Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

S.A

Ir em baixo

S.A

Mensagem por Akateru em Seg 4 Fev 2013 - 13:58

S.A


Oi pessoal! Essa é a primeira fic que irei escrever de verdade, isso explica o porque de não ter ficado muito boa. Descobri que não nasci para escrever fics de pokémon, muito menos de aventuras ou comédia, e o gênero que mais curti escrever foi mistério, e vi que não tem muitas fics desse gênero aqui na PM, então apresento pra vocês essa fic de mistério e terror psicológico, sobre uma escola "diferente", e dois personagens principais, Kobayashi Makoto (masculino) e Hashimoto Mitsuko (feminino). Espero que gostem! ^^

Prólogo


@Mitsuko

Mais um corpo caia no chão empedrado do local, estava escuro e com uma bruma cinzenta, mal dava para enxergar. O ar tinha um tom sombrio e abafado, eu não estava entendendo o que ocorrera, corpos não pararam de cair, causando estrondos de seus ossos quebrando. Não conseguia me mexer, minha visão se focava a um centro onde conseguia ver uma sombra.

"O que era aquilo?" essa fora a pergunta que meu cérebro fizera indiretamente, enquanto focava minha visão na sombra. Era uma mulher, baixa, magricela, cabelos negros curtos e muito lisos, e um sorriso, um sorriso horrendo, malicioso, psicótico, como se gostasse de ver a dor, ela me dava calafrios, usava sapatilhas, calças jeans, uma camisa azul marinho, e uma tiara, ela sorria fortemente ao ver os corpos ensanguentados, os sangues deles escorreram estranhamente ao centro, formando uma poça, que borbulhava e evaporava, sobrando alguns rastros de sangue que podiam claramente pontificar as letras S A.

-Começou- Disse a mulher, fazendo uma reverencia.

Abri meus olhos, ouvia o despertador tocar, me levantei e troquei de roupa, hoje era o meu primeiro dia na escola nova, onde iria fazer meu primeiro ano do Ensino Médio, quando fui escovar meus dentes, reparei no espelho do banheiro, uma pequena sigla no uniforme escolar, S.A.

Tive um pequeno Déjà vu.
avatar
Akateru
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/09/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por Black~ em Seg 4 Fev 2013 - 14:07

Gostei da história, é bem difícil ver histórias de suspense até não, mas terror psicológico eu vi pouquissimas fics, a sua me parece boa também, esse é um gênero que me agrada ler, não é aquele terror exagerado, não te dá medo, mas te faz pensar.

Bom, eu não tenho muito pra falar, o capítulo ficou pequeno e talz, mas essa parte do mistério já foi um tanto boa, será que ele vai encontrar a garota "macabra"? O seu sonho, a realidade e talz, na minha opinião, começou bem já.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por Akateru em Qua 6 Fev 2013 - 0:28

Resposta ao comentário:
Spoiler:
Sim, vejo raramente fics desse estilo, e como tinha uma historia legal em mente, resolvi postar, fico feliz que tenha gostado da minha primeira fic, espero que continue lendo. Deixei o capitulo pequeno pois era o prologo, então não vejo muita importância de deixar grande, e se eu deixasse mais coisas não ia ficar legal, pois como e uma fic de mistério, tudo tem que estar relacionado.



Capítulo 1: Morita Naoko

@Makoto

Era um dia horrível, as trovoadas, o nevoeiro, e as nuvens negras fizeram a manhã daquela segunda-feira parecer uma noite de outono, eu via as gotas escorrerem pelos vidros do ônibus enquanto esperava chegar a um ponto perto de S.A, após uma parada, uma garota alta, magra e bastante bonita, com cabelos castanho-claro compridos, e olhos brilhantes cor de anil, aparentava ser um pouco mais velha que eu, 16 anos no máximo, ela andava meio desengonçada devido ao tremor do ônibus, notei que estava com o uniforme do S.A, e aparentemente ela percebeu meu uniforme, e assim sentou do meu lado.

- Oi- Disse ela em um tom simpático- Então, é o seu primeiro ano em S.A também?

- Sim- Respondi- Kobayashi, Kobayashi Makoto, prazer.

- Morita Naoko- Disse ela, apertando minha mão.

Após conversarmos um pouco, o ônibus parou na estação, eu e Naoko saímos em direção ao colégio, junto com muitas pessoas, Naoko abriu seu guarda-chuva que debatia-se exposto ao temporal, entramos ao pátio principal, um teto azulado nos protegia das trovoadas, estava abafado por consequência da multidão concentrada na área, segurei-me ao braço de Naoko para não à perder de vista, fomos caminhando para uma porta, em seu interior encontramos uma mulher ruiva com muitas sardas usando um óculos de grau, e mexendo em papeladas, junto a ela tinham alguns alunos. O sinal bateu.

Alguns adultos apareceram, arriscaria dizendo que eram professores, quem me destacou foi uma mulher sorridente, baixa e magrela, tinha curtos cabelos negros, segurava um prontuario apoiado em seu braço. Tive calafrios ao olhar para seu rosto, aparentemente não fui o único, uma garota baixa de cabelos negros soltou um brado ao vê-la.

- Ah, aquela é a Mitsuko- Sussurrou Naoko apontando para a garota do brado - Ela é minha amiga de infância, esta cursando o primeiro ano tamb-

- Bom dia, alunos, sejam bem vindos a S.A!- Interrompeu a mulher sorridente, ajeitando sua tiara, ela explicou sobre o S.A, seu nome era Arai Ayako, ela era coordenadora de S.A, deu boas vindas para os alunos novos, e narrou um texto "típico" de primeiro dias de aula, não prestei atenção na maior parte de seu discurso, apenas à uma frase final- Alunos do primeiro ano, sigam-me, por favor.

Seguimos a mulher por um corredor com pouca iluminação, as paredes eram verde-escuras e tinham alguns quadros de professores e ex-alunos, turmas antigas, tive um leve Déjà vu ao ver uma foto bastante antiga de uma turma, ignorei isso, entramos em uma sala bastante grande, sentei na fileira da janela, Naoko sentava em frente à mim, atras de mim, um garoto loiro e gorduxo arrumava seu material, Naoko conversava com Mitsuko, que sentara ao seu lado direito.

Logo após três aulas, de Matemática, Biologia, e Espanhol, respectivamente, ouvimos discursos sobre os professores de cada matéria, no intervalo eu segui ao banheiro, e quando lavava minhas mãos, ouvi um sussurro de fora. Encostei minha orelha direita à parede gélida, e ouvi uma voz fina, não dava para entender o que a voz exprimia, eu ouvi passos que ficavam mais baixos à cada segundo, então abri a porta de leve, e vi uma perna fina subindo uma escada para a sala dos professores.

Fui guiado pela minha curiosidade à seguir a pessoa desconhecida, eu fiquei agachado observando o que acontecia no local, vi que era Ayako a mulher das "pernas finas", ela estava com o garoto gorduxo da minha sala, sussurrava algo que eu não conseguia decifrar, mesmo estando muito perto, era como se um par de moscas batessem fortemente as asas em meu tímpano, eu observava uma parte do ocorrido com meu olho esquerdo, Ayako abriu uma gaveta de madeira marrom-escuro, e pegou ali um tipo de estilete, o gorduxo ficou parado, seus olhos estavam completamente negros, " ele estava hipnotizado?" pensei, a ideia era absurda, mas nada fazia sentido naquele momento, Ayako pegou um pano e tapou as narinas do garoto, então ela expôs a lâmina do estilete e encostou no pescoço do gorduxo.

"O QUE DIABOS?", pensei, mas não conseguia me mexer, ela apertava o pescoço dele, consequentemente escorria sangue, quanto mais daquele liquido vermelho escorria, mais minhas pálpebras ficaram pesadas, minha visão escurecia, eu estava tonto, eu testemunhava o homicídio à minha frente, mas não conseguia fazer nada para acabar, nem estava mais ligando para aquilo, meu corpo estava pesado, senti algo me segurar, uma mão gelada encostou em minha boca, tapando minhas narinas.

Senti uma lâmina tatear meu pescoço, meus olhos se fecharam. Ardia...

Notas do autor:
Spoiler:
Bom, postei o capitulo muito cedo, por ansiedade mesmo, e eu já tinha planejado essa fic a um tempo, acho que vai ser uma fic um pouco longa, então postarei mais de uma vez por semana, claro que isso dependera muito. Enfim, esse capitulo ficou muito maior comparado ao prologo, acho que esse sera o tamanho médio dos capítulos futuros. Eu não tenho nenhum acento no meu pc, tenho que ficar copiando e colando nessa bosta, então caso tenha algum erro nos acentos, e por isso, mas acredito que não terá pois revisei varias vezes, e o chrome ajuda alguns errinhos. Mas e isso, espero que tenham gostado, eu particularmente gostei, me empolguei um pouco, ah e tenho muito pouca criatividade para nome de capítulos, então por enquanto que vai entrar personagens novos, vou colocar o nome do capitulo em uma "homenagem" a esses personagens, isso também e uma indireta que tais personagens serão importantes na historia. Enfim, e isso, espero que gostem.


avatar
Akateru
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/09/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por Black~ em Sex 8 Fev 2013 - 19:42

Gostei do capítulo.

Vamos lá, a parte final foi bem misteriosa, acho que o garoto por ser protagonista não morre, mas como é uma história de terror tudo pode acontecer '-'. Enfim, mas a parte que ela matou o menino foi suspeita, haveria algum motivo pra ela matar?

Eu vi alguns erros, a falta de acento como você mesmo disse, e a palavra "gorduxo", o certo seria "gorducho", acho que o único erro "reparável" além das faltas de acentos, foi esse, eu não vi nenhum pelo menos -q.

Uma parte ficou confusa, que foi no final do primeiro parágrafo, você descreveu que uma garota subiu no ônibus, certo? Ai depois você adicionou a descrição física dela e não disse depois o que ela fez, pode parecer bobagem, mas né.

Outra coisa, a escola é no Japão pelo que parece né? Pelo que eu saiba, acho que no Japão nem deve ter aula de Espanhol '-'

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por Akateru em Sex 8 Fev 2013 - 21:11

Resposta ao comentário:
Spoiler:
Fico feliz que tenha gostado. Sobre o protagonista morrer, acho que e muito cedo para alguma morte muito importante aconteça, e essas duvidas vão todas ficar mais claras ao longo da historia, nem sabia do gorducho :p. Não entendi muito bem essa parte "confusa", LOL, nem notei que no japão não deve ter aulas de espanhol, mas agora que eu já fiz a burrada de colocar deixa né, é só uma fic mesmo.


Capitulo 2: Sakurai Yoneko

@Mitsuko

Arai Ayako. Essa era a mulher que aparecera em meu sonho, ainda não conseguia acreditar, no primeiro dia de aula, já tive um pesadelo tenebroso com essa escola, e no mesmo dia conheço a mulher do meu sonho. Seria aquilo uma premonição? Bom, não era um momento evidente para pensar nisso, pois meu braço estava sendo puxado violentamente por Naoko.

- ONDE DIABOS O MAKOTO FOI PARAR?- Exclamou Naoko, não muito tranquila. Estávamos quase nos perdendo naquela escola gigante, mas isso não era a principal preocupação de Naoko, que interrogava os alunos em busca de Makoto, dando-os uma impressão de louca.

- Você poderia se acalmar um pouco?- Falei, tentando interromper seu surto- Primeiramente, pare de berrar, e você nem conhece esse garoto direito.

- Cale a boca- Disse Naoko, seriamente.

Não entendendia o que acontecia, ela era tão viciada por aquele garoto assim? Olhei para ela e percebi que seus olhos estavam vidrados em uma garota baixa e magricela, loira, olhos azuis, com um olhar frágil e ingênuo. Ela conversava com um aluno, mas estava muito longe para eu ouvir.

- Aquela menina- Disse Naoko, seus olhos continuavam encarando a menina- Ela esta falando sobre o Makoto. Anda Mitsuko!

Fui arrastada forçadamente para perto da menina, já estava começando a ficar com câimbra de tanto tempo acompanhando Naoko. Ao chegar perto, a rapariga loira nos encarou calmamente, então Naoko começou.

- Por acaso você estava conversando sobre um aluno chamado Makoto?

- Ah, sim- Disse a rapariga loira, fiquei impressionada à audição de Nakoto, mas a mesma apenas emitiu um sorriso malicioso- Meu nome é Sakurai Yoneko, e o seu?

- Não lhe interessa, de onde você conhece Makoto?

- Prazer Não-lhe-Interessa-san- Yoneko soltou uma leve risada, porem Naoko encarou-a com um olhar de censura- Makoto é seu amigo?

- Olhe, pare de perder meu tempo e diga, onde esta Makoto?

- Por que esta tao interessada nele?- Foram as ultimas palavras de Yoneko, antes de levar um tapa de Naoko em seu rosto.

- Naoko, por favor!- Falei segurando-a - Qual o seu problema?- Mas fui ignorada, antes de Naoko gritar.

- DIGA LOGO O QUE VOCÊ SABE SOBRE O MAKOTO, VADIA- Naoko estava completamente insana, ela empurrou-me e segurou os cabelos loiros de Yoneko, batendo sua cabeça na parede. Mas Yoneko apenas sorria, como se aquilo fosse completamente normal.

- Então seu nome é Naoko?- Perguntou Yoneko - Achei que era Não-te-interessa, é feio mentir, sabia Naoko-san?

Yoneko levou um soco, sangue escorria de seu nariz, não pudia fazer nada, apenas ficar ali, assistindo, com minha mão tapando meus lábios. Naoko fechou suas mãos sobre o pescoço de Yoneko, a loira soltava pequenos brados, estava sendo enforcada, sua pele clara ficara pálida, Naoko enforcava-a sem dó algum. Talvez poderia ter matado-a, se uma pessoa não tivesse chego: Arai Ayako.

- O que esta acontecendo aqui? - Disse Ayako, puxando a mão de Naoko.

- DA O FORA, SUA BISCATE - Berrou Naoko, empurrando Ayako, o olhar de Naoko mudara completamente, um olhar de surpresa, a garota entendeu do que se tratara.

Ayako ajeitou sua tiara, seu sorriso psicótico continuara em seu rosto, então disse:

- Yoneko, siga para a enfermaria, e vocês duas - Ela olhou para mim, e logo depois para Naoko - Me sigam.

Notas do autor:
Spoiler:
Provavelmente vocês notaram que esse capitulo não teve muito terror não teve nada de terror , e muitas falas. Mas esse capitulo sera muito importante ao longo da historia, e como eles são adolescentes, tem que ter essas "briguinhas" e talz. Bom, não tenho muito o que dizer, tentei deixar algum mistério no final, clássico dos capitulos. A Naoko e a Yoneko se odiarão para sempre, e cabe a vocês decidir qual lado ficar. Se não entendeu o que eu disse, vai descobrir depois.
avatar
Akateru
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/09/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por Black~ em Sab 9 Fev 2013 - 20:39

Cara, o capítulo ficou MUITO confuso, mesmo que foram só falas, tipo, não entendi quase nada, poderia ter descrito e talz. Por mais que seja uma história de terror/suspense, mas fiquei sem saber nada.

Você é de Portugal né? Porque no Brasil, "rapariga" não é uma palavra muito legal Razz Eu vi alguns erros que foram a falta de acento mesmo, que já foi dita e uma coisa que me incomodou foram essas letras maiúsculas, apenas poderia dizer que ele tinha gritado bastante.

Enfim, acho que só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por The Fear em Qua 13 Fev 2013 - 21:58

bom, estou gostando da historia, não consegui encontrar erros, somente na acentuação que já foi explicado o problema dos erros.
não tenho nada a dizer a não ser boa sorte com a fic.
avatar
The Fear
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/09/2012

Frase pessoal : Fear me!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por Akateru em Sab 9 Mar 2013 - 15:11

Resposta aos comentarios:
Spoiler:
Black: Tenho dificuldades de misturar falas com descricoes, mas nesse capitulo acho que concertei alguma coisa. Eu sou brasileiro mesmo, de Florianopolis, e que eu li muitas fics e livros de portugal, dai fiquei com essa mania =P, nao acho rapariga um termo muito estranho nao, talvez seja por isso. A falta de acento sempre tera, exceto se eu arranjar um computador com acentos, eu fiquei em duvida das letras maiusculas, pois se eu nao colocasse nao ia parecer que ela tinha gritado, mas colocando ficou mesmo feio.
The Fear: Obrigado por ler, e acompanhe a fic Smile

Capitulo 3: Yuffie Yuffie


@Makoto
Abri lentamente meus olhos, estava tudo cinza e desfocado, passei meus dedos sobre minhas pupilas e observei o teto cinza em minha frente. Eu estava deitado sobre uma cama branca com um lençol claro, observei o local, comparecia em uma enfermaria um pouco grande, na direita da cama onde deitava havia uma porta de madeira, em minha frente um armário com uma pía ao lado, e em minha esquerda outra cama com uma garota sentada em sua borda, ela era loira, usava camisa do uniforme escolar e uma calça jeans, segurava algo sobre seu nariz... Um algodão? Contia um líquido vermelho escorrendo pelo algodão, provavelmente sangue.

- Você é o Makoto, certo? - Ela perguntou, olhando em meus olhos, reconheci um pouco o rosto dela.

- Sim... - Respondi, um pouco tímido - Você é da minha sala?

- Exato, sou Sakurai Yoneko, é um prazer lhe conhecer. - Disse ela, limpando um pouco mais o nariz.

- Como você... - Falei apontando para o algodão, estava um pouco tímido.

- Ah, isso não foi nada, uma garota me deu um soco, longa historia, mas... - Seu tom de voz mudou - Vamos falar de você, gostou da escola nova?

Dito isso, deu um sorriso simpático e aguardou minha resposta. Eu, de alguma forma, me sentia bem com ela. Mas sinceramente não sabia responder aquilo, era meu primeiro dia de aula, mas todas minhas experiencias ali foram ruins e até... Assustadoras por assim dizer. Tateei minha garganta, tinha uma lembrança vaga do que tinha acontecido... Ayako, tinha algo com essa lembrança, estilete... Não me lembrava direito.

- Você estuda aqui à quanto tempo? - Perguntei, mudando de assunto. Ela demonstrou um ar de decepção em seu rosto.

- Eu estudei aqui minha vida inteira, por que quer saber?

- E... Aquela mulher, Arai Ayako, sempre trabalhou aqui? - Ao citar seu nome ela arregalou um pouco os olhos.

- Sim, qual o problema?

- Eu acho... Que tive um sonho, sonhei que aquela mulher... Bem, não me lembro direito, mas sonhei que ela tinha... Assassinado um aluno. Com um estile-

- Que sonho ridículo- Resmungou ela com seriedade, interrompendo minha frase- foi apenas um sonho, não à porque se preocupar.

- Mas como eu vim parar aqui?- Perguntei, se aquele sonho não fosse realidade não existe nenhum motivo de eu me "teletransportar" para a enfermaria - Lembro que depois disso eu desmaiei, se aquilo fosse "apenas um sonho" não teria motivo de eu acordar na enfermaria!

Ela bateu os dentes, parecia um pouco raivosa, como se quisesse defender Ayako, aquela mulher escrota.

- Talvez você tenha desmaiado- Ela falou um pouco confusa- olha, sei la eu como você veio parar aqui, as vezes acontece...

- Não acontece!- Eu estava começando a entonar minha voz - Não tem nenhuma lógica eu ter desmaiado do nada, eu estava no banheiro.

- Então provavelmente foi isso, você estava no banheiro, desmaiou, algum zelador pode ter visto, e te levou à enfermaria, simples. E enquanto você estava inconsciente, teve esse sonho estranho, apenas.

Ao falar isso comecei à acreditar nela, eu queria questionar aquilo, mas sua voz me hipnotizava... Fiquei encarando seu rosto por algum tempo, para falar a verdade, ela era bastante bonita... Yoneko se levantou e sentou ao meu lado.

- Bem, seu nome é Makoto, certo? - Perguntou ela, mudando de assunto como se nada tivesse acontecido - E qual seu sobrenome?

- Ah, Kobayashi - Respondi, estava um pouco confuso, eu estava com dor de cabeça.

- Kobayashi... Um nome bonito, Makoto significa sinceridade, algo que admiro muito em garotos- Dizendo isso, soltou um sorriso malicioso.

Fiquei vermelho, ela estava dando em cima de mim? Era sério isso? Não sabia exatamente o que responder, estávamos sozinhos naquela sala, torci que algo acontecesse, meu desejo se tornou realidade, pois a porta de madeira se abriu.

Naoko entrara na sala, Yoneko emitiu um sorriso, Naoko ficou boquiaberta quando nos viu.

- Oi Naoko! - Disse Yoneko, virando-se para mim- Essa foi a garota que me deu um soco.

"A Naoko?", pensei.

- Por que deu um soco nela?- Perguntei curioso à Naoko.

- Ah, eu estava procurando voce, ouvi seu nome, e quando vi essa garota...Honestamente, eu senti algo ruim vindo dela- Disse Naoko. "Senti que ela queria lhe matar
", era isso o que a garota pensava, mas não teve coragem de dizer isso na frente de Sakurai.

Não entendi muito bem, a rapariga tinha uma expressão séria em seu rosto, Yoneko fixava seus olhos nela, minha garganta doeu, lembrei de tudo que acontecera. Desde o banheiro, até quando a mão gelada cortou minha garganta, eu tinha certeza de algo: Não fora um sonho.

- Sentiu errado- Falei muito sério- algo aconteceu de ruim, porém não foi comigo, aquele menino gordo que sentava atras de mim, um loiro, foi assassinado, e quem o matou foi Arai Ayako.

Yoneko mordeu os labios, Naoko me encarou confusa.

- Mas... Ninguém sentou atras de você hoje- Falou Naoko.

Ouve-se um silencio, Yoneko sorriu e balançou a cabeça, concordando com Naoko.

- Foi tudo um sonho, eu disse. - Yoneko parecia aliviada.

- O que foi um sonho? - Perguntou Naoko.

Expliquei tudo para ela, sobre o assassinato que eu testemunhei, ela pensou um pouco antes de falar.

- Bem, é perturbador olhar para a cara arrombada de Ayako, normal ter um pesadelo com ela.- Dizendo isso, deu uma risadinha- Mas isso é impossível de ser real, pois esse garoto não existe, provavelmente você o viu em um filme ou algo do tipo.

Yoneko concordou novamente.

Algo me dizia que era tudo um sonho, que Yoneko estava certa, que o garoto não existia, que eu deveria esquecer completamente disso. A tentação era grande, mas no fundo eu sabia que isso era mentira, não iria enganar à mim mesmo.

Saímos da enfermaria, ao passar pelo corredor vi uma foto, aquilo não poderia ser verdade, alguns flashback's sem sentido passaram pela minha cabeça quando vi uma foto, era uma foto velha, em preto e branco, muito antiga. De uma turma do colégio, tinham varias dessas fotos, mas aquela foto contia algo que fazia minha mente querer explodir, não sabia como explicar aquilo, tinha uma pessoa na foto: O garoto que fora assassinado por Ayako. Exatamente, ele estava na foto.

- Vocês duas, olhem aquela foto- Sussurrei para elas- Aquele garoto na ponta esquerda da primeira fileira, esse foi quem Ayako matou!

- Bem, então foi aí de onde você "tirou ele" - Yoneko disse- tudo esta explicado, ele estudou aqui à algumas décadas atràs, não tem como ele estudar na sua sala, quem sabe até morreu.

Antes de eu dar minha opinião sobre isso, Ayako apareceu no corredor com seu sorriso demoníaco.

- Garotos! Eu já conversei com vocês, não deviam estar na aula?- Ayako implicou.

- Ah sim, -Naoko respondeu -eu apenas fui ver meu amigo na enferma-

- Você foi dispensada de minha sala à 20 minutos atras.- Ayako interrompeu-a - Por favor, espere em minha sala ate acabar essa aula, esta atrasada. Vocês dois- Seu olhar foi para mim e Yoneko- podem ir para a sala, aula de física.

A aula passou rápido, após isso Naoko voltou da sala de Ayako e sentou em minha frente, mais uma aula tediosa, um garoto de cabelos negros e lisos, alto, usando um óculos, entrou na sala. Parecia ser mais velho, tinha uns 17 anos.

- Com licença, professor- Ele falou de um jeito formal, e o entregou um papel - Ayako pediu para eu lhe entregar isso.

- Certo, muito obrigado Mitsueko- Respondeu o professor, guardando o documento.

Quando o garoto passou por mim, vi um simbolo em sua camiseta, "Yuffie Yuffie".

- Você trabalha na Yuffie Yuffie Coffee? - Perguntei, era uma cafeteria que havia ao lado da escola.

- Ah, sim- Ele sussurrou - Tem promoção de cafe nas quartas-feiras.

Aquilo me deu uma ideia, poderia ser um bom lugar para conversar com Naoko sobre aquilo, era muito confuso, nada fazia sentido. Marquei um horário para a nos encontrarmos na cafeteria, seria amanha, as 14:30, Yoneko escutou tudo e quis nos acompanhar, Naoko pareceu se enfurecer ao saber disso, as duas não se davam muito bem.

Isso era perceptível.



A sala era grande, suas paredes eram rúbias como o sangue. Havia mulheres com túnicas negras ajoelhadas e rezando ao lado de muitas estatuetas contemplando ela, a aula já tinha acabado quando compareci para esse Dorminho.

- Conseguiu informações? - Sussurrou Ayako para mim, usava uma túnica vermelha, diferente das outras mulheres, isso à destacava.

- Sim - Falei sorridente - de alguma forma, Kubo esta vivo. Parece ter perdido toda a memoria, ele também é resistente à maldição.

O sorriso no rosto de Ayako sumiu.

Notas do autor:
Spoiler:
Meu deus do ceu, eu fiquei 923489238 milenios sem postar esse capitulo, foi por falta de criatividade mesmo. Entao depois de todo esse tempo, posto um capitulo gigante, com 5 paginas a mais que o "padrao". Bem, nao tenho muito o que dizer, o Mitsueko vai ser importante ate, mas coloquei o nome da cafeteria no titulo por que ela vai ser mais importante que ele. Makoto nao morreu, e voces provavelmente notaram uma "terceira pessoa" narrando no final, nao foi o Makoto, nao foi a Mitsuko, e digo, desse capitulo em diante que a verdadeira historia vai comecar, pois de agora em diante voces vao ir descobrindo do que se trata o colegio, e de quem se trata Ayako. Quem e Kubo? Quem narrou aquilo? O que e o Dorminho? Ou um Dorminho? Esses sao outros misteriozinhos secundarios que voces vao descobrir tambem, alem de claro, o fato de o que aconteceu com o garoto gordo.
avatar
Akateru
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/09/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por The Fear em Dom 10 Mar 2013 - 14:52

bom. voce já tem uma idéia de que Rapariga, aqui no Brasil (em algumas partes) é uma palavra ofensiva (mas acho que voce é de uma cidade, em que é rapaz no genero feminino), erros só na acentuação, que não foi encontrada em algumas palavras.
a historia até que está ficando legal, um pouquinho de suspense, né?
Boa Sorte!!!


Black: Fanfic trancada por inatividade. Caso queira reabri-la mande uma MP a qualquer Fanfic Moderador.
avatar
The Fear
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/09/2012

Frase pessoal : Fear me!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: S.A

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum