Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Caminho da Honra

Ir em baixo

Caminho da Honra

Mensagem por Vigário em Seg 10 Dez 2012 - 15:01

Off Topic:

É um prazer estar escrevendo uma fanfiction depois de tanto tempo. Devo ter perdido o jeito podem pegar pesado. Minhas duas intenções com essa Fic é melhorar minha escrita e proporcionar uma ótima leitura pra vocês, sendo assim acredito que o feed de vocês vai ser de grande ajuda. Indiquem erros e pontos que devo melhorar. Essa minha volta ao fórum depois de grande intervalo. Abraço Pokémon (zoação) Imagino a cara de vocês.


Prólogo


- Quanto tempo? – Perguntou a si mesmo confuso e com olhos cheios d água. – Você não se lembra não é? – Perguntou ao pequeno que o seguia fielmente ao lado.

O menino secou as lágrimas e tornou a caminhar observando como tudo havia mudado desde que havia partido. Casas, prédios, bares tudo novo. Pessoas diferentes, Pokémon diferentes, ambiente diferente a cidade havia crescido assim como ele havia crescido nesse longo período.

Perdido e sem direção, Marvin resolve adentrar um bar que lhe havia chamado atenção. Ele se dirige com a companhia de seu amigo atento as pessoas em volta que faziam um barulho bem distorcido por sinal. Ele empurra a porta e vê vários homens barbudos, barrigudos e desarrumados bebendo, rindo e cantando a música tradicional que tanto tempo ele não ouvia.

- Essa música... é a que meu pai tanto gostava. – Lágrimas percorriam o rosto do rapaz que não se deu o trabalho de secar. O Pokémon sem entender apenas olha tristonho seu parceiro. Os dois se movem novamente na direção do balcão.

- O que foi rapaz por que estás a chorar? – Perguntou o balconista aos gritos se mostrando um pouco alterado.

- Não é nada! – Exclamou ele sem dizer mais nada.

- Não minta pra mim. Todo dia vem um infeliz com a mesma cara se abrir comigo. – Falou virando de costas para o garoto pegando um copo e uma garrafa de Whisky. – Tome essa dose é por conta da casa. Divirta-se.

- Não quero!

Confuso o balconista fitou os olhos de Marvin.

- Você vem a um bar e não quer beber? – Começou a rir. – Olhem. Ele veio ao nosso bar e não quer beber. – Continuou rindo junto com alguns clientes que ouviram.
- Garoto vou te dizer uma coisa, escute bem minhas palavras. – Fez uma pausa olhando nos olhos de Marvin e o mesmo retribuindo. – Todos aqui têm problemas uns pequenos, sem importância e outros grandes e quando alguém lhe oferece uma bebida é educado aceitar. Você vê aquele cara ali? – Apontou para um homem de cabelos castanhos sentado só numa mesa redonda com outras três cadeiras vazias.

- Sim, vejo. – Continuou olhando.

- Aquele cara vem aqui todo dia, no mesmo horário, bebe a mesma quantidade de cerveja vai embora e volta no dia seguinte apenas com a roupa do corpo diferente. E por que isso você se pergunta? – Colocou um pouco do Whisky noutro copo e virou. Fez uma cara feia e tornou a falar. – Há três anos houve um deslizamento na parte costeira da cidade. Esse homem e toda sua família viviam naquela região, ele foi o único que sobrou, não há nenhum familiar que não tenha sido enterrado por este homem.

- Como ele se salvou?

- Ele estava trabalhando! Faz caridade, promove eventos para crianças e adolescentes sem famílias. No dia ele estava organizando um evento e não estava em casa. – Respondeu. – Ele é uma pessoa maravilhosa, ainda trabalha nesse ramo. – Tornou a encher o copo e virar mais uma dose.

-...

- Achou pouco? Vê aquela bela donzela? – Apontou novamente agora para uma mulher loira acompanhada de três homens com aspecto horrível dentes podres, roupas velhas, rasgadas e sujas e com voz grosseira. – Sabe o que elas vai fazer quando sair daqui? Exatamente isso, vai transar com aqueles três por dinheiro, para que seus filhos não morram de fome. Já ajudei muito essa moça. – Olhou distante como se estivesse visualizando algo não no tempo presente. – Ela vem aqui pra embebedar-se para ter coragem de transar com esses bichos horrendos.

O garoto estava surpreso assim como seu amigo, não podiam imaginar que por trás de toda aquela suposta felicidade havia histórias tão traumatizantes e sofridas. Ele deu as costas pro balcão e olhou pessoa por pessoa, o homem que perdeu a família, a prostituta que trabalha pra sustentar seus filhos entre outras figuras que aparentavam alegria. Ele dirigiu seu olhar para o pequeno Pokémon que o fintava retraído contra o balcão.

- Fique calmo, Phanpy, eles são como eu. – O pequeno não esboçou nenhuma reação há aquelas palavras.

Marvin voltou-se na direção do balcão e viu que o homem estava olhando-o com expressão curiosa. Em lentos movimentos Marvin pegou a garrafa encheu o copo que não havia tocado até então olhou firme para o copo levando em seguida a boca e num movimento similar ao do balconista bebeu o líquido sentiu-se estranho abaixando a cabeça. Por um tempo ficou nessa posição. Ao erguer-se olha no fundo dos olhos do balconista e diz:

- Então vou lhe dar o que tanto deseja...

Off Topic:

Acho que o prólogo ficou maior que esperado, não sei se ficou muito bom, o que acham? Dêem suas respostas. Dependendo de como será a repercusão continuo escrevendo.

PAZ, SAÚDE, SORTE E FELICIDADES.

avatar
Vigário
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/12/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caminho da Honra

Mensagem por Black~ em Seg 10 Dez 2012 - 15:27

Vamos lá, digamos que o prólogo ficou bem confuso, já começou falando sem muitas explicações, eu não entendi quase nada, teve pouca narração e descrição dos fatos. Vi uns dois errinhos só, mas não vou citar. Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caminho da Honra

Mensagem por Vigário em Seg 10 Dez 2012 - 16:19

@Black~ escreveu:Vamos lá, digamos que o prólogo ficou bem confuso, já começou falando sem muitas explicações, eu não entendi quase nada, teve pouca narração e descrição dos fatos. Vi uns dois errinhos só, mas não vou citar. Enfim, é só e boa sorte com a fic.

Po não entendeu quase nada como assim? Brincadeira meu amiguinho, a intenção na verdade foi essa, claro teve algumas passagens que quando eu li vi que deixei um buraco. Fail, irei melhorar no próximo capítulo tenha certeza disso. Tem muito tempo que não venho no forúm se quer escrevo uma história, tô meio desatualizado sobre o mundo Pokémon em geral, sei o que apenas sabia até parar de me informar sobre o assunto. Então me registrei o no segundo posterior já comecei a criar minha história gosto muito de fazer isso, o enredo tá meio indefinido, tô pensando em adpatar uma história antiga que acabei de reler há essa. Vou mudar algumas coisas pq achei bem interessante. Caso queira dar uma sugestão é muito bem vindo. Gostaria que me explicassse em que parte vc ficou confusão. Descreva melhor sua confusão. Obrigado. Espere o próximo capítulo algumas ideías borbulhando, quando quiser saber qual Fic me refero é só perguntar na sua resposta. Valeu.
avatar
Vigário
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/12/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caminho da Honra

Mensagem por Rush em Seg 10 Dez 2012 - 17:26

Boa tarde!


Tenho que admitir que no inicio achei confuso, mas depois flui dentro da FF. O mistério foi praticamente o tema do prólogo, pois nem ao menos esboçou a personalidade de Marvin e seu Phanpy. Você deveria ter detalhado mais o ambiente, sabe? Detalhas a aparência, os sentimentos, a tensão. Só fui saber que o Pokémon era um Phanpy quando o mesmo foi mencionado.

Mas enfim, eu adorei como você descreveu o balconista. Realmente, achei muito realista seu jeito e suas falas, isso me agradou muito. as estórias trágicas e o seu jeito 'maleficamente bondoso' foi muito bem cultivada, e se ele for um personagem importante, pode ter certeza que ele gerará bons frutos.

Não tem muito o que comentar, mas achei a descrição da bebida um tanto pobre. Não entendi muito a idade do rapaz, mas caso tenha sido a primeira vez que ele tenha ingerido a bebida, ele iria sentir um forte gosto amargo junto de uma queimação descendo em sua gargante, ele não iria aguentar um gole longo, mesmo sendo forte. Bem, achei confuso o final, mas gostei dos personagens bem trabalhados. Parabéns!

Irei acompanhar, boa sorte! Um abraço e até mais!


~Rush
avatar
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : Agora você não tem mais waifu!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caminho da Honra

Mensagem por Vigário em Ter 11 Dez 2012 - 12:41

Black~:
Spoiler:

Cara, tem alguns pontos que realmente deixei a desejar como o Rush citou no caso da bebida, mas a maioria dos "buracos" foram deixados para serem explicados com o andamento da Fanfiction, acho que fica bem mais interessante do que jogar direto a história. Fica meio sem graça, minha opinião. Grande abraço.

Rush
Spoiler:

Fala aew Rush você entendeu muito bem o que eu quis passar com o prólogo. Tenho que admitir que poderia ter melhorado o inicio que realmente deixei confuso pode apostar vou melhorar cada vez, essa vontade de aprender e crescer com meus erros está me impulsionando. Quis deixar bem misterioso mesmo sem dar muitas pistas de como ocorreria a história principal, vocês vão começar entender parcialmente nos próximos capítulos. Acredito que nesse próximo capítulo melhorei os detalhes pode melhorar mais só que ficaria bem grande mesmo se colocasse todos os detalhes que me passam pela mente (tem momento que corto até algumas fala, situações e detalhes para não ficar maçante pra mim e vocês). A bebida ficou bem pobre mesmo, fail, rsrsrs. As outras questões começaram a ser explicadas mais tarde como idade.
Black~ e Rush:
Spoiler:

Continuem feedando a participação de vocês é muito importante. As questões que ficarem em aberto podem ficar a vontade para perguntar a todos que leram e não comentaram. Abraço.

Capítulo 1


- Arrgh... que dia cansativo, logo cedo já tendo que trabalhar desse jeito. Queria ter algum Pokémon poderoso para me ajudar nesse trabalho. – Reclama Billie que carrega alguns engradados de cerveja para dentro do bar sem demorar ele volta retirando a camisa e enxugando com ela sua testa suada olhando aquela pilha enorme de engradados para ser carregados para dentro.

- Você deveria deixar de ser mão de vaca e pagar alguém pra te ajudar. – Soou uma voz fina vindo do lado oposto da rua.

Billie se vira com um largo sorriso na direção de onde vinha à voz colocando a camisa sobre seu ombro e seguindo na direção da pessoa.

- Eu sou um homem de 46 anos, solteiro e que sempre soube se virar e não é hoje que vou pedir arrego. – Brincou mostrando um sorriso mais largo com dentes amarelos. – E você o que anda fazendo por aqui irmão?

- Sempre soube? Conta outra. Lembra-se daquela vez em que eu tive que... – Antes que pudesse terminar sua frase o homem um pouco mais baixo que Billie de cabelos preto, liso, ralo e com corpo bem definido recebe um carinhoso e melado abraço do seu irmão barrigudo. – Wow, você está todo melecado. Saí.

- Como trata seu irmão mais velho dessa forma? Se nossa mãe fosse viva ela te daria uma lição por estar falando dessa forma. – Distanciou seu ombro sem descolar a barriga do corpo do irmão olhou toda sua face e prendeu a cabeça do seu irmão entre suas mãos e partiu para um beijo em seu rosto.

- Que isso? Desde quando tu ficaste tão sentimental? – Pergunta dando um leve empurrãozinho suficiente para distanciar-se do mano.

- O que foi Gustavo, não sente saudades de mim? – Pergunta exaltando sua voz.

- Claro que sinto mano, mas não dessa forma. – Fala o homem um pouco retraído pelo tom alto que Billie disse aquelas palavras.

- Vamos entrar logo sua volta é digna de uma comemoração, anda. – Puxou seu irmão com força na direção da porta do bar.

- Calma. Você tem trabalho a fazer. – Aponta ele para os engradados empilhados ao seu lado olhando Billie. – Vamos eu te ajudo.

Billie ri das palavras do seu irmão e ironiza-o.

- Com esse corpo magrinho me ajudar? Para de brincadeira. Vamos beber que ganhamos mais. – Falou ele indo na direção do bar sendo seguido por seu irmão.

Os dois entram no bar. A parte interior do estabelecimento encontrava-se escura apenas alguns feixes de luz conseguiam transpor as janelas cheias de sujeira, as cadeiras estavam todas desarrumadas algumas até tombadas, o cheiro de cerveja e outros líquidos alcoólicos reinavam naquele lugar, algumas migalhas dos tira-gostos estavam caídas no chão.

Gustavo com muita cautela passava entre a sujeira do bar para não empoeirar seu tênis branco à medida que Billie como um trator chutava as garrafas espalhadas e o resto da sujeira causando um barulho estranho que toma proporção maior no ambiente silencioso.

- Que festão teve aqui ontem, hein? – Riu Gustavo pela primeira vez desde que chegara.

- Toda semana é sempre assim! Ontem teve um diferencial, mas nada de preocupante. – Riu alto.

Os dois saíram do ambiente escuro e fétido do bar e adentraram a parte um pouco menos horrível do local. Nela encontravam-se algumas roupas espalhadas pelo chão, camisas e shorts todas de tamanho bem grande. As laterais da casa havia algumas rachaduras nada de muito preocupante e a tintura se mostrava gasta. Continuaram seus passos até a cozinha onde Billie tratou logo de abrir a geladeira e pegar uma cerveja para os dois.

- Não obrigado Billie, ainda é muito cedo para beber. – Falou o irmão de maneira que soou tímida.

- Tudo bem, deixa essa comigo. – Falou ele em tom desapontado. Abriu a garrafa com um abridor que se encontrava ali perto e tomou no gargalo mesmo. – Agora conte tudo.

Billie e Gustavo irmãos muito próximos voltam a se encontrar depois de um longo período afastados.

****

- Hum? – Confuso. – Onde estou? – Falou Marvin deitado sobre uma cama de casal bem grande.

O garoto havia acabado de acordar e estava sem camisa e calça apenas de cueca.

- Onde estão minhas roupas. – Se perguntou olhando rapidamente por todo local até encontrá-las sobre uma cadeira cheia de atos relevos um pouco distante da cama.

Ele se vira para colocar seus pés no chão é quando sente algo embaixo deles.

- O que é isso? - O garoto se posiciona de maneira que possa ver o que estava pisando quando percebe ser seu Pokémon descansando. – Ainda bem que não o acordei. Ele ia arranjar confusão.

O garoto levanta-se da cama em passos bem lentos e sem fazer barulho pega a roupa colocando-as sobre seu colo e sentando na cadeira. Ele põe a mão na região da testa e sente-se mal e com muita sede.

O jovem põe a camisa e depois a calça e continua descalço. Segue na direção da porta que estava entreaberta e ouve duas vozes bem distintas uma conhecida e outra não estranha. Ele prossegue lentamente encostado sobre a parede descascada. Cada passo as vozes ficavam mais altas e mais grosseiras principalmente a de Billie que ria de forma descontrolada.

- Que barulho foi esse? - Diz Gustavo que olha na direção do corredor.

- Na direção do corredor? – Pensa rápido e gesticula com sua boca para Gustavo. – “É o garoto de quem te falei anteriormente”.

- Humm... - Prossegue olhando para identificar que era.

De repente Marvin surge dando lentos passos atento todos os movimentos de Billie e seu irmão. Dava para perceber a tensão no ar desde que ele surgiu no campo de visão dos dois irmãos.

- Marvin como está se sentindo? – Pergunta Billie com bafo de cerveja.

- Estou bem apenas como dor de cabeça. – Coloca a mão nela.

- Ei, olhe este aqui é meu irmão. – Segura o braço magricelo de Gustavo seguido de outro abraço.

Marvin segue sério e parado mantendo apenas contato visual.

- Prazer. – Estende a mão desprendo de Billie.

- Prazer. – Diz Marvin sentindo o forte aperto de mão de Gustavo que olhara fixamente causando uma forte impressão e até um ligeiro desvio de olhar do garoto.

O garoto se junta à dupla na pilastra onde os copos e garrafa estavam em cima.


Off Topic:
Sei que não teve grandes acontecimentos, apenas alguns detalhes que acrescentam na história como nome essas coisas pequenas, mas significantes. No próximo verei o que trarei pra vocês algo que lhe traga alguma emoção positiva e de energia não sei ao certo, uma batalha talvez, não ta claro o que vai acontecer, fiquem esperando. Quero saber o que ficou ruim e que pode ficar bom, o que ficou bom e que pode melhorar mais. Até a próxima.


avatar
Vigário
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 10/12/2012


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caminho da Honra

Mensagem por Black~ em Ter 11 Dez 2012 - 14:43

Bom, vamos lá, a história ta parecendo boa, mas como você disse, não teve mada de bom nesse capítulo, vi que falta um pouco de narração e descrição na fic, você escreve muitas falas, mas deixa um pouco de lado a narração e a descrição, vi também repetições na fic, poderia ter evitado algumas. Enfim, é só e boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caminho da Honra

Mensagem por -Murilo em Ter 11 Dez 2012 - 20:25

Olá! Preciso ser sincero. A sua fic possui muitas partes confusas! A sua narração e descrição são boas, principalmente a descrição. Mas a ordem dos fatos ficou a desejar. Uma coisa que eu notei e que atrapalhou muito é que você não diz nomes, nem dá dicas que é que está falando no começo. Um exemplo foi no prólogo, que você não disse quem era o pokémon que tava do lado do menino lá. Depois de muitos parágrafos é que você disse que era um Phanpy. Se voce desse alguma caracteristica que nos fizesse entender que era um Phanpy, tudo bem. Mas voce só disse pokémon pequeno e só. Como adivinharíamos que pokémon seria. A mesma coisa aconteceu no capítulo um. No começo eu achei que o rapaz que encontrou o irmão era o mesmo do bar. Mas depois de muitas falas que o homem falou o nome Gustavo. Isso embaralhou um pouco a minha mente.

Continuando sobre a história, estou sem saber como o menino lá foi parar na cama do bill de cueca Shocked Provavelmente estava desmaiado, já que o prólogo terminou com ele revirando o copo. Mas uma coisa que eu não entendi foi: Qual é o objetivo dessa fic? Tipo, aparentemente não é de jornada, mas até agora, não descobrir sobre o que ela se trata! Só mostrou o menino voltando para a cidade, os irmão se encontrado, e só. Sobre o que é essa fanfiction? Não é uma pergunta retórica.

Sobre o seu texto, digo que ele é bem bom. Você descreve os detalhes muito bem, e até consegui sentir nojo desse bar descrito. Escreves de forma bem realista, parabéns. Mas um defeito são as vírgulas. Há muitos casos em que você não as coloca quando precisa, e frase acaba ficando um pouco sem sentido. O negócio é só você prestar um pouco mais de atenção. Espero que continue com sua fic, pois ela é bem interessante. Boa sorte e até.



By~Murilo: Tópico trancado por inatividade. Caso queira reabri-lo, contate um FanFic Moderador.
avatar
-Murilo
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 01/03/2011

Frase pessoal : Pq ñ podemos fugir da realidade se ela é uma droga


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caminho da Honra

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum