Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!

Pokémon: The Dark Ways...

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Está gostando da Fanfic?

90% 90% 
[ 27 ]
3% 3% 
[ 1 ]
7% 7% 
[ 2 ]
 
Total dos votos : 30

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Qui 23 Dez 2010 - 18:27

Olá, minha viagem foi mais cedo do que eu pensei, então nada de Capítulos até eu voltar no fim de janeiro.
Boas Festas! santa

Coming: Mural de avisos.

Obs: Nem deu pra postar o especial de Natal com o primeiro presente de Warui... Sad
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Seg 31 Jan 2011 - 11:18

oi pessoal! Voltei da viagem! quando eu disse que ia voltar no fim de Janeiro eu disse ao pé da letra né?!
jocolor


Capítulo Nove: Acerto de Contas!


- Você não vai escapar! Guardas! Deixem-no comigo! – Disse Shurui tirando a mão do bolso da calça e deixando o braço esticado para o lado em sinal de bloqueio.
- E como acha que vai me impedir?! Eu deixei você sem nenhum Pokémon e eu tenho seis aqui comigo armados até os dentes! – Disse Warui cruzando os braços com seu tão famoso sorriso e olhar.
- Você é mais burro do que me contaram... – Falou Shurui fechando os olhos e levantando um sorriso!
- Eu o quê?! – Gritou Warui quase espumando de raiva.
- Nossa! E além de tudo você tem raiva! Sua mãe já te levou pra vacinação? Animais de estimação devem manter as vacinas em dia sabia?!
- Agora você me irritou seu filho da &*$#! – Berrou Warui jogando a Pokébola de Scyther. – Scyther! Corte fora o braço inteiro desse desgraçado!
- Scy Scyther?! (Não acha que está indo longe demais?!) – Disse Scyther surpreso com a insanidade de Warui.
- Ui que medo! Atacando-me com um besouro verde feioso... Vou chorar... – Disse Shurui em deboche fingindo se encolher de medo.
- Scyther?! (Quer morrer maluco?!) – Disse Scyther se virando para Shurui com a mesma raiva que Warui sentia queimando nos olhos.
- Agora chega! Ofender a mim é loucura! Agora ofender meus Pokémon é suicídio! Scyther Metal Claw nessa besta!
- Cai dentro otário! – Desfiou Shurui atirando uma Pokébola que acerta a cara de Scyther, liberando um Pokémon bem familiar...
- Mas esse é...?! – Warui não conseguiu terminar a frase surpreso ao ver um Croconaw na frente de Shurui.
- Exatamente! O pobre Totodile que você atirou ao rio! Que se uniu a mim em procura de vingança de seu antigo Senhor!
- Croco... (Warui...) – Disse Croconaw com muito ódio nos olhos ao ver a cara de seu ex-dono...
- Croconaw! Recue agora! – Disse Warui mostrando firmeza, mas o Pokémon não saiu do lugar.
- Ele só é leal a mim agora Warui! O único humano que ele pode confiar!
- Eu não ligo! Ele era um inútil mesmo... – Disse Warui tentando disfarçar que sabia que cometeu uma burrice.
- Então não terá medo de mostrar isso na nossa batalha por vingança
- Na batalha DELE por vingança! Não se meta nisso! – Warui apontou para Croconaw enquanto falava em tom de deboche.
- Acha que ele é o único atrás de vingança?! Ah claro! Todos te adoram! Croconaw só é seu inimigo porque todos têm um na vida... Está na hora de acordar Warui... Isso não é como na nossa cidade, eu vou arruinar sua vida como você fez com a minha!
- Que bolotas você está dizendo?! – Perguntou Warui confuso com a acusação de Shurui.
- Graças a você perdi meu primeiro Pokémon, minha namorada, minha dignidade e o pior... Meu movimento do nariz!!! – Shurui aponta para seu nariz tentando mexer-lo.
- Acha mesmo que essa é a melhor hora pra comédia?! Epa! O que você quis dizer com “minha namorada”?! – Warui se assusta pensando que Furyõ tinha se suicidado ou coisa do tipo por causa dele.
- Sim, minha namorada! Uma menina de 12 anos, vinda de Blackthorn. Conhece?! – Perguntou Shurui em sarcasmo.
- Claro! Ela até me “ajudou” a pegar esse Scyther... – Disse Warui sem entender o sarcasmo.
- Ajudou o escambau! Você roubou dela! – Gritou Shurui zangado com a insolência de Warui.
- Eu não roubei coisa nenhuma, a Pokébola que capturou Scyther é minha! Ela não contou isso a você contou?! – Perguntou Warui revelando sua “carta na manga” para aquela discussão.
- Ela... Bom... Não contou... Mas é por sua causa que ela está zangada comigo! – Acusou Shurui apontando.
- ‘Peraí! Agora é fogo! Seus guardas vocês não concordam?! O cara não sabe beijar direito e a culpa é minha?! Sacanagem! – Disse Warui olhando para todos que assistiam a cena, e se ouviram murmúrios como “É o moleque tá certo...” “Né que o guri tem razão?!” “ Hahahá! O cara não sabe beijar direito!!!”.
- Como você descobriu isso? – Murmurou Shurui envergonhado.
- Eu vivia espiando o seu namoro, aliás... O namoro de todo mundo da cidade! É incrível como isso pode engraçado. Só via a Furyõ reclamando: “Ai Shurui! Você me mordeu de novo!” – Respondeu Warui com um sorriso de desenho no rosto, fazendo todos caírem na gargalhada.
- Você é mau... – Disse Shurui se encolhendo...
- Pode contar com isso parceiro! Ou eu devia dizer... Shuririnho? – Disse Warui todo feliz da vida, como se tivesse ganhado na loteria. Mas, pensando bem aquilo era melhor que tudo para Warui.
- Para com isso! – Gritou Shurui se irritando.
- Ui! Shuririnho ‘tá irritado é?! Você acha mesmo que isso tudo é minha culpa? Como você sabe que sou eu o vilão da história? – Desafiou Warui ainda se achando no topo do mundo.
- O quê você quer dizer com isso?! Disse Shurui levantando a cabeça, lembrando a Warui Furyõ quando ele falou a ela sobre Shurui.
- Sabe Shurui... Eu conheço Furyõ muito bem uma vez que ela é minha vizinha e ela não gosta de magoar ninguém. Então, o ponto é o seguinte: Como você sabe se ela não queria se livrar de você há um tempão?! Como você sabe se eu somente dei a desculpa?
- Croconaw! Croco! Croconaw! – Disse Croconaw para o seu dono deprimido.
- Croconaw... Você está tentando me animar... – Disse Shurui emocionado.
- Não está não! Está dizendo pra você sair dessa fossa para ele poder se vingar logo de mim e assim vocês poderão ir ao ginásio. – Disse Warui muito corta-clima.
- Mentiroso! Vamos dar uma lição nele Croconaw! Ice Fang! – Disse Shurui se levantando e gritando.
- Podem vir Shuririnho! Scyther Silver Wind! – O vento de Scyther faz o Croconaw cair e ser arremessado para trás.
- Tente o Scratch! – O Pokémon Grande Presa corre para Scyther prestes a arranhá-lo.
- Metal Claw Scyther! – Scyther mais uma vez arremessa Croconaw para trás
- Um Scyther que sabe Metal Claw?! – Gritou Shurui surpreso.
- E isso não é tudo meu caro! Scyther Pursuit! – Scyther atinge o Croconaw com outro golpe na barriga.
- Croconaw Ice Fang! – Croconaw morde o pescoço de Scyther durante o golpe, que congela o Pokémon.
- Não Scyther! Retorne! Vai Metapod! – Disse Warui chamando Metapod para combate.
- Ice Fang! – Mais uma vez o Croconaw de Shurui avançou com dentes cor azul-gelado.
- Harden! – Metapod endurece e Croconaw quebra as presas ao meio. – Há! Agora não vai mais poder usar o Ice Fang como ainda vai ter que pagar uma visita ao dentista!
- Você é quem pensa Warui... Você é quem pensa... – Disse Shurui enquanto o que sobrou das presas de Croconaw cai e novas crescem.
- O quê?! Mas isso é impossível! – Disse Warui sacando a Pokédex.

“Habilidade da Espécie Croconaw: Quando suas presas quebram outras nascem instantaneamente mais fortes e resistentes que as antigas.”

- Muito obrigado Warui! Você aumentou nosso poder! Ice Fang! – Croconaw aperta com tanta força que começa a rachar o casco de Metapod.
- Não! Mande-o parar! Metapod! – Gritou Warui em desespero.
- Mais forte Croconaw! – O casco continuava a quebrar, e quando Metapod viu uma lágrima que descia pelo olho de Warui, um grande clarão tomou o lugar.
- Mas o quê?! – Disse Warui e Shurui juntos.
- Croco... (Shurui...) – Disse Croconaw com medo ainda com o casco de Metapod na boca. E então o casco explode mandando Croconaw longe.
- Ele evoluiu! – Gritou Warui olhando a borboleta de asas brancas voando no céu.
- Oh não! Isso é muito ruim! Muito ruim! – Disse Shurui em pânico.
- Triiii... – Disse Butterfree pairando na frente de Warui.
- Vamos mostrar o que podemos fazer amigão... –Disse Warui segurando seu Pokémon evoluído.

“Ataques de Butterfree”:
“Confusion”
“Sleep Powder”
“Stun Spore”
“Poison Powder”

- Então é isso... Confusion! – Ordenou Warui guardando a Pokédex.
- Water Gun! – Butterfree faz o ataque voltar para seu lançador, sem muito efeito.
- Confusion mais uma vez!
- Water Pulse! – Butterfree não consegue controlar o ataque e é atingido, sendo nocauteado.
- Butterfree não... – Disse Warui segurando a borboleta caída. – Você foi demais! Agora merece um descanso... – Disse Warui chamando pra fora Mareep.
- Primeiro um besouro, depois um borboleta e agora uma ovelha?! Você devia se render!
- Como o Croconaw sabe Water Pulse?! – Perguntou Warui surpreso.
- Você não sabe?! Os três iniciais desse ano o Prof. Elm Jr. teve a bondade de ensinar um TM. Nunca se perguntou como Cyndaquil aprendeu Flamethrower?
- “Drogaaaaaa! Eu podia ter um Croconaw com Water pulse agora que ódio!” Mareep Thundershock! – O raio explode a esfera de água dando a impressão de chuva. – Thundershock mais uma vez!
- Você está doido?! – Gritou Shurui antes de ser eletrocutado junto com Warui e Croconaw.
- Por tudo no mundo há um preço a pagar Shurui! Lembre-se bem disso. – Disse Warui cansado por causa do choque.
- Pois receba o pagamento! Tromba d’água! – Ordenou Shurui furioso.
- Tromba d’água?! Esse ataque não existe! – Croconaw usa Water Gun pra cima girando fazendo uma verdadeira tromba d’água que engole Mareep e o arremessa para cima, deixando o Pokémon sem forças para lutar.
- Três já foram! Faltam mais três! – Disse Shurui encharcado.
- “Não posso trazer Larvitar nesse campo úmido! Tenho que esfriar as coisas!” Saia Pidgey! – Gritou Warui liberando o Pokémon Pombo.
- Agora é um pombo?! Você não está tentando ganhar não é Warui? Water Pulse!
- Heh! Wing Attack! – Pidgey destrói a esfera de água e de sobra atinge Croconaw que cai no chão machucado.
- Você andou treinando! Da última vez que vi seu Pidgey ele mal sabia o Gust...
- Foi você! Você quem avisou aquele monge!
- Acertou em cheio Warui, mas vamos logo com isso! Depois que eu acabar com você quero encontrar esse menino de New Bark que tanto falam no ginásio. Ice Fang!
- Double Team! – Cinco clones de Pidgey aparecem e Croconaw acerta o errado. – Agora eu quero o nosso combo! Tornado! – Pidgey usa Gust enquando gira pra criar um tornado que suga Croconaw o arremessando numa parede. – Agora está explicado como você fez aquele Tromba d’água! Você espionou nosso treino e plagiou o movimento.
- UUUUUUUUUU! – As pessoas vaiavam Shurui por ser um mentiroso.
- E daí?! Eu não ligo! Croconaw Ice Fang! – Croconaw congela o Pokémon Pombo, que cai nos braços de Warui antes de se espatifar no chão.
- Vai Larvitar!
- Não quero nem saber o que é! Water Pulse! – O ataque atinge Larvitar assim que ele sai da Pokébola, nocauteando-o.
- Ei! Isso é trapaça!
- UUUUUUUUUUUUUUUUU! – Mais vaias eram ouvidas...
- Calem a boca! Esse cara é um bandido! Não tenho tempo pra jogar pelas regras!
- Seu feio! – Gritou um menininho atirando uma fruta em Shurui.
- Preferimos um bandido do que um canalha como você em nossa cidade! – Gritou um rapaz no atrás do menino.
- Diga alto e bem claro Warui...
- Vai Cyndaquil! – Gritou Warui liberando o Pokémon Rato de Fogo.
- Water Pulse! – Ordenou Shurui tentando fazer o mesmo truque.
- Não desta vez Shurui! Cyndaquil Crush Claw! – Cyndaquil perfura o ataque e atinge Croconaw sem nem se tocar que era ele.
- Quil?! – Disse Croconaw surpreso.
- Toto?!
- Há quanto tempo meu amigo! – Disse Croconaw feliz.
- Ei! Ele é nosso inimigo Croconaw! Water Pulse!
- Combo Piso de Fogo! – Cyndaquil evitou o ataque de Croconaw com um pulo e lançou um Flamethrower em direção ao chão que se espalhou e deu a imagem de um piso de fogo.
- Crocooooo! – Gritou Croconaw pulando com as patas queimadas.
- Boa Cyndaquil! Acerte-o com Crush Claw mais uma vez! – Cyndaquil bate no queixo do Croconaw com uma garra poderosa.
- Tromba d’água! – Cyndaquil é sugado pelo ataque, mas consegue fazer uma Flamethrower tão forte que evapora o ataque.
- Smokescreen! – Uma fumaça cobre o lugar e o barulho de uma pancada forte é ouvido.
- Quem ganhou?! – Pergunta um dos curiosos da platéia.
- Espere um pouco Warui! – Disse Shurui assim que a fumaça some e os dois Pokémon aparecem cansados.
- O que foi?! – Disse Warui irritado pela interrupção da batalha.
- Acho que depois do que aconteceu... – Começou Shurui pensando.
- O quê?! – Perguntou Warui ansioso.
-... Cyndaquil tem o direito de escolher com quem quer ficar! – Terminou Shurui em tom de desafio.
- Mas o que... – Disse Warui surpreso.
- Você ouviu bem! Cyndaquil tem o direito de escolher se quer ficar com você ou partir comigo! Afinal ele era meu... Então Cyndaquil?! O que vai ser?! Vai ficar com ele ou vem comigo? – Disse Shurui estendendo a mão, enquanto em suas Pokébolas, os Pokémon de Warui olhavam a cena com medo de Cyndaquil trair-los.
- Cynda... (Warui...) – Cyndaquil olha para Warui e lentamente começa a caminhar para Shurui.
- Cyndaquil... – Disse Warui baixinho de cabeça baixa enquanto lágrimas caiam de seus olhos...
- Isso Cyndaquil! Vem aqui! – Shurui coloca Cyndaquil em suas mão estendidas deixando-os cara a cara.
- Porque Cyndaquil? Você era o mais especial... O que eu mais gostava... – Murmurava Warui baixinho enquanto mais lágrimas rolavam pela sua face.
- Você perdeu Warui... – Disse Shurui desviando seu olhar de Cyndaquil por um instante.
- Eu deixei você dormir comigo! – Berrou Warui com raiva ainda sem levantar a cabeça. – Quando você tinha frio, eu te acolhi! Quando podia te deixar tremendo. Eu sempre confiei em você, eu sempre deixava você dormir fora da Pokébola porque sabia que você nunca iria fugir ou me machucar...
- Cynda... Cyndaquil... (Warui... Eu nunca te deixaria...). – Disse Cyndaquil se virando para Warui, que levanta a cabeça instantaneamente com uma pequena fagulha de esperança.
- O que ele está dizendo Croconaw?! – Perguntou Shurui curioso, mas antes que Croconaw pudesse avisá-lo, Cyndaquil dispara para cima com um Flamethrower torrando Shurui.
- Cyndaquil! – Grita Warui de alegria pegando o pequeno Pokémon em seus braços.
- Meu lindo rosto! Water Pulse! – Croconaw dispara uma esfera de água que faz Warui e Cyndaquil voar até a entrada da rota 32.
- Peguem eles! – Gritou Shurui aos guardas enquanto eles saíam em disparada.
- “O ataque não me acertou... Warui se pôs na frente pra me salvar do golpe... Eu sabia! Sabia que tinha algo de bom nele!” – Pensou Cyndaquil alegre enquanto Warui corria com Cyndaquil nos braços.
- “O rio! Podemos escapar por ali!” Se segura firme Cyndaquil! – Disse Warui se jogando no rio deixando Cyndaquil do lado de fora, mas ficando totalmente submerso.
- Cynda Cyndaquil! (Warui sai daí!) – Gritou Cyndaquil depois de um tempo em que eles seguiam o curso do rio que a margem era bloqueada pela floresta.
- Aaaaaah! – Disse Warui se levantando sem fôlego.
- Cyndaquil! (A margem!) – Disse Cyndaquil apontando para um pequeno caminhozinho em que Warui subiu.
- Olha lá! – Disse Warui vendo duas luzes de faróis de lancha.
- Eles estão ali! – Gritou Shurui dentro do barco.
- Corre! – Gritou Warui disparando.
- Cynda! Cyndaquil! (Não! A árvore!) – Disse Cyndaquil apontando.
- Boa idéia! – Disse Warui escalando a árvore.
- Ele foi por ali! – Disse Shurui apontando assim que a lancha chega á margem. – Muito bem Warui pode descer! – Disse Shurui para a árvore depois que os guardas vão embora. – Não vai descer?! Ok! Você pediu! Beedrill Poison Sting! – Warui lança uma Pokébola para cima de onde sai uma abelha amarela que lança vários espinhos venenosos na árvore.
- “Essa não!” – Disse Warui mais uma vez protegendo Cyndaquil com o corpo.
- Acho que ele não está aqui mesmo! Obrigada pela ajuda Beedrill! – Disse Shurui chamando seu Pokémon de volta e correndo para alcançar os guardas.
- Cynda! Cyndaquil?! (Warui! Você está bem?!) – Perguntou Cyndaquil preocupado pulando para um galho próximo.
- Eu estou sim! Ai... – Disse Warui arrancando os espinhos venenosos meio melados de sangue das suas costas.
- Cynda Cyndaquil! (Você está sangrando!) – Disse Cyndaquil assustado.
- Eu vou ficar bem! Ugh! – Disse Warui escorando em um encosto natural na árvore.
- Cyndaquil? Cyndaquil Cynda. (Tem certeza? Posso ir atrás de algumas frutas pra ajudar.) - Disse Cyndaquil ainda sem estar convencido.
- Não, está tudo bem. Só tenho que descansar um pouco. Ai... – Murmurou Warui de olhos fechados sentindo o veneno em seu corpo.
- Cyndaquil... Cynda Cyndaquil?! ( Está bem... Mas se amanhã você acordar pior eu vou atrás de alguém Ok?!) – Falou Cyndaquil em tom autoritário enquanto se deitava no peito de Warui.
- Como o tempo passou rápido não foi?! E pensar que só faz uma semana que está comigo... – Disse Warui refletindo para se distrair da dor.
- Cynda... (É...) – Disse Cyndaquil cansado do dia que teve.
- Meu pé... Está formigando... Eu vou acabar com o Shurui da próxima vez... – Falou Warui com a voz fraca. – Obrigado por não ter me abandonado àquela hora Cyndaquil, você é mesmo muito legal... Preferir ficar um cretino que nem eu... – Falou Warui se arrependendo de tudo que já fez a Cyndaquil e seus Pokémon.
- Cyndaquil... Cynda Cyndaquil... (Você é meu mestre Warui... Eu não obedecerei ninguém mais senão você...) – Disse Cyndaquil com um tom de sinceridade.
- Obrigado... *cof* Maldito Shurui... – Disse Warui sabendo que o veneno estava afetando seus pulmões.
- Cyndaquil Cynda Cyndaquil Cynda... (No início, eu achava que você era só um idiota malvado, mas você não é assim, tem muitas outras qualidades que os outros não podem ver...) – Disse Cyndaquil com medo se Warui sobreviveria ao veneno.
- Cyndaquil... Ainda bem que eu joguei o Totodile no lago, se não o tivesse feito talvez isso nunca tivesse acontecido... – Disse Warui sentindo um dor atrás dos olhos. - Cyndaquil... Sabe de uma coisa? – Perguntou Warui fazendo força pra não dormir.
- Cynda? (O quê?) – Perguntou Cyndaquil olhando para Warui.
- Cyndaquil... Eu te amo... – Disse Warui caindo no sono...

Continua...

Hora de Warui & Cyndaquil se dirigirem para a cidade de Azalea. Mas antes... Eles tem que tomar uma importante decisão... Capítulo Dez: Evolução! Isso é A Solução?!


Última edição por DarkDialga em Qua 16 Mar 2011 - 19:25, editado 1 vez(es)
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Seg 31 Jan 2011 - 18:12

Ola DarkDialga! Você sabe mesmo como fazer uma historia elaborada!! E eu acho interesante, o Cyndaquil ter mais participação que os outros pokémon, quase assumindo o papel de protagonista. Nos capitulos 2, 3 e 4 tava achando que o Cyndaquil era o protagonista, mas depois eu percebi que os dois são os protagonista. Mas a historia está muito boa continue assim. Não desista! Very Happy
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Qua 9 Fev 2011 - 21:34

Como só teve um comentário é o que eu vou responder...

Pokémon-fics: Obrigado! Mas não é só Warui & Cyndaquil que são os protagonistas, os outros Pokémon também viu? Continue acomapanhando!




Capitulo Dez: Evolução! Isso É A Solução?!

- “Acorde!” – Dizia uma voz na cabeça de Warui, uma voz que ele não conhecia.
- Quem está aí?! – Disse Warui olhando para todos os lados, mas só via o escuro infinito que era sua mente.
- Jovem Warui... – Continuou a voz, tranqüila...
- Apareça! – Gritou Warui se irritando.
- Vá para Azalea, depois te peço para ir ao santuário da floresta... Por favor... – Disse a voz sumindo...
- Cynda! (Acorda!) – Gritou Cyndaquil assustado.
- O quê?! – Disse Warui acordando com um pulo.
- Cyndaquil? (Outro pesadelo?) – Perguntou Cyndaquil deduzindo.
- Não... – Mentiu Warui, ainda assustado com seu sonho.
- Cyndaquil?! (Se sente melhor?!) – Perguntou Cyndaquil preocupado.
- Um pouco. Minha cabeça parou de doer...
- Cynda Cyndaquil?! (O que vamos fazer agora?!).
- Vamos voltar para Violet... – Disse Warui descendo da árvore.
- Cyndaquil?! (Está louco?!) – Disse Cyndaquil descendo também.
- Tenho que devolver isso... – Respondeu Warui tirando sua primeira insígnia do bolso.
- Cyndaquil?! Cyndaquil Cynda Cyndaquil! (Você vai devolver?! Você podia ter morrido, o mínimo que se pode fazer é deixar você ficar com ela!).
- Sem tempo para conversa Cyndaquil, depois daqui vamos com urgência para Azalea.
- (Tem algo estranho nesse Warui...) – Penou Cyndaquil desconfiado enquanto andava junto de Warui.

Ginásio de Violet

- Cyndaquil... (Chegamos...) – Disse Cyndaquil quebrando o gelo, ele e Warui estavam a menos de meio metro da porta... Só tinham que abri-la...
- Lá vamos nós... – Murmurou Warui enquanto observava sua mão fechada bater na porta de madeira.
- Ora, se não é o pequeno larápio... – Disse Furaingu reconhecendo Warui imediatamente assim que ele abriu a porta. – O que você quer?! – Mas palavras não foram ouvidas, Warui só tirou a mão do bolso e revelou a insígnia de olhos fechados.
- Cyndaquil Cynda... (Ele quer devolvê-la...) – Disse Cyndaquil pensando que Furaingu não estava entendendo nada, enquanto Warui só esperava a insígnia ser tirada de suas mãos... Mas não foi isso que houve... Em vez de ser tirada de suas mãos, seus dedos foram obrigados a se lentamente se fecharem...
- Hein?! – Perguntou Warui surpreso abrindo os olhos.
- Você agora merece essa insígnia! Você tem um grande potencial meu rapaz, só não sabe usá-lo da maneira certa ainda...
- Obrigado... – Disse Warui enquanto as portas do ginásio se fechavam...
- Cyndaquil... (Agora é justo...) – Disse Cyndaquil enquanto Warui olhava para aquela insígnia que realmente era sua.
- Nossa! A sensação de conseguir uma coisa que você lutou e não roubou para conseguir é ótima! Nunca mais roubarei na vida Cyndaquil... – Prometeu Warui a si mesmo, seguro de que aquela promessa seria a mais fácil de cumprir da sua vida...
- Para Azalea! – Gritaram os dois juntos correndo... Sem notar mais uma vez.... Que Shurui observava tudo em surdina... *Musiquinha de Anime*

Ninguém-Sabe-Onde-Graças-A-Warui-Que-Não-Ouviu-Cyndaquil-E-Se-Perdeu...

- Estamos perdidos... – Disse Warui se sentando na grama junto de Cyndaquil.
- Cyndaquil Cynda Cyndaquil Cynda! (Vamos degustar a ocasião e exercitar algo que seja lucrativo para a equipe!) – Disse Cyndaquil querendo treinar.
-... Tem certeza que você é um Pokémon?! – Perguntou Warui assombrado.
- Cynda! Cyndaquil, Cynda... (Claro! Aprendo ataques, evoluo...).
- Sim... Era nisso que eu queria chegar Cyndaquil...
- Cyndaquil?! (Como assim?!) – Perguntou Cyndaquil surpreso.
- É que... Eu não queria que você evoluísse... Eu sei que é um direito seu escolher se quer ou não, mas...
- Cyndaquil Cynda Cyndaquil? Cyndaquil Cynda... (Você quer que eu continue assim não é? Não tem problema, nunca gostei de mudanças drásticas mesmo...).
- Tem certeza que é isso que você quer, não quer continuar como Butterfree continuou?!
- Cynda! (Não!) – Disse Cyndaquil com certeza de que não mudaria de idéia.
- Foi mais fácil do que eu pensei... Toma! – Warui joga uma pequena pedra para Cyndaquil.
- Cyndaquil? (Que lixo é esse?) – Perguntou Cyndaquil sem saber dos poderes da Everstone.
- Não é lixo Cyndaquil! É uma Everstone! Achei no chão enquanto estávamos tentando achar o caminho...
- Cynda... (E...) – Disse Cyndaquil ainda sem entender o que tal Everstone tinha a ver com o assunto.
- Quando o Pokémon segura a Everstone ele não evolui até parar de segura-la e passar de nível, entendeu?!
- Cynda! Cyndaquil... (Nossa! Quem diria que uma pedrinha pode fazer isso...).
- Pessoal! Vamos treinar! – Gritou Warui jogando cinco Pokébolas para cima. – Quem quer brincar de “Acerte o Scyther?!”.
- Scy?! (Quê?!) – Gritou Scyther surpreso.
- EEEEEEU! – Gritaram todos do seu jeito.
- Atacar! – Gritou Warui apontando para Scyther.

No mesmo instante, cinco ataques diferentes foram lançados na direção de Scyther, que saiu correndo no mesmo instante.

- Não desistam! Continuem! Peguem o Scyther! Quem conseguir hoje vai ganhar papa de Poffin na janta! – Disse Warui os encorajando a continuar, e todos olham para ele.
- Ei! Qual é pessoal... – Disse Scyther parando.
- ...................PEGA! – Gritaram todos os cinco lembrando como os Poffins de Warui eram duros e difíceis de comer.

Meia Hora Depois...

- “Está tudo saindo como eu planejei! Scyther está aumentando sua resistência fugindo dos ataques, enquanto os outros melhoram sua mira para quando enfrentarem inimigos rápidos... É como dizem... Todos trabalham melhores sobre pressão... Só precisa de tempo... Eles vão precisar disso se querem derrotar o Relâmpago Vermelho de Azalea... O Scizor de meu irmão...” – Pensou Warui observando os frutos de seu trabalho crescer.
- Trrrrrrriiii! – Gritou Butterfree irritado enquanto soltou um Energy Ball que deu o primeiro golpe em Scyther.
- Mas o quê?! – Gritou Warui levantando de susto, pois sabia que Butterfree só podia aprender o movimento por TM e nenhum outro meio possível.
- Butterfree! Como você aprendeu Energy Ball?! – Perguntou Cyndaquil.
- Eu... Eu não sei... – Disse Butterfree sem saber como tinha aprendido o ataque.
- Mas agora eu vi de tudo! Um Scyther com Metal Claw, Um Bellsprout com Low Kick e agora um Butterfree com Energy Ball sem TM... Cyndaquil se vai aprender um ataque de água avisa viu?! Senão acho que eu tenho um treco se eu vir outra anomalia dessas!
- O que está acontecendo com você Butterfree?! Se sente bem? – Perguntou Pidgey, ainda se sentindo por baixo desde a evolução para Metapod.
- Eu me sinto ótimo!
- Ok povo! Voltem ao treinamento! E tentem aprender o ataque Judgement Ok?! – Disse Warui com um sorriso (amarelo...).

Mais Meia Hora depois...

- Chega! Chega! Vocês já trei... Quer dizer... Já brincaram demais! – Disse Warui quando viu Scyther ser acertado pela décima quarta vez.
- Reep?! Mareep... (Mas já?! Só mais um pouquinho, está tão divertido...). – Disse Mareep triste.
- Scyther Scy?! (Que tal brincar de “Corte O Mareep Ao Meio”?!). – Disse Scyther a Mareep mostrando suas lâminas.
- Mareep Reep... (Deixa pra lá, já deu...) – Disse Mareep com um risinho.
- Vamos brincar de outra coisa. – Disse Warui cavando uns buracos na terra. – Larvitar entra aqui, por favor?
- Lar... – Larvitar entra no buraco.
- A nova brincadeira é... “Bata no Larvitar!”
- Laaaaar... – Gritou Larvitar cavando dentro dos buracos.
- “O fiz aprender o Dig rapidinho...” – Disse Warui com um sorriso de boca fechada no rosto. – Ok! Nova brincadeira... “Encurrale o Pidgey Na Floresta!” – Gritou Warui apontando para Pidgey.
- PEGA! – Gritaram todos mais uma vez.

Outra Meia Hora Depois... (Pra variar...)

- “Agora Pidgey está aprendendo a voar e agir rapidamente em ambientes fechados como a floresta do ginásio e os outros estão aprendendo exatamente como derrotar um oponente assim... Finalmente vou ter o troco com meu irmão Konchû...” – Pensou Warui correndo para acompanhá-los na corrida contra o tempo na floresta.
- “Será que alguém mais se tocou que Warui não está mandando nós fazermos isso por diversão?” – Pensou Scyther errando por pouco um golpe em Pidgey.
- “Sempre o queridinho da mamãe...” – Pensou Warui se lembrando de seu irmão querido (Será?). – “Aquele idiota é pior que o Shurui, quando ele foi chamado para ser o novo líder de ginásio substituindo Bugsy três anos atrás, mamãe ficou toda orgulhosa, contou pros vizinhos, pra família... Até mesmo para gente que nem conhece! Agora quando eu finalmente vou começar a jornada que ele sempre teve medo de fazer, ninguém bota anúncio no jornal... Mas também não estou surpreso... minha mãe sempre comentava com ele que queria que eu seguisse o exemplo do adorado Konchuchu... Aquele mane cheirando a pão com apelido horrível!” Ei vocês já podem parar! Por hoje chega de treino, ops, diversão! – Disse Warui disfarçando.
- Scy Scyther Scy?! (Porque estamos treinando mais do que o normal?!) – Perguntou Scyther surpreendendo Warui sem que ninguém escutasse.
- SSSSSSHH! Depois eu conto a história! Agora não conte a ninguém, senão te parto em dois! – Sussurrou Warui puxando Scyther pelo pescoço.
- Me sinto estranho... – Disse Pidgey cansado.
- Normalmente isso se chama cansaço... – Disse Mareep muito enxerido do jeito que só ele sabe como ser, pois Pidgey falou com Cyndaquil e não com ele.
- Isso não é cansaço... Pelo contrário... Eu estou cansado e quero continuar voando – Disse Pidgey e do nada um Pidgeotto aterrisa na terra mole.
- Ah que susto! – Gritou Larvitar apavorado.
- Desculpem-me de me intrometer assim... Ouvi sua conversa... Você está próximo da evolução rapaz! – Disse o Pidgeotto selvagem com cautela para que Warui não percebesse sua presença.
- Sério! Tome cuidado Butterfree! Eu vou te alcançar! – Gritou Pidgey para o Pokémon Borboleta que voava no céu pairando lindamente.
- “Que diabos ele está falando?!” – Se perguntou Butterfree sem entender nada.
- Agora eu tenho que ir arrumar comida para meus filhos! Adeus! Talvez eu te encontre por aí qualquer dia desses. – Disse o Pidgeotto levantando vôo chamando finalmente a atenção de Warui.
- Mas com mil... – Disse Warui apontando a PokéDex.

“Pidgeotto, o Pokémon Pássaro, é a forma evoluída do Pidgey. Ele rende sua presa imóvel usando suas bem desenvolvidas garras, depois carrega a presa por até 60 km para o seu ninho.”

- AAAAAAAAAAAHH! Porque não me avisaram que tinha um Pokémon selvagem aqui idiotas?! Nós podíamos ter uma coxa de frango para a janta! – Gritou Warui esfumaçando de raiva.
- Cynda Cyndaquil... (Warui olha a neura...) – Cyndaquil estava muito cansado para Warui vir com os ti-ti-ti dele agora.
- São que horas? Afe! Já são 4h30min! Quantas meias horas foram?! – Disse Warui assombrado olhando no relógio de pulso. – Vamos ter que montar acampamento aqui mesmo! Não dá tempo de procurar a Rota.

Mais meia hora depois... (Isso tá enchendo o saco...).

- Consegui! Agora é só fazer os Poffins e depois papa de Poffins para todos. – Disse Warui finalmente arrumando pedras boas para botar o fogo.
- Esse Warui... – Comentou Cyndaquil em tom baixo.
- Não entendi. – Disse Mareep ainda enxerido aparecendo do lado.
- É esse orgulho dele, em vez de pedir minha ajuda, ele prefere criar fogo esfregando essas pedrinhas... Não sei pra quem ele quer provar que é independente...
- Como não?! É para nós!
- Como você sabe? Ele não parece ter o jeito de quem gosta de aparecer para os outros assim, acho que ele quer provar algo para si mesmo...
- Faz sentido se você pensar nesse ângulo...
- Ainda acho que quando ele era pequeno aconteceu alguma coisa que deixou ele desse jeito orgulhoso... Meu medo é que ele afunde no próprio orgulho... Por isso que eu não desisti dele aquela noite... Eu quero ver Warui crescer Mareep, entende?
- Entendo e muito bem...
- O que quer dizer?
- No meu bando, ninguém gostava de mim porque eu era muito curioso, não conseguia controlar minha curiosidade. No dia que Warui me pegou, ninguém tinha me chamado para defender nossa Líder, mas mesmo assim eu me meti no meio só para aparecer e ganhar respeito... Me pergunto o caos que o bando deve estar sem ela...
- Que história...
- É... Vou ficar do seu lado Cyndaquil!
- Você já está do meu lado...
- Não assim! Eu quero dizer que eu quero te ajudar a ajudar Warui a crescer!
- Não era isso que combinamos aquela noite?!
- Você acha que nós ficamos do lado dele?! Nós interferimos por causa de você Cyndaquil! Você é um cara legal! Não merecia morrer assim por outra pessoa... Então decidimos interferir...
- Obrigado...
- Cyndaquil! Mareep! Venham comer! – Gritou Warui enquanto os outros já tinham começado a comer.
- “Warui disse que me ama na noite passada... Será que ele estava delirando por causa do veneno ou dentro desse corpo com cara de mal há um coração bondoso prestes a sair?!” – Pensou Cyndaquil se perguntando sobre a declaração de Warui...

Continua...

Rumando para Azalea em busca da sua 2° Insígnia e da derrota de seu irmão mais velho Warui vai ter que escolher qual dos seus Pokémon é seu favorito depois que uma discussão separa o grupo. Será que Warui consegue consertar isso ou cada um vai escolher o seu caminho para longe de seu treinador?! Veja isso no Capítulo Onze: As Melhores Famílias São Assim...


Última edição por DarkDialga em Qua 16 Mar 2011 - 19:26, editado 1 vez(es)
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Qui 10 Fev 2011 - 1:45

Olá! Eu gostei desse capitulo, mas só não entendi uma coisa: Porque Furaingu deixou Warui ficar com a insígnia? isso precissa ser explicado melhor! Mas fora isso, o resto do capitulo foi bastante divertido, principalmente as "Brincadeiras" de Warui.

Bem, espero o proximo capitulo! Very Happy
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Davi-Moonseek em Sex 11 Fev 2011 - 21:38

choro1 Warui, vc amoleceu meu coração, e agora eu acho vc a pessoa mais bondosa e maneira do mundo *-*, bem Dark (se é que te posso chamar assim), se acostume com meus comentários, eu não comento por erros, para ajudar na melhoramento da finc nem nada, comento a finc em sí.

Antes pensava que o Warui era um maldito sem coração, mas agora vejo, que tem um pouco de carinho escondido nele, fugi um poco do que eu escrevi ali em cima, mas eu tenho que dizer *-*, cara, vc tem muita imaginação, não sei da onde vc inventa tudo isso, mas eu invejo essa sua criatividade *-*.

Ebaaaaaaaaaa, papinha pra tudo mundo Very Happy, me da um poco depois? *-*, deve ser bom e.e.

Bem só isso, acompanhando sempre a finc, e até mais...

Davi-Moonseek
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
1 / 101 / 10

Data de inscrição : 26/07/2010


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Qua 16 Fev 2011 - 15:41

Oi, aqui chegou outro Capitulo, esse vai fazer alguém se engasgar de rir. Very Happy

Davi-Moonseek: Não se preocupe, pode comentar do jeito que quiser, coitado de Warui, o povo gonga ele sem dó... Acha mesmo que eu tenho tanta criatividade assim? Nossa! Continue acompanhando e comentando!

Pokémon-fics: Nem Warui entendeu porque ficou com a insígnia, quanto mais vocês! Ainda bem que gostou das "brincadeiras"! Não precisa esperar mais porque já chegou!


Capítulo Onze: As Melhores Famílias São Assim!


A primeira manhã do verão, o sol forte batia na terra que começava a ficar seca, os lagos brilhavam como se fossem de cristal puro e transparente. Warui e companhia haviam acabado de acordar quando uma discussão quebrou o silêncio...

- Você é doido Larvitar! Acha mesmo que Warui gosta mais de você só porque você “finge” que é um bebê?! – Disse Mareep irritada com a certeza de Larvitar.
- E você?! Seu fofoqueiro abelhudo?! – Devolveu Larvitar.
- Vocês são tão bobos... – Interrompeu Butterfree se irritando com a briga. – Todo mundo sabe que o preferido de Warui sou eu! Ele até me chamou de amigão na luta contra o doido com o Croconaw!
- Como vocês gostam de brigar por bobagem... – Disse Scyther incomodado com a discussão.
- Você diz isso por que Warui só não libera você porque presta pra algo. – Mais uma vez o enxerido Mareep diz algo bobo.
- Como é? Se não fosse eu estaríamos desfalcados com a questão de batalhas aéreas!
- Licença! Está esquecendo-se de mim? – Sem conseguir mais se conter e entrou no meio da confusão.
- E você serve pra algo? Só pra apanhar do Butterfree eu acho...
- Pessoal, é sério! Vocês estão botando água em copo cheio! Sou eu que durmo junto de Warui esqueceram?! – Disse Cyndaquil, não para provar nada, mas sim para acabar com a discussão.
- Ah Cyndaquil, você é como se fosse um bicho de estimação, nunca vi essa coisa de um treinador tratar um melhor que os outros. – Disse Scyther inconformado com tal acusação
- Como é?! – Gritou Cyndaquil zangado.
- Você me ouviu! Você não passa de um bebê na equipe! Um ursinho de pelúcia!
- Pois então que tal sairmos no braço e resolvermos isso?! – Propôs Cyndaquil, mas nesse instante eles escutam Warui chamando.
- Ei! Vamos logo, tem muita estrada daqui até Azalea!
- Veremos qual dos seis é o favorito... – Disse Scyther voltando para a Pokébola.

Algum Lugar ao Lado da Rota.

- Hora de almoçar pessoal! – Gritou Warui, chamando os cinco Pokémon restantes, mas o que ele não percebia é que havia algo de errado com eles.
- Eu vou treinar bastante e Warui vai me escolher como seu preferido! – Disse Larvitar botando mais de dez Poffins na boca.
- Sonha! Eu vou terminar antes que você! – Desafiou Scyther colocando mais de vinte.
- “Nossa! Eles estão com fome mesmo!” – Disse Warui olhando eles enquanto almoçava.

Depois do almoço, Warui não viu ninguém querendo voltar para a Pokébola, estavam todos batendo, cortando e queimando árvores. “Mas o que está acontecendo com eles hoje?” Ele não podia deixar de se indagar, afinal eles sempre queriam descansar depois de uma rodada de duros Poffins.

- Vocês têm certeza de que não querem descansar?! – Perguntou Warui ainda olhando todos destruindo árvores, mas não teve resposta. – “Acho que botei algo estragado nos Poffins...”
- Você vai ver Cyndaquil! Eu sou o preferido de Warui! – Scyther derruba uma árvore inteira abaixo com só um golpe.
- Só nos sonhos de um doente mental! – Uma árvore enorme foi reduzida a cinzas com um ataque de Cyndaquil, enquanto Pidgey acertou Butterfree com um Gust.
- Ops... Foi mal... – Disse Pidgey com voz de desdém.
- Correção: Vai ser mal! – Butterfree lança uma Energy Ball contra Pidgey, que erra e acerta o braço de Scyther causando uma queimadura.
- Ora seu... – Gritou Scyther avançando contra Cyndaquil, pensando que ele havia causado a queimadura.
- Epa! Cuidado aê! – Gritou Cyndaquil disparando um Flamethrower, em poucos segundos, todos lutavam entre si.
- Epa! Peraí! – Disse Warui antes de ser atingido acidentalmente por uma mescla de todos os ataques.
- Warui! – Gritou Cyndaquil correndo para acudi-lo.
- Acho que o coração dele parou... – Disse Larvitar tentando ouvir.
- O cutuca com aquele galho. – Propôs Mareep, apontando para um galho comprido.
- Warui... Acorda... – Disse Larvitar lhe cutucando a barriga. – É o seu Pokémon preferido...
- Mais cinco minutinhos... – Murmurou Warui, irritando Larvitar.
- Acorda! – Gritou Larvitar batendo violentamente o galho em sua barriga.
- AAAAAAAAAAAAAHhhh... – Gritou Warui e desmaiando de novo de barriga pra baixo.
- Boa idiota! – Disse Scyther afastando Larvitar pro lado, como se temesse que sua mera presença afetasse Warui.
- Acorda ele já que você é tão esperto! – Desafiou Larvitar cruzando os braços.
- Com prazer! – Scyther cutuca a bunda de Warui a ponta de sua lâmina.
- AAAAAAAAAAAAAH! – Gritou Warui disparando como um jato.
- Scy? (Viu?) – Disse Scyther mostrando a língua.
- Muito bem! Quero saber que história é essa de vocês ficarem brigando como um bando de estranhos?! – Warui perguntou, mas não entendeu nada porque todos respondiam ao mesmo tempo a mesma coisa. – SILÊNCIO! – Berrou Warui com toda a força de seus pulmões, chegando a quase emudecer.
- (Nossa...) – Pensaram todos impressionados com o poder do pulmão de Warui.
- Agora... Um de cada vez... – Só que ninguém sabia de quem era a vez, e começaram a falar mais uma vez todos ao mesmo tempo. – Vocês... Querem me deixar louco... – Disse Warui tremendo e cheio de tiques.
- Cyndaquil! (Eu falo!) – Disse Cyndaquil levantando a mão.
- Scyther Scy! (Não eu falo!) – Disse Scyther, reiniciando a baderna que estavam antes, e só pararam quando repararam que Warui parecia uma bomba-relógio.
- Seus p*¢¢@! Voltem aqui! – Berrou Warui perseguindo os Pokémon.

Quando Warui conseguiu finalmente reunir os fugitivos, todos já estavam cansados e ofegantes depois de correr por mais de meia hora escapando de Warui.

- Agora eu vou escolher quem vai falar por um meio rápido, mas somente aqueles que tiverem grandes habilidades vão poder realizá-lo... Minha-mãe-mandou-eu-escolher-esse-daqui-mas-como-sou-teimoso-escolho-esse-da-qui! Fala Pidgey! – Disse Warui apontando para Pidgey.
- Lar Larvitar?! (Deixa eu vai?!) – Disse Larvitar acenando e pulando.
- Tá! Larvitar...
- Lar Larvitar Lar! (Nós estamos disputando pra ver quem é o seu favorito!) – Disse Larvitar com toda a tranqüilidade do mundo, como se o assunto fosse algo comum.
- Vocês estão disputando para o quê?! – Gritou Warui chocado sem ter idéia do que dizer numa hora como aquela.
- Scyther Scy! Scyther? (Entrega aí Warui! Quem é o favorito?) – Perguntou Scyther, por que: se o jogo já havia sido entregue, hora de saber o vencedor...
- É que... Bem... Eu não... É meio que... Eu não posso dizer... – Disse Warui, o que reiniciou a briga. – “Pera”! Para tudo aí! – Berrou, fazendo todos os Pokémon ficarem parados como se estivessem presos no tempo. – Depois eu conto OK?! – A proposta parecia plausível para todos, que voltaram a treinar, e só deram um descanso quando Warui foi à floresta buscar água.
- É bom que ele me escolha, caso contrário eu pego a estrada! E não vai ter Pokébola que me segure. – Disse Larvitar ofegando.
- Por quê? – Perguntou Cyndaquil, sem entender.
- Porque eu quero ser o favorito, se não for eu, eu vou embora e talvez ache um treinador que me escolha como favorito.
- A idéia parece boa, afinal ninguém gosta de não ser o favorito... Vou fazer isso também. – Disse Scyther, parando para pensar no assunto.
- E seria falsidade da parte de Warui não me escolher, ele disse que eu sou o amigão dele, se ele não me escolher vou pegar o vento. – Disse Butterfree zangado somente com a hipótese de Warui não o escolher.
- Não quis dizer “pegar a estrada”? – Perguntou Mareep, confuso com isso.
- Não, foi o vento mesmo, eu não ando esqueceu?
- Esperem um pouco! Não estamos exagerando? Não precisamos ir embora caso Warui goste mais de um que outro. – Interrompeu Cyndaquil, achando que aquilo já havia chegado a um nível insano.
- “É isso! Estou perdido, ganho um e perco cinco...” – Pensou Warui ouvindo tudo atrás de uma árvore. – Sou um fracasso como treinador... – Murmurou ele baixinho.
- Te pegamos! – Gritaram vozes de Pokémon diferentes atrás do triste treinador.
- Hein?! – Gritou Warui levantando com um pulo.
- Cynda Cyndaquil Cynda... (E eu não botei fé na pegadinha...) – Disse Cyndaquil rindo de montão.
- Vocês... Vocês... – Disse Warui com raiva e alegria ao mesmo tempo.
- Cyndaquil... (É isso aí...)
- GRRRRRRRRRRRRR! – Warui começa a ranger os dentes, com a aparência de um animal furioso. – Voltem aqui seus malditos filhos-de-uma-mãe-só! – Gritou Warui, pela segunda vez no dia, perseguindo seus alegres Pokémon...

Continua...

Quando Warui finalmente chega na cidade de Azalea, seu acerto de contas com o irmão terá que ser adiado por causa de terríveis inimigos. Capítulo Doze: A Ascensão da Equipe Neo-Rocket!


Última edição por DarkDialga em Qua 16 Mar 2011 - 19:29, editado 2 vez(es)
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Qui 17 Fev 2011 - 2:38

Ola! Esse capitulo foi bom e bastante engraçado com os pokémon competindo entre si, mas já é óbvio quem é o preferido de Warui, mas só não entendi o final do capitulo. Mas eu quero ver o proximo capitulo com a luta de Warui verso Equipe Rocket, apesar de que isso lembra uma certa parte dos jogos: Gold, Silver e Crystal.

Enfim eu estou ansioso pelo próximo capitulo. Very Happy Very Happy Very Happy
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Ter 22 Fev 2011 - 17:30

Olá, O Cap. ficou meio pequeno, nem eu gostei muito dele...

Sem tempo para responder comentários... Sad

Errata: O nome é Neo-Equipe Rocket, não Equipe Neo-Rocket, desculpem...


Capítulo Doze: A Ascensão da Neo-Equipe Rocket!

Depois de uma longa caminhada de dez milhas, finalmente Warui estava chegando ao seu destino... A Cidade de Azalea... Não estava lá definidamente, mas sabia pelo poço cheio de “Slooooooow” vindo de seu interior, um barulho que intrigou Cyndaquil.

- Cyndaquil Cynda (O que tem aí dentro?) – Perguntou Cyndaquil meio assustado com os bocejos que vinham lá de baixo.
- Esse é o Poço dos Slowpokes, ele tem esse nome porque é cheio de Slowpoke lá em baixo, parece até uma festa. – Disse Warui sem tirar a atenção da estrada.
- Cyndaquil Cynda Cyndaquil? (Algum plano para o que fazermos quando chegarmos à cidade?) – Perguntou ele, já entediado de batalhas Pokémon.
- Eu quero ver algo na floresta depois... – Respondeu Warui, mas agora seu olhar estava vago e desfocado.
- “Tem algo errado e está te incomodando Warui... Eu posso sentir, espero que alguma hora você tome coragem e me conte...” – Pensou Cyndaquil olhando para os olhos azuis-escuros de seu perturbado treinador.

Portas do Ginásio de Azalea 14h36min

- “Aqui estou eu... Mas eu me pergunto se eu deveria ir à floresta primeiro... – Disse Warui com a mão na maçaneta do portão, mas ele escuta uma explosão vinda da floresta. – OK! Está bem! Já me decidi! Retorne Cyndaquil! – Gritou Warui correndo em direção a floresta, mas no meio do caminho foi bloqueado por dois homens de peruca azul-claro, usando uniformes azul-claro com uma sigla “NER” nos antebraços.
- Parado aí garoto! Você não pode interferir!
- Quem diabos são vocês, insanos por barrar meu caminho? – Disse Warui estranhando o uniforme ridículo dos homens.
- Somos membros da Neo-Equipe Rocket e nosso dever aqui é impedir todos de entrarem na floresta! – Disse um dos homens, levantando uma bandeira com o NER em um fundo verde-escuro.
- Então porque aquele garoto conseguiu passar na floresta?! – Disse o outro homem cortando o clima do primeiro.
- Sério... Quem é o Designer de vocês?! Vocês estão mais bregas que a minha avó Chuí, e olha que ela botava meu avô com paletó xadrez literalmente e gravata de bolinhas...
- Ele tem razão, estamos ridículos... – Disse o homem com a bandeira... Agora com seu orgulho completamente ferido...
- Digamos... Que eu posso dar umas dicas a vocês... – Disse Warui arquitetando um plano para se infiltrar na floresta, aquela NER queria algo... E ele tinha que saber...
- Sério mesmo! Legal! Vai falando que eu vou desenhando! – Disse o homem jogando fora a bandeira e pegando um bloco de notas.
- Pro começo... Nada de azul-claro, vocês são uma equipe ou um bando de vadias que rodam bolsinha na avenida?! Tentem cores másculas como vermelho ou um tom mais escuro de azul, e essa bandeira... Paidocéu! Azul não combina com verde, lembrem disso, ou todas as outras equipes vão zoar de vocês! E nem vou comentar as perucas...
- É que nosso chefe era fã da Equipe Galática, mas acho que ele vai entender... – Disse o homem com o bloco de notas jogando a peruca fora.
- Começa logo a desenhar! – Disse o outro homem animado como uma criança por um pirulito ou um doce.
- “Trouxas...” – Pensou Warui aproveitando a deixa para entrar na floresta.

Santuário da Floresta de Ilex 15h14min

Quando Warui chegou, grande choque teve, uma enorme máquina estava instalada em cima do santuário, mais pra uma espécie de container, pois uma redoma de vidro envolvia o santuário, que se não fosse por isso seria esmagada pela parte de cima.

- Logo você não poderá resistir... – Disse um homem ruivo com um uniforme diferente que estava olhando para frente e não percebeu a presença de Warui.
- Ei! O que você está fazendo? – Disse Warui cansado, pois carregava um saco pesado nas suas costas.
- Quem é você?! – Gritou o homem se virando. – Onde estão os guardas?!
- Esses bobocas aqui? – Disse Warui jogando no chão o conteúdo do saco. – Bati neles.
- V-você nocauteou todos os dez?! – Disse o homem vendo os seus guardas de olho roxo e boca sangrando.
- Você tinha que ver a cara do que fugiu... – Respondeu Warui fazendo exercícios para se aquecer para a próxima briga.
- Acha que vai me bater?! Seu presunçoso... Ataquem! – Gritou ele liberando dois Pokémon voador, um era roxo, tinha quatro asas e intensos olhos amarelos, o outro era um pássaro de metal, com três grandes “penas” vermelhas nas asas e olhos igualmente amarelos, ao saírem para voar, as batidas de suas asas fazia ondulações na grama, como uma pedra que atinge a água.
- Não entendi... Você tem Pokémon, mas não dá a seus guardas?! Pelo menos se tivesse feito isso eu saía lucrando com a experiência...
- Por um grande infortúnio, a Neo-Equipe Rocket precisa de mais alguns Pokémon, mas esses serão suficientes para acabar com você!
- Se é batalha aérea que quer vai ser o que terá! Scyther! Butterfree vão! – Gritou Warui jogando duas Pokébolas para cima, chamando seus Pokémon para o combate.
- Biiiiiiiiiiiii! – Gritou um Pokémon que parecia estar sofrendo, um Pokémon que Butterfree conhecia.
- Finalmente você desistiu! Celebi! – Disse o homem enquanto um Pokémon pequenininho e verde era atraído para a máquina, depois sugado para uma esfera de energia.
- Mas o que é isso?! – Disse Warui apontando a PokéDex.

“Celebi, O Pokémon Viajante do Tempo, Esse Pokémon lendário tem o poder de viajar no tempo, mas só aparece em tempo pacíficos...”

- Má hora hein Celebi?! – Disse Warui aproveitando a ironia do momento.
- “Por favor, me ajude Warui...” – Disse Celebi em sua cabeça, era ele... Era essa a voz que Warui tinha escutado no sonho.
- Triiii! (Vamos ajudá-lo Warui!) – Disse Butterfree temendo pelo seu amigo.
- Como você o capturou?! – Perguntou Warui curioso.
- Essa máquina absorve o poder do santuário e emite por aquela antena ali, logo Celebi viria para as minhas mãos... Agora chega de conversa! Duplo Gust!
- Scyther Silver Wind, Butterfree Confusion! Criem um furacão de prata! – O Silver Wind com o Confusion absorve o duplo Gust para criar um furacão que causa sérios danos aos Pokémon.
- Duplo Steel Wing! – Ordenou o homem, que não sabia que Warui já tinha descobrido sua estratégia.
- Scyther Metal Claw! – Scyther derruba os dois Pokémon no chão com um só golpe. – Butterfree Energy Ball! – Butterfree atinge os dois de uma só vez, fazendo-os agonizar em uma forte dor.
- Scyther com Metal Claw?! Ora... Encontramos-nos de novo JI00X754... – Disse o homem falando um código que Scyther parecia lembrar.
- Você conhece esse homem Scyther?
- Scyther! (Nem quero...) – Disse Scyther com ódio nos olhos.
- Parece que sua perfeição já está afetando seus companheiros...
- Chega! Butterfree! Acabe com a máquina!
- Trrrriiiii!!! – Butterfree começa a brilhar e acaba soltando um Solarbeam sem querer contra a máquina, libertando Celebi.
- Solarbeam?! – Disse Warui saltando para trás.
- Maldito! Quem é você?! – Disse o homem ruivo com vontade de esganar Warui.
- Lembre-se do nome: Warui Kurai... – Disse Warui mostrando a mão em sinal de que o comandante deveria se submeter a ele.
- Crobat a marca! – Crobat usa Air Slash para fazer uma espécie de marca na palma de Warui, enquanto o seu sangue manchava a grama.
- Ora seu desgraçado! – Gritou Warui com raiva e dor segurando sua mão cortada.
- Agora você é um homem marcado... Aonde você vá, a NER saberá que você é um inimigo, agora é tarde demais para saber no que está se metendo garoto... Sua vida acabou...
- Scy! – Scyther avança contra o comandante da NER, mas ele evita o seu ataque.
- Desenfreado como sempre não é JI00X754?! Você está fazendo um belo efeito nos Pokémon dele, continue assim... – Disse o homem desaparecendo nas sombras da floresta de Ilex.
- “Obrigado por me salvar...” – Disse Celebi, viajando para um provável futuro...
- Não precisa me explicar nada Scyther... Se você quisesse, já teria contado há muito tempo... – Disse Warui olhando para a mão cortada em forma de S nele...

Floresta de Ilex 21h23min

- “Quem era aquele homem?! O que ele queria com Celebi? Quais são as ambições da Neo-Equipe Rocket?! – Milhares de perguntas invadiam a cabeça de Warui, mas devido ao cansado de várias coisas como: Bater nos idiotas da NER, correr pela floresta de Ilex, e aguentar a dor de uma mão cortada até os ossos, dormiu... Em algum lugar dentro de sua bolsa, um diário nunca usado teve uma folha arrancada, usada para escrever o seguinte: JI00X754...

Continua...

Finalmente Warui enfrentará seu irmão Konchú, Líder do Ginásio de Azalea, e terá que controlar seus sentimentos se quiser ter alguma chance nessa batalha épica... Capítulo Doze: A Luta dos Kurai! Warui VS Konchú!


Última edição por DarkDialga em Qua 16 Mar 2011 - 19:30, editado 3 vez(es)
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Qua 23 Fev 2011 - 13:32

Ola! Eu achei o capitulo muito bom, mas eu achei ridiculo perucas azuis e tambem não precisava colocar um E na roupa deles só bastava colocar NR, já que a equipe Rocket original só tem um R na roupa deles. Mas isso só foi uma sugestão portanto não se sinta obrigado a tirar o E.

Espero o proximo capitulo! Very Happy Very Happy Very Happy
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Dom 6 Mar 2011 - 12:13

Oi, demorou, mas é porque estou meio sem tempo, nem sei se vai dar para fazer o Próximo Capítulo nessa semana.

Sem tempo para responder comentários.

Adivinha: Como Konchú dá comandos á seus Pokémon?

Capítulo Treze: A Luta Dos Kurai! Warui VS Konchú!

- Que droga... Ter que acordar logo cedo... – Disse Warui acordando por causa do sol da floresta de Ilex, que parecia refletir em tudo era possível.
- Cyndaquil?! Cynda, Cyndaquil... (O que foi Warui? Reclamando logo cedo, eu quero dormir...) – Disse Cyndaquil esquecendo que sono era um dos ingredientes para a fórmula de “Mau-Humor Lv Épico” de Warui.
- Fica quieto ou bato na tua cara... – Disse Warui levantando indisposto, como alguém que acabou de tomar uma espécie de anestesia.
- Cyndaquil Cynda... (Também pedindo assim com jeitinho...) – Brincou Cyndaquil, sem ter idéia do seu erro, que foi recompensado com um chute que o fez bater a cabeça numa árvore.
- Eu disse pra calar a boca! – Disse Warui e olhando para o saco com os guardas da NR ainda desacordados. – “Acho que vou entregar esses bobões á policia e ganhar uma graninha para roupas novas... Estou meio fora de moda também”. – Pensou ele olhando para suas próprias roupas.
- Cyndaquil... (Não precisava disso...) – Disse Cyndaquil meio tonto por causa da pancada na árvore.
- Estou sendo muito mole com vocês, estão se acostumando com a vida boa não é? Acham que podem até tirar sarro de mim sem nenhum problema... Eu vou dar um jeito nisso em breve, primeiro vamos entregar os cabeças-de-abobóra aqui á polícia, depois vamos dar uma surra no Konchú. – Falou Warui colocando o pesado saco nas costas.
- Cyndaquil?! (E o café-da-manhã?!).
- Nada de café-da-manhã pra vocês por causa da sua gracinha – Disse Warui andando com as mãos se esforçando para segurar o saco.
- “Baixou o Warui antigo...” – Pensou Cyndaquil soltando um risinho, que infelizmente Warui escutou...
- SEM ALMOÇO TAMBÉM PELO RISO! – Gritou Warui, fazendo Cyndaquil retornar para sua Pokébola e enfiando-a no bolso da calça.

Bolso do Jeans de Warui

- Boa Cyndaquil, graças a você estamos sem café-da-manhã! Espero que esteja contente... – Disse Scyther da Pokébola dele, fulo da vida por causa da fome.
- O quê?! Como eu ia adivinhar que ele estava acordando com o pé esquerdo? – Disse Cyndaquil em sua defesa, mas do jeito que Warui era previsível aquilo não era desculpa.
- Ora bolas! Você conhece Warui como ninguém e sabe que ele fica o cão chupando manga quando está com: Fome, Sono ou Remorso-Por-Ter-Dado-Um-Fora-Na-Namorada-Dele! – Disse Butterfree igualmente irado com Cyndaquil.
- Ele pensa nela todo dia! Pensei que ele já estava acostumado... – Disse Mareep mais uma vez se metendo onde não devia.
- De novo Mareep?! Para de se meter onde não é chamado! – Gritou Larvitar agoniado com isso, mas ele nem verificou que também estava se metendo no meio.
- Olha quem fala! Fica na tua que eu tomo conta do meu nariz está bom?! – Devolveu Mareep, interrompendo a sua discussão para ouvir a outra.
- Você me deve um almoço! – Gritou Scyther mostrando suas lâminas.
- Aceita cheque?! – Disse Cyndaquil fazendo graça.
- Você está muito engraçadinho hoje sabia?! – Disse Scyther tentando forçar a Pokébola a abrir, felizmente para eles falhando.
- QUE BADERNA É ESSA AÍ!? FIQUEM QUIETOS OU JURO QUE VÃO SOFRER A MINHA PUNIÇÃO SUPREMA! – Gritou uma voz vinda do lado de fora, mas não é preciso muito cérebro pra ser que era de Warui.
- Tenso... – Disse Mareep quebrando o silêncio que ficou.

Delegacia de Violet

- Obrigado pela a sua ajuda cidadão! Iremos fazer com que eles tenham um julgamento justo! – Disse um guarda recolhendo o saco para dentro.
- Eles estavam aprontando alguma coisa na Floresta de Ilex, não sei bem o que era, mas coisa boa não era isso eu garanto! – Disse Warui tentando disfarçar sua mentira, ele não queria a polícia interferindo em seus assuntos, se alguém ia parar os planos da NR ia ser ele, tinha contas a acertar com o S.
- Tome garoto, uma recompensa por ser um bom samaritano. – Disse o guarda entregando 7000(Sei-lá-o-nome-desse-dinheiro) a Warui.
- Obrigado! Até (Nunca) mais! – Disse Warui indo em direção ao ginásio, que era coberto por uma hera espinhosa.
- Nossa... Aquele Scizor é mesmo rápido... – Disse um menino que saia do ginásio com uma cara triste, outra vítima do Relâmpago Vermelho...
- Ei cuidado fracassado! – Gritou Warui quando o menino derrotado ia se chocar com ele por distração.
- Ops! Desculpe... Tive uma batalha difícil contra o filho-da-P*%@ do líder do ginásio. – Disse o menino com ódio, aparentemente ele tinha uma índole parecida com a de Warui, que não o socou na cara automaticamente porque precisava dele.
- Tem algum conselho pra me dar?! – Perguntou Warui mostrando o dedo pra ele pelas costas.
- Corra... – Disse o menino com um olhar de doido.
- “Ótimo... Outro lunático...” Obrigado pelo conselho... – Disse Warui e o menino começa a ir embora. – Ah sim... – Falou Warui chamando o menino.
- Quê?! – Disse o menino se virando, mas recebeu um soco que quebrou seu nariz, fazendo sangue espirrar na sua camisa branca.
- “Hora de entrar...” – Pensou Warui abrindo as portas do ginásio, que era uma selva pelo lado de dentro, ao abrir as portas, uma melodia de flauta penetrou em seus ouvidos.
- Ei baldito, porque bez isso? – Gritava o menino com uma voz nasal do lado de fora, que Warui só parou de escutar quando as portas se fecharam sozinhas atrás dele.
- Eu sei que você está aqui... – Murmurou Warui baixinho seguindo o som da flauta pelo labirinto que era aquela floresta, até chegar numa mini-campina com um laguinho ao lado, e só via um jovem coberto com roupas velhas e de viagem em cima de uma pedra tocando a doce melodia, interrompendo quando percebeu a presença de Warui.
- Eu imaginei que você viria... Warui... – Disse o jovem guardando a flauta e se levantando ainda em cima da pedra.
- Você sabia tão bem quanto eu que esse dia chegaria Konchú! – Gritou Warui subindo em cima de uma pedra também.
- Imagino que esteja aqui para tentar provar que é superior a mim não é?! – Disse Konchú, ajeitando suas vestes revelando seu rosto que era parecido com o de Warui, a única semelhança que eles não tinham era que os olhos de Konchú eram ainda mais escuros que o tom azul do de Warui.
- Pode apostar! Vamos ver o que o “queridinho da mamãe” pode fazer contra mim agora! – Disse Warui tirando uma Pokébola aleatória do bolso.
- Impetuoso como sempre Warui... Irei mostrar a você, não como seu irmão, mas como Líder desse lindo ginásio, o poder da calma... – Disse o calmo Konchú, ajeitando suas roupas de viagem.
- Quanta frescura! Não acredito que somos irmãos... Quero uma batalha de 3x3! – Disse Warui pegando mais duas Pokébolas no bolso.
- Que assim seja... – Disse Konchú pegando a flauta mais uma vez, tocando uma melodia completamente diferente da antiga, atraindo Pokémon que estavam vivendo na floresta do ginásio.
- Ao ataque Pidgey! – Disse Warui atirando com força a Pokébola do Pokémon na grama.
- Sinto muito por essa não ser uma batalha oficial, meu juiz está de férias, mas se você vencer lhe darei a insígnia de qualquer jeito. – Disse Konchú começando outra melodia, e um Heracross que estava junto do bando de Pokémon na floresta vai para a campina.
- Heracross... Faz tempo que não te vejo... – Disse Warui reconhecendo o Pokémon, que foi o primeiro de seu irmão. – Utilizando o Heracross logo de cara Konchú? Não é o seu jeito de batalhar... Pidgey Quick Attack! – Warui ordenou, mas só o que Heracross teve que fazer foi estender suas mãos para impedir o ataque de Pidgey.
- Seu Pidgey é poderoso Warui... Mas em Batalhas Pokémon não é só vantagem de tipo que será suficiente. – Konchú toca outra melodia e o seu Heracross arremessa Pidgey com seu chifre com uma força que o fez rolar pelo chão como um novelo de lã.
- Tamanho também não vai te salvar! Pidgey Quick Attack mais uma vez! – O Pokémon Pombo finge tentar acertar Heracross, que tenta bloquear do mesmo jeito.
- Isso não vai funcionar... – Disse Konchú continuando com sua calma.
- Lembre-se que toda cesta tem uma fruta podre! – Disse Warui, querendo dizer que todos têm um ponto fraco, quando estava prestes a atingir Heracross, Pidgey mergulha e atinge suas pernas derrubando-o no chão.
- Nada mal... Mas isso também se aplica a você! – Konchú toca uma melodia mais agressiva e o Heracross se levanta com um pulo e atinge Pidgey com um Mega Punch lançando até o teto de vidro, que quebra com o impacto.
- Pidgey não! – Gritou Warui vendo seu Pokémon cair cheio de cortes.
- A batalha acabou para ele Warui...
- Não! Eu sei que ele pode continuar! Levanta bobão! Como você quer superar o Butterfree desse jeito?! – As palavras finais de Warui acertaram Pidgey como um bastão, que com muito esforço começa a voar mais uma vez.
- Impressionante... – Konchú toca a mesma melodia e uma perseguição aérea se inicia, Heracross tentando acertar seu punho nas costas de Pidgey.
- Pidgey para a floresta! – Ordenou Warui, e o Pokémon Pombo faz uma curva entrando na floresta.
- Meu Heracross vive nessa floresta, ele a conhece como ninguém! Sua tentativa é inútil! – Disse Konchú correndo junto de Warui para acompanhar a batalha.
- Eu sei... Por isso vim precavido! Pidgey use o Gust para desaparecer! – Warui ordenou já dentro da floresta, Pidgey usa o Gust para fazer as folhas se espalharem para todo lugar, ocultando sua presença.
- Hera?! – Disse Heracross quando o Pokémon desapareceu, confuso e assustado ele olha em todas as direções.
- Quem é a presa agora?! Pidgey é um caçador natural, ele sabe se esconder e dar o bote no momento certo... Você não tem chance de localizá-lo, até mesmo os melhores ninjas do mundo não saberiam encontrar ele! – Disse Warui enquanto Konchú e seu Heracross olhavam em todas as direções tentando achá-lo.
- “Tenho que manter a calma...” – Pensou Konchú fechando os olhos e começando a tocar novamente sua flauta, quando ouviu a melodia, Heracross fechou os olhos em uníssono.
- “Que bando de lesados! Estão dando as costas para Pidgey? Má idéia...” – Pensou Warui dando o sinal para Pidgey atacar.
- Ataque! – Gritou Konchú, e Heracross usa Bide para absorver o poder do ataque de Pidgey.
- Como você?! – Gritou Warui surpreso, pois Konchú & Heracross descobriram onde Pidgey estava antes mesmo dele atacar.
- A flauta... – Disse Konchú continuando sua melodia, enquanto isso, Heracross concentra todo o poder do Bide em um “Ultra Punch”, atirando Pidgey para fora da floresta, de volta na campina.
- Essa não! Pidgey! – Gritou Warui correndo em direção á campina junto de seu irmão.
- Onde ele está?! – Perguntou Konchú quando eles chegaram lá, mas não viram Pidgey em lugar nenhum.
- “Pidgey... Aonde você foi?” – Pensou Warui, mas então eles viram uma sombra enorme no chão e olharam pra cima.
- Ele evoluiu! – Gritou Konchú ao ver um lindo Pidgeotto pairando sobre a floresta do ginásio.
- É isso aí! Vamos botar um repelente nesses insetos Pidgeotto! – Disse Warui se virando para seu irmão, que junto de seu Heracross estavam prontos para reiniciar a batalha.
- Pidgeotto Wing Attack! – Ordenou Warui, e Pidgeotto atingiu Heracross inúmeras vezes com suas asas.
- Heracross prepare-se... – Disse Konchú começando a tocar uma melodia que induziu um medo crescente em Warui & Pidgeotto, e enquanto isso Heracross começa a criar uma esfera de energia em suas mãos.
- É um Focus Blast! – Gritou Warui quando o Pokémon Chifre Único atirou a esfera de energia focalizada. – Pidgeotto mande de volta! – Pidgeotto atinge a esfera com suas asas, que volta como um bumerangue para Heracross.
- Você conseguiu Warui... Derrotou meu primeiro Pokémon... – Disse Konchú começando a tocar novamente e uma pequena criaturinha sai da terra.
- Um... O que é isso mesmo? – Se perguntou Warui apontando a Pokédex.

“Shuckle, O Pokémon Bolor, Ele armazena frutas dentro de seu casco. As frutas eventualmente acabam fermentando e se tornando sucos deliciosos.”

- Eca... Pidgeotto Wing Attack! – Disse Warui, enquanto Konchú tocava uma melodia que era muito diferente da que ele tocou com Heracross.
- Vamos lá Shuckle! – E o Pokémon se escondeu dentro de seu casco, tornando todos os ataques de Pidgeotto inúteis.
- Covarde! Saia daí de dentro e lute! – Gritou Warui entrando na batalha e chacoalhando o casco do Shuckle, que lhe deu uma lambida no rosto.
- Eca! Que nojo que nojo que nojo! – Gritou Warui correndo ás cegas por causa da saliva do Shuckle em seus olhos.
- Warui, se continuar correndo assim vai acabar... – Disse Konchú, mas não pode terminar porque Warui bateu numa árvore. -... Acertando uma árvore...
- Agora eu estou furioso! Se ele não quer sair eu vou obrigá-lo! Vamos por á prova seus novos poderes Pidgeotto... Combo Tornado! – Gritou Warui berrando num tom que se ouvia em todo o ginásio.
- É inútil! Seu vento não poderá derrotar Shuckle! – Disse Konchú enquanto Pidgeotto circulava o casco do Pokémon Bolor usando Gust.
- É isso aí... – Disse Warui enquanto o furacão ganhava poder, mas o casco de Shuckle continuava no chão.
- Vê?! Não tem chance...
- GRRRRRR! É isso! Pidgeotto mude para Whirlwind! – Gritou Warui, e o casco de Shuckle começa a girar no chão, enquanto um tornado de proporções assustadoras se formava.
- O que é isso?! – Gritou Konchú assustado com o poder de Pidgeotto.
- Isso Konchú! Trema diante do meu poder! – Ordenou Warui, enquanto o tornado destruía o que tinha sobrado do teto de vidro, lá fora, as pessoas observavam as enormes rajadas de vento que saíam do ginásio junto de algumas árvores que não conseguiram se segurar.
- Isso é impossível! – Gritou Konchú enquanto via várias árvores dentro do furacão, na floresta, seus Pokémon se seguravam para não serem levados.
- Pidgeotto! Hora do golpe final! Wing Attack! – Pidgeotto cessa o tornado rapidamente e sobe atrás do casco de Shuckle, o atingindo numa força que o faz descer como um meteoro, rachando o chão na queda e mandando uma ondulação na grama.
- Nada mal Shuckle, retorne. Nem as maiores tempestades desse mundo se comparam com a tormenta que é sua mente Warui...
- Não ligo para o que você diz! Chame logo o próximo fracote! – Gritou Warui de raiva enquanto Konchú continuava calmo apesar dos xingamentos á seus Pokémon.
- Tenho que lhe pedir para que chame os seus dois últimos Pokémon para a batalha. – Disse ele retornando a sua canção.
- Uma batalha de 3x1? Melhor ainda! Scyther! Cyndaquil! Vamos lá! – Gritou Warui jogando mais duas Pokébolas no chão.
- Prepare-se para a batalha final... – Disse Konchú tocando a melodia mais assustadora que Warui já escutou na vida, uma melodia que ele jamais pensou que poderia ser produzida numa flauta, uma música tétrica, que lembrava a ele, dor, morte e sofrimento.
- Para com isso... Isso está me assustando Konchú... – Disse Warui sentindo seu coração bater mais rápido, mas ele não era o único assustado, seus Pokémon tremiam enquanto os que observavam a batalha da floresta se escondiam.
- Ele está aqui Warui... O medo que vai te consumir... – Disse Konchú continuando a melodia que era pior do que um Perish Song
- Para com isso... – Disse Warui se sentindo tonto e com seus olhos girando nas órbitas.
- Acabou! – Disse ele, e naquele momento todos os Pokémon de Warui caíram no chão desacordados.
- “Foi ele...” – Pensou Warui olhando para o vulto de um Pokémon vermelho acima de uma árvore.

Continua...

Depois da derrota esmagadora nas mãos do Relãmpago Vermelho de Azalea, Warui agora trabalha num jeito de contra-atacar a estratégia de Konchú. Capítulo Quatorze: O Inseto...


Última edição por DarkDialga em Qua 16 Mar 2011 - 19:31, editado 2 vez(es)
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Difanatico em Ter 8 Mar 2011 - 18:20

E ai Drakzão tudo certo? Sabe vou escrever um pouco do que achei da sua Fic desde o inico até o capítulo 13.

Sabe eu tava procurando uma Fic diferente com um enredo oposto a todos que li, só que tava dificil de encontrar. Porém em uma investida vim ler sua Fic, então é que encontrei a Fic que procurava, a cada vez que eu lia ficava com mais vontade de ler, mas calma nem tudo são elogios. Tenho alguns pontos que deixaram a desejar e que já foram falados.

* A descrição precisa melhorar um pouco, isso é normal em quase todas as Fanfics, acho que sabe disso.
* Manere nos nomes cuidado você vem colocando nomes super estranhos no personagens percebi no capítulo 12 um inversão de Shurui por Warui, enquando você descrevi os acontecimente. Procure colocar nomes comuns, senão quiser os comuns, coloque uns simples.
* Vê se não deixa essa Equipe Rocket, como aquela do animê ninguém merece.
* Gostei de saber o segredo do Scyther que ainda não foi totalmente revelado, apesar de eu já saber mais ou menos do que se trata.

OBS: Acho que você não evoluiu, por não ter conseguido ler o outros comentários, algo assim, mas acredito na sua evolução.

Continue com o ótimo trabalho e eu volto a comentar!!!
avatar
Difanatico
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 19/11/2010

Frase pessoal : Tento terminar, mas nem sempre consigo, mas sigo p


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Ter 8 Mar 2011 - 21:30

Olá! Eu gostei do capitulo e Konchú foi o primeiro personagem da familia a não termina com i, já que o proprio o Warui termina com i e ele mencionou a avó Chuí que tambem termina com i, mas continue publicando os capitulos, elas estão muito boas e foi legau ver que Warui esteve melhorando muito desde que salvou o Larvitar e deu para acompanhar perfeitamente a evolução de Warui.

Espero o proximo capitulo. Very Happy Very Happy Very Happy
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Qua 16 Mar 2011 - 14:52

Olá pessoal, terei que viajar por algum tempo e talvez... talvez... Não tenha cap por duas semanas... Sad Estou tão sem tempo estudando para as provas e o simulado na minha escola que tive que fazer um cap curto

Comentários:
Como foi dito, sem tempo

E ninguém ainda acertou a adivinha, vocês tem até o próximo Cap para descobrir como Konchú controla seus Pokémon.

Capítulo Quatorze: O Inseto...

- SEUS IDIOTAS INCOMPETENTES! COMO PODEM SER DERROTADOS POR SÓ UM OPONENTE?! – Berrava Warui com sua garganta e seus pulmões já ardendo de tanto gritar com seus três Pokémon mais fortes depois de uma derrota humilhante para Konchú e seu Scizor. – EU SABIA QUE ESTAVA SENDO MUITO BONZINHO COM VOCÊS, AGORA ESTÃO FICANDO MOLES E CHEIOS DE SI.
- Coitadinhos... – Disse Butterfree com os dois Pokémon restantes observando a cena de (Muito) longe.
- Nunca pensei que ia viver pra ver esse dia. – Comentou Mareep ao ver a cara vermelha cor-de-tomate de Warui.
- Que dia? – Perguntou Larvitar se virando por um momento.
- O dia em que eu veria Cyndaquil levando uma bronca de Warui, Sinto-me tão bem por dentro... – Respondeu Mareep com um largo sorriso sádico no rosto que lembrava muito bem o de Warui. Talvez seja verdade que alguns Pokémon pegam “traços” de personalidade de seus treinadores.

Mais uma vez na floresta de Ilex, o dia não estava nada bom para Warui, não se podia dizer exatamente onde eles estavam, só estavam no meio da floresta, que com suas árvores enormes, bloqueavam grande parte da luz do sol que dava um ar sombrio ao seu interior, mas nada disso importava para Warui. Ele só queria gritar, berrar, “escandalar”, espancar, chutar e o que mais quisesse fazer. E não iriam ser seus Pokémon que o impediria de fazer isso.

- Agora me digam: Onde vocês falharam?! – Perguntou Warui prevendo sua futura falta de voz se continuasse gritando, mas nenhum som foi emitido além dos farfalhar das folhas das árvores que dançavam quando o vento batia.
- É melhor eles responderem algo... – Sussurou Larvitar bem baixinho.
- Digam logo ou juro que vamos usar pulmão de ferro pelo resto da vida! – Berrou o irado treinador, mas mesmo assim nenhum deles respondeu algo.
- “Scy”?! (“Vamos”?!) – Corrigiu Scyther sem reparar que era a hora errada para isso.
- Sim, meu pulmão vai quebrar de tanto gritar.
- Glup... – Disseram os três em uníssono trocando olhares, num jeito de demonstrar solidariedade.
- Esqueçam onde vocês falharam, eu já sei o que foi, mas não perguntei por que eu não digo. – Falou Warui se virando de costas e com os braços cruzados, mas tentando virar o olho o máximo possível para observar os Pokémon, enquanto isso eles se comunicavam na maneira da leitura de boca que transmitiam uma mesma mensagem: “Esse cara é louco ou doente ou os dois juntos...”.
- Warui é ridículo, por isso que eu gosto dele. – Comentou Mareep com um risinho e um olhar de orgulho nos olhos, como um pai ao ver o filho suceder na vida.
- Só você gosta de ter um treinador ridículo... – Disseram Larvitar & Butterfree juntos olhando Warui pular chutando o chão de frustração. De repente Warui tem uma idéia para derrotar seu irmão.
- É isso! – Gritou o treinador abrindo os braços espantando todos, que correm para atrás das grandes árvores. – Scyther venha aqui! – O Pokémon louva-a-deus sai de trás de uma árvore tremendo de medo.
- Scyther... – Murmurou Larvitar, e quando Scyther olha o Pokémon finge cortar a cabeça com a mão.
- Aqui... – Disse Warui com o dedo apontado para o chão, Scyther lentamente vai até lá e Warui levanta sua mão.
- Scy! (Ai!) – Scyther grita de medo cobrindo o rosto com as garras.
- Calminho amiguinho... – Disse Warui passando a mão na sua cabeça com seu sorriso do mal amarelo em seu rosto.

Depois de algum tempo, Scyther começou a executar o treinamento que Warui organizou para ele: Todos os Pokémon ficavam escondidos atrás das árvores de Ilex, e Scyther deveria ficar no centro da clareira, os Pokémon escondidos deveriam correr de uma árvore á outra, e ao fazer isso lançar um ataque, e Scyther deveria atingi-los antes deles voltarem á detrás das árvores. E assim foi feito, vários ataques tentavam atingir Scyther, enquanto esse bloqueava de todas as maneiras possíveis, destruía pedras com os pés, acabava com rajadas de vento com as asas, e interceptava bolas de fogo, energia e ataques elétricos com as suas lâminas.

- Te peguei Butterfree! – Disse Scyther mandando de volta uma Energy Ball contra o Pokémon Borboleta, que cai no chão devido á explosão.
- Prrrriiiii! – Gritou Warui imitando um apito. – Butterfree está fora!
- “Sádico é pouco para Warui...” – Pensou Cyndaquil olhando atrás de uma árvore Warui se achando um técnico de esporte.
- Ei! Doeu... Agora estou com dor de cabeça. – Disse Butterfree ganhando voo um tanto tonto que o fez bater e quase acertar Mareep que saltou rapidamente.
- Agora! – Gritou Scyther, e uma espécie de corte de vento atingiu Mareep.
- Air Slash?! Mas você só deveria aprender isso no Lv 53! Você está treinando escondido Scyther?! – Gritou Warui assombrado com isso, como Scyther aprendia tantos ataques diferentes em tão pouco tempo?! Aquilo estava ficando bizarro, até demais...
- “Vou aproveitar a deixa! – Pensou Pidgeotto que em vez de se esconder como normalmente depois de usar um Air Cutter, partiu com Wing Attack para cima de Scyther.
- Sem chance que eu vou ser pego tão fácil Pidgeotto! – Scyther usa as duas garras para parar o ataque dele, mas os outros aproveitam a deixa e começam a atacar também.
- “Isso está ficando legal...” – Disse Butterfree achando que ninguém ia perceber e começa a atacar também.
- “Incrível!” – Pensou Warui ao ver Scyther facilmente se desviando dos ataques e retaliando com mais facilidade ainda, ele chegou até a pegar Larvitar e atirá-lo em Pidgeotto para impedir um ataque. – Isso, continuem atacando o Scyther! – Incentivou Warui, mas todos pararam surpresos.
- Hã?! – Disse cada um do seu próprio jeito.
- Vocês são surdos ou o quê? Continuem brigando. – Disse Warui cruzando os braços e fazendo sua cara de mau.
- O que ele está pensando?! –Perguntou Scyther enquanto chutava a cara de Larvitar e bloqueava um ataque de fogo.
- Porque sempre eu? – Disse Larvitar com as mãos no nariz um pouco tonto por causa do chute que levou.
- Larvitar pensa rápido! – Gritou Scyther atirando Cyndaquil nele, mas Larvitar está tonto então não vai conseguir desviar.
- SAI DA FRENTE! – Cyndaquil grita agitando os braços, e acerta a cabeça dele, fazendo os dois desmaiarem.
- Eu derrotei Cyndaquil? Mas que dia memorável. – Disse Scyther girando para fazer o Combo Tornado de Pidgeotto ser anulado e voltar contra ele e Butterfree. – Gira, gira, gira, gira, gira, gira, girou! – Scyther joga inúmeros Air Slash contra eles nocauteando os dois.
- Ainda estou aqui! – Mareep atinge as costas de Scyther com Thundershock, o prendendo no ataque sem poder fugir.
- Sem chance que eu vou perder pra você! – Scyther se vira e as lâminas que estavam usando Metal Claw absorvem a eletricidade e manda um Air Slash eletrificado, nocauteando a ovelha.
- Exatamente como eu previa, estamos prontos para voltar e chutar o traseiro de certo relâmpago! – Disse Warui se levantando enquanto os Pokémon nocauteados começam a acordar, pode ser estranho, mas Scyther não quis machucar ninguém.
- Cyndaquil Cynda? (Quer dizer que...?) – Disse Cyndaquil saindo debaixo de Larvitar.
- Sim! Vamos com um pára-raios dessa vez, Konchú, me aguarde! – Respondeu Warui, com seu típico sorriso de sempre.

Continua...

Com uma nova estratégia em mãos, Warui retorna para o Ginásio de Azalea para enfrentar seu irmão. Capítulo Quinze: Entre a Cruz e A Espada...


Última edição por DarkDialga em Qui 7 Abr 2011 - 19:42, editado 1 vez(es)
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Qui 7 Abr 2011 - 19:04

Oi povo feio! Terminei minhas provas, mas não abram o champanhe que depois do dia 10 chegam mais provas Escola Sucks!. Mas quando acabar só chega mais no início de Julho então vou poder postar vários capítulos até lá.

Comentários: Não vou reclamar porque ninguém comentou o último Cap, estava realmente uma droga. Então vou responder os que não tive tempo para responder

Didêloco: *Cola Didêloco na lista de leitores* Olá Did! (Posso de chamar assim?) Os nomes estranhos que eu boto são japoneses porque a história é na região de Johto, que assim como outros continentes foi baseado no Japão. Sem chance de eu deixar a NR ficar como os otários da ER, logo eles farão outra aparição que revelará de vez o segredo de Scyther.

Pokémon-Fics: Oye! Que bom que gostou do capítulo 13! me esforçei muito nele! Na verdade a mãe deles se chama Juju mas deixa pra lá né?

Edit: Konchú comanda seus Pokémon através da flauta! Essa é a resposta da adivinha.


Capítulo Quinze: Entre a Cruz e a Espada...

O dia ainda não havia acabado para Warui e sua equipe, ele não estava nem aí se eles se sentiam detonados pela luta contra Konchú. Só o que ele queria era chutar o traseiro de seu irmão, e mais uma vez nada nesse mundo poderia impedi-lo, Ao chegar ao ginásio e se deparar com a densa floresta que vivia no ginásio um pouco devastada pelo último ataque de Pidgeotto, por um instante, Warui descobriu como Konchú ordenava seus Pokémon. “A flauta! É isso!” Pensou ele quando percebeu que para todo ataque diferente era tocada uma melodia diferente naquela flauta, se ele neutralizasse a flauta iria poder saber o movimento de seu oponente antes que ele pudesse usar-lo, e o novo ataque de Butterfree aprendeu no treinamento era a chave para isso. Agora ele só tinha que ouvir...

- Você de novo Warui? Não aprendeu nada com nossa batalha de quatro horas atrás? – Disse Konchú interrompendo seu passatempo favorito quando percebeu a presença de seu irmão infantil.
- Eu sou como um bumerangue! Não importa quão longe você me jogue, eu volto um dia pra te acertar na cabeça! – Disse Warui subindo na mesma pedra da última vez.
- Pois então se eu quebrar o bumerangue ele não mais voltará! – Respondeu Konchú, tocando sua flauta mais uma vez, e uma antena amarela surge no lago ao lado da campina.
- Mas que merda é essa coisa? – Perguntou Warui assustado quando a antena começou a balançar espalhando água para todos os lados.
- Esse é o meu Pokémon, Surskit! – Gritou Konchú para dar um apoio moral a seu Pokémon para sair do lago, revelando seu corpo azul-claro que parecia mais uma bolinha um tanto amassada com pernas bem finas e uma anteninha na cabeça.
- Nem quero saber o que é... – Disse Warui ignorando a PokéDex que apitava no bolso*. – Vamos combater fogo com fogo Butterfree! – Disse Warui jogando uma Pokébola para cima, e dela sai uma borboleta que começa a pairar no ar.
- Vamos começar! – Disseram os dois em uníssono.

A batalha estava acirrada ainda no início, para Warui & Butterfree estava muito difícil esquivar das bolhas lançadas pelo Pokémon Patinador de Lagoa, mas também não era nada fácil para Konchú & Surskit evitar as inúmeras Energy Ball lançadas de seus oponentes, Warui começa a se irritar e manda seu Pokémon carregar um Solarbeam, que se tornou uma tarefa difícil recebendo várias bolhas do oponente, no final, um poderoso raio branco é liberado, que por pouco seu oponente evita.

- E daí? Nós vamos continuar disparando até conseguirmos! – Disse Warui enquanto Butterfree carregava um novo ataque.
- Não conte com isso maninho! – Konchú toca com a flauta enquanto seu Pokémon começa a dançar, logo, uma forte tempestade começa diminuindo o poder do Solarbeam lançado.
- Canalha... – Comentou Warui baixinho enquanto olhava para o céu tempestuoso.
- Seu Butterfree é um inseto forte, mas você não sabe comandá-lo corretamente. – Disse Konchú quando o Pokémon Borboleta recebia ataques de bolha.
- Agora eu vou quebrar sua estratégia! Butterfree use o Psychic! – Butterfree quebra a flauta de Konchú em vários fragmentos, aquela não tinha mais conserto.
- M-minha flauta... – Disse Konchú se jogando ao o chão e segurando os pedacinhos de madeira do objeto perdido.
- Você comandava seus Pokémon através do som da flauta não é?! Agora ela se foi e seus movimentos serão revelados! – Disse Warui se gabando de sua nem tão brilhante dedução.
- Agora você conseguiu Warui... VOCÊ ME DEIXOU ZANGADO! – Gritou Konchú se levantando do chão com um pulo, e sua cara estava completamente mudada, havia a raiva de Warui dentro deles. – Agora então é isso! Sem piedade ou misericórdia! Surskit Water Pulse! – Ordenou Konchú para o pequeno Pokémon, que formou uma esfera de água a partir da que vinha da chuva.
- “É só fazer o mesmo que fiz com o Shurui!” Butterfree mande de volta! – A esfera de água fica com uma aura rosa ao redor dela e ela volta e atinge Surskit, nocauteando-o.
- Surskit retorne! – Disse Konchú trazendo o pequeno Pokémon de volta para sua esfera branca e vermelha. – Ao ataque Kricketune! – Disse Konchú liberando um Pokémon magro e vermelho com espécies de lâminas nas mãos, logo, a PokéDex de Warui começa a apitar de novo.
- Tá bom... – Disse Warui apontando o aparelho para o Pokémon.

Kricketune, O Pokémon Grilo, existe um vilarejo que é anfitrião de um torneio baseado na incrível variedade de sons de Kricketune.

- Que traste... Ei! Parou de chover! Butterfree carregar mais uma vez! – Mas Butterfree nem precisou carregar, pois com a ida da chuva o sol havia voltado mais forte do que nunca, permitindo ao Pokémon Borboleta lançar um Solarbeam de proporções assustadoramente grandiosas.
- Kricketune Hyper Beam força máxima! – Gritou Konchú enquanto seu Pokémon disparava um raio laranja tão grande quanto o raio branco de Butterfree.

O resultado foi uma colisão assombrosa que no momento do impacto que gerou uma onda de energia, e além de jogar Warui e seu irmão no chão quebrou todos os vidros do ginásio, Warui teve que pular para trás ainda deitado para não ter a cabeça perfurada por um estilhaço grande. Konchú grita de pânico, ele estava caído no chão e além não ter a mesma agilidade de “briga-de-rua” que Warui tinha ele não tinha por onde fugir, ao ver seu mestre prestes a morrer, Kricketune aumenta seu poder a níveis extremos, com o tamanho de seu ataque ficando duas vezes e mais um pouco maior do que o do adversário, o resultado não poderia ser outro, Butterfree foi obliterado, caindo no chão todo queimado enquanto Konchú era salvo graças aos braços de lâmina de Kricketune que cortavam o vidro como se fosse papel.

- Tenso...? – Perguntou Warui enquanto olhava os estragos da colisão sem perceber que seu Pokémon havia sido derrotado.
- Obrigado Kricketune... – Mas o esforço havia desgastado Kricketune, aquilo ia acabar em breve.
- Que tal lâmina contra lâmina?! – Disse Warui chamando Scyther para acabar com aquilo e a batalha final realmente começar.
- Vamos lá Kricketune!

Warui queria poupar Scyther para a batalha final contra o Relâmpago Vermelho, por isso estava tentando evitar a batalha corpo-a-corpo ao máximo que podia, mas não ia ser difícil uma vez que Konchú fazia o mesmo. Scyther & Kricketune continuam mandando ferozmente seus ataques especiais, Scyther mandando rajadas de vento cortante e Kricketune zumbindo suas asas numa freqüência que machuca e confunde o sistema nervoso, mas o barulho do vento cortante abafava mais ou menos 94% dos ataques de acordo com Konchú. Mas mesmo assim o ataque era menos perigoso.

- “Droga! Scyther está perdendo energia! Tenho que trocar-lo!” Scyther Retorne! Mareep vai! – Disse Warui chamando o Pokémon Ovelha.
- Grande coisa! Agora meus ataques sonoros vão funcionar de qualquer jeito! Kricketune Bug Buzz! – Kricketune vibra suas asas numa velocidade de 500 batidas por segundo, era o máximo que conseguia e isso iria deixar-lo cansado, Konchú queria acabar com isso agora.
- AAARGH! Mareep Body Slam*! – Disse Warui gemendo de dor enquanto sua ovelha elétrica continuava tranquila, Mareep pula e cai em cima de Kricketune depois recua para trás.
- Mas como? Ela deveria estar atordoada!
- ELE cobriu as ovelhas com lã caso você não tenha percebido, por isso troquei para ELE... Ele é macho caramba!
- Que se dane! Vou contar á mamãe que você quebrou minha flauta de estimação! – Disse Konchú tirando um celular em formato de Kabuto do bolso.
- Não meta a velha no meio! Mareep Thunder Wave! – O Thunder Wave além de paralisar o Pokémon grilo cortou a comunicação do lugar.
- Você não me deixa escolha Warui... Vou acabar com isso num ataque final! Perish Song! – Kricketune começa a tocar uma música que lembrou á Warui como se ele estivesse no meio de um funeral.
- Que diabos é esse ataque? – Mas antes que Warui pudesse tirar a PokéDex do bolso, Mareep & Kricketune desmaiam juntos. – Hein?! – A Pokédex avisa:

Perish Song
Tipo: Normal
Poder:
Acc: Sempre funciona
PP: 5
Efeito: Quando essa música é tocada todos os Pokémon na batalha desmaiam depois de algum tempo a menos que se troque de Pokémon.

Obs: Há Pokémon tão bem treinados nesse ataque que o efeito acontece depois de segundos.

Para mais detalhes aperte o botão da Pokébola atrás do visor.

- Você é do mal... – Disse Warui guardando a PokéDex olhando com aquela cara dele de “Pra quê tu ensinasse isso [palavra censurada]?!”
- Perish Song é minha carta na manga para situações difíceis. Eu não uso há dez meses. – Disse Konchú recolhendo seu grilo enquanto Warui recolhia sua ovelha.
- Então... Hora da atração do ginásio não é?! Scyther vamos lá! – O Pokémon Louva-a-deus sai de sua Pokébola animado por finalmente ter uma revanche.
- Hora de acabar com isso... – Konchú levanta sua mão, e quando ele abaixa uma grande nuvem de poeira surge do nada no lugar onde Scyther estava...

Continua...

*¹A PokéDex não é igual á do Anime, é igual á dos jogos, está constantemente sendo atualizada com novos apps.
*² Esse movimento não foi aprendido, Mareep já tinha quando foi capturado, mas Warui nunca o usou em batalhas.
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Seg 11 Abr 2011 - 23:48

Que otimo capitulo! Eu gostei dessa grande batalha entre os irmãos, principalmente quando Warui destruiu a flauta de Konchú e ele ter ficado furioso e desculpa por não ter comentado antes, e que eu tambem tinha provas a fazeres.

Bem, é isso espero o proximo capitulo! Very Happy
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Sab 16 Abr 2011 - 20:45

Oi povo, minhas provas acabaram! Weeeee! Espero que gostem do Capítulo, caprichei bastante nele.

Pokémon-fics: Sem problemas! Eu sei que não sou o único que é infernizado pela escola! Que bom que gostou do Capítulo anterior. Espero que também gsote desse.



Capítulo Dezesseis: Lâmina com Garra! Scyther VS Scizor!


Uma colisão... Foi isso que aconteceu... Um choque de forças poderosas, mas a pergunta que se enfiava pelas gargantas de Warui e seu irmão era a seguinte: “Quem sobreviveu?” A nuvem de poeira continuava a se dissipar, mas ela era tão densa que mesmo depois de um minuto não se podia ver nada, sinal de que o choque entre os dois oponentes era maior do que pensavam, a poeira agora começava a sujar o pequeno laguinho de Surskit, que de azul-claro passou para um marrom-lama.

- Seu Scyther não pode ter aguentado Warui, desista e chame-o com a Pokébola. – Disse Konchú quebrando o silêncio que estava ali, a batalha havia chamado a atenção de todos, até mesmo os discípulos de Konchú que nunca se mostravam em batalhas mostraram suas faces atrás das árvores e por cima das copas.
- Veremos... Scyther bata suas asas! – Ordenou Warui confiante de que sua estratégia daria certo dessa vez.

Um rápido bater de asas penetra no ouvido de todos assistindo a batalha, a nuvem de poeira começa a se espalhar mais rapidamente e deixa as roupas de Warui & Konchú cobertas de areia fazendo Warui soltar um palavrão, quando o obstáculo sumiu, Scyther & Scizor estavam emparelhados, cada um imobilizando o outro, Scizor prendeu uma das lâminas de Scyther com uma das garras, e este prende o braço do outro, se ele fosse um pouco menor, o lado esquerdo da cara dele estaria toda arranhada. Não era á toa que tanta areia voou, ambos os oponentes prenderam os pés no chão para não escorregar para dentro do pequeno buraco que ficou.

- Ele ficou tão rápido quanto o meu Scizor?! Em quatro horas de treino?! I-impossível! Que tipo de Pokémon é esse Scyther?! – Gritou Konchú assombrado, pois em toda a sua carreira, os poucos que conseguiram sua insígnia voltaram apenas depois de um mês de treinamento, e agora seu irmão igualou a velocidade dos dois em poucas horas.
- Esse Scyther é mais forte do que pensa! Metal Claw! – Ordenou Warui, mas seu irmão não parecia surpreso por isso.

Os dois se separaram se jogando para trás, Scyther ataca com suas lâminas reluzentes, Scizor precisa cruzar os braços para não ser cortado ao meio causando uma pequena onda de poeira de deslocar para todos os lados, “Ele está muito mais forte!” Pensaram os dois juntos quando Scizor lutava para se defender dos ataques de Scyther, ele não podia fugir daquele lugar, porque a força do ataque o fez afundar os pés no chão! O Pokémon louva-a-deus tenta atacar por todos os ângulos que pudesse: Por cima? Já tentei. Pelos lados? Ele bloqueou. Por trás? Essa sim foi quase... Aquela batalha iria continuar naquilo se eles tivessem um suprimento de energia ilimitada, mas havia uma lei física em Batalhas Pokémon: “Em igualdades de condições, aquele que estiver mais cansado, cederá.” Todo treinador conhecia ela, menos Warui, e por isso continuava mandando Scyther atacar sem reparar em sua fadiga.

- “Mesmo se ele ficar cansado Scizor precisa se soltar! Tenho que descobrir como soltá-lo sem deixar-lo vulnerável á um ataque iminente...” – Pensou Konchú só podendo assistir seu Pokémon mais poderoso lutar para se defender.
- “Droga Scyther! Você precisa achar um pouco fraco nele... Ei! Os ombros! Se não puder mexer os ombros não poderá atacar!” Scyther imobilize os ombros dele! – Ordenou Warui distraindo Scyther por uma fração de segundos.
- “Agora!” Scizor desvie e Hyper Beam no chão! – Scizor se dobra no chão ficando num ângulo que atingiria Scyther se ele não estivesse preso. Logo ele atira dois raios laranja de suas garras e dispara como um foguete, levando Scyther e qualquer coisa que ficar no meio.
- Scyther vire-o de cabeça pra baixo! – Disse Warui deixando todos confusos.

Scyther não sabia o que Warui estava pensando, mas a ligação Treinador-Pokémon que faz com que um possa adivinhar o que o outro vai fazer lhe deu a resposta. Ele vira os dois juntos ao mesmo tempo e chuta Scizor para baixo com as duas pernas, nessa posição suas asas eram inúteis, Scizor não podia evitar a queda no lago do ginásio.

- Vacuum Wave! – Scyther agita seus braços tirando todo o ar ao redor dele para mandar em uma onda que fez a água do lago espirrar para todos os lados, encharcando o campo mais ainda depois daquela chuva.
- Epa! Desde quando ele aprendeu Vacuum Wave?
- Ah eu fui num carinha que faz os Pokémon reaprender ataques e... EPA! Como você sabe os ataques de Scyther?! – Gritou Warui percebendo que algo estava errado.
- E-eu... Você o usou na nossa última batalha! É isso! – Gritou Konchú revelando o péssimo mentiroso que existe dentro dele.
- Hunf! Desista! Não vai mentir para mim, filhinhos da mamãe não sabem mentir... Scyther foi nocauteado antes que pudesse usar um ataque, e você não pareceu nada surpreso quando Scyther usou Metal Claw, ou seja, isso significa duas coisas: Ou você é um noob e não sabe que Scyther não aprende Metal Claw até evoluir, ou você andou me espionando desde que eu cheguei aqui! E também... Haaaa! Você era o garoto que passou pela Neo-Equipe Rocket aquele dia! Você deve ter visto minha luta contra o S! – Gritou Warui apontando como se tivesse ganhado na loteria.
- Quem? – Perguntou Konchú, porque durante a luta de Warui e S o guarda que escapou dos punhos dele o achou.
- O idiota que fez isso... – Disse Warui mostrando a cicatriz em forma de S em sua mão.
- Arceus divino Warui! O que é isso? – Gritou Konchú colocando a mão na boca, deixando Warui frustrado por ter um irmão de coração fraco.
- O cara com que eu lutei me marcou com esse negócio pra saberem que eu sou inimigo da Neo-Equipe Rocket. Você não viu o final da luta? – Perguntou Warui, mas conhecendo o fraco do seu irmão já sabia a resposta.
- Que diabo de nome é S? – Disse Konchú sem reparar que esse não era o X da questão.
- Sei lá! Eu chamo ele assim por causa da cicatriz e porque sou fã de Death Book. Onde será que tem uma Lan House pra eu baixar o episódio que o R quase morre? – Perguntou Warui se distraindo que nem o irmão.
- Scyther Scyther! (Pensei que estávamos numa batalha aqui!) – Gritou Scyther se virando para trás.

A batalha continua ferozmente, Scyther & Scizor chocavam seus ataques gerando faíscas intensas que machucavam seus corpos vulneráveis á essas pequenas labaredas furiosas, seus pés se arrastavam pelo chão, mas não conseguiam mais arrancar poeira por causa do campo que estava molhado demais para isso, casa um tentava quebrar a guarda do outro com movimento de ninjas segurando grandes espadas, Scizor derrubou seu oponente com uma rasteira, mas um Silver Wind no chão o fez cair também, a batalha havia mudado para chutes, aquele que se levantasse certamente ganharia aquele confronto sem nenhuma dúvida, mas para aqueles lutadores que não tinham o hábito de lutar daquele jeito era muito difícil, aquele tormento só acabou quando ambos se levantaram ao mesmo tempo, mas havia algo errado com Scizor: Ele parecia mais lento em relação á antes. Será que Scyther machucou um osso?

- Scizor? O que é isso na sua perna? – Disse Konchú reparando numa mancha marrom na articulação do joelho.
- Isso é... Ferrugem! Só pode ser... Quando ele caiu no lago o contato com o ar causou ferrugem! Ganhamos a vantagem Scyther! – Gritou Warui jogando o punho fechado para trás.
- Ferrugem? Num Pokémon? – Perguntou Konchú achando isso impossível.
- Vamos corrigir: Num Pokémon com corpo de ferro! Acho que depois dessa vocês vão ter que treinar duro pra recuperar uns pontos de velocidade não? Compra uma desses Anti-ferrugem na oficina e está tudo beleza! Scyther Air Slash!

Com essa vantagem, Warui mostra mais uma vez seu lado covarde, Scizor está lento demais para fugir de todos os ataques, e Warui iria continuar assim até aquilo acabar, pra ele, isso era mais do que uma mera luta por uma insígnia, era uma luta contra seu irmão, que sempre era melhor que ele. Por isso, Warui iria fazer tudo que fosse possível para vencer, nem que tivesse que voltar 1000 vezes para o ginásio.

- Dando uma de canalha não é Warui? Sinto muito que tenho que chegar á isso... – Disse Konchú chateado pelo lado covarde de seu irmão.
- Não... Perish Song de novo? – Disse Warui sentando no chão de frustração.
- Sem chance! X-Scissor! – Scizor manda um X roxo que se choca com a rajada de vento cortante de Scyther, mas o poder do X-Scissor é superior, atingindo Scyther fazendo-o cair no chão. – Scizor está rápido o suficiente para acabar com ele.
- Então vamos lá, num ataque final em que o vencedor leva tudo! – Disse Warui se levantando, mas sua personalidade parecia ter mudado, estava mais adulto, como se tivesse jogado fora seu lado infantil.
- Que assim seja! – Disse Konchú com um riso ao ver seu irmão finalmente crescer.
- Scyther... - Scyther dispara contra seu oponente.
- Scizor... – Scizor também voa rapidamente na velocidade de Scyther.
- Metal Claw!!!


Assim que Warui & Konchú pronunciam essas palavras, há uma grande colisão de energia dentro daquele ginásio, os ataques podiam ser meramente físicos, mas o poder que estava dentro deles eram mais poderoso que a maioria de ataques especiais utilizados por outros Pokémon, tanta energia não pode residir dentro de dois corpos, ou seja, ela tem que escapar para algum lugar. O impacto provoca uma imensa cratera na campina, nem Konchú, com toda a sua experiência de Líder de ginásio, havia visto tanto poder assim a ponto de fazer a terra afundar daquele jeito, a onda de energia era forte para fazer as árvores se curvarem, e até do outro lado do ginásio, as portas quebraram com um poder crescente tão destrutivo. Uma colisão de energia assim é como um balão: Se você colocar demais...

- Warui! Se abaixa! Isso vai explodir! – Disse Konchú se abaixando e segurando seu chapéu para não sair voando.
- Vai o quê?! – Disse Warui sem ouvir direito, mas não tinha tempo para repetir a mensagem, uma enorme luz surge com uma explosão capaz de acabar com qualquer coisa que respire.
- Warui NÃAAAAAAO!!! – Gritou Konchú com uma lágrima no olho quando viu o corpo de seu irmão desaparecer na luz da explosão.

O ginásio havia sido devastado pela explosão, a água restante do lago havia evaporado completamente sem deixar nada, na cratera a única coisa visível era fumaça, a grama da campina estava toda chamuscada, as árvores felizmente escaparam do poder da explosão, caso contrário um incêndio iria acabar com todos ali, Konchú nem se lembra de que Scizor & Scyther estavam no meio da explosão, simplesmente deu a volta na cratera mesmo sem esperança de que Warui tivesse sobrevivido, chegando lá...

- Warui! – Gritou ele, Warui havia sobrevivido, mas ele havia desmaiado de medo.

As três primeiras Pokébolas do seu bolso estavam do lado de fora quebradas, mas onde estavam os Pokémon que deveriam estar nelas? Konchú olhou para a floresta, quase dentro dela, estavam três Pokémon caídos... Cyndaquil, Butterfree & Mareep haviam se sacrificado por ele, no seu bolso, duas Pokébolas lutavam para sair, Larvitar & Pidgeotto teriam feito o mesmo se pudessem...

- Acorda Warui! – Disse Konchú sentindo seu coração pulsante.
- Konchú... O-o que houve? – Disse Warui abrindo os olhos lentamente nos braços de seu irmão.
- Está tudo bem... – Disse ele chorando de alegria.
- Você sempre teve coração fraco... A Explosão! – Gritou Warui se levantando lembrando de Scyther!
- Eles estão bem, eu não vi muito, mas parece que a própria explosão criou um escudo que os salvou. – Mas Warui o ignorou completamente, e saiu escorregando na cratera.
- Acorda bobão! – Gritou Warui chacoalhando Scyther, que acordou depois de um desmaio, o escudo os protegeu muito, mas eles ainda se machucaram feio.
- Warui! Sobe aqui rápido! – Gritou seu irmão lá de cima.

~X~

- Pessoal não! – Gritou Warui perto dos Pokémon que conseguiram sair das Pokébolas e salvá-lo.
- Não sei se eles podem sobreviver... – Disse Konchú sem reparar que não era a hora certa para notícias ruins.
- Que droga! Será que mais algo pode dar errado hoje? – Sim... Podia...

Mais uma explosão aparece, mas dessa vez no caminho que os desafiantes tomam para enfrentar Konchú, algumas árvores caem, deixando á vista homens com um uniforme vermelho e azul-escuro com capa vermelho-escuro também, Warui reconhecia o design, mas era a pior hora para eles aparecerem...

- Matem Warui Kurai! – Gritou um dos comandantes da Neo-Equipe Rocket que estava liderando a missão.

Continua...

Com a invasão da NR no ginásio de Azalea, Warui & Konchú lutarão juntos para derrotar-los, mas um evento inesperado torna a raiva de Warui incontrolável... Capítulo Dezessete: Conflito! A Fúria de Warui Explode!
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Ter 19 Abr 2011 - 17:44

Este capitulo foi incrivel!!! Quem diria que uma luta de ginasio poderia acontecer um grande impacto, mas eu tenho uma pergunta a fazer e não se sinta obrigado a responder, só responda se quiser. Essa fanfic terá outras temporadas?

Enfim, eu espero o proximo capitulo!! Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Ter 26 Abr 2011 - 17:38

Oi povo, desculpem pelo atraso, mas vocês sabem não é, páscoa, viagens, sem PC... Nesse capítulo será revelado toda a verdade sobre Scyther.

Pokémon-fics: "Nunca julgue uma lagarta antes de virar uma borboleta", ou seja, nunca julgue uma luta porque é de ginásio. Infelizmente não, The Dark Ways será a última aventura de Warui, depois disso ele vai desistir de tudo.


Capítulo Dezessete: Conflito! A Fúria de Warui Explode!

Inúmeros dias adiante, tantas horas e tantos momentos, podia ser qualquer um deles, menos aquele. Seus Pokémon estavam fracos, três deles á beira da morte, o ginásio estava praticamente em ruínas e agora mais de trinta homens que vieram justamente para matá-lo. Será que esse dia iria ter algo bom?

- Warui quem são esses caras? – Disse Konchú pegando uma Pokébola do bolso.
- Meus sacos de pancada, sempre que querem levar uma surra eles chegam perto de mim. – Disse Warui correndo para acertar o rosto do comandante, mas uma luz vermelha forte surge e ele leva um empurrão que o joga longe.
- Não será como na última vez intrometido! – Disse o comandante ao lado de um forte Machoke preparando-se para atacar.
- Heracross! Ao ataque! – Disse Konchú liberando seu Pokémon enquanto Warui tossia por causa do golpe na caixa torácica.
- Seu vadio... Larvitar vamos enterrar a cara dele! – Disse Warui ao lado do seu Pokémon recém-saído de sua Pokébola.

- Afastem-se! Eu cuidarei deles! Machoke Seismic Toss! – Machoke pega Larvitar pelo chifre em sua cabeça e o joga contra Heracross, mas esse é forte o suficiente para segurá-lo.
- Konchú mande Heracross jogar Larvitar de volta! – Mas Konchú não precisa nem mandar, por sua afinidade com Warui Heracross o obedece como se também fosse seu mestre.
- Acerte ele com Mega Punch! – A mão de Machoke brilha e ele se prepara para socar Larvitar.
- Iron Head! – O corpo de Larvitar brilha deixando-o num tom preto e branco, atingindo seu oponente
- Levante-se! Dynamic Punch! – Uma bola de luz se forma na mão de Machoke e ele quase acerta Larvitar, errando por causa de sua agilidade.
- Focus Blast! – Heracross concentra uma esfera laranja com amarelo em sua mão e atira no oponente distraído, os homens da NR precisam se abaixar para não serem atingidos pelo Machoke voador.
- Temam o Poder dos Kurai! – Disse Warui enquanto todos olhavam para o Machoke desacordado.
- Mandem a esquadra aérea! Isso dará um jeito neles! – Ordenou o comandante, e logo vários Pokémon voadores surgem: Murkows, Pidgeottos, Staravias e Hoothoots aparecem, mas a única coisa que Warui faz é chamar Pidgeotto.
- Warui você está doido?! Um voador não pode com cinquenta! – Disse Konchú, mas Warui simplesmente estendeu o braço em sinal de silêncio.
- Destruam o passarinho! – Todos os voadores voam rapidamente na direção de Pidgeotto.
- Combo Novo Tornado! – Gritou Warui revelando o motivo de sua calma.

Pidgeotto não tinha espaço para girar em círculos, então girou em torno de seu próprio eixo, semelhante á terra, a conseqüência foi mais um tornado, mas esse estava ao completo controle de Warui, ele podia controlar o dano causado pelo tornado, o tamanho, a força...

Porque Pidgeotto e o tornado eram um só, e estavam sugando toda a esquadra aérea para dentro de si, como um aspirador de pó gigante, só que logicamente alguns escaparam e iam atrás de Heracross.

- Fácil... Heracross Horn Attack! – Ordenou Konchú. Aquilo era realmente fácil para Heracross, com a habilidade de um espadachim profissional ele utilizava seu chifre para atacar e se defender.
- “Aquele Pokémon é um bom material...” Mudança de planos! Capturem o Heracross! – Ordenou o comandante, enquanto Pidgeotto parava o tornado porque não aguentava mais girar.
- O quê?! – Gritaram Warui & Konchú juntos, mas já era tarde, quatro Honchkrow já haviam enfiado Heracross numa rede.
- Retirada! – Disse o comandante subindo em cima de um Tauros.

Warui & Konchú não iam deixar por isso obviamente, mas uma rajada de vento roxo foi suficiente para impedir seus esforços, árvores foram vistas sendo arremessadas para cima rapidamente, obra do Tauros...

Os Pokémon na floresta a cena com tristeza, eles queriam ter interferido, mas Konchú avisou para não atacarem de maneira alguma, agora eles viam seu mestre em prantos no chão, enquanto Warui rangia os dentes decepcionado com ele.

- Nunca mais verei o Heracross... – Disse Konchú de quatro enquanto suas lágrimas quebravam as folhas da grama queimada.
- Você é patético! – Gritou Warui dando um chute no estômago de Konchú como se ele fosse um cachorrinho.
- Ouff... – Disse Konchú com a mão no estômago. – P-porque fez isso?
- Você é um idiota! Mais de dez Pokémon nessa floresta e você fica parado olhando o Heracross ser levado embora? Eu vou ir salvá-lo, não porque gosto de você, mas porque Heracross é especial para mim! Você fica aqui e cuida dos meus Pokémon! Scyther vamos! – Disse Warui chamando o Pokémon que agora encontrou forças para sair da cratera.

Aquela caçada colocou em prova todas as habilidades de Warui, a NR cobriu suas pistas muito bem, não havia pegadas, grama amassada ou galhos quebrados, mas ainda tinha o cheiro no ar, e quando Warui queria ele se tornava era um cão rastreador melhor que muitos...

- Olha lá! São eles! – Sussurrou Warui para Scyther que estavam escondidos atrás de uma pedra.

O Quartel General da NR ficava bem longe de Azalea, nas montanhas onde Warui treinou por tanto tempo sem saber o que acontecia debaixo de seus pés. No pé da montanha, alguns metros do caminho que as pessoas tomavam para Azalea, se encontrava um portão de aço com um NR escrito guardados por dois caras musculosos.

- Ok! Esse é o plano: Bzzz...

~x~

- Quem vem aí?! – Gritou um dos guardas pegando um bastão eletrificado.
- Olá? Quero falar com o chefe de vocês? Ele está aí? Não se preocupem, eu tenho um passe! – Disse Warui mostrando a palma de sua mão direita.
- Ei você é...?! – Disseram os guardas, mas Scyther foi mais rápido e cortou suas jugulares.
- Scyther Scy? (Eles vão acordar não é?) – Disse Scyther limpando um pouco de sangue que espirrou em suas lâminas.
- Duvido muito... – Disse Warui pegando a chave-cartão do bolso de um dos guardas mortos.

Ginásio de Azalea 18h49min

- Ah vocês acordaram! – Disse Konchú olhando para os três Pokémon feridos de Warui.
- Cyndaquil Cynda?! (Onde está Warui?!) – Disse Cyndaquil tentando se levantar.
- Aaaah... Desculpe! Não tenho o mesmo dom que Warui tem para falar com Pokémon, Cyndaquil então usa linguagem de sinais para se comunicar.
- Ah... Agora eu entendi... – Disse Konchú, e logo ele conta tudo o que aconteceu...

A cada palavra que Konchú falava, mais confusos eles ficavam. Aquele Warui da história não parecia nadinha com o que eles conheciam... Ligar para os outros? Correr até o fim do mundo para salvar um Pokémon que não era dele? Isso não era típico de Warui, naturalmente ele só daria meia volta e iria embora.

- Vocês devem estar pensando porque Warui se importa com Heracross não é? É uma longa história...

~x~

8 anos atrás...

Warui era apenas um garotinho de 4 anos, seu irmão tinha 8 anos mas mesmo assim já tinha seu parceiro, O Pokémon Chifre Único, Heracross, o problema é que na época uma crise atingiu Johto e muitas pessoas ficaram desempregas, o pai de Warui chegou á desmaiar no meio da rua de tanto trabalhar, e Konchú tinha um curso á noite, então Heracross cuidava de Warui enquanto todos estavam fora.

- Eacois! – Disse o bebê Warui em cima de Heracross. (Nota: Warui só veio falar direito com 5 anos, e ler aos 7, incrívelmente os exames mostraram que ele não tem síndrome de Down ou outra coisa do tipo.)

Heracross já estava um tanto cansado, ele queria ir para sua Pokébola e ir dormir, mas não podia porque estava tomando conta de Warui. De repente ele escuta uns “clicks” na porta. Como somente Konchú e seus pais tinham a chave ele não ligou, mas quando ele menos espera quatro ladrões o imobilizam e o prendem dentro do armário, e pro azar dele a porta era feita de uma madeira mais dura que aço.

- O que fazemos com esse pirralho? – Disse um dos ladrões segurando Warui pelo pé, irritando-o.
- Mlah! – Gritou o bebê Warui no sentido de “Mau!”, depois dá uma tapa na cara dele.
- Ora seu... Vamos arrancar a cara dele! – Disse o ladrão tirando uma pistola do bolso, Heracross ao ouvir o “click” da pistola quebra a porta e nocauteia todos os bandidos.

~x~

- É por isso que ele gosta tanto do Heracross... - Disse Konchú pensando como estariam os dois agora.

Sala do S 17h12min

- Você acertou mesmo sobre aquele Heracross John... Sempre soube que seus instintos de gringo americano me ajudariam em meu plano. – Disse o líder da NR para o homem que seqüestrou Heracross. (A.k.a: S)
- Ei cabeça de penico! – Gritou uma voz descendo do teto.
- Hã? – Disseram John e S juntos.
- Isso é por ter pegado o Heracross! – Disse Warui atirando John para uma pilha de caixas com um chute.
- Warui Kurai?! – Gritaram eles juntos mais uma vez, mas algo começa a apitar.
- Senhor! Os JI terminaram! – Disse John lendo a mensagem no bipe que estava em seu bolso.
- JI? O que é... – Começou Warui, mas lembrou da sequência que passou tanto tempo decorando: JI00X754. – Aposto que isso tem haver com o Scyther!
- Mande-o para cá! – Ordenou S, e logo uma espécie diferente de Pokébola caí de um buraco no teto.
- Hein? Que Pokébola esquisita é essa? – Disse Warui estranhando o design esquisito.
- Essa é a Corrupt Ball... Deixa ao meu controle qualquer Pokémon que estiver capturado numa dessas, apenas com minha mente... Saia!
- Mas hein? Heracross? O que você fez com ele? Ele não parece ele mesmo! – Disse Warui estranhando o olhar na cara de Heracross, idêntico ao de S.
- Eu o mudei... – Disse S, tendo seus movimentos labiais imitados por Heracross. – O fiz atingir um novo nível, a Experiência JI!
- O que é isso?
- Com esse gene artificial, os Pokémon podem aprender golpes e habilidades que só aprenderiam em circunstâncias especiais, como a evolução, no caso de seu Scyther.
- Você fez isso com Scyther? E com Butterfree também?
- Não... O gene JI é radioativo, ao ponto de causar mutações em nível genético, mas uma vez dentro da cadeia de DNA essa radiação é fraca. Deixe-me adivinhar, o Pokémon que fica mais próximo do JI00X754 é o seu Butterfree não é?
- Como você... Não importa! O que significa esse código?
- JI é o gene, X é o símbolo de experimento, e os outros números... Acho que você deve saber não é mesmo... – Disse S rindo baixinho.
- O que acontece com os Pokémon que não conseguem controlar o gene JI? – Disse Warui começando a tremer temendo o pior.
- Eles morrem... – Disse S com a maior calma do mundo.
- E VOCÊ DIZ COM TANTA CALMA SEU CANALHA? VOCÊ SACRIFICOU 753 VIDAS SÓ PARA TER PODER! EU NUNCA TE PERDOAREI! – Disse Warui furioso, mas os seus olhos pareciam estar ficando um pouco negros...

Continua...

No próximo capítulo Warui terá a oportunidade de fazer S pagar pelo que fez. Capítulo Dezoito: Confronto Premeditado! Warui & S!
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Ter 3 Maio 2011 - 14:59

Oi pessoal! Cheguei com mais um capítulo.Quem perguntou?

Comentários:
Forever Alone...

Fiz um Sprite do novo Design da NR e da Corrupt Ball:




Capítulo Dezoito: Confronto Premeditado! Warui VS S!

- Prepare para enfrentar o JI verdadeiro! – Disse S, e logo Heracross avança contra o Warui enfurecido.

-Não deixarei que continue com isso! S! – Gritou Warui segurando Heracross pela barriga e o jogando com cuidado nas pilhas de caixas.

S parecia ter sofrido um pouco da dor de Heracross, esse era o lado de desvantagem daquela Pokébola corrompida, uma ligação tão profunda assim, chegando á níveis psíquicos liga os dois como um só.

- Meu nome é Silver seu idiota! Heracross mate o inseto! – Disse Silver, revelando sua identidade, mas a palavra inseto lembra a Warui uma coisa.

- Scyther! Vacuum Wave! – Warui havia se esquecido de Scyther, o tempo todo em seu bolso, mas havia algo errado com Scyther, parecia mais poderoso...

Scyther agora lutava com ataques muito fortes, nem na luta contra Scizor, que ele estava com força total ele parecia tão forte, agora Warui se sentia mais fraco á cada segundo, como alguém que corre uma maratona.


- Curioso... – Disse Silver observando Warui e Scyther enquanto alisava seus cabelos ruivos.

- Chefe... O que é curioso? – Disse John sem entender nada do que estava havendo.

- O garoto... Sua ira aumenta o poder dos seus Pokémon, mas como consequência disso, ele se sente desgastado... Ele não é um humano ordinário...

Warui parou pra pensar no assunto, e tinha um “quê” de verdade, nas montanhas perto de New Bark, onde capturou Mareep, Cyndaquil produziu o Flamethrower mais forte que ele já viu depois que ele ficou irado com as outras Mareeps e o treinador que capturou o Mareep Shiny.

Aquele não era um bom lugar para Scyther lutar, uma sala vazia, sem espaço para correr ou voar. Cercado por caixas, que se Scyther as derrubasse iria apenas atrapalhá-lo, nada disso era problema para Heracross, com seu corpo grande e pesado...


- Heracross Toxic! – Heracross cospe um líquido roxo de sua boca em Scyther, que acaba envenenado.

- Essa não! Scyther! – Gritou Warui enquanto Scyther gemia de dor.

- Venoshock! – Heracross cospe outro líquido em um tom diferente de roxo em Scyther, e as toxinas lutam entre si no corpo de Scyther, fazendo-o agonizar de dor.

- Scyther não! O que você fez com ele? Você vai morrer bastardo miserável! – Gritou Warui correndo na direção de Silver, e o anel negro que envolvia seus olhos azul-escuros começou a aumentar, surpreendentemente, Scyther se recuperou do envenenamento.

- Chefe! Deixe-me cuidar dele! Machoke encha a cara dele com seus punhos! – John se coloca no meio do caminho e joga uma Pokébola para cima, enquanto isso Scyther enfrentava o chifre de Heracross com suas lâminas.

Silver e John não podiam acreditar naquilo, Warui lutava contra Machoke como se fosse um Pokémon também, ambos desviavam com velocidade dos ataques do outro, aquela era a coisa mais bizarra que já tinha se ouvido falar.

Machoke tenta acertar Warui com um Karate Chop, mas Warui era mais rápido que ele, ele acerta a barriga de Machoke com a mão aberta, fazendo este recuar alguns passos para trás, na luta de Scyther, ele usa as costas de Heracross como um impulso para pular para cima, Silver chegou á cair no chão com a força, depois ele atira um Vacuum Wave de lá de cima mesmo, mas Silver através de sua mente manda Heracross desviar, a onda de vácuo derruba todas as caixas no lugar, revelando algumas pokébolas que estavam armazenadas em algumas delas.


- Onde eles estão? – Disse John, sem saber do paradeiro dos lutadores por causa das caixas.

- Maldito! – Gritou Warui no meio da confusão, logo, Machoke sai voando do meio das caixas, chegando á quase acertar Silver, quando olharam pro pobre Pokémon, ele estava nocauteado e com rosto e olhos roxos e inchados.

- Onde está esse garoto? Eu vou arrancar os cabelos dele um por um! – Gritou John furioso entrando no meio das caixas, mas algo o puxa e ele desaparece entre elas, logo barulhos de socos são ouvidos, depois John é atirado de lá na mesma situação que o seu Pokémon.

- Formidável... – Disse Silver alisando os cabelos ruivos novamente enquanto observava Warui sair da confusão de caixas.

- O próximo será você... – Disse Warui encarando Silver como se pudesse explodir sua cabeça só com o olhar. E o seu olhar... Somente suas pupilas podiam ser vistas, se aquilo continuasse Warui iria perder o controle como naquele dia...

Warui sobe em cima das caixas e corre pulando de uma para outra, ele estava mais ágil que um Primeape, havia algo nele que as outras pessoas não tinham e nunca poderiam ter...

Ele dá um pulo na caixa mais alta e dispara com o punho fechado na direção de Silver, ele estava muito rápido, era impossível para qualquer um desviar daquele golpe veloz, ou era o que uma pessoa normal pensaria...


- Como... – Começou Warui depois que sua mão rachou a parede, Silver havia desviado do golpe com a agilidade de Heracross, não era muito, mas foi o suficiente para salvá-lo.

- Tolo... – Silver manda Warui até o teto com um chute na barriga, pequenos pedaços de pedra caem após o impacto. – Assim como a Corrupt Ball permite ao treinador e ao Pokémon dividirem a mesma mente, também permite que compartilhemos nossas habilidades! – Silver pega Warui que estava caído no chão, ele não era muito grande, podia ser um adulto, mas era apenas apoximadamente 10 cm maior que Warui. – Heracross...

Assim que Silver chama por ele, Heracross sai das caixas acertando um soco no tórax de Scyther, ele estava só brincando com ele todo o tempo e nada mais do que isso.

- Você é um idiota Warui Kurai... Talvez aprenda a não se meter nos assuntos alheios na sua próxima vida... Enquanto isso eu vou me divertir torturando seus Pokémon e extinguindo cada membro da sua família.

Silver não devia ter pronunciado aquelas palavras, assim que elas invadem a mente de Warui contra a sua vontade, suas pupilas desaparecem deixando somente a cor preta restava em seus olhos, ele estava fora de controle...

A fúria de Warui estava em seu ápice, ele nunca iria permitir que outros sofram pelos erros que ele cometeu. Warui junta as mãos em cima da sua cabeça e acerta Silver com um belo golpe, antes mesmo que pudesse tocar o chão um chute direcionado no mesmo lugar que atingiu faz o Líder da NR girar três vezes no ar antes de quebrar a parede, temendo que ele estivesse morto, a cor azul-escuro nos olhos de Warui retornou.

- Senhor! – Disse John finalmente acordando de seu nocaute.

- Guarde... Guarde minhas palavras Warui Kurai: Á você e todos os seus próximos... Só resta a morte... – Disse Silver com a cabeça sangrando e um tanto grogue.

- Você é quem é o tolo aqui Silver...Para qualquer ser vivo a morte é o único destino, por isso eu não a temo, a aceito como uma velha amiga... – Disse Warui filosofando, prova de seu retorno á razão.

Um grande tremor atingiu a sala, se ainda tivesse um caixa em pé todas elas cairiam, o abalo acidentalmente fez Silver derrubar sua Corrupt Ball, que cai no chão e quebra em vários pedaços, soltando Heracross do transe. O teto do lugar abre, mostrando um helicóptero que aguardava por Silver e John, logo eles jogam uma escada de madeira, e John sobe carregando seu líder.


- Eu não vou deixar você fugir sem levar o troco Silver! Scyther Air Cutter quatro vezes! – Scyther joga quatro rajadas de vento cortante contra o líder da NR.

- Aaaargh! – Silver grita de dor depois dos ataques, depois olha para seu braço e vê um corte em forma de W nele.

- Por enquanto estamos quites canalha! Mas eu ainda vou fazer você pagar pelas vidas que você desperdiçou pela sua ambição. – Disse Warui olhando Silver ser acudido por algumas pessoas no helicóptero. – Vamos sumir daqui e explodir esse lugar, mas antes, vamos libertar esses Pokémon. – Disse Warui para Scyther e Heracross.

Warui realmente fez o que disse, tinha mais de mil Pokébolas ali, mas ninguém saiu da base secreta até que todos fossem libertados, depois para completar a bagunça Warui encontrou o lugar onde se injetava o gene JI, não demorou muito para ele causar um curto-circuito e sair dali.

Ginásio de Azalea 23h47min


- Heracross! – Disse Konchú correndo em direção ao Pokémon Chifre Único.

- Heracross? E eu? – Disse Warui já pensando que seu irmão estava sendo ingrato com ele depois do que ele fez.[*b]

- Valeu Warui! Toma! – [b]Disse Konchú jogando um objeto brilhante para Warui, que pega ainda no ar.

Warui olhou para o objeto, era uma espécie de medalha com o desenho da parte de cima de uma joaninha, Warui conhecia aquilo... Era a Insígnia da Colméia, a insígnia tão cobiçada da cidade de Azalea agora estava em suas mãos, e isso guardava um brilho em seu coração, não por conseguir algo em que muitos falharam, mas porque provou que não era inferior a seu irmão...

Continua...


Warui resolve passar o dia como uma pessoa normal, como isso vai acabar? Capítulo Dezenove: Comum...
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Pokémon-fics em Qua 4 Maio 2011 - 1:35

Primeiramente peço desculpas por não ter comentado no capitulo anterior, foi porque tive coisas para fazer e por isso não tive tempo de comentar.

Sobre os capitulos: Foi muito legal, eu adorei muito principalmente sobre a parte que Warui luta contra um pokémon como se fosse um pokémon, mas esse Silver... Seria o rival que aparece nas vesões de Pokémon: Gold, Silver e Crystal com respectivos remakes, Heart Gold e Soul Silver?

Mas enfim, os capitulos foram otimos e espero o proximo capitulo.

PS: Sobre a resposta do meu comentario se haveria outra temporada ou na~, não precisava dizer o final da historia, só precisava dizer se haveria ou não.
avatar
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 05/12/2010

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


Ver perfil do usuário http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Brendan_Poke em Qui 5 Maio 2011 - 11:16

Olá! Eu já li todos os capitulos da sua fic e...ESTÁ ÓTIMA!!!

É a melhor FF de Pokémon que eu já vi! *¬*

E a propósito , por que você pôs meu nome na sua Sign?
avatar
Brendan_Poke
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 25/04/2011

Frase pessoal : Filé de peixe com creme de leite


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkDialga em Seg 9 Maio 2011 - 17:11

Oi! Cheguei mais uma vez!

Comentários:

Pokémon-fics: Sim! É o mesmo Silver dos jogos, só que crescido é claro! E aquele detalhe que eu dei era um negócio sem importância que eu nem ia falar mesmo... O Final da história está longe de ser baseado nisso.

Brendan_Poke: *Cola Brendan_Poke na lista de leitores* Oi! Novo leitor! Que bom que gostou da Fic! Continue acompanhando! Você caiu na pegadinha do Username! Quando se usa o nome de usuário sempre aparece, é assim ó: { USERNAME }! Mas tudo junto!

Capítulo Dezenove: Comum...

Warui não tinha tempo para encontrar um lugar para dormir, então foi obrigado a dormir no ginásio mesmo, os aposentos não eram nada como ele pensou, em vez de um lugar organizado e com tudo cheirando á flor de Roselia, era um lugar muito bagunçado que tinha um cheiro de mofo.

- E ele ainda fala do meu quarto... – Disse Warui baixinho se deitando na cama de molas afastando uma pilha de tranqueiras de cima, aquele quarto não era usado fazia muito tempo.

Obviamente Warui acordou completamente dolorido, esse era o único resultado que se podia prever dormindo naquela cama de molas, mas em vez de culpar a cama, Warui achou que havia sido somente sua luta contra Silver ontem á noite.

- Quando foi a última vez que você limpou aquele lugar? E ainda diz que eu é que sou desorganizado! – Gritou Warui surpreendendo Konchú, que estreava sua nova flauta em cima da sua pedra favorita.

- Perdoe-me... Aqui nunca tenho tempo para arrumar nada. – Konchú retornou para sua paz serena, ou como Warui dizia: “Voltou pro Emo World.”

Nem mesmo um “Até logo” foi proferido pelos lábios de Warui, ele simplesmente apanhou sua mochila e saiu em uma tentativa frustrada de quebrar o equilíbrio espiritual de Konchú. No final, o feitiço virou contra o feiticeiro quando Warui olhou para trás de leve e viu seu irmão tranquilo como sempre, ele quis quebrar a nova flauta só para ser irritante.


- Ok! O que vamos fazer hoje? – Perguntou o treinador chamando para fora seu companheiro de viagem.

- Cyndaquil Cynda? (Que tal descansarmos por hoje?) – Sugeriu Cyndaquil, e a idéia realmente era boa, só em um dia Warui enfrentou seu irmão duas vezes, treinou durante horas na Ilex Forest e salvou Heracross e alguns Pokémon aleatórios das garras cruéis da NR. Realmente era hora de um descanso.

- OK! Então vamos visitar a cidade! Primeira Parada: Centro Pokémon para um bom café da manhã! – Disse Warui correndo, sem reparar em duas figuras suspeitas que o vigiava de perto.

Centro Pokémon de Azalea 10h12min

O Centro Pokémon de Azalea era de longe mais moderno do que o da cidade de Violet, além das meras máquinas que recuperam os Pokémon, havia virando á esquerda uma Mini-feira de trocas e outras coisinhas que Warui vai visitar e eu falarei mais.

- Com licença. Como funciona essa feira de trocas? – Perguntou Warui sem entender nada do que estava acontecendo.

- É extremamente simples: Se você é cadastrado oficialmente na Liga Pokémon, você pode colocar um Pokémon para trocar com alguém, leia esse manual que você vai entender. – Disse a mulher que tomava conta do lugar entregando umas folhas.

STP: Como trocar?

Introdução

O STP (Sistema de Trocas Pokémon) é um programa oficial da Liga Pokémon que ajuda treinadores a arrumarem um Pokémon que desejam, ou trocar um que não mais o satisfaz. Criado em 2022 pela Professora Crys, até os dias de hoje treinadores concordam que facilitou muito o processo de trocas, além de prevenir trocas ilegais ou enganosas.

Utilizando o STP

Ao se cadastrar no STP, você irá colocar um Pokémon para troca, e deverá preencher a seguinte ficha:

Espécie:
Número de vitórias*:
Moveset:
Nature:
Parceiro*: Sim/Não
Filhos*: Sim/Não
Idade: Adulto/Criança/Bebê.
Item: Nononono

* É opcional

Provavelmente você não entendeu nada, por isso irei explicar alguns dos requisitos da ficha:

Número de vitórias: Útil para alguns treinadores calcularem a experiência do Pokémon.
Idade: Muitos Pokémon podem se sentir sozinhos longe do treinador antigo se não estiverem na idade certa.
Parceiro: Ás vezes o Pokémon pode não querer outro parceiro, e isso tornaria desvantajoso para criadores.
Filhos: Pode se julgar o poder do Pokémon olhando o potencial dos seus filhos, mas como os genes de ambos os parceiros são levados em conta, é aconselhado julgar uma troca por outros parâmetros também.

Agora você está pronto para usar o STP, somente se cadastre com a PokéDex e pronto!



- “Tentador... Mas dessa vez passa. – Pensou Warui, fazendo-me ficar fulo da vida por ter escrito um texto tão grande por nada.

- TIM TIM! A EQUIPE DO TREINADOR WARUI KURAI ESTÁ RECUPERADA! – Era outra diferença do Centro Pokémon de Azalea, quando uma equipe era recuperada, uma voz falava em todo o lugar.

Warui se dirigiu calmamente até o balcão, mas quando chegou lá uma figura misteriosa agora pegava uma de suas Pokébolas na maior calma, era justamente a Pokébola de Scyther, adivinhando quem era, Warui perseguiu o ladrão lentamente sem chamar a atenção.

- Ei amigo! – Disse Warui colocando a mão sobre o ombro do ladrão que era um pouco mais baixo que ele. – Você pegou meu Pokémon por engano. – Warui vira o ladrão, deixando os dois face-a-face, ele escondia o rosto com um pano e óculos escuros.

- Desculpe-me, eu estou um pouco distraído hoje... – Disse o garoto indo embora, tendo que aguentar o olhar vívido e penetrante de Warui.

- “Esses idiotas da NR estão dispostos á tudo, estão até contratando pirralhos para roubar o Scyther...” – Disse Warui saindo do Centro Pokémon, antes que alguém acabasse ferido por causa dele.

A próxima parada de Warui era o santuário da Ilex Forest, ele queria entrar em contato com Celebi, pensando se estava bem depois do que aconteceu naquele dia. No caminho, Warui não conseguia parar de pensar no que Silver estaria fazendo, capturando e roubando mais Pokémon? Fazendo mutações bizarras em criaturas inocentes? O fato de não saber onde ele estava o deixava nervoso.

Ilex Forest 13h03min

- Obrigado por viajar na Warui Kurai Transportes! Desembarque pelo lado esquerdo da locomotiva. – Warui chama Butterfree para fora, sabendo que ele queria falar com seu amigo.

- Triiiiiiiiiiii! – Butterfree grita como se estivesse mandando uma espécie de sinal para seu amigo lendário.

Mas a lenda não apareceu, Butterfree parecia cada vez mais ansioso, Warui olhava para todos os lados temendo uma emboscada da NR, só que o silêncio eterno de Ilex prevalecia, o som suave do vento, o farfalhar de folhas... Era a única coisa que se podia ouvir.

- Ei! Nem pense besteira! Talvez Celebi só esteja em outro tempo! Vamos admitir que este não é muito agradável não é? – Disse Warui, e realmente acalmou Butterfree, mas ele escuta um barulho vindo das árvores. – Não estamos sozinhos! Corram! O mais rápido que conseguirem.

Warui estava certo, vários ataques eram lançados enquanto eles corriam, mas eles não conseguiam ver que tipo de ataque nem seus emissores. Um ataque cortante corta um galho de uma árvore que por muito pouco não coloca Warui para dormir, felizmente eles escapam da floresta.

- Conseguimos... – Disse Warui arfando de cansaço, mas duas pessoas aparecem em sua frente.

- Warui! Encontramo-nos mais uma vez! – Disse um jovem louro do mesmo tamanho de Warui, e estava acompanhado do menino do Centro Pokémon.

- Mas quem diria? Shurui Hikari... O que o mauricinho quer aqui? Brincando de treinador mais uma vez aposto! E quem é esse cara? Seu namorado? – Disse Warui debochando, dessa vez ele sabia que ia vencer.

- Ria enquanto pode palhaço! Você vai devolver meu Scyther! – Disse Furyõ tirando o lenço e os óculos, e não parecia com uma cara feliz.

- Sério gata? Então vamos resolver isso no estilo dos treinadores...

A tensão aumentou depois do elogio de Warui, Shurui só não partiu para o “vamos ver” porque sabia que iria levar uma surra e pagaria mico na frente da Ex. Os adversários estavam perdendo a calma, caindo no joguinho de Warui, e isso não é bom quando se enfrenta alguém como ele...


- Batalha Pokémon! – Os três mandaram seus Pokémon para o centro do círculo que se formou de curiosos diante da batalha iminente.

Continua...

Scyther é a única coisa que liga Warui á NR, e agora está prestes a ser tirado dele! Warui precisa lutar com todas as suas forças, não somente para ter uma chance de acabar com os planos de Silver, mas também para não perder um grande amigo... Capítulo Vinte: Batalha em Dupla! Warui VS Shurui & Furyõ!


Última edição por DarkDialga em Sex 13 Maio 2011 - 13:41, editado 1 vez(es)
avatar
DarkDialga
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 09/10/2009

Frase pessoal : [Insira uma Frase Pessoal Aqui]


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Brendan_Poke em Ter 10 Maio 2011 - 0:35

LECAL!! *¬*

Capitulo 20!Capitulo 20!Capitulo 20! [/modonoob]

O Capitulo ficou pequeno e meio...Falta alguma coisa...Mas mesmo assim tá legal!
avatar
Brendan_Poke
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 25/04/2011

Frase pessoal : Filé de peixe com creme de leite


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por DarkZoroark em Ter 10 Maio 2011 - 23:31

E aí Dark Dialga ^¬^
Sou grande fã da sua fic (vejo desde o primeiro cap, mas só agora tomei coragem para postar um comentário).
Pelo jeito, estão todos de marcação sobre o Scyther do Warui.
Achei o capítulo ligeiramente pequenos, mas ainda assim incrível.
Aguardo ansioso seu próximo capítulo
avatar
DarkZoroark
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
0 / 100 / 10

Data de inscrição : 11/04/2011

Frase pessoal : Let's Play!


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: The Dark Ways...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum