Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

An Unusual Journey

Ir em baixo

An Unusual Journey

Mensagem por Colt em Dom 24 Jun 2012 - 22:38



Imagine-se na pele de um treinador perdedor, que não ganha uma única batalha há muito tempo. Imaginou-se? Pois essa é a vida de Haruto, nosso protagonista, que sonha em ganhar a liga Pokémon, ou pelo menos superar seu rival... Objetivozinho clichê, hein? Rs Tudo isso e mais um pouco nessa jornada muito louca, em busca de reconhecimento.

Capítulos:
Em Breve...

Personagens:
Em Breve...


Capítulo 01
Resumption / Recomeço.


Uma batalha estava prestes a ocorrer na estrada de chão batido que levava a vila de Himatsu, perto de Pewter. De um lado estava um emo colorido metrossexual e estranhamente popular com as garotas, seu nome era Yamoto. Do outro lado, estava eu, o melhor treinador do mundo em que em um ano de jornada conseguiu nenhuma insígnia, mas estes são apenas detalhes técnicos que não atrapalham minha superioridade.

Yamoto tinha cabelos ruivos e lisos que davam no seu pescoço, que era coberto por um cachecol fino e preto, naquela ocasião usava um blazer vermelho, calça preta colada e um tênis vermelho. Eu tinha cabelos loiros e olho castanhos... Estava usando minha camiseta azul com detalhes brancos de sempre, minha calça jeans rasgada e meu tênis branco.

Havia uma pequena plateia de umas dez pessoas, entre eles estavam alguns amigos. O emo já havia sacado sua primeira Pokeball e só faltava eu sacar a minha. Devo admitir que estava distraído e peguei a primeira Pokeball que vi dentro de um compartimento do meu cinto. Joguei a Pokeball ao mesmo tempo de que Yamoto jogou a dele. Em dois clarões de luz se revelaram, na dele saiu um belo Arcanine e da minha... Meu Pokémon mais fraco, Caterpie. Naquele estante me deu uma grande vontade de me matar de tanta frustração.

- Não sabia que você gostava de perder Haruto-Chan... – Disse Yamoto.

- Haruto-Chan? Desgraçado... Vou mostrar que com até um Caterpie eu ti derroto facilmente! – Falei com ódio nos olhos.

- Me derrotar? Vamos ser realistar Haruto-Chan, você me desafiou 57 vezes neste último ano... Não venceu nenhuma, perdeu todas pateticamente.

- Hoje será diferente. – Disse um pouco desanimado.

- Pois bem, vamos começar. Toto-Chan comece com um Dig com carinho. – Murmurou o rival.

O Arcanine, no qual não me atrevo a falar o apelido, começou a escavar em alta velocidade. Logo não estava mais na superfície. Olhei para plateia e lá vi a garota mais linda do mundo, a única desconhecida. Ela tinha lindos cabelos pretos brilhosos que iam até os ombros, olhos azuis que mais parecia o mar, pele branquinha e delicada e usava um vestido florido com um casaco de couro por cima. Quando dei por mim Caterpie estava nocauteado e Arcanine e seu dono recebiam toda a atenção.

- Ah... Não acredito Harutinho-Chan, onde está o Caterpie superpoderoso? Bem escolha logo seu próximo Pokémon, continuarei com o Toto-Chan.

- Seu idiota! Vou usar meu trunfo, demorei uma semana perseguindo esta gracinha por uma rota inteira, tendo poucas horas de sono.

Peguei a última Pokeball e a lancei. Em um novo feixe vermelho saiu meu melhor Pokémon... Um Kadabra.

- Como você conseguiu algo tão poderoso? – Falou o rival espantado.

- Na verdade uma senhora me deu como agradecimento e ele fugiu, então tive de caçar um Pokémon meu! Mas isso provou quem é que manda. – Murmurei com um sorriso no rosto.

Mal acabei de falar e o Kadabra começou a fugir novamente, usando Teleport. Peguei rapidamente a Pokeball novamente e o chamei para dentro. Logo uma luz vermelha vinda da bola o puxou para dentro. Morri de vergonha naquela hora, todo mundo riu de mim.

- Haruto-Chan, pensei que fosse sério, mas seu Kadabra nem lhe obedece. Acho que terminamos por hoje, faltam só três meses para próxima liga e tenho que treina, não quero acabar em terceiro lugar novamente. Bye. – Disse o eminho colorido.

A plateia e Yamoto saíram dali indo em direção à vila. Só sobrou um rosto conhecido, Kurosaki, meu melhor amigo. Ele tinha um corte de cabelo moicano azul, tinha piercings no nariz e um brinco na orelha esquerda, bronzeado como um surfista. Vestia uma camisa preta na qual estava escrita “I Love Rock” com uma fonte chamativa vermelha, bermuda preta que ia até depois do joelho e tênis vermelho com detalhes brancos, além de é claro seus fones de ouvido junto de seu Mp4.

- Vou ti vingar cara, em nome do rei Elvis! Vou mostrar pra esse cara o poder do Rock e dos Pokémons fofos! É UMA PROMESSA! – Gritou Kurosaki do seu jeito escandaloso de sempre.

- Covarde... Na próxima vez eu venço. – Falei.

- Vamos para o centro Pokémon... – Falou o roqueiro mais calmamente.

- Não... Eu quero treinar! Se pelo menos o Kadabra me obedecesse. Devo ser mesmo um péssimo treinador! – Exclamei.

Não liguem para o que eu disse, foi um momento de fraqueza, sou um ótimo treinador, o melhor de todos.

Comecei a caminhar junto de Kurosaki, sem rumo, apenas indo para onde nossa vontade nos levava. Não queria voltar para a vila e ser vaiado de novo por aqueles invejosos malditos. Fomos parar em um lugar cheio de árvores, onde o chão batido era substituído por uma graminha bem verde. Pude ver um velhinho de jaleco branco e um jovem nerd de uns onze ou doze anos amarrados no pé de uma árvore. O nerd tinha um rosto cheio de sardas e usava óculos de fundo de garrafa, seus olhos eram castanhos escuros, seu cabelo era preto e tinha o formato de cogumelo, pele branca, vestia uma camiseta branca enfiada dentro das calças com uma gravata borboleta vermelha e usava uma calça feita de linho que ia até a barriga. O velho era familiar, muito familiar, tinha cabelos curtos e grisalhos, olhos negros, expressão facial simpática, sem dúvida era o maldito professor Oak, aquele que não meu deu meu inicial e nem Pokedex.

- AJUDA, ajuda... Ajuda! – Suplicou o velho.

Por mim deixava ele ali, mas como minha bondade infinita não deixava fui até lá. Tive vontade de estrangular o idoso, mas novamente a bondade, a maldita e horrorosa bondade atrapalhava.

- Ajude-nos. Estávamos fazendo uma pesquisa na região e Rockets nos atacaram cruelmente. – Choramingou o professor.

- Não acredito, por mais que os Rockets sejam ruins, você é mais. Privou eu, um pobre treinador, de um maldito inicial e de uma porcaria de Pokedex. Por sua causa comecei com um Rattata preguiçoso que me abandonou um dia depois de eu o ter pegado por acidente, me deixando com um Caterpie que nunca evolui e depois arrumei com velha um Kadabra que não me obedece, não me pergunte o que eu tive de fazer para conseguir, foi nojento, tive de dar banho em uma velhinha. Droga, eu falai isso da velhinha. Todo o meu fracasso foi culpa sua e só sua... Bem o Yamoto também teve culpa, mas a culpa principal foi sua! – Desabafei.

- Nossa... Você me oculta muita informação. – Kurosaki se surpreendeu.

- Eu não permito... Não permito que fale assim do professor. E-eu vou ligar para a minha mamãe resolver isso depois com você. – Retrucou o nerd.

- Isaak, calado! Agora me lembro de você, foi o garoto que chegou do nada pedindo um inicial e uma Pokedex, eu estava não preparado e tive de lhe mandar embora do meu laboratório, você devia ter voltado depois, uma hora depois me chegou um novo estoque de Pokedex’s e um novo trio de iniciais. Como é seu nome mesmo?

- Haruto Azuma. – Respondi.

- Bonito nome. Façamos o seguinte nós ajude aqui e lhe dou um inicial e uma Pokedex que tenho aqui. E os iniciais foram mandados direto de Unova, ou seja terá um inicial vindo de Unova. – Disse óbvio, digo Oak.

- Sério? – Falei emocionado.

No mesmo segundo desamarrei o professor e seu aparente ajudante.

- Pois bem, Isaak pegue minha maleta que você escondeu quando notamos a presença dos Rockets. – Pediu o prefessor.

Logo o franzino ajudante foi até um buraco dentro de um tronco de árvore e trouxe. O velho a abriu e dentro tinha três Pokeballs, uma Pokedex e umas revistas de gente velha, além de papeis de pesquisas.

- Temos um Tepig do tipo fogo, um Snivy do tipo grama e um Oshawott do tipo aquático.

- Vou querer... O Tepig. Fire Power! – Exclamei.

O velho me entregou a Pokeball do meio e a Pokedex. Morri de alegria, um dia tão triste tinha virado algo tão legal.

- A partir de agora minha jornada recomeçou!!!


---


Peço que comentem e não terá periodicidade certa, mas será em torno de uma semana. Espero que gostem.


Última edição por Colt em Dom 13 Jan 2013 - 15:52, editado 6 vez(es)
avatar
Colt
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/03/2012

Frase pessoal : ba dum tss


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: An Unusual Journey

Mensagem por Black~ em Seg 25 Jun 2012 - 14:40

Sério, ri com as histórias e com o fato de ele nunca ter ganho uma insígnia e talz, você narra bem, descreve bem, mas eu vi um erro ortográfico aqui:

Comecei a caminhar junto de Kurosaki, sem rumo, apenas indo para onde nossa vontade nós levava.

O certo seria nos

Bom, espero o próximo capítulo e espero continuar dando risadas com sua fic
avatar
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


Ver perfil do usuário http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: An Unusual Journey

Mensagem por Colt em Qua 11 Jul 2012 - 21:31

Pensaram que eu havia desistido? Não! Só minha memoria ruim mesmo junto da falta de inspiração em alguns dias mas eu estou aqui com o ep. 02. Ficou mais pequeno que o primeiro, mas as coisas vão ficar melhor no ep. 3. Prometo postar um capítulo por semana. Outra coisa, estou me baseando no visual dos golpes apresentados no jogos.


Capítulo 02
Deception / Engano.


Joguei a Pokeball do Tepig no alto e logo uma luz avermelhada saia dela indo direto para chão, tomando a forma de um porquinho bonitinho. Kurosaki abraçou Tepig com força, com brilho nós olhos, como ele faz toda vez que vê algo fofo... O Tepig soltou pequeninas chamas por sua boca, um genuíno Ember, que fez com que Kurosaki o soltasse imediatamente, além de ficado todo torrado.

- Bom garoto. Mostrou pra esse roqueiro frouxo quem é que manda. – Falei.

Do mesmo jeito que fez anteriormente com Kurasaki fez comigo, me queimando com um poderoso Ember. Agora eu e o pseudo-roqueiro parecíamos dois mendigos. O professor e o assistente riam descontroladamente da situação, o assistente parecia apenas imitar o professor. Recolhi o Tepig.

- Droga, pensei que minha sorte iria mudar... Apenas ganhei mais um Pokémon que não me o obedece, pior que isso me ataca. – Murmurei.

- Você precisa apenas o conquistar! – Disse Oak.

- Nada melhor que uma batalha para unir o treinador e um Pokémon... Que tal desafia Brock, o líder de ginásio de Pewter? – Falou Kurosaki.

- Tudo bem! Eu com minha superioridade ganharei desta vez... – Falei.

Oak e seu assistente sem vontade própria se despediram e se retiraram. Kurosaki e eu saímos do local indo direto para a estrada que levava a Pewter, a mesma da batalha anterior.


***


Dava para ver a cidade de Pewter no horizonte. Antes de ir ao ginásio tínhamos que passar no centro Pokémon para tomarmos um banho e trocar de roupa, já que nossas roupas estavam mais pretas que carvão. Não estamos sozinhos, algumas pessoas passavam por ali, dentre elas uma garotinha que parecia assustada, nós olhava com seus olhos verdes.

- Socorro! Socorro! Tem dois monstros aqui... Elas vão me pegar mamãe! – Exclamou a garotinha.

A mãe da garota estava perto dela. A mãe da garotinha nem ligou e apenas passou a mão em seu cabelo ruivo. Vestia uma camisa da Pucca e uma bermuda jeans, calçava uma sandália. A menina pegou uma Pokeball na bolça de sua mãe, que estava distraída fofocando com uma amiga e nem viu a filha meter a mão dentro da bolça desprotegida. Garotinha medrosa e ladra. Aproximou-se de nós.

- V-Vocês não vão me pega! Vou batalhar com voc... – Antes de terminar de falar foi interrompida.

Kurosaki apertava suas bochechas enquanto seus olhos brilhavam. Aquele cara ainda iria me matar de vergonha...

- Que lindinha! – Disse Kurosaki.

- Socorro! Ele vai me pagar! – Respondeu a menininha desesperada.

Ri com a situação, como nunca antes. Peguei a Pokeball de Tepig, não ia ser uma batalha de ginásio, mas serviria para me aproximar dele.

- Se quer uma batalhar vai ter, mas saiba que nós não somos monstros. Somos apenas dois azarados... Mas saiba que isso não atrapalha eu ser o maior treinador do mundo. – Falei.

- Mentira, são monstros sim! Se não fossem não seriam tão feios! Vocês vieram me pegar, mas não vou deixar, vá Oddish – Disse a menina jogando a Pokeball no ar.

Da ball em uma luz azul o Pokémon planta saiu já pronto para combate. Comecei a rir aquela plantinha nunca seria capaz de vencer um Pokémon do tipo fogo, nem agora e nem em mil e trinta e três anos, não sei por que, mas esse número me persegue. Joguei também a Pokeball de Tepig confiantemente e logo ele também estava ali. Aproximei-me de Tepig e comecei a fala no seu ouvido.

- Ei você vai se deixar vencer por uma planta de uma garotinha? – Perguntei baixinho.

- Tepig! – Exclamou confiante.

- Tudo bem, vamos começar! Use Ember. – Ordenei.

- Mamãe disse que você só sabia Absorb, então o use! – Ordenou a garotinha.

Luzes feitas de energia brilhante começaram a sair do corpo de Tepig e logo pude perceber que ele ficava mais fraco enquanto as luzes iam para Oddish. Fiquei apreensivo, mais alguns segundo e ele poderia ser nocauteado. Por sorte Tepig se libertou e lançou suas chamas na direção de Oddish que por ser um pouco mais fraco e ter fraqueza contra os tipo fogo foi nocauteado no mesmo instante em que o fogo entrou em contanto com sua pele. Comecei a rir, minha primeira vitória depois de muito tempo... Depois de o Yamoto aparecer em minha vida. A mãe da garotinha finalmente se virou em nossa direção. Por um momento vi fogo em seus olhos.

- Vocês machucaram meu Pokémon indefeso recém-capturado que estava muito fraco e tentaram se aproximar de minha filinha! Vou matar vocês! – Exclamou fortemente a mãe.

Puxei Kurosaki pelo braço que ainda estava encantado com a garotinha do mesmo jeito que ele fica com coisas fofas. Sai correndo junto com ele com aquela louca atrás de nós... Pewter estava logo à frente.



Última edição por Colt em Dom 13 Jan 2013 - 14:25, editado 1 vez(es)
avatar
Colt
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/03/2012

Frase pessoal : ba dum tss


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: An Unusual Journey

Mensagem por Mason T. em Qui 12 Jul 2012 - 0:52

Sarna? Então coitado do assistente, cara... É brincadeira, mas acho que no primeiro capítulo você quis dizer sarda, mas isso é detalhe. Eu até ri imaginando a situação. Smile
Enfim, sobre a Fanfic em si... Eu achei interessante por parecer engraçada, mas por favor, pare com os clichês o quanto antes! "Inicial de fogo dado pelo professor recentemente atacado, para uma jornada em Kanto em busca de insígnias"? Existem mais dessas do que existem pessoas no mundo, mas não é tão ruim até você definir o curso do enredo. Eu gostei bastante da forma como você escreve, mas vou esperar os próximos capítulos para dar uma opinião definitiva. Enquanto isso, desejo boa sorte com sua escrita, e aguardo o próximo capítulo. Very Happy
Repetindo, cuidado com os clichês!!


By~Murilo: Tópico trancado a pedido do autor. Caso queira reabri-lo, contate um FanFic Moderador.
avatar
Mason T.
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/01/2012

Frase pessoal : Appearances can be deceiving, can't they?


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: An Unusual Journey

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum