon O_O'

Capítulo legal, mas com aquela cara de filler que temos no anime até acontecer um evento especial fora a enfim evolução de Nidoran para Nidoking -q Queria ver os Jigglys evoluindo  Razz  Até o próximo capítulo -q Não foi dos meus melhores comentários, aconteceu pouca coisa e não sou muito bom com as palavras, mas a intenção é o que conta s2

Até o próximo, fui!

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 13 Jun 2014 - 21:47

Ai q dlç quando você recebe só um comentário na sua fic =/, mas vamos lá -q.

Comentários:
@xKai escreveu:Só pra você ter motivos pra me xingar no skype... "Capítulo pequeno esse em" Very Happy

Zoa, é parece que o lance das Moonstones virou pessoal, engraçado o desprezo do Lurly pelos Jigglys... Sendo que ele tem uma Clefairy kkk Vai entender né...

Quando ele disse "gata" me assustei, afinal a "quebradora de tensão sexual" não está mais com eles, achei que ele falou isso pro Jhon O_O'

Capítulo legal, mas com aquela cara de filler que temos no anime até acontecer um evento especial fora a enfim evolução de Nidoran para Nidoking -q Queria ver os Jigglys evoluindo  Razz  Até o próximo capítulo -q Não foi dos meus melhores comentários, aconteceu pouca coisa e não sou muito bom com as palavras, mas a intenção é o que conta s2

Até o próximo, fui!

Sim, pequeno, como sempre -q. Virou pessoal mesmo -q. Mas o Jigglypuff e o Clefairy são ambos inúteis, o do Lurly que é meio doidinho -q. Foi pra Francesca mesmo, quer dizer, seria, mas como ela não tá... Sim, é meio filler mesmo, mas o Clefairy também evoluiu pô -q. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora o capítulo. Meio lixo, mas estamos ai pra isso Smile

Capítulo 37 - O desafio pela pedra!


O sol entrava pela janela do quarto. Os dois garotos se espreguiçavam e olhavam à volta. Estavam num quarto pequeno, com duas camas médias, pintado de marrom, chão de madeira. Ambos levantaram, no outro dia estavam tão cansados que nem se lembravam onde tinham dormido. Então os dois se aprontaram e saíram do cômodo. Viram um corredor com várias portas e uma escada, se direcionaram até a escada.
Desceram todos os degraus e viram um ambiente conhecido, algumas poltronas espalhadas pela sala, um espaço amplo e um balcão com uma mulher de cabelos rosa, acompanhada de uma Chansey e junto a uma máquina. Estavam no Centro Pokémon.

- Ufa, ainda bem que estamos aqui no Centro Pokémon. Pensei que a gente tivesse sido sequestrado por um velho gordo barbudo e pedófilo.
- Quem ia querer te comer?
- Ninguém né John, ainda bem que ninguém quer isso. - Disse Lurly rindo do seu amigo.

O garoto de cabelo castanho suspirou depois de perceber a besteira que falou.

- Mas e aí, gata. Seu pai é um cometa? - Perguntou o ex-líder.
- Não, por quê? - Perguntou a moça.
- Porque eu quero pegar carona nessa cauda.

A mulher esbravejou e deu um tapa no rosto do garoto, que passou a mão rindo, como se realmente não se importasse com isso, já deveria estar acostumado.

- Lurly, para de falar besteira, sério. - Repreendeu o companheiro.
- É? Dane-se. Temos que ir pra Fuchsia mesmo.
- Espera! - Gritou a enfermeira. - Vocês são treinadores?
- Sim... - Respondeu o protagonista como algo óbvio. Era de se imaginar que fossem treinadores. - Se a gente tá aqui é óbvio que somos treinadores.
- Nossa, desculpa, ignorante... - Suspirou a moça. - Enfim, só queria avisá-los que a algumas quadras do ginásio vai ter um concurso valendo uma pedra evolutiva. Eles não dizem qual é, pois é pra manter o número de participantes alto, mas eu recomendaria vocês se inscreverem. Além da pedra ganha uma quantia em dinheiro, baixa, mas é dinheiro.
- E por que essa frescura de não revelar que pedra é?
- Sei lá, frescura.
- Certo, e é longe daqui até lá?
- Sim, um pouco. Recomendo ir de metrô.
- Metrô? Essa desgraça é cara pra caramba. - Reclamou o moçoilo. - Não tem outro jeito de ir não?
- Outro jeito? Tem sim. Você pode ir de ônibus, que vai demorar mais tempo, além de ir mais cheio.
- Não dá pra ir a pé?
- Ir a pé? Sim, dá. Mas são umas três horas de viagem e creio que ao chegar lá não vai encontrar nada.
- Vamos de metrô mesmo.

Então os dois garotos saíram do prédio, andaram alguns metros pela calçada e viram uma escada, em cima estava escrito “Subway”, como não era o restaurante, só podia ser o metrô, então ambos desceram a escada, certamente pagaram os três dólares e vinte centavos, desceram mais um pouco e chegaram à plataforma de espera do trem. Nem precisaram esperar, pois no momento já estava vindo um.

Por volta de meia hora depois, desciam do metrô, passavam pelas catracas e subiam as escadas de volta à superfície. Logo que subiram, avistaram o ginásio de Saffron. Lurly estava com cara de safadinho, olhou para o amigo, que entendeu o que ele queria dizer, mas o repreendeu visualmente.

- Nem pense nisso. Nem sabemos até que horas vão as inscrições.
- Mas cara, é a Janine que tá lá. Se quiser você vai até lá e se inscreve. Mas eu não posso estar em Celadon e não falar com a Janine.

O companheiro parecia esperar uma “ordem” para ir logo se inscrever. Então saiu de perto do de cabelo prateado e começou a caminhar. O ex-líder deu poucos passos e foi de encontro à porta automática do ginásio, obviamente entrando na construção.

- Janine! - Gritou o rapazote.
- Porra Lurly, não [palavra censurada], tô no meio de uma luta. - Repreendeu a líder. - Senta ai que a gente já conversa.
- Porra o caralho, você tá no Arbok ainda! Eu tenho que me inscrever no concurso que vai ter aqui. Manda esse lixo ir se danar.
- Lixo, vai se danar. - Disse a líder para o treinador que a desafiava. Ele e seu Sandslash olharam feio, e saíram bufando do ginásio.

Então o protagonista saiu correndo e abraçou a menina, além de claro, dar-lhe um beijo longo e duradouro. Eles tinham uma relação enrolada. Não se falavam há semanas, mas se gostavam bastante, tiveram pouco contato, mas foi suficiente para isso.

- Então, só queria te cumprimentar, essas coisas. Agora tchau, tenho que ir pro concurso.
- Sério isso? Eu dispensei a luta e você só me diz isso? Vai se ferrar, na moralzinha.
- Desculpa flor, mas to saindo.
- E cadê John e Francesca?
- John tá no concurso, e Francesca, bem, vamos esquecê-la.

O garoto ficou meio cabisbaixo depois da pergunta, então virou-se e saiu do prédio.

Caminhou alguns metros e então viu uma espécie de tenda branca enorme, aquilo lhe chamou a atenção, e só podia ser ali o tal concurso. Então se aproximou, e perto da entrada da tenda viu algumas mulheres sentadas atrás de um balcão. Ele se aproximou para se registrar. Pediram-lhe o nome, idade, e coisas do tipo. Após terminar o cadastro, entrou no local.

Lá dentro era bem grande e aconchegante. Alguns campos de batalha simultâneos. Várias arquibancadas espalhadas pelo salão. Lurly logo que entrou foi surpreendido por John, então os dois seguiram até um lugar para se posicionarem para esperarem ser chamados ou alguma coisa assim.

Esperaram meia hora até um homem se dirigir ao centro do campo principal, ele estava trajando um terno vermelho, assim como sua calça social e seu par de sapatos. Segurava um microfone em suas mãos. Para pedir silêncio, fez um barulho irritante com o objeto, assustando todos, que acabaram por ficar calados. Então ele começou um discurso.

- Certo, como vocês sabem, aqui no Tosta-Tola Contest teremos várias batalhas simultâneas, até chegarmos à final, e o vencedor ganhar uma quantia em dinheiro e uma pedra evolutiva. É isso. Os trinta e dois primeiros nomes vão aparecer ali.

Tinham 64 inscritos no torneio; 32 lutariam naquele momento, e 32 lutariam depois. Os nomes apareceram. Lurly lutaria contra um tal de João, o Criador de Sevipers; o menino levantou a sobrancelha, demonstrava certo constrangimento. Pelo nome do cidadão adversário, deveria ser alguém bem bobo. John só lutaria nos próximos 32.

- Certo, Vulpix eu escolho você!
- Vulpix? Cômico. - Riu o garoto. - Caterpie, eu escolho você!

Risos ecoavam pela plateia, Lurly ria incansavelmente, mal se punha em pé, o nome já entregava que era um moleque extremamente leigo no quesito batalhas e que se acha forte acima de tudo.

- Sopre-o, Vulpix. - Ordenou, entediado.

Então a raposa abriu a boca, e soprou levemente forte, jogando a lagarta verde contra uma parede, e já nocauteando. O moleque a retornou e saiu correndo, chorando. Lurly suspirou, e obviamente passou de fase.
Depois chegou a vez de John lutar. Ele batalhou contra um treinador de um Pidgeotto, e com o seu Haunter, venceu.

Na segunda fase, o ex-líder enfrentou um treinador que tinha um Vileplume e o venceu. Nas oitavas de final, ganhou de um Jigglypuff. Nas quartas de final, um Pikachu. Tudo, claro, com seu Vulpix, afinal, só podia usar um pokémon durante a competição.

Já John, venceu, sequencialmente, Croconaw, Nidorina e Beedrill, e estava na semifinal, assim como seu companheiro. Mas ambos só poderiam se enfrentar na final, pois como Lurly estava entre os trinta e dois primeiros, ele foi enfrentando só as pessoas que saíram primeiro. O falso Targaryen lutaria contra um treinador chamado João de Santo Cristo, ambos se direcionaram à arena.

- Só tem João nesse torneio, pelo amor... - Reclamou Lurly. - Vamos lá, Vulpix.
- Pois é. - Suspirou. - Vai lá, Graveler.

Ambos os pokémons estavam muito exaustos, estavam lutando há um bom tempo, mesmo assim se encaravam friamente.

- Will-o-Wisp!
- Evasiva e Rock Throw!

A raposa abriu a boca e “cuspiu” pequenos fogos roxos, que ficaram flutuando no ar, então meio que com o poder da mente, o animal o mandou em direção ao monstro de pedra, que rolou para o lado. Em seguida, ele começou a “brilhar”, e várias pedras começaram a se desfragmentar de seu corpo, indo em direção ao adversário, e o atingindo, mas não o debilitando.

- Certo... Vulpix, Quick Attack para confundí-lo, e por trás, use o Ember!

O canino começou a correr rapidamente, corria em círculos por volta do adversário, que ficava olhando-o meio confuso, então o animal apareceu nas costas de Graveler e mandou várias brasas, que apesar de não serem tão efetivas, acertaram em cheio as costas do pedregulho, que até “sofreu” um pouco.

- Pois é, vamos acabar logo com a luta! Rollout!

O bicho fechou-se e começou a rolar rapidamente, como se fosse um rolo compressor. Avançava para cima do mamífero, que até tentou pular, mas em vão, foi atingido e jogado longe, nocauteado. Resultado era Lurly eliminado e o tal João de Santo Cristo estava na final. O garoto retornou o Vulpix, e saiu sem falar nada. Então subiu à arquibancada e juntou-se aos poucos cidadãos que ali ainda estavam.
Então o João saiu, e logo em seguida, John e mais um garoto apareceram. O menino estava com seu Haunter e o adversário com um Golduck. Após alguns poucos minutos, o fantasma venceu o pato e John foi para a final.

- Certo, e depois de várias horas nesse tédio, temos finalmente a última luta! João de Santo Cristo contra John Persavic!

Os dois foram até o campo principal junto de seus pokémons, que se posicionavam em campo, no modo de batalha.

- Haunter, Shadow Ball!
- Combata-o com Rock Throw!

O fantasma fazia um movimento circular com suas mãos flutuantes, logo fazendo aparecer uma bola negra e roxa, que foi arremessada contra o adversário, que começou a “brilhar”, e então desfragmentar algumas pedras de seu corpo e mandá-las contra o inimigo. Os golpes se combateram, e se cancelaram.

- Ah, que luta chata dos infernos! Que torneio chato! - Reclamou o protagonista, apoiando as mãos no queixo.

Os dois combatentes ignoraram o fato, só viam seus pokémons no limite do que poderiam alcançar, qualquer golpe de um dos dois, seria fatal no oponente, por isso os pokémons relutavam um pouco.

- Lick!
- Evasiva e Rollout!

O bicho gasoso então abriu a boca e sua extensa língua saiu de lá, rumo ao adversário, que rolou, desviando, em seguida, aproveitou-se da forma que estava e começou a rolar em direção ao oponente, que desviou surpreendentemente, até “acordando” Lurly. Após desviar do golpe, o fantasma novamente pôs sua língua pra fora, dessa vez conseguindo lamber em cheio o adversário, que acabou nocauteado. E John era campeão daquele magnífico torneio. O treinador rival recolheu seu pokémon e saiu fora. Assim como toda a plateia. Ficando ali só John, Lurly e o organizador do concurso, que veio com uma caixa em suas mãos e entregou para John, que abriu e viu que se tratava da Pedra do Fogo, que para ele seria inútil, mas pegou-a, além dos cento e cinquenta dólares, que guardou em seu bolso. Então ele e Lurly saíram do galpão branco.

- John, que tal se você me der essa pedra pra eu evoluir meu Vulpix?
- Que tal você ir se ferrar?
- Porra, John, você nem vai usar essa merda.
- Tá, eu te vendo por trezentos dólares.
- Trezentos? - Gritou o protagonista. - Quer me foder me beija!
- Te foder? Deus é mais!
- Tá, ninguém se importa. - Cortou. - Então você me vende por duzentos.
- Duzentos e cinquenta.
- Duzentos e vinte e cinco dólares e cinquenta centavos e não se fala mais nisso.
- Ok, fechado.

Então os dois amigos fizeram a troca, Lurly ficou com a pedra, e John com o dinheiro. Como viram que o céu já estava escuro, foram procurar um hotel ali perto mesmo, para no outro dia continuarem suas gloriosas aventuras.

To be continued...


Bom, as batalhas ficaram rápidas porque eu não queria estender muito o capítulo. É isso ^^ Espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Sab 21 Jun 2014 - 14:53

Detalhes... A evolução dela me passou despercebido mesmo kkk É que como sou um amante do tipo Lutador, fadas me dão medo D:

Achei meio pesado o diálogo inicial do capítulo -q "Entendedores entenderão" não se aplica aí, já que ta bem explícito o significado da mensagem, mesmo para as mentes mais inocentes (eu-q).

E que merda foi essa Lurly? Na boa... Essa foi a "cantada" mais fudi que ja tive a oportunidade de ler kkkk O nível ta caindo em -q Esses tapas que o Lurly toma desde o começo da fic já ta enchendo o saco, na boa... Não funciona, mete o pé inteiro na cara do homi logo -q

Enfim um torneio aqui, adoro competições em fanfics de pokémon, mas aqui me vingarei de seus comentários -q O capítulo foi bem corrido em, aconteceu tudo muito rápido -q Enfim mas ficou muito bom, curti bastante a lutinha, eu torci pro Vulpix kkkk Sei lá curto muito essa raposa u.u  Perto do Vulpix os demais pokémons que apareceram foram meros figurantes xD Pena que ele perdeu tão depressa '-'

A melhor parte foi a briguinha tosca dos dois amantes no fim do capítulo -q To louco para mais batalhas com pokémons quem sabe mega evoluindo? Não sei... É você quem escreve kkk Mas é isso, até lá tio.

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Snow Walker em Dom 22 Jun 2014 - 18:42

E este foi o capitulo mais comedia da fic até o momento. Me espantei por não ter nenhum João das Neves pra você me zuar, mas tudo bem. Olha cara, um conselho meu que acho que tu não vai seguir; Tipo... Dane-se se o capitulo ficar longo, eu realmente iria preferir ler um capitulo mais detalhado do que corrido. No mais o capitulo foi bom, principalmente porque logo o Vulpix vai evoluir.

   Alias, eu disse anteriormente que queria ver como seria os momentos pós-Francesca e realmente estou gostando dos resultados, sério. Está trabalhando muito bem nisso. Alem de que a linda da Janine apareceu de novo, meu deus. Bota ela como protagonista logo porque eu amo essa guria <3

   A cada capitulo parece que o Lurly está pouco se importante com o que acontece ao redor, não consigo explicar direito, mas comecei a achar isso desde a ultima batalha de gym. Não sei se é um plano para o futuro ou só viagem minha, mas né. Vamos ver.

  Enfim, espero o proximo capitulo. Não me torture. Até mais, Lorde Black, senhor dos escravos.
avatar
Snow Walker
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/04/2013

Frase pessoal : salabim salabão


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Dom 22 Jun 2014 - 22:32

Bom, vamos agradecer os comentários né xd.

Comentários:
@xKai escreveu:
Detalhes... A evolução dela me passou despercebido mesmo kkk É que como sou um amante do tipo Lutador, fadas me dão medo D:

Achei meio pesado o diálogo inicial do capítulo -q "Entendedores entenderão" não se aplica aí, já que ta bem explícito o significado da mensagem, mesmo para as mentes mais inocentes (eu-q).

E que merda foi essa Lurly? Na boa... Essa foi a "cantada" mais fudi que ja tive a oportunidade de ler kkkk O nível ta caindo em -q Esses tapas que o Lurly toma desde o começo da fic já ta enchendo o saco, na boa... Não funciona, mete o pé inteiro na cara do homi logo -q

Enfim um torneio aqui, adoro competições em fanfics de pokémon, mas aqui me vingarei de seus comentários -q O capítulo foi bem corrido em, aconteceu tudo muito rápido -q Enfim mas ficou muito bom, curti bastante a lutinha, eu torci pro Vulpix kkkk Sei lá curto muito essa raposa u.u  Perto do Vulpix os demais pokémons que apareceram foram meros figurantes xD Pena que ele perdeu tão depressa '-'

A melhor parte foi a briguinha tosca dos dois amantes no fim do capítulo -q To louco para mais batalhas com pokémons quem sabe mega evoluindo? Não sei... É você quem escreve kkk Mas é isso, até lá tio.

Pobre Clefable, só porque é lixoso é esquecido -q. Nada mais é pesado para Sor Lurly Spark -q, mas eu quis algo bem explícito e escatológico mesmo -q. As cantadas vão ficando mais lixo mesmo -q, mas é pra não repetir as antigas mesmo -qq. Sim, tudo corrido, senão teria vinte páginas -qq. Ele tava cansado já, por isso perdeu rápido, mas enfim. Sim, eles vivem brigando. Bom, não sei se vai ter mega evolução, ou sei, sei lá -q. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Snow Walker escreveu:E este foi o capitulo mais comedia da fic até o momento. Me espantei por não ter nenhum João das Neves pra você me zuar, mas tudo bem. Olha cara, um conselho meu que acho que tu não vai seguir; Tipo... Dane-se se o capitulo ficar longo, eu realmente iria preferir ler um capitulo mais detalhado do que corrido. No mais o capitulo foi bom, principalmente porque logo o Vulpix vai evoluir.

   Alias, eu disse anteriormente que queria ver como seria os momentos pós-Francesca e realmente estou gostando dos resultados, sério. Está trabalhando muito bem nisso. Alem de que a linda da Janine apareceu de novo, meu deus. Bota ela como protagonista logo porque eu amo essa guria <3

   A cada capitulo parece que o Lurly está pouco se importante com o que acontece ao redor, não consigo explicar direito, mas comecei a achar isso desde a ultima batalha de gym. Não sei se é um plano para o futuro ou só viagem minha, mas né. Vamos ver.

  Enfim, espero o proximo capitulo. Não me torture. Até mais, Lorde Black, senhor dos escravos.

Eu esqueci do João das Neves, vacilo meu. Ah, sei lá, eu tento descrever, mas depois perde o rumo -q. Não só você, como o Lurly também ama, eu também amo, todos amam, Janine é amor <3. Não é o Lurly que tá pouco se fudendo, sou eu mesmo que to com preguiça de escrever e acabo escrevendo assim -q. Ah, e não me chame de senhor dos escravos, porque isso é coisa da Danyela, e ninguém merece ser comparado com a Danyela -qq. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora sem mais delongas, o capítulo, e peço que não prestem atenção no título -q. (Ah! A criatividade!)

Capítulo 38 - O concurso de Eevee!


O sol raiava forte em mais uma manhã quente em Kanto. John e Lurly estavam acordados. Estavam em algo que se assemelhava a uma recepção, era de algum hotel velho que eles passaram a noite. Pagaram cinquenta dólares e saíram. Assim que saíram viram um garoto com uma bicicleta e com alguns papéis na mão. Ele estava colando-os na parede. Então pegou sua bicicleta e foi embora. Os dois jovens se aproximaram para ver do que se tratava. E viram que era um cartaz. Chegaram mais perto ainda para ver o que era, então leram o seguinte: “Você quer ganhar uma pedra evolutiva? Quer ganhar dinheiro? Quer evoluir seu Eevee? Então venha no Blue Park e se inscreva nesse concurso!”. Os protagonistas se entreolharam.

- Pedra evolutiva? - Disse Lurly. - Pfft. Balela. - Suspirou em seguida.
- É, nem vamos lá. Se não a gente chega e é um torneiozinho de merda, que não dá nada com nada. - Reclamou o acompanhante. - Vamos pegar o metrô, descer na estação mais próxima da saída da cidade, sair da cidade e ir rumo a Fuchsia.
- Finalmente falou algo que preste... - Disse.

-x-

- Sério que a gente ia sair da cidade sem vir aqui antes? - Perguntou Lurly, olhando à sua volta.
- A gente ia fazer uma burrada.

Os meninos estavam numa espécie de parque, que era rodeada por prédios por todas as direções. Aquele parque era o Blue Park, um parque que fica no centro da cidade de Celadon. Os jovens estavam ali com mais outros seis adolescentes, que deveriam ser os outros inscritos pro tal torneio. Além deles tinham alguns velhinhos que se sentavam nos bancos de madeira. O local não era muito movimentado, afinal, era manhã de um dia de semana. Obviamente que o organizador do concurso também estava ali. Era um homem que trajava um terno negro junto de uma camisa branca e uma gravata roxa. Ele falava algumas coisas.

- É, só tivemos isso de inscrições. Afinal nem todo mundo tem Eevee né. - Lamentou. - Mas, como vocês sabem, além de uma pedra que o próprio vencedor escolherá, também ganhará dois mil dólares.

Todos ali presentes ficaram meio eufóricos com tudo aquilo. Era um torneio mequetrefe de uma quinta-feira de manhã, mas dois mil dólares eram muito bem vindos. O cidadão então pegou oito pedaços pequenos de papéis, cada um com um nome. Os sorteou e o primeiro confronto era John contra Myrcella, uma ruiva bonitinha, que claro, fez os jovens se lembrarem de Francesca Flame.

Os dois então deram alguns passos para trás. Os outros se afastaram. As lutas seriam ali mesmo, num pequeno espaço do parque. Logo, cada um puxou uma pokébola e dois pokémons iguais saíram. Um cachorro filhote marrom, com algumas partes bege.

- Certo. Eevee, use o Attract!
- Eevee fêmea? - Suspirou John. - Dig!

O mamário da adversária fixou seu olhar no oponente, então ela deu uma piscadinha para ele, mas, antes de ele prestar muita atenção, começou a cavar um buraco, e após alguns segundos, emergiu acertando-a com um golpe por baixo.

- Porcaria. - Reclamou a ruiva. - Eevee, Poison Jab!
- Poison quem? - Gritou Lurly, espantado.
- Poison Jab. Um golpe diferente dessa monotonia de Eevees. - Gabou-se.
- Ah, dane-se, eu ganho de qualquer forma. - Disse o garoto de cabelo castanho. - Quick Attack!

O pokémon de John começou a correr rapidamente, o outro Eevee pouco se importava. Logo, o animal de John apareceu por trás e ia dar uma cabeçada no oponente, mas ele foi bem rápido e esquivou-se. Em seguida, sua cauda tomou-se num brilho roxo, e ele bateu com seu rabo no bicho do semi-protagonista, que agonizou de dor, mas não estava envenenado.

- Novamente! Poison Jab!
- Tsc. Que Eevee previsível. - Analisou John.
- Cala essa boca, John. Desde quando você manja de estratégias?
- Desde quando eu não preciso de um Electivire de anos de treinamento pra me achar o fodão.
- Pelo menos eu tenho um.
- Ah, dane-se. - Reclamou. - Enfim, Eevee quando ele se aproximar, use o Sand Attack e depois, Quick Attack!

Ninguém entendeu o que John quis fazer naquele momento. Logo, o cachorro da moça ergueu sua cauda e ela envolveu-se num brilho roxo, devido ao veneno que estava nela, o animal começou a correr em direção ao adversário; ao se aproximar, virou-se de costas para dar uma “rabada” no oponente. Porém, ninguém contava que o Eevee do garoto começaria a bater com suas patas no chão, fazendo assim subir um monte de poeira, que atrapalhou a visão da Eevee. Aproveitando-se dessa vantagem, o mamífero começou a dar voltas sobre o inimigo, que ficava procurando, mas nada enxergava com aquela poeira. Então logo é surpreendido por um golpe por trás, que o arremessa contra uma árvore, rapidamente nocauteando-a, todos até se espantaram.

- Desculpa gata, mas esse prêmio é meu.

A menina recolheu seu pokémon e saiu correndo do parque. Todos se entreolharam confusos.

Então logo em seguida, o homem sorteia o outro combate, que era entre um tal de Michael e Bruno. O segundo nome citado acabou vencendo e enfrentaria John na semifinal. Após essa batalha, o organizador novamente sorteou os papéis, dessa vez saindo Nicole contra Clark, a moça venceu. E por último, mas não menos importante, os dois únicos restantes, Lurly e um tal de João das Neves, um menino bem escroto, era moreno, possuía a franja que cobria um de seus olhos, usava uma espécie de maquiagem preta, assim como sua roupa. Lurly olhou com completo desprezo pelo jovem.

- Se esse daí fosse evoluir o Eevee dele, aposto que seria para uma Chansey. - Disse, rindo logo em seguida. Ele ficou solitário, já que ninguém riu com ele.. - Porque esse daí é tão viado que o pokémon dele evolui até pra um bicho 100% fêmea.
- Me deixa, ok? - Disse com uma voz baixa. - Ee, eu escolho você!
- Ee? É sério isso? - Riu novamente. - Não sei o que é mais difícil, lutar contra esse cara sem rir, ou pensar na próxima batalha contra aquela loirinha gostosa ali. - Disse, apontando pra Nicole e dando uma piscada. A menina retrucou com um olhar de desprezo. - Tá. Eevee, venha!

Os dois caninos saíram das pokébolas e ficaram se encarando por alguns minutos se encarando, até esperarem ordens de seus treinadores.

- Vamos acabar logo com isso! Bite! - Ordenou o protagonista.
- Ee, pule para o lado, e, em seguida, use o Tackle! - Disse o emo. Ele parecia até outra pessoa lutando. Pelo menos pelo tom da voz...

O pokémon do garoto do cabelo prateado então começou a correr e logo seus dentes ficaram meio negros e maiores, ele se aproximou do adversário para tentar mordê-lo, mas ele pulou para o lado, aparecendo atrás do Eevee principal, acertando-o pelas costas, e o jogando a uma certa distância.

- Muito bom, muito bom. - Aplaudiu sarcasticamente. - Mas nada a meu nível. Eevee, Bite!
- De novo isso? Evasiva. - Ordenou. - Agora, Headbutt!
- É ai que você se engana! Ataque surpresa!

O mamífero então abriu a boca e seus dentes ficaram negros e começaram a crescer, ele foi se aproximando de modo que fosse morder o adversário, que pulou para o lado, esquivando facilmente. Em seguida, o rival foi de modo que fosse dar uma cabeçada, mas o pokémon de Lurly esquivou e o acertou um mordida violenta no meio das costas, fazendo o pequeno cachorro do emo gritar de dor.

- Filho de rapariga. - Reclamou o loiro.
- Ah, John, me chupa, não sou só eu que falo “filho de rapariga”.

O adolescente de cabelo castanho revirou os olhos e tentou se esconder, como se nem conhecesse Lurly Spark. Todos os outros olharam com um misto de desprezo com indignação, ou qualquer outra coisa.

- Enfim. - Disse o estranho jovem. - Eevee, Headbutt!
- Evasiva. - Disse calmamente. - Agora, use o Bite!

O filhote começou a correr, e ao chegar perto do pokémon de Lurly, pulou, e sem seguida iria desferir-lhe uma cabeçada, porém o animal desviou para o lado, logo depois, seus dentes começaram a ficar maiores, porém dessa vez estavam bem grandes, e a aura negra que os cercava também era maior, então o Eevee do menino do cabelo prata mordeu as costas do oponente, que caiu no chão, nocauteado. A mordida fez até um “buraco”. A tal mordida era o Crunch, que o pokémon tinha acabado de aprender. O protagonista venceu e avançou às semifinais, e lutaria contra Nicole. O emo recolheu seu pokémon, olhou com uma cara feia e de desprezo e saiu.

- E agora, a primeira luta das semifinais! John contra Bruno!

Bruno era um jovem, na verdade aparentava não ser tão jovem assim, sua barba mal feita expressava isso, os olhos negros fitavam John, que parecia confiante a vencer. Ambos retiraram suas respectivas pokébolas dos bolsos. Obviamente, de cada uma saiu um Eevee.

- Certo. - Respirou John. - Comece com Dig!
- Adolescentes... Tão tolos. Tão previsíveis. - Riu. - Eevee, mostre um verdadeiro Cavar!

Os outros quatro cidadãos não entenderam bem o porquê da frase do homem, afinal, ele usou o mesmo golpe. Então, o mamífero de John começa a pôr suas patas em contato com o chão de grama e terra, assim, começando a cavar um buraco, logo em seguida, o rival fez o mesmo, e ambos estavam debaixo da terra, se procurando, enquanto seus treinadores se olhavam. Os três que assistiam ficavam impacientes, já haviam alguns minutos que os cachorros estavam no subterrâneo do parque. Até que de repente, os dois sobem ao mesmo tempo, e ficam alguns segundos no ar. Esses segundos no ar são suficientes para o Eevee de John ser mais rápido e acertar a pata na cara do adversário, que cai no chão, fraco, devido ao forte impacto com a queda de uma altura considerável.

- Deveras interessante. - Analisou o homem. - Acredito que um Focus Blast dê conta!
- Eevee, cave novamente!

O bicho de Bruno então abriu uma boca e uma espécie de energia azul foi se acumulando, Eevee então focalizou bem o oponente, mandando uma bola feita com a energia azul logo em seguida. Porém, o pokémon de John era incrivelmente rápido, então antes de ser atingido, pulou no buraco que tinha feito antes. A criatura rival ficava atenta, até que vê que algo vai aparecer atrás de si, então logo se vira e manda novamente a bola de energia azul, que atinge o Eevee do garoto, que antes de ser atingido, ainda conseguiu, milagrosamente, acertar sua pata no peito do adversário. Então em seguida os dois caem no chão e ficam caídos por um tempo, sem se levantar. Caso desse empate, a luta entre Lurly e Nicole já seria a final.

Seria. O Eevee do menino levantou-se e ficou de pé, enquanto o outro nem reagiu. A vitória era de John, com um pouco de esforço e sacrifício.

- E John Persavic é o primeiro finalista do nosso super concurso. - Disse, desanimado.
- Isso é uma roubalheira! - Gritou Bruno.
- Cara, vai trabalhar. Olha tua idade. Quiçá você já deve ser formado! - Disse Lurly.
- Eu realmente sou formado. Sou graduado em Arena de Batalha Pokémon, mas nunca consegui um emprego...
- Pena que ninguém se importa. - Disse Lurly. - Agora senta ai e veja o show de Lurly Spark com essa gatinha ai. - Prosseguiu. - Não sou um Snorlax, mas gostaria de te comer. - Terminou. Em seguida deu uma piscadinha.

John, Bruno e o organizador olharam com desprezo para Lurly. A menina fez o mesmo, e, além disso, deu-lhe um tapa no rosto, o garoto, como sempre, riu. Então ambos se posicionaram em lados opostos e mandaram seus Eevees a campo.

- Certo, Vee, use o Attract!
- Attract? Por que você não usa o Attract em mim, gata? - Perguntou Lurly, com cara de trouxa, que lhe é típica.

A moça tinha o cabelo loiro comprido, indo até o meio de suas costas, os olhos castanhos encaravam feio Lurly. Trajava uma blusa rosa e uma saia não muito curta, uns três dedos acima do joelho. Seu pokémon, aparentemente fêmea, piscou para o pokémon de Lurly, que olhou com desprezo, estava nítido que o Eevee do protagonista era fêmea também.

- POR QUE, MUNDO? POR QUE, VIDA? POR QUE, SOCIEDADE? - Gritou Lurly. - O QUE EU FIZ PRA TER UM POKÉMON FÊMEA?

John riu, Bruno e o organizador olharam a cena, confusos. Nicole corou, sua estratégia à La Whitney tinha falhado. Então o pokémon do protagonista começou a correr em volta da adversária, até que por fim, a acerta pelas costas, jogando-a um pouco distante.

- Olha, que fofinha. - Riu a menina. O pokémon de Lurly retribuiu.
- Vai se fuder sua loira oxigenada! - Gritou de novo o protagonista. - Eevee, Shadow Ball no chão!
- What a hell? - Perguntou Nicole. - Enfim. Use o Quick Attack!

A Eevee de Nicole começou a correr em volta do pokémon de Lurly, até que mira suas costas, mas o bicho é mais rápido e pula pro lado. Em seguida, o animal do protagonista (leve ambiguidade) abriu a boca e uma bola negra foi se formando em sua boca, como se o pokémon puxasse energia de dentro de si. Em seguida, ele arremessou essa bola em direção ao oponente, mas como sabia que o golpe não faria efeito, jogou em direção ao adversário, mas também em direção ao chão. Ao atingir o solo, a esfera “explodiu”, e sua energia de sombras jogou o rival para longe, praticamente o debilitando.

- Que desgraça. - Reclamou a loira. - Vamos lá, Vee! Quick Attack!
- Eevee, Quick Attack.

Ambos começaram a correr em voltas, parecia aqueles combates de filmes de velho oeste, em que os combatentes ficam “rodando” antes de começarem a luta. Até que a Eevee da moça toma a iniciativa e parte pra cima do mamífero, que também faz o mesmo. Assim, ambos se batem com as patas, e são jogados para trás. Mas, o pokémon da moça leva a pior. Resultado: Lurly vencedor e classificado pra final contra John Persavic.

- Muito boa luta, Lurly. - Disse a moça. - Aqui está meu telefone. Pode me ligar. - Completou, entregando um papel e dando um beijo no rosto dele.. Em seguida saiu com sua Eevee no colo.
- Lurly, você está na final. - Disse o homem, mas o jovem nem respondeu. - Lurly, você está na final. - Disse, novamente ignorado. - Lurly você está na final. - Disse mais uma vez sem obter resposta, então ficou impaciente e deu um soco no rosto de Lurly. - Porra, você tá na final. Você e John.

O garoto que parecia estar num transe, voltou à realidade, e ao ouvir a última frase disse:

- Eu contra John? O mundo foi justo comigo pelo menos. - Riu.

O menino de cabelo castanho olhou com desdém, nem ligou. Bruno também tinha ido embora. Agora só tinham os três ali. John e Lurly fariam a luta final daquele torneio.

To be continued...


É, mais um capítulo de concurso meus amigos, vamos ver no que vai dar né xd. Espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por mrdeid em Dom 22 Jun 2014 - 22:40

Então Black, o que posso falar?

Curti muito o capítulo, primeiramente. Muito bem planejado, curti bastante o humor desse capítulo, principalmente Lurly se lamentando por seu Pokémon ser fêmea. Queria saber escrever como você, uma ortografia linda. Vi uns errinhos, mas não me lembro agora.

Abraços, continua assim ^^
avatar
mrdeid
Membro
Membro

Masculino Idade : 71
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/01/2013

Frase pessoal : ata


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Qua 25 Jun 2014 - 13:13

Meu Deus, quantos acontecimentos nesses três caps. o_o John agora tem um Nidoking, Lurly tem um Clefable e uma Eevee fêmea. Estão numa competição e descobriram o valor de uma stone evolutiva. AUEHUAE


Falando nisso, tenho que citar isso:


Lurly escreveu:- Mas e aí, gata. Seu pai é um cometa? - Perguntou o ex-líder.
- Não, por quê? - Perguntou a moça.
- Porque eu quero pegar carona nessa cauda.

UAHEUAHEUAHEUAHEUEH' Essa é a cantada mais criativa que eu já vi. Na moral, essa enfermeira deveria dar pra ele só pela criatividade do protagonista. Falando nele, eu fico feliz em ver em como a relação de amizade com ele e John melhorou MUITO. Os dois são bem amigos agora, ao contrário dos capítulos iniciais.


Eu gostei desse ultimo cap. Cada personagem ficou com uma personalidade distinta e bem feita. Eu achei muito boa a reação do Lurly, eu tinha a mesma reação quando eu era menor e o inicial vinha fêmea. Sempre escolhia Pokémons machos, não sei porque.  Embarassed 


Quero ver a força total do Clefable sendo explorada, assim como a força do Nidoking do John. Eu amo esses pokés. 


Eu gostei de ver em como os personagens estão com personalidades únicas e fortes. Acho que a ausência da Fransesca fez isso ser possível, já que antes ela roubava toda a atenção com toda sua sexualidade. AUEHAUEA'


É isso cara. Gostei bastante desses últmos capítulos. Aguardo os próximos. c:


Um abraço! o/
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 27 Jun 2014 - 23:17

Bom, vamos ao capítulo, mas antes os comentários.

Comentários:
Deidara-Sensei escreveu:Então Black, o que posso falar?

Curti muito o capítulo, primeiramente. Muito bem planejado, curti bastante o humor desse capítulo, principalmente Lurly se lamentando por seu Pokémon ser fêmea. Queria saber escrever como você, uma ortografia linda. Vi uns errinhos, mas não me lembro agora.

Abraços, continua assim ^^

Deidara o/. Eu só escrevo sem erros ortográficos porque eu já escrevo há muito tempo, ai você vai aprendendo as palavras e começa a escrever certinho -q. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu:Meu Deus, quantos acontecimentos nesses três caps. o_o John agora tem um Nidoking, Lurly tem um Clefable e uma Eevee fêmea. Estão numa competição e descobriram o valor de uma stone evolutiva. AUEHUAE


Falando nisso, tenho que citar isso:


Lurly escreveu:- Mas e aí, gata. Seu pai é um cometa? - Perguntou o ex-líder.
- Não, por quê? - Perguntou a moça.
- Porque eu quero pegar carona nessa cauda.

UAHEUAHEUAHEUAHEUEH' Essa é a cantada mais criativa que eu já vi. Na moral, essa enfermeira deveria dar pra ele só pela criatividade do protagonista. Falando nele, eu fico feliz em ver em como a relação de amizade com ele e John melhorou MUITO. Os dois são bem amigos agora, ao contrário dos capítulos iniciais.


Eu gostei desse ultimo cap. Cada personagem ficou com uma personalidade distinta e bem feita. Eu achei muito boa a reação do Lurly, eu tinha a mesma reação quando eu era menor e o inicial vinha fêmea. Sempre escolhia Pokémons machos, não sei porque.  Embarassed 


Quero ver a força total do Clefable sendo explorada, assim como a força do Nidoking do John. Eu amo esses pokés. 


Eu gostei de ver em como os personagens estão com personalidades únicas e fortes. Acho que a ausência da Fransesca fez isso ser possível, já que antes ela roubava toda a atenção com toda sua sexualidade. AUEHAUEA'


É isso cara. Gostei bastante desses últmos capítulos. Aguardo os próximos. c:


Um abraço! o/

Rush o/. Pois é, o Nidoking tava mais que na hora, e a pedra é porque tipo, um objeto desses é valioso, então não é simplesmente "achei uma pedra hue hue", então coloque isso -q. Deveria mesmo, mas né, fazer o quê =/. Também acho que melhorou, sei lá, talvez o "desastre" fez com que eles virassem amigos, ou a Francesca ofuscava, não sei, é uma boa indagação o porquê disso -q. Sim, eu também preferia pokémons machos, sei lá -q. Vish, Clefable vai destruir vários lares, se já era destruidor sendo Clefairy, imagina agora, o Nidoking também. Sim, é verdade huahau. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora o capítulo.

Capítulo 39 - Três em um!


John e Lurly iriam se enfrentar na final de um concurso sem a menor importância, mas que dava uma pedra que evoluiria um de seus Eevees. Ambos se olharam, porém Lurly tomou a palavra e disse:

- Homem sem nome, eu preciso conversar com o John rapidão ali. A gente já volta. - Ele falou, já saindo, sem se importar com a resposta.

O garoto de cabelo castanho não entendeu nada, mas foi mesmo assim. Eles se distanciaram alguns metros, numa distância consideravelmente “segura”. Então o cde cabelo prateado logo falou:

- Olha, John, como eu sei que você vai perder, eu tenho uma proposta pra fazer.
- Fala. - Ele disse, já imaginando que seria besteira.
- Bom, a gente empata de propósito e nós dois ganhamos uma pedra e cada um fica com metade do dinheiro.
- É, é uma boa ideia. Eu acho. - Ele concordou meio relutante. - Mas por que isso?
- Porque eu não suporto ninguém do meu lado com pokémon inútil.

O menino revirou os olhos com um certo desprezo, mas aceitando a ideia. Então ambos voltaram ao local e se posicionaram para a batalha, cada um de um lado e já mandando seus Eevees a campo.

- Are you ready? - Perguntou o homem sem obter resposta. - Bom, era pra tocar uma eletrônica aqui, mas não deu certo né. Enfim. Lutem!
- Certo. - Suspirou Lurly Spark. - Eevee, use o Shadow Ball.
- Faça o mesmo.

O bicho do protagonista abriu a boca e logo começou a formar uma espécie de bola negra. Ele arremessou contra o adversário, que sem se mover, não sofreu um arranhão sequer. Depois, o mamífero treinado por John fez o mesmo movimento, e também não aconteceu nada, como era de se imaginar.

Alguns minutos e várias Shadow Balls sem efeito depois...
- É, parece que ambos os pokémons cansaram de lutar, e a luta ficou em empate... - Disse o homem.
- É, que triste né. - Ironizou o ex-líder.
- Pois é. Mas isso me pareceu armado pra ambos ganharem...
- Sim, foi armado mesmo. - Retrucou o protagonista.
- Lurly, cala a boca.
- Porra John, a gente lutando meia hora só com Shadow Ball e você ainda quer disfarçar isso?
- É, vendo por esse lado...
- Eu nem deveria dar as pedras a vocês.
- Não deveria? - Riu o jovem.
- Não, mas vou dar mesmo assim. Escolham ai a pedra de vocês.
- Bom, eu vou querer a Pedra d’Água. - Disse o protagonista.
- Eu hein. - Estranhou John. - Enfim, eu vou querer a Pedra do Trovão.
- Ok, aqui está. - Disse o homem.

Então ele tirou do bolso do terno dois objetos. Um era azul e tinha uma forma indefinida, mas era possível ver o “desenho” de uma gota dentro dela. O outro era um objeto amarelo com um “desenho” de raio, cada jovem pegou a correspondente.

- E o dinheiro?
- Quer mais nada né? Fizeram essa falcatrua aí e querem o dinheiro ainda? Porra nenhuma. - Ele falou e logo em seguida foi embora, deixando os dois jovens ali.
- Bom, pelo menos temos pokémons evoluídos né? - Disse Lurly.
- É. - Concordou.

O garoto de cabelo castanho pegou sua pedra e colocou-a em contato com Eevee, que instantaneamente começou a brilhar, crescendo um pouco, e logo seu pelo começou a ficar mais “espetado” de modo que parecesse estar sempre alerta, além de que suas pernas ficavam mais espaçadas, o que facilitava bastante o pokémon correr. Era um Jolteon agora.
Em seguida, o protagonista tomou em mãos sua pedra amarela e a tocou no seu mamífero filhote, que começou a brilhar e ficar um pouco maior, logo, um rabo parecido com rabo de peixe começou a crescer, e devido a seu tamanho, ele meio que ofuscava as patas traseiras do pokémon, além disso, em vez de crescerem pelos espetados como o outro, cresceram escamas, além de suas orelhas parecerem orelhas de um animal marinho também, criando uma bizarra combinação de peixe com cachorro. Era um Vaporeon agora.

-x-

Já era outro dia em Kanto; a dupla de jovens caminhava pela Rota 16, que era o caminho rumo a Fuchsia. Simplesmente andavam sem muitas cerimônias ou conversas, até que ambos são surpreendidos por um grito.

- Ei! Você! - Gritou um jovem de óculos, que foi se aproximando. - Você é Lurly Spark né?
- Sim... - Respondeu relutante. - Mas o que queres comigo?
- Eu sou simplesmente seu maior fã! - Exclamou o moço.
- Eu hein. Se fosse mulher pelo menos.
- Poxa. - Decepcionou-se. - Eu só queria uma batalha contra você!
- Batalha? Demorou boy. - Disse o garoto puxando uma pokébola.

John suspirou. Parecia que o mundo de Lurly se resumia à batalhas. O garoto de cabelo prateado nem ligou, então de sua pokébola saiu um objeto circular e prateado, que tinha dois imãs em seus lados, era Magnemite. Os olhos do garoto brilharam de emoção.

- Não acredito no que eu to vendo! Magnemite!
- Caramba cara, que viadagem. - Reclamou Lurly.
- Oh, me desculpe. Raichu, eu escolho você!

Então um rato, de um amarelo queimado, gordo e com uma cauda longa sai da esfera bicolor pronto para luta.

- Hm... Magnemite, use o Magnet Bomb!
- Iron Tail!

O metálico então começou a mirar seus imãs numa mesma direção e começou a girá-los e com o magnetismo dos imãs ele formou uma bola que era obviamente movida por eles. Ao se aproximar do rato, jogou a bola contra ele, jogando-o longe, e já deixando-o bem machucado, surpreendendo a Lurly e John. O mamífero levantou-se um pouco cansado, mas mesmo assim seu rabo já grande ficou maior ainda, além de ter ficado metalizado, ele então deu um pulo e atingiu o adversário. O golpe não foi nenhum pouco efetivo, e Magnemite só recuou um pouco.

- Raichu, use o Iron Tail novamente!
- Cara, você é retardado? - Disse Lurly.
- Não, por quê?
- Porque o golpe não faz o menor efeito.
- Ah, tanto faz.
- Tá bom então. - Disse. - Vamos lá. Use o combo de Thuder Wave e Spark!

O roedor fez novamente sua cauda crescer e ficar metalizada, então começou a correr e tentou acertá-la no adversário, que nem se esforçou para se esquivar. Em seguida, Mangemite mirou seus dois imãs em direção ao oponente e mandou um pequeno raio de cada uma delas. Raio suficiente para paralisá-lo. Em seguida, seu corpo ficou amarelado e ele emitiu várias faíscas em direção ao oponente. E mesmo o golpe sendo não efetivo, nocauteou o Raichu, deixando John e Lurly meio constrangidos.

- Só de batalhar com você já foi demais. - Disse, retornando seu Raichu. - Meu nome é Maximilian Richter.
- Hm... Ok, falou. - Disse o protagonista começando a andar pra longe dali.

Então os dois personagens saíram dali e foram caminhando pela estrada de terra.

Após alguns minutos, já estavam longe do começo da rota onde Lurly tinha lutado. Andavam normalmente, até que John observa um vulto azul, que passou rapidamente sobre eles.

- Eita desgraça! - Espantou-se.
- Que é, filho de quenga?
- Sei lá, um vulto azul esclerosado que passou voando por aqui.
- Tu deve ter fumado um queijinho antes de a gente sair de Celadon.
- Ah Lurly, vai se danar!

Então novamente o vulto passou. Dessa vez o ex-líder viu e gritou em seguida.

- Madre de Dios! Quien será este hijo de puta?
- Que isso? - Indagou John.
- Sei lá, devo ter aprendido a falar espanhol na hora do espanto.
- Mas tu não é o machão pica das galáxias?
- Sou. - Tentou explicar-se. - Ah, dane-se você.
- Quer saber? Haunter, eu escolho você!

Logo, um pokémon fantasmagórico saiu da pokébola. Ele tinha um corpo meio gasoso e um sorriso amedrontador estampado em sua face, além disso tinha mãos que flutuavam fora do corpo.

- Pra que chamar o Haunter? Aposto que não é nada de mais. - Suspirou Lurly Spark.
- Shadow Ball!

O fantasma então viu que o ser estranho passava, então com suas mãos começou a formar uma bola negra e a jogou contra ele, acertando-o em cheio, derrubando-o no chão, e revelando ser um besouro azul com um grande chifre, apesar de ser um inseto, ele tinha algo que se assemelhava a braços, e que o fazia usar seus golpes lutadores mais facilmente.

- Um Heracross! - Espantaram-se.
- Ah, Lurly, se fode ai, você falou que não era nada. - Riu. - Curse!

Então o bicho bateu em si mesmo duas vezes, assim perdendo metade do HP, com isso, Heracross ria incansavelmente, porém, não percebeu que uma aura negra o rodeava. Ele logo em seguida mirou seu grande chifre na direção do fantasma, e o chifre começou a brilhar e ficar ainda maior, e logo, atingiu o adversário. Apesar do golpe não ser muito efetivo, causou um dano no Haunter. Era o Megahorn.

- Certo. - Analisou o garoto de cabelo castanho. - Shadow Ball!

O fantasma fez um movimento circular com suas mãos, até que uma espécie de bola negra e sombria começou a se formar. Ele arremessou contra o adversário, que voou um pouco para escapar. Em seguida, o besouro abriu suas asas e começou a voar em direção ao fantasma, atingindo-o com as suas pequenas asas, e jogando-o no chão, nocauteado. Era um Aerial Ace.

- Certo... Rhydon, eu escolho você!

Então da pokébola saiu um grande rinoceronte bípede e com um chifre gigante no meio de seu rosto. O inseto o encarou por um tempo, até que começou a rodar seu braço direito várias vezes, até atingir um soco no rosto do rinoceronte, jogando-o um pouco longe, afinal, era um Dynamic Punch, golpe que tinha vantagem sobre o bicho. Porém em seguida deu uns tremeliques e logo perdeu um pouco de HP. Era o efeito do Curse.

- Mas que Heracross infeliz! - Reclamou John.
- Caramba John, qual é? - Irritou-se Lurly. - Captura logo esse bicho pra gente chegar logo em Fuchsia.
- Eu to tentando, Lurly, mas tá difícil. - Suspirou. - Use o Hammer Arm!

O animal de pedra então ergueu seus braços, em seguida, o órgão direito começou a brilhar, e foi tomando a forma de um martelo. Apesar de seu tamanho e peso, o pokémon começou a correr, e tentou bater com o braço no besouro, que escapou facilmente. Em seguida, ele começou a rodopiar seus braços e desferiu um soco violento no queixo de Rhydon, jogando-o a uma certa distância.

- Filho de rapariga...
- Ah, trouxa, chupa! Falei que eu não era o único que falava “filho de rapariga”. Ah, otário, toma que é de graça!
- Sério isso? To ocupado, não tá vendo? - Perguntou.
- Sim, to vendo, mas te zoar é sempre bom.
- Ah, vai se danar. - Disse. - Rock Throw!

Então o rinoceronte começou a brilhar, logo depois várias pedras foram saindo de seu corpo em direção ao oponente, atingindo-o e jogando-o a uma certa distância, causando até um dano razoável. Em seguida, Heracross começou a girar seu braço e desferiu um forte soco no rosto de Rhydon, jogando-o longe, mas o pokémon só deu um rugido enquanto ia pra trás. Em seguida, fez seu braço tomar a forma de um martelo e acertar o braço na cabeça do inseto, que caiu no chão. John aproveitou o momento e arremessou uma pokébola contra o pokémon. A esfera balançou três vezes e abriu. O pokémon tinha escapado.

- Que desgraçado. - Reclamou. - Rhydon, Tail Whip e em seguida, Rock Throw!

Rhydon ergueu seus braços e começou a tomar-se num brilho branco. Em seguida, várias pedras foram saindo de seu corpo em direção ao oponente, atingindo-o e derrubando-o no chão. John novamente arremessou uma pokébola, que balançou três vezes e dessa vez parou. Agora Heracross era pokémon de John.

- Eu capturei um Heracross!
- Nossa, isso ficou tão... Ash Ketchum. - Disse Lurly.
- Verdade.
- Cara, você demorou tanto nessa luta que já tá até anoitecendo. - Reclamou. - Ah, foda-se, vamos apressar o passo que ainda dá tempo de chegar em Fuchsia antes dos bandidos.

Os dois caminharam rumo à cidade do sexto ginásio, em busca de suas sextas insígnias.

To be continued...


É isso. E como tiveram "vários" acontecimentos, as lutas acabaram sendo mais curtas mesmo, mas enfim.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Caio. em Sab 28 Jun 2014 - 15:26

BLACK, SUA PIRANHA. ISSO PODE SER UM WALL POST, MAS EU LI UMA WALL FIC E QUERO UMA PORRA DE UM WALL READING AQUI! ACHO BOM TU LER HEIN TEU FI DE UMA QUENGA (só pra mostrar que eu li tua fic :D). ISSO É SÉRIO. OK, NEM TANTO. NÃO, MENTIRA, É SIM. LEIA.

Capítulo que eu parei - Capítulo 30:

Cara, esses lances dos pokémon de Kalos me fizeram cagar de rir, sério lol. Essa equipe Ominous e a história do Professor [palavra censurada] também me fez rir pra caramba, principalmente na parte do "nós só queremos roubar, matar, quem sabe dominar o mundo?" xD O lance dos protagonistas ficarem sempre bem me fez rir pra caramba, além do fato de tu chamar os bicho de bicho lololol agora lol em itálico /o/ \o\ wee. Essa parte do motherfucker para de frescura fala logo filho da [palavra censurada] foi cômico. Sei lá, eu rio pra [palavra censurada] lendo tua fic q Ao invés de ter colocado mais rodada que prato de microondas podia ter colocado mais rodada que pokébola, mas enfim... "Esses líderes de ginásio são todos doidos", bem dito, principalmente analisando o Lurly. Morri da parte do vim pedir você em casamento, lol. O Thomson tendo uma fala foi funny também. Eu curto suas lutas, mas acho os comentários as partes mais legais, kkk (isso foi uma mensagem subliminar). "Sei lá, alguns capítulos atrás" lol. Meus comentários vão ser repetitivos pra [palavra censurada], acho que tá dando pra ver -q Tipo o lance do negão, em fez rir. Porra Black, pqp. Tu tem que parar de fazer tantas piadas, senão meus comentários vão ficar chulos e vazios q Nossa, vou parar de falar sobre as coisas que me fazem rir, porque basicamente tudo me faz rir na sua fic. Vou atentar-me à coisas sérias, tipo como esse Clefairy me faz rir. Porra. O Thomson foi bem suspeito mesmo. Esse lance do Alô provavelmente foi o Thomson mesmo. Ele deve ser algum tipo de espião, vai saber. Ou espinhão. Concordo com o John, prefiro inverno. Putz, que tenso a Janine beijando ele. Talvez um dia ainda fiquem juntos. E black, relax. Sério, não ligue tanto pra esse lance de narração ou não, tua fic é praticamente de humor, não se preocupe tanto.

No início do capítulo 27, juro que li xerecava ao invés de xavecava LOL. "Do objeto circular saiu um outro objeto circular (?)". Velho, tu não sabe como caguei meu rim rindo quando vi isso. Nossa, alvirrubra. Que palavra legal. Não a conhecia, mais uma soma ao meu dicionário. Eu gostei dessa luta, meio filler, mas foi uma luta legal e de certa forma importante para a evolução do Geodude. Acho que esse Ailan deve aparecer mais, dado que pediram seu nome e alguma importância ele deve ter tido né q Esse cap. 28 pra mim passou voando. Não entendi muito bem ainda o que está acontecendo, mas, pelo que entendi, é outra invasão Rocket à Silph q Fail. É, o capítulo em si ficou meio confuso mesmo :s O importante é que eu acho que entendi, embora tenha ficado meio fail -q Anyway, eu ri da parte da crise existencial xD Ha, sabia que o Ailan ia aparecer. Ri do Joseph cheira carne. Ri da zueira com o Joseph também kkkkkk (há uma mensagem subliminar dupla nessa segunda mensagem subliminar). Poxa, fiquei com um pouco de pena do Sherabiff. Espero que ele ressurja como fodão mesmo, porque ele pode dar um personagem legalzinho.

Capítulo 31 - Capítulo 33:

"Isso é injustiça/Lutamos pra matar". Morri, sério. Conseguiram me matar lol. Ri do lance do negão lol. PQP, MORRI COM O DORA A AVENTUREIRA DX Eu achei esse capítulo legal. Novamente, não se preocupe tanto assim com a narração, Black. Tu escreve legal pro tipo que sua fic foi feita, então... A Melissa parece ser bem legal. Morri com o lance do recalque da Jynx feia xD Putz, o lance do jhow e do velha lol Mó vacilo. Eu juro que li "[palavra censurada]" ao invés de fada, tenso. Minha mente anda muito pluída, mas não é de menos lendo uma fic como a tua. "É legal fingir ser escroto". Realmente o é. Cara, na boa, morri com isso:

- Caramba, que líder chata! - Exclamou Lurly. - Pior que a Janine ainda.
- Fofo, daqui pra frente só piora. - Disse ela, ajeitando o seu chapéu.
- Ela me chamou de fofo. - Fingiu estar apaixonado. - Gata, você não é um baú, mas encontrei um tesouro em você.
- Na verdade ela é um baú sim. - Disse John. - Um baú de antiguidades. - Riu junto com Lurly.
- Ownt, que meigo. - Retrucou a líder.
- Viram? Até as anciãs se rendem ao meu charme.
- Anciã é sua vó. - Reclamou.

E esse:

- Espero que dessa vez a batalha acabe logo. - Suspirou John.
- Cara, se a gente umedecer a bolacha ali atrás da moita você sossega? - Perguntou a líder.
- Que isso doida, você tem idade de ser minha vó, praticamente. - Riu.
- Moleque, se eu fosse um homem eu comia o seu... - Disse. - É, isso ai mesmo.
- Eu hein. Que líder fumada. - Disse Lurly. - Além de ser a segunda melhor líder do continente, só atrás de mim, claro, ela é bem ousada pro meu gosto.
- Líder? Você? - Riu ela.
- Eu continuo sendo o líder de Fuchsia, seja lá quem estiver no meu ginásio, é só um substituto temporário.

O Lurly tava meio puto com a Flan-Fresca na luta, né? Mandando tomar nos orifícios anais e os carais q Cara, na boa, esse teu capítulo foi um dos melhores, senão o melhor, que já li da tua fic. Tá engraçado pra [palavra censurada], a narração tá [palavra censurada], a luta ficou muito bacana e:

- Hm... Boa luta, senhor Lúrli Isparqui.
- Na verdade se pronuncia Lãrli Isparqui, deve ser azerbaijano, paquistanês, laociano ou de algum outro país subdesenvolvido, tipo o tal do Brasil lá.
- Qual a real necessidade desses debates escrotos? - Reclamou a ruiva. - Vocês vieram pra batalhar. Não dá pra fazer isso e calar a boca?
- Calma cabelo laranja oxigenado, relaxa e goza. Esses dois jovens são bem gente boa, mas você é uma [palavra censurada] de uma chata! - Esbravejou a líder.
- Olha aqui, fofinha. Meu cabelo não é nada laranja não, ta ouvindo? É vermelho alaranjado que se fala. E não é oxigenado não, é tão natural como a luz do dia.
- É falta de rola que se fala... - Disse o ex-líder.
- É claro, você nunca me deu a sua.

Porra, esse lance do sal com pimenta do reino me lembrou quando uma menina da minha turma cheirou sal de verdade e ficou com o nariz ardendo até a alma, teve que ir pro hospital e os carais kkk Muito bobeira. Pimenta do reino é legal, btw. Morri com o lance da Puñeta. Poxa cara, eu adorei essa luta, do coração. Mas fiquei puto pra [palavra censurada] quando o Lurly perdeu. Sacanagem, quando tô finalmente torcendo pra 'sa bosta ganhar tu faz isso comigo? ;-; Mó vacilaum você, man. Sério q. LOL! Ele evoluiu. Que bom. Espero honestamente agora que ele ganhe essa merda da luta. Eu ri do Put a keep are you. Morri com a brincadeira com o Snow, e que bom que o Lãrli ganhou, afinal, ele mereceu porque lutou bem pra [palavra censurada]. Ele tá realmente se tornando um bom líder de ginásio. Cara, eu realmente curti a Melissa, e ri pra kct do lance das doze páginas. Realmente, ficou colossal, enorme, grande pra [palavra censurada]. Mas ficou muito bom. O lance dos pirulitos foi tenso, mas ri -q Cuidado com a faixa etária, hein Black. Eu ri da cena com a Flan-Fresca, lulz. MORRI com filho do Satan. Não tem como levar a palavra Satã a sério, sério -q Mais um diálogo louco:

- Que luta mais doida. - Reclamou Lurly. - Estava tão entediado que eu e a Francesca estávamos quase...
- Quase o quê? - Perguntou a líder, com cara de safadinha.
- Quase dormimos. - Respondeu com ar de nojo. - Você, uma velha tão safada, deveria se envergonhar disso. O que seus netos vão achar de você?
- Vão achar que eu sou milionária e gostosa. O que realmente sou.
- É, isso não pode se negar. - Disse John olhando a mulher de cima a baixo.
- Tá, a gente resolve isso no quarto, mais tarde. Vamos continuar nossa luta.

Ufa, finalmente esse capítulo acabou. Achei legal a Melissa ter dado a insígnia, embora tu tenha me deixado puto por ter lido aquela [palavra censurada] de páginas só para saber que todos iam ganhar mesmo ¬.¬ -NNN Esse capítulo ficou legal. Vou parar por enquanto porque tenho que sair; quando voltar, tento terminar de ler.

Capítulo 34 - 39:

Sabia! Sabia que esse Thomson e essa Flan-Fresca não eram gente do bem, mas sim emissários de Lord Satã. Ou melhor, com Lord Ominous. Putz, que decepção. A Flan-Fresca é pepina bipolar até o fim pelo visto, né? q Esse treco ficou legalzinho. Porra, morri com o diálogo da equipe rocket e a Melissa interrompendo. Eu gostei muito dela cara, tu precisa fazer ela aparecer mais vezes xD O lance da regra do Raticate/Golbat/Koffing me fez cagar o rim (ok, tenho vários rins, acho que percebeu) de rir kkk (outra mensagem subliminar, retomando as origens da primeira, brincando dessa vez com os Rockets). Acho que esse algo da pedra da lua tem algo a ver com a Flan-Fresca e o Thomson. Thomson é um nome legal, me lembra pudim de passas. Manjadores manjaram. E Tommy Gun também. Boa música. Man, nem acredito que finalmente cheguei na página mais recente. Pqp, é episódio pra caraleo ;-; Mas estou acabando u.u Tu se [palavra censurada] também, vai ter que ler esse comentário que é maior que o pinto de muita gente hu3 Nidorino e Clefairy, né? Batalhando por duas pedras da lua... Nossa, que interessante. SÓ ACHO que vai rolar alguma evolulação aí, só acho. Cara, morri com o lance do pau de óculos lol kkkkkk (essa não foi uma mensagem subliminar). Achei esse capítulo legal. A evolução do fim foi previsível, como dá pra constatar por aqui, mas que dahorinha que eles evoluíram finalmente Razz Às vezes eu esqueço que a fic já tá nos capítulos 3x, é óbvio que essa merda tinha que estar fodinha já q Acho legal tua fic ter alguns toques realistas, tipo esses treinadores tomarem golpes e quase morrerem.

Eu não sei donde tu tira tanta criatividade pras cantadas do Lurly. Elas me fazem rir demais, e já cansei de usá-las nas minhas colegas, obviamente de forma zueira. O lance do "Subway" me fez rir, também. Sei lá, tu tem umas sacadas ácidas muito zueiras e engraçadas q Eu morri de rir com a Janine kkkk Janine sempre miss simpatia xD Que louco que ele tá pegando a Janine agora mesmo lol Ou não, sei lá. Ela é muito doida, combinam como casal bem até. O nome do João de Santo Cristo ficou engraçado. Eu acho que a pedra evolutiva que ele vai ganhar é uma de fogo, indo evoluir o Vulpix que ele tá tanto usando. Acho, e, porra Black, não me faça confirmar isso, senão tu será o Captain Obvious :c Eu ri da piadinha do "Só tem João nesse torneio". Porra Black, ainda bem que tu eliminou o Lurly. Ele ter ganho ia ficar muito óbvio. Toda vez que leio o nome do João eu rio, lol. Porra Black, foi só eu te elogiar e tu vende a pedra pro Lurly. R u kidding me? Blacilão ¬.¬' Apesar de soar meio filler, tô curtindo esse campeonato do Eevee. Pombas, outro Jão? q Tive pena desse aí. Acho que tu exagerou na zueira do Lurly. Espero que ele se [palavra censurada] e perca a batalha. Poxa, que pena. O Jão perdeu :c Ele bem que podia aparecer mais ao longo da fic. [palavra censurada], essa cantada do Snorlax foi tensa adogiadogi "o animal do protagonista (leve ambiguidade)" MORRI q Cara, sério, sério... Tua fic me faz cagar tijolos (acabaram meus rins) de rir. Pena que o torneio durou pouco, tava legalzinho até. E pena que a luta final é o Lurly contra o John.

PQP, NEM ACREDITO, É O ÚLTIMO CAPÍTULO, CARAI, MINHA ALMA ;-; Well, fico feliz que eles não tenham lutado, mas foi meio injusto o que fizeram. Ah, só uma coisa... Shadow Ball não é Ghost? Ghost não faria efeito nenhum em outro Eevee, não é mesmo? q Anyway... Achei justo o cara não dar dinheiro algum. É, maneiro. Os pokés deles estão ficando cada vez mais fortes. Esse fã aí me soa muito, muito estranho. Morri com o lance do espanhol kkk É o Richter o vulto? Eu ri demais do Machão pica das galáquisiaz q Ok, não é o Richter, é um Heracross q Eu ri da demora da luta e da parada Ash Ketchum no final. Well, tua fic é bem zueira. É, é.

Bem, há algumas considerações finais que eu gostaria de fazer. Primeiro é que a Flan-Fresca é legalzinha até. De alguma forma, sinto que ela pode voltar, ou que ela possa ser do bem algum dia. Talvez eu esteja apenas sonhando alto, talvez não. Eu gosto cada vez mais do John. Acho que ele é meu favorito dessa fic, ele e a Melissa. Dois personagens dahorão. O Lurly é um ótimo personagem, mas não faz muito meu estilo, hehe. 'Nyway. Esse Richter... Sinto que ele ainda vai aparecer mais. Well, gostaria de pedir desculpa pelo Wall Post, mas [palavra censurada]-se q Pelo menos prova que li essa porra toda, de cabo a rabo e ao avesso ainda. Deu trabalho, tua quenga. Acho bom tu ler essa porra desse comentário ò_ó Eu praticamente escrevi uma fic dentro da tua fic, lol. Espero honestamente que tu não pare com ela, porque tá muito dahorinha. Muito mesmo. Ah sim! Quase esqueci. A Flan-Fresca tem alguma relação com o elite Flint? Reparei algumas relações com pessoas de Sinnoh (Como a citação a Snowpoint, o lance da Melissa etc), e a equipe Ominous cita um tal Flint... Achei que podia ser ele. Sem falar da relação da Flan-Fresca com essa equipe, o fato dela usar pokés de fogo, os cabelos etc. Será, será? Se for, ia ser algo bem dahorinha. 'Nyway, acho que já falei coisa demais, né mesmo?

Keep with the good work.
S'ya.
avatar
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Ter 1 Jul 2014 - 1:15

Black~ estou de volta!! Aleluia!! Quanto tempo!! Quantas exclamações!!. Capítulos impressionantes e bem escritos, Sua narração é uma maravilha! E você ainda se redime dizendo que ela é ruim. Francesca, sinceramente nem faz tanta falta por causa do comportamento dela estava muito previsível, sempre Lurly cantava ela ou outra coisa e levava um tapa! Tava muito previsível. Você poderia arranjar uma nova parceira para Lurly e Jhon! A dupla dinâmica não pode ficar sozinha, Porquê sem uma garota eles ficam mais light do que eram no começo. Sua história está tomando uma rumo interessante, Mas, Como eu disse, Está sem aquele calor de antes! Que tal uma nova garota no grupo que conquiste o Jhon e seja rival da Francesca fazendo ela se matar de raiva?. Mais uma coisa, Aquela versão idêntica da sua história só que com imagens na Pokémon legends x é sua? No mais é só. Bye
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 4 Jul 2014 - 22:46

Bom, hoje é dia 4 DE JULHO E EU VOU POSTAR O CAPÍTULO 40, OU SEJA, METADE DA HISTÓRIA, COIN SEE THEN SEA? HÁ CHOQUE NÃO! Enfim, vamos aos comentários:

Comentários:
@Caio. escreveu:BLACK, SUA PIRANHA. ISSO PODE SER UM WALL POST, MAS EU LI UMA WALL FIC E QUERO UMA PORRA DE UM WALL READING AQUI! ACHO BOM TU LER HEIN TEU FI DE UMA QUENGA (só pra mostrar que eu li tua fic Very Happy). ISSO É SÉRIO. OK, NEM TANTO. NÃO, MENTIRA, É SIM. LEIA.

Capítulo que eu parei - Capítulo 30:

Cara, esses lances dos pokémon de Kalos me fizeram cagar de rir, sério lol. Essa equipe Ominous e a história do Professor [palavra censurada] também me fez rir pra caramba, principalmente na parte do "nós só queremos roubar, matar, quem sabe dominar o mundo?" xD O lance dos protagonistas ficarem sempre bem me fez rir pra caramba, além do fato de tu chamar os bicho de bicho lololol agora lol em itálico /o/ \o\ wee. Essa parte do motherfucker para de frescura fala logo filho da [palavra censurada] foi cômico. Sei lá, eu rio pra [palavra censurada] lendo tua fic q Ao invés de ter colocado mais rodada que prato de microondas podia ter colocado mais rodada que pokébola, mas enfim... "Esses líderes de ginásio são todos doidos", bem dito, principalmente analisando o Lurly. Morri da parte do vim pedir você em casamento, lol. O Thomson tendo uma fala foi funny também. Eu curto suas lutas, mas acho os comentários as partes mais legais, kkk (isso foi uma mensagem subliminar). "Sei lá, alguns capítulos atrás" lol. Meus comentários vão ser repetitivos pra [palavra censurada], acho que tá dando pra ver -q Tipo o lance do negão, em fez rir. Porra Black, pqp. Tu tem que parar de fazer tantas piadas, senão meus comentários vão ficar chulos e vazios q Nossa, vou parar de falar sobre as coisas que me fazem rir, porque basicamente tudo me faz rir na sua fic. Vou atentar-me à coisas sérias, tipo como esse Clefairy me faz rir. Porra. O Thomson foi bem suspeito mesmo. Esse lance do Alô provavelmente foi o Thomson mesmo. Ele deve ser algum tipo de espião, vai saber. Ou espinhão. Concordo com o John, prefiro inverno. Putz, que tenso a Janine beijando ele. Talvez um dia ainda fiquem juntos. E black, relax. Sério, não ligue tanto pra esse lance de narração ou não, tua fic é praticamente de humor, não se preocupe tanto.

No início do capítulo 27, juro que li xerecava ao invés de xavecava LOL. "Do objeto circular saiu um outro objeto circular (?)". Velho, tu não sabe como caguei meu rim rindo quando vi isso. Nossa, alvirrubra. Que palavra legal. Não a conhecia, mais uma soma ao meu dicionário. Eu gostei dessa luta, meio filler, mas foi uma luta legal e de certa forma importante para a evolução do Geodude. Acho que esse Ailan deve aparecer mais, dado que pediram seu nome e alguma importância ele deve ter tido né q Esse cap. 28 pra mim passou voando. Não entendi muito bem ainda o que está acontecendo, mas, pelo que entendi, é outra invasão Rocket à Silph q Fail. É, o capítulo em si ficou meio confuso mesmo :s O importante é que eu acho que entendi, embora tenha ficado meio fail -q Anyway, eu ri da parte da crise existencial xD Ha, sabia que o Ailan ia aparecer. Ri do Joseph cheira carne. Ri da zueira com o Joseph também kkkkkk (há uma mensagem subliminar dupla nessa segunda mensagem subliminar). Poxa, fiquei com um pouco de pena do Sherabiff. Espero que ele ressurja como fodão mesmo, porque ele pode dar um personagem legalzinho.

Capítulo 31 - Capítulo 33:

"Isso é injustiça/Lutamos pra matar". Morri, sério. Conseguiram me matar lol. Ri do lance do negão lol. PQP, MORRI COM O DORA A AVENTUREIRA DX Eu achei esse capítulo legal. Novamente, não se preocupe tanto assim com a narração, Black. Tu escreve legal pro tipo que sua fic foi feita, então... A Melissa parece ser bem legal. Morri com o lance do recalque da Jynx feia xD Putz, o lance do jhow e do velha lol Mó vacilo. Eu juro que li "[palavra censurada]" ao invés de fada, tenso. Minha mente anda muito pluída, mas não é de menos lendo uma fic como a tua. "É legal fingir ser escroto". Realmente o é. Cara, na boa, morri com isso:


- Caramba, que líder chata! - Exclamou Lurly. - Pior que a Janine ainda.
- Fofo, daqui pra frente só piora. - Disse ela, ajeitando o seu chapéu.
- Ela me chamou de fofo. - Fingiu estar apaixonado. - Gata, você não é um baú, mas encontrei um tesouro em você.
- Na verdade ela é um baú sim. - Disse John. - Um baú de antiguidades. - Riu junto com Lurly.
- Ownt, que meigo. - Retrucou a líder.
- Viram? Até as anciãs se rendem ao meu charme.
- Anciã é sua vó. - Reclamou.


E esse:


- Espero que dessa vez a batalha acabe logo. - Suspirou John.
- Cara, se a gente umedecer a bolacha ali atrás da moita você sossega? - Perguntou a líder.
- Que isso doida, você tem idade de ser minha vó, praticamente. - Riu.
- Moleque, se eu fosse um homem eu comia o seu... - Disse. - É, isso ai mesmo.
- Eu hein. Que líder fumada. - Disse Lurly. - Além de ser a segunda melhor líder do continente, só atrás de mim, claro, ela é bem ousada pro meu gosto.
- Líder? Você? - Riu ela.
- Eu continuo sendo o líder de Fuchsia, seja lá quem estiver no meu ginásio, é só um substituto temporário.


O Lurly tava meio puto com a Flan-Fresca na luta, né? Mandando tomar nos orifícios anais e os carais q Cara, na boa, esse teu capítulo foi um dos melhores, senão o melhor, que já li da tua fic. Tá engraçado pra [palavra censurada], a narração tá [palavra censurada], a luta ficou muito bacana e:


- Hm... Boa luta, senhor Lúrli Isparqui.
- Na verdade se pronuncia Lãrli Isparqui, deve ser azerbaijano, paquistanês, laociano ou de algum outro país subdesenvolvido, tipo o tal do Brasil lá.
- Qual a real necessidade desses debates escrotos? - Reclamou a ruiva. - Vocês vieram pra batalhar. Não dá pra fazer isso e calar a boca?
- Calma cabelo laranja oxigenado, relaxa e goza. Esses dois jovens são bem gente boa, mas você é uma [palavra censurada] de uma chata! - Esbravejou a líder.
- Olha aqui, fofinha. Meu cabelo não é nada laranja não, ta ouvindo? É vermelho alaranjado que se fala. E não é oxigenado não, é tão natural como a luz do dia.
- É falta de rola que se fala... - Disse o ex-líder.
- É claro, você nunca me deu a sua.


Porra, esse lance do sal com pimenta do reino me lembrou quando uma menina da minha turma cheirou sal de verdade e ficou com o nariz ardendo até a alma, teve que ir pro hospital e os carais kkk Muito bobeira. Pimenta do reino é legal, btw. Morri com o lance da Puñeta. Poxa cara, eu adorei essa luta, do coração. Mas fiquei puto pra [palavra censurada] quando o Lurly perdeu. Sacanagem, quando tô finalmente torcendo pra 'sa bosta ganhar tu faz isso comigo? ;-; Mó vacilaum você, man. Sério q. LOL! Ele evoluiu. Que bom. Espero honestamente agora que ele ganhe essa merda da luta. Eu ri do Put a keep are you. Morri com a brincadeira com o Snow, e que bom que o Lãrli ganhou, afinal, ele mereceu porque lutou bem pra [palavra censurada]. Ele tá realmente se tornando um bom líder de ginásio. Cara, eu realmente curti a Melissa, e ri pra kct do lance das doze páginas. Realmente, ficou colossal, enorme, grande pra [palavra censurada]. Mas ficou muito bom. O lance dos pirulitos foi tenso, mas ri -q Cuidado com a faixa etária, hein Black. Eu ri da cena com a Flan-Fresca, lulz. MORRI com filho do Satan. Não tem como levar a palavra Satã a sério, sério -q Mais um diálogo louco:


- Que luta mais doida. - Reclamou Lurly. - Estava tão entediado que eu e a Francesca estávamos quase...
- Quase o quê? - Perguntou a líder, com cara de safadinha.
- Quase dormimos. - Respondeu com ar de nojo. - Você, uma velha tão safada, deveria se envergonhar disso. O que seus netos vão achar de você?
- Vão achar que eu sou milionária e gostosa. O que realmente sou.
- É, isso não pode se negar. - Disse John olhando a mulher de cima a baixo.
- Tá, a gente resolve isso no quarto, mais tarde. Vamos continuar nossa luta.


Ufa, finalmente esse capítulo acabou. Achei legal a Melissa ter dado a insígnia, embora tu tenha me deixado puto por ter lido aquela [palavra censurada] de páginas só para saber que todos iam ganhar mesmo ¬.¬ -NNN Esse capítulo ficou legal. Vou parar por enquanto porque tenho que sair; quando voltar, tento terminar de ler.

Capítulo 34 - 39:

Sabia! Sabia que esse Thomson e essa Flan-Fresca não eram gente do bem, mas sim emissários de Lord Satã. Ou melhor, com Lord Ominous. Putz, que decepção. A Flan-Fresca é pepina bipolar até o fim pelo visto, né? q Esse treco ficou legalzinho. Porra, morri com o diálogo da equipe rocket e a Melissa interrompendo. Eu gostei muito dela cara, tu precisa fazer ela aparecer mais vezes xD O lance da regra do Raticate/Golbat/Koffing me fez cagar o rim (ok, tenho vários rins, acho que percebeu) de rir kkk (outra mensagem subliminar, retomando as origens da primeira, brincando dessa vez com os Rockets). Acho que esse algo da pedra da lua tem algo a ver com a Flan-Fresca e o Thomson. Thomson é um nome legal, me lembra pudim de passas. Manjadores manjaram. E Tommy Gun também. Boa música. Man, nem acredito que finalmente cheguei na página mais recente. Pqp, é episódio pra caraleo ;-; Mas estou acabando u.u Tu se [palavra censurada] também, vai ter que ler esse comentário que é maior que o pinto de muita gente hu3 Nidorino e Clefairy, né? Batalhando por duas pedras da lua... Nossa, que interessante. SÓ ACHO que vai rolar alguma evolulação aí, só acho. Cara, morri com o lance do pau de óculos lol kkkkkk (essa não foi uma mensagem subliminar). Achei esse capítulo legal. A evolução do fim foi previsível, como dá pra constatar por aqui, mas que dahorinha que eles evoluíram finalmente Razz Às vezes eu esqueço que a fic já tá nos capítulos 3x, é óbvio que essa merda tinha que estar fodinha já q Acho legal tua fic ter alguns toques realistas, tipo esses treinadores tomarem golpes e quase morrerem.

Eu não sei donde tu tira tanta criatividade pras cantadas do Lurly. Elas me fazem rir demais, e já cansei de usá-las nas minhas colegas, obviamente de forma zueira. O lance do "Subway" me fez rir, também. Sei lá, tu tem umas sacadas ácidas muito zueiras e engraçadas q Eu morri de rir com a Janine kkkk Janine sempre miss simpatia xD Que louco que ele tá pegando a Janine agora mesmo lol Ou não, sei lá. Ela é muito doida, combinam como casal bem até. O nome do João de Santo Cristo ficou engraçado. Eu acho que a pedra evolutiva que ele vai ganhar é uma de fogo, indo evoluir o Vulpix que ele tá tanto usando. Acho, e, porra Black, não me faça confirmar isso, senão tu será o Captain Obvious :c Eu ri da piadinha do "Só tem João nesse torneio". Porra Black, ainda bem que tu eliminou o Lurly. Ele ter ganho ia ficar muito óbvio. Toda vez que leio o nome do João eu rio, lol. Porra Black, foi só eu te elogiar e tu vende a pedra pro Lurly. R u kidding me? Blacilão ¬.¬' Apesar de soar meio filler, tô curtindo esse campeonato do Eevee. Pombas, outro Jão? q Tive pena desse aí. Acho que tu exagerou na zueira do Lurly. Espero que ele se [palavra censurada] e perca a batalha. Poxa, que pena. O Jão perdeu :c Ele bem que podia aparecer mais ao longo da fic. [palavra censurada], essa cantada do Snorlax foi tensa adogiadogi "o animal do protagonista (leve ambiguidade)" MORRI q Cara, sério, sério... Tua fic me faz cagar tijolos (acabaram meus rins) de rir. Pena que o torneio durou pouco, tava legalzinho até. E pena que a luta final é o Lurly contra o John.

PQP, NEM ACREDITO, É O ÚLTIMO CAPÍTULO, CARAI, MINHA ALMA ;-; Well, fico feliz que eles não tenham lutado, mas foi meio injusto o que fizeram. Ah, só uma coisa... Shadow Ball não é Ghost? Ghost não faria efeito nenhum em outro Eevee, não é mesmo? q Anyway... Achei justo o cara não dar dinheiro algum. É, maneiro. Os pokés deles estão ficando cada vez mais fortes. Esse fã aí me soa muito, muito estranho. Morri com o lance do espanhol kkk É o Richter o vulto? Eu ri demais do Machão pica das galáquisiaz q Ok, não é o Richter, é um Heracross q Eu ri da demora da luta e da parada Ash Ketchum no final. Well, tua fic é bem zueira. É, é.

Bem, há algumas considerações finais que eu gostaria de fazer. Primeiro é que a Flan-Fresca é legalzinha até. De alguma forma, sinto que ela pode voltar, ou que ela possa ser do bem algum dia. Talvez eu esteja apenas sonhando alto, talvez não. Eu gosto cada vez mais do John. Acho que ele é meu favorito dessa fic, ele e a Melissa. Dois personagens dahorão. O Lurly é um ótimo personagem, mas não faz muito meu estilo, hehe. 'Nyway. Esse Richter... Sinto que ele ainda vai aparecer mais. Well, gostaria de pedir desculpa pelo Wall Post, mas [palavra censurada]-se q Pelo menos prova que li essa porra toda, de cabo a rabo e ao avesso ainda. Deu trabalho, tua quenga. Acho bom tu ler essa porra desse comentário ò_ó Eu praticamente escrevi uma fic dentro da tua fic, lol. Espero honestamente que tu não pare com ela, porque tá muito dahorinha. Muito mesmo. Ah sim! Quase esqueci. A Flan-Fresca tem alguma relação com o elite Flint? Reparei algumas relações com pessoas de Sinnoh (Como a citação a Snowpoint, o lance da Melissa etc), e a equipe Ominous cita um tal Flint... Achei que podia ser ele. Sem falar da relação da Flan-Fresca com essa equipe, o fato dela usar pokés de fogo, os cabelos etc. Será, será? Se for, ia ser algo bem dahorinha. 'Nyway, acho que já falei coisa demais, né mesmo?

Keep with the good work.
S'ya.


Caio o/. EU LI ESSA PORRA TODA, MAS NÃO VOU FAZER UM WALL-POST DO SEU WALL-POST -qq. Mas eu li tudo isso e sei que você também leu toda a fic. Então valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Lord Skarmory escreveu:Black~ estou de volta!! Aleluia!! Quanto tempo!! Quantas exclamações!!. Capítulos impressionantes e bem escritos, Sua narração é uma maravilha! E você ainda se redime dizendo que ela é ruim. Francesca, sinceramente nem faz tanta falta por causa do comportamento dela estava muito previsível, sempre Lurly cantava ela ou outra coisa e levava um tapa! Tava muito previsível. Você poderia arranjar uma nova parceira para Lurly e Jhon! A dupla dinâmica não pode ficar sozinha, Porquê sem uma garota eles ficam mais light do que eram no começo. Sua história está tomando uma rumo interessante, Mas, Como eu disse, Está sem aquele calor de antes! Que tal uma nova garota no grupo que conquiste o Jhon e seja rival da Francesca fazendo ela se matar de raiva?. Mais uma coisa, Aquela versão idêntica da sua história só que com imagens na Pokémon legends x é sua? No mais é só. Bye

Skarmory o/. Sim, tá melhor depois da Francesca sair mesmo. Mas não vou colocar ninguém não, vão ser só os dois mesmo. Não, nem é minha, o único fórum/blog de pokémon que acesso é a PM, me plagiaram na cara dura, mas é um blog sem muitas visitas e o cara já parou de postar faz tempo, então não liguei muito. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora o capítulo: (se a fic fosse dividida em temporadas, esse episódio certamente seria um season finale -q).

Capítulo 40 - Enfim Fuchsia!


O sol raiava forte como sempre. Mas dessa vez era ainda mais quente, Fuchsia era um lugar conhecido por ser quente na maioria do ano, isso devido ao fato da cidade ficar próxima ao mar e todos esses fenômenos geológicos e tudo mais, porém o vento da cidade era bem suave, e dava uma “resfriada” na sensação térmica. As praias ao sul da cidade chamavam vários turistas até ali. A cidade em sim não era muito grande, tinha um tamanho médio. Alguns poucos prédios mais ao centro, um Safari Zone ao norte da cidade e as já citadas praias.

Lurly e John estavam em uma pousada logo na entrada oeste da cidade. Ambos estavam acordados e terminavam de tomar um café da manhã. O jovem pseudo-Targaryen se levantou e praticamente puxou John junto dele.
- Nossa, que demora, vamos logo! - Exclamou. - A gente tem uma insígnia pra conseguir e ela não vai aparecer sozinha.

- Calma Lurly, deixa eu tomar meu café, que fogo pra ganhar uma insígnia.
- É sério isso? - Ele perguntou com desprezo.
- Não. Vamos atrás da insígnia logo.
- Certo, mas antes vamos ao Centro Pokémon já que nossos pokémons estão completamente debilitados.

Após alguns minutos de caminhada eles chegaram até uma construção vermelha. Lurly conhecia a cidade como a palma de sua mão, talvez por ter vivido dezenove anos nela, mas por isso, chegaram rapidamente à construção. Ao se aproximarem das portas de vidro, as mesmas se abriram, e os jovens entraram. Seguiram até o balcão, onde uma gentil moça de cabelos rosas sorriu para ambos.

- Vocês gostariam de curar seus pokémons? - Perguntou com um sorriso no rosto.
- Acredito que sim. - Disse o protagonista, colocando as suas seis pokébolas em cima do balcão.
- Espera... - Disse a moça. - Lurly! Quanto tempo!

Sim, todas as enfermeiras são muito parecidas, por isso o jovem acabou se esquecendo de que já conhecia a enfermeira daquela cidade. Então os dois deram um abraço apertado, enquanto John ficou com aquela cara de “segurador de vela”. Após se “soltarem”, a mulher pegou as esferas e colocou-as numa máquina, que após alguns segundos apitou, indicando para retiras as pokébolas de lá. Assim fez e as devolveu para Lurly. Em seguida fez o mesmo com os pokémons de John. Então os dois jovens se despediram e saíram do Centro Pokémon.

Andavam pelas ruas de Fuchsia rumo ao ginásio, já estavam a uma distância do Centro, então acabam visualizando uma dupla que parecia já ser conhecida deles. Ah, sim, era conhecida, eram Tommy e Alice, que reconheceram a dupla.

- Lurly! John! - Disse o gêmeo.
- É o que parece né. - Respondeu o protagonista, com sua típica elegância.
- Bom... já que estamos aqui, que tal uma batalha? - Perguntou o moleque, puxando uma pokébola do bolso. - Honchkrow, eu escolho você!
- Mismagius, venha!
- Pensava que na Constituição de Kanto dizia que ninguém era obrigado a nada.
- E tem isso? - Perguntou John.
- Sei lá, só não queria lutar. Mas como temos que lutar, vamos lá, Vaporeon.
- Certo. Lickitung, eu escolho você!

Do lado dos gêmeos estavam um corvo negro, grande, com um chapéu negro sobre a cabeça, tinha o peito estufado e asas também grandes. A sua companheira era uma espécie de bruxa, tinha roupa e chapéu a caráter, era totalmente roxa. Do outro lado saiu um cachorro, mas que tinha escamas e um rabo semelhante a um rabo de peixe, tinha a cor azul. E seu companheiro era um bicho roliço de forma indefinida, tinha a cor rosa, pelo nome é de se imaginar que tenha uma língua avantajada. Porém logo que os pokémons saíram, um barulho foi ouvido. E vinha da direção do Centro Pokémon. Então os quatro recolheram seus pokémons e correram na direção do Centro.

Chegaram então à construção e viram uma movimentação, as pessoas corriam desesperadas para fora do estabelecimento, acharam estranho. Então os quatro entram no lugar e logo veem cinco pessoas. Cinco conhecidos. Cinco que não queriam conhecer. Mila, Myke, Morrison, o “trio M” da Equipe Rocket, junto de Tommy Lee e Jones, a dupla de neguinhos clonadores. A jovem de cabelo rosa reconheceu que eram Lurly e John.

- Oh! Que surpresa! - Disse a mulher, ironicamente. - Espero que não venham nos atrapalhar. Weavile, eu escolho você!
- Ariados, eu escolho você! - Disse Myke, o de cabelo verde.
- Ampharos, venha! - Disse Morrison.

A vilã atraente soltou uma pokébola, de onde saiu um bicho que se assemelhava a uma fuinha negra, com algo vermelho sobre sua cabeça, tinha grandes garras. Da outra pokébola saiu uma aranha vermelha e preta, com uma espécie de espinhos amarelos, tinha algo que se assemelhava a um chifre na ponta da sua cabeça, além de presas, certamente muito venenosas. E por fim, saiu um bicho meio sem forma definida, podia-se dizer que era uma ovelha bípede e deformada, ou era um lagarto deformando, mas tinha um rabo com uma bola na ponta, era amarelo e tinha a barriga branca. Os três ficaram encarando os adversários.

- Quatro contra três é injustiça jovens crianças. - Disse o Morrison, o maior de todos.
- Dane-se. - Retrucou Lurly. - John, espero que não faça burrada. Pidgeotto, eu escolho você.
- Rhydon, vai lá. - Disse John, entendendo o recado.
- Hm... acho que é pra ir de Honchkrow então... - Disse Tommy meio confuso.

Logo, um pombo bege saiu da esfera, tinha belas plumas vermelhas na cabeça e na cauda. Em seguida, o rinoceronte bípede monochifre saiu da pokébola. E por último, o corvo negro. Alice sentou-se num sofá, onde estava a Enfermeira Joy, com medo.

- Hmpft, vai ser mais fácil do que parece. - Disse a moça. - Slash!
- Bug Bite!
- Thunderbolt!

Então o bicho dark fez sua garra crescer mais ainda, e locomovendo-se extremamente rápido, se aproximou de Pidgeotto e bateu nele com a garra, jogando-o um pouco longe. Em seguida, a aranha se aproximou de Rhydon e com suas presas tentou mordê-lo, mas o mesmo escapou, e por fim, o elétrico expeliu um violento raio elétrico, que atingiu o corvo, derrubando-o, mas o mesmo levantou-se facilmente.

- Certo, agora é nossa vez. - Disse Lurly. - Pidgeotto, Steel Wing!
- Dark Pulse!
- Earthquake!

O pombo abriu as asas e logo elas se tornaram metalizadas, então voou em direção ao bicho de gelo e o acertou, jogando-o um pouco longe devido ao fato do golpe ter vantagem ao seu tipo. Em seguida, o corvo se afastou um pouco e meio que juntou as asas, logo após isso, uma espécie de onda negra saiu de suas asas, e atingiram o inseto, que não sofreu muito o golpe. Por último, o rinoceronte fez suas duas mãos entrarem em contato com o chão. Após isso, um grande tremor começa a acontecer no local, as paredes começam a se rachar, assim como o chão. Os pokémons adversários não conseguem se “segurar em pé” e as pedras que surgem do subsolo começam a atingi-los, fazendo-os recuar bastante. E Ampharos sofreu bastante por ser do tipo elétrico.

- Weavile, vamos acabar com esses três. - Disse a moça.

Ela ia ordenar um golpe para o pokémon, mas foi interrompida por um barulho de “bip” vindo do bolso de seu short, ela entendeu do que se tratava e recolheu seu pokémon.

- Mas já? - Perguntou Lurly. - Arregou?
- Eu, com medo de você? - Gargalhou. - Não.
- Então o que é?

A moça nem se importou, então virou para os seus companheiros e disse:

- Tommy Lee e Jones conseguiram, vamos embora. - Disse, baixinho, mas suficiente pra Lurly ouvir.
- Conseguiram o quê? - Perguntou. - Além disso, cadê eles? - Disse, procurando à volta, assim como a “gangue do bem”, e nenhum dos quatro encontrou a dupla.
- Já estão longe daqui. - Disse a mulher, jogando uma bola negra no chão.

A esfera preta começou a expelir uma fumaça também negra, que fez com que a enfermeira e os outros quatro começassem a tossir. Até que alguns minutos depois a fumaça desapareceu, e o que se via era somente um centro meio destruído devido ao Earthquake. A enfermeira suspirou desolada.

- Eles conseguiram a Articuno Stone.
- Articuno o quê? - Espantou-se o protagonista. - Não me diga que é...
- Sim, é. A pedra pra reviver o Articuno. Estava escondida em um dos quartos a pedido do Nero, não sei como eles descobriram... - Estava quase chorando. - Se reviverem Articuno certamente controlarão o pokémon. E isso não será nada bom, pois as outras aves continuarão mortas e Lugia não irá gostar de ver que Articuno foi raptado pela Equipe Rocket. Isso vai causar uma desordem total. Além de que Zapdos e Moltres poderiam reviver de forma bem... Nem sei de que modo dizer. - Disse. - Além de que a pedra não passava de um teste. Então não sabemos como Articuno reagirá...

Lurly espantou-se. Por que a Equipe Rocket ia querer mexer com as aves que já estavam extintas há alguns anos? Não fazia sentido tudo isso. Pelo menos descobriu o que a Equipe Rocket queria. Reviver as aves e causar um desequilíbrio no ecossistema de Kanto.

- Então com as aves mortas, o país está num equilíbrio. - Iniciou Lurly. - Se uma delas reviver causaria uma destruição em massa. Lugia teria de parar de controlar o mar e o caos iria tomar conta.
- Exatamente... - Disse a moça. - Moltres causaria várias erupções vulcânicas. Zapdos tempestades violentas de relâmpagos. E Articuno faria tempestade de gelo infindáveis. E caso os três reviverem “forçadamente”, bom, ninguém sabe o que acontecerá.

Os quatro ouviram atônitos tudo aquilo. O garoto de cabelo prata recolheu o Pidgeotto. John fez o mesmo com Rhydon. Por último Tommy recolheu Honchkrow.

- Não era algo de meu interesse lutar contra a Equipe Rocket, mas agora que descobri isso vou atrás deles até no inferno.
- Sério? - Perguntou John.
- Não. - Respondeu. - Mas até onde eu conseguir.

Então saiu do local junto de John. Rumo à sexta insígnia. Rumo à Equipe Rocket.

To be continued...


É isso e espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Caio. em Sex 4 Jul 2014 - 23:33

Cara, por que cê não me disse pelo Skype que tinha postado? -q Teu vacilão -q Anyway, fiquei bolado porque tu não me deu um Wall Comment Answer. Teu vacilão² -q Aliás, tu é vacilão³ -q Só pra mostrar que eu sou [palavra censurada], tu é vacilão4 -q

Bem, de toda forma, dessa vez meu comentário vai ser pequeno (eu acho lulz). Eu sempre rio muito quando tu usa "bicho" ao invés de usar coisas como a criatura, o ser, o pokémon, o pássaro, o dinossauro etc. Isso soa bem engraçado, dá um tom mais... Um tom mais "normal" para sua narração, como se estivesse falando conosco. Toda forma, cê podia ter dado uma atenção melhor a esse capítulo, dado que, ao menos na minha opinião, ficou um pouco corrido demais. Podia ter dramatizado um pouco mais, ou explicado mais, ou qualquer coisa do tipo, ou ainda ter dado uma narradinha/descrita melhor na luta, sabe? Qualquer coisa que desse um tempo da gente se situar. Ficou tudo muito... Hm... Plaft-puf, sabe? -q Well obviouslywehavearappistinlincolnparkhe'sclimbingyourwindowssnatchingyourpeopleup, também achei meio wtf o Lurly e o John saírem, encontrarem com os gêmeos lá e já saírem tascando os pokés, ya know?

Nessa parte também ficou um pouco rápida o lance do "wow, tem algo acontecendo lá". Dunno. Acho que, como tu disse que isso seria como um season finale, eu acabei me importando demais com o capítulo. Ou não. Tanto faz, também. Eu sempre rio de lances que tu faz como "espere tomar café. Sério? Não"; ou, ainda: "vou perseguir até o inferno. Sério? Não, até onde der". Isso soa tão humanizado, sabe? xD

Well, that's it.
S'ya.

Mantenha o bom trabalho e cuidado com o plágio alheio.
avatar
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Sab 5 Jul 2014 - 21:18

Wow! Capítulo bem corrido hein?. Concordo com o Caio você sempre deixa as falas mais engraçadas, tipo o lance daquela cerveja mandar os Argentinos pra Argentina de barco e foguete. Aquela era a mãe do Jhon? A que apareceu lá nos primeiros capítulos? Lickitung ? Putz, nem lembrava, O negócio com pedras aumentou agora, só nos ultimos capítulos se falou pedra da Lua, Água, Trovão e agora a do Articuno, É pedra pra nego nenhum botar defeito! 80 caps putz mais um ano e meio pela frente. Pela primeira num comentário para Sir Black~ não comecei com Black~ no começo, é como quebrar um ritual. Voltando ao comentário, Acabou esse comentário (todos começam a chorar, Sqn). Bye
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sex 11 Jul 2014 - 22:45

Bom, lá vamos nós.

Comentários:
@Caio. escreveu:Cara, por que cê não me disse pelo Skype que tinha postado? -q Teu vacilão -q Anyway, fiquei bolado porque tu não me deu um Wall Comment Answer. Teu vacilão² -q Aliás, tu é vacilão³ -q Só pra mostrar que eu sou [palavra censurada], tu é vacilão4 -q

Bem, de toda forma, dessa vez meu comentário vai ser pequeno (eu acho lulz). Eu sempre rio muito quando tu usa "bicho" ao invés de usar coisas como a criatura, o ser, o pokémon, o pássaro, o dinossauro etc. Isso soa bem engraçado, dá um tom mais... Um tom mais "normal" para sua narração, como se estivesse falando conosco. Toda forma, cê podia ter dado uma atenção melhor a esse capítulo, dado que, ao menos na minha opinião, ficou um pouco corrido demais. Podia ter dramatizado um pouco mais, ou explicado mais, ou qualquer coisa do tipo, ou ainda ter dado uma narradinha/descrita melhor na luta, sabe? Qualquer coisa que desse um tempo da gente se situar. Ficou tudo muito... Hm... Plaft-puf, sabe? -q Well obviouslywehavearappistinlincolnparkhe'sclimbingyourwindowssnatchingyourpeopleup, também achei meio wtf o Lurly e o John saírem, encontrarem com os gêmeos lá e já saírem tascando os pokés, ya know?

Nessa parte também ficou um pouco rápida o lance do "wow, tem algo acontecendo lá". Dunno. Acho que, como tu disse que isso seria como um season finale, eu acabei me importando demais com o capítulo. Ou não. Tanto faz, também. Eu sempre rio de lances que tu faz como "espere tomar café. Sério? Não"; ou, ainda: "vou perseguir até o inferno. Sério? Não, até onde der". Isso soa tão humanizado, sabe? xD

Well, that's it.
S'ya.

Mantenha o bom trabalho e cuidado com o plágio alheio.

Perry o/. Pô, parabéns hein cara, você é demais, chamei até meu pai e minha mãe pra verem tua [palavra censurada], na moral cara, como você é [palavra censurada], você é [palavra censurada] pra krl, mas que pena que agora eu sei seu truque -qq. É que eu não sei o que usar e uso "bicho" mesmo. Ficou mesmo, isso é verdade. Eu to fazendo os capítulos no dia de postar, por isso tão ficando piores =/. Sim, to ligado, foi rápido mesmo. Era mais um season finale pelo fato de que sempre revela algo pra próxima temporada ou cria um novo mistério pra ser resolvido na próxima temporada, por isso acabou sendo um 'season finale', mas enfim. Ah cara, é que eu gosto de deixar a fala bem informal, afinal são dois adolescentes juntos, sacas? Mas enfim. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Lord Skarmory escreveu:Wow! Capítulo bem corrido hein?. Concordo com o Caio você sempre deixa as falas mais engraçadas, tipo o lance daquela cerveja mandar os Argentinos pra Argentina de barco e foguete. Aquela era a mãe do Jhon? A que apareceu lá nos primeiros capítulos? Lickitung ? Putz, nem lembrava, O negócio com pedras aumentou agora, só nos ultimos capítulos se falou pedra da Lua, Água, Trovão e agora a do Articuno, É pedra pra nego nenhum botar defeito! 80 caps putz mais um ano e meio pela frente. Pela primeira num comentário para Sir Black~ não comecei com Black~ no começo, é como quebrar um ritual. Voltando ao comentário, Acabou esse comentário (todos começam a chorar, Sqn). Bye

Skarmory o/. Não, nem era. Ela nem aparece mais. Lickitung era um inútil também. Sim, pedra pra ninguém botar defeito -q. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Enfim, esse capítulo seria uma nova despedida. E um certo desfecho. Um novo começo. Enfim. Mas, ficou rápido, já aviso logo. Pois eu escrevi 95% dele hoje. Espero que essa seja a última vez =/, mas enfim, podem ler:

Capítulo 41 - Um rival diferente.


John e Lurly seguiam caminho pelas ruas de Fuchsia. Caminhavam rumo ao ginásio, normalmente. Andaram por alguns minutos, e então acabam sendo surpreendidos por um homem que corria e gritava o nome dos dois.

- John! Lurly! - Gritava o homem de pele parda, cabelos negros e barba a fazer, era Adryan Thomson.
- Thomson viadinho, o que faz aqui? - Perguntou Lurly.
- Lurly “machão”, não é hora de brincadeiras. - Disse. - Só venham comigo.
- Ir com você? Até parece. - Retrucou o moço. - Depois de você ter se mandado lá pros lados dos irmãos Flint eu vou fazer o quê?
- A Francesca está correndo perigo. Está presa com eles.

Os dois jovens se entreolharam, confusos, assustados. Não sabiam o que dizer, mas não sabiam se era verdade. Poderia ser uma armadilha do ex-policial corrupto.

- Quem garante?
- Quem garante? - Ele ironizou, puxando uma arma do bolso. - Se eu quisesse armar pra cima de vocês eu matava vocês agora mesmo.
- Tá bom, vamos lá. - Esbravejou Lurly. - Mas por que você estava com eles, afinal de contas?
- Porque eu queria descobrir o verdadeiro plano deles, prendê-los e voltar a ser um policial respeitado. Ou até mesmo matá-los. A Francesca não sabia disso e acabou se envolvendo de verdade com o grupo e se lascou.
- Certo, então vamos logo.

Logo, Thomson e a dupla de protagonistas caminhavam rapidamente pelas ruas de Fuchsia. Após andarem por alguns minutos chegaram a um prédio meio abandonado. Nas redondezas também não tinha muita coisa. Era um bairro bem estranho. Então os três entraram no prédio.

- Certo, Thomson, o que a gente veio, especificamente, fazer aqui? - Perguntou o protagonista.
- Bom, aqui era o quartel general onde os dois irmãos ficavam. Junto com alguns bandidos. Eles deveriam estar aqui.
- Deveriam, mas não seriam burros né. - Suspirou o protagonista.
- Ei! Se estuprem depois, tem um papel aqui. - Disse John, pegando o tal papel, que dizia:

“Hm...parece que encontraram o papel. Vocês sabem que estamos com a ruivinha. A gente até liberta ela, mas vocês têm que trazer a Articuno Stone, eu sei que vocês viram com a Equipe Rocket, então podem ir atrás delas. A gente tá em Fuchsia. Perto da saída leste, Rua dos Bobos número 0. Valeu falou”.

- Filhos da puta, mataram o Kenny! - Exclamou Lurly. - Não, pera, achei que fosse South Park, que vacilo. - Os outros dois olharam feio. - Enfim. Outras pessoas atrás da Articuno Stone, parece que é bem valiosa essa pedra.
- Você deve imaginar o quanto vai custar uma possível venda do Articuno né? - Perguntou Thomson, esperando a resposta.
- Então quer dizer que eles...
- Exatamente. Querem vender os lendários adormecidos.

Os dois garotos se espantaram. Na verdade, nem tanto. Sabiam que os dois irmãos eram capazes de tudo por dinheiro. E conseguiram “seduzir” a ruiva de modo que chamasse a atenção de John e Lurly, e eles conseguissem o que tanto queriam.

- Vamos lá! - Exclamou Lurly Spark.
- Você bebeu? - Indagou John.
- Não, mas a gente não vai conseguir essa pedra nunca.
- E vamos morrer? - Insistiu John.
- Não. Mas eu me sentiria mal se alguém morresse, indiretamente, por minha causa. - Disse.
- É, isso é verdade. Mas vamos virar o Batman e salvá-la? - Ironizou Thomson.
- Não. Eu tenho um plano.
- E qual é?

-x-

Os três chegaram ao Centro Pokémon. Lurly se dirigiu até uma máquina, que teria contato com o laboratório do Professor Carvalho, na verdade seria de um de seus assistentes, pois o velho estava internado ainda.

- Lurly, isso vai dar certo desde quando? - Perguntaram John e Thomson.
- Calem a boca. To falando aqui com a assistente gostosa do professor.

Os dois bateram as mãos contra as testas. Então após jogar um charme pra moça e fracassar, ele colocou uma pokébola na máquina e apertou um botão, logo, ela foi transferida para o laboratório. Em seguida, uma pokébola se “materializou” na máquina. Era a pokébola de Electivire.

-x-

O trio parada dura via o sol se pôr, mas seguiam rumo ao leste da cidade. Não saberiam se teriam mais tempo de resolverem isso. Caminharam a passos largos, à medida que a noite ia caindo.
Após alguns minutos chegaram ao lugar marcado. Era uma rua comum, mas sem movimentação, pelo fato de ser noite. Se aproximaram e não viram nada.

- Ué. Eles não estariam aqui? - Perguntou Lurly.
- Estariam. Era o que dizia pelo menos. - Disse Thomson, confuso.
- Sim, queridos, é aqui mesmo. - Disse uma voz feminina, que logo foi se revelando a bela Emily Flint. - Imagino que trouxeram a pedra.
- Imagino que nos mostre a Francesca primeiro.
- Cadê a pedra? - Ia começando a se exaltar a mulher.
- Porra! Traz logo a Francesca! - Exaltou-se Thomson.
- Faz silêncio, animal. - Suspirou Lurly.
- Certo, se vocês fazem tanta questão da vadiazinha ruiva... Alexander, traga ela. - Disse a moça.

Logo, seu irmão veio segurando uma menina pelo pescoço. Ela estava com um cordas nos braços e uma fita tapando sua boca, ela reconheceu os dois e derramou uma lágrima. E perceberam que era mesmo a Francesca.

- Ai está. - Disse a vilã. - Agora eu quero a pedra, ou, bye bye pra sua amiga. - Os três olharam para a menina e ela estava com uma arma apontada para o pescoço.
- Haha. - Riu Lurly. - Electivire, Thunder!

Um pokémon gigante sem uma forma definida, mas era meio humanoide, nas cores amarela e preta sai da pokébola. Ele sai fazendo o céu escurecer rapidamente, e um raio violento cai perto dos vilões, jogando-os para direções opostas. Mas o homem logo se levantou e esbravejou:

- Quer saber? Vou matar ela não, mas vou levar esses três patetas comigo. - Ele disse. Em seguida, puxou uma corda do bolso, que tentou amarrar os três, mas os trovões do Electivire impediram.
- Que cara estúpido. - Murmurou Lurly.
- Estúpido? - Dessa vez o riso passou pro outro lado. - Ou vocês vêm, ou eu mato a Francesca agora mesmo.

Por incrível que pareça e por todo o barulho causado, ninguém saiu de suas casas para ver o que ocorria. Já sabiam da zona perigosa que moravam, não queriam se meter em confusões. Exceto uma pessoa. Um adolescente pequeno, por volta dos quinze anos, com uma pele meio parda, cabelos negros e olhos também negros. Tinha um curativo próximo aos olhos, além de um curativo no braço. Estava junto de um Blastoise, que vinha atrás dele, com toda a imponência. Era ele, Joseph Sherabiff. Que estava vendo o trio ser amarrado. E percebeu que ninguém tinha notado-o ali.

- Oh. Irmãos Flint. Que surpresa! - Exclamou ironicamente. - Blastoise, Hydro Pump!

Então a tartaruga gigante mirou seus dois canhões na direção dos vilões. Logo, ele tratou de mandar uma imensa rajada d’água, que jogou a dupla longe.

- Ambipom, vai lá, desamarre-os.

Um macaco roxo saiu da pokébola. Ele tinha dois “rabos”, cada um tinha em sua extremidade uma mão, porém suas mãos verdadeiras eram bem pequenas, mas suficientes para ajudá-lo a correr, e a arranhar a corda e soltar os três.

- Maravilhoso. - Aplaudiu sarcasticamente Alexander. - Nem parece o mesmo Joseph Sherabiff lixoso de antes. - Ironizou. - Mas agora dê adeus pra sua amiga!
- Adeus? Não fera. Acho que não. - Falou o jovem, calmamente. - Ambipom, use o Double Hit!

O primata que já estava ali perto usou seus dois rabos e deu um soco violento com cada um deles, acertando o rosto do moço. Porém antes de cair, ele disparou a arma. Todos chocaram-se. O mundo parecia girar em câmera lenta. Joseph bateu em si mesmo e olhou pra cima com grande cara de depressão.

- Finalmente adeus pra essa ruiva irritante! - Riu Emily.
- Flygon, venha, vamos embora! - Disse o homem chamando seu tradicional dragão, então subiu junto com a sua irmã e começaram a voar.

John, Lurly, Thomson e Joseph foram correndo para perto da ruiva, e sorriram ao se aproximarem e verem que ela estava respirando. Os vilões que não tinham voado muito ainda se espantaram com aquilo e pareciam voltar a terra.

- Não vão não! - Gritou Sherabiff. - Blastoise, use o Ice Beam!

A tartaruga abriu a boca e mandou um forte raio de gelo. Tão forte, mas tão forte, que derrubou o dragão lá de cima e congelou-o, caindo no chão. Os bandidos caíram e gemeram um pouco devido à dor da queda, mas mesmo assim continuava insistindo.

- Nidoqueen, eu escolho você! - Disse o jovem. - E caso se mexam, eu ordeno que ela use o Toxic em vocês!

Os dois acabaram ficando no chão, parados. Enquanto isso, os três falavam com Francesca. Além disso, Joseph aproveitou e amarrou os dois com a mesma corda que amarraria Thomson, John e Lurly e em seguida ordenou que Nidoqueen usasse o Mega Punch, que acabou fazendo-os desmaiar.

- Você está bem?
- Estou. - Ela disse, cansada. - Eu acho. O tiro passou de raspão pela barriga.
- De qualquer forma vou chamar a ambulância. - Disse Lurly.
- Não precisa. - Falou bem baixo. - Chame meu irmão, preciso ir para Hearthome ficar com a minha mãe, acredito que ela cuidará de mim. E os hospitais lá são melhores. Mas obrigado pela preocupação. - Ela terminou de dizer, e “dormiu”.

Após alguns minutos (é impressionante a qualidade dos serviços públicos de Kanto), a polícia chegou, denunciada por Lurly Spark, a dupla de irmãos acabou sendo presa, já que prova era o que menos faltava para prendê-los. Joseph já tinha ido embora e após aquela briga, Thomson acabou sendo contratado pra ser policial e foi embora. John e Lurly foram até o Centro Pokémon junto de Francesca, que já estava acordada. Onde por volta das onze da noite, Filippo chegou lá.

- Bom, Francesca. A gente te incriminou de maneira, acredito, errada. - Disse Lurly meio tristonho. - Boa sorte na recuperação.

Ela mal ficava em pé, mas de toda forma seguiu até Lurly, e o abraçou fortemente, derramando algumas lágrimas no ombro dele, que também derramou algumas poucas lágrimas. John só falou um simples “adeus”.

- Ah, John, vem aqui! - Ela disse. - Me dá um abraço!

Então ele foi até ela e eles se abraçaram fortemente, e o garoto chorou tanto que parecia uma garotinha (♫ quem sabe ainda sou uma garotinha ♫), Lurly, Filippo e até mesmo Francesca se espantaram.

- Eu te amo, Francesca! - Disse John.

Então os dois deram um longo e duradouro beijo na boca, bem provável que fosse o último beijo deles dois.
Logo após isso, a ruiva meio cambaleante e chorosa, se apoia no irmão e os dois saem do Centro, rumo ao aeroporto de Celadon, rumo a Hearthome.
John e Lurly acabam dormindo no Centro Pokémon, para que no outro dia possam finalmente ir em busca da sexta insígnia.

To be continued...


And no cry galera, o humor volta no próximo capítulo. E foi meloso o final, mas bola pra frente! Espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Sab 12 Jul 2014 - 20:41

Black~, Você só escreve capítulos ótimos! Francesca voltou! Mesmo não gostando muito dela gostei dela ter aparecido, mas uma tristeza maior foi saber que ela não vai mais aparecer, pensei que seria uma bandida rival. Electivire! O terror apareceu denovo! Eeeeeeeeeeeeeee, mas com certeza não vai ficar! Aaaaaaaaaaaaaaaa. Fiquei feliz depois muito triste. No mais é só. Bye
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Caio. em Sab 12 Jul 2014 - 21:52

Black, black, tenho que escrever color=black toda vez que venho comentar aqui q Esse capítulo ficou muuuuito melhor que o outro -q Eu curti toda a atuação do Cheira Carne. Fiquei confuso algumas partes, mas isso foi minha mente burra mesmo, porque relendo consegui entender de boas. Btw, é pena que ela se vai. Mas acho que volta hm. Sério, esse cap teve um feeling muito muito cool com ele pegando o Electivire e os tiros e panz. Podia fazer mais coisas do tipo, tu consegue ir legal hm.

I guess that's all. S'YA.
avatar
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por silverghost em Sex 18 Jul 2014 - 22:19

Bem, o que vou dizer, resolvi criar uma conta aqui só agora, para lhe dar o animo de saber que tem mais algum leitor e continuar escrevendo, na minha opinião, a melhor fanfic em atividade do forum. Há tempos, não lia uma fic tão boa, desde Ultimate Journey do zeroan0.

Parabéns pelo trabalho e siga firme até o final por favor.


Unica coisa que você pode com certeza melhorar, é que alguns acontecimentos são simplesmente muito rápidos, enfim até mais!!
avatar
silverghost
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/07/2014


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Sab 19 Jul 2014 - 17:52

Black! /o/


Desculpa a demora absurda pra comentar. Mas você sabe como é, Fakedex, sprites, pá e pá. To meio apertado com as fan fics - a abp nem se fala né. 


Como você disse, esse cap foi corrido no final. Achei que um drama cairia bem, eu cheguei a rir quando o John disse que amava a Francesca. Sei lá, imaginei uma cena de novela mexicana. "Yo te amo, Francesca!", "Mira Juan, és tão romantico." ~se beijam~


Eu esperava um pouco mais do Electivire. Sei lá. Pensei que nem iria precisar do Cheira Carne, mas a aparição dele foi legal. Blastoise, Nidoqueen e Ambipom, vejo que ele vai ser um rival a altura do Lurly. 


Achei legal em como todo um arco acabou nesse cap. O Thompson voltou pra Policia, a Francesca pra Sinnoh. Foi bem legal, agora ficou só o Lurly e o John de novo. 


É isso cara, aguardo mais capítulos! Abraço, boa sorte. c:
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Dom 20 Jul 2014 - 10:55

Aqui estou de novo! Precisei de uns dias pra organizar umas coisas aqui e tals, enfim to de volta na PM 0/

O Comentário dessa vez não vai ser muito grande não, mas prometo que o próximo será então vamos lá.

Curti bastante o capítulo eu sempre achei muito massa esse lance de bem x mal , luz e trevas enfim... Sem contar que em certas partes do capítulo dava pra lembrar alguns filmes de suspense -q Com aquele tom de comédia, já que tem o Lurly... Parece até A Hora do Rush kk

O Capítulo foi bem completo, mas desta vez, ironicamente, faltou humor -q Mas ficou [palavra censurada] de qualquer jeito, as vezes é muito bom inovar e fazer um capítulo assim um pouco mais sério até que agrada bem o leitor, bem pelo menos a mim agradou. Adorei o final lá dos dois se pegando e da declaração -q Até o próximo capítulo Black 0/

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Black~ em Sab 2 Ago 2014 - 10:55

Depois de quase mês, eis que o escritor preferido de vocês volta! Nem sei se já postei capítulo cedo outra vez, já que geralmente só posto à noite, mas enfim. Demorei por preguiça mesmo, não por causa da escola, antes que pensem que foi por causa disso, anyway. Vamos aos comentários:

Comentários:

King Skarmory escreveu:Black~, Você só escreve capítulos ótimos! Francesca voltou! Mesmo não gostando muito dela gostei dela ter aparecido, mas uma tristeza maior foi saber que ela não vai mais aparecer, pensei que seria uma bandida rival. Electivire! O terror  apareceu denovo! Eeeeeeeeeeeeeee, mas com certeza não vai ficar! Aaaaaaaaaaaaaaaa. Fiquei feliz depois muito  triste. No mais é só. Bye

Skarmory o/. Opa, valeu. Digamos que a Francesca aprendeu a lição, né? E também como ela já tava meio desgastada, vamos tirá-la. Não vai aparecer mesmo, foi só pra ganhar naquele momento, já que o pokémon OP do Lurly. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Caio. escreveu:Black, black, tenho que escrever color=black toda vez que venho comentar aqui q Esse capítulo ficou muuuuito melhor que o outro -q Eu curti toda a atuação do Cheira Carne. Fiquei confuso algumas partes, mas isso foi minha mente burra mesmo, porque relendo consegui entender de boas. Btw, é pena que ela se vai. Mas acho que volta hm. Sério, esse cap teve um feeling muito muito cool com ele pegando o Electivire e os tiros e panz. Podia fazer mais coisas do tipo, tu consegue ir legal hm.

I guess that's all. S'YA.

Caio o/. Lol, que racismo, só porque é a fic do Black tem que escrever em color=black? Tô de olho em você, Mr. Perry e.e Pois é, triste a Francesca indo embora =/, deve voltar lá pro final, mas acho que volta sim -q. O Electivire é nostálgico, lembra lá do começo da fic e panz -q, bons tempos -qq. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@silverghost escreveu:Bem, o que vou dizer, resolvi criar uma conta aqui só agora, para lhe dar o animo de saber que tem mais algum leitor e continuar escrevendo, na minha opinião, a melhor fanfic em atividade do forum. Há tempos, não lia uma fic tão boa, desde Ultimate Journey do zeroan0.

Parabéns pelo trabalho e siga firme até o final por favor.


Unica coisa que você pode com certeza melhorar, é que alguns acontecimentos são simplesmente muito rápidos, enfim até mais!!

silverghost o/. Opa, valeu pelo comentário, é sempre bom saber que tem gente lendo. Valeu e vou tentar ver esses acontecimentos rápidos. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@Rush escreveu:Black! /o/


Desculpa a demora absurda pra comentar. Mas você sabe como é, Fakedex, sprites, pá e pá. To meio apertado com as fan fics - a abp nem se fala né. 


Como você disse, esse cap foi corrido no final. Achei que um drama cairia bem, eu cheguei a rir quando o John disse que amava a Francesca. Sei lá, imaginei uma cena de novela mexicana. "Yo te amo, Francesca!", "Mira Juan, és tão romantico." ~se beijam~


Eu esperava um pouco mais do Electivire. Sei lá. Pensei que nem iria precisar do Cheira Carne, mas a aparição dele foi legal. Blastoise, Nidoqueen e Ambipom, vejo que ele vai ser um rival a altura do Lurly. 


Achei legal em como todo um arco acabou nesse cap. O Thompson voltou pra Policia, a Francesca pra Sinnoh. Foi bem legal, agora ficou só o Lurly e o John de novo. 


É isso cara, aguardo mais capítulos! Abraço, boa sorte. c:

Rush o/. De boa, o importante é comentar -q. Ficou bem cara de dramalhão mexicano mesmo -q. O Electivire sozinho até daria conta, mas como eles foram pseudo-sequestrados acabou necessitando da ajuda de terceiros. Sim, acabei dando um "destino final" à Francesca e ao Thomson para que ficassem só os dois mesmo. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

@xKai escreveu:
Aqui estou de novo! Precisei de uns dias pra organizar umas coisas aqui e tals, enfim to de volta na PM 0/

O Comentário dessa vez não vai ser muito grande não, mas prometo que o próximo será então vamos lá.

Curti bastante o capítulo eu sempre achei muito massa esse lance de bem x mal , luz e trevas enfim... Sem contar que em certas partes do capítulo dava pra lembrar alguns filmes de suspense -q Com aquele tom de comédia, já que tem o Lurly... Parece até A Hora do Rush kk

O Capítulo foi bem completo, mas desta vez, ironicamente, faltou humor -q Mas ficou [palavra censurada] de qualquer jeito, as vezes é muito bom inovar e fazer um capítulo assim um pouco mais sério até que agrada bem o leitor, bem pelo menos a mim agradou. Adorei o final lá dos dois se pegando e da declaração -q Até o próximo capítulo Black 0/

Kai o/. Lol, o Lurly quebra todo o clima, por mais que eu tente fazer um negócio sério, acaba sempre ficando algo bem non-sense -q. Sim, faltou humor, mas acredito que nesse terá bastante (sei lá, meu senso de humor pode ser diferente dos demais -q). Sim, às vezes é bom um capítulo sério mesmo -qq. Valeu pelo comentário e espero que continue lendo Smile

Agora sem mais delongas, o capítulo 42!

Capítulo 42 - Disputa elétrica! Parte 1.




O sol estava forte na cidade de Fuchsia. A temperatura estava facilmente na casa dos 30 graus, isso ainda sendo de manhã, mas a brisa marítima esfriava a cidade, deixando uma sensação térmica de uns 25°C. John e Lurly caminhavam rumo ao ginásio da cidade. Andaram por uns dez minutos até que encontraram uma construção meio amarela, com um grande raio como fachada. Embaixo desse raio estava escrito “Fuchsia Gym”, pra você que não sabe inglês significa “Ginásio de Fúcsia”. Ao se aproximarem da porta, as mesmas abriram-se automaticamente. Então eles entraram e lá estava um breu, completamente escuro.
Até que eles ouvem um barulho de passos, e a luz acende, porém Lurly, sem prestar atenção no líder diz:

- Apaga a luz.
- Pra quê? - Pelo menos sabia que era menina.
- Apaga logo.

Então a moça apertou o interruptor novamente, dessa vez para desligá-lo. Então o protagonista bateu duas palmas e as luzes acenderam “magicamente”.

- Nossa, que filhos da mãe. Nem me falaram que tinha isso no ginásio.

Lurly bateu as mãos contra a testa. Então recuperado da idiotice olhou para a moça e viu que era uma mulher (obviamente), tinha os cabelos castanhos soltos e lisos, tinha os olhos cor de mel, trajava um vestido azul dois dedos acima do joelho. Era Jasmine, a ex-líder de Olivine, e que Lurly não tinha a menor ideia do que ela fazia ali.

- Duas perguntas: Você não é Jasmine, a líder de Olivine? E outra pergunta: Cadê o sistema de eletricidade do ginásio?
- Sim, sou eu mesma. - Disse. - Agora, sistema de eletricidade? Me conte mais sobre isso.
- É uma espécie de proteção que eu deixava no ginásio.
- Ah, se eu soubesse isso eu não teria sido roubada...
- E quem quer roubar líder de ginásio? A gente não ganha nada.
- Fale por você, Lurly Spark. - Ela riu. - Minha família administra o farol da cidade de Olivine há muitos e muitos anos, além disso, eu sou dona de dois restaurantes e de uma loja lá na cidade.
- Nossa. - Ironizou. - John, pega a sandália da humildade porque essa daqui nem pisa no chão.
- E desde quando a gente tem sandália da humildade?
- Sei lá, só achei que essa frase ia ser usada alguma vez.

O garoto olhou com a típica cara de nojo que ele sentia pelo seu “melhor amigo”, Sor Lurly Spark.

- Mas enfim. O que fazes aqui?
- Bom, na verdade o líder era o Volkner, mas sei lá o que aconteceu com ele e ele saiu do ginásio.
- Volkner?! - Gritaram John e Lurly ao mesmo tempo. - Ei! Espera! De onde vocês se conhecem? - Perguntaram ao mesmo tempo.
- Eu morava em Sunyshore, esqueceu? - Disse John. - E você conhece ele de onde?
- Tipo. Você sabe que os líderes de Kanto são bem novos né, e todos nós tínhamos por volta de 12 anos, ou nessa faixa, e mesmo que fôssemos “crianças especiais”, a gente precisava de um “mestre”, e o meu foi justamente Volkner. E é isso. - Disse. - Falou valeu. É nós que voa big bruxo.
- Enfim. - Disse a líder. - Suponho que você veio lutar, Lurly. Então vamos lá. - Disse, então cada um seguiu a uma das extremidades do campo de batalha, e a moça foi dizendo: - Essa é uma batalha quatro contra quatro. O desafiante pode trocar de pokémon quantas vezes quiser, e eu só posso trocar caso algum seja debilitado.

Então a moça sacou uma pokébola e a lançou em campo, de dentro da esfera saiu uma belíssima ave cinza, com o corpo completamente metalizado, suas asas eram cinzas, e por “baixo” tinham algumas camadas de um vermelho forte, o seu rabo se assemelhava a uma lâmina, saiu da esfera e começou a sobrevoar o campo de batalha. Era Skarmory.
Em seguida, Lurly também puxou uma pokébola e jogou-a em campo. De dentro dela saiu uma raposa amarela, que tinha nove rabos e a ponta de cada um deles era meio alaranjada ou vermelha, era Ninetales.

- Certo. - Começou o ex-líder. - Comecemos com Ember!
- Skarmory, evasiva e use o Toxic Spikes!

O mamífero abriu a boca e começou a mandar pequenas brasas em direção ao adversário, que voou para o lado, e em seguida mandou vários espinhos roxos, que ficaram fixados no solo. Caso Lurly trocasse de pokémon, o mesmo ficaria automaticamente envenenado.

- Ah não! Lá vem esses envenenamentos de novo! - Estressou-se Lurly. - Ninetales, use o Will-o-Wisp!
- Evasiva e Thunderbolt!

A raposa abriu a boca e mandou uma espécie de fogo roxo, que foi meio controlado pela sua mente, em direção ao adversário, que tentou escapar, mas foi logo atingido, ficando queimado instantaneamente. Porém em seguida ele abriu suas asas para mostrar-se imponente, então lançou um violento raio, que atingiu o canino, jogando-o longe, deixando-o bem cansado. Mais uma das coisas sem sentido dessa história: Skarmory com Thunderbolt. Porém logo em seguida, ele sentiu um fogo arder dentro de si, e não era o fogo da paixão, era o fogo do efeito do Will-o-Wisp mesmo.

- What a hell?! - Exclamou o protagonista. - Skarmory com Thunderbolt? Desde quando? De fato nada nessa história faz sentido. Jasmine no ginásio de Fuchsia e com um Skarmory com Thunderbolt. - Suspirou.
- É assim que a vida funciona, fofo. - Disse a líder.
- Fofo? Puta merda, essas líderes inventam cada coisa, que pelo amor. - Reclamou. - Ninetales, use o Ember!
- Tá de graça né? - Zombou a moça. - Finalize com Air Slash!
- Finalize? - Indagou Lurly. - Você fumou dióxido de monoplástico? - Perguntou novamente.
- Dióxido de monoplástico? - Perguntaram John e Jasmine juntos. - Mas que porra é dióxido de monoplástico?
- Sei lá. Deve ser algum nome chique para cocaína.
- E quem fuma cocaína?
- Ah, dane-se, o importante é o que importa.

Jasmine revirou os olhos, em sinal de reprovação. Então em seguida, a raposa abriu a boca e mandou várias brasas, que atingiram a ave metálica, fazendo-a recuar um pouco, mas mesmo tendo vantagem, o golpe não arrancou muito HP do pokémon, que em seguida abriu suas asas imponentemente, e delas mandou um raio violento, que atingiu o mamífero, e nocauteando-o, inacreditavelmente.

- Wtf?! - Exclamou Lurly. - Enfim. Bom, retorne Ninetales. - Disse, recolhendo seu pokémon para a pokébola. - Magneton, venha!

Então um pokémon que era a junção de três esferas metálicas, que tinham um imã em seus lados, era na verdade três Magnemites “unidos”. Os olhos da moça brilharam de alegria ao ver aquele pokémon. Ela certamente deveria ter um também. O pokémon entrou em campo e não foi atingido pelo efeito do Toxic Spikes, já que ele era um pokémon do tipo Steel, que não é infectado por golpes de veneno. A líder somente suspirou.

- Que coisa mais linda, mais cheia de graça é esse Magneton que vem e que passa. - Disse a moça “alegrinha”.
- Menos, flor. - Disse Lurly. - Não é tão excitante ver um Magneton quanto ver uma bela moça desprovida de roupas.
- Lurly, pelo amor, só luta, cala a boca. - Disse John.
- Ah, deixa ele. - Disse Jasmine rindo. - Até que ele tem razão. - Riu novamente. - Vem aqui à noite.
- Safadeza a essa hora? - Perguntou John.
- Ah, dane-se! - Gritou o moço. - Vamos lutar que é melhor. Depois a gente resolve isso. - Olhou maliciosamente para a moçoila. - Magneton, use Spark!
- Caramba, agora me ferrei. Todos os golpes do Skarmory não são efetivos no Magneton. - Pensou. - Vai na fé! Skarmory, use Thunderbolt!

O elétrico virou seus seis imãs em direção ao oponente, então de cada um deles saiu uma pequena faísca, que foi se juntando, formando uma enorme faísca, que atingiu a ave, jogando-a longe, e deixando-a bem fraca. Em seguida, a ave se levantou e abriu as asas, após isso mandou um forte raio, que atingiu o imã, mas mal fez efeito.

- Que coisa linda. - Ironizou Lurly. - Magneton, finalize com Spark!
- Evasiva e Thunderbolt! - Gritou nervosamente a líder.

O imã virou seus imãs (?) em direção ao oponente e mandou várias faíscas que se uniram e formaram uma enorme faísca, que foi em direção ao metálico e o atingiu, jogando- no chão, nocauteando-o.

- Certo. - Suspirou e recolheu seu pokémon. - Agora você vai ver o poder Electric/Steel! - Puxou uma pokébola. - Magnezone, eu escolho você!

Então um pokémon estranho saiu da pokébola, ele parecia ser um objeto bem grande, juntado com dois outros objetos menores, que se assemelhavam a um Magnemite, além disso ele tinha dois imãs gigantes por baixo dos “Magnemites” e uma espécie de antena amarela, que deveria servir para seus golpes elétricos. É a evolução do Magneton.

- Isso é mais delicioso que ver um Magneton! - Exclamou a líder. Ela tinha uma estranha paixão pelos membros da família dos Magnemites. Inclusive, se você jogar no Google, pode ver fotos da Jasmine sentada em cima de um Magnemite, por exemplo.
- Moça, você é estranha. - Suspirou Lurly. - Que tara é essa por Magnemites e afins?
- Não interessa! - Disse. - Vamos lá! Thunderbolt!
- Spark!
- Essa luta vai demorar... - Reclamou John.
- É? - Disse o protagonista. - Mas e quem perguntou?
- Ah, foda-se.
- Rapaz, para de falar palavrão gratuitamente. Assim a classificação vai aumentar.

John já estava ficando vermelho de raiva. Caso ficasse com mais um pouco de raiva era capaz de começar a inflar até explodir, mas preferiu ficar no seu canto sem falar mais nada.
Em seguida, o elétrico gigante virou sua antena para Magneton e mandou um violento raio, que o atingiu, e por mais que não fizesse muito efeito, ainda arrancou bastante dano da sua pré-evolução, jogando-o a uma certa distância, mas em seguida, o imã triplo ergueu-se e mirou seus imãs em direção ao adversário. Várias faíscas pequenas saíram e formaram uma grande faísca que atingiu Magnezone, sem fazer muito efeito, como era de se imaginar.

- Magnezone é o rei da porra toda! - Disse a moça. - Tu tem que comer muito feijão com arroz para vencê-lo.
- Feijão com arroz é meu pau de óculos. - Disse. - Magneton, retorne. - Disse, puxando o pokémon de volta para sua pokébola. - Graveler, eu escolho você!
- Querido, vou te contar um spoiler: Você não vai me vencer só por causa da vantagem.
- Será?
- Só imaginação. Será que nada vai acontecer. - Cantou John.

Jasmine e Lurly olharam para o rapaz, que parecia tão concentrado em cantar, que quando percebeu que estava sendo observado, calou-se e foi se escondendo.

- Enfim. - Falou a líder. - Tenta a sorte de me vencer.
- Então tá. - Disse. - Magnitude!
- Protect. - Falou a líder, calmamente.

Da pokébola de Lurly saiu um bicho meio circular, todo feito de pedras, que tinha os seus braços saindo da cabeça, ele então deu um violento soco no chão, que começou a tremer. Algumas pedras começaram a surgir e ir em direção ao imã, que criou com a mente uma espécie de bolha verde. As pedras bateram na bolha e caíram, e o tremor foi ineficaz no pokémon. Lurly suspirou.

- Golpe mais apelo que existe.
- Lurly, você não sabe perder. - Disse John. - O golpe não é apelo. - Prosseguiu. - Você que é um lixo mesmo.
- Ah, John, me chupa. - Disse. - Não, não precisa não. Sei que você se empolgou, mas não é necessário.
- Pelo amor. Eu devo ter sido Hitler na outra vida pra merecer tudo isso, porque não é possível. - Reclamou.
- Vai chorar? - Provocou o ex-líder.
- Calma pombinhos, amor é só depois né. - Acalmou a líder. - Agora de volta à luta, Magnezone, use o Magnet Bomb!
- Evasiva e em seguida use o Rock Smash!

O metálico virou seus imãs algumas vezes, até que uma estranha bola começou a se formar. Essa “bola” era feito com o magnetismo dos imãs. Então ele a arremessou contra o oponente, que tentou esquivar, mas em vão, então ele foi jogado longe, já que o golpe era super efetivo, além disso, ficou bastante cansado. Porém ele levantou em seguida e seus dois braços tomaram-se numa cor branca, ele então começou a correr e se aproximou de Magnezone, que foi para o lado, mas o pedregulho não se intimidou e deu um violento soco em todo aquele metal, jogando-o a uma certa distância, sendo super efetivo, mas não causando grandes estragos.

- Que apelação hein. - Reclamou Lurly. - Com só um Magnet Bomb já enfraqueceu bastante o Graveler. Falo nada.
- É sexto ginásio, fofo. - Disse a líder, colocando adjetivos no meio da frase. - Além disso, você era o líder que tinha um Electivire OP que não perdia pra ninguém e eu que sou apelona, então tá né, sweet.
- Para com essas viadagens de “fofo”, “querido”, “sweet”, “honey”, “meu pau de óculos”, etc. - Disse. - Mas dane-se.
- Mocinho. - Ela disse olhando para John. - Ele é sempre chato assim?
- Se brincar ele ainda tá sendo legal desse jeito...
- Rapaz, tu é pior que eu pensava. - Ela disse. - Mas enfim, vamos voltar a lutar.
- De preferência. - Concordou.
- Certo, Magnezone, use Magnet Bomb!
- Evasiva e Rock Smash!

O bicho metálico mirou seus imãs em direção ao oponente, em seguida uma espécie de bola foi formada com o magnetismo desses imãs, então essa bola foi mandada na direção do oponente, que se jogou para a esquerda na tentativa de desviar, mas em vão, já que o golpe o acertou mesmo assim, o debilitando bastante, mas ainda não nocauteando-o. Em seguida, o monstro de pedra ergueu seus dois braços e ambos envolveram-se num brilho branco, após isso, se aproximou do adversário e acertou um soco na sua cabeça, jogando-o longe, mas não nocauteando-o.

- Chega né. - Reclamou a moçoila. - Magnezone, finalize com Magnet Bomb!
- Finalize? - Riu Lurly. - Senta lá, Cláudia.
- Sentar onde?
- No meu pau.

A moça e John ficaram meio espantados com a fala “forte” do nosso protagonista. Mentira, eles nem ficaram. A moça só deu uma risada tímida e o garoto ficou indiferente.

Então o elétrico novamente mirou seus imãs na direção de Graveler. Logo, uma espécie de bola de magnetismo foi formada, em seguida foi arremessada contra o adversário, que nem teve tempo de pensar, e foi jogando longe, nocauteado.

- Que bosta. - Reclamou. - Vamos, Magneton, eu escolho você! - Disse. - Comece com Spark!
- Hilário. - Riu a jovem donzela. - Sério isso? - Riu novamente. - Magnezone, Thunderbolt!

Magneton então mirou seus imãs em direção ao oponente, em seguida várias faíscas pequenas saíram e se juntaram, formando uma grande faísca, que foi em direção ao adversário, atingindo-o, mas não sendo quase nada efetivo. Em seguida, a sua evolução disparou um violento raio de sua “antena”. Esse raio seguiu até o pokémon de Lurly e o atingiu, nocauteando-o. Sim. Um Thunderbolt nocauteou o Magneton. Como? Ninguém sabe.

- Certo. - Suspirou Lurly Spark. - Só tenho mais um pokémon pra vencer dois e meio. - Disse meio triste. - Então quem será ele? Você adivinha, John?
- Claro. - Respondeu John. - Começa com C.
- Exatamente.
- C? Seria Charizard? Chandelure? Claydol? Camerupt?
- Sabe de nada, inocente. - Riu Lurly. - Clefable, vamos lá.

A moça riu, riu, riu mais um pouco, parou, riu de novo, secou uma lágrima que saiu de seus olhos. Olhou com uma cara do tipo “é com isso que você quer ganhar?”, e recolheu Magnezone.

- Desculpa, mas eu não posso lutar com meu segundo melhor pokémon contra um lixo desses. - Riu. - Magneton, eu escolho você!
- Magneton? Quanta criatividade... Magneton e Magnezone... - Suspirou. - Narrador, coloca ai que agora o negócio é +18. - Disse Lurly. - Clefable, vai lá.

A ingênua jovem não sabia que quem zombava do pokémon inicial do protagonista cometia o maior erro da vida. O fada então ficou vermelho, parecia que ia explodir, seus braços ficaram meio prateados, em seguida o pokémon pulou e como um meteoro, caiu na direção do metálico, acertando com um soco, derrubando-o, arrancando mais da metade de seu HP. Sim, Meteor Mash, um golpe que não é eficaz duas vezes, arrancou mais da metade do HP de Magneton. Jasmine se espantou.

- Maior erro da sua vida é zombar de Clefairy. - Disse Lurly.
- Certo então... - Disse a mulher. - Magneton, use Flash Cannon
- Evasiva e em seguida, Magical Leaf!

O metálico abriu suas boca “principal” e de lá saiu um grande raio brilhoso, que foi em direção ao oponente, que pulou para o lado. Em seguida fez um movimento com a mão fazendo sair várias folhas coloridas que atingiram Magneton, jogando-o longe e o nocauteando. Sim, com dois golpes não efetivos, Clefable venceu a luta.

- Que Clefairy mais encapetado. - Suspirou a mulher. - Magnezone, vamos lá.
- Agora é só um e meio. - Disse Lurly, confiante. - Clefable, use o Magical Leaf!
- Calma fera, não é assim que a vida funciona. - Disse a senhorita. - Magnezone, Double Team e depois Thunderbolt!

Então o fadinha abriu a mão e fez um movimento que fez sair várias folhas coloridas, que foram rumo ao gigante monstro, que começou a se multiplicar, com isso, as folhas foram acertados  vários bichos aleatórios, mas sem acertar o principal. Que em seguida mirou sua antena em direção ao adversário e mandou um forte raio, porém Clefable pulou e desviou desse raio.

- Certo Clefable, eu não to sentindo a raiva tomar conta de seu corpo. - Disse Lurly. - Desce o cacete! Meteor Mash!
- Não, honey. - Disse a moça. - Você não vai me vencer. - Disse a líder, confiante. - Mag, use o Thunderbolt!

O rosinha fez seus braços tomarem numa cor prateada, em seguida pulou e como um meteoro, saltou na direção do oponente, atingindo-o com um soco, que não era muito efetivo, mas como o pokémon já estava mais cansado acabou tendo um efeito maior. Em seguida, o metálico mirou sua antena na direção de Clefable e mandou um forte raio, que o atingiu, deixando-o fraco.

- Magical Leaf!
- Thunderbolt!

Então o fada mandou várias folhas coloridas em direção ao adversário. Porém antes delas se aproximarem, ele mandou um raio violento, que se chocou com as folhas, o embate entre os dois golpes criou uma fumaça, que além de tudo jogou os pokémons longe. Assim que abaixou a poeira, foi visto que ambos estavam nocauteados. Dessa forma, a vitória era de Jasmine.

- Caramba, mais uma derrota para um gym leader... - Reclamou o protagonista.
- Pois é, Lurly, é pra você ver que nem sempre a vida é feita de ganhos. - Disse John, segurando a risada.
- Ah, John, vá se lascar.
- You gonna cry? - Provocou o garoto.
- Crianças, não briguem. - Disse a moça. - John, é sua vez.

Logo, Lurly saiu do campo de batalha e John foi para o seu lugar. Para mais uma batalha de ginásio.

To be continued...


É isso. E não reclamem da rapidez da luta, porque inicialmente o Magnezone sozinho ia ownar a porra toda. E acho que vou colocar essa fic com classificação +14, ou +16, porque tá cada dia mais pornográfica a linguagem da fic -q. Ah, e ignorem o fato do Toxic Spikes só ter feito efeito no Ninetales, é que eu demorei tanto pra escrever que até esqueci do Toxic Spikes, foi mal galera, isso não vai se repetir =/. Podem esculachar. É só e espero que comentem Very Happy
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Makos em Sab 2 Ago 2014 - 13:42

Deus salve esses resumos, me pouparam horas de vida, mas se eu não tivesse apressado para ler esses capítulos, talvez eu nem leria o resumo e leria os capítulos até o 33 mesmo :c
Arg, eu ainda não dormi, tive tentando achar um conflito extra para o capítulo de minha fic que parece ninguém conhecer.
Anyway, ainda não li o cap 40 e quero ler, mas meus olhos daqui a pouco vão pular da minha cara.
Pelo menos nesses capítulos que li por inteiro (Teve um que eu li os capítulos por achar o resumo meio "incompleto") percebi que é uma ótima fic.
Me de sua forma de escrever e de detalhar o cenário.
Se não der
seu pinto vai cair ou alguém da sua família vai morrer
-nnnnnnnnnnnnn
avatar
Makos
Membro
Membro

Masculino Idade : 15
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 28/07/2014

Frase pessoal : Pansar um nombosta


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por xKai em Dom 3 Ago 2014 - 10:20

[...] pra você que não sabe inglês significa “Ginásio de Fúcsia” - O que dizer sobre isso? xD

Eita, ginásio com clapper instalado, essa é nova pra mim. Poxa Black, sandália da humildade? Essa tá já, não concorda? Acho que a falta de comédia do capítulo anterior já foi compensada só no começo deste, você realmente não perde tempo. Em relação ao Toxic Spikes eu não vejo problema nenhum, cada um usa da maneira que quiser, afinal é uma fic xD

Bom vamos ao que importa, neste capítulo tivemos comédia quase que o tempo todo, batalhas e muito, muito, muito... Texto obviamente, eita capítulo grande, pedi arrego quando terminei de ler -q

Desculpe também a demora pra comentar, eu tenho o mal costume de ler fanfics e comentar nos momentos em que fico mais entediado, então é isso -q Até o próximo capítulo e que continue com esta sua maneira única de escrever xD

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Aphrodite em Sex 8 Ago 2014 - 10:36

Black~ Cadê o Electivire? Não vi o Lurly o colocando no PC, Ele foi burro, Muito, Mas muito burro mesmo! Já está no sexto ginásio! Não é hora de ficar com o Elec? A garota tem Pokemons [palavra censurada], Cara! Que é isso? A menina nem sabia que tinha a tal cerca elétrica!. Aquela sensação de novela mexicana do capítulo anterior foi deixado de lado neste cap. De fato essa história não faz sentido, Skarmory com Thunderbolt? Daqui a pouco vai ter Caterpie com Solar Beam, Pikachu com Surf, ops, exagerei mas, Tem cada coisa neste mundo de Arceus. Falow Black~!.
avatar
Aphrodite
Membro
Membro

Masculino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 22/01/2014

Frase pessoal : Segunda temporada? Não me faça rir.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Rush em Dom 10 Ago 2014 - 15:09

Meu Deus, Lurly, assim tu desaponta. AUHEAUHEAUE' Acho que depois dessa, a Jasmine não vai querer que você apareça no ginásio de noite. ):

Mas falando sério Black, tu tem uma paciência incrível. OUTRA DERROTA do Lurly num Gym? ç.ç Acho que o John vai ser mais forte que o Lurly se o líder não usar seu Electivire. Falando nisso, também não entendi porque ele o retornou para a Box, sendo que ele já está no sexto ginásio e tal. :/

Gostei bastante do capítulo. A narração ficou bem detalhada, e você melhorou bastante nesse aspecto. Não achei a batalha corrida, e só me decepcionei com a performance do Clefable, já que eu pensei que ele iria estuprar a Jasmine - aquela safada - depois da mesma ter rido dela. E eu ri demais com essa cena dela rindo do Clefable, mas eu ri mais ainda com esse diálogo:


Tu escreveu:- Magnezone é o rei da porra toda! - Disse a moça. - Tu tem que comer muito feijão com arroz para vencê-lo.
- Feijão com arroz é meu pau de óculos. - Disse. - Magneton, retorne. - Disse, puxando o pokémon de volta para sua pokébola. - Graveler, eu escolho você!
- Querido, vou te contar um spoiler: Você não vai me vencer só por causa da vantagem.
- Será?
- Só imaginação. Será que nada vai acontecer. - Cantou John.

AUEHUAEHu' Acho daora essas brigas envolvendo terceiros. E achei essa Jasmine safada demais, até mais safada que a Francesca. o_o

Enfim, quero ver o Jon vencer ein.

É isso cara, desculpe a demora pra comentar. A narração e os detalhes melhoraram bastante, parabéns. Aguardo o próximo cap, cara. Um abraço, até mais o/
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : The king can do as he likes!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Adventures of a Gym Leader

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum