Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

A Teens and The Zombies

Ir em baixo

A Teens and The Zombies

Mensagem por Lando232 em Dom 29 Jan 2012 - 23:34

Main Post
Personagens:
Spoiler:


Rafael:É o protagonista(por enquanto)e narrador da história.Um garoto comum que sabe muito sobre como lidar-se em uma pandemia zumbi,pois via muitos animês.Quer resgatar todos seus amigos e sua namorada e derrotar estes novos invasores.Começa a história com um pedaço de madeira pra se defender e depois usa o que está posto à mão para se defender.Termina a história com uma serra elétrica.

Rossale:Irmã de Sayd e amiga de Rafael e Jamile,"Sally" defende-se com sua arte e técnica em caratê.É uma garota meiga e gentil.

Sayd:Grande amigo de Rafael,é irmão de Rossale e tem uma afinidade,assim como Rafael,pra animês.É muito energético.Usa uma espada de madeira.

Jamile:Não se sabe muto dela,mas é filha de um policial.Tem uma personalidade estranha.Usa um revólver.

Gabriel:Garoto acima do peso,grande amigo de Rafael e Sayd,encomendou uma espada japonesa para se defender.É aficionado em animês,assim como Rafael e os outros.É uma pessoa com pavio curto mas muito engraçado e com palavras motivadoras

Karen:Ex-namorada de Rafael.Não se sabe muito sobre ela.

Yangelo:Militar americano,se junta ao grupo numa tentativa de sobrevivência.Quer honrar sua familia,que morreu num ataque passado.Usa uma grande granada e um SPS-Sniper Two.

Yorran:era namorado de Karen,mas agora vive enjaulado por Yorran.Karen quer se tornar no mesmo rumo que seu ex-namorado,mas todos a impedem.
Extras:
Spoiler:
Apenas os que quiserem se alistar em minha fanfic e matar zumbis,confiram The Teens and The Zombie Escritório.
O Main Post é atualizado de mês em mês,quando eu seleciono participantes para a fanfic.Há uma versão extra de TTATZ no meu celular que será divulgada em breve.






Prólogo
Olá.
Prazer em revê-lo.
Sou Rafael.
Lando está ali, na grade. Ninguém passará daquela barreira.
Por que o usuário deste fórum está preso?
Eu lhe contarei tudo que eu e meus amigos passamos para prendê-lo.
[Belém, Pará, Brasil.]

Acordei. Eram 4H da tarde.
Havia um ferimento na minha costela... Doía demais.Isso foi há dois dias,quando eu e meu amigo Caio fomos pescar.Eu caí do barranco em quê estávamos pescando e bati num banco de areia firme.Poderia ter morrido,mas não....
Levantei-me do meu quarto. Minha mãe,que sempre estava lá comigo,não estava.Estranhei.
-Mããããeee, Paiiiii!
Sem resposta. Até que ouvi um som estranho.Parecia um urro.Alguém sofrendo baixinho.Fui correndo pelas escadas e vi meu pai,de costas,com o corpo estirado.
-Pai!
Quando ele se virou, quase caio morto.
A cara dele... Estava deformada..não,estava decomposta!Eu senti um medo tão grande que nem queria chegar perto dele. Ouvi outro urro detrás e minha mãe estava na mesma situação de meu pai...
Aí vocês se perguntam: "Agora os pais dele vão querer atacá-lo e ele vai matar eles e chorar.”. Mas não foi o quê fiz.
Não exatamente.
Meus pais (um senhor e senhora de 45 e 48 anos, respectivamente) tinham a cara deformada virada para mim. Mas não me atacaram.Eles pareciam nem respirar,nem olharem aonde iam,nem tinham coordenação motora!
Já vi animes assim. Como HOTD e Zombie Loan.Mas como diabos algo fictício acontece na realidade?
Não era hora de lembrar-se da razão e sim, de como se matava eles.
Antes de continuar, vou falar de mim, pra vocês não ficarem tanto na ansiedade de saber quem sou.
Como já falei, sou Rafael Diamantino de Figueiredo. Moro na capital do Pará, Belém, no Brasil. Estou no 1° ano do Segundo Ano, sou meio gordo, alto, cabelos e olhos castanhos. Tenho muitos amigos e minha namorada,Dayse,também.
Voltando, naquela hora, eu queria confirmar se os zumbis reagem a alguma força sobre eles. Joguei um copo de vidro no meu pai e ele nem sequer se deu conta do estrago em sua barriga. Mas o barulho chamou a atenção de minha mãe que ia em direção ao meu pai.
Takagi Saya, aquela do HOTD, estava certa. Eles reagem apenas ao som. Agora, eu me lembrei que se alguém fosse mordido seria infectado. Corri de volta para meu quarto e peguei tudo que eu precisava pra fugir daquele lugar. Afinal, se meus pais são zumbis, o resto da cidade também deve ser.
Peguei minhas roupas e olhei para meu computador. Lá estava meu celular que seria útil. Havia uma porta de madeira leve partida quase toda ao meio. Terminei de quebrá-la e agora tinha como me defender de meus próprios pais.
Minha casa é de dois andares, sendo um com uma laje. Pulei por cima do teto e cheguei até lá. Havia uma marreta e uma peixeira. Peguei os dois e coloquei na minha mochila. Daí, subi em um tijolo até a janela do muro da laje, que era alto. Eu não queria matar meus pais, por isso fui por outro caminho.
Desci o telhado de telhas e caí de bunda na calçada. Como previ meus vizinhos também viraram zumbis. O Gerson, o seu Fernando... Até a bebezinha da dona Bia movia-se com um corpo pequeno e defecado. Meu objetivo era pegar comida no Mercadinho Coração de Mãe ali perto. O máximo possível.
Ouvi um grito enquanto me movia. Uma garota da minha idade e outro também,eu acho,corriam sendo perseguidos pelos zumbis.Eram conhecidos meus.Jamile e Sayd,velhos amigos de infância que não conhecíamos muito bem.Gritei:
-Venham até aqui!
Vacilei. Os zumbis iriam me atacar.Merd#!
Peguei os dois pedaços da porta e taquei na cabeça daqueles bichos. Realmente,eles ficavam fora de vida sendo que você arrancasse a cabeça deles.Os dois ali chegavam perto.Sayd e Jamile acenaram para mim,me reconhecendo.
-Que bom quê cê tá vivo, cara!-disse Sayd.
-É... pena que o resto não...Sayd,teremos que brigar e arrancar as cabeças desses filhos*³@#$*.-eu não era de falar palavrão,mas...
Dei aquele pedaço de porta pra ele. Jamile ficou com uma cara de "e eu?"
-Fique escondida ou arranje uma arma pra você.
-Isto aqui serve?-ele pegou não sei "adonde" uma mala que tinha um pé-de-cabra e uma peixeira igual à minha. Também tinha um serrote de arco e uma bala do pai dela,que é policial.
Fiquei assustado com tudo aquilo, mas concordei. Expliquei num segundo enquanto corríamos que se deve acertar a cabeça deles. Eles entenderam, pararam junto a mim e ficaram em posição de combate. Claro, eu sabia que,assim como eu,eles também estavam com medo, mas também tinham coragem.
Suspirei. Aí eu corri,dando um gritão.Taquei de novo o bastão da cabeça do zumbi,que foi voando pra longe.Sayd e Jamile fizeram o mesmo.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Eram cinco da tarde já. Decepei a última cabeça daquele zumbi. Nem olhava se eu conhecia, amava ou era desconhecido. Nem parei para olhar por que senão eu seria lixado pelos meus amigos por chorar. Sayd e Jamile bufavam, assim como eu. Era cansativo.
-Rafael, a gente agüenta matar todo mundo?-perguntou meu amigo-Tá que nem os animes, pow!
-E tu achas que eu não sei?Eu via que a gente precisa de armas...
Jamile parecia ter gostado do que citei. Tinha uma cara demoníaca...
-Ei!Meu pai é policial, então podemos ir até a minha casa buscar armamento!Eu só tenho que chegar ao quarto dele!
-Já vi essa cena antes... A gente vai ter muita pouca munição pra uma cidade devastada. Mas,assim como eu já sei que é clichê,tem mais sobrevivente... -suspirei. –OK!Vamos tentar arranjar aquele revólver!
-YEAH!-gritaram, como se nada de ruim estivesse acontecendo. Aquilo era algo que eu via em animes e rezava para nunca acontecer.
Mas aconteceu. E, francamente, eu estava adorando matar zumbi.
[Bairro Castanheira, Passagem Jarbas Passarinho???]
Passamos na casa de Sayd para pegar uma água, como se estivéssemos a passeio. Ao chegar lá. A mãe de Sayd não estava lá. Devia estar junto aos mortos que arrebentamos. Mas... Sayd tinha uma irmã chamada Rossale e outro mais velho chamado Júnior. E eu sabia que eles não estavam com a mãe deles.
Ele foi buscar um remédio pra minha dor nas costas e Jamile passou. Daí, ouvimos um grito e em seguida, Sayd conversava com alguém de voz feminina. Eu sabia que ela não iria morrer tão cedo.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Preview:
Spoiler:
Olá!Achamos a arma,mas lá só tem 54 balas,com a de Jamile.Mas Rossale irá lutar comigo e seu caratê!Em frente!"A MORTE não supera caratê!"
Até mais...e não se torne um zumbi,tá?


Última edição por Lando232 em Ter 22 Maio 2012 - 9:03, editado 7 vez(es) (Razão : Preview não feito.)
avatar
Lando232
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2011

Frase pessoal : nobody can change,but i can


Ver perfil do usuário http://www.amorpokemon.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Teens and The Zombies

Mensagem por Lando232 em Sex 3 Fev 2012 - 22:16

The Teens and The Zombies

Capítulo 1-A MORTE não supera o caratê!

-Sally!Cê tá viva!-disse eu e Jamile.
-Sim,mas...-ela deixa cair uma lágrima-a mamãe e o Júnior não...
Sentimos pena dela.Sayd deu um abraço nela,seguido de mim e Jamile.Ela tava muito triste.Mas não era a hora disto.
-Sally,temos que ir...Você vem?
-Sim...*chuif*,mas vocês tem algo pra lutar?
Eu e a trupe fizemos um sorriso.A casa dela e de Sayd é uma Academia!Podemos bater nos zumbis com barras de ferro ou pesos e o quê tiver lá.
-Sim...Mas e você?
-Eu...?-ela falou,sarcásticamente-...Bem,veja lá fora e verá o quê posso fazer!
Jamile e Sayd sorriram.Eu boiei.Peguei uma barra de ferro(ui!),Sayd pegou um treco lá,sei nem que era,Jamile pegou a peixeira na sua mala e se preparou.Eu fiquei olhando para a Sally...só um instante,o Lando tá brigando por comida.
Voltando,eu abri o portão e olhei lá fora adultos e crianças com corpos apodrecidos.Falei um "ÉGUA" baixinho(pra quem não sabe,é uma gíria paraense para "puxa vida!")e acenei pra dentro que era pra virem.Expliquei sobre a teoria de animê e eles entenderam que era pra não fazer barulho.Fomos quietos pela rua sem fazer um único ruído.Até um único momento em que o f$@%* de um zumbi tocou em Rossale e ela fez um golpe de caratê nele,enquanto gritava.É claro,nos ferramos.
Taquei a barra nos zumbis,enquanto Sayd e Jamile faziam o mesmo.Rossale comecou o show.
@@@@


[7h 25min pm,Passagem Jarbas Passarinho,Belém,Pará]
Cansei.Olhei para cima.A lua e algumas luzes ainda acesas eram a única forma de ver o último zumbi ter a cabeça retirada.Limpamos a área.Aí,lembrei de Rossale.Mas lembrei de pegar logo as coisas na casa da Jamile.
-Vamos...
Fomos.Quando entramos,ainda tivemos que decapitar os parentes da nossa amiga,que chorou pacas.Ela foi junto com Sayd procurar o revólver do pai,enquanto eu e Sally vigiávamos o portão.
-Nossa,Sally,cê é fo%*,hein?Desde quando você faz caratê?
Um pensamento me veio à cabeça e lembrei que desde os 10 anos ela faz aquilo.
-Poxa,Rafa,parece até que tu não me conhece...
-Me perdoa?-fiz a carinha do Gato de Botas do Shrek.
-Sim..Rafael,eu...
Ouvímos um BUM! lá dentro.Fomos correndo...
Acho que eram 50 zumbis naquela cozinha...Ok...


Preview
Spoiler:
Poisé,agora que nós íamos matar eles,aparece um gordo velho amigo meu com uma...katana!?"MORTE em Vila Cantiga"...Até domingo!


Última edição por Lando232 em Ter 22 Maio 2012 - 8:50, editado 1 vez(es)
avatar
Lando232
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2011

Frase pessoal : nobody can change,but i can


Ver perfil do usuário http://www.amorpokemon.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Teens and The Zombies

Mensagem por Lando232 em Ter 7 Fev 2012 - 0:01

The Teens and the Zombies
Capítulo 2: MORTE em Vila Cantiga
Tacava tudo que eu achava nos zumbis, como copos de vidro e outros objetos. Jamile sacou o revólver (já carregado), mas refletiu, já que havia somente algumas balas. Era melhor um combate corpo-a-corpo mesmo.Eu e Sayd continuávamos tacando o que a gente achava nos malditos.Me pergunto como vários zumbis adentraram à casa.... Viríamos isto mais tarde. No meio tempo que a gente “matava” eles, vi que o Sayd carregava... Uma espada de madeira?!?!
-Ei, Sayd-gritei-, que bagaça é essa?
-Uma espada de madeira, não tá vendo?-disse ele, com sarcasmo-Meu tio fez pra mim desde que eu queria treinar esgrima. Bacana, né?
-Muito, tô até com inveja!
Rimos, enquanto arrancávamos as cabeças deles. Parecia que nada estava acontecendo demais. Ele partiu com tudo pra cima de outro zumbi, rachando ao meio a cabeça dele, fazendo jorrar sangue. Eu queria um banho depois daquilo. Aí me dei conta:
-Rossale?Jamile?
Gelei.
Daí, ouvi um grito. Não um grito de pavor ou de sofridão. Era de guerra. E era um grito masculino.
Olhei e corri pra trás, chegando até a sala. Um garoto sorria enquanto decepava zumbis com... Uma espada?E de verdade?Com lâmina e tudo?
-Fala Rafa!Tá vivo ainda, seu desgraçado?
Até ri de ver mais um humano-humano.
E eu ainda me lembrava daquela carniça.
-Gabriel!
-Fala Mané!-gritou Sayd. Ele olhou pra lâmina que o gordo segurava-CARACA, MANO!WHAT THIS IS?
-Encomendei há dois anos essa katana. Ela é da origem Meiji ainda. Paguei uma fortuna, mas valeu à pena.
-Wow. Tá melhor que a tua espadinha de nada, né, Sayd?-disse.
Arrependi de ter falado isto. Sayd me olhou com uma cara de quebrar gelo, fazer virar água, vapor e aquelas coisas lá...
-E então?-disse Gabriel - Vamos ficar aqui parados?A Rossale e essa menina querem fugir. E eu tenho um jipe que meu tio deixou aí antes de virar zumbi...
-Gabriel... -ele e Sayd me olharam-está tudo acontecendo que nem os animes... Sobrou só a gente... E a gente já perdeu várias pessoas... Como vai acabar?
-Cara... Como sempre... Mas podemos mudar algo. Pelo menos um pouco. -disse Sayd, colocando a mão no meu ombro.
-Não é hora de tristeza - disse o gordo - Vamos até minha casa antes que estas pestes destruam todo o motocão.
Este gordo era uma motivação dos infernos para a gente continuar. Fui na dele. Rossale, Sayd e Jamile também.
[Rua? Bairro Castanheira, Jipe S2-Heartburning, 20h 54min.]
Bem, após dar um chega pra lá nos zumbis, foi Rossale e Jamile que limparam o local (elas já estavam cansadas de tanto fugir ou só se defender.). Sayd limpou a casa e Gabriel sorriu e chorou ao mesmo tempo. Eu até soltei um “credo!”.
Ele procurou em tudo que se chama canto. Até ele pegar uma chave com um chaveiro verde-musgo. Voltou da casa e ligou o motor, que chamou a atenção dos zumbis. Rossale e Jamile foram à frente para subir mais rápido. Sayd e eu terminávamos de espancar zumbi.
-Vem!-gritou os que estavam no jipe. E que jipe!Era quase um tanque de guerra!Ele tinha uma carroceria e era militar. Gabriel deu a partida e Sayd pulou num instante,como um felino,até a carroceria.Eu fiquei lá correndo atrás do jipe,até fazer o mesmo que meu amigo.Mas eu ainda tive que correr enquanto me segurava no pára choque.
[Rodovia BR, Entroncamento, Belém, Pará. 21h 02min.]
Eu olhava triste para os ex-humanos... Que pena que eu tinha. (QUE DÓ, QUE DÓÓ...). Jamile havia na mala um kit de primeiros socorros.Eu tinha colocado um Band-Aid e de repente,enquanto olhava no horizonte fraco,havia uma menina do outro lado da rua.Ela acenava e gritava.Gritei:
-Olhem!
Todos viram. Gabriel (até me admirei, o gordo sabia dirigir) deu o retorno, atropelando e decepando ao meio alguns zumbis e em poucos minutos chegamos até a garota.
Mas...
Eu já tinha vis... KAREN?!?!

Preview:
Spoiler:
What???Karen,a minha ex ainda estava viva?E porquê o Yorran quer me matar?E porquê eu tinha que entrar nesse jipe em vez de ficar escondido?Amor em meio à MORTE.Atéé!.
avatar
Lando232
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2011

Frase pessoal : nobody can change,but i can


Ver perfil do usuário http://www.amorpokemon.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Teens and The Zombies

Mensagem por Lando232 em Qui 16 Fev 2012 - 11:30

Olá,galera.
Infelizmente,minha fanfic terá que ter seus capítulos adiados para daqui a duas semanas.Eu irei fazer um concurso e terei que estudar.até lá,fiquem vendo outras.(ou criem,pow!Deixem a criatividade fluir!)
Então,eu estou indo.Peço para bloquearem a fic até eu voltar.Podem ficar "tranks" que voltarei arrasando!
Bye!

EDIT by cbm: Então trancado. Quando quiser continuá-la, made uma MP aos FFM.

EDIT by cbm²: Reaberto a pedido do autor.


@Pepe Akemi says: A pedido do autor, reaberto.
avatar
Lando232
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2011

Frase pessoal : nobody can change,but i can


Ver perfil do usuário http://www.amorpokemon.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Teens and The Zombies

Mensagem por Lando232 em Seg 21 Maio 2012 - 18:57

The Teens and the Zombie
Capítulo 3:Amor em meio à MORTE.
-Rafael?-ela se confundiu.Junto a ela estava um cara de cabelo espetado,de cabelo meio alanrajado,que eu já conhecia pelo nome Yorran.
-Rafael...-disse ele,em tom estranho,me olhando do mesmo jeito que alguém com rancor de outro.
-Venham,subam logo!-gritou Rossale.
Nisso,um carro vermelho parecido com uma Ferrari passou pelo nosso lado,estacionando à nossa frente.Era maior que o jipe de Gabriel.Antes que ele desse a partida,um homem musculoso e de cabelinho loiro saiu de lá.Olhei pra trás e vejo uma horda de zumbis vindo pra cá.
-Corram!-gritou o bombado lá da frente.
Todos pularam do jipe,já que sabíamos que aquele outro carro era bem mais rápido.Entramos e ficou um pouco apertado,mas coube todo mundo
-Olá a todos.Meu nome-disse o cara,antes de alguém falar qualquer coisa-é Yangelo.Sou militar americano.Está havendo uma contaminação mundial gerada por uma usina no leste europeu que fez com que grande parte populacional do mundo fosse contaminada por um vírus que denominamos “X-12”.Resumindo,todo mundo é zumbi e a gente tá tentando sobreviver.
Todos ficaram perplexos.Eu e todos conversávamos a respeito disso.Então eu perguntei:
-Aonde tá levando a gente,Yangelo?
-Existe grupos sobreviventes em cada cidade.Esta,Belém,tem dezessete grupos explorativos,sendo um estando no bairro Paar e outros estão agrupados num shopping center chamado Boulevard.Neste momento,temos que arrajar um transporte maior para transportar mais sobreviventes.
Paar.Bairro da periferia de Belém.Local onde mora minha amada namorada Dayse.Antes que outros pensamentos viessem à minha cabeça,uma voz conhecida me chamou:
-Rafael.
Era Karen.
-Obrigada por vir me buscar ali...-disse ela,com o rosto corado.
-Ok...vocês tem alguma coisa pra se defender?
Karen estava indefesa,Yorran tinha um revólver calibre 58 e Yangelo disse ter armamento pesado no porta-malas
-Estão todos bem? Rossale,Jamile,Gabriel,Sayd...-fiz a “chamada” e aparentavam todos estarem bem.Mas Yorran estava me olhando com uma expressão de fúria,como se eu tivesse feito algo terrível a ele.
Nisso,meu celular tocou.Eu sabia que seria bom levá-lo comigo.Era Maysa,minha irmã de 13 anos.
-Alô,Maysa?-chamei.
-Mano,graças a Deus!-ela disse,do outro lado da linha
-CUIDADO!-gritou Rossale a Yangelo,quenão viu um zumbi indo de encontro ao carro.O morto foi atropelado e se partiu ao meio,com o pé dele quebrando o vidro do carro.Todos deram um grito e o pé acertou em cheio a cara de Yorran,que ficou furioso.
-Filho da ******!!!-ele gritou,sacando o 38 e atirando pelo buraco feito na vidraçaria.
Todos seguraram ele gritando “Calma!”,”Não gaste a munição!”.
-Rafa?Você vai buscar a gente aqui na casa da mamãe?-Maysa voltava a falar comigo.
-Que bom que tu tá bem-disse eu-Olha,tá meio difícil chegar aí.Tentem se virar sozinhos quem tiver contigo.
-Tá,maninho,não demorem...-ela disse.
-Vamos tentar,Maysa.-eu disse.
-Thau-disse eu e ela simultaneamente.
-Escute,ô,Rafael-disse Yangelo-A gente tá em grupos de 11 pessoas,sendo um comandante.Eu não sei o que pode vir a acontecer comigo,então,você vai ser o líder do grupo.
-Acho melhor somente cooperar...
-NÃO!-gritaram todos.
-Então,está decidido.Grupo 1,Liderança:Rafael Diamantino.
-Eu-disse Yorran,nervoso-Não gostei nem um pouco.Eu vou ser o líder!
-Mas amor-disse Karen-Rafael já foi escolhido!
Eu nem senti Yorran me puxando pelo pescoço e me jogando pra fora do carro,quebrando o vidro do carro pela parte de trás.
Havia mais de uma horda de 50 zumbis do meu lado e eu só tinha uma ripa e uma peixeira...
CONTINUA...
Preview:
Spoiler:
Qual é o problema dele?O que eu fiz de mal?Yorran é muito chato,cara.Mas agora eu vou ter que batalhar com zumbis apenas com uma...peixeira?MORTE pra todo canto.Até!

@Miss Zero: Fanfic tranca por inatividade. Caso queira re-abrila, mande uma MP a qualquer FFM.
avatar
Lando232
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 27/06/2011

Frase pessoal : nobody can change,but i can


Ver perfil do usuário http://www.amorpokemon.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Teens and The Zombies

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum