Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Noites Sombrias

Ir em baixo

Noites Sombrias

Mensagem por Slip1OOOO em Dom 26 Ago 2012 - 22:38



Capitulo 1
Uma noite como qualquer outra
Naan City, 00:00.

Nesta cidade sombria, repleta de pecados, ruas e avenidas marcadas pelos terríveis crimes cometidos por aqueles que, por algum motivo continuam a solta, espalhando medo e caos nos corações dos moradores de Naan City, habita ele, W.R, mas conhecido como Sombra. Como ele é? Bem, cada um tem um jeito de descreve-lo, de acordo com os detentos da prisão de Naan, ele é um sujeito misterioso, usa um sobretudo preto meio amarrotado, um chapéu preto com as iniciais W.R na parte de baixo de sua aba, sapatos pretos, bem sujos por sinal, e não se pode esquecer da sua marca, o motivo pelo qual todos os criminosos da cidade o temem, sua máscara! Por incrível que pareça, sua máscara pode mudar de forma, ela se transforma naquilo em que você mais teme na vida, pode ser qualquer coisa, qualquer coisa mesmo. Neste momento, Sombra vaga pelas ruas de Naan, a procura de foras da lei, para impor sua justiça sobre eles.

Naan City, 00:47, rua Elm.
Em um beco escuro, atrás de uma boate, dois sujeitos discutem:

- Eu já disse, estou cansado de receber sempre as mesmas reclamações, Victor! - Exclama Budd, sujeito alto, caucasiano, vestindo um terno branco e com um charuto na mão esquerda.

- Mas Budd, eu estou de prova, aquele sujeito realmente pode acabar com nossos planos! Se não acreditar em mim, vá em frente, arisque a vida de seus capangas. - Diz Victor, um homem de idade mais avançada, aparenta ter 50 anos de idade, baixa estatura e físico lamentável.

- Não me importa quantos vão morrer, faça sua ligação e autorize o transporte agora mesmo! - Budd joga seu charuto no chão, com raiva, enquanto sai de cena.

Victor, com um olhar de desaprovação, pega em seu bolso um celular e faz a tal ligação. Enquanto isso, no telhado da boate, esta ele, observando cada movimento de Victor sem perder o foco. Trajes pretos, máscara, você já deve saber de quem eu estou falando.

- Humf, o que será que ele pretende fazer desta vez... - Pensa Sombra em voz alta, enquanto acompanha o desenrolar da conversa de Victor ao telefone.

- Ok, me encontre em meia hora na garagem do antigo shopping center, não se esqueça de trazer todo o material. - Diz Victor, que logo em seguida desliga o celular.

Victor guarda seu telefone no bolso, coça a cabeça e anda em direção ao seu carro, que esta parado no final do beco. A poucos metros de distância do carro, Victor poe novamente a mão no bolso, dessa vez ele puxa suas chaves, então sente uma presença, tem a impressão de que esta sendo seguido, ele então para e olha para trás bem lentamente, e nada vê, quando se vira novamente, é surpreendido por um punho. Victor no chão, cospe um pouco de sangue, ele então olha para a figura que o agrediu e diz:

- Não pode ser, o que você faz por estas bandas? - Pergunta, com uma expressão de medo.

- Vamos ao que interessa, me diga, com quem esteve falando ao telefone? - Sombra o pergunta.

- Hm... você é bem curioso, ham? Não vai conseguir nenhuma informação comigo! - Diz Victor, dando uma leve risada.

- Então não tem medo de mim? - Pergunta Sombra.

- De qualquer forma, com medo ou sem medo, irei morrer. - Diz Victor, que logo em seguida tenta se levantar, mas antes que consiga, é novamente agredido por Sombra, que dá um chute em sua barriga. Sombra se aproxima de Victor, o pega pela gola da camisa e o ergue, Victor esta com os pés no ar.

- Agora, te darei um motivo para ter medo! - Afirma Sombra, sua máscara muda de forma, se transformando em um tubarão. Victor começa então a se debater, tentando escapar das mãos de Sombra, sem sucesso, Victor para de se mover, pega seu celular do bolso, e poe no bolso do sobretudo de Sombra.

- Muito bem, agora me fale, o que de tão importante acontecerá no antigo Shopping? - Dessa vez, Sombra fala em um tom agressivo. Amedrontando Victor.

- Err... Budd e seus capangas estão se dirigindo para lá agora mesmo, para receber uma grande encomenda de armas militares.

- É tudo o que preciso saber, agora morra! - Sombra rapidamente agarra o pescoço de Victor, o estrangulando. Victor não reage, esta com muito medo para tentar algo, sua respiração para lentamente, esta morto. Nosso herói revista o recém falecido, encontra as chaves do carro e uma embalagem fechada de Halls preta.

- Carro e halito fresco, nada mal para uma noite agitada. - Fala Sombra consigo mesmo, enquanto levanta sua máscara, e come uma bala.
avatar
Slip1OOOO
Designer
Designer

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 24/07/2011


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Noites Sombrias

Mensagem por BelphegorP em Dom 26 Ago 2012 - 22:56

Não que tenha me atraído muito.. não sei se vou acompanhar:
Nesta cidade sombria, repleta de pecados, ruas e avenidas marcadas pelos terríveis crimes cometidos por aqueles que, por algum motivo continuam a solta, espalhando medo e caos nos corações dos moradores de Naan City, habita ele, W.R, mas conhecido como Sombra.
1-Você coloca muitas vírgulas que,mesmo que sejam úteis, deveriam ser trocadas por pontos final.

2-Você poderia fazer um esforço para parar de repetir Victor

3-Isso seria um prólogo, não um capítulo. Primeiro que ele foi pequeno e foi feito como uma abertura para os acontecimentos e a apresentação de personagens que parecem ser essenciais. Também temos outras características que o taxam como prólogo. É só editar e mudar o título lá em cima

Dessa vez, Sombra fala em um tom agressivo. Amedrontando Victor.
4-Quando é pra largar os pontos finais coloca vírgula? O certo seria:
Dessa vez Sombra fala em tom agressivo, amedrontando Victor.

Sem nenhuma emoção, pelo menos não a senti. Vou esperar mais dois capítulos, se nenhum me agradar eu largo. Boa sorte.

@Miss: Bloqueada a pedido do dono.
avatar
BelphegorP
Membro
Membro

Feminino Idade : 26
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/07/2012

Frase pessoal : Já viu o Sem Rosto? Olhe para trás.


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum