Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Genesis

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Genesis

Mensagem por Ari Tasarov em Dom 9 Jun 2013 - 1:49

É um remake autorizado de uma FF bem antiga, mudei várias coisas... ;3 Espero que gostem. Ainda não sei como terminá-la ou o que fazer dela, mas isso é mais pra frente. Demorarei um pouco pra postar os episódios, mas dxa quieto... -qq


00 - Prólogo.


Escutou-se ela gritar alto naquele momento. Nem uma única palavra estendeu-se fora de sua boca. Sua finalidade era completamente cega pela confusão da inconsciência, como todo o resto que presenciara. Não tinha absolutamente nenhum segundo para lembrar-se da razão de estar gritando.

Uma dor aguda atravessou seu corpo magro, uma sensação de quente e frio, como um corte em seu interior. Sua visão fixou-se em uma imagem congelada de expressões desconexas. E lá estava ele... O pokémon com o mesmo tom de roxo, com seus olhos cor violeta brilhantes, com uma notável força bruta esculpida em cada aspecto de seu corpo. Ela não fazia ideia do que aquilo era.

- É você de novo? - disse em voz alta. - Eu continuo te vendo... Quem é você?

O pokémon apareceu para dizer nada. Limitou-se a olhar de volta para ela. Por alguma razão, imaginou que a criatura poderia falar.

- Conheço muitas espécies, mesmo os lendários. Mas eu nunca vi algo parecido com você.

Ela tentou avançar, mas seu corpo estava dormente, lento para responder à sua vontade. Laura estava apavorada, ofegante. Permanecia presa ao chão. Seria aquele ser de sua própria criação?

- Por quê? – engasgou.

Estendeu suas mãos trêmulas, esperando em vão por uma última chance de conhecer este pokémon misterioso. Uma última chance para saber quem era. Por que ele lembrará tanto a si mesma? Por que já sentiu que tinha encontrado isso antes? Sua cauda longa e vasta, o corpo arqueado, face angulada para fora... Um nome que não podia ler. O ser misterioso caiu fora de sua visão em instantes.




~X~


Laura rolou de sua cama de madeira, batendo no chão duro, coberto por um tapete de veludo, verde, acordando a si mesma e seu Pikachu. O simpático ratinho amarelo ainda estava quieto em seu pequeno cesto marrom, bravo por ter sido despertado, rapidamente pensou em uma forma de brincar, rastejou lentamente até a barriga de sua mestra, começando várias vezes a guinchar seu nome com uma voz irritante.

- Não vou conseguir dormir com você em meu estômago. – Reclamou, incomodada.


Pikachu respondeu ao seu comentário de uma forma bastante alegre, com um sorriso e duas faces de faíscas. A garota deu um leve empurrão no pokémon , que saíra de cima dela. Ele planejou atormentá-la um pouco mais, mas ao olhar nos olhos da jovem o fez parar.

Laura suspirou profundamente e colocou suas mãos gélidas em seu rosto pálido, um tanto confusa, balançando a cabeça em tom de reprovação.

- É, foi aquele sonho de novo.

O pokémon chiava um pouco mais, com um idioma que ela ainda estava longe de ser capaz de compreender. Mas a linguagem corporal de Pikachu mostrou muito preocupação, coisa que ela conseguia facilmente interpretar. Nem ao menos precisava tentar entender o medo de seu amigo.

O silêncio dominou aquele cômodo de estrutura mediana, ninguém disse nada por um longo tempo. Não era a primeira vez que haveria de ter aquele pesadelo... Era estranho, mas parecia muito real. Como uma lembrança perdida, quebrada... Sentia que ainda necessitava lembrar o resto.

Pikachu nunca gostou dos sonhos, os mesmos faziam sua mestra gritar durante o sono. Transformar a menina alegre em agora obcecada em encontrar a estranha criatura misteriosa. Mal sabia ela que é apenas mais uma mortal vulnerável a morte, como qualquer outro... Mas mesmo assim ignorou.

Ainda sonolenta e tonta, pôs a mão debaixo do colchão para prender os cobertores firmemente no lugar. O centro sempre teve regras bem rigorosas com quem se hospedara ali. O lugar inteiro foi fundado de modo para manter tudo gratuito, os treinadores tinham apenas que deixar as coisas limpas e em ordem.

O hospital pokémon estava estranhamente vazio... A enfermeira Joy, cujo seu nome, permanecia encostado ao balcão da recepção, muito simpática, com seus vários Chanseys pra lá e pra cá. O lugar apesar de muito grande e asseado, carregava um clima mórbido.


--x--



Laura era extremamente bonita, magra... Vestindo roupas de cor clara, como sempre. Trajava uma camiseta branca, com alguns botões verdes no meio e uma calça jeans normal, não estava muito chamativa. Possuía cabelos lisos e loiros, um pouco abaixo de seus ombros largos. Foi provavelmente uma das melhores líderes de ginásio, embora muito jovem. Haveria parado sua carreira em questão aos pesadelos, dando seu lugar a seu irmão mais velho.


[/color]


Última edição por Sally em Qua 7 Ago 2013 - 1:20, editado 2 vez(es)
avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Pokaabu em Dom 9 Jun 2013 - 10:40

Eu já tinha lido desde anteontem, mas fiquei pensando no que comentar. Bom, eu achei pequeno, Miley, sério. Do capítulo eu destaco o sonho como a melhor parte, o suspense foi bem trabalhado e tudo mais. Achei o último parágrafo desnecessário, parece que era para ser um cliffhanger, mas serviu mais como uma apresentação da personagem. Por enquanto é isso, vamos ver o que a jornada de Laura nos reserva nos próximos capítulos.

bounce
avatar
Pokaabu
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 02/07/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Dusknoir em Dom 9 Jun 2013 - 12:44

Hey! Decidi comentar o/

Eu gostei da leitura é agradável e flui normalmente, nem com pressa e também não é lenta demais para ir a outro fato da história.

Gostei da parte do sonho me parece que você focou bem nele para que quem o lesse entendesse o que a Laura estaria sentindo/vendo, comigo deu certo, se foi essa a intenção parabéns senão foi um efeito positivo em mim xD

Como o Pokaabu disse o tamanho, mesmo que para um prólogo, ficou bem pequenino, mas por ser apenas uma introdução não faço questão de ser maior até porque o suspense que você imbuiu nele conseguiu deixar aquele gostinho do ''quero mais...''

Bem, acho que só... Até mais o/
avatar
Dusknoir
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 23/03/2011

Frase pessoal : FOR THE HORDE!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Black~ em Dom 9 Jun 2013 - 15:37

Bom, vamos lá.

Sua fic me parece interessante, nunca li a versão original, mas me pareceu bacana lendo por esse prólogo -q. Não me importo com o tamanho, desde que seja um capítulo objetivo, e também esse mistério foi bem interessante.

O tanto que você focou no pesadelo, aposto que ele é a base da história. A menina deve ter feito algo de errado e agora sonha com monstros -q. Mas sério, fiquei muito curioso quanto a esse sonho, e esse tal pokémon misterioso.

O último parágrafo acho que ficaria melhor sendo o primeiro, ai você dava uma introdução da personagem, pra depois imaginarmos o que estava acontecendo, acho que assim ficaria melhor, mas enfim -q.

Erros não vi nenhum, mas só acho que a palavra Pikachu, foi meio repetida, já que em poucas linhas de diferença já aparecia a mesma palavra, sugiro que evite um pouco isso, usando alguns sinônimos, não foi uma grande repetição, mas é sempre bom tomar cuidado.

Por enquanto só tenho isso a dizer. Boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Ari Tasarov em Ter 11 Jun 2013 - 4:00

]Passando aqui para agradecer todos os comentários, obrigada mesmo pessoal, são vocês que me incentivam a continuar! o/ Mas primeiro quero dizer algumas coisas sobre esse primeiro episódio que ficou bem pequeno, mas tentei colocar bastante da protagonista dele, mais como uma apresentação. Não trabalhei tanto na história, pois é apenas o primeiro e precisa de uma enroladinha, né... :3 Ah, tô postando hoje porque o próximo só daqui a duas semanas, eu acho.

Spoiler:
Pokaabu: Hey! Fico feliz que tenhas comentado na minha fic, senhor... –q Enfim, aquilo foi proposital mesmo, resolvi apresentar a personagem daquela forma msmo. Muitissimo obrigada pelos elogios e espero que siga acompanhando! Tamanho nunca foi minha especialidade.

Dusknoir: What’s up? õ/ Primeiramente muito obrigada por comentar também, espero que goste desse próximo episódio. Sim, a minha intenção foi deixar bem focado no sonho, pois praticamente ele vai ligar bons pontos na fic e não podia ficar confuso. Obrigada por ler. =D

Black: Grande Black! Como eu disse pro Dusk, sim, o sonho foi a parte em que mais foquei o prólogo .-. Obrigada pelos elogios e tomara que goste desse episódio também, né.


01 - Laura


Laura sempre teve curiosidade de como as diversas moças que trabalhavam ali eram muito parecidas... A mesma mulher de aspecto magro e um longo sorriso estendido em seu rosto pálido era jovem, como as demais. A menina não tinha certeza se era a mesma que ela havia conhecido quando veio pela primeira vez para Viridian, vários anos atrás. Lembrou-se de suas diversas primas, todas com o mesmo cabelo rosa, levemente penteado por de baixo do chapéu de enfermeira e a saia balão como o vestido e avental.

- Já vai embora tão cedo? – sorriu Joy, apenas para mostrar simpatia, como sempre procurava fazer com os poucos jovens que ali se hospedavam.
- Sim, sim... – seu tom de voz era calmo, destacando sua personalidade um tanto tímida... Já dava passos lentos em direção a enorme porta de saída do local.
- Se cuide, tenha uma boa viagem e volte se precisar... – piscou seus olhos grandes e azuis como o céu quando disse aquilo. – Ainda está escuro, não quer dormir aqui?
- Estou bem, obrigada... Não precisa se preocupar comigo. – novamente, suas respostas eram secas.

Mais uma vez, o hospital ainda continuava quase vazio, com apenas um ou dois treinadores assustados por seus parceiros em apuros. Aquilo não era muito comum, já que os centros pokémon estavam quase sempre lotados, principalmente em época de uma nova liga. A realidade era que as crianças já não se preocupavam mais com os seus “animais”, os mesmos agora recebiam mais importância dos governos e trabalhadores, exercendo trabalho humano. A força de um Machoke ajudaria muito mais nas construções, por exemplo. Além de que as jornadas haveriam de ser quase proibidas, agora sair sozinho mundo a fora apenas depois dos 15 anos.

O colossal céu estava escuro, apenas coberto por algumas nuvens. Dava para perceber claramente as brilhantes estrelas, como diversos pontinhos iluminados enfeitando a imensidão escura... Laura carregava consigo apenas sua mochila velha, com poucos pertences. Ajeitou delicadamente seus cabelos loiros em um rabo-de-cavalo e seguiu caminhando. Nem a mesma sabia o seu próprio rumo, buscava apenas por respostas que estava distante de encontrar.

A noite estava fria... O atraente luar brilhou sobre o verde da floresta espessa revelando, pouco a pouco, uma trilha que beirava a destruição. Tocos de árvores queimadas e quebradas, caídos no caminho devastado, bem como galhos na mesma situação. O que haveria de acontecer ali? Aquele ambiente era famoso por sua serenidade e beleza... Agora teria de se transformar em um cenário de horror... Sem água, sem pokémons... Tudo morto. A jovem espantara-se com isso tudo, esperava encontrar outra coisa totalmente diferente.

- Que diabos aconteceu aqui? – pensou consigo mesma, enquanto mexia no bolso de sua mochila marrom, tirando um objeto em formato esférico, vermelho e branco, denominado pokébola. – Vamos, Pikachu... Preciso de companhia.

O ratinho piscou seus olhos negros brilhantes, demonstrando confusão. Foi então que saltou velozmente na cabeça de Laura, desarrumando um pouco seus cabelos lisos e acomodando-se. Ela seguiu mexendo em seus pertences, tendo em mãos uma foto e uma pokébola. Sua expressão fechara-se nesse momento, mordera seus próprios lábios finos e engolira seco naquele momento.

A fotografia mostrava uma família feliz... Uma senhora já de idade, junto de um homem mais jovem e uma criança... Laura pensou como era realmente assustador e devastador o modo como a vida haveria de lhe engolir de uma forma tão discreta. Lembrou-se de quando era apenas uma garotinha e recordou-se especialmente das palavras de carinho ditas por todos. Segurou-se para não chorar.
Nenhuma pessoa que amava estava mais com ela para enxugar suas lágrimas. Já que pensava ter perdido a capacidade de chorar. Tudo o que podia fazer agora era relembrar os bons momentos.

- Sinto tantas saudades deles... – suspirava, tentava ser forte, mas naquele momento estava consumida pelo cansaço e emoções.

Após isso, colocou suas mãos gélidas e trêmulas sobre a pokébola...

- O que será que tem nessa droga, hã? – pensou em voz alta, confusa...

Haveria de ter achado o objeto por acaso no centro, porém, era muito diferente. Não lembrava-a de forma alguma as tradicionais “máquinas” de pegar os pokémons, essa possuía um tom dourado, juntamente com um símbolo desconhecido estampado no meio, em alguns momentos, ela brilhava sozinha... Algo parecia querer libertar-se dali, mas estaria de alguma forma sendo impedido? Era o que Laura pensava.

Uma figura escura envolvida a uma longa capa com capuz negro correu pela floresta tentando não chamar muito a atenção, silenciosamente. O único som que a garota podia ouvir naquele momento foi a vegetação seca suavemente esmagada sob botas pretas e grossas. O ser observava atentamente a menina ali parada, com seus olhos castanhos-dourados e um sorriso intimidador estendido por sua face masculina coberta.

- Exatamente quem eu procurava... – sua voz era firme.


avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Black~ em Qua 12 Jun 2013 - 18:20

Bom, vamos lá.

Capítulo interessante esse. Interessante e bem misterioso... Foi tão tenso a floresta estar toda destruída, sem nenhuma causa aparente. Também foi tenso a menina ter pego a pokébola tão "suspeita", parecia ser a GS Ball -qq, mas enfim, vamos esperar pra ver -qq.

Esse ser do final foi bem misterioso também. Primeiramente eu tinha entendido ser o tal "monstro" dos sonhos da Laura -qq, mas deve ser um homem mesmo, mas é bem estranho, e pior foi ela ainda falar que era o que ela tava procurando, parecia que os dois tinham marcado um encontro -q.

Essa pokébola que aparenta ser a Bola GS, acho que dentro dela está o tal pokémon que a jovem sempre sonha. Não consigo imaginar nenhum, mas aposto que será bem surpresa mesmo quando ele aparecer -q.

Erros creio que não vi nenhum, se vi foi algo bem bobo, que nem deu pra perceber direito.

Mas enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por DarkZoroark em Dom 23 Jun 2013 - 18:16

Olá Miley
Já estou para comentar aqui desde o começo da semana passada, mas por causa da preguiça e de um simulado para o ENEM que tive de fazer acabei tendo de adiar. Finalmente estou livre das minhas obrigações e resolvi passar logo aqui para dar meu parecer sobre sua história. Vamos lá então:
Não acho que tenha chegado a ler a versão original desta Fanfic, mas vou com toda certeza irei acompanhar este remake. A trama é muito boa, repleta de mistério e com uma certa "melancolia" incomum as Fanfics de Pokémon. Um ponto bem legal é que os locais estão "devastados", como a floresta em que ela estava no último capítulo. Meio que me lembrou do incêndio da Brass Tower - Quando depois foram trazidos de volta a vida Suicune, Raikou e Entei.
Outro ponto bem interessante é a utilização de um Pikachu no enredo da Fanfic. Acho que por ser tão visto no anime - ou por ser pouco usado nos jogos - os escritores normalmente evitam usá-los enquanto escrevem, o que deixa a aparição de qualquer um desta espécie como algo raro de ser visto.

Assim como o Black~, creio que a tal Pokébola diferente seja a Bola GS, um dos maiores "vazios" do anime. Desvirtuando da Fanfic em si por alguns instantes, originalmente ia haver um arco sobre ela, mas por motivos não revelados - ou que eu não lembre agora - decidiram removê-lo do script. No mangá, porém é revelado mais sobre tal objeto. Se for mesmo a Bola GS, então a Laura irá receber um Pokémon extremamente poderoso.
Erros eu não encontrei nenhum. Sua descrição e sua narração são muito boas, dando ao leitor uma clara ideia do que ocorre durante o desenrolar da história. Só vi alguns problemas na questão de vírgulas no lugar de pontos, mas isto vai se resolvendo conforme a Fanfic avança.
Não há muito mais o que eu possa falar. Aguardo seu próximo capítulo.ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por -Ice em Qua 26 Jun 2013 - 22:35

Sally o/ Eu vim aqui comentar na fanfic antes que apareçam muitos capítulos e eu fique com preguiça de ler tudo -q
Enfim, o título, não sei porque, me lembrou algo haver com um laboratório, além de lembrar-me também aquele antigo videogame da Sega, o Mega Drive, mas isso não vem ao caso agora.

Quanto ao pokémon dos sonhos de Laura, eu pensei em um Swalot, mas quando ela citou que ele era musculoso, me veio à cabeça o lendário Mewtwo, o que reforçou um pouco mais a visão de um laboratório que eu citei aí em cima.

Quanto ao enredo não tem muito para comentar, apenas o mistério da pokébola e da floresta estar ligada, o que me fez pensar que o causador da destruição está aprisionado no objeto, e o 'homem misterioso' quer libertá-lo.

Sua narração está boa, me fez sentir um pouco da depressãozinha da Laura (que também é um nome bastante incomum na fanfic), meu parabéns por isso.

Espero o próximo episódio, até mais.
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Pikachuzinha em Sex 28 Jun 2013 - 17:05

Sally! :3 Bom, eu já havia planejado comentar nesta fic há algum tempo, mas né... A preguiça é inimiga dos comentários. -qn Anyway, falando da estória. Heh, você é criativa, hein? Não cheguei a ler a versão original, porém, apenas com o remake creio que conseguirei entender a history.

Laura é um nome um pouco incomum nas fics, um ponto de originalidade para ti. xD A descrição que você deu aos leitores da personagem consegue fazer quem lê imaginar a garota de diversas formas, não sei o porquê, mas eu achei isto. e.e

Sobre a tal da pokébola misteriosa... Se trata da GS Ball, não? É dourada, tem símbolos estranhos e tal. -qq Acho que a protagonista irá ter altas surpresas com essa coisinha em mãos, hein... ;P De qualquer forma, mesmo se não tiver, creio ainda que a fic será interessante.

Well, por hora, é só. Aguardo o próximo capítulo. Boa sorte com a fic e até mais. ;c
avatar
Pikachuzinha
Membro
Membro

Feminino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/07/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Ari Tasarov em Dom 28 Jul 2013 - 21:28

Oi pessoal! ;3 Depois de um tempinho sem postar, aqui estou! Sabia que tinha que continuar com a fic porque quero levar ela até o final, mas todos sabem que eu ando bem enferrujada nesse negócio de escrita, mas mesmo assim tô tentando. =P Esse episódio em si tá meio confuso e sem graça, mas eu precisa introduzir alguns personagens e afins, espero que gostem... A história começa a se desenvolver mesmo pelo 3, mas tá apenas no começo.

Spoiler:
Black: Grande Black! o/ É sempre muito bom receber os seus comentários, valeu! Enfim, eu acho que cada vez vai ficar bem mais fácil de saber qual é o pokémon da fic... ç.ç Muito obrigado pelos elogios, espero que siga gostando e acompanhando.

DZ: E aí? o/ Que bom que tu veio aqui tbm e sabe, fiquei muito feliz que tu gostou dessa fic... Espero que goste desse próximo episódio e segue acompanhando... E não, não é a bola GS. -qq

Ice: E aí guri? :B AUSHUhs' dxa, ainda vai ter um laboratório na fic... ú.ú Vamos ver, talvez seus pensamentos sejam certos, ou não... Acompanha pra ver. Espero que goste desse também.

Pikachu: Oi queridinha... -q Muito obrigada por comentar, verdade, a preguiça é a inimiga tanto pra quem comenta tanto pra quem escreve, rs'... =3 Muito obrigada pelos elogios e espero que siga acompanhando também.



002 - Os pesadelos não se foram.



Seu coração acelerou-se, os grandes olhos azuis esbugalharam-se e seu estômago doeu ao ouvir aquela voz grave. Quem seria? Provavelmente imaginara ser algum ladrão, mas não teria nenhum pertence muito valioso para entregar a ele.  Olhava apavorada para os lados, mas tudo que via era aquela colossal floresta devastada. Nunca haveria de ter passado por uma situação dessas, mas já sabia que o sujeito que a esperara não fazia do tipo bonzinho.

- Me entregue a pokébola, vamos fazer isso ser fácil pra você. – o “ser” ainda continuava nas sombras. Era impossível vê-lo naquela noite. – Agora mesmo, me entregue.
- Qua... Qual? – A única coisa que vinha em sua mente era fugir, mas seu corpo permanecia estático. Sempre foi medrosa e não era dessa vez que tomaria alguma atitude.
- A ‘’G’’... – sorriu ironicamente. – Aquela que você achou no centro.
- Eu... – gaguejou um pouquinho para completar a frase. – Não posso...  – Sentia como se algo a prendesse aquele objeto, sabia que poderia se meter em encrenca caso recusasse cooperar com aquele homem.


X



Um barulho frenético, irritante e contínuo interrompeu seu sono, fazendo-a tranquilamente abrir seus olhos azuis. Rodeou confusamente o lugar, que era quase um completo breu, a não ser pela fraca luz da lua que atravessava as janelas do cômodo, iluminando alguns cantos e móveis. Encarou o aparelho sobre o criado mudo de madeira, um relógio bem simples, que marcava quase cinco horas da manhã. Esfregou o rosto, um tanto dolorida e deparou-se com uma figura até que agradável... A mulher de ascendência oriental estava de pé ao lado da cama, possuía um corpo alto, magro e elegante, o vestido preto de fina costura.

– Olha, finalmente acordou! - uma voz doce soou, parecendo preocupada.
– Que lugar é esse... Meu Deus, cadê aquele cara? – Muitos flashes vinham em sua mente, mas ainda não conseguira lembrar a maneira de como chegou ali.
– Achei você desmaiada naquela floresta... Tens que agradecer por meu Eevee ter fugido e eu ter ido atrás dele. – sorriu simpaticamente.
- O que aconteceu com aquele lugar? Tá tudo destruído! - Piscou seus olhos rapidamente.
- Acho que você não vai querer saber... – disfarçou um pouquinho seu olhar e continuou. – Meu nome é Sylvia.
- Sou Laura... – falou um tanto sem graça.
- Vou te deixar descansar um pouquinho, tenho coisas a fazer agora.


A mulher retirava-se rapidamente do cômodo, fechando a porta de madeira um tanto velha. A cabeça de Laura doía, ela não conseguia pensar em mais nada além daquele homem... Milhões de coisas invadiram seus pensamentos, como a razão dele querer aquele objeto e que Pokémon teria ali dentro... Porém de uma coisa ela estava convencida, que precisava ao menos tentar descobrir. Passara sua vida inteira em busca de uma aventura, mas nada parecia tão divertido assim. Adormeceu-se naquele momento, só queria descansar e no dia seguinte ir embora, pelo menos era o que estava em seus planos... Mas aquilo haveria de acontecer de novo...



Tão horrível como na última vez... Mergulhada na imensidade obscura, andando em um vazio que nem ela mesma conseguia compreender. O clima mórbido do ambiente envolto por uma escuridão infinita, seja qual o lado que Laura olhasse, apenas podia perceber a vastidão preta e a falta de alguém. Sentia como se estivesse jogada em um canto do inferno, esquecida por todos, abandonada... A mesma sensação de quente e frio.

O silencio foi cortado por um estrondoso som, que soava como uma risada diabólica em um volume alto... Doía na cabeça da menina, fazendo a mesma pressioná-la com as duas mãos. Sucumbiu ao barulho e ajoelhou-se, clamando para que aquilo acabasse de uma vez. Foi quando decidiu virar-se e olhar em volta, desesperada, procurando por uma coisa que a salvasse daquilo. Encontrou um ser que poderia jurar não estar presente ali, parada, olhando-a, parecendo sofrer esse mesmo efeito. Qualquer sentimento de pena por esse sofredor, era ofuscado pelo instinto de querer salvar a si mesma, lutar por sua própria vida. Parecia ser o mesmo pokémon com quem havia sonhado anteriormente, com o mesmo tom de roxo, mas ao invés de seu olhar exprimir poder, apenas sentia a dor com que ele a encarava.



X



- Ei, Laura! Tudo bem? – Sylvia balançava-a de uma forma bruta, tentando despertar a garota de seu pesadelo. Mas por um momento, não obteve nenhum resultado.
- NÃO! – a voz aguda da menina ecoou naquele quarto escuro, apenas iluminado pela luz da lua... Suava frio e engolia em seco...
- Tudo bem, foi apenas um sonho... – tentava confortá-la.
- Aquele pokémon novamente... O que ele quer comigo? Dessa vez ele estava sofrendo... – falava rapidamente tudo o que pensava.

A mulher sorriu ironicamente, como se soubesse de alguma coisa, mas limitou-se a encarar Laura e rir...


Última edição por Sally em Seg 29 Jul 2013 - 18:35, editado 1 vez(es) (Razão : Arrumando os erros ;3)
avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Pikachuzinha em Seg 29 Jul 2013 - 2:24

Sally! Que saudades de comentar aqui, menina. -q Fico feliz em saber que não desistiu da fic! o/ O capítulo ficou muito bom, o mistério presente nele foi surpreendente. xD Erros só achei um, que foi silêncio sem acento, mas nada tãooo importante assim. e.e No primeiro parágrafo teve um espaço duplo desnecessário também, porém isso é o de menos. :c

Gostei do nome da asiática. Sylvia... Seria uma fusão de Sylveon com Sílvia? -q Hue. e.e Fora que ela ainda tem um Eevee, suspeito isso, hein? ^^ Você continua muito criativa, viu? =D Parabéns. Wink Esse pesadelo da Laura deve realmente dar medo... Que pokémon será esse do sonho, um Gengar? É roxo e tem um olhar assustador, pelo menos. e.e

Sem muito o que dizer dessa vez... ;x Aguardo mais capítulos dessa fic. ;P Tenta trazer um maior da próxima vez, assim a ansiosidade a me mata. -q Sua escrita ainda está muito boa, não acho que você tenha perdido a prática. xD Até um próximo comment, boa sorte com as coisas aí e... Fui! (:
avatar
Pikachuzinha
Membro
Membro

Feminino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/07/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Black~ em Seg 29 Jul 2013 - 18:18

Bom, vamos lá.

Capítulo interessante até, e misterioso também, como sempre. Eu ainda continuo com essa interrogação de tentar descobrir que pokémon que é, ainda não consegui descobrir do que se trata, ainda mais que você não dá tantas dicas =/, mas enfim.

Um "erro" que vi, foi que o capítulo foi numerado como sendo o de número de um, mas o capítulo anterior já era o um, creio que esse era pra ser o dois, não? -q. Mas erros ortográficos não vi nenhum, somente aquele que a Pikachuzinha citou.

A aparição dessa mulher foi bem misteriosa. Tipo, ela morava no meio da floresta? Acredito que ela tenha algum segredo, e ele tem relação com essa pokébola/esse pokémon, vamos esperar pra ver, nunca se sabe -qq, mas enfim.

Sei lá, dessa vez sem muito pra falar. Então é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por DarkZoroark em Qua 31 Jul 2013 - 3:34

Sally o/
Antes de qualquer coisa, uma observação mínima minha: Se enferrujada tu escreve tão bem então eu tô que sou só ferrugem a minha vida inteira. Sério, tua escrita é fantástica, mesmo que tenhas te ausentado por algum tempo. Bom, vejamos o review:
Mais uma vez a sensação de mistério e suspense em sua Fanfic acompanhou o capítulo do começo ao fim, algo que eu acho ótimo. Outro ponto legal, que eu já citei em meu comentário anterior, é o ar que a história tem e transmite ao leitor.
Pelo que eu consegui entender logo de começo na Fanfic, o "ser" ou o Pokémon que estiver preso no interior da Pokébola deve ter alguma espécie de poder psíquico ou algo do gênero. Não sei se estou certo, mas o fato de ela não poder se separar do objeto me deu esta impressão. Creio que vá ter de esperar mais algum tempo antes de ver se é ou não verdade.
Essa Sylvia - nome parecido com o da minha professora de literatura XD - parece-me bem, digamos, duas caras. Digo isso porque, apesar de ter salvo a Laura na floresta, mas depois riu dela quando falou do sonho e do Pokémon. tenho altas teorias rolando aqui na minha cabeça, mas vou esperar para ver se serão ou não realidade.
Bom, assim como o -Ice disse no comentário dele referente ao capítulo anterior, eu tenho a impressão de que o Pokémon dos sonhos dela seja um Mewtwo. Sei lá, o fato de ele ser roxo e tudo mais me faz lembrar um tanto da personalidade exibida pelos dois que apareceram durante o desenrolar do anime. Tudo bem que a risada maléfica não combina muito, mas creio que deva ser algum outro ser que esteja caçando-o ou almejando controlá-lo.
Erros só mesmo aqueles citados pelo Black~ e a Athena. Quanto a sua escrita não tenho qualquer reclamação. Simplesmente incrível, devo dizer.
Fico no aguardo de seu próximo capítulo.ninja 
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Dengel em Sex 2 Ago 2013 - 15:18

Hey Yoh Sally!!

Fic misteriosa... Mete até medo...

Esse homem sinistro fez-me lembrar o Loker (O detetive do anime. acho que é assim que se escreve) só mesmo pela parte do mistério. Mas se fossemos por aí, então toda a Fic seria avaliada da mesma maneira. Está muito difícil perceber o que vai acontecer, tirando a parte da GS Ball.

O pokémon também não consegui perceber quem era. Nenhum me veio à mente, mesmo entre os novos da 6ª geração. Mas esse sofrimento não é normal. O que será que o monstrinho está passando?

E parece que o mistério realmente reina por aqui! Mesmo a personagem principal, ainda não consegui retirar muito dela, mas admito que ainda não li realamente a Fic, isto é, li por ler. Apenas este último capítulo despertou mais atenção. Mas prometo que estarei empenhado no próximo!

Até lá, esperarei feliz ^^
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Ari Tasarov em Dom 4 Ago 2013 - 0:19

Spoiler:
Athena: Hey! ;3 Muito obrigada pelo comentário e espero que sigas acompanhando! o/ Tipo, errinhos bobos esses que eu cometi, nway, vou arrumar eles... Sylvia, cê ainda vai enter o porquê desse nome, mas não tem nenhuma relação com o Eevee, foi beem por acaso. -q  Ainda vou revelar quem é esse pokémon nos próximos episódios... Obrigada por ler, fofa... <3


Black:
Oi Black, como sempre é gratificante te ter por aqui! :V Como eu disse pra Pikachu, agora nos próximos episódios eu revele quem é o pokémon ou ao menos dê alguma dica que deixe claro quem ele é... Aham, quero dar pelo menos alguma história pra Sylvia, mas vamos ver pra frente... ê.ê Pra matar a dúvida, sim, ela morava em uma casinha na floresta, que era perto do centro. Não ficou muito explicado, sry :c

DZ: Dae guri! o/ Primeiramente muuitissímo obrigada pelos elogios, nem sei como te agradecer... ;D Como eu disse ali em cima, ainda quero desenvolver um pouquinho mais da Sylvia, mas fica pro futuro da fic... -q Espero que siga gostando e acompanhando, seus comentários são muuito importantes.

Dengel: UM NOVO LEITOR! Õ/ Que bom que se interessou pela fic e vai acompanhar ela... Yeah, quando cê começar a ler tudo com mais atenção acho que vai dar pra entenderes tudo, guri! Haha, o pokémon eu vou revelar nos próximos episódios, mas vai uma dica, ele não é da sexta geração... xD Muito obrigada pelo comentário, espero que sigas lendo!

Esse episódio ficou pequeno... :< Mas não tinha muito o que acontecer, apenas mais algumas explicações... .-. Nways, espero que gostem!





003 - Sylvia




Era uma noite tão escura como as vistas em alguns filmes de horror, apenas a luz da lua que aparentava ter um tom avermelhado no céu iluminava tudo como um farol gigante, a jovem garota abria os olhos e observava com ar de surpresa o local ao seu redor. Sem rumo e totalmente perdida em seus pesadelos, a menina de cabelos claros e arrepiados, vaga para qualquer direção focando-se apenas em encontrar alguma forma de se situar no solitário e tenebroso local desconhecido e praticamente irreal, seus olhos azuis vidrados apenas limitavam-se em encarar a asiática.

- Precisa de alguma coisa? – sua voz soou doce e calma, não parecia ao menos assustada com o que presenciara.
- Preciso  ver meu Pikachu! – falava preocupada, quase chorando.
- Nem se preocupe, ele está tão bem quanto você.

Laura aliviou-se com um grande suspiro, sua preocupação sumira, sendo isso notado pelo pequeno sorriso que a menina esboçou ao ouvir as palavras de Sylvia. Tudo que a garota queria era descansar e ir embora daquele lugar, porém tinha medo daqueles pesadelos retornarem. Deitou-se calmamente na cama de madeira clara, aparentemente nova e bem estendida, cobrindo-se apenas com um cobertor de lã. Tentara dormir, estava exausta e muito confusa com aquilo tudo... Ainda se perguntava sobre quem seria aquele homem que vira outrora... Queria apenas esquecer os problemas.

A mulher de ascendência oriental apenas observava antes de sair dali e deixar Laura dormir... Retirou-se do cômodo escuro em silêncio, abrindo a pequena porta com cuidado.


X

Sylvia morava sozinha, e por isso era responsável por todos os cuidados para com o lugar e para consigo mesma, podia-se considerar uma mulher solitária. A única pessoa que um dia morou naquela modesta casa era seu irmão, que havia saído dali a mais ou menos uns três anos. Fora tomar um banho, apenas se concentrou na água morna que caia em seu corpo magro, deixando seus cabelos negros encharcados. Podia perfeitamente se cuidar sozinha e, com toda a honestidade, preferia assim.

Secou-se com facilidade, deveria usar roupas confortáveis no momento, mas optou por um jeans e um sutiã enquanto decidia sobre qual camiseta colocar... Ainda sem por suas vestes, a mulher deu prioridade a atender seu celular em cima de um pequeno balcão de madeira, que tocava já a alguns segundos com uma música irritante. O homem ao outro lado da linha fora bem direto, falava com um tom sério em sua voz, essa mesma que caracterizava-o como um homem mais velho, passando de seus 50 anos.

- Seu irmão Jack já deu conta de recuperar o objeto. Deixamos a garota para você e espero que se encarregue dela e que a mesma não dê problemas.
- Não devia estar tão preocupado com uma garotinha... – respondeu em um tom sarcástico. – Posso mantê-la entretida por um tempo, ela não faz o tipo de largar coisas como a bola G assim.
- Apenas espere que o projeto Genesis seja completo...
- Manterei um olho nela... Pode ter certeza que nada irá me escapar.
- Assim espero. – respondeu o homem.

O seu “chefe” encerrara a chamada bruscamente, desligando o telefone antes que Sylvia pudesse dizer qualquer outra palavra.

“- Tão inseguro... Mas pensando bem, vou deixar que ele quebre a cabeça com a bola G tentando abri-la, até ele ver quem é o real problema...” – pensou, guardando seu celular touchscreen no bolso de sua calça jeans escura.
                                                                                                                                                                                     

X


Despertou-se com sua visão um tanto borrada. Demorou algum tempo para perceber onde estava, mas encontrou-se naquela cama limpa de lençóis impecavelmente arrumados. Já não sentia mais dor nenhuma, conseguira dormir tranquilamente naquela madrugada. Ainda cambaleando, levantou-se, colocando seus pés sob o chão de cimento gelado. Andara literalmente feito um zumbi, não recuperara completamente sua força, mas sua vontade de sair daquele lugar era maior... Precisava encontrar aquele homem e, mesmo sabendo que ela não tinha a mínima chance contra o mesmo, sentia uma forte ligação com o objeto que lhe fora roubado.

Saiu do quarto um tanto rapidamente, procurando pela mulher que a ajudara naquele momento... Gostaria pelo menos agradecê-la pela ajuda e perguntar onde estaria seu Pikachu... Viu-se em uma pequena sala, apenas com dois sofás marrons de tamanho médio  e uma televisão de 20 polegadas, desligada. Laura sorriu ao ver a asiática sentada a um dos assentos, apressou seu passo, deparando-se com a mulher de blusa vermelha e calça jeans, que estava apenas encarando o vácuo.

- Ei... – a garota murmurou baixinho, apenas pra chamar a atenção da outra. – Onde está meu Pokémon?
- Ele está aqui comigo... – entregou-lhe um objeto em uma forma de esfera.
- Muito obrigada... Eu tenho que ir agora, sabe... – Laura estava realmente agradecida, mas gostaria de ir embora dali.

Sylvia apenas sorriu, encarando-a...
avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Gus em Dom 4 Ago 2013 - 1:06

O homem ao outro lado da linha fora bem direto, falava com um tom sério em sua voz, essa mesma que caracterizava-o como um homem mais velho,

Aí, "o caracterizava como um homem..." se encaixa melhor.

Gostei da sua fanfic. Tem um bom tom de mistério e suspense, acho eu.
Você é sem dúvida uma ótima escritora. Narra e descreve suavemente bem, deixando bastante agradável a leitura. Sua gramática também é excelente, não encontrei nenhum errinho se quer, parabéns!

E eu ia falar do tamanho do capítulo, mas você já explicou. Aguardando outros capítulos!

Gus
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/07/2010


Ver perfil do usuário http://about.me/dantasgustavo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por *Nina* em Dom 4 Ago 2013 - 2:46

Olá Sally, tudo bem? ^^

Olha gostei bastante da sua fic, mistério é um tema que me agrada bastante e é uma coisa que não falta na sua história! Estou curiosa para saber sobre esses sonhos que tanto atormentam a Laura, creio eu pela descrição de que se trata de um Mewtwo ou aquele pokémon da 5ª geração que ninguém lembra, Genesect, mas vamos ver, as vezes nem é um lendário.Tenho a impressão que ele tenta pedir ajuda a ela pelos sonhos.
Sobre essa estranha pokebola, tipo, la diz que ela encontrou no centro pokémon, então isso significa que ela roubou? E estaria lá o pokémon dos sonhos? Quantos mistérios... ainda mais agora com esse cara e essa Sylvia que parecem fazer parte de alguma organização secreta. Imagino que a protagonista está metida em algum rolo e não vai conseguir sair tão fácil.
Sua narração e descrição estão muito boas, parabéns! A única coisa que eu gostaria é de capítulos maiores para que mais coisas possam acontecer.
Ah, ali no prólogo faltou fechar o colchetes e o código da cor falhou.

Bem, vou acompanhar a fic.
Kisses!
avatar
*Nina*
Membro
Membro

Feminino Idade : 26
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/11/2009


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Nivans em Dom 4 Ago 2013 - 5:36

Hey, Sally! -q Pra variar, gostei muito de sua fic e pretendo acompanhar o desenvolvimento da história. Ficou bem interessante ao meu ver esses sonhos misteriosos com o tal pokémon, assim como todo o mistério por trás de alguns personagens, como a Sylvia, que me pareceu ser um tipo de traidora pela fala dela nesse último capítulo, slá. ê.ê Sinceramente, acho que esse pokémon seja mesmo o Genesect e, aliás, vejo que a coisa vai ficar mais interessante agora que ele está nas mãos de outras pessoas.

Enfim, gostei muito do que vi, tanto em termos de escrita quanto a história. Vi uma ou outra coisa que poderia ser escrita de maneira um pouco diferente, mas coisa mínima mesmo. By the way, gostei muito da Sylvia. -Q

Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/11/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Black~ em Dom 4 Ago 2013 - 12:42

Bom, vamos lá.

Fic com capítulos curtos, do jeito que é legal -qq. Mas falando sério, esse capítulo foi interessante e bem misterioso, isso é algo interessante da sua fic, o mistério envolvido nela e tudo mais, ainda estou na dúvida desse pokémon =/, mas enfim.

Aquela conversa da Sylvia foi bem misteriosa, eu não consegui definir se ela estava jogando no mesmo time daquele cara e estava enganando a Laura, ou se estava jogando contra aquele cara, não consegui definir muito bem aquela parte, mas enfim.

Então a tal pokébola faz parte de um plano que nomeia a fic? Hm, interessante saber disso... Estou esperando pra ver o que é esse Projeto Genesis. Ainda foi mais misterioso pois a Sylvia conhecia o cara, mas como eu disse, não sei se ela está a favor ou contra ele.

Erros eu não vi nenhum que pudesse prejudicar a leitura.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Ari Tasarov em Sex 9 Ago 2013 - 5:27

Gus: Gustavooo! õ/ (Nem deve lembrar de mim). Nways, muito obrigada que gostou da fanfic e valeu pelos elogios... Nah, na verdade eu sempre posto episódios pequenos, é melhor pra mim e pro leitor... -qq É triste ser preguiçosa mesmo. Espero que siga acompanhando!

Nina: Não... ê.ê Ela achou a pokébola por acaso no centro enquanto ia embora, ficou mal explicada essa parte, sry... D: Esses códigos sempre falhando, rs, depois eu dou uma arrumadinha ali. Obrigada pelos elogios e espero que siga acompanhando!

Kabe: Oi! õ/ Ah, essa Sylvia... Que bom que gostou dela. Nways, valeu mesmo pelos elogios! :V É inevitável que não tenha nenhum errinho, sempre acontece, mas vou tentar tomar cuidado.

Black: Black õ/ Eu fico muito feliz em receber seus comentários, valeu por acompanhar a fic... Ah, esse episódio tá do jeito que nós gostamos, bem pequeno... uahsuahsua' Espero que siga lendo e gostando! ;3
Pessoal, quero me desculpar... Esse foi de longe o capítulo mais sem graça da fic, sem muitas coisas e sem nenhuma ação... D: Escrevi ele ás pressas, deve estar cheio de erros e afins. Mas espero que dê pra ler.


004 - Revelações.


Laura olhou angustiada a asiática ao sofá, como se uma parte dela tivesse sido arrancada ao momento em que dera adeus àquela que salvou sua vida. Mergulhou em seus mais profundos desejos interiores e sentiu como se uma faca atravessasse seu coração no momento em que associou Sylvia e a figura materna que sempre quis. Fora criada por seu irmão mais velho, porém inexperiente, tendo que desde cedo trabalhar como Líder de Ginásio para conseguir manter um lar, ou ao menos o que comer no dia seguinte. Tentava segurar as lágrimas sinceras vindas do interior de sua alma enquanto, por alguns poucos segundos, com as mãos trêmulas na maçaneta fria encarou a porta de madeira, dando um último suspiro antes do que poderia ser um adeus. E se jamais voltasse a ver a oriental?


Abriu de leve a porta. A leve brisa bagunçou seus cabelos enquanto o clima escaldante tratou de deixar a menina desconfortável. Ajeitou o cabelo enquanto, quase estática, tentava formular alguma teoria que ao menos fizesse sentido sobre aquilo que começou toda essa loucura, a pokébola que havia encontrado no Centro Pokémon em poucos dias. Forçou a cabeça enquanto fechou seus olhos azuis por uns instantes, afundando-se em ideias que iam desde suas mais profundas fantasias a loucuras que não faziam sentido nem para si mesma. Desistiu, pensando para si que andava em círculos: não tinha nada de concreto o suficiente para montar esse quebra-cabeças ou algo que fizesse o mínimo de coerência. Parou para refletir para onde iria. Pensou quase que imediatamente no Centro Pokémon, lembrando-se do resto de sua equipe que havia deixado por lá.


Não haveria se tornado uma Líder de Ginásio com um simples Pikachu, o restante de seu grupo era constituído apenas por pokémons elétricos, os mais poderosos, como a mesma dizia. Sempre fora uma boa treinadora, amara seus companheiros de batalha como uma família. Possuía um Electivire, um Luxray e um Jolteon. Tais eram suficientes para render uma luta longa e emocionante, já que optara por batalhar com estratégia ao invés de força.

- Quero matar a saudade! – falava em um tom alto enquanto lançara aquela esfera vermelha para o alto, liberando uma luz branca que tomara forma de um ratinho amarelado.


O ser de olhos negros e brilhantes sorrira simpaticamente para sua mestra, enquanto guinchava alguma coisa que a garota era incapaz de compreender. Saltou sob seus ombros pequenos, ajeitando-se de uma forma onde encontrava-se confortável, parecia alegre. A garota sorriu simpaticamente enquanto suspirava em um tom de alivio. Localizou ali mesmo no final daquela trilha de barro o Centro que tanto esperara chegar. A mesma “casa” de coloração branca e telhado vermelho, como de costume. Apressou seus passos, chegando rapidamente. Abrira a porta rotatória de vidro, dando de cara com aquele clima mórbido.  O hospital pokémon estava estranhamente vazio...


A mesma mulher de aspecto magro e um longo sorriso estendido em seu rosto pálido recebera Laura um tanto confusa, lembrara-se da menina. Enfermeira Joy, cujo seu nome, permanecia encostada ao balcão da recepção, local esse onde recebia os jovens, com seus vários Chanseys pra lá e pra cá.

- Seja bem-vinda novamente. – piscou seus olhos grandes e claros como o céu quando soltou aquelas palavras. – Veio buscar seus pokémons? Ah, eles estão ótimos!
- Obrigada... – respondeu a garota, ainda um tanto tímida. – Sim, sim... Vim aqui por eles e preciso de um quarto pra dormir... – referia-se ao recurso de abrigo daquele hospital. Possuía mais ou menos uns dez dormitórios, todos gratuitamente.
- Deu sorte, esse é o último! – coçara sua cabeça, desajeitando seu penteado até que bonito em seus cabelos rosas. – Aqui a chave e suas pokébolas. – a enfermeira esticara seus braços, pegando os objetos que já estavam juntos em cima do balcão de madeira.
- Joy, vou deixar meu Pikachu aqui, ele foi o único que não teve nenhum tratamento... – disse calmamente.
- Não vai demorar muito tempo... - sussurrou a mulher enquanto encarava Laura. – Espere ali naquele sofá. – apontou ligeiramente para um assento grande e branco, como quase tudo ali.


A jovem apenas ouviu, enquanto dirigia-se para o canto da sala. Esperava pacientemente, enquanto observava até que entretida o homem sentado ao seu lado, que lia um livro. O rapaz ajeitava seus cabelos em um tom dourado, retirando a longa franja de seus olhos azuis. Reparou também em suas vestes, uma jaqueta de couro preta por cima de uma camiseta simples e justa, que revelara discretamente seu corpo másculo e, uma calça jeans. Gostaria de começar algum diálogo com ele, apenas para quebrar o silêncio, mas sempre fora tímida.


~X~


Arrumou seus curtos cabelos negros com a mão direita, aumentando um pouco mais seu campo de visão. Pegou sobre o sofá já velho e desgastado o controle de sua televisão que também aparentava sinais do tempo que a possuía, sem a tampa traseira, deixando aparente as duas pilhas encaixadas no mesmo. Procurou pacientemente algo que pudesse deixá-la ao menos um pouco interessada, passando devagar por entre os canais. Tinha seu tempo de descanso e aproveitava-o assim, apenas quieta na sala de sua casa.

Foi surpreendida pelo toque de seu celular, aquela mesma música irritante que ouvira outrora. Tocou delicadamente com a ponta dos dedos na tela touchscreen. O homem pelo outro lado da linha mostrava-se impaciente e confuso, sua voz soava mais trêmula que o normal.

- Sylvia, descobrimos uma coisa muito importante... – pausou um pouco e logo seguiu. – Essa pokébola só abre com uma única pessoa. Não sei se exatamente estamos certos, mas pelo que tudo indica o pokémon que está preso dentro dela já é nosso velho amigo.
- O quê? – espantou-se a asiática.
- O pai daquela garota, Laura, trabalhou na criação desse ser... Ele foi o único cientista de nossa organização que se importava com os sentimentos daquela coisa... Mas nós... Só queríamos o poder...
- Qual a minha importância no meio disso tudo, hã? – questionou.
- Simples... Você vai trazer a menina pra cá. Já teve ela em suas mãos uma vez.

Novamente desligara bruscamente, sem dar chances da mulher dizer qualquer palavra.
avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Dengel em Sex 9 Ago 2013 - 14:38

YO SALLY!!!

mil desculpas por não ter comentado o outro capítulo. Por incrível que pareça não reparei na nova publicação e estive uns poucos dias fora...

Mas irei agora mesmo comentar!!!

Então a Sylvia é má? Eu sei que é estranho uma pessoa ajudar um estranho (ou estranha neste caso) mas é o mundo pokémon, por isso qualquer um pensa que eles são simplesmente simpáticos e não vilões malvados à espera de uma oportunidade para conquistar o mundo!!!! Resumindo, não estava à espera...

Realmente, quanto à Laura não há muito a dizer, uma vez que ainda não teve nenhum momento que se destacasse. Quer dizer, é a protagonista, e todos os momentos são sobre ela, mas apenas ainda não houve aquele destaque exclamativo que todos os personagens principais têm mais cedo ou mais tarde...

Quanto ao pokémon, Mewtwo, certo? Meu lendário preferido em batalha (nenhum japonês, por mais espetacular que seja o seu povo, me convence que um pequeno Deus chamado Arceus é mais forte que ele). Espero que a sua participação não seja no lado do mal. Mewtwo não é assim tão mau só porque odeia humanos. Eu também ficaria zangado se me usassem para experiências e no final querer o meu poder para se gabar na tasquinha com os compadres!!

Bom, mas já comecei a divagar. O capítulo não teve nenhuma cena especial, tirando o telefonema a Sylvia. Com isto apenas posso elogiar a ótima narrativa e descrição que já me acostumei a ver aqui na Fic. Erros não encontrei nenhum, apesar de estar um pouco na lua a ler outra vez (peço desculpa!!!). Mas a Laura já tem os outros pokémons de volta e Sylvia recebeu ordens para a capturar outra vez, por isso talvez tenhamos uma boa batalha. Aí ficarei muito mais interessado!

Bem, espero pelo próximo capítulo. Até!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Black~ em Sex 9 Ago 2013 - 19:55

Bom, vamos lá.

Capítulo legal e pequeno (gosto de ressaltar isso -qq). Já sei que pokémon que é, finalmente, todos comemoram -q. Esse pokémon acredito que seja o Mewtwo, pois foi criado por um cientista, fica numa pokébola especial e tudo mais, vamos esperar pra ver -q.

Eu já desconfiava da Sylvia, mas não sabia se ela enganava a Laura, ou esse cara ai, mas parece que de fato estava passando a perna na Laura. Sinto pena de protagonistas, são todos bobos e ingênuos =/, mas né, disfarçou também que nem deu pra suspeitar -q, mas enfim.

Curti ela ser líder elétrica, ter Electivire e tals (imagino que você saiba porque -q). Acho que ela nem usa o Pikachu, é só mais um pokémon fofo pra ter em quem fazer carinho -q. Mas se ela o usa, acredito que seja o mais fraco da equipe, ou talvez possa ser o mais forte né? -q, mas enfim.

Não sei se ela vai voltar para o ginásio. Gostaria de vê-la batalhando em seu ginásio. Aliás, gostaria de ver batalha na fic, tá tão sem batalhas, triste =/, mas enfim, vamos esperar pra vê-la em ação né, e quem sabe, com algumas batalhas -q.

Erros prejudiciais à leitura não achei de fato nenhum.

Portanto é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Pikachuzinha em Sab 10 Ago 2013 - 15:26

Hey, Sally! Peço desculpas por não ter comentado no último, eu estava ocupada com umas coisas aqui. x: Mas o que importa é que estou aqui agora, né. xD Bom, vamos falar da fic. O mistério que você tá pondo nos chapters é muito bom! *-* Sua ortografia é excelente, parabéns mais uma vez. (: Erros que prejudicassem a leitura não achei, aliás, acho que nem erro achei. -qq

Então quer dizer que a Sylvia é malvada? D: Só porque eu tinha gostado dela. u.u A aparência oriental que ela tem deve ser muito linda... :3 Ah, e ainda continuo suspeitando do negócio da Sylveon, mas enfim. e.e

E então quer dizer que o nome da pokébola misteriosa é G... Curioso isso. -q Será que é uma encarnação da Bola GS? '-' Se bem que balls não reencarnam, mas né... :c Comentário um pouco curto, eu sei. :s E capítulo também. rs

Aguardo mais chapters. *.* Vê se não demora pra postar, viu? -q Tentarei ao máximo aparecer por aqui no C5. Até mais e boa sorte, esperarei ansiosa! o/


Black: Fanfic trancada por inatividade. Caso queira reabri-la mande uma MP a qualquer FFM.
avatar
Pikachuzinha
Membro
Membro

Feminino Idade : 17
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/07/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Sonic and Shadow em Dom 15 Set 2013 - 3:20

Fic desbloqueada a pedido da dona.
avatar
Sonic and Shadow
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 20/10/2011

Frase pessoal : Ilário


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Ari Tasarov em Dom 15 Set 2013 - 4:15

Oi pessoal... -q Bem, depois de algum tempinho resolvi voltar com essa fic... .-. Peço mil desculpas a quem acompanhava, mas realmente as minhas ideias tinham todas acabado e eu não tava num momento bom pra escrever. Nways, deixei esse capítulo mais ''mundo real''... lol Espero que curtam, de qualquer modo. O capítulo em si será somente um flash back da história da Sylvia e um pequeno pedacinho. E vamos aos comentários.

Dengel: EEEEIII O// Pois é.... Ainda não tive muita oportunidade pra dar um destaque a Laura, mas essa hora vai chegar quando eu focar mais nela e menos no resto... -qq No mundo pokémon qualquer coisa é possível. Sim, talvez eu faça uma batalha com o Mewtwo, mas lá pro final da fic... Fica esperando! u.u

Black: Black! =P Sim, infelizmente esse capítulo ficou maiorzinho... ushauhsa' Batalhas não são e nunca serão meu forte, por isso elas ficam em falta em todas as minhas fics infelizmente. D: Verdade, todinhos os protagonistas são uns retardados... lol

Pikachuzinha: Também acho mulheres orientais lindas... :3 Nways, que bom que andas gostando! 8D Agora tu vai ver que a Sylvia não é tão malvada assim... Muito obri[table][tr][td]gada pelos elogios linda.


LEMBRANDO: O que tá no quote é FLASHBACK.


Fantasmas do passado.


A moça de aspecto oriental e aparentando estar por volta de seus quinze anos de idade caiu ao chão com o corpo já pesado, com a mesma tendo pouco controle sobre ele. Fechou seus olhos de cor acinzentada enquanto escorou-se na parede ao seu lado. Soltou seu corpo completamente ali. Atirou-se no canto de um beco que não pudera reconhecer, com apenas a pouca luz da noite que entrava por entre a imensidão das construções batendo forte em seu rosto, enquanto a leve brisa levara seu cabelo curto lentamente a um movimento sutil. Marcas facilmente reconhecidas como pichações de gangues, feitas de um conhecido spray,  também podiam ser percebidas no cimento velho e desgastado próximo à cabeça da adolescente deixada ali.

- Só um pouquinho mais... - sua voz rouca soou baixo. Levou a substância próxima a si, quase inconsciente e ao menos entendendo as palavras que pronunciava, cheirando fortemente aquilo, apertando com suas mãos quase que sem forças ao seu encontro, como se dependesse fortemente daquilo: como se fosse a sua própria vida e motivo da mesma. Suspirou em seguida, dando mais uma tragada. Fez aquilo até não aguentar mais.

                                                                                   
  x


Acordou-se deitada num sofá velho, com sua madeira caída e consideravelmente rasgado, de coloração marrom. Esse era simples, deixando praticamente de cara que não custou muito aos bolsos da dona. O maior daqueles que rodeavam a casa - idênticos, mas menores. Abriu seus olhos lentamente enquanto fitava o local com seu olhar sereno, percebendo a pintura amarela recente nas paredes e a iluminação da janela grande que sinalizava a chegada de um novo dia, fato esse confirmado pelo programa que passava na TV, sem muita atenção da moça. Observou quieta enquanto sentou-se ali.

Conseguiu ouvir de outro cômodo alguns passos leves, provavelmente de algum residente. Arrumou de leve o cabelo com a mão esquerda, limpando sua visão, esperando quem estivera por vir. Sentira esse aproximar-se com o som ficando a cada segundo mais próximo de si, enquanto permanecera calada e soubesse quem estaria ali em alguns instantes. Esperou pacientemente.

- Sylvia, você sabe... - Aproximou-se da asiática uma mulher negra de aspecto debilitado. Demonstrava idade e experiência num olhar mais maduro e, embora toda a hospitalidade, notava-se algum tipo de pavor no olhar que Sylvia não era capaz de entender. Arrumou seus cabelos crespos e volumosos, puxando para si uma cadeira, arrastando a mesma pelo piso, indo quase que de encontro à mulher no sofá. - Outra recaída e não posso dizer que estou orgulhosa dessa vez... - Demonstrou desapontamento no olhar assim como a outra ali, retribuindo o sentimento pela expressão facial.
- Você sabe mais que ninguém que isso realmente não está sendo fácil... - respondeu com voz baixa - Estou assustada, Carla! Eu não sei se...
- Claro que você vai. - Interrompeu a mulher - Você é forte e posso ver isso em você. Olhe quanta coisa já fizemos juntas! Desde que está aqui, veja em volta o quanto esse lugar progrediu. Não acha que fiz tudo isso sozinha, não?
- Por quê você me ajuda? - falou como se estivesse decepcionada consigo mesma.
- Sabe, Sylvia, eu já fui como você... Naqueles momentos em que parecemos deixadas de lado pelo mundo e tudo que ouvimos é que somos incapazes nós normalmente desistimos, certo? Ainda mais do jeito que aconteceu com você... Quando ouvimos que somos incapazes e somos tão jovens, nosso mundo desaba. Você é forte, Sylvia, e algum dia vai fazer isso por alguém também.
- Certo... - limitou-se a concordar com a mulher - Só espero...
- Você não vai me decepcionar de novo e não se preocupe. Posso ver alguém bem mais forte agora! Vamos esquecer sobre ontem, desde que não se repita.
- Quase que posso garantir que não vai acontecer de novo... - esboçou um leve sorriso em seu rosto bem definido, exprimindo confiança em sua face que parecia renovada, radiante. A negra retribuía tentando acalmá-la, pensando em algo que pudesse escapar um pouco daquela conversa desagradável ao olhar de ambas.
- Você já parece estar bem melhor! - subiu o tom de voz ao falar aquilo - Veja quanta força em você, garota! - Sylvia retribuía com um sorriso.

Aquela pequena casa num bairro nem tão aconchegante de alguma cidade no sul de Unova havia sido conseguida após inúmeras batalhas de Carla que passavam desde o tempo em que tinha como residência um carro e era viciada em drogas até a época em que a mesma resolveu mudar-se para ali após a recuperação e receber como herança por parte de seu irmão. Naquela moradia de apenas cinco peças, passou a tratar de Sylvia, uma então viciada em drogas, em quem a mesma via um potencial imenso - lembrava muito a si mesma em alguns momentos. Achou a moça vagando pelas ruas em busca de alguma substância que provavelmente a faria cair mais na tentação, estimulando-a pela busca de drogas mais fortes e agressivas. Pediu ajuda de um amigo para levar a mesma desmaiada à sua casa, dando a entender que Sylvia estava em um nível que, talvez se avançasse, não houvesse mais nenhuma chance de reabilitação.

Incentivou a recuperação da moça mais que qualquer outra pessoa jamais houvera tentado na curta vida da mesma, sendo a única pessoa que alguma vez Sylvia cogitou chamar de ''mãe''. Essa aceitou uma recuperação após uma dura discussão com Carla, vivendo ali desde então. Havia conseguido um emprego em algum local pequeno e recebia pouco acima de um salário mínimo, apenas contribuindo levemente com o pagamento das contas no final do mês e algum custo ou outro que fosse imprevisto. Sua ajuda sempre fora de grande valor, inclusive ajudando a mulher a reformar sua casa como forma de retribuição ao tratamento, emprestando de bom grado seu pouco dinheiro que recebia.

                                                                                 
X


Por ironia do destino, ser drogada não parecia uma opção e, o afeto de Carla não seria o suficiente para limpá-la. Você sai das drogas, mas ela nunca sai da mente do viciado. Em um momento como esse, como se por azar, uma crise de abstinência fez ferver a mente de uma mulher como se magnetizando-a ao prazer proporcionado pelo contato com essas substâncias, fazendo-a ignorar todo o resto, mas não o crack que tanto queria.

Foi ao cair daquela fatídica noite que soou alto o barulho da arma cujo selaria o destino da vida da mulher. Desesperada, lançou-se em um ataque impensado sob a casa dos Johnsons, que tinha como seu dono um conhecido traficante, mas não usuário, alimentava sua família com aquele dinheiro sujo da bandidagem, tendo tudo que Sylvia desejava.

O que ela não pensara é que naquela noite também haveria de acontecer uma outra operação, essa bem pensada, que seria executada por policias, derrubariam a ''mina'' do crack naquele momento. Um homem de trajes característicos entrara sem avisar na residência, arrombando a porta, usando de toda sua força bruta. Sinalizou com um grito quem estava entrando ali, mandando em voz alta todos ficarem ao chão. Surpreendeu-se ao se dar de cara com a mulher de aspecto magro e debilitado caída, junta ao corpo daquele homem que seria o alvo de toda a operação.

Sylvia já sob efeito, não pensou duas vezes ao executar o policial, caindo ao chão gelado sob o efeito das drogas.

Decidiram que levariam-na ao corredor da morte sob pena de injeção letal. Uma morte inventada. Fora recrutada para trabalhar em uma agência secreta do governo que tinha como objetivo serviços secretos para qualquer um que os contratasse. Uma organização mercenária do governo de Unova. Desde então vem realizando operações de extremo risco como uma espiã.

Levou sua mão a cabeça, pensando em uma maneira de sabotar tudo aquilo, jamais usaria Laura de apenas doze anos para algum propósito da organização. Uma coisa fora de questão para a moça.

                                                                   
             X


E foi observando o rapaz de cabelos dourados que o tempo passou para Laura, que aguardava ansiosamente pela enfermeira. Iria pegar novamente seus pokémons, aliás, já sentira saudades de uma boa batalha. Electivire, Luxray e  Jolteon fora quem transformara a jovem em uma grande revelação dos ginásios. Focara sua visão na moça de cabelos rosas extremamente arrumados que andara em sua direção com um sorriso amigável estampado em seu rosto maquiado.

- Estão todos aqui. - observou Joy, entregando os três objetos bicolores a garota.
- Obrigada. - disse Laura, um tanto sem graça.
Levantara-se, iria descansar um pouco em algum dos quartos do centro... Estava confusa, não sabia qual seria o próximo passo e se toda aquela busca realmente valeria a pena. Só queria dormir para esfriar a cabeça.
avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Genesis

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum