Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

[LOG1][14+]Livro de Alice

Ir em baixo

[LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Diamandis em Dom 21 Out 2012 - 21:47

[log1]Livro de Alice





Notas do Autor escreveu: Bem, esse projeto, levare até o final. Será uma coletânea de três fics relativamente curtas(sete capítulos cada) em que cada capítulo contará uma história diferente.




Explicações Gerais escreveu: Ok, essas fics são inteiramente baseadas no universo DC, lógico que criarei ambientes, situações e personagens distoantes dos quadrinhos. Em o "livro de Alice" contarei a história de Alice, uma personagem criada para um rpg aqui no fórum. essa fic não terá prólogo, vamos ao primeiro capítulo.




[cap1]Os incríveis livros

00-14 anos.

Nem todas histórias começam com "era uma vez", essa é uma delas. Meu nome é Carrie Hargson, e isso, esse nome. É a única coisa que ainda me liga ao meu passado, vou contar essa história agora, mas antes saberemos como tudo começou. Eu nasci em Star city, vivo em Star city. Na verdade, nunca me ocorreu em sair desse lugar. Nasci dia 29 de Novembro, de um ano que não quero me lembrar. Nunca fui normal, logo aos oito meses coisas flutuavam sobre mim, meus pais me levaram a um desses especialistas excêntricos e eu fui diagnosticada ou abençoada com, o que o "médico" chamou, distúrbio psicocinético. Ou seja, minha mente tem um uma elevação superior, sou geneticamente evoluída. Após essa descoberta, meus amáveis pais me viram como uma fonte de tudo, tudo mesmo. Então me inseriram numa rotina duríssima de estudos, treinos, leitura. E foi através da leitura, conheci dois livros que mudaram minha vida. O primeiro deles foi "História de bruxas- feitiços e encantamentos", nesse livro ensinavam pequenos encantamentos e um ritual que liberaria minha "mente mágica", consegui. Me tornei uma feiticeira excelente aos cinco anos de idade, meus pais adoravam tudo aquilo. A pequena mina de ouro. Tsc, apesar de minha idade curta, tinha uma percepção de mundo era diferente, me sentia usada e cansada. Foi ai que conheci o livro que definitivamente me formou, "Alice in Wonderland", uma menina normal num mundo estranho, fiquei obcecada ao ponto de nomear-me Alice. E assim virei Alice, fiz meus pais esquecerem de minha existência e passei a viver sozinha, vivendo de furtos e persuasão (e, claro, do meu intelecto elaborado.), aos 10 anos já era dona de uma empresa, da qual, estranhamente, ninguém conhecia o dono. E foi exatamente neste ano que uma coisa terrível aconteceu, por mais mentalmente complexa que eu fosse ainda era uma criança ingênua. Loucamente rica, vendi minha empresa e então, tinha dinheiro para gastar por uma vida inteira. Me dediquei cada dia mais ao treinamento mágico, criei um baralho mágico (claro, baseado nas aventuras de Alice). Pensando sempre em grandeza, realizei um feitiço auspicioso e delicado, passar minha fonte de poder para algum objeto, me tornando assim, muito mais poderosa. Escolhi então, uma faca encrustada de rubis. Sim, foi um sucesso. Mas exigiu tanto de mim, que caí num sono profundo, quatro anos intensos, sonhando meu mundo perfeito, meu país das maravilhas e quando acordei, estava num mundo doente e cinza. e Isso precisava ser mudado.
Quatorze anos agora, corpo desenvolvido, cabelos negros, olhos verdes. uma linda adolescente, linda e perigosa. Agora eu era o que nasci pra ser. Agora esse mundo devia ser trocado, e eu faria isso.

"Meu nome é Alice, eu tenho 14 anos e odeio todos vocês".




Considerações Pós-scriptum escreveu: Ok, pode ter ficado meio confuso, porque esse cap foi realmente resumido, espero que continuem lendo, a fic melhorá. Comentem por favor. Very Happy


Última edição por Bragato em Dom 21 Out 2012 - 22:13, editado 2 vez(es)
avatar
Diamandis
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/04/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Pokaabu em Dom 21 Out 2012 - 22:01

Alice, eu também eu te odeio, unf!

Achei pequeno, tem alguns erros bobos como digitação apressada olha:

A pequena mina de ouro. tsc, apesar de minah idade curta, minha percepção de mundo era diferente, Me sentia usada e cansada.

Tsc deveria ser com letra maiúscula, não seria minha? E porque me ta em maiúsculo?

Enfim, a história parece ser interessante, uma menina estilo Jean Grey que vai salvar o mundo das sombras, mesmo eu achando que poderia ter desenvolvido mais o primeiro capítulo, estou acompanhando.

Enquanto ela dormia, ela modificou o mundo com seus poderes ou algo assim?
avatar
Pokaabu
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 02/07/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Leo em Dom 21 Out 2012 - 22:06

Spoiler:
Bragato escreveu:[cap1]Os incríveis livros

00-14 anos.

Nem todas histórias começam com "era uma vez", essa é uma delas. Meu nome é Carrie Hargson, e isso, esse nome. É a única coisa que ainda me liga ao meu passado, vou contar essa história agora, mas antes saberemos como tudo começou. Eu nasci em Star city, vivo em Star city. Na verdade, nunca me ocorreu em sair desse lugar. Nasci dia 29 de Novembro, de um ano que não quero me lembrar. Nunca fui normal, logo aos oito meses coisas flutuavam sobre mim, meus pais me levaram a um desses especialistas excêntricos e eu fui diagnosticada ou abençoada com, o que o "médico" chamou, distúrbio psicocinético. Ou seja, minha mente tem um uma elevação superior, sou geneticamente evoluída. Após essa descoberta, meus amáveis pais me viram como uma fonte de tudo, tudo mesmo. Então me inseriram numa rotina duríssima de estudos, treinos, leitura. E foi através da Leitura (Leitura não é nome própio.) , conheci dois livros que mudaram minha vida. O primeiro deles foi "História de bruxas- feitiços e encantamentos", nesse livro ensinavam pequenos encantamentos e um ritual que liberaria minha "mente mágica", consegui. Me tornei uma feiticeira excelente aos cinco anos de idade, meus pais adoravam tudo aquilo. A pequena mina de ouro. tsc, apesar de minah (Começou frase com letra minúscula e erro de digitação.) idade curta, minha (Repetição.) percepção de mundo era diferente, Me sentia (Letra maiúscula depois de vírgula.) usada e cansada. Foi ai que conheci o livro que definitivamente me formou, "Alice in Wonderland", uma menina normal num mundo estranho, fiquei obcecada ao ponto de nomear-me Alice. E assim virei Alice, Fiz meus pais esquecerem de minha existência e passei a viver sozinha, vivendo de furtos e persuasão(e, claro, do meu intelecto elaborado.), (Precisava de um espaço antes do parênteses.) aos 10 anos já era dona de uma empresa, da qual, estranhamente, ninguém conhecia o dono. E foi exatamente neste ano que uma coisa terrível aconteceu, por mais mentalmente complexa que eu fosse ainda era uma criança ingênua. Loucamente rica, vendi minha empresa e então, tinha dinheiro para gastar por uma vida inteira, Me dediquei cada dia mais ao treinamento mágico, criei um baralho mágico(claro, baseado nas aventuras de Alice). Pensando sempre em grandeza, realizei um feitiço auspicioso e delicado, passar minha fonte de poder para algum objeto, me tornando assim, muito mais poderosa. Escolhi então, uma faca encrustrada (Creio que o correto seja ''Incrustada''. Não tenho certeza, perdão se eu estiver errado.) de rubis. Sim, foi um sucesso. Mas exigiu tanto de mim, que caí num sono profundo, quatro anos intensos, sonhando meu mundo perfeito, meu país das maravilhas e quando acordei, estava num mundo doente e cinza. e Isso precisava ser mudado.
Quatorze anos agora, corpo desenvolvido, cabelos negros, olhos verdes. uma linda adolescente, linda e perigosa. Agora eu era o que nasci pra ser. Agora esse mundo devia ser trocado, e eu faria isso.

"Meu nome é Alice, eu tenho 14 anos e odeio todos vocês".

Bom, primeiramente coloquei em negrito todos os erros que notei. E com algumas observações entre parênteses.

Tirando isso, eu gostei bastante da premissa da fanfic. Vai ser interessante, principalmente por envolver a DC. Você também escreve bem, foi uma leitura agradável e você deixou fluir bem os fatos. Porém, não posso tirar maiores conclusões apenas com isso.
avatar
Leo
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/10/2009


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Asami em Dom 21 Out 2012 - 22:18

@Pokaabu escreveu:uma menina estilo Jean Grey que vai salvar o mundo das sombras

.-. Jean Grey, ok... Vou deixar isso passar.

Bom, o Leo e o Pokaabu já citaram todos os erros. Chupo tudo que se liga a DC, mas não é só por isso que eu gostei de sua fic. Ela é realmente boa, mesmo tendo um primeiro capítulo curto, ser ligado ao VUDC/NUDC é interessante. Eu não sou nenhum especialista, mas você poderia ter citado a situação em Star City como os heróis atualmente nela e quem existe nela, pois nem todos leem revistas da DC. Alice será uma vilã em potencial. Boa sorte, e cuidado com o universo Dc.
avatar
Asami
Membro
Membro

Feminino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/08/2011

Frase pessoal : É caaaanon!


Ver perfil do usuário http://indigoplateau.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por DarkZoroark em Dom 21 Out 2012 - 22:44

Olá Bragato
Gostei bastante do prólogo. Achei bem legal isso de existirem poderes telecinéticos para a protagonista principal. Pessoalmente, eu prefira a Marvel à DC, mas esta última também é legal. Concordo com Jet. que você poderia ter citado a situação dos heróis, mas isso se faz com o tempo, imagino.
Os erros já foram todos citados por ~Leo e Pokaabu. Sua escrita difere-se muito da de outros escritores que começam uma Fanfic, e isso torna-a melhor ainda. Por ser um prólogo, não posso dizer nada mais do que isso. Espero pelo seu próximo capítulo.
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por cocotinha_white124 em Seg 22 Out 2012 - 7:06

Como prometido vim comentar. Bom, os erros já foram citados, a história é pelo que vejo interessante, ainda mais sendo vista pelos olhos do "vilão", a narração em primeira pessoa ajuda muito neste fato, dando melhores ideias dos pensamentos de uma pessoa como Alice, "psicopática". Achei uma ótima ideia ter aproveitado a sua personagem do rpg, sem muito o que falar, melhore um pouco na gramática, a narração não foi muito bem explorada neste capitulo, mas deve estar no minimo boa, espero o resto.
avatar
cocotinha_white124
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 04/02/2012

Frase pessoal : Na ponheta ele é ambidestro - Black


Ver perfil do usuário http://andreoli17.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Diamandis em Ter 23 Out 2012 - 20:38

Comentários escreveu:

Pokabuu - thanks, cara. Ja corrigi os erros e bem, a Alice sonhou com um mundo perfeito e não modificou o mundo real.

Leo - Obrigado, Maninho. Vou meter tudo que puder sobre a DC nesse projeto.

Jet - Obrigado, Jet. :3

DZ - Obrigado mesmo, eu sempre procuro inovar na escrita, então continue vendo.

Lack - Obrigado pelas dicas e tals.^^




Notas do Autor escreveu: Neste cap vou falar como o mundo era antes do sono de Alice e como ficou depois, e vou falar até os 16 anos de Alice e a premissa de entrar para Light






[CAP2]Wakin' Up

14-15 anos

Acordei. Dia 15 de Janeiro, nos quatro anos anteriores estive dormindo. Precisava saber do mundo e vou contar-lhes o choque que tive. Mas antes, vamos retrogredir um pouco.
Quando eu tinha 10 anos, antes de adormecer, o mundo estava em paz. A liga da justiça combatia todos os vilões do mundo, que perdiam bobamente. Mas, 2 meses depois do início do meu sono, uma organização criminosa foi fundada: LIGHT. A Light foi criada com um intuito conspiratório de dominar a liga, e foi cumprido. Com a liga da justiça na mão do
intrépido lidér da Light, Vandal Savage, só restaram os ajudantes para cuidarem do mundo. Com isso uma nova liga heróica foi criada e batizada de "Young Justice".
Conflitos foram travados, heróis foram mortos, vilões também. No final, os YJ's saíram vitoriosos e libertaram a liga. Infelizmente, isso gerou uma crise danada no mundo, heróis
famosos desistiram de seus postos, Poucos restaram. Dos chamados "heróis de elite", só cinco restaram, São eles: "Batman, Captain Atom, Black Canary, Dr. Fate e Red Tornado".
Esses se juntaram aos remanescentes da YJ. OS "lighters" também não foram derrotados, e continuam armazenando forças e apoio. Devido à essa "Guerra Fria dos Heróis", O mundo
caiu em violência. Minha querida Star City, se tornou irreconhecível.
E talvez seja esse o motivo de meu ódio.

Voltando àquele dia 15 de Janeiro, acordei aturdida e desinformada, morrendo de fome, necessitada de um banho, hihi. Depois de me prepar para o mundo, precisava de obter
informações, reuni tudo o que pude sobre os anos que se passaram e passei quatro meses, e nesses aniversarie pela décima quinta vez, lendo tudo o que obtive.
A situação era crítica, um dos chefes da Light, o famoso Lex Luthor, Tomou conta do setor finaceiro do país, assim sendo, ele cordenava todas ações de empresas, investimentos, etc..
Ainda bem que visando a candidatura à presidência dos EUA, Lex Luthor saiu da Light e se tornou um político demagogo e, até certo ponto, amado pela população. Mas, grandes centros urbanos foram terrivelmente danificados, Star city é a que tem o índice de violência maior.

Apesar do meu ódio ao mundo estar à beira de explodir, pensei que contato humano seria interessante, saí na rua completamente mudada e fui em direção a um cybercafé, pedi
um refrigerante randômico e me sentei. Logo que me sentei um rapaz, negro e bem bonito veio puxar conversa.
- Ei moça, o que você acha de um café? - Disse ele, bem simpático.
- Eu gosto de pessoas como gosto de café.. - Disse, respirei e então, completei sutilmente - Eu odeio café..
- Penseique fosse dizer negro. - Respondeu o cara.
- Há! Engraçadinho - Tsc.- Sente-se aí.
É ele pegou o timing perfeito.

Sim, seu nome era Jeremy, ele tinha 16 anos, e foi o meu primeiro.. hm, amigo? Ele me explicou sobre diversas gangues da cidades, jovens revoltados sem perspectivas, saindo a rua e fazendo arruaça, sim, eram tempos extremamente perigosos. Jeremy era muito forte, viva sempre fazendo parkour, ele me disse que, às vezes, era necessário ser ágil
e Star.. Isso só aumentou meu ódio. Eu e Jeremy continuamos nos encontrando, ele era um cara legal e me ensonou tudo sobre a nova cidade, disse onde ficavam sedes da Light, disse também, onde apareciam alguns YJ's. Dicas preciosas. Um dia, uma carta chegou até mim, "Cara, quem conseguiu meu endereço?". A light, sim, a Light! Eles me diziam que ue deveria me preparar, seus observadores estavam de olho em mim e eu poderia ser útil, "não vou fazer porra nenhuma para esses otários". E respondi dessa forma, bem mal-educada. Só que isso teve consequências, um grupo de mercenários a serviço da Light deu uma surra imensa em Jeremy, prometi vingança.
E cumpri.
Saí numa noite bem clara, e fui até o galpão que Jeremy indicou, o grupo de homens estava de guarda. A luta começava então.
- Hey, caras. Não deviam mexer com meus amigos! - E a primeira carta voou bem de encontro a cabeça de um dos homens.
Os outros três, atônitos, tentaram acionar os superiores, só tentaram.. Três cartas bem colocadas no cenho de cada um deles. Mimha vingança tinha sido feita, quando estava
preparada para partir, eis que surge um homem das sombras, Alto e forte. Osment era seu nome e ela controlava chamas.
Tinha uma batalha duríssima pela frente.
Osment começou me atacando frenéticamente, jatos de fogo, tudo que eu podia usar eram as cartas como escudo. Lancei um feitiço.
- Otaj Od Áuga - Bem, aquilo pareceu resfriar Osmente um pouco.
Mas seus ataques eram superiores, meus braços já estavam chamuscados quando tive uma idéia. " - Cartas, voem como lâminas." Nesse momento um jato quentíssimo de fogo ia cair
sobre mim.

- Oducseauqa! - A água criou um escudo ao meu redor - Llabeci - Ataquei com algumas bolinhas de gelo que foram trucidadas, tsc, perfeito.
Quando, pela última vez, Osmente foi tomar iniciativa sobre mim, caiu morto no chão. A distração causada pelas bolinhas foi crucial, ele acbaou esqeucendo das cartas que, mentalmente controladas, atingiram o vilão por trás.

Saí do galpão tranquilamente e acenei para câmera. "Alguma coisa me diz que ainda vou receber cartas, muitas cartas.".


"Meu Nome é Alice, eu tenho 15 anos e a Light não foi párea para mim".



Considerações Pós-Scriptum escreveu: Bem, um cap com mais emoção, espero que gostem. Só pra lembrar que no universo DC, as magias são pronunciadas ao contrário.
avatar
Diamandis
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/04/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Leo em Ter 23 Out 2012 - 21:16

Spoiler:
Bragato escreveu:
[CAP2]Wakin' Up

14-15 anos

Acordei. Dia 15 de Janeiro, nos quatro anos anteriores estive dormindo. Precisava saber do mundo e vou contar-lhes o choque que tive. Mas antes, vamos retrogredir um pouco.
Quando eu tinha 10 anos, antes de adormecer, o mundo estava em paz. A liga da justiça(Nome próprio.) combatia todos os vilões do mundo, que perdiam bobamente. Mas, 2 meses depois do início do meu sono, uma organização criminosa foi fundada: LIGHT. A Light foi criada com um intuito conspiratório de dominar a liga, e foi cumprido. Com a liga da justiça na mão do
intrépido lidér(Erro na digitação do acento.) da Light, Vandal Savage, só restaram os ajudantes para cuidarem do mundo. Com isso uma nova liga heróica foi criada e batizada de "Young Justice".
Conflitos foram travados, heróis foram mortos, vilões também. No final, os YJ's saíram vitoriosos e libertaram a liga. Infelizmente, isso gerou uma crise danada no mundo, heróis
famosos desistiram de seus postos, Poucos restaram. (Letra maiúscula.) Dos chamados "heróis de elite", só cinco restaram, São eles: "Batman, Captain Atom, Black Canary, Dr. Fate e Red Tornado".
Esses se juntaram aos remanescentes da YJ. OS "lighters" também não foram derrotados, e continuam armazenando forças e apoio. Devido à essa "Guerra Fria dos Heróis", O mundo
caiu em violência. Minha querida Star City, se tornou irreconhecível.
E talvez seja esse o motivo de meu ódio.

Voltando àquele dia 15 de Janeiro, acordei aturdida e desinformada, morrendo de fome, necessitada de um banho, hihi. Depois de me prepar para o mundo, precisava de obter
informações, reuni tudo o que pude sobre os anos que se passaram e passei quatro meses, e nesses aniversarie pela décima quinta vez, lendo tudo o que obtive.
A situação era crítica, um dos chefes da Light, o famoso Lex Luthor, Tomou conta do setor finaceiro do país, assim sendo, ele cordenava todas ações de empresas, investimentos, etc.. (2 pontos?)
Ainda bem que visando a candidatura à presidência dos EUA, Lex Luthor saiu da Light e se tornou um político demagogo e, até certo ponto, amado pela população. Mas, grandes centros urbanos foram terrivelmente danificados, Star city é a que tem o índice de violência maior.

Apesar do meu ódio ao mundo estar à beira de explodir, pensei que contato humano seria interessante, saí na rua completamente mudada e fui em direção a um cybercafé, pedi
um refrigerante randômico e me sentei. Logo que me sentei um rapaz, negro e bem bonito veio puxar conversa.
- Ei moça, o que você acha de um café? - Disse ele, bem simpático.
- Eu gosto de pessoas como gosto de café.. - Disse, respirei e então, completei sutilmente - Eu odeio café..
- Penseique fosse dizer negro. - Respondeu o cara.
- Há! Engraçadinho - Tsc.- Sente-se aí.
É ele pegou o timing perfeito.

Sim, seu nome era Jeremy, ele tinha 16 anos, e foi o meu primeiro.. hm, amigo? Ele me explicou sobre diversas gangues da cidades, jovens revoltados sem perspectivas, saindo a rua e fazendo arruaça, sim, eram tempos extremamente perigosos. Jeremy era muito forte, viva sempre fazendo parkour, ele me disse que, às vezes, era necessário ser ágil
e Star.. Isso só aumentou meu ódio. Eu e Jeremy continuamos nos encontrando, ele era um cara legal e me ensonou tudo sobre a nova cidade, disse onde ficavam sedes da Light, disse também, onde apareciam alguns YJ's. Dicas preciosas. Um dia, uma carta chegou até mim, "Cara, quem conseguiu meu endereço?". A light, sim, a Light! Eles me diziam que ue deveria me preparar, seus observadores estavam de olho em mim e eu poderia ser útil, "não (Letra minúscula.) vou fazer porra nenhuma para esses otários". E respondi dessa forma, bem mal-educada. Só que isso teve consequências, um grupo de mercenários a serviço da Light deu uma surra imensa em Jeremy, prometi vingança.
E cumpri.
Saí numa noite bem clara, e fui até o galpão que Jeremy indicou, o grupo de homens estava de guarda. A luta começava então.
- Hey, caras. Não deviam mexer com meus amigos! - E a primeira carta voou bem de encontro a cabeça de um dos homens.
Os outros três, atônitos, tentaram acionar os superiores, só tentaram.. Três cartas bem colocadas no cenho de cada um deles. Mimha vingança tinha sido feita, quando estava
preparada para partir, eis que surge um homem das sombras, Alto e forte. Osment era seu nome e ela controlava chamas.
Tinha uma batalha duríssima pela frente.
Osment começou me atacando frenéticamente, jatos de fogo, tudo que eu podia usar eram as cartas como escudo. Lancei um feitiço.
- Otaj Od Áuga - Bem, aquilo pareceu resfriar Osmente um pouco.
Mas seus ataques eram superiores, meus braços já estavam chamuscados quando tive uma idéia. " - Cartas, voem como lâminas." Nesse momento um jato quentíssimo de fogo ia cair
sobre mim.

- Oducseauqa! - A água criou um escudo ao meu redor - Llabeci - Ataquei com algumas bolinhas de gelo que foram trucidadas, tsc, perfeito.
Quando, pela última vez, Osmente foi tomar iniciativa sobre mim, caiu morto no chão. A distração causada pelas bolinhas foi crucial, ele acbaou esqeucendo das cartas que, mentalmente controladas, atingiram o vilão por trás.

Saí do galpão tranquilamente e acenei para câmera. "Alguma coisa me diz que ainda vou receber cartas, muitas cartas.".


"Meu Nome é Alice, eu tenho 15 anos e a Light não foi párea para mim".



Vamos lá.

Novamente coloquei os erros que notei em negrito com observações.

Sobre o capítulo. Gostei. Achei algumas coisas muito corridas, mas está legal. Ainda bem que você não matou o Batman, eu ficaria muito bravo, sério. Gostei do Jeremy, achei ele engraçado.
avatar
Leo
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/10/2009


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Bro em Ter 30 Out 2012 - 21:47

Acordei. Dia 15 de Janeiro, nos quatro anos anteriores estive dormindo. Precisava saber do mundo e, (acho que uma vírgula cairia bem aqui) vou contar-lhes o choque que tive. Mas antes, vamos retrogredir um pouco.
Quando eu tinha 10 anos, antes de adormecer, o mundo estava em paz. A Liga da Justiça (nome próprio, como disse ~Leo) combatia todos os vilões do mundo, que perdiam bobamente. Mas, 2 meses depois do início do meu sono, uma organização criminosa foi fundada: Light (colocou letra maiúscula aqui, mas no resto da fic colocou maiúscula). A Light foi criada com um intuito conspiratório de dominar a Liga (~Leo), e foi cumprido. Com a Liga da Justiça na mão do intrépido líder (acento agudo indevido e no lugar errado, ~Leo) da Light, Vandal Savage, só restaram os ajudantes para cuidarem do mundo. Com isso uma nova liga heróica foi criada e batizada de "Young Justice".
Conflitos foram travados, heróis foram mortos, vilões também. No final, os YJ's saíram vitoriosos e libertaram a liga. Infelizmente, isso gerou uma crise (danada não cai muito bem no roteiro dessa fic, né?) no mundo, heróis famosos desistiram de seus postos. (um ponto aqui seria melhor, essa vírgula ficou meio sem sentido) Poucos restaram. Dos chamados "heróis de elite", só cinco sobraram (palavra repetida), sendo (letra maiúscula indevida) eles: Batman, Captain Atom, Black Canary, Dr. Fate e Red Tornado (não há a necessidade de aspas aqui).
Esses se juntaram aos remanescentes da YJ. Os Lighters (letra maiúscula indevida e não é necessário o uso de aspas aqui também) também não foram derrotados, e continuam armazenando forças e apoio. Devido à essa "Guerra Fria dos Heróis", O mundo caiu em violência. Minha querida Star City (não há necessidade de vírgula) se tornou irreconhecível.
E talvez seja esse o motivo de meu ódio.

Voltando àquele dia, (uma vírgula faria mais sentido) 15 de Janeiro, acordei aturdida e desinformada, morrendo de fome, necessitada de um banho. (parecia o Nilo, hihi) Depois de me preparar (faltou o 'ar') para o mundo, precisava por obter informações. [b]Reuni (ponto faria mais sentido) tudo o que pude sobre os anos que se passaram enquanto eu dormia e passei pelo meu décimo quinto aniversário, lendo tudo que obtive.
A situação era crítica, um dos chefes da Light, o famoso Lex Luthor, tomou (letra maiúscula indevida) conta do setor financeiro (faltou um 'n') do país, assim sendo, ele coordenava (faltou um 'o') todas asações de empresas, investimentos, etc..
Ainda bem que, visando a candidatura à presidência dos EUA, Lex Luthor saiu da Light e se tornou um político demagogo e, até certo ponto, amado pela população. Mas, grandes centros urbanos foram terrivelmente danificados, Star City (letra minúscula indevida) foi a cidade que teve o maior índice de violência. (essa parte aqui foi um pouco feia)

Apesar do meu ódio ao mundo estar à beira de explodir, pensei que contato humano seria interessante. (ponto seria melhor) [b]Saí (letra minúscula indevida) na rua completamente mudada e fui em direção a um cybercafé. Pedi um refrigerante randômico e me sentei. Logo que me sentei um rapaz, negro e bem bonito, veio puxar conversa.
- Ei moça, o que achas de um café? - Disse ele, bem simpático.
- Eu gosto de pessoas como gosto de café... (faltou um ponto) - Disse eu. Respirei e então, completei sutilmente - Eu odeio café... (faltou outro ponto)
- Pensei que tivesses a dizer negro. - Respondeu ele. (combina mais com o enredo)
- Haha! Engraçadinho. Sente-se aí. - Responde, sarcasticamente. (achei um pouco interessante colocar uma linguagem diferente nele)
É... (três pontos aqui) ele pegou o timing perfeito.

Seu (por quê havia colocado um 'Sim' aqui?) nome era Jeremy. Tinha 16 anos, e foi o meu primeiro... amigo, talvez? (falta de ponto e uma coisa com uma pequena dose de sentido) Ele me explicou sobre as diversas gangues da cidades, jovens revoltados sem perspectivas que saiam à rua fazendo arruaça. Sim, eram tempos extremamente perigosos. Jeremy era muito forte, viva sempre fazendo parkour, ele me disse que, às vezes, era necessário ser ágil e, Star... Isso só aumentou meu ódio. Eu e Jeremy continuamos a nos reencontrar, ele era um cara legal e me ensinou (trocou 'i' por 'o') tudo sobre a nova cidade. Disse onde ficavam sedes da Light, disse também (não é necessária a vírgula) onde apareciam alguns YJ's. Dicas preciosas. Um dia, uma carta chegou até mim. Pensei: "Cara, como conseguiram meu endereço? E quem?". Tive uma surpresa... a Light. Sim, a Light! Eles me diziam que que (faltou um 'q') deveria me preparar, seus observadores estavam de olho em mim e eu poderia ser útil. "Não (letra minúscula indevida e ponto adicionado) vou fazer porra nenhuma para esses otários". E respondi dessa forma, bem mal-educada. Só que isso teve consequências... um grupo de mercenários a serviço da Light deram (pode-se usar 'deu', mas 'deram' cairia melhor, pois a última palavra está no plural [mercenários]) uma surra imensa em Jeremy. Prometi vingança.
E cumpri.
Saí numa noite bem clara, e fui até o galpão que Jeremy indicou. O grupo de homens estava lá, de guarda. A luta começava então.
- Hey, caras. Não deviam mexer com meus amigos! - E a primeira carta voou bem de encontro a cabeça de um dos homens.
Os outros três, atônitos, tentaram acionar os superiores, mas, só tentaram... Três cartas bem colocadas no cenho de cada um deles. Minha (trocou 'n' por 'm') vingança tinha sido feita. Quanto estava preparada para partir, eis que surge um homem das sombras, alto (letra maiúscula indevida) e forte. Osment era seu nome e ela controlava chamas.
Tinha uma batalha duríssima pela frente.
Osment começou me atacando freneticamente (acento indevido), jatos de fogo. Tudo que eu podia usar eram as cartas como escudo. Lancei um feitiço.
- Otaj Od Áuga - Bem, aquilo pareceu resfriar Osmente um pouco.
Mas seus ataques eram superiores. Meus braços já estavam chamuscados quando tive uma ideia: (ideia não tem acento e dois pontos) " - Cartas, voem como lâminas". Nesse momento, um jato quentíssimo de fogo ia cair sobre mim.

- Oducseauqa! - A água criou um escudo ao meu redor - Llabeci - Ataquei com algumas bolinhas de gelo que foram trucidadas. Tsc, perfeito.
Quando, pela última vez, Osment foi tomar iniciativa sobre mim, caiu morto no chão. A distração causada pelas bolinhas foi crucial, ele acabou esquecendo das cartas que, mentalmente controladas, atingiram o vilão por trás.

Saí do galpão tranquilamente e acenei para câmera: "Alguma coisa me diz que ainda vou receber cartas, muitas cartas.".


Meu Nome é Alice, eu tenho 15 anos e a Light não foi párea para mim.

É, é... a fic é boa. Enredo interessante, nomes legais, magias... mas, tente dar uma revisada no texto antes de postar, sempre ajuda. Não criticando, apenas tentando ajudar. Enfim, tudo aqui foi opinião minha.
avatar
Bro
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/04/2012

Frase pessoal : Açaizinho.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Black~ em Qui 1 Nov 2012 - 17:23

Eu li só o prólogo. Depois eu leio o resto xD. Enfim, a história ficou bacana, só que tipo, aos dez anos ela tinha uma empresa? o.O. Vi uma repetição ou outra ali, mas coisa boba. Enfim, boa sorte com a fic.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Diamandis em Sex 2 Nov 2012 - 3:18

Obrigado pelos comentários,, o negócio dos erros, a maioria é digitação apressada e eu escrevo e a fic no bloco de notas porque sim. E sim, Black, ela tinha uma empresa. Mas ela não se revelava dona.




[Cap3]Bem-vinda à Luz

15-16 anos

Algumas semanas depois, cartas e cartas ainda chegavam ao meu endereço, Jeremy tinha saído do hospital e, frequentemente vinha me visitar, mas ele andava estranho, muito estranho. No dia do meu aniversário de 16 anos, ele veio me visitar e me dar notícias um tanto ruins.

- Hey, Carr - Disse ele, me chamando pelo apelido que me deu - feliz aniversário.. haaaam, 15 ou 16?
- É 16 - Fui meio seca - mas você sabe disso..
- É, talvez... - Ele inspirou para falar, mas desistiu.
- Jerry, se tiver algo para me falar, fale.
- É que... - Ele se interrompeu novamente, mas em seguida jorraram uma torrente de palavras - Olha, Carr, você é legal, minha melhor amiga e tals.. mas, sabe, essa sua obsessão, por um novo mundo.. isso me maltrata e sabe, agora eu sou um arqueiro do Elite Star. Ufa, falei.

Isso foi um baque, o Elite Star foi um projeto criado por um antigo membro dos YJ's, seu nome era Arsenal e ele costumava ser o ajudante do Famoso Green Archer, que hoje não passa de um cidadão comum. O Elite Star tem como função recrutar jovens em potencial e convertê-los para a doutrina "mundista".

- Je.. Jerry-y, Isso vai contra o que eu defendo, mas apoio a sua decisão...

Foi bem falso, uma dessas mentiras que contamos para agradarmos nossos amigos. A conversa se arrastou por alguns minutos, e ele se despediu de mim com um beijo no rosto, gesto tenro. Aquele beijo desencadeou uma dedução em mim, seria a última vez em muito, muito tempo em que eu veria Jeremy. Por isso, beijei-o em retribuição, mas não no rosto, foi meu primeiro beijo, com meu primeiro "carinha". Mas agora, não tinha carinha, nem amigo, nem conforto...

Era tempo de tomar decisões.

Abri uma das cartas da Light, e verifiquei o endereço

- Metro San Francisco.

Peguei o primeiro ônibus para San Fran, tendo em mente que precisava me mostrar superior aos meus companheiros. Meus cabelos nesse dia estavam roxos, não de raiva ou imponência, mas sim de nervosismo.
Após um pouquinho de caminhada achei a entrada do metrô abandonado, logo que me esgueirei por umas tábuas soltas senti umas espécies de energias estranhas. "Magia, hmm"
A primeira parecia ser uma energia débil e inocente. " Iniciante, tsssc.", a segunda me abalou fortemente, parecia muito mais macabra e sombria, mas ao mesmo tempo delicada e sublime. Cheguei no galpão e percebi que a energia mais intensa vinha de uma linda moça de cabelos negros e a energia fraquinha de um idiota vestido de branco. Não me apresentei, apensa disse "Olá, idiotas, todos vocês desceram o buraco e viram suas maravilhas? Não? Então conformem-se com esse mundo obsoleto e imbecilizado que vocês criaram, espero que quando ele afunde, vocês afundem junto."

Sentei-me e vi que meus 'companheiros' me olhavam com se fosse psicótica. "É, eles estão certos."

Logo todos que faltavam chegaram e a mulher de cabelos negros se pôs a falar:

- Vocês são o que a Luz tem para seu futuro... É bom que não sejam um lixo como os antigos, mortos por mim. - Riu ela desejando sangue.

- Se controle, Areike. - Aconselhou Gerard. - Eu falo daqui para frente.

Gerard era um grandalhão mal encarado.

- Grrr... - Resmungou ela com um pouco de raiva.

- Bem, eu e ela fomos enviados por Salvage para entregar-lhes uma missão de investigação e não de destruição em massa, só para avisar! - Então ele fechou os olhos por um breve espaço de tempo, colocou um pouco mais de saliva na boca, e ao abrir novamente os olhos continuou a falar. - Hiro Okamura é um jovem gênio que se auto denominou como o segundo homem brinquedo. A Luz precisa dele para construir nosso plano supremo para controlar todas as nações do mundo sem espalhar o caos por aí e sem suspeitas dos mocinhos. Temos um plano em mente e até onde sei não podemos falar sobre ele para novatos. Humph, ele está no Monte Fuji, Japão. Não iremos fornecer um transporte de qualidade, somente um toque de mágica.

Depois de falar isso um fundo falso foi revelado atrás dos veteranos, uma sala pequena cheia de artefatos mágicos. Estantes espalhadas pelas paredes com livros, poções, objetos estranhos e no piso um tapete roxo. A sala tinha um círculo com uma estrela desenhada no centro, Areike planou sobre a Sala e se posicionou no meio do círculo.

- A mágica que meu amor mencionou é um antigo feitiço de teletransporte pelas sombras, vai demorar quase nada para vocês chegarem lá... Só uma hora mesmo mas é pouco tempo pois iria demorar mais de algum outro meio. - Ela movimentou as mãos e todos os jovens foram envolvidos. Gerard se afastou um pouco mais do local.

- Oãpaj - Ijuf Etnom o arap sele etropsnarteleT! - Em um passe de mágica um grande pássaro semelhante a um falcão sugou os jovens para si e simplesmente atravessou o teto.

Chegamos, eu estava completamente absorta com o Fuji, fiquei tão embasbacada com o tamanho da montanha que nem ouvi o discurso de um tal de Moriarty, só partes com "sigam-me" e "eu serei o melhor líder". A princípio não gostei, mas então achei que seria divertido ter um idiota como líder. E, sarcasticamente, disse:

- I'm on... "Leader".

E segui atrás de meus companheirinhos.

A imponência de Moriarty era diferente, ele parecia ser mais d que nós.

Caminhamos um pouco e chagamos a uma ponte, na outra margem estava a mansão reluzente.

Um cara que "incorporava" deuses gregos, Logan, partiu com toda velocidade para a ponte. Era uma armadilha, despencamos nós três : Moriarty, Logan e eu. Tive que rapidamente usar um de meus feitiços baseados em "Wonderland". - Poção de Pequeninice- E diminui consideravelmente meu tamanho, senão seria esmagada pelo Semi-Deus. Caímos num buraco e nos ferimos, Logan nos curou incorporando o Deus da Medicina, tive que levitar meus amiguinhos depois de ser curada. "Seres Rativel" e todos saímos, enquanto isso o Idiota feiticeiro levava outros vilões para a margem oposta. Moriarty me levava na mão.

- Great, o esperto deixou a gente pra trás. - Disse eu - Moriarty, me ponha no chão.

Voltei ao meu tamanho normal e usei meu baralho de cartar para criar uma ponte e chegar ao outro lado.

Nós três conseguimos entrar pelos fundos da mansão, mas topamos de frente com um enorme ciborgue que parecia impenetrável, seria uma luta 2x1... Logan precisava recarregar.
- Hey, Moriarty - Gritei - Faça ele abrir a boca.
- Got it - respondeu ele, e começou a atirar no robô enquanto corria em círculos.
A grande fera metálica finalmente abriu a fenda que correspondia a boca.
- Poção de Pequenenice! - e me atirei nos circuitos internos do Orc através da boca.

"Hmm, o jeito mais fácil é explodindo ele", eu posso fazer isso!

Alinhei meu baralho e:

- Façam fogo!- uma chuva de cartas flamejantes começou a atingir os circuitos do Robô, e eu pulei muito rapidamente para fora, retomando meu tamanho original e a tempo de ver uma massa de aço contorcido voar pela mansão.

Tudo parecia estar ok, até que...

- The fuck?! - exclamou Moriarty.

O Orc começava a se remontar como um bonequinho de lego. "Provavelmente é algum hardware maldito instalado em uma capsula imune a fogo". Apesar da recomposição inesperada do Orc ele parecia terrivelmente abatido, sugeri então:

- Ataquem todos.. Com overpower!.

"Hora do Gambit".

- Cartas flamenjantes, destruam a porra desse robô!

As cartas fizeram seu trabalho, mas o robô também fez o seu e continuou a se remontar. Já estava perdendo as esperanças.
Por mais que eu atacasse, o robô se reconstituía, O semi Deus estava sem carga e Moriarty, morto. É, morto. uma de peças do robô atingiu em cheio sua cabeça, foi fatal.

Era minha chance, nosso líder morto, logo eu deveria tomar iniciativa.

Vendo que os ataques eram ineficazes, porque uma espécie de centro magnético reunia as peças, decidi sobrecarregar o sistema dando choques no robô.

- Ckohsortele!

Sobrecarregado, o robô entrou em curto e não se reorganizou mais, tudo parecia estar certo, mas até quando.
Foi um período curto de paz. Os robôs, a ponte, a entrada para a Light, tudo era uma armadilha, para aliviar o lado da Light. cerca de 5 minutos depois de destruir o robô, sirenes ensurdecedoras começaram a tocar, avisando que a mansão se explodiria.

- Uma Armadilha, Malditos! - Gritou, Logan - Hey, Alice, vou te tirar daqui - e, incorporando Hércules me arremessou para fora da mansão. Salvando minha vida.

A mansão explodiu em mil pedaços. "Mas que porra! O QUE ESSES LUNÁTICOS QUERIAM?!". Organizei meus pensamentos, e consegui realizar um feitiço complicadíssimo de teletransporte que me levou de volta a Star. Cheguei esgotada em casa, por ter realizado um feitiço hiper complicado e por saber que grandes tormentos viriam. Tinha que descobrir porque a Light eliminou tanta gente, Tinha que vingar Logan, que me salvou."AH, mas isso pode ficar pra amanhã.. ou pra daqui uma semana". E caí na cama.

"Meu nome é Carrie Hagston, Carr para o Jerry, Alice para vocês e eu não tenho mais certeza sobre meus ideais."




É isso, pessoal, comentem aí.



Créditos: Jet., pelas falas de Gerard e Areike. Leo pelo uso de Logan. Mikh pelo uso de Gerard e Moriarty. Shii pelo uso de Areike. Jp pelo uso do mago idiota.

avatar
Diamandis
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/04/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Bro em Sex 2 Nov 2012 - 17:33

Opa, lgl. Mas pra quê tantos palavrões...? Isso denigre um pouco a fic, mesmo sendo +14.
Erros, bem, estou sem tempo, depois vejo, afinal, agora sou um Cavalo-Limão, tenho de salvar o mundo.
avatar
Bro
Membro
Membro

Masculino Idade : 18
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 07/04/2012

Frase pessoal : Açaizinho.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Black~ em Sab 3 Nov 2012 - 17:49

Eae. Eu nem vi tanto palavrão, mas eu acho normal colocar palavrões numa fic, não pode censurar o trabalho né. Mas enfim, acho que vi alguns erros, mas to com preguiça de citar. O capítulo ficou bacana e talz. É só e boa sorte.
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Asami em Seg 5 Nov 2012 - 22:00

Oes Bragato! O capítulo ficou muito bom com nenhum erro, pelo que vi. Só revise antes de posta, só um conselho. O enredo está muito bom, ser baseado numa história alternativa do RPG me deixa orgulhoso, de certo modo. Palavrões numa fic não a denigrem. Eles são comuns, afinal se você está lutando com super-poderosos ou com super-poderes pode muito bem dar uma vontade de soltar a ética e jogar palavrões para fora se algo da arredo, como no dia-a-dia isso acontece com fatos reais. Parabéns, continue assim.
avatar
Asami
Membro
Membro

Feminino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 17/08/2011

Frase pessoal : É caaaanon!


Ver perfil do usuário http://indigoplateau.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Diamandis em Seg 12 Nov 2012 - 22:01

Obrigado amigos, sobre os palavrões, o Jet já explicou.






Tempo gasto, vida gasta. PT1

16~18

Desde que a mansão do Fuji explodiu estive investigando a Light, mas nada de concreto, em dois anos, consegui achar. Até que nos últimos dias a situação mudou, mas antes...
Muita coisa aconteceu nesse tempo, vamos do começo, depois de ver uma mansão explodir e pessoas ou quase pessoas morrendo, tive que me recuperar, descansei uma semana, e fui atrás de Jeremy, o único que poderia me ajudar.
Ele havia me passado o seu endereço, fui até sua casa.

- Blen-Blang - Ressonou a campainha.

Uma morena alta, dos olhos verdes e corpo comum me atendeu.

- Posso-lhe ajudar - Disse ela, cordialmente.
- Anm, sim, eu acho.. - Respondi bobamente - Um carinha, chamado Jeremy, mora aqui, certo?

Ela estreitou a vista para mim e pude perceber um leve crispar de lábios.

- Entre, menina - Disse seca.

Entrei, o interior da casa era bem bonito, havia uma mesinha de centro com um vaso de crisântemos em cima e um par de sofás caquís com almofadas beges, me acomodei em um deles e a mulher no sofá oposto.

- Então, você é a tal de Carrie - A moça falou livre e eu me assustei a ouvir meu verdadeiro nome - O Jerry falava muito de você, meu nome é Karena, eu sou irmã dele.
- Ah, olá, acho que você já sabe meu nome, então.. Onde está o Jerry?

Fui meio rude, eu sabia o que Karena devia estar pensando, uma menina estranha de cabelo verde de esperança, entra casa a dentro e parece desesperada em ver um cara. Tsc.
Karena voltou a falar e me libertou do transe momentâneo:

- O Jerry está em qualquer país do mundo treinando com a Elite Star - Disse ela, entrecortando num suspiro - eles não podem informar a localização e nem quando voltarão.

Isso era péssimo, Jerry era o único que poderia me ajudar, agora sem ele, era eu novamente só.

- Bem, Karena... Muito obrigado pelo seu tempo e tudo mais. - Estava frustrada - Ok, até mais.
- Olha, Carrie, você pode aparecer por aqui qualquer dia desses, Jeremy liga para dar notícias, quem sabe ele não pode se comunicar - Disse Karena, muito cordial, como sempre.

Uma porta se abre quando outra se fecha, isso era bom.

- Ok, Karena, muito obrigado mesmo e tchau - Disse com certa felicidade.

Sai da casa de Jerry, e já ia tomando o caminha do metrô, quando levo uma topada por trás e caio no chão.
Corrigindo minha frase, quando um portão se fecha, duas portas abrem. Um rapaz havia esbarrado em mim, ele me ajudou a levantar e veio me pedir desculpas.

- Oh, mil desculpas, gatinha - Disse ele, tentado ser sedutor - Meu nome é Wally West, Miau-miau pra você entender melhor gatinha.
- ah, Wait! Vai com calma mocinho, meu nome é Carrie, Carrie Hagson, muito prazer.
- O prazer é todo meu, pode acreditar - Ok, isso era enjoativo - Quer tomar um café?
- Ah, quer saber, quero sim - Tá, não sei porque disse isso.
- Sabia, gata, cê ta na minha!

No final, o tal de Wally era legal, ele tinha 20 anos e tinha acabado de se mudar para star, era loiro-alaranjado, estatura médio e tinha um porte de corredor. Hmm.
Não demorou e viramos amigos, eu contei para ele sobre meus poderes e como fiz besteira me juntando a Light. E ele, surpreendentemente, me contou que era o Kid Flash, fez parte da Young Justice e se mudou para Star, quando sua Ex-namorada, Artemis, foi morta por seu antigo companheiro, Aqualad.

Sad But True.

O melhor de tudo foi que o Wally resolveu me ajudar a procurar por líderes da Light, agora eu tinha um parceiro.


O tempo foi passando, eu e Wally não conseguimos grandes progressos, na verdade nenhum. No mês que antecedeu meu aniversário de 17 anos isso mudou.
Era uma manhã fria, Nós passamos a última noite inteira vigiando um galpão que supostamente pertencia à Light, A campanhia tocou, levantei-me e fui atender. Quando abri a porta e vi quem era meu coração disparou:
Jeremy e Karena, estavam diante de mim, atulhados de gostosuras para o café da manhã, quando vi Jerry não me contive e pulei em seus braços, derrubando tudo no chão e fazendo uma barulheira danada.
Nesse momento, Wally adentrou a sala assutado, ele estava morando comigo, mas sem envolvimentos.
Depois de longos "senti a sua falta" e "conte-me como foi". Jeremy pôs-se a explicar uma situação.

- A light está importando armas de longo alcançe da máfia russa - Disse ele sério - Isso significa que nós temos um problema enorme nas mãos.



- CONTINUA.




Fun, Sei lá, fiquei muito inativo com essa fic, trancada e talvez continue um dia..

Black: Destrancada a pedido do autor.
avatar
Diamandis
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/04/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [LOG1][14+]Livro de Alice

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum