Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Dengel em Sab 27 Jul 2013 - 15:07

Bom, aqui estou eu aqui para comentar.

Primeiro de tudo, adorei a ideia de juntar os mauzões todos. Mesmo assim é uma pena que vão todos ser derrotados (quer dizer, vão não vão? o mundo não vai ser destruído, né???)

Apenas não gostei da participação de Jessie, James e Meowth. Não achei que se encaixariam bem aqui, mesmo com as personalidades diferentes, deveria ter inovado. Provavelmente serão os comandantes da Rocket não? É o único cenário em que os vejo...

Pensei que a fusão das esferas seria uma coisa mais demorada e que tivesse efeitos mais devastadores apenas pela sua existência, sem ser usada por ninguém. Mas ainda não se sabe nada, por isso vamos esperar.

Gostei de o Red ser o principal nesta fic. Vamos ver um Red completamente diferente, deixando cair a cortina de ferro que estamos habituados a presenciar nos games. E esse Ash sinistro, bem, até me assustei! Odiei o momento em que ele desprezou o Pikachu de Red, mas ele chorou depois, o que mostra que também tem muita coisa para contar sobre ele!

Agora avaliando o que realmente importa. Como referi, adorei a imaginação e criação.
A narração também está ótima. Consegue traduzir aos leitores uma boa imagem dos acontecimentos, apesar de alguns acontecimentos decorrerem muito rápido. Como a aceitação da proposta por parte de Corless. Ele disse que temia as consequências mas ok, iria ajudar. Tirando isso, nada de importante a assinalar.
A personalidade das novas personagens está boa principalmente o sinistro Ash e Lucian (adorei este último envergonhado com a atrevidade de Cynthia).
Por último, e acho que isto não é muito avaliado, as batalhas pokémon também estão boas. Nem muito curtas nem muito longas e com boas estratégias, como vimos com Corless, apesar de nunca ter ouvido falar de ciência bruta...

Também acho que os primeiros capítulos foram muito extensos. Para um blog seria um tamanho excelente, mas acho que as Fics no fórum pedem um tamanho mais reduzido, como foram os últimos 2 ou 3, para não tornar a leitura muito cansativa, mas isso é uma escolha de cada escritor.

E é só isto. Apesar das poucas críticas, a sua Fic está muito boa e anseio pelo próximo capítulo!!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por DarkZoroark em Dom 28 Jul 2013 - 12:45

Pikato o/
Primeiramente, peço-lhe desculpas por ter ficado ausente durante estes últimos capítulos, mas fiquei um tanto ocupado essas últimas semanas e só agora, com o retorno as aulas tão próximo, tive como me desvencilhar disto tudo e vir aqui comentar. Bom, sem ficar enrolando muito, vamos ao review de seu último capítulo:
Vem cá meu, não está um pouco apelativo estes itens que o Styler criou? Está certo que a Mega Potion não chega a ser lá essas coisas em relação ao Full Restore, mas ainda assim dá uma vantagem gigantesca para os Ômega. Quanto aos outros três inventos eu achei realmente mais apelativos, principalmente aquele rastreador global de Pokémons. Me fez lembrar um pouco do Pokégear em HeartGold/SoulSilver e do Marking Map do Pokétch, mas com muito mais potência.
Achei legal o capítulo ter sido focado no N, embora eu não tenha uma concepção dele como vilão nem mesmo nos jogos. Sei lá, sempre tive a impressão de ele ser mais um anti-herói do que um inimigo propriamente dito. A mentalidade dele de libertar Pokémons acho que é algo em que todos - ou pelo menos alguns - já pensaram sobre e nos leva a ver a crueldade contra os animais em nosso mundo. Por isso eu tenho bastante respeito por ele.
Assim como o Black~, estou curioso para saber como que o pessoal da Ômega descobriu sobre a traição do N. Parece que o Cyrus também não está de acordo com os ideais do Imperador L e isso me deixou um tanto surpreso. Se não me engano, o boss da Equipe Galática havia perdido as emoções quando encontrou a Mesprit uma vez. Então como que ele estava apreensivo?
Cara, dupla bem FDP essa do Giovanni e do Maxie. Enganar o N pagando de bonzinho para saber sobre os planos dele e talz é muita ****** até mesmo para vilões. Quero ver agora como que isso irá se suceder...
Erros eu encontrei apenas um:

@Pikato escreveu:Disse a voz, aproximando-se e revelando ser o homem de cabelos azuis, roupa preta e cabelos pretos, com a bandana de pirata na cabeça.
Ficou um tanto estranho a frase. Imagino que acabaste reescrevendo-a alguma hora e acabou ficando assim ou foi só falta de atenção mesmo.
O resto continuo mantendo minha opiniões dos comentários passados. Sua escrita é muito boa, dando uma imagem excelente do que se passa na Fanfic para o leitor. Realmente mereceste ganhar o Fic do Mês.
Aguardo seu próximo capítulo, friend.ninja 
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Seg 29 Jul 2013 - 9:19

Desta vez o capítulo terá como foco um personagem misterioso e indeciso.  Vocês já sabem quem é? Na fic há uma explicação sobre a música que fiz, ela tem como tema a subwater city, mas achei interessante colocá-la agora^^

Respondendo aos comentários^^


Bom, vamos lá.

Capítulo legal e tals, focado no N. Foi bem tenso também todas essas invenções do Styler, além desse plano dos caras de capturarem todos os lendários, e depois controlarem Arceus e controlarem o mundo inteiro, bem sinistro mesmo.

Eu queria saber como o Styler descobriu que foi o N que traiu a equipe ajudando o Corless a fugir. Aposto que foi com os itens doidos que ele fica inventando -qq. Brincadeira, mas eu gostaria de saber como foi que realmente ele descobriu, mas enfim.

Dessas invenções, acho que a Mega Potion é meio "inútil", visto que tem a Max Potion que recupera todo o HP do Pokémon, ou até mesmo o Full Restore, que além de recuperar todo o HP, ainda tira o Sleep/Burn/Freeze/Paralyzing, mas enfim.

O Maxie e o Giovanni são bem filhos da mãe mesmo né? Fizeram o N praticamente se confessar, fingindo que eles estavam o apoiando. No começo eu achei que fosse realmente verdade e que eles estavam contra o Imperador, mas não.

Erros eu devo ter visto um ou outro, mas nada que eu vá citar.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.

Na verdade, cada um nesta organização tem um plano, mas os verdadeiros objetivos do Imperador L são desconhecidos para todos, só eu sei, hehe^^ Na verdade, o Styler é mais espião do que cientista louco, ele colocou câmeras por todos os lugares e é todos mesmo, até mesmo no banheiro o loucão colocou. Mas esse é um detalhe que nem incluí ainda neste capítulo. A Mega potion recupera um pouco de mp também, já que os ataques também são limitados. Sobre o Maxie e o Giovanni, deixo nas palavras do N neste capítulo: Desgraçados! Muito obrigado pelo comentário^^

Bom, aqui estou eu aqui para comentar.

Primeiro de tudo, adorei a ideia de juntar os mauzões todos. Mesmo assim é uma pena que vão todos ser derrotados (quer dizer, vão não vão? o mundo não vai ser destruído, né???)

Apenas não gostei da participação de Jessie, James e Meowth. Não achei que se encaixariam bem aqui, mesmo com as personalidades diferentes, deveria ter inovado. Provavelmente serão os comandantes da Rocket não? É o único cenário em que os vejo...

Pensei que a fusão das esferas seria uma coisa mais demorada e que tivesse efeitos mais devastadores apenas pela sua existência, sem ser usada por ninguém. Mas ainda não se sabe nada, por isso vamos esperar.

Gostei de o Red ser o principal nesta fic. Vamos ver um Red completamente diferente, deixando cair a cortina de ferro que estamos habituados a presenciar nos games. E esse Ash sinistro, bem, até me assustei! Odiei o momento em que ele desprezou o Pikachu de Red, mas ele chorou depois, o que mostra que também tem muita coisa para contar sobre ele!

Agora avaliando o que realmente importa. Como referi, adorei a imaginação e criação.
A narração também está ótima. Consegue traduzir aos leitores uma boa imagem dos acontecimentos, apesar de alguns acontecimentos decorrerem muito rápido. Como a aceitação da proposta por parte de Corless. Ele disse que temia as consequências mas ok, iria ajudar. Tirando isso, nada de importante a assinalar.
A personalidade das novas personagens está boa principalmente o sinistro Ash e Lucian (adorei este último envergonhado com a atrevidade de Cynthia).
Por último, e acho que isto não é muito avaliado, as batalhas pokémon também estão boas. Nem muito curtas nem muito longas e com boas estratégias, como vimos com Corless, apesar de nunca ter ouvido falar de ciência bruta...

Também acho que os primeiros capítulos foram muito extensos. Para um blog seria um tamanho excelente, mas acho que as Fics no fórum pedem um tamanho mais reduzido, como foram os últimos 2 ou 3, para não tornar a leitura muito cansativa, mas isso é uma escolha de cada escritor.

E é só isto. Apesar das poucas críticas, a sua Fic está muito boa e anseio pelo próximo capítulo!!

Será que vão ser derrotados? Tenho um plano para o final, mas não posso revelar, hehe. Na verdade, o grupo de Rockets vai ter uma importante participação no decorrer da estória, mas nada tão incrível no início, lembre-se que incluí o Ash e quase atiraram pedras, mas depois compreenderam meus objetivos. Minha cabeça já planejou muitos capítulos e vocês nem imaginam quem ainda vão dar caras nesta estória. A fusão das esferas resultou num novo elemento onde o Styler está baseando suas invenções com os pedaços do elemento. Sobre o Ash acredite até eu estou com raiva dele, depois vocês entenderão o porquê^^ Cara, a aceitação do Colress é uma coisa que arrependo até hoje de ter feito tão rapido, hehe. O Lucian é o elemento engraçado e sarcástico da fanfic, acredite ele ainda tem muita coisa para aprontar.A Ciencia bruta foi inventada por mim, consiste em usar estratégias rápidas e brutais, hehe. E haverá um resumo de todos os capítulos para que o pessoal possa acompanhar o início da fanfic^^ Agradeço pelo comentário^^

Pikato o/
Primeiramente, peço-lhe desculpas por ter ficado ausente durante estes últimos capítulos, mas fiquei um tanto ocupado essas últimas semanas e só agora, com o retorno as aulas tão próximo, tive como me desvencilhar disto tudo e vir aqui comentar. Bom, sem ficar enrolando muito, vamos ao review de seu último capítulo:
Vem cá meu, não está um pouco apelativo estes itens que o Styler criou? Está certo que a Mega Potion não chega a ser lá essas coisas em relação ao Full Restore, mas ainda assim dá uma vantagem gigantesca para os Ômega. Quanto aos outros três inventos eu achei realmente mais apelativos, principalmente aquele rastreador global de Pokémons. Me fez lembrar um pouco do Pokégear em HeartGold/SoulSilver e do Marking Map do Pokétch, mas com muito mais potência.
Achei legal o capítulo ter sido focado no N, embora eu não tenha uma concepção dele como vilão nem mesmo nos jogos. Sei lá, sempre tive a impressão de ele ser mais um anti-herói do que um inimigo propriamente dito. A mentalidade dele de libertar Pokémons acho que é algo em que todos - ou pelo menos alguns - já pensaram sobre e nos leva a ver a crueldade contra os animais em nosso mundo. Por isso eu tenho bastante respeito por ele.
Assim como o Black~, estou curioso para saber como que o pessoal da Ômega descobriu sobre a traição do N. Parece que o Cyrus também não está de acordo com os ideais do Imperador L e isso me deixou um tanto surpreso. Se não me engano, o boss da Equipe Galática havia perdido as emoções quando encontrou a Mesprit uma vez. Então como que ele estava apreensivo?
Cara, dupla bem FDP essa do Giovanni e do Maxie. Enganar o N pagando de bonzinho para saber sobre os planos dele e talz é muita ****** até mesmo para vilões. Quero ver agora como que isso irá se suceder...
Erros eu encontrei apenas um:

   Pikato escreveu:Disse a voz, aproximando-se e revelando ser o homem de cabelos azuis, roupa preta e cabelos pretos, com a bandana de pirata na cabeça.


Ficou um tanto estranho a frase. Imagino que acabaste reescrevendo-a alguma hora e acabou ficando assim ou foi só falta de atenção mesmo.
O resto continuo mantendo minha opiniões dos comentários passados. Sua escrita é muito boa, dando uma imagem excelente do que se passa na Fanfic para o leitor. Realmente mereceste ganhar o Fic do Mês.
Aguardo seu próximo capítulo, friend.

Tava com saudade friend^^, confesso que eu também tava muito apertado neste 2º bimestre^^ Os itens são muito apelativos, ele é um intelectual do mal e.e Bem, no mais eu apontei algumas alternativos de como o Styler descobriu sobre a traição e o Cyrus foi focado neste capítulo. A mente dele tava confusa, foi interessante você destacar isso, pois pude acrescentar esse detalhe à história^^ E você nem viu nada, o Styler é o pior desses vilões, ele é um bandido sarcástico e irônico e controla todo mundo como verá aqui^^Cometi um erro feio, hein o.o Vou ver se reviso melhor a descrição dos personagens^^ E muito obrigado por falar sobre a fic do mês, fiquei muito feliz quando descobri que tinha ganhado^^

Pokémon Project Ômega
Parte 7: The Confused Mind


Cyrus
Distant Ocean 3F 19h11min 27/07/13


A noite dominava todo o prédio da Distant Ocean, os Pokémons voadores já haviam se calado e o silêncio misterioso das trevas surgia lentamente. A bela lua iluminava o ambiente e impedia que a escuridão dominasse todo o planeta. Contudo, não eram somente as sombras que chegavam, mas a confusão na mente de um homem deixava vários enigmas em pauta.

O adulto vestia sua roupa cinza com detalhes pretos e o símbolo da equipe Galáctica nela. No entanto, aquele emblema estava prestes a desaparecer, afinal o antigo vilão planejava sua fuga daquele lugar maléfico. Entretanto, alguns membros das equipes desconfiavam dele, o que impedia qualquer ação repentina.

Logo, o humano aproximou-se da sala de reuniões e sentou-se numa cadeira, colocando a mão no rosto e dando asas aos seus pensamentos. Distraído no próprio mundo, o comandante nem percebeu a presença dos maiores vilões da organização, os mesmos que enganaram N e fingiram estar do lado deste. Porém os bandidos iriam enfrentar o general de outra forma.

- Oras, veja quem vemos aqui. – Falou o dono da Magma, fechando os olhos e caminhando na direção do desconhecido.

- Sim, o líder da Galactic. Que surpresa agradável, vamos tomar café? - Disse Giovanni, rindo de ironia e jogando o chapéu na mesa.

- Sabemos de sua traição... – Sussurrou Maxie, olhando diretamente para Cyrus.

- Que planeja fugir no dia 30 de julho... – Gritou o vilão de roupa preta, desferindo o soco naquele objeto de reunião, quebrando o mesmo. - Depois eu irei consertar isso aqui.

- Calma, estamos apenas conversando. Enfim, temos um celular conosco e podemos ligar a qualquer momento. – Falou o comandante da equipe Magma, repreendendo a atitude do amigo.

- Contudo, salvaremos sua pele se cumprir uma tarefa para a organização.  – Disse Giovanni, pegando o chapéu e colocando na cabeça.

- Ela é simples, somente deverá... – Sussurrou Maxie, chegando perto de Cyrus.

- Matar o jovem N! – Gritaram os dois ao mesmo tempo, assustando o chefe da equipe Galactic.

- O quê? Mas por quê? – Esbravejou o homem, reprovando a ordem dos vilões.

- Se não fizer isso, informaremos ao Imperador L e ele mesmo ordenará a morte de vocês. Contudo, você pode evitar a sua morte, é só matar o rapaz. – Disse Falou Maxie, pegando o telefone e preparando para fazer a ligação.

A mente de Cyrus ignorava as palavras dos bandidos e recusava profundamente a ação de eliminar alguém. Contudo, a razão precisava vencer a emoção, seria uma espécie de troca de vida, o indivíduo teria que morrer para o outro sobreviver. Aquela filosofia macabra assustava o coração do antigo vilão.

- Eu... – Tentou falar algumas palavras, mas sua boca se calou naquele momento.

- Diga sim e tudo ficará bem. – Sussurrou Maxie, digitando o número do Imperador L e colocando lentamente o dedo na tecla verde do aparelho.

- Aceito, matarei o N. Concluirei a tarefa às 08h00min, vou pegar a faca. – Suspirou Cyrus, fechando a mão com violência e sentindo o sangue escorrer delas.

- Não, isto pode despertar pistas, use esta arma. – Disse Giovanni, entregando o revólver tecnológico ao homem. – Os raios irão sair e atingirão o coração, parando os batimentos cardíacos. A morte será simples e rápida.

- Perfeito, ligue-nos quando terminar a missão. – Falou o chefe da equipe Magma, dirigindo a saída daquela sala e deixando o indivíduo sozinho.

- Que droga... – Gritou Cyrus, sentindo o sangramento das mãos e imaginando a cena macabra. – Deve haver algum jeito.

Contudo, o antigo vilão foi correndo até o banheiro daquela localização, este estava limpo devido às empregadas de lá, que deixavam o cômodo com cheiros de flores, até mesmo as privadas permaneciam limpas e o azulejo brilhava fortemente. Diferentemente dos pensamentos das pessoas, os vilões eram asseados e educados. Entretanto, a mente do homem continuava confusa, por algum estranho motivo ele voltara a sentir as emoções e a ideia de matar alguém o perturbava.

Logo, o comandante da Galactic jogou aquela água fria sobre o rosto, sentindo a sensação do frescor e do elemento vital. O momento foi suficiente para sanar as últimas dúvidas do cérebro deste, a decisão finalmente havia chegado a razão humana, somente o coração e a consciência resistiam ao ato mortal.

Cyrus tirou a arma tecnológica do bolso e segurou-a com força, saindo do sanitário e indo na direção do 3º andar, pegando o elevador no mesmo instante. A música que tocava naquele minúsculo lugar parecia de algum lugar submerso, o Vibraphone destacava juntamente com o Pizzicato Strings, a melodia calma e tranquila permitia os acessos de paz antes da cena. A Marimba fazia a participação com a Plan Flute, poderia aqueles sons serem ouvidos mais tarde?

Enfim a máquina parou, abrindo a porta lentamente e deixando a luz fraca penetrar nos olhos do humano, que colocou a mão na cabeça. Depois, deixou seus pés fazerem o trajeto e guiando até o quarto da vítima, mas a barreira ainda restava, estando profundamente atingida por fortes chutes.  

A voz fraca de alguém pedindo socorro ecoava lá dentro do aposento, o antigo vilão elevou sua perna até o alto e acertou com violência o último fragmento da defesa que protegia o alvo, quebrando o acesso do cômodo e adentrando com passos apressados, tentando localizar N no meio da tanta bagunça.

Só teve tempo de perceber a mão do jovem descer com brutalidade sobre o pescoço, sentindo a lâmina perfurar parte daquela parte do corpo. Cyrus afastou-se e começou a olhar no escuro, localizando a silhueta de alguém e mirando onde o vulto estava. No entanto, a sombra era rápida, conseguindo desviar do raio e parando na frente da entrada, suspirando com cansaço.

- Pare! – Gritou o humano, pegando o pano do bolso e colocando sobre o lugar ferido.

- Quem é você? – Exclamou o adolescente, pressionando o objeto pontiagudo sobre as mãos, preparando para qualquer ataque repentino.

- Meu nome é Cyrus, sou o comandante da equipe Galactic. – Falou o homem, sentindo o sangue descer sobre o corpo e ficando com a visão embaçada.

- Argh, o que quer comigo? – Esbravejou N, olhando com medo para o outro indivíduo.

- Fui ordenado para te matar, mas não tenho coragem para isso... – Disse o adulto, guardando o pano ao sentir que o sangramento já tinha parado.

- Entendo, desculpe tê-lo ferido, sei que desconfiam de você também. Somos dois espiões nesse inferno... – Suspirou N, aproximando do desconhecido e sentando na cama.

- Deve ter algum modo de sumirmos daqui, o plano deles é horrível, ninguém pensa na consequência dos seus atos. Arceus é um Pokémon incontrolável, assim como Giratina. – Falou Cyrus, olhando diretamente para o adolescente.

- O problema é o Imperador L, nenhum dos chefes das organizações sabem alguma coisa dele. Mas o principal adversário é o Styler, ele odeia todos os comparsas e acha que estou sendo fiel. Contudo, me fale quem lhe ordenou minha morte. – Disse o jovem, fechando os olhos calmamente.

- Maxie e Giovanni, eles também sabem da minha traição... – Pronunciou o homem, vendo a feição do garoto ficar preocupada e assustada.

- Aqueles traidores, foram justamente estes que contrataram meus serviços para a investigação desse inferno! – Gritou o rapaz, socando fortemente a cama e lembrando-se das palavras dos chefes.

- Exatamente, creio que descobrirão nossa farsa em breve. Tenho que encontrar o Imperador L e informar minha demissão. – Exclamou Cyrus, dirigindo para a saída e percebendo a presença de alguém que estava atrás da porta quebrada. – Droga.

- Quem está aí! – Esbravejou N, ficando apreensivo e segurando a faca com força.

A silhueta caminhou calmamente até a luz do quarto, revelando ser a pessoa que o jovem temia, o intelectual maldoso, inventor de tecnologias macabras. A sombra mostrou suas roupas também, a camisa cinza, os olhos pretos, o chapéu da mesma coloração e o emblema do DS destacando na vestimenta.

- Haha! Parece que pesquei dois peixes. – Falou o cientista, rindo de ironia.

- Morra! – Gritou Cyrus, erguendo sua arma e atirando com violência no desconhecido, que ficou intacto sem sentir nenhum efeito.

- Pensei que vocês pensassem, eu criei este objeto que está segurando, acha mesmo que iria ser atingido por ela? Minha roupa se baseia nos fragmentos do elemento Ômega, tem proteção contra qualquer coisa produzida dele! Contudo, isto aqui pode deixá-los paralisados. – Disse o vilão, tirando da manga da camisa, o apetrecho com o símbolo do raio na ponta, acertando o chefe da Galactic com o tiro certeiro e provocando a imobilização do corpo deste.

- Que é isso. – Esbravejou o homem, sentindo os membros ficarem imóveis.

- A Shocking Shoot, foi inventada recentemente por mim, ela paralisa o cérebro por alguns minutos, podendo provocar até a morte. Contudo, ainda preciso de você, por isso alterei o tempo para 1 minuto apenas. – Pronunciou Styler, mirando em N e preparando para atirar. – Contudo, meu coração é muito benevolente e os deixarei vivos. Mas, se desobedecerem alguma ordem minha, os seus pulsos irão explodir, cada membro nesta organização contém uma bomba microscópica que instalei na comida, a vida de todo mundo está nos meus dedos.

- Desgraçado! – Gritou N, ao ver o intelectual tirar o controle do bolso e colocar o polegar sobre o botão principal.

- Calma, é só ser educado e nada acontecerá. Soube que o Cyrus perdeu as emoções num encontro com o lendário Mesprit. Entretanto, recuperou-as quando Giratina permitiu que fosse para o Distorted World e enfrentou o extremo de tudo. – Falou o bandido, aproximando-se do outro homem e rindo de ironia. – Sabia que toda a sua família está sendo vigiada por meus soldados? E que cada sobrinho ingeriu cereais com minha arma minúscula? Vida ou Morte, escolha o destino deles!

- Pare, por favor. – Exclamou o chefe, caindo no chão e chorando amargamente.

- Olha só, ele ainda pode chorar... Sumam da minha frente, vão para o inferno. – Disse Styler, guardando o controle e ordenando a fuga dos dois humanos.

- Argh... – Suspirou N, sentando na cama e sentindo a maldade daquele cientista.

- Sabe por que quero isso? Olhem minha obra prima. – Gritou Styler, concentrando energia nas mãos e acumulando uma esfera vermelha sobre as mesmas, lançando-as na direção de um armário e explodindo o mesmo com muita violência. – O Elemento Ômega também consegue acrescentar poderes a humanidade, absorvendo a força dos Pokémons.

- Demônio! Como se atreve a sugar a força destas criaturas? – Exclamou N, mostrando sua indignação.

- Cale-se, faço o que quero com qualquer vida deste mundo! Absorverei o poder de Arceus e governarei esse planeta imundo. – Falou Styler, caminhando na direção oposta dos dois homens. – Vão embora daqui, antes que descubram suas traições.

Logo, a silhueta do cientista maléfico desapareceu da vista dos indivíduos que suspiraram de medo. A alma do intelectual era suja, o coração parecia congelado e nenhuma espécie de sentimento ele demonstrava. Muitos mistérios cercavam a organização. Como o pesquisador maldoso descobriu a traição do jovem e de Cyrus? Havia instalado câmeras por toda parte? Tinha espiões infiltrados em cada quarto? Aquilo não importava mais, a decisão estava feita, os novos heróis irão embora do Project Ômega, partirão para o novo continente e tentarão deter os planos macabros daquele cruel estudioso.

Qual será o desfecho de toda esta aventura inicial? Que enigmas esperarão os protagonistas desta aventura? Como será executado o plano do Imperador L que ficou calado o tempo inteiro, ordenando apenas as ações para a grande equipe? Só o tempo dirá... Vocês estão preparados para mergulhar neste mundo de suspense e ação e presenciar o desfecho da primeira parte da estória? Preparem-se, o mal nem começou suas atitudes ainda...


Continua...

Tema da fic de hoje, Subwater City.

Na parte final do capítulo quis me comunicar a vocês leitores, este penúltimo prólogo dará início a última etapa antes da aventura começar, teremos o desfecho com Red, Colress, Cynthia, N, Cyrus, Tucciano e ....? Haverá mais alguém a mergulhar neste mundo? A dica está na quantidade de protagonistas, imperfeito não? Enfim, mudei um pouco o enredo como perceberão e o combate ao Styler será por Pokémons mesmo, o poder dele será usado somente para destruir as coisas, entenderam? O último prólogo será divido a partes, devido ao desfecho que quero fazer com os protagonistas. E não, não será o Lance o último protagonista, tive uma ideia melhor, hehe.

Foi difícil terminar este capítulo, por isso não sei quantos erros cometi, peço desculpas mesmo por eles. Arrumar sinônimos para o Cyrus foi muito difícil.
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Seg 29 Jul 2013 - 20:43

Bom, vamos lá.

Capítulo interessante até, bem misterioso e tals. Esse Styler está cada vez mais maluco -q, que cara mais louco e perturbado. Ele mostrou-se o verdadeiro vilão principal, e não o Imperador L, como era de se imaginar, bem interessante.

O Maxie e o Giovanni ainda são da mesma "desgracice" e sabendo da traição de Cyrus, pedem pra ele matar N, o outro traidor. Eles também são bem filhos da mãe. Acredito que sejam os vilões mais cruéis da história, mas enfim.

Estou esperando pra ver qual será o último protagonista, não sendo o Lance, não vejo outro bom nome já existente, talvez você possa inventar um, ou o Ash pode voltar a ser do bem, será? Nunca se sabe né -q, mas enfim.

As invenções do Styler são cada vez mais malucas, tipo essa arma, que paralisa o cérebro, levando até a morte. Pior que ele ainda deixou os dois fugirem. Mesmo ele trabalhando pro Imperador L, ele odeia o cara né? -q, mas enfim.

Eu senti que o capítulo ficou bem sobrecarregado de falas, vi poucos momentos de narração, mesmo que algumas falas tivessem algumas "revelações", acho que é bom ter um pouco mais de narração, você sabe, mas enfim.

Erros eu devo ter visto um ou outro, mas nada que mereça ser citado.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por xKai em Seg 29 Jul 2013 - 20:54

Fiquei um tempo sem dar uma passada aqui porque eu estive fazendo umas coisas aí e porque não curto muito temas muito obscuros e sangrentos xP

A fic está muito boa, criativa e imprevisível o que a torna legal de acompanhar já que não tem como saber o que vai acontecer no capítulo seguinte. Continue o bom trabalho xD

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Dengel em Sab 3 Ago 2013 - 14:47

OI!!

Esse capítulo apanhou-me de surpresa! Era óbvio que o Cyrus se iria unir a N depois de sabermos que os objetivos eram idênticos, mas nunca imaginei que essa parceria viria por duas tentativas de homicídio, embora ambas fossem por autodefesa. Apenas não sei como é que Max e Giovanni conseguiram saber da traição de Cyrus (se bem que para mim era apenas indecisão até este capítulo)

Mas essa do elemento ômega absorver os poderes dos pokémons derrotou-me completamente(Até hoje pensei que fosse o Fairy O.O)! Apenas o desejo de Styler em absorver os poderes de Arceus e "governar esse planeta imundo" (se é assim tão imundo, então porquê governá-lo? Irá chamar a equipa de limpeza??? -.-).

Adorei a narrção. Acho que melhorou, e foi o que eu mais gostei até hoje nesse aspeto. A descrição também esteve ótima. Apenas me confundi um pouco na parte em que N esfaqueia Cyrus. Tive de reler poucas vezes para perceber direitinho.

O próximo capítulo decerto será tão ou mais inesperado do que os anteriores, e estarei esperando o treinador mistério [com certeza será Mewtwo, porque se tem treinador (desculpe a expressão, apenas não encontro melhor adjetivo de momento..) [palavra censurada], é o Mewtwo].

Até lá!!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Sab 3 Ago 2013 - 20:05

Bom vamos aos comentários que foram bem legais^^ Deixo-vos hoje o resumo de todos os prólogos, visto que novos leitores podem surgir e acompanhar a fic de agora em diante. Destacarei pistas também para os mistérios da fic que já começaram a surgir. E os erros de repetição estão frequentes, pois é apenas um resumo^^

Bom, vamos lá.

Capítulo interessante até, bem misterioso e tals. Esse Styler está cada vez mais maluco -q, que cara mais louco e perturbado. Ele mostrou-se o verdadeiro vilão principal, e não o Imperador L, como era de se imaginar, bem interessante.

O Maxie e o Giovanni ainda são da mesma "desgracice" e sabendo da traição de Cyrus, pedem pra ele matar N, o outro traidor. Eles também são bem filhos da mãe. Acredito que sejam os vilões mais cruéis da história, mas enfim.

Estou esperando pra ver qual será o último protagonista, não sendo o Lance, não vejo outro bom nome já existente, talvez você possa inventar um, ou o Ash pode voltar a ser do bem, será? Nunca se sabe né -q, mas enfim.

As invenções do Styler são cada vez mais malucas, tipo essa arma, que paralisa o cérebro, levando até a morte. Pior que ele ainda deixou os dois fugirem. Mesmo ele trabalhando pro Imperador L, ele odeia o cara né? -q, mas enfim.

Eu senti que o capítulo ficou bem sobrecarregado de falas, vi poucos momentos de narração, mesmo que algumas falas tivessem algumas "revelações", acho que é bom ter um pouco mais de narração, você sabe, mas enfim.

Erros eu devo ter visto um ou outro, mas nada que mereça ser citado.

É só e boa sorte com a fic.

Sim, pois ele é um vilão intelectual e o Imperador L ainda nem mostrou seus potenciais maléficos, acredite o Styler odeia o chefe dele, justamente por não saber nada sobre ele. Já o Maxie e o Giovanni são os vilões sérios, até adicionei um toque de humor em sua homenagem, se bem que foi mais um humor sarcástico, "na hora do chá" e.e Acredite há muitos vilões por aí que nem deram às caras, eles terão várias características como perceberá, mas o pior é o Ash e em breve vocês entenderão este mistério todo dele. O novo protagonista será alguem inusitado que vocês nunca imaginarão^^ Em breve ele vai aparecer de forma misteriosa^^ Realmente eu falhei na hora das falas, mas depois analisando a quantidade de informações que deveriam aparecer, fui obrigado a deixar como está e.e Muito obrigado pelo comentário^^

Fiquei um tempo sem dar uma passada aqui porque eu estive fazendo umas coisas aí e porque não curto muito temas muito obscuros e sangrentos xP

A fic está muito boa, criativa e imprevisível o que a torna legal de acompanhar já que não tem como saber o que vai acontecer no capítulo seguinte. Continue o bom trabalho xD

Infelizmente meu estilo é tema suspencioso, obscuro e sangrento é a fic do Pokaabu o.o Mas não se preocupe, em certos lugares deve haver o tipo de ação correspondente, no caso a base inimiga deveria ter cenas realmente misteriosas^^ Bem, e trago o resumo como presente para os futuros leitores^^

OI!!

Esse capítulo apanhou-me de surpresa! Era óbvio que o Cyrus se iria unir a N depois de sabermos que os objetivos eram idênticos, mas nunca imaginei que essa parceria viria por duas tentativas de homicídio, embora ambas fossem por autodefesa. Apenas não sei como é que Max e Giovanni conseguiram saber da traição de Cyrus (se bem que para mim era apenas indecisão até este capítulo)

Mas essa do elemento ômega absorver os poderes dos pokémons derrotou-me completamente(Até hoje pensei que fosse o Fairy O.O)! Apenas o desejo de Styler em absorver os poderes de Arceus e "governar esse planeta imundo" (se é assim tão imundo, então porquê governá-lo? Irá chamar a equipa de limpeza??? -.-).

Adorei a narrção. Acho que melhorou, e foi o que eu mais gostei até hoje nesse aspeto. A descrição também esteve ótima. Apenas me confundi um pouco na parte em que N esfaqueia Cyrus. Tive de reler poucas vezes para perceber direitinho.

O próximo capítulo decerto será tão ou mais inesperado do que os anteriores, e estarei esperando o treinador mistério [com certeza será Mewtwo, porque se tem treinador (desculpe a expressão, apenas não encontro melhor adjetivo de momento..) [palavra censurada], é o Mewtwo].

Até lá!!

O Maxie e o Giovanni são vilões sérios e espertos, eles sempre espionam todo mundo como verão mais adiante^^ Styler tem um passado triste, e essa é a razão de todo esse ódio, só não posso mais revelar alguma coisa, senão estraga o roteiro e.e E realmente nesse capítulo quis desvendar o mistério acerca do elemento Ômega que é uma "pedra" muito poderoso, a questão é que a fic se passa no mesmo momento da liga de Kalos, ou seja o Fairy já existe^^ Descrever uma cena inusitada como a defesa de N é algo bem difícil de se fazer, visto que nós temos a cena na cabeça, mas precisamos descrevê-la, por isso ficou um pouco confuso. O último prólogo, será divido em várias partes visto que desfecha todos os personagens que apareceram. Agora sinto decepcioná-lo mas não é o Mewtwo, é alguem mais inusitado ainda, acho que ninguém tem ideia de quem seja. Contudo, o Mewtwo surgirá sim, mas muito mais tarde e.e

Resumo dos Prólogos

Prólogo 1:


Spoiler:
Fato 1: Todos os vilões são convocados pelo Imperador L.
Detalhe Importante: Misteriosamente todos os vilões presos estão libertos, estranho não?
Fato 2: Cyrus consegue sair do Distorted World através da invenção de um misterioso homem.
Detalhe Importante: Ou seria ela?
Fato 3: A base do convocador fica na Distant Ocean, ilha localizada atrás do Mt Pyre.
Detalhe Importante: Isso significa que fica em Hoenn, certo? Mas como Ghetsis estava lá?
Fato 4: O nome do convocador é Imperador L e Colress conseguiu multiplicar as Masters Balls, assustando todos os chefes das equipes.
Detalhe Importante: Colress? O cientista que veio lá de Unova e que estava fazendo boas ações com a equipe Neo Plasma?
Fato 5: Xerneas e Yveltal são citados como objetivo primário do Imperador L.
Observação Ultra Importante: Então a fic se passa no futuro e essa região já foi descoberta.

Prólogo 2:

Spoiler:
Fato 1: O Imperador L tem sua descrição revelada, juntamente com o fato de impor respeito em todos os membros.
Detalhe Importante: Por que o grande chefe da organização consegue meter autoridade nos funcionários dessa equipe?
Fato 2: Colress chega ao escritório do chefe de todo aquele lugar e observa as várias tecnologias construídas por diversos cientistas.
Detalhe Importante: Hum, será que você realmente entendeu esta parte?
Fato 3: Colress aceita rapidamente a proposta de fazer um novo elemento com a Orb Ruby e Sapphire, sem pensar nas consequências de seu ato.
Fato 4: O Imperador L manda algum soldado trazer o telefone para contatar o agente de Kanto.
Detalhe Importante: Colress começa a desconfiar de seu chefe também.
Fato 5: Colress começa a estudar as Orbs, consultando a Internet e descobrindo de uma mulher chamada Joan, que incluía a fusão de todas aquelas esferas.
Detalhe Importante: Essa mulher apareceu por acaso?
Fato 6: Colress usa seus Pokémons e sua inteligência para fundir as Orbs e obter um novo elemento.
Detalhe Importante: Colress também fica bastante pensativo e um Emboar é citado, referindo aos novos Pokémons "doados" por Imperador L.
Fato 6: O cenário muda para Red que está voltando de sua jornada em direção a Pallet, mas ele se surpreende ao ver sua cidade natal pegando fogo. Desesperado ele corre até um desconhecido e pergunta o que aconteceu, o mesmo fica quieto e silencioso.
Fato 7: O homem misterioso admite ter destruído a cidade e mostra a sua frieza, juntamente com a melancolia. Revelando ser Ash Ketchun, o que espanta Red.
Fato 8: Um Pokémon misterioso chamado Zoroark traz dois corpos em suas mãos, que são Delia e Professor Carvalho. Contudo, Ash ordena a morte dos dois e com isso Red assiste aquela cena sangrenta sem poder reagir. E o capítulo termina com o antigo herói desafiando o assassino da cidade.
Importante: Ash demonstra frieza e tristeza ao mesmo tempo, como se desistisse de consertar as coisas.


Prólogo 3:


Spoiler:
Fato 1: A primeira parte resume-se a uma pequena batalha de Zoroark contra o Pikachu de Red. A novidade fica por conta da força do inimigo e do novo golpe: Dance Of the Shadows. E um detalhe interessante é a parte final com a cena dos ferimentos graves de Pikachu e dos sentimentos tristes de Red surgindo, caindo aquela máscara misteriosa dele.
Fato 2: A Segunda parte resume em Colress recebendo a ligação de N e descobrindo sobre a câmara que tinham instalado naquele laboratório, ou seja todos viram a experiência sendo feita. O jovem salvador de Pokémons informa ao cientista o perigo do elemento ser descoberto pelo Imperador L.
Fato 3: Um desconhecido entra no laboratório e conta sobre o truque que armou, fazendo todos pensarem que foi ele quem obteve o elemento e não Colress.
Fato 4: O desconhecido revela sua face, revelando ser Styler, um amigo de Colress(ex na verdade).
Fato 5: O grande vilão(Imperador L) entra no laboratório e ordena a produção de armas com o novo elemento que Colress obteve, a cena avança para o momento da negação do cientista e da ameaça de morte do chefe deles.
Fato 6: O Capítulo termina com um encontro com Cyrus, que fica confuso e pensativo com a atitude de Colress.


Prólogo 4:

Spoiler:
Fato 1: A Primeira parte resume na fuga de Colress, a derrota de um membro da Super Galactic e o encontro com um novo rival, Criver, administrador da Dark Star( o chefe dela é o Styler).
Fato2: Colress usa uma estratégia inusitada para vencer a velocidade de Scizor com seu Emboar. E consegue escapar da organização.
Fato 3: A Segunda parte se concentra em Sinnoh com a rotina de Cynthia e as atitudes de Lucian, um momento engraçado da fanfic. Contudo, uma revelação estranha é feita pelo elite, falando sobre um possível namoro com a campeã que ocorreu há algum tempo.
Fato 4: Cynthia lembra de como foi humilhada por vários treinadores ao vencer Red e dar ao garoto o título de campeão.
Detalhe Importante: A Liga de Sinnoh está com um visual diferente.
Fato 5: Uma pequena volta para Ash que fica triste e se arrepende de ter matado sua mãe e o Professor Carvalho, mas insiste na sua nova personalidade de assassino.
Fato 6: Voltando à Sinnoh: Cynthia reformou a Liga Pokémon, ensinando aos elites novas formas de batalhar com os desafiantes. Contudo, um misterioso desafiante derrota todos os elites com o tempo de 10 minutos apenas e chega até a campeã.
Fato 7: O misterioso treinador revela ser Ash e que foi para Sinnoh para derrotar a campeã e destruir a liga inteira.


Prólogo 5:

Spoiler:
Fatos: O capítulo se resume à introdução de Tucciano e a amizade com Tiago. Depois a equipe Galactic ataca, mobilizando aquela cidade inteira e provocando uma verdadeira guerra.


Prólogo 6:

Spoiler:
Fatos: N descobre as invenções de Styler e vê os planos da organização. Depois encontra-se com Maxie e Giovanni, que pedem a ajuda para um contra-ataque contra o Imperador L. Em seguida, o jovem fica preso dentro de seu quarto por descobrirem sua traição. N na verdade é um espião contratado por Maxie e Giovanni, mas eles o enganaram, com o objetivo de impressionar o chefão.


Prólogo 7:

Spoiler:
Fatos: Maxie e Giovanni descobrem sobre a traição de Cyrus, pois este ia fugir no dia 30 de Julho( confira o capítulo para entender essa parte e.e) e ordenam a morte de N. Sem opção o chefe da equipe Galactic dirige-se até o quarto do jovem e arromba a porta, mas é acertado no pescoço por causa do medo do rapaz. Contudo, o antigo vilão não tem coragem de matar o garoto, informando sobre quem tinha lhe mandado. No entanto, Styler aparece e com uma conversa macabra consegue manipular os dois heróis, mandando fugir da organização e informando sobre o poder que conseguiu do elemento Ômega, a capacidade de absorver o poder dos Pokémons.


Espero que tenha ajudado os novos leitores a entender a estória, quando tiverem tempo leiam os capítulos, pois resumi de modo muito pequeno os 3 últimos prólogos. Enfim, a primeira parte do Prólogo será centralizada em um personagem muito simpático e determinado(é uns dos que apareceu já, mais especificamente num novo continente. A dica é eu, hehe.^^ Percebi que cometi erros de repetição, por causa que este é apenas um resumo.
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Dom 4 Ago 2013 - 11:46

Bom, o resumo ficou legalzinho e tals, vai ajudar algumas pessoas que ainda não se familiarizaram com a fic. Mas eu digo, ler resumo não tem a mesma magia de ler o capítulo, mas né, enfim. Aguardo o próximo capítulo e quero ver quem será o protagonista.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Sab 10 Ago 2013 - 13:50

Bem pessoal, chegou a hora dos desfechos, assim que este capítulo for postado, a fic mudará de nome, pois já estaremos na segunda fase, às portas do novo continente. Acho que todos devem estar confusos e curiosos, com as novidades desse lugar. Esses desfechos serão muito importantes, pois conterão fases essenciais para a estória, a fic não poderia começar com os protagonistas indo direto para a nova região. Um detalhe importante é que essa estória se passa depois da liga de Kalos, ou seja a medida que os Pokémons forem sendo revelados, serão colocados na estória. Boa leitura^^

A Nova habilidade de Plusle não será incrementada neste capítulo, somente depois. E depois atualizarei o Main Post com os sprites dos protagonistas, juntamente com as novas técnicas.


Pokémon Dead Future
Capítulo 1: Blood War.

Tucciano
Voltre City 08/07/13 18h28min

O pacífico paraíso, onde a paz reinava e os Pokémons selvagens brincavam com os humanos, estava em guerra. Os habitantes da cidade permaneciam na situação de medo, pois ao perder as batalhas, os bandidos assassinavam os inocentes. O sangue tinha invadido todo aquele lugar, pessoas mortas, gritos de desespero e vilões mostrando sua maldade. Somente os administradores não tinham coragem de matar os pobres cidadãos. Contudo, eles nem ligavam para a cena macabra que acontecia a cada minuto.

Até mesmo os pequenos monstrinhos da floresta combatiam os soldados maléficos, usando ataques e jogando pedras. No entanto, a equipe vilã atirava nos minúsculos recrutas, sem mostrar misericórdia. O palco de alegrias e convivência harmoniosa com a natureza tinha-se transformado em ambiente mortal. Afinal, os líquidos vermelhos e espessos transbordavam sobre os bancos e os corpos estirados de homens, mulheres e crianças tomavam conta daquele lugar.

Os olhos de Tucciano permaneciam espantados, ele conhecia cada morador e a função destes, ao matar os guerreiros indefesos, eliminara-se o ferreiro, a empresária, o dono do restaurante e os funcionários da usina de energia elétrica. O sentimento de vingança batia na porta do coração do jovem herói. Entretanto, se acolhesse aquela forma de justiça, iria agir como os cruéis adultos faziam.

- Você vai me pagar pelo que está fazendo com a minha cidade! – Gritou o rapaz, chamando Plusle para o campo de batalha e preparando para enfrentar o comandante da equipe Galactic.

- Haha, acha que eu me importo com esse tipo de gente? Além do mais, acha que pode derrotar meus gladiadores? Olhe para si mesmo, borrando de medo, hehe. – Falou Saturn, rindo com ironia e debochando do adolescente.

- Veremos quem irá rir por último! – Esbravejou Tucciano, ficando confiante e determinado, fechando os punhos com animação.

- Venha, meu lutador das águas! – Disse o vilão, tirando do bolso um objeto vermelho e jogando no chão. A cápsula começou a abrir lentamente e uma estranha silhueta foi se formando lentamente.

Quando a luz abaixou, o representante do administrador já estava no campo de batalha, com as nadadeiras cruzadas e “rosto de vencedor”. O adversário parecia desprezar o pequeno coelho do rival, pois os olhos estavam cerrados e a expressão era séria. Logo, a luta iria começar e a alma de duas pessoas completamente diferentes entrariam em ação, estratégias e emoções extremas seriam colocadas em prática.

Pokedex Enter

Plusle


Definição: Coelho Elétrico Positivo
Aparência: Este Pokémon diferencia-se por seu sinal positivo em seu rosto, conseguindo acumular grande carga de eletricidade, suas orelhas parecem pequenas antenas onde deve carregar a corrente. Sua agilidade é impressionante e numa nova região consegue desenvolver suas habilidades escondidas.
Habilidade: Próton Energy (Plusle acumula eletricidade e guarda por grandes quantidades de tempo, aumentando seu ataque)


Técnicas:

Quick Attack
?
?
?

Prinplup


Definição: Pokémon Pinguim
Aparência: Sua força esconde-se em seu poderoso bico e em suas asas aquáticas, que podem cortar como navalha. Ele é nativo de Sinnoh, mas pode se habilitar em vários ambientes. Contudo, prefere ficar sozinho por se considerar o melhor do grupo.
Habilidade: Torrent (Quando a resistência está baixa, consegue aumentar o poder de movimentos aquáticos).


Técnicas:


Drill Peck
Bubblebeam
Metal Claw
?

Pokedex End

- Vamos começar com a sua destruição! – Pronunciou Saturn, mostrando a animação ao levantar a mão direita para a direção horizontal. – Prinplup use o Drill Peck!

O Pokémon Pinguim começou a correr velozmente, até concentrar a força no bico e mirar no adversário. Ao perceber que o alvo estava a poucos metros, levantou as asas para ficar mais rápido e dirigiu-se com todo o poder que possuía. Contudo, Plusle permanecia imóvel, esperando a ordem do dono.

- Pule e acerte-o com o Quick Attack! – Gritou Tucciano, percebendo a proximidade do inimigo.

Logo, o coelho elétrico saltou com agilidade, ficando por cima do rival e impulsionando os pés para ganhar potência, como Prinplup tinha falhado no ataque, foi acertado com violência. O pequeno gladiador tinha conseguido mandar o próprio corpo ao encontro da ave aquática.

- Prossiga com um pulo e use o Thunder Dive! – Exclamou o jovem, fechando os olhos e esperando a reação do amigo.

- Argh, como ele desviou? – Esbravejou Saturn, percebendo o erro que cometera e esquecendo-se da próxima estratégia do adversário.

Plusle saltou com habilidade, alcançando as alturas facilmente e cobrindo-se de uma camada elétrica. Em seguida, impulsionou as pernas e foi na direção do alvo, que ficou sem reação e foi acertado com brutalidade. Prinplup levara o impacto certeiro e sentia a poderosa corrente elétrica percorrendo o corpo.

- ... – O administrador continuava sem palavras e reações, as estratégias do rival eram incríveis. – Não deixe isso assim, mostre a dor do nosso Bubblebeam!

O Pokémon Pinguim começou a ajuntar água na boca, disparando-a em forma de várias bolhas, que foram na direção do alvo, atingindo grande velocidade e a força com proporções disparadas, parecia inevitável escapar daquele tipo de ataque. O plano de Saturn era surpreender o combatente, cercando-o com aquelas cápsulas de água.

- Hehe, escape disso! – Gritou o comandante, olhando aquelas formas se aproximarem do coelho elétrico.

- Com muito prazer, pule sobre o obstáculo e prossiga com o Thunder Dive. – Falou Tucciano, ficando sério e determinado.

- Como assim? – Esbravejou Saturn, mordendo a língua de tanta raiva que possuía.

Plusle saltou com agilidade, caindo sobre as bolhas e apoiando nelas, foi pulando até ficar em cima do alvo. Em seguida, cobriu o corpo de eletricidade e desceu com velocidade, jogando toda a força dos membros sobre Prinplup e vendo a corrente elétrica penetrar sobre o adversário.

- Não! – Exclamou o administrador socando fortemente o chão.

- Acabou. – Terminou o jovem, ao ver o pinguim caindo no solo, estando inconsciente.

- Que droga!- Reclamou o comandante pegando o objeto esférico do bolso e voltando seu gladiador. – Impossível, perdi para um moleque qualquer!

- Não sou nada do que acabou de falar... Treinei durante anos para achar meu estilo de batalha, e trastes como você jamais iriam merecer ganhar uma batalha! – Disse Tucciano, olhando seriamente para o vilão, que sorriu de ironia.

- Lixo... – Murmurou Saturn, andando até a fonte luminosa da cidade e indo para o barco da equipe Galactic.

Enquanto isso, na loja de roupas, Tiago preparava-se para começar o duelo de Pokémons, ele queria fazer algo, salvar aquele lugar. Pois a dona do local era trabalhadeira e mantinha o sustento através daquela atividade.  Mas, a vilã nem se importava com os pensamentos heroicos do adversário, o olhar frio subestimava a capacidade do rival. O que ela planejava era roubar algumas peças, a bandida sabia aproveitar-se da situação.

- Vamos logo! – Falou a mulher, olhando diretamente para Monferno. – Ataque com Flame Wheel!

- Desvie! –Ordenou Tiago, vendo o Pokémon inimigo envolver o corpo com as chamas e começar a rolar, formando uma roda de fogo.

Logo, o macaco flamejante avançou com alta velocidade, girando rapidamente e indo na direção do alvo. Emolga esperou o momento certo para alçar voo e escapar da técnica, mas o inicial de Sinnoh foi mais esperto, pulando e acertando o esquilo voador no ar. O impacto foi fortíssimo, chegando a jogar o pobre roedor num manequim, que acabou caindo e quebrando a vitrine do comércio.

- Hum, você é muito ingênuo, acha mesmo que eu ia facilitar? – Disse Marte, ficando séria e com raiva.

- Está enganada! – Gritou o adolescente, ficando apreensivo e mordendo os dentes com força. – Vamos paralisá-los com o Volt Switch!

O Pokémon aéreo começou a acumular a energia elétrica no corpo inteiro, até conseguir ficar cheio daquele tipo de força. Em seguida, mirou na vítima e acelerou sua velocidade, ganhando uma potência extraordinária. Mas, a administradora continuava quieta e paciente.

- Rebata com Mach Punch! – Mandou a mulher, vendo o macaco fechar os punhos e desferir o grandioso soco no esquilo, que acabou sendo jogado para trás.

Contudo, o impacto foi certeiro para os dois Pokémons, que sentiram o efeito dos golpes. Monferno sentiu a corrente percorrer os membros e causar o efeito de paralisia. Já Emolga chocou-se com a mesa de trabalho, jogando alguns objetos no chão e derramando a água do bebedouro no solo. Tiago parecia estar traçando o plano de ataque com aqueles elementos.

- Hehe, agora vou derrota-la. – Sussurrou o rapaz, olhando diretamente para o seu guerreiro. – É hora de brilhar, use o Agility!

Logo, o roedor iniciou o aumento de sua velocidade voando em círculos, e ficando mais rápido a cada volta que completava. A vilã estranhava a estratégia do adversário, o que o garoto estava tramando? Em que a rapidez iria ajudar, se ela tinha um gladiador das chamas?

- Vá até aquele lugar e espere o ataque dos inimigos. – Ordenou o jovem, vendo o pequeno lutador aéreo dirigir-se para perto do bebedouro.

- O que é isso? – Perguntou Marte, ficando impaciente e com raiva.

- Mande toda a sua força agora! – Gritou Tiago, surpreendendo a vilã e sorrindo de animação.

- Idiota! Acabe com eles, faça uso do Flame Wheel! – Falou a mulher, estando nervosa e confusa ao mesmo tempo.

Monferno começou a envolver seu corpo com as chamas e preparou-se para avançar, dando passos para trás e fazendo uma cambalhota. Em seguida, foi rolando com toda a força que continha, indo na direção do adversário, que continuava voando em cima daquela água derramada. Contudo, ao ficar à poucos metros do esquilo, este acabou sorrindo e mostrando a língua, debochando do Pokémon.

- Eletrocute essa poça com o Volt Switch! – Exclamou o rapaz, vendo o monstro rival perder o controle de sua própria velocidade.

- Pare! – Esbravejou a vilã, mas já era tarde demais, o gladiador das chamas avançava sem poder parar.

Emolga acumulou a energia elétrica no corpo inteiro e enviou-a para aquele líquido mineral derramado no chão, formando a armadilha certeira. Contudo o que o treinador não esperava é que as chamas do macaco fossem atingir também a tomada de eletricidade que ficava ao lado do bebedouro. Logo, a força paralisadora acabou fundindo com o fogo, que começou a emanar estranhas vibrações.

- Idiota! – Gritou Marte, olhando as ondas perigosas que se formavam com o contato com aquela potência destruidora.

- Hã? – Disse Tiago, ao perceber que o esquilo voador aproximava-se dele.

- ... – Pensou o roedor, disparando a rajada no jovem, que começou a sentir o corpo eletrocutado.

- Argh. – Exclamou a mulher, ao sentir as descargas elétricas percorrerem os membros. Nessa hora, Monferno estava desmaiado e sem forças para lutar, pois tomara o choque no mesmo momento em que foi liberado. – Sorte que esta roupa reduz a intensidade da corrente.

Logo, a emanação de energia elétrica acabou parando, pois o gerador acabou explodindo, o impacto da eletricidade tinha chegado à 220V. E por causa da ação heroica de Emolga, Tiago conseguiu sobreviver, pois o Pokémon liberou seu poder e absorveu o que estava acontecendo. Foi uma espécie de ação e reação, a lei de Newton.

- Idiota. – Pronunciou a administradora, ajoelhando no chão e sentindo a paralisia diminuir drasticamente. – Quando fogo funde-se com raio, a explosão é certeira e graças á água derramada no chão, um curto circuito gigante ocorreu. Estude mais sobre a física, pode lhe ajudar.

- Cai fora daqui! – Gritou o rapaz, ao perceber quanto dano eles haviam causado a aquela loja.

- Estúpido... – Murmurou Marte, voltando Monferno para a Pokébola e saindo do local de vendas.

Contudo, o estrago fora em proporções altas, os vidros estavam quebrados, os aparelhos elétricos tinham sido danificados por causa do choque, as roupas foram queimadas e o teto ganhou rachaduras novas. A dona do estabelecimento não iria ficar feliz com o que aconteceu, mesmo o garoto tendo evitado o roubo das peças.

- Minha mãe vai me matar... – Pensou Tiago, com os olhos espantados e pensando no castigo que poderia ganhar.

Logo, os vilões acabaram deixando aquela pacífica cidade, deixando sangue, morte e tristeza espalhados por todo o lugar. O funeral seria grande, nem mesmo a tecnologia do local sobreviveu. Orelhões quebrados, flores pisadas, fonte suja do líquido espesso e vermelho, o hospital massacrado e destruído. Velhinhos mortos, crianças nos portões do paraíso e grávidas no julgamento da vida.

Tucciano estava com raiva, a equipe Galactic tinha encerrado várias estórias bonitas e brilhantes, e a enorme vila permanecia com problemas, pois os Médicos continuavam acampados na região inferior do local e os policiais escondidos nos outros lugares de proteção. Nem mesmo pedreiros haviam por ali, a reconstrução das habitações teria que ser feita pelos próprios moradores.

Mas, uma pequena garotinha surgiu, tendo os olhos azuis, roupa rosa, sapatilha violeta e possuía um ursinho nas mãos. O olhar dela era de confusão, procurava o avô que perdera naquela guerra, mantinha viva a esperança de encontrar o idoso. O coração do jovem ficou perturbado com as consequências que os vilões causaram. Logo, o herói aproximou-se da jovenzinha e mostrou onde estava o corpo do desaparecido.

Os óculos grande e transparente mostrava o órgão da visão fechado, no peito do humano, restava sangue e a abertura do ferimento transbordou as lágrimas da menina, que começou a chorar amargamente, pensando que o parente somente dormia tranquilamente. Foi nesse momento que ela colocou as mãozinhas no coração daquela vítima, nenhum barulho era escutado, o velhinho morreu.

Quantas atrocidades os vilões cometerão? A nova atitude deles assustaria o mundo, pois jornalistas curiosos iriam investigar aquele continente, a paz seria interrompida? O que aconteceria com Tiago e Tucciano, vingarão ou combaterão o mal com a justiça? A morte seria suficiente para a destruição que trouxeram? Alguém ainda duvida de que estes vilões não praticam a maldade e que estão inconscientes disso? E agora? O que será da vida dessas pessoas?


Continua...


Saturn Battle
Em breve

O final foi a consequência da maldade desses vilões, essa é a verdadeira face deles, como verão, não irei deixar de citar as mortes e outras coisas, é um elemento essencial. Enfim, peço desculpas pelo tamanho, afinal a fic agora está na segunda fase! Dead Future, você está pronto?
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Sab 10 Ago 2013 - 20:35

Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho esse, mostrando a destruição da Equipe Galactic no continente do Tucciano e do Tiago. Espero que o Red e/ou o N vão pra lá, assim não precisa ficar dividindo os capítulos entre um acontecimento com um protagonista e outro.

Só não entendi uma coisa: Eles matavam as pessoas, ok, mas porque contra os dois jovens, eles ainda tiveram uma luta, e depois foram embora sem fazer nada? Sei lá né, mesmo que ele sejam os principais, é sempre bom que eles não sejam imortais -q.

Foi interessante a batalha do Tucciano, por mais que o Plusle tenha vantagem ao Prinplup, o pinguim é mais forte, sem dúvidas nenhuma. Curti ele fazer todas as estratégias e vencer, sem se basear tanto na lógica, mas enfim.

Achei estranho o Saturn e a Mars terem Prinplup e Monferno, respectivamente. Acredito que eles tenham roubado os iniciais de Sinnoh, já que são vilões -q e também acho que a Jupiter deve ter ficado com o Turtwig -qq, mas enfim.

Cara, uma coisa que me incomodou foi o Volt Switch. Ok, ele atacou e tudo mais, mas tipo, esse golpe é quando o pokémon ataca, ele volta pra pokébola, assim mandando outro, na sua fic só aconteceu dele batalhar, peço que tome um pouco de cuidado, mas enfim.

O Tiago, coitado, tinha uma estratégia pensada, mas acabou dando tudo errado, mas também não podia sair uma coisa muito boa, visto que ele ia misturar a eletricidade com a água '-'. Ainda foi tentar ajudar a loja pra não ser roubada e acabou destruindo tudo -q, mas enfim.

Erros acho que vi um ou outro, mas não vou citar nenhum.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Dengel em Dom 11 Ago 2013 - 9:27

OI!!!

O capítulo ficou bom, com as batalhas bem desenvolvidas e a última ideia da explosão esteve muito boa, mas havia um bebedouro numa loja de roupa??? Além disso, o Saturn ficou "paralisado" com a última estratégia do Tucciano, mas foi um simples Thunder Wave. E mesmo que fosse com a de antes, ele desviou e contra-atacou com o Quick Attack, que é mais rápido. Acho que não é o suficiente para deixar um comandante de uma das maiores equipas do mundo atónito! Mas tirando isso, achei que esteve realmente ótimo.

Pensei que neste capítulo estaria presente a luta de Ash e Cynthia, mas parece que ficará para uma próxima ocasião... Mas não deixe o vilão ganhar apenas com o Zoroark! Primeiro porque a Cynthia é uma grande treinadora e segundo porque eu quero ver os outros pokémons do Ash :3

Bom, a narração estive muito boa, e a descrição dos combates permitiu-me ter um ótimo momento. Eu não estava muito interessado em ler porque estava a assistir anime e parei de propósito para vir ler, mas depois de começar foi como se não conseguisse mais parar!!! Erros não encontrei nenhum.

Continue assim, e esperarei ashvscynthia o próximo capítulo!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por xKai em Dom 11 Ago 2013 - 10:58

Você sabe que eu não curto muito esses temas com mortes, sangue e esse tipo de coisa, mas mesmo assim eu acompanho porque é uma boa fic, o capítulo ficou muito bom foi bem interessante a mudança parece ter sido perfeita. Espero o próximo capítulo =D

________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Sab 24 Ago 2013 - 19:14

O capítulo de hoje centrará, bem... Vocês verão, ele será divido em duas partes, devido a grande batalha que vai ocorrer^^ Espero que estejam preparados, quero ressaltar que haverá um grande mistério nesta luta, não é um erro meu, está de acordo com o enredo, espero que gostem^^ Vocês ficarão impressionados e já teremos uma pequena participação de um personagem desconhecido, mas vocês ainda nem o conhecem, esta participação é oculta, como perceberão.


Pokémon Dead Future
Capítulo 2: Battle for Sinnoh League!



Cynthia
Sinnoh League: Trone Room 22/06/13 15h30min

O olhar da campeã de Sinnoh dirigia aos elites, estes perderam uma batalha de cinco Pokémons contra o desafiante, um simples menino que derrotara todos em menos de dez minutos. O que mais assustava a jovem era o olhar frio e a velocidade das partidas, aquele duelo seria muito difícil, quais seriam as temíveis estratégias que o treinador usaria? As perguntas perturbavam a mente da mulher, que acabou levantando do trono e indo na direção do adolescente.

- Boa sorte... – Disseram os elites, percebendo o medo da princesa da região.

- Obrigado... – Respondeu a adulta, ficando séria e determinada.

- Vamos começar! – Exclamou Ash, tirando do bolso a Pokébola vermelha e levantando as mãos para jogá-la no campo.

- Espere! – Repreendeu Cynthia, caminhando até o trono e apertando o botão que ficava no fundo da cadeira dourada.

Logo, o chão começou a se abrir de modo lento, revelando uma grande escada, que dava acesso à parte subterrânea da liga. Contudo, o garoto nem esperou a campeã andar, e foi desbravando o caminho, sem esperar ninguém, nem temer nada. Aquele lugar era bem escuro e abrigava diversos Pokémons do tipo Dark e Ghost, até mesmo Flint parecia nervoso. Pois, estavam entrando numa caverna, que emanava sensações geladas, estranhamente somente a Princesa de Sinnoh sabia do lugar.

Rapidamente o verdadeiro palco da luta surgiu, estranhas linhas habitavam ali, revelando a posição do treinador e dos monstrinhos. O motivo de o combate ser realizado ali era desconhecido por todos, somente a bela mulher sabia a razão de tudo. Pequenas estalactites imperavam sobre o teto da localização, juntamente com o lago congelado, o espetáculo iria iniciar em breve.

- A batalha será de seis Pokémons (repetição necessária), dividida em dois turnos.  – Falou Cynthia, permanecendo séria e determinada a vencer o rival.

- Que seja, e depois da primeira fase, haverá repouso? – Perguntou Ash, continuando sério e com pouco de receio do lugar.

- Exatamente, um dia é o suficiente para a preparação. Mas, realmente espero que seja interessante o duelo... – Disse a campeã, analisando as expressões que o adversário sabia, por algum motivo ele mostrava dúvida e confusão. – Diga, você quer mesmo me derrotar?

- Claro que sim! Por que pergunta isso? – Exclamou o jovem, fechando os punhos e liberando sua raiva.

- Nada... Iniciemos... – Prosseguiu a Princesa de Sinnoh tirando a Pokébola do bolso e jogando no campo de batalha.

- Hehe! – Riu o garoto, repetindo o movimento e esperando o seu lutador surgir.

Lentamente os gladiadores começaram a surgir, pois a luz do chamado foi desaparecendo os poucos. O combatente de Cynthia era uma espécie de lobo azul, com detalhes pretos, peito um pouco amarelo e olhos vermelhos. Já o segundo Pokémon possuía a coloração igual ao do anterior. Contudo, continha traços brancos também, segurava a concha nas mãos e aparentava ter a feição infantil.

- Oshawott? – Perguntou a jovem, ficando assustada com a escolha do treinador.

- Razor Shell! – Ordenou Ash, observando a lontra correr em alta velocidade e fazer sua arma marinha brilhar fortemente, ficando afiada e mirando em Lucario.

- Impensável... Desvie! – Murmurou a campeã, ficando séria e vendo o lobo fugir do inimigo com facilidade. – Continue com Aura Sphere!

Logo, o cachorro azul começou a acumular a energia do corpo sobre as mãos, criando a esfera brilhante e mandando-a na direção do alvo, que não conseguiu escapar e foi atingido com força, sendo mandado na direção do lago congelado. Contudo, o treinador continuava quieto, sem usar qualquer estratégia que pudesse aproveitar do ambiente.

- Aqua Jet! – Ordenou o adolescente, percebendo o esforço do Pokémon. Assim o animal marinho envolveu todos os membros de água e foi onde o inimigo estava.

- Counter! – Rebateu Cynthia, vendo o lobo dar um soco fortíssimo no adversário e nocauteá-lo no mesmo instante. Entretanto, a mulher parecia estar bem nervosa ao perceber o desinteresse do desafiante. – Responda-me agora, por que deixou o seu Oshawott atacar um gladiador tão forte como o meu, sabendo que ia perder?

- Simples, primeiro elimino os fracos e dou espaço para os fortes... – Respondeu Ash, fazendo a adulta ficar com mais raiva ainda.

- Monstro... Você sabia que os golpes iam ser inúteis... E mesmo assim... – Disse a campeã, derramando as lágrimas no solo gelado, ela sentia o esforço daquela lontra e a confiança que tinha no mestre.

- Vamos continuar nossa luta! – Falou o rapaz, voltando o desacordado para a Pokébola e pegando o outro objeto e jogando no campo.

Desta vez a luz desfez-se mais rapidamente, revelando uma bela borboleta com asas brancas e corpo roxo, juntamente com os olhos vermelhos escuros e a boca azul. O adolescente continuava lutando sem pensar em alguma estratégia e desta vez arriscara o Pokémon que obrigou a voltar, separando o mesmo da família que possuía.

- Butterfree... Pergunto-me se não é mais algum truque... – Resmungou Cynthia, retornando o lobo e mandando outro lutador.

Em menos de pouco tempo, o próximo combatente já estava no cenário de batalha, ele era todo branco com pequenas colorações azuis e vermelhas sobre os membros e continha o instrumento de voo magnífico. A mulher contra-atacaria com um tipo Normal e Fly, impedindo qualquer pegadinha do adversário. Contudo, o treinador nem parecia importar com aquilo.

- Vou acabar com essa palhaçada agora! – Gritou a Princesa de Sinnoh, mostrando sua raiva. – Inicie com Air Slash!

Logo, o Pokémon voador levantou voo, afiando suas asas e mirando no alvo, avançou com toda velocidade que possuía. Contudo, Ash ignorava aquela situação, deixando o inseto ser acertado com um impacto surpreendente e enfraquecendo muito a resistência da criatura. As atitudes do menino, assustavam a melhor treinadora da região e a deixavam com bastante raiva.

- Odeio coisas que não servem para nada... – Murmurou o jovem, impressionando todos ali presentes, até mesmo os elites.

- Ele é um monstro! – Exclamou Aaron, levantando as mãos e colocando na cabeça. – Que descaso com o tipo Bug!

- Creio que isso é apenas o começo... – Falou Bertha, sendo a única que estava quieta e sem assustar com as ações do adolescente, ela parecia esconder algum segredo.

- Idiota, o que está fazendo? – Perguntou Cynthia, tentando entender a ausência do adversário.

- Pare de falar... – Rebateu o rapaz, olhando diretamente para Butterfree. – Vou acabar com você agora, criatura inútil... Confusion!

Contudo, os Pokémons do treinador não reconheciam a mudança deste e por isso obedeciam a qualquer ordem. Rapidamente a borboleta começou a concentrar energia no cérebro, enviando ondas psíquicas na direção do alvo, provocando um atordoamento no rival, mas tendo pouquíssimos efeitos.

- Desculpe... – Lamentou a campeã, olhando para o inseto e preparando para ordenar o ataque final para Togekiss. – Aerial Ace!

Em uma velocidade assustadora, o Pokémon voador levantou voo, ganhando altitude e chegando a bater no teto da caverna. Em seguida, avançou com toda velocidade, adquirindo a asa afiada e fatal. Contudo, Ash ficou parado e deixou a borboleta levar todo o impacto e cair desacordada.

- Finalmente, falta somente mais um para acabar essa tolice... – Resmungou o jovem, pegando a Pokébola do bolso e voltando o lutador, repetindo o movimento e jogando o outro objeto vermelho no chão. – Você é o último e o mais inútil de todos...

- Desgraçado, irei vingar seus Pokémons! – Gritou Cynthia, retornando a criatura voadora e mandando outro duelista para o campo de batalha. – Pegarei pesado agora...

Logo, a luz desfez-se e os dois monstrinhos começaram a ser revelados. O combatente de Ash parecia com uma tartaruga de tamanho pequeno da coloração azul claro, casco marrom e olhos pretos misturados com algum tipo de vermelho fraco. Já o da campeã era a evolução da flor magnífica de Hoenn, possuía o corpo verde com algumas flores nas mãos e cabelo branco, tendo a pose elegante.

- Não consigo entender o motivo de tanto desprezo... – Murmurou a Princesa de Sinnoh, olhando diretamente para o olhar frio do rival e a face inocente do seu Pokémon.

- Bubble. – Ordenou o rapaz, percebendo o esforço do duelista, ao acumular água sobre a boca e disparar na direção do inimigo.

- Magical Leaf- Disse a Top Trainer, vendo Roserade mandar várias folhas afiadas na direção dos círculos aquáticos, que estouraram no mesmo momento e atingiram Squirtle, lançando este para uma das gigantes paredes daquela caverna.

- Humph... – Reprovou Ash, olhando a pequena tartaruga, que tentava resistir aos golpes. – Acabou para você, inútil, Bite!

Rapidamente o Pokémon do tipo Water, levantou e foi na direção do alvo, aumentando a velocidade. A campeã poderia até deixar a técnica acertar, mas estaria traindo os outros combatentes do jovem, afinal ela queria derrotar o adolescente para vingar o alto esforço deles.

- Finalize esta triste batalha com Mega Drain. – Falou Cynthia, percebendo a aproximação do rival e vendo a forma como Roserade acertou o adversário, colocando a mão sobre o mesmo e sugando toda a energia deste.

- Finalmente eliminei esses lixos... – Disse o treinador, voltando Squirtle para a Pokébola e olhando diretamente para a Top Trainer. – Agora acabou sua festa, no segundo bloco eu vou acabar com os seus Pokémons! – Terminou o rapaz, rindo com ironia e desprezando os seus próprios combatentes.

- Humph – Murmurou a melhor treinadora de Sinnoh, ficando séria e nervosa.

- Pobre Milady, o moleque acabou deixando-a totalmente confusa... – Suspirou Lucian, estando quieto e surpreso com as ações impensadas do adversário.

Logo, todos começaram a sair daquela caverna, Aaron apagou a luz num interruptor que havia no canto do lugar e se dirigiu para a saída, pensando em todas as estratégias que poderiam ser boladas ali, ele usaria o lago congelado, as estalactites e todos os recursos disponibilizados. Contudo, todas as batalhas foram bem fáceis, e a Top Trainer não teve tempo de usá-las.

- Pessoal, eu finalmente entendi o que havia no coração daquele rapaz... – Anunciou Cynthia quando todos voltavam da grande escadaria. – Vocês vão ficar assustados com o que vou lhes contar.

- Fale, minha nobre dama. – Disse o último elite, ajoelhando na frente moça, que nem ligou para o gesto.

- Este garoto, o Ash Ketchun quer eliminar seu passado... – Falou a campeã, permanecendo séria, mas um dos treinadores estava muito confuso.

- Como assim, milady? Ele nem conhece a minha vida! – Gritou Lucian, mostrando sua raiva e provocando risos em todos, até mesmo na própria Princesa de Sinnoh.

- É a estória do rapaz que estou lhe falando, e não a sua... – Respondeu a treinadora, rindo um pouco e ficando preocupada. – A estratégia dele foi simplesmente perder as batalhas com os Pokémons antigos e que lhe traíram por algum instante, com exceção do Oshawott.

Naquele momento todos ficaram assustados e indignados com o que Cynthia tinha contado, o jovem botara em perigo todos os lutadores para somente vê-los perder. Mas, as palavras da chefa dos elites ainda continuavam pendentes, haviam mais revelações a serem feitas.

- Ash Ketchun está tentando ser uma nova pessoa e para isso precisa eliminar toda espécie de lembrança boa que já obteve e isso inclui as tristezas também, como a despedida dos monstrinhos que ele deixou treinando ou seguirem a vida. – Disse a campeã, percebendo a face desesperada de cada amigo.

- Humph, essas revelações não me impressionam muito. – Murmurou Bertha, permanecendo ignorante quanto àquela questão complicada.

- Eu sei, mas ele foi capaz de destruir a própria cidade natal para apagar os sentimentos dele e as recordações. Estou afirmando que alguns das pessoas que fizeram parte da vida deste jovem correm bastante perigo... – Finalizou Cynthia, encerrando a conversa e indo para a porta, e dando uma última olhada para os colegas de trabalho. – Adeus.

Mistérios assombram agora a mente de cada Top Trainer agora, a percepção das atitudes da Princesa de Sinnoh foram bem efetivas e conseguiram captar as verdadeiras intenções do desafiante. Entretanto, seria apenas aquilo mesmo ou haverá mais coisas por trás desse enigma?

Em algum lugar dos apartamentos da liga, Ash Ketchun recebia a ligação no celular, o nome no visor o assustava um pouco, era a pessoa responsável por todos os atos cruéis do rapaz. Contudo, ele obedecia a essa desconhecida figura com simplicidade, acatando a todas as ordens recebidas.

- Alô? – Perguntou o adolescente, recebendo a mensagem da misteriosa personagem e ficando preocupado. – Entendido, começarei a segunda parte da eliminação do meu passado...


Continua...

No próximo capítulo:

Cynthia encarará uma mudança gigantesca de personalidade do desafiante, estratégias destruidoras serão usadas e os recursos do campo de batalha irão ser usados. A verdadeira batalha da campeã vai iniciar de forma assustadora, o desafio mais difícil da vida dela está prestes a acontecer...

Como perceberam capítulo pequeno devido a essas informações, considerem esse capítulo um suspense puro, mostrando a crueldade do Ash e o começo do desfecho dessa saga de mistérios. A pokedex também não foi colocada devido a pequena batalha que ocorreu, no próximo capítulo colocarei-as, peço desculpas por isso, a música é a mesma do Ash Ketchun battle, não há necessidade de colocar agora.

Black: Comentário abaixo apagado por ser puro flood.
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Dengel em Dom 25 Ago 2013 - 7:36

Oi Pikato!

Realmente, muito suspense no ar. Não sei porque o Ash quer apagar o passado. Supostamente ele ajuda. Apenas consigo imaginar que queira definitivamente tornar-se imune a sentimentos. E é uma pena o que aconteceu aos pokémon. Até o Squirtle... Bem, mas na segunda parte é provável que apenas use um pokémon para derrotar Cynthia, a menos que queira ver o Pikachu derrotado. Sinceramente, não me iria surpreender.

Grande momento, hein Lucian? Realmente consegue fazer rir depois de um momento tenso como a revelação das intenções de Ash.

Quanto a erros, nada de importante. Apenas uma coisa que incomodou. Penso que é Ketchum, não Ketchun. A escrita esteve boa, como nos outros, sem muito diálogo, apenas o essencial.

Continue assim. Mal posso esperar pelo próximo capítulo para ver a "verdadeira" luta entre os dois!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Dom 25 Ago 2013 - 12:23

Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho esse, teve o começo da batalha do Ash contra a Cynthia, que na verdade o Ash começou a desafiar a elite 4 há muito tempo atrás. Me surpreendo que só tenha chegado na Cynthia agora, mesmo que já se passaram vários dias. Por isso eu disse naquela vez que fica meio confuso um monte de personagens em lugares diferentes, mas enfim.

Eu até entendi o ponto de vista do Ash em querer esquecer seu passado. Mas se os pokémons eram lixos, porque ele não usou Charizard, etc? Acredito que o Pikachu vença num golpe só a Cynthia, mas né, sei lá -q, mas enfim.

Eu ri do Lucian, como uma pessoa consegue esse momento de distração, num momento tão sério e tenso desse? -q. Pior que soou de uma maneira meio boba, como se ele fosse uma criança que não soubesse muito bem os significados das palavras -q.

Realmente foi tudo bem tenso. Mas não entendi, ele queria se livrar do passado, supus que ele fosse usar os pokémons somente de Kanto. E também não acho necessário usar dois aquáticos né? Mas ok, enfim -qq.

Espero pra ver o próximo capítulo.

Erros acho que vi um ou outro.

Mas enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Platinum Slytherin em Ter 17 Set 2013 - 23:46

Cara, li boa parte da sua fic e não gostei. silent 
É que achei a história muito confusa, e o número de protagonistas é enorme... Também não gostei do seu estilo de narração e achei toda a história do Ash muito forçada também.
Olha, não me leve a mal, mas é que prefiro ser sincero. Sua fic faz sucesso aqui no fórum, vejo isso pela quantidade de comentários, então não desanime por causa do meu, ok?
avatar
Platinum Slytherin
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/11/2011

Frase pessoal : Je me fous du passé.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Qua 18 Set 2013 - 16:45

Creio que todos vocês leitores da fanfic devem estar pensando, o que significa a eliminação do passado? Quem era a mulher com quem Ash estava conversando e por que não usou somente os de Kanto, bem a resposta virá lentamente, mas tapará alguns buracos e abrirá outros ainda maiores. A chave para entender a fic é justamente a pergunta. Enfim, tem muita coisa para acontecer ainda, principalmente com o novo vilão que surgirá daqui a alguns capítulos, alguns reconhecerão, outros não. Enfim boa leitura pessoal. Mais uma coisa, vejam no final as observações^^

Spoiler:

Oi Pikato!

Realmente, muito suspense no ar. Não sei porque o Ash quer apagar o passado. Supostamente ele ajuda. Apenas consigo imaginar que queira definitivamente tornar-se imune a sentimentos. E é uma pena o que aconteceu aos pokémon. Até o Squirtle... Bem, mas na segunda parte é provável que apenas use um pokémon para derrotar Cynthia, a menos que queira ver o Pikachu derrotado. Sinceramente, não me iria surpreender.

Grande momento, hein Lucian? Realmente consegue fazer rir depois de um momento tenso como a revelação das intenções de Ash.

Quanto a erros, nada de importante. Apenas uma coisa que incomodou. Penso que é Ketchum, não Ketchun. A escrita esteve boa, como nos outros, sem muito diálogo, apenas o essencial.

Continue assim. Mal posso esperar pelo próximo capítulo para ver a "verdadeira" luta entre os dois!
Eu diria que o Ash guarda muitas surpresas para todo mundo aqui, em breve revelarei mais coisas dele pras vocês, sobre o momento do humor lá embaixo foi para distrair mesmo^^ Uou, peço desculpas pelo nome do Ketchum, errei feio, consertarei nos próximos, não sei se já arrumei nesse e.e Muito obrigado pelo elogio e aí está o capítulo que você tanto queria ver, firend^^

Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho esse, teve o começo da batalha do Ash contra a Cynthia, que na verdade o Ash começou a desafiar a elite 4 há muito tempo atrás. Me surpreendo que só tenha chegado na Cynthia agora, mesmo que já se passaram vários dias. Por isso eu disse naquela vez que fica meio confuso um monte de personagens em lugares diferentes, mas enfim.

Eu até entendi o ponto de vista do Ash em querer esquecer seu passado. Mas se os pokémons eram lixos, porque ele não usou Charizard, etc? Acredito que o Pikachu vença num golpe só a Cynthia, mas né, sei lá -q, mas enfim.

Eu ri do Lucian, como uma pessoa consegue esse momento de distração, num momento tão sério e tenso desse? -q. Pior que soou de uma maneira meio boba, como se ele fosse uma criança que não soubesse muito bem os significados das palavras -q.

Realmente foi tudo bem tenso. Mas não entendi, ele queria se livrar do passado, supus que ele fosse usar os pokémons somente de Kanto. E também não acho necessário usar dois aquáticos né? Mas ok, enfim -qq.

Espero pra ver o próximo capítulo.

Erros acho que vi um ou outro.

Mas enfim, é só e boa sorte com a fic.
Na verdade, o tempo cronológico será seguido de acordo com o andamento dos personagens, o próximo capítulo irá resumir a chegada de todos ao continente, eliminando o tanto de protagonistas. Foi uma coisa que tu já tinha planejado colocar, mas citar caso por caso iria demorar muito e o tempo é crucial para a fanfic. No caso da fanfic, no bloco da Cynthia ainda estamos no dia 23/06/13. Mas isso mudará com o resumão. Na verdade, ele vai usar sim os úteis, ele odeia é os iniciais, e ainda falta o mistério do passado, né e.e Espero que com este capítulo já comece a clarear pra vocês^^ E o Lucian é um palhaço, ele é mais um bobo da corte^^ Serve para distrair, mas a verdade é que ele tem uma queda e faz de tudo pra agradar alguem, vocês sabem quem é, né^^ No mais é isso^^ Muito obrigado, friend^^

Cara, li boa parte da sua fic e não gostei. silent
É que achei a história muito confusa, e o número de protagonistas é enorme... Também não gostei do seu estilo de narração e achei toda a história do Ash muito forçada também.
Olha, não me leve a mal, mas é que prefiro ser sincero. Sua fic faz sucesso aqui no fórum, vejo isso pela quantidade de comentários, então não desanime por causa do meu, ok?
Friend, conheço sua confusão, o número de protagonistas era apenas para introduzir o enredo original da fanfic, somente para isso^^ O estilo de narração é usado por mim desde o início de minha vida e.e Procuro descrever as coisas e suscintá-las o máximo possível em ações. A estória do Ash é como falei na mp, o ash do anime é diferente da fic, é como um paralelo que vou explicar depois. Só lhe peço paciência, minhas fics costumam envolver muitos mistérios, é por isso que algumas vezes as pessoas ficam confusas^^ Não deixe de ler, e lhe peço somente paciência mesmo^^

Pokémon Dead Future
Capítulo 3: The Son of Time!

Cynthia
Sinnoh League: Princess Room 23/06/13 10h12min

A campeã de Sinnoh estava nervosa, poucos passos faltavam para a grande luta contra o misterioso desafiante. Este tinha a impressionado quando desfez de seus Pokémons fracos, permitindo que levassem os danos da batalha. Aquela atitude conseguira estressar a Princesa da região, o coração dela palpitava por justiça, venceria o treinador para vingar os outros combatentes.

Logo, a jovem levantou da cama, lavou o rosto e escovou os dentes, foi ao guarda roupa e começou a escolher a roupa que usaria para o duelo. O armário era dourado com pedras preciosas em vários lugares, o quarto da moça tinha decorações de todos os continentes, cada quadro mostrava o mapa geral dos lugares. Contudo, no globo terrestre, três localizações continuavam desconhecidas, sem qualquer representação real. No entanto, alguns navegadores corajosos tentaram reproduzir no papel as características desses aglomerados de montanhas.

Entretanto, Cynthia ainda acreditava nas palavras do próprio pai, que dissera ter desbravado ilhas e visto coisas espantosas, como a caverna onde Mewtwo adormece. A Top Trainer escolheu um vestido branco infestado de diamantes e pérolas e penteou os cabelos, passando delicadamente o pente sobre os pelos superiores lisos.

Em menos de dez minutos, a musa dos iniciantes estava pronta, reluzindo fortemente por causa da claridade da vestimenta. Provavelmente, o último elite iria ficar vermelho ao perceber o incrível manto que a adulta vestia. Mas, nem foi preciso o homem apaixonado subir aos aposentos de sua Miss. Esta esperava no salão do trono, sentada na cadeira luxuosa, aguardando a chegada do temível rapaz.

O solo começou a tremer de modo assustador, espantando a campeã, que tinha se acomodado no banco gigante. Alguma coisa tinha acontecido, pois os gritos de moradores da liga ecoavam fortemente. Velozmente, Cynthia pegou o controle remoto de sua enorme televisão e apertou o botão Power, fazendo as luzes surgirem no visor e transmitirem aos olhos a horrífica cena.

A pacata vila dos arredores do castelo de Sinnoh estava sendo atacada e incendiada por uma criatura laranja, esta soltava bolas de fogo pela boca e queimava casas e prédios. A destruição era gigantesca, até mesmo pessoas inocentes eram acertadas pelas chamas impiedosas daquele monstro.  As câmeras da mídia que transmitia aquele terrível teatro de dores tremiam bastante, mostrando o medo que o repórter sentia, pois poderia ser acertado pela fera também.

Contudo, os pensamentos de compaixão da Princesa de Sinnoh foram interrompidos por um forte estrondo da porta de entrada da sala do trono. O misterioso desafiante havia chegado, com o olhar tenso e a boca satisfeita por ter cometido algo cruel, a feição transmitia raiva e prazer. O temível treinador queria humilhar a campeã, destruir a felicidade e o sorriso da mesma. E desta vez, ele voltara com os três últimos Pokémons que restava em sua equipe. O jovem estava determinado a vencer o combate e deixar marcas irreversíveis naquele lugar.

- Finalmente cheguei. – Falou Ash, rindo sarcasticamente e vendo a face espantada da Top Trainer. – Gostou do meu presentinho?

- Foi você... – Murmurou a mulher, derramando suas lágrimas no solo e olhando diretamente para o próximo desafio, teria que fazer justiça pelas vidas exterminadas. – Lutaremos aqui mesmo!

- Como queira. – Disse o garoto, tirando o objeto vermelho do bolso e jogando no piso daquele salão, liberando fortes raios luminosos brancos. Mas, aos poucos a forma do lutador foi formando, revelando o monstro de alto porte, tendo folhas verdes no braço e na cauda. – Daquele time inútil, o escolhi como o defensor da minha honra.

- Sceptile? – Perguntou Cynthia, analisando a expressão contente do rapaz. – Por essa eu não esperava...

Logo, a Top Trainer também mandou a Pokébola vermelha no campo, liberando a mesma intensidade de luz e pensando cautelosamente na estratégia que usaria. Rapidamente a criatura foi revelada, mostrando suas asas brancas, juntamente com as pequenas orelhas azuis e vermelhas. Era o mesmo combatente que ela usou na batalha anterior.

- Sério? Vai basear suas ações nos tipos dos Pokémons? Que ridículo... – Riu o jovem, desprezando a adversária.

- Air Slash! – Gritou a adulta, vendo Togekiss levantar voo e começar a enviar lâminas afiadas na direção do inimigo.

- Desvie e use o Rock Slide! – Exclamou Ash, observando o monstro verde lançar várias pedras do chão e acertar criticamente o rival. – Humph, ensinei vários movimentos novos aos meus soldados.

-Toxic! – Disse a treinadora, notando alguns ferimentos causados no próprio Pokémon. – Marcas sangrentas? Como assim?

- Escape disso e ataque com o Ice Leaf! – Ordenou o garoto, imaginando o dano causado por aquela técnica da sua família.

- O que é isso? – Espantou Cynthia, percebendo o desvio veloz do inimigo e tentando pensar em algum modo de fugir do poder.

- Meu pai e minha mãe não são de Kanto, eles pertencem ao grupo dos Mestres da Batalha. Estes eram sábios que dedicavam suas vidas a usar suas habilidades para melhorar a vida das pessoas. Contudo, a inveja dos elites da região causou o fim daquelas ações benéficas. Com isso, aqueles heróis mudaram suas atitudes, treinando os Pokémons que possuíam com movimentos novos. Dizem que fizeram experiências genéticas entre tipos alternativos... – Revelou o jovem, assustando a Campeã e ficando sério ao ver Sceptile concentrar energia congelante em suas folhas e acertar fortemente Togekiss.

- Droga... – Suspirou a Princesa de Sinnoh, fechando os olhos e planejando outro ataque. – Fire Blast!

Logo, o monstro alado concentrou a força flamejante no corpo e lançou na direção do adversário, que foi acertado com intensidade. Entretanto, conseguiu ficar de pé sem mover os membros, espantando novamente a mulher, que ficou muito confusa, pois aquele fogo deveria ter nocauteado o rival. No entanto, o desafiante continuava rindo sem parar.

- Haha, eu fortaleci a resistência do meu Pokémon, fazendo lutas em um vulcão. – Pronunciou o adolescente, olhando diretamente para Sceptile, preparando o ataque final. – Ice Blade!

Rapidamente a criatura florestal acumulou gelo nas lâminas do braço e prosseguiu com toda a intensidade, acertando o alvo com brutalidade e jogando o mesmo sobre uma coluna, desmaiando o mesmo. A tática do visitante fora precisa e efetiva, conseguindo eliminar um dos lutadores mais fortes da adulta. A personalidade dele tinha mudado de forma assustadora.

- Essas duas habilidades que foram incrementadas através do teste da genética foram ensinadas por meu pai, antes dele entrar no sono eterno. Mas, para não despeitar suspeitas da experiência que é ilegal, tive que deixar este monstrinho com o inútil do Professor Carvalho. Meu principal objetivo é acordar o progenitor de minha vida. – Disse Ash, esperando o próximo combatente da adversária.

- Não o perdoarei! – Gritou Cynthia, pegando a Pokébola vermelha do bolso, voltando Togekiss e lançando outro objeto da mesma cor no campo.

Velozmente a intensa luz desapareceu, revelando o Pokémon flor com seus cabelos brancos, corpo verde e olhos vermelhos. Tinha chegado a hora de mais um combate acirrado, desta vez o resultado seria diferente? Essa pergunta ecoava na mente da mulher, que estava espantada com a estória do rival. Esses sábios faziam testes com os Pokémons? Aquela atitude era muito covarde e cruel.

- Sabe, o tempo me ensinou que os fracos são eliminados pelos fortes, essa é a razão de viver, por isso sentimentos devem ser esquecidos. Qualquer monstrinho desse planeta precisa viver e matar a vítima, senão eles morrem! É assim que penso, por causa disso jamais permitirei alguém inútil na equipe! – Falou o adolescente, olhando diretamente para Sceptile. – Começe com Ice Leaf!

Logo, a criatura verde concentrou a energia congelante no corpo e enviou para suas folhas, lançando na direção de Roserade. Este tentou desviar, mas acabou sendo atingido criticamente e ficou meio zonzo. O monstro estava liquidando os gladiadores da bela moça.

- Termine com Ice Blade! – Ordenou Ash, percebendo a movimentação do seu combatente, este acumulou gelo nos braços e correu em alta velocidade, mirando no adversário.

- Poison Sting! – Disse a Campeã, vendo o Pokémon liberar várias agulhas envenenadas, atingindo o alvo e parando o ataque do treinador.

- O quê? – Gritou o jovem, ficando com raiva. – Continue com o X-Scissor!

Nesse momento, a criatura verde avançou com velocidade formando um X com suas mãos e acertando Roserade com muita força, conseguindo deixar o mesmo bem fraco. Contudo, a adulta já sabia como reagir aos próximos ataques, e arrumaria alguma forma de vencer a habilidade extrema do inimigo.

- Desculpe-me, mas terei que sacrificá-lo... – Pensou Cynthia, olhando para o seu Pokémon.

- Ice Leaf! – Esbravejou o rapaz, ficando sério. Sceptile concentrou a energia congelante em suas folhas e lançou na direção do adversário.

- Hyper Beam! – Exclamou a mulher, impressionando o treinador.

- Está ficando maluca? – Perguntou o garoto, esperando a resposta. Mas, a Princesa de Sinnoh preservava suas palavras na boca, ficando calada e vendo o poderoso raio devastador acertar o inimigo. Contudo, mesmo o impacto fortíssimo não conseguiu derrubar o mesmo.

- Ice Blade! – Falou Ash, sem mostrar misericórdia. O monstro verde acumulou gelo nos braços e partiu em alta velocidade, acertando consecutivamente Roserade.

-... – A Campeã continuava quieta e em silêncio, observando o Pokémon dela cair desacordado no chão.

O menino permanecia confuso com a atitude da Top Trainer, porque mandar um golpe tão arriscado como aquele? Entretanto, a adulta sabia o que estava fazendo e lamentava ter que sacrificar o lutador dela. Contudo, aquele ato de honra foi efetivo e uma parte do braço do adversário estava ferida, conseguira impedir a chance dos golpes multi-efetivos.

- Humph, quero só ver quem é o próximo perdedor... – Caçoou o adolescente, rindo de ironia e esperando o próximo duelista aparecer.

- Vamos lá! – Exclamou Cynthia, voltando o monstrinho verde e jogando outra Pokébola vermelha no campo, este próximo batalhador iria definir quase tudo da luta.

A luz branca surgiu, emanando os raios luminosos sobre os olhos de todos ali presentes e formando a silhueta do escolhido, parecia pequena e ter orelhas grandes. E assim, lentamente a claridade desfez-se revelando um Pokémon azul que estava coberto de gelo.

- Ice Wind! – Ordenou a campeã, vendo Glaceon emanar ventos glaciais sobre Sceptile e congelar o mesmo, derrotando facilmente ele.

- Impossível! – Gritou Ash, ficando assustado e com raiva ao perceber a velocidade com que fora vencido. – Mas, nosso combate apenas começou!

Logo, o menino revoltado voltou o seu combatente e lançou o outro objeto vermelho que tinha no chão, pensando na tática rápida e certeira que usaria. A sombra luminosa ocultava aquele terrível lutador, que fora transformado numa máquina de matar.

- Agora sim, teremos uma partida emocionante. – Sorriu o garoto, percebendo Zoroark ficar animado e preparado para o duelo.

- Sem falatório inútil! Ice Fang! – Disse Cynthia, notando o Pokémon envolver seus dentes de gelo e morder fortemente o gladiador das sombras.

- Hehe. – Riu o jovem, observando o desvio do monstro da ilusão, conseguindo ficar atrás do alvo. – Flamethrower!

Rapidamente a criatura acumulou a energia flamejante na boca e enviou-a para o inimigo, que estava de costas e foi atingido de forma crítica. Entretanto, a Princesa de Sinnoh continuava quieta e pensativa, tentando raciocinar e planejar alguma estratégia boa.

- Focus Blast! – Exclamou Ash, vendo o seu combatente concentrar força nas mãos e mandar uma esfera contendo muito poder, acertando o objetivo e enfraquecendo de forma assustadora o rival.

- Rock Smash! – Gritou a adulta, estando preocupada com o estado das batalhas. Glaceon correu em alta velocidade e socou criticamente o inimigo, jogando o mesmo atrás das colunas do palácio, rachando elas e provocando um pequeno tremer no local.

- Humph, é inútil! – Suspirou o adolescente, preparando para ordenar o próximo movimento. – Flamethrower!

Assim, Zoroark enviou sua rajada flamejante na criatura glacial e conseguiu nocauteá-la no mesmo instante. A técnica fora certeira e conseguira eliminar o lutador da Campeã. A batalha estava acirrada, o coração da moça palpitava por justiça. No entanto, as estratégias rápidas e efetivas do desafiante conseguiam barrar o intenso modo de combate dela.

- Você realmente luta bem... Odeio admitir isso, principalmente para alguém que destrói vidas e casas sem se importar com os sentimentos das pessoas! – Lamentou Cynthia, estando preparada para derrotar o treinador maldoso. – Entretanto, não desistirei!

O combate tinha entrado num estado de desespero total, poderia o vilão vencer a grande protetora de Sinnoh? O medo invadia o cérebro confuso da bela treinadora e a imagem da destruição causada por aquele simples rapaz incomodava a mente dela. Tinha chegado a hora de usar a seleção final dos Pokémons mais fortes daquele continente.

Logo, a Princesa voltou Glaceon para a Pokébola e pegou outro objeto vermelho, segurando fortemente a forma esférica vermelha e jogando no campo. Um brilho assustador invadiu todo o lugar, dando a noção da criatura escolhida ser bem forte. Rapidamente as orelhas azuis começaram a surgir, juntamente com os espinhos brancos sobre o corpo e as pernas pretas. O choque de rivais começaria, uma das maiores disputas entre os monstrinhos de bolso.

- Que legal, Lucario enfrentando Zoroark, isso vai ser interessante.  Flamethrower! – Ordenou Ash, observando o monstro das ilusões acumular fogo sobre a boca e lançar na direção do adversário.

- Não tão rápido! Desvie e use o Force Palm! – O lobo desviou com velocidade extrema e concentrou força nas mãos dando a forte palmada no inimigo, afastando-o imediatamente.

- Droga... – Murmurou o jovem, pensando nas desvantagens que o tipo Dark tinha contra o Fight e que qualquer movimento de alta categoria poderia derrubar o lutador dele. – Shadow Ball!

O gladiador ilusório guardou a energia sombria nos membros superiores e liberou a esfera, dirigindo-a para o ser azulado. Este tentou barrar a técnica, impulsionando os polegares para frente, usando os braços para empurrar a habilidade para longe. Contudo, o movimento era muito forte e conseguiu acertar o alvo, causando poucos danos.

- Prossigamos! Close Combat! – Ordenou Cynthia, centralizando no ataque final, que derrubaria o Pokémon das ilusões.

- Porcaria! Destrua esse cachorro com o Dance of The Shadows! – Gritou o adolescente, ficando com muita raiva, jamais aceitaria a derrota do seu melhor soldado.

Zoroark começou a correr em alta velocidade, fazendo a volta completa, adquirindo rapidez a cada ciclo que completava. E a medida que ia completando o círculo, conseguia ganhar poder e intensidade. Logo, os ventos das trevas invadiram o castelo de Sinnoh, cercando Lucario e deixando-o parado sem poder reagir.

- Zás! – Exclamou o rapaz, imaginando o impacto causado pela ação. – Corte tudo!

- Impossível, achei que essa técnica fosse lenda... – Raciocinava a mulher, lembrando-se das estórias que o pai dela contava para ela.

Velozmente, o inimigo conseguiu mirar no alvo, localizando o local certo para acertar o golpe. Assim, o gladiador ilusório avançou com grande impulso, sendo efetivo no movimento, atingindo o ponto fraco do lobo azul. Aquele acontecimento acabou enfraquecendo o lutador da Campeã, que estava suspirando de cansaço e fraqueza.

- Close Combat! – Falou a Princesa de Sinnoh, vendo o monstro canino acumular força nas mãos e acertar com vários socos o inimigo, causando altos danos ao mesmo.

- Desgraçada! – Xingou Ash, ficando impaciente e disposto a terminar aquela batalha. – Shadow Ball!

Logo, a criatura sombria concentrou a energia sombria nos pequenos polegares que possuía e lançou na direção do adversário. Contudo, a Top Trainer tinha preparado uma surpresa para o desafiante, contra atacaria este com outro tipo de golpe.

- Bone Rush! – Gritou Cynthia, surpreendendo o rapaz. – Provará do próprio remédio!

Velozmente, Lucario pegou seu bastão de osso e girou-o com agilidade, rebatendo a esfera das trevas para o outro lutador, que foi acertado com brutalidade. Contudo, os efeitos foram bem pequenos. Mas, a ação repentina da adulta tinha causado alterações na personalidade do garoto.

- Eu já estou cansado disso!  - Exclamou o adolescente, olhando fixamente para os olhos do combatente. – Acabe com ela!

- O quê? – Murmurou a Campeã, quando viu Zoroark vindo em sua direção, querendo matá-la. - Como se atreve!

Entretanto, o lobo azul ficou na frente da adulta e levou o impacto do golpe, caindo no chão e sentindo dores no peito. O detalhe foi que o sangue começou a escorrer do peito do mesmo. Mas, o duelista acabou ficando inconsciente.

- Idiota, isso é desleal! – Esbravejou a Top Trainer, ficando triste por ver o bravo guerreiro desmaiado. – Você me pagará!

Nesse instante, a Princesa de Sinnoh tirou o objeto vermelho do bolso e jogou outra Pokébola no campo, desta vez atacaria com o penúltimo dos Pokémons que possuía. Era o monstro que ela treinou desde criança, o tubarão do solo. Talvez a esperança que iria derrotar o temível menino, ou o duelo se estenderia por mais tempo?

- Isto acaba agora! – Falou Cynthia, vendo a feição do combatente dela. Tinha o corpo azul com detalhes amarelos, asas afiadas e o peito vermelho, juntamente com sua grande cauda azulada. – Rock Smash!

Logo, Garchomp começou a correr com agilidade, acertando o seu poderoso soco no adversário que acabou caindo desacordado, cansado dos impactos que lavara por causa do lutador anterior. Contudo, sem falar alguma palavra, o desafiante pegou a esfera envermelhada e retornou o gladiador ilusório. Em seguida, olhou para o teto do castelo e começou a sorrir com ironia.

- Venha, meu valoroso guerreiro! – Gritou Ash, esperando pacientemente algo acontecer.

- Hã? – Perguntou a mulher, quando viu a porta de entrada do lugar abrir e alguém surgir de lá.

- Milady! – Exclamou a voz, quando o telhado de vidro foi quebrado violentamente e os pedaços afiados caíram sobre ele, juntamente com algumas colunas.

- Lucian? – Pronunciou a moça, ficando preocupada com os escombros caídos no corpo do elite.

- Acalme-se, meus Pokémons vão me tirar daqui, derrote esse imbecil aí, ele destruiu a vila inteira! – Sussurrou o homem, desmaiando depois da frase.

O desafiante aguardava a reação da jovem campeã, quando ela visse quem seria o próximo adversário dela, poderia ficar assustada e com medo. Quando a bela mulher virou para trás, avistou uma esbelta criatura laranja, que tinha a chama no rabo, asas enormes e a elegância dos dragões.

- Conheça Charizard, ele vai queimar suas últimas esperanças! – Riu o rapaz, ao perceber a face espantada da Top Trainer.

- Não perderei! – Gritou Cynthia, percebendo o alto oponente que iria enfrentar. – Surf!

- Voe! – Ordenou Ash, observando o Pokémon voador levantar voo e conseguir escapar da grande onda criada por Garchomp. – Sem misericórdia, Dragon Rage!

Logo, a criatura flamejante subiu fortemente até alcançar o topo do castelo e disparou uma fortíssima onda de raiva, acertando o alvo com facilidade e causando muito efeito no mesmo. Incrivelmente, o lutador ainda conseguia resistir, levantando rapidamente e olhando para o inimigo.

- Sandstorm! – Falou a Top Trainer, pensando na próxima estratégia que colocaria em prática.

O tubarão azul começou a se mexer e a eliminar pequenos fragmentos do corpo, criando uma tempestade de areia sobre o território e impedindo que o inimigo pudesse voar, obrigando-o a descer para o chão. Em seguida, o monstro azulado iniciou uma sequência de movimentos simultâneos tentando ferir o rival.

- Tolice! Ainda posso acabar com você, aqui no chão! – Reclamou o jovem, ficando entediado. – Dragon Claw!

- Desvie! – Implorou a moça, estando tranquila, mas atenciosa.

Contudo, era tarde demais, pois Charizard já estava com as mãos brilhando e aumentando suas garras. Em seguida, este acertou a poderosa sequência de cortes no adversário, sendo muito efetivo e enfraquecendo gradativamente o mesmo.

- Haha, desista! – Falou Ash, caçoando da outra treinadora.

- Chega, acabou a batalha! – Encerrou Cynthia, olhando para Garchomp que parecia ansioso para dar o Xeque-Mate. – Surf!

- O quê? – Gritou o rapaz, ficando espantado e surpreso com a ordem, sem poder reagir.

Logo, o tubarão terrestre concentrou força no campo, enviando uma gigante onda no inimigo, acertando com muita efetividade. Os dois lutadores estavam no fim de suas forças, estava chegando a hora do ataque final que decidiria toda aquela intensa luta.

- Adeus! Surf! – Exclamou a Top Trainer, observando o seu Pokémon lançar mais a grande quantidade água no oponente e nocautear o mesmo.

- Chega! – Disse o adolescente, fazendo um sinal com as mãos e parando o movimento de todos ali presentes, ficando somente ele intacto. – Já estou cansado dessas palhaçadas!

O jovem retirou sua pequena faca da calça e avançou na direção da campeã, estando pronta para matá-la. Erguendo o objeto pontiagudo sobre o pescoço da mesma e segurando fortemente a lâmina preparava para finalizar a vida dela.

- Pare! – Esbravejou uma voz, vinda de trás da porta principal que estava praticamente destruída. – Nós não temos permissão para assassinar ninguém!

- Bertha? – Perguntou Ash, guardando o punha e ficando espantada ao vê-la, parecia que já se conheciam.

Qual seria a ligação entre um simples desafiante que matou milhares de vidas e uma elite, que tem a personalidade calma e aparenta ser idosa? E porque o grito dela fez o temível garoto parar seu ato de covardia? Como este conseguia parar o tempo e a velhinha tinha conseguido mover sem ser afetada por aquela ação repentina?  O que acontecerá com Lucian e Cynthia?


Continua...

Música será editada mais tarde! Desta vez será um remix de outro site, não de minha autoria.

Bem este capítulo teve um final surpreendente, não?

Algumas explicações

Ice Blade e Ice Leaf são movimentos criados através de experiências genéticas com os Pokémons, trocando os Dnas que contem as técnicas. São golpes proibidos e em breve serão abordados, o Dance of the Shadow também faz parte deste tipo de golpe.
Charizard aparentou ter muito poder, mas não podemos esquecer que Cynthia é a campeã e era necessário essa derrota, a estratégia foi simples, uma tempestade de areia que causa alguns danos e impossibilita o adversário a voar, faz ele descer. E a campeã mostrou seu brilho ao ser rápida e acertar o Charizard com o Surf.
Lucian está bem, o que aconteceu foi que o teto desmoronou sobre ele.
Peço desculpas pela última batalha ser rápida, eu tinha a intenção de estendê-la, mas o tamanho não ficou proporcional, além do mais não posso revelar o último Pokémon dela ainda.
Peço desculpas por alguns erros, não me garanto cerca aos sinônimos, reli a estória inteira, mas não sei se há algum erro.
A chegada dos elites no final foi simples, eles estavam apagando o fogo causado pelos incêndios. A luta não se passou na caverna, devido ao cenário desesperado do capítulo.
Ash daqui é diferente do anime, como alguns já devem ter notado, apenas faço referências ao nome. E sim, ainda há uma última explicação sobre o que aconteceu com ele.
Os Pokémons usados foram centrados no nível deles, no caso Zoroark é novo, Charizard é fortão e Sceptile também está muito forte. Quero lembrar que a equipe dele também pode alterar, mas ele sempre desprezará os iniciais.
Sobre o Pikachu lhes aviso que ele não vai aparecer agora, mas mais para frente sim.
Espero que tenham gostado^^
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por xKai em Qui 19 Set 2013 - 11:12

Meu Deus... Estou chocado '-'

Ash se perdeu de vez... Virou serial Killer? Chamem o FBI! A SWAT! O Delta O_O

Não é nem um pouco comum assistir uma batalha da Cynthia e ver ela ser pressionada, ou perder a calma em determinado momento... Primeiramente... Já é ANORMAL ver a Cynthia lutando, ela bem que podia lutar mais hahsuahsa mas geralmente é sinônimo de uma batalha unilateral.

Cara porque esse negócio de matar pessoas? Pessoas são amiguenhas... Dividimos este mundo com outras pessoas e.e'

Ninguém nesse mundo cultiva a harmonia não? :s

Eu vi um erro ou dois mas nada demais, até o próximo capítulo.


________________

avatar
xKai
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/05/2013


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Dengel em Qui 19 Set 2013 - 15:36

Hey-Yo!

Grande luta! Nos dois sentidos. Quando vi o tamanho do capítulo pensei que não teria paciência para ler tudo, mas realmente fiquei apegado. Apenas lamento que o Ash tenha decidido matar logo a Cynthia e não tenha acabado a lusa. Pensei até que o Charizard fosse Mega Evoluir. Isso seria interessante :3 Mesmo assim, tem aqui uma batalha brutal! Já não comento os novos ataques (praticamente apenas mudaram o tipo) mas todo o desenrolar esteve fenomenal. Adorei essa batalha.

O comportamento da Bertha surpreendeu-me. Não por o ter mandado parar, mas por ser ela. Será que tem alguma relação com a Equipa Omega? Talvez seja ela o líder. Isso seria demais xD

Estive muito ocupado a ler para notar nos erros :p mas a narração e descrição pareceram-me manter o mesmo nível, que é muito bom, já agora! Bom, estou um pouco apressado, então ficarei só por aqui, no próximo melhorarei. Boa sorte!
avatar
Dengel
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2013

Frase pessoal : Just Live and Let Die


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Dom 22 Set 2013 - 13:44

Bom, vamos lá.

Capítulo bem legal esse, fiquei impressionado com a batalha. Não achei que o resultado foi inesperado, mas acredito que foi surpreendente a maneira de todos os acontecimentos da luta, e também a campeã do mundo, praticamente, não ia perder.

Fiquei curioso sobre qual seja o último pokémon da Cynthia, pensei que fosse o Garchomp, que já é muito apelão, então suponho que o último pokémon dela seja um lendário, ainda acredito que seja o Giratina. Nossa, se for, nem vai ter graça lutar contra ela -q.

Me surpreendi com a Bertha no final, ela disse "Nós não temos permissão para assassinar ninguém", será que ela é da equipe criminosa também, mas se fingiu de uma velha inocente esse tempo todo? o.O -q, mas enfim.

Essa ação do Ash foi a verdadeira não aceitar derrota -q. O cara termina a luta antes de acabar e ameaça matar a treinadora, só porque ele não ia conseguir ganhar -q. Mesmo que ele é todo doidão, não acho que seja motivo -q, mas enfim.

Erros vi alguns, nada de mais.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Kurosaki Mud em Qua 9 Out 2013 - 22:35

Olá Pikatoç.
Demorei, mas aqui estou. Admito que só li os dois primeiros amigones, meu tempo tá mais curto que meu pavio e.e

Bem, posso dizer que gostei da ideia e do enredo. Você continua aquele ótimo escritor de sempre, alguns errinhos de vírgula que me passaram despercebidos no começo, mas fora isso, nada que eu vi -q

10 masterballs para cada um, caracas. Enfim, quem sabe um dia eu não consiga acompanhar tudo? ; D
E saudades da fic anterior, se quiser voltar com ela também lerei -q Inté o/
avatar
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Qui 10 Out 2013 - 20:34

Este capítulo explicará muitas coisas e finalmente dará a introdução ao novo continente, enfim revelarei o nome dele. O nome é baseado na tradução de Miles Sanctus, enfim o nome deste lugar é Mictus, que junta os dois nomes formando o objetivo. Primeiramente, o continente é baseado nos templários que são os soldados sagrados, por isso Miles Sanctus. A estória se desenvolverá de modo impressionante, deixarei aqui algumas explicações.


Mictus


Ambiente: Desértico, Moderno, Tropical, Florestas sombrias, Glacial e Vulcânico.
Distribuição dos Pokémons: Sim, neste continente inclui-se TODOS os Pokémons, é como Kalos, mas existem áreas específicas. Nesta fic, incluirei sim alguns de Kalos e destacarei os mais importantes.
Os Gym Leaders: Neste lugar você perceberá vários líderes conhecidos que foram convocados pelo misterioso campeão. A distribuição trará alguns Double Types na estória também.
A região em si: Todo o mundo descobre o continente agora, então a temporada terá treinadores vindo de vários lugares. Essa região é conhecida como o Desafio Máximo de Cada treinador.
Alterações nos Gym Leaders: Estou pensando seriamente em talvez colocar alguns de Kalos, mas talvez isso seja improvável.
Os Lendários: Não posso falar nada sobre isso “agora”, mais tarde posso falar.

Bem, mais explicações virão mais tarde, lembrando que a equipe principal do Continente é a Ômega, mas a Chaos será a organização originária da região Mictus. Boa leitura, lembrando que este capítulo será uma espécie de Filler, pois contará em rápidas cenas com narração em 3ª pessoa, como nossos protagonistas foram para lá.


Spoiler:

Meu Deus... Estou chocado '-'

Ash se perdeu de vez... Virou serial Killer? Chamem o FBI! A SWAT! O Delta O_O

Não é nem um pouco comum assistir uma batalha da Cynthia e ver ela ser pressionada, ou perder a calma em determinado momento... Primeiramente... Já é ANORMAL ver a Cynthia lutando, ela bem que podia lutar mais hahsuahsa mas geralmente é sinônimo de uma batalha unilateral.

Cara porque esse negócio de matar pessoas? Pessoas são amiguenhas... Dividimos este mundo com outras pessoas e.e'

Ninguém nesse mundo cultiva a harmonia não? :s

Eu vi um erro ou dois mas nada demais, até o próximo capítulo.
Ash é bem... Melhor não revelar agora, hehe. A Cynthia não é mole, não, ela não brinca em serviço. Diga esta mensagem para os vilões e se você já está achando muita matança, err, deixa pra lá... Muito obrigado pelo coment, friend.

Hey-Yo!

Grande luta! Nos dois sentidos. Quando vi o tamanho do capítulo pensei que não teria paciência para ler tudo, mas realmente fiquei apegado. Apenas lamento que o Ash tenha decidido matar logo a Cynthia e não tenha acabado a lusa. Pensei até que o Charizard fosse Mega Evoluir. Isso seria interessante :3 Mesmo assim, tem aqui uma batalha brutal! Já não comento os novos ataques (praticamente apenas mudaram o tipo) mas todo o desenrolar esteve fenomenal. Adorei essa batalha.

O comportamento da Bertha surpreendeu-me. Não por o ter mandado parar, mas por ser ela. Será que tem alguma relação com a Equipa Omega? Talvez seja ela o líder. Isso seria demais xD

Estive muito ocupado a ler para notar nos erros :p mas a narração e descrição pareceram-me manter o mesmo nível, que é muito bom, já agora! Bom, estou um pouco apressado, então ficarei só por aqui, no próximo melhorarei. Boa sorte!
Grande mesmo, foi muito difícil fazer ela. A batalha do Ash e da Cynthia é mesmo muito empolgante, principalmente por ser o nível de uma campeã. Charizard Mega Evoluir ainda não é possível, talvez em breve isso aconteça. A Bertha é uma velhinha bem safada e cruel, como vocês verão neste capítulo. Muito obrigado pelo comentário.

Bom, vamos lá.

Capítulo bem legal esse, fiquei impressionado com a batalha. Não achei que o resultado foi inesperado, mas acredito que foi surpreendente a maneira de todos os acontecimentos da luta, e também a campeã do mundo, praticamente, não ia perder.

Fiquei curioso sobre qual seja o último pokémon da Cynthia, pensei que fosse o Garchomp, que já é muito apelão, então suponho que o último pokémon dela seja um lendário, ainda acredito que seja o Giratina. Nossa, se for, nem vai ter graça lutar contra ela -q.

Me surpreendi com a Bertha no final, ela disse "Nós não temos permissão para assassinar ninguém", será que ela é da equipe criminosa também, mas se fingiu de uma velha inocente esse tempo todo? o.O -q, mas enfim.

Essa ação do Ash foi a verdadeira não aceitar derrota -q. O cara termina a luta antes de acabar e ameaça matar a treinadora, só porque ele não ia conseguir ganhar -q. Mesmo que ele é todo doidão, não acho que seja motivo -q, mas enfim.

Erros vi alguns, nada de mais.

É só e boa sorte com a fic.
Mano, não acredito que você falou bem legal, estou comemorando muito aqui! Ela é a segunda melhor treinadora do mundo, na verdade neste capítulo passou a ser a primeira(curioso?). Hehe, não é o Giratina, mas outro bem especial que vai aparecer depois. A Bertha é bem surpreendente mesmo, e essa frase "nós" foi proposital mesmo. O Ash é tipo o Saturn, mas em vez de chorar a batalha, ele zoa e desconta a raiva matando as pessoas. Muito obrigado pelo comentário.

Olá Pikatoç.
Demorei, mas aqui estou. Admito que só li os dois primeiros amigones, meu tempo tá mais curto que meu pavio e.e

Bem, posso dizer que gostei da ideia e do enredo. Você continua aquele ótimo escritor de sempre, alguns errinhos de vírgula que me passaram despercebidos no começo, mas fora isso, nada que eu vi -q

10 masterballs para cada um, caracas. Enfim, quem sabe um dia eu não consiga acompanhar tudo? ; D
E saudades da fic anterior, se quiser voltar com ela também lerei -q Inté o/
Impossible, meu amigo Mud lama caçador hunter aqui???? Impossível, está chovendo canivetes aqui em casa, zoa. Então estou muito feliz de você aparecer aqui na fic, principalmente porque o próprio mosqueteiro tava com saudade de você. E eu entendo seu tempo, aliás o meu tá minúsculo, com Pokémon Y chegando aqui, posso ficar um bom tempo sem jogar jogo online. Admito erros de vírgula são meu fracasso, nunca fui muito bem nessa área, mas a gente vai aprendendo com o tempo, né? A fic anterior vai voltar sim, mas reformulada, lembra da surpresa que eu te falei, talvez seja mais cedo do que pensa. Valeu amigão.

Pokémon Dead Future
Capítulo 4: The Traitor.

Villain Time: Ash
Sinnoh League: Trone Room 23/06/13 11h00min

A única pessoa capaz de silenciar o desafiante era aquela mulher, conhecida como a agente B. Esta fizera parte de grandes missões e conseguiu se infiltrar na liga e espionar todas as atividades dos inimigos da equipe dela. Por isso, tinha disfarçado sua personalidade séria e egoísta, criando a imagem da velhinha bondosa e simpática. Mas, desde o começo da missão, ela foi instruída a somente investigar e proibida de cometer qualquer tipo de assassinato.

- Saia daqui, nem ligo para as advertências do chefe! – Gritou o adolescente, ficando furioso e com muita raiva.

- Jamais, você acha que é o líder da nossa organização só por ser filho do antigo dono dela? – Exclamou Bertha, mostrando o lado sarcástico que possuía.

- Argh, eu sou o único que posso despertá-lo! – Esbravejou o rapaz, pressionando fortemente os dedos sobre sua mão.

- Está enganado! Eu conheço outra pessoa que pode acordar o grande mestre. – Murmurou a idosa, “jogando sua carta principal na mesa”. – Alguém que você odeia e que humilhou quando foi cumprir a missão em Kanto.

- Não, isto é mentira, aquele moleque nem conseguiu ferir meu Zoroark! Como poderia tirar a maldição de meu pai? – Perguntou Ash, ofegando de tanta fúria.

- É simples, o heroizinho teve contato com o Celebi, dizem que até batalhou contra o mesmo. E você, só herdou os poderes temporais, sendo que nem consegue ter acesso ao futuro e passado. A lenda revela que caso alguma pessoa enfrente ou capture o guardião do tempo, o protetor transfere partes dos poderes ao treinador. – Falou Bertha, andando em círculos e confundindo o outro homem.

Nesse momento, alguns barulhos de explosões e gritos ecoando de fora da liga, interromperam os pensamentos do adolescente. Contudo, o pequeno celular da elite traidora começou a vibrar lentamente, e o visor da tela apontava o nome: Killua. A mulher pegou o objeto e clicou num pequeno botão verde e começou a ouvir as próximas ordens do desconhecido humano.

- Claro, a pulseira temporal teve sucesso, consigo mover-me livremente. – Disse a Agente B, escutando os conselhos e as ordens do suposto chefe daquela equipe. – E o melhor de tudo, a Campeã continua viva. Contudo, a criança rebelde queria matá-la.

- Cale-se, já sou bem velho. – Suspirou o rapaz, bocejando de sono.

-Ouvi boatos de que o nosso escolhido vai para a nova região descoberta, isso é verdade? – Ao ouvir a resposta, a vilã desligou o aparelho portátil e olhou diretamente para o treinador.

- O que foi? – Perguntou o jovem, percebendo o olhar preocupado da velhinha.

- A sua próxima missão é trazer o coração do Red até o nosso chefe. – Disse a elite, finalizando a conversa e indo embora da sala.

- Argh... Matar? – Reclamou Ash, ficando preocupado e com medo, sempre ordenara aos seus Pokémons que matasse as vítimas, pois não tinha coragem para tal ato.


Cynthia
Sinnoh League: Trone Room 23/06/13 11h30min

A bela campeã abriu os olhos de forma lenta, espiando todo o cenário ao redor e percebendo o seu trono todo esmagado, juntamente com os telhados de vidro quebrados e a sua televisão destroçada pelos escombros. Pelo menos Lucian continuava bem, o mesmo que estava sentado sobre os tijolos permanecia pensativo e observava o fogo que se alastrava pela vila da liga.

- Por quê? Tudo o que eu queria era ajudar essas pessoas e acabei criando um monstro... – Suspirava o Top Trainer, lembrando-se de tudo o que aconteceu no passado e vendo os olhos inocentes do antigo treinador de 13 anos. A frase: “Irei ser o melhor treinador do mundo Pokémon!” ecoava na mente dele.

- Como assim? – Perguntou Cynthia, levantando com dificuldade e vendo o olhar triste daquele homem.

- Esse jovem era meu pupilo, o treinei durante dois anos mostrando métodos carinhosos e eficientes para treinar seus pequenos amigos. Mas os rumores das reatividades das equipes vilãs me levaram a criar uma organização também. A Light Gate tinha a intenção de contra atracar esses bandidos cruéis. Entretanto, apliquei técnicas diferentes de formação e acabei transformando aquele simples adolescente numa máquina, que não aprecia vidas e nem sentimentos. – Confessou o elite, chorando fortemente e lamentando profundamente os atos que cometera.

- Incrível... Por isso o garoto mudou profundamente ou talvez seja mentira. Desconfio que o rapaz tenha armado essa farsa para conseguir investigar a vida de todos nós ou investigar sobre o paradeiro do Celebi. – Disse a mulher, pensando nas palavras que seu pai lhe falara há algum tempo.

- Como assim? O que o guardião do tempo tem a ver com o moleque? – Aquele humano parecia bem confuso com a afirmação recente da moça.

- Quando alguém batalha ou captura este Pokémon Lendário, o treinador recebe parte da habilidade temporal da criatura, conseguindo poder para viajar no tempo. – Falou a Campeã, ficando preocupada ao pensar nas consequências que poderiam acontecer.

- E o garoto quer exatamente isso, ter o dono do relógio mundial nas suas mãos? – Perguntou Lucian, tentando raciocinar e descobrir a chave do mistério.

- Sim e acho quer sei onde o monstrinho está hospedado! – Gritou Cynthia, retirando do bolso da roupa um envelope com o desenho de uma nova região. – Aqui, é onde o mundo inteiro está se dirigindo!

- Mictus? O Continente dos Guardiões, onde existe predominância da tecnologia, mas o espírito medieval ainda reina? – O elite estava atento às notícias da mídia, pois a descoberta do lugar foi anunciada a duas semanas atrás.

- Correto e é exatamente para lá que vamos! Reúna Bertha, Flint e Aaron! – Finalizou a bela mulher, guardando o desenho e indo para o seu quarto.

Quatro meses se passaram e muita coisa aconteceu neste período. O jovem Red acabou “limpando suas lágrimas” e assim que viu o noticiário decidiu embarcar e explorar o local descoberto. A Princesa de Sinnoh comprou as passagens no aeroporto e também decidiu perseguir o estranho “desafiante”.

Colress, N e Cyrus uniram-se com o propósito de impedir os planos maléficos da Equipe Ômega, que possuía o misterioso elemento em suas mãos. Contudo, eles tiveram que pedir ajuda ao casal de velhinhos de Mt Pyre que tinham um barco com alguns lugares e informaram que através do Oceano Delta alcançariam o destino desejado.

Tucciano e Tiago continuaram seus treinamentos e ajudaram a reformar a cidade, dando o aspecto mais tecnológico ainda. O ginásio de lá foi completamente reformulado, dando desafios maiores aos viajantes que chegariam. A temporada de aventuras, medos, batalhas acirradas e enfrentamento fatal iria iniciar.

Logo, vários treinadores iriam finalmente desafiar a região mais forte e mais elevada que há no mundo Pokémon, Mictus, o continente dos mestres, onde os melhores líderes foram escolhidos para a tarefa. O Campeão da localização que definiu essa escolha, realizando os torneios secretamente através dos representantes.

E a região medieval foi premiada com a chegada de todos os lendários das outras regiões, a novidade natural foi publicada em todo o planeta. Entretanto, as coisas não eram tão boas, a misteriosa ilha de Abomin foi ocupada por suspeitas embarcações, colocando medo nos indivíduos.

No entanto, o grande mestre da liga estava na mira dum assassino, e este planejava acabar com a vida do mesmo. Numa noite escura e sombria, o Top Trainer Máximo voltava da construção dos prédios e edifícios finais da Victory Road. Ao pegar as chaves que estavam no bolso, a autoridade ouviu passos e estalos de gravetos. Havia alguém observando o adulto.

- Quem está aí? – Gritou a vítima, percebendo sombras movimentando-se entre as trevas.

- Aquele que te matará! – Exclamou a voz, tirando a arma da calça e atirando violentamente contra o alvo.

- Argh! – Esbravejou o Campeão, caindo no chão e retirando da blusa um pequeno de papel, escrevendo com o lápis o enigma de quem o havia acertado. – A justiça, acabará com suas esperanças.

- Idiota... – Suspirou a voz, cuspindo em cima do corpo e indo embora, deixando o pobre homem nos últimos momentos da existência terrestre.

Assim, o adulto faleceu, deixando-se levar pela força dos membros que o abandonara há alguns segundos. Aquela estranhas letras seriam a única forma de vingar o assassinato inevitável. Na manhã, as pessoas chorariam a perda do homem que modernizou o continente, construiu cidades e contra atacou o exército devastador de Lorde Byron. Morrera Saiky, o último templário que preservou sua dignidade até o fim da vida.

Logo, o dia amanheceu e o clima nublado assustou novamente os moradores de todas as cidades do continente. Somente um lugar não tinha efeito, porque o sol jamais brilharia lá, uma vila perdida no meio das sombras e dos Pokémons Fantasmas. Contudo, quem ficaria abalado seria Tiago, que tinha inspirado seus sonhos naquele humano que se despedira da terra.


Tucciano
Voltre City 10/10/13 10h10min

Depois do jovem herói acordar e tomar o café, ele acabou andando pela sua nova cidade, percebendo a decoração rústica, mas com tecnologias que nunca afetariam o brilho das estrelas ou causariam algum tipo de doença. Estranhamente, a sua pacífica cidade estava coberta de nuvens misteriosas e a neblina parecia dominar e ofuscar a luz do sol. Algo de errado parecia estar acontecendo. Aquele fenômeno jamais tinha acontecido em naquela região climática.

Preocupado, o rapaz começou a correr velozmente tentando enxergar os obstáculos, como árvores, postes com as velas apagadas e outras coisas. Mas, acabou acalmando ao perceber que a luz da casa do amigo estava acesa e não aparentava ter nenhum dano nos tijolos. Plusle que continuava desesperado, jogando rajadas elétricas para cima numa tentativa de avistar o dono.

Logo, a simpática mãe de Tiago abriu a porta e esperou os dois visitantes entrarem, observando o escuro e sentindo medo. O adolescente andou rapidamente até o quarto do companheiro, vendo que o mesmo dormia tranquilamente, sem preocupar, nem ligar para o cenário assustador da janela.

- Ninguém merece... – Suspirou Tucciano, sacudindo o treinador e provocando o susto deste.

- Hã? Já vou. – Exclamou o menino, levantando da cama e trocando de roupa numa velocidade espantosa.

- Vou te falar... – Reclamou o adolescente, cutucando o colega com impaciência.

- Quando você chegou? – Perguntou o jovem, pegando a mochila e colocando nas costas. Contudo, acabou esbarrando na janela e percebeu a neblina e o tempo nublado. – Meu Deus do Céu, abriram as portas do inferno?

- Acredito que pode ter sido algum lendário desabrigado que veio hospedar no nosso continente. – Falou o rapaz, fazendo Tiago rir um pouco.

- Boa piada, cara. – Respondeu o amigo, descendo as escadas e vendo que a televisão estava ligada e que sua mãe mordia as unhas de tanto medo que possuía.

O Jornal da manhã parecia estar noticiando o estranho fenômeno que ocorreu, juntamente com a morte de Saiky. Contudo, a chamada principal ia para os navios desconhecidos que estavam atracados na ilha Abomin e a presença de homens vestidos com diversas roupas diferentes, tendo várias colorações e símbolos como: A,M,G,R,DS,RD e P.

- Desgraçados, estão vindo para a nossa região? – Gritou Tucciano, expressando sua indignação e assustando todos ali presentes.

- O pior é que mataram o meu Top Trainer favorito. – Disse Tiago, ficando triste e começando a derramar algumas lágrimas no chão.

- Eu mereço... Você tem quantos anos de idade, cara? – Suspirou o jovem, ficando impaciente e estressado.

- 18 anos... – Admitiu o rapaz, ficando com vergonha e pegando algumas bolachas na cozinha, tentando compensar a raiva e a melancolia com comida.

- Bem, acho que já estou pronto para desafiá-la. – Falou o herói, olhando dentro dos olhos daquela mulher, que acenou com a cabeça, concordando com a afirmativa.

Assim, a grande temporada de aventuras iria iniciar, com a chegada dos treinadores, dos cinco protagonistas, dos vilões e da presença dos grandes lendários. A batalha pelo futuro da humanidade começaria em breve, e as trevas densas já começaram a agir. Luta contra um tirano, proteção do planeta e o desafio máximo do treinador. Essas ações resumem tudo do grande duelo entre bem e mal.


Continua...

Bem pessoal, algumas considerações:

1- Algumas expressões foram usadas propositalmente, como limpou suas lágrimas, lembram que ele estava só chorando?
2- Acho que já podemos começar uma enquete diferente, entre o tipo dos ginásios.
3- O assassino do Campeão não será revelado tão cedo e o enigma irá ser achado depois.
4- A ponte entre Musketeer Heart e Dead Future já está sendo construída.
5- Como perceberam a passagem de tempo alterou grandes coisas, como a chegada dos vilões a uma estranha ilha, a fuga dos heróis da Distant Ocean.
6- Esse capítulo foi um filler, mas teve grandes acontecimentos.
7- O tamanho minúsculo dele deve-se ao fato de introduzir o continente, por isso.
8- Espero que tenham gostado.

Enquete: (por favor Todos os leitores ou comentaristas postem suas posições, se acertarem farei-os aparecer mais cedo do que pensam na fic ou darei mais uma vaga para personagem)

Qual o tipo de todos os líderes?

1-?
2-?
3-?
4-?
5-?
6-?
7-?
8-?


Última edição por Pikato em Sab 19 Out 2013 - 22:20, editado 2 vez(es)
avatar
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Qui 17 Out 2013 - 18:59

Bom, vamos lá.

O capítulo foi legalzinho, mesmo sendo filler, como você mesmo disse. Teve alguns mistérios revelados, um pouco de ação e talvez mais mistérios. Agora que todo mundo foi pra esse novo continente, quero saber como vai se desenrolar a história -q, mas enfim.

A Bertha realmente me surpreendeu, quer dizer, no outro capítulo já tinha sido meio surpreendente, mas não tanto como nesse, lol. Quem iria imaginar que ela fosse uma das "chefonas" da equipe do Ash? Ela sempre se mostrou uma velha frágil e indefesa, de fato.

Essa história do Celebi é bem sinistra mesmo, lutar com ele tem o poder temporário de voltar no tempo. E capturá-lo pode obter o poder para sempre, é bem tenso mesmo. Acredito que entre o Red e o Ash, ele fica com o Red, mesmo achando que não fica com nenhum.

Sinto pena do trabalho "em vão" dos moradores desse continente. Acabaram de construir tudo, bonitinho, etc. e agora todo mundo vai pra lá e obviamente vai ter guerra, fico triste com esse pobre e batalhador povo =/ -qq, mas enfim.

Erros eu vi alguns, mas não vou citar.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Sab 26 Out 2013 - 19:33

Bem pessoal estou tão animado em escrever este capítulo que nem consegui jogar direito o Pokémon Y, confesso que foram muitos dias de preparação para fazer as atualizações no escritório. A novidade da vez é que passarei a postar em spoiler, o diário de Jornada dos dois protagonistas principais, lembrando que Cynthia, Colress, N, Cyrus passarão a ser Npcs, ou seja, irão ajudar os primordiais. Contudo, haverá extras com eles também. Também abri vagas para o Grand Palace Championship, que reunirá os melhores treinadores do Mundo Pokémon, será a última etapa antes da liga. Vocês podem fazer suas fichas já, pois em breve postarei a primeira luta do primeiro inscrito nele. Se algum de você leitor que fez sua ficha antes de eu atualizar o escritório, mande-me uma mp ou cite em seu comentário mesmo que inscreverei vocês nele. Lembrando que o destaque principal vai para os 2 mestres Pokémons que serão enfrentados pro vocês inscritos, somente dois poderão lutar com eles. O nome deles é Hevicciano (Hevichiano) e Helier (Helié), os espertos sacarão na  hora o tipo de Pokémons deles. A dica é que um é oposto ao outro e impossíveis de se conciliar. Boa leitura e finalmente descubram que é a líder tão misteriosa que ocultei até agora. Black, agradeço pelo comentário.

Pokémon Dead Future
Capítulo 5: Intense battle! Tucciano VS Elesa
!

Tucciano
Voltre City: Thunder Cloud Gym Entrance 26/10/13 09h00min

O jovem herói estava decido, treinou durante vários anos para enfrentar a mãe de seu melhor amigo. A habilidade de falar com os Pokémons dava alguma vantagem para ele. Mas tentar subordinar o monstro adversário por causa do dom era injusto e incompatível com os valores que recebeu dos pais. O momento de ver o quanto o seu esforço valeu a pena tinha chegado. Naquela gigante porta metálica com o símbolo de um microfone e uma bela mulher piscando com o olho direito, iniciaria a primeira batalha intensa do rapaz.

Tiago estava preocupado, seus olhos meio fechados e a mão no rosto indicavam o medo de ver o companheiro perder e sair chateado. Contudo, Tucciano continuava determinado, a feição confiante denunciava a ansiedade e a animação. Com velocidade, o menino abriu a porta com força, ouvindo o ranger da porta e o grito da plateia que assistia a tudo de suas poltronas.