Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

[Remake] The discoveries of life.

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

[Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Ari Tasarov em Dom 24 Fev 2013 - 6:11

Hey! :3 Estou trazendo de volta uma antiga FF minha que irei reescrever a partir do segundo episódio... -q Pois bem, foi uma de minhas primeiras fanfics, senão a primeira... Ahan, como eu postei ela no fórum em 2010 (quando a quinta geração nem havia tido sua pokedex revelada por inteiro e nem os nomes americanos dos pokémons)... O primeiro episódio será exatamente o mesmo, cheio de erros, principalmente gramaticais, então não me crucifiquem... @.@ Estará exatamente igual pois não tem o que mudar, pra dar um clima de nostalgia. Na verdade eu queria reescrever com o Ragna, mas já que ele sumiu, vou ter que fazer sozinha. O Mud e o pietrosaggioro acho que lembram... Enfim, é isso! Ah, não estranhem se ''ideia'' ainda tiver acento ou acharem uma trema.



1 - A viagem.



Deve ser muito bom fazer uma viagem com a minha família, na verdade, quase nunca saímos juntos, mas com certeza, acho que esses dias vão ser diferentes! Minha mãe é daquelas, se eu fizer algo de errado, sem castigo e sem violência, para ela, é tudo a base da conversa de perto... Sua aparência é quase igual a minha, seus olhos são esverdeados, seus cabelos, pequenos, porém elegantes, marrons... Mas... Meu pai, bem, vocês não sabem o quanto eu fico triste em pronunciar tal, perder ele foi triste. Sempre foi um homem bom, trabalhador, admito que ele já estivesse ficando velho, possuía 68 anos... Era humilde, educado, gentil... Claro! Não sei se sou eu, mas, se fosse seu pai, vocês não diriam isso? Também, minha irmã, eu não gosto muito dela, e acho que nem ela de mim, seu jeito é rebelde e sempre resmunga de tudo, está quase sempre enjoada, reclama de tudo.

Bem... Só resta falar de mim, sou uma menina simples, mas claro, sempre gosto de chamar um pouco a atenção, motivo de usar roupas curtas, preferência a vermelho, ou, um ciano cairia bem. Mas culpa do inverno, faz um bom tempo que não me visto assim... A neve é bem chata, são floquinhos brancos gelados, que não param de cair! Mas, sabe, é minha diversão, gosto de ficar observando-as sempre que der, acho muito acalmante...

Acho que esse “passeio” que faremos será uma bagunça, aqui em casa somos muito desorganizados, é coisa pra lá, e coisa pra cá. Nunca gostei muito de pokémons, claro, nada contra, mas sou mais de observar. Moro em Sinnoh, em Twinleaf, aqui não é muito calmo não, a noite barulhos insuportáveis, e, ao dia, tenho que ir para a escola...

Nunca foi de grandes comércios, somente lojas bem simples, as de comida estão em maior quantidade, os preços são assombrosos, para se ter noção, é época de eleições, mas eu não voto ainda, tenho apenas dezesseis anos... Os candidatos em minha opnião são corruptos, Lessy e seu Venusaur são os mais fortes, para mim, eles ganham... Aqui também é cada um por si, não têm grandes solidariedades, doações... Quem mora na rua azar o se, quem era rico, que bom, isso, estava no pensamento de todos...

Eu não penso assim, acho que todos devemos ser ajudados, independente de cor, nacionalidade, jeito... Mas acho que meus pensamentos não vale tanto assim... Sempre as pessoas de minha rua perguntam se eu queria ter um pokémon, principalmente minha mãe. Oh, como me esqueci de citar isso, minha mamãe chama-se Araragi, ela é professora do laboratório de Isshu, para onde vamos.

Sempre achei esse continente incrível, tanto os pokémons como tudo, motivo de eu ser apaixonada pelo Tsutaaja, vocês já viram pokémon mais incrível? Ouvi boatos, que nesse lugar é tudo muito lindo, as pessoas são conscientes, o lugar é calmo... Estou só esperando para ver.

- Alessa, vamos, vá se arrumar! – Gritava minha mãe, já pensando em implicar, isso que eu odeio nela, quando ela começa a “discursar”, só pondo meu MP4 para auxilio. – Rápido, não se esqueça de passar o batom! – Novamente em um tom alto de voz. Sempre quis me deixar parecida com uma “bonequinha”, passar maquiagens para lá, roupinhas da moda para cá, prefiro mais meu estilo...
- Já estou indo sua chata! – Sempre fui arrogante, ela já estava acostumada com isso, sempre fico a chamando ela de chata, irritante e essas coisas desde pequena.

Aqui em casa sempre foi chato, monótono e tudo de ruim, aquele cheiro enjoante de limpeza, acho que vocês entendem o que falo, não? Possuí apenas cinco peças, dois quartos, um banheiro, a sala e a cozinha. Chamo-a de “minha caixinha de fósforo”. Os móveis são até bonitinhos, mas, o que curto mais é a minha televisão de plasma 42 polegadas... Em todas as paredes aquele rosa bebê, corzinha bem irritante, eu gostaria mesmo que fosse laranja. O chão é todo feito de pedras alaranjadas, que quando estamos de pé descalços, congelamos.

Meu computador está estragado, na verdade ele é bem antigo, branco, com o mouse todo “fuzilado”, e os teclados afundados. A maioria das coisas aqui são muito velhas, eu tenho pavor daqui, além disso, minha irmã trás suas amigas, e no final, ocupam mais o pouco espaço... Na verdade minha frequência no colégio é muito pouca, talvez eu vá um ou dois dias na semana, minhas notas estão lá em baixo, como em matemática, nesse primeiro bimestre, tirei dez... Eu gostaria de ter amigos, mas, algo me diz que não preciso deles...

Sou quase sozinha, quer dizer, sou sozinha, as pessoas que estão em minha volta, não dão muita atenção para mim. Mas, eu não posso ficar só reclamando, vivi estes dezesseis anos só, e agora que eu irei reclamar, nunca! Minha mãe sendo dona do laboratório, não tem muito tempo livre, para fazer brincadeiras, ou dar-me atenção. Sempre invejei as crianças que vão iniciar sua jornada, pois, acho que sabem?

Por isso eu acho que essa viagem vai mudar totalmente minha vida, espero fazer amigos, ou até, pegar meu querido Tsutaaja, que até já planejei o nome, será Tsu. Estou muito ansiosa, partiremos hoje não sei quando, se o tempo melhorar, ou seja, se a neve dar uma trégua.

- Mamãe, já estou pronta! – Gritei, disfarçando um sorriso, e pondo um lacinho rosa com umas bolinhas brancas, eu usava um casacão no momento, vermelho cheio de pelinhos muito confortáveis, com calças muito compridas, toda azul e preta.
- Está bem, vá chamar sua irmã. – Falava com sua voz bem feminina, piscando seus olhos brilhosos para mim.

Na verdade percorri a sala rapidamente, fiquei uns dois minutos lá, observando um quadro novo, pura feiúra, em vez de comprar comida ficam tirando dinheiro fora. Ele era todo modelado de marrom, e uma linda paisagem com árvores em um verde bem vivo. Era muito linda, mas eu ainda preferia uma boa massa...

Os sofás estavam surrados, eram dois, brancos e grandes, vinham com duas almofadas, mas uma já estava perdida, entre os dois um enorme tapete, nunca admirei muito ele, tinha um rosto de um pikachu, porém era todo listrado de marrom e cinza...

A porta do nosso quarto estava meio quebrada (sim, nosso, meu e de Courtney)... A maçaneta também estava horrível, às vezes, nem dava para segurar ali, aumento rapidamente meus passos, sem querer demorar...

Ela estava penteando o cabelo, cantando uma música daqueles cantores moderninhos, sim, eu estava quase ensurdecendo. Ela era muito bonita, diferente de mim e da mamãe, ela tinha olhos cianos e cabelos cumpridos e crespos, usava uma roupa muito bonita, um suéter preto, uma meia calça e uma saia de brim, isso era muita coragem no meu ponto de vista, naquele frio todo, só isso? Me poupe!

- A mãe mandou chamar. – Eu falava, já dando as costas.
- Está bem, já estou indo! – Sorria, levantando-se rapidamente, pondo a escova em uma pequena mesa de madeira, marrom.

Nós duas íamos juntas, notamos que Araragi esperava-nos na porta. Ela acenava simpaticamente, com movimentos leves... Fomos correndo, e logo tivemos uma surpresa: ela havia comprado um novo carro! Nós ficamos boquiabertas, era completamente lindo; azul escuro brilhoso, quatro portas... Mas não ficamos muito tempo apreciando-o, pois logo entramos. Por dentro era quente, e com direito a rádio, passava um som calmo, daquelas bem antigas...

Quando mamãe deu a partida, meu coração pulou, bateu tão fortemente, para mim, eu iniciaria ali uma nova vida, talvez eu tivesse aventuras, amigos, e quem sabe, o meu sonhado Tsutaaja!

Ficava vendo como Twinleaf poderia ser bonita, as casas, com certeza eram mais bonitas que a minha. Mas a praça era incrível, com inúmeros tipos de diferentes plantas, e até pokémons... Mas tais estavam cobertas por a fria massa branca, que no momento parou de cair; e tais moradias estavam todas fechadas, janelas, portas, apenas notava-se as luzes ligadas, e raramente, pessoas gritando...

O movimento na rua era pouco, talvez mais três ou quatro carros, sim, ainda era tarde, quatro e quinze (16h:15min) mais ou menos. Eu estava com a ideia de dormir, mas o papo de Courtney e suas amigas estava tão interessante, que ela gritava tanto, que poderia acordar um Snorlax!

Bem... Não estão como eu achei, elas finalmente não estão brigando, eu vou iniciar uma nova vida, estou finalmente fazendo uma viagem em família, saudades de meu pai, mas eu sei, que de qualquer modo, a vitória em Isshu me aguarda, aventuras, amizades, surpresas e derrotas estão a me esperar, e com certeza, estou disposta a quebrar todas as barreiras, para superar-me e quem sabe, fazer algo de útil!



Última edição por iSally em Qua 27 Fev 2013 - 5:30, editado 3 vez(es)
avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Nivans em Dom 24 Fev 2013 - 6:29

Sally, Sally, Sally... Fica até estranho comentar essa fic por agora. Lembro-me de quando postou no fórum da primeira vez, eu simplesmente adorei! Tanto tempo, né? Se bem que, mesmo agora, ainda sim acho muito boa.

Sua narração foi excelente nesse primeiro capítulo, contando com uma certa naturalidade que conseguiu me prender e fazer ler até o final. Achei bem legal o jeito como descreveu também, não deixando a desejar.

O maior porém desse capítulo foram mesmo os erros gramaticais, principalmente com vírgulas... Deves de tomar um pouco de cuidado com isso agora que vais fazer um remake. Já que esse primeiro episódio foi idêntico ao postado pela primeira vez, de sua primeira fanfiction, não vejo necessidades em ficar criticando e talz, até por teres melhorado bastante nesse aspecto. Apenas quero que tomes cuidado com isso no restante da fic, na parte reescrita, sacas?

Sobre a história, por ter a lido toda anteriormente, dou a dica que tentes acrescentar algo a mais para os antigos leitores não saberem tudo desde o início. Curti bastante a protagonista também, sei lá, achei ela interessante.

Então, só tenho a te desejar boa sorte para o remake de uma das melhores fics que já li no fórum. Sei que os erros, principalmente, já serão corrigidos no próximo episódio em sua maioria, por isso, deixei passar dessa vez! -Q

Té mais! o/

Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/11/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Black~ em Ter 26 Fev 2013 - 18:59

Bom, gostei até da fic e talz.

Lendo o prólogo já dá pra tirar um pouco a conclusão de como a fic vai ser e tudo mais, a garota meio pobre, que não gosta da irmã, que não tem muita atenção da mãe e talz. Enfim, sei lá, não por isso, mas parece legal.

Não sei porque, mas eu ri da parte que ela se descreveu toda cheia de "mimos", com roupinhas e tudo mais. Sei lá, eu tenho um senso de humor estranho '-', mas enfim.

Você narra e descreve muito bem, deu pra imaginar muito bem a cena, sentir o que as personagens sentiam ao narrar aquilo e talz. Isso creio que não terá problemas -q. Espero que não deixe de descrever tão bem.

Os erros você mesma já citou, teve alguns, acho que até uma quantia considerável, a maioria é pontuação errada, mesmo sendo um prólogo que você postou há muito tempo atrás, mas né. Enfim.

Acho que só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por -Ice em Ter 26 Fev 2013 - 19:23

Gostei bastante da fanfic, uma narração boa e talz, não tenho muito a falar, só duas reclamaçõezinhas. Em primeiro lugar eu acho que os números tem que ser colocados em extenso, fica estranho ler "42 polegada", acho que ficaria melhor "quarenta e duas polegadas", mas você é a autora. E a outra coisa é que você colocou Tsutaaja e Isshu, isso até e aceitável, mas depois você escreveu Snorlax e Sinnoh, acho que um em Inglês, todos em Inglês, um em Japa, todos em Japa.

Boa sorte, eu acompanharei a fic.
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por -Murilo em Ter 26 Fev 2013 - 21:25

Sally sua lindja! Cá estou. Se essa foi mesmo a sua primeira fic está de parabéns! Mas como esse primeiro capítulo é o original de 2010, algumas coisas estão desatualizadas. O nome do Tsudarja e da Araragi, (apesar que eu prefiru Araragi que Juniper). Bom, no começo já comecei odiando essa filha da Araragi. Tipo de personalidade que eu odeio >.< Mas até o final do capítulo, percebi que posso gostar dela futuramente. Como esse foi só o começo, não posso falar muito. Ainda não sabemos o que ela vai fazer em sua viagem por Unova (poderia ter ficado em Sinoh). Enfim, to enrolando aqui, acho que não tenho mais nada pra falar que os outros já não falaram. Sua fic é ótima, e melhor vai ficar quando voce começar a escrever de verdade. Boa sorte e até!
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por DarkZoroark em Ter 26 Fev 2013 - 21:27

Olá Sally
Não havia lido sua primeira fanfic (acho que porque entrei no fórum lá para o final de 2010 e não sei se sua fanfic ainda estava ativa... Se estava, mil desculpas! ^^'), mas devo dizer que gostei bastante do tema abordado por ti. Fazia tempo que eu não via uma fic de Pokémon que apresentasse a vida familiar do personagem principal. Sério. Acho que foi uns dois anos atrás a última vez.
Uma pequena dúvida? Nos próximos capítulos irás continuar a usar o nome japonês da 5ª geração ou irá passá-los para a nomenclatura americana? É que eu quero ter certeza se irei ou não precisar relembrar alguns nomes em japonês (tipo metade dos Pokés).
Mas enfim, eu achei bem legal o fato de elas estarem de mudança. Meio que me lembrou o começo dos jogos Ruby/Sapphire/Emerald e a saga Ruby & Sapphire do mangá, quando o principal se muda para uma nova região. Acho que vai ser bem legal uma fic baseada em Unova (não que não existam várias, mas com boa qualidade são pouquíssimas) e que a relação entre as irmãs pode acabar por se tornar um tema bem legal para o desenrolar da fic.
Bom, por enquanto é só. Espero pelo seu próximo capítulo. ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Ari Tasarov em Qua 27 Fev 2013 - 20:46

Kabeyama: Hey! o/ Obrigada por passar aqui... Na verdade, eu sei que tu gosta dessa fic pra caramba, então não vou destruir com ela. Sério, tu sabe que a minha gramática nem sempre foi algo muito forte. >.<' Mas nways, que bom que você gostou /novamente. Sobre a protagonista, eu sempre procuro fazer um ''relato''... Eu não escrevo pra ser ''bom'', é como se eu fosse a protagonista e tentasse narrar. ç.ç


Black:
Eu acho que tu vai ter alguma surpresa ainda com essa fic, man... ú.ú Eu mudo totalmente o rumo dela mais no meio, sério. Como eu já disse ali pro mano, eu tento entrar na personagem e relatar o que aconteceu em uma narração um pouco detalhada... e.e' Vou procurar arrumar esses erros gramaticais.

Ice: Que bom que tu veio... *--* Nways, como eu tinha dito nas minhas notas, os nomes dos pokémons da quinta geração nem tinham sido revelados ainda, por isso que tão em japa... Mas apartir de agora eu vou arrumar isso e pode deixar que vou passar a escrever os números... -q

Murilo: Muuurilooooo seu lindjo. *---*Ahan, valeu... Como eu já disse, eu tento ser a personagem, e ela vai mudar bastante no decorrer da fic. Obrigada pelos elogios, passa sempre aqui.

DZ: Oi! o/ É sempre ótimo ter um novo leitor, espero que goste. Não, nos próximos capítulos irei passar os nomes pra o inglês... -q Obrigada pelos elogios e enfim, espero que siga acompanhando!

Bem... Esse capítulo ficou meio parado e sem graça... :/ Porém não tem mesmo o que acontecer e foi apenas um filer... Enfim, ficou chato, sem descrição e pans... .-.' Mas espero que gostem! o/ Ah, e ficou pequeno pra caramba.


2 - Talvez uma amizade.



- Até que enfim acabou o assunto! Courtney, você não para de falar? - perguntava eu, sem nada o que fazer, apenas tentando irritá-la.
- Cale a boca! - Ela gritou alto e abriu bem a boca quando disse aquilo.

Fora isso, estava tudo muito sereno, apenas o alto barulho do motor e de uma musiquinha clássica tocando bem baixinho no rádio. Por dentro do carro estava quente, mas, mesmo assim eu me cobria com uma manta em um tom laranja, feita apenas de pano, bem fina. Mamãe prestava atenção enquanto passava pela enorme estrada de asfalto... Realmente nunca entendi como ela dirigia, e como tal função exige atenção... Ainda falta muito para chegarmos, eu não sei quanto tempo vou aguentar essa viagem.

Fizemos apenas uma parada, na grande estrada de Twinleaf... Muito movimentada, carros de todas as cores, tamanhos e jeitos tinha por lá, e até um semáforo, muito bem respeitado... Geralmente as pessoas caminhavam somente na calçada, que era um tumulto. As pequenas lojas cheias, e nas filas para acessá-las muita desorganização... As casas, onde eu adentrei a cidade eram simples, na verdade bem parecidas, todas do mesmo tamanho, com grandes portas e janelas, ambas normais de classe média.

Eu me admirava com a quantidade daqueles ''monstrinhos'' nos matinhos e toda a quantidade de nódoa no chão. Pokémons de pedra se escondiam atrás das colossais árvores, enormes mesmo, cheias de fruto, principalmente maçãs, bem vermelhinhas... Sudowoodos acreditavam se ''camuflar'' entre elas, para algum tolo acreditasse que ele fosse qualquer tronco, mas claro, eu nunca confundiria, as reais talvez tivessem um corte de Sneasel ou Meowth que deveria ter cruzado por ali...

Ainda o enorme tapete verde estava coberto de neve, que estava derretendo aos poucos e transformando-se em água... Starlys não paravam de passar, gritando altamente seus nomes... O céu estava asseado, liberando um ótimo odor (mesmo, eu só podendo senti-lo pela janela). Estava bem azul, apenas com duas ou três nuvens brancas vagando.

Ainda era cedo, fazia apenas algumas horas que partimos, talvez uma. Passamos por vários lugares incríveis! Mas com certeza, o que mais gostei foi o restaurante... Comemos bastante, dos alimentos mais caros... Confesso que mamãe ficou brava por termos gastado muito. Motivo de eu não tomar água ou suco, apenas refrigerante...

Quando passamos por perto do enorme mar, há, esse daí é inesquecível! As águas estavam cristalinas e pareciam geladas, apenas aquecida pelo sol, que não estava muito visível nesse dia. Mas, o que tinha sobre isso era mais belo ainda, inúmeros Lapras... Além de várias espécies diferentes...

Quando notei, mais tempo havia se passado, talvez três horas... Ainda sabia que estávamos longe de nosso objetivo. A “noitinha” caia, o grande sol já ia embora, e nós, procurávamos um lugar para passar a noite. Minha irmã dormiu, exatamente puxando meus cobertores sobre ela, mamãe seguia atenta, e eu, obviamente fotografava aquelas paisagens...

- Gente, parece que é o centro pokémon! – disse eu, dando um pulo para frente, com um pouco de sono.
- Pois é , venham, vamos passar a noite aqui. – minha mãe já retirava o sinto de segurança.

Eu balancei rapidamente Courtney, que ficou brava e confusa no início, mas ao ver que era um “abrigo”, passou a esfregar suas mão delicadas em seu rosto cheio de maquiagem e espinhas. Logo abre a enorme porta, e todos nós entramos...

Íamos em direção a um tipo de casa, o teto era completamente vermelho, mas, se olhar bem, ele está um pouco quebrado, talvez rachando... As paredes eram brancas, e no lado direito dizia: “Poké-Center”, uma escadinha, apenas três degraus... A porta era rotatória, cinza... E podia-se perceber várias pessoas, talvez treinadores, parados ali na frente.

Eu sabia o que era isso, era um centro de pokémons, para ser mais especifica, um tipo de hospital só para eles... E claro, abrigava alguns jovens viajantes... Por dentro, o mesmo cheiro de tal (hospitais), e a mesma cor mórbida... Tal ambiente era muito chato, desanimado, lembra-me muito minha casa... Desde que papai morreu ela não é a mesma...

Percebi timidamente uma enorme mesa de mármore, amarela e preta, fazendo toda a volta, e atrás dela, uma simpática pokémon rosa, olhos bem azuis e grandes, seu tamanho era pequeno e tal não parava de sorrir... Seu nome seria Chansey, eu fiquei meio assustada, seria um exageiro aqueles animais auxiliarem pessoas em qualquer situação de emergência.

A enfermeira estava diferente, parecia mais jovem e bonita, ao contrário de suas outras primas, irmãs... Eu não podia ficar de “bico calado”, e em uma ação momentânea, perguntei a moça, que estava junto a seu pokémon:

- Mas... Cadê a Joy? – espantei-me e dei um suspiro. A moça sorriu, piscou seus olhos cor de avelã delicadamente, e em um tom baixo de voz respondeu-me:
- Menina, você não está sabendo? – Aumentou seu tom vocálico. – Estamos fazendo pequenas mudanças em Unova, eu tenho um manual, espere um pouco!

Ela ficou meio assustada, eu aguardava pacientemente, e logo, ela veio com papéis na mão, estavam meios velhos, mas dava para ler-se:

“ Queridas pessoas de Sinnoh, eu, a presidenta Mary Ann, declaro que ocorrerá uma pequena mudança: a partir da cidade de Solaceon, SERÁ UNOVA, desculpem pelo pouco espaço, resolveremos isso nos tribunais.”

Apenas isso que interessou-me, eu deixei tal papel cair, meu olhar estava feliz mais triste, mas não tive muito momento de decepção... Mas algo me pôs a pensar: “se eu e mamãe quisermos ir para Unova, mas... Mas... Aqui é Unova!”...


A jovem moça de branco que estava em meu lado começou a correr ligeiramente, vasculhando por suas enormes cômodas, um remédio, tal estava em um tipo de pote marrom; resolvi seguir ela, e, senti muito dó do estado dos pokémons ali presentes, mas, logo me encantei por um... Fiquei olhando fixamente para ele, e tal, retribuía...

Para minha surpresa, tal era um Tepig, um pequeno porquinho laranja e preto, que aparentava estar bem saudável...

- Enfermeira, esse daqui parece bem. – falei, dando um leve sorriso.
- Ele só precisa de uma família, alguém que lhe ame, ele foi abandonado por alguém, deixado aqui na frente do centro. – a jovem ficou triste em pronunciar aquilo.

Talvez eu adotasse ele, aliás, não sou tão maldosa, finalmente alguém está precisando de mim, ele pode não ser um Snivy, mas, é um pokémon abandonado, nunca julgamos tais pela aparência, ele pode ser sim meu amigo, que poderei contar segredos, por um nome e quem sabe compartilhar alguma batalha!


avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Nivans em Qua 27 Fev 2013 - 23:00

Sally! o/

Como de costume, você fez um ótimo capítulo. Não me lembro direito de como foi o original, mas posso dizer que se saiu muito bem nesse! Ainda assim, vi que a partir de agora você vai usar os nomes em inglês mesmo. Melhor, imo.

Essa fic é cheia de reviravoltas mesmo. Já sei de toda essa história do Tepig e panz e sei o que vai acontecer. A protagonista tem alguma coisa que me faz gostar dela também, acho que principalmente por ter curtido essas opiniões que tinha sobre as coisas estarem embutidas no texto, escrito de um jeito bem leve. Em termos de descrição, também achei bem agradável, já que consegui imaginar os locais perfeitamente. O jeito com que você escreveu a viagem foi muito bom, foi como um ''relato''. e.e

Sendo um pouco mais chatinho agora, notei também algumas coisinhas que me incomodaram um pouco nesse chapter, mas a maioria não foram ''erros'', por assim dizer. Peço que tome um pouco mais de cuidado principalmente com a repetição de ''tal'' que, pra mim, foi o grande ponto negativo desse capítulo.

É só! o/

Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/11/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por -Ice em Qui 28 Fev 2013 - 10:03

As casas, onde eu adentrei a cidade eram simples, na verdade bem parecidas
mesmo, eu só podendo senti-lo pela janela

Em ambos os casos acima, a vírgula vermelha não existe, só pra avisar Razz

Eu gostei bastante do capítulo, pois você fez uma mescla do mundo pokémon com o nosso mundo, acredito que ninguém da PM pensou em colocar carros em sua fic (devo admitir que eu já, mas eram exclusivos da cidade de Jublife :3)
Não tenho nada a falar, eu vi alguns outros erros de vírgula como os dois acima, mas não vou cita-los por preguiça.
Os personagens estão bem legais, a menina sonhadora e sua irmã patricinha Laughing Mas ainda é muito cedo para defini-los, só posso dizer que eu gostei bastante da sua fic, e estou resistindo a tentação de ler a versão antiga.
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Aephus em Qui 28 Fev 2013 - 11:08

Ótimos capítulos Sally! Essa é a primeira história sua que leio e devo dizer que estou realmente interessado em acompanhar.

Só uma sugestão: Seria melhor você fazer uma jornada bem diferente (algo que o público não está acostumado a ver). Isso fará sua história ser mais original!

Bem, quanto a erros, não vou falar nada já que eu mesmo estou apto a fazer muitos.

Mesmo que seja um rewrite, boa sorte na fanfic!
avatar
Aephus
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 21/02/2013

Frase pessoal : Not sure if just trolling or making me a fool...


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Black~ em Sex 1 Mar 2013 - 21:43

Gostei desse capítulo, mas algumas coisas achei meio diferentes diríamos assim. Por exemplo, Unova é uma ilha, ela ia de carro até lá? Ou ia de balsa ou afins? Mas enfim, pode parecer só chatice mesmo, mas né.

Eu gostei do fato de Solaceon em diante serem propriedade de Unova, seria algo como os Estados Unidos vir aqui e pegar uma parte do Brasil (já fazem isso na Amazônia, mas né -q). Mas pensa no desespero dos moradores, "dormirem em um continente e acordarem no outro", mas enfim.

Ela não vai fazer uma jornada lá em Unova ou vai? É porque né, mas como você escreve bem, tira qualquer clichê que for acontecer na fic, porque toda fic haverá um clichê, o autor que tem que ter jogo de cintura para "retirá-lo" da fic dele.

Não vi nenhum erro, se teve acho que não deu pra ver.

Você descreve bem e talz.

É só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por DarkZoroark em Sab 2 Mar 2013 - 4:23

Sally o/
Gostei bastante do capítulo. Essa divisão do continente de Sinnoh me lembrou bastante do Muro de Berlim. Dá meio que para imaginar a reação deles: adormeceram em Sinnoh e acordaram em Unova. O choque de realidade foi bem ilustrado pela reação da Alessa quando descobriu o fato.
Outra coisa que gostei foi a presença de automóveis na mesma. Acho que vem bem a calhar - estou pensando em fazer o mesmo na minha, mas como to demorando a postar os caps isso também vai demorar... - pois ficaria muito estranho que todas as pessoas tenham que viajar a pé de um lado para o outro simplesmente para ir até a cidade vizinha. Isso é algo que realmente mais pessoas deveriam pensar em incluir nas fanfics.
Agora me pintou a dúvida: a fanfic será de jornada? Isso não me incomoda muito. Na verdade, até gosto de ler algumas deste gênero. Tem quem diga que é clichê, mas o termo só serve, na minha modesta opinião, para as que são má-escritas. As que chegam ao nível que a sua está não precisam se preocupar com isso, mas enfim...
Achei legal que ela vá adotar um Tepig. Foi o que eu usei pela primeira vez nos jogos antes de escolher de vez o Snivy (primeira vez que vejo uma geração em que o inicial de fogo é o pior dos três...). Estou ansioso para ver como a história irá se desenrolar a partir deste ponto.
Erros acho que só mesmo os que o -Ice citou. Por hora é só. Aguardo pelo seu próximo capítulo. ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Ari Tasarov em Sab 2 Mar 2013 - 19:54

Hey! o/ Bem pessoal, estarei postando esse capítulo meio cedo, porque talvez eu fique um tempinho ausente sem postar... :/ Por isso trago o terceiro episódio. Bah tchê, ficou chato, confuso e sem descrição, mas né... .-.'

Kabeyama - Kabee! o Feliz aniversário adiantado, mano. Nways, obrigada pelo comentário e fico realmente feliz que tu estejas acompanhando esse remake. Bem, talvez eu mude alguma coisa na história pra ti não saber exatamente o que vai acontecer e já estou pensando em algo bem legal. u.u' Você sabe que eu repito demais ''tal'', porém vou parando com isso. '-'

Ice - Ice o/ Como sempre, eu com problemas de vírgula... -q Eu sempre procuro deixar o mundo pokémon mais realista o possível e misturo com alguma coisa... e.e Sério, os personagens vão mudando no decorrer da fic, espera pra ver. u.u' Obrigada pelos elogios.

Aephus - Novo leitor! o/ Fico muito feliz que você gostou... Não irá ser exatamente uma jornada normal, você vai ver... :3 Obrigada pelos elogios e vou tentar parar de cometer esses pequenos errinhos.

Black - Obrigada pelos elogios! o/ Na verdade, eu escrevi essa fic quando Unova ainda não tinha sido revelada toda e afins... .-.' Por isso atualmente a fic fica meio estranha, mas se eu mudasse isso a história ficaria sem sentido. e-e' Bah, valeu mesmo pelos elogios... Espero que siga acompanhando! o/ Não irá ser uma jornada.

DarkZoroark - Oi DZ! O/ Caraca, obrigada pelos elogios. Mas mesmo assim, como eu já disse pro Black, essa fic não irá ser bem uma jornada, ela vai mudar totalmente de rumo, cê vai ver. u.u Na verdade, eu tinha colocado o Tepig por ele sem o mais ''sem graça''.

Tentei deixar esse capítulo mais na visão da protagonista mesmo... x.x


3 - Vozes, sonhos, uma missão em mãos!


O pokémon olhava para mim, seus pequenos olhos pretos brilhavam, ele sorria de forma discreta... Ambos fizemos a mesma coisa, o tomei timidamente em meus braços. Ele estava gelado, seus pelos curtos pareciam estar escovados, e muito bem cheirosos... Repetia seu nome, sua voz era agradável... Minha mãe e Courtney estavam na sala com Chansey. Dirigi-me até tal lugar, apesar, ficaria com minha ''família''.

- Oi pessoal, o que rola? – Afirmei, gritando, um tanto animada. Estava tentando ficar um pouco despreocupada com todas aquelas notícias.
- Silêncio... – Juniper pôs seus pequenos dedos em sua boca pintada com um batom rosa fraco.

Estavam atentas na enorme televisão, a imagem não era muito adequada, muitos chuviscos e chiados, mas dava para enxergar-se algo. O que tal chamava sua atenção era o jornal “Estrelas de Unova”, no qual passava todo os dias, exatamente ás nove da noite... Eu não era muito fã de tal, somente falavam de crimes, roubos e acasos... Mas o que estava passando agora, era muito sério....

A jornalista era bonita, possuía cabelos longos amarelados, um sorriso simpático, mas quando pronunciava tais acidentes, apagavam-se de seu jovem rosto... E desta vez, ela não tinha a mesma alegria, ao dizer:
“– Povo de Sinnoh se revolta contra Unova, e os guardiões de ambos não estão contentes...”
Todos ali presentes na enorme sala branca ficamos boquiabertas, até Tepig, que estava em meu ombro... Isso queria dizer: Reshiram e Zekrom estavam envolvidos, e, tal fúria dos guardiões poderia causar uma grande destruição !


Silêncio e apavoramento... Coisas típicas de um hospital, pois não éramos só nós, eram todos...

Tantos incômodos para esses treinadores, isso me deixava muito triste, além de se preocupar com seus amigos feridos, e agora, com isso! Eu sabia desde o início que não era uma boa idéia diminuir Sinnoh, mas, se minha opnião valesse...

Seja onde isso estivesse, gostaria que ficasse longe de nós; não queria ficar aqui parada, mas... Ajudar de algum modo! Vocês não sabem como eu me sinto... Dou um enorme suspiro, apenas para acalmar-me. Sento no gigantesco sofá, que estava em uma cor mais viva, um ciano... Fecho meus olhos, resmungando bem baixinho, querendo dormir.

~X~

Barulhos não me deixam pegar no sono, tais eram horríveis, pareciam ferros batendo, isso não sai de minha cabeça! Ficava cada mais intenso, deixando-me confusa, viso-me no escuro, apenas ouvindo uma voz, um pedido de ajuda, um pokémon... Seria um sonho?

~X~


Sinto mamãe me balançando bruscamente, sua expressão estava sonolenta, estava meio descabelada, parecia querer fazer algo comigo...

- O... Que foi? - Exaltei-me quando disse aquilo.
- Você caiu no sono, parecia estar tendo um pesadelo... - arregalava os olhos, e aumentava seu tom de voz.
- E... O jornal? - levanto, apavorada.
- Você devia estar sonhando...

Por mais estranho que parecesse, para mim era bem real, como? Como eu poderia estar dormindo, seria... Seria... Eu estou sem palavras, simplesmente alucinada, tudo era tão... Tão... Mas, tal barulho ainda está em minha cabeça, aqueles pokémons...

Parecia chover, os relâmpagos eram fortes, e os gelados e minúsculos pingos d'água, caíam fortemente batendo no chão de pedras, dava para se ver da enorme e marrom janela. Talvez fosse mesmo tudo de minha cabeça, pois, a fora, estava tudo normal...

Tepig estava comigo, ele parecia também ter visto tal coisas... Estava assustado, trêmulo... Resolvi ignorar isso, pois nessa viajem, tudo que eu não procurava eram preocupações... Era cedinho, parecia ser umas seis da manhã. O nosso enorme carro azul-escuro ainda estava lá fora, completamente molhado.

Me visava naquela sala, e na televisão, passava um desenho animado, “ Tom e Jerry”, eu segurava meu “leitãozinho”, era o apelido que eu haveria de lhe dar... Nós olhávamos concentrados... Algumas vezes, eu puxava suas grandes orelhas, só para irritá-lo.

- Como eu gostaria que você falasse! – Afirmei, abaixando a cabeça e olhando para ele...
- Mas... Eu falo. – Sorria, estendendo-me suas curtas patas... – Todos nós pokémons falamos , acredite. – soltava sua doce voz, parecia feminina e animada.
inha amiga
Caraca! Eu estava paralisada, apenas fingia estar calma, era uma garota, eu sempre quis ter um pokémon fêmea, talvez para por laçinhos ou roupinhas. Várias coisas sobre o assunto me passaram pela cabeça, mas resolvi ficar quieta, e por mais estranho que fosse, ele, ela quer dizer, agora é minha.

- Vo... Você também viu aqueles sons? – Balbuciei eu, diminuindo o tom firme de minha voz e passando as minhas frias mãos em sua parte preta...
- Aquele ser que você viu é Victini, o pokémon vitória... – Começou ela. – Na verdade, isso foi uma prévia do futuro, você agora, pode vê-lo... Quero dizer, aceite tua missão, todos nós precisamos de você, todos!
Ao pronunciar tais palavras, voltou a dizer seu nome, quer dizer... Como assim, “todos precisam de mim”? Eu não estou pronta, mas, como vou saber se é verdade... Como? A chuva caía cada vez mais forte, parecia querer prender-me em tal centro... Isso estava ficando cada vez mais sinistro.

Tinha vontade de contar a alguém, ou mesmo, ter uma previsão... Tentava, mas nada acontecia, parecia que alguma coisa me impedia... Minha irmã, estava dormindo no quarto de hóspedes... Junto com mamãe e todos...

Visava-me só, vejo um vulto laranja, parecia triste, em seus enormes olhos azuis brilhantes, lágrimas, não dava para entender-se o que dizia, sua voz parecia corrompida... Estava triste... Porque, porque eu... Eu não quero ver essas coisas! Não...

Começo a gritar, mas por mais alto que fosse, ninguém poderia ouvir-me... Olho novamente para esse ser, só que desta vez, gaguejo algo:

- O que você quer de mim? – Não me contenho e começo a chorar compulsivamente...

Ele ignorava-me completamente, parecia tentar dizer algo, estava tão “indigesto”.. Um vento muito forte leva-me para trás, obrigando-me a ficar de joelhos no chão, que no momento, estava coberto por um tapete cinza, que mal dava para se ver. . Então, as luzes se apagam...

Olhos vermelhos, encaravam-me fixamente, pareciam raivosos, seriam de... De... Zekrom? Isso estava cada vez mexendo mais e mais comigo... Eram sim de tal guardiã, que logo pronunciou com sua doce e calma voz feminina:

- Você! Garota! Levante-se, e aceite teu destino... – Dava para notar-se bem esse lendário pokémon, seu corpo era todo escuro, e em sua expressão raiva...
Sinto-me mal, meu corpo fica trêmulo e paralisado, logo, caio.

~X~


Acordo-me novamente no monótono centro, já estava mais movimentado, tudo, muito normal... O que estaria de acontecer, será que eu estava enlouquecendo, ou talvez um simples sonho. Isso tudo será real? Como todos dependem de mim, uma simples garota mortal... Como? Não descansarei, pois isso não sairá da minha cabeça, até eu começar, uma busca por respostas!


avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por -Ice em Sab 2 Mar 2013 - 20:18

Sally o/ Surpreendendo como sempre!
Sua fic com certeza será aventura do começo ao fim, no terceiro cap já ter confusões assim... Oh, wait! A Tepig fala?

Não achei erro nenhum, apenas esse:

- Como eu gostaria que você falasse! – Afirmei, abaixando a cabeça e olhando para ele...
- Mas... Eu falo. – Sorria, estendendo-me suas curtas patas... – Todos nós pokémons falamos , acredite. – soltava sua doce voz, parecia feminina e animada.
inha amiga

Não entendi bem, mas era para ser "Minha amiga", fora isso não tenho nada a dizer, só elogios e que você nunca desista dessa fic :3
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Nivans em Sab 2 Mar 2013 - 20:18

Ótimo capítulo, Sally. Agora que as coisas começam a acontecer mesmo na fic, com algumas revelações como essa do Tepig falar e coisas importantes começarem a aparecer. A narração ficou muito boa, leve e agradável, assim como a descrição. Uma das coisas que eu mais gosto do jeito que você escreve é a naturalidade com que as coisas são contadas, gosto muito disso.

Sobre erros e algumas coisas que atrapalharam um pouco, vi algo um pouco estranho, quando a protagonista perguntou se tinha visto aquele som. Além disso, achei que você poderia começar um parágrafo com algo diferente de ''me visava'', naquela parte em que fala que passava Tom e Jerry. De erros ortográficos, apenas vi que escreveu errado a palavra ''opinião'' em um trecho, mas isso foi o de mais insignificante mesmo.

Sobre a repetição de ''tal'', ainda esteve presente nesse capítulo, mas não acho que tenha atrapalhado tanto.

Anyway, ótima fic e estou ansioso para o próximo capítulo! o/



Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 18/11/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Colt em Dom 3 Mar 2013 - 12:21

Gostei! Você tem belos personagens, carismáticos e uma história muito boa. Só li até o Ep. 2, mas curti muito, quando puder eu leio Cap. 3 e mais algum se vc já tiver postado. Não notei muitos erros, mas acho que foi pq li muito rápido e tals. Estou acompanhando Very Happy
avatar
Colt
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/03/2012

Frase pessoal : ba dum tss


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por DarkZoroark em Dom 3 Mar 2013 - 17:30

Sally o/
Capítulo bem legal. Achei interessante essa habilidade que a Alessa tem de prever o futuro. Com certeza fará a mesma passar por bons e maus bocados. Outra coisa que achei legal e bem bizarro foi o fato de que a Tepig possa falar. Uma coisa que eu achei um tanto estranha foi isso:

- Oi pessoal, o que rola? – Afirmei, gritando, um tanto animada. Estava tentando ficar um pouco despreocupada com todas aquelas notícias.
Acho que deveria ter sido "Perguntou", "Questionou" ou "Indagou". Acho que ficaria um pouco mais condizente com o contexto em que se apresentava.
O pessoal de Sinnoh irá rebelar-se, huh? Tenho de perguntar: tivesse alguma base no "episódio" do Muro de Berlim? É que ficou realmente parecido com o cenário existente na Alemanha durante essa época. Nway, fiquei confuso com uma coisa: Reshiram e Zekrom são guardiões tanto de Sinnoh quanto Unova ou os guardiões da primeira seriam lendários da mesma geração? Como já dito antes, estranhei um pouco a parte do noticiário, quando a jornalista reportou que os guardiões de ambas as regiões estavam zangados e, logo em seguida, Alessa falou da dupla Ying-Yang.
Assim como o Kabeyama, achei meio estranho quando ela "viu um som". Foi um errinho bobo; um pouco de atenção e isso está resolvido. Estou me matando de curiosidade para saber qual será o papel do Victini no futuro da fanfic. Não é o meu Pokémon duende favorito - Este posto cabe ao Manaphy - mas acho-o um excelente Pokémon e com um design bem legal.
Vou deixando o meu comentário por aqui. Espero pelo seu próximo capítulo. ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por -Murilo em Dom 3 Mar 2013 - 19:11

Yoo Sally! Fiquei um cap sem comentar, quando entrei no tópico pra lê-lo, você já tinha postado o terceiro >.< Mas já li tudo agora e estou em dia.
Sobre o capítulo dois, achei ele bem legalzinho, assim, sem muito acontecimentos. Mas o final me surpreendeu muito. Aliás, essa fic é cheia de surpresas. Depois tenho que ver um mapa de Sinnoh pra ver como ficará essa divisão. Agora fico aqui me perguntando porque Sinnoh foi dividida assim com Unova. Os dois são ilhas, então fica uma coisa meio difícil de imaginar. Nesse cap, você deixou uma parte a mais em itálico, eu acho.

Sobre o cap três, esse sim foi mega estranho! Pra começar pelo jornal, que algumas partes achei meio confusas. Depois de ler mais duas vezes que eu fui compreendendo mais. Ah, já me veio tipo um palpite, aqui, mas não sei se ele está certo porque sei se entendi direito o tal noticiário. Lá diz que os tais guardiões estavam envolvidos, e falavam de Zeckrom e Reshiram. Bem, eles são os lendários de Unova, não sei se eles tem a ver com Sinnoh, então fiquei aqui em dúvida se uma parte de Sinnoh passou a pertencer a Unova pra separar os lendários que estavam em conflito, ou se eles passaram a entrar em conflito depois que aconteceu a divisão. Ou talvez ainda não seja nada disso, e eu to só endoidando aqui Razz

Outra coisa que me confundiu um pouco foi quando a menina lá começou a conversar com a Tepig, e vei o Victini e tal, isso tudo foi o sonho né? Ou a Tepig fala mesmo? E se fala, como??? Bizarro. Agora to curioso pra saber porque que a menina foi a escolhida pra salvar o mundo (o fato dela ser a protagonista deve ter algo a ver rsrsrsr). Aliás, nessa fic você tá puxando muita coisa do baú, além da própria fic. Coisas como jornada de aventura, lendários, e pessoas escolhidas pra salvarem o mundo eram comuns nas fics a um tempo atrás, e foi se acabando hoje.

Pra terminar, acho que já deve saber que sua escrita é ótima, em primeira pessoa tem se saido muito bem. A leitura é bem fluida. Boa sorte na sua fic, e até!
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Pokaabu em Dom 3 Mar 2013 - 20:06

CHEGUEI SALLY SUA LINDA

Bom, desde que eu vi que você tinha aberto uma fan fic eu sabia que eu deveria comentar, por mais preguiça que eu tivesse, enfim, você foi uma das pessoas que me deu força pra continuar o 6º distrito, e eu te agradeço infinitamente por isso. Enfim, cá estou eu para falar da sua ff, o que eu mais gostei dela foi o modo simplista que você narra, claro, porque condiz totalmente com a idade da protagonista, achei alguns erros bobinhos que poderiam ser evitados se revisados, mas, nada pra matar ninguém. A tá, não entendi muito bem esse negócio do território de Unova ter se estendido ou diminuído ou dividido, putz, fiquei confuso? Me explica?

No mais, é só isso, espero que você continue assim, diva Razz
avatar
Pokaabu
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 02/07/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Ari Tasarov em Qui 7 Mar 2013 - 13:17

-Ice: Ice! o/ Bah guri, valeu por vir comentar aqui... o/ Valeu mesmo pelos elogios, é ótimo saber que você está gostando e acompanhando a fic, sério... :3 Verdade, aquele errinho foi uma pequena falta de atenção minha, mas vou arrumar, pode deixar. E claro, não vou desistir da fic e pretendo levar ela até o final! =D Até a próxima!

Kabe Mano! o/ Verdade, eu tô tentando repetir menos ''tal'', esse sempre foi meu problema além da péssima gramatica, rs'. >.<' Valeu pelos elogios e espero que sigas acompanhando pra ver as coisas que eu troquei... e-e

Colt Coolt! o/ Só veio porque eu te pedi no MSN, né guri? U_U' Brincadeiras a parte, obrigada pelos elogios e espero que você siga lendo!

DZ: Oi! o/ Brigada por vir aqui sempre, tchê.. -q Na verdade eu resolvi usar o Victini porque ele tinha sido revelado e pans, eu tinha em mente meter tudo que estava ''revelado'' da quinta geração em uma fic, por isso algumas coisas ficaram meio confusas atualmente. >.<' Não, na verdade, foi pura conhecidência ficar parecido com aquele negócio todo do Muro de Berlim.

Muriloooo! *----* Verdade, como essa fic é antiga, ela ainda tem esses negócios todos de uma jornada e uma escolhida, rs'. Na verdade, ela escutou a Tepig falar quando estava tendo aquelas ''visões'', e sim, aquilo era um sonho... Na verdade muitas coisas ficaram confusas, porque simplesmente não tinha sido nada revelado, então eu mesma tive que ''criar'' a minha Unova... ç.ç' Valeu pelos elogios, que bom que gostas!

Pokaabu - Hey, Poka seu lindjo. -qq Na verdade, eu te devo te agradecer por continuar com aquela sua fic maravilhosa, e realmente me sinto honrada em você dizer que fui eu que fiz você querer seguir com ela, mesmo... <3 Nways, eu sempre procuro deixar tudo bem simples mesmo, o objetivo desse tipo de narração é deixar os detalhes, as opiniões e enfim, tudo na vista da própria menina. Por isso eu não exagero em descrições e enfim, deixo tudo apropriado... :3 Obrigada pelos elogios e espero que sigas acompanhando!


~~X~~

04 - Um almoço um pouco diferente.



A tempestade seguia a cair, fortemente, desta vez com rigorosas ventanias... Podia-se perceber através da janela a tímida lua crescente surgir sob o colossal céu escuro, escondendo-se entre as poucas nuvens que restavam. Pelo visto, não visava-se mais tantos pokémons na rua, deveriam estar todos procurando um abrigo, onde se esconder dessa inesperada tempestade.

Outra coisa que também notei, foi que os treinadores que não paravam de adentrar em tal hospital, vinham em menor quantidade, muito menor... Nosso velho carro azul-escuro seguia lá fora, encharcado...

No lado de dentro estava muito digamos, “confortável”, as enfermeiras preparavam café para todos nós, sendo simpáticas e o principal de tudo, educadas... Suas belas Chanseys também não paravam de sorrir, indo de um lugar a outro...

Eu estava deitada no grande sofá ciano, que possuia duas enormes almofadas, onde eu coloquei bruscamente a cabeça... Estava com Tepig, ela sorria. Agora eu havia a apelidado de Paris, o nome de meu antigo Ninetales, que infelizmente faleceu... Mamãe estava com Courtney, jogavam uma partida de carta e conversam bobagens, como sempre...

~X~


A maioria das pessoas encontravam-se na enorme sala de jantar, bem, o que sempre gostei de lá, eram as enormes cadeiras, todas feitas de madeira, pretas... Os balcões estavam velhos, já até perdendo a cor, e em uma parte, sem uma porta... O local era gelado, mas sempre cheirava aquele delicioso café com leite, pão e manteiga. Oh! Meu lanche favorito... E era onde eu me encontrava no momento, sentada, usando meu celular.

Mas algo chamou-me a atenção ali, pareciam mais alguns ''resmungos"... Virei lentamente meu rosto pálido, dando-me de cara com um garoto triste... Seus cabelos eram cacheados e marrons claros, estava com uma bela roupa, uma camiseta do time de futebol de Hoenn, verde com poucos detalhes em preto e um short marrom escuro com dois bolsos...

Logo levanto-me rapidamente, claro, para ver o que se passava. Tal menino aparentava ser jovem, no máximo uns 16 anos, talvez... Resolvi ir falar com ele, afinal, que mal teria?

- Que feio... A menininha está chorando... Apanhou da mamãe? - Falei, apenas dando um sorriso irônico.
- E você quem é, hã? – Sua voz era doce e um tanto fina... Ainda parecia soluçar.
- Diga-me o que houve, posso te ajudar. – Disse, estendendo minhas trêmulas mãos geladas. - Só estava brincando...
- Mas... – Balbuciou ele. – Não importa! Eu sei, você é como todos! - Gritou quando disse aquilo.
- Relaxa... - Sorri. - Só quero conversar, estou sozinha pra caramba aqui.

Na verdade, eu sempre fui egoísta, nunca estendi a mão para um pobre coitado, sendo mais especifica, queria mesmo é tentar “acudi-lo”... Quem sabe eu fizesse um amigo. Era o que mais precisava naquela viajem, alguém para conversar...

- Como você se chama? – Dei um sorriso bem animado, tentando tirar aquele “ar de tristeza” do local.
- Bem... Me chamo Carles... – Ele foi interrompido por mim, que logo comecei a falar:
- Eu sou Alessa! – Encarei-o. - ''Lelessa'' para os íntimos.

Fiquei horas conversando com aquele simpático garoto, e para minha surpresa, ele dizia tudo, se abria, falava cada coisa que eu deixava de acreditar que fosse possível em uma mera vida humana. Sua trajetória era triste, cheia de desavenças; mas novamente decido ficar quieta.

Ele possuía apenas um pokémon, era até “rarinho”, mas nunca curti muito dessa espécie. Raichu, um tipo de rato elétrico, meio alaranjado... Tal tentava fazer amizades comigo, esfregando-se em minhas pernas, mas eu não correspondia.

Já íamos saindo do local, indo para o refeitório com os outros, mas algo nos impediu. Era uma mulher, cabelos rosas, parecia bem magra, mas seu rosto não estava muito amigável. Estava acompanhada por um homem, que com tal, usava roupas muito compridas e cinzas... Estava com um P estampado no meio, eu já sabia o que era: a Equipe Plasma!

Carles não sabia quem eram, reagiu normalmente a ver os indivíduos maldosos, até os cumprimentou. Eu fiquei meia paralisada, mas tentei agir naturalmente, estavam na frente da enorme porta de madeira, não deixando-nos adentrar a ''cozinha''...

A moça chama-se Kristhen, uma jovem que dedicou sua vida ao mal após perder seus pais, e o homem, é Rafael, já velho, porém, experiente. Paris estava conosco, ela parecia estar bem tranquila, em meus braços...

- Olha só... O que querem aqui, hã? Não tem nada pra pegar! – Berrei, muito assustada, tentando afastar-me o máximo possível dessas pessoas.
- Não queremos nada. – Começou a mulher, olhando para mim. – Viemos apenas para recuperar nossos pokémons.

Minha vontade era de avançar nela e dar-lhe tapas, mas eu sou uma menina controlada, talvez. Mas admito que ás vezes estresso-me demais. Os dois saíram da frente, nos deixando passar. Ao entrarmos, todos olharam para mim e ao garoto, com aquelas caras de “velório”, até mamãe.

Estava um silêncio total, eu cantava baixinho para ver se animava o pessoal, mas todos ainda com as mesmas expressões. Minha vontade era de perguntar ‘quem morreu?’, mas decidi ficar quieta. Todos comiam muito desanimados, principalmente os treinadores, mas foi Joy que veio a dar o veredito:

- Sinto dizer-lhes, mas todos Poké Centers serão fechados. – Dizia a moça, com seu pokémon ao lado.
- Mas... O que acontecerá com as enfermeiras? – Interrompeu mamãe.
- Bem... Nós vamos para casa, talvez tentar um novo emprego, quem sabe. – Caia uma pequena lágrima, mas era despercebida.
- E, qual é a razão disso tudo? – Intrometi-me na conversa, meio desajeitada.
- As batalhas pokémon estão proibidas! – Gritou a mulher, desesperada. – Pokémons estão se revoltando com os humanos, por a razão de lutarem, lutarem e lutarem, e só receber um obrigada. Podem ligar a TV, vão ver em tudo que é noticiário, foi divulgado hoje mesmo. – A mulher estava trêmula, assustada, e até meio triste.

Essa, era uma razão para mim também não curtir muito essas criaturas, sempre achei injusto as batalhas, mas, proibidas? Isso daria um grande descuido... Todos ali presentes ficaram abalados, cabisbaixos... Muitos sonhos por água abaixo, de serem mestres...

Mas algo haveria de interromper tal serenidade, um barulho, do nada... Algo aparece em nossa frente, parecia ter transportado, era um vulto laranja, com os mesmos alhos azuis que eu já havia visto.

Era Victini, e não parecia muito contente.
avatar
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Black~ em Qui 7 Mar 2013 - 16:06

Bom, primeiro desculpe-me por não ter comentado antes, mas vamos lá.

Gostei do capítulo 03, ele mostrou o desequilíbrio que aconteceu ao separarem Sinnoh, os guardiões ficarem bravos com tudo isso e talz.

Sempre acho que o Reshiram é fêmea e o Zekrom que é macho, mas é o contrário -q, mas enfim.

Enfim, gostei de a garota prever todo o futuro, a ira dos guardiões, a destruição e tudo mais. O fato de ela ter uma conexão especial pelos pokémons, porque ao que me parece apenas ela pode escutar os pokémons, mas enfim.

Eu vi alguns errinhos, mas só vou citar esse:

Resolvi ignorar isso, pois nessa viajem

O certo seria "viagem". Com "j" era usado como verbo e não como substantivo, mas enfim -q.

Agora este novo capítulo... bom, gostei dele, o fato de as batalhas serem banidas, os pokémons se rebelarem, tudo por causa da maldita separação, mas ficou sim bem legal.

Eu gosto da maneira irônica da personagem, me fez rir aquela parte que ta todo mundo tenso e ela começa a cantar -q.

Novamente eu vi "viajem" no sentido de "viagem".

Mas você descreve muito bem as coisas, o que faz com que os erros não atrapalhem muito.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por -Ice em Qui 7 Mar 2013 - 21:10

Aeee Sally :3

O capítulo foi muito legal, está começando uma rebelião, primeiro a separação dos continentes, depois isso das batalhas, a fanfic fica boa com essas coisas.

Eu não vou citar os erros com vírgulas porque você disse que não as domina, mas em certo momento você escreveu "Caia uma lágrima". O certo seria caía, pois caia é o verbo no modo imperativo (tipo Caia dessa casa!)

Não tenho muito o que falar, mas eu já estou gostando do Victini <3
avatar
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Thyplozard em Sex 8 Mar 2013 - 19:08

Pooxa, tô gostando muito da sua fic, não tinha lido a original, acho que ela começou depois que eu saí do fórum, mas vamos lá né, as vírgulas, tem várias mal colocadas, não citarei nenhuma pois eu tenho preguiça Razz
Bom, a história está um pouco confusa, mas você já disse que é por causa que era na época que estavam revelando as coisa pro Black/White, então tá de boa.

No mais, gostei da fic, e estou acompanhando Very Happy
avatar
Thyplozard
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 25/11/2010


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por -Murilo em Sex 8 Mar 2013 - 19:24

Sally! Cá estou eu de novo. Menina, que capítulo foi esse! Minha cara quando a Joy falou que as batalhas seriam proibidas. MAS PARA TUDO! Imagine o mundo pokémon sem batalhas pokémon??? Tenso demais! Algo me diz que a Team Plama tem algo a ver com isso, afinal, esse não é o "objetivo" deles. (as aspas é porque nos jogos a verdade não era bem essa) Mas uma coisa que achei bem engraçada foi a reação da Joy lá. Eu fiquei imaginando a coitada gritando desesperada e se descabelando, uma coisa que nunca imaginei, e até ri por dentro, sorry!

Agora apareceu esse menino, deve ser o companheirinho da protagonista. Fiquei curioso sobre a história dele, apesar que achei seu comportamento meio desconfiável, mas enfim, vamos ver mais pra frente. E esses plasmas que apareceram aí no Centro? Parece que só ela (e a mãe) os conhece. Imaginei que quando esses bandidos aparecessem já iriam chamar a polícia hahah. Por fim, esse aparecimento abrupto do Victini foi bem estranho. O que será que ele vai fazer aí? Será que ele resolveu vir pessoalmente falar com a Alessa? Será bem tenso.

Bom, erros eu não, não sou muito observador. Mas uma coisa estranha que achei foi nesses trechos:

iSally escreveu:A tempestade seguia a cair, fortemente, desta vez com rigorosas ventanias... Podia-se perceber através da janela a tímida lua crescente surgir sob o colossal céu escuro, escondendo-se entre as poucas nuvens que restavam.

Tipo, tava caindo o toró lá, mas o céu tava quase sem nuvens??? Não acho que seja exatamente um erro, mas geralmente quando se chove, o céu fica todo coberto de nuvens. Mas, acho que não tem muito problema. Bem, boa sorte aí, e até o próximo capítulo ^^
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por DarkZoroark em Sex 8 Mar 2013 - 21:39

Sally o/
Gostei bastante do capítulo. Vou ser sincero e falar de uma vez: Se é que existia algum clichê em sua fanfic exterminaste o mesmo no seu último capítulo. Batalhas Pokémon estão proibidas?! Que reviravolta bem interessante. Não estou se isso tem haver com a separação do continente, porém.
Essa revolta dos Pokémons fez lembrar-me do enredo por trás dos Espadas da Justiça - Cobalion, Virizion, Terrakion e Keldeo - e o fato de eles serem hostis com os seres humanos, muitas vezes atacando-os ao verem algum ato de tirania contra os Pokémons. Tenho a sensação de que este fato irá acabar por "dividir" a Team Plasma nas duas facções de BW2: Os seguidores do N, que pensam em separar humanos dos Pokés, e os do Gethesis, que almeja dominar o mundo como qualquer organização de quinta categoria.
Achei o Carles no mínimo interessante... Não deu para ter uma ideia muito plena de como é a personalidade dele, mas já percebi que é alguém bem amigável - tem que ser para cumprimentar dois Grunts da Plasma. Assim como o Murilo penso que ele será o companheiro de viagem da Alessa e que juntos irão se meter em algumas poucas e boas.
A aparição do Victini foi bem legal. Mesmo que a situação fosse séria, quando imaginei ele não consegui de pensar em quão kawaii ele é. Estou ansioso para ver o que ele irá falar para a Alessa e também o choque que as pessoas terão ao ver o Pokémon vitória em sua frente. Certo de que haverá alguém que tentará capturá-lo...
Erros só aquele que o Black~ citou, em que escreveste viagem com j. Sua descrição é realmente muito boa, ajudando o leitor a situar-se no ambiente em que a história se passa. Vou deixando o comentário por aqui. Até o próximo cap friend o/ ninja
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Remake] The discoveries of life.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum